You are on page 1of 7

QUESTÃO 2 (PROVA DISCURSIVA 2014

)
Conhecer o comportamento do consumo de energia elétrica dos edifícios é o primeiro passo
para torná-los mais eficientes. De acordo com LAMBERTS, descreva o consumo desagregado médio
do setor público no Brasil.

Segundo a Eletrobras, no setor público o ar condicionado representa 48% do total do
consumo de energia, enquanto a iluminação representa 23%, os equipamentos de
escritório somam 15% e os demais usos final 14% do consumo.

Fonte LAMBERTS, Roberto; DUTRA, Luciano; PEREIRA, Fernando O. Rutkay. Eficiência
Energética na Arquitetura. Pág 19
QUESTÃO 4 DISCURSIVA (PROVA 2015)
O Fator Solar de um envidraçado é um importante indicador para o controle da carga térmica no interior
de uma edificação. Defina Fator Solar.

Fator solar é a porcentagem de energia solar que atravessa a janela em relação ao total que
nela incide. Esse valor varia com o ângulo de inciência da radiação solar.

Fonte LAMBERTS, Roberto; DUTRA, Luciano; PEREIRA, Fernando O. Rutkay. Eficiência
Energética na Arquitetura. Pág 221
Fonte NBR 15220-1
QUESTÃO 9 (PROVA AMARELA 2015)

Quanto ao tombamento histórico de um edifício pelos órgãos responsáveis, é correto afirmar que

(A) sempre estabelece restrições de intervenção nas fachadas e no interior da edificação. Ver
anotação 1
(B) pode possuir níveis diferentes de tombamento, permitindo graus distintos de intervenção
no edifício.
(C) nunca estabelece níveis de interferência de outras construções no entorno do edifício
tombado. Ver anotação 3 e Art 18 do Decreto de Lei n. 25
(D) permite a utilização de diferentes acabamentos e materiais construtivos em todos os
níveis de tombamento. Ver anotação 2 e Art 17 do Decreto de Lei n. 25
(E) não permite nenhuma intervenção na envoltória da edificação, permitindo somente
intervenções pontuais no interior da edificação. Ver anotação 1

Mesmo sem saber muito sobre o assunto, seria possível deduzir essa questão apenas
pelo texto das opções. Expressões muito restritivas ou generalistas como “nunca”,
“sempre”, “em todos”, “em nenhum”, geralmente são falsas. Use o bom senso. Porém, vamos
mais a fundo.

Fonte: http://www.patrimoniocultural.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=4
“Atualmente, o tombamento é um ato administrativo realizado pelo poder público com
o objetivo de preservar, através da aplicação da lei, bens de valor histórico, cultural,
arquitetônico e ambiental para a população, impedindo que venham a ser destruídos ou
descaracterizados.”
“O Tombamento pode ser feito pela União, através do Instituto do Patrimônio
Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), pelo Governo Estadual, através da Secretaria de
Estado da Cultura - CPC, ou pelas administrações municipais que dispuserem de leis
específicas. O tombamento também pode ocorrer em escala mundial, reconhecendo algo
como Patrimônio da Humanidade, o que é feito pelo ICOMOS/UNESCO”
“Partindo da idéia de conjunto significativo, atualmente, excetuando-se seres
humanos e exemplares animais isolados, tudo pode ser tombado; até mesmo um ecossistema
para a preservação de uma ou mais espécies.”

1. Isso significa que pode-se tombar por exemplo, apenas a fachada de um imóvel, ou
apenas seu interior, ou uma parede. Enfim, vai depender do interesse de quem, ou
do órgão que solicitou o tombamento.
2- “O Tombamento não altera a propriedade de um bem; apenas proíbe que ele venha
a ser destruído ou descaracterizado. Logo, um bem tombado não necessita ser
desapropriado, mas deve manter as características que possuía na data do tombamento.”

3- “Compete ao órgão que efetuou o Tombamento estabelecer os limites e as
diretrizes para as interações sociais nas áreas de entorno de bens tombados.
Portanto, quando algo é tombado, aquilo que está próximo, entorno a ele, sofre a
interferência do processo de tombamento, embora em menor grau de proteção, não
podendo ser descaracterizado à revelia. “

Fonte: DECRETO-LEI Nº 25, DE 30 DE NOVEMBRO DE 1937.

Art. 17. As coisas tombadas não poderão, em caso nenhum ser destruidas, demolidas ou
mutiladas, nem, sem prévia autorização especial do Serviço do Patrimônio Histórico e
Artistico Nacional, ser reparadas, pintadas ou restauradas, sob pena de multa de cincoenta
por cento do dano causado.

Art. 18. Sem prévia autorização do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional,
não se poderá, na vizinhança da coisa tombada, fazer construção que lhe impeça ou reduza
a visibílidade, nem nela colocar anúncios ou cartazes, sob pena de ser mandada destruir a
obra ou retirar o objéto, impondo-se nêste caso a multa de cincoenta por cento do valor do
mesmo objeto.
QUESTÃO 5 (PROVA VERDE 2016) Sombreamento da
proteção vertical

Sombreamento da
proteção horizontal

proteção horizontal
proteção vertical
Dados: Ângulos horizoltais 45º

Ângulo vertical frontal 45º

A figura a seguir representa a carta solar para a cidade de Macapá (AP), com fachada orientada para o
Leste. A partir de qual horário, uma abertura localizada nessa fachada estará completamente protegida
da incidência solar direta por um protetor misto?

(A) Sete horas
(B) Oito horas
(C) Nove horas
(D) Onze horas
(E) Doze horas

Essa é uma questão complexa e é muito fácil de fazer confusão. Para resolução, consultar
capítulos 4.7 – 4.9 do livro do Lamberts; Eficiência Energética na Arquitetura; a partir da
pág 127, bem como os capítulos 4.2.2 – 4.2.11 do Manual do Conforto Térmico, a partir da
pág. 91., sobre Transferidor de Ângulos e Proteções Solares

Resumindo, precisamos fazer a máscara de sombreamento dos protetores solares em uma
abertura voltada para fachada L. Como vimos nos exercícios anteriores, o ponto Leste será
por onde passará a normal, perpendicular à fachada. Portanto a linha que representa a
fachada terá direção Norte-Sul.

Por se tratar de protetor misto, ou seja, um vertical e um horizontal, precisamos fazer
duas máscaras. Note que as linhas que representam o ângulo gama, não estão
representadas na figura, mas podemos traça-las baseando-se nas linhas que representam o
ângulo alfa. É isso que está representado no transferidor acima. . Note que as duas
máscaras se sobrepõe em uma área.

Uma vez traçadas as máscaras, basta ver qual o horário de sombreamento, que se dará a
partir de 8:20h da manhã, aproximadamente. Como as opções só têm horas cheias, a melhor
resposta é a partir das 9H da manhã.