You are on page 1of 1

Instruções de Amenemope

(Instruções de Amenemope , cap. 1) : "Dá o teu ouvido e ouve o que eu digo, e aplica o
teu coração para apreender. É bom para ti para colocá-los no teu coração, deixe-os
descansar no cofre do teu ventre, para que eles possam atuar como um pino sobre a tua
língua”

(Instruções de Amenemope , cap. 1.): "Dê os teus ouvidos, ouça as palavras que são
ditas, dá o teu coração para interpretá-los."

(Instruções de Amenemope, cap. 2.): "Acautela-te de roubar os pobres, e oprimir os


aflitos".

(Instruções de Amenemope, cap. 6.): "Não retire o marco dos limites do campo, e não
viole o limite das viúvas".

(Instruções de Amenemope, cap. 7.): "Trabalhe mas não atrás das riquezas ; se as
mercadorias roubadas são apresentadas a ti, eles não devem permanecer contigo durante
a noite. Elas fizeram para si asas, e como gansos e voaram para o céu".

(Instruções de Amenemope, cap. 10.): "Não se associe com um homem apaixonado,


nem aborde-o para uma conversa; não se lance para se apegar a tal pessoa, para que o
terror não te leve embora".

(Instruções de Amenemope , cap. 21.) : "Não esvazie a tua alma mais profunda para
todos, nem estrague (assim) a tua influência”.

(Instruções de Amenemope , cap. 23.): "Não coma pão na presença de um governante, e


não precipite-se com a tua boca antes de um governador. Quando és reabastecido com
aquilo a que tu não tens o direito, é apenas uma delícia a tua saliva. Olhe para o prato
que está diante de ti, e deixe que [apenas] ele supra a tua necessidade".

(Instruções de Amenemope , cap. 30.): "Um escriba que é hábil em seu negócio se
achou digno de ser um cortesão".