You are on page 1of 3

7.3.1.4.

Recursos Hídricos Marítimos

• Topobatimetria do local do molhe

Como já apresentado no item 7.2.1.6 _Recursos Hídricos (Diagnóstico Ambiental _ Meio


Físico/Área de Influência Direta) foi realizada pela Conage-Aquamodelo, em 1999 a batimetria da
região, abrangendo toda a Praia de Sernambetiba, desde o Pontal até a embocadura do canal daquela
praia. As profundidades variaram desde a parte emersa da praia (realizada por levantamentos de
perfis transversais) até a profundidade de 12 m, realizada por embarcação equipada com
ecobatímetro digital. A partir dos dados digitalizados foram elaborados perfis de praia ao longo do
arco praial, cuja localização está apresentada na Figura abaixo.

Esquema da localização da área da batimetria e perfis de praia nas praias do Pontal e da


Macumba.

Fonte: COPPE, 2000.

O levantamento batimétrico na área próxima ao molhe é apresentado na Figura abaixo.

621
Levantamento batimétrico na área do molhe na Barra do Canal de Sernambetiba.

Fonte: COPPE, 2000.

A Figura abaixo apresenta o perfil próximo ao local do molhe (P5), sendo indicado o local de coleta
de amostra emersa e submersa dos sedimentos, bem como o nível d’água no momento da coleta.
Verifica-se neste perfil a formação de banco de areia a partir da profundidade de 1 m, e declividade
submersa suave, com a isóbata de 6m a uma distância de aproximadamente 300 m da praia.

622
Perfil da Praia da Macumba – P5.

PERFIL 5

6
P5 B
4

2
NA
elevação DHN (m)

0
P5 S

-2

-4

-6

-8

-10

-12
0 200 400 600 800 1,000 1,200
distância da origem (m)

Fonte: COPPE, 2000.


• Sedimentologia do Canal de Sernambetiba

Para a definição da natureza e granulometria dos sedimentos do material a ser dragado na


desembocadura do canal de Sernambetiba foram coletadas 3 amostras para posterior análise
laboratorial. Os laudos laboratoriais e as curvas granulométricas encontram-se em anexo.

O Quadro abaixo mostra a localização dos pontos de coleta e os resultados dos diâmetros medianos.
O material é composto por areia grossa e bem selecionada, com diâmetro mediano entre 0,61 a
0,75mm.

Granulometria dos Sedimentos na Desembocadura do Canal de Sernambetiba.

Amostra UTM N (m) UTM E (m) D50 (mm) Classificação textural

C1 7.451.990 654.510 0,61 Areia grossa e bem selecionada


C2 7.451.854 654.420 0,64 Areia grossa e bem selecionada
C3 7.451.768 654.376 0,75 Areia grossa, bem selecionada
Fonte: Cohidro.

623