You are on page 1of 2

O Desenvolvimento da Medicina

Aulus Cornelius Celsus
(c. 25 a.C. - c. 50 d.C.)
Este é um trecho do “Proêmio” da obra Da Medicina, do enciclopedista
romano A.C. Celsus, que viveu na província de Gallia Narbonensis,
hoje sul da França.

Versões integrais em latim e inglês, e do proêmio em espanhol, se
encontram na internet. Tradução em inglês feita por W.G. Spencer,
Loeb Classical Library, Londres, 1935. Tradução em espanhol feita por
C.C. Farrú, Ars Medica 4, Santiago, 2001. Números indicam as
sentenças do texto em latim.

“A.C.Celse”, litografia de Tradução feita para o curso de Teoria do Conhecimento e Filosofia da
Pierre Vigneron, Paris, c. 1865. Ciência I (FLF0368), prof. Osvaldo Pessoa Jr., 2o semestre de 2010.

[9-11] Nessa época a arte da medicina prosperou essa profissão fornecedora de
foi dividida em três partes: uma que cura saúde para todos. [...]
pela dieta, a segunda por medicamentos, e a [13-16] Aqueles, então, que professam
terceira pela mão. Os gregos denominaram uma teoria racional da medicina [os
a primeira dietética, a segunda farmacêutica dogmáticos] afirmam que é necessário,
e a terceira cirurgia. Os autores que são os primeiro, um conhecimento das causas
mais ilustres dessa parte que cura as ocultas que envolvem as doenças, e depois,
doenças pela dieta, tratando de examinar das causas evidentes, e em seguida também
ainda mais profundamente certas coisas, das ações naturais, e por fim das partes
reclamaram para si também o conhecimento internas. Chamam “causas ocultas” àquelas
da natureza, pois sem este a medicina que se identificam com os princípios de que
ficaria truncada e debilitada. Depois deles, se compõe nosso corpo, que favorecem ou
Serapião foi o primeiro a declarar que esse prejudicam nossa saúde. Pois acreditam que
método de raciocínio não era de forma é impossível, para alguém que ignora a
alguma apropriado à medicina, e a fundou origem das doenças, aprender como tratar
apenas na prática e na experiência. Em delas de maneira apropriada. Também não
seguida Apolônio e Glaucias, e um pouco duvidam que haja necessidade de
depois Heráclides de Tarento, e outros tratamentos diferentes, caso o excesso ou
homens de valor, chamaram a si mesmos de deficiência de um dos quatro princípios
“empíricos”, de acordo com a doutrina que [quente, frio, seco, úmido] provocar má
professavam. Assim, essa arte da medicina saúde, como afirmaram certos filósofos;
que cura por meio da dieta também foi caso toda deficiência estiver nos humores,
dividida em duas partes, uns afirmando uma segundo a concepção de Herófilo; caso
arte racional, e os outros uma arte somente esteja no ar, como pensou Hipócrates; caso
prática. Mas depois daqueles mencionados o sangue se transfira aos vasos que são
acima, ninguém mais se preocupou com apropriados ao ar e suscite uma inflamação,
nada, salvo com o que havia sido recebido resultando num distúrbio como a febre,
pela tradição, até que Asclepíades como ensinou Erasístrato; ou caso pequenos
modificou em grande medida a maneira de corpúsculos pararem ao passarem pelos
curar. Dentre seus sucessores, Temisão, em invisíveis poros e assim os entupirem, como
sua velhice, introduziu certas modificações. afirmou Asclepíades. Aplicará o tratamento
Graças em especial a esses homens, correto aquele que tiver acertado a origem
primária da causa. Eles não negam que a

1

. outras vezes demais. pois negam que a [32] Segundo eles. coisas. o segundo fluido e o terceiro [23-24] Além disso.] E alguns médicos de nosso desconheça sua origem. devido ao desacordo medicina consista na conjectura de causas que há entre os que discutiram esses ocultas. e a definem como uma certa via que por se basearem na experiência.. Segundo eles. deve ser vivos do cárcere das mãos dos reis. tempo. Por outro lado. cor. as estacionárias de outra. mas sim porque o fizeram a partir parecidas que ocasionam a doença. mas afirmam que a investigação incluídos entre os racionalistas. e se tiver uma mistura de males. observaram. [. tamanho.. melhor foram Herófilo e Erasístrato. maciez. forma. Afirmam agudos. denominam chamam de “método”. eles defendem vezes. aqueles que. Dizem da experiência do que havia dado certo.. [. nem entre de causas ocultas e de ações naturais é os que consideram somente a experiência.] um estreito. às vezes se portanto que é necessário fazer incisões nos intensificam. corpos dos mortos e escrutinar suas vísceras outras se atenuam. supérflua. Uma vez que se e intestinos. pois a natureza não é ao se nomearem “metódicos” eles se compreensível. de outra em que ninguém que desconheça essas partes demasia. aquelas pelas quais inspiramos ou expira. a alguma outra. ingerimos e digerimos comida e causa serviria para o tratamento. primeiro.. [. mas que bebida. seguindo suas diferentes calor. se padece de diarréia.] medicina consiste da observação dessas [27-28] Por outro lado. nem os próprios médicos chegaram a um acordo. denominam “ações naturais do corpo” como eles mesmos querem que pareça. [. Destas haveria três gêneros: por toda parte dos membros. devem-se tratar as e sua posição. e afirmam que a a si mesmos de empíricos.. relações. sem dúvida. ser compreendida. mas diferentes opiniões sobre esses assuntos afirmam que nem se poderia ter chegado a curam igualmente bem seus pacientes. e as crônicas dureza. e contido. outras nas partes mais interiores. aceitam como medicina deve observar as características necessárias. e coisas opiniões. é patente que a natureza não pode há pouca arte na observação da experiência. Eles não querem ser evidentes. doenças agudas de uma forma.] separam dos primeiros. que então se o corpo estiver tenso. seguindo a autoridade de Temisão..] porque [os dogmáticos] tenham deduzido [18-19] Chamam de “evidentes” as linhas de cura a partir de causas ocultas ou causas que se identificam com o frio ou o de ações naturais.] que resistirá ao mal aquele que não [54-57] [. e as que alguma parte se insere ou recebe em si estão regredindo de outra. pois pensam que assuntos. arranjo. as causas comuns às doenças. já que nem os filósofos. e se forma.. Que tais especulações em nada concernem à arte da medicina pode ser depreendido do fato de que homens com 2 ... ora crônicos. e esses gêneros de doenças ora são pode lhes aplicar remédios.experiência também seja necessária. as então o mais intenso deve ser combatido partes que antes a natureza havia ocultado. de uma parte pouco. assim como aquelas ações pelas basta observar certas características comuns quais a comida e a bebida são distribuídas às doenças.. lisura. e ainda o de outra. Isso ela se não fosse a partir de um certo acontece [segundo os empíricos] não raciocínio. como as dores e os misto. Além disso. sustentam que nenhum conhecimento de mos ar. e que quem de longe fez isso identifique qual desses casos se apresenta. e dos segundos. com a fome ou a fartura. [.. enquanto ainda respiravam. ele deve ser fizeram incisões em criminosos recebidos relaxado. Pois os doentes às vezes excretam mais variados gêneros de doenças surgem muito pouco. outras se mantêm constantes. as que estão aumentando de uma avanço e retrocesso de cada uma delas.