You are on page 1of 36

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE


CAMPUS PELOTAS – VISCONDE DA GRAÇA
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM VITICULTURA E ENOLOGIA
DISCIPLINA DE CIÊNCIA E FERTILIDADE DO SOLO

Pedologia.

Prof. João M. V. Azambuja


16/Out/2014
Pedogênese: intemperismo.
Formação do solo.

Processo:

• Lento

• Gradual

• Contínuo
Solo

Subsolo

Material de origem
Horizonte A

Horizonte B

Horizonte C
Constituição física do solo.
Fração mineral do solo.
Fração Diâmetro
Argila < 0,002 mm
Silte 0,002 a < 0,05 mm
Areia fina 0,05 a < 0,25 mm
Areia média 0,25 a < 0,5 mm
Areia grossa 0,5 a < 2 mm
Cascalho 2 mm a 2 cm
Calhaus 2 a 20 cm
Matacões > 20 cm
Argilominerais do solo.
Estrutura das argilas.
Argilas = argilominerais = aluminossilicatos.

Alta superfície específica;

Responsáveis pelas cargas elétricas dos solos;

CTC (Capacidade de Troca Catiônica);


Argilominerais - tipos.
Argilas:
• Caulinita (1:1): solos tropicais
• Montmorilonita (2:1): solos de regiões temperadas
Óxidos de ferro:
• Hematita: solos aerados ou de regiões quentes; cor
avermelhada;
• Goetita: solos frios e úmidos; cor vermelho-
amarelada;
Óxidos de alumínio (gibbsita). Solos tropicais; retém
fósforo.
Esmectitas (montmorilonita)
• 2:1;

• Altamente expansiva;

• Ocorrem em solos da região sul e em solos do


semi-árido brasileiro;

• Alta CTC;
Caulinita

• 1:1

• Não-expansiva;

• Solos altamente intemperizados;

• Climas tropicais e subtropicais; altas


precipitações pluviométricas;

• Baixa CTC;
Capacidade de Troca Catiônica (CTC)

Fonte: Introduction to plant physiology (Hopkins & Huner, 2009)


“CTC”.

• Capacidade de Troca Catiônica;

• Capacidade que um solo tem de trocar


cátions (Ca2+ , Mg2+ , K+ , NH4+ ) , nutrientes,
com a solução do solo;

• Capacidade que um solo tem de minimizar a


lixiviação de cátions (nutrientes) pelas águas;
Propriedades físicas ou
atributos físicos dos solos.
1. Porosidade do solo.
• Porosidade total: ideal = 50%

• Porosidade mínima para viticultura: 20%

Macroporos: Microporos:

 > 0,08 mm; < 0,03 mm;

 Aeração do solo; Retenção de água


Ideal: 2/3 do total
 Drenagem da água;

 Ideal : 1/3 do total


Como determinar a porosidade
total de um solo para viticultura ?
1) Coletar amostras de solo (3 reps) em diferentes
profundidades e em diversos pontos do terreno;
2) Saturar as amostras;
3) Avaliar os pesos saturados;
4) Colocar em estufa a 105 oC durante 24 h;
5) Avaliar os pesos secos;
6) Avaliar os pesos dos anéis;
(Psat – Panel) – (Pseco – Panel) = Págua
Págua/Pseco = % água ou % poros.
Porosidade total (em porcentagem).
Porosidade total (em volume de
solo).
2. Densidade total do solo.

• MSS/V

• 1,28 a 1,33 g/dm3

• Solos adensados: baixa porosidade; menor aeração;


alta resistência à penetração das raízes; baixa
infiltração de água; maior risco de erosão.
Como determinar a densidade total
de um solo para viticultura ?
1) Coletar amostras de solo (3 reps) em diferentes
profundidades e em diversos pontos do terreno;

2) Colocar em estufa a 105 oC durante 24 h;

3) Avaliar os pesos secos;

4) Avaliar os pesos dos anéis;

5) Calcular o volume dos anéis.

Pseco/Vanel = dens.total.
3. Textura do solo.
• Proporção de argila – silte – areia.

• Determinação a campo: sensação ao tato:

 Areia: aspereza

 Silte: sedosidade

 Argila: pegajosidade; plasticidade


Importância da textura do solo.
• Aeração do solo;

• Drenagem das águas;

• Perda de nutrientes por lixiviação;

• Conservação de água no solo;

• Influência na CTC do solo;

• Influência na estrutura do solo;


Determinação da textura em laboratório.
• Ex.: Qual a textura de um solo cuja análise em
laboratório revelou 17% de argila, 35% de silte
e 48% de areia?
4. Estrutura do solo.
• Formas de agregação das partículas do solo;

• Solos bem estruturados:

 Conservam água no solo;

 Protegem a matéria orgânica;

 Apresentam > macroporosidade;

 São mais resistentes à erosão;

 Apresentam < densidade.


Tipos de estrutura dos solos
Agentes e técnicas que favorecem
a estrutura do solo
• Argilas (teor e tipo)

• Óxidos de Fe e Al

• Cátions (Al3+, Ca2+, Fe2+)

• Húmus

• Hifas de fungos
Agentes e técnicas que favorecem
a estrutura do solo
• Exsudatos de bactérias e raízes
• Pressão das raízes
• Micorrizas
• Calagem
• Adubação verde
• Ciclos de molhamento e secagem
Agentes e técnicas que prejudicam
a estrutura do solo
• Preparo do solo (número excessivo de
operações)
• Tipo de implemento agrícola usado no manejo;
• Preparo em condições inadequadas de
umidade;
• Ocorrência de cátions dispersantes (Na+) no solo.
5. Cor do solo.
• Preta: indício de alto teor de matéria orgânica;

• Avermelhada: presença de óxidos de Fe3+ ;


hematita; solos bem aerados, oxidados;

• Amarelada: óxidos de ferro; goetita; solos pouco


oxidados;

• Acinzentada: presença de Fe2+ ; solos saturados por


longos períodos.