You are on page 1of 1

Curso: Reabilitação Urbana com foco em Áreas Centrais

Saiba mais sobre os Perímetros de Reabilitação Integrada (PRIs)

Os Perímetros de Reabilitação Integrada - PRIs surgiram na França e foram


introduzidos no Brasil no âmbito do Acordo de Cooperação Técnica assinado em 2001
entre o Governo Francês e a Caixa. O objetivo do ACT era desenvolver Estudos de
Viabilidade de Reabilitação de Imóveis para Uso Habitacional em Sítios Históricos para
o Programa de Revitalização de Sítios Históricos, lançado em 2000.

Os estudos foram realizados nas seguintes cidades: São Luís, Belém, Recife, Salvador,
Natal, Porto Alegre e João Pessoa, juntamente com Ateliers Sirchal (Sítio Internacional
sobre a Revitalização de Centros Históricos da América Latina e Caribe). Outra
atividade foi a definição dos Perímetros de Reabilitação Integrada – PRIs.

Os PRIs são identificados pela presença de:


1. uso habitacional, existente e/ou potencial;
2. usos complementares ao habitacional, principalmente comércio e serviços
cotidianos (padaria, mercadinho, oficina, farmácia, etc.)
3. espaços e equipamentos públicos, como praças, largos, mercados e centros de
compras.

Por meio dos PRIs, identificam-se os imóveis com potencial para reabilitação,
quantificam-se os custos de recuperação e mobilizam-se os interessados. Prevêem
também ações integradas como a melhoria da infra-estrutura, dos serviços e
equipamentos públicos.

Fonte (sites consultados em setembro de 2010):


http://www.recife.pe.gov.br/pr/secplanejamento/reabilitacao.php
http://www.usp.br/srhousing/rr/docs/por_uma_politica_de_reabilitacao_de_centros_urb
anos.pdf
httphttp://www.usp.br/fau/depprojeto/labhab/biblioteca/teses/diogo_mestrado_habconte
xto.