You are on page 1of 45

Sinapse e Condução

Nervosa

Professora: Lívia Lins


Sinapse

• Local no qual um neurônio encontra sua célula-alvo.

• Cada sinapse possui três partes:


• Terminal axônico pré-sináptico;
• Fenda sináptica;
• Membrana da célula pós-sináptica.
Sinapse
Sinapse Elétrica

• O sinal elétrico ou corrente passa diretamente através


citoplasma de uma célula para outra através das junções
comunicantes (gap junctions).

• A informação pode fluir em ambas as direções.

• Condução rápida de sinais.

• Células da glia, músculo cardíaco e liso, células não


excitáveis ( células beta do pâncreas).
Sinapse Elétrica

• O sinal elétrico ou corrente passa diretamente através


citoplasma de uma célula para outra através das junções
comunicantes (gap junctions).

• A informação pode fluir em ambas as direções.

• Condução rápida de sinais.

• Células da glia, músculo cardíaco e liso, células não


excitáveis ( células beta do pâncreas).
Sinapse Elétrica

• O acoplamento pode ser modulado por parâmetros


metabólicos, como pH, concentração de íons Ca2+,
despolarização da membrana.

• Nas células acopladas não há processamento de informação.


Sinapse Química

• Grande maioria das sinapses do SN.

• Utilizam substância químicas (neuromediadores) para


transmitir informação de uma célula para outra.
Sinapse Química
Sinapse Química

• Transmissão sináptica é unidirecional.

• Modulação da transmissão
• Conversão de informação elétrica em informação
química.
• Capacidade de alterar (modular) a informação transmitida
entre as células.
Transmissão Sináptica

1. Síntese, transporte e armazenamento de neuromediadores;

2. Deflagração e controle da liberação do neuromediador na


fenda sináptica;

3. Difusão e reconhecimento do neuromediador pela célula pós-


sináptica;

4. Deflagração do potencial pós-sináptico

5. Desativação do neuromediador.
Transmissão Sináptica

• Neuromediadores

•Neurotransmissores= baixo peso molecular, ação rápida


(aminoácidos, aminas e purinas).

•Neuromoduladores= alto peso molecular (peptídeos e


lipidios) ou moléculas muitos pequenas (gases), ação lenta.

•Neuro-hormônios= secretados no sangue e distribuídos pelo


corpo.
Transmissão Sináptica
Transmissão Sináptica
Transmissão Sináptica
Transmissão Sináptica

• Polipeptídeos

• Substância P
• Endorfinas
• Encefalinas
• Colecistocinina (CCK), vasopressina e peptídeo atrial
natriurético: funcionan tanto como neuromoduladores como
hormônios.
Transmissão Sináptica

• Liberação dos neuromediadores na sinapse


Transmissão Sináptica

• Receptores
Transmissão Sináptica

• Receptores sinápticos
• Ionotrópicos
•Canais iônicos dependentes de ligantes.
• Canais catiônicos e aniônicos.
• Ação rápida
• Metabotrópicos
• Efeitos mediados pela proteína G que ativa sistemas de
segundo mensageiro.
• Ação lenta
Transmissão Sináptica
Transmissão Sináptica

• Receptor ionotrópico
Transmissão Sináptica

• Receptor metabotrópico
Transmissão Sináptica

• Receptores despolarizantes (excitatórios) no SNC


• Abertura de canais de sódio.
• Condução reduzida pelos canais de cloreto ou de potássio.

• Receptores hiperpolarizantes (inibitórios) no SNC


• Abertura dos canais de cloreto.
• Aumento da condutância dos íons potássio.
Transmissão Sináptica

• Receptores despolarizantes (excitatórios) no SNC


• Glutamatérgico
3 ionotrópicos: - NMDA (Na+, K+, Ca2+)
- não-NMDA (Na+, K+)
1 metabotrópico
Transmissão Sináptica

• Receptores hiperpolarizantes (inibitórios) no SNC


• GABAérgicos
Ionotrópicos: GABAA e GABAC
Metabotrópico: GABAB
Transmissão Sináptica

• Potencial Pós-Sináptico

Alteração no potencial da membrana pós-sináptica


resultante a ação do neuromediador e seu receptor.

- Potencial Excitatório Pós-Sínáptico(PEPS)

- Potencial Inibitório Pós-Sináptico (PIPS)


Transmissão Sináptica

• Inibição Pré-sináptica

-Ocorre nos terminais pré-sinápticos antes que o sinal


neural alcance a sinapse.

- Causada pela liberação de uma substância inibitória


(GABA).

-Ocorre em muitas vias sensoriais no Sistema Nervoso.


Transmissão Sináptica

• Desativação do Neuromediador
Transmissão Sináptica

• Desativação do Neuromediador

1. Recaptação

• A recaptação é realizada por moléculas transportadoras


presentes no terminal pré-sináptico e nos astrócitos.

• A recaptação de neuromediadores é um mecanismo


influenciado por várias drogas. Ex.: cocaína,
antidepressivos.
Transmissão Sináptica

• Desativação do Neuromediador

2. Degradação enzimática

- Acetilcolinesterase

- Peptidases
Funções especiais dos dendritos da
excitação neuronal

• A maioria dos terminais pré-sinápticos terminam em dendritos;

• A maioria dos dendritos não pode transmitir potenciais de ação

- Possui poucos canais de sódio dependentes de voltagem;


- Limiar de excitação alto.

• Transmitem correntes eletrotônicas em direção ao corpo


celular.
Funções especiais dos dendritos da
excitação neuronal

• Decréscimo da condução eletrotônica nos dendritos

- Condução decremental: redução do potencial de


membrana à medida que se propaga em direção ao corpo celular..

- Maior efeito das sinapses localizadas nas proximidades


do corpo celular.
Funções especiais dos dendritos da
excitação neuronal
Potencial de Ação no Neurônio
Integração Sináptica

• Divergência
Integração Sináptica

• Convergência
Integração Sináptica

• Somação espacial

Início de um potencial de ação a partir de vários


potenciais graduados simultâneos.
Integração Sináptica

• Somação espacial
Integração Sináptica

• Somação temporal

Ocorre a partir da sobreposição de potenciais graduados


no tempo.
Integração Sináptica

A somação de potenciais graduados


demonstram uma propriedade fundamental
dos neurônios: a integração pós-sináptica.
Integração Sináptica

• Facilitação dos neurônios

Geralmente, a somação do potencial pós-sináptico é


excitatório, mas não se eleva a ponto de atingir o limiar de
disparo do neurônio pós-sináptico  neurônio facilitado.

O potencial de membrana está mais próximo do limiar de


disparo.
Integração Sináptica

• Modulação pré-sináptica

Ocorre quando um neurônio modulatório (inibitório ou


excitatório) termina sobre ou muito próximo ao terminal axônico
da célula pré-sináptica, influenciando a liberação de
neurotransmissores.

Inibição pré- Facilitação


sináptica pré-sináptica
Integração Sináptica

• Modulação pré-sináptica
Integração Sináptica

• Modulação pós-sináptica
Transmissão Sináptica x Doenças

• Depressão

• Doença de Parkinson

• Esquizofrenia

• Doença de Alzeheimer

• Miastenia Grave

• Ansiedade
Dúvidas?