You are on page 1of 2

Teatro de Bonecos é destaque nas oficinas do Curro Velho

O Teatro de Bonecos é uma arte milenar que teve origem na pré-história. Os


registros apontam que a China, a Índia e a Indonésia usavam bonecos em
espetáculos que retratavam a vida cotidiana da sociedade oriental. Esta arte
ultrapassou as fronteiras, foi objeto de evangelização, de crítica, de lazer e até
hoje é uma das formas de expressão mais apreciadas por pessoas de todas as
idades.
Quem quiser conhecer um pouco mais sobre essa arte, pode se inscrever na
oficina de Teatro de Bonecos, ofertada pelo Núcleo de Produção do Curro
Velho neste mês de agosto. De acordo com David Matos, um dos ministrantes
da oficina, durante o processo de iniciação, o participante terá acesso às
informações básicas sobre a história do teatro de bonecos – os tipos, os
principais criadores – do surgimento aos dias atuais, por meio de recursos
audiovisuais (vídeo e fotografia).

Na etapa prática, o aluno terá contato com a pesquisa, a criação, os materiais


utilizados na construção e a manipulação do boneco. “É nesta etapa que o
participante vai ter acesso a concepção, ao que dá a vida ao boneco”, explica
David Matos, um dos ministrantes da oficina.
Aline Chaves, também ministrante da oficina, explica que a oficina é
objetivamente técnica e visa instrumentalizar os participantes na perspectiva da
leitura de conceitos da Linguagem do Teatro de Formas Animadas. “É um
gênero teatral, da qual fazem parte o teatro de bonecos, máscaras, objetos,
sombras, imagens e formas abstratas. Muito influenciado pelo teatro visual, as
artes plásticas e pelo cinema. As Formas Animadas são, atualmente, um
campo híbrido de experimentação estética, conceitual e dramatúrgica”, detalha.
O público alvo são agentes culturais, artistas, educadores, professores, com a
intenção de se tornarem agentes multiplicadores levando para seus espaços a
linguagem cênica por meio do teatro de animação. “O Teatro de Bonecos na
educação em alguns países é usado como auxiliar de ensino na matemática,
poesia, literatura, línguas estrangeiras e alfabetização. Considerando o perfil do
público atendido pelo Curro Velho, acreditamos que o teatro de bonecos deve
ser usado, principalmente, como motivação para crianças, jovens e adultos”,
observa.
Roda de Leitura - Na Casa da Linguagem, o público infantil vai conhecer
diversas histórias na oficina Leitura para crianças: O Encontro e o Encanto.
Nela, as crianças terão acesso às obras de escritores renomados como Cecília
Meireles, os paraenses Eliana Barriga e Antônio Juraci Siqueira. Ministrada
pela contadora de histórias, Adrine Montley, a proposta da oficina é aproximar
as crianças do universo da leitura por meio da contação de histórias, leitura e
atividades relacionadas. “Por meio de atividades lúdicas, as crianças irão
conhecer o universo literário, despertado através da leitura e outras
manifestações artísticas”, explica AdrineMontley.
As inscrições para as Oficinas Regulares do Curro Velho e Casa da Linguagem
seguem até esta quarta-feira, 10, data de início dos cursos. Das mais de 100
oficinas ofertadas ainda há vagas para Animação Stop Motion, Atelier Livre de
Pintura, Balé adulto, Batik, Berimbau, Reaproveitamento de Vidro, Grafite,
Desenho de Incisão, Bijouteria em Cerâmica, Objetos em Resina e Gesso,
Jazz Dance, Teatro e Improvisação, Circo, entre outras.

Serviço: Inscrições para as Oficinas Curro Velho e Casa da Linguagem


Inscrições: Até quarta-feira, 10 de agosto
Local: Oficinas Curro Velho – Rua Professor Nelson Ribeiro, 387 – Telégrafo (Final da Djalma
Dutra) Mais informações pelo telefone 3184-9100.
Casa da Linguagem – Avenida Nazaré,nº 31. Telefone: 3110-2250.
Gratuita para aluno de escola pública e para os demais pagam uma taxa única de 20 reais.
Acesse a página da FCP no facebook e fique por dentro das lista de oficinas – Fundação
Cultural do Pará

Publicado: Segunda, 08 de Agosto de 2016, 15h02


Última atualização em Segunda, 08 de Agosto de 2016, 20h12
Acessos: 1335