You are on page 1of 12

A importância da Liderança na

Gestão de Projetos

Mestrado Engenharia e Gestão Industrial
Gestão de Projetos
Cátia Maia Nº31712017
Marta Sá Nº31713817
Tiago Pereira Nº31709013

2012). os diferentes estilos e a sua importância na gestão de projetos. para que haja um ambiente fértil para o desenvolvimento de capital intelectual (Almeida et al. DePree (1987) define Liderança como sendo um processo onde se estabelecem relações entre líderes e equipas com diferentes talentos. grupos sobre outras pessoas. ideias e capacidades. A importância da Liderança na Gestão de Projetos 1. 2003). o que é que eles fazem.. ou grupos visando a estruturação da organização (Bush & Glover. 2 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . É também um processo de influência social e intencional exercida por uma pessoa. INTRODUÇÃO A liderança é um conceito popular nos dias de hoje. OBJETIVO DO TRABALHO O objetivo deste trabalho consiste em compreender o conceito de liderança. Na vasta literatura existente sobre o conceito de Liderança pode encontrar-se diversas definições de vários autores. 2. o que é necessário para uma boa liderança e o que fazer para se tornarem bons líderes (Northouse. 2008). A Liderança é importante. As pessoas estão cada vez mais interessadas em saber quem são os líderes.

Ao longo dos tempos surgiram várias definições de liderança e existem quase tantas definições quantas as pessoas que tentaram definir o conceito (Bass. Northouse. individual e coletivamente. Neves. CONCEITO DE GESTOR DE PROJETOS 3 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . é também um processo de facilitação dos esforços individuais e coletivos para realizar objetivos partilhados. Ambos exigem trabalhar com pessoas. Estes possuem semelhanças.. A realidade é que os gestores têm hoje que liderar pessoas. 1992). Os líderes são também referenciados como aqueles que vão à frente. a caminhar no sentido da concretização desse futuro (Bass. motivando-as e inspirando-as. e. Para Yukl (2002) liderança é o processo através do qual se influencia outros a compreender e a concordar sobre o que necessita ser feito e sobre como fazê-lo. uma vez que no contexto organizacional tendem a coexistir nos papéis dos designados líderes-gestores (Pina e Cunha et al. Liderança e gestão são frequentemente referidos como conceitos próximos. podendo estes assumir papéis diferenciados em diferentes níveis hierárquicos da organização. Assim. Ambos envolvem influência sobre pessoas. visualizando e criando uma visão de futuro. A importância da Liderança na Gestão de Projetos 3. a liderança é necessária em todos os níveis da organização. 2010). numa dada situação. & Caetano. alinhando as pessoas. Zaleznik. Ele argumenta que as organizações precisam de pessoas que possam assumir ambos os papéis.. Kotter (2001) argumenta. e influenciando os outros. Ferreira et al. 1990. Na perspetiva de Hersey & Blanchard (2007 cit in Pina e Cunha et al. 2007. UhlBien. revelando-se a distinção entre liderança e gestão uma diferenciação fundamentalmente conceptual. A gestão é hoje considerada por alguns como exigindo menos habilidade que a liderança. que um não substitui o outro e que o verdadeiro desafio é combinar uma liderança forte com uma gestão forte e usar cada uma de forma equilibrada. 2001. 1990). 2010). 2003) liderança é definida como o processo de influenciar as atividades dos indivíduos ou grupos na persecução de um objetivo. Parece assim claro que as organizações necessitam tanto de um bom gestor quanto de um bom líder.. Ambos estão preocupados com a realização de objetivos comuns. Os líderes são necessários para lidar com a mudança através da fixação de uma direção. mas também diferenças. precisam de líderes-gestores (Bass. 2003. 4. Northouse. 2001). 1990. CONCEITO DE LIDERANÇA A liderança assume um papel fundamental na vida da organização e é considerada um dos fatores-chave para o seu sucesso (Ferreira.

desde a conceção da ideia à sua materialização e passagem a operação. necessidades. A sua função engloba também responsabilidades no acompanhamento de propostas. Cabe a este profissional pôr em prática iniciativas em conjunto com várias áreas da Organização. ou “Project Manager”. 4 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . acompanhando todo o processo de gestão que um cliente interno ou externo necessita. analisando o seu desempenho e assegurando o bom funcionamento das mesmas. “Gestor de projetos”. implica um profissional que saiba gerir e coordenar ações várias. incluindo contratos que satisfaçam as necessidades e objetivos de negócio. aconselhar estratégias. cada vez mais. A importância da Liderança na Gestão de Projetos É. um termo que começa a ser familiar e a entrar no léxico comum nas funções de determinados profissionais de uma organização.

A partir dos anos 60. XX. responsável pela conquista de metas. et al. uma equipa dispersa.. e em seguida. A IMPORTÂNCIA DA LIDERANÇA NA GESTÃO DE PROJETOS A liderança na gestão de projetos é. TEORIAS DA LIDERANÇA Existe um conjunto de teorias que procuram explicar a origem da liderança que podem ser classificadas em duas grandes categorias: as teorias clássicas e as situacionais/contingenciais (Donnelly et al. e com a emergência de correntes contingenciais. No cotidiano das empresas.. As teorias clássicas da liderança adotam uma perspetiva muito individualista do líder. tendo como objeto as características e comportamentos dos líderes. crucial para o êxito de uma iniciativa numa organização. 2000).  Abordagem dos Traços Até ao início do séc. Caso contrário. fatores e estilos de liderança. a preocupação dos investigadores era identificar atributos pessoais e traços de personalidade dos líderes. A importância da Liderança na Gestão de Projetos 5. 2010). Teorias Clássicas de Liderança A primeira abordagem clássica a ser explicitada seguidamente é a dos traços. a liderança passa a estar associada às variáveis situacionais que influenciam a eficácia da liderança (Barracho. as abordagens comportamentais que surgiram como consequência do baixo poder explicativo da primeira. XX. 6. além de pensar em recursos e aspetos técnicos. Até cerca década de 40 do séc. O primeiro esforço sistemático para compreender a liderança foi no sentido de identificar as características e traços pessoais (personalidade. o risco de insucesso é grande. sem empenho e motivação. atributos) comuns aos líderes. Posteriormente. pode deixar de cumprir os propósitos do negócio. o foco passou a estar direcionado para os comportamentos dos líderes identificando-se categorias. a liderança era vista como uma questão de personalidade e carácter de quem dirigia as organizações (Donnelly et al.. em grande parte dos casos.. A abordagem dos traços tenta explicar a liderança baseada no que é ser um líder (Méndez et al. 6. 2013). Pesquisas e consultas da literatura identificam o seguinte conjunto de traços desejáveis nos líderes: 5 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . Já as teorias situacionais/contingenciais focam-se no papel das equipas e na natureza contextual da liderança. aptidões.1. Se faltam objetivos compartilhados entre membros de um grupo. A procura pela melhor combinação de traços manteve-se nos 40 anos seguintes. 2000). o gerente de projetos deve refletir sobre relacionamentos.

Desta forma. As teorias situacionais/contingenciais visam analisar o modo como os fatores situacionais influenciam a eficácia do comportamento de um determinado líder e estilo de liderança combinando os estilos de liderança de acordo com as situações com que os líderes se deparam (Cruz et al. 2000). 2007). “o novo caminho” encontrado foi o da enfase no comportamento dos líderes admitindo que há comportamentos específicos que distinguem os líderes dos não líderes. democrático e laissez-faire.. uma vez que as abordagens dos traços e as comportamentais não conseguiram explicitar nem por que razão os líderes adotam diferentes estilos em diferentes situações nem porque são eficazes numas situações e noutras não (Cunha et al. na medida em que vêm demonstrar o impacto dos líderes no ambiente organizacional (Chiavenato. sendo que os mais 6 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . 6. podem identificar-se quatro estilos ou comportamentos de liderança: autocrático.Traços e caraterísticas desejáveis (adptadp apartir de Donnelly et al. As teorias situacionais/contingenciais surgem com o propósito de estudar e compreender a eficácia da liderança. 2013). Teorias Situacionais/Contingenciais Á semelhança do que havia sucedido com as teorias clássicas. 2000). fez com que se começasse a pensar em outros caminhos alternativos. Os estilos de liderança surgem porque os líderes são diferentes uns dos outros. participativo. Para além disso.  Abordagens Comportamentais A incapacidade da abordagem dos traços para explicar a liderança e o aparecimento dos líderes. Esta abordagem tenta explicar a liderança com base nos estilos de exercício de autoridade (Méndez et al. o surgimento das teorias situacionais/contingenciais foi originado pela insatisfação com a solidez teórica e empírica das teorias clássicas para a formação de líderes (Ferreira et al.. Dentro das teorias situacionais/contingenciais podemos encontrar diversos modelos e abordagens. os estilos de liderança são importantes. 2011). Segundo Teixeira (2011). logo adotam diferentes estilos de orientar as suas equipas. A abordagem comportamental foca-se no que o líder faz e no comportamento do líder no desempenho das suas funções. 2001). A importância da Liderança na Gestão de Projetos Tabela 1 ...2.

 Modelo Contingencial de Fiedler De forma a explicar as questões acima referidas surgiram vários modelos contingenciais sendo que o modelo mais popularizado é o Modelo de Contingência da Liderança de Fred Fiedler. Assim. que se descrevem em seguida.  Abordagem das trocas líder-membro (TLM) Outra abordagem das teorias situacionais/contingenciais da liderança é a abordagem das trocas líder-membro. lealdade e respeito mútuo. De acordo com este modelo há três principais fatores que determinam se uma situação é mais ou menos favorável ao líder: a relação líder/subordinado. estas atitudes levam a um processo de liderança mais equitativo. numa perspetiva multinível (Cunha et al.. os líderes devem ser encorajados e treinados para se relacionarem com toda a equipa e ter como foco estabelecer distintas relações entre os elementos da sua equipa. a uma melhor qualidade dos relacionamentos e a um estímulo da eficácia da liderança. A importância da Liderança na Gestão de Projetos referenciados na literatura são o modelo contingencial de Fiedler e abordagem troca líder- membro. esta abordagem sugere que o líder clarifique o seu relacionamento com a sua equipa sejam eles quem forem. e por fim. conhecimento. o objetivo é descrever as relações de troca entre o líder e a sua equipa. Se assim for. Esta teoria sugere que o líder clarifique as relações com cada um dos seus subordinados. O objetivo da liderança é assim voltado para o desenvolvimento das equipas. colaboração onde o líder e o seu subordinado se unem em volta de uma missão e objetivos de trabalho comuns (Barracho et al. o qual sugere que não existe nenhum estilo de liderança que possa ser considerado o mais eficaz em qualquer situação. a abordagem das trocas líder-membro faz referência a um processo de construção de liderança com um ciclo de vida constituído por três fases: teste onde o líder e o subordinado se avaliam mutuamente. 2007). 2010). fase em que a relação entre o líder e o subordinado se desenvolve criando-se confiança. 7 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . Segundo Lunenburg (2010). 2011).. uma vez que. a estrutura da tarefa e a posição de poder do líder (Teixeira. Nesta abordagem.

e as relações com os subordinados se processam em períodos curtos (por exemplo.3. quer nas críticas que faz. democrático e laissez-faire. 7. provocando tensão e frustração no grupo. altamente repetitivas. planeamento e execução propriamente dita das tarefas. tanto sobre o desempenho de seus colaboradores quanto de seus resultados e de comunicação eficaz. havendo contudo um predomínio (pouco 8 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . Participativo O líder participativo envolve uma forte capacidade de preparar e desenvolver pessoas muito mais pela acção conjunta do que pela utilização de processos formais já existentes. fazendo com que cada um dê o melhor de si pelo comprometimento e não por obediência às normas. ESTILOS DE LIDERANÇA Dentro dos estilos de liderança identificam-se quatro estilos diferentes: autocrático. o líder participativo envolve a todos em suas metas. participativo. 7. o grupo produz pouco e tende a disciplinar-se. 7. É o grupo. planos de trabalho. A importância da Liderança na Gestão de Projetos 7. quando se trata de tarefas simples. Democrático O líder democrático assiste e estimula o debate entre todos os elementos. As directrizes são decididas pelo grupo. Autocrático O líder autoritário fixa directrizes sem a participação do grupo. agressividade e frustração no grupo. É também ele que designa qual a tarefa de cada um dos subordinados. O líder participativo conta com habilidade em persuadir os demais para obter apoio nos planos propostos. que esboça as providências e técnicas para atingir os objectivos. dando instruções concretas.2. análise de problemas. em conjunto. Este tipo de líder provoca grande tensão. procedimentos ou regras. Todos participam nas decisões.1. Este tipo de líder observa-se sobretudo. e qual será o companheiro de trabalho de cada sujeito. determina as técnicas para a execução das tarefas. quer nos elogios. expandindo sentimentos recalcados. As consequências desta liderança estão relacionadas com uma ausência de espontaneidade e de iniciativa por parte dos liderados. Por meio de feedbacks constantes. Este líder é pessoal. visto que quando este se ausenta. o lucro e os resultados de produção. visto que os objectivos são. bem como pela inexistência de qualquer amizade de grupo. O trabalho só se desenvolve na presença física do líder. Têm uma postura essencialmente directiva. sem deixar espaço para a criatividade dos liderados. É dominador. e algumas vezes com sucesso. algumas tarefas de construção civil com empregados temporários). decisões.

tendo também desejo de abandonar o grupo. O líder democrático. também denominado de laissez faire. O Líder tenta ser um membro igual aos outros elementos de grupo. A importância da Liderança na Gestão de Projetos demarcado) da voz do líder. O líder não se impõe ao grupo e consequentemente não é respeitado. Na empresa. havendo participações mínimas e limitadas por parte do líder. quando critica ou elogia limita-se aos factos. bem como bons resultados ao nível de produção/resultados. grandes quantidades de relação a nível interpessoal. recomenda-se o uso da liderança democrática em grupos de trabalho cujos integrantes se sentem partes indispensáveis para o sucesso de todos e são capazes de contribuir activamente para a tomada de decisão. Cada membro do grupo decide com quem trabalha e é o próprio grupo que decide sobre a divisão de tarefas. em resumo. visto que não esperam nada daquele líder. Este tipo de liderança promove o bom relacionamento e a amizade entre o grupo. Laissez-Faire O líder liberal. não impõe regras. corre-se o risco do contágio desta atitude de abandono entre os subordinados. O comportamento deste líder é essencialmente de orientação e de apoio. a confusão. quase sem consultar o líder. Como não há demarcação dos níveis hierárquicos. é objectivo. 7. mostrando predisposição para cooperar e reflectir acerca de problemas de produtividade e relacionamento. do interesse de todos. tendo como consequência um ritmo de trabalho progressivo e seguro. Os liderados têm liberdade total para tomar decisões. Os elementos do grupo tendem a pensar que podem agir livremente. pois reina a desorganização. Não há grande investimento na função no estilo liberal. 9 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . Quem decide sobre a divisão das tarefas e sobre quem trabalha com quem. é o próprio grupo. sugerindo este várias alternativas para o grupo escolher. O grupo solicita o aconselhamento técnico do líder.4. Este é frequentemente considerado o pior estilo de liderança. o desrespeito e a falta de uma voz que determina funções e resolva conflitos. Surgem.

algumas vezes mudando de estilo para se adaptarem a diferentes situações. os relativos aos subordinados e os que se referem à situação em presença. a escolha do estilo apropriada nem sempre é óbvia. Há quem pense que as pessoas devem ser coagidas para obterem melhores resultados no seu trabalho. Outros vêem no trabalho uma coisa desagradável e unicamente o meio de obter dinheiro. Mas a verdade é que mesmo quando a situação que o líder enfrenta é perfeitamente conhecida. devendo ser flexíveis na escolha do estilo de liderança adequado a cada situação. Uns entendem que a função do gestor é dizer-lhes o que há a fazer. De modo geral. um gestor competente pode ser gentil e apoiante em certas situações. 8.1 Factores relacionados com o gestor Dois importantes aspectos relacionados com gestor são fundamentais na escolha do estilo de liderança. por outro lado. os gestores. os seus subordinados têm tendência a questioná-los menos. mas de facto o que se verifica é que a sua competência lhes dá maior flexibilidade na escolha do estilo de liderança. talvez renumeração e castigos sejam os únicos motivadores destas pessoas.  A atitude em relação à autoridade. Em primeiro lugar. e actuar com mais disciplina e autoridade noutras. 8. não têm de os ajudar a tomar decisões. FACTORES QUE AFETAM A ESCOLHA DO ESTILO DE LIDERANÇA NAS EMPRESAS A discussão das teorias da liderança parece levar a concluir que os gestores decidem logicamente que estilo de liderança adoptar.2 Factores relacionados com os trabalhadores As características dos subordinados devem também ser tidas em consideração quando se vai decidir o estilo de liderança a adoptar. obtêm melhores resultados quando lideram de forma consistente com as suas crenças pessoais. Uns acham que o trabalho é agradável. Fundamentalmente há que ter em conta:  O seu sentido ético em relação ao trabalho. dá satisfação e realização. À primeira vista poderia parecer que os gestores deste tipo seriam tentados a ser mais autocráticos. Outros pensam que a melhor forma de obter bons resultados é encorajar os trabalhadores. estes trabalhadores geralmente são fáceis de liderar. os gestores mais competentes são mais confiantes. 10 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . Ora. e. Outros querem tomar todas as decisões e oferecem sempre resistência ao exercício da autoridade pelos superiores. Assim. Em segundo lugar. cada gestor tem a sua própria experiencia e os seus próprios conhecimentos e competência. Na prática há três tipos de factores importantes que geralmente estão na base da escolha do estilo de liderança a adoptar por um gestor: os que se relacionam com o gestor. as suas convicções básicas sobre as pessoas. A importância da Liderança na Gestão de Projetos 8.

pode justificar-se o uso de uma forte autoridade.  Tipo de tarefas.  A experiência e aptidões. de facto prevalecerão as comunicações ascendentes. mais liberdade deve ser concedida. pressionando para o crescimento da produção e das vendas. Um estilo mais directivo. Perante uma crise numa empresa ou numa organização. tenderá a ser mais utilizada.  Objectivos da unidade. 11 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . Quando as tarefas a executar são mais complexas e criativas. por exemplo. Com o aumento do grupo. Os outros têm de ser observados de perto mesmo quando o que se lhes exige é relativamente modesto. a gestão por excepção. De modo geral as tarefas que envolvem simples repetições podem permitir um tipo de liderança mas autocrático.  Situações de crise. os subordinados estarão mais receptivos a aceitar simplesmente que lhes seja comunicado o que têm a fazer. mas mostrar o seu valor. Alguns trabalhadores têm iniciativas quanto á forma de executar o seu trabalho e procuram desenvolver-se. nomeadamente. campo fértil. defender as suas ideias e procurar soluções. Os gestores podem prestar mais atenção individualiza aos seus subordinados quando o grupo é mais pequeno. o estilo de liderança apropriado para um aprendiz não deve ser o mesmo que é aconselhável para liderar um profissional competente.3 Factores relacionados com a situação Existe uma grande variedade de factores situacionais que podem afectar o estilo de liderança de um gestor.  Estilo de gestão do líder de nível superior. e por conseguinte a participação nas decisões. Numa situação destas. Os gestores dos níveis intermédios tendência a liderar da mesma forma que são liderados. Se o gestor de nível mais elevado é autocrático. Como é obvio. resultará melhor com o aprendiz. Tratando-se de um projecto a prazo. Além disso. de comando. os gestores têm tendência a adoptar um estilo de liderança mais autocrático. deve mostrar-se confiante. Fundamentalmente. é comum que a paralisia se apodere das pessoas. deve ter-se em conta os seguintes:  Número de membros do grupo. pois os trabalhadores observam os seus líderes e tendem a comportar-se como tal. Em situações de crise (por exemplo. A importância da Liderança na Gestão de Projetos  O grau de maturidade. enquanto que o profissional pode não precisar de qualquer forma de comando apertado. logo o líder não deve esconder-se. dificuldades financeiras da empresa). os outros gestores naturalmente inclinar-se-ão para o mesmo estilo. Se o objectivo fundamental é fazer o trabalho de imediato. tornando-se também confiantes. 8.

É um processo de influência social e intencional exercida por uma pessoa ou grupo sobre outras pessoas ou grupos visando a estruturação da organização. (Setembro de 2014).blog-lideranca. Para. 10. H. onde impere a eficiência e a eficácia. A importância da Liderança na Gestão de Projetos 9. Psicossociologia do Trabalho.pt/2017/07/17/gestor-de-projetos/. (Março de 2015). devemos desenvolver constantemente essas competências. A. a diferença entre estar e ser um líder de projetos. o que é que eles fazem. T. ser um bom profissional nessa área. efetivamente. Obtido de http://www. mas sem as restantes habilidades comportamentais e contextuais dificilmente poderá ser um gestor de projetos. M. I. primordialmente. É bom ter em mente que um profissional dotado de conhecimentos técnicos. (17 de Julho de 2017). BIBLIOGRAFIA Cunha. Santos. essa é. o que é necessário para uma boa liderança e o que fazer para se tornarem bons líderes. CONCLUSÃO A liderança é um conceito extraordinariamente popular nos dias de hoje. Técnico Superior de Segurança no Trabalho. I. A. A Liderança apresenta-se sobretudo como um processo relacional capaz de produzir resultados organizacionalmente válidos. Dias. Liderança e Equipas de Trabalho num contexto de mudança - um estudo em Empresas Industriais do Vale do Ave. O Papel da Liderança na Gestão da Mudança ao nível do Chão de Fábrica O Caso da Autoeuropa. Há um interesse progressivo em saber quem são os líderes. O Blog de Liderança e Management. 12 Mestrado Engenharia e Gestão Industrial Gestão de Projetos . (Abril/Maio de 2017).