You are on page 1of 4

Mostrar perguntas uma a uma

1. Situa a acção do conto no espaço.

A. ? Nas ruas da Baixa.

B. ? Nos passeios das praças.

C. ? No eléctrico.

2. Em que momento do dia se passa esta acção?

A. ? De manhã.

B. ? Ao final do dia.

C. ? À tarde.

3. Naquele dia, as pessoas estavam …

A. ? a aproveitar o dia de bom tempo.

B. ? a tentar fugir de uma tempestade.

C. ? demasiado agasalhadas por causa do frio.

4. Indica as personagens presentes no conto.

A. ? Passageiros, criança, mãe da criança, senhoras, “homenzinho” e


condutor.

B. ? Passageiros, senhora opulenta, criança, mãe da criança, “homenzinho” e


condutor.

C. ? Passageiros, senhora opulenta, criança, senhoras, “homenzinho” e


condutor.

5. Identifica a personagem principal.

A. ? O “homenzinho”.

B. ? O condutor.
C. ? A criança.

6. Caracteriza o protagonista.

A. ? Teimoso, indiferente e delicado.

B. ? Atencioso, descontraído e indiferente.

C. ? Descontraído, teimoso e bruto.

7. No decorrer da viagem, um passageiro ...

A. ? caiu à via.

B. ? decidiu atravessar o veículo para chegar a um lugar na frente.

C. ? pediu ao condutor para parar o veículo.

8. Ao chegar ao lugar vago, o passageiro ...

A. ? sentou-se a medo.

B. ? instalou-se confortavelmente sem se preocupar com a senhora opulenta.

C. ? pediu licença à senhora opulenta.

9. Qual a postura da senhora opulenta?

A. ? Surpreendida, encantada e envergonhada.

B. ? Admirada, surpreendida e divertida.

C. ? Admirada, espantada e envergonhada.

10. Depois de estar instalado, o passageiro ...

A. ? começou a assobiar.

B. ? ligou um rádio de bolso.

C. ? pôs-se a ler o jornal.


11. Com esta atitude do homem, os restantes passageiros ...

A. ? ficaram indignados e pouco à-vontade.

B. ? sorriram e não ligaram.

C. ? ficaram espantados, mas não lhe atribuíram grande importância.

12. Refere os motivos por que o condutor não interferiu na atitude do “homenzinho".

A. ? Não havia “regulamento” que impedisse o “homenzinho” de assobiar.

B. ? Estava a apreciar a sua atitude.

C. ? Ninguém estava incomodado com o seu assobiar.

13. Caracteriza a criança.

A. ? Curiosa, desatenta e indignada.

B. ? Curiosa, desatenta e alegra.

C. ? Curiosa, interessada e alegre.

14. A criança ficou tão entusiasmada que ...

A. ? começou a dançar.

B. ? começou a cantar.

C. ? começou a bater palmas.

15. Quando o homem saiu, os passageiros ...

A. ? não aguentaram mais e riram, falando momentaneamente uns com os


outros sobre a situação.

B. ? continuaram calados e irritados.

C. ? não aguentaram mais e começaram a gritar com o condutor por não ter
impedido a situação.
16. Este conto acaba por ser uma reflexão sobre ...

A. ? os disparates que algumas pessoas são capazes de fazer.

B. ? a qualidade dos serviços de transporte das cidades.

C. ? as regras que a conduta social impõe a cada um.

17. Caracteriza o narrador quanto à presença e quanto à posição.

A. ? Não - participante e objectivo.

B. ? Participante e objectivo.

C. ? Não – participante e subjectivo.

18. Explica o sentido da frase “A multidão propunha uma confraternização à força”.

A. ? As pessoas gostavam de conversar por amizade, mas não o faziam.

B. ? As pessoas eram obrigadas a relacionar-se não por amizade mas por


obrigação.

C. ? As pessoas não gostavam de conversar por amizade, mas deviam fazê-lo.

Related Interests