You are on page 1of 35

MECÂNICA DOS FLUIDOS

PROF. Ms. VALDEMIR ANTUNES


Mecânica dos fluidos é a ciência que tem por
objetivo o estudo do comportamento físico dos
fluidos e das leis que regem este comportamento.
O fluido não resiste a
esforços tangenciais por
menores que estes sejam,
o que implica que se
deformam continuamente.
F
Têm em comum, graças a facilidade de
deformação, a propriedade de poderem se
escoar, ou fluir, facilmente, daí o nome de
fluidos.
Ar Atmosférico
Água
◦Lagos, rios, oceanos
Gases em combustão
Sangue

Hidráulico
→ líquido (em geral: óleo)
Pneumático → ar
 Física  propriedade de um corpo que
determina sua inércia

Sistema SI............................Kg
VOLUME(V)
Espaço ocupado pela matéria
◦ [V] = m3
◦ Também utiliza-se
 1 litro = 1dm3= 10-3 m3
 1000 litro = 1 m3
 1 galão = 3,785 litros
-É a razão entre a massa do fluido e o
volume que contém essa massa.

massa m
 
volume V
Sistema SI............................Kg/m3
É definido como o volume ocupado
pela unidade de massa de uma
substância, ou seja, é o inverso da
massa específica

Vs= 1/ =V/m


Sistema SI............................m3/Kg
-É o produto da massa específica do
fluido e a gravidade local.
-É a razão entre o peso de um dado fluido e
o volume que o contém;


peso W

volume V
  g
-O peso específico de uma substância é o
seu peso por unidade de volume;

Sistema SI............................N/m3
É a relação entre a massa específica de uma
substância e a de outra tomada como referência

Para os líquidos a
referência adotada é a
água a 4oC  subst
= 103 kg/m3 d
0
água

Ou água = 1g/cm3


É a relação entre a massa específica de uma
substância e a de outra tomada como referência

Para os gases a
referência é o ar
atmosférico a 0oC  subst
d
ar= ρ0 = 1,29 kg/m3 0
Substância d
dsubst< dágua  Mercúrio 13,6
substância
Gelo 0,92
flutua na água
Gasolina 0,7
ouro 19,2
Aço 8
CIÊNCIA MÉDICA.
TESTE EM SANGUE- ( ρ sangue normal:1,04 -1,06 g/cm3)
Densidade cresce com o aumento de células
vermelhas.
Concentração anormalmente baixa –
(Anemia)
CIÊNCIA MÉDICA.
TESTE EM URINA - (ρ urina normal:1,02 g/cm3)
Aumento da densidade – algumas doenças
indicam aumento na secreção de sais
BATERIA DO AUTOMÓVEL
H2SO4)
TESTADO PELA DENSIDADE DO ELETRÓLITO(
Bateria descarrega – o H2SO4 combina com placas(Pb)
Formando sulfato de chumbo (insolúvel) diminuindo a
concentração.

Bateria carregada (ρ solução:1,30g/cm3)


Bateria descarregada (ρ solução:1,15g/cm3)
 e

H O  1000 
T  4
2

2
180

H O  9800 
T  4
2

2
18
Massa Específica
Massa Especifica (H2O)
Massa especifica (kg/m )
3

1001.0
1000.0
999.0 H O  1000 
T 4 2

998.0 2
180
997.0
996.0
995.0
994.0
993.0
992.0
-15 -10 -5 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45
0
Temperatura ( C)
 H 2 O (0 C )   H 2 O ( 4 C )
0 0
Peso Específico
Peso Especifico (H2O)
9810.0

T  4
Massa especifica (kg/m3)

9800.0 2

9790.0
H O  9800 
2
18
9780.0
9770.0
9760.0
9750.0
9740.0
9730.0
9720.0
-15 -10 -5 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45

Temperatura (0C)
1.3 – FLUIDOS

Viscosidade:

É a resistência que um fluido oferece ao escoamento e que se deve ao movimento


relativo entre suas partes, isto é, um atrito interno de um fluido.

A viscosidade de um fluido é basicamente uma medida de quanto ela gruda. A água é


um fluido com pequena viscosidade. Coisas como shampoo ou xaropes possuem
viscosidades maiores.

Podemos inferir que quanto maior a viscosidade, menor a velocidade em que o fluido
se movimenta.
1.3 – FLUIDOS

Viscosidade:

A viscosidade também depende da temperatura. O óleo de um motor, por exemplo, é


muito menos viscoso a temperaturas mais altas do que quando o motor está frio.

O fluido muito perto das paredes do tubo, por exemplo, se move muito mais
lentamente do que o fluido no centro do mesmo.
1.3 – FLUIDOS
Pressão média (P) e Tensão de cisalhamento média (τ):

A pressão pode ser definida pelo quociente de uma força de módulo constante,
perpendicular a uma superfície sujeita à sua ação, dividida pela área dessa superfície.
A tensão de cisalhamento é a força aplicada sobre um corpo sólido, por unidade de
área, e que provoca o deslocamento lateral, paralelamente a si mesmo, de um plano
do corpo.

FN F
P e 
A A
1.3 – FLUIDOS

Princípio da aderência:

partículas de fluido que estão juntas a um contorno sólido (camada limite) apresentam
a mesma velocidade do contorno (corpo) sólido.

Experiência das duas placas:

Um problema clássico é o escoamento induzido entre duas placas, uma inferior fixa e
uma superior movendo-se uniformemente a velocidade V. Aplicando-se o princípio
da aderência à experiência das duas placas, chegamos a um perfil onde vemos que a
velocidade do fluido junto à placa fixa é nula, e a velocidade junto à placa móvel é
máxima.
1.3 – FLUIDOS

Lei de Newton da viscosidade:

Newton realizou o experimento das duas placas planas e verificou que ao aplicar a
força F na placa superior (móvel), esta era inicialmente acelerada até adquirir uma
velocidade constante, o que permitiu concluir que o fluido aplicava a placa uma força
contrária ao movimento e de mesma intensidade. Após a realização de vários
experimentos, chegou a seguinte equação:

 dV 
   
 dy 

Onde:  = Tensão de cisalhamento;


 = Viscosidade absoluta ou dinâmica;
 dV 
  = Gradiente de velocidade.
 dy 

Isaac Newton
Fluidos
Simplificação prática da Lei de Newton da Viscosidade:

Em casos reais, como em mancais de máquinas, motores, a distância entre as placas


é bem pequena, da ordem de décimos de milímetros ou até menos. Neste caso,
admite-se um perfil linear de velocidades, tornando mais fácil sua análise. Sendo
assim o gradiente de velocidades passa a ser constante.

 dV 
   
 dy 

dV V
 contante, assim,   
dy y
Fluidos
Viscosidade cinemática:

Por simplicidade matemática define-se a viscosidade cinemática como a relação entre


a viscosidade absoluta do fluido e a sua massa específica.

 N .s kg.m.s / s 2 m 2
  viscosidade cinematica    2 3
 2 3

 m .kg / m m .kg / m s

Nos líquidos, a variação da viscosidade cinemática com a temperatura é menor que


a variação da viscosidade cinemática nos gases. Isto ocorre, pois a massa específica
dos líquidos pouco varia com a temperatura, o que não ocorre com a massa
específica dos gases.
 Fluidos newtonianos – são aqueles que obedecem
a lei de Newton da viscosidade;

Observação: só estudaremos os fluidos newtonianos


1)A massa específica de um determinado óleo é
de 830 kg/m3. Determine a massa e o peso de óleo
contido em um barril de 200 litros.

R = m= 166kg; P= 1626,8N
 2) Se a massa de um barril cheio de óleo é 712Kg. Calcule o
peso específico, massa específica, volume específico e
densidade do óleo.
Dados: mbarril = 11,34Kg; Vbarril =0,159m3
RESP (γ =43,22 103 N/m3 ;ρ = 4,41x103 Kg/m3 ; Vs = 2,27x10-4 m3/Kg;
d= 4,41)

 3-A densidade de um liquido é 3, calcule o volume


específico, massa específica e peso específico desse liquido.
RESP (ρ = 3x103 Kg/m3; Vs = 0,333 x 10-3 m3/Kg ; γ = 2,94x104N/m3)
 Um bloco quadrado de peso 1,10kN com 250mm
de lado, desliza num plano inclinado sobre um
filme de óleo de 6,0µm. Sabendo-se que o
coeficiente de viscosidade dinâmico do óleo é
7mPa.s, qual a velocidade do bloco?
 R=v= 5,16 m/s
T . y.60

A. r.2 . f .r
R: 0,122 Pa.s