You are on page 1of 4

Ano

C a m p u s d e M a r í lia
2017

PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIDADE UNIVERSITÁRIA: Faculdade de Filosofia e Ciências

CURSO: Ciências Sociais

HABILITAÇÃO:

OPÇÃO: Bacharelado ou Licenciatura

DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: Sociologia e Antropologia

IDENTIFICAÇÃO:

CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL

SOA39B Disciplina TEORIA ANTROPOLOGICA


I
OBRIG./OPT./EST. PRÉ/CO/REQUISITOS ANUAL/SEM.
Obrigatória semestral

CRÉDITO CARGA HORÁRIA TOTAL DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA


TEÓRICA PRÁTICA TEOR/PR. OUTRAS

04 60 45 15

NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA


AULAS TEÓRICAS AULAS PRÁTICAS AULAS TEÓRICO-PRÁTICAS OUTRAS
EMENTA (Tópicos que caracterizam as unidades dos programas de ensino)

Análise das formulações dos autores e obras mais importantes produzidas pelas vertentes
teóricas da Etnologia e da Antropologia Social e Cultural da Europa e América do Norte,
dentro do contexto do colonialismo, reportando-se a seus desdobramentos e interlocutores,
cabendo uma referência ao Brasil.

OBJETIVOS (Ao término da disciplina, o aluno deverá ser capaz de):

1. O aluno deverá ser capaz de identificar as principais discussões e propostas teórico-


metodológicas da Antropologia Social, a partir dos seguintes eixos temáticos: (a) A
QUESTÃO DO OUTRO (IDENTIDADE x ALTERIDADE); (b) MAS O QUE É
CULTURA?; (c) PESQUISA DE CAMPO E ETNOGRAFIA; (c) PERSPECTIVAS
ANTROPOLÒGICCAS EMPIRISTAS; (d) PERSPECTIVAS ANTROPOLOGICAS
INTELECTUALISTAS.
2. Realizar leituras criticas de autores clássicos da disciplina, tais como E. Tylor, Franz
Boas, Malinovsky, Radcliffe-Brown, Durkheim, Mauss, e estabelecer dialogo desses
autores com temas e autores contemporâneos, tais como Todorov, Roberto Cardoso de
Oliveira, Mariza Peirano, dentre outros.
3. Compreender a constituição e consolidação do campo antropológico a partir da
apresentação e contextualização dos fundamentos epistemológicos desta ciência,
principalmente através da discussão e análise de dicotomias centrais como
sociedade/individuo; cultura/natureza, presentes nas principais correntes clássicas do
pensamento antropológico.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO (Título e Discriminação das Unidades)


Unidade 1
 ANTROPOLOGOS, ANTROPOLOGAS, SUAS LINHAGENS E PERSPECTIVAS
EMPIRISTAS E INTELECTUALISTAS NA ANTROPOLOGIA

 Peirano, Mariza G.S. Os Antropólogos e Suas Linhagens (A procura de um diálogo


com Fábio Wanderley Reys). 1990. Republicado em Revista Brasileira de Ciências
Sociais, n. 16, ano 6.
Unidade 2:
 A QUESTÃO DO OUTRO – IDENTIDADE E ALTERIDADE.

 Castro, Silvio (org.). A Carta de Pero Vaz de Caminha. O Descobrimento do Brasil.


Porto Alegre, L&PM, 1996 (p. 76-98)].
 Todorov, Tzvetan. A conquista da América. A questão do outro. São Paulo, Martins
Fontes (Cap. III: "Igualdade ou desigualdade": p.175-201).
Unidade 3:
 MAS O QUE É CULTURA?

 Castro, Celso. “A ciência da cultura”. In: Evolucionismo cultural – Texto de Morgan,


Tylor e Frazer. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.
 Neves, W.A.; Rangel Junior, M.J.; Murrieta, R.S. “Neolítico: Domesticação e origem
da complexificação social”. In: Assim Caminhou a Humanidade. São Paulo: Palas
Athena, 2015.

Unidade 4:
 PESQUISA DE CAMPO E ETNOGRAFIA.

 DURHAM, Eunice Ribeiro. “O Nativo em ´Carne e Osso´ ” In: A Reconstituição da


Realidade. São Paulo, Ática, 1978.

Unidade 5:
 PERSPECTIVA EMPIRISTA
 (FUNCIONAL-ESTRUTURALISMO)

 Radcliffe-Brown, Alfred Reginald. "O método comparativo em Antropologia Social".


In: Melatti, Julio Cezar (org.). Radcliffe-Brown. São Paulo, Ática, 1978.

 (CULTURALISMO):
 Boas, Franz. “As limitações do método comparativo da antropologia”. In: Boas,
Franz. Antropologia cultural. Rio de Janeiro, Zahar, 2004.
 Benedict, Ruth. “A Ciência do Costume”. In: Padrões de Cultura. São Paulo: Vozes,
2013. (https://issuu.com/yazmud/docs/padr__es_de_cultura-ruth_benedict).

Unidade 6:
 PERSPECTIVA INTELECTUALISTA:
 Lévi-Strauss, Claude. “A obra de Marcel Mauss”. In: MAUSS, M. Sociologia e
Antropologia. São Paulo: Edusp, 1975.
 Lévi-Strauss, Claude. “O Princípio de Reciprocidade”. In: As Estruturas
Elementares do Parentesco. São Paulo: Vozes, 1982.

METODOLOGIA DO ENSINO

As aulas serão expositivas com temas previamente selecionados e indicados no Conteúdo


Programático.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

Está especificada no conteúdo programático do curso.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
Está especificada no conteúdo programático do curso.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM

Uma avaliação corresponde à entrega de um trabalho referente a uma das unidades do


conteúdo programático. Esta nota primeira representa 40% do total da nota. A segunda
avaliação será uma prova feita em sala referente a todo o conteúdo programático, e
representará 60% do total da nota

ASSINATURA(S) DO(S) RESPONSÁVEL(IS)

APROVAÇÃO
DEPARTAMENTO CONSELHO DE CURSO DE COMISSÃO PERMANENTE DE
GRADUAÇÃO ENSINO

_______/______/_______ ______/______/_______ ______/______/_______

Carimbo e assinatura do Chefe Carimbo e assinatura do Carimbo e assinatura do


do Departamento Coordenador do Conselho de Presidente da Comissão
Curso de Graduação Permanente de Ensino