You are on page 1of 11

Departamento de Água e Esgoto de Marília

daem RUA SÃO LUIZ, 359 – FONE / FAX ( 014 ) 3402-8500 – MARÍLIA - SP

ANEXO 01

MEMORIAL DESCRITIVO

SERVIÇO – PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE LIMPEZA E CONSERVAÇÃO


DAS ESTAÇÕES ELEVATÓRIAS DE ESGOTO SANITÁRIO.
LOCAL – Bairros, Vila da Alimentação, Esmeralda I, Esmeralda II, Altos da
Cidade, Santa Gertrudes, Jd. Colibri, Alcides Matiuzi, Figueirinha, Jd.
Teruel, Vila Maria, Comerciários I, Jd. Janaina, Jd. Flamingo, CDHU.

Introdução: O bom funcionamento de uma estação elevatória de esgoto


sanitário depende substancialmente de um adequado programa de
manutenção que deve prever ações de caráter preventivo. O programa também
ira considerar, as ações corretiva necessárias.

A manutenção preventiva obedece a um planejamento, que estabelece


intervenções periódicas ou programadas, com a finalidade de permitir limpezas
abastecimentos e troca de peças gastas por novas, assegurando, assim, o
funcionamento perfeito da estação elevatória (bombas, motores, boias etc.) por
um período maior.

A equipe para a prestação dos serviços é composta por três pessoas sendo um
encarregado ou feitor e dois ajudantes. A equipe deve utilizar um utilitário, e em
cada visita fazer a verificação do funcionamento do conjunto moto-bomba,
comunicando a contratante qualquer irregularidade. Posteriormente faz-se a
retirada do material retido nas grades e procede-se a uma lavagem na
elevatória, este serviço será realizado regularmente nas quinze unidades
conforme descrição técnica a seguir:

Especificação do Serviço

1- Mobilização de Equipe

Atendendo a necessidade de depositar os materiais e equipamentos


para a execução dos serviços, bem como instalar alguns serviços de apoio,
indispensáveis a execução, estão previstas instalações de galpões ou áreas de
operação.

A área deverá ser cercada e iluminada e ter bom acesso e a execução


do galpão será a critério da contratada, devendo permanecer no local os
sanitários e vestiário, as instalações deverão estar em conformidade com a
legislação trabalhista.
Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 – FONE / FAX ( 014 ) 3402-8500 – MARÍLIA - SP

Compõem a mobilização de equipe o transporte até o local de serviço de dois


ajudantes e um encarregado munido de equipamentos, ferramentas e
materiais, para a execução dos serviços de limpeza. O transporte deverá ser
executado preferencialmente por um utilitário, pois, após a execução dos
serviços o mesmo deverá levar os materiais grosseiros retirados das grades
para aterro sanitário.

2- Atividades iniciais

As atividades previstas do serviço de limpeza e conservação das estações


elevatórias preveem ações conforme sequencia determinada a seguir:

- Quando na área externa da estação, inspecionar registro e/ou by-pass


de chegada da EEE, para confirmar que não há descarga indevida do esgoto.
- Havendo desvio do esgoto, corrigi-lo abrindo registro ou stop-log.
- Verificar fluxo de esgoto de chegada.
- Registrar eventual anomalia (livro de ocorrência).
- Comunicar anormalidade imediatamente à manutenção.
- Bloquear o fluxo de chegada (fechamento de comporta, uso de
bloqueador inflável ou desvio de outra forma) – onde for necessário.
- Checar tensão do(s) painel(s) em operação.
- Checar tensão da(s) bomba(s) em operação e ligadas.
- Ler os horímetros e checar a corrente elétrica das bombas (quando
ligadas).
- Vistoriar as instalações elétricas e hidráulicas prediais.
- Interpretar os dados lidos – em casos de anomalias, tomar providências.
- Em caso de anormalidades, comunicar imediatamente à manutenção.
- Registrar anormalidade de acordo com instruções do supervisor
(Importante: mesmo tendo solução imediata, o problema deve ser relatado).
- Verificar a integridade de barriletes, tubulações e equipamentos
operacionais, quanto a vazamentos, entupimentos e outros riscos, quando
visíveis.
- Bloquear o fluxo de chegada (fechamento de comporta, uso de
bloqueador inflável ou desvio de outra forma) – onde for necessário.
- Efetuar descarga da parte líquida do poço com os próprios conjuntos
moto bomba instalados
- Desligar (modo manual) todas as bombas logo em seguida.
- Desligar todo o equipamento elétrico em razão da limpeza.
- Vistoriar as condições do poço antes da retirada dos sólidos para
otimizar frequência das limpezas.
- Iluminar o poço, considerando os cuidados com choques elétricos, de
preferência com lanterna.
- Vistoriar o fluxo no poço de visita a montante da elevatória.
- Executar lavagem geral da área externa do poço.
- Limpar as caixas de extravasores.
- Verificar, internamente, os poços da elevatória após a limpeza.
- Desbloquear o fluxo de chegada – onde for necessário.
Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 – FONE / FAX ( 014 ) 3402-8500 – MARÍLIA - SP

- Religar (modo automático) os conjuntos moto-bomba o mais breve


possível.
- Verificar o funcionamento das válvulas de retenção para eventuais
limpeza e lubrificação das mesmas.

3- Limpeza das elevatórias

Limpeza das grades e caixa de areia

As grades e a caixa de areia ficam localizadas à montante do poço de sucção


da elevatória e servem para reter o sólido grosseiro em suspensão. O ajudante
deve descer no poço através de escada e recolher o material retido e colocar o
resíduo dentro de um saco plástico. Este material deverá ser encaminhado
posteriormente pela contratada ao aterro sanitário. O serviço deverá ser
executado em intervalos regulares de no máximo três dias.

Limpeza do poço de sucção

O poço de sucção de uma Elevatória é uma estrutura de transição que recebe


a contribuição dos esgotos afluentes, por ter uma inclinação de fundo da ordem
de 10 graus ou mais a sedimentação do poço é pequena, mais em alguns
poços que não tenham esta inclinação a acumulação de sedimentos é da
ordem de 10 cm/ ano, constatada anteriormente em medições. A limpeza nos
poços deverá ser executada neste período pelo menos uma vez em cada
unidade neste período de vigência do contrato, e deverão seguir as seguintes
recomendações:

A retirada do material sólido deverá ser executada manual ou mecanicamente


o material retirado deve ser acondicionado em recipiente apropriado e
transportado para aterro sanitário.

A retirada da escuma existente por efeito de graxas, óleos detergentes e outros


materiais de densidade inferior à da água, devem ser retiradas secionando-se a
camada em pequenas proporções com jato d’água e através de alterações no
controle de acionamento do conjunto moto bomba e succionar o liquido até o
poço tornar-se seco.

Após a execução dos itens anteriores deve-se lavar o poço esfregando-se as


paredes e o fundo com escovas e jato d’água de alta pressão. Através de
alterações no controle de acionamento do conjunto moto bomba succionar o
liquido até o poço tornar-se seco.

Após a limpeza deve se proceder a desinfecção das instalações com a


lavagem simples de água com adição de cloro.
Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 – FONE / FAX ( 014 ) 3402-8500 – MARÍLIA - SP

3.3- Lavagem das estruturas

Para manter um aspecto agradável deve ser realizada a lavagem periódica


através de jato de água nos componentes da elevatória tais como:

- Caixa de proteção dos registros e válvulas, lavagem uma vez por semana.
- Poço de sucção, lavagem uma vez por semana.
- Poço das grades, lavagem duas vezes por semana.

3.4- Conservação da área

A conservação da área interna e externa junto da estação elevatória devem ser


realizadas com a capina da vegetação e a limpeza de materiais não
pertencentes ao sistema. Estes materiais devem ser transportados para bota
fora pela contratada estes serviços deverão ser realizados mensalmente

Equipamento de Bombeamento

A contratada deverá verificar em cada vistoria o funcionamento dos


equipamentos eletro mecânicos e em caso de pane comunicar a contratante. A
contratante verificara os motivos ou a causa da pane, e em se constatando ser
mecânico, conjunto moto bomba, a contratada se encarregara da substituição
do mesmo, para tanto deverá retirar do almoxarifado da contratante o
equipamento especifico e encaminhar até o local da substituição.

A substituição devera ser realizada pela contratada através do içamento do


conjunto moto bomba danificada, por correntes e cavalete e recolocando o
equipamento substituto da mesma forma. O equipamento danificado deverá ser
encaminhado ao almoxarifado da contratante também pela contratada.

3.5.1- Durante a verificação dos equipamentos eletro mecânicos devem se


feitas pela contratada medições de Amperagem, Voltagem e Fator de Potencia,
também deve ser verificada a vazão de esgotamento, através do nível superior
que aciona a partida das bombas fazendo-se a relação com tempo de
esvaziamento para se ter a vazão.

3.5.2- Em casos excepcionais a contratada devera garantir a continuidade de


escoamento de esgoto durante a interrupção do sistema, quer por falta de
energia no local ou em caso de manutenção prolongada. A contratada se
obriga a realizar o esgotamento do poço de sucção através de caminhão
tanque provido de sucção a vácuo e encaminhar o material até o poço de visita
mais próximo do local, este procedimento devera ser realizando até que esteja
sanado o problema e o sistema volte a funcionar automaticamente.

Portanto é obrigatória a permanência por toda a vigência do contrato de um


caminhão com sistema de sucção a vácuo, tracionado com bombas de anéis
em meio liquido, com capacidade de no mínimo 6.500 litros, com equipamento
Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 – FONE / FAX ( 014 ) 3402-8500 – MARÍLIA - SP

próprio de limpeza do tanque do tipo basculante. O equipamento fornecido


deverá ser no mínimo igual ou superior ao aqui especificado.

4.0 Dos Equipamentos

A CONTRATADA deverá utilizar nas obras apenas materiais e equipamentos em


conformidade com os padrões e normas técnicas e de segurança aplicadas à espécie,
sendo absolutamente proibidos quaisquer vazamentos de óleos e graxas,
responsabilizando-se integralmente pela manutenção, qualidade e quantidade dos
mesmos, sendo exigidos:

4.1 - auto fossa a vácuo com tanque com 6.500l ou superior, basculante;

4.2 - Todos os equipamentos e componentes deverão estar em boas condições de


conservação, para que a fiscalização possa vistoriá-los.

5.0 Das exigências da Contratação:

5.1. Capacitação técnico operacional

A empresa a ser contratada, deverá apresentar no procedimento Licitatório, os


seguintes documentos comprovando sua efetiva aptidão para a execução dos
serviços:

- Comprovação de capacidade técnico operacional de a licitante ter executado


serviços pertinentes e compatíveis em características, quantidades e prazos com o
objeto desta licitação, através de atestados emitidos em seu nome por pessoa jurídica
de direito público ou privado, devidamente registrados nas entidades profissionais
competentes equivalentes ou superiores às constantes da alínea “a” adiante, que são
as que têm maior relevância técnica e valor significativo.

As características e/ou parcelas de maior relevância técnica e valor significativo do


objeto licitado são:

a.1) Que tenha executado serviços afins (serviço de limpeza e conservação de


estações elevatórias de esgoto sanitário) com caminhão auto fossa a vácuo com
tanque com 6.500 litros ou superior, basculante

Nota 1 - As especificações constantes neste anexo foram baseadas no caderno de


preços e especificações técnicas, regulamentação de preços e critério de medição da,
Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, (Sabesp), e do
Departamento de Águas e Energia Elétrica, (Daee).

6- Segurança no Trabalho

A contratada deverá tomar as medidas de segurança no trabalho necessárias,


e as mesmas devem ser observadas em todas as fases de desenvolvimento
deste, devendo ser respeitadas leis, normas e posturas oficiais, vigentes, que
regem o assunto.
Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 – FONE / FAX ( 014 ) 3402-8500 – MARÍLIA - SP
Os recursos necessários são caixa de ferramentas completa, equipamentos de
proteção individual (EPI) e coletiva (EPC). O operador deve realizar somente
as ações para as quais recebeu treinamento adequado, usando sempre os
recursos necessários e os EPI e EPC indicados

7- Fiscalização

A fiscalização por parte da contratante deve verificar em todas as fases


se os serviços foram executados e estão de acordo com as normas vigentes e
especificação por ela formulada para tanto a contratada deve notificar com
antecedência o inicio das operações a contratante.

8- Recebimento do Serviço

Realizado o serviço, será feito um exame, na presença da Fiscalização,


para constatar-se a eficiência do serviço prestado, para aceitação ou rejeição
do mesmo. As normas são as estabelecidas em manuais técnicos e, na falta
destas, as que sejam determinadas pela Contratante.

DO / Marília, 22 de abril de 2.014.

Tecg° Carlos Domingos Pires


Diretor de Oras
Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 – FONE / FAX ( 014 ) 3402-8500 – MARÍLIA - SP

ANEXO – 02

PLANILHA DE CUSTO ESTIMATIVO DOS SERVIÇOS


Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 - FONE ( 014 ) 3042 - 8500 - MARÍLIA SP.

ANEXO 02
PLANILHA DE CUSTO DATA - 04/ 2.014
Serviço: Prestação de Serviço de Limpeza e Conservação das Estações Elevatórias de Esgoto Sanitário.
Local: Bairros; Vila da Alimentação, Esmeralda I, Esmeralda II, Altos da Cidade, Santa Gertrudes, Jd. Colibri,Alcides Matiuzi,
Figueirinha, Jd. Teruel, Vila Maria, Comerciarios I, Jd. Janaina, Jd. Flamingo, CDHU.
daem
Item Descrição Unid Quant No Preço Custo Unit. Custo Total
1 Mobilização de Equipe
1.1 Container DIM 6,00 X 2,30 X 2,20 - Escritorio com sanitario unid/mês 0,071429 80.719 425,00 30,36
1.2 Veículo Leve - 55 A 60 CV h/mês 10 80227 17,10 171,00
Sub Total 01 - Mensal da Unidade/Mobilização e Canteiro Sub Total 01 201,36
2 Limpeza das elevatórias
2.1 Limpeza das grades
2.1.1 Servente (2 funcionarios) h 4 10158 4,85 19,40
2.2 Limpeza do poço de sucção
2.2.1 Caminhão Auto Fossa c/Basculante-6.500 L ou superior h 2,5 80123 99,87 249,68
2.2.2 Escovamento manual m2 3,5325 480206 5,57 19,68
2.2.3 Auxiliar Técnico h 2,5 10112 7,25 18,13
2.3 Lavagem das estruturas
2.3.1 Hidrojateamento alta pressãoc/água quente ou Fria e solução limpadora até 17MPA m2 3,5325 480202 9,54 33,70
2.3.2 Limpeza de pisos cimentados,ceramico,azulejo,pedras,ladrilho hidraulico m2 6,25 210917 10,14 63,38
2.4 Conservação da área
2.4.1 Consev de áreas verdes (capina c/remoção vegetação) m2 30,25 210701 0,33 9,98
2.4.2 Remoção Entulho Inclusive Carga, Transporte e Descarga em bota fora a qq distância m3 0,5 481302 88,56 44,28
Sub Total 02 - Custo Unitário / Mensal da Unidade Sub Total 02 458,21
Custo Mensal para 14 Unidade R$ 6.414,99
Custo Total para 14 Unidade c/mobilização (sub total 01)+(sub total 02) R$ 6.616,35
Custo Total dos Serviços meses 12 R$ 79.396,17
Nota 1 - Para a composição de custos de serviços e materiais foi utilizado o Banco de Preços de DO/Marília, 22 de abril de 2.014
Obras e Serviços de Engenharia, Sabesp, referencia setembro de 2013
Nota 2 - O custo do container para a composição de custos foi adotado 1 ( uma ) unidade mês para
14 elevatorias 1/14 unidades

Tecgo Carlos Domingos Pires


Diretor de Obras
Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 - FONE ( 014 ) 3042 - 8500 - MARÍLIA SP.

ANEXO 02

PLANILHA DE CUSTO DATA - 04/ 2.014


Serviço: Prestação de Serviço de Limpeza e Conservação das Estações Elevatórias de Esgoto Sanitário.
Local: Bairros; Vila da Alimentação, Esmeralda I, Esmeralda II, Altos da Cidade, Santa Gertrudes, Jd. Colibri,Alcides
Matiuzi, Figueirinha, Jd. Teruel, Vila Maria, Comerciarios I, Jd. Janaina, Jd. Flamingo, CDHU.
daem
Item Descrição Unid Quant Custo Unit. Custo Total
1 Mobilização de Equipe
1.1 Container DIM 6,00 X 2,30 X 2,20 - Escritorio com sanitario unid/mês 0,071429
1.2 Veículo Leve - 55 A 60 CV h/mês 10
Sub Total 01 - Mensal da Unidade/Mobilização e Canteiro Sub Total 01
2 Limpeza das elevatórias
2.1 Limpeza das grades
2.1.1 Servente (2 funcionarios) h 4
2.2 Limpeza do poço de sucção
2.2.1 Caminhão Auto Fossa c/Basculante-6.500 L ou superior h 2,5
2.2.2 Escovamento manual m2 3,5325
2.2.3 Auxiliar Técnico h 2,5
2.3 Lavagem das estruturas
2.3.1 Hidrojateamento alta pressãoc/água quente ou Fria e solução limpadora até 17MPA m2 3,5325
2.3.2 Limpeza de pisos cimentados,ceramico,azulejo,pedras,ladrilho hidraulico m2 6,25
2.4 Conservação da área
2.4.1 Consev de áreas verdes (capina c/remoção vegetação) m2 30,25
2.4.2 Remoção Entulho Inclusive Carga, Transporte e Descarga em bota fora a qq distância m3 0,5
Sub Total 02 - Custo Unitário / Mensal da Unidade Sub Total 02
Custo Mensal para 14 Unidade
Custo Total para 14 Unidade c/mobilização (sub total 01)+(sub total 02)
Custo Total dos Serviços meses 12
Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 – FONE / FAX ( 014 ) 3402-8500 – MARÍLIA - SP

ANEXO – 03

CONOGRAMA FISICO FINANCEIRO DE EXECUÇÃO


Departamento de Água e Esgoto de Marília
daem RUA SÃO LUIZ, 359 - FONE ( 014 ) 3402 - 8500 - MARÍLIA SP.

ANEXO 03

CRONOGRAMA FÍSICO DE EXECUÇÃO PERÍODO


Meses
Item Descrição Unid Quant 1 2 3 4 5 6
1 Unidades de Serviços Unid 14 6.616,35 6.616,35 6.616,35 6.616,35 6.616,35 6.616,35
2 Acumulado Unid 14 6.616,35 13.232,69 19.849,04 26.465,39 33.081,74 39.698,08
3 Porcentagem Unid % 8,33 16,67 25,00 33,33 41,67 50,00

Item Descrição Unid Quant 7 8 9 10 11 12


1 Unidades de Serviços Unid 14 6.616,35 6.616,35 6.616,35 6.616,35 6.616,35 6.616,35
2 Acumulado Unid 14 46.314,43 52.930,78 59.547,12 66.163,47 72.779,82 79.396,17
3 Porcentagem Unid % 58,33 66,67 75,00 83,33 91,67 100,00

DO/Marília, 22 de abril de 2.014

Tecgo Carlos Domingos Pires


Diretor de Obras