You are on page 1of 2

ÁREAS PSICOMOTORAS

(Prof. Ricardo Bustamante)

Descreva 1(uma) atividade recreativa (jogo ou brincadeira) para


cada área psicomotora. As atividades escolhidas deverão ter clara
relação com a psicomotricidade em questão, não podendo haver
dúvidas no ato da leitura de seu desenvolvimento.

1. Coordenação Motora Global:

Bueno (1997), A coordenação motora global apresenta-se sobre dois aspectos: a


coordenação ESTÀTICA que se realiza em repouso e esta subordinada a um bom
controle postural e equilíbrio e a coordenação DINÂMICA que compreende
movimentos com membros inferiores em simultaneidade com membros superiores
como: correr, trepar, saltar, arremessar bolas, levar objetos, andar, marchar, lançar,
etc...

2. Coordenação motora fina: Envolve a coordenação de pequenos músculos para


a execução de atividades finas. Segundo Bueno (1998), a capacidade para
exercícios refinados como: recorte, perfuração, colagem, encaixes, etc.

3. Coordenação Viso motora e Óculo manual: Para Bueno, é a capacidade de


coordenar os movimentos em relação ao alvo visual... é a coordenação entre a
visão e o tato, os segmentos da cabeça e das mãos, que juntamente permitem à
criança poder segurar e controlar o movimento para o objetivo, por meio de
instrumento de apoio ou não do que os olhos vêem...

4. Esquema Corporal

Para Oliveira (1997), o corpo é uma forma de expressão da individualidade. A


criança percebe-se e percebe as coisas que a cercam em função de seu próprio
corpo. Isto significa que, conhecendo – o terá maior habilidade para se identificar,
para sentir diferenças... O desenvolvimento de uma criança é o resultado da
interação de seu corpo com os objetos de seu meio, com as pessoas com quem
convive e com o mundo onde estabelece ligações afetivas e emocionais.
5. Orientação Espacial

Hurtado (1991), define a orientação espacial como sendo a capacidade de situar-


se, de localizar os outros e os objetos num determinado espaço. Para ele, orientação
espacial é ter definidos conceitos de direção, como por exemplo: em cima, em
baixo, frente e trás, longe, perto.

6. Orientação Temporal

O ser humano está inserido no tempo, sua vida obedece a uma rotina diária, ou seja,
uma seqüência de acontecimentos e mudanças.
Bueno (1998), observa que a noção do tempo está profundamente ligada a noção de
espaço e para a compreensão do tempo é fundamental a ação da memória. Assim,
torna-se possível situar o presente, passado e o futuro em relação ao antes e depois.

7. Lateralidade

Oliveira (1977), coloca que a lateralidade é a maneira adequada do ser humano em


utilizar mais um lado do corpo do que outro, que são as mãos, os olhos e os pés, é o
que explica a definição da lateralidade. O lado mais utilizado será o mais
desenvolvido, que terá maior agilidade, força e rapidez.
Os autores De Meur & Staes (1984), distinguem lateralidade de conhecimento de
direita e esquerda. Para os autores, não devemos confundir os dois conceitos.
Lateralidade seria mais aceito como domínio preciso e rápido de um lado do
corpo, enquanto que o conhecimento de direita e esquerda abrange o aspecto de noção
de dominância lateral.

Dominância lateral: conduzir outra pessoa(olhos vendados) por um circuito apenas


dizendo virar para direita ou esquerda.