You are on page 1of 5

Sobre apego

“Alguns acreditam que precisam se esforçar para aquietar a mente, mas esse esforço só vai agitá-la ainda mais. Você não tem que
fazer nada além de ampliar a percepção através da totalidade na ação (presença). Assim, quando os pensamentos vêm, eles
simplesmente explodem como bolhas no ar. Se você puder desenvolver a presença, não importa a situação ou o lugar no qual se
encontra - nada vai abalar a sua serenidade.”
Sri Prem Baba

“Quando um padrão é muito insistente, é preciso ir fundo para compreender suas raízes, ou seja, é preciso conhecer os sentimentos
que dão sustentação à repetição negativa. A principal ferramenta para isso é a ampliação da percepção. Essa é uma das formas de
remover o véu do esquecimento da nossa verdadeira natureza. Assim, pouco a pouco, nos desidentificamos do ego (a ideia de “eu
controlo” e “eu faço”) e abrimos as portas para a lembrança de quem somos.”
Sri Prem Baba

“A ansiedade, a inquietação e a compulsão de fazer são sintomas da ambição e do desejo. Você está em busca de sucesso. E estando
sob o paradigma da matéria, você quer acumular riquezas porque acredita que sucesso significa ter muito dinheiro. Mas, quando o
paradigma muda e você começa a se mover para a vida espiritual, sucesso é ser muito caridoso, e fazer as pessoas felizes. Mas, como
poderá fazer os outros felizes se você não está feliz? Então, você segue buscando sucesso na vida espiritual, assim como buscava na
vida material. O fazer compulsivo é apenas uma fuga de si mesmo. É preciso compreender a raiz, a causa do desejo. E o
autoconhecimento é o que possibilita essa compreensão.”
Sri Prem Baba

- Os Planos de Consciências e os reinos elementais:

Plano Mental => 1º Reino elemental

Plano Astral => 2º Reino elemental

Plano Etérico => 3º Reino elemental

Plano Físico => 4 elementos : ar, fogo, água e terra ( físicos )

Elementais : Forças vivas da natureza qe atuam nos elementos,


seguem a ‘’Lei e a ordem divina’’ para a construção e manutenção
da vida. São forças da natureza semi- inteligentes que
instintivamente realizam suas funções e objetivos.

... ‘’se a luz não ocupa o seu lugar a sombra prevalece’’ ...

A VONTADE JUNTO DE SUPERAÇÃO É SUPREMA A TUDO

Princípios da Física:

Frequência – Oscilação que implica o nº de ocorrência de um evento

Onda- Locomoção da energia – Mecânica ou Eletromagnética

Ressonância- compatibilidade vibracional entre 2 corpos


Desconstrução de vícios: Liberação de energia cerebral (substâncias- neuropeptídeos ) que alimentam ( viciam ) as células

Potencial Quântico: Mental possibilitador ( trino – causador ) Vencer a esfinge (quaternária – aprimoramento)

Egrégora:

...‘’Quando a energia é deliberadamente gerada, ela forma


um padrão, ou seja, tem a tendência de se manter como está e de
influenciar o meio ao seu redor. No mais, os egrégoras
são esferas(concentrações) de energia comum. Quando várias
pessoas tem um mesmo objetivo comum, sua energia se agrupa e
se "arranja" num egrégora. Esse é um conceito místico-
filosófico com vínculos muito próximos à teoria das formas-
pensamento, onde todo pensamento e energia gerada têm
existência, podendo circular livremente pelo cosmo’’...

- Texto extraído de Wikipédia – internet

O ‘’EU’’ NÃO TEM APEGOS...ELE É.....A PARTICA DO SER...EU SOU QUE SOU......O QUATERNARIO INFERIOR Q ORIGINA
ISTO....

Existe uma cultura que valoriza o apego, como se as experiências na vida fossem eternas, esquecemos
que existem ciclos com começo, meio e renovação.

Ás vezes as situações nos limitam, geram cegueira e falta de perspectivas, no entanto, o apego exclui a possibilidade de mudança.
Todo apego paralisa a mais sutil mudança!

O mais nocivo ponto do apego é quando acredita-se que o que é vivido, ou conquistado, tem o mesmo significado do que se é como
pessoa! A ilusão de misturar sua identidade com as suas conquistas, as pessoas que estão na sua vida, os status de uma situação… é
altamente limitador para a sua capacidade de SER!

Quando há confusão nesse sentido, há insegurança em perder-se ou apegar-se demasiadamente ao que você acredita ter, e esse é o
primeiro passo para dependência de uma situação, de relações, e de ambientes que as vezes nos geram mais dissabores do que
prazer.

Quando uma pessoa está em uma empresa, acreditando que seu valor como ser humano está intimamente ligado ao que faz, existe
uma grande possibilidade de em algum momento viver o “vazio” da descoberta, de que aquele lugar pode ser transitório em sua vida.
Seu valor é constante! Então, quanto mais o auto valor estiver conectado ao que é possível SER, maior é a liberdade para transformar-
se e ser feliz!

Quando uma pessoa mantém uma situação em sua vida pessoal, para garantir o poder de controlar uma situação, ou por temer uma
mudança, está reduzindo sua beleza de SER, pois a vida é dinâmica, e existe algo que as escolas e as famílias esquecem de informar:
que a imprevisibilidade é algo real na vida de todo ser humano!

O sentir, o ser e os seus valores, são partes do seu SER, e te acompanham em todo e qualquer lugar e experiência!

Agora, o controle de uma situação, das pessoas e de seus sentimentos e atitudes, dos momentos que foram vividos… Isso tudo, pode
ser uma armadilha para o apego…. E ás vezes, para ausência de felicidade!
O desapego pressupõe a segurança de que o que foi vivido tem sentido para o SER, e o que está por vir, pode ser interessante para o
SER…. Que o que faz parte do SER é constante, e está ao mesmo tempo, em constante evolução, e certamente é o maior e melhor
patrimônio que podemos ter!

Quando falo aqui do desapego, é importante diferenciar a visão de desapego que muitas pessoas têm de “pobreza material,
resignação com sofrimento, ou de negar as questões mundanas”; aqui minha proposta de desapego está ligada intimamente ao
movimento da vida e ao ciclo das experiências, processos, relações pessoais e profissionais.

Desapegar-se do apego ao sofrimento, ás vezes insistimos em uma situação que mostra claramente pouco espaço para prosperar!

Desapegar-se do apego ao passado, ao que já foi legal e agora deixou de ser, de uma época ou de pessoas….. Viver o desapego é viver
a liberdade de poder escolher o que faz bem! Esse é o desapego que aqui vale como competência saudável!

Essa competência do desapego faria com que as pessoas agissem de forma mais leve, e que a vida tivesse um sentido maior!

Que tal refletir sobre como e onde você já pode treinar o desapego, e descobrir novas possibilidades?! Pois quando abrimos espaço,
novas surpresas e pessoas podem entrar em nossas vidas!

‘’ O ERRO ESTÁ EM NOA ESTAR PREPARADO E SE LANÇAR EM ALGO TVZ ATÉ


PIOR DO QUE O PRIMEIRO.....É NECESSÁRIO UMA PREPARAÇÃO PARA QUE
NOA EXISTA O ERRO E APEGO NOVAMENTE’’

EXEMPLO....CARENCIA NOS RELACIONAMENTOS

APEGO GERA O ‘’LIMITE’’..........O POTENCIAL CRIATIVO LIMITA-SE


Apegos religiosos, profissionais, relacionamentos, familiares, financeiros

EXEMPLO....CARENCIA NOS RELACIONAMENTOS

Desapego na infância
Desapego na infância

Mário Quirino - Diretor do Instituto Você, especialista em


programação neurolinguística (PNL)

Estado de Minas: 13/10/2013

O verbo apegar, entre suas várias definições, significa


agarrar, segurar, afeiçoar, dedicar. Esses significados
especificam o sentimento e o comportamento das crianças em
relação aos pais. As figuras paterna e materna são
referências de segurança, de confiança, de certeza e de bem-
estar. Quando existe a separação, seja para ir à escola ou
para ficar com a babá, a criança sente um impacto causado
pela ausência dos pais. O apego é comum nos primeiros anos.
A partir de então, é preciso dar mais liberdade às crianças,
pois o desapego é reflexo da independência, da autonomia e
da autoconfiança futuras, sendo o comportamento infantil um
espelho da vida adulta. Pais superprotetores exercem papel
importante nessa fase. Mesmo que queiram apenas proteger,
podem acabar prejudicando, até sem perceber. Alguns pais
têm receio e preocupação de o filho correr riscos e o mantêm
sempre por perto. O excesso de zelo e de ansiedade é
transferido para ele. Se os pais demonstram medo de deixá-
lo sair à rua, certamente o filho criará esse temor, pois a
criança reproduz o que aprende.
A programação neurolinguística (PNL) trata o desapego como
um processo natural de desenvolvimento da criança. O
grande ponto é como a experiência será registrada: positiva
ou negativa, possibilitadora ou limitante. Isso quer dizer que
as experiências e os registros impactarão diretamente na
personalidade da criança e no que ela acredita. O cuidado
deve ser redobrado nessa fase justamente devido à formação
dos valores e das crenças. Se os pais resolvem viajar e não
podem levar o filho, a atitude mais comum é deixá-lo com os
avós ou com os tios mais próximos. O estilo de vida diferente
do qual está acostumado e o modo de tratamento pode
interferir positiva ou negativamente na experiência. Se for
ruim, pode gerar insegurança, medo e fobia. A criança não
vai querer mais se afastar dos pais, pois aquele episódio
gerou uma sensação ruim e uma decepção, sentimentos com
os quais a criança não consegue lidar.
Ficar longe dos pais também pode ser um bom aprendizado.
A criança tem a possibilidade de se reconhecer como pessoa e
o maior ganho é entender que ela tem personalidade e
sonhos. Contudo, a criança pode interpretar uma situação
inicialmente positiva como ruim. Nesses casos, a PNL atua na
ressignificação do registro para proporcionar uma experiência
que possa influenciar na personalidade da criança e nas
crenças. Assim, é possível melhorar a autoconfiança, a
capacidade, a autoestima e o comportamento nos casos de
teimosia e de nervosismo, por exemplo.
A PNL também ajuda a superar o medo de abandono da
criança, fazendo com que o desapego ocorra de forma
espontânea, trabalhando aspectos como autonomia,
autoconfiança e emoção. Os nossos comportamentos são
pautados nas crenças e nos valores aprendidos desde cedo. É
natural que a criança fique ansiosa quando está longe dos
pais. Essa distância tende a fortalecer a relação familiar e
estabelece limites, assim como cria mais autonomia. É
importante que a criança não seja totalmente dependente dos
pais, principalmente emocionalmente. A programação
neurolinguística é uma técnica capaz de reprogramar
experiências negativas, tanto na criança quanto no adulto.
Quanto mais cedo se desenvolver, melhor será o crescimento
pessoal na fase adulta.

EXERCICIOS

Caminho astrológico – casa 8 – desapego – aquário com vênus

TRANSMUTAÇÃO DO QUATERNARIO

SABER ‘’OBSERVAR ‘’ O APEGO- PRINCIPALMENTE O LADO RUIM DELE

Substituir vícios por virtudes

Espiritual ( filosofia de vida )...mentais ( estudos )....emocionais ( sentimentos bons )...vitais (


hábitos sadios em ‘’tudo’’ )....fisicos ( realizar- bons atos- altruísmo )

Segredo- carregamento de energia.... ver qual ‘’lado’’ está mais carregado- elementais

Yogas – 5 elementos

Tarot – chave e caminho intuitivo