You are on page 1of 1

DECRETO Nº 46.261, DE 24 DE JUNHO DE 2013 - SEF/MG http://www.fazenda.mg.gov.br/empresas/legislacao_tributaria/decretos...

DECRETO Nº 46.261, DE 24 DE JUNHO DE 2013
(MG de 25/06/2013)

Altera o Regulamento do ICMS (RICMS), aprovado pelo Decreto nº 43.080, de
de 2002.

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, no uso de atribuição que lhe confere o inciso VII do art. 90 d
Estado e tendo em vista o disposto no inciso XXXIX do art. 55 da Lei nº 6.763, de 26 de dezembro de 1975,
COTEPE nº 33, de 29 de setembro de 2008 e no Ajuste SINIEF nº 07/05, de 30 de setembro de 2005, DECRETA:

Art. 1º O inciso XLI do art. 216 do Regulamento do ICMS (RICMS), aprovado pelo Decreto nº 43.080, de 13 de de
passa a vigorar com a redação que se segue:

“Art. 216. ...........................................................................................................................

XLI - por cancelar, após o prazo de cento e sessenta e oito horas, contado do momento da concessão de Aut
documento fiscal eletrônico relativo a operação ou prestação não ocorrida: 20% (vinte por cento) do valor da
prestação;

....................................................................................................................................” (nr)

Art. 2º A Parte 1 do Anexo V do RICMS passa a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 4º ..............................................................................................................................

Parágrafo único. Relativamente aos incisos I a III do caput, tratando-se de NF-e, as informações serão ins
manuscrita, no DANFE, ou enviadas, por meio eletrônico, nos termos do art. 11-K desta Parte.

Art. 11-F. ..........................................................................................................................

§ 1º O cancelamento da NF-e, em prazo não superior a vinte e quatro horas, contado do momento da concessão d
Uso da NF-e, será efetuado pelo emitente mediante Pedido de Cancelamento de NF-e e transmitido à Secreta
Fazenda via internet, por meio de protocolo de segurança ou criptografia, observado o disposto no Manual d
Contribuinte.

.............................................................................................................................................

§ 5º O cancelamento da NF-e após o prazo previsto no § 1º e antes de cento e sessenta e oito horas, contadas
concessão de Autorização de Uso da NF-e, será considerado válido, desde que observado o procedimento estabel
da Superintendência de Arrecadação e Informações Fiscais (SAIF) da Secretaria de Estado de Fazenda.

Art. 11-K. Após a Autorização de Uso da NF-e, o destinatário deverá se manifestar sobre sua participação na ope
pela NF-e, na forma e no prazo previstos no Ajuste SINIEF nº 07/05, de 30 de setembro de 2005, e observado lei
no Manual de Orientação do Contribuinte, através do envio de informações de:

I - confirmação da operação: manifestação do destinatário confirmando a ocorrência da operação descrita na NF-e
da mercadoria;

II - operação não realizada: manifestação do destinatário declarando que a operação descrita na NF-e foi por ele so
não se efetivou;

III - desconhecimento da operação: manifestação do destinatário declarando que a operação descrita na NF-e
solicitada;

IV - ciência da emissão: manifestação do destinatário declarando ter ciência da operação descrita na NF-e, q
possuir elementos suficientes para apresentar uma manifestação conclusiva como as descritas nos incisos anteriore

Art. 3º Ficam revogados os arts. 103 a 106 da Parte 1 do Anexo V do RICMS.

Art. 4º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, aos 24 de junho de 2013; 225° da Inconfidência Mineira e 192º da Independ

ANTONIO AUGUSTO JUNHO ANASTASIA
Danilo de Castro
Maria Coeli Simões Pires
Renata Maria Paes de Vilhena
Leonardo Maurício Colombini Lima

1 de 1 06/09/2017 09:22