You are on page 1of 32

Workshop

As Ferramentas do
Coaching na Liderança

Lisboa, 21 maio 2013

GESTÃO LIDERANÇA

Gerem-se coisas, lideram-se pessoas

COACHING

A competição global continua a requerer um crescente esforço
das organizações e dos seus colaboradores.

Vivemos hoje, um novo paradigma na gestão dos Recursos
Humanos – O Paradigma das Competências, em que as pessoas
são o real activo das organizações

Então é fundamental que os lideres, para além do conhecimento
técnico, compreendam a complexidade do comportamento
humano e consigam potenciar as características únicas de cada
individuo.

. conhecimentos e características únicas. em apoiar cada um. considerar as pessoas como sujeitos em crescimento e criar as condições necessárias para que as competências de cada um sejam tomadas em conta e desenvolvidas. Liderar consiste. É necessário.LÍDER COACH Cabe ao líder. ajudar a acender a chama e libertar a energia potencial nas pessoas. a encontrar a forma para mobilizar as suas habilidades.

Conseguir empatia através de um olhar incondicional sobre o realidade do colaborador “(…) Estabelecer confiança: Capacidade de criar um espaço seguro. que permita progressivamente o respeito mútuo e a confiança” .Criar uma genuína e autêntica relação one-to-one 2.CRIAR UMA RELAÇÃO DE CONFIANÇA Estabelecer uma relação empática e uma parceria de co- criação . passa por: 1. um ambiente favorável.

efeito espelho  Ajuste da linguagem. utilizando um estilo aberto. com elegância e subtileza  Identifique o estado fisiológico. velocidade e pontuação das frases . flexível e confiante. mesmo registo de expressões  Ajuste do tom de voz. estado fisiológico positivo é favorável à comunicação  Tire partido do efeito imitação.RAPPORT ICF – Traduz a habilidade para se criar uma relação expontânea. Para favorecer o Rapport:  Manter o contacto visual  Postura em sintonia com a postura do outro.

confiança no seu próprio know-how. gerindo bem as suas próprias emoções.  Partilha com confiança perspectivas e experiências.  Utiliza a sua intuição. .  Utiliza o humor de forma inteligente.  Esta aberto ao desconhecido e a correr riscos.  Demonstra confiança a lidar com emoções fortes. para criar um ambiente aberto e enérgico.RAPPORT O Líder Coach:  Está presente a mostra.  Entre várias.se flexível. escolhe a forma que considera a mais eficaz para trabalhar.

A B Recebe Emite inconscientemente conscientemente as mensagens mensagens Torna-se necessário reenviar discreta e subtilmente. a relação entre eles. SINCRONIZAÇÃO Técnica que consiste em reproduzir certos comportamentos verbais e não verbais dos interlocutores. os comportamentos verbais e não verbais do outro. a fim de estabelecer. de uma maneira rápida e eficaz. .

o volume. . o ritmo.  Gestualidade – procurar ajustar os gestos e a postura de forma a sincronizar-se com a gestualidade do interlocutor. substantivos. adjectivos. SINCRONIZAÇÃO Sincronização Verbal:  Utilizar o mesmo tipo de palavras. verbos do interlocutor.  Dizer por outras palavras aquilo que o outro disse (Reformulação) Sincronização Não Verbal:  Características vocais – procurar reproduzir a tonalidade. o timbre do interlocutor.

permite desde a simples obtenção de informação até à efetiva mudança pessoal Em regra geral: Iniciam-se normalmente por:  São breves.  O quê?  São abertas. PERGUNTAS PODEROSAS É um processo de espectro largo.  Onde? .  Quando?  São claras.  Quem?  Fluem de forma intuitiva.

. e linguagem não-verbal Exige atenção.  Perceber o significado e as diferenças das palavras. sentimentos. crenças. ESCUTA ATIVA Através da escuta ativa consegue:  Compreender as preocupações. explorar e dar reforço positivo. valores e crenças. percepções. sobre o que pensa que é possível e não é possível. disponibilidade. paciência e gosto pelo ser humano . aceitar. objetivos.  Resumir. tom de voz. para que exprima as suas emoções. para clarificar a compreensão do que está a ser dito. reiterar e assumir-se como espelho. reformular.  Encorajar.

 Relançar o dialogo e aprofundar a comunicação.  Resumir o que o outro disse.  Verificar que compreendeu bem o que o outro disse.  Apaziguar.REFORMULAÇÃO É uma técnica e uma competência de comunicação que permite:  Mostrar que ouvimos ativamente. libertar a tensão. .  Clarificação de ideias (nossas e dos outros).

 Reformulação pela positiva. O que teria acontecido?.  Clarificar a opção convite a formalizar o compromisso para as ações a tomar. a abordagem da Psicologia Positiva . rumo ao objetivo. .TRANSF. melhoria constante:  Exposição do problema.  Apoiar a reflexão para identificar a solução em que se sente mais confortável.  Imaginar que o problema está resolvido.  O que já fez ou o que já pensou sobre a situação?. o autoconhecimento. PROBLEMAS EM OBJETIVOS A atitude positiva.

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL Competências Pessoais  Autoconsciência  Auto-regulação  Motivação Competências Sociais  Empatia  Comunicação  Análise Social .

FEEDBACK EFICAZ Estar em sincronia e procurar o momento adequado:  Ser concreto e objectivo: frases curtas.  Utilizar uma formulação positiva. i. transparecendo segurança e abertura.e. em factos. .  Manter uma postura firme.  Não se desculpabilizar ou auto-justificar.  Certificar-se que as expressões utilizadas são compreendidas pelo Outro.  Concentrar-se em comportamentos e acontecimentos..  Não formular juízos de valor.  Respeitar as opiniões diferentes e não dizer imediatamente “NÃO” . claras e completas.

Timing definição do prazo para a concretização do objetivo .Atingível – definição de ações a por em prática para o atingir R .É mais fácil atingir aquilo em que nos focamos: O quê? Quem? Onde? Quando? com quê? M .ESTABLECER OBJETIVOS Estabelecer objetivos claros promove a auto- regulação.Realista Desafiadiador e acreditar que que se vai alcançar e estar decidido a faze-lo T .Specific (especifico).Mensurável Que valor que quantidade? Como saber que está cumprido? A . reforçando a persistência e a aprendizagem : S . contribui para a motivação.

N NEGOCIAR um “Plano de Progresso”.COACHING MENTOR O Método MENTOR passa pela interacção permanente e oportuna do Líder Coach junto do seu colaborador. T TRABALHAR as competência e a motivação do colaborador. ESCUTAR o colaborador. R RECONHECER o sucesso. M MEDIR a diferença entre os objectivos a atingir e os resultados da actividade do colaborador. O ORGANIZAR o acompanhamento e a evolução. 17 . identificar a natureza da E margem de progresso possível e a percepção que o colaborador tem.

NEGOCIAR Depois de elaborado o Plano de Desenvolvimento é necessário fazer o seu acompanhamento tendo em conta as características do colaborador e das situações. No acompanhamento ter atenção a:  Não adiar nunca uma sessão de acompanhamento  Mostrar disponibilidade para ajudar o colaborador  Escutar as situações apresentadas pelo colaborador  Promover a reflexão para ultrapassar as dificuldades  Elogiar os progressos 1 8 .

ligado a um esforço particular. expresso no seu estilo habitual. uma missão delegada e conduzida com êxito.  É sincero. Como utilizar o Reconhecimento Condicional Positivo:  Os Louvores Condicionais sancionam o esforço particular de uma tarefa... a obtenção dos objectivos. RECONHECER O ÉXITO . imediato. .  O reconhecimento é breve.  É adaptado.Implica indicar claramente ao colaborador que o objectivo foi atingido e evidenciar os benefícios de todo o processo.

ASSESSMENT INDIVIDUAL 24 forças de caráter da Psicologia Positiva  Conhecimento  Coragem  Humanidade  Justiça MBTI Myers-Briggs Type Indicator  Temperança  Transcendência 16 tipos de personaliadade Carl Jung Extroversão ( E ) .( I ) Introversion Sensitiva ( S ) .( F ) Sentimento Julgamento ( J ) .( N ) Intuição Pensamento ( T ) .( P ) Percepção .

FEEDBACK 360º LPI – Inventário das Práticas de Liderança  Instrumento desenhado para obter feedback de 360º. sobre os comportamentos de liderança  Consistência e inconsistência. para definição de plano de ação de melhoria . acordo desacordo sobre pontos fortes e pontos fracos.

LIDERANÇA A Liderança como um processo constante. mensurável e observável num conjunto de comportamentos:  Um relacionamento  Uma responsabilidade partilhada  Autodesenvolvimento  Aprendida .

AS PRÁTICAS DE LIDERANÇA As práticas de liderança estão significativamente correlacionadas com a satisfação no trabalho. a produtividade e o comprometimento organizacional .

AS PRÁTICAS DE LIDERANÇA 1ª Prática – “Modelar o Caminho”  Encontre a sua voz começando por clarificar os seus valores pessoais  Dê o exemplo alinhando as suas ações com valores partilhados .

AS PRÁTICAS DE LIDERANÇA 2ª Prática – “Inspirar uma Visão Partilhada”  Ter uma visão do futuro imaginando possibilidades entusiasmantes  Alistar outros numa visão comum invocando aspirações comuns .

crescer e progredir  Experimentar e correr riscos originando constantemente pequenas vitórias e aprendendo com os erros .AS PRÁTICAS DE LIDERANÇA 3ª Prática – “Desafiar o Processo”  Procurar oportunidades analisando formas inovadoras para mudar.

AS PRÁTICAS DE LIDERANÇA 4ª Prática – “Dar suporte á ação”  Promover a colaboração de outros fomentando objetivos cooperativos e construindo confiança  Fortalecer os outros partilhando poder e discrição .

AS PRÁTICAS DE LIDERANÇA 5ª Prática – “Encorajar o coração”  Reconhecer as contribuições mostrando apreciação pela excelência individual  Celebrar os valores e as vitórias criando um espírito de comunidade .

ESTUDOS COMPROVARAM QUE Os Líderes que adoptam as 5 práticas. são vistos como indivíduos que:  São mais eficazes em alcançar resultados  Criam equipas de elevado desempenho  Promovem lealdade e o compromisso  Aumentam os níveis de motivação  Possuem níveis elevados de credibilidade pessoal .

A RODA DO LIDER Encorajar Modelar o Caminho o Coração LÍDER Inspirar uma Visão Dar Partilhada Suporte à Ação Desafiar o Processo .

EXERCÍCIO  Escolher a fatia a trabalhar  3 soluções para melhorar  Enviar e-mail para .

em vez de estar a contar que eu.DESENV. por si só. ou provocar novas ações? S (Solution) . COMPETÊNCIAS – F. novas soluções.S.A.Esta conversa vai ajudá-lo a descobrir.Assegurar que a conversa vai estar focalizada no propósito de desenvolvimento em causa? A (Ability) .A conversa tem condições para conseguir despoletar novas habilidades. como líder. lhe dê a solução? T (Timing) – Esta conversa vai decorrer no timing e local certo. de forma a favorecer o desenvolvimento de novas competências? .T: F (Focus) .