You are on page 1of 5

AIJE – ATÉ A DIPLOMAÇÃO

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO
EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO MARANHÃO

Distribuiçãã o ão Corregedor Regionãl Eleitorãl (LC 64/90, ãrt. 22)

BELTRANO DE TAL, cãndidãto ão cãrgo de deputãdo
estãduãl pelã Coligãçãã o “FIRME E FORTE”, com endereço indicãdo no
pedido de registro de cãndidãturã RCAND n° XXXXXX, por seu ãdvogãdo
(doc. 01), pedindo sejam as intimações feitas em nome de Rodrigo
Pires Ferreira Lago – OAB/MA 6148 – OAB/DF 30221, este com
escritoó rio profissionãl no endereço indicãdo no rodãpeó , vem
respeitosãmente perãnte Vossã Exceleê nciã, com fundãmentãdo no ãrtigo 22
dã Lei Complementãr n° 64/90, pãrã propor
AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL
em fãce CICLANA DE TAL, cãndidãtã ão cãrgo de deputãdo estãduãl pelã
Coligãçãã o “OS FRACOS TAMBEÉ M VENCEM”, estã com endereço pãrã
intimãçãã o indicãdo no respectivo RRC, o que fãz nos seguintes termos:
II – DOS FATOS
O Sr. Bãrnãbeó de Tãl, mãrido dã cãndidãtã representãdã, eó
proprietãó rio de um enorme pãrque de vãquejãdã locãlizãdo no municíópio
de Mãrãnhãã o dos IÉndios (MA) – Pãrque Boi Gordo. Esse municíópio tem
quãrentã mil hãbitãntes, e se locãlizã nã regiãã o sudeste do estãdo, que
ãgregã outros dez municíópios, com cento e vinte mil hãbitãntes e setentã
mil eleitores, segundo dãdos do IBGE e do TSE (docs. 01 e 02).

Ruã dos Pinheiros, Qd. 16, Cãsã 16, Sãã o Frãncisco, Sãã o Luíós (MA) – CEP: 65.076-250.
e-mãil: rpflãgo@gmãil.com - fone/fãx: (98) 3235-6772.

Informãçoã es oficiãis dã Políóciã Militãr do Estãdo do Mãrãnhãã o. Segue ã trãnscriçãã o deste trecho (doc. que foi convocãdã pãrã gãrãntir ã segurãnçã preventivã dos populãres. 04). veiculãdo nã TV Sudeste: VOCALISTA DA BANDA: Meus ãmigos. 03). divulgãndo ã minhã cãndidãturã ã deputãdã estãduãl. Pois bem. Bãrnãbeó de Tãl ãnunciã que chegãvã ão locãl ã cãndidãtã REPRESENTADA. e ãgorã eu quero dãnçãr um pouco de 2 . Voltãmos jãó ! BARNABEÉ : Queridos ãmigos. e tãmbeó m poderiãm ser trocãdos por um quilo de ãlimentos nãã o perecíóveis. ã bãndã Forró Sacode ãnunciã um intervãlo de quinze minutos. que trãnsmitiu o evento no diã seguinte (mídia anexa). entregãndo-lhe o microfone. Quãse nãã o consegui chegãr ã tempo de pãrticipãr destã festã. Neste momento. CICLANA: Obrigãdã Bãrnãbeó ! Meus ãmigos. Estou vindo dã regiãã o norte do estãdo. ãgrãdeço ã presençã de todos. como se veê do folder publicitãó rio (doc. com ingressos prãticãmente doãdos ão povo. No diã 26 de setembro de 2010. vãmos ãgorã fãzer um pequeno intervãlo de quinze minutos. 05).00 (cinco reãis). em meio ãà grãnde festã populãr. Esse períóodo de eleiçoã es eó complicãdo. EÉ ã nossã grãnde liderãnçã Drª Ciclãnã de Tãl. o Sr. Subã ãqui no pãlco e deê um ãloê pãrã esse povãã o que estãó brincãndo nestã noite festivã. Esse instãnte foi documentãdo por filmãgem feitã pelã emissorã TV Sudeste. e ã convidou ã dãr cumprimentãr os presentes. EÉ muitã gente! Temos mãis de vinte mil pessoãs ãqui? O Pãrque Boi Gordo ãgrãdece ã presençã de todos. O povo estãó se divertindo. Mãs estou ãqui. Os ingressos pãrã o show forãm vendidos ão preço moó dico de R$ 5. reãlizou-se um grãnde evento no Pãrque Boi Gordo. E olhã quem estãó chegãndo. fãltãndo ãpenãs umã semãnã pãrã o diã dã votãçãã o. O jornãl Tribuna do Sudeste noticiou o evento informãndo ã presençã de “pelo menos dez mil pessoãs” (doc. nãã o imãginãvã esse tãnto de gente ãqui. que consistiu em um show dã bãndã Forró Sacode. ãcusãm ã presençã de “mãis de dez mil pessoãs”.

e o restãnte espãlhãdo no estãdo (doc. exceto o dã proó priã cãndidãtã – certãmente com recursos de caixa dois. que erã de deputãdã estãduãl. soó se teriã ãrrecãdãdo R$ 50 mil (cinquü entã mil reãis). E nãã o constã que houve pãtrocíónio ão evento. Estãó pãtente o ãbuso de poder econoê mico prãticãdo pelã representãdã. que eó vedãdo ãà s demãis cãndidãturãs. O deó ficit de mãis de cem mil reãis certãmente nãã o foi coberto pelã vendã de bebidãs. mãó xime quãndo se considerã o cãrgo disputãdo pelã representãdã. relãtãndo fãtos e indicãndo provãs. Nãã o fosse o bãstãnte. desvio ou ãbuso do poder econoê mico ou do poder de ãutoridãde. Abrãço ã todos. sendo quinze mil no municíópio de Mãrãnhãã o dos IÉndios (MA). fãzendo com que todã ã populãçãã o compãrecesse ão evento sem que soubessem que ãquele evento se converteriã em um ãto de cãmpãnhã dã representãdã. indíócios e circunstãê nciãs e pedir ãberturã de investigãçãã o judiciãl pãrã ãpurãr uso indevido. EÉ níótidã ã potenciãlidãde destã condutã pãrã ãfetãr o resultãdo dãs eleiçoã es. em benefíócio de cãndidãto ou de pãrtido políótico”. e nãã o trocãdo por ãlimentos (o que certãmente foi ã mãioriã). III – DO DIREITO O ãrt. ou utilizãçãã o indevidã de veíóculos ou meios de comunicãçãã o sociãl. forroó com o meu mãrido. O vãlor cobrãdo pelã bãndã pãrã essãs ãpresentãçoã es eó de R$ 150 mil (cento e cinquü entã mil reãis) pãrã ã ãpresentãçãã o. que ãcessou um veíóculo de míódiã de imenso ãlcãnce. Aindã que todos os presentes tivessem pãgo o ingresso. ã cãndidãtã representãdã foi eleitã com trintã mil votos. o showmício. No cãso ãindã se tem ã ãgrãvãr ã condutã que este showmício ocorreu de formã subliminãr. ãleó m dã hospedãgem. outros dez nos demãis municíópios dã regiãã o sudeste. 3 . proibido desde ãs eleiçoã es de 2006. Proclãmãdo o resultãdo dãs eleiçoã es. ã retrãnsmissãã o do evento pelã emissorã de televisãã o deu ãindã mãior repercussãã o ão fãto. diretãmente ão Corregedor- Gerãl ou Regionãl. 22 dã Lei Complementãr n° 64/90 ãutorizã os cãndidãtos ã “representãr ãà Justiçã Eleitorãl. e os ingressos forãm prãticãmente grãtuitos. 06). Peço licençã ã voceê s pãrã pegãr emprestãdo o nosso Bãrnãbeó .

IV – DO PEDIDO DIANTE DO EXPOSTO. Mesmo que se ãplique ã ãtuãl jurisprudeê nciã do eg. TSE que nãã o cãbe ãpurãr cãptãçãã o ilíócitã de sufrãó gio em AIME. O que se viu foi o pretexto criãdo pelo mãrido dã representãdã. nos termos do ãrtigo 22. TSE. p. como jãó decidido pelo eg. ã penã serãó indiscutivelmente proporcionãl ãà condutã lesivã. Mãs essã provã sequer seriã necessãó riã. EROS ROBERTO GRAU. [. I. tem-se ãqui que o volume de eleitores envolvidos eó suficiente ãà configurãçãã o do ãbuso de poder econoê mico. Relãtor(ã) Min.. a dã Lei Complementãr n° 64/90.]” (TSE – RCED nº 671.193 c/c ãrt. Sendo umã disputã pãrã eleiçoã es proporcionãis no estãdo do Mãrãnhãã o. o ãbuso do poder econoê mico eó mãnifesto. EÉ certo. nãã o serãó considerãdã ã potenciãlidãde de o fãto ãlterãr o resultãdo dã eleiçãã o. nãã o ãpenãs houve ã potenciãlidãde dã condutã ã desiguãlãr o pleito. Poder-se-iã ãteó questionãr se no cãso se tãmbeó m nãã o hãveriã ã cãptãçãã o ilíócitã de sufrãó gio. Acoó rdãã o de 03/03/2009. No cãso presente. Percebe-se que ã LC 135/10 . portãnto. que quãndo houver potenciãlidãde de interfereê nciã no pleito. pãrã que estã tivesse ã oportunidãde de dizer ã todos que erã cãndidãtã. como no cãso presente. como se veê que fãto isso repercutiu no resultãdo dãs eleiçoã es. mãs ãpenãs ã grãvidãde dãs circunstãê nciãs que o cãrãcterizãm”. ãleó m de incontãó veis telespectãdores ãlcãnçãdos pelo sinãl dã TV Sudeste eó suficiente ã cãrãcterizãr ã potenciãlidãde de desiguãlãr o resultãdo dãs eleiçoã es. requer sejã notificãdã ã cãndidãtã representãdã pessoãlmente. tem-se que “mãis de dez mil presentes”. TSE n° 23. destãcou que “pãrã ã configurãçãã o do ãto ãbusivo. porquãnto os ingressos forãm prãticãmente grãtuitos. bãstã ão exãme dã potenciãlidãde ã quãntidãde de eleitores envolvidos no ilíócito prãticãdo e ãs eleiçoã es disputãdãs. 4 . a dã Res.Lei Fichã Limpã. “[n]ãã o eó necessãó riã ã demonstrãçãã o ãritmeó ticã dos efeitos do ãbuso. ão inserir o inciso XVI. Aliãó s. DJe 59. inclusive ã míódiã ãudiovisuãl. encãminhãndo ã elã ã segundã viã destã petiçãã o e dos documentos. de 03/03/2009.. Precedentes. No cãso presente. sendo evidente ã finãlidãde eleitorãl. pãrã querendo ãpresentãr defesã no prãzo de 05 (cinco) diãs. o que fez expressãmente. configurãndo benefíócios dãdos ã eleitores. 35). 22.

em ãssentãdã uó nicã. dãs testemunhãs ãbãixo ãrrolãdãs e outrãs provãs que se fizerem necessãó riãs e oportunãmente requeridãs. ão finãl. 22. Provã-se o ãlegãdo com os documentos e míódiã juntãdos com estã petiçãã o. residente nã Ruã 01. cominãndo-lhes sãnçãã o de inelegibilidãde pãrã ãs eleiçoã es ã se reãlizãrem nos 8 (oito) ãnos subsequentes ãà eleiçãã o em que se verificou. instruíódo o feito e ouvido o oó rgãã o do Ministeó rio Puó blico. XIV. residente nã Ruã 10. dã LC 64/90 com ã redãçãã o dãdã pelã LC 135/10). Centro Sãã o Luíós (MA) 5 . ãleó m dã cãssãçãã o do registro ou diplomã dã cãndidãtã representãdã (ãrt. Sãã o Luíós (MA) 2) JOSEÉ MARIA. Pede Deferimento. e ãindã que ãpoó s ã proclãmãçãã o dos eleitos. Requer. sejã declãrãdã ã inelegibilidãde dos representãdos. sejã julgãdo procedente ã pretensãã o. bem ãssim com ã oitivã. Sãã o Luíós (MA). RODRIGO Pires Ferreirã LAGO OAB/MA 6148 – OAB/DF 30221 ROL DE TESTEMUNHAS 1) MARIA JOSEÉ . 12 de julho de 2010. Centro.