You are on page 1of 17

MANUAL DE OPERAÇÃO

CENTRÍFUGA DE BANCADA PARA


MICROPLACAS
CN-5400

Leia estas instruções antes de usar o


equipamento!
2
Rev.00
ÍNDICE

1. APRESENTAÇÃO ....................................................................................... 5
2. DICAS AMBIENTAIS ................................................................................... 5
2.1. Embalagem.............................................................................................. 5
2.2. Produto .................................................................................................... 5
3. INFORMAÇÕES TÉCNICAS ....................................................................... 6
3.1. Especificações do rotor............................................................................ 6
4. INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA ................................................................ 6
5. INSTRUÇÕES DE DESEMBALAGEM ........................................................ 7
5.1. Desembalagem e inspeção ..................................................................... 7
5.2. Lista de componentes e acessórios ......................................................... 8
6. INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO ................................................................ 8
7. INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO/ USO........................................................ 8
7.1. Procedimento de operação ...................................................................... 8
7.2. Ajuste dos carregadores .......................................................................... 9
7.3. Ajuste dos tubos e microplacas no rotor da centrífuga .......................... 10
7.4. Travar a porta e a tampa ....................................................................... 10
8. INSTRUÇÕES DE LIMPEZA E MANUTENÇÃO ....................................... 11
8.1. Verificação antes e depois da operação ................................................ 11
8.2. Verificação diária ................................................................................... 11
8.3. Verificação anual ................................................................................... 12
8.4. Limpeza ................................................................................................. 12
8.5. Esterilização e limpeza do rotor: ............................................................ 12
9. INSTRUÇÕES DE ARMAZENAGEM ........................................................ 12
10. GUIA DE SOLUÇÕES E PROBLEMAS ................................................. 12
11. RECOMENDAÇÕES .............................................................................. 14
11.1. Verificação do equipamento ................................................................ 14
11.2. Cálculo da força centrífuga .................................................................. 14
12. TERMO DE GARANTIA ......................................................................... 15
13. INSPEÇÃO DE PRODUTOS .................................................................. 17
14. ASSISTÊNCIA TÉCNICA ....................................................................... 17

3
Rev.00
4
Rev.00
1. APRESENTAÇÃO

Você acaba de adquirir uma Centrífuga de bancada modelo CN-5400


para trabalhos com rotor de microplacas, com velocidade máxima de até
4.000RPM (dependendo do rotor utilizado), indispensável para trabalhos em
laboratórios em geral. Como todo produto eletrônico este equipamento exige
alguns cuidados especiais para maior durabilidade e desempenho, para que
possa proporcionar maior segurança durante o uso. Este manual de operação
contém muitas informações úteis e dicas importantes sobre seu equipamento,
que lhe auxiliarão a aproveitar melhor as características técnicas, gerando um
melhor resultado com praticidade. Quaisquer problemas ou dúvidas
apresentadas consultem nossa equipe técnica para auxiliá-los no que for
necessário a respeito da operação dos instrumentos e suporte técnico-científico
(sobre aplicações em biologia molecular), que poderão ser consultadas por:
SAC 0800-703-1012; sac@biosystems.com.br ou www.biosystems.com.br.

“Recomendamos que antes de ligar este equipamento leia atentamente todas


as instruções contidas neste manual”.

2. DICAS AMBIENTAIS

2.1. Embalagem
O papelão ou plásticos que compõe esta embalagem devem ser
descartados em local apropriado para coleta seletiva de materiais, podendo ser
equiparados a resíduos domiciliares e reciclados. Este produto pode encontrar-
se envolto em material de proteção constituído por poliestireno expandido
(isopor) no momento do recebimento e poderá ser encaminhado a unidades de
beneficiamento de seu município, não devendo ser descartado no meio
ambiente por tratar-se de material não-biodegradável.

2.2. Produto
Como o equipamento é utilizado para a realização de análises, seu
descarte resulta em materiais potencialmente contaminantes que devem ser
gerenciados de acordo com o plano de descarte de resíduos em seu
laboratório. Portanto, ao término da vida útil deste equipamento,
recomendamos o seu descarte em aterro industrial tendo em vista que o
mesmo é constituído de componentes eletrônicos e partes em alumínio,
materiais estes que não devem ser descartados diretamente no meio ambiente.

5
Rev.00
3. INFORMAÇÕES TÉCNICAS
MODELO CN-5400
Velocidade (RPM) 0 – 4.000 máx. (2.500 com rotor de microplacas)
Força centrífuga (xg) 4.640
Capacidade máxima 480 ml
Controle Eletrônico A velocidade é ajustável sem passos
Dispositivo de segurança contra o superaquecimento do
motor
Sistema triplo de equilíbrio
Trava automática na tampa, ao levantar a tampa o
Dispositivo de segurança
aparelho é desligado
Fusível 110 V/ 10A; 220 V/ 5A
Cronômetro 0 – 30 minutos ou “ON” continuamente
Nível de ruído Máximo 66 dB
Peso (Kg) 40
Dimensões (cm) 45 x 53 x 34
Tensão 110V/ 220V, 50/ 60 Hz
Potência 350 W

3.1. Especificações do rotor

Velocidade RCF Raio Dimensão Dimensão


Capacidade
ROTOR MODELO Máxima Máxima Máximo Máxima do Mínima do
(ml x peças)
(RPM) (xg) (cm) tubo (mm) tubo (mm)
6 x 56 3.500 2.090 15,3 13 x 100 11 x 55
10 x 48 3.500 2.150 15,7 15,5 x 105 13,5 x 55
15 x 16 3.500 2.150 15,7 17 x 131,5 14 x 86
RS-100 Swing 15 x 32 3.500 2.150 15,7 17,5 x 115 14,5 x 85
50 x 4 5.000 4.640 16,6 35 x 135 32 x 90
50 x 8 3.500 2.120 15,5 35 x 125 32 x 90
100 x 4 4.000 2.930 16,4 45 x 138 43 x 95
15 x 16 4.500 3.350 14,5 16,5 x 110 15 x 90
RS-50 Swing 50 x 4 5.500 4.050 14,5 29,5 x 115 27,5 x 90
100 x 4 5.000 4.200 14,5 45 x 110 43 x 95
RS-9602 Swing 96 micro x 2 2.000 680 15,2 128 x 86 126 x 84
RA –1512H Angular 15 x 12 6.000 4.500 11,2 16,5 x 122 15 x 90
RA - 5008 Angular 50 x 8 6.000 4.500 11,2 28,6 x 115 27,5 x 94

4. INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA
Nota: Todos os usuários da centrífuga devem ler a seção de Instruções
de Segurança deste manual antes de operar a unidade!
Se este equipamento for utilizado de maneira não especificada pelo
fabricante, a garantia fornecida pelo equipamento pode ser prejudicada.

Não utilize a centrífuga se ocorrer alguma das seguintes condições:


− A centrífuga não foi instalada corretamente.
− A centrífuga está parcialmente desmontada.
− Serviço realizado por pessoal não autorizado ou não qualificado.
− O rotor não foi instalado de forma segura no eixo do motor.

6
Rev.00
− Rotores e acessórios não pertencentes aos padrões recomendados pelo
fabricante, não devem ser usados sem autorização a ser obtida com o
fabricante. Exceção: tubos de microcentrífuga de plástico, normalmente
disponíveis no laboratório.
− A centrífuga está localizada em uma atmosfera explosiva, portanto, os
materiais que serão centrifugados não deverão ser inflamáveis e/ ou
explosivos ou quimicamente reativos.
− A caçapa do rotor não está devidamente equilibrada.

− NUNCA use a centrífuga de modo não especificado nestas instruções.


− NUNCA opere a centrífuga sem um rotor corretamente fixado ao eixo.
− NUNCA coloque as mãos na área do rotor a menos que o rotor esteja
completamente parado.
− NUNCA mova a centrífuga enquanto o rotor estiver girando.
− NUNCA utilize solventes ou inflamáveis perto desta centrífuga ou outros
equipamentos elétricos.
− NUNCA centrifugue materiais inflamáveis, explosivos ou corrosivos.
− NUNCA centrifugue materiais perigosos em tubos que não sejam
apropriados e não estejam adequadamente tampados.
− NUNCA centrifugue tubos que não se encaixam facilmente nas caçapas.
− NUNCA autoclave.
− Sempre coloque os tubos no rotor simetricamente. Cada tubo deve ser
contrabalançado por um segundo tubo.
− Sempre coloque a centrífuga em local com fácil acesso a uma tomada
elétrica.
− Durante a rotação, não ultrapasse a velocidade máxima da centrífuga.
− A centrífuga não possui sistema anti-explosão, não utilize materiais
explosivos.
− Antes de usar a centrífuga, observe o mostrador do valor de velocidade
máxima do rotor.

5. INSTRUÇÕES DE DESEMBALAGEM
5.1. Desembalagem e inspeção
Desembrulhar os pacotes cuidadosamente e comparar o conteúdo com
a lista de embalagem, certificando se todos os itens chegaram. Se qualquer
parte estiver faltando, entre em contato com seu distribuidor. Inspecione todos
os componentes para danos que possam ter ocorrido quando a unidade foi
transportada. Se qualquer parte estiver danificada, entre em contato
a transportadora imediatamente. Certifique-se de guardar toda a embalagem
do material para reivindicações de dano no transporte, caso
sejam necessárias para devolver a unidade.
Quando você retirar o equipamento da embalagem, verifique se há
riscos, amassados e danos no painel. Se houver, entre imediatamente em
contato com o representante/distribuidor local.

7
Rev.00
5.2. Lista de componentes e acessórios
Cuidadosamente desembrulhe a unidade e verifique completamente.
Deve estar incluídos no pacote o seguinte:

Descrição do item: Quantidade


Centrífuga modelo CN-5400 1
Rotor para 2 microplacas 1
Cabo de força 1
Manual de operação 1

Ass.Técnico: Data:

6. INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO
1. Instale a centrífuga em uma bancada ou mesa horizontal, plana e
estável. Caso contrário irá afetar a eficiência do sistema anti-
vibração.
2. Utilize a tensão de acordo com a tabela abaixo, para evitar choque
elétrico faça a conexão do fio terra ao terminal corretamente.
Certifique-se que a tensão está correta antes de ligar o equipamento.

Tensão Faixa de tensão aceitável


100V/ 110V 90V – 110V/ 99V – 121V/ 115V – 140V
220V/ 240V 198V – 242V/ 216V – 264V

3. Não mantenha a centrífuga em lugares empoeirados ou muito


úmidos.
4. Evite compartilhar a mesma fonte de energia da centrífuga com
outros equipamentos de grande consumo de energia.
5. Após desmontar ou limpar o rotor, ele deve ser firmemente
parafusado.

7. INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO/ USO


7.1. Procedimento de operação

1. Gire o botão da velocidade para “0”, então ligue a centrífuga;


2. Pressione o botão [OPEN], e a tampa pode ser aberta;
3. Coloque as amostras nos carregadores, mantendo o balanceamento;
4. Feche a tampa e ajuste o tempo de centrifugação e a velocidade
desejada;
5. Pressione [START] e a velocidade começará aumentar
gradativamente até o valor programado. Observe o limite máximo de
velocidade;
6. Durante a centrifugação, a tampa será travada automaticamente.
7. Para interromper a centrifugação pressione [STOP], a luz “OPEN” irá
piscar, ao pressionar [OPEN] a tampa abrirá.
8. A tampa pode ser aberta.

8
Rev.00
Figura 1 - Visão do painel de operação da centrífuga.

Funções do painel de operação:


1. START (Início)
2. STOP (Parada)
3. OPEN (Abrir)
4. TIME (Controle de tempo em minutos)
5. SPEED (Controle de velocidade)
6. Painel de exibição
7. RUN (Indicador da execução da centrifugação)
8. IMBAL (Indicador de desbalanceamento)
9. OPEN (Indicador de abertura)
10. DOOR (Indicador de porta aberta)

AVISO:

− Durante a centrifugação, a tampa não pode ser aberta de maneira


alguma.
− Durante a centrifugação, não exceda a velocidade máxima da centrífuga
e não coloque rotor ou caçapas de padrão inferior. A centrífuga não
possui sistema anti-explosão, portanto não utilize materiais explosivos.
− Quando deixar de utilizar a centrífuga por um longo período, retire o
cabo de força da tomada.

7.2. Ajuste dos carregadores

O carregador é composto de um anel giratório e as caçapas. As caçapas


devem ser do mesmo modelo e colocados dentro do rotor ao mesmo tempo.
Modelos diferentes ou o uso separado de caçapas e carregadores não é
recomendado.
O adaptador é útil para tubos com diâmetro menores que o dos
carregadores, ele evita que o tubo se quebre durante a rotação.

AVISO:

a) O adaptador deve ser colocado completamente dentro do carregador, se ele


ficar inclinado, será difícil retirar o tubo do carregador. Se os tubos de vidros

9
Rev.00
quebrarem ou se o rotor transcorreu um ano ele precisa se renovado. O rotor
danificado ou contendo vidros quebrados irá causar a quebra dos tubos de
vidro facilmente.
b) O carregador deve ser colocado apropriadamente dentro do rotor, se não, a
centrífuga irá ficar desbalanceada, enquanto isso verifique primeiramente se os
carregadores oscilam.

7.3. Ajuste dos tubos e microplacas no rotor da centrífuga

1. Tubos e microplacas em uso devem ser arrumados em números


iguais. Eles devem ser colocados na caçapa, os quais são posicionados
simetricamente para o centro do rotor. Se os tubos estiverem em número
ímpar, então coloque o mesmo volume de água em um tubo separado e
coloque-o dentro da caçapa correspondente para equilibrar o rotor.
2. A resistência do tubo deve ser considerada para que ele possa
suportar a velocidade e a força centrífuga. Se não, o tubo se quebrará
facilmente.
3. Observe o comprimento do tubo, se este for longo demais então a
parte de cima irá bater no rotor e quebrar.

Figura 2 - Disposição correta das microplacas e tubos no rotor da centrífuga.

7.4. Travar a porta e a tampa

1. Feche a tampa da centrífuga firmemente, caso contrário o rotor não


irá girar; a tampa não poder ser aberta durante a rotação.
2. Coloque na tomada e ligue o interruptor, então aperte o botão [OPEN]
para abrir a tampa.
3. Se a energia for interrompida e a tampa não puder ser aberta, então
utilize duas pequenas hastes com mais de 5 cm para colocar dentro do orifício
no lado direito e esquerdo da centrífuga ao mesmo tempo e abra a tampa.

10
Rev.00
7.5. Elementos da centrífuga

1. Janela de visualização: para verificar a rotação da centrífuga;


2. Tampa: fechar firmemente para garantir a segurança;
3. Botão OPEN: aperte-o para abrir a tampa;
4. Interruptor: para ligar a centrífuga;
5. Ajuste de velocidade: para ajustar a velocidade desejada;
6. Ajuste de tempo: para ajustar o tempo desejado de operação;
7. Tela de exibição LED: para mostrar a velocidade de rotação;
8. Luzes indicativas de operação: inclui luz de operação, luz de
desbalanceamento e luz indicativa de tampa aberta.

8. INSTRUÇÕES DE LIMPEZA E MANUTENÇÃO


8.1. Verificação antes e depois da operação

− Verifique se há algum material ou água dentro da câmara e a mantenha


sempre limpa;
− Verifique se o rotor está frouxo, se estiver, só o use novamente após
parafusá-lo corretamente;
− Verifique se as caçapas giram suavemente, caso contrário, limpe o rotor;
− Verifique se a caçapa está suspensa, se não estiver, entre em contato
com o representante/ distribuidor local;
− Verifique se a tampa está completamente fechada e os parafusos
fixados, se não, entre em contato com o representante/ distribuidor;
− Verifique se o fio terra está bem conectado, se lâmpadas e interruptor
estão funcionando normalmente.

8.2. Verificação diária

Limpe as manchas da câmara, verifique se há arranhões, deformação,


corrosão no rotor ou nas caçapas. Se houver, entre em contato com o
representante/ distribuidor local.

11
Rev.00
8.3. Verificação anual

Verifique se o parafuso de fixação do rotor está solto e se o valor de


velocidade do medidor pode atingir um valor real, se não, entre em contato com
o representante/ distribuidor local.

8.4. Limpeza

Quando a amostra for derramada sobre o rotor ou sobre as caçapas,


utilize um pano com um pouco de detergente para limpar e secar a centrífuga.

8.5. Esterilização e limpeza do rotor:

O rotor é feito de aço inoxidável, aço ou alumínio com revestimento


altamente denso e resistente a corrosão, mas não adequado a substâncias
alcalinas e fortemente ácidas.
Quando a esterilização for feita no rotor ou nas caçapas, não aqueça a
uma temperatura acima de 100ºC.

9. INSTRUÇÕES DE ARMAZENAGEM

Se for necessário enviar o instrumento para serviço ou reparo, contate o


seu fornecedor/ representante para um número de autorização de Registro de
atendimento do SAC e certifique-se de usar a embalagem original. Outras
formas de embalagem disponíveis comercialmente não são recomendadas e
podem invalidar a garantia. Se os materiais da embalagem original forem
prejudicados ou perdidos, contate-nos para substituição da embalagem.

10. GUIA DE SOLUÇÕES E PROBLEMAS


Falhas no equipamento

Motivos
Circuito Problemas Problemas
Energia Desbalanceamento
elétrico com a tampa com o motor
Falhas
Interruptor ou tela
de exibição não * * *
acende
O fusível queima
* * *
com frequência
O motor não
* * * * *
funciona
Não é possível
* * *
ajustar a RPM
Grande vibração * *
Ruído anormal * *

12
Rev.00
Métodos de reparo:

Causa Detalhes da causa Modo de reparos


a) O cabo não está conectado. Verifique a conexão do plugue com
Tensão.
b) A tensão não é adequada. a tomada, substitua o fusível.
Problema com a Entre em contato com o
A tampa não pode ser fechada.
tampa. representante/ distribuidor local.
Algumas partes podem não estar Entre em contato com o
Placa de controle.
bem conectadas. representante/ distribuidor local.
Utilize-a e espere esfriar, substitua a
Problemas com o Superaquecimento, escova de
escova de carvão ou entre em
motor. carvão gasta.
contato com o distribuidor local.
Caçapas ou tubos colocados Verifique tópico Instruções de
Desbalanceamento.
impropriamente. Utilização/ Uso.

Mensagens no display:

Sinal Estado Descrição Conserto


1. A escova de carvão está mal 1. Verifique a escova de carvão;
conectada; 2. Verifique os cabos;
O motor não pode
2. Problemas com fiação. 3. Verifique a tomada do
funcionar
3. A saída do controlador está fora de controlador;
funcionamento; 4. Substitua o controlador;
1. A escova de carvão está mal 1. Verifique a escova de carvão;
conectada; 2. Verifique os cabos;
O motor para
Err-1 2. Problemas com fiação; 3. Verifique a tomada do
durante a operação
3. A saída do controlador está fora de controlador;
funcionamento; 4. Substitua o controlador;
1. Verifique o sensor ou substitua
1. Sensor não esta funcionando;
por um novo;
O sensor não pode 2. Problemas com fiação;
2. Verifique os cabos;
detectar bem 3. A saída do controlador está fora de
3. Verifique a saída do controlador;
funcionamento;
4. Substitua o controlador;
O motor está O interruptor de temperatura está Espere até a temperatura baixar
superaquecido oscilando; para operar novamente;
1. Verifique o interruptor de
Err-2 1. O interruptor de temperatura está
O motor parou de temperatura ou substitua por um
fora de funcionamento;
funcionar novo;
2. O cabo está mal conectado;
2. Verifique os cabos;
1. Desbalanceamento provoca a
Tampa forçada para 1. Verifique as razões do
abertura da tampa;
Err-3 abrir durante a desbalanceamento;
2. O interruptor da tampa pode não
operação 2. Verifique o interruptor da tampa;
funcionar durante a rotação;
Nenhum ajuste de Verifique o ajuste de tempo ou re-
Err-4 Sem ajuste de tempo;
tempo ajuste o tempo;
1. Verifique se os tubos e microplacas
Desbalanceamento 1. Verifique o rotor antes da
estão em equilíbrio;
Err-5 do rotor durante a operação.
2. Tubos quebrados podem causar
centrifugação 2. Use tubos de boa qualidade.
desbalanceamento;

13
Rev.00
11. RECOMENDAÇÕES

ATENÇÃO: Antes de conectar o aparelho na rede elétrica, verifique se a


voltagem indicada no aparelho é igual a voltagem da rede elétrica.
Aviso: Evite ligar o aparelho a uma entrada de energia na qual já
estejam ligados outros equipamentos de maior consumo elétrico.
Para sua maior segurança e dos demais usuários do laboratório, todos
devem utilizar luvas descartáveis e outros EPIs (Equipamentos de proteção
individuais) laboratoriais, ex: guarda-pós, óculos de segurança, toucas, etc.
Utilize sempre os protocolos de segurança de seu laboratório.
Guarde a nota fiscal de compra. A garantia só é válida mediante sua
apresentação no Serviço de Assistência Técnica.

11.1. Verificação do equipamento

a) Se estiver verificando a escova de carvão: afrouxe os 6 parafusos do


rodapé.
b) Se estiver verificando a Placa de controle: afrouxe 8 parafusos em frente a
placa.
c) Se estiver verificando o motor: desmonte o rotor, afrouxe os 4 parafusos da
câmara, e remova ela. O motor será visualizado facilmente.
d) O fusível está sobre o plugue do soquete, desligue o cabo elétrico e use uma
chave de fendas para abrir o suporte e verificar se o fusível está queimado ou
não. Há um fusível sobressalente anexado dentro do suporte.

11.2. Cálculo da força centrífuga

Cálculo da força centrífuga: Utilize velocidade e raio para calcular a força, com
a seguinte fórmula:

RCF = (RPM)2 x 0,00001118 x R


R: raio (cm)
RCF: Força centrífuga relativa (xg)

14
Rev.00
12. TERMO DE GARANTIA

Garantia e período operacional de utilização.

O período de garantia é de 12 meses. Os princípios são especificados


no certificado de garantia.
Após a rescisão do período de garantia, é necessário efetuar
anualmente uma inspeção técnica da centrífuga pelo serviço autorizado pelo
fabricante.
O fabricante se reserva o direito de fazer alterações nas mercadorias
produzidas.
Os instrumentos são garantidos pela BIOSYSTEMS contra defeitos de
fabricação pelo período de 12 meses a partir da data de instalação, ou 15
meses da data de embarque, prevalecendo a que ocorrer primeiro, salvo
especificações em contrário a constar da proposta. Após o período de garantia
são oferecidos contratos de manutenção, para assegurar o perfeito
funcionamento do equipamento.
A Biosystems dá garantia sobre seus equipamentos fornecidos a partir
do momento que eles forem operados de acordo com suas funções e
especificações constantes no Manual de Operação ou Instrução que
acompanha cada instrumento.
A garantia abrange os reparos ou serviços necessários decorrentes de
falha do material, montagem ou fabricação, desde que, a critério de seus
engenheiros de Assistência Técnica credenciada, se conste falha em
condições normais de uso.
As peças identificadas como deficientes ou defeituosas (defeitos
oriundas de fábrica) serão substituídas gratuitamente pela BIOSYSTEMS.
As peças substituídas serão de propriedade da BIOSYSTEMS.
Os reparos de pintura só serão feitos se estes não foram causados por
influências humanas e/ou externas de origem química ou orgânica.
A garantia será coberta a partir do momento que a Biosystems seja
notificada da falha antes da data de expiração do período de garantia.

Exceções na garantia
Têm garantia restrita:
Equipamentos com defeitos oriundos de mau uso, imperícia,
conservação ou armazenagem inadequada ou ainda a inobservância dos
manuais de operação. A exceção se aplica igualmente para lâmpadas e outras
peças de vidro.
A Biosystems não oferece garantia de instrumentos periféricos ou
qualquer produto oferecido por terceiros; tais produtos estarão sujeitos às
condições de garantia, se houver, dos seus respectivos fabricantes.
A garantia somente é válida para o comprador original e não é
transferível. A transferência de propriedade do instrumento cancela a validade
de garantia.
Garantia válida somente para o território nacional.

15
Rev.00
Extinção da garantia
Pelo decurso da validade.
Quando houver violação dos lacres, modificação de peças ou partes do
instrumento, bem como modelo e número de série do equipamento alterado ou
retirado, ou se o cliente não apresentar a nota fiscal de compra (ou
“commercial invoice” no caso de importação direta), ou se algum desses
documentos apresentarem rasuras ou modificações.
Danos causados ao instrumento por mudanças bruscas de temperatura,
o que poderá favorecer a condensação e o comprometimento do circuito
eletrônico do instrumento.
Danos causados por condições excessivas de umidade ou poeira, que
possam danificar as peças internas do equipamento.
Danos causados por obstrução ou cobertura dos orifícios de ventilação
que previnem aumentos anormais de temperatura.
Danos causados por calor excessivo direto, como luz solar direta,
radiadores de aquecimento ou ambientes fechados, desprovidos de ar
condicionados.
Danos causados por derramamento de líquidos de qualquer natureza no
instrumento internamente e externamente.
Danos causados por alimentação elétrica, polarização ou aterramentos
deficientes, ou pela ligação do instrumento em rede elétrica imprópria ou sujeita
a flutuações excessivas.
Danos provocados pelo transporte, acidente, abuso ou uso indevido,
negligência ou uso em desacordo com o Manual de Operações.
Danos causados por agentes da natureza (raios, umidade, maresia, etc.)
em conseqüência de desastres naturais, tais como inundações, desabamentos,
terremotos ou mesmo incêndios.
No caso do instrumento apresentar sinais de violação, modificação,
ajuste ou conserto por pessoas não autorizadas pela Biosystems Ltda., não
serão reparadas as peças do equipamento.

ATENÇÃO:
O TERMO DE GARANTIA SÓ É VALIDO COM A NOTA FISCAL.
CONSERVE A SUA NOTA PARA EVENTUAIS CONSULTAS.

16
Rev.00
13. INSPEÇÃO DE PRODUTOS
Marca Equipamento Modelo

Nº de Série do equipamento Nº do Documento do Cliente

Item Passos para a Inspeção OK


1 Verificar as condições
2 Conferência dos Acessórios
3 Teste de funcionalidade
4 Termo de garantia
5 Etiqueta de tensão
6 Lacre de segurança
7 Limpeza do equipamento
8 Embalagem do equipamento
10 Manual em português
11 Etiqueta de revisão do equipamento (afixada na embalagem)
12 Reforçar a embalagem se necessário (equipamento frágil)
13 Equipamento liberado?
Observação: Preencher para casos de acessórios opcionais ou peças sobressalentes

Este equipamento foi inspecionado conforme os passos descritos acima e encontra-se em


conformidade para utilização.
Data da Inspeção:

Inspeção efetuada por:

14. ASSISTÊNCIA TÉCNICA


A Biosystems mantém uma equipe constantemente treinada para prestação
de serviços na área de assistência técnica e suporte técnico-científico
disponível para responder às perguntas dos clientes a respeito da operação
dos instrumentos e sobre aplicações em biologia molecular, que poderão ser
consultadas pelo telefone: (41) 3353-1010 e SAC 0800-703-1012;
sac@biosystems.com.br ou site: www.biosystems.com.br.

17
Rev.00