You are on page 1of 244

AZAMRA

1

FONTE:
https://translate.google.com.br/translate?hl=pt-
BR&sl=en&u=http://www.azamra.org/&prev=search

AZAMRA é uma palavra Hebraica significando “eu cantarei!” A idéia central de todo
trabalho de Azamra é nos ensinamentos de Rabi Nachman de Breslov (1772-1810) baseados
nos Salmos 146:2: “Azamra! Eu cantarei a meu Deus enquanto eu existir!” “O caminho de
cantar a música da felicidade é procurando o bem em todas as pessoas, especialmente em nós
mesmos. Cada característica boa é mais uma nota na música da vida!“.
Um mundo no qual todas as pessoas reconheçam e honrem o Divino em si mesmo e nas
outras pessoas, será alguém em paz, harmonia e em verdadeira comunhão.

138 Aberturas de sabedoria
Pelo rabino Moshe Chaim Luzzatto ("RaMChaL")
Versão gratuita online
Curso de Kabbalah em linha para estudante sério
Uma explicação clara e abrangente sobre o sistema cabalístico e sua terminologia
LINKS PARA TODOS OS SEGMENTOS DE CURSO SÃO NESTA PÁGINA
"A redenção só ocorrerá através do estudo da Torá. E a redenção essencial depende do estudo
da Cabala"
R. ELIYAHU, THE VILNA GAON (Evven Shelemah 11: 3)
Para "138 Entradas de la Sabiduría" em Español, clique aqui
138 Openings of Wisdom disponibiliza on-line a primeira tradução em inglês de KLaCh
Pischey Chokhmah pelo genial cabalístico excepcional, o rabino Moshe Chaim Luzzatto ("
RaMChaL ", 1707-47). A tradução é de Rabbi Avraham Greenbaum.
138 Aberturas de Sabedoria foi escrita por Ramchal como o último passo em uma escada de
iniciação na sabedoria cabalística que começa com Derekh HaShem ("The Way of Gd") e
Da'as Tevunos ("The Knowing Heart"). Aqueles que embarcam no estudo da Cabala são
aconselhados a estudar esses trabalhos primeiro.

138 ABERTURAS DA SABEDORIA
Traduzido por Rabbi Avraham Greenbaum
Considerado pelos principais estudiosos como a exposição clássica do sistema cabalístico,
este trabalho fornece ao aluno todos os conceitos e entendimentos necessários para navegar e
encontrar o significado no Zohar, os escritos dos ARI e outras literatura cabalística.
Tamanho: 23,5 x 17 cm. 512 páginas. Bonito carimbo de ouro e carimbo de imitação em
couro.
COMPRE A EDIÇÃO IMPRIMANTE AGORA
138 Aberturas de Sabedoria é considerada pelos principais estudiosos como a exposição
clássica do sistema cabalístico, proporcionando ao aluno todos os conceitos e entendimentos
necessários para navegar e encontrar o significado noZohar, os escritos da ARI e outras
literatura cabalística.

2

1. Unicidade: a existência de Deus, Sua vontade e controle
2. Seu desejo é apenas dar o bem. Mesmo o mal é um meio através do qual Ele confere o
bem. Desta forma, a unidade de Deus é claramente revelada.
3. O objetivo final da criação é conferir o bem supremo às criaturas de Deus.
4. Seu desejo de conferir o bem à perfeição através da revelação de Sua unicidade é a causa
das deficiências no mundo, que criam as condições para o serviço do homem. A revelação de
Sua unidade é em si a recompensa.

O SEFIROT
5. Os Sefirot foram uma inovação na medida em que são luzes visíveis, enquanto a Eyn Sof
não é visível.
6. Os Sefirot são o que Eyn Sof quis revelar de seus atributos.
7. Como os Sefirot aparecem na visão profética. As imagens vistas pelos profetas e o que
representam.
8. O Sefirot pode aparecer em semelhanças opostas, mesmo em simultâneo. Ambos são
representações verdadeiras.
9. A forma em que o Sefirot aparece é uma forma espiritual, mas mesmo essa forma não é
parte de sua essência intrínseca, mas apenas a forma em que aparecem quando vistas através
do "espelho" de Malchut.
10. Como o Emanator opera através da Sefirot - através de cadeias de causa e efeito, e por
vestir um poder em outro. Como estes aparecem em profecia.
11. As imagens da profecia derivam de Malchut, e somente através da lente de Malchut
podemos entender o que está acima e o que está abaixo dela.
12. Tudo o que existe e a maneira como tudo é governado é toda uma ordem organizada na
semelhança subjacente de Adão. Adam Kadmon ("Primordial Adam") abrange tudo.
13. As formas espirituais subjacentes. A forma circular e reta ou reta: providência geral e
individual.
14. O governo está estruturado para produzir o homem que possui vontade livre - e tudo está
estabelecido em Keter.
15. Sobre Keter, a Primeira Fundação, é proibido perguntar. De Chochmah em diante é uma
mitzvá para investigar.
16. Dois tipos de luz direta e retornadora: no governo dos mundos e na cadeia de
desenvolvimento.
17. Sefirah e Partzuf: governo - geral e individual.

LETRAS E NOMES
18. O governo dos mundos é implementado através das letras.
19. As 22 letras.
20. As letras são combinações diferentes de Bondade, Julgamento e Mercê - linhas e pontos,
significando abertura e fechamento.
21. A ação das letras é completada pelas notas musicais, pontos de vogais e coroas.
22. As notas musicais, os sinais de vogais, as coroas e as letras são regidos sob a ordem dos
dez Sefirot incluídos no Nome de Havayah e suas expansões.
23, as luzes executam suas funções através dos santos nomes que compõem a Torá.

O TZIMTZUM
24. O ato de Tzimtzum
25. O resultado do Tzimtzum: a Sefirot tornou-se visível.
26. Detalhes do Resíduo que preenchia o espaço vazio.
27. Como a Linha governa o Residue.
28. A Linha divide-se na Luz Interior e Abrangente da Sefirot.
29. A Linha brilha dentro da Sefirot, embora seja um traje.

3

30. A regra do bem e do mal e a regra da unidade

ADAM KADMON
31. O governo inteiro do universo é ordenado sob as quatro letras do Nome de HaVaYaH
32. O brilho de Adam Kadmon
33. Os ramos de Adam Kadmon revelam sucessivamente a semelhança do homem
34. A conexão entre AV, SaG, MaH e BaN e seu local de emergência dos órgãos sensoriais de
Adam Kadmon.
35. Absorvido dentro das luzes que brotam dos ramos de Adam Kadmon é a raiz do navio.

O MUNDO DE NEKUDIM
A quebra dos vasos
36. O mundo dos nekodim
37. Todos os danos e reparos no mundo estão enraizados na quebra dos vasos e sua reparação.
38. A conexão de Beriyah, Yetzirah e Asiyah com Atzilut
39. O mundo de Nekudim é o material do qual todos os detalhes se dividem.
40. A conexão de Beriyah, Yetzirah e Asiyah com Atzilut na sua raiz em Nekudim
41. A conexão da Linha com o Resíduo - alma e corpo - torna-se completa somente após o
surgimento do mal e seu retorno ao bem.
42. A luz junta-se aos navios de acordo com o grau de sua reparação, que será completada no
futuro.
43. A raiz do mal real está em Beriyah, Yetzirah e Asiyah
44. Por que a raiz específica do Outro Lado está no mundo de Nekudim
45. O mal estava enraizado no final do navio, de modo que quando a luz chegou lá, o navio
quebrou.
46. A queda e quebra dos vasos - para produzir o mal
47. O reparo dos navios contra o mal, embora incompleto
48. O reparo de Malchut por homem, através do qual tudo é reparado completamente
49. A produção do mal e seu futuro retornam ao bem. Beriyah-Yetzirah-Asiyah tornou-se
Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah, mas depois voltará para Beriyah-Yetzirah-Asiyah.
50. A entrada da luz nos vasos e sua saída são a raiz da ordem governamental deste mundo
em estado de dano e reparação.
51. A raiz das criações está nas sete Sefirot inferiores, enquanto as três primeiras apenas as
dirigem. Quando os navios se quebraram, os três primeiros Sefirot não quebraram, mas foram
falidos através de sua conexão com os sete inferiores.
52. A essência intrínseca de Zeir Anpin (dos Reis Primordiais) é um severo julgamento -
divisão e limitação - do qual vem o Outro Lado. Zeir Anpin é rectificado e adoçado por Imma
através da excitação da Nukva.
53. A ordem do reparo
54. O que aconteceu com os navios quando foram quebrados. A diferença entre o quebra e o
reparo.
55. AV é Arich Anpin, a raiz da AV, SaG, MaH e BaN - Abba e Imma, Zeir e Nukva.
56. A diferença entre o nome AV contido em AV, SaG e MaH e aquele contido em BaN
57. A função das fendas AV - 288 em geral - é evitar a destruição dos navios e do mundo
58. MaH (Yesod) constrói Nukvah (o BaN deficiente), após o que Zeir Anpin envia-lhe um
fluxo de bênção.

O MUNDO DA REPARAÇÃO
59. A raiz do reparo - a união de MaH e BaN: inter-relação e parentesco entre os Sefirot
60. BaN e MaH foram ligados sob Malchut e Yesod de Adam Kadmon, e depois se juntaram
para provocar o reparo.

4

84. Para cada função e para cada efeito.Malchut de Adam Kadmon .a raiz do livre arbítrio. enquanto eles enfrentam eles são os Sefirot de MaH. gravidez e nascimento 67. O papel do Masculino e Feminino na canalização e reparação da MaH e BaN 65. As incertezas na cabeça desconhecida e suas consequências no Partzufim: opostos que existem.está vestido e governa Atzilut 75. 62. A ordem governamental revelada . O Partzufim . Diferentes graus de conexão entre homens e mulheres em diferentes Partzufim. A ordem governamental escondida . As diferentes partes de MaH e BaN em cada Partzuf têm uma influência escondida . 83. Todas as partes da criação e suas leis atendem a reparação geral 69. A cooperação entre todas as luzes traz o reparo completo.masculino e feminino. As partes de MaH e BaN das quais os Partzufim foram feitas não são discerníveis na ordem governamental. Saldo. 79.Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah.e também na alma e no corpo. mesmo após sua reparação. 68.61.Bondade e Julgamento provenientes de MaH e BaN . O Grande Dia do Juízo: reparo completo e recebendo a recompensa 80. O papel das diferentes almas no reparo geral: as variações na fortuna dos justos estão enraizadas na conexão oculta de MaH e BaN. Masculino e Feminino antes dos Nekodim. As pernas de Arich Anpin sustentavam os vasos quebrados. existem dois geradores através do acoplamento masculino e feminino . 64. Correspondência completa entre o arranjo do Partzuf e a forma humana. e as diferenças entre eles 73. 81. PARTZUFIM 70. 88. 85. A incerteza reside em tentar agarrá-lo.mas. As conexões entre MaH e BaN produzem a "Árvore" . Os Sefirot de BaN são a raiz de defeitos e castigos. externamente. 72. A raiz das interconexões entre MaH e BaN reside na cabeça desconhecida enquanto os resultados são encontrados no Partzufim e ambos estão ocultos. 87. O equilíbrio como raiz de Masculino e Feminino depois disso. para revelar a perfeição. Atik . A "volta" em Atik: O rosto de BaN é a parte de trás do rosto de MaH 77. que os reparam. Partzuf . 89. 86. todas são iguais. Acoplamento em Atik RAIZ DO GOVERNO CONCEITO 78. A diferença entre o Dew of Bedolach e o Head is Unknown 5 .o Partzufim de Atzilut. PARTIDO DE ATIK 74. O Cabeça Desconhecida contém todas as interconexões. Acoplamento. 63. BaN e MaH são a raiz de todos os defeitos e reparos. O dobradura das pernas reparou e elevou-as.um modo de governo completo com 613 partes 71. O reparo é completado através dos atos masculinos. As diferentes c ombinações na Cabeça que é Desconhecida são todas as vezes e são incompatíveis. 82. 66. Um vestígio de todos os atos defeituosos permanece. Os aspectos masculinos e femininos de Atik são literalmente um corpo 76.

95. A maneira como um poder se vê em outro indica como o usuário dirige o manto.raiz do Receptor. O caminho da influência de Arich Anpin para Zeir e Nukva 115. 109. na Face em detalhes. Sua remoção traz maturidade. 91. Leah . 101. Atik brilha no Cabeça de Arich Anpin através dos Sete Reparos da Cabeça . Na cadeia de desenvolvimento. 97. 102.Keter . Atik Yomin está vestido em Arich Anpin.e. Abba e Imma . 108. A cabeça inclui a coroa . Abba e Imma dirigem Zeir Anpin através de seus Poderes Mentais. outros para canalizá-lo. 117. A Barba revela a ordem governamental de Bondade-Juízo-Misericórdia decorrente dos Três Chefes.Justiça .que os transfere para Zeir Anpin .é periódica. Início do reparo da quebra: Zeir Anpin e Nukva crescem até a maturidade em conjunto. 103. 105. mas os motivos subjacentes estão além da compreensão. Zeir Anpin .raiz dos Poderes Mentais de Zeir Anpin . Função dos cabelos da cabeça e barba de Arich Anpin 106. Na geração de Zeir Anpin . 92. Interrelação dos Partzufim .as Três Cabeças (discutidas em Idra Zuta) 96. Suckling e Maturidade 121. 104.propagação da Sabedoria Oculta nas colunas da Bondade-Juízo- Misericórdia através da Barba para Zeir Anpin 112.é constante. Transferência dos atos do homem para o mundo de recompensa através de Daat de Atik 100. Ação de Zeir Anpin durante a Gravidez. seus ramos com justiça. humilha as cascas e dá poder à Santidade.ARICH ANPIN 90. Reparação da ruptura em estágios durante a Gravidez. O Keter deriva de Arich Anpin. Suckling e Maturidade 123. Abba revela os Poderes Mentais como um todo. Arich Anpin em si funciona com total bondade. A Revelação da Frente de Favor removida completamente o Julgamento severo. Às vezes. Atzilut está sob Adam Kadmon. O acoplamento de Abba e Imma . Toda a ordem governamental depende das Três Cabeças . Imma em detalhes. Atik e Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah 98.na cadeia de desenvolvimento e através da roupa uns dos outros 110. o Juízo é adoçado.as partes traseiras de Imma e a alma interior de Nukva 119. 6 . A regra do julgamento é a causa da imaturidade.Roteza de Bondade .no Crânio em geral.Quando está escondido. A entrada de Abba e Imma em Zeir Anpin gera adicionais Partzufim: Jacob e Leah e as diagonais. Conclusão de Zeir Anpin durante a Gravidez. ABBA E IMMA 111. Arich Anpin remove completamente os severos julgamentos de Zeir Anpin. Zeir Anpin deriva de Arich Anpin 94. Zeir Anpin e Nukva . é inteiramente bom.e a Cabeça que é Desconhecida .raiz das criações inferiores 116.e os poderes mentais dentro dele. ZEIR ANPIN 114. A de Israel Sabba e Tevunah . 120. Arich Anpin é a raiz. 99. 113. Os outros Partzufim são ramos. 93. 107. O modo de governo intrínseco de Arich Anpin .o Crânio e o Cérebro (discutido em Idra Rabba ). termina em Yesod de Arich. Como vestido. Alguns reparos vêm para preparar o fluxo de bênção.vem de Arich Anpin . A barba subjuga juízos severos. A conexão entre Adam Kadmon.Juízo- Misericórdia . 118. Yesod de Atik termina no peito (Tiferet) de Arich Anpin.beneficência . Suckling e Maturidade 122. Atik eleva o serviço do homem ao World of Reward. portanto.

certamente é apropriado explicar isso primeiro. Choc hmat Ha-Emet. Ele vem explicar como todos os reinos e seres criados e tudo o que acontece no universo emergem da Suprema Vontade ( ï ï. está sob apenas um Mestre. Diferentes tempos de subida e descida 132. sua raiz e propósito. incluindo todos os seres criados e tudo o que ocorre dentro do tempo. abençoado seja Ele. Consequentemente.124.Aquele que tem "Sem Fim". Se pudermos entender esse assunto. Sua vontade e controle A unidade de Eyn Sof . Interrelação de Zeir Anpin e Nukva na cadeia de desenvolvimento e na ordem governamental 126. Primeira e segunda maturidade de Zeir Anpin O NUKVA 130.e a separação para vir face a face 136. A diferença entre expansão e ascensão 133. Assim. eles estão prontos para o acoplamento Interior e Exterior. Os Poderes Mentais Internos e Abrangentes: o Tzelem 128.Essa unidade também é o fundamento de todos os reinos emanados e seres criados. 125. como será explicado. enquanto Chochmah e Binah não. Isto introduz o assunto da suprema unidade de Deus. Nukva é construído separadamente com Forças mitigadas. ele sozinho está no controle e não qualquer outra vontade. HaRatzon HaElyon ). o primeiro axioma desta sabedoria é que tudo o que vemos. e nenhuma outra vontade existe exceto por Ele. 131. Consequentemente. O propósito desta sabedoria é explicar as maneiras pelas quais ele age para criar e governar a criação. 135. Quando Zeir Anpin e Nukva estão completos. A subida de Zeir Anpin . Emunah ). seja abençoado seja Ele - reside no fato de que somente Sua Vontade existe. 7 . Os detalhes componentes desta sabedoria fornecem uma compreensão detalhada de todas as leis e processos pelos quais o universo é governado.após a segunda maturidade 134. Zeir Anpin repara a Nukva para criar a possibilidade de serviço pelas criações inferiores. isso é o que deve ser explicado primeiro. teremos uma compreensão do fundamento da criação. uma vez que este é o próprio fundamento da criação. para levar todo o ciclo da criação para completar a perfeição no final. Parte 2: toda a estrutura. Toda a estrutura é construída sobre esta base. Ele mostra como tudo é governado do jeito certo pelo Deus Único. A unidade suprema de Deus é o fundamento da fé e a raiz da sabedoria. A Shechinah está completa quando todas as criações inferiores . abençoado seja Ele. Portanto. a unicidade de Deus é o que devemos explicar em primeiro lugar.os anjos e as almas - estão incluídas dentro dela. A propagação de Daat através do corpo 127. Para toda a Sabedoria da Verdade ( ú ú. Daat se expande através de todo Zeir Anpin. A proposição de abertura consiste em duas partes: Parte 1: A unicidade de Eyn Sof. Deus sozinho faz e faz tudo isso. A ordem de acoplamento através das águas masculinas e femininas Rabi Moshe Chaim Luzzatto ("RaMChaL") : 138 Aberturas de sabedoria Abertura 1 Unidade A existência de Deus. Se assim for. a Kabbalah) vem apenas demonstrar a verdade da Fé ( ä. 137. Back-to-Back . 138. Abba e Imma dividem-se no Primeiro e Segundo Israel Sabba e Tevunah 129. e Ele governa tudo.

sobre a natureza essencial do dono dessa vontade. Assim como Sua existência é necessária. mas com Sua Vontade. Seu poder sozinho mantém influência. seria possível (se não fosse pelo fato de Sua unidade perfeita) que essas vontades independentes estabelecessem limites à Sua vontade. uma vez que Ele lhes deu o livre arbítrio. a saber. Sitra Achra).assim também. ele diz explicitamente: "Porque Jerusalém está arruinada e Judá caiu porque suas línguas e suas ações são contra Deus. Isso significa que todo outro ser que existe agora depende de Ele. ele só está no controle. que é mau. Portanto. unificado em todos os aspectos. e não pode ser de outra forma . eles conseguiram escolher o oposto de Sua vontade. mas também que só Deus está no controle. Que Ele sozinho está no controle é uma inferência óbvia da primeira proposição . não existe outra vontade. que é todo-poderoso e ilimitado. agora que eles existem. com o resultado de que o desejo de Deus não foi realizado. Por conseguinte. é mais permitido que procuremos o entendimento. Mas eles poderiam argumentar que. Consequentemente. mas Ele criou o Outro Lado (à à. dando-lhe o potencial de fazer o mal. você não pode argumentar que.que ele sozinho existe. Pois Ele criou o universo para sempre. Você já sabe que não estamos falando sobre Deus em si mesmo. Deus deixa o homem com liberdade de escolha enquanto ele quiser. Estamos falando sobre a unidade de Sua Vontade [mas não sobre Eyn Sof em Sua Essência intrínseca]. Isso significa que Ele só existe. apenas Sua Vontade . eles sempre permanecerão exilados e perseguidos . Também diz: "Você esqueceu [ou enfraqueceu ] a Rocha que deu à luz a você" (Deuteronômio 32:18). Além disso. assim como devemos acreditar na unicidade da existência de Deus . os incrédulos podem dizer que. Tudo o que vemos que parece ser o oposto da Sua vontade existe apenas porque Ele o permite de acordo com o Plano profundo. Em outras palavras. mas até aqui existe um limite para o alcance de nossas mentes.tudo irá retornar à perfeição completa. E ele sozinho controla tudo. Assim. como não estamos lidando com Sua Essência. Isto é o que se entende pela unicidade de sua Vontade: que nada no mundo jamais poderia negar Sua vontade. Disto podemos falar.a Vontade do Emanador.abençoado seja Ele e abençoado seja o Seu Nome . e todas as outras vontades existem apenas de acordo com essa Vontade. abençoado seja o Seu Nome . o Eyn Sof unificado. Assim.que Deus só existe necessariamente . Os incrédulos argumentam que agora que o povo de Israel pecou. não há salvação para eles (Deus não permita) porque pecaram e continuam a pecar. no início.seja pelo arrependimento ou por meio do castigo .de onde poderia sair a sua salvação? De fato. como será discutido abaixo. No entanto.é um sozinho. Devemos acreditar e ter fé para que o Emanador Supremo . Consequentemente. Sua vontade e poder são necessários. Em outras palavras. Como ele existe. e Ele criou o homem com livre arbítrio. que continuará se desdobrando até que Ele leva tudo para completar a perfeição.e Ele sozinho é a causa necessária. porque só Deus existe necessariamente. "Embora seja verdade que todas as vontades existem através dele.então devemos acreditar na unicidade de Seu poder e vontade. Tudo o que discutimos relaciona-se apenas com Sua Vontade. e somente Ele existe necessariamente: simplesmente não há outro. para provocar os olhos da sua glória" (Isaías 3: 8). o fato de que Ele sozinho está no controle é um elemento separado de fé. O homem veio e escolheu fazer o mal. Mas no final . Parte 1: a unidade de Eyn Sof. No momento. Isso não é verdade. no entanto. Ele pode ter estado sozinho e que Ele escolheu criar as criaturas. precisamos saber que não só Deus existe sozinho.existe. enquanto tudo o mais deriva dele . Isso é chamado de "unidade de Eyn Sof. abençoado seja ele". No entanto. assim que Ele criou criaturas independentes que possuíam sua própria vontade. ele sozinho está no controle e 8 . e não pode ser de outra forma. o curso da história do mundo faz com que apareça externamente como se esse fosse realmente o caso. exceto através de Ele. Caso contrário. pois Ele só está no controle. eles têm o poder de desafiar Sua vontade" (Deus não permita).

no sentido de que toda essa estrutura é uma entidade única e completa que manifesta a verdade dessa unicidade e unidade nas partes da própria estrutura. como são governados e tudo o que acontece com eles . porque estaríamos dizendo que existe um ser que tem o poder de limitar a régua inicial. Mesmo o mal é um meio através do qual Ele confere o bem. é apenas bom. Nimtza'im Nifradim. Em outras palavras. Assim. Toda a estrutura é fundada na unidade. a unidade de Deus é claramente revelada. os "corpos" (os reinos e seres criados) que existem nela. mesmo admitindo que a existência dessas outras vontades não é necessária e que derivam da Suprema Vontade. e. portanto. portanto. Quem é unidade e unidade em todos os aspectos. subordinadas a ela. Por conseguinte. é inconcebível que exista qualquer outro poder absoluto. devemos dizer que apenas um Will está em total controle e todos os outros não estão no controle. implicamos que. Este poder pertence à Vontade Suprema. nomeadamente sobre a unicidade e unidade que explicamos. nada irá suportar.como devemos - exceto no passado. Assim que dizemos que derivam da Suprema Vontade. e esses outros seres existem somente por meio dele. No entanto. Orot. Tudo o que é inicialmente o mal não surge de outro domínio que possa suportar contra Ele. Nesse caso. Nenhuma outra vontade está em total controle. mesmo que eles também sejam voluntários.Pois é impossível dizer que dois poderes podem estar ambos em controle total. seria impossível relacionar tudo com uma raiz . Desta forma. certamente será bom. Pois. No final. Uma vez que é impossível que ambos os poderes estejam em total controle. Ainda é legítimo dizer que agora. exceto a Sua bondade. não haveria mais um Governante. Para isso não negar o poder do Primeiro Existente. e nenhum deles poderia realmente ser chamado de "Governante". abençoado seja o Seu Nome. e então será revelado que não há outro domínio além de His. eles não estão no controle total. Ele existe e Ele cria. se a régua inicial quiser que seja assim. ao contrário da Suprema Vontade. pois todas as outras vontades dependem da Suprema Vontade e. se argumentássemos que existe uma vontade absoluta além da Suprema Vontade. nem o poder original nem o novo estão em total controle. é inconcebível que exista qualquer outro poder absoluto. Assim. o que significa uma régua e um controlador absolutos. Poderíamos dizer que no início havia uma raiz. abençoado seja o Seu Nome. Parte 2: Toda a estrutura é construída sobre esta base. Deus deseja de acordo com Sua Vontade. quando dizemos que há um Emanador. E se você se opuser que. Abertura 2 Seu desejo é apenas dar o bem. a Sefirot] e os reinos e seres separados [ í í. outros seres existem além do Primeiro Existente. Toda a estrutura refere-se a tudo o que foi trazido à existência por Deus. devemos entender imediatamente que o Seu poder também é tudo. As luzes (Sefirot) que podem ser vistas nele. não podem ser iguais a ela. somente Ele está no controle total. que pode ser dito verdadeiramente ser o único Testamento.todos foram feitos como partes de uma única ordem que aponta E revela ativamente a unicidade subjacente. mas agora não podemos mais relacionar tudo com uma única raiz. quando dizemos que o Primeiro sozinho tem poder. mesmo que sejam chamados de "vontades". Assim. portanto.não qualquer outra vontade. eles não estão na mesma categoria que a Suprema Vontade. incluindo as luzes [ ú. isso seria uma negação do poder absoluto da Vontade Suprema. quando dizemos que o universo tem um deus. se houvesse. Pois não se pode negar que derivam dela e. pois nada pode limitar Seu poder. a resposta a essa objeção será dada na abertura 2. 9 . Se dissermos que o primeiro poder absoluto fez outro poder absoluto. isso não é chamado de limitação da régua inicial. mas tantos como o número de vontades independentes que haviam sido trazidas. e nada pode Limitá-Lo. A vontade do Emanador. os mundos e criaturas que derivam e são governados pela Sefirot].

agora que dissemos que este não é Seu caminho. Como tal.a Torá diz o contrário: "Eu ficarei com graça a quem farei graça" (Êxodo 23:19) . todo o propósito da Vontade Suprema também deve ser apenas bom. podemos inferir que Sua vontade é apenas se beneficiar. Concedido. No entanto. No final. eles sofrem punição. o próprio castigo é ruim. E assim como não pode continuar para sempre em cada caso individual. é bom ou não.a punição. Agora. vemos que a Vontade Suprema traz sobre isso. Não podemos dizer que a Vontade Suprema queria que outras vontades existissem tendo o poder de Limitá-lo de qualquer maneira. mas sim: "O mal persegue os pecadores" (Provérbios 13:21) e seu castigo é justo retribuição. temos provas de que todo o propósito da Vontade Suprema é apenas bom. eles deveriam literalmente ser destruídos em vez de serem punidos para beneficiá-los depois. Assim. vemos que é a vontade de Deus beneficiar até mesmo os ímpios. Se solucionarmos: então. todos os homens. Esta é a resposta para a objeção colocada acima: se a Vontade Suprema quisesse constituir poderes capazes de estabelecer limites ao Seu poder (como se tal fosse possível) - isso não seria contrário à Suprema Vontade. todos se beneficiam. recebem bondade. seu início e final não estão na mesma categoria. temos provas de que o objetivo final de todo o ciclo é bom. e a transgressão de Judá não será encontrada" (Jeremias 3: 2). sejam justos ou perversos. No entanto. se assim for. ele tem que lidar com cada um adequadamente de acordo com sua natureza. conforme discutido acima. eventualmente. Deve chegar ao fim para que o pecador possa ser liberado. que vem antes do final . que os perversos sofrem antes do final. literalmente. A partir daqui. se Ele não desprezou a destruição dos ímpios. Pois. mas que ele castiga o pecador para levá-lo a se arrepender para beneficiá-lo. Deixe-me demonstrar de forma conclusiva que o mal deve chegar ao fim do mundo como um todo."mesmo que ele não seja digno" (Berachot 7a). Se você argumenta que tudo isso se aplica somente após o longo exílio e a punição - é precisamente o que prova o ponto.e essa foi a intenção original da Vontade que traz todo o ciclo. por que existe? A resposta é que não é possível alcançar o fim 10 .para beneficiar os justos e punir os ímpios. o estágio ou meios intermediários . Isso prova que Sua vontade é apenas para o bem.Vendo que Sua vontade é apenas para se beneficiar. então não pode continuar para sempre no mundo como um todo. poderíamos ter dito que o seu castigo não é ruim. o resultado final do ciclo completo através do qual todas as pessoas passam. exceto a Sua bondade . mas não existirá. A vontade do Emanador. Se a intenção era rejeitar os ímpios. não pode continuar para sempre. Mas é a Vontade Suprema que traz todo o ciclo. O fato de que eles são punidos para os beneficiar mais tarde é uma prova clara de que Sua vontade é apenas para o bem. A partir disto. enquanto "mostrar compaixão pelos ímpios é cruel" . incluindo até o perverso. é preciso que as coisas não continuem sem fim em seu estado atual. O fim é bom . Pois a Vontade Suprema só quer ser boa. Se assim for. eles conseguem o bem. o que vem antes do final não é bom: não é o que inicialmente era desejado pela vontade que traz o ciclo. o início eo fim do ciclo não estão na mesma categoria. é contra a Vontade Suprema. o bem é o objetivo final do ciclo completo em todas as suas partes. Pois no final. Em caso afirmativo. Assim. No entanto. abençoado seja o Seu Nome. Para o resultado pretendido de qualquer ação é o objetivo final que rege todas as partes dessa ação. considere se o castigo. pois Ele queria Então. Para o resultado pretendido de uma ação é o objetivo final que rege todas as partes dessa ação. Se você diz que tal é a natureza do bem . nada irá suportar.Como o castigo é ruim. E. É necessário punir os ímpios para perdê-los depois. é apenas bom. Agora. se assim for. Uma vez que o objetivo final do ciclo é bom. Quando algo acaba sendo diferente do que era no início.não está na mesma categoria que o final. Em caso afirmativo. Também está escrito que "o pecado de Israel será buscado. portanto. é bom. O fim do ciclo através do qual a passagem perversa é diferente do que era no início. Se assim for. pois é contra a Suprema Vontade. antes do fim. e certamente não seria bom se a Sua bondade não pudesse alcançar Suas criaturas. o objetivo final é conferir bondade a todos.

Uma vez que entendemos isso. Pelo contrário. e saberemos e reconheceremos retroativamente que nunca houve nenhum outro poder ou domínio. Se o meio para alcançar esse fim é através do mal. Quando dizemos que nosso Deus é um. Um poder ou domínio independente é aquele que existe em si mesmo. e somente um Testamento. Pois o Seu poder é para sempre e somente Sua Vontade influencia.O que não aguenta não pode ser dito ser um poder ou domínio independente. A segunda coisa que se segue de dizer que Deus é um é que nenhuma outra vontade pode limitar-Lhe. Para um poder ou domínio independente deve. certamente. 11 . pois o mal é o meio de ser bom. nosso Deus. por definição. devemos entender outra verdade. não é assim. apesar de vermos uma multiplicidade de fenômenos diversos no universo e tantas cadeias causais diferentes e opostas. E como vamos entender isso? Quando entendemos como todo o ciclo do universo é governado do começo ao fim. Nós já discutimos como tudo o que o mal existe agora não durará para sempre. vemos que nenhuma vontade . e é o oposto do que é desejado e pretendido pela Suprema Vontade. isso não prejudica Sua intenção de beneficiar a todos. As próprias coisas que hoje nos perplexo e fazem com que os ímpios tropeçam em heresia. seu bom propósito acabará por ser revelado e o resultado pretendido durará para sempre. sabemos que. No entanto. existe como um meio necessário através do qual suas criaturas atingem o objetivo final. Pois o que sai de todo o ciclo de todos os lados é apenas a Sua bondade essencial. nos revelarão esta verdade.e é por isso que ele deve finalmente chegar ao fim -. durar para sempre. Certamente é verdade que Sua vontade é apenas para o bem. isso é malvado no começo. Isto é. parece que as coisas acontecem através de um poder diferente de Deus. pois qualquer poder é independente apenas na medida em que nada mais tem poder sobre ele.pode limitar Ele. no momento. ou qualquer outra coisa que seja. Agora que entendemos que o que Ele faz deve ser bom no final. tudo será bom. HaShem. abençoado seja o Seu Nome. Assim como Ele criou punições suficientes para levar cada indivíduo a receber o bem no final. um criando o bem e o outro criando o mal. Pelo contrário. Isto é o que devemos acreditar com a fé perfeita. O propósito de tudo é que somente Seu bom desejo de beneficiar vai durar para sempre. mesmo assim. Se fosse possível alcançar o fim sem isso. veremos claramente como é que tudo vem somente de Deus. o propósito de todo o ciclo é revelar seu domínio depois e aperfeiçoar todas as coisas através da Sua bondade. não seria apropriado que esse intermediário existisse. existe apenas um Deus.com todo tipo de unidade e unidade. Isso é óbvio. Podemos concluir de tudo isso que o castigo é ruim. Se. O benefício de estudar a sabedoria da Cabala é que podemos conhecer e entender isso claramente. que HaShem é Deus nos céus acima e na terra abaixo: nenhum outro" (Deuteronômio 4:39). há apenas um domínio. então Ele tem o poder de criar uma espécie de castigo. teria sido melhor. Assim como infligir punição em casos individuais é o oposto de Sua vontade . mas acaba sendo Boa.sem ele. Uma vez que a Vontade Suprema planejou que todos os componentes individuais da criação alcancem o bem no final. No final. mesmo um trazido por ele. Se fosse possível alcançar o objetivo final sem esse meio. HaShem é um . A primeira é que. assim também podemos inferir que o castigo em geral no correr do mundo também é contra a Suprema Vontade e deve mudar No final. seja ele um poder que Ele criou ou outro poder "independente". e nada mais. Nós fomos comandados a fazê-lo: "E você conhecerá este dia e o trará no seu coração. ao contrário da afirmação dos incrédulos de que existem dois domínios. dado que a vontade de Deus é para o bem. E certamente é impossível que existam dois poderes ou reinos. é necessário entender duas coisas. mostrando-nos Sua unidade verdadeira e única em todos os seus sentidos. Deus sozinho em Sua bondade intrínseca traz tudo sobre. deve ser Seu objetivo levar o mundo inteiro a atingir apenas o bem no final. e isso é o que deve durar para sempre.nem mesmo uma que Ele trouxe para ser . para o mundo inteiro. Tudo o que é inicialmente o mal não surge de outro domínio que possa suportar contra Ele. abençoado seja o Seu Nome.

se dissermos que existe um Deus que é o bem supremo. O mal não é um domínio independente que Deus não permita. O propósito final da criação do mundo . será bom. se não fosse assim. A revelação de Sua unidade é em si a recompensa. E então será revelado que não existe outro domínio senão o dele. Mas o caminho do Criador não é o caminho de Suas criaturas. Porque uma criatura não pode fazer o oposto de si mesmo. é realmente o caso de um lado apenas ser conhecido através do seu oposto. veremos Sua grande perfeição. e também viram que não é senão a Sua criação. terão conhecimento claro de Sua perfeição e unidade. "fazer a paz e criar o mal" (Isaías 45: 7). o desejo dele é conferir o bem supremo. Mas Ele fez o seu oposto. Pois o único oposto é aquele que é realmente o oposto. já que Ele não precisa de Suas criaturas. 12 . Para conferir . pelo qual uma vontade que Ele trouxe para o ser pode limitar. Ele simplesmente tinha dado a Suas criaturas uma compreensão imediata de Sua perfeição. portanto.era para Deus. É algo criado por Deus para que Suas criaturas vejam o que é o oposto do bem. Para os reinos criados. eles poderiam reconhecer Sua completa perfeição (na medida em que Ele a revelou) e compreender Sua grande majestade e glória. certamente será bom . e então é possível entender o lado do bem. Para refutar essa afirmação. Deus quis e criou o mal. recompensa e punição. para que não pensem que haja outro oposto. Desta forma. Somente o Deus onipotente. conferir o bem supremo. o desejo dele é dar-lhe o bem . com livre arbítrio. o oposto é imediatamente manifesto. de acordo com o Seu bom desejo. no final. cada ator age para um propósito . E através disso. Eles argumentaram que. Além disso. Em outras palavras. passamos a discutir Suas obras. E quando viram o contrário. A partir desta discussão podemos esclarecer dois aspectos do mal que aparentemente existe no mundo agora. como está escrito. A primeira é que não surge de outro domínio ou poder (Deus não permita) que possa existir contra Ele. Pois este é o meio para trazer suas criaturas para o bem final. não poderia haver conhecimento do bem final. mas para beneficiar Suas criaturas de acordo com o Seu bom desejo. No final. porque Ele é o bem supremo e. também saberemos que mesmo este mal não era um domínio independente por direito próprio. No final.não para a Sua própria necessidade. Além disso. Pois. Se assim for. é precisamente assim que Eyn Sof nos faz conhecer a verdadeira unicidade. nem mesmo no sentido explicado anteriormente.o bem supremo. Então a insensatez dos ímpios e dos incrédulos será exposta. Abertura 4 Seu desejo de conferir o bem à perfeição através da revelação de Sua unidade é a causa das deficiências no mundo. e então Ele o negou .pois não pode suportar a Sua bondade. A Vontade Suprema é o bem final. O segundo é que. deve haver (Deus proibido) de ser outro que é o mal supremo. Mas isso não teria refutado o princípio dos incrédulos nas gerações anteriores de que é impossível entender uma coisa. exceto o contrário.pois claramente. tem o poder de provocar o que parece ser o Seu oposto. O propósito último da criação do mundo era para Deus. se você perguntar: "Para onde esse propósito se originou?" A resposta é clara: o que é bom desejo de dar boas.e Sua unidade é revelada à perfeição! Abertura 3 O objetivo final da criação é conferir o bem supremo às criaturas de Deus. É por isso que ele fez o mundo dessa maneira. será bom. Tendo explicado o significado da fé em Deus. abençoado seja o Seu Nome. que criam as condições para o serviço do homem. como será explicado na próxima Abertura.

. ele criará uma limitação e depois a removerá. sejam quais forem os mandamentos que Ele possa ter instituído. o que é imperfeito e deficiente é capaz de atingir a perfeição. Ele planejou e calculou como revelar a Sua unicidade perfeita na realidade. colocando-o em uma situação de recompensa e punição até que o objetivo pretendido seja alcançado. pois. E. para assim ganhar o bem que eles então recebem como recompensa. mas no final de tudo. Parte 3. Este é o plano que está por trás desse pedido. Assim. e a revelação de Deus seria o benefício que o homem receberia. ele deu um lugar para que o mal fizesse o que está no seu poder. ele criou o bem eo mal e deu a vontade livre do homem. sente-se envergonhado de olhar no rosto De seu benfeitor " ( Yerushalm. Pois isso só é revelado quando não são as deficiências e o reparo que lhes vem através do poder de Sua perfeição que é visto. porque através deles. Ele deu um lugar. Como explicado anteriormente. Orlah 1: 3). queria dar tudo bem. a menos que falemos de poder e controle absolutos sem limites. Para evitar isso. Pois. se Ele deseja realmente revelar essa unidade. pois antes dele não há barreiras ou deficiências. não do lado oposto. todos teriam sido do mérito dos homens quando devidamente executados por eles e receberiam uma recompensa por todos eles. portanto. e Ele irá corrigir tudo. Se assim for. deveria ser um sistema único. após o que Sua unicidade e Seu poder sobre eles seria novamente revelado. Esta era uma área adequada dentro da qual o serviço poderia existir. abençoado seja Ele. Isto. em que eventualmente o mal realmente se volta para o bem. e isso mesmo é o deleite das almas. Parte 1. nem ao seu governo do mundo. O Eyn Sof. Mas em uma situação em que existem deficiências. abençoado seja Ele. Isso discute como o mal se volta para o bem. E. "Aquele que come o que não é dele. portanto. de modo que seus destinatários nem sequer se envergonhem. consistente em todas as suas partes e construído de acordo com um plano profundo.. como será discutido abaixo.. sua unidade é revelada. Parte 4. Quando a perfeição se mantém influenciada. Isso nos diz o que vem no final do ciclo. Ele planejou e calculou como revelar. Se assim for. abençoado seja Ele. o cumprimento dos mandamentos não acrescentaria nada a ele. de maneira clara. queria dar tudo bem. todos os danos são reparados e todo o mal volta ao bem real. Seu plano foi primeiro a revelar as deficiências. vamos conhecer do lado da perfeição de Deus. pois nada poderia ser melhor do que Sua completa perfeição... ele queria que as pessoas deveriam ter uma maneira de trabalhar. como disseram os rabinos. A Vontade Suprema calculou que não poderia haver mais foco e foco lógico para o serviço do homem do que se Ele fosse revelar sua unidade na realidade. Nenhuma barreira ou deficiência possível pode permanecer em Seu caminho. Pois antes dele não há barreiras ou deficiências Sua perfeição única certamente está em Seu poder total e absoluto. Mas fiel a Sua sabedoria exaltada. O Eyn Sof. Inicialmente.. o Mestre do Mundo queria que o método de serviço. Ele queria uma raiz para todo o sistema. Este é o princípio subjacente da ordem que foi instituída para servir o propósito final que mencionei na abertura anterior. o cumprimento dos mandamentos é benéfico. ele estabeleceu o sistema de governo que Ele segue. Ele planejou e calculou como revelar sua unicidade perfeita na realidade. Parte 2.. em vez de ser meramente arbitrário. certamente não há necessidade de serviço. Pois é impossível falar de unicidade e unidade. Segue que. apenas um domínio de deficiência proporciona a arena apropriada para o serviço dessa maneira.. Parte 2. Em Seu desejo de revelar Sua unidade na realidade.. A proposição consiste em quatro partes: Parte 1. mas somente a perfeição de Deus é vista. O serviço é muito aplicável em um domínio de deficiência.. Assim. 13 . Pois o método real do serviço do homem também tinha que ser apropriado e não meramente arbitrário. ele queria dar o bem ao grau máximo de bem e de perfeição para que seus destinatários nem sequer se envergonhem. O Eyn Sof. sua unicidade é revelada.Isso proporcionaria uma área adequada em que o homem poderia servir. Inicialmente.

Desta forma. Parte 4: E. não há lugar para o serviço. que deixou um reino governado pelo princípio da imperfeição. vemos como a Vontade Suprema calculou e planejou algo intrinsecamente perfeito e lógico em todas as suas partes. Com esse fundamento. Além 14 . não há mais necessidade de serviço. ele calculou em que arena seria aplicável. no qual. ele estabeleceu o sistema de governo que Ele segue. pois Sua unidade é algo mais glorioso e precioso. o trabalho não está completo. Ele quer conceder.. Isso é como "prejudicial para reparar". Aqui temos o conceito de "centro" de Eyn Sof mencionado na literatura cabalística (Etz Chayim. sua unidade é revelada. a revelação da unicidade de Deus é tão preciosa que eles terão o maior prazer quando alcançarem. O ato pelo qual eles surgiram foi o encobrimento da perfeição. Em terceiro lugar. 7:11). exceto na doação do bem. a possibilidade de serviço existe . para recompensa. pois são as pessoas que servem quem desencadeiam e revelam essa unidade de modo a corrigir tudo o que falta. literalmente. que lhes será revelada. a unicidade dele é realmente revelada. Ele sabia que não havia nenhum aspecto de Sua perfeição em que havia alguma necessidade para Suas criaturas ou qualquer lugar para seu serviço. essa revelação. em Sua perfeita sabedoria. Em segundo lugar. Ele deveria ocultar Sua perfeição . "Hoje para fazê-los" e amanhã para receber sua recompensa" ( Eruvin 22a em Deut. era pertinente que. Pois logo que a Unidade é revelada. Inicialmente. não poderia realmente ocorrer até que o mal fosse realmente revelado nos reinos inferiores. Uma vez que o mal existe apenas durante a fase de serviço para revelar Sua unicidade. eventualmente. queria instituir um sistema de serviço. ou seja. que é a raiz de toda a criação.o maior deleite possível que as almas possam desfrutar. Drushey Igulim Veyosher 11: 3). quando alcançado. E agora veja qual é a sua recompensa: a própria unidade que se revela. o próprio serviço inclui a revelação real de Sua unidade. o que existia dentro de Sua unidade em potencial torna-se revelado na realidade. para revelar a Sua bondade. A bondade que Ele concede é em si mesma completa: é muito grande e preciosa. o mal realmente se volta para o bem. No aspecto de Deus de perfeita perfeição. Primeiro. No entanto.. No entanto. seu deleite será perfeito em todos os sentidos: nenhuma barreira impedirá os destinatários e alcançará a luz da unidade perfeita .para depois revelá-lo na realidade. Pois a recompensa pelo cumprimento dos mandamentos é apenas no mundo vindouro. Parte 3: Assim. quando as almas chegam à sua raiz. Este é o conceito fundamental de unidade perfeita sobre a qual eu escrevi. Para resumir: quando Eyn Sof. o que Ele queria revelar é como o domínio das deficiências se rectifica através do poder de Sua unicidade.mas no final de tudo. o serviço não precisa durar para sempre. De fato. Várias coisas estão envolvidas aqui. Nesta fase. Quando eles alcançam a revelação da unidade de Deus. portanto. Uma vez que isso envolve o mal voltando para o bem. um domínio em que o serviço é relevante. que envolve o encobrimento inicial. como dissemos. possibilitando possíveis deficiências. fornece um lugar para o serviço e. o sistema de governo que existe agora. Este "centro" é o "ponto" central com base no qual os mundos foram criados e o serviço dentro deles. como o próprio conceito de unidade e unidade envolve a possibilidade hipotética de imperfeição (não que exista.até que a perfeição de Sua unicidade e unidade seja revelada e Ele retifica todas as deficiências. Assim. onde ocorreu o Tzimtzum ("contração"). na medida em que. pelo qual o próprio mal se volta para o bem. Ele escondeu Sua perfeição . Se assim for. Sua delícia será de acordo com seu nível de realização. e fixou uma recompensa muito preciosa para eles. e este é o fim do ciclo através do qual a unidade é revelada. Este é o bem perfeito que Ele deseja conferir a eles.a revelação de Sua unidade é ela mesmo precisamente a bondade que. todo o dano É reparado e todo o mal volta ao bem real. a menos que a perfeição seja inicialmente escondida. Ele deu um lugar para que o mal fizesse o que está em seu poder. porque isso mesmo é o deleite das almas . Ele fez todo o Seu trabalho: Ele fez um lugar para seres independentes e um lugar para o seu serviço. e ela irá alcançá-la. mas que seja negada pelo poder da perfeição).

Não podemos nos referir ao desdobramento ou extensão ( ú. uma vez que os conceitos de "extensão" e "mudança" não são aplicáveis a Deus. chamamos de resplendor que espalha dele o "desdobramento" ou a revelação da piedade. Mesmo assim. Na verdade. É através da Sefirot que a Divindade "se desenrola" ou "se estende". Assim. Isso nos diz o que os Sefirot são. E a criação em si é construída sobre o fundamento do encobrimento seguido pela revelação . O assunto de todas as investigações da Cabala é o Sefirot. tendo trabalhado para ganhar sua recompensa através do serviço. o modo de doação também é perfeito. é necessário saber o que era novo sobre eles que não era tão original. você deve entender que não estamos falando de uma radiação de luz física. O que está implícito é que eles estão em forma e podem ser vistos. Isso significa duas coisas. As Sefirot são luzes que foram autorizadas a ser vistas. Parte 2: o que não é assim no caso da luz simples. nome ou termo é adequado para se aplicar à piedade. Parte 1: Os Sefirot são luzes. No entanto. o sistema através do qual o mundo é governado é uma lei que eventualmente revelará. devemos chamá-lo por algum nome. Além disso. hitpashtut) da Divindade como qualquer coisa menos uma radiação de luz ( ä. que ocorre ao transformar o mal de volta ao bem. No entanto. portanto. que é o benefício pretendido. no entanto. para conhecer o Sefirot. isso é o que deve ser explicado primeiro. Os Sefirot são luzes. é menos distante da piedade do que outros fenômenos. o caminho completo do governo em sua perfeição envolve o ocultação inicial de Sua perfeição. isso não prejudica sua natureza de 15 . a estrutura inteira é construída". Na verdade. O propósito do serviço é revelar a unidade de Deus. Isto é o que foi afirmado na abertura 1: "Nesta base. de fato. abençoado seja Ele. o que não é assim no caso da simples luz de Eyn Sof. Pois é a maneira pela qual é concedida a doação de bens que proporciona um lugar para o serviço do homem. Em primeiro lugar. Para a diferença entre Sefirot e Eyn Sof. a verdade dessa unicidade. Inicialmente. Assim. existem Sefirot exaltados que não são visíveis mesmo nos reinos superiores. Em caso afirmativo. Parte 1. e. enquanto a Eyn Sof não é visível. é a doação real do próprio bem que cria a possibilidade de serviço.no sentido de que os reinos criados e os próprios seres possuem alusões às leis deste sistema de governo. consequentemente. Estamos aplicando o termo "radiação de luz" apenas para dar-lhe algum nome. porque os destinatários não sentirão vergonha. . seguida de sua revelação. Este caminho é o que cria a possibilidade de serviço. Isso nos diz de que maneira os Sefirot são diferentes em sua natureza da Eyn Sof. Mas uma vez que é impossível falar sem palavras. embora isso não implique que o Sefirot deve ser necessariamente visível. isso significa que os Sefirot são capazes de ser vistos. através de todos os seus ciclos. Para entender a Sefirot. A proposição consiste em duas partes.que foram autorizados a serem vistos. dizemos que os Sefirot são radiações de luz. é necessário entender de que maneira elas foram uma inovação que foi introduzida por causa da criação: isso é explicado na Parte 1. Pois a verdade é que a piedade não se "estende". o termo "radiação de luz" é o mais próximo que podemos escolher. O Sefirot Abertura 5 Os Sefirot eram uma inovação na medida em que são luzes visíveis. Portanto. Caso ocorra que o espectador seja impedido de vê-los. escolhemos um que é um tanto menos distante da piedade do que outros. nenhuma palavra. Se assim for. e o que não é o caso do Eyn Sof. pois. He'arah ). havia apenas Eyn Sof.disso. abençoado seja Ele é que foi possível que a Sefirot seja "vista" (no sentido de ser espiritualmente apreendida). Toda a criação e o sistema através do qual é governado são construídos nessa base. não podemos chamar Godliness nada além de uma radiação de luz. A luz é o melhor e mais sutil de todos os fenômenos físicos e. abençoado seja Ele.

é o que era novo. Há uma luz que existe através de Ele em um nível tal que pode ser visto. com o qual Ele criou os mundos e com os quais Ele os governa. ohr ne'etzal ). O que mudou no ato da criação foi que o Sefirot se tornou visível. O que devemos dizer é que a luz do Sefirot não pode ter sido nova. abençoado seja ele. no nível do que o olho (espiritual) pode ver. Esta proposta tem duas partes. vamos chamá-lo de uma luz que emana de Ayin ( ï ) . Ele deu essa permissão exatamente no momento que Ele desejou. Esta é a diferença entre Eyn Sof. entende-se a influência do atributo correspondente no governo dos mundos naquele momento. Parte 2. que não pode ser vista. Se assim for. Em segundo lugar. Como não há nenhuma palavra ou nome apto para ser aplicado a Eyn Sof. ou seja. e essa é a luz do Sefirot. ao contrário da luz de Eyn Sof. definida ou categorizada de forma alguma.potencialmente visível. Como Ele queria que eles fossem conhecidos. middah. "qualidade" ou "traço") é uma parte de Sua Vontade. É impossível dizer nada sobre Sua luz. Este não foi o caso no início. A luz da Sefirot não é um tipo particular de luz que é visível em sua natureza intrínseca. Deste modo. através da visão de qual pode entender esse atributo. Quando se vê os movimentos dessa luz. a luz foi emana nos nossos olhos . Pois.. Assim. abençoado seja Ele. o que não é. Isto é porque os Sefirot são piedade. No entanto. o que era novo? O que era novo era que Deus queria e tornava possível que a luz do Sefirot fosse vista. você pode entender por que é tão apropriado referir-se à Sefirot como "luz emanada" ( ø ì. abençoado seja Ele.. Parte 1: Cada Sefirah é um dos atributos. mas que a revelação desta luz . teríamos que dizer que as Sefirot não eram uma inovação. Cada atributo (ä. abençoado seja Ele. A mudança não estava na natureza da piedade. Parte 1: Cada Sefirah é um dos atributos. nos referiremos a Ele da única maneira que pudermos. Ele criou cada atributo como uma luz individual. não pode ser vista em absoluto por causa de sua essência intrínseca. dizemos que a luz de Eyn Sof Não pode ser visto.. uma "medida". Pois na verdade. 16 . ao dizer que os Sefirot podiam ser vistos. Tornou-se possível para eles serem vistos. No entanto. a luz de Eyn Sof. O que não é assim no caso da simples luz de Eyn Sof. a luz do Sefirot não é algo novo. não estamos dizendo que eles eram intrinsecamente visíveis. Parte 2: Como Ele queria que eles fossem conhecidos.uma luz que podia ser vista. então.de "No-thing". abençoado seja ele e o Sefirot. Para o que existe em algo como parte de sua natureza intrínseca é encontrada nele ao longo de sua existência. A inferência é que a luz do Sefirot estava lá de antes. teria que ser visível.a capacidade do Sefirot de ser visto . qualificamos isso negando qualquer limitação que possa parecer implícita nele por causa do termo que escolhemos. daquilo que não pode ser concebido. não antes. Cada Sefirah é um dos atributos de Eyn Sof.. ela sempre teria sido visível. Se a luz da Sefirot fosse um tipo particular de luz que fosse visível em sua natureza intrínseca. Isso explica o que é visível. Tendo aprendido que os Sefirot são luzes ou radiações. enquanto a luz da Sefirot existisse. que é impensável.Isso explica como o que é visível é percebido. um dos Seus poderes. A "luz simples" é aquela que simplesmente não pode ser descrita. Se a visibilidade desta luz fosse parte de sua natureza intrínseca. chegamos a reconhecer que tudo tem uma raiz: Eyn Sof.. Nesse caso. usando a expressão "luz simples". ou seja. Se a capacidade do Sefirot fosse vista fazia parte de sua natureza intrínseca. abençoado seja Ele. Se assim for. Abertura 6 Os Sefirot são o que Eyn Sof quis revelar de seus atributos.. porque Eyn Sof queria isso. E se a permissão fosse concedida aos olhos para ver isso. A mudança de estado para estado simplesmente não é aplicável à piedade. A mudança estava sendo revelada aos destinatários. nenhuma dessas limitações se destina. agora devemos entender o que essas radiações são.

ilimitada e indefinível. Consequentemente.. a imaginação e o sentimento. portanto. necessariamente diferenciamos os vários poderes que ele possui. da raiz hebraica ø ( SaPhaR ) que significa contar ou número. o Sefirot realmente seria meramente secundário. eles não eram mais chamados de Eyn Sof. indicando que eles têm uma medida e um limite. já que foi através desses poderes que Ele os criou. Com o qual Ele criou os mundos. Para uma causa dada não pode dar origem a qualquer efeito. as partes da alma não são membros. Da mesma forma. mas que não existe nele desde o início e que não existe nele agora. se fosse esse o caso. Esses aspectos desta Vontade que são revelados chamamos de Sefirot.. a supervisão das luzes sobre seus ramos não cessou. O corpo é composto de muitos membros diferentes. Consequentemente.. É a revelação de Seus poderes como atributos separados que distinguem o modo escolhido de Deus de agir através do Sefirot de Sua onipotência intrínseca. as Sefirot são partes de sua totalidade . Cada Sefirah é um dos atributos . como corpos separados. como mencionado acima. enquanto os Sefirot derivam e são causados por Ele. abençoado seja Ele: Isto indica que o Sefirah não é um mero derivado que é causado por. . o que ele vê são os poderes dessa Vontade. não podemos dividir os poderes de Deus em uma multiplicidade de poderes específicos como as causas de Suas várias obras. dizemos que a raiz real revelada dentro e através da Sefirot não é senão Eyn Sof. Isto é porque o poder de Deus é geral e abrangente. Pois. antes da revelação dos Sefirot. Pode-se objetar: certamente estamos dizendo que Eyn Sof é a raiz. assim como todos os outros poderes abrangidos dentro de Sua Vontade ilimitada. Mesmo que intrinsecamente. e alguém que vê o corpo vê esses membros.. e isso é o que chamamos de Eyn Sof. e. mas poderes: esses poderes são as várias faculdades da alma. Isto é o que se entende pela declaração dos rabinos que: "O mundo foi criado com dez palavras. Mas na verdade. mas apenas ao efeito particular que pode surgir a partir dele. Ele nos deixa revelado o que Ele quer. Consequentemente. Em outras palavras. usando uma variedade de diferentes poderes e habilidades. como podemos dizer aqui que os Sefirot não são derivativos e secundários? Para responder a isso. Deus pode fazer tudo. é necessário entender em que sentido a Sefirot é derivada e que sentido eles não são.as partes que Ele revela. As Sefirot não são derivadas no sentido de ser um fenômeno novo e separado que foi causado por Eyn Sof. quando comparamos os diferentes níveis. quando se vê o que é possível ver da Suprema Vontade.Podemos entender isso por analogia. caso em que são secundários a Ele. e os governa.. pois agora eles têm um fim e um limite. embora o trabalho da criação esteja completo. Em caso afirmativo. Por esta razão. não podemos atribuir a Ele qualquer poder específico e limitado. Eyn Sof não seja revelado. poderia ter sido criado com apenas um!?!" (Avot 5: 1). mas a Vontade em si é Eyn Sof . eles são chamados de Sefirot. Por outro lado. na qual Ele traz tudo através de seu poder unitário e abrangente.. Para a Sua Vontade é uma unidade única. eles foram subsumidos sob o nome de Eyn Sof. Eyn Sof escolheu agir de forma semelhante à maneira como uma pessoa age. Em sua intrínseca ilimitada. Dos atributos de Eyn Sof. No entanto. o que lhe permite realizar essas diferentes atividades.um no sentido de ser único e separado. diferenciamos uma causa específica e separada correspondente a cada trabalho ou ação manifesto.poderoso. por que esses atributos foram revelados e não outros? Porque esses poderes revelados se relacionam com os reinos inferiores. quando esses atributos foram revelados. Alguém que "os vê" (com visão espiritual) vê uma variedade de poderes diferentes.. ainda certamente. E os Sefirot continuam a funcionar como primeiro. Mas Deus é todo. como a memória. É por isso que dizemos que os Sefirot são os atributos de Eyn Sof. No entanto.. em Sua maneira revelada de atuar através da Sefirot. A razão é que a causa em questão não tem apenas o poder particular que possui e pode dar apenas o que tem. a vontade dele é invisível. Pois. Quando uma pessoa realiza uma variedade de atividades. No entanto. fora e secundário a Eyn Sof. 17 .

na verdade.. assim como o governo do mundo passa da bondade para a justiça ou a misericórdia de acordo com o tempo. a revelação pode ser menor ou maior. Na sua essência.. que seu significado deveria ser inscrito em seu coração Quando ele viu. a fim de possibilitar a compreensão do poder governamental expresso neste atributo através da imagem ou semelhança correspondente.isso também dependia de Sua Vontade. como Será discutido mais tarde. Isto é como afirmado por Rambam (Maimonides): "No momento em que o profeta vê a visão profética.. Parte 2: eles podem aparecer.. As imagens vistas pelos profetas e o que representam O Sefirot pode brilhar com uma radiação abundante de luz ou com radiação diminuída. agora explicaremos os princípios que regem a aparência dessa radiação.. ele entende o que eles querem dizer.. É apenas que eles aparecem de alguma forma ou semelhança. Bondade). Consequentemente. e estes são expressos nos movimentos das luzes. não possuem nenhuma forma ou aparência.. Parte 1: A Sefirot: refere-se à quantidade de radiação emitida pela Sefirot.ou seja. Isso significa que uma semelhança específica foi instituída para cada atributo (como a semelhança de um leão para Chessed. . portanto. os profetas certamente poderiam ter entendido o significado do que viram. Isso é visível por causa do desejo da Suprema Vontade de revelar às Suas criaturas como Ele governa o mundo. No entanto. outra coisa era necessária para que o profeta pudesse entender o que estava simbolizado na imagem profética . Este ponto adicional é muito necessário. através de ver qual deles pode entender esse atributo. Pois. A proposição consiste em três partes. 18 . seu significado está inscrito em seu coração" ( Yesodey HaTorah 7: 3). Parte 2: Como Ele queria que eles fossem conhecidos . não era intrinsecamente necessário que eles pudessem ser percebidos e apreendidos. Não só o governo geral pode mudar entre bondade e julgamento. Também há mudanças em cada um dos atributos individuais de acordo com o tempo. Parte 3: Mas em si mesmos. mas quem os examina verá que. Abertura 7 Como os Sefirot aparecem na visão profética. então os movimentos são visíveis nas Sefirot de acordo com o tempo. Tendo explicado que os poderes ( Sefirot ) com os quais Deus criou e governa o mundo aparecem por meio de radiação. uma vez que cada Sefirah brilha de maneira única apenas porque Deus quis isso. os Sefirot são apenas uma ampla gama de poderes organizados em sua ordem necessária. pode entender o significado dessas luzes em todos os seus aspectos detalhados. Todos os vários poderes envolvidos no governo do mundo mudam de acordo com o tempo. embora esses poderes existissem dentro dele.. o profeta é fornecido com a chave para a interpretação da visão e. Desta forma . no entanto.Ver os movimentos dessa luz permite entender a influência do atributo correspondente no governo dos mundos naquele momento. Ele fez cada atributo aparecer como uma luz individual. Se as Sefirot brilhassem cada uma em sua própria maneira particular por causa de sua essência intrínseca. Eles podem aparecer em várias formas e semelhanças diferentes. como afirmado no versículo: "E pelo ministério dos profetas eu tenho Semelhanças usadas " (Oséias 12:11 ). O que isso significa é o seguinte: uma vez que a Suprema vontade queria mostrar seus poderes simples por meio da luz. exceto que Ele queria isso. Parte 1: O Sefirot pode brilhar com uma radiação abundante de luz ou com radiação diminuída. Pois. embora. na verdade. Isso se refere às imagens ou semelhanças através das quais eles aparecem. a forma e a semelhança são puramente dependentes do observador. Este é um comentário geral sobre todas as imagens e semelhanças através das quais aparecem. conforme exigido de acordo com a perfeição de todo o plano ordenado. interdependentes em suas diversas leis e influenciados um pelo outro. e quando o profeta os vê. juntamente com sua visão das Sefirot.

Bondade. Mekubalim anterior e posterior e. também contêm o que é necessário para o governo de todo o mundo em todos os momentos. Não é assim no caso das Sefirot. exceto que a forma seria espiritual e não física. Isso não é o que é indicado pelos ensinamentos da ARI. Todos operam para trazer o que é necessário no mundo. "roupa". inclui todas as maneiras pelas quais ele deve atuar nos mundos. também "infância"). Do mesmo modo. há uma grande diferença. e a Torah afirma explicitamente: "Porque você não viu nenhuma forma" (Deuteronômio 4:15). menos peças são vistas. o poder de Chessed opera em conjunto com Gevurah. já que sabemos que em todos os Seus aspectos. E isso é o que vemos: Sefirot e Partzufim. o poder de Chessed. Abertura 17 em Sefirot e Partzufim). tudo será entendido de forma adequada.uma vez que uma luz pode brilhar apenas um pouco. do Juízo e da Misericórdia contêm tudo o necessário para a recompensa e o castigo (Julgamento). certamente não podemos dizer que os próprios Sefirot possuem qualquer tipo de forma ou substância. todos levando a um objetivo: a perfeição final e final. pois se esta base for correta. É impossível dizer que eles possuem alguma forma. Strength. Mercy. No entanto. Consequentemente. a maioria das investigações da Cabala seria inútil.isso também é impossível de dizer. abençoado seja Ele. Quando eles brilham como Partzufim. insinuando questões exaltadas envolvidas no governo dos mundos e suas leis . em outros. de várias maneiras diferentes. os Sefirot são os poderes do Pensamento Supremo e são "vistos" (com visão espiritual) pelos profetas ou almas de uma maneira comparável à forma como uma pessoa "vê" os pensamentos passando por sua mente. "posição" e assim por diante em relação à Sefirot. mas como Partzifim. mais detalhes são revelados. abençoado seja o Seu Nome. "ascensão" e "descida". o Sefirah pode brilhar com grande poder (após a redenção): isto é conhecido como "grandeza" ou "maturidade". todas as estruturas permanecerão voando no ar e será impossível alcançar qualquer compreensão das investigações da Cabala. enquanto outra pode brilhar mais poderosamente. No entanto. Todos os três poderes radiculares da Bondade. Às vezes. acima de tudo. clara e simples. Mas se esta fundação não for colocada corretamente. No entanto. seja de forma revelada ou oculta. Aqui é o lugar para esclarecer a verdade. Como Sefirot. eles brilham com pouca luz. Judgment e Rachamim. às vezes dominando. Como Sefirot. "semelhança" e "aparência" de algum tipo sutil aos pensamentos na mente de uma pessoa. os poderes de Din. Para a mente e os pensamentos de uma pessoa estão dentro dele e não são piedosos. Esses poderes contêm tudo o que é necessário para o governo do mundo inteiro em todos os momentos. " smallness ". apenas um pouco. se fosse assim. pois esta seria uma heresia. às vezes dominando fortemente. Em outras ocasiões. falamos em termos de "pequenaza" e "grandeza". que são os poderes do Pensamento (ou "Mente") da Suprema Vontade. eles brilham com abundante luz (veja abaixo. Parte 2: eles podem aparecer em várias formas e semelhanças diferentes: muitos dos termos usados na discussão do Sefirot têm conotações de forma de substância anatômica. se você diz que todos esses conceitos são puramente metafóricos. transcende completamente todos os acidentes e eventos que ocorrem aos que Ele criou. às vezes cede seu domínio. o Emanador. um Sefirah pode brilhar com pouca luz e pouco poder (durante o período do exílio): isso é conhecido como "pequenez" ( ú. os do rabino Shimon Bar Yochai. como explicado acima. a existência do mundo (Misericórdia) e a eterna recompensa (Bondade perfeita). Conforme discutido anteriormente. No entanto. A Mente Suprema calculou antecipadamente tudo o que é necessário para o governo de todas as Suas criaturas até o fim 19 . Por exemplo. Pois. A verdade é que todos os Sefirot são poderes do Pensamento Supremo. Nós certamente não podemos dizer que nenhum desses fenômenos existe como tal no Sefirot. não há nada para nos impedir de aplicar conceitos de "forma". Todos esses ensinamentos indicam que esses fenômenos realmente existem no Sefirot. katnut. Assim também há variações em termos de poder e influência de Sefirot individual. pois eles seriam como tentar basear o que sabemos (as metáforas) sobre o que não conhecemos (o Sefirot). Às vezes.

Os profetas têm o poder especial de poder ver a visão e entender o seu significado. os rabinos disseram: "Uma vez que Ele foi revelado a eles no mar como poderoso [= Zeir Anpin]. . Mas quem os examina verá que. enquanto que na Dona da Torá Ele apareceu em Seu atributo de bondade [= Arich Anpin]. Como já disse. a forma e semelhança são puramente contingentes para o observador. e que deveriam aparecer em todos os diferentes aspectos que lhes atribuímos: Partzufim. Este princípio é expresso no versículo: "A quem. este "ver" não é senão uma visão profética composta de semelhanças e imagens que transmitem a profundidade e amplitude do plano na mente divina. e as visões proféticas mostram todos os seus estados e propriedades diferentes. para não deixar espaço para dizer que existem dois domínios". Isso significa que Deus esconde a profundidade de seus pensamentos dentro dessas imagens e metáforas proféticas. o profeta vê a visão. descendente. Os fenômenos que mencionamos. O que isto significa é que os profetas não ficam com a ilusão de que é assim que é. O que isso significa é que as semelhanças proféticas e as imagens não são meras metáforas e alusões: é assim que o profeta realmente vê o que vê. Quando ele alcança sua profecia. Merkavah ). então. realmente existem na visão profética. No entanto. É apenas que eles aparecem de alguma forma ou semelhança. e é isso o chamado Chariot ( ä. Eles foram avisados para não permitir o que eles viram para que eles errassem. "descida". Mas a verdade é que isso é apenas como os profetas vêem. Eles deveriam saber que toda a visão era apenas profética. Em uma visão profética real. Tudo é um solo tecido desses três poderes. Moisés advertiu Israel: "E guarda suas almas muito. a visão profética em si é apenas uma semelhança. na verdade. "descida" e outras. Quando Ele queria revelá-lo. Os poderes reais do Pensamento Supremo são invisíveis. a Suprema vontade queria que fossem visíveis através de luzes e semelhanças e imagens proféticas. "roupa" e similares. incluindo todos os diferentes tipos de controles. pois são simples e não podem ser vistos em sua essência intrínseca. como será discutido abaixo. Embora na verdade não tenham forma ou aparência. você comparará Deus e com que semelhança você comparará com Ele?" (Isaías 40:18). mundos. O próprio profeta entende isso no próprio momento da visão profética. semelhança ou imagem e entende o nível escondido. Deus não permite. seu Deus ". Da mesma forma. como eles entenderam no momento em que a viram. "ascensão". um vestido em outro. já sabemos que não é assim que esses poderes são realidade: é assim que eles aparecem na imaginação profética. As várias partes deste Chariot receberam seus próprios nomes individuais: estes são os nomes dos Sefirot e dos Partzufim.( Mechilta Êxodo 20: 20 . como "ascensão". O tema da visão profética é o plano profundo de Deus. O que dizemos sobre o Partzufim é realmente a forma como eles são vistos no Chariot. Assim. O que os profetas vêem são fenômenos espirituais que tomam a forma de "vestuário".. o verso afirma: 'Eu Sou HaShem. Todo esse tecido composto é visível para os profetas ou as almas. diz o Santo " (Isaías 40: 5)..de todo o ciclo. Ele mostrou-o sob a forma de "Chariot". No entanto. Isso é claro à luz do que explicamos acima. pois você não viu nenhuma imagem no dia em que HaShem seu Deus lhe falou em Horeb do fogo" (Deuteronômio 5:15). então. No entanto. No entanto. eu deveria ser igual". ele vê claramente que a imagem em sua visão é uma semelhança dependente do observador e não um aspecto integral da essência do que é observado. como encontramos em escritos cabalísticos sobre os vários mundos e Partzufim etc. como diz: "A quem. os Sefirot e Partzufim podem aparecer em muitas formas e inter-relações diferentes. leis e caminhos necessários e suficientes para produzir tudo o que deve surgir no mundo. diz explicitamente: "E através do ministério dos profetas usei similitudes". e assim por diante. Podemos concluir que os ensinamentos Kabbalisitic não são apenas metafóricos. ascendente. Assim. e até mesmo essa "visão" não é como a visão física. você me compara.

agora explicaremos como essas imagens podem mudar de uma para outra. Tendo explicado como as Sefirot aparecem como semelhanças ou imagens. uma vez que essa semelhança não é intrínseca ao Sefirot. Em sua essência. mas não é parte integrante dos próprios Sefirot. A proposição consiste em três partes... Os atributos e os poderes se tornam conhecidos de acordo com a ordem verdadeira e adequada em que estão dispostos e funcionam. Eles estão organizados em sua ordem necessária. Pois. Parte 1. O Sefirot pode aparecer em semelhanças que podem até ser mutuamente contraditórias. obviamente seria impossível atribuir dois opostos contraditórios a um e ao mesmo assunto. Este conjunto de poderes "se estende" e "se espalha" no sentido de que eles são revelados de várias maneiras.2)... enquanto as semelhanças estão de acordo com a capacidade da alma de receber. Parte 2: Cada imagem vista. Como explicado anteriormente.. tudo é um plano profundo. Isso é chamado de "uma ampla gama de poderes". de acordo com regras específicas e fixas. Cada semelhança vista na visão profética fornece conhecimento sobre um poder e um atributo. as várias cadeias de causa e efeito e os estados de consciência expandida discutidos na Cabala estão ligados à influência mútua dos vários poderes e leis umas sobre as outras. a Mente Suprema criou um tecido do qual emergem todos os diferentes fenômenos que vemos revelados no mundo. um tecido composto de tantos poderes ordenados de tal forma que cada um exerce influência somente em seu próprio tempo designado e em sua própria maneira específica. mas foi escolhida por Deus. "na mão dos profetas" é que a imagem (a "semelhança") É formado na mente dos profetas. Isso foi para que eles não deveriam cair no erro por causa do que viram na visão... No entanto. e a imagem é formada em sua mente de acordo. Abertura 8 O Sefirot pode aparecer em semelhanças opostas. todas essas vias foram calculadas de acordo com o objetivo geral de trazer toda a criação para a perfeição. no entanto.. no sentido de que o funcionamento de um deles resulta do funcionamento de outros. os Sefirot são apenas uma grande variedade de poderes.. Desta forma. uma após a outra. ou mesmo 21 . mesmo em simultâneo. Ambos são representações verdadeiras. e influenciados um pelo outro. não há dificuldade em que eles possam aparecer em semelhanças diferentes e contraditórias. O Sefirot pode aparecer em semelhanças que podem até ser mutuamente contraditórias. Isso explica como as imagens mudam. Assim. exatamente da mesma forma que as imagens em um sonho podem mudar em um único momento. Isso indica que a razão pela qual vemos estados em que um poder está vestido e vestido em outro é porque esses poderes são verdadeiramente interdependentes na forma como eles governam e funcionam. Como afirmado no versículo: "E na mão dos profetas eu usei semelhanças" (Oséias 12:11 ): O significado da frase. Parte 3: Os atributos e poderes. mas que uma única ordem geral abrangente está subjacente à revelação de cada um dos diferentes poderes.. Isso explica a utilidade dessas mudanças. separadas e não relacionadas. . Eles são interdependentes em suas várias leis.. Parte 1: O Sefirot pode aparecer. mas que eles deveriam entender a verdade subjacente do que eles viram da maneira correta. Isso explica a diferença entre as imagens e o que elas representam. Se as semelhanças através das quais os Sefirot aparecem fossem intrínsecas aos próprios Sefirot. conforme necessário De acordo com a perfeição de todo o plano ordenado... Cada um vê em sua própria percepção e realização. regra e controle). os cabalistas disseram que "a mão dos profetas" refere-se ao atributo de Malchut (realeza. Isso indica que a ordem não consiste em partes dispersas. pois tudo foi Calculado de forma a levar ao objetivo final.. Em outras palavras. como explicamos. que inclui o poder de formar imagens.

consequentemente. até a metade inferior do círculo da Atik). Isso nos permite resolver um problema decorrente de várias passagens nos escritos da ARI que parecem contradizer-se. Quando se olha para a totalidade de todos os mundos com a linha (Kav) dentro deles.. "os seres vivos estavam correndo e retornando " (Ezequiel 1:14). mas quando ele olha para entender isso. na visão de Ezequiel. os círculos aparecem um dentro do outro e a linha desce pelo meio. o Supremo Testamento quer que eles apareçam de uma maneira. mas sim. ela muda para outra coisa. ele ganha o conhecimento que o sonho lhe foi enviado para revelar. o que a pessoa vê no sonho não é senão o produto de sua imaginação e. Da mesma forma. o mundo de Asiyah está no meio e. A melhor maneira de entender isso é considerando o caso paralelo dos sonhos. Asiyah parece estar no meio. depois. Na semelhança circular. É perfeitamente possível que a visão profética contenha imagens contraditórias. é possível ver imagens contraditórias.simultaneamente.. A imagem é tal que o sonhador pensa que ele realmente está vendo os próprios objetos. É essa imagem que a pessoa que sonha vê em sua mente. a pessoa vê o que vê de uma maneira. a linha (Kav) deve passar pelo centro de Asiyah e continuar abaixo. No entanto. No caso de um sonho. Pois. até a metade inferior de Os círculos de Atik). Particularmente difícil é o uso de termos aparentemente contraditórios para descrever o estado dos mundos. as leis que se aplicariam aos objetos reais se fossem vistas pelo olho físico na vida de vigília não se aplicam às imagens vistas no Sonhe. e depois de uma maneira diferente.a imaginação. O sonhador pode sonhar que ele vê uma coisa certa. consequentemente. Esses problemas podem ser resolvidos se entendermos que são simplesmente as semelhanças e as imagens da visão profética. A pessoa pode ver uma coisa. Nesta visão. . Assim. Asiyah parece estar no final da linha (como se a linha não continuasse além do centro. Um dos problemas mais difíceis é a aparente contradição entre a representação dos mundos na forma de uma série de círculos concêntricos (Igulim) e sua representação em forma linear (Yosher). A faculdade de criação de imagem da pessoa cria uma imagem em sua mente consistindo em imagens de sonhos e símbolos correspondentes ao conhecimento revelado através do sonho. no caso da visão profética. seja verdade ou falso. quando se passa para examinar a linha. e através dela. Essas mudanças não ocorrem de tal forma que a pessoa realmente pode ver a transição de uma para outra na forma como o olho físico verá a transição se acontecesse na frente da pessoa. exatamente da mesma forma que as imagens em um sonho podem mudar em um único momento. uma imagem ou semelhança do objeto fabricado pela faculdade criadora de imagem da mente . em um momento. continuando até o fim (ou seja. Mas por várias razões. mas essa mesma coisa pode se transformar em outra coisa no mesmo sonho. não é o objeto real representado no sonho que se vê. isso é impossível (como discutido por todos os mestres cabalísticos). No entanto. Se 22 . ele a vê de uma maneira diferente. Você não pode objetar que não era assim por um momento. pois isso é simplesmente a maneira como a imaginação funciona. No sonho.

como será discutido em seu lugar (Abertura 110). como em um sonho . uma semelhança proporcionará conhecimento sobre um atributo e tudo dependendo dele e derivando dele no esquema geral do governo. ganhando conhecimento dos dois aspectos diferentes. Mesmo que visões diferentes possam não ser consistentes umas com as outras. na verdade. halbashah ).alguém tenta visualizar Asiyah na visão circular e linear simultaneamente. O mesmo princípio se aplica a todas as visões exaltadas da profecia. No entanto. muitas outras contradições aparentes nos escritos das IRA não são realmente contradições. abençoado seja o Seu Nome. quando duas visões diferentes de um mesmo assunto são vistas. tal como são. A alma alcança o conhecimento dos poderes e atributos de Deus de acordo com sua verdadeira essência e seu lugar no esquema de governo.. Os atributos e os poderes se tornam conhecidos de acordo com a ordem verdadeira e correta na qual eles são organizados e funcionam. Consequentemente.. a compreensão de todos os diferentes aspectos dos atributos de Deus e do governo de que eles precisam entender vem a eles através de suas visões. No entanto. o profeta alcança o conhecimento de um aspecto separado do poder geral que ele vê.. parece que estava abaixo ( Sotah 14a). Por exemplo. no sentido de estar no centro dos círculos. ou seja. e o profeta que vê a visão entende o seu significado. mas para aqueles acima... quando examinamos o Partzufim do ponto de vista de como um está vestido em outro ( ä. Outra semelhança proporcionará conhecimento sobre um atributo diferente e tudo o que depende e deriva disso. parece que estava acima. Este é o significado das palavras finais desta proposição: enquanto as semelhanças estão de acordo com a capacidade da alma de receber. ao examinar a cadeia causal ( ú. Pois só dessa maneira é possível que a alma alcance o conhecimento e não de outra maneira. A visão muda de acordo com o assunto.. ele vem a entender as coisas em. "abaixo" no sentido De estar no final da linha. mesmo ao mesmo tempo. o que o profeta vê aparece em ambos os sentidos. A diferença entre a visão vista pelo profeta e o significado da visão.. de modo a permitir que as almas atinjam o conhecimento de cada aspecto por sua vez. Parece que ambas as coisas são verdadeiras. Quando há muitos aspectos diferentes. e um atributo. Cada semelhança vista na visão profética proporciona conhecimento sobre um poder. isso não é importante. Esses assuntos são revelados através das visões dos profetas. a alma alcança esse conhecimento de uma forma que é adequada à sua capacidade de receber. mas apenas a forma em que aparecem quando vistas através do "espelho" de Malchut. parece estar acima e abaixo ao mesmo tempo .pois todos esses fenômenos são encontrados nos sonhos. ou seja. Um exemplo semelhante deste mundo seria o que os rabinos disseram sobre o lugar de enterro de Moisés: para aqueles que ficam abaixo. Pois. que seguem as leis estabelecidas que regem a visão profética."acima". Da mesma forma. mas mesmo essa forma não faz parte de sua essência intrínseca. Yesod de Atik parece terminar em Yesod de Arich Anpin. estabeleceu a lei que os profetas ou as almas só podem receber através desta visão. Eles podem assumir todos os tipos de formas diferentes e mudar literalmente de momento para momento.. a alma vê ambas as visões. Não é por nada que as imagens mudem. Abertura 9 A forma em que a Sefirot aparece é uma forma espiritual. O Emanador. é que a A visão está de acordo com o que a alma pode receber. a realidade subjacente compreendida por ela. Pelo contrário. De cada imagem. Yesod de Atik parece terminar no peito (Tiferet) de Arich Anpin. hishtalshelut ) através da qual os vários Partzufim estão relacionados. Pelo contrário. entende-se que ambos fornecem conhecimento sobre o assunto em questão. 23 . como no caso de um sonho. e de lá emergem forças de Bondade e Gravidade.

e muito menos a Suprema Glória. 24 . A visão de que estamos falando é a visão da alma. mas é assim que podemos entender. a forma vista não é como uma forma física. os sujeitos da visão profética não aparecem necessariamente da mesma maneira que os objetos físicos correspondentes apareceriam no olho do corpo. apenas uma voz" ( ibid. os sujeitos da visão profética não aparecem necessariamente da mesma maneira que os objetos físicos correspondentes apareceriam no olho físico. agora explicaremos como mesmo esta visão não é de forma física. não é possível que a forma física de um leão ou um boi ou um homem ou um círculo ou uma linha reta apareça no reino superior.. a alma pode ter uma percepção da providência geral geral de Deus . O que é visto pela alma é uma luz brilhante que é entendida como um círculo (Igul) se o que é visto é "circular".. mas foi propositadamente escolhida. ou como uma linha reta (Yosher) se o que é visto na visão é "direto". O que a alma vê são os poderes do reino espiritual dispostos em uma certa ordem que se expressa na forma em que a alma os vê. veríamos aquela imagem subtil mental ou espiritual ali. não precisa ser retratado além de formas apropriadas e relevantes para a visão da alma que a contempla.e "traduzir" essa percepção na forma de um "círculo". o que mostra esses poderes dessa maneira. a forma que aparece não é como uma forma física. Isso é chamado de visão da alma. O mesmo se aplica a todas as outras formas ou imagens vistas pela alma: não é que a própria forma física seja vista. Se alguém pudesse ver a alma do profeta. As formas nas quais os Sefirot aparecem não são como formas físicas. após o que seu intelecto forma uma imagem ou imagem mental dela.. Se você diz que o intelecto forma uma imagem mental de algo visto pela alma em alguma forma física [por exemplo. Consequentemente.pois a glória de Deus não pode ser vista pelo olho físico. Isso é chamado de visão da alma. Pois mesmo a alma não tem nenhuma forma física. não é assim. Mesmo essa forma sutil não é intrínseca ao Sefirot.] Assim. a alma do profeta obtém uma visão da verdadeira essência espiritual do que ele "vê". Assim: o que é visto é algo que é entendido como se alguém pudesse ver essa forma no mundo inferior. as Sefirot são vistas Como luzes dispostas em uma ordem espiritual que é entendida como tendo a forma de círculos (Igulim) ou como tendo uma forma linear e vertical (Yosher). mesmo assim. ou como uma linha reta (Yosher) se o que é visto na visão é "direto". A alma não vê o que vê como formas físicas externas. . mesmo assim. O que se vê é algo que é entendido como se alguém visse essa forma no mundo inferior. Pois é certamente impossível que a Suprema Glória possa aparecer mesmo simbolicamente sob qualquer forma física ou semelhança.. cuja visão não é como a visão do corpo..4:12). cuja visão não é como a visão do corpo. mas apenas da maneira como eles aparecem através de Malchut. Assim. Em vez disso. O que é visto pela alma é uma luz brilhante que é entendida como um círculo (Igul) se o que é visto é "circular". Parte 2: Mesmo a forma espiritual que se vê. Tendo explicado as formas em que os Sefirot aparecem. Em outras palavras. A visão da própria alma não é como a visão dos olhos físicos .ao contrário de Sua providência individual sobre os detalhes da criação . O Sefirot pode "atravessar" ou "subir" ou "descer" de várias maneiras. Mesmo a forma espiritual que se vê não é da essência intrínseca dos próprios Sefirot. [Por exemplo.. Parte 1: Embora os Sefirot aparecem como formas e semelhanças. Consequentemente. um círculo real]. O mesmo se aplica a todas as outras formas ou imagens vistas pela alma: não é que a forma física real seja vista. Embora o Sefirot apareça sob a forma de semelhanças. e a alma vê as coisas como elas realmente são. e não uma forma física externa. Portanto. a própria alma entende o que vê. Assim está escrito: "Mas você não viu nenhuma forma. que significa compreensão e não visão no sentido físico. Não que esta seja a forma real que leva. A proposição tem duas partes: Parte 1: Embora a Sefirot. Isto é o que Moisés disse aos Filhos de Israel: "Porque você não viu nenhuma forma" (Deuteronômio 4:15).

Aqui. Há tantas criaturas quanto as partes do sistema de governo. Tudo o que é conhecido do Sefirot é apenas porque é permitido vê-los dessa maneira. pode aparecer através de tais formas. Mas a Suprema Glória não possui intrinsecamente nenhum desses dois tipos de formas. Assim.através de cadeias de causa e efeito. a palavra "isto" alude ao atributo de Malchut. O atributo de Malchut é a raiz de todos os reinos inferiores e a fonte de toda a sua existência. porque tudo desce gradualmente. "prata" e assim por diante. A forma em que são vistos é. Abertura 10 Como o Emanator opera através da Sefirot . no nível de Malchut.. o que mostra esses poderes dessa maneira. a forma material surge depois. que é fina e sutil. Porque os reinos e os seres criados são de dois tipos: físicos e espirituais. uma "boca". "água". sua estrutura e suas qualidades e atributos. que é grosseira. deve haver uma luz que tenha o poder de traduzir e expressar o sistema de governo através de imagens dessa maneira. A Vontade Suprema queria que não só essa fosse a ordem que governava os reinos inferiores . Como a essência da piedade não pode ser conhecida. porque os Sefirot são piedade pura. e ao vestir um poder em outro. embora não em uma forma física. Mesmo o que se vê não são os próprios poderes divinos propriamente ditos. Mas. mas também que a ordem do governo poderia ser vista nos próprios reinos mais baixos. Esses poderes constituem a ordem através da qual a criação é governada.. fazendo com que diferentes poderes aparecem na forma de uma "orelha". que ele entende e me conhece" (Jeremias 9:23). e é através do atributo de Malchut que as leis do governo de Deus são vistas nas formas dos corpos das criaturas dos reinos inferiores. Os reinos criados e seus habitantes foram concebidos de forma a mostrar e ilustrar o sistema de governo de Deus na própria forma que eles tomam. A forma espiritual está inscrita no atributo de Malchut e a partir daí. Deve haver algo entre os canais que as leis do governo de tal forma que sejam visíveis e manifestados nos próprios reinos criados. mas apenas a forma pela qual eles são autorizados a ser vistos. ". nível por nível. Malchut é chamado "a semelhança de Deus" porque este é o atributo que produz as formas ou semelhanças espirituais em que as Sefirot aparecem. zot ]. na medida em que as luzes sublimes são as raízes das formas encontradas nos reinos inferiores e. exceto no modo como essas luzes se relacionam em reinos inferiores. Tudo isso ocorre através do atributo de Malchut. seres humanos. a forma é espiritual. 25 . Isso é óbvio. Parte 2: Mesmo a forma espiritual que se vê não é da essência intrínseca dos próprios Sefirot. uma "Maçã".lhe as glórias desta glória neste [hebraico. Assim. como será discutido mais adiante. pois somente dessa maneira é possível atingir qualquer percepção. também é impossível conhecer a essência do Sefirot. não porque eles sejam assim intrinsecamente. Como estes aparecem em profecia. percebemos a Sefirot apenas através da lente de Malchut.sendo eles governados -. apenas a maneira como eles aparecem através de Malchut. e cada um tem suas próprias formas. cada um dos poderes individuais que constituem o sistema geral de governo produz uma criatura que emerge dele e que fornece um conhecimento visual desse poder em sua forma. Ele "aparece" ou é "visto" da mesma maneira que os pensamentos "aparecem" ou são "vistos" na mente. ú. Para quem quisesse conhecer esses poderes em sua essência intrínseca teria que conhecer a piedade na sua essência intrínseca. Esta forma espiritual não é sua essência intrínseca. De acordo com isso. O que é conhecido deles é essa forma espiritual.. Certamente. se relacionam com elas. mas em uma forma espiritual. nós. ao qual a alusão é feita no versículo: "E ele vê a semelhança de Deus" (Números 12: 8). Os seres humanos não têm o poder de apreender as luzes sublimes. que mostra as luzes supernais e seu modo de governo através da imagem. No entanto. assim..

na criação e no governo dos mundos. os Sefirot são os pensamentos que estão subjacentes a essas obras. quando falamos de luzes. A proposta tem duas partes. queria agir em sua omnipotência. agora entraremos em mais detalhes. abençoado fosse ele. . que veio depois. Parte 1: As obras do Emanador.. pouco a pouco. Podemos falar em tais termos porque o Emanador. aparecendo sob a forma de luzes vestidas dentro de luzes. Ele escolheu agir dessa maneira porque é assim que o homem pode ganhar um mínimo de compreensão dos caminhos de Deus e de Suas obras. enquanto os reinos e seres criados e a forma como eles são governados são as obras decorrentes desses pensamentos.mas a verdade é que o poder manifesto age apenas de acordo com o poder escondido dentro dele. Tendo explicado o assunto das formas e semelhanças em que os Sefirot aparecem em termos gerais. ou de Abba e Imma sendo "coroada" ou "abrangida" por Mazal. o que foi o primeiro. são interdependentes: assim. semelhante à forma como uma pessoa pensa seus pensamentos pouco a pouco e os realiza pouco a pouco. Os Sefirot dos quais falamos são partes da ordem interligada em que a Vontade Suprema organizou Sua atividade criativa. Isso é semelhante ao homem. a faculdade de fala do homem depende da sua capacidade de pensar. As coisas emergem como consequências umas das outras. os vários poderes da alma do indivíduo também são organizados como um sistema no qual um está ligado a outro. Portanto. ou como luzes que emergem de outras luzes. Isso explica como essa interligação aparece na visão profética. abençoado seja o Seu Nome. como afirmado em Bris Menuchah (um texto cabalístico do século 15 do rabino Abraham de Grenada). as Sefirot não devem ser identificadas com as obras do Emanador. Por exemplo. tudo o que ele precisa e todos os quais são interdependentes. Não que Ele mesmo tenha necessidade disso. Ao vê-los.. que Ele provoca através da Sefirot de acordo com a lei que ele queria para eles. são interdependentes. As obras do Emanador. Quando Deus age através da Sefirot. Quando Ele escolheu agir através do Sefirot. Hishtalshelut ) mencionado em escritos cabalísticos. Parte 2: Portanto. e instituiu que um poder deveria depender de outro. .. abençoado seja o Seu Nome... Em vez disso. Sua atuação. não está de acordo com Sua onipotência intrínseca. Nós falamos de Zeir e Nukva sendo "governados" pela Imma. Ele escolheu agir pouco a pouco e pensar em cada coisa por si só. pelo qual Ele pode fazer tudo em um comando sem que as coisas sejam diferenciadas.. a alma gera uma compreensão desses fenômenos no plano espiritual. Da mesma forma.. Em outras palavras. Teria sido completamente impossível falar em tais termos se Eyn Sof. é como uma pessoa que sabe ler uma palavra completa de uma só vez. a memória é um produto do pensamento e a capacidade de reconhecer semelhanças. pois quem não pensa não fala.. mas escolhe ler cada letra individualmente da maneira que as crianças fazem. As coisas surgem como consequências umas das outras: refere-se ao conceito de cadeia de desenvolvimento ( ú. quis ordenar os seus poderes desta maneira. é possível para nós entender o número de poderes envolvidos em cada ato individual.. Uma coisa está escondida dentro de outro. Quando chegamos aos detalhes de como Deus governa o mundo com 26 . abençoado seja o Seu Nome. Ele organizou seus poderes em um sistema ordenado. como ele atuou e assim por diante. assim como adquirimos o conhecimento dos fenômenos físicos através da visão do olho do corpo. Todas essas formas e semelhanças são o que a alma vê ao olhar para o Sefirot. podemos distinguir quais são as raízes e quais são ramos. no sentido de que um poder pode estar agindo de forma oculta enquanto exteriormente parece que um poder diferente está agindo . Todos os diferentes poderes da alma são igualmente interdependentes.. Assim. Claramente. os Sefirot são vistos tomando todas essas formas e semelhanças. os Sefirot são vistos. O que Ele provoca através da Sefirot de acordo com a lei que Ele queria para eles. Isso discute a interligação das luzes que governam a criação. abençoado seja o Seu Nome. Parte 1: As obras do Emanador. Sendo assim. que é composto por muitas partes diferentes.

A alma e o olho físico possuem a sua própria faculdade característica de visão. É através da Maljut que todos são feitos na forma em que são feitos. o ódio. o amor. porque ele coloca um rosto externo de raiva. como será discutido mais adiante.a Presença Habitável de Deus . os sábios cabalistas disseram que é impossível subir ou receber. Este fenômeno é perfeitamente evidente à medida que se manifesta na alma do homem. o amor é o poder ativo.bondade. 27 . vestida uma na outra. há o círculo que o olho físico vê. falamos em termos da alma "vendo" exatamente como o olho vê. no sentido de que um poder pode estar agindo de forma oculta enquanto exteriormente parece que um poder diferente está agindo. Às vezes o que está dentro e o que aparece na superfície não são opostos. Em outras palavras. Ao vê-los. Mesmo as próprias formas das próprias imagens fornecem conhecimento da sabedoria com a qual os mundos são governados. portanto. Isso ocorre porque esses mesmos fenômenos nos reinos superiores são a raiz dos fenômenos correspondentes nos mundos inferiores e. Halbashah) discutido na Cabala.. teremos uma compreensão mais clara de como as coisas estão unidas em uma cadeia de desenvolvimento. e isso tudo o que é revelado para quem o vê. Consequentemente.precisa governar por causa do assunto [representado em uma determinada imagem] e trazê-la para o nível dos reinos inferiores. as formas e semelhanças em que o profeta vê o Sefirot - interdependente. . ou como luzes que emergem de outras luzes. e somente através da lente de Malchut podemos entender o que está acima e o que está abaixo. a alma gera uma compreensão desses fenômenos no plano espiritual.. De e através de Malchut. Aqui temos os dois conceitos que mencionei acima: "vestuário" e "cadeia de desenvolvimento". os próprios Sefirot. Isso se refere ao conceito de "roupa" (ä.aparecem no plano espiritual em Um caminho semelhante ao modo como os fenômenos correspondentes aparecem no domínio físico. mas a verdade é que o poder manifesto age somente de acordo com o poder escondido dentro dele.. Um exemplo desta interconectividade pode ser encontrado nos vários traços da psique humana. em que um poder depende de outro (na forma como Abba e Imma são "coroados" ou "abrangidos" por Mazal). aparecendo sob a forma de luzes vestidas dentro de luzes. e há o círculo "visto". e assim por diante . Pois através deles.. ele age externamente de uma maneira diferente. Assim como todos esses traços da psique estão interligados.. exceto através de Malchut. A capacidade das Sefirot para serem representadas nas imagens e semelhanças da profecia deriva do Sefirah de Malchut. sendo estes os poderes e atributos reais do governo de Deus [isto é. também falamos de interconexões semelhantes entre o Partufim. portanto. emergindo um do outro. pois o pai faz o que ele faz apenas porque ama seu filho. nossos olhos vêem apenas a raiva ou o ódio da superfície do pai. podemos saber como a Shechinah ..] Abertura 11 As imagens da profecia derivam de Malchut. como a misericórdia. assim como adquirimos o conhecimento dos fenômenos físicos através da visão do olho do corpo. Por exemplo. julgamento e compaixão.. que é a raiz dos reinos inferiores. é possível obter conhecimento dos níveis acima. e. [Por exemplo. Todas essas formas e semelhanças são o que a alma vê ao olhar para o Sefirot.. No entanto. O significado disto deve ser claro à luz do que dissemos acima. são automaticamente relacionados a eles. o desejo e outros. Existem muitos exemplos semelhantes. é mais compreensível depois de entendermos os outros dois. Parte 2: Portanto. quando um pai castiga seu filho. O que está escondido pode ser um pensamento profundo que o dono não quer revelar. enquanto o amor é o poder ativo no plano oculto. a raiva. Um terceiro tipo de inter-relação. Consequentemente. Uma coisa está escondida em outro. as Sefirot são vistas tomando todas essas formas e semelhanças. "concebido" ou entendido pela mente. .

É através da Maljut que todos são feitos na forma em que são feitos... fornecem conhecimento da sabedoria com a qual os mundos são governados. os poderes de sustentação (o Sefirot superior) são simples. Através da compreensão das imagens da profecia em geral . qual é a raiz dos reinos inferiores. E por esta razão. desfocado. Assim... .. Por exemplo. e esse poder único influencia todos os outros Sefirot. Isso explica o benefício que ganhamos com eles.. Malchut também atua como uma "lente" ou "espelho" que mostra a outra Sefirot sob a forma de imagens ou semelhanças. como é representado nessas imagens. Para cada Sefirah tem seu próprio poder particular e exclusivo.. E é por isso que o leão terrestre. os sábios cabalistas disseram que é impossível subir ou receber.. Parte 2: Mesmo as próprias imagens e semelhanças. Malchut é como uma lente ou espelho. No entanto. como resultado das qualidades únicas inerentes ao Malchut. quando eles desciam para enviar sustento espiritual aos mundos inferiores. é feito desta forma..como a forma das criaturas nos mundos inferiores está ligada a Malchut e suas qualidades únicas ..em oposição às imagens através das quais esses poderes e atributos aparecem quando vistos na lente De Malchut]. porque todas podem ser apreendidas apenas através da Malchut. Por seu próprio nível intrínseco acima. A proposição consiste em duas partes: Parte 1: A capacidade das Sefirot. O poder de Malchut para descrever as coisas através de imagens está no meio. na qual a forma em que os objetos que se mantêm antes de aparecer depende da sua própria habilidade intrínseca e qualidade como uma lente ou espelho [polido. o próprio Malkut aparece na visão profética como a categoria geral de uma semelhança ou imagem. Isso é feito "traduzindo" a luz simples do Sefirot 28 . Depois. Isso indica que é impossível obter qualquer percepção dos reinos mais altos exceto desta maneira. entre o fluxo de sustento espiritual do Sefirot superior e o recebimento desse sustento pelos mundos inferiores.. e trazê-lo para o nível dos reinos inferiores.] Consequentemente. quando você vê as luzes (ou seja. agora explicaremos o benefício que elas fornecem. o início da forma e semelhança é encontrado no nível de Malchut. Se você entender o que é um leão ao contemplar a forma de um leão no mundo inferior. a Shechinah deve forjar um vínculo de conexão entre os dois.. exceto através de Malchut. podemos saber como a Shechinah (Presença Indígena de Deus) precisa governar por causa do assunto [representado em uma determinada imagem]. etc. A capacidade de representar a outra Sefirot através das imagens e semelhanças da profecia é o poder único de Malchut.. Não basta entender o atributo revelado e representado por uma determinada imagem profética.. Isso significa que somente através de Malchut podem ser revelados e vistos.. por meio deles.. você entenderá então como qualquer luz particular deve ser atraída para os mundos inferiores precisamente sob este aspecto. . Parte 1: A capacidade das Sefirot para serem representadas nas imagens e semelhanças da profecia deriva da Sefirah de Malchut. o Sefirot superior). Isso explica onde as imagens da profecia estão enraizadas. a imagem profética do leão representa Chessed ou Abba. e essa é a razão pela qual todos eles aparecem da maneira que eles fazem na visão profética. Também é necessário entender por que é que o atributo em questão deve ser representado por esta imagem em particular. que contém a própria raiz da forma e semelhança. e é necessário entender as várias maneiras pelas quais ele está conectado e como eles estão enraizados nela. Parte 2: Mesmo as próprias formas das próprias imagens. Após nossa discussão de semelhanças e imagens proféticas. . então você entenderá por que Chessed deve ser canalizado pela Presença Habitante nos mundos inferiores precisamente dessa maneira. Pois Malchut é a raiz dos reinos inferiores. .podemos saber como os níveis e poderes de Malchut são unidos para produzir isso. que emerge de Malchut. claro ou não polido.

sendo estes os poderes e atributos reais do governo de Deus [em oposição às imagens através das quais esses poderes e atributos aparecem quando vistos através da lente de Malchut]. e assim também. Mas o Santo. não é louvável. abençoado seja ele. Isso é bastante óbvio. Isso significa que você não deve pensar ... Todas as várias criaturas diferentes e as leis através das quais são governadas são necessárias para o cumprimento de seu plano. Todo o governo do universo em todos os seus ciclos até a sua conclusão. Abertura 12 Tudo o que existe e a forma como tudo é governado é toda uma ordem organizada na semelhança subjacente de Adão. A totalidade de tudo o que existe.. Adam Kadmon. a totalidade de tudo o que existe. o Totalidade de tudo o que existe.porque você vê tantas criaturas de tantos tipos diferentes. é possível obter conhecimento dos níveis acima. O que ele sabia. ou entre diferentes exemplos de trabalho da pessoa em várias esferas. está ligada a essa semelhança perfeita subjacente. Considere o caso de uma pessoa que possui uma variedade de habilidades diferentes.. com um único objetivo: conceder o bem ao máximo Grau de perfeição. incluindo sua substância. De e através de Malchut.superior em uma forma em que pode ser recebida nos mundos inferiores através de várias "contrações". ele faria mais. Isso nos diz que todo o governo do universo e tudo o que existe constitui uma única ordem. porque as visões proféticas derivam de Malchut. que é a totalidade de tudo. Devemos dizer que ele criou tantas criaturas como o número de grandes habilidades que ele possui. Parte 1: Todo o governo do universo em todos os seus ciclos até a sua conclusão. sua forma e qualidades. Podemos dizer que a razão pela qual ele faz todas essas coisas diferentes é porque é isso que ele sabe.. Segue-se que o Emanador.. Isso inclui todas as luzes acima (o Sefirot) e todos os reinos e seres criados abaixo (os mundos e seus habitantes). criou tantas criaturas. Adam Kadmon ("Primordial Adam") abrange tudo. abençoado seja o Seu Nome. Para uma mera multiplicidade aleatória que não possui qualquer ordem ou unidade de propósito nas suas partes constituintes. é a totalidade desse pedido formado dessa semelhança. Isso nos diz que toda a ordem toma a forma da semelhança arquetípica de Adão.. é uma única ordem. e também..que nem todas entram sob um único sistema. esta que atende uma função. Subjacente a toda a ordem é a semelhança arquetípica de Adão ( ú í. Parte 2: Subjacente a toda a ordem é a semelhança arquetípica de Adão. Ele pode saber como fazer trabalhos em metal e pintar e como fazer música. ele fez. é toda uma única ordem instituída pelo Emanador. Não somos obrigados a encontrar nenhuma conexão entre um campo de especialização e outro. e se ele soubesse mais. Consequentemente. e a luz pode então seguir dessa maneira para o seu lugar nos mundos inferiores. como ramificações emergentes de uma única raiz... Isso significa tudo o que aconteceu e tudo o que está destinado a acontecer no futuro até o fim do universo. pintar e fazer música. incluindo todas as várias criaturas e a ordem pela qual tudo é governado. exatamente como estão no homem. e através de Malchut é possível entender os poderes com que Deus governa o mundo e suas regras de operação.. abençoado seja o Seu Nome. A proposição tem duas partes: Parte 1: Todo o governo do universo. e quem faz todas as coisas que ele faz porque possui a experiência necessária? A objeção imediata pode ser levantada: "Você já esgotou todos os elogios de seu Mestre?" (Brachot 33b) Ele possui nenhum outro 29 . aquela que serve uma função diferente . D'Adam ) com sua soma completa de membros. trouxe para ser uma existência única: a Ordem da semelhança de Adão. como o homem que sabe fazer trabalho em metal. Todos estão ligados em um único sistema..

Esta única ordem foi.. Consequentemente.. Há um único motivo para tudo: tudo é parte de uma única ordem que é constituída por muitos detalhes . e como discutido mais adiante. quando examinamos suas particularidades. Vemos que essa semelhança inclui e engloba todos os poderes da santidade. É uma ordem completa com o objetivo de conferir a perfeita bondade. instituída pelo Emanador.. é a totalidade dessa ordem formada nesta semelhança. Qualquer coisa que desejemos entender em relação a qualquer dos seres existentes que vemos. Assim como cada Partzuf individual divide em 613 luzes.conhecimento. Tudo o que acontece no mundo é parte do governo geral. Devemos entender que todas essas diferentes partes da criação são necessárias para que ela seja completa. exatamente como estão no homem. Todas as criaturas são necessárias. com sua soma completa de membros. Assim.. Como explicamos anteriormente: as próprias criaturas próprias contêm dentro delas alusões a diferentes aspectos do sistema geral de governo. Todas as várias criaturas diferentes e as leis através das quais são governadas são necessárias para o cumprimento de seu plano. embora cada um dos diferentes mundos seja considerado um mundo em si mesmo. Há tantos ramos quanto criaturas. O significado disto deve ser claro à luz do que dissemos acima.. Todos os mundos acima e abaixo são considerados apenas partes disso. que é a totalidade de tudo. 30 . com um único objetivo: conceder o bem ao máximo grau de perfeição. sendo estes seus 613 membros e canais de interconexão. mas sim uma existência única. dizemos que toda essa existência toma a forma de um único homem ou de Adão. era necessário ter precisamente esse número de criaturas diferentes.. abençoado seja o Seu Nome. depois Nossa semelhança" (Gênesis 1:26). Parte 2: Subjacente a toda a ordem é a semelhança arquetípica de Adão (ú í. . D'Adam).. Pois. para alcançar o objetivo pretendido pela Mente Suprema. Adam Kadmon. Assim: Todos estão ligados em um único sistema.estes são seus vários ramos. todos os quais constituem Uma semelhança geral única. como será explicado oportunamente com a ajuda do céu. Todas as diferentes criaturas e tudo o que acontece com elas deixa evidente que tudo faz parte de um único sistema de governo e de um único fim cujo propósito é a doação de um bem perfeito. Você não pode perguntar: "Por que não existe mais?" Pois. Veremos claramente abaixo (abertura 31) que a totalidade de tudo o que existe é chamado Adam Kadmon ("Adam Primordial"). todos eles são apenas membros dessa semelhança geral. como ramificações emergentes da raiz. para cada uma delas aponta para um aspecto particular do sistema geral de governo. Da semelhança arquetípica de Adão está escrito: "Façamos Adão à nossa imagem. encontramos todos os detalhes diferentes que vemos agora. Tudo em sua totalidade é esse Adam Kadmon. Segue-se que o Emanador. a fim de atingir o objetivo de conferir bondade ao melhor grau de perfeição. assim também a totalidade da existência é composta de 613 membros e canais. exceto o exibido pelo trabalho que vemos? Por que ele fez tantos e não mais? Por que ele não fez apenas fazer uma coisa? Devemos entender que não é assim: as várias coisas diferentes que vemos no mundo não são itens totalmente separados e desconectados criados para todos os tipos de razões diferentes. As interconexões e inter-relações entre os diferentes mundos são as interconexões e inter-relações entre os membros constituintes desta única ordem. e são construídas de acordo em todas as suas leis e detalhes. portanto. "The Ten Sefirot de Adam Kadmon encheu todo o vazio".. Isso define o propósito de tudo. trouxe para ser uma existência única: a grandeza da Sabedoria Suprema reside no fato de que Ele não criou uma multiplicidade de coisas diferentes sem direção comum. Esta única existência tão grande em todos os aspectos que. essa existência única é chamada: a Ordem da semelhança de Adão. entenderemos em relação a essa Ordem subjacente da semelhança de Adão. E. e que todas essas partes que existem agora constituem os membros deste Adão. abençoado seja o Seu Nome.

A totalidade de tudo o que existe, incluindo todas as várias criaturas e a ordem
pela qual tudo é governado, está ligada a essa semelhança perfeita subjacente. Como
explicado anteriormente, a perfeição da ordem que Ele trouxe para exigir todas essas
diferentes criaturas e a ordem através da qual elas são governadas.

Abertura 13
As formas espirituais subjacentes. A forma circular e reta ou reta: providência geral
e individual.
As formas espirituais subjacentes vistas na profecia mostram as coisas de
acordo com a natureza de cada forma particular, como ela realmente aparece no mundo
inferior. Assim, o círculo (Igul) indica um modo de governo abrangente sem
diferenciação em termos de Bondade, Juízo e Misericórdia, mas sim, como uma
providência geral, geral, que reflete a qualidade distintiva do Sefirah particular visto
nesta forma. Isso é do ponto de vista do desenvolvimento causal (Hishtalshelut). Por
outro lado, a forma direta ou reta (Yosher) indica que o governo detalhado varia de
acordo com os requisitos de Bondade, Julgamento e Mercê - direita, esquerda e central.
A mesma abordagem aplica-se a todas as outras formas vistas na visão profética.
Tendo explicado termos gerais como o Chariot aparece na visão profética, agora
vamos começar a discutir alguns dos detalhes mais básicos que precisam ser entendidos. Em
primeiro lugar, é a forma geral em que a Sefirot aparece, circular ou vertical.
A proposição tem duas partes: Parte 1: As formas espirituais... Isso discute
geralmente como as formas vistas na visão profética devem ser compreendidas. Parte 2:
Assim, o círculo... Isso explica os esquemas lineares e verticais em que aparecem os Sefirot.
Parte 1: As formas espirituais vistas na profecia mostram coisas... Nós já
sabemos que a forma ou imagem espiritual ( ä, temunah ) de que estamos falando não é senão
uma luz ( ä, ele ' Arah ) brilhando de Malchut, que brilha desta maneira particular porque
Malchut é a raiz dos reinos criados, "separados" em que esta forma ou imagem é realmente
encontrada. Segue-se que a visão profética deve ser interpretada em conformidade: a imagem
profética deve ser entendida de acordo com a forma como a forma correspondente aparece no
mundo material. Referimo-nos à forma vista na visão profética como a forma subjacente ( ã ä,
sod hatemunah ). Isso ocorre porque, na visão profética, o que se vê não é a forma física, tal
como existe no mundo material, mas sim a raiz espiritual desta forma, e assim a chamamos de
forma subjacente. A maneira como o sujeito da profecia deve ser entendida está de acordo
com a natureza de cada uma das formas particulares, como realmente aparece no
mundo inferior. Isso agora deve ser bastante claro.
Parte 2: Assim, o círculo ( Igul ) indica um governo abrangente sem
diferenciação em termos de Bondade, Julgamento e Misericórdia... Este é um ponto geral
que se aplica a todos os Sefirot. Todos podem aparecer em forma circular e direta ou vertical.
Isso ocorre porque, como uma ordem hierárquica consistindo em diferentes níveis, a Sefirot
pode ser vista em termos da cadeia causal através da qual se desenvolve a partir de outra, ou
em termos da forma como eles realmente governam.
Em termos da forma como o Ten Sefirot se manifesta nível por nível, cada Sefirah
sucessivo é causado e se desenvolve a partir daquele acima. Neste aspecto, não é relevante
que um Sefirah se incline para a Bondade, enquanto outro se inclina para o Juízo Final. Pois,
embora em termos de governo, Bondade e Julgamento atuem em parceria, do ponto de vista
do seu desenvolvimento, o Juízo emerge da Bondade. Do ponto de vista do desenvolvimento,
cada Sefirah sucessivo é inferior ao acima, e o Sefirah de Gevurah, "Força", se desenvolve a
partir de Chessed, "Bondade". Assim, os sábios disseram: "As águas conceberam e deram à
luz a escuridão" ( Midrash RabbahÊxodo 15:22). Em outras palavras, a Bondade, simbolizada
pela água, produziu o Juízo, simbolizado pela escuridão. Deste ponto de vista, os dez sefirot
emergem como dez níveis, um abaixo do outro. Devido ao fato adicional de que cada Sefirah

31

superior carrega e carrega o Sefirah abaixo, podemos representá-los como um dentro do outro,
como as peles de uma cebola.
No entanto, em termos da forma como os mundos são governados ( ä, Hanhagah ),
Gevurah ascende e está de frente para Chessed, enquanto Tiferet, "Beauty", também sobe e
fica entre eles. Da mesma forma, Hod, "Splendor", levanta-se e se levanta contra Netzach,
"Victory", e assim por diante da mesma maneira. Assim, o governo dos mundos em detalhes é
ordenado com base nas três linhas de Bondade, Julgamento e Misericórdia.
Como a Suprema vontade queria mostrar esses diferentes aspectos por meio das
formas vistas na visão profética, instituiu essas duas formas: círculos e a forma reta ou reta.
Os círculos indicam a cadeia de desenvolvimento através da qual as Sefirot emergem uma da
outra, enquanto a representação vertical e linear indica a ordem governamental, na qual as
Sefirot estão dispostas ao longo das três linhas de Bondade, Julgamento e Misericórdia. As
questões relativas à interação entre causal e desenvolvimento entre os Sefirot devem ser
entendidas pelos círculos, enquanto as questões relativas ao governo devem ser entendidas
através da representação linear.
Do ponto de vista do desenvolvimento, não há diferença entre Bondade (direita) e
Judgment (esquerda), pois Gevurah (esquerda) emerge de Chessed (inclinado para a direita) e
está abaixo dele, assim como Netzach (direita- Inclinando-se) emerge de Tiferet (centro) e
está abaixo dele. O que isso significa é que, ao examinar o aspecto do desenvolvimento, não
levamos em consideração a ação particular de Sefirah em termos de sua própria qualidade
distintiva. Em vez disso, consideramos o nível deste Sefirah em termos de quão perto ou
longe da Fonte é. Deste ponto de vista, as qualidades distintivas deste nível particular não são
evidentes em detalhes, mas apenas de maneira geral como parte da providência geral. Assim,
a forma subjacente do círculo é como uma esfera que é completamente redonda e não se
divide em partes, pois você não pode dizer que tem uma cabeça, parte superior ou início, ou
um fundo ou fim, ou um meio, direito ou esquerdo.
Quando um círculo é visto na visão do Chariot, a inferência imediata é que esta é
uma radiação de luz ( ä, he'arah ) que brilha de maneira geral e indiferenciada. Abrange todos
os reinos e seres criados e, portanto, assume a forma de uma esfera ou círculo abrangente, na
medida em que engloba e resplandece toda a existência contida nele sem qualquer
diferenciação. Assim, a Vontade Suprema mantém este mundo humilde existente através de
uma providência geral que não faz diferenciação entre uma espécie e outra ou entre um
indivíduo ou outro, mas que engloba todos os reinos e seres criados igualmente.
A forma do círculo apenas indica o modo como a luz vista desta forma abrange
geralmente sobre tudo o que existe dentro dela. Mas quais são os poderes particulares desse
nível? Este não é o lugar para que estes sejam revelados, mas em outros lugares, quando a luz
aparece em uma forma diferente, que a divide em seus diferentes lados corretamente. Assim, a
forma circular indica apenas uma providência geral - um modo abrangente de governo que
não se divide em lados ou aspectos diferentes em termos de bondade, julgamento e
misericórdia.
No entanto, mesmo na forma circular, há uma diferença entre as qualidades de cada
um dos diferentes círculos, pois este é chamado Chochmah, "Sabedoria", este Binah,
"Compreensão" e este Da'at, "Conhecimento", Etc. O que isso significa é que todas as Sefirot
exercem uma providência geral sobre tudo o que existe, e, portanto, tudo o que existe está sob
a providência de todos os dez igualmente. Esses dez tipos de providências são organizados
hierarquicamente, com a providência de Keter, a "Coroa", sendo a mais externa de todas e
abrangendo todas elas. A de Chochmah está dentro da de Keter, e assim por diante, da mesma
forma até o final. No entanto, quando examinamos o governo real dos mundos, os Sefirot não
agem igualmente dessa maneira, mas cada um de acordo com o que é apropriado dependendo
do tempo em questão e em resposta ao comportamento das pessoas. Assim, em termos do
governo dos mundos, qualquer um dos diferentes níveis de componentes pode ou não atuar

32

em qualquer momento, enquanto sua influência geral certamente continua quando
consideramos o aspecto circular ou de desenvolvimento.
... como uma providência geral, geral, que reflete a qualidade distintiva do
Sefirah particular visto nesta forma. Isso é do ponto de vista do desenvolvimento causal
(Hishtalshelut). Por outro lado, a forma direta ou reta ( Yosher ) indica que o governo
detalhado varia de acordo com os requisitos de Bondade, Julgamento e Mercê - direita,
esquerda e central. Em outras palavras, os diferentes "lados" - direita, esquerda e central -
indicam bondade, julgamento e misericórdia. Quando existem diferentes "lados", podemos
medir o grau de extensão de uma determinada força, avaliar o poder relativo e a qualidade de
diferentes forças, rastrear seus efeitos e fazer todas as outras distinções que são discutidas em
relação ao Partzufim. Cada Partzuf é um conjunto ereto de poderes dispostos ao longo das
linhas de Bondade, Julgamento e Misericórdia.
O samapproach aplica-se a todas as outras formas vistas na visão profética. Isso
agora deve ser claro, porque a informação derivada da visão profética depende da natureza
das formas vistas, seja luzes gerais ou específicas, quer se espalhem ou não se espalham. Por
exemplo: cada ponto é uma raiz da luz que fica acima, mas não se estende por baixo,
enquanto cada linha é uma luz que se espalha ou se estende. O mesmo se aplica a todas as
formas e semelhanças vistas na profecia: o que significam acima corresponde diretamente ao
que a forma física atual significa aqui abaixo.

Abertura 14
O governo está estruturado para produzir o homem que possui vontade livre - e tudo
está estabelecido em Keter
A estrutura existente da Sefirot - toda a estrutura dos diferentes níveis, o
propósito dos próprios níveis, o propósito de todas as suas partes, suas diversas
propriedades e todas as suas interconexões - é a Primeira Fundação do governo
instituída pelo Emanador, abençoada Seja o nome dele. Pois sabia que isso é o que é
necessário, não menos nem mais, para trazer um ciclo completo de governo para chegar
ao objetivo pretendido de Sua criação, que é a doação perfeita do bem.
Tendo explicado as formas e semelhanças em que os Sefirot aparecem na visão
profética, agora vamos discutir o que se relaciona com os Sefirot em si mesmos e seus vários
atributos.
A estrutura existente da Sefirot - toda a estrutura dos diferentes níveis...
A Mente Suprema ( ä ä, HaMachshavah HaElyonah, iluminou o Pensamento Maior)
calculou como fazer o homem de tal forma que ele teria inteligência e uma boa inclinação, e
também um mal Inclinação que ele pode controlar. A Mente Suprema calculou como dar ao
homem um método de serviço através do qual ele pode ganhar mérito, ou como puni-lo até
que ele fique apto e depois depois lhe dar uma recompensa eterna. Cada um desses assuntos
envolve muitos detalhes. O que devemos entender é que a Mente Suprema calculou
exatamente quantos níveis eram necessários para atingir esse objeto, e Ele fez esse número
preciso de níveis, não um mais e nem um menos.
Isso pode ser comparado ao caso de uma pessoa que quer produzir algo que requer
fogo, mas não um fogo muito feroz. A pessoa deve colocar a quantidade exata de madeira que
permitirá que o fogo arder com um calor não superior ao moderado. Se ele adiciona um
pedaço extra de madeira, o fogo queimará muito fortemente, mas se ele põe uma peça muito
pouco, o fogo não queimará no calor necessário.
Da mesma forma, a Mente Suprema sabia em que nível era necessário que o homem
fosse construído para que ele estivesse na situação descrita acima. Ele fez tantos níveis quanto
necessário, nem menos nem mais, com apenas tantos links de interconexão, nem menos nem
mais. Destes, os sábios disseram: "E Deus viu tudo o que Ele fez e foi muito bom" (Gênesis
1:31) - Um homem não deveria dizer: "Se eu tivesse três pernas..." (ver Bereishit Rabbah 12 :

33

1 e Zohar III, 239b). Como explicaremos na proposta que vem, aqui é proibido pedir um
motivo. Isso porque, para entender o cálculo, seria necessário saber tudo o que a Mente
Suprema sabia, e isso é impossível.
No entanto, depois que os níveis e suas interconexões foram estabelecidos, agora que
sabemos que todos estão indo apenas para o objetivo final, podemos investigar a função
desses níveis dentro do esquema de governo. Podemos examinar seu propósito e estudar seu
constante movimento direto para o objetivo geral.
Em suma: não podemos pedir uma razão pela qual o Sefirot existe e tem essa
estrutura, porque não há melhores razões do que o fato de que é assim que é. Com exatamente
esses níveis arrumados como estão, e através do surgimento do homem deles em seu nível
apropriado, ele emerge com precisamente a natureza que era necessário que ele deveria ter.
... o propósito dos próprios níveis... a saber, o Sefirot, cada um com sua própria
qualidade única... o objetivo de todas as suas partes... Estas são suas 613 luzes, paralelas aos
248 membros e 365 canais de interconexão Da forma humana.... suas várias propriedades...
Estas são as leis de acordo com as quais as luzes funcionam, paralelas às leis naturais que
governam o homem.... e todas as suas interconexões... Isso se refere aos diferentes estados
do Partzufim e como eles são vestidos um no outro.
Não se deve procurar um motivo para tudo isso, porque a razão geral é que eles são
todos obrigados a produzir este ser composto com sua natureza única, exatamente como é. A
natureza eterna do homem deve ser assim para que ele sirva e alcance a perfeição, conforme
discutido anteriormente e como será discutido mais adiante.
... esta é a Primeira Fundação do governo instituída pelo Emanador, abençoado
seja o Seu Nome. Para tudo o que discutimos em relação à Sefirot diz respeito apenas às leis
de como os mundos são governados, todas essas leis são reveladas por meio de luzes. Agora,
a primeira de todas as leis é esse princípio fundamental. Esta é a primeira luz, e isso é Keter,
como será discutido abaixo. (O motivo de todas as partes diferentes da criação está
incorporado no Sefirah de Keter).
Pois sabia que isso é o que é necessário, não menos nem mais, para trazer um
ciclo completo de governo para chegar ao objetivo pretendido de Sua criação, que é a
doação perfeita do bem. Isso agora deve ser claro à luz do acima.

Abertura 15
Sobre Keter, a Primeira Fundação, é proibido perguntar. De Chochmah em diante é
uma mitzvá para investigar.
Quanto ao porquê toda a estrutura existe da maneira que faz, sendo este o
primeiro axioma da Sefirot, não se pode pedir uma razão, pois isso depende da Suprema
Vontade. No entanto, tudo o que vem após este axioma é permitido investigar e procurar
entender, a saber, como esses níveis funcionam no governo dos mundos.
Tendo explicado esta Primeira Fundação, agora vamos discutir onde é proibido
investigar e onde é permitido.
Quanto ao porquê a estrutura completa existe da maneira que faz, sendo este o
primeiro axioma da Sefirot, não se pode pedir um motivo... Isto é como eu disse acima.
Este primeiro axioma é Keter, dos quais os sábios disseram: "Não busque o que é muito
maravilhoso para você" ( Chagigah 13a). Para a luz de Keter é a lei que é o primeiro de todos
os níveis. Esta lei institui que precisamente estes deveriam ser os níveis organizados
exatamente como estão agora. Assim, Keter é, literalmente, a totalidade de tudo, e o Keter
está vinculado a Eyn Sof, abençoado seja Ele, Quem é o poderoso Vontade.
Consequentemente, é impossível compreender a raiz deste Axioma e por que é
exatamente assim, porque está enraizado no Todo Poderoso, na perfeição da Vontade
Suprema. É certamente proibido ocupar-se de Eyn Sof, ou seja, em Sua perfeição intrínseca,
pois é do Seu lado como o Todo Poderoso, pois isso já está além do alcance do pensamento.

34

É precisamente estes que já estavam enraizados em Chochmah e ali estavam divididos da maneira correta. tudo o que vem depois deste primeiro axioma está sujeito a indagação. como esses níveis funcionam no governo dos mundos. Agora. e assim por diante da mesma maneira até Keter se tornar Malchut. procure o entendimento". Malchut. Pois tudo emana dele. Malchut) são a totalidade de todo o governo. Chochmah então especifica tudo o que é necessário para o governo dos mundos em detalhes. seja abençoado seja o Seu Nome. a saber. quando ele ascende. cada um por si só para seu lugar da maneira correta. Os sete Sefirot inferiores constituem os vários tipos ou variedades de governo.Chochmah " (Salmos 104: 24). como isso não é no sentido de como eles realmente operam para governar. por sua vez. suas ações e seu governo.Segue-se que é proibido exercitar a mente na busca de entender Keter no sentido de tentar descobrir sua razão ou propósito. Mas é Binah que traz cada um individualmente. E assim: . a Mente ( ä. Ele é revelado como tal no início como no final. Em outras palavras. que instituiu tantos níveis e aspectos quanto necessário. pois isso depende da Suprema Vontade. sem estar vinculado a nenhum outro. enquanto Binah os trouxe. (2) O segundo tipo de luz direta e retornando: nenhuma luz atinge seu propósito até que ele emerge e depois retorna à sua Fonte. conforme discutido anteriormente. Assim.pois não são senão os poderes do Seu pensamento. todos ligados ao seu objetivo (= Keter). machshavah = Chochmah) calculou tudo na sua totalidade. torna-se Keter. Depois. ) Abertura 16 Dois tipos de luz direta e retornadora: no governo dos mundos e na cadeia de desenvolvimento O Sefirot brilha com luz direta e retornando de dois tipos: (1) Após a descida do nível de Sefirot por nível de Keter para Malchut.. nem mesmo a essência dos próprios Sefirot. Tudo o que vem após este axioma é permitido investigar e procurar entender. mais ele é ampliado com Seu Nome. como Nós dissemos acima. enquanto Zeir (a "Face pequena". dividindo-se em sete Categorias.. buscar entendimento e conhecimento. Chessed-Gevurah-Tiferet-Netzach-Hod-Yesod) e Nukva ("a fêmea". Pelo contrário. ( Chagigah ibid. Binah é a revelação de Chochmah. cada um deve realizar o que tem para realizar no seu devido lugar. ele deixa em seu lugar abaixo do 35 . como diz: "Eu sou o primeiro e eu sou o último" (Isaías 44: 6). Não estamos investigando nem a essência do Emanador. Em outras palavras. Chochmah é o pensamento que divide as coisas em seus detalhes da maneira apropriada. um dever. Mas quando se trata do modo como os mundos são governados como especificado em detalhes em Chochmah. Dizem isso: "No que é permitido a você. na medida em que Keter também inclui tudo envolvido no governo dos mundos. Estamos preocupados apenas com o funcionamento de seus poderes. como está escrito: "Você os fez todos com a Sabedoria . Aqui há uma razão para sua existência. é uma mitzvá positiva. a luz desce com grande poder até o fundo. mas sim no sentido de sua existência básica. de Keter e Eyn Sof é dito: "Não busque o que é muito maravilhoso para você. No entanto. Quanto mais próximo de qualquer nível é para Ele. e o que Malchut se tornou Keter. o que é coberto por você" ( ibid.. Isso mostra o controle absoluto e a perfeição da Eyn Sof. de acordo com o que já foi estabelecido no Primeiro axioma. ). o que existe no Chochmah também existe em Keter. a luz de Keter não revela como eles governam de forma alguma o fato de sua existência. que são uma unidade única com a essência do Emanador . Consequentemente. e isso depende da Suprema Vontade. e isso abrange a totalidade de todo o governo. No entanto.. Agora. e Ele é o objetivo final de tudo. Isto é o que é proibido investigar. pois estas estão enraizadas acima.

abençoado seja ele. Agora. Na visão. dentro do Tzimtzum. Todo o ponto desta imagem na visão profética é mostrar que as Sefirot não são algo fora dele de nenhuma maneira. para entender o governo dos mundos. qual é o ponto? O ponto é que a perfeição. houve perfeição completa ."Tudo foi preenchido com a simples luz de Eyn Sof" ( Eitz Chayim. em todos os lugares onde estão. E qual é o objetivo final de todo o governo? A restauração da perfeição [Eyn Sof.. mesmo na fase de ocultação. por sua vez. para Mesmo dentro do oculto presente. Mas se você ver as etapas que levam à revelação do futuro final após todo o ciclo . Então. Esta perfeição foi escondida [através do primeiro Tzimtzum ou "contração"]. porque está mais longe do fim. Na medida em que está perto da cabeça.são a fonte de todo o governo de todos os mundos. pois nada existe contra Sua vontade. Esta é uma declaração prévia que estabelece um aspecto fundamental da Sefirot. Keter emerge primeiro da Fonte. portanto. Who engloba abaixo.. o mais longe disso. e os passos vão um a um para Malchut. o governo começa de Keter. e assim por diante até o final. engloba o Sefirot como visto na visão profética acima e abaixo. Um relâmpago parece que ele sai de um lado e viaja para o outro lado... Malchut. acima exatamente no mesmo caminho. abençoado seja ele. como relâmpago] até desaparecer. (1) Depois que os níveis desceram. A luz pisca de cima e desce e se espalha para baixo. Da mesma forma. Isso ocorre porque Eyn Sof. Parte 2: (1) Após a descida do nível Sefirot por nível de Keter para Malchut. isso parece exatamente "como a aparência do relâmpago" (Exekiel 1:14). parece virar do outro lado de volta ao lado do qual veio. portanto. Sua perfeição está realmente no controle] assim como será no final. Posteriormente. Então o governo dos 36 . e. O que isso significa é que. logo depois. mas. Isso explica a afirmação acima..pois é aí que o ciclo todo conduz . como será explicado no momento. e não termina até Malchut. abençoado seja ele e retornando a Eyn Sof. Entre o um e o outro [entre a perfeição inicial e final. Assim. Pois tudo emana dele. o que está escondido [no Tzimtzum] é a perfeição que estava nele desde o início [antes do Tzimtzum]. dentro do Tzimtzum]. então torna-se mais fraco. A visão profética foi instituída porque todos os dez Sefirot são um ciclo completo de governo que sai de Eyn Sof. enquanto a própria luz aumenta. inicialmente escondida. a luz volta e pisca de baixo para cima. e quando ele chega ao fundo. Eyn Sof. durante a dissimulação. para mostrar que Ele é tudo. tal como é agora [na verdade. é chamado de Malchut. no caso de todos eles.o primeiro passo após o encobrimento é o primeiro a aproximar-se do final e. esses dois tipos de luz direta e retornada são vistos. está agora totalmente revelada. Parte 1: O Sefirot brilha com luz direta e retornando de dois tipos. todos os Sefirot existem . A proposição tem duas partes: o brilho de Sefirot. o primeiro será Keter e o segundo Chochmah. Em outras palavras. é necessário entender da seguinte forma: no início. Isso se refere a Ele que engloba tudo acima e abaixo. torna-se Keter. e Ele é o objetivo final de tudo. O nível dado permanece lá. além de Tzitzum] como em primeiro lugar. E isso mostra o controle e a perfeição absolutos da Eyn Sof. ). Como diz: "Eu sou o primeiro e eu sou o último" (Isaías 44: 6). construído em seu lugar dentro da estrutura. Isso significa que. o próprio Malchut é visto como Keter emergindo da Eyn Sof. Isso será discutido mais adiante (abertura 30). Igulim Veyosher 1: 11: 3). Mas que Sua luz brilha dessa maneira [dentro do Tzimtzum. Então é no caso de todos eles.nível em questão. a descida dos mundos sob o governo da Sefirot um após o outro acaba por ser a sua ascensão. na visão profética. se você contar os níveis da dissimulação [Tzimtzum] em diante. aparecem dessa maneira sempre que são vistos. E Ele é revelado como tal no início como no final. ele retorna à Fonte abaixo. E quando estiver completo.. À medida que se espalha. pois tudo está incluído nesses dez Sefirot. Assim. e assim por diante da mesma maneira até Keter se tornar Malchut. Assim: "E o Chayot estava correndo e voltando como a aparência do relâmpago " ( ibid. todos os dez Sefirot. é chamado de Keter.

ou seja. pois continua sua subida até o final de todos os níveis. então deixa níveis . Isso significa que os fins se aproximam (de Malchut a Keter e de Keter a Malchut) e todos os outros mudam em sequência (Yesod em Chochmah etc. (2) O segundo tipo de luz direta e retornando: nenhuma luz atinge seu propósito até que ele emerge e depois retorna à sua Fonte. O nível dado permanece lá. construído em seu lugar dentro da estrutura. deixando-os para trás. pois todas as luzes emergem dele. ele ascende novamente. e. pois então o nível em questão permanece lá. a luz limitada individual adequada a esse nível assume sua própria existência. Isto é. reshimu. a partir daí. ele deixa em seu lugar abaixo do nível em questão. Sua raiz é no segredo de 613. deixando o ramo formado lá e incorporado na estrutura. no caso de todos eles. esta parte permanece.mundos surgiu [o Kav ou "linha"]. como já discutimos até agora . quando tem que fazer níveis: a luz desce com energia e depois sobe. O objetivo final do governo também é completa perfeição como primeiro [a revelação completa de Sua unidade]. sua própria raiz essencial desce. o Sefirah é o fundamento sobre o qual toda a estrutura de particularidades dependentes dele é construída. a luz desce com grande poder até o fundo. Para cada ramo é enraizado em sua fonte. Em seguida. exceto através da descida do flash ( He'arah ) e sua subida subsequente de lá [ou seja.no governo dos mundos. visto explicitamente na forma da semelhança fundamental de Adão. do local para o qual ela desceu]. Nenhuma luz é emitida. Isto é o que cria o vínculo que liga as próprias luzes com a Fonte. 37 . Há um Sefirah e há um Partzuf. conforme indicado abaixo. Quando um poder desce. Um Sefirah é um poder que é um poder fora dos dez poderes gerais. O ramo segue sua Fonte após a subida da Fonte. ela desce sem deficiência ou impedimento. de sua radiação. o nível que permanece lá abaixo]. Não pense que a forma como um determinado poder aparece abaixo é o mesmo que o seu poder acima na fonte. O segundo tipo relaciona-se com a forma como as luzes são emanadas dentro da cadeia causal (Hishtalshelut). Em outras palavras.os níveis a partir dos quais ele ascende. e não como seu poder abaixo é seu poder na sua raiz acima. Quando uma determinada luz tem que fazer um ou vários níveis. ascende. À medida que a luz aumenta. Depois. Abertura 17 Sefirah e Partzuf: governo . O primeiro tipo de luz direta e retornadora . deixando o ramo que ele produziu em seu lugar abaixo. deixando para trás o que ele deixa [isto é. Quando a grande luz ascende para retornar à sua Fonte. enquanto a própria luz aumenta. Quanto mais próximo de qualquer nível é para Ele.é constante. Por sua posição ali em seu lugar [após a ascensão desta grande luz]. Depois de atingir o local do ramo. Como um desses poderes. abençoado seja ele. A luz da raiz faz a mesma coisa [ou seja. um traço. O ramo emerge apenas no seu devido lugar. O poder da raiz desce para o lugar do ramo e. Isto é porque o que desce é a luz real de Eyn Sof. que constitui toda a estrutura de Adão. Vamos agora discutir outro fundamental que deve ser entendido em relação ao próprio Sefirot. quando ele ascende. e também de contar: cada Sefirah é um em uma contagem de vários. mais ele é ampliado com Seu Nome. Pois é quando o grande poder da raiz ativa o ramo que o ramo emerge. pois até o ramo não existe. a raiz ascende.geral e individual Nota: A palavra hebraica Sefirah tem as conotações de luz radiante.). Mas o Partzuf mostra a perfeição completa de todo poder inteiro em detalhes. portanto. mas sim com grande poder. A palavra hebraica Partzuf denota o "rosto" ou o rosto geral apresentado por uma pessoa àqueles que o vêem. e o que Malchut se tornou Keter. deixa o nível após o nível].

sabemos em geral o que sai deles. Um Sefirah é um poder que é um poder fora dos dez poderes gerais. A proposição consiste em duas partes. e poderia ter havido qualquer número de partes quando a Sefirah se dividisse em seus detalhes. E os Sefirot aparecem às vezes assim e às vezes gostam disso. uma vez que todo o governo também está incluído neles e os detalhes do governo são muitos. também saberemos de qual parte e qual aspecto ou característica dessa Sefirah. Sua raiz é no segredo de 613. É claro que. Agora. se estes são os dez tipos que incluem todos os detalhes.. Por conseguinte. Isso diz respeito à forma como o conjunto de partes se estende. Exceto que neste aspecto. e então o entenderemos como um Partzuf. E quando conhecemos o Partzuf. os dez sefirot constituem todos os tipos básicos de leis. Para tudo corre de acordo com esta medida. Parte 1: há um Sefirah e há um Partzuf. o que o Pensamento Supremo calculou foi 613. os dez Sefirot são dez poderes e não mais. e constituem os níveis adequados de Bondade. É porque este particular é ordenado de acordo com a semelhança fundamental de Adão que se chama Partzuf ou "face". os Partzufim não são mais que arrays em que os poderes se estendem ordenados ao longo das linhas de Bondade. Mais do que isso. e isso é o que vemos aqui abaixo na forma humana com seus 248 ossos e 365 sinews fazendo um total de 613. que todo o governo depende do Ten Sefirot. os mandamentos da Torá consistem em 248 mandamentos positivos e 365 proibições que totalizam 613. É verdade que cada Sefirah consiste em dez. No entanto. Estes são os dois caminhos do rabino Moshe Cordovero de memória abençoada (1522-70) e o Santo Rav. cada Partzuf é inicialmente um Sefirah: esse é o fundamento sobre o qual essa estrutura particular é construída. em todos os seus caminhos. visto explicitamente na forma da semelhança fundamental de Adão. Mas os caminhos detalhados de cada um desses dez poderes são o que chamamos pelo nome de Partzuf.Assim. na verdade. você não achará problemático porque o rabino Moshe Cordovero de memória abençoada interpretou todo o Zohar apenas em termos da Sefirot. Pardes. procuraremos compreender detalhadamente seus caminhos. Letras e nomes Abertura 18 O governo dos mundos é implementado através das letras. além de saber de que Sefirah alguma vez vem no mundo. Há um Sefirah e há um Partzuf. é claro. Não há Partzuf sem Sefirah. Duas categorias podem ser entendidas em relação ao Sefirot: Sefirah e Partzuf. como discutido pelo primeiro Mekubalim (Sefer Yetzirah 1: 3. para entender os assuntos relacionados a um Partzuf. Isso apresenta o assunto dessas duas categorias. suas leis de controle e seu modo de governo. Como um desses poderes. a proposição continua: Mas o Partzuf mostra a perfeição completa de todo poder inteiro em detalhes. Assim. Assim também. 38 .. mas não por meio de suas partes . o Sefirah é o fundamento sobre o qual toda a estrutura de particularidades dependentes dele é construída. Para ser chamado de Partzuf. é um Partzuf. que constitui toda a estrutura de Adão. Isso significa que. Isso explica essas duas categorias. Parte 2: A Sefirah. Depois disso. Tudo o que diz respeito ao governo deve ser entendido em termos destas duas categorias: qual é Sefirah ou qual é o Partzuf? Como já discutimos anteriormente. Julgamento e Misericórdia. primeiro é necessário entender o Sefirah e entender sua função entre os outros dez poderes. não basta que seja um particular. pois certamente é verdade. entendemos o governo por meio deles. início). o ARI da memória abençoada (1534-70). Julgamento e Misericórdia e seus níveis. Rabi Moshe Kordovero. E estes são os alicerces de todo o governo. Mas agora vamos dizer que todo o governo dos mundos ( Hanhagah ) pode ser examinado em termos de Sefirot e também em termos de Partzufim. Quando falamos sobre as leis do governo.

Parte 2: as letras constituem uma ordem completa. a criação real do universo surgiu apenas através das letras. Se assim for. Para a fala não pode existir sem letras. Para produzir um efeito real. quando o pensamento está pronto para ser implementado. Cada raiz que podemos identificar como servindo um propósito ou função particular é ordenada apropriadamente em sua própria maneira única. 39 . pois a fala é composta por letras. nomeadamente através das letras. ele requer a ordem das letras. porque pensar em algo não necessariamente faz com que ele realmente aconteça. Pois a fala existe apenas em virtude das letras das quais é constituída. A raiz particular envolvida aqui é as letras. Se assim for. Para comunicar o que está em nossas mentes.. e tudo o que tem que passar pela raiz em questão deve entrar neste exclusivo ordem. precisamos identificar uma raiz separada através da qual eles realmente surgiram. pois um pensamento está na mente.. O que é concebido na mente dentro dos parâmetros do pensamento pode surgir na fala apenas dentro dos parâmetros da fala. para que eles entrem na existência real é um estágio adicional. enquanto que no discurso expressamos nossos pensamentos em palavras e letras. para que as luzes supernais produzam um efeito real... todas as luzes supernais devem entrar na categoria de letras. As letras não fazem parte da ordem governamental da mesma forma que os atributos e Sefirot.. que existe para trazer todas as coisas para o ser real. como será discutido mais adiante.. Uma vez que as letras são a raiz através da qual o que é concebido no pensamento é executado na realidade. O mesmo se aplica nos mundos superiores. Parte 2: as letras constituem. todas as luzes sublimes. A primeira ordem é a do pensamento. O versículo fornece uma prova clara de que todas as coisas surgem através das letras. A revelação do pensamento ocorre através da fala. As letras concitam uma única raiz produzida através de uma radiação separada. No entanto. há o pensamento . Para inicialmente.Adam Kadmon . passamos agora as letras do alfabeto hebraico com o qual estão associadas. portanto.. A ordem das letras está disposta de modo a garantir o cumprimento da função executiva dependente dela. Tudo preparado no Sefirot no nível de pensamento deve entrar nesse nível e passar por esta raiz para que seja criado na realidade. A criação real do universo surgiu através da fala. Consequentemente. que consiste em letras. Este é o significado do versículo: ". devem entrar na categoria de letras. No entanto. Tudo o que está escondido no pensamento deve entrar na categoria de fala para ser revelado. Parte 1: Para produzir um efeito real.. o que é concebido no pensamento deve ser submetido às regras da linguagem e lançado sob a forma de letras e palavras.. Qualquer coisa que possa existir sem ser dependente de outra coisa deve ter sua própria raiz. Sua revelação ocorre através da fala.. o propósito das cartas é colocar em efeito real a ordem governamental já preparada no nível do pensamento. as partes componentes e os princípios organizadores do pensamento não são de modo algum idênticos aos da fala. conforme discutido pelos sábios cabalísticos. que a definem e moldam. os céus foram feitos" (Salmos 33: 6). Todo o propósito da sabedoria da Cabala é entender a raiz particular de cada um dos diferentes fenômenos que encontramos no mundo. Para aplicar isso ao assunto da nossa discussão atual: As luzes são preparações no nível de pensamento para todos os diferentes reinos e seres criados e toda a ordem governamental através da qual eles são executados. Em vez disso. os céus foram feitos" (Salmos 33: 6).. Este é o significado do versículo: ". Isso explica o que são as letras... e através da palavra de HaShem. As letras constituem uma ordem completa que existe para trazer todas as coisas para o ser real. Tendo explicado o que são os Sefirot. A proposição consiste em duas partes: Parte 1: para produzir. e através da palavra de HaShem.mas isso está escondido.. Isso introduz o assunto explicando que as luzes podem operar somente através das letras.

Julgamento e Mercê . pontos de vogais e coroas. esquerda e centro . pela linha e pelo ponto: estes são os componentes fundamentais de todas as letras. É necessário compreender o fundamento sobre o que depende essa lei organizacional. como será discutido mais adiante..direita. à esquerda e ao centro . Neste caso..linhas e pontos.. .ou abertura e desdobramento: no último caso. Cada letra é uma raiz única adequada à execução da ação que deve emergir dela...para que as luzes preparadas no Sefirot possam produzir os efeitos necessários. conforme discutido abaixo. Sedarim). A letra Yud é um ponto. nem menos nem mais. no qual é proibido investigar. Essas três qualidades correspondem à direita. agora explicaremos a base sobre a qual eles estão organizados. e assim por diante. as letras consistem em vinte e dois tipos diferentes de ordens ou arranjos. o fechamento ou compressão pode estar no meio. significando abertura e fechamento. Abertura 19 As 22 letras No total. Abertura 21 A ação das letras é completada pelas notas musicais. Por exemplo. irradiando apenas como fonte . Encontra- se no segredo de Bondade. A razão pela qual há vinte e dois está enraizada no primeiro axioma.Para estes são os níveis necessários para o propósito pretendido... variando em termos de fechamento e compressão.que se unem em diferentes combinações. Abertura 20 As letras são combinações diferentes de Bondade. Como você já ouviu.ou seja. Tendo explicado que as letras são ordens ou arranjos. agora vamos discutir seu número. Abertura e fechamento são significados. cada letra individual é uma das várias ordens diferentes ou agrupamentos interligados de luzes necessárias para provocar a ação. que se juntam em diferentes combinações.. para dar às luzes o poder de agir. No caso das letras. Toda a chave para a organização das várias ordens ou arranjos diferentes constituídos pelas letras reside no segredo de Bondade. Pois todo efeito surge como resultado da força produzida por uma combinação particular das três qualidades fundamentais da Bondade. No total. as letras consistem em vinte e dois tipos diferentes de ordens ou arranjos (Heb.. Estes se juntam em diferentes combinações variando em termos de fechamento e abertura... . respectivamente. do Julgamento e da Misericórdia.. como discutido anteriormente (Abertura 15). Toda a chave para a organização das várias ordens ou arranjos diferentes constituídos pelas letras. 40 . Julgamento e Mercê . A qualidade e o número de níveis em cada uma dessas várias ordens ou arranjos é uma questão individual dependendo da função pretendida de qualquer ordem. enquanto a abertura pode estar à direita ou à esquerda. as luzes brilham em um modo de ocultação. nada menos e não mais. e esta raiz é organizada em ordens ou arranjos que são instalados na raiz em Pergunta e a função pretendida. Tendo apresentado o assunto das cartas. variando em termos de fechamento e compressão Ou abertura e desdobramento: a linha e o ponto. cada função diferente tem sua própria raiz particular. a letra Aleph tem fechamento à direita e à esquerda (os dois Yud's) e a extensão no meio (a diagonal Vav). os lados das letras. Às vezes. a fim de Certifique-se de que o efeito pretendido emerge da maneira correta. Cada uma das letras é um arranjo particular ou ordem de luzes com base em uma lei organizacional específica segundo a qual as luzes funcionam juntas para um propósito. enquanto a letra Vav é uma linha. a fim de dar às luzes o poder de agir . Julgamento e Misericórdia. a As luzes brilham de tal forma que a radiação se espalha.

Isso explica como as notas musicais. então está acima. que é a ordem constituída pelas quatro letras do Nome. das vogais e das coroas. . dos pontos da vogal e das coroas que se juntam a elas. para a execução perfeita do efeito ou ação pretendida. numericamente totalizando 45 BaN Yod HeH VV HeH. As quatro principais expansões de HaVaYaH levam seus nomes de suas gematrias: AV Yod Hey Vyv Hey. Parte 2: E esta é a ordem. as coroas e as letras são regidos sob a ordem dos dez Sefirot incluídos no Nome de Havayah e suas expansões. Milui. mas também são partes integrantes da tradição oral da Torá (Masoret). também vemos que as letras escritas sozinhas são suficientes para nos dar uma compreensão do texto. em alguns casos com "coroas" (tagin) sobre elas.... Aleph (Hea) ou He (Heh). coroas e letras através das quatro letras e quatro nomes contidos em cada uma delas. vamos discutir as notas musicais. totalizando numericamente 72 SaG Yod Hey VAV Hey. No entanto. Aqui em baixo neste mundo. os sinais e as coroas da vogal. conforme discutido abaixo. enquanto a letra Vav pode ser escrita totalmente Com um Yod (Viv) ou Aleph (VAV). enquanto a sua conclusão e perfeição estão nas notas musicais. cada um por sua própria maneira. a fim de determinar se é o principal fator em si mesmo ou apenas uma componente que vem completar o fator principal. Da mesma forma. Maleh). Depois de ter explicado as letras. a ação principal ocorre através das letras. A conclusão e a perfeição das letras dependem das notas musicais. os sinais de vogais e as coroas que se juntam a eles. totalizando numericamente 52. Assim também acima. marcas de cantilação ou tropa) não são escritas.. Cada coisa deve ser examinada como uma raiz individual. coroas e letras se enquadram nesta ordem.. A proposição tem duas partes: Parte 1: Todos os vários tipos. sinais de vogais. mas a letra Heh pode "preencher" com um Yod (Hey).. sinais de vogais e coroas estão ligadas com as próprias letras e servem um e o mesmo propósito.. Isso é algo que podemos ver com nossos próprios olhos.. vemos que as letras da Torá estão completas apenas com as notas musicais. ou com nenhum (VV). No entanto. os sinais de vogais. apenas as letras hebraicas (otiot) são escritas. neste mundo. A ação principal é executada pelas próprias letras. a ação principal ocorre através das letras. Isso explica que todas as ordens diferentes se enquadram nesta ordem geral. E esta é a ordem que rege as notas musicais. O "preenchimento" da letra Yod é constante (YOD).. Todos eles contribuem. para a execução completa e completa do efeito ou ação pretendida. todos os quais contribuem. abençoado seja Ele.. sem exceção. numericamente totalizando 63 MaH Yod HeA VaV HeA. sinais de vogais. Diferentes grafias das letras constitutivas do Nome produzem diferentes "expansões" com sua própria característica gematria ou soma numérica. Os sinais de vogal associados (nekudot) e notas musicais (ta'amim. literalmente um "preenchimento") do Nome da raiz. Nota: Quando cada uma das quatro letras constitutivas do santo Nome de Havayá é explicada na íntegra (Heb. o santo nome resultante é conhecido como uma "expansão" (Heb. as notas. A conclusão e a perfeição das letras dependem das notas musicais. 41 . sinais de vogais e coroas. Nota: No rolo da Torá. governados sob a ordem dos dez Sefirot. Abertura 22 As notas musicais. Todos os vários tipos de funções encontradas no Sefirot são. Como abaixo. que se juntam a eles. como convém a cada um.

Todos os vários nomes são entendidos como combinações diferentes de luzes interligadas (uma vez que cada nome é uma combinação única de letras. SaG. dos quais há muitos. . e as letras são aglomerados de luzes.. cada Sefirah divide em dez Sefirot. eles representam um total de dez níveis.. As quatro letras do Nome de Havayah. MaH e BaN. sinais. cada uma das quais emerge de sua própria fonte particular. Agora. a particular Sefirah em questão tem mais influência). Parte 1: Todos os vários tipos de funções encontradas no Sefirot são sem exceção governadas sob a ordem dos dez Sefirot. passamos agora aos santos nomes. e sua soma total constitui a Torá.as notas musicais.. o Vav é Zeir Anpin (= Chessed-Gevurah-Tiferet-Netzach-Hod-Yesod). enquanto seu corpo principal é Abba (= Chochmah). A proposição tem duas partes: Parte 1: É através dos nomes. coroas e letras . Os instrumentos do artesão. que são as quatro expansões do Nome. Isto introduz o assunto dos nomes divinos dos quais a Torah é constituída. Pois vemos que a execução de todas as diferentes funções depende dos santos nomes. As letras juntam-se em várias combinações. a cúspide do Yud é Arich Anpin (= Keter). SaG. as coroas e as letras das placas musicais são funções separadas. Em outras palavras. a saber.. Todas as diferentes categorias que distinguimos no Sefirot aplicam-se a tudo.. que estão contidos nas quatro letras e quatro nomes que mencionamos. Na raiz do assunto reside a idéia fundamental aqui apresentada: que são as letras que trazem as luzes para executar suas funções. No entanto.. Abertura 23 As luzes executam suas funções através dos santos nomes que compõem a Torá. tudo deve estar dentro dessa divisão de dez vezes. Assim.. É a partir dessas luzes que os anjos recebem o poder de agir. AV.. Parte 2: Isso explica a função executiva dos nomes. no entanto.. e sua soma total constitui a Torá. Cada um dos quatro níveis . como os sábios disseram: "Toda a Torá é composta pelos nomes do Santo abençoado seja Ele" ( Zohar Yitro 87a e Comentário de Ramban sobre a Torá. Mesmo onde as luzes precisam se dividir de outras maneiras para desempenhar sua função. a Torá é a soma total de todos os diferentes arranjos que foram instituídos para realmente produzir as várias funções 42 . chamado o Santo. MaH e BaN. contidas em cada um. e os quatro nomes. É. As placas musicais. Cada nome possui um poder único para executar uma função específica. contêm todas as dez Sefirot de acordo com sua divisão essencial em cinco Partzufim. portanto. que são o Santo abençoado por Ele. Assim.. É através dos nomes que as luzes vêm para executar suas funções. O primeiro Heh é Imma (= Binah). a Torá constitui a soma total de todos esses nomes. que é a do Nome de Havayah. Introdução). cada um desses quatro níveis se estende como um conjunto completo de dez Sefirot. Tendo discutido as letras. que são compostos por várias combinações de letras. Assim. e é através dos diferentes nomes que todas as funções diferentes são executadas.. Parte 2: E esta é a ordem que regula as notas musicais. ..contém as quatro letras de raiz do Nome e as quatro expansões de AB. abençoado seja Ele.. onde quer que olhemos. abençoado seja Ele é o instrumento do artesão. que também correspondem às quatro letras. abençoado seja Ele. abençoado seja Ele. para cada Sefirah e cada parte de cada Sefirah contém toda a ordem de governo (exceto que. todos são governados sob a ordem geral. enquanto o final Heh é Nukva (= Malchut). produzindo nomes diferentes para executar as várias funções diferentes. Assim... conforme explicado na abertura 20).. sempre distinguiremos imediatamente dez divisões correspondentes às dez Sefirot. em geral.. sinais de vogais. Cada um dos diferentes níveis se divide em seus próprios níveis individuais. em qualquer caso. mas. Parte 1: é através dos nomes que as luzes vêm para executar suas funções. E esta é a ordem das quatro letras do Nome. coroas e letras através das quatro letras...

Isso nos diz como o Tzimtzum ocorreu. Parte 2:.. sabemos que eles eram uma nova inovação. na realidade..no sentido de criar e governar reinos e seres aparentemente separados e independentes.Para facilitar as coisas. Uma vez que já estabeleci em outros lugares os detalhes do que se vê na visão (em Pitchey Chochmah VaDaat e Klallut HaIlan ). espremer ou forçar em confinamento próximo. que podem ser vistos visivelmente para produzir um efeito imediato por sua própria menção ou quando são usados de outras formas (como por escrito. ou em meditação. abandonou deliberadamente a Sua ilimitada e adotou um caminho de ação limitada. Uma vez que não vemos nenhum outro resultado do Tzimtzum. Assim. abençoado seja ele.no mundo. Isto Ele fez de acordo com Sua qualidade de Deus. as letras reais da própria Torá são literalmente as ferramentas do artesão com as quais o trabalho realmente é executado. que são as próprias raízes das diferentes funções. Pois o Tzimtzum ocorreu apenas por causa da criação. Você já ouviu falar que ao ver o Chariot. Ao criar a criação como um trabalho fora de si. Isso é além do significado esotérico da Torá. tudo está contido na Torá. os diferentes nomes e permutações de letras possuem esse poder especial de execução. pois o que se segue é a explicação dos detalhes. não de Sua própria essência em si mesmo. Mas não estamos falando de Seu aspecto de ilimitabilidade. abençoado seja Ele é o instrumento do artesão. o Eyn Sof. Mas além disso.. a execução real das diferentes funções ocorre através das letras. Assim. Vou agora explicar a visão. Agora devemos aprender como eles se desenvolveram depois disso. A Suprema Vontade. O Tzimtzum Abertura 24 O ato de Tzimtzum Nota: O substantivo hebraico Tzimtzum ( í ) denota o ato de contração. como no caso dos vários nomes. início). Parte 3:.. A verdade disso é afirmada pelo próprio Tzimtzum. A proposição tem três partes: Parte 1: Ao trazer a criação como um trabalho fora de si. a partir desse ponto. Parte 2: É. há dois fatores: a visão e a explicação .. a Torá é chamada de "planos e registros. além do seu significado esotérico. inclui diferentes tipos de poderes sem fim ou limite. que é o seu 43 . chamado o Santo. exceto a criação. através das percalações de seus Nomes Sagrados. estamos falando apenas de Seus atos e obras. o Eyn Sof. portanto.ver e entender. e adotou um caminho de ação limitada. o conteúdo e os significados esotéricos das palavras da Torá explicam o "porquê" da criação: seu plano e razões. Em vez disso. incluindo tanto os pensamentos subjacentes quanto o arranjo da criação.. na Forma de amuleto..para o que ele aplicou. abençoado seja ele. sob a forma de Yichudim). pois o significado esotérico das palavras da Torá está ligado ao mistério das Sefirot. abençoado seja ele.. Tendo discutido como entender o Sefirot." ( Bereishit Rabbah. Se tivesse algum outro propósito. é através da Sefirot que podemos entender a maneira pela qual o mundo é governado. pressão.. Se assim for.. Isso nos diz onde o Tzimtzum ocorreu . como usado por um mestre construtor para saber como fazer as salas e como fazer as aberturas. com o qual não temos conexão. Em outras palavras. teria tido um resultado diferente. voluntariamente. Do ponto de vista do seu significado esotérico. que é Eyn Sof. O poder que nos causa é o poder dele de trazer um trabalho "fora" de si mesmo . Isso ocorre através das diferentes permutações de letras. abençoada seja Ele.. pois a natureza da bondade é atribuir a Deus aos outros. indicarei como os vários aspectos diferentes aparecem na visão.. Isso nos diz o que era o Tzimtzum.. Parte 1: Ao criar a criação como um trabalho fora de si.. Isso se chama Tzimztum ("contração") de Eyn Sof. estamos falando desse poder particular entre seus inúmeros poderes que são a causa de nós.. Assim.. com retrospectiva você deve agora poder compreendê-los. No entanto. que estão contidos nos significados esotéricos das palavras da Torá e a execução desses pensamentos.

A prova dessas duas inferências é a seguinte: o conceito de infinitude implica que todo poder que possivelmente possivelmente existe no mundo e que possa ser encontrado posteriormente dentro de limites e limites também deve existir no plano da ilimitada sem quaisquer limites. Correspondentemente. Para dizer que Ele deixou de lado Sua infinita implica. Em outras palavras: entre os seus poderes ilimitados existe um poder . que as Sefirot não são algo novo que já não estava incluído em Eyn Sof. abençoado seja Ele. portanto. Se assim for. Ele certamente é capaz de muito mais. a Sefirot já existia em um plano de ilimitabilidade.aparece em um só lugar. se a via de limitação existir no nível do ilimitado sem limitações e limites. o Tzimtzum ocorreu apenas naquilo que é por causa da criação.. Devemos dizer que eles existiram de alguma outra forma. que não inclui a morte.. não podemos dizer que existiram do mesmo modo que elas agora. em primeiro lugar. Pois a diferença entre a existência dentro dos limites e a existência no plano da ilimitada não é apenas uma de quantidade.com exceção do poder particular que é a causa da criação . Podemos concluir disso que o caminho da limitação está incluído no ilimitado sem fronteiras.a lei que o bem confere ao bem . enquanto as Sefirot fossem totalmente subsumidas em Eyn Sof. na visão. Além disso. seu ato de Tzimtzum preparou o caminho para a criação se tornar de uma maneira adequada à natureza dos reinos e seres criados. mas também de qualidade. o Tzimtzum foi por causa da criação. seu poder de criar criaturas - um entre todos os outros poderes .que é o poder de criar reinos e seres que existem como entidades separadas "fora" de Ele. e essa é a inovação. A idéia da morte não tem sentido sem a vida. quando assumiram os limites. que se afastou dela.Em seu aspecto ilimitado. O que é realizado por todos os outros poderes de Eyn Sof . mas Ele não queria fazer mais. mas com precisamente o grau de poder que Ele calculou para ser perfeitamente adequado para realizar o propósito pretendido de Sua ação. o Eyn Sof. Assim. ou seja. que existem dentro dos limites. devemos pensar no poder limitado que trouxe os reinos criados à existência como sendo subsumido dentro do ilimitado. Ele não agiu em Seu aspecto de onipotência e ilimitabilidade. que a morte acaba. Em outras palavras. Se assim for. pois inicialmente esse poder era ilimitado.. eles receberam uma nova qualidade. Ao serem revelados dentro dos limites. enquanto tudo ao seu redor é Eyn Sof. Já é claro para nós que a Suprema Vontade em si mesmo está além de todos os limites. Não é assim no caso da vida. não devemos pensar que Ele criou apenas o que Ele foi capaz de criar e que ele não conseguiu criar mais do que isso. Tudo ao seu redor são todos os outros poderes. podemos dizer que o Tzimtzum foi por causa da criação. 44 . podemos dizer que o poder que é a causa da criação já carece do aspecto da ilimitada. Este é o sentido em que eles eram uma inovação. abençoado seja Ele. não que ela sustente a vida. A morte. e seus limites desaparecem. Consequentemente. Consequentemente.verdadeiro resultado. abençoado seja Ele. não se pode dizer que seja a via de limitação. embora em Si mesmo Ele esteja sem limites. vemos que. Parte 2:. e isso é o que está sujeito à contração. mas o contratou para criar seres que existem dentro dos limites. Se assim for. Consequentemente. eles surgiram da maneira que eles existem agora. os mesmos Sefirot tinham uma qualidade diferente: eles existiam de uma maneira diferente. se assim for. Antes do Tzimtzum. deliberadamente deixa de lado Sua ilimitada.não é por causa da criação. inclui a vida no sentido de que é a negação da vida. Ele deixou de lado a Sua infinitude para produzir a criação. Esta objeção pode ser respondida se distinguirmos entre o tipo de conceito que inclui outro conceito no sentido de afirmar ou manter sua existência. Um exemplo do último é a morte.. A segunda implicação de dizer que Ele deixou de lado Sua infinidade é que. para criar a criação como uma obra fora de si. Pode-se objetar que. em Seu poder. Este é o poder que é afetado pelo Tzimtzum. infinitos e sem limites. Seu aspecto de ilimitabilidade é removido de um único lugar. e é isso que Ele colocou no Tzimtzum. o Tzimtzum aparece em um só lugar. e um tipo diferente de conceito que inclui ou envolve outro conceito apenas no sentido de que é muito oposto e Sua negação.

no nível em que Ele o concebeu. removeu Sua ilimitada. Isso indica que o Tzimtzum não é apenas uma questão de ausência de ilimitabilidade. e adotou um caminho de ação limitada. A maneira como isso aparece na visão é que no lugar que permanece contraído após o ato de Tzimtzum.no sentido de que é sua própria negação. antes do Tzimtzum. O Tzimtzum causa o desaparecimento da ilimitada. O que Ele queria revelar é o Seu poder limitado. exceto que.uma questão de negação . deixando um lugar sem ele.que é a primeira inferência feita acima. foi negada por Sua infinita infinitude. quando Eyn Sof. a raiz do julgamento é revelada.dentro dos limites e limitações . estava além dos limites e limites porque Sua infinita intrínseca mantinha influência e trouxe de volta ao Seu nível. pois o caminho da limitação foi concebido por Eyn Sof. abençoado seja Ele. Assim.. Por toda a maneira em que Ele atua agora . as raízes de Din. Consequentemente.já foi concebido no plano da infinitude como uma possibilidade hipotética que.como o Tzimtzum pode sustentar ou manter de forma positiva qualquer coisa? A resposta é: é a Vontade que queria revelar as coisas na realidade (em vez de permanecerem como uma mera possibilidade hipotética) que traz tudo sobre isso. Isso expressa como o trabalho de criação é revelado com o aspecto da ilimitada removida. no entanto. pois parece ser uma luz que foi gerada de novo.. que é o caminho da ilimitada. 45 . Da mesma forma. o finito existia no infinito como uma possibilidade hipotética. A maneira como isso aparece na visão profética é que Eyn Sof. Isso se chama Tzimztum (contração) de Eyn Sof. é o ato de Tzimtzum que realmente sustenta em ser o domínio limitado revelado através dele. Isso fornece uma maior compreensão desse efeito.. mantendo os limites e os limites de existência. devemos agora rastrear suas consequências. A proposição consiste em duas partes: Parte 1: Este Tzimtzum causou..eles não podiam ser vistos nem compreendidos de nenhuma maneira.. Esta é a maneira pela qual as Sefirot existem em Eyn Sof. ele removeu o Seu aspecto de ilimitação. abençoado seja ele. Esta é a segunda inferência feita acima. permaneceu como Ele o concebeu antes da remoção de Sua ilimitada. mas de uma maneira diferente. No âmbito dos limites e limites revelados. abençoado seja Ele. Pode-se objetar: se o Tzimtzum é meramente a partida do aspecto da ilimitada . eles não existiam na forma como eles existem agora. se contrai em um lugar. Quando Eyn Sof queria que Sua ilimitada intrínseca não devesse tocar essa parte. Tendo introduzido o assunto do Tzimtzum. Este Tzimtzum fez com que alguns de Sua luz e brilho se tornassem visíveis. Se assim for. a ilimitação inclui limitações e limites . dentro dos limites. No entanto. nesse nível. Isso é bastante simples. e isso é o que é mantido em existência através do Tzimtzum. Judgment. o que está além Limitações. Parte 3:. Parte 2: E esta luz. Mas a verdade é que é apenas um certo aspecto da luz primordial. através da remoção de Seu aspecto de ilimitação do lugar do Tzimtzum. O próprio Tzimtzum sustenta o reino dos limites e limitações em ser. Abertura 25 O resultado do Tzimtzum: o Sefirot tornou-se visível. abençoado seja ele.e isso se aplica mesmo agora aos níveis em que o Tzimtzum não alcança . E essa luz que pode ser vista é chamada de luz emanada. Este reino é revelado de acordo com Sua Vontade. Se assim for.. enquanto anteriormente . começando desde o início. exceto que agora era uma criação real em oposição a uma possibilidade hipotética.. os Sefirot estavam incluídos em Eyn Sof . cujo poder foi reduzido através do Tzimtzum. ela surgiu da maneira que ela existe agora. Isso nos informa que o efeito do Tzimtzum era permitir que o Sefirot fosse visto. No entanto.

O que o Tzimtzum fez foi apenas remover o aspecto da ilimitação do Seu poder para que uma criação separada fosse "fora" de Si mesmo. O que eles vêem é apenas o brilho que resplandece dele. As letras que compõem o nome não têm conexão intrínseca com o portador do nome. e essa não era simplesmente a consequência inevitável do Tzimtzum. A verdade é esta: a radiação da luz é divina. o que vemos da piedade não é uma piedade intrínseca em si.. De que maneira? A piedade é escondida dos reinos criados e seus habitantes. a saber. pode parecer que você não poderia chamar legitimamente a Sefirot Godliness. mas eles devem. que transforma todos os limites para além dos limites. a obra da criação estaria sujeita a uma lei ordenada dentro de limites e limites. sendo a revelação do esplendor da essência gloriosa que permanece escondida.. que Eyn Sof queria ser acessível para que os atributos da lei suprema apareçam por meio de radiações de luz . A piedade é revelada às Suas criaturas do mesmo modo. os Sefirot são uma das formas pelas quais o Supremo deseja mostrar suas leis. elas não são em si mesmas uma parte dele de forma alguma. não é intrínseco a Ele.essa radiação de luz. de modo que possamos dizer que possuem alguma qualidade intrínseca pertencente a ele. mas o resultado da vontade de Deus de que deveria ser visível. no entanto. alguns de Sua luz e brilho. deve ser que esta radiação contenha algo de Deus. era impossível ver a luz porque não tinha limites ou limites. Nesse caso. que a paz esteja com ele. alguma da sua luz. Inicialmente.. Se assim for. Por tudo o que vemos da piedade é o Sefirot. Se assim for. Este brilho se relaciona com seu Proprietário. chamamos a Sefirot Godliness. Assim. a partir daí. . a revelação 46 . abençoado seja Ele. Esta é a luz da qual falamos anteriormente. mas que ele escolheu deliberadamente. Mas quando o Tzimtzum veio e removeu o aspecto da ilimitada desse caminho. Este Tzimtzum fez com que alguns de Sua luz e brilho se tornassem visíveis. na medida em que estava sujeito a Sua ilimitada absurda.. A radiação envolve a fonte do lado de fora. o caminho de limitação e limites incluídos em Eyn Sof também era invisível... vemos que a capacidade da luz para ser vista não era apenas um efeito do Tzimtzum. mas não a vêem diretamente. No entanto. podemos dizer que o Tzimtzum fez com que a luz se tornasse visível não no sentido de que o Tzimtzum era a causa intrínseca da capacidade da luz de ser visto. e esse brilho é o Sefirot. mas simplesmente se referem a ele através de uma convenção convencional. receber alguma revelação dele no momento em que é revelado a eles. Combinado com este era o desejo de que essa lei pudesse ser vista.a Sefirot. O que isso significa é que não era apenas como resultado do Tzimtzum sozinho que os atributos divinos se tornaram visíveis como radiações de luz. Isso é o que causou.. Isso implica que o resplendor que resplandece dele não é algo que não tem relação intrínseca com a Divindade.é o resplendor de Eyn Sof. Para você certamente já sabe e entende que o que está além dos limites e limites não pode ser visto. Em caso afirmativo. mas que você só poderia dizer que eles apontam e indicam a Deusa de uma maneira semelhante à forma como um nome escrito designa o portador desse nome. o caminho permaneceu ali e agora se tornou visível. O que é revelado por Ele . de modo que. Enquanto as letras designam o portador do nome. o Sefirot .Alguém que estava diante de Moisés ficaria envergonhado de olhar diretamente em seu rosto e baixaria os olhos - e então ele veria o brilho de Moisés. mas apenas o que Ele quer que vejamos. esse brilho é integralmente relacionado à piedade. Antes do Tzimtzum. no entanto.. e isso é o que causou a luz ser visível. No entanto.. Para se tornar visível. Desta forma. mas porque a remoção de ilimitabilidade possibilitou a sua exibição. servindo apenas para designar a Divindade na maneira como um sinal acordado pode ser escolhido para indicar um determinado objeto. Um caso comparável é o dos feixes de luz que irradiavam do rosto de Moisés. nosso Mestre. embora o signo não tenha relação intrínseca com o objeto em questão. o que significa diretamente.. "Light" e "radiance" são termos que se aplicam à radiação emitida por uma fonte de luz. Pelo contrário.

Se assim for. Isso explica a frase dos sábios que descrevem os Tzaddikim no mundo futuro como "aproveitando o brilho da Presença Divina" ( Brachot17a). a radiação da luz foi um ato de Deus deliberado. Se assim for. isso pode legitimamente ser chamado de uma nova inovação em seu modo de ser. que. bem como Eyn Sof. Pode-se objetar: estamos dizendo. mas ligado a Ele em sua essência. mesmo agora.e tudo o que existia antes do Tzimtzum. A inovação era que deveria existir sob a forma de luz visível. tendo emergido dele. o Proprietário e a Fonte desta radiação. mas. o que isso significa é que elas surgiram de tal maneira que pudessem ser apreendidas pelas criaturas de Deus. e isso é o que se entende por luz emanada.de Seu esplendor. cujo poder foi reduzido através do Tzimtzum. mas não são piedade na medida em que são visíveis para nós. na medida em que é uma revelação do Proprietário do resplendor. Se assim for. depois do Tzimtzum. a forma como ele realmente instituiu foi permitir que eles fossem apreendidos por Suas criaturas da mesma forma que uma radiação que se relaciona com a fonte que o emite. Mas a verdade é que é apenas um certo nível da luz primordial. É escolhido livremente em relação à forma em que aparece.eles não podiam ser vistos nem entendidos de forma alguma. é. os Sefirot estão ligados a Eyn Sof. 47 . mas a maneira como eles nos aparecem está sujeita à Sua vontade e. Sua piedade intrínseca não é visível para nós. portanto. Devido à sua visibilidade. dissemos que a radiação foi intencional e não intrínseca. Pois. porque o que Ele desenha também será piedade. . Isso ocorre porque sempre que um determinado assunto entra em um novo estado que não era seu estado inicial. Quando dizemos que as Sefirot são uma radiação de luz. ohr ne'etzal. a luz radiante está ligada ao seu Proprietário. Isto é o que os cabalistas chamam de "luz emanada" ( ø ì. por um lado.. já que já existia em Eyn Sof. Podemos dizer que os Sefirot são piedade em relação à sua própria essência intrínseca. Parte 2: E esta luz que é permitida ser vista é chamada de luz emanada. abençoado seja Ele. No entanto. Nesse caso. Isso certamente seria um erro. o estado da luz como visível era uma inovação.. abençoado seja Ele. a radiação foi provocada deliberadamente por Deus e não é intrínseca à Sua essência. o que nos permite ganhar alguma informação sobre essa fonte sem realmente ver sua essência intrínseca. os Sefirot se relacionam com Sua essência intrínseca. e a maneira como aparecem está ligada à natureza do receptor que os vê. na medida em que o Emanador está ligado às Sefirot. No entanto. veja Etz Chaim 1: 3. embora na sua essência seja o mesmo que era no início.. intrínseco a Ele.. mas que ainda é piedade. mas alcançam uma percepção da glória sobre eles. há uma diferença entre a luz em que falamos . Pode-se inferir erroneamente do uso desta expressão que as Sefirot são uma luz essencialmente nova que Eyn Sof retirou e emanou de Si mesmo. portanto. Sua vontade era que a Sefirot emergisse por meio de uma radiação de luz. porque o resplendor se relaciona com o seu Proprietário. porque tirar um lado do outro é um acidente corporal.de qualquer maneira que ele pudesse ter escolhido. como podemos chamar a Sefirot Godliness? A resposta é: foi a vontade de Deus que a Sefirot de alguma forma pudesse ser apreendida por Suas criaturas. caso em que o brilho não se relaciona diretamente com Ele.o que não era seu estado inicial. surgiu um novo estado: um estado em que a luz era visível . ao mesmo tempo. 12b e 13b ). isso é leve em um novo estado de existência. enquanto que anteriormente . Pois o caminho dos limites e dos limites foi originalmente subsumido dentro de Eyn Sof. Em outras palavras. somente Seu aspecto de ilimitação fez com que a luz se expandisse além de todos os limites. É chamada de luz emanada pelo motivo escrito aqui: porque parece ser uma luz que foi gerada recentemente: não havia necessidade de a essência da luz ser emanada como uma nova criação. Se assim for.e isso se aplica mesmo agora aos níveis em que o Tzimtzum não alcança . Em caso afirmativo. Se assim for.a luz do Sefirot contraído . Quando o aspecto da ilimitada foi removido. mas poderia ter sido de maneira diferente . Eles não vêem a própria Presença Divina. não podemos dizer da piedade que Ele tirou um outro.

proporcionará uma analogia através da qual podemos entender a relação entre o Residuo e a Luz Primordial de Eyn Sof. Isto explica o conceito de "vazio".foi emanada da fonte escondida . Yesod . Foi chamado de Residue.. Tendo explicado isso como resultado do Tzimtzum. Isso explica que a luz emanada era apenas um vestígio da primeira luz que desapareceu. Gevurah. mas o Tzimtzum reduziu e limitou seu poder. no caso em questão. abençoado seja ele. a maneira como isso aparece é que uma nova luz . Isso indica que a luz que permaneceu não era nova e diferente da luz que desapareceu. antes de traçar esses desenvolvimentos posteriores. apenas que é chamado de resíduo. No entanto. eles não estão na mesma categoria. Isso ocorre porque o Residue é chamado Malchut de Eyn Sof. Consideremos primeiro o caso análogo..o último poder . e a luz que permaneceu não é exatamente um "resíduo" da Luz Infinita. Este lugar ou espaço é dito estar vazio. a luz que desapareceu não era luz visível.) Para a raiz dos reinos inferiores e os seres é a última parte .encontrado em cada Sefirah individual. que o aspecto da ilimitada não lhes daria. e está vazio da luz de Eyn Sof.. o "Residue" . Assim. e a própria luz que estamos chamando o Residue será mais tarde chamado de "mundos". No entanto. considerando a relação entre Malchut e os outros Sefirot. Parte 2: Este Residue é chamado. Abertura 26 Detalhes do Residue que preenchia o espaço vazio. no sentido de que Sua infinitude não é encontrada ali como a primeira. devemos referir-se ao termo que se aplicou originalmente. Malchut é a raiz dos mundos criados e seus habitantes.. Esta luz emanada foi chamada de Residue da Luz Primordial. a luz é da essência da Eyn Sof. tal como se aplica a este "lugar". Este Residue é chamado de Lugar (ou Espaço) de tudo o que existe. Parte 3: Este espaço ou espaço diz estar vazio.. portanto. Se assim for.. "estruturas" e vários outros nomes. surgiu uma nova luz.permaneceu com seu poder limitado. apenas maior. Foi chamado de Residue. Parte 1: A luz que foi emanada foi chamada de Residue. Antes do ato de Tzimtzum. que por causa de sua suprema grandeza não podia ser apreendida.a luz do Reshimu.. "edifícios".. enquanto o rastro restante é menor. mas sim que era como uma pequena parte dela. Seremos capazes de obter uma compreensão mais profunda de todo esse assunto. Cada Do Sefirot superior inclui todos os dez Sefirot e.. enquanto a luz que restava é a luz visível. Tiferet. Na visão profética. um Resíduo da Luz Primordial. devemos agora entender mais detalhes sobre essa luz. Hod. Netzach. quando foi chamado de Residue. Isso ocorre porque nomes e descrições diferentes são dadas às luzes de acordo com suas diferentes funções. Isso explica que esta luz emanada tem o poder de fornecer um lugar ou espaço para tudo o que existe.. 48 . você verá mais tarde. E o que é Malchut? Malchut é a última parte do Sefirot de Zeir Anpin (ou seja. embora este termo não se encaixe completamente. a relação entre Malchut e a outra Sefirot. A proposição tem três partes: Parte 1: Esta luz emanada. a última parte de todas as Sefirot que compõem o Partzuf de Zeir Anpin . mas apenas até novos desenvolvimentos terem ocorrido. porque é isso que lhes dá existência. mas depois do Tzimtzum poderia ser reconhecido como tal..representando todos os Sefirot superiores. Não podemos realmente dizer que é um resíduo daquela Luz. .Eyn Sof. não era reconhecível como algo separado em si mesmo. conforme encontrado nos reinos inferiores de Atzilut para baixo.. Quanto ao motivo pelo qual é chamado assim se não é realmente um resíduo. encontrada nos mundos de Atzilut e abaixo. Em outras palavras.Chessed. Isso ocorre porque um resíduo é um rastro de algo que está na mesma categoria. tem seu próprio Malchut individual.

Este é um vínculo de todos os poderes contidos nos dez Sefirot para produzir os reinos inferiores. A razão é porque existe uma maneira pela qual eles podem ser considerados como pertencendo a uma categoria. Malchut de Gevurah. O Malchut geral é a lei que os reinos inferiores devem existir. Este gelaw ou poder (o Malchut geral) inclui todos esses poderes específicos (o Malchuyot individual de cada um dos dez Sefirot). Tendo entendido o caso análogo. que. Por tudo o que continua revelado depois que o Tzimtzum é falado como Malchut de Eyn Sof. e dizemos que é como a última parte de todos os que partiram. que os reinos inferiores devem existir. mesmo que não seja estritamente na mesma categoria que a luz do Eyn Sof.estas são as dez últimas partes de cada dez Sefirot . mesmo no caso da Sefirot. Além disso. que não pode ser vista. que comparamos aos nove Sefirot mais altos. Este é o poder que dá um lugar para sua existência. enquanto a luz do Residue tem um fim e um limite e pode ser visto. Consequentemente. Por outro lado. como se manifesta nos reinos abaixo. Pois podemos considerar a capacidade de ser vista uma ocorrência contingente no Residue que não poderia se aplicar à primeira luz.podem ser considerados paralelos aos nove superiores de Sefirot. E a partir do que esta lei ou luz são construídas? Consiste na totalidade dos poderes existentes em cada um dos Sefirot individuais para produzir os reinos inferiores. o Malchut geral é um vínculo de todos os Malchuyot individuais de cada um dos dez Sefirot.chamaremos o Lugar ou Espaço dos reinos inferiores. chamamos de residente de todos os que partiram.podem ser considerados paralelos aos Malchuyot desses nove Sefirot. o nível superior . vamos agora aplicar esse entendimento ao assunto da nossa discussão atual. Em outras palavras. abençoado seja Ele. Para cada Sefirah contém um poder que se relaciona com a criação de reinos e seres inferiores. geral que eles precisam: a saber. a lei que os reinos inferiores devem existir . Isto é o que torna o potencial real. a relação entre Malchut e os Sefirot mais altos. o que resta após os mundos e seres criados por Tzimtzum que existem dentro de limites e limites .não apenas uma raiz no Malchut geral. o próprio Malchut também é a raiz individual de cada um deles.deixando apenas o poder específico para criar mundos e seres independentes . Mesmo assim. chamamos essa luz que é revelada no Residuo após o Tzimtzum "Malchut". O vínculo dessas partes. enquanto a outra é visível luz. todos os que partiram .). A resposta a isto é que a lei que as criaturas mais baixas devem existir é chamada Malchut (o Malchut global). mesmo que a pessoa não possa ser vista. porque o Malchut geral inclui todos os Malchuyot individuais de todos os outros Sefirot. podemos opor: se assim for. se ambos entrarem na categoria de luz. Uma vez que chamamos Eyn Sof. não pode ser apreendida. Malchut é a lei geral de que todos os Sefirot devem produzir os reinos e os seres inferiores de acordo com o que está enraizado dentro deles. Portanto. e este é o Malchut individual (como Malchut de Chessed. Aqui está a razão pela qual podemos chamar isso de Residente. Em outras palavras. a saber. "Luz Simples".a relação entre o Residuo e a Luz Parta de Eyn Sof. a capacidade de ser vista não é intrínseca à sua natureza. Mas na medida em que o Malchut geral é construído com o resíduo de todos os que partiram e inclui o poder contido em cada Sefirah para produzir os reinos inferiores. e a luz do Resíduo também é leve. Para Malchut é um "lugar" ou "espaço" no sentido de proporcionar a possibilidade de existência de reinos inferiores.esta sendo a Malchut em seu próprio lugar .. . Isto é apoiado pelo ponto anterior (Abertura 5) que. Agora. E o que é Malchut? O Malchut geral é o vínculo de todos os poderes encontrados no Sefirot individual para produzir os mundos inferiores. devido à sua suprema grandeza. Estes dois aspectos também são encontrados em Malchut abaixo. O vínculo de todos esses poderes contidos em cada um dos Sefirot individuais para produzir os reinos inferiores é a lei chamada Malchut.. Devemos distinguir entre dois aspectos diferentes aqui. podemos chamar isso de a raiz real dos reinos inferiores. etc. 49 . isso implicaria que os reinos inferiores têm dez raízes . como se manifesta nos reinos inferiores. mas para uma lei geral. mas foi intencionalmente instituída. esses poderes separados estarão pendurados em suspenso.

que se uniram para fazer o Residente dessa maneira. Na medida em que o Ilimitado mantém influência sobre esses nove Sefirot. enquanto o que partiu é sem limites e. A Suprema vontade queria que esse poder limitado fosse capaz de ser visto. Consequentemente. a décima lei das Dez Leis constituiu Pelo Ten Sefirot. No entanto. sendo essa a raiz dos reinos inferiores. Malchut de Gevurah. o que é sem limites. trazendo-o para trás além da limitação. etc. A influência que o Ilimitado tem sobre cada um deles é considerada como os outros nove Sefirot (por exemplo. Essas objeções podem ser respondidas da seguinte maneira: é verdade que as Sefirot são limitadas. é impossível falar De peças. ainda dão uma indicação do Ilimitado. que mantém a influência sobre o caminho de limitação. Se assim for. os nove Sefirot são nove funções separadas. como será explicado em seu devido lugar. pois esta é a lei que lhes dá existência.Malchut. Malchut de cada Sefirah individual: Malchut de Chessed. Claramente. que constituem a própria estrutura de Malchut.. é chamado de lugar de tudo que existe porque é isso que lhes dá a capacidade de existir.. enquanto Malchut está realmente na fronteira.. eles não estão divididos. pois você não pode atribuir peças ao Ilimitado. estamos falando dos nove Sefirot apenas do aspecto de seu Malchut e. os Sefirot são limitados. os Sefirot após o Tzimtzum são todas partes de Malchut: após o Tzimtzum. sendo esta a lei que os reinos inferiores devem existir . Parte 2: Este Residuo. É chamado de "lugar" ou "espaço" na medida em que cumpre a função de um lugar ou espaço. enquanto o que está além dos limites não quis ser visível. que contém o que está dentro dele. é impossível falar de partes separadas. o que partiu não era nove Sefirot. embora limitados.Ele queria que o poder mínimo que constitui o domínio dos limites e fronteiras seja visível. Pois a raiz da questão é que as funções limitadas necessárias para toda a existência de reinos e seres criados são. nove partes.o Malchut geral. etc. trazendo-os para além dos limites. que se enquadram na categoria de limitação. Chessed de Chessed. não pode ser considerado na categoria de nove Sefirot? Além disso. encontramos dez Sefirot: nove níveis de ação limitada (por exemplo. aplicamos a palavra Resíduo ao poder limitado subsumido dentro de Seu poder ilimitado. o ilimitado oprimiu cada um desses nove. Eles não são o ilimitado em si mesmo. trazendo-os para trás além da limitação.. . Gevurah de Chessed. pois o Ilimitado mantém influência sobre todas as partes do caminho de limitação e limites. que o aspecto da infinitude não lhes deu. enquanto que no caso do ilimitado. Este é o caminho de limitação e limites que foram subsumidos dentro do Eyn Sof. o conceito de limite não é aplicável de forma alguma e. não é um lugar no sentido físico de ser um lugar real contendo o que quer que 50 . Este é o "lugar" dos reinos e seres criados. com exceção do Malchut de cada um). mas não por causa do que são em si mesmos. em caso afirmativo. No entanto. É impossível comparar o que partiu. portanto. eles são falados como os nove Sefirot de Eyn Sof. enquanto aquilo que partiu é sem limites. na verdade. O próprio Residuo é composto por esses poderes que foram unidos. mas dê indícios suficientes dele como é necessário para o bem do governo. contidos no Ilimitado. O Malchut de cada um dos Sefirot individuais é o caminho de limitação e limites que foi subsumido em Eyn Sof como uma possibilidade hipotética antes do Tzimtzum. em caso afirmativo. todos são limitados. No entanto. enquanto os nove sefirot superiores de cada Sefirah individual indicam o ilimitado. o vínculo dos últimos poderes. como discutido anteriormente (Abertura 24). Do seu lado. Pode-se objetar: Em primeiro lugar. para essas partes que permaneceram. todos com um objetivo e todos considerados como sendo um Sefirah . A existência deste Residuo depende do vínculo de todo o Malchuyot individual dos nove Sefirot superiores. é o Malchut geral. mais baixos. exceto em virtude do limite que divide entre eles. e também no caso de cada Sefirah. conforme abaixo. como podemos dizer que o que partiu foi nove Sefirot? Certamente. enquanto que no nível do Ilimitado. Assim. No entanto. Consequentemente. não há diferença entre uma parte e outra.). e deste lado não devemos comparar o que partiu para o Sefirot. os nove Sefirot.

não permitiria a existência de níveis separados . No que diz respeito aos reinos e seres criados. dizemos que depois. abençoado seja ele. abençoado seja Ele. A ação do Ilimitado dentro do Residente é chamada de uma Linha de Eyn Sof. Ele mesmo atua em seu próprio nível de perfeição intrínseca. antes do Tzimtzum. não há acidentes físicos. ao lidar com isso. o ilimitado age apenas de acordo com o que está enraizado no residente. porque o ilimitado . Isso explica por que os mundos podem existir neste nível no vazio do qual estamos falando. . pois são piedade e. desde que não seja preenchido com edifícios). é chamado oco. Assim que o Ilimitado partiu. que está vazio.. no sentido de que os mundos não eram discerníveis. Literalmente "oco") no sentido de que ele serve como um recipiente para segurar os outros. tudo o que está enraizado não poderia ter surgido sem o próprio Ilimitado que o governasse. e o que não estava enraizado não pode surgir depois. Chalal. falta de perfeição em relação à perfeição de Eyn Sof. o Eyn Sof não possui nenhuma perfeição. dizemos que o recipiente estava "vazio" e "vazio".( ì. No entanto. não era completamente oco.o que. Isto é como a alma. Mesmo assim. em relação ao abrangente Eyn Sof. No entanto. No entanto.ou seja. Enraizada neste Residue era tudo o que estava destinado a existir. Assim que os mundos dependentes dele existirem. Para inicialmente. de ar). não havia necessidade de mais perfeição. Poderia ser objetado: qual é a necessidade de dizer que é chamado de "vazio" em relação ao Eyn Sof? Não devemos dizer que isso é chamado de "vazio" porque ainda precisa de perfeição? A resposta é que. O que ainda precisa de perfeição é chamado de "oco" . no sentido de que Sua infinitude não é encontrada lá como em primeiro lugar. A maneira como isso aparece na visão profética é como um espaço vazio e desocupado. Malchut foi revelado como um "recipiente". Na verdade. Quem é perfeito em todos os sentidos e para Quem o conceito de maior perfeição não é aplicável. Abertura 27 Como a Linha governa o Residue. não deveria ter sido chamado de vazio. Também é chamado de oco relativo ao que era quando foi preenchido com o Ilimitado.. mas sim como um espaço vazio. que se afastou disso. pois a raiz dos mundos que estavam destinados a emergir estava presente na forma do Resíduo. dizemos que o seu vazio está cheio. Consequentemente. Pelo que ele realmente traz dentro do Residue está de acordo com a natureza dos reinos e seres criados. É um nível particular cuja essência é tal que os outros precisam existir e dependerem dele (como um espaço que espera ser construído. é 51 . enquanto o Ilimitado dominasse. dizemos que "preenchia" esse "vazio". exceto que o Resíduo era como o ar. dizemos metaforicamente que ele tem um "recipiente". de outra forma. tudo era completamente perfeito. No entanto. abençoado seja Ele. Este é o "lugar" em que todos os mundos criados permanecerão. E enquanto esse nível existisse e os mundos não existissem. como expliquei.esteja dentro dele. quando a Linha desceu e fez o Residue em Sefirot. que governa o corpo somente de acordo com a natureza do corpo. Pois o conceito de espaço físico não é aplicável aos Sefirot.Uma vez que a essência de Malchut é permitir que os mundos existam dependentes dele como ramos. e mesmo após o Tzimtzum.não é encontrado lá após o Tzimtzum. ele é chamado de "oco" em relação a Eyn Sof. mas inicialmente não foi revelado como preenchido com todos os seus mundos. e está vazio da luz de Eyn Sof. mesmo que seu recipiente estivesse cheio (ou seja. que entra na cavidade oca. Parte 3: Este lugar diz estar vazio . Portanto. na piedade. na medida em que o recipiente estava naquele momento preenchido com o Resíduo. abençoado seja Ele.É por isso que os sábios cabalísticos disseram que a Linha "encheu" o vazio e que todo o espaço oco foi preenchido com os dez Sefirot de Adam Kadmon (Etz Chayim 1: 4). cheio de uma luz fina que chamamos de Residente.

a fonte desse governo não está presente. os actos ilimitados apenas. enquanto as luzes diferentes. tudo o que está enraizado não poderia ter surgido sem o próprio Ilimitado que o governasse. O Residue é a raiz do corpo. abençoado seja ele. como já foi explicado. Isso significa que. entre as luzes. deve haver alguns cujos movimentos são auto-gerados. Tudo no Residue está sob Seu controle. tudo o que estava destinado a existir nos reinos inferiores certamente foi originalmente incluído na Luz Primordial na categoria da raiz dos reinos inferiores. Se assim for. Não seria suficiente que o Residuo fosse apenas a raiz das categorias gerais encontradas nos reinos inferiores. Parte 2: Mesmo assim. e eles são a raiz das entidades que possuem essa propriedade. Parte 2: Mesmo assim. o Residue é a raiz de tudo o que se destina a existir nos reinos inferiores. o Residente consiste no que permaneceu da Luz Primordial que partiu através do Tzimtzum. tudo foi originalmente incluído no que partiu. A prova de que tudo o que se destinava a existir foi originalmente incluído na Luz que partiu é simples. Agora.. Se assim for. como um machado na mão do hewer. Todos os mundos inferiores e os seres devem necessariamente ser enraizados no Residue: cada detalhe deve estar enraizado lá. . enquanto o Residue contém todas as leis e princípios pelos quais os reinos e seres inferiores são governados. enquanto o movimento do Residente é através do Ilimitado. cujos movimentos dependem de outras luzes. Pois. mas no Ilimitado. Além disso. Isso explica que o Residue requer o Ilimitado.o Residue. que posteriormente se dividiam em seus detalhes abaixo. Por exemplo. Isso permaneceu no Residue após a partida de todos os outros poderes que não faziam parte da raiz dos reinos e seres inferiores. Isso explica que o Ilimitado governa o Residue como a alma governa o corpo.. Parte 1: Enraizado neste Residue é tudo o que estava destinado a existir. Depois de explicar o que a luz emanada é. A proposição tem quatro partes. Isto é o que está implícito nas palavras sem o próprio Ilimitado que o governa. Mas através da Linha. Em caso afirmativo. Pois existem entidades cujos movimentos são auto- gerados e outros cujos movimentos dependem de outro. enquanto o que foi produzido é. Parte 3: No entanto. a maneira como a Eyn Sof opera é através da Linha. tudo o que está enraizado lá. exceto pelo Ilimitado.. são a raiz das entidades que possuem essa propriedade. Para o que partiu foi Eyn Sof. o Residue. deve ser que mesmo todos os detalhes também foram incluídos no Residue. Se assim for. poderíamos ter dito apenas que não poderia existir. se o Ilimitado não tivesse mais que definir o Residente em movimento. assim como Ele está sem limites. A prova disso é que não é possível que exista qualquer detalhe que não esteja incluído no All- Powerful. O Residue é a revelação de tudo o que foi incluído no All-Powerful como a raiz dos reinos e criaturas inferiores. Isso é óbvio. O primeiro é que o trabalho do Residente existe apenas através do Ilimitado. Eyn Sof inclui tudo.. Dois corolários emergem disso. que está em Seu plano de ilimitabilidade. Parte 1: Enraizada neste Residue. os movimentos do corpo dependem de outro. Ele atua em seu próprio nível intrínseco de perfeição. O segundo é que é o ilimitado que governa o residente. Isso explica a qualidade distintiva deste Residue. Mas estamos dizendo que Ele governa : que ele realmente governa e ordena o 52 . A palavra "governos" implica mais do que mero movimento. E o que não estava enraizado ali não pode surgir depois. enquanto os movimentos da alma são auto-gerados. porque. enquanto o Ilimitado é a raiz da alma.. Tudo isso deve ter uma raiz acima. Agora. O Ilimitado é autônomo. Isso explica a Linha em relação ao Residue e como o Ilimitado olha para baixo providencialmente ao nível do Residuo através do Canal ou Tubo. agora é necessário explicar o que produziu.. no que diz respeito às criaturas. Pois o Residente consiste em tudo o que foi originalmente incluído na Luz Primordial como a raiz dos reinos e seres inferiores. Parte 4: A ação do Ilimitado no Residente é chamada de uma Linha.

Nós somos forçados a dizer que a maneira como Eyn Sof age é a mesma. é impossível dizer como Ele atuou ou como essas Sefirot irradiam de Ele agora. ele o traz sobre isso. pois os limites do nosso conhecimento incluem apenas o que é feito e o que isso significa. Portanto. 257b. porque Ele age sem limites. A maneira pela qual Ele age está além da nossa capacidade de compreender. não há maldade. O resultado limitado de Seu trabalho é o Residue. Para explicar: O Ilimitado tem a propriedade única de possuir a perfeição final.o caminho dos limites e limites . e a mudança é certamente um acidente corporal. abençoado seja ele. que age sem limites. como os efeitos que eles causam emergem e o que acontece com eles quando produzem novos efeitos. É somente quando a Sua perfeição está escondida que o mal tem alguma existência. Vamos explicar esses dois corolários de forma mais completa: (1) O trabalho do Residente existe apenas através do Ilimitado. Pois podemos especificar as diferentes partes do Partzufim. mas como Ele agiu para esconder e contrair Sua luz. Para no Eyn Sof. seria uma mudança. Assim. em todas as nossas discussões. todo o destino é estabelecido por Ele e seu governo está sob Seu controle. enquanto recebemos o que nos relaciona. não pode existir nele. para quem não podemos atribuir diferentes "partes" ou qualquer coisa do tipo. temos duas coisas: (1) Os resultados da ação de Eyn Sof. mesmo que o que Eyn Sof traga é. Que não pode haver diferença na maneira como Eyn Sof atua é óbvio. mas não a Sua atuação real dessa ação. Ki Tetze 281a. como diz: "Ele consumirá a morte para sempre" (Isaías 25: 8). Não é assim no caso de Eyn Sof. Este não é o caso do Tzimtzum e para baixo. não age ao mesmo tempo de uma maneira e em outro momento de uma maneira diferente. Se assim for. Eyn Sof. podem receber apenas o que estão prontas e capazes de receber. Deixe-me provar-lhe que a maneira como ele age em tudo o que Ele faz deve estar sem limites. Isto é bastante claro a partir das palavras do rabino Shimon bar Yochai. é verdade que os resultados de Sua ação estão dentro dos limites. (2) O Ilimitado realmente governa e ordena o Residue diretamente em um e ao mesmo tempo em que Ele executa Seu trabalho em Seu aspecto de ilimitabilidade. quando eles dominam. pois é interpretada por Eyn Sof. e estes estão dentro dos limites. Mas o trabalho deve ser executado. No entanto. e isso é sem limites. de uma maneira diferente. Isso significa que. Mas a maneira como Eyn Sof executa o que Ele faz é muito além de nós. recebemos apenas o que nos alcança. (2) Sua execução dessa ação. em outro momento. sem limites. Assim.mesmo assim. São os resultados que nos alcançam. abençoado seja Ele. Como é feito. que estão dentro de limites e limites. 53 . vemos que o que está enraizado no Residente existe somente através do Ilimitado. embora o trabalho realizado siga um caminho diferente . o mal não existe mais. dentro dos limites. e em Sua perfeição Ele é inteiramente bom. Veja também Zohar III. Consequentemente. No entanto. e Sua execução é sem limites. Em suma. Por isso. que. isso não significa que podemos dizer que ele executa o que Ele faz de forma limitada como um ser humano. estamos falando apenas dos resultados de Sua ação. e não devemos investigar isso. Atuar de uma só vez e.que acontece no próprio Residue. pois não podemos de modo algum atribuir acidentes corporais a Eyn Sof. por necessidade. não pode haver mudança. mas logo que a Sua perfeição é revelada. portanto. não podemos dizer. Por exemplo: sabemos que Sefirot contratado existe feito a partir de Sua luz. não podemos saber. o Residuo teria funcionado por si só sem necessidade do Ilimitado. Sua Vontade decretou que mesmo que Ele continue agindo a Seu caminho. conforme discutido na abertura 29). mas se a execução da ação também estiver dentro dos limites. pois a maneira como Ele age é sem limites. Para as criaturas inferiores. que disse: "Ele não muda em nenhum lugar" ( Zohar. onde podemos dizer isso. a maneira como ele executa a ação está escondida de nós. Diante dele. e que o próprio ato que nos vem dentro dos limites é executado por Ele em Seu caminho. o que está dentro dos limites. Não podemos entender isso. no que diz respeito aos reinos e criaturas inferiores. como explicamos anteriormente ao falar sobre Sua unidade.

Pois você estava com raiva de mim " (Isaías 12: 1). e a verdade é que a ação em si é perfeita. Deixe-me ilustrar isso com um exemplo. No entanto. Em primeiro lugar. Alternativamente. Isso teria sido o caso se não fosse o fato de que o Residue é governado pelo Ilimitado. assim como a execução da ação é realizada até a perfeição. como uma roda que gera apenas tantos graus até completar todo o ciclo e. Assim. Ou poderia ter sido sujeito a uma única lei imperfeita que rege as criaturas imperfeitas de tal forma que elas nunca poderiam emergir de suas imperfeições. como diz: "Tudo o que o Misericordioso faz é bom" (Berachot 60b) e "Agradeço-lhe. conforme discutido acima. por um lado. uma vez que tudo no Residue é governado pelo Ilimitado. ele é perfeito desde o início. no final. tudo deve ser bom. pois. exceto conforme permitido pela lei de dissimulação. Deus. a 54 .no entanto. a lei do encobrimento foi provocada pela Sua perfeição. este Residue poderia ter surgido de duas maneiras. o governo persiste no equilíbrio de conferir bondade ou oposição. Para revelar a Sua unidade no caminho mais claro. É para realizar este propósito que a ação é executada dentro de limites e sem perfeição. É Eyn Sof Who que executa mesmo o que é feito dentro dos limites. haverá um descanso perfeito. Este é o Residue. pois tudo é bom. dependendo dos atos dos homens no mundo inferior. que atua em Sua perfeição intrínseca em Seu plano de ilimitabilidade. que contém tudo relacionado com recompensa. como são seres criados. poderia vir a ser sujeito a uma única lei. Mas poderia ter sido que as coisas iriam por este caminho para sempre. Isto é como a alma que governa o bosolely de acordo com o que o corpo é. Por esse motivo. também a intenção da ação é levar tudo à perfeição. o ilimitado age apenas de acordo com o que está enraizado no residente. Com o ocultamento da perfeição. O objetivo é alcançar a perfeição. mas simplesmente anima o que já está naturalmente presente no corpo. abençoado seja Ele. abençoado seja Ele. nível por nível. Isso não seria possível se não houvesse limites e limites.iniciativas masculinas no mundo inferior. E qual é o benefício disso? Que mesmo que o intermediário seja imperfeito . Embora tenhamos dito que a fonte do governo é Eyn Sof. de modo que as próprias deficiências que ela contém serão gradualmente transformadas até alcançar a perfeição que foi escondida no início. E. tornar possível que Suas criaturas existam em níveis diferentes e graduados e para se aproximar da perfeição gradualmente. Pois. Isso está enraizado no Residue. Recompensa e punição indicam falta de perfeição. em Sua perfeição intrínseca. e punição do outro: tudo está preparado e pronto. assim. portanto. mas sim move e organiza o que já estava enraizado nele. O Residue é. e nada os atinge. Ele escondeu Sua perfeição e instituiu um modo de imperfeição para criar e governar criaturas imperfeitas. Na verdade. A alma não adiciona nada novo ao corpo. no entanto Ele já decretou que essa ação deveria atingir os reinos e criaturas mais baixas somente dentro da ordem limitada constituída pelo Residue.pois o trabalho é deficiente . nunca poderiam atingir o nível do Criador. vemos que é Eyn Sof. mesmo que as criaturas de Deus alcançassem a perfeição suprema. Isto é como a alma no corpo. No entanto. Isso significa duas coisas. A verdade é que a intenção dessas deficiências é. recompensa e punição: "O mundo existirá por seis mil anos" ( Sanhedrin 97a). não que eles permaneçam como estão. deve ser que os caminhos do Residente andem até alcançar a perfeição. Parte 3: No entanto. o resultado é levar tudo para completar a perfeição no final de todos os ciclos. Em segundo lugar. pois o Ilimitado não contém níveis e. há um limite para o período de escolha. Mas nos reinos inferiores a perfeição está escondida. com os justos recebendo sua recompensa e os ímpios sendo punidos. tem muitas deficiências e imperfeições enraizadas nela. pois em um estado de completa perfeição. aguardando a excitação por baixo . a entrada do Ilimitado para governar o Residue não adiciona nenhum novo poder ao Residue. na medida em que este Residente surgiu através da dissimulação da perfeição. No entanto. elas ainda não poderiam alcançar a Sua perfeição. e assim ela vai em uma direção de tal maneira que certamente chega à perfeição completa. portanto.

dentro dos limites. o Canal) é a Sua execução poderosa do que ocorre no Resíduo (# 1. abençoado seja Ele. dizemos que é assim que o Emanator está conectado com o que ele emanou. O Canal em si não age. de modo que no final só haverá boa e perfeição. Ele faz isso em Sua perfeição e ilimitada. Em outras palavras. Os dois aspectos operacionais são a Luz desenhada . abençoada seja Ele está olhando para o caminho dos limites em Seu intrínseco todo-poderoso (# 3. (3) A forma como o Todo-Poderoso olha para o próprio caminho dos limites e limites por meio dos quais recebemos. O Residente contém todas as leis de recompensa e punição. ou seja. ! " (Deuteronômio 32: 5). seguramente cuida disso. Eyn Sof está sem limites em todos os Seus poderes e não temos conexão com Sua ilimitada. como você já ouviu. Para explicar: Incluído entre os poderes do Todo Poderoso é o poder de vigiar a ação de outro que existe dentro dos limites. como diz: "A corrupção é sua? Não: os filhos são a mancha. E como o caminho dos limites e dos limites surgiu como uma nova criação. chamaremos a um Canal ou Tubo e o outro uma Linha desenhada dentro dele. Eyn Sof. Aquilo que Eyn Sof. o Emanador está ligado àquele que foi emanado. o Residuo recebe sua luz de Eyn Sof. o Resíduo.a Linha . o que acontece com eles é paralelo. Pois. porque assim podemos ver claramente o dano ao mundo através das falhas causadas pelos pecadores. pois também esta é a Sua obra. Assim. a entrada de Eyn Sof no governo do Residue é chamada de Linha daquele que entra dentro da cavidade. que está sem limites. Em outras palavras. É precisamente esta luz que governa o Residente à medida que a alma governa o corpo. Assim. Enquanto no Resíduo existem níveis sucessivos de ocultação e deficiência. que não foi ouvida por ninguém senão por ele.. e. ele olha para dentro e vigia o Resíduo de acordo com a natureza do Resíduo. Portanto. como a voz que falou com Moisés.. a luz desceu de Eyn Sof para o que está dentro da cavidade. como será discutido mais adiante. (2) O que recebemos. e Eyn Sof. Com isso. A Luz dentro da Linha . incluída em Seu poder abrangente é a capacidade de olhar para baixo e governar a criação limitada. Parte 4: A ação do Ilimitado no Residente é chamada de uma Linha. Você deve entender que o Canal ou Tubo não é um aspecto particular de Seu ato criativo. exceto por este único aspecto: Seu poder de produzir realmente uma obra fora e separada de Si. que não tem limites. executa em Sua perfeição (# 1) é tirado de Eyn Sof. na cavidade por meio de (# 3) o Canal ou Tubo. separado de Si mesmo. nega qualquer outra existência. estamos dizendo que uma única Linha foi tirada do abrangente Eyn Sof. O Canal ou Tubo simplesmente transfere a ação da Luz. Ao falar de uma Linha. Consequentemente. por isso. Exceto que só recebemos dentro dos limites. "Não há ninguém além de Ele". através do Canal. esta Luz dentro do Canal é algo diferente do Residue. a forma como o Todo-Poderoso olha para dentro do Residue. e mesmo conosco. tal como o recebemos. temos uma conexão. que também é uma Linha de Eyn Sof. pois está no nível da suprema perfeição de Eyn Sof. Who's All-Powerful. vestida e escondida dentro de Eyn Sof. na alma tudo está de acordo com o bem e a perfeição. na cavidade. consequentemente.e o Resíduo. como um canal ou cachimbo. no entanto. O que recebemos (# 2) é a totalidade do residuo. Através dele. abençoado seja Ele. como já dissemos acima. No entanto. abençoado seja Ele. Através deste Canal. onde tudo é bom e não há maldade nem falha. que está dentro dos limites.está no nível da Unidade. abençoado seja Ele. Embora a verdade seja aquilo. não é uma radiação diferente do Residue: Ele a considera como o que é. A maneira como o All-Powerful olha para o nível de limitações é através deste Canal. e é assim que o Emanador está ligado àquilo que Ele emanou. Light on the Channel). Através desta luz desenhada através do Canal ou Tubo. que vem até nós dentro dos limites. E é Ele que governa o Residue. apesar de ser uma grande voz que não cessou. temos aqui três aspectos: (1) A ação de Eyn Sof em Sua perfeição intrínseca - executando as coisas que recebemos dentro dos limites. abençoado seja Ele.presença da Linha de Eyn Sof no Residue é em si mesma a raiz da alma no corpo neste mundo e. para o trabalho resultante. 55 . abençoado seja Ele.

seja abençoado.. Como dissemos acima.] . como dissemos acima.. no final. Esse olhar em geral é chamado de linha. mas uma linha. Ele olha para a criação. . e. um raio. na cavidade é uma única Linha constituída pelo Canal e a Luz que se desenha dentro dela. Isso explica como a Linha se estende dentro do Resíduo. a Linha governa o Residue. Parte 2: No entanto. a saber. de modo que possamos dizer que. ele fica para fora e o engloba. e. Assim. e deve-se dizer que inclui seu poder e desprezá-lo de todos os lados.. Eyn Sof. pois só podemos apreender cada coisa por si só. [Desde este ponto até o final da abertura. mostrando o mal e seu remédio não é aplicável a esse nível. ele executa esse ato limitado de acordo com Sua perfeição intrínseca. toda a nova criação criada por Eyn Sof. Isso explica a Luz Encomponente. e o Todo Poderoso olha para a totalidade em todo o Seu poder como um todo completo. agora devemos explicar a maneira como se espalhou por dentro.. após o Tzimtzum e o ocultamento. as coisas se dividem em dois: o Nome e a Forma do Endereço. abençoado seja Ele..No que foi criado depois. e uma vez que o bem nega o mal. No entanto. A maneira como isso aparece na imagem profética é que uma única linha desce do abrangente Eyn Sof e enche o Resíduo. No entanto. em geral. é perfeição completa. que entrou no Residue está escondido dentro dele por dentro em todos os seus níveis. abençoado seja Ele. a descida de Eyn Sof. Esta é a Luz Interna e Abrangente da Sefirot. abençoada seja ele. Pois.... mas constituem uma estrutura completa.. dizemos que é uma única Linha. através da Linha. Para a Linha é composta por estes dois. Parte 1: A linha de Eyn Sof. O Canal ou o Tubo é como uma peça de vestuário para a Linha em si. . Uma linha de Eyn Sof. A proposição consiste em quatro partes. Parte 3: E mesmo assim. e tudo estará no estado de perfeição suprema que já existe no Eyn Sof.. No entanto. de modo que eles estão conectados um ao outro. Isso é óbvio de acordo com a imagem na visão profética. Parte 4: E esta é a Luz Interna e Abrangente. Somente em relação a nós são eles muitos. Agora. Em Sua própria perfeição e infinita ilimitada.. depois que a Linha entrou no Residue e ordenou isso para suas várias divisões. o Nome governará e será revelado. Você deve entender que não estamos dizendo uma parte. que é a base subjacente do Navio. como um raio de sol que surge do brilho geral do sol. embora o Residue tenha muitas partes. A Linha de Eyn Sof. que engloba. abençoado seja Ele. pois "Desde o início Ele conta o fim" (Isaías 46:10) e Tudo é visto como bom. abençoado seja Ele. kinui). fica para fora. tudo é apenas de tal forma que a Linha se depara com o Residue. o Residue tornou-se mundos. portanto. enquanto a regra da "Forma do Endereço" retornará a Ele. Abertura 28 A Linha divide-se na Luz Interior e Abrangente da Sefirot. Tendo discutido a entrada da Linha no Espaço vazio. A própria Linha tornou-se escondida dentro do Resíduo.. E estes dois caminhos são chamados de Nome ( í. Shem ) e a "Forma do Endereço" (é. elas não estão separadas. e assim é dito para governá-lo. Isso explica como a Linha se acomoda para combinar o Residuo em que entra.. e juntos eles são chamados de uma Linha nos ensinamentos da ARI. é um todo completo. Isso ocorre porque em Eyn Sof. Ou seja. Eyn Sof em Sua perfeição intrínseca executa um único ato. Mesmo assim.. que entra na cavidade oca. Este é o Canal ou Tubo entre Eyn Sof e o que está dentro da cavidade oca. Isso explica os diferentes aspectos da luz de espalhamento e seus nomes. o comentário de Ramchal diverge do fraseio da proposição inicial. 56 . consequentemente. não há como partes diferentes. o abrangente Eyn Sof. como será discutido mais tarde. Isso significa que. abençoado seja ele.

Aqui temos a explicação da Luz Interior e Abrangente. nada é revelado dele. enquanto serve os reinos criados e entrando no Lugar criado pelo Tzimtzum... mesmo o nível de perfeição que podemos entender para ser contido na ação executada pela Linha dentro do Residue não é senão a menor parte dessa ação. portanto.ou seja. e abrange. abençoado seja Ele. Isso significa que é a causa e o "inclui" na forma como uma causa inclui seu efeito. cumpre sua função enquanto permanece em seu lugar designado . Parte 3: Mesmo assim.que é o modo de perfeição. a causa e o objetivo do serviço do homem. tem um relacionamento com o Navio. a ação da Linha ao governar o Residuo através de todos os caminhos discutidos está em si mesmo no modo de ilimitabilidade . Em vez disso. O navio e o residente contêm as raízes do serviço do homem. Essas questões são explicadas mais adiante na Parte 4 desta proposição. mesmo aqueles que estão no seu nível. assim.. A razão pela qual ele fica fora é porque quando a luz veio entrar no navio. mas está além de todas as limitações.o que está dentro daquilo que está fora... tudo o que entra no Espaço se acomoda inteiramente ao Residue. ao Formulário de Endereço e ao Nome. é dito para governá-lo. . Conforme discutido anteriormente. mas em todas as ações que Ele executa por causa dos reinos e seres criados. cuja medida corresponde a essa pequena parte. No caso da Linha. o Navio. mesmo que Eyn Sof olhe provisoriamente e supervisione o nível de limitação. A Luz Encombrante. dizemos que a Linha está escondida. que o Residue é governado sob o domínio da unidade. A metade fica fora e. 57 . a Luz Encompassante também está dentro do Espaço. Isso explica o que queremos dizer dizendo que o Residue ganha pelo fato de que a Linha está escondida dentro dele.... É o que dissemos acima. o Residue. A Luz Encomponente é. A última parte da ação é aquele aspecto de Sua perfeição que se vê no próprio trabalho executado. abençoado seja Ele. que entrou no Resíduo está escondido dentro dele por dentro em todos os seus níveis. Assim. que é o fundamento subjacente do Navio. a Luz Encompassante. não é revelada. Em outras palavras. o rodeia.. pois. Emor III. sendo este o meio. cada nível dentro do Residente está sob a supervisão de Eyn Sof em Sua perfeição intrínseca. pelo qual podemos alcançar a revelação. o Resíduo. Mesmo que a luz englobe a luz e não seja limitada pelo navio.. toda a essência é Eyn Sof. e essas diferentes partes existem apenas porque era Sua Vontade que elas deveriam existir. não é como Eyn Sof. não teria conexão com o que ele produz. correspondendo. . e é dito que inclui o seu poder. No entanto. A Luz Encomponente é a revelação final. Isto é o que significa governar o Residente visível. Parte 4: Esta é a Luz Interna e Abrangente. que abrange tudo. Esta é a Luz Encompassante. nem todos entraram. o Zohar ( Raya Meheimna. Assim. se assim for.. no entanto. Estes são os nomes de dois níveis da Luz. Assim.. Qualquer coisa que entenda sobre as obras do Criador é apenas uma gota no grande mar. A regra da unidade está escondida dentro do governo manifesto do bem e do mal. e. que é a recompensa. tudo é apenas de tal forma que a Linha se acomoda ao Residue. Assim. a maior parte de Sua providência é muito exaltada para nós. portanto. fica fora. exceto a parte mais pequena .. Isso indica que não fica longe.. E isso é o que foi adquirido ao ter a linha vestir-se dentro do residente.. que envolve e abrange o Espaço Vacinado ou o Lugar de fora. Parte 1: A Linha de Eyn Sof. ou seja. Consequentemente.. Isto é expresso ao dizer que Eyn Sof é encontrado em cada Sefirah de todos os lados. respectivamente.. O encobrimento da Luz da Linha de Eyn Sof dentro do Resíduo é a fonte Dos dois modos de governo discutidos anteriormente: a regra do bem e do mal e a regra da unidade. A Luz Abrangente é a causa do Vaso . 109b) afirma que "Ele está dentro de cada Sefirah e fora de cada Sefirah". e toda a existência e funcionamento do Sefirah é apenas através dele. portanto. ao contrário de Eyn Sof. Do Sefirot. No entanto.A luz interna. sobre o qual os reinos e criaturas inferiores recebem. Parte 2: No entanto.

Conforme explicado anteriormente (abertura 26).Parte 3: A Linha brilha. Neste aspecto.. é esse Espaço ou Lugar que dá existência ao que existe. enquanto o Chayah e Yechidah abrangem o Navio do Exterior como abrindo a luz. Cada Sefirah é parte do Residue. Ru'ach e Neshamah estão vestidos. dentro e ao redor de que é a Luz de Eyn Sof. isso aparece como luzes construídas de vasos perfeitamente trabalhados. nada poderia existir. cada Sefirah deve ser parte do Residue. exceto o Resíduo. A explicação da propagação da Luz Interna e Abrangente nos escritos das ARI diz respeito apenas à supervisão providencial de Eyn Sof e supervisão providencial dos diferentes níveis de acordo com as leis do Residue e seus níveis ordenados. o Sefirot vem apenas do Residue. o Residue é. abençoado seja Ele. a Linha começou a ativar o Residue. devemos agora examinar os detalhes e discutir como o Sefirot surgiu. Ru'ach. Parte 1: Os Sefirot são o que surgiu do Espaço que foi criado na época do Tzimtzum. Chayah e Yechidah.. emergindo de acordo com a natureza do Lugar. onde quer que seja. e suas várias partes foram estruturadas e transformadas em mundos e Partzufim.. e isso é o que distingue os diferentes Partzufim um do outro. Conforme discutido anteriormente (Abertura 27). Cada Sefirah é parte do Residue. é uma parte do Residue. e neste aspecto é completamente igual. Dentro de cada Sefirah encontra-se uma essência interior que existe em virtude da Linha de Eyn Sof.um Residuo. A diferença não está na Linha. embora seja um traje. Abertura 26. e qualquer coisa que ainda não tenha sido enraizada nele possa surgir depois. Assim. que é a roupa dentro da qual a Linha está vestida. Interior e Intermediário. No entanto. Estes são os chamados de Navio Exterior. nos níveis de Luz Interior e Abrangente. portanto. Abertura 29 A Linha brilha dentro da Sefirot. pois isso foi tudo o que resta quando o Lugar surgiu. Tanto a Luz Interna quanto a Invulgente são divididas em cinco níveis. Intermediário e Navio Interior. a alma. Depois que este Lugar foi produzido. mas em seu traje. esta providência é encontrada de várias maneiras em cada Sefirah . Os Sefirot são o que surgiu do Espaço criado no momento do Tzimtzum. que entra nela. O Lugar é tal que nada existe. é feita para combinar cada Partzuf de acordo com o que é. O Residente consiste na totalidade de tudo como um único todo.. que é a alma. Parte 4:. Agora.. chamado apenas a raiz do que foi destinado a vir depois. desde que nenhuma ação adicional tenha ocorrido além do fato de que isso é o que resta como resultado do Tzimtzum (veja acima. isso pode ser revelado já surgiu no Residue. Depois. Em outras palavras. o Sefirot surgiu. Claramente. mas a verdade é que é a totalidade de 58 . porque o Residue é a totalidade de tudo o que está destinado a existir no Sefirot em todos os lugares que são. antes que este Lugar existisse. Neshamah. este último foi definido como sendo o que restava da luz de Eyn Sof após o Tzimtzum . Todos estes são chamados por seus próprios nomes individuais de acordo com a forma como eles se espalham e se estendem. A proposição consiste em quatro partes: Parte 1: O Sefirot é o que surgiu. no Exterior.. O nome Residue era aplicável. e neste aspecto é completamente igual em todos os níveis. Este é um nível de interioridade ainda mais escondido. Se assim for. correspondentes aos cinco níveis da alma: Nefesh. Mas a luz principal é a Luz Abrangente lá fora.. Isso explica a diferença entre o primeiro e o segundo nível de interioridade. Parte 1). respectivamente. Parte 2: dentro de cada Sefirah. antes da Linha começar a ativar o Resíduo. A Linha brilha dentro da essência interior de cada Sefirah como a alma das almas. Na visão. abençoado seja Ele. Tendo discutido a Linha e o Residente em termos gerais.dentro dela em todos os seus diferentes níveis.. Os Nefesh. Isso explica a estrutura externa do Sefirot. de modo que cada Sefirah. Isso explica a essência interior da Sefirot.

1). Essas almas são um traje para a Linha de Eyn Sof. um resplendor brilhante brilhava. 17. pois estes variam de acordo com a estrutura individual de cada Partzuf. e a natureza de um membro não é como a de outro. mas isso não é motivo para dizer que eles não fazem parte do Resíduo supremo. Se assim for. e esta alma é a raiz subjacente dos poderes mentais individuais ( ï. Parte 4:. como explicado anteriormente. Por tudo o que Eyn Sof faz. em última instância. pois a Linha constitui a ação perfeita de Eyn Sof. assim como no caso do homem . Este é necessariamente o caso. mochin ) que constituem a alma particular de cada um dos vários Partzufim diferentes. Dentro do Resíduo. Os vários níveis diferentes podem surgir apenas onde os encontramos. Isso significa que a alma governa todas as diferentes ações do corpo sem que ela se altere de forma alguma. como afirma no Zohar ( Ki Tetze 281a) : "Ele não muda em nenhum lugar". Parte 2: Dentro de cada Sefirah encontra-se uma essência interior. Mesmo que vários níveis diferentes surjam mais tarde. a Linha deve ser a mesma em todos os níveis. quando a Linha entrou no Residue. como explicado anteriormente(Abertura 25). Esta essência interior é a alma (ä. A essência interior existe em virtude da Linha de Eyn Sof. conforme explicado nos escritos da ARI. e que apenas a mudança de Sefirot. Ele faz com perfeição.. Para cada Partzuf tem seus próprios poderes mentais únicos. Para cada conexão entre duas coisas sempre gera um intermediário adicional entre eles. São apenas as ações da alma que variam de acordo com as partes corporais envolvidas. No entanto. A Linha é como a alma no corpo. Tudo o que veio depois é apenas os detalhes do Residue. Se assim for. Second Introduction. Uma vez que existem diferenças entre o grau de prontidão de diferentes receptores. Cada detalhe faz parte do conjunto geral. o que inicialmente não foi incluído no conjunto não pode existir depois como um detalhe.. e dentro dela é a alma da alma. tudo está enraizado e deriva do Residue. assim como em Malchut. Não podemos dizer que a parte da alma no nariz não é a mesma coisa que a parte da alma no braço. Os vários poderes mentais diferentes são o que cada um dos diferentes Partzufim recebe individualmente da Linha. . Isso ocorre porque a Sefirot brilha de acordo com a prontidão dos reinos e seres criados para receber. porque foi realmente gerada pela entrada da Linha no Residuo. tudo o que existe no Sefirot em todos os níveis faz parte do Residue. o mais alto de todas as leis e Sefirot. abençoado seja Ele. a Linha de Eyn Sof entre as cores de acordo com Sua perfeição e a mudança não é aplicável a este nível. 59 . que é o último. os vários poderes são divididos no Residente como membros corporais. pois. pequeno ou ótimo. Toda a alma existe igualmente em todas as partes do corpo. O brilho da Linha dentro da essência interior corresponde ao conceito de "irrigação da Árvore" mencionada em vários lugares do Zohar (Veja Tikkuney Zohar. É realmente apropriado que a Eyn Sof não mude. dependendo do seu nível. Se assim for... Podemos discernir a mesma perfeição em Keter. e neste aspecto é completamente igual em todos os níveis. e como discutido anteriormente (Abertura 27) em termos da alma e do corpo. como explicado anteriormente. A essência interior ( ú. a alma é uma só.. que existe em virtude da Linha de Eyn Sof. acomodando-se ao local onde entrava. pois. Esta é a alma do vaso. pnimiyut ) é a "interioridade" do Sefirah. ao executar todas as leis limitadas do Residue. existem diferenças entre o Sefirot. Quem não muda em nenhum lugar. O corpo é dividido em diferentes membros e órgãos. A "irrigação da Árvore" não é o mesmo que os poderes mentais. mas a Linha governa-o como a alma.tudo o que está destinado a ser. Este fato é óbvio. mas a própria Linha é a mesma em todos os lugares.como será discutido mais adiante. Parte 3: A Linha brilha dentro da essência interior de cada Sefirah como a alma das almas. como será explicado em maior comprimento abaixo (Abertura 31). abençoado seja ele. tudo segue a forma de Adão. neshamah ) do Navio. abençoado seja ele. A verdade é que. isso não é um desprezo pelo fato de que. a linha é a mesma em todos os níveis.. mas o corpo inteiro é governado por uma mesma alma. Esta diferença entre a Linha e a Sefirot também é vista na alma e no corpo. No entanto. que entra nela.

A raiz da regra de recompensa e punição reside no Sefirot. Dependendo do membro com o qual um homem realiza uma mitzvá.. enquanto Line é como a alma no corpo .. Assim como o traje da alma afeta a maneira como ele atua no corpo. para que possamos fazer inferências sobre 60 . veste a alma quando entra no corpo. Quando a alma se veste com este traje. Pois a essência é sempre uma e a mesma coisa. No entanto.. que é igual em todos os níveis. mas quando está fora do corpo. ou podem ser iguais em um determinado aspecto em virtude do qual elas estão na mesma posição ou se enquadram em uma categoria. abençoado seja ele. a regra da unidade vai para um único objetivo em cada ação sem nenhuma mudança. e isso é o que distingue os Partzufim um do outro... e o Zohar ( Mishpatim 96b ) explica que. É através deste traje que Ele faz o que Ele tem que fazer no Residue. Este é o traje com que o Santo. eles podem ser completamente iguais. que é tão distante Dele como o corpo da alma. . relacionado ao corpo. a alma. Ele vestiu roupas de vingança para a roupa" (Isaías 59:17).assim como a alma age de acordo com cada membro individual. duas coisas podem ser de igual valor. que o bronze é uma peça de vestuário usada pela Presença Habitante para nutrir o reino das cascas ( ú. No entanto. Para todos os diferentes aspectos da Sefirot acima. A roupa ( ù.que a Sefirot brilham de acordo com a prontidão dos receptores. Da mesma forma. Antes da sua entrada neste mundo. kelipot ). Cada Partzuf tem seu próprio "traje" distinto.. esta peça de vestuário deve existir em cada Partzuf de acordo com a sua natureza. quando a Vontade Suprema queria trazer a Linha para governar o Residuo. .. a Sefirot muda de acordo. a alma é dita Tem o atributo correspondente. mas Ele se vê em trajes diferentes e executa todas as diferentes ações que Ele realiza de acordo com a natureza dessas várias armadinhas. correspondem à ordem da Forma de Adão. No entanto.. para que a Linha possa agir igualmente através de cada um desses mantimentos diferentes. ( Zohar. Essas duas idéias . que é a roupa dentro da qual a Linha está vestida. assim como a alma precisa de uma peça intermediária para se conectar Com o corpo. Ele não usa a manhã. O Partzufim só pode receber da Linha através desta peça de vestuário. Assim. Vemos isso escrito explicitamente: "E ele usou a justiça como um casaco de correio. Em alguns casos. a alma não teria conexão com o corpo. "forma" ou "semelhança") É um intermediário entre a alma e o corpo. Para este formulário está rooteado acima em todos os níveis. dependendo do poder governamental que ele precisa receber da Linha.. se não fosse por esse traje. o Tikkuney Zohar (Tikkun 22. Pinchas 256b). assim também todas as diferentes armaduras dos vários Sefirot e Partzufim afetam e mudam a ação da Linha vestida dentro deles de acordo com sua natureza particular. que já discuti.. Esta é a Linha. tzelem. yichud ) e a da regra de recompensa e punição. era necessário um vestuário intermediário entre eles. Este é o resultado de estar sendo vestida com este traje do corpo. Você deve entender que a igualdade da Linha em todos os níveis é absoluta. é feito para combinar cada Partzuf de acordo com o que é. ao entrar no corpo. a alma tornou-se investida com uma inclinação do mal e com vontade livre. a alma era como um anjo sem uma inclinação do mal e sem vontade livre. e isso deve ser óbvio a partir de todas as provas que aduzimos. tal como a encontramos aqui abaixo neste mundo (como será discutido mais adiante). a igualdade da Linha é absoluta em todos os níveis. e uma vez que a regra de recompensa e punição responde aos atos dos homens. 65a) afirma que "As roupas que Ele usa à noite. Por vezes. Uma terceira distinção que deve ser feita a este respeito é entre a raiz da regra de unidade ( ã.estão implícitas no Zohar. executa as funções necessárias de acordo com a natureza desse corpo. uma "peça de vestuário". porque a ação da Linha é literalmente igual em todos os níveis sem qualquer alteração."). levush. No entanto.. o que é igual em todos os níveis. Em caso afirmativo.. não age dessa maneira. Encontramos essa idéia Na afirmação no Zohar ( Terumah 139a). E assim como podemos fazer inferências da Sefirot para adicionar a nossa compreensão da Forma de Adão. "O Mestre do Universo lida com todas as criaturas diferentes em cada geração de acordo com suas ações . correspondente ao í.

de outra forma. as diferenças em uma mesma pessoa em momentos diferentes e em tudo o que pertence à conduta do corpo e suas ações derivam da alma. A maneira de resolver as contradições é como eu expliquei aqui. No entanto. Chayah e Yechidah em seu próprio direito. Esses poderes mentais mudam nos próprios Partzufim em momentos diferentes. tudo retornará ao estado final de 61 . Através das luzes internas e abrangentes. Ruach. Assim. afetando e modificando sua natureza e funcionamento. como a Linha de Eyn Sof. Pois a diferença entre os diferentes Partzufim em termos de sua estatura pode ser vista como problemática. Os poderes mentais incluem um Nefesh. como será discutido mais adiante. De acordo com o que são. a "alma") de todos os Partzufim. É através destas diferentes garbs que os Partzufim se distinguem um do outro em todos os seus diferentes aspectos. As diferenças entre uma pessoa e outra em termos de traços de caráter. (2) os poderes mentais. mas no final. pnimiyut. como eu vou explicar a você abaixo em seu devido lugar. é completamente igual em todos os níveis. você deve entender que existem três aspectos para os Sefirot: (1) os vasos. em termos de grande ou pequena em estatura E valor. e assim você encontrará em todos os escritos da ARI e em todos os ensinamentos do rabino Shimon Bar Yochai. e assim você deve encontrar tudo para ser claro. que é a alma. eles são. e cada Partzuf recebe da Linha de acordo com a natureza do traje. O Chayah e Yechidah aqui não são o mesmo que as luzes abrangentes das quais falamos em conexão com as "luzes interiores e abrangentes" (ver Abertura 28). mochin ): são a essência interior ( ú. Da mesma forma. porque isso depende de quão perto ou longe de Eyn Sof. os Partzufim aparecem com seus poderes mentais junto com a Linha.se eles se inclinam para a Bondade. Os poderes mentais são as roupas (da Linha) e são feitos para se adequar a cada Partzuf. A partir da discussão nesta e na abertura anterior. não vou expandir isso agora. tanto qualitativamente . Esses poderes mentais são o que chamamos de "vestimenta" desta Linha interna. Eles são a fonte de todo o governo. tal como a encontramos neste mundo. conecta-se e governa cada um de acordo com sua natureza particular. É através destes poderes mentais que Eyn Sof. Mas. mas em seu traje. várias passagens nos escritos das IRA seriam completamente contraditórias. Isso significa que as falhas podem existir. (3) as luzes interiores e abrangentes. abençoado seja Ele. Eyn Sof é encontrado em todos os diferentes níveis. porque é algo que é bastante visível nas passagens que falam sobre os poderes mentais e aqueles que falam sobre Eyn Sof. parece que todos deveriam ser iguais em estatura.e quantitativamente. Assim: a diferença não está na Linha. Os navios são os diferentes níveis do Resíduo . O conceito fundamental aqui é o dos poderes mentais ( ï. abençoado seja Ele. que é a alma das almas. Pois as luzes têm sua própria maneira individual de se espalhar. É verdadeiramente o mesmo nos reinos superiores. dependendo do que é. como expliquei. abençoado seja ele e o nível abrangente.a Sefirot da Forma de Adão. embora a Linha seja exatamente a mesma. então eles recebem a luz da linha vestida dentro deles.as leis que existem após a dissimulação da perfeição. o Partzufim pode ser grande ou pequeno dependendo da preparação da alma de qualquer Partzuf dado para receber da Linha dentro dele. abençoado seja Ele. tudo conforme discutido lá. e cada Partzuf é governado por seus poderes mentais. Julgamento ou Misericórdia . Neshamah. as roupas são diferentes. conforme discutido acima. e assim eles alcançam os Partzufim da mesma maneira discutidos lá. sabedoria e inteligência estão na alma. Na visão profética. seja no "traje" da Sabedoria ou a "camiseta" do Entendimento. que é a essência interior igual em todos eles. No entanto. pois. Agora vemos que todos os corpos humanos têm a mesma forma geral. Abertura 30 A regra do bem e do mal e a regra da unidade Foi enraizado no Tzimtzum que o governo do universo deveria seguir seu curso até o fim.

que é a lei geral que rege tudo o que existe aqui e abaixo. O ato de limitação. A intenção é que o poder de conceder o bem deve ganhar influência... suficiente para tudo isso. isso é o que Ele pôde criar e Ele não poderia ter feito de outra maneira. Parte 3: A intenção é. Isso é chamado de Outro Lado. A proposição consiste em três partes: Parte 1: Foi enraizada no Tzimtzum. que possibilitou a existência de criaturas independentes. Parte 1: Foi enraizado no Tzimtzum que o governo do universo deveria seguir seu curso até o fim. Você já ouviu falar que toda a sabedoria da Cabala é apenas para entender o governo da Vontade Suprema e para que propósito Ele criou todas essas criaturas diferentes. Esta medida calculada constitui a via de fronteiras e limites que. Mas não podemos dizer que Eyn Sof foi obrigada a agir dessa maneira (Deus não permite isso). devemos entender o que é a raiz do próprio Lugar. discutimos o que aconteceu quando o caminho da limitação foi introduzido pela primeira vez e como ele está vinculado ao ilimitado..Foi enraizado no Tzimtzum que o governo do universo deveria seguir seu curso. este Lugar é suficiente para toda a existência. e como também dissemos. Há duas coisas que devemos conhecer aqui: 1. De acordo com este caminho. Um exemplo de tal argumento seria se disséssemos que exatamente tantos mundos tinham que ser criados porque a luz do primeiro mundo era tão grande que era impossível que as criaturas o recebessem..reparo. criou o universo em sua ordem atual. abençoado seja ele. enquanto um reino criado deveria ser criado. e Ele fez o lugar em conformidade. 62 . Assim. Ele certamente calculou desde o início o que seria essa existência. surgiu na forma do Residue neste Lugar. Esses cálculos e medidas são o que estamos explicando quando falamos sobre Sefirot e os mundos. foi subsumido dentro de Eyn Sof. Isso explica o que foi incorporado desde o início neste primeiro ato de Tzimtzum de acordo com o que teve que se desenvolver a partir dele. tudo com o objetivo de conferir o bem. abençoado seja Ele. Isso significa que podem existir falhas. Nós já chamamos isso de Lugar de todos os mundos. Para explicar: Não podemos dizer isso porque Eyn Sof. Este lugar foi a primeira inovação produzida quando Eyn Sof. Universo e como todos esses ciclos estranhos devem ser explicados. instituiu-se a lei axiomática que eventualmente provocaria a formação de um reino de existência baseado no bem e no mal: "Deus fez isso também contra este" (Kohelet 7:14). A partir deste ponto. é chamado de Lugar.é o Residuo deixado da Luz de Eyn Sof.a própria existência . enquanto a revelação do domínio dos limites . Pois o próprio Supremo Testamento já calculou todo o governo do cycof terminando com perfeição completa. Isso deu existência ao novo caminho para que ele pudesse ser revelado e operado. envolvendo todos os defeitos e falta de bondade. e então a verdadeira essência da unidade de Deus será conhecida.. estaremos discutindo como as coisas se desenvolveram a partir de então e como a totalidade do Residuo se dividiu em diferentes partes de acordo com o que já havia sido preparado... o que virá no final de todos os ciclos da Cabala. Como você já ouviu. o primeiro ato foi a formação do Lugar provocada pelo Tzimtzum. Vamos agora discutir o primeiro axioma do desenvolvimento. Parte 2: de acordo com esta via. Até este ponto. Na medida em que este Lugar é a raiz dos reinos e seres inferiores. removeu a Ilimitada.. o Tzimtzum foi a primeira medida calculada pela Suprema Vontade para criar todas as Suas criaturas. quando a verdadeira essência da unidade de Deus será vista. Isso explica o que é que se desenvolve desta raiz. Se assim for . Isto explica qual é o propósito de tudo isso. como já dissemos. Isso significa que todo o conjunto de Sefirot deveria se desenrolar em todos os seus níveis com tudo o que eles geravam. Depois. Um argumento semelhante é dizer que uma coisa determinada era necessária porque teria sido impossível sem ela.. O caminho da limitação é a ordem subjacente ao curso do governo do universo. o que Ele quer delas. até que cada falha volte ao estado de conserto..

que a Vontade Suprema sabia que transformar o mal de volta ao bem só seria aplicável sob uma ordem graduada e medida e não sob outro tipo de ordem. mas eles ainda existiriam. O próprio fato do próprio Tzimtzum mostra que Ele queria gradação e medida. ao contrário de um seguindo algum outro caminho. certamente inclui tudo. E como foi que isso permaneceu? O que Ele não queria existir partiu. o que queremos dizer é que. O que isso significa é que. Com base no que explicamos aqui. se Ele não tivesse contraído Sua luz. todos incluídos no All- Powerful. mas o mundo ainda teria existido. teria sido impossível o contrário (ver Etz Chaim.não podemos especular sobre isso. por exemplo. apenas o que o All-Powerful queria deixar de entre todas as diferentes possibilidades hipotéticas realmente permaneceu como o Lugar feito para os reinos e seres inferiores. Por conseguinte. Em caso afirmativo. de acordo com o modo de gradação e medida. podemos dizer que o Lugar que permaneceu foi determinado pela medida do que Ele removeu. Se assim for. possuindo todo tipo de poder que a mente pode e não consegue compreender. Ele poderia ter feito isso de qualquer maneira que ele pudesse ter desejado. de acordo com a forma como entendemos a natureza da medida graduada. É por isso que ele removeu Sua ilimitada daqui.o caminho do governo por gradação e medida. poderia ter feito a mais baixa de todas as criaturas de acordo com Sua vontade sem qualquer Tzimtzum. Se ele tivesse removido mais. Assim. pois. exceto que Ele é o Mestre de todos. Se assim for. Pelo contrário. embora certamente. poderíamos responder: "E Deus viu tudo o que Ele fez. e eis que era muito bom" (Gênesis 1:31) . está enraizado no próprio Tzimtzum. é o grau do Tzimtzum que faz as coisas irem a maneira que vão agora. querido. claramente Ele queria colocar a luz em um nível correspondente ao que devia nascer. se não fosse pelo Tzimtzum. os mundos teriam sido maiores. você pode entender isso. abençoado seja ele. o lugar teria sido menor do que era. pois está fora do Limites do nosso conhecimento. Se assim for. Esta é a primeira fundação que Eyn Sof. é verdade que o modo de gradação e medida tornou impossível produzir os mundos inferiores diretamente de Adam Kadmon. mas poderia ter surgido de outra maneira. abençoado seja ele. Isto é que o grau do verdadeiro Tzimtzum em si é o que fez o Lugar do jeito que é. Onde quer que digamos que algo não teria sido possível sem um determinado dado. Iggulim Veyosher 11b). Se Eyn Sof não quisesse isso. No entanto. trazendo o lugar que surgiu . o Tzimtzum é o primeiro fundamento do que estamos explicando. é possível dar uma resposta satisfatória mesmo a isso. Se buscarmos um motivo para este grau de Tzimtzum. e a Place foi feita de acordo com essa vontade. não teria surgido na realidade. não é possível que uma criatura humilde receba a luz do Supremo Keter. 2. o mundo poderia ter sido feito de maneira diferente. mesmo seguindo o caminho da limitação. Mas tudo isso é depois de sabermos que a Eyn Sof queria uma medida graduada. 63 . Como Ele queria se contrair para criar criaturas. Pois. a primeira coisa a ser entendida sobre o governo dos mundos é que depende da gradação e da medida. Eyn Sof. O fim do assunto é que não há uma única limitação ou outro acidente que possamos atribuir a Eyn Sof. assim. podemos dizer que as raízes do governo graduado e medido estão neste lugar. Ele poderia ter trazido Suas criaturas para ser de outro lado. com todas as percepções sensoriais a que dá origem. uma variedade de diferentes tipos possíveis de lugares poderia ter sido trazido para os reinos inferiores.Devemos entender que Eyn Sof é completamente todo poderoso. e. abençoado seja Ele. a saber. se não. incluindo todos esses lugares possíveis que Ele não atualizou. Mas ele não está de modo algum sujeito aos limites de qualquer ordem ou lei. Se ele tivesse removido menos. O mundo natural que vemos e experimentamos com nossos olhos e outros sentidos foi feito por Ele. Mas que o Lugar dos reinos e seres criados deve ser de gradação e medida. para que eles recebessem essa luz. mesmo que este lugar fosse incluído no Eyn Sof em potencial. Se assim for. tal como é. como explicado anteriormente (ver as Aberturas 14-15). A segunda coisa que temos que saber deriva da primeira. Para o Todo-Poderoso. o Tzimtzum foi a causa do Lugar.

era necessário produzir uma obra na qual a perfeição seja invisível. . Pois. Os Sefirot constituem a ordem governamental de recompensa e punição. pois a luz só é discernível da escuridão. pois se houver alguma deficiência possível nele. Para a existência de falhas e defeitos quando a perfeição está escondida é uma prova clara e completa de que a perfeição deve ser seu remédio. será a revelação completa da perfeição. a perfeição não veio para fazer o que está no seu poder. é a perfeição suprema. depois de se aproximar do reparo. recompensa e punição.pode vir em breve nos nossos dias . mas que. sua capacidade de negar qualquer possível deficiência permaneceu potencial. Uma vez que Eyn Sof. Sua perfeição é suficiente para negá-la. um estado de reparo é evidente.. Esta é a chave para entender o Sefirot como eles aparecem dentro do Residue. Até agora. Até agora. Mesmo agora. após o que as coisas vão para trás e verifica-se que a perfeição ainda não está visível até o momento. . você não deve pensar que o último é um novo caminho que só acontecerá depois. abençoado seja Ele. que não tem nenhum impedimento. desde os primeiros dias do mundo. O princípio subjacente aqui é: "Não há nada de novo sob o sol" (Kohelet 1: 9). uma vez que dependem do fato de que o governo está sujeito à regra do julgamento rígido. Mesmo que o próprio reparo pareça ser o oposto do Tzimtzum e o que resultou disso. onde as origens do julgamento estrito estão enraizadas. No entanto..eles não existem. Aqui está a resposta para por que as falhas e deficiências continuam por tanto tempo. a roda tem girado em direção a um único ponto: a perfeição final que reina depois de tudo. Eyn Sof. e foram feitos de acordo com a dissimulação da perfeição. eles devem ser trazidos de volta para um estado de reparo completo. Este é certamente o resultado do Tzimtzum. Mas a verdade é que.e tudo o que seguirá em seu rastro. Não é assim no caso da perfeição. com retrospectiva. o estado final de reparo. . que o governo do universo deve seguir seu curso até o fim.o lugar da perfeição . não teríamos um conhecimento claro sobre como essa perfeição opera para negar todas as deficiências. Somente o reparo final. como explicado acima. Assim. A negação de qualquer deficiência possível é intrínseca a Ele por causa de Sua perfeição axiomática. É por isso que as falhas e os defeitos existem na realidade. em seguida. a intenção é que falhas e defeitos devem existir. quando o mal 64 . perto de reparar. tudo foi preparado dessa maneira..já que eles não existem nele .. Pela ordem atual. No entanto.. Então. abençoado seja ele. Isso está vinculado à ocultação da perfeição que mencionei. Em retrospectiva. eles não existiam. mas no final. Enquanto não sabemos quais são as deficiências causadas pela escuridão... embora tenhamos realmente visto as falhas e defeitos e provado que a Sua perfeição é o que os retifica . Pelo contrário. no final de tudo. tudo retornará ao estado final de reparo. retornar à destruição e à deficiência. a verdade é que Ele calculou isso dessa maneira desde o início e produziu o Tzimtzum em conformidade.não vimos o reparo real e a forma como ele prossegue. essa perfeição não reinava em nenhum momento ou em qualquer ocasião. todas as deficiências encontradas dentro deste encobrimento ficariam visíveis. com todas as falhas e defeitos associados. calculou toda a ordem governamental do jeito que realmente seria do começo ao fim. eles existem. No entanto. Até que uma deficiência real surgisse. enquanto no lugar de onde ele está escondido. que é a redenção destinada . de modo que.. sem a dissimulação da perfeição. podemos conhecer as deficiências que a perfeição primordial negava. e a doação de bons mantém o equilíbrio porque existe uma barreira que o impede.. quererá levar o mal de volta ao bem através da revelação de Sua unidade. Para demonstrar isso claramente na realidade. Às vezes. devemos dizer que o conhecimento de Sua perfeição ainda não está completo. tudo é baseado em escolha. sua perfeição será conhecida completamente. o caminho do ciclo é aproximar-se da ruína e. abençoado seja Ele. Depois Eyn Sof. desde que nunca houvesse uma atuação que Sua perfeição teria que negar. já que. Desde o início. Isso significa que podem existir falhas.. é absolutamente impossível atribuir qualquer deficiência a ele. é impossível conhecer o bem e a perfeição causados pela luz. no abrangente Eyn Sof .

a Torá será dada a partir de sua Fonte suprema. irei para os povos uma linguagem pura. Somente a geração do deserto na entrega da Torá estava indo no caminho para a revelação da perfeição através de Moisés. A palavra hebraica para "gravado" [ ú. isso também é considerado parte da virada da roda. uma benção no meio da terra" (Isaías 19:24). Mesmo os animais serão retificados: "E o lobo morará com o cordeiro". mesmo que na verdade não volte para o bem. não era capaz de agir. todos os tempos antigos anteriores foram causados pela operação do Sefirot no modo de recompensa e punição." (Sofonias 3: 9). ensinando que eles eram "livres do Anjo da Morte e livres de servidão para As nações ". com o tempo para chegar. Assim. V. a perfeição em si funcionará apenas no tempo a decorrer. Zohar II. Assim. Nos bons tempos. É por isso que dissemos que os bons tempos surgiram através da influência desses poderes mentais.. Mas as nações do mundo continuaram sua rebelião. a santidade manteve-se a tal ponto que. tudo está uniformemente equilibrado. 46a. No entanto. pois se não fosse assim. Quanto à morte: "Ele consumirá a morte para sempre" (ibid. A partir daí será o tempo do deleite: deleitar-se na verdade que se manifestou claramente. No entanto. mas era obrigatório e subordinado. Ainda havia morte. 65 . não era a própria perfeição que operava. Quanto à impureza: "Eliminarei o espírito da impureza da terra" (Zacarias 13: 2). No entanto. Deus não permita. porque esses poderes mentais são a força mais forte. mas está amarrado como um cão em uma trela. isso não é chamado de operação da perfeição. A escrita de Deus foi gravada sobre as tabuinhas" (Êxodo 32:16). onde o próprio mal volta ao bem. uma radiação da unidade de Deus para manter o mundo existente. 9).os "poderes mentais" ( ï. ( Eruvin 54b.. (Isaías 11: 6). e ainda havia uma inclinação ao mal. Neste modo. de modo que o Outro Lado é subjugado e incapaz de causar danos. Após essa perfeição. Quanto à inclinação do mal: "E retirarei o coração da pedra da sua carne" (Ezequiel 36:26). Este foi o grande poder da geração da região selvagem. e a verdade será esclarecida. Pois os poderes mentais que estão incluídos como parte do ciclo são muito próximos da perfeição e têm grande poder para corrigir as coisas. foi dito daquela geração: ".. que é a unidade operando como o que realmente é em si. No entanto. Isso significa que inicialmente o único aspecto da Torá que foi dada foi o que está ligado à construção do próprio ciclo. não haverá mais falhas e deficiências depois disso. o mundo seria destruído.voltará ao bem. 114a). Por esse motivo. que estava completo e era a personificação da essência interior. Alternativamente. e tudo será corrigido. mas sim a operação de ocultação. as nações do mundo serão corrigidas. Ou o Lado da Santidade pode dominar o Outro Lado. charut ] pode ser lida como "liberdade" [ ú cherut ]. o reparo afetou apenas Israel." (ibid.. e. mas sim a força mais forte próxima à perfeição: consciência superior .. quando "A Torá virá de Mim" (Isaías 51: 4) . portanto. A verdadeira perfeição significa que não haverá mais falhas e deficiências. ainda havia impureza. pelo menos. mais próxima e mais intimamente relacionada com a perfeição. como explicado em várias passagens no Zohar. fica de guarda. não haverá falhas ou deficiências. que em qualquer caso contém algum aspecto da própria unidade de Deus. mochin ) mencionados anteriormente. 25: 8). o Outro Lado pode dominar e perpetrar os piores males em seu poder.. Pois é através do mistério desses poderes mentais que a unidade se encontra mesmo no tempo de dissimulação. pois a roda estará em repouso de seu movimento. Estes são exemplos da operação da perfeição. embora o mal existisse no mundo. Israel será o terceiro com o Egito e com a Assíria. "Eles não farão o mal e não destruirão. Deus não permita. e o mundo permaneceu em estado de ruína.o que significa que um novo nível de Torá surgirá de Deus (veja Vayikra Rabá 13: 3). Mesmo assim. A Bíblia declara explícita em voz alta e clara: "Naquele dia. A Torá dada a eles está no nível da unidade que. mesmo durante o período de falhas e deficiências. "Pois então. a Torá foi dada uma vez por Toda a eternidade. No entanto. Isto é claramente comprovado pelo fato de que toda vez que pensávamos que o mundo estava se aproximando de um estado de reparo e que a perfeição estava funcionando ou começando a operar. na hora certa.

Isto será quando a Unidade dele se despertará em ação. portanto. 66 . se o mal tivesse um controle total sem estar sujeito a qualquer outro poder. Se assim for. A resposta é que o encobrimento não pode fazer o que certamente existe deixa de existir. para que a perfeição dele possa ser conhecida na realidade em vez de apenas em potencial. inicialmente havia apenas sete mandamentos. onde qualquer Bondade é dominante enquanto Judgment é inativo. Pode-se objetar: como podemos dizer que o encobrimento em si contém algum aspecto da unidade? Certamente. Você deve dizer que Ele está escondido e é por isso que os defeitos surgiram. pois qualquer outra existência além de Ele é inconcebível. é impossível não postular a existência de um domínio de Deus que existe necessariamente e. abençoado seja ele. Mas Deus é perfeito. No entanto. mas permite ao Outro Lado perpetrar todo o mal em seu poder. Isso pode ser claramente provado. No entanto. ou o oposto. Sua existência. Isto é o que Eyn Sof. Essa é a Sua existência e a existência de Sua perfeição . Pois. No entanto. a sua unidade não pode ser negada. abençoada seja o Seu Nome. A revelação dessa perfeição irá corrigir todas as falhas e deficiências que Ele queria ser visto. Mesmo se você pensa em todo o mal do mundo. Segue-se que o mal não pode ganhar o poder total para destruir o mundo inteiro. Em suma: Tudo o que aconteceu até agora deriva da virada da roda de recompensa e punição sob o governo da Sefirot. portanto. No entanto.para mostrar depois como eles são todos corrigidos.que ele venha rapidamente em nossos dias . não haverá punição ou recompensa". pois é impossível que haja menos do que isso. é impossível que o mundo seja destruído. Quanto ao conhecimento da própria Torá. essa existência necessária pode ser escondida tanto quanto Deus quer. Não importa quantas falhas e defeitos você possa pensar. Se assim for. esta revelação de unidade claramente não faz nada além de impedir que o mundo seja destruído. mas este não é o lugar para discutir isso extensivamente. queria com o único propósito de mostrar todas as falhas e deficiências que podem existir . mesmo dentro do encobrimento em si. uma coisa permanece duradoura. No entanto. a sua existência não pode ser anulada e. há uma maneira pela qual essa revelação pode tornar-se ainda mais forte. Por esta razão. portanto.Este é o significado das palavras do Tikkuney Zohar (Tikkun 70. é intrinsecamente necessária. mesmo dentro do encobrimento são os Sete Mandamentos dos Filhos de Noé. o Lado da Santidade prevalece e o Outro Lado é subjugado. no reparo final. isso significa que ele não permite a imperfeição de uma rédea completa. a redenção final . 127a) : "No momento em que HaVaYaH se levanta do Trono do Juízo e do Trono da Compaixão. Isto é o que sustenta o mundo no ser e impede que ele seja destruído. Uma outra objeção poderia ser levantada: se a Torá deriva da unidade revelada mesmo dentro da dissimulação. que deriva da unidade que existe necessariamente. Mesmo dentro do encobrimento em si. No entanto. mas a existência dele é uma certeza. mas depois a revelação se tornou mais forte e a Torá foi dada.é trazida através da operação de perfeição no final de tudo. seria chamado de domínio em si mesmo. Mas se Ele quer ser revelado em algum aspecto dentro do encobrimento. com o resultado de que. havia Tzaddikim em cada geração que conhecia a Torá (ver Yoma 28b). A resposta a isto é que a Torá. Portanto. sua perfeição não é conhecida. é inconcebível que haja qualquer mal que não esteja de modo algum sujeito ao bem perfeito. que foram dados a Adão ( Sanhedrín 56b). abençoado seja Ele. a perfeição será completa e não haverá mais falhas e deficiências depois. por que a Torá não foi dada imediatamente assim que o mundo foi criado. mantém influência sobre esse mal. ou Deus proíba o contrário. e mostrar como todos podem ser completamente retificados somente por meio da Sua perfeição. não há lugar para que o mal completo esteja no controle. é intrinsecamente necessária. Se assim for. é impossível conceber quaisquer deficiências exceto após o axioma inicial que Deus certamente existe.pois são uma e a mesma coisa. uma vez que sabemos que a existência de Eyn Sof. o propósito do encobrimento foi manifestar todas as possíveis deficiências. Deus não permita. e. mas ainda permanece mau.

como será discutido abaixo. que acabariam por produzir o mal. No entanto. de fato. assim que surgiu o Tzimtzum. a intenção era produzir o bem e o mal juntos.. como realmente encontramos na realidade. isso trouxe à existência esse poder para causar deficiências. Cada ocultação adicional provocou novas consequências. que eventualmente provocaria a formação de um reino de existência baseado no bem e no mal.. O que fez foi causar deficiência após deficiência. a "tocha da escuridão"). causando ocultação após ocultação... parado pronto para descer e se espalhar de nível para nível até o mal real emergir. uma pior do que a outra. emerge a regra do bem e do mal. como dissemos acima. Pois o Tzimtzum trouxe para ser algo que não existia na primeira . Isso se aplica a todas essas deficiências que não são verdadeiras em si mesmas. Assim. boa luz.. Então continuou. gradualmente. Este é o poder que causa ocultação. com um oculto após o outro e uma deficiência após a outra. como eu vou discutir. no final. enquanto aquilo que é deficiente pode envolver muitas deficiências. o propósito de tudo isso é mostrar claramente. que era o ocultamento da perfeição. tudo era perfeição. mas sim que um certo caminho se desdobrou de tal maneira Que. o que é o oposto da perfeição. Pois. o oposto da perfeição .. há algo que diverge da perfeição e é incompatível com ele. Parte 2: de acordo com esta via.. até que as falhas reais surgiram e então surgiu o mal. mas apenas uma diminuição da radiação. as coisas caíram de nível para nível. Se você pensar sobre isso com cuidado. você verá que isso vem do fato de que o oposto . .. Cada um era uma divergência adicional da perfeição até que finalmente.o Outro Lado. quando a verdadeira essência da unidade de Deus será vista. a deficiência total surgiu.. desde que tenhamos apenas uma deficiência e não um mal real. o Lugar que surgiu em todos os seus aspectos corresponde diretamente ao grau do Tzimtzum..mal total . Conforme discutido já. O que é verdadeiramente maligno é o Outro Lado e tudo o que resulta disso. Desta forma. tudo o que está dentro do poder da unidade suprema. Na verdade. a lei axiomática foi instituída. . uma vez que a intenção não era apenas produzir o mal. o primeiro esconderijo. a saber. Inicialmente. vazio e vazio. Agora você deve entender algo que foi introduzido após o Tzimtzum: esta é a Linha de Medição ( å ä. todo tipo de ruína. Mesmo a segunda ocultação não causou o mal real e a destruição. O que isto significa é que o bem e o mal. No entanto. Por outro lado. Depois.não foi criado imediatamente. e este é o melhor que as criaturas mais perfeitas podem atingir. Inicialmente. No entanto. provocando todo tipo de deficiência que possivelmente existe. deixando uma radiação inferior à primeira. o poder do julgamento causou uma maior ocultação. Conforme discutido anteriormente. Para explicar todo esse assunto: sabemos que existe algo como um oposto e outra coisa que é divergente. também conhecida como à à. esse poder era central em todos os atos que seguiam o Tzimtzum. Este é o poder de estabelecer fronteiras. isso não causou imediatamente a pior deficiência possível. kav hamiddah. Inicialmente. e a regra do bem e do mal foi instituída. havia apenas um ceconcealment de perfeição. como tal. Isto é literalmente o oposto da perfeição. o poder do julgamento causou apenas a menor das deficiências. e só depois surgiu a deficiência. A perfeição consiste apenas em perfeição. que foi revelado através do Tzimtzum. mas que levam a uma deterioração constante até que o próprio mal emerge. mas que não é o oposto completo. Aqui temos o poder subjacente do Juízo. na realidade.. No entanto..deficiência. boutzina d 'Kardunita. não foram revelados imediatamente.. abundância e iluminação permaneceram. Pois esta é a diferença entre perfeição e imperfeição: a perfeição é inteiramente boa. não produziu imediatamente o mal que é o oposto da perfeição. enquanto a imperfeição pode incluir o bem e o mal. O que resta da perfeição que não foi completamente escondido é 67 . fase por etapa. não podemos chamá- lo do contrário. o que causa falta e deficiência. Isso significa que foi a rectificação do Residuo para formar mundos e estruturas que foram preparadas.

Ele poderia ter aumentado o poder da Sefirot tanto quanto Ele gostou e o Outro Lado não teria mais a menor habilidade de desafiar o Lado Sagrado. Mas. dependendo do grau de ocultação e da extensão da deficiência. fazendo espaço para o bem e rejeitando o mal. o que é capaz de emergir dele é apenas o começo do mal. de modo que pelo fato de que as coisas são paralelas. o mal é subordinado ao único Mestre e depende dele e é simplesmente encarregado de realizar o Seu pedido. parece que o Outro Lado pode desafiá-los e não deixar nenhum lugar para eles funcionarem. pois isso é precisamente o que o encobrimento causou. se Ele quisesse. na medida em que havia agora um estado de dissimulação. O que isso significa é que o Mestre. que é o que causa graus sucessivos de ocultação.com igual poder. mas mesmo assim. Cada vez. O que permaneceu da perfeição original mais tarde trouxe todo o reino da santidade. a menos que ele receba ajuda do homem no mundo inferior. "Deus também fez este contra este" . Não só o mal foi criado. Esta nova consequência é o Outro Lado. como diz: "Ele faz Paz e cria mal " (Isaías 45: 7). Assim. "Deus também fez este contra este" (Kohelet 7:14). mas apenas um estado de dissimulação. como será explicado em seu devido lugar. não quer agir de outra maneira. em comparação com o poder da 68 . abençoado seja Ele. encontramos duas coisas que existem em todos os diferentes níveis. o mal tem o poder de desafiar o bem e não permitir que um lugar para agir. Poderíamos até dizer que não havia deficiência real. Depois. enquanto a deficiência provocou uma nova consequência. Isso cria um caminho real de serviço para o homem. que deriva da primeira. Com a intensificação do nível de ocultação por nível. Assim. Assim. vemos que o Tzimtzum é a raiz da lei axiomática que eventualmente traz para ser um reino baseado no bem e no mal. e onde quer que ele desejasse. enquanto o Outro Lado é apenas uma criação que o Mestre fez porque Ele queria. até o final. enquanto a deficiência era tão grande que o mal real começou a se desenvolver. No entanto. o que restava da perfeição inicial tornou-se cada vez menos. enquanto que o mal não teria se desenvolvido da perfeição. se ele atua no mundo. Quem é o Mestre único e unificado. em níveis correspondentes e com a mesma capacidade de agir. grande parte da perfeição inicial permaneceu enquanto a deficiência ainda era pequena. mas apenas uma preparação que eventualmente levaria ao desenvolvimento do mal. Com o primeiro encobrimento. o resultado é que o mal se torna manifesto. haveria um lugar para o serviço. Isso significa que o bem não foi automaticamente controlado. a deficiência torna- se tão grande que o mal real surge. tudo o que existe no lado do bem tem algo contra ele ao lado do mal que. pois. se Eyn Sof. porque é o que Ele quer. como afirmado acima. Foi feito paralelo ao bem. No entanto. O primeiro é a Linha de Medição. é que o poder da Sefirot foi exatamente calculado de acordo com a vontade de Deus. enquanto o que faltava da perfeição inicial era ruim. uma grande dose de perfeição inicial permaneceu. A primeira é que as Sefirot são a vontade do Emanador. No entanto. eventualmente. que são o que resta da perfeição inicial. Ele pode aumentar seu poder de acordo com a Sua vontade. teria sido subordinado ao bem. enquanto a deficiência era mínima. ainda não havia deficiência. juntamente com as deficiências que surgiram depois. No entanto.o bem. Assim. O segundo é a existência do bem e do mal. pode cancelar esse bem. mesmo que o mal existisse no mundo. A segunda diferença. abençoado seja Ele. apenas um mínimo da perfeição inicial permaneceu. Você deve entender que a deficiência causada pelo Tzimtzum é o que é chamado de raiz das raízes do mal. que mais tarde geram inúmeras outras diferenças. ele caiu nível por nível. abençoado seja o Seu Nome. Assim. No final. sendo este o oposto da perfeição.Desta forma. quando a deficiência se torna completamente esmagadora. quisesse. então.Esta lei consiste no que resta da perfeição original. como discutiremos mais adiante. exceto isso. Assim. como dito anteriormente. existem três importantes diferenças iniciais entre eles. que consiste na Sefirot em todos os seus diferentes aspectos. assim como a própria deficiência era uma nova inovação. Em vez disso. ocorreu um segundo encobrimento. Com o poder que eles têm no momento.

podemos colocar as nações do mundo e os anjos da destruição. abençoado seja ele. contra Israel e os anjos ministradores. considerados uma raiz e não uma extensão. É por isso que Israel é o verdadeiro primogênito. porque já foi afirmado acima que a raiz do mal é a deficiência no Santo Sefirot. pois.o Resíduo. pois Sefirot é um ramo e uma extensão da raiz primordial. Isso fornece a resposta para o que parece ser uma grande dificuldade. o poder do Outro Lado é verdadeiramente limitado. enquanto a raiz do Outro Lado era uma nova inovação. Para explicar: se nós interpretássemos "também este contra este" como se referindo ao bem e ao mal nos próprios Sefirot . qual é o lugar do Ten Sefirot of the Husk? Este problema é resolvido por causa da terceira diferença que existe entre o lado santo e o outro lado. Isso ocorre porque as deficiências foram criadas recentemente para servir como a raiz do Outro Lado. que é a ramificação da raiz primordial. portanto. Eles são a vontade essencial de Deus e. todas as deficiências no Sefirot não são mais que uma raiz recém-criada para o Outro Lado. Mas essa deficiência não é um ramo paralelo a essa luz de santidade . Os próprios Sefirot são um ramo da Raiz primordial. A raiz do Outro Lado é a deficiência. como explicado no Zohar em vários lugares ( Zohar. e o que se desenrola dele é o Sefirot. Para além das nações do mundo e dos anjos da destruição. e o que se desenvolve é o Outro Lado em si. Só tem o que está nele agora e não pode de modo algum sair do seu limite. 242a. Agora.Sefirot. correspondentes à perfeição e à deficiência. A raiz primordial é o mestre único e unificado. precedeu o mal na cadeia de desenvolvimento. das deficiências).Eyn Sof. Portanto. No entanto.para servir como raiz para uma consequência diferente. E com o desdobramento das Sefirot. abençoado seja ele. 264b). além de quem não há outro . Só podemos comparar a ramificação com a ramificação . que é Eyn Sof. Temos assim duas raízes e duas ramificações. mesmo que desejasse.o Lado Sagrado.ou seja. assim como chamamos o Lado Sagrado da ramificação do bem. a Suprema vontade criou uma nova raiz . Agora você pode ver como surgiu o Outro Lado. Pois parece que o mal tem dois lugares. como sua raiz está no bem primordial. enquanto 69 . portanto. que é uma extensão da Raiz primordial. como explicado acima: o lado santo não exigiu uma nova raiz.enquanto a Sefirot da Santidade não é uma raiz criada. não são paralelos à raiz do Outro Lado. Em caso afirmativo. o ramo do mal (ou seja. enquanto o outro lado precisava de uma nova raiz a ser feita para ele. da qual surge o Outro Lado. que surgiu apenas após o Tzimtzum. E há uma razão forte pela qual devemos dizer isso. A terceira diferença é que a raiz do bem era primordial e não precisava ser criada como uma nova criação. e é essa deficiência que se torna a raiz do Outro Lado. uma luz de santidade permaneceu . não se pode comparar a Sefirot com suas deficiências. pois o Lado Sagrado sempre precede o Outro Lado. No entanto. que é o Outro Lado com tudo o que isso envolve. o que restava da perfeição inicial (boa) e deficiência (mal) . este não é o caso. Inicialmente.as deficiências na Sefirot . Pois dizemos que é o Lado Sagrado em sua totalidade e o Outro Lado na sua totalidade que são "este contra este". que é a ramificação das deficiências intencionalmente trazidas pela Suprema Vontade para revelar Sua perfeição Através de sua reparação.poderíamos chamar justamente O Outro Lado. enquanto as deficiências nas Sefirot foram criadas novamente para servir como raiz de o outro lado. Eles são. enquanto as Sefirot são uma extensão do primordial Eyn Sof. e o Outro Lado. Pekudey. também há algo mais: o Dez Sefirot do Husk. enquanto o bem tem apenas um. Não podemos dizer que os Dez Sefirot do Husk são paralelos aos Dez Sefirot do Lado Sagrado. esta luz contém uma certa deficiência. conforme discutido acima.é impossível dizer que as deficiências no Sefirot são equivalentes às próprias Sefirot. abençoado seja Ele. uma vez que o fazia Não tem um. Assim. A deficiência à luz do Residue é uma raiz.as nações do mundo e os anjos da destruição . um ramo paralelo a um ramo. Mas para o que podemos dizer que o Ten Sefirot of the Husk é paralelo? Eles são uma raiz que foi criada por causa de sua ramificação .

não suportaria. . mas mesmo a raiz desse ramo não poderia existir até depois do ramo sagrado. E.as deficiências na Sefirot são uma nova raiz a partir da qual o Outro Lado se desenvolve como um ramo. constituem conjuntamente o Sefirot. Toda a série do Sefirot deveria se desenrolar em todos os seus níveis. o Lado Sagrado e o Outro Lado. é quase proibido até mesmo perguntar se existe alguma equivalência entre eles (Deus não permita). o que é necessário para mantê-los em existência (Sefirot na forma de círculos. Mas esse próprio poder de deficiência surgiu através da vontade de Eyn Sof.fez o Sefirot. e então.deficiência. diz: "E Deus dividiu-se entre a luz e as trevas" (Gênesis 1: 4). após a qual o Outro Lado emergiu em paralelo com a extensão descendente do Sefirot. O que eles geram é o que foi criado depois: a criação separada e os diferentes ramos das Sefirot . vertical. providência individual). homens.. de acordo com o Tzimtzum desejado por Ele. Isso significa que toda a série do Sefirot deveria se desenrolar. cada parte de acordo com seu propósito. Tudo o que podemos discernir é que os Sefirot contêm o que existe em virtude da existência primordial... como você encontrará mais tarde. já estavam lá.E o início do Outro Lado é sempre inferior ao final do lado santo. os anjos e todas as criaturas do mundo. essa nova inovação tornou-se a raiz do Outro Lado. não teria existido...o lado santo . geral Providência) e o que é necessário para beneficiá-los de acordo com seu serviço (Sefirot na forma direta. ou seja. primordial e eterno. Pois quando o que restava da perfeição primordial foi unido ao que surgiu recentemente no Tzimtzum. que é a raiz Do mal. O ramo sagrado teve uma certa deficiência. unificado. Isso se refere às criaturas separadas. cuja existência inteira depende apenas do fato de que isso é o que foi desejado pela Suprema Vontade. por causa do poder das deficiências reveladas através do Tzimtzum. abençoado seja ele. porque. inanimados. pelo motivo que mencionamos. juntamente com o que existe por causa do que veio recentemente a ser através do poder de Sua vontade . a partir desta nova raiz. desenvolveu a raiz do Outro Lado. Pois a raiz do bem é o Mestre único.. Isso inclui tudo o que é necessário para os beneficiar de acordo com seus diferentes níveis (sejam anjos. que é inteiramente boa. Esta é a razão pela qual. Tudo o que podemos discernir é que o poder do julgamento estrito contida no Sefirot é a raiz recém-instituída do mal. e se Ele não quisesse. juntamente com a deficiência recém-criada.the Other Side. É dessas duas extensões paralelas. No entanto. Quando Ele já não quer. tudo é uma extensão: o que resta da perfeição. Mas quanto à raiz do Outro Lado em comparação com o do Lado Sagrado. surgiu o ramo. Se ele não quisesse. Pois os Sefirot consistem em todas as diferentes medidas e atributos da Vontade Suprema. que o versículo diz: "Deus fez isso também contra este". Aqui estamos chamando todos os Sefirot de um lado . . o Ten Sefirot of the Husk . Por não apenas o ramo (o Outro Lado em si). vegetais ou animais). dessa deficiência. Isso inclui tudo de bom que se estende para baixo em preparação para as necessidades das criaturas inferiores. 70 . com tudo o que geram. não existirá.. os Sefirot.. a raiz do Outro lado do mal é meramente algo recém-criado. Assim. Para o poder do Juízo e a raiz do mal que mencionamos em relação ao Sefirot é chamado de uma extensão da Raiz primordial.. mas "Ele consumirá a morte para sempre e o Senhor Deus limpará as lágrimas de todos os rostos" (Isaías 25: 8). Por outro lado. o poder da deficiência . abençoado seja Ele e seja abençoado seja o Seu Nome pelos sempre e para sempre. as cascas do mundo de Atzilut estão de frente para o Santo dos Santos de Beriyah. Isso não é assim no caso do Outro Lado. todos eles constituem uma criação ordenada.e todo o Outro Lado de um lado diferente. Pois não é possível que o ramo constituído pelo Outro Lado esteja de pé de frente para o ramo da Santidade. mas sempre com as diferenças que discutimos anteriormente. Posteriormente.as almas. seja pequeno ou ótimo. Todos com vista a conferir o bem: tudo isso é chamado de uma continuação.

criado pela Suprema Vontade. e veremos o controle e a unidade de Deus. A objeção poderia ser levantada de imediato que o Santo. É por isso que. Embora um reino criado fosse criado. Pois vemos como a Vontade Suprema permitiu que todos os diferentes tipos de dano encontrados no mundo existissem. para ser um domínio. abençoado seja Ele. enquanto o mal é uma nova criação. "Deus fez isso também contra este". A partir disso. quando Sua unidade se despertará e Ele afirmará Seu supremo controle. eles precisarão dele. Isso envolveria todo tipo de defeito e falta de bondade. mas um sujeito escravo que não possui poder exceto o que lhe é dado. Não é assim no caso do Outro Lado. Deus já mostrou como todos os tipos de poder no mundo. que é um reino criado. O bem é do único Mestre. sendo os atributos da Vontade Suprema. ele conhece o futuro. Pelo contrário. e como Ele sabe que. portanto. sabemos que Sua unidade será despertada e irá corrigir tudo. No entanto. ele não tem nenhum 71 . ele não deveria ter rectificado tudo desde o início? O objetivo é que Eyn Sof. Este é o propósito total da Linha que governa o Residue.com retificação total. no final. no qual Ele não usa Sua unidade e poder perfeito. a verdade da unidade de Deus será conhecida. desde que permaneçam na categoria de poder sozinhos sem o controle final. dado que há uma guerra entre o lado santo e o outro lado . um dos quais traz o bem eo outro mal. é a Divindade real.o Outro Lado . no final de tudo.A intenção é que o poder de conferir o bem deve ganhar influência. o anjo da morte. Enquanto o poder é dado é ótimo. e é por isso que se chama o Outro Lado. tudo será corrigido. porque é somente em virtude do fato de existir apenas um domínio que. O Outro Lado não é. e nós os chamamos de dois lados. Assim. Mas. Os muitos níveis diferentes do Outro Lado correspondem a todos os diferentes tipos de danos e destruições que podem existir quando há deficiência no mundo.. assim como Ele trouxe todas as outras criações para fora do nada. E depois. que.o bom deve ser. Por isso. A própria ordem governamental garante que é assim que tudo terminará . exceto por isso. O Outro Lado não é como o Sefirot. Este é o nome desse reino oposto. até que todas as falhas voltem a um estado de reparo. como explicamos anteriormente. não podem conquistar o Outro Lado.que o próprio homem forte colocou em posse de um poder contrário ao seu próprio. como diz. É chamado justamente o Outro Lado na medida em que é literalmente o oposto de toda a primeira extensão que discutimos.. pois o bem é primordial. abençoado seja ele. enquanto o mal é o Outro Lado. ele imediatamente se tornará evidente que não há mais lugar para o Outro Lado. um escravo criado. queria retirar do coração de Suas criaturas o erro de acreditar que existem dois domínios. Isto é o que se entende por um versículo. Isso é chamado de Outro Lado. um domínio. vitorioso. necessariamente. E então a verdadeira essência da unidade de Deus será conhecida.bom e mal . ele não "diz do fim" (Isaías 46:10) ? Certamente. Se você diz que quer retificar tudo através do livre arbítrio do homem. A intenção era fazer o bem e fazer tudo o que pudesse ser o oposto do bem: todo tipo de dano e destruição. quer corrigir tudo através da livre vontade do homem ou através de Seu próprio poder.que é todo um domínio de destruição e ruína. a criação foi feita com ambas as intenções . como discutiremos a seguir. "E eu removerei o pecado daquela terra em um dia" (Zacarias 3: 9). o desafio do Outro Lado é tão grande que é impossível escapar dele sem chegar à unidade de Deus. Assim. teria que ter controle total. Por quê? Como o Outro Lado contém todos os outros poderes. entenderemos imediatamente que o Outro Lado não possui o poder eterno de nenhuma maneira. no final. Isso é por causa da superioridade do bem sobre o mal. o poder da Sefirot é como o poder de um homem forte que se submete a uma prova contra um poder rival . Mas a vitória só acontecerá por causa da superioridade intrínseca do bem sobre o mal. Parte 3:. Pelo contrário.que deve haver um domínio da existência e um domínio de destruição. ele estabeleceu pela primeira vez o Sefirot.

dá origem a setenta árvores que são 72 . têm o valor numérico de 310).controle. Cit. abençoado seja Ele e seja abençoado seja o Seu Nome pelos sempre e para sempre. O que isso significa é que. Mesmo o Nome de HaVaYaH. que consiste em trezentos e dez mundos. Como já discutimos. é chamada Adam Kadmon. mekabel ) é chamado de "mundo" ( í olam ).. Esta é a ordem do Nome de HaVaYaH. Aquele que atinge apenas sua própria raiz leva seu mundo.aparelho governamental) estão dispostos em uma ordem única para si. zivugim ).Mas quem alcança tudo recebe toda a emanação de Chochmah. ficando como um todo inteiro esperando dividir em suas particularidades. e assim o ARI afirmou que esta emanação contém mundos sem fim (ver Etz Chayim. sendo a soma ligada à natureza da árvore dada. com a emanação de Chochmah de Keter.. Parte 1: A primeira ordem assumida pela luz emanada. Este é o segredo dos trezentos e dez mundos dos Tzaddikim ( Uktzin. Este é o significado da declaração no Zohar ( loc. todo nome é uma árvore em si. cada um tem seu próprio número particular de luzes. existem vários tipos diferentes de roupas ( ú. surgiram trezentos e dez árvores completas (pois Chochmah é yesh-me- ayin.. Agora devemos explicar as estruturas que foram construídas a partir delas de acordo com o que foi preparado nelas. Há muitas dessas árvores. todos cujos níveis. Estes são os "mundos" que os Tzaddikim herdam. discutimos os primeiros fundamentos: o Residue e a Linha e tudo o que depende deles... Drushey Igulim Veyosher 12: 1). acoplamento ( í.. ascensões ( ú. Adam Kadmon Abertura 31 Todo o governo do universo é ordenado sob as quatro letras do Nome de HaVaYaH A primeira ordem assumida pela luz emanada. Por exemplo. e as letras de ù. Pois só existe um Mestre que controla. aliyot ) e descendentes ( ú. Além disso. matzavim ). Na verdade. Até agora. embora geralmente falemos apenas de quatro mundos. chamada Adam Kadmon.. e cada alma possui uma árvore própria. pois cada alma é uma raiz principal na ordem governamental. Isso explica o significado e o objetivo desse pedido. Cit. Parte 3: isso significa que. abençoado seja Ele.Em vez disso. Em todos os mundos. dependendo da natureza e propósito do mundo em questão. Para explicar isso ainda mais: O Tikkuney Zohar afirma: "Não há um anjo que não tenha dentro dele o nome de HaVaYaH. existem os mundos das almas. hitlabshut ). Falando em geral. a verdade é que existem mundos sem número. Parte 2: Esta é a ordem. estados ( í. em pé sob a forma de Ten Sefirot disposta na semelhança do homem. mashpiah ) e um receptor ( ì. 3:12. o próprio Tzaddik é o mundo. mas é impossível atribuir qualquer número aos mundos do Mestre do Universo" ( Pinchas 257b). A proposição tem três partes: Parte 1: A primeira ordem. e é Um sistema completo ou "árvore" de todas as fontes relevantes de influência e receptores e suas diversas ordens e interconexões.ou seja. Isso explica a primeira ordem. ) Que cada Tzaddik tem um mundo próprio . Isso ocorre porque todo comando governamental completo que consiste em uma fonte de influência ativa ( ò. yeridot ). e todos os outros nomes são considerados atributos deste Nome" ( Tikkun 57 end). abençoado seja Ele. muitos poderes são encontrados lá. O Zohar afirma: "Há homens que herdam trezentos e dez mundos. "existência do nada". influências e "carros" ( ú. o Residente existiu inicialmente apenas como a primeira raiz de tudo o que seria criado depois. YeSh. De acordo com esta ordem. ). merkavot .. Isso significa que todas as ordens e leis diferentes são todas desenhadas após e estão sob a ordem dessas quatro letras. Zohar loc. abençoado seja Ele. abençoado seja para sempre e para sempre. Isto explica que esta ordem é a do Nome. O número de luzes nos diferentes mundos não corresponde diretamente ao número do Ten Sefirot. os ensinamentos da Cabala sempre retratam tudo ao fundamento subjacente das quatro letras do Nome Bendito seja Ele.

Beriyah. tem a conotação de €. tamar. Não diz que são atributos. pois eles os herdam como uma questão de curso quando eles herdam o Um vestidos neles. Essas outras ordens estão incluídas nos quatro Chayot e seus quatro facand todos os outros aspectos do Chariot. então todas as outras árvores realizam suas funções particulares através desta árvore central. mas a divisão geral segue a ordem do Nome de HaVaYaH. kinuyim ) que foram revelados. enquanto no centro de todos eles está a ordem dos Dez Sefirot. E então. É através desses mundos que Ele mostra o que existe acima. com a ajuda de Deus. pois todos foram revelados dentro do Resíduo. Como já disse. a ordem dos dez sefirot na forma dos mundos de Atzilut.Todos eles têm funções diferentes e são a raiz de vários fenômenos diferentes neste mundo. esses mundos que mencionei constituem o Chariot em todas as suas rotas e caminhos. Como a Linha se estendeu dentro do Resíduo e formou pedidos dentro dele para que o governo se desdobrasse corretamente do primeiro destinatário até o último (para isso é chamado de estrutura completa). De acordo com a forma como os diferentes níveis desta ordem são despertados. abençoado seja ele. Assim como a peça de vestuário que a roupa. fazendo de todas as outras árvores nada além de atributos. Eles não estão lá sem propósito. pois estaremos discutindo Além disso. Isso 73 . troca de significados ou a substituição de letras ou números. abençoado seja ele. que é vestido no Partzufim. em pé sob a forma de Ten Sefirot. eles são como uma peça de vestuário em que o corpo está vestido: não é a roupa que age. Esta Árvore da qual estamos falando é a Árvore das quatro letras de HaVaYaH.. e não o próprio vestuário.completamente diferentes umas das outras: são setenta "palmeiras" (a palavra ø. a parte do corpo ativo está incluída na ação. Esta é a ordem do Nome de HaVaYaH. esta Árvore se estende da cabeça de Adam Kadmon até o fim de Asiyah. da mesma forma.Estes são todos os atributos ou formas de endereço ( í. Beriyah. Em essência. esta Árvore atua através dessas roupas ao redor. temurah. que inclui tudo desde o início de Adam Kadmon até o fim de Asiyah em todos os diferentes aspectos discutidos na literatura cabalística. enquanto muitas outras ordens estão sob a forma de Chariot. enquanto o próprio Ator age de acordo com seu poder na execução de suas funções de controle. o Nome de HaVaYaH. Cada um está na forma de uma árvore em si. Para cada um é uma árvore em si. "gracioso". Da mesma forma. eles também alcançam os mundos em que este Nome está vestido. Só isso é o que realmente age. O serviço de homens e tudo o que eles recebem estão ligados a esta árvore central. uma única ordem é visível dentro dos mundos de Atzilut. Agora. e todo o seu serviço está ligado a isso sozinho.) No entanto. uma palmeira. todas essas árvores estão no Chariot abaixo. cada um na forma de uma árvore em si. e é só a partir daqui que os reinos e criaturas inferiores emergem e são governados. abençoado seja ele. No entanto. Yetzirah e Asiyah é chamada de uma única árvore. etc. da mesma forma. pois são aqueles em que o ator está vestido que mantém a influência. mas Eyn Sof. Yetzirah e Asiyah. e as diferentes partes deste brilho constituem os mundos de Atzilut. Depois. Pois um brilho glorioso surgiu dele. Cada uma dessas ordens subsidiárias é um mundo por si só. Pelo contrário. trouxe uma ordem que Ele colocou o controle de todos eles. Em si mesmos. Yetzirah e Asiyah. mas sim o corpo vestido na roupa. que inclui o conjunto de Atzilut. mas a raiz de tudo isso está acima. Permanecer ao redor dele como uma peça de vestuário são os vários mundos que mencionamos. tomou-os e fez-lhes uma roupa em torno desta árvore. Observe o fraseado da passagem do Tikkuney Zohar citado anteriormente: "Todos os outros nomes são considerados atributos deste Nome". é apenas o portador da peça de vestuário que age. a Linha produziu diferentes ordens diferentes. como dissemos. Eyn Sof. esta árvore é Adam Kadmon e o brilho que emana dele. os mundos em torno de qualquer parte desta Árvore são também incluídos. abençoado seja Ele. Beriyah. Assim como há muitos tipos de mundos acima com um mundo central dentro de todos eles. eles não agem de forma alguma. formas de endereço e roupas com as quais vestir essa ordem.são o equivalente a atributos. Beriyah. mas que são considerados como tais . Yetzirah e Asiyah. Em outras palavras. como "compassivo". Todos os muitos grandes pedidos que compõem a ordem geral do governo estavam todos enraizados lá.

e o que se desenvolve é em Atzilut. é mencionado somente quando a Causa das causas unifica todos os diferentes níveis no mistério de Sua unidade. Assim." ( Tikkuney Zohar # 57. enquanto o vínculo subjacente em que todas essas coisas se uniram é a Árvore do Nome de HaVaYaH. há uma ordem que está na raiz de todo o governo e que rege todas as outras ordens. e os próprios carros são subsumidos sob a ordem geral do Nome de HaVaYaH. Esta é a ordem subjacente que existe em todos os mundos de Atzilut. dependendo de seu propósito individual. Assim. mas estão sob o controle do Nome de HaVaYaH. composto de suas quatro letras interligadas. Isto é como uma imagem ou diagrama do que existe acima. porque Eles são Suas "roupas". Isto é o que se entende por ensinar que "O Nome HaVaYaH não muda em nenhum lugar nas suas quatro letras. Esses atributos que compõem o Chariot estão sob o controle do Nome de HaVaYaH. de pé na forma de Ten Sefirot. Beriyah. tem seus 74 . Consequentemente. e é disso que a Redenção depende verdadeiramente. . unindo-as no mistério dessa unidade. abençoado seja Ele. Neste nível. e existem muitos tipos diferentes de mundos .constitui a ordem do Nome de HaVaYaH. É nesse contexto que se chama quatro Chayot (literalmente.. E a razão é porque é através destas letras que a Causa de todas as causas unifica todos os níveis diferentes.as quatro letras do Nome de HaVaYaH. "bestas"). eles têm fé nele. de modo a uni-los e mostrar que. Esta é a ordem do Nome de HaVaYaH. que é a essência. abençoado por Ele. através do poder de Sua unidade. conforme discutido acima. abençoado seja Ele. Esse pedido começa com Adam Kadmon. sem qualquer dúvida. juntamente com todos os outros aspectos mencionados na visão de Ezekiel sobre o Chariot. Esta é a ordem pela qual a Causa de todas as causas afirma Sua unidade em todas as ordens diferentes. não há divisão entre Bondade e Julgamento. abençoado seja Ele. todos eles servem apenas um propósito. 94b). e também existe essa mesma ordem: as formas de endereço ou atributos são muitas. abençoado seja Ele. porque Ele está dentro do mistério das letras [do Nome de HaVaYaH]. Isto é para demonstrar Sua unidade através do fato de Ele levar tudo de volta ao bem. e não devemos nos envolver em outros cálculos de O fim dos tempos'.eles não são todos iguais uns aos outros. como já foi discutido. que depende apenas da Causa de todas as causas. enquanto todos os outros são seus atributos ou formas de endereço.mundos inteiros e árvores inteiras.. tudo isso é chamado de ordem do Nome de HaVaYaH. Em outras palavras. a passagem acima citada continua: "Por causa disso. Pois tudo o que emerge de Adam Kadmon constitui a ordem do Nome de HaVaYaH.. No entanto. encontramos no Zohar ( Vayera 117a) : "Rabino Yose disse- lhe:" Bem falado. No entanto. Yetzirah e Asiyah. apesar do prolongado exílio. eles aguentam tudo. Da mesma forma. porque todas as outras árvores são caminhos do governo de acordo com o Residuo que permaneceu.." É evidente desta passagem que a Redenção depende do mistério dessas letras. Cada um. Yetzirah e Asiyah. abençoado seja Ele. o Chariot e suas formas de endereço ou atributos constituem Beriyah.. mas tudo é igualmente bom. Yetzirah e Asiyah. apesar das diversas diferenças. Este Nome foi colocado no controle de todos os outros. O Nome de HaVaYaH "não muda" no sentido de que o Nome de HaVaYaH controla todos os diferentes níveis.. abençoado seja Ele. Beriyah. O que isto significa é que este Nome. Esta é a essência da fé de Israel. o serviço essencial do homem está ligado ao Nome de HaVaYaH. mesmo que vejam tanto o oposto da verdade e enfrentam tantos desafios do Outro Lado. Mesmo que tudo que existe é apenas dez Sefirot. Assim. E a verdade é que. a fé de Israel está centrada nessas quatro letras" . mostrando como a Árvore do Nome de HaVaYaH está no centro com os outros atributos ou formas de endereço que o circundam. mesmo assim. muitos aspectos individuais podem ser discernidos dentro de cada Sefirah por si só . a Causa de todas as causas revela a Sua unidade e liga todos os caminhos do governo em um caminho através do qual o mal volta ao bem. O que aprendemos com tudo isso é que várias ordens de governo diferentes existem em relação a todas e cada uma.

A ordem geral não é apenas com base no número dez. Pois eles têm que ser esta ma. é o mistério de todos os dez Sefirot juntos para o propósito coletivo sob o número dez. de acordo com o número dez. e entenderemos o reparo geral que surge através desse caminho da maneira correta. a Árvore do Nome de HaVaYaH. Assim. às vezes uma lei diferente com todas as suas particularidades. eles fazem exatamente dez. Na verdade. Isso é chamado de semelhança do homem ( ú í.. O significado do número dez reside no fato de que aqui todos os Sefirot estão juntos para um propósito. tudo envolvido na Sefirot vai apenas com base em dez. pois eles realmente correspondem à forma humana em todos os seus detalhes. No entanto. mas é apenas dependente do fato de que esses muitos detalhes juntos compõem esse número. mas a lei geral que os reúne todos para servir a um propósito é a do Ten Sefirot global que constitui Adam Kadmon. todas as outras árvores correspondem aos níveis individuais das várias Sefirot. que é a ordem do Ten Sefirot. os Dez Sefirot são dez tipos individuais de governo. Estas são as árvores que mencionamos: cada uma das ordens individuais é chamada de árvore. na íntegra. Assim. dependendo da qualidade desse Sefirah. parece que a Árvore do Nome de HaVaYaH. dependendo do nível a partir do qual uma determinada árvore deriva. podemos inferir sem dúvida que este é o número mais geral e necessário. ..Pelo contrário. cada Sefirah com todos os seus níveis é considerado apenas um. todas as Sefirot juntas entre no governo geral.próprios níveis individuais. organizado na semelhança do homem.Em vez disso. não teria nenhuma consequência no sefirot individual. cada um diferente dos outros. tikkunim. Uma vez que cada Sefirah é uma lei do governo contendo muitos detalhes individuais. Muito ao contrário da objeção: tendo visto que esta lei foi estabelecida primeiro que deveria haver dez. todos podem ser explicados de acordo com a semelhança do homem. lit. mas com base em dez em todas as ordens de seus diferentes estados e detalhes individuais. mas. eles são a verdadeira causa da forma humana em todos os seus detalhes. O caminho geral de todos os seus arranjos ou instituições ( í. e arranjados precisamente nesta ordem tal como estão.. a ação geral ocorre através de todos os dez Sefirot entrando juntos neste quórum de dez. Eles são mesmo a causa do próprio nome de Adão. Se assim for. e todas as leis do governo contidas nessas luzes vão em conformidade.. e não determinaria a qualidade da Sefirot e dos detalhes abaixo. não consideramos os níveis individuais do Sefirot. Pode-se objetar que a soma de um determinado número de detalhes não está inerentemente ligada à sua essência intrínseca. na medida em que se desdobram em uma certa ordem chamada Adão: o nome de HaVaYaH em que as letras constitutivas são "preenchidas" (detalhadas) com alephs: ã À å à = 75 . com tudo o que depende disso. o número de luzes será o que o Sefirah particular dê. para trazer a criação para a perfeição final. E assim podemos entender o que cada um deles causa e contribui como parte desta lei geral. portanto. que usa todos juntos para o propósito da unidade de Deus. que traz todos os Sefirot para um propósito comum. d'Adam ) . Quando seguimos o percurso individual de qualquer Sefirah. nem menos nem mais. em conjunto. o número dez é a raiz do governo geral. Às vezes. existem dois tipos de números: o número individual de cada Sefirah e o número total de dez. o governo atual emerge apenas da maneira particular em que essas leis são aplicadas. e.o número dez significa a forma em que o homem é feito. No entanto. Nesse aspecto. No entanto. "reparos") depende desse número através do mistério do retorno do mal ao bem. e o governo vai de acordo com o que esse número dá de acordo com sua natureza intrínseca. Assim. de modo que. o número dez não é acidental: não é por acaso que a soma de todos os detalhes é o número dez. sem ter em conta os detalhes. A resposta a esta objeção é que os Dez Sefirot constituem toda a essência das leis do governo. ao mesmo tempo. que se divide com base em dez. o governo segue uma lei com todos os seus detalhes. Assim. Consequentemente. Todos os detalhes individuais são incluídos automaticamente neste número. os detalhes são muito numerosos. há momentos em que fazemos uso geral de todas as leis em conjunto.Para essas ordens. abençoado seja Ele. O serviço de todos os homens depende dessa questão das Dez Sefirot.

Isso significa que todas as ordens e leis diferentes são todas desenhadas após e estão sob a ordem dessas quatro letras. O primeiro Heh é Imma.45 = í. que direcionam os outros nomes e formas De endereço. mas são então descritas de maneira diferente. as quatro letras "simples". E essa primeira ordem na semelhança do homem. os ensinamentos da Cabala sempre traçam tudo para o fundamento subjacente das quatro letras do Nome Bendito seja Ele. Isso. Parte 2: Esta é a ordem do Nome de HaVaYaH. você pode entender que. o Vav para MaH = 45 e o segundo Heh para BaN = 52. conforme discutido acima. mas há muitos ensinamentos cabalísticos que parecem contradizer uns aos outros. ADaM. pois quando eles estão na ordem correta. que fazem dez quando estão "preenchidas". assim que for feita. enquanto este Nome é como sua alma. de acordo com essa ordem. É através de todos esses caminhos que esta Árvore é entendida em todas as suas leis. a divisão baseia-se em outros fatores e nas raízes específicas que são relevantes. abençoado seja ele. mas de acordo com a natureza particular da ação em questão. como já discutimos. no entanto. Como escrevi acima em relação às árvores. No entanto. O Yud corresponde a AV = 72. e as quatro expansões do Nome. nesta ordem e no mistério das quatro expansões. cada divisão. Este não é um caminho particular. Continua a se desdobrar de acordo com a natureza intrínseca de suas letras na mesma ordem em que aparecem no Nome no mistério de dez e no mistério de quatro. o que foi inicialmente sob o SaG pode vir sob AV ou sob MaH ou sob 76 . Esta expansão do Nome consiste em dez letras. Todos são ordenados na ordem correta. Assim. é organizada na ordem de Ten Sefirot. Este é um princípio muito importante e necessário no estudo desta sabedoria.. no entanto. se essas próprias luzes próprias precisam se dividir de outras maneiras diferentes da primeira divisão. O primeiro Heh corresponde a SaG = 63. esta não é a base da divisão. A principal coisa a entender é que os vários níveis dividem-se de muitas maneiras diferentes e em muitos detalhes dependendo do que é necessário para a ação que eles têm que executar. eles também estão dispostos na ordem dos Dez Sefirot. que constituem os detalhes do governo. Assim. por conseguinte. que é o mistério das Dez Sefirot. abençoado seja Ele para sempre e sempre. que inclui tudo o que existe no Sefirot em todos os seus detalhes e que traz tudo sob sua ordem. (Ver abertura 22.. A ordem governamental das quatro letras de HaVaYaH é construída de várias condições e divisões: é construída de vários nomes e formas diferentes de endereço. embora as ações através das quais Deus governa o mundo estão enraizadas em muitos tipos diferentes de caminhos governamentais através do mistério dos vários nomes diferentes. pois é tudo uma questão. Por exemplo. é essa ordem que direciona todos os vários pedidos e é a raiz de todas as ações que surgiram. não é a ordem essencial de suas ações individuais. as ações só são atualizadas através desta ordem das quatro letras de HaVaYaH. se chama Adam Kadmon. que depende de suas funções únicas. é organizado de acordo com a ordem dos Dez Sefirot. uma vez que tudo deve ser incluído sob a ordem da semelhança do homem. No entanto. ou seja.) Em suma. tudo o que existe é fundado no mistério deste Nome e no mistério dessas cartas de que consiste. O Vav é Zeir Anpin e o segundo Heh é Nukva. Os detalhes das ações individuais são organizados de acordo com suas raízes particulares. ao mesmo tempo. mas sim o caminho geral. A divisão não é feita com base no Ten Sefirot em geral. essas outras divisões também são organizadas de acordo com a ordem dos Deix Sefirot. mas todas estão incluídas em quatro. e toda a intenção deve ser segurar por essa alma para que ele atualize as ações do corpo. Isso também é como a alma e o corpo: os outros nomes são os membros do corpo. nota introdutória. Quanto ao significado das próprias letras: o Yud é Arich Anpin (a cúspide) e Abba (o corpo principal do Yud). Pois. porque sempre falamos em termos dos Dele Sefirot. as ações vão de todos os lados do local a partir do qual devem emergir. No entanto. esta é a Árvore deste santo Nome. Deste modo. E. que é a ordem das quatro letras de HaVaYaH.

a orelha é Yod. vogais. boca e olhos se dividem de acordo com as quatro letras de HaVaYaH. uma vez que a ordem do Nome. No entanto. os Nikudin estão sob BaN. o primeiro Heh. abençoado seja Ele. Dizemos que as notas musicais. particularmente nas obras do rabino Shimon Bar Yochai. A principal coisa a entender é que eles são quatro tipos de arranjos ou instituições ( í. todos os mundos não são senão o esplendor radiante e a glória brilhante de Adam Kadmon. pois se fosse assim. As letras são as luzes reais do governo de Zeir e Nukva. SaG. ou seja. dentro do corpo. conforme discutido acima. em geral. coroas e letras correspondem respectivamente às quatro expansões de AV. Nós achamos que a orelha. Em um lugar. seguindo a ordem da semelhança do homem . pois o seu local apropriado depende da divisão em questão. devemos sempre falar em termos da semelhança do homem. que é a sua raiz geral. o SaG ( Drushey Nekudot 8. Isso não quer dizer que eles realmente vieram de lá. Imma governa as letras. Assim. seriam completamente contraditórios e só poderiam ser conciliados com uma solução forçada. nariz e boca são apenas o primeiro Heh do Nome. Chotem. 18a e Drushey Nekudot 8. As notas musicais são instituições que vêm por causa do governo completo do lado de Chochmah (Abba). "reparos"). é a ordem geral que controla todas as diferentes divisões e ordens do universo. A semelhança do homem é a base do governo do Universo. Tudo o que vamos discutir a partir deste ponto segue a ordem que se desenvolve de acordo com o que é inerente a este Adam Kadmon. podemos inferir que as ações têm duas raízes. Esta é a base para todos os ensinamentos cabalísticos relativos aos níveis de Adam Kadmon em diante: todo o governo é explicado com base no segredo da semelhança do homem. Em vez disso. todas as novas divisões que entram através do poder de níveis específicos estão todas incluídas e estão sob esta ordem geral. cheiro e fala. Abertura 32 O brilho de Adam Kadmon O rosto é feito para irradiar o que está disposto dentro. De acordo com isso. a orelha. A testa também emite seu próprio brilho. audição. a boca do ouvido- nariz é a categoria de SaG. Encontra-se no nível particular envolvido de acordo com a raiz individual da ação em questão. elas são imediatamente unidas sob a ordem das quatro expansões do Nome. a boca é Vav e os olhos são os últimos Heh (Veja Etz Chaim.a forma humana. 34b). A aparente contradição é resolvida através da compreensão de que as divisões são de acordo com a necessidade. Tendo discutido o assunto de Adam Kadmon em geral. tikkunim. da boca e dos olhos. que emergem da Imma. pois as vogais governam as letras. e. nariz. (Assim. lit. Portanto. vários ensinamentos diferentes. agora vamos começar a entrar nos detalhes. do nariz. Shaar Ozen. Uma vez que as coisas estão divididas nesta divisão. E através das vogais. surgem quatro mundos: os mundos da visão. Assim. no nível do particular.) O fim do assunto é que. Começamos por discutir um fenômeno que primeiro devemos examinar. portanto. o nariz é Heh. Chegamos agora a essa ordem da semelhança do homem. A mesma maneira de resolver as contradições aparentes aplica-se no caso das luzes da orelha. Imma paira sobre as letras como uma fonte que não se separa delas mesmo após sua emergência. Quanto às vogais e as coroas: através das coroas (que são anexadas às letras e escritas no rolo da Torá). Peh 4. MaH e BaN. Desta forma. O outro está na forma como eles são organizados sob o nome de HaVaYaH. todas as diferentes divisões são organizadas sob a ordem de HaVaYaH. abençoado seja Ele.BaN. Deixe-me dar um exemplo. diz que são as quatro letras do Nome de HaVaYaH. embora sejam ramos de SaG. e as emissões desta radiação emergem de cada um dos órgãos dos sentidos. enquanto Adam Kadmon está mais elevado do que eles e não pode ser apreendido. 34b). como se manifesta na 77 . Essas duas raízes não são paralelas em suas funções.

que também mostra o estado do espírito interior em seu lugar. Esses vasos são o "rosto" com tudo o que é instituído nele através do mistério das Treze Rectificações da Barba. Quando o corpo do embrião está sendo formado. Podemos discernir três aspectos diferentes. a experiência sensorial ocorre através dessas aberturas. vemos que o rosto é feito para se voltar para os outros. como afirmado no Zohar ( Bereishit 142b) e Midrashim. Além disso. então é a Essência Interior ( ú. consideramos as aberturas através das quais a alma supervisiona o que se relaciona com o exterior. as Treze Rectificações não estão presentes como tal. De todos os itens acima. neshamah ) se volta e supervisiona o que diz respeito ao corpo em relação ao que está fora dele. existem as experiências sensoriais da alma através dessas aberturas. A razão pela qual este esplendor radiante não é visto hoje é que o rosto do homem está incompleto após o pecado de Adão. ziv ) como o do sol.) Tudo isso brilha e dá origem ao esplendor radiante do rosto. o brilho é ocluído. essa ruptura pela alma não depende dos próprios sentidos.. pois existem casos em que uma pessoa tem um órgão dado. seja ele resolvido ou agitado.. Mesmo assim. a expressão facial). o espírito ( ç. mas não o sentido associado. ou seja.. No futuro também. Agora. Parte 2: Assim. A alma permanece no seu santuário e através desses órgãos experimenta todas essas sensações. pois os outros membros do corpo não o fazem. e o rosto está preparado para isso. tudo o que está disposto em todo o corpo pode ser visto no rosto. O primeiro é o rosto em si. Este é o segredo subjacente correspondente a este fenômeno no esquema dos mundos.a "alma" dentro .. Em terceiro lugar. Porque você já ouviu falar anteriormente. para depois poder entender o governo dos mundos de acordo com o segredo subjacente a esse fenômeno. A proposição consiste em duas partes: Parte 1: O rosto é feito para brilhar. todos os mundos. O "rosto" consiste nos vasos no Residuo através dos quais a Luz de Eyn Sof . mas que deve ser vista: o rosto deve ter um brilho ou um esplendor radiante ( å. enquanto que nos outros membros e partes do corpo o espírito permanece dentro. Em segundo lugar. A verdade é que as próprias aberturas são feitas pela alma. pois ele deve passar pelo próprio rosto. Deve ser que o rosto foi intencionalmente feito para fazer isso. o rosto.própria forma humana. Isso foi visto no caso de Moisés. como discutido no Zohar em 78 . cheira ou fala constantemente. Para explicar este assunto: As partes do corpo e suas funções aqui abaixo sempre significam aspectos paralelos do governo acima. os sábios disseram de Pinchas que quando o Espírito Santo descansava sobre ele. (Em Adam Kadmon. audição. tudo brilhará com este esplendor. o rosto existe como uma parte do corpo através do qual a alma ( ä. Há também outra coisa que não é visível hoje. há as aberturas feitas pelo rompimento do espírito durante o processo de construção do corpo. através das faculdades de visão.. de modo a governar os próprios Partzufim. pnimiyut ) que governa o Partzufim (ver Abertura 29). que compõem todo o rosto. que constituem As ordens de governo dos mundos. nosso Mestre. pois as coisas estão tão ordenadas que tudo relacionado à alma é visível no rosto. inicialmente Adam tinha esse esplendor radiante. a própria pele de cujo rosto irradiou (Êxodo 34:29). mas suas raízes estão lá. No entanto. Outro fenômeno é o do próprio rosto (ou seja. pronto em todas as suas partes para brilhar e irradiar a luz interior da alma e mostrá-la para o exterior através da expressão do rosto e seu esplendor radiante.gira para os outros. Consideremos agora como tudo isso se aplica acima. ru'ach ) que o constrói passa por lá para formar a abertura. Parte 1: O rosto é feito para irradiar. No entanto. No entanto.. como está escrito: "E os que são sábios irradiarão esplendor como o esplendor do firmamento" (Daniel 12: 3). uma pessoa não ouve. Até este ponto. cheiro e discurso. Este é o fenômeno que devemos entender como manifestado na forma humana. mesmo que essas aberturas estejam abertas. Há duas coisas que devemos considerar aqui: o fato da existência das aberturas ( í. nekavim ) encontradas no rosto e o uso que a própria alma faz delas. Da mesma forma. Depois. assim como é a alma que governa o corpo. seu rosto piscava como relâmpago ( Vayikra Rabá 1: 1).

do qual não estamos falando. Mas. descobrimos que a alma interior está escondida dentro do corpo e não é vista de todo. Enquanto a alma ainda está lá. a expressão facial visível. e a alma a atravessou e saiu. é realmente 79 . está diretamente ligado a ele). O que é visível no rosto dá uma expressão abrangente de todos os diferentes aspectos da alma. e este é o mistério das 370 e 150 Luzes do rosto ( Idra Rabbah. Mas emergir através das aberturas são aspectos individuais. Esses aspectos preparam o que é necessário para a providência através do mistério da visão. da audição. que agora está escondida. e atravessou e saiu. Naso 128b). ganha força e rompe e é realmente vista através dessas quatro fissuras. os mestres cabalísticos afirmaram que esse segundo brilho se desenha contra o rosto. a alma faz com que o rosto brilhe com esplendor radiante. a ação que a alma realiza através de uma fissura é diferente da ação que ela executa através de uma fissura diferente. No entanto. Estes são o governo real. "avanços") significam acima. sua única ação visível é atravessar para produzir essas aberturas. Se assim for. cheira em outra e fala em outra. Claramente. porque a alma sai sem nenhuma roupa. pois a alma tem um traje certo. dependendo de cada caso no local a partir do qual eles aparecem. tendo sido incluído lá de uma maneira geral. Não é que eles romperam uma vez e saíram. ou seja. respectivamente. Yitro e Tikkuney Zohar ). mas não está diretamente ligado ao rosto (apenas o primeiro esplendor radiante. visão em outra. a alma foi atraída para um dos órgãos adequados e prontos para que esse poder funcionasse. E porque ele vem da alma. todas diferentes umas das outras. Através de um poder inerente diferente. do cheiro e da fala. Assim.. Consequentemente. se a alma produziu quatro faculdades.este é o esplendor radiante primeiro ou "interior". na medida em que a alma usa essas luzes emergentes para supervisionar adequadamente. A verdade é que de acordo com os poderes contidos na alma interior. Muito pelo contrário: no rosto há. assim como o esplendor radiante não é visível no rosto. Além disso. o próprio rosto. nada menos e nada mais. a raiz da providência é ela própria rastreada de acordo com a função de cada um dos diferentes sentidos para o próprio interior de Adam Kadmon. Depois. a audição é enraizada em uma fissura. Consequentemente. não vemos nada. Compreenda o que essas fissuras ( ú. veríamos como o aspecto da alma que já está incluído no rosto para mostrar o estado da alma emite um brilho contínuo de esplendor radiante que atravessa e sai literalmente através de Essas aberturas.. O que estamos falando agora é o que rompe e sai para produzir as aberturas e também os sentidos. a alma pisca e rompe para fazer quatro aberturas: os olhos. Tudo isso seria visível se o esplendor radiante fosse visível. as orelhas. Isso forma um segundo esplendor radiante que cobre o esplendor radiante do próprio rosto. também o que emerge através dessas fissuras e aberturas também não é visível. isso deve ter acontecido através do poder contida nela. através das aberturas. indicando o governo de Arich Anpin e Zeir Anpin. a alma foi atraída para um órgão diferente. Mas o fato de que o esplendor radiante existe no exterior é porque a alma atravessou para fazer os buracos. Posteriormente. não menos e nada mais. que é assim como um brilho dentro de um brilho. Assim. 2. Em suma: a alma é feita para brilhar no rosto e também para atravessar e sair completamente sem barreira diante dela para operar os sentidos. por isso foi que. e o esplendor radiante começa . enquanto a luz da orelha é chamada de SaG. brilho)." ( Portão de TaNTA. No entanto. final do ch. Essas fissuras com as luzes que estão nelas se tornam os "sentidos". o Otzrot Chaim afirma: "Mas o sábio entenderá que a luz do cérebro é chamada AV. é visto através da expressão do rosto. o próprio rosto. Assim. Zohar. de qualquer forma. Observe a grande diferença entre o esplendor radiante visível no rosto e o que passa pelas aberturas. o nariz e a boca. através de um poder. Ainda abaixo. que foi capaz de produzir isso. É a partir deste segundo esplendor radiante que os sentidos existem através do poder do movimento da alma dentro desse esplendor. agora que o esplendor radiante foi escondido. É a partir daí que um segundo esplendor radiante que emerge surge e se levanta sobre o primeiro esplendor radiante "interior" do rosto.conexão com os segredos da fisionomia ( Zohar. se o esplendor radiante fosse visível.

Os detalhes desse esplendor radiante constituem todos os mundos em seus vários aspectos. Se o aluno não conseguir receber a profundidade completa dessa sabedoria. A imagem é fiel à profundidade total da sabedoria do sábio. ela é vista através das fissuras que fez inicialmente. cada um através do poder de um movimento diferente feito pela alma de acordo com a lei que rege a qualidade de seus diferentes sentidos. e é por esse aspecto que emergem as fissuras que discutimos. como ele é apto para receber. e é com isso que estamos preocupados com nossos estudos sobre a Cabala. dizemos que receberam uma imagem completa e suficiente para capacitá-los a entender o assunto na medida em que eles possam receber. O rosto em si é feito para emitir a sua radiação mesmo enquanto isso ainda está dentro dos vasos (antes de quebrar). o professor dá-lhe o suficiente de uma imagem dessa sabedoria. Pois esta é a luz que nos alcança e é só isso que realmente podemos apreender. Este nível externo contém o ciclo completo do governo em sua totalidade desde o início até o fim e todos os mundos em que estaremos discutindo. No entanto. o rosto consiste de vasos prontos para duas coisas. Tudo o que sabemos é que toda essa questão está enraizada no fundo. Isso significa que eles vêem apenas o aspecto mais externo da medida estabelecida para o governo dos mundos. Pois. Mesmo assim. é revelado através das fissuras. Se você examinar cuidadosamente o assunto. da mesma forma. Pois apenas as partes deste esplendor radiante e seus movimentos são revelados para nós e não mais. no interior do governo supremo. pois a verdadeira natureza do governo é exaltada muito acima deles. O que se vê da alma através de cada uma depende da natureza da fissura particular através da qual a alma é vista. portanto.a própria alma. o esplendor radiante emergindo através das fissuras. Para tirar um exemplo do assunto da nossa discussão atual: o que se vê da alma através do rosto é ordenado de forma adequada a essa visibilidade e. a verdade é que eles são feitos dentro deste esplendor radiante geral. A partir disso. Tudo isso é mais interior do que isso é muito elevado para nós e não podemos conhecê-lo. E. Assim. e eles não conhecem senão o nível superficial mais próximo deles. ele terá um benefício ainda maior nisso do que ele poderia ter pensado desde já. Consequentemente. um princípio que você deve constantemente ter em mente é que tudo feito em qualquer lugar é feito de acordo com esse lugar. e então produz o segundo brilho. você descobrirá que o governo está escondido no coração e em todo o corpo e é revelado no rosto e.através de pé e brilhando no rosto que a alma rompe para formar essas fissuras para os sentidos. Isso consiste no que era visível de forma geral no primeiro esplendor radiante. podemos fazer inferências quanto ao que está contida no corpo . o intelecto é inadequado para apreender todo o assunto em sua verdadeira essência interior e profundidade e abranger tudo o que existe lá.Consequentemente. Por outro lado. a partir daí. mas que agora é visto em seus detalhes através dessas fissuras. A última revelação é. Quanto ao que é visível da alma no rosto. "como a superioridade da luz que sai das trevas" (Kohelet 2:13). mas é concisa e compreensível para o aluno. a partir desse esplendor radiante do rosto. Mesmo que a alma se encontre em seu lugar. seu estado e propósito. você pode entender o baixo nível do conhecimento que os seres criados são capazes de alcançar. 80 . o que é revelado através das fissuras feitas pela alma está organizado em uma ordem adequada Para esta revelação. Na verdade. podemos fazer inferências do esplendor radiante que emerge e se torna visível através dessas fissuras (o segundo brilho) quanto ao que existe no próprio rosto no mistério do primeiro esplendor radiante "interior" que mencionei. o que eles vêem é a verdade do assunto de acordo com a forma como está em profundidade. as fissuras ou aberturas dos sentidos estão lá para dar à alma um lugar para exercer seu controle e supervisionar. apesar de serem produzidos nessas próprias fissuras. Se ele mais tarde entrará na profundidade dessa sabedoria. Isso pode ser comparado ao caso de um sábio que quer ensinar sua sabedoria a seu aluno. já dissemos que isso expressa o estado geral da alma. Esta é a ordem que é possível para as criaturas nos reinos inferiores apreender. Tudo isso é além dos próprios sentidos reais.

dentro do corpo. mas se o esplendor radiante da testa fosse visível como o esplendor radiante dos outros sentidos. tal como nos é revelado. e este é o segredo do Tefilin que fica na testa. Consequentemente. certamente o governo é da linha. Se assim for. que é diferente do Resíduo. mas muito menos.. elas as trazem somente de acordo com a natureza do corpo. como dissemos acima. devemos dizer que é revelado de acordo com o nível do corpo. seria visível. A alma enche os recipientes de recipiente que fazem luz através dos recipientes de saída. Assim. cheiro e fala. Isto é. e brilho de Adam Kadmon... tudo o que a Line faz na própria roupa no Residue é desconhecido para nós. Isso pode ser respondido da seguinte maneira. Na verdade.. .. O que é revelado é a ordem real que existe dentro.. Estes não são a visão real. A radiação está em um nível mais baixo do que a própria essência. quatro coisas emergem e são reveladas a partir delas. Assim.o que emerge deles. podemos dizer em detalhes qual parte do interior é revelada em um lugar no rosto e qual parte em um lugar diferente. Pois já afirmei que a alma traz luzes de acordo com o corpo. que é do interior. enquanto as aberturas são vasos de saída. Pois. pois vemos que o governo só ocorre através do que emerge dessas aberturas. mas os mundos .A alma não acrescenta nada ao corpo. mesmo quando a alma produz suas luzes. que é a Linha. todos os mundos não são mais que o esplendor radiante. e as emissões deste brilho emergem de cada um dos órgãos dos sentidos.. mas que brilha e irradia da essência. audição. a partir da nossa discussão atual. Pois há uma fissura muito sutil.achamos que o ciclo completo do governo.. Na verdade. pelo contrário. todos os mundos discutidos na Cabala são níveis deste esplendor radiante. surgem quatro mundos: os mundos da visão. que permanece o que é. Consequentemente. mas o governo é revelado no rosto. Isso também é algo que não é visto agora. Além do que é revelado através deste esplendor radiante.Por esta razão.. . e então uma revelação ainda maior vem no esplendor radiante emergindo das fissuras com tudo o que é revelado lá.toda a estrutura de Adam Kadmon . todo o governo deriva da Linha. quando consideramos a ordem geral do governo . Pode-se objetar: dissemos anteriormente que o governo está no Residente enquanto a Linha está escondida dentro dele (ver Abertura 27). No entanto. uma mera radiação que emerge de Adam Kadmon... Quando a alma sai através desses vasos de saída.. Do Tefilin. Eles não revelam tudo o que é revelado em Adam Kadmon em si... Desta forma. O brilho e a radiação são os termos apropriados para aquela que não é a essência de uma coisa em si. o cheiro e o discurso. O que é revelado não pode ser dito ser revelado de acordo com o nível da alma. existem quatro e não mais: os mundos da visão. a audição. Como já foi dito no comentário sobre a primeira parte da proposição. parece que. tudo o que é adequado para ser revelado será revelado através destes quatro. está escrito: "E todos os povos da terra verão que o Nome de HaVaYa é convocado para você" (Deuteronômio 28:10). 81 . Tudo isso está de acordo com a forma como o corpo funciona e a natureza dos seus navios. A testa também emite seu próprio brilho. o que está disposto dentro. Parte 2: Assim.Esta é a implicação da passagem citada acima de Otzrot Chaim. a raiz do governo reside na interconexão da alma e do corpo dentro. Esses mundos são. faz um esplendor radiante ao redor do corpo.. consiste apenas no que é revelado depois que a Linha já se vestiu dentro do Residue Através do esplendor radiante circundante. a Linha governa em seu próprio nível. os vasos que produzem a luz existem apenas para revelar o que ocorre dentro dos recipientes. Mas. audição. cheiro e fala. Isso ocorre porque o homem é composto de uma alma vestida dentro de um corpo construído de aberturas e cavidades: as cavidades são recipientes de recipiente. Uma vez que existem quatro faculdades. que o que irradia inicialmente no rosto de uma maneira geral emerge de forma mais revelada nas faculdades sensoriais. cujo governo está sujeito a isso. existe um paralelo direto entre o que é revelado e o que existe dentro. enquanto a luz da orelha é chamada SaG". Pelo contrário. portanto. afirmando que "a luz do cérebro é chamada AV.

falamos em termos desses mundos. A essência intrínseca de Adam Kadmon não pode ser apreendida. além do qual nada mais existe. isso é tudo o que pode ser revelado de Adam Kadmon.que esses mundos não se desenvolvem de Adam Kadmon. . Só podemos dizer que Adam Kadmon constitui tudo o que existe de acordo com a ordem do Nome de HaVaYaH. mas sim são de e em Adam Kadmon). na medida em que este governo é muito profundo. Isso constitui o governo inteiro do Nome de HaVaYaH. hishtalshelut ). É apenas a radiação de Adam Kadmon que pode ser apreendida. cheiro e fala estão sob Adam Kadmon.) Este vislumbre é a imagem mais pequena e concisa desse governo. enquanto Adam Kadmon está mais elevado do que eles e não pode ser preso. Nós não vemos uma única. que passam por uma tela. corpo e esplendor radiante. Pois os primeiros não emergem de Adam Kadmon da mesma maneira que o último emergiu de Arich Anpin através do processo de acoplamento pelo qual o Partzuf superior produz o inferior. Estes são os diferentes aspectos do governo revelado. e igualmente Asiyah de Yetzirah.. no caso dos Partzufim: Abba e Imma emergem de Arich Anpin através do processo de acoplamento interno ( â. completa e consistente ordem vinculando tudo juntos desta forma. por que os outros não emergiram de Adam Kadmon da maneira que Beriyah. A segunda dificuldade é que o surgimento dos mundos de visão. No entanto. abençoado seja Ele. O primeiro é que não podemos dizer que os mundos da visão. mas o surgimento dos mundos da Visão. O mundo de Beriyah. É aqui que podemos distinguir os diferentes níveis. e isso contém todos os níveis e aspectos discutidos nos ensinamentos da Cabala. Este é o caminho visível no Sefirot desde o Tzimtzum em diante. é que 82 . Cheiro e Fala parece seguir um caminho diferente que é inconsistente com essa ordem. Audição. cheiro e fala emergem de Adam Kadmon. Em vez disso. após o qual outro mundo deve emergir dele no próximo nível e com um poder menor que o do mundo superior. Portanto. No entanto. por exemplo. da maneira que Abba e Imma. como discípulo. Pelo contrário. Em vez disso. que parecem não seguir a ordem do resto da Árvore. é justo dizer que eles são um sob o outro. estes emergem de dentro através dos órgãos sensoriais. Cheiro e Discurso não estão "sob" Adam Kadmon . mas. e apenas um vislumbre é revelado para nós. o governo revelado não surge como uma gradação contínua que se desenvolve de Adam Kadmon. surge de Atzilut no sentido de ser uma única continuação. Cada Sefirah em Atzilut realmente produz o correspondente Sefirah em Beriyah. em vez disso. Esta não é a maneira pela qual os mundos da visão. audição..que os mundos da Visão. emergindo como um selo marcado com todas as Sefirot de Atzilut. audição.pois eles são uma parte de Adam Kadmon. Ou se estes surgiram dessa maneira. Yetzirah e Asiyah emergiram de Atzilut? Em suma. enquanto Zeir Anpin e Nukva emergem de Abba e Imma através de seu acoplamento. Yetzirah emerge de Beriyah do mesmo jeito. não podemos compreendê-lo.(Isso responde a primeira objeção . Aqui reside a resposta a uma dificuldade aparente sobre esses mundos de Visão. como mencionado em outro lugar. A questão surge imediatamente de por que esses mundos não surgiram e vieram sob Adam Kadmon exatamente do mesmo modo que os outros mundos emergem uns dos outros. e devemos considerar isso também ser parte de Adam Kadmon. pois emergem um do outro. Só isso é o que podemos falar em Adam Kadmon. Isso explica por que não nos ocupamos com a essência intrínseca de Adam Kadmon. Isso dá origem a duas dificuldades.(Isso responde a segunda dificuldade . em uma cadeia de desenvolvimento. cheiro e fala de Adam Kadmon parece inconsistente com o modo de desenvolvimento ( ú. zivug ) dentro. Da mesma forma. não vemos aqui uma continuação direta como seria apropriada de acordo com o caminho do desenvolvimento. Isso exige que o primeiro mundo seja completado. Cheiro e Discurso. parece um salto de um caminho para outro e de um aspecto para outro. Zeir Anpin e Nukva estão sob Arich Anpin.alma. O que isso significa. Audição. Essas dificuldades podem ser resolvidas à luz da nossa discussão anterior. É verdade que contida no Espaço vazio formado através do Tzimtzum é apenas uma existência geral: este é Adam Kadmon completo em todos os aspectos . Abençoado seja ele. Audição. audição. um sob o outro.

Isto é o que é revelado em geral... e este é o aspecto de MaH e BaN que é revelado depois. Esta não é uma ordem confusa. SaG.. Se fosse esse o caso.. até chegarem à boca. Sha'er. Parte 3: No entanto. Mas o SaG revela as luzes que estão escondidas na AV. Agora. Parte 1: AV. Envia sua luz pelos cabelos da cabeça. é uma ordem apropriada e que está devidamente disposta. AV seria 83 .. "sabedoria") e Binah ( ä. enquanto o esplendor radiante é o que é revelado de Adam Kadmon.. A proposição tem três partes. SaG. comparável ao segundo esplendor radiante discutido no caso do rosto. "compreensão") é que Chochmah é como as coisas estão dispostas em A profundidade da mente ( ä. revela as luzes de Chochmah que estão ocluídas -. através do qual o cérebro revela seu conteúdo enquanto ele permanece escondido..) Tudo conectado aos cabelos e todas as suas leis seguem a natureza do cérebro do jeito que está dentro.. um "gateway" e a raiz ø. machshavah. na categoria de "cabelos". lit. MaH e BaN. Ele envia sua luz pelos cabelos da cabeça. Por conseguinte.. e esta é a emanação que constitui Atzilut.. cuja natureza deve ser escondida.. Esta é Binah. que pouco a pouco se revela cada vez mais. Para as luzes do SaG não são Outras luzes que não se desenvolveram com AV. Os cabelos da cabeça são o primeiro esplendor radiante: isso é comparável à barba... "pensamento"). é que eles estão conectados com o que está disposto dentro do cérebro dentro da cabeça. um "cabelo". são as mesmas que ø.. Isso é revelado fora. Isto será explicado ainda mais no seu devido lugar (Abertura 105).. mas eles se aproximam cada vez mais. Para a natureza de Chochmah deve ser escondido e escondido. Abertura 33 Os ramos de Adam Kadmon revelam sucessivamente a semelhança do homem AV. a luz interior e a luz abrangente estão inicialmente distantes umas das outras.Adam Kadmon é a fonte escondida do governo. Pois você já ouviu que tudo o que existe em todas as diferentes ordens do corpo é revelado no rosto. MaH e BaN são revelados por Adam Kadmon.. e o que existe aqui não vem ao nosso alcance. enquanto permanece escondido. Se assim for. Tendo discutido em termos gerais como as radiações de luz emergem de Adam Kadmon. tudo em todo o corpo é composto por Av. mas Binah constantemente revela os mistérios ocultos de Chochmah. em todos os lugares que são encontrados. na cabeça. como eu disse. as fissuras através das quais a alma atravessa. SaG. (As letras da palavra hebraica ø. AV corresponde à imagem formada na profundidade da mente de Adam Kadmon. que estão escondidas no AV. pois corresponde a Chochmah. Parte 1: AV. MaH e BaN são revelados por Adam Kadmon. "para formar uma estimativa mental". MaH e BaN. o que é revelado é Av. onde um vaso é feito. Pelo contrário. nem pula do caminho para o caminho. Parte 2: AV corresponde ao Chochmah. E é o que é revelado no rosto em si que é revelado através das aberturas. Isso discute AV em particular.. SaG. agora devemos explicar os detalhes. sha'ar. sei'ar. que é o primeiro esplendor radiante do rosto... A maneira como isso aparece na visão profética é escrita nos textos cabalísticos: há um único Partzuf ou rosto (o de Adam Kadmon) cujo rosto irradia. Surgindo de tudo são todas essas luzes na ordem dada nos textos. O segredo subjacente de Chochmah ( ä... Parte 2: AV corresponde ao Chochmah de Adam Kadmon.. Parte 3: Mas SaG revela as luzes. Isso discute SaG em particular. conforme discutido na abertura anterior. SaG. O segredo dos cabelos... AV corresponde ao Chochmah de Adam Kadmon e o que existe aqui não vem ao nosso alcance. É dos cabelos da cabeça que a luz do AV sobe como um segundo esplendor radiante.. A luz do AV que emerge está escondida. através do qual o cérebro revela seus conteúdos.. que. MaH e BaN.. SaG. A semelhança do homem está corretamente enraizada.

estão todos ligados entre si e se desenvolvem um do outro. do começo ao fim. 1. Se assim for.. e este é o aumento constante Proximidade da luz interior e da luz abrangente. O objetivo final dessas luzes é Atzilut. pouco a pouco. salte para outro sem conexão com o primeiro. Este é o aparente "salto" que eu discuti anteriormente (Abertura 32)... Assim.34a. de acordo com o princípio da Linha de Medição. mas perplexidade. Mas aqui acima (nos níveis das luzes da SaG e nos mundos de Visão e Audição) o uso desses termos é puramente figurativo. até chegarem ao nível Atzilut. Peh ch.. Para as luzes existem as causas reais de todos os diferentes aspectos do Este Mundo. se revela cada vez mais. na medida em que este é o lugar da raiz desses fenômenos abaixo. podemos dizer que o que tinha de ser revelado era Atzilut. Essas partes estão em uma hierarquia uma sob a outra. Por conseguinte. marcado pelo fato de que suas ações e efeitos não são revelados. pouco a pouco. Mas tudo o que estamos falando agora está contido nas partes deste esplendor radiante que estamos discutindo. exceto onde a luz fica em um nível que se relaciona com os reinos inferiores para que os reinos inferiores possam emergir a partir daí. A diferença entre eles é que cada nível superior está mais escondido do que o nível abaixo. fase por palco. Assim. mas todas são uma cadeia interconectada. . Você poderá entender isso através do que eu já disse em conexão com os ocultamentos sucessivos produzidos pela Linha de Medição . desde o início de Adam Kadmon até o fim de todos os Asiyah... que constituem Apenas a raiz dessas causas reais e diretas. Parte 2). p. fase por palco. Se assim for. encontramos que o que tinha que revelar era a semelhança subjacente do homem. Para estes termos não se aplicam adequadamente. porque isso não seria conhecimento. uma após a outra. antes de saber onde ele conduz. Chotem. enquanto as luzes de SaG seriam um aspecto bastante diferente. A semelhança do homem só poderia surgir dessa maneira em seus vários aspectos seguindo essa gradação e uma sucessão de graus crescentes de ocultação. podemos dizer que o propósito das diferentes partes deste esplendor radiante é trazer Atzilut. já que seus efeitos são revelados. 20: 3).que cada grau sucessivo de ocultação causa novos efeitos de acordo com o ocultação em questão (ver Abertura 30. Se fosse assim. até chegar ao ponto em que ele entra em acexistência.. Shaar Ozen..para nos dar uma indicação de feint de algo intrinsecamente Além de nosso entendimento ( Etz Chaim. se essas luzes que estamos discutindo são as luzes do governo. sendo perto deles e relacionados a eles de forma adequada. TaNTA ch. Da maneira correta. que. que é que a luz de cada nível sucessivo é menor que a do nível acima. e esta é a emanação que constitui Atzilut. uma sob outra. Você não pode dizer tal coisa. que é construída de MaH e BaN depois que eles foram unidos. e a intenção dos sucessivos graus de ocultação era levar a luz eventualmente a esse nível.um aspecto separado por si só. mas não acima disso. Pois a intenção desde o início era criar a raiz da semelhança do homem de uma maneira intimamente relacionada com as criaturas inferiores. isso é apenas para "atravessar" e fazer sentido para a orelha humana . de modo que as coisas se movem de um estado de dissimulação para uma revelação. de acordo com a lei de progressão gradual. Assim. Como é o fim desta gradação que 84 . é que elas devem seguir uma sequência de desenvolvimento.. Eles constituem um único todo que se torna cada vez mais revelado. onde você começa com um aspecto e depois. embora usemos os termos ouvidos e ouvidos no caso de Adam Kadmon. o rabino Chaim Vital escreveu que. de modo que ela deveria servir como raiz para seu serviço. o que não era o caso nos níveis anteriores (as luzes do AV e do SaG). A verdade é que todos os níveis discutidos na Cabala. gradualmente. As luzes de SaG não são uma multidão de aspectos dispersos e desconectados. mas eles se aproximam cada vez mais. Esta raiz é a emanação que constitui Atzilut. cairíamos no problema da dispersão desconectada. seus vários aspectos seguem uma ordem gradual.Pois certamente vemos nessas luzes algo que avança gradualmente. tudo o que é revelado depois na forma das luzes da SaG é o que inicialmente foi escondido à luz do AV. Assim. a luz interior e a luz abrangente estão inicialmente distantes umas das outras. 1.

que é onde os vasos são encontrados em todos os seus detalhes. . onde um vaso é feito. Isso inclui a revelação e a perfeição dos Vasos. através do qual a luz Do fogo emerge onde quer que haja um buraco. Tendo discutido o esplendor radiante que é revelado. As luzes dos Olhos contêm o aspecto do Navio de forma detalhada. O que vemos é que o fim deste processo gradual é a formação do Navio. como será discutido abaixo em seu devido lugar. E a retificação deve ser posterior em Atzilut. Em primeiro lugar. A gradação é vista ainda mais claramente no fato de que mesmo as luzes dos próprios olhos. sabemos claramente que as luzes da orelha. Todos os aspectos discutidos na Cabala em conexão com as luzes da Boca na sua totalidade devem ser entendidos como preparativos para o que deve surgir mais tarde em Atzilut em seu lugar. Assim. Atzilut é sucessivamente revelado pouco a pouco. como discutido acima. Isso indica que Atzilut é especificamente a semelhança do homem através do mistério de MaH e BaN. As passagens através das quais as luzes passaram foram escolhidas por causa da maneira como elas estão ligadas ao interior com os quatro Nomes que estão dispostos lá e correspondem às diferentes combinações nas quais as luzes estão interligadas. se assim for.. embora de forma geral.. Isso explica a natureza do relacionamento. através do mistério de MaH e BaN. Parte 2:. como no caso de um fogo ardente coberto por um vaso perfurado.. vemos que as luzes da Boca são a localização do Navio. E a rota pela qual o espírito viaja através deles é tal que o lugar que ele toca primeiro é onde ele emerge. A maneira pela qual a luz interior emerge através das aberturas do rosto não é apenas casual. pois este é o nível em que já se revela. até chegarem à boca. MaH e BaN e seu local de emergência dos órgãos sensoriais de Adam Kadmon. E a raiz disso está nas luzes da Boca. no mistério de MaH e BaN.. O primeiro é que o conceito do vaso se relaciona com a semelhança do homem. Esta é a raiz de tudo o que se relaciona com o serviço do homem.. Não podemos fazer apenas um nível do que são realmente dois níveis. nariz e boca. e a verdadeira raiz do conceito do corpo é o vaso.. Consequentemente. e este é o nível de MaH e BaN que é revelado depois. se assim pudermos inferir diretamente que nessas luzes. e o Navio se relaciona com os reinos inferiores... como será discutido mais adiante. os quais não sabemos ser o caso. Abertura 34 A conexão entre AV. Este é o fim de toda a cadeia de desenvolvimento: a semelhança do homem em seu lugar. Isso explica que há uma relação entre as passagens e as luzes que passam por elas.. Isso significa duas coisas. histalkut ) da luz. como será discutido em seu lugar. que é o vaso geral antes da revelação detalhada de tudo relacionado a ele. e que deve ser por meio da partida ( ú.. uma vez que é o mesmo incêndio sob 85 . . como continua a dizer. E uma vez que o navio é o nível final que vemos nas luzes da orelha. e como será discutido mais adiante. Parte 1: As passagens.realmente traz a raiz da semelhança do homem. e depois os detalhes. devemos agora discutir os lugares de onde a revelação aparece. O segundo significado aqui é que as luzes da boca são realmente feitas para fornecer a raiz do mundo Nekudim (Aberturas 36-58).. e eles correspondem. teria tido dois resultados. SaG. Esta é certamente a natureza da gradação: primeiro vem o conjunto geral. A semelhança do homem está corretamente enraizada... seguem gradação após a Boca. como discutido abaixo.. Se tivesse sido assim que surgiu a luz interior. A proposta tem duas partes. as luzes da Boca contêm o que era necessário para produzir os vários aspectos dos Vasos em seu lugar em todos os seus detalhes. pois a essência da semelhança do homem é a existência do corpo e a alma dentro dele. Parte 1: As passagens através das quais as luzes passam. do nariz e da boca levam gradualmente a semelhança do homem com base no corpo.

dentro do corpo. tendo dito que a luz passa por uma determinada embarcação devido à relação específica que tem com esse navio em particular. achamos que as luzes mudam de lugar. enquanto o fogo que fica debaixo de um buraco diferente passa para fora: o fogo não sofre qualquer tipo de mudança causando o que está sob um buraco para sair através de outro. cheiro e fala em discussão.pelo contrário. Por causa dessa relação. no entanto.a saber. E as luzes de MaH emergem de um lugar que é mais alto que todos esses . pois Ban e MaH estão abaixo. De tudo isso. o fogo sai sempre que encontrar um buraco. dentro do corpo.. isso não significa que se torne livre de toda sujeição ao navio. o que emerge através de cada buraco também é inteiramente uniforme: o fogo não adota novos movimentos para sair por locais específicos que podem fazer com que ele sofra algum tipo de mudança. enquanto a luz estiver contida dentro do navio.Assim. deve perder essa sujeição e agir como a alma fora do corpo. devemos inferir que. Para as luzes do SaG emergirem das Orelhas. pois ela emerge de várias maneiras diferentes. Em vez disso. Esta relação entre as luzes emergentes e os recipientes de recipiente a partir do qual eles emergem não depende da maneira como as coisas parecem estar como vistas do lado de fora. No entanto. Em segundo lugar.. audição. Sendo assim. Se fosse o caso que a luz surgisse puramente ao acaso. é precisamente o que mudou.todos os buracos. Parte 1). e seu funcionamento muda como se estivesse agindo dentro do próprio recipiente. Pelo contrário. os Olhos. é bastante evidente que a forma como a luz emerge não é apenas casual. as passagens foram especialmente escolhidas para combinar as respectivas luzes em cada caso. Nenhum desses fenômenos é encontrado nos mundos da visão. isso significaria que a luz que emergia do ouvido não seria diferente da luz que emergia do nariz. vemos que toda a relação entre as luzes emergentes e as passagens através das quais elas passam é uma relação interna que depende da ordem em que os Nomes estão dispostos dentro.porque não teria sido Capaz de passar por uma embarcação diferente.. enquanto as luzes do BaN emergem de um lugar maior que as Orelhas. sendo essa a totalidade de todas as seiscentas 86 . conforme discutido anteriormente em conexão com a Linha e o Resíduo (ver Abertura 28). o relacionamento deriva de um vínculo forjado dentro. a luz que está dentro é uniforme. Nesse caso. a luz permanece sujeita à embarcação . ou seja. Em vez disso. do Nariz e da Boca. Parte 2:. As passagens estão ligadas a eles na mesma ordem na qual eles são revelados posteriormente fora. .. Pelo contrário. enquanto aquilo que emerge não é uniforme. a própria natureza do navio em questão é servir como um navio de saída. Em primeiro lugar. e mesmo que a própria luz possa ser intrinsecamente inalterada. como discutido anteriormente em conexão com navios porta-contentores e navios de saída (ver Abertura 32. por causa da relação especial que tem com ela. mas eles ascendem mais do que tudo. e ele passa por um buraco exatamente da mesma maneira que deixaria por qualquer outro. foram escolhidos por causa do fato de eles estarem ligados ao interior com os quatro Nomes que estão dispostos lá. Cada luz individual deve necessariamente passar por sua própria passagem particular e não por qualquer outra. Em segundo lugar. Se fosse esse o caso. onde quer que encontrasse uma saída à sua frente. poderíamos dizer que a luz não está sujeita à embarcação . embora digamos que o Partzuf como um todo consiste em dez Sefirot para que possamos entender a ordem governamental que emerge dela. sua ação mudaria por estar sujeita às restrições do navio. Mas. Nariz e Boca. funcionaria dentro das restrições do navio específico em que está contido. Mesmo depois de desmaiar. Pois. Se fosse apenas por acidente que a luz surgisse de uma abertura em vez de qualquer outra. ao romper e desmaiar. pode ser que. mesmo depois do surgimento. e correspondem às diferentes combinações nas quais as luzes estão interligadas. pois a luz emergente já está sujeita à influência da abertura ou "recipiente" do qual ela surge. a luz executa apenas a função da própria embarcação. a luz sofre uma mudança ao passar pela passagem reveladora. devemos examinar muitos detalhes diferentes na Sefirot. Em vez disso. o fogo em pé coberto debaixo de um buraco passa por esse buraco. da Frente. seria livre de sujeição.

É por isso que toda a estrutura emerge. sendo um colocado em um local e outro em um local diferente. em uma sequência de desenvolvimento gradual. isso também tem efeito sobre a segunda parte do corpo que é o parceiro natural da primeira. Quando ativado em uma parte. enquanto as partes intermediárias não são afetadas. Em outras palavras. o circuito do espírito que circula em torno de todas as partes diferentes foi instituído. É assim que as diferentes partes do corpo estão relacionadas umas às outras.(Assim. e este é o nome MaH que mencionamos. A influência das estrelas também prova esse ponto. exceto um que é o parceiro natural do primeiro e estruturalmente acoplado com ele. pelo qual o espírito ( ru'ach ) circula dessa maneira. Para o circuito de SaG é organizado de tal maneira que ele primeiro chega aos órgãos que são estruturalmente 87 . Depois. o lugar que toca primeiro é onde ele emerge. Para nenhuma outra parte será afetada desta maneira. As partes do corpo intervenientes não sentirá isso enquanto as pessoas separadas o sentem. Agora. mas seus efeitos são sentidos apenas no lugar preparado para eles: aí. como está escrito: "E a semelhança de seus rostos era a face de um homem (Adão)" (Ezekiel 1:10. quando algo acontece e é sentido por uma parte do Partzuf. e é por esse poder que sua inter-relação deriva. atinge imediatamente a segunda parte. E a rota pela qual o espírito viaja através deles é tal que. e isso é o que experimenta todos os sentimentos e sensações das diferentes partes do corpo. e são esses poderes que se dividem em vários detalhes. os componentes particulares do poder em questão foram desdobrados em etapas. Em outros casos. a influência particular aparece para agir e em nenhum outro lugar.e treze Luzes contidas no Partzuf. produzindo assim os membros do corpo com todas as suas propriedades diferentes.. o principal é entender os links através dos quais essas luzes estão conectadas entre si e da maneira como elas se encontram para conectar uma extremidade à outra. o valor numérico das letras de ADaM = 45 = MaH). dentro do corpo (de Adam Kadmon) de acordo com as leis instituídas para eles. o nome de MaH e. ele vem para a raiz. que é o segredo do nome MaH (ver Abertura 29 Parte 3). distante do primeiro. um após o outro. o formulário geral envia uma corrente para a segunda parte. Isto está ligado à forma como as luzes se unem em várias combinações diferentes: uma luz se combina com outra causando o surgimento de uma nova prole. do nariz e da boca. pois as estrelas enviam suas influências através de toda a atmosfera. mesmo que as duas partes em questão estejam muito distantes umas das outras e outras partes do corpo permaneçam entre eles. "os músculos do olho dependem da compreensão no coração" Avodah Zarah 28b). É o mesmo no caso do homem aqui abaixo: a alma (neshamah) que constrói o corpo faz isso através de um poder geral contido nele.. É o próprio espírito (ru'ach) que é afetado e ativado no lugar onde ele habita. este nome contém o número específico de poderes que contém. Esta é a "semelhança do homem". Isto é o que torna possível descobrir que as luzes do BaN surgiram através dos olhos. Além disso. será sentida no outro. A raiz deste assunto é que a forma de cada Partzuf. se algo acontecer a uma parte. que também é ativada lá em seu lugar da mesma maneira através da forma geral que conecta os dois. Isto é comparável ao modo como a água é afetada de acordo com o local onde está contido. Em alguns casos. Quando o espírito é afetado por uma das partes do corpo de acordo com a natureza distintiva dessa parte. enquanto as luzes do SaG emergiam através das orelhas. mesmo que estejam distantes um do outro na ordem em que resistem. esse fenômeno tem sua própria lei individual. que se baseia no segredo subjacente à "irrigação da árvore". a partir daí.. Para isso também deve existir no homem aqui abaixo de acordo com o segredo da "irrigação da árvore". Assim. depende do nome de MaH. que também é um componente da mesma força cujo outro componente foi afetado em primeiro lugar.. O espírito encontra os membros em que vem primeiro e entra nesses membros e partes do corpo. os componentes da potência em questão foram separados um do outro. enviando a radiação através das partes do rosto que estão relacionadas aos membros e órgãos corporais.. Para esses nomes circularem por dentro. tanto em geral como em detalhes. de modo que. e tudo atinge a forma geral.

e é assim que o BaN está conectado com os olhos. outros no Nariz e outros na Boca. Se assim for.. e existe. AV de SaG) foram colocados abaixo. Parte 1: É em Adam Kadmon que a conexão da Linha com o Resíduo. ser revelada no rosto. Todos os aspectos diferentes de Adam Kadmon em si são os aspectos que são necessários para juntar a Linha e o Residente. Assim. um dos sentidos. para cada ação realizada pela AV ou SaG.acoplados com as Orelhas. o paralelo não é entre as partes do espírito e as partes do corpo (por exemplo. como já dissemos. trouxe e revelou na face certos poderes correspondentes nas Orelhas. Consequentemente. e suas radiações passaram de lá imediatamente. Toda ação que o espírito produz no corpo deve. Em vez disso. e o mesmo se aplica ao MaH em relação à Frente. porque estes são os dois fundamentos do 88 . Por exemplo. Tudo o que acontece no corpo é visível no brilho do rosto e produz uma fissura. ele se levanta e é visto na expressão geral do rosto. A forma geral dividiu seus poderes de tal forma que.. em etapas necessárias para atender o objetivo proposto dessas estruturas. vemos que os poderes correspondentes a AV (ou seja. ele produz imediatamente um poder correspondente no rosto que está pronto para revelá-lo. Como isso está relacionado com o fato de que ele circula no corpo? A explicação deste assunto é a seguinte. é entre essas partes do corpo e as partes do corpo. por outro lado. Simultaneamente com o desempenho da ação através do corpo. Assim. Consequentemente. e de lá para os Olhos. toda ação do espírito no corpo tem um poder correspondente que começa no rosto e termina em uma das aberturas. devemos dizer que os membros e órgãos onde circula BaN são os correspondentes aos Olhos. a luz do BaN produz os poderes das pernas... enquanto os de BaN foram colocados acima (nos Olhos) e os de MaH mais altos ainda (na Frente). e é por isso que depois produz o vaso através das luzes da boca. e o mesmo se aplica a todos eles. pelo que a forma geral se divide nos vários poderes específicos contidos no corpo. A proposição consiste em duas partes. O mesmo se aplica ao SaG de SaG e BaN: trouxe certos poderes correspondentes nos Olhos do modo explicado acima. foi provocada. o rosto como um todo divide-se nas várias diferentes aberturas sensoriais. O circuito de BaN. No entanto. Em resumo: o espírito circulante . Misturada com a luz emergente de Adam Kadmon é o Navio.. É em Adam Kadmon que a conexão da Linha com o Resíduo que tomou como embarcação foi trazida. Uma objeção poderia ser levantada com base em nossa declaração anterior de que o brilho das fissuras ou aberturas do rosto deriva do fato de que toda a alma está incluída no rosto.produz potências no corpo. quando BaN atinge esses membros abaixo. e o que era necessário para construir todas as estruturas pretendidas surgiu e se desdobrou gradualmente. Só isso é a luz adequada para a construção de todas as estruturas construídas a partir dele. ele imediatamente brilha na parte correspondente do rosto. o poder na perna eventualmente produz visão. Isso explica por que isso deve ser assim. pois não estão na mesma categoria. este ainda não é o fim de seu circuito. a luz emergente por meio dos sentidos é a luz que já está unida ao vaso. atinge os membros que são estruturalmente acoplados com os olhos. por cada ação que este espírito desempenha no corpo. Assim. Nariz e Boca. MaH e BaN . como você já sabe. No entanto. Pois. uma ligação entre o BaN e as pernas.o total de AV. Parte 1: É em Adam Kadmon que a conexão. ou seja. entre BaN e os olhos).. SaG. devemos agora explicar o que deve ser entendido sobre a natureza da própria luz emergente. Parte 2: Isso sozinho. portanto. Abertura 35 Absorvido dentro das luzes que brotam dos galhos de Adam Kadmon é a raiz do navio. Assim. Tendo discutido a luz que emergiu das aberturas do rosto e os locais a partir dos quais as radiações avançam.

a luz e a embarcação - estejam conectados. achamos que a embarcação sai dessas luzes emergentes. Assim. como Será discutido mais adiante na Parte 2. e. . após a qual não surgiram novos desenvolvimentos Sem que os dois .. e na Boca ainda mais (na forma de outros quatro Alephs ). na ação provocada nas luzes da boca (seu surgimento e retorno) é revelado completamente. Pois.. na verdade. no final. . Por uma causa. você achará que. o que levou como navio. e que cada luz deve irradiar em sua embarcação e purificá-la. Em outras palavras. e é por isso que depois produz o navio através das luzes da boca. que o Supremo Testamento preparou para esse propósito. Nariz e Boca. no início. não pode produzir um efeito com o qual não possui conexão integral. Mas quanto mais ela desce.. esses "vasos" não podem ser discernidos. de acordo com isso. Aqui. pois. portanto. que consiste em seis Alephs ). seria impossível que o navio viesse daqui. mesmo que pareça. para cada lugar onde há letras.enquanto Adam Kadmon é a cabeça e o início de toda a existência e. É apenas que. No entanto. é o segredo subjacente da alma e do corpo. Esta é a prova de que os aspectos do vaso são absorvidos na luz emergente. Todo o propósito é fazer com que o retorno do mal seja bom. as raízes do vaso dificilmente são discerníveis. Se a luz fosse simples. o navio e a luz são duas categorias completamente diferentes. um após o outro. como suas raízes) até que o corpo e a alma reais do homem surjam abaixo em seu lugar. A razão pela qual é lógico que a luz emergente contenha dentro dela a categoria da embarcação é porque as estruturas construídas a partir dela Precisa seguir a dicotomia da alma e do corpo. exceto que isso não é discernível nos níveis mais altos acima. de acordo com o segredo subjacente da alma e do corpo (isto é. pois ela vem de uma conexão que já foi feita. Não pense que essa luz emergente seja simples. em caso afirmativo. Certamente é certo que aspectos do navio existem absorvidos nas luzes. como você já ouviu. mais se revela sucessivamente. enquanto a alma é colocada no corpo com a intenção de que ele controle sobre cada um desses aspectos diferentes e os traga de volta ao bem.. até que ela seja completamente revelada. e é impossível que um tipo surja de um tipo completamente diferente. Finalmente. como se essa luz emergente dos órgãos dos sentidos de Adão Kadmon não contenha vaso. Parte 2: isso sozinho é a luz adequada para a construção de todas as estruturas construídas para fora.. E saiba que este é o segredo das letras mencionadas nos escritos cabalísticos em conexão com as luzes das Orelhas. nas luzes da orelha. a luz emergente através dos sentidos é a luz que já está unida ao vaso. a verdade é que algo da categoria do navio certamente é absorvido dentro dele.o ponto final e o objetivo para o qual tudo foi criado para transformar o mal de volta ao bem .governo do mundo. a luz deve necessariamente derivar dessa categoria.Todas as luzes que emergem de Adam Kadmon continuam sempre em estágios. A Linha tem que se afirmar contra cada uma dessas leis e assumir o controle para trazê-lo de volta ao bem. Isto é realizado através do poder único dos mandamentos ( mitzvot ). esta é a conexão que foi trazida: a lei foi instituída para que haja um interior (hebraico: pnimiyut ) composto de luzes e um exterior (hebraico: chitzoniut ) Consistindo de vasos.. 89 . Todos os diferentes aspectos do mal estão enraizados no corpo. indicam a presença de algum aspecto da embarcação. no final.. No Nariz é mais revelado (como a letra Vav do Heh. exceto um pouco.. no Residue) e as várias leis que constituem essa ordem. como a luz é tão irresistível. tudo na criação existe apenas para chegar à alma e ao corpo. eles funcionassem na realidade. Por conseguinte. na forma de uma letra (um Heh).. Todas as diferentes medidas e aspectos necessários para servir como raiz desse objetivo foram instituídos em Adam Kadmon para que.. O homem físico está no final de toda existência . O mal está enraizado na ordem governamental que surgiu após a dissimulação (ou seja. pois é precisamente precisamente que o mal é voltado ao bem na realidade. conforme discutido anteriormente. o início disso objetivo. Com uma consideração cuidadosa.

um aspecto do SaG of SaG. Entre todos estes juntos. o Neshamah também está escondido. No ouvido. Em uma ordem perfeita. como teriam que manter a ordem entre eles. Isto está relacionado com a nossa discussão a seguir sobre a purificação do BaN.ou seja. A intenção aqui era trazer Atzilut de acordo com o segredo subjacente da semelhança do homem. Em vez disso. tinha que ser suficiente para tudo necessário para isso. ou seja. O objetivo final era produzir o homem físico aqui abaixo. como discutido em detalhes em outro lugar (ver Ginzey Ramchal p. mas apenas um pouco. isso sozinho é a luz. em vez de outras?" Pois a Suprema Vontade sabia que. não há menção de nenhuma carta. enquanto o corpo é completamente revelado. quando se trata de combinações. só pode ser produzido através do encobrimento e da falta de luz. não de acordo com a natureza intrínseca da própria luz. Isso resolve o que parece ser um grande problema. Isso está ligado ao ensino de que as luzes da boca surgiram apenas no nível do Nefesh. Não podemos perguntar: "Por que essas combinações. para servir o objetivo proposto dessas estruturas. onde as luzes são muito dominantes. as coisas não seguem em ordem. Mas. o Neshamah-of-the-Neshamah está escondido. . . BaN do SaG of SaG). 90 . Consequentemente. O que isso significa é que. e o corpo começa a ser revelado. pois toda essa existência é para ele. consequentemente.. Agora AV é o Neshamah-of-the-Neshamah e a iluminação final e. Neshamah e Neshamah-of-the-Neshamah.. fora do SaG apenas emergiram três aspectos do AV de SaG e apenas o início do SaG de SaG. como se trata de agir. pois é bastante evidente que o corpo. mas sim de acordo com as necessidades da estrutura pretendida que devia ser construída . do AV of SaG).. grosso e grosseiro. É mais revelado no Nariz e ainda mais na Boca. e o que era necessário para construir todas as estruturas pretendidas. enquanto as luzes brilhavam com grande poder. portanto. É no ouvido que começa a revelar-se. Pelo contrário. Você também verá que os poderes da alma (neshamah) consistem no Nefesh. Este não teria sido o caso se tivesse surgido de acordo com o caráter das luzes que o trouxeram. vemos isso enquanto todos os ramos do AV surgiram (exceto que eles estão escondidos). o Ru'ach também está escondido. até que seja completamente revelado. No entanto. etc.. a semelhança do homem emerge com seu caráter único. emergindo de diferentes maneiras. Também BaN surgiu em sua totalidade. O que isso significa é que cada função depende de uma combinação particular de luzes projetadas para produzir precisamente essa função com suas características únicas. Ru'ach.. o composto resultante e seu caráter único proposto .. O que era necessário para realizar isso era três aspectos do AV (ou seja. nada menos e nada mais. passou de passagem para passagem. e desdobrou-se gradualmente em etapas. Na boca. Assim. todos os Nomes devem trazer suas luzes igualmente. para preparar as estruturas a serem construídas de acordo com o propósito pretendido. É por isso que na AV. a raiz do corpo não era discernível entre elas. enquanto o corpo é ainda mais revelado. A resposta para isso é que.apenas o que era necessário De acordo com a natureza da estrutura desejada surgiu. uma vez que esta luz surgiu para construir essas estruturas. conforme necessário. e depois MaH surgiu em sua totalidade e.. No nariz. MaH na sua totalidade e BaN no seu Totalidade. O que você deve entender é como esse processo gradual se desenvolve e avança fase a palco de acordo com a dicotomia do corpo e da alma. pois nenhuma raiz do navio pode ser vista ou discernida lá.. para produzir a existência da maneira necessária. a raiz do corpo não é revelada a todo esse nível. que é que as coisas não seguem em uma ordem perfeita. conforme necessário. 300). é necessário adicionar mais de um tipo e menos outro para produzir exatamente a combinação desejada com suas propriedades únicas. um aspecto do SaG (ou seja. eram precisamente essas combinações das raízes necessárias.

separados e desconectados. Animal (Beriyah) e Man (Atzilut). chamado porque é o "mundo" em que os pontos da vogal ( nekudim ) emergiram como vasos "quebrados". "Streaked " ( í akudim ) alude ao Mundo de Akudim. sua beleza é então visível em sua forma completa.. de uma para outra. Vegetable (Yetzirah). exceto que.. A proposição consiste em duas partes. que estavam contidas em um único navio. e não existe até chegarmos a esse nível.. até que finalmente ela termina em sua forma completa. mas depois. pois Ele então teria produzido uma perfeição completa instantaneamente. Isso indica que Eyn Sof não queria produzir tudo totalmente formado desde o início. como a forma como um artesão faz uma embarcação de um pedaço de madeira: em primeiro lugar é uma massa sem forma. A palavra nekudim também é encontrada com a conotação de "peças desintegradas" (em Josué 9:12 e Terumá 5: 1). o que existe no final é o que existia desde o início. Tohu )."Speckled" ( í nekudim ) alude ao Mundo de Nekudim. a verdadeira forma será vista em toda sua beleza. Em vez disso. Todas as criaturas diferentes estão sob a mesma ordem nas categorias de Inanimado (correspondente a Asiyah). Isso fornece a definição do Mundo de Nekudim. mas a pessoa que vê a massa sem forma no início ou em suas formas iniciais verá apenas algo com defeito. 91 . Começa como uma substância completamente sem forma... mas.. conforme discutido nas Aberturas anteriores. no final. Beriyah. pois eles são um todo unido em um único vínculo.. como a forma como um artesão. Agora começa o Mundo dos Nekodim . e então será evidente que tudo isso era necessário para chegar a essa beleza. faltava a perfeição que pretendia vir depois. Parte 1: O mundo de Nekudim foi quando Atzilut com todos os seus ramos. quando sua forma é completa. porque esta é a luz que surgiu após as luzes que discutimos acima... Parte 2:. Todos eles são tecidos em uma única web e caem em uma categoria. Parte 2:. Esta é a verdadeira raiz de tudo nos reinos mais baixos. em etapas. enquanto os "ramos" são Beriyah. Ele leva o nódulo de material na frente dele e o molda pouco a pouco. é uma massa sem forma. quando a sua forma é completada. começando com Atzilut e terminando com Asiyah. . que significa um "ponto" ou "ponto" (como em Tosefta Shabat 12: 8). "Atzilut" refere-se a tudo no mundo de Atzilut. antes de O Tikkun ("reparo" ou "rectificação").o Mundo do Caos ( å. Sua beleza é então visível em sua forma completa.. Nekudim é a forma plural da palavra hebraica nikud (ver nekudah). O mundo dos nekodim Abertura 36 O mundo dos nekodim Nota: O nome de Nekudim deriva do versículo em Gênesis 31:10: "Vi em um sonho. gradualmente. as luzes da Boca de Adam Kadmon. Esta é a primeira coisa que deve ser explicada após a discussão anterior. ele atuou como um artesão que só pode trabalhar gradualmente. Consequentemente. Yetzirah e Asiyah com todos os seus descendentes. então depois assume cada vez mais uma forma distinta. Ele sofre muitas mudanças de forma. mas depois. começando com a perfeição mínima e avançando constantemente para a perfeição cada vez maior Até que a perfeição completa reine. e eis que os carneiros que saltaram sobre o rebanho foram manchados e manchados". em seguida. como a forma como um artesão faz uma embarcação de um pedaço de madeira.. No entanto. O Mundo de Nekudim foi quando Atzilut com todos os seus ramos foram sucessivamente feitos. estágio por palco.. Neshamah (Beriyah) e Neshamah-of-the-Neshamah (Atzilut). No começo.. No entanto. O próprio homem é uma combinação de Atzilut. Ruach (Yetzirah). Isso nos fornece uma maneira metafórica de entender esse mundo. Isso significa que Eyn Sof não queria agir de acordo com o próprio poder intrínseco e ilimitado. a beleza é visível.. somente quando a forma está completa. foram sucessivamente feitas. Parte 1: O mundo de Nekudim foi quando. correspondente a Nefesh (Asiyah). Yetzirah e Asiyah.

E o que foi necessário remover? Mal. e então foi negado. Se não tivessem nenhum lugar ou funcionassem na ordem governamental. O primeiro é que o Mundo de Nekudim surgiu quando o Mundo de Atzilut começou a tomar forma. sendo estas "faíscas" que "piscaram e foram então extintas". e estes são chamados de Mundos Primordiais e por causa de Isso eles foram destruídos e não suportaram. também foi Desnecessário desde o início. A Vontade Suprema começou a projetá-lo acima na Mente Suprema ( ä ä. que as luzes dos Nekudim emergiram. Atzilut é onde a Mente Suprema tomou o mistério subjacente da semelhança do homem para estabelecer isso em seu fundamento. devemos dizer que os Nekudim não devem ser entendidos como um nível na escala que leva a Atzilut. o propósito dessas luzes (isto é. os mundos da visão. Caso contrário. pois a dissimulação já havia atingido o nível do qual era possível que o mal emergisse. " ( Idra Zuta 292b). que estava pronto para arrumar as coisas da maneira correta. Agora. e por causa do mal. antes que sua forma fosse completa. uma sob a outra. Em outras palavras.. Ele existia. A segunda coisa que deve ser entendida é que o mundo de Nekudim não deve ser identificado com o próprio mundo de Atzilut. Foi então que Ele trouxe e separou esta função (o mal) da semelhança do Homem. e inicialmente assumiu uma determinada forma que teve o propósito de produzir o mal. Podemos resumir dizendo que Atzilut estava tomando forma. e agora. Duas coisas devem ser entendidas aqui. Posteriormente. Atzilut era então como uma embarcação cuja forma ainda estava incompleta. Esta é a função do Outro Lado: para causar destruição para esta raiz. Seguindo essa metáfora. o design de Atzilut foi completo. é o Atzilut real. No entanto. Em vez disso.. Foi enquanto ele ainda estava começando a tomar forma. e se não houver necessidade desse nível agora.. Se assim for. porque não é algo que sofreu. audição e cheiro de Adam Kadmon) podem ser devidamente chamados de níveis que levam ao mundo de Atzilut. de Nekudim) era produzir o mal. eles realizaram sua tarefa alotada. antes de completar. Os Nekudim correspondem aos "flashes" e "faíscas" mencionados pelo rabino Shimon bar Yochai (Zohar II. eles brilharam e apareceram e governaram. Esta é exatamente a maneira pela qual o Atzilut se desenvolveu. e saiu e foi visto em si mesmo. produziu faíscas em todos os lados. em seu lugar. e de fato era da sua regra que surgiu o mal. ) Que "a Mente espalhou faíscas em trezentos e vinte lados".. seríamos confrontados com um "salto". O Zohar declara ( loc. porque faltava um nível. não teriam ascendido a nada. porque eles continuam a possuir a mesma qualidade que sempre tiveram. Assim. deveria ter permanecido em existência. 254b). Eles são algo diferente. Assim. não podemos chamar o World of Nekudim de um "nível". Cit. Em vez disso. o Zohar afirma: "Quando o artesão bateu com o martelo de ferro. Esta é a sua forma 92 . achamos que é uma qualidade que se aproxima constantemente da semelhança do homem que tipifica a Atzilut. sendo o estado de Tikkun. enquanto a intenção suprema era organizar todas as luzes em ordem. como será discutido abaixo. a intenção aqui não era que as luzes da semelhança do homem produzissem o mal. eles surgiram com um flash. correspondendo a Atzilut antes de completar. como será discutido no devido tempo. como se eles também tivessem controle. "reparo" ou "rectificação". e as faíscas emergentes surgiram como flashes que se iluminaram e logo foram extintos. hamachshavah ha-elyonah ). Pelo contrário. Para explicar isso: os outros níveis anteriores ao mundo de Nekudim (por exemplo. Nekudim não pode ser chamado de um nível que leve a Atzilut. os flashes e as faíscas são o que se separa do corpo do metal sob o impacto do golpe que vem moldar e consertar o recipiente. porque se fosse. Pelo contrário. eles estavam destr. é o que surgiu enquanto a forma de Atzilut ainda estava incompleta. exceto que ainda está um pouco distante dela porque o desenvolvimento é gradual. e surgiu em toda a beleza de sua forma intrínseca. Quando analisamos isso mais de perto. Para inicialmente. À medida que o artesão libera o metal. toda a intenção era que eles deveriam ser purificados e corrigidos. e a Mente Suprema então escolheu o que teve que ser removido e descartado a partir daí. sendo essa a totalidade de todos esses reis (os navios quebrados). Foi então que o que estava pronto para produzir o mal se separou do corpo essencial da semelhança do homem.

entraremos agora nos detalhes.. Ele queria revelar Seu governo dentro e através da criação do homem. se não houvesse danos neles. após o qual não haverá mais danos. No entanto. Assim.. A raiz de toda essa questão reside no que já foi explicado anteriormente (na abertura 4) sobre como toda a ordem governamental da Mente Suprema é dirigida apenas para revelar a luz perfeita de Deus. Pois parece que os conceitos de criação e destruição devem ser aplicados apenas às criações.. A raiz da existência de danos e reparações reside no processo de quebra dos vasos e sua reparação. não haveria destruição no mundo. Ele poderia ter produzido a semelhança pronta. no entanto. Isso especifica as implicações desse princípio. Pois. O homem. com a ajuda do Céu.e. enquanto os Sefirot inferiores não podiam suportar. e Ele a trouxe e separou. se a Vontade Suprema desejasse. e depois o reparo. Parte 1: A raiz da existência de danos e reparos. e se a criação e a destruição existem no mundo. mas um pequeno poder que faz parte Da semelhança geral. que fica fora do homem.. Tendo introduzido o assunto geral dos Nekudim. estava pronta para produzir o mal. Ele fez o homem. por si só. e a Mente Suprema então produziu todos esses detalhes por si mesmos e deu-lhes um certo poder. (Esta é a "serpente". E no final de tudo. Foi um poder contido dentro da semelhança para produzir esta função. Abertura 37 Todos os danos e reparos no mundo estão enraizados na quebra dos vasos e sua reparação. estamos dizendo que os Sefirot (de Nekudim) existiram e que foram negados e quebrados. Chochmah e Binah) estavam insuficientemente preparados para fornecer as necessidades dos sete Sefirot inferiores... Este é o estado visto depois nos próprios reis: ou seja. E o que é essa forma perfeita. beneficência geral Vai se estender a todos. foi misturado dentro dele para dar entrada se o homem pecar. a forma como aconteceu é que o dano veio. por sua vez. Parte 2: Para se não houve nenhum dano.incompleta e imperfeita. Inicialmente. enquanto a raiz da destruição deve estar nas luzes do Juízo ( din ). Da mesma forma. quando esta função existia na semelhança do homem. Mas o poder da destruição não anula o poder da criação . juntamente com todos os outros seres criados. de modo que. haverá um reparo completo. Parte 1: A raiz da existência. reside na quebra dos vasos e na reparação deles. em muitos detalhes. Esta é a forma perfeita após a remoção de tudo o que o limita. não é senão a revelação dessa ordem de governo. exceto no grau que proporcionaria uma raiz para o ciclo de danos e reparos para continuar no mundo. sem incluir o mal. Esta é uma declaração geral do primeiro princípio relativo aos Nekudim e sua reparação. parece problemático que digamos que foi a partir desta mesma Sefirot que o Outro Lado ( Sitra Achra ) surgiu . isso deve Ser enraizado no Sefirot. você verá abaixo.mas certamente a destruição não sai da criação. O que a Mente Suprema fez? Ele trouxe essa função e removeu-a da semelhança do homem. no final de tudo. e também todas as outras 93 . E se o seu reparo tivesse sido totalmente concluído.. Para além de governar o mundo dessa maneira. E este pequeno poder se divide. os três primeiros (Keter. isso teria sido o fim de tudo. o lado maligno. Mas Ele queria que contenha essa deficiência e que ela se afastasse dessa maneira para que ela permaneça fixada apenas no final. A proposição consiste em duas partes.. Para a primeira vista. E o reparo não foi concluído. na medida em que contém forças em um estado imperfeito adequado à produção do mal. . Para os Sefirot são os cálculos e medidas elaborados pela Mente Suprema para cobrir as necessidades de toda a ordem governamental. No entanto. desde o início. mas não que haja luzes que destruam e negam outras Luzes. pode parecer que a raiz da criação deve estar nas luzes da Bondade ( chessed ).) Não é a essência principal. como será discutido mais adiante. enquanto a essência da semelhança é levar as coisas a um estado de reparo.

Terumah 176b. Primeiro. após o "equilíbrio" ( à. Assim. sendo desencadeada para ser revelada desta maneira no homem. ele calculou como esses mesmos reinos e seres deveriam estar em estado de destruição e negação. existe de fato essa lei que tudo deve atingir esse nível de. os Sefirot) que foram considerados pela Mente Suprema se correlacionam com as criações em todas as suas partes. a Mente Suprema calculou como as criações deveriam estar em seu estado não ratificado. ou seja. Devemos. estas são as leis governamentais da destruição. 94 . mashk'la. Para os mundos superiores são eles mesmos as criações enraizadas em uma grande raiz.tudo depende da semelhança do próprio homem. Todos os níveis das luzes são assim. Incluído neste é tudo o que pode ser dito sobre este governo. o poder da destruição continua dominando para não permitir que essa perfeição exista. Para fornecer uma raiz para qualquer divisão de criaturas requer uma lei separada na ordem do governo. no entanto. destruiu o que existiu completamente. é assim que ele projetou a ordem governamental em todas as suas leis. Em outras palavras. Incluído entre as leis do governo. Às vezes. uma vez que essas entidades existiam no nível do mundo superior (o das Sefirot) e também foram destruídas. No mundo acima. Veja Abertura 59 Parte 1 e Abertura 69 Parte 1 ). Posteriormente. provocando sua própria destruição. Tudo o que dá a existência das criações realmente surgiu. Agora. vemos que elas realmente foram dadas a existência no modo de criação e destruição. isso não ocorreu. eo poder da destruição ataca e destrói o que existe. que estão prontas para destruir essas próprias entidades. há algo mais que você deve entender. o poder da criação ganha força e dura por um longo período. ou seja. No entanto. isso irá negar totalmente o mal. abençoado seja Ele. mas não o que lhes dá resistência para sempre.o que não permitiria que nada existisse. Este equilíbrio é a chave para o reparo completo. a Mente Suprema calculou como essas entidades deveriam existir em um estado de reparo. A medida e o cálculo de como a existência deve ser neste estado constituem a Sefirot como estão agora. O poder da criação deve dominar completamente para que a destruição não tenha mais nenhuma existência. embora não de reparo completo. Zohar. e também no caso das ordens da natureza e suas leis. a existência da ordem governamental acima. governa Suas criações.criaturas após ele. sua atualização no fabrico da existência do homem e do homem . portanto. Para as raízes das criações são as mesmas leis do governo e suas formas. Os componentes do mal misturados neles foram atacar e ganhar poder.eles existem . Isso é exatamente assim que. Foi através do caminho que a Mente Suprema projetou essa semelhança de que tudo isso surgiu.mas eles são danificados.Eles deveriam ser retificados apenas na medida em que estão agora: eles não estão em ruínas completas . Até agora. É esse poder de destruição que impede o que existe de um estado de completa perfeição. As próprias criações também incluirão componentes que não estão presentes neles agora. fazendo com que ele passe por ciclos de criação e destruição. No nível dos reinos superiores. correspondendo e revelando essa perfeição. o próprio fato de que o próprio governo vem aludido e revelado no corpo do homem também depende da semelhança subjacente do próprio homem. inferir que todos os cálculos e medidas (ou seja. inicialmente era a força da destruição que tomava maior e maior controle . enquanto os mundos abaixo deles são essas mesmas criações enraizadas em uma raiz menor do que a primeira. Depois. destruídas e negadas por causa da regra dos componentes do mal sobre essas próprias entidades. as entidades existentes são então vistas como quebradas. e essas partes foram incluídas nelas. que elas deveriam conter muitas partes do mal. Mas quando chega a hora de a perfeição completa surgir e de dar essa lei que fará o que existe para atingir a perfeita perfeição. "peso" ou "escalas". No entanto. de tal maneira que o homem em todas as suas diferentes partes alude a todos os diferentes tipos de maneiras em que o Santo. assim também era necessário instituir um reparo que seria o oposto da destruição. às vezes o contrário é o caso. quando a destruição dominou. Pelo contrário.

farão o que está em seu poder para que não haja mais nenhum mal no mundo. isso proporcionaria uma raiz para o ciclo de destruição e reparo para continuar no mundo. não teria sido possível ao serviço do homem adicionar mais reparos. Como já expliquei. Abertura 38 A conexão de Beriyah. No entanto. O surgimento dessas leis ocorre através do constante processo de peneiração e purificação que está acontecendo com o aumento constante de cada dia. após o qual não haverá mais danos. E quando o trabalho do homem será finalmente completo. 95 . e depois o reparo. E o reparo não foi concluído. a intenção era consertar e corrigir. Yetzirah e Asiyah são um mundo com três roupas. No entanto. isso teria sido o fim de tudo.que discutimos acima. No entanto. deixando a conclusão nas mãos do homem. há o que resta dos reis ainda não purificados. cada um é chamado de um mundo em si mesmo. levando a um estado de reparo que não pode ser seguido por qualquer dano Seja como for. Yetzirah e Asiyah com Atzilut. Quanto ao que resta dos reis que não foram purificados: isso significa que as peças danificadas impedem que certas leis contidas na ordem governamental funcionem agora. exceto na medida em que proporcionaria uma raiz para o ciclo de destruição e reparo. Em outras palavras. Depois. Beriyah. temos os dois primórdios . quando são considerados de acordo com suas funções. não haveria mais necessidade de qualquer tipo de serviço. e o mesmo se aplica a certas partes contidas nos reinos e seres independentes que são governados por ela. eles são chamados mundos em si mesmos. Assim. sob as quais não haverá mais nenhum mal. às vezes um aumenta e às vezes o outro. Mas se o reparo fosse maior.. Beriyah. que é o oposto do que é retificado . Nós temos duas coisas aqui. cada um tem uma função própria. O Outro Lado é algo que foi permitido para existir. como mencionado acima.. desde o início. esse será o fim do trabalho. Agora devemos examinar o assunto dos Nekudim em detalhes. Pois já é claro que tudo foi feito com medidas exatas. E. Existe o Outro Lado ( Sitra Achra ). haverá um reparo completo. No entanto..é o que foi rejeitado e expulso da Sefirot. sem o reparo em todos os níveis em que foi provocada. Yetzirah e Asiyah e como eles emergem. No entanto. E. Isso se refere à perfeição completa que deve surgir nas criações para que elas permaneçam. Se assim for. quando olhamos para Beriyah. Assim. quando completem seu processo de purificação e cheguem à existência plena. Assim. está pronto e está esperando para ser despertado no seu tempo ordenado e dentro do seu limite ordenado. não haveria destruição no mundo. os detalhes compreendem todo o sistema de Atzilut. mas a Suprema vontade queria que Ele comecesse.. na verdade.. não passou do mundo. quando examinamos essas roupas individualmente.. é o que deve ser explicado primeiro. se não houvesse danos neles. os "reis" que foram negados (os Sefirot que foram "quebrados") são eles mesmos a medida e cálculo da forma como as coisas deveriam estar em seu estado de destruição. e um estado de reparo reinará sem nenhuma destruição depois disso.a criação e a destruição ... Isso porque o próprio Atzilut não está completo exceto com suas roupas. Uma vez que ambos estão em um único equilíbrio. a forma como aconteceu é que o dano veio. . Atzilut. como será explicado em seu devido lugar. Parte 2: Pois.. É só que não destrói tudo neste momento do jeito que ocorreu quando houve a destruição inicial. mas foi rejeitado e descartado para não destruir o resto da existência. Yetzirah e Asiyah com Atzilut Tomados como um todo. E se o seu reparo tivesse sido totalmente concluído. eles podem ser considerados apenas como as roupas de Atzilut. no entanto. E no final de tudo. Estas leis são as leis da perfeição.

O Ruach ascende e desce. Não são uma coisa que desce nível por nível de raiz para raiz. E se você diz que isso também é uma escala hierárquica composta pelas almas em um nível. causando todos os sentimentos e sensações diferentes. Se assim for. os anjos em outro e a criação material em mais um. A alma se sente em julgamento sobre os pensamentos inteligentes na mente e no cérebro. faltaria o Aspecto único possuído pelo inferior. pois a cobertura não faz parte do corpo. Beriyah... Beriyah. eles são todos um sistema. nifradim ) são um sistema resultante de muitas causas. Parte 2: Consequentemente. A prova disso é que quando falamos de mundos organizados como níveis separados em uma escala. na verdade. Em vez disso.. e nenhuma alma é perfeita sem as quatro partes de Neshamah-of-the-Neshamah. II. nifradim ) na sua totalidade. sua função falharia do aspecto único possuído pelo mundo acima dele. vemos que Atzilut. Agora. cada um fornece uma divisão separada de criações.. O mesmo vale para Beriyah. não é que todo o sistema em si. Zeir Anpin nasce nas Seis Direções (= Yetzirah). Yetzirah e Asiyah.. do nariz e da boca. se o mundo superior funcionasse sozinho. sendo todos os vários mundos. Yetzirah e Asiyah. Beriyah. cada um literalmente separado do outro. Isso explica dois aspectos que eles contêm por causa disso. Beriyah fornece as almas e Yetzirah fornece os anjos. Assim também. ou a alma em sua totalidade.. Beriyah. Neshamah. se fosse esse o caso. e cada um tem sua própria função. Em vez disso. 23a. zivugim ) ocorrem produzindo todos os diferentes aspectos necessários para todas as criaturas 96 . não são uma escala. todos eles fatores causais em um sistema que os exige todos. Isso significa que Atzilut. Para cada um é um poder único diferente de todos os outros. Se assim for. porque cada um tem sua própria função. anjos e os Mundo material. O Nefesh sustenta o corpo no fígado. que correspondem respectivamente a Imma. Ruach e Nefesh. E essas funções são as que eu mencionei: o surgimento de almas. no caso de Atzilut. Em uma escala desta natureza. não podemos dizer que nenhum desses mundos tenha uma função particular que outra não tenha. você verá mais adiante que a própria alma vem literalmente dos quatro mundos de Atzilut. desce de nível para nível. A proposição consiste em duas partes. . Parte 1: Tomada como um todo. enquanto Asiyah fornece as entidades materiais. e é aqui que todos os acoplamentos ( í. Todo mundo inferior é. Beriyah. Imma. Yetzirah e Asiyah. Se assim for. cada um deve ser um mundo completo em si mesmo. eles são muitos níveis. Pois já sabemos que todo o governo é completado em Atzilut. Yetzirah e Asiyah são cada um algo separado em si mesmo. como no caso Das luzes das orelhas. como se um mundo inferior funcionasse sozinho. Para os sábios cabalistas ensinados: "Imma aninha no mundo do Trono (= Beriyah). Em vez disso. Yetzirah e Asiyah não são uma hierarquia de quatro mundos em uma escala. Além disso. cada um espelho do outro. como o mundo acima dele. veja Etz Chayim Pt. Parte 1: Tomado como um todo. exceto em um nível diferente da escala. Beriyah. não é assim. tal como contida no mundo superior. mesmo Embora eles surjam em uma sequência de desenvolvimento. Yetzirah e Asiyah. e nenhuma delas adiciona novo aspecto ao corpo. Beriyah. Yetzirah e Asiyah são todas as causas que se unem para produzir um todo.. Yetzirah e Asiyah em relação a Atzilut. enquanto a Shechinah aninha na Roda (= Asiyah)" (Tikkuney Zohar # 6. Pois. Shaar Seder ABY "A ). Pode haver muitas roupas. temos o corpo e suas roupas. e todos os poderes do mundo superior estão contidos no mundo inferior. Pois no mundo material em que vivemos. Agora. Se assim for. uma em cima da outra. Zeir e Nukva não são uma hierarquia de níveis que desce um sob o outro. Isso explica seu arranjo geral. Atzilut. as roupas são o que cobre o corpo depois que ele já está completo em todos os aspectos. as criações separadas ( í. e a raiz deste deve existir acima. cada um é algo em si mesmo. Atzilut. Zeir e Nukva. sendo as criações separadas ( í. Uma vez que todos se unem para produzir um todo inteiro. assim também. são um mundo com três roupas. Estes não são todos e a mesma coisa está subindo nível por nível. podemos inferir que são todos um sistema que exige todas essas coisas para estar completo em todas as suas partes..

Isso significa que certas luzes podem ser meramente subsidiárias para outras luzes em alguma função dada.. quando olhamos para Beriyah. Isto é. Beriyah. a menos que todos os seus detalhes estejam na mesma forma. exceto através de roupas de vestuário. tudo na criação existe apenas para a glória do Criador. Yetzirah e Asiyah. Isso ocorre porque tudo o que existe. Yetzirah e Asiyah são todos um sistema. E. Esta é a intenção do versículo. 97 . Em outras palavras. existe a realidade da existência das funções exercidas no mundo. é apenas um sistema construído com muitos detalhes. Como você já ouviu. Não seria abrangente. Por outro lado. Atzilut é incapaz de realizar até mesmo o que se relaciona especificamente com isso. Yetzirah e Asiyah como roupas. quando não são subsidiárias dessas outras luzes.. Então é com estas roupas. "Deus fez tudo para o Seu propósito" (Provérbios 16: 4). são examinadas separadamente. neste aspecto. isso não é revelado como tal nos mundos inferiores.do mundo. Eles não são apenas níveis separados de uma escala hierárquica. Abertura 39 O mundo de Nekudim é o material do qual todos os detalhes se dividem. as boas e as más. cada um tem uma função própria. chegamos a discutir o mundo de Nekudim nesta luz.ou seja. nesse aspecto. são chamados de princípios fundamentais por direito próprio. ikarim ). Assim. Yetzirah e Asiyah com Atzilut. conforme mencionado anteriormente (Abertura 31). pois são meramente influenciadas e desenhadas após Atzilut e não agem de forma independente e. pois tudo é apenas um sistema e uma existência única de uma criação que completa a revelação da unidade e da glória de Eyn Sof abençoado seja Ele. desta forma. para explicar desse modo o que se relaciona com o mundo de Nekudim. em todos os casos em que uma função é desencadeada completa em todos os seus níveis necessários. Nisto estão incluídas todas as criações. uma vez que é apropriado que o homem se trate de suas roupas. sendo Beriyah.. Beriyah.. Atzilut.. e é necessário considerar as diferentes divisões contidas neles de acordo com seu propósito individual. Yetzirah e Asiyah na categoria de vestuário. O propósito de todas as luzes supernais depende de suas funções. Pois. são necessárias as condições necessárias para essas funções e. tanto acima como abaixo. cada um é chamado de um mundo em si. e Beriyah. devemos entender que terá suas três roupas . . Há um momento em que são subsidiárias da Atzilut. que se tornam as "asas" da Shechinah. Estas são as funções explicadas acima e na continuação: Assim. na verdade. O que isto significa é que. eles podem ser considerados apenas como as roupas de Atzilut. no entanto. E.. conforme discutido mais adiante. quando falarmos sobre a semelhança suprema do homem. mas um sistema no qual esses três servem para esconder a luz de Atzliut e arrumá-la para baixar os níveis inferiores. quando são considerados de acordo com suas funções. sendo a revelação da função realizada em Atzilut. se assim for. que são nada além de véus escondendo Atzilut. Yetzirah e Asiyah como um conjunto geral. são Vestidos chamados. cada uma por si só. que exigem que as roupas sejam secundárias para Atzilut. Beriyah. Pois. cada uma é uma ótima luz em si mesma que contém muitos princípios importantes ( í. Yetzirah e Asiyah são subsidiárias. eles são chamados mundos em si mesmos - na medida em que eles atuam. quando examinamos essas roupas individualmente. O mundo de Nekudim era como um material do qual todos os detalhes devem depois dividir. No entanto. quando falamos de Atzilut. No entanto. Tendo discutido Atzilut. como afirmado no Zohar. exceto se está vestido em Beriyah. entenderemos isso como sendo vestidos de roupas. como dissemos anteriormente: as próprias funções são executadas apenas em Atzilut. No entanto. Isso porque o próprio Atzilut não está completo exceto com suas roupas. esses níveis são coletivamente chamados de mundo completo.

Assim. de acordo com o aspecto exclusivo desse poder. pois é apenas a totalidade de tudo o que existe. chamado de nível em uma escala. o design do olho do homem no nível do pensamento na Mente é um consisto de vários tipos de leis relativas à supervisão. Pois. deve haver um poder que rege a forma em que foram projetados. "o" nó de formas ". que é a totalidade de tudo o que existe depois. Beriyah. (2) como o design da imagem ou representação ( ä. e essas leis em si são o conhecimento exato do olho humano abaixo em todas as suas diferentes partes e cores.. portanto. Nekudim não é em si mesmo um nível na ordem dos mundos. o que é extra aqui (no Nekudim) é que existem dois projetos: o design da forma como os reinos inferiores devem ser governados. enquanto Nekudim se estende do umbigo até os pés de Adam Kadmon). (ø ÷. mas os próprios projetos consistem em diferentes tipos de leis governamentais. Agora você verá uma grande diferença entre este design ( ø. uma "imagem") em Nekudim e em todos os outros projetos em qualquer nível que possa ser . exige tudo o que existe do chefe de Atzilut até o fim de Asiyah. o objetivo final não é produzir o mal. yesh me-ayin ) para ser um ramo disso.e. Este propósito não é cumprido nem pela Sefirot por conta própria nem pelas criações separadas por conta própria.Além disso. esta foi a primeira coisa revelada agora nas luzes dos Olhos (de onde emergiram os Nekudim). Parte 1: O mundo de Nekudim foi. antes ou depois disso. Introdução a Sefer Yetzirah). neste aspecto não há diferença entre o mais alto de todos os Sefirot e o mais baixo de todas as criações separadas: ambos existem apenas para revelar a unidade de Eyn Sof. Pois há necessariamente duas entidades ( ú. Esta é a intenção do verso citado abaixo: "Deus fez tudo para o Seu propósito". metzi-uyot ) . sendo do nada. mas que deve voltar para o bem. Uma lei geral é necessária para dar vida a ambos. 98 . Isso contém o poder de produzir as criações separadas para o ser real do nada ( ù ï. o design dos reinos inferiores de acordo com o que eles estão si mesmos. TzuR TaK.ou seja..Isto é o que Sefer Yetzirah chama de Tzur Tak. Isto se estende até o umbigo. abençoado seja Ele e seja abençoado seja Seu Nome para sempre e para toda a eternidade. vemos que. para que todo o mal volte para o bem. Isso explica como isso é assim.Raavad. mas ambos são necessários para completar esse objetivo. mar'eh ) desse pedido governamental como visto nas próprias criações separadas abaixo (pois são eles que são governados). A proposta tem duas partes.. (Era como uma substância geral sem forma fora da qual Atzilut. tudo ainda era como material que não recebeu nenhuma forma. e além disso. este mundo de Nekudim não é senão o poder particular da semelhança do homem que pode produzir o mal. No entanto. Quando examinamos o que está envolvido neste detalhe.. Yetzirah e Asiyah foram posteriormente formados. Yetzirah e Asiyah) em torno deste um aspecto comum: que existem para revelar a unidade suprema ao trazer o mal de volta ao bem. O mundo de Nekudim não é. Por exemplo. tziur. como você já ouviu. como mencionado acima.. Para produzir as criações separadas em si. onde a Mente Suprema projetou todas as leis supremas do governo (a Sefirot de Atzilut) e também todas as criações separadas (Beriyah. e esse poder representa as próprias criações separadas para mantê-las em sua forma designada. nível por nível. No entanto. portanto.) Nekudim é uma lei geral única que simplesmente institui a existência De tudo o que está destinado a existir.para todas as formas desenhadas no mundo foram desenhadas a partir desta" . hanhagah) Consistindo de todos esses tipos diferentes de leis governamentais. depois do mundo de Akudim (o Sendo a luz a partir da boca de Adam Kadmon. Todos os outros mundos são reinos separados estruturados de acordo com um design na Mente Suprema. Parte 1: O mundo de Nekudim era como um material.. o mundo de Nekudim não é o mesmo que qualquer outro Mundo. exceto criações separadas. No entanto. Consequentemente. a semelhança do homem deve ser entendida de duas maneiras: (1) como a ordem do governo ( ä. Exceto que seria impossível que o mal voltasse ao bem na realidade. Parte 2: Isso ocorre porque. Isso ocorre porque é um tipo único de radiação que não produz outros ramos. Isto apresenta o primeiro princípio a respeito do mundo de Nekudim. a menos que o mal exista em realidade.

e eles são ditos "em potencial" em relação a Tzur Tak. esse poder não existe como um aspecto intrínseco do Sefirot. No entanto. se assim for. E. mas um salto radical. Beriyah. que são apenas luzes. e. assim como as 99 . Em vez disso.) Ou seja. (Os próprios Sefirot estão no nível da luz divina. Não é assim no caso do outro Sefirot.só poderia existir na realidade através do poder de Tzur Tak. o aspecto manifestado na imagem ou representação . e cada uma produz seus respectivos ramos em De acordo com sua natureza intrínseca. Isso ocorre porque surge de acordo com o princípio de estar fora do nada. que existem como criações independentes) e a diferença entre Um estado e outro no mundo de Akudim não é de grau. pois estar fora do nada é intrinsecamente além da nossa compreensão. enquanto os reinos separados que derivam desse poder são criações. Nekudim pode ser chamado de início de todas essas ramificações.uma extensão é encontrada a partir da Sefirot (a luz divina de Atzilut) sobre esses reinos separados de modo a trazer Eles são como ramos dessa extensão. do qual. todas as raízes individuais aparecem uma a uma. Yetzirah e Asiyah. é a categoria geral que inclui essas duas espécies de raízes. A totalidade dessas duas raízes constitui o mundo dos nekodim. que não é um processo gradual. Mundos próprios). com A existência de reinos separados (Beriyah. Por sua natureza intrínseca é produzir ramos separados que correspondem a todos os detalhes nele contidos. Isso ajudará a explicar o que você sempre nos encontrará dizendo. assim como é a raiz. por Eles não estão na mesma categoria. o que estamos falando no caso de Nekudim não é um desenvolvimento sequencial de cima para baixo. Para resumir: existem dois tipos de raízes.de uma potência maior para um menor poder. Agora. O aspecto das leis governamentais podia existir na íntegra com todos os seus ramos. Ou seja. que também vêm nível por nível. No entanto. que é como sua substância ou material geral. Nekudim é a lei que estabelece a existência dessas duas raízes. de fato. Para isso é como as luzes emergem desta categoria geral. (Assim. A resposta é que esse nível não pode ser contado juntamente com os vários níveis das luzes dos ramos de Adam Kadmon. Tzur Tak. como seus ramos. há uma diferença entre o aspecto da semelhança do homem incluído neste mundo (de Nekudim) por meio de leis governamentais e do aspecto da semelhança do homem. e uma raiz que produz ramos que não são do mesmo tipo que ele próprio. birurim) dos reis primordiais. devemos contar isso entre Akudim e Atzilut. cuja natureza não é produzir nada como seus ramos. Existe uma raiz que produz ramos do mesmo tipo que ele próprio. é um poder único que é impossível para nós entender. se assim for. a mudança de nível é a de um único poder que muda de estado para estado (da luz de Tzur Tak. incluída no desenho da imagem ou representação (a separação). posteriormente. Para retornar ao tema principal: O mundo de Nekudim é uma categoria geral que produz esses dois tipos de raízes com todas as suas ramificações: as luzes que governam Atzilut. O início de ambas as raízes está em Nekudim. não pode ser simplesmente equiparado ao último nível das luzes da Sefirot (Malchut). exceto outras luzes. mudando de estado para estado. do poder ao poder . dissemos acima (abertura 36 Parte 2) que não pode ser contado como tal.uma criação real de estar fora do nada . Yetzirah e Asiyah são as ramificações de uma raiz e as próprias criações separadas são o ramo de uma raiz diferente. Em vez disso. juntamente com todas as suas ramificações necessárias. não poderia ser algo que depois foi negado. Nekudim não deve ser identificado como constituindo as próprias raízes. Pode-se objetar que. Yetzirah e Asiyah) . Nekudim é um nível a caminho de Atzilut. Para os diferentes níveis das luzes são diferentes os níveis da semelhança do Homem que desce de forma gradual. que é um poder divino. porque eles não se enquadram na mesma categoria. porque. revestidas em seu próprio design ou forma separada. para os reinos e seres separados. o poder de produzir o ser fora do nada. (Para Tzur Tak é um poder e não é ele mesmo uma das criações separadas. que tudo foi feito através do processo de seleção e purificação (í. mas produz criações separadas.as criações separadas . Em vez disso. No entanto. não é simplesmente um nível na escala. mas emergem dele).) No entanto. Beriyah. sendo seus ramos contidos no potencial. em caso afirmativo.

de acordo com a forma apropriada.. a menos que todos os seus detalhes estejam na mesma forma. Pois de acordo com o propósito geral. Yetzirah e Asiyah servem para produzir os ramos de Atzilut. Esta é a intenção do versículo: "HaShem fez tudo para o Seu propósito" (Provérbios 16: 4). porque. pois tudo é apenas um sistema e uma existência única de uma criação. a verdade de Sua unidade seja revelada e manifestada. que se chama Atzilut com suas três peças de vestuário.. Não seria abrangente. agora vamos discutir como ele se divide. Isso inclui as luzes e as criações separadas. em primeiro lugar. e todos eles são meramente offshoots do que já existe no Atzilut. Cada um por si só. e eles foram chamados os três mundos de Beriyah. eles têm que voltar ao bem.. deve ser entendido como sendo mais do que uma categoria. o bem e o mal. Este é o princípio geral relativo à divisão do material em seus detalhes. se algum aspecto desses detalhes faltar. Para Atzilut. mas sim como um único material ou substância que inclui tudo o que vem depois dele.. Isto é o que dissemos acima. No entanto. Consequentemente. é apenas um sistema construído com muitos detalhes. Yetzirah e Asiyah com Atzilut na sua raiz em Nekudim Este material geral teve que dividir em seus detalhes constituintes. .) É uma substância única no sentido de que ela constitui a totalidade de todas as entidades individuais que devem dividir em suas várias divisões. e a glória de Eyn Sof seja abençoado seja ele. assim como é revelado pelos maus. havia a base básica geral. Parte 2: Para Atzilut. que tudo o que existe. podemos chamar tudo que existe do mundo de Nekudim e abaixo de uma existência única. Isso explica o motivo por trás disso. Pois a unidade é revelada através das boas criações porque o bem nelas é fortalecido.. fora do qual todos os detalhes devem depois dividir. Cada um. mas é chamado de um único material ou substância. produz o ramo adequado para ele. Yetzirah e Asiyah. é a raiz de tudo. tal que Todos os diferentes níveis que vamos discutir não são senão partes desta existência geral.. É uma categoria no sentido de que inclui todo o conjunto de todos os detalhes em que ele irá dividir. Parte 1: Este material geral. e. são apenas os detalhes desta categoria geral abrangente. para que. Parte 2: Isto porque tudo o que existe. Pois. Tendo explicado como o mundo de Nekudim é um material que deve dividir em seus detalhes. Como eu lhe disse acima.. como afirmado acima.criações separadas.. 100 . o controle passou sucessivamente para cada roupa por si só. enquanto Beriyah.. como explicamos. Pois esta é a definição de todo esse assunto: é uma existência feita para a glória de Eyn Sof abençoado seja Ele.. através deste retorno completo. tudo na criação existe apenas para a glória do Criador... desta forma. Isto é o mesmo que dissemos acima (Abertura 27) em relação ao Residue. Pois a intenção aqui é que tudo conectado de qualquer maneira com o mal deve voltar para o bem. incluindo as luzes e as criações separadas. a intenção geral .. individualmente.permanece insatisfeita.. apesar do fato de serem Ruim.a revelação desta unidade . Abertura 40 A conexão de Beriyah.. Nisto estão incluídas todas as criações. Depois. tanto acima como abaixo. Mas.. o propósito comum de todas as criações é por causa da Suprema Glória. (Ie the Residue constitui a categoria geral de Tzimztum e também é a "substância" que inclui toda a criação. embora digamos que o Nekudim é uma categoria. . Por toda a existência em todas as suas partes é necessária para que a Unidade Suprema seja revelada à perfeição. que completa a revelação da unidade.. conforme organizado com os seus devidos reparos e adornos.. A proposição consiste em duas partes.. para revelar a glória de Sua unidade através desta existência. é apenas em relação ao objetivo geral de transformar o mal de volta ao bem que todos são iguais.

pois o propósito geral é realizado (ou seja.enquanto a primeira base inclui apenas a categoria de essencial / secundário). mas é considerado apenas uma pequena parte dos outros em que está incluído.. após o reparo) precisamente através da instituição de uma única lei como base. que vieram depois das luzes das Orelhas.. Como já mencionado anteriormente (Aberturas 31 e 38). 101 . (O material geral contém todos os detalhes individuais enquanto está no estágio de material sem forma - assim como a semente contém todos os detalhes da árvore . sendo a última AV de SaG. Para desempenhar as suas funções. Parte 1: Este material geral teve que dividir em seus detalhes constituintes.. Para a função de Atzilut é a preparação inicial de tudo o que tem que existir com todos os seus diferentes níveis e todas as suas diversas instituições e reparos. tal como organizado com os seus reparos e adornos adequados.. portanto. e também que deve ser vestida nas suas vestes.. enquanto o outro é secundário e vem para completar seu objetivo. No entanto. Este primeiro material consiste em todas as luzes do SaG emergindo dos olhos de Adam Kadmon. o controle passou sucessivamente para cada roupa por si só. sendo os outros secundários. pois são o que estamos discutindo. como afirmado Mais cedo. do Nariz e da Boca. Em vez disso.BaN de SaG de SaG. e eles foram chamados os três mundos de Beriyah. é a raiz de tudo. a primeira coisa que teve que surgir à medida que o material começou a se dividir em seus detalhes de acordo com a sequência do desdobramento da ordem governamental foi um poder geral. quando é secundário para outros.. a cada Partzuf de acordo com seu aspecto único) de acordo com sua função e sua forma apropriada. Beriyah.. que inclui todas as diferentes partes de acordo com sua natureza intrínseca. era necessário que todas as entidades que existem nos reinos superior e inferior deveriam ser incluídas.. requer tudo o que nele existe. Depois (no reparo).. (Isso também faz parte da ordem governamental geral levando ao propósito final e.. era necessário dar a cada detalhe por si só (ou seja.) Veja a diferença entre este fundamento básico (o estabelecimento do que é fundamental e o que é secundário) e o material geral. O material geral inclui todas as leis do governo e todas as criações completas com tudo o que eles exigem (assim como a semente contém os detalhes mais ínfimos da árvore completa). que incluiria tudo como um.. em primeiro lugar. Atzilut é primário. tudo o que é dado poder e controle por si só adquire seu próprio nome e revela seus poderes separadamente. pois era deste material ou substância que todas elas eram feitas. .. não é chamado por um nome separado. e.. geral. Yetzirah e Asiyah. Yetzirah e Asiyah) seriam secundários para permitir que ele atinja seu propósito. (As luzes de Nekudim são as luzes do SaG de SaG. . Assim. Mais tarde. Alguns dos detalhes incluídos neste seria lá como a essência (ou seja.. geral.. enquanto suas três roupas são secundárias... enquanto este fundamento básico não é uma generalidade indiferenciada.. havia o fundamento básico geral. está incluído no material geral. (O que foi instituído aqui era apenas qual é fundamental e quais são secundários. . que se chama Atzilut com suas três peças de vestuário. Parte 2: Para Atzilut..) Para tudo o que a roupa faz é meramente uma disposição necessária incluída entre todos os outros que podem ser discernidos na totalidade do governo Ordem constituída por Atzilut com todos os seus ramos. e não os detalhes individuais contidos em cada um. No entanto. Pois no início da existência havia apenas o material. consiste em um aspecto como a raiz essencial.) A fim de assegurar a emergência completa de cada detalhe deste material. De SaG de SaG emergiu o aspecto mais baixo . Atzilut) enquanto os outros (isto é. Isso inclui a provisão de que cada peça de vestuário deve governar por si só e fazer o que está no seu poder. e as criações separadas seguem após elas. Isso completa a função do material geral. Toda esta divisão inicial dentro do material geral é chamada apenas de um único detalhe.

ea própria alma é incapaz de iluminar sua luz corretamente. que é proporcionar um lugar para o mal governar e também completar sua regra. E as coisas passam por palco em uma escala.. .. e todos eles são meramente offshoots do que já existe no Atzilut. como explicado anteriormente (ver Abertura 27). Consequentemente. a categoria de embarcações). Este corpo é um corpo grosseiro. eles teriam que receber seu rosto interno ou luz ( ú. Depois. Para. Yetzirah e Asiyah servem para produzir as ramificações de Atzilut..também estão enraizados nela. (Por exemplo. Isso explica o modo como a luz teve que se juntar aos navios conforme exigido pela ordem governamental.todo tipo de pecado e traço do mal . Primeiro. no entanto. não juntada aos vasos.que executam as funções do Atzilut.. para que ele pudesse ser corrigido e. tem seus próprios aspectos únicos. . mas se tornou escondida acima. enquanto Beriyah. primeiro explicaremos o assunto em relação ao corpo e à alma. Consequentemente. Em primeiro lugar. A proposição consiste em duas partes. Imediatamente depois de surgir. Mas. A essência do retorno do mal ao bem é que o que era maligno deveria ser rectificado e transformado no bem. e então tudo será completo... Esta fundação geral teve que receber sua luz inicialmente através do mistério da Linha que se juntou ao Residue.alma e corpo . é pura. pnimiyut ) na categoria da Linha. a luz foi inicialmente não juntada.para criar um lugar para o mal. pois o poder produzido por Yetzirah é menor que o produzido por Beriyah... instituições e nível de existência. no final. também deve esperar até que o vaso esteja completo. Parte 1: Esta fundação geral. Seu reparo virá. a luz.. até que os vasos completaram seu propósito.. tornar-se bom. Além da nossa discussão sobre os Nekudim e o que eles compõem. Pois você já ouviu falar como a Linha e o Resíduo são a raiz da alma e do corpo. no entanto. Parte 1: Esta fundação geral teve que receber sua luz. exceto que está fechada neste corpo. A alma será então 102 . Abertura 41 A conexão da Linha com o Resíduo . inicialmente. cada mundo de acordo com sua natureza individual. Yetzirah e Asiyah . para que a própria alma pudesse brilhar. Parte 2: Consequentemente.. pois é aqui que a raiz do mal está. no entanto. Cada um individualmente traz a derivação adequada para ele. a luz foi. no início... teve que cumprir seu propósito de acordo com o mistério subjacente desta luz. devemos explicar o que aconteceu com eles quando eles surgiram e foram negados. A alma.. Só depois vai brilhar.torna-se completa somente após o surgimento do mal e seu retorno ao bem.) Mas sua força é considerada em uma escala relativa. e todos os aspectos do mal .A função da alma no corpo é limpá-la e purificá-la da sua grosseria. Isso explica como a conexão realmente ocorreu de acordo com este requisito... além de seus diferentes níveis. que a separa da luz suprema.. como os anjos. Por conseguinte.. através do mistério da Linha que se juntou ao Residue.. É que eles executam e atualizam as funções de Atzilut. transformando tudo de volta ao bem.. e então a luz brilhará nele. Esta é a qualidade definidora de Beriyah. porque era por isso que o Tzimtzum ocorreu em primeiro lugar . abençoado seja Ele.. que é do Eyn Sof. cada um tem seus próprios aspectos individuais e produz ramos de acordo com sua natureza intrínseca. tinha que ser completado.. Pois todos os detalhes que estavam emergindo do primeiro material eram aspectos do Resíduo na categoria de navios. além do fato de que Yetzirah em si é um nível inferior ao de Beriyah. nada de novo é adicionado a eles e tudo o que eles contêm é apenas um derivado de algo incluído como uma faceta de Atzilut. literalmente. teve que ser completado. Para o primeiro a emergir do material era isto (ou seja. e como a Linha se junta a ela para dominá-los de acordo com a natureza do Residue (ver Abertura 29). Pois já foi explicado como em todos os níveis a ordem governamental é estabelecida na base do Residue.

a impureza estava no corpo do homem. Isso acontecerá. Antes que a Linha pudesse se juntar com o Residue em uma conexão genuína que faria com que tudo acontecesse em uma 103 . mostrando como as deficiências foram corrigidas através do poder dessa unidade. a raiz de tudo isso está na Linha e no Resíduo. quando o mundo chegará à perfeição completa. Tudo isso é encontrado acima na Linha e no Resíduo. porque cada uma é purificada e irradia de acordo com suas ações. mas. a perfeição completa da Vontade Suprema está longe disso. é a dissimulação da perfeição. e a alma será unida à luz suprema. e Sua luz perfeita não atinge isso de forma manifesta. Agora. a Linha. (Quando o Resíduo é rectificado. e que o mal domina e mantém a influência até que o corpo acabe trazendo todo o mal que deve trazer. O corpo está sozinho e traz todo o mal contida nele. e é purificado e radiante. O corpo pode então ser reconstruído novamente em pureza. Sabe-se que o principal é a unidade. A maneira como essa perfeição chega à Linha e ao Residue é semelhante à maneira pela qual a luz suprema tem que alcançar a alma.primária. A Linha. O Resíduo (a raiz do corpo) é uma certa medida nascida do ocultação da perfeição e da unidade de Deus. E assim como o corpo é secundário à alma. porque o mal não mais se afasta disso. A alma entrará e permanecerá no corpo sem uma falha para sempre e para toda a eternidade. quando a alma estava no corpo antes da morte. e a alma não pode se juntar a ele em uma conexão perfeita. por outro lado. No entanto. que é como uma alma que brilha com todas as suas luzes no corpo. é a raiz da alma. Você pode ver todo esse assunto na alma e no corpo. de acordo com a luz que a alma coloca no corpo antes da morte. depois da ressurreição. até que ele ascenda até o mais alto nível adequado a ela. é uma pequena questão que o Eyn Sof abençoado seja Ele queria exibir para assim demonstrar Sua perfeição para que Toda existência pode deleitar-se nele ao ver as deficiências que poderiam existir se não fosse pela unidade da Sua perfeição e pelo reparo realizado pela Sua unidade perfeita. como explicado acima (ver Abertura 27). irradiando luz após luz para ela. seu corpo teria sido puro e teria sido corrigido em um único momento. provando no extremo que tudo o que parece ser o oposto da verdade através do O poder do encobrimento realmente gira em torno de mostrar a verdade real e revela Sua suprema unidade. ou seja. É assim que os mundos foram criados. como afirmado anteriormente. pois a conexão que a alma tem com o corpo é a conexão perfeita e duradoura que existirá após a ressurreição. então o Residuo é secundário à Linha. o que mostrará o poder de Sua verdadeira perfeição é precisamente o reparo de todos os defeitos aparentes vistos no mundo através da revelação de Sua unidade. assim é a luz que a alma põe nele depois. a alma sai do corpo: isto é a morte. Este não é um aspecto da perfeição. também lhe deu uma certa luz. É então que a perfeição suprema atinge a Linha e o Residue. também revela a unidade. Mas depois a luz atinge a alma quando o corpo é reparado (após a ressurreição). dos quais dependem todos os diferentes aspectos do juízo. até que os mundos criados a partir deles vençem a gozar Sua perfeição eterna.) É evidente que. e prossegue através do poder de Sua unidade para dominar todas as partes do Resíduo. que são a luz que cria os mundos. apesar do grande poder do mal. Nós já explicamos que é o reparo do Residue by the Line que traz a perfeição que foi vista até o início na Suprema Vontade. e já é rectificado. Pelo contrário. O Residue não será mais algo que repele a própria Perfeição Suprema. tendo sido retida por causa do fato de o corpo não ser rectificado. na realidade. nitzchiut ). de modo que a unidade perfeita seja revelada corretamente em todos os seus aspectos. ao contrário. revela A perfeição de Sua unidade. e seu resplendor se espalhará como corresponde. Pelo contrário. após o seu pecado. Isso acontecerá com a ressurreição dos mortos. e esta é a eternidade ( ú. Pelo contrário. quando o corpo será reconstruído. incluindo todos os diferentes aspectos do mal. A intenção essencial da criação é literalmente esta: se Adão não pecou. Mesmo no início. quando todo o mal já se voltará para o bem. só essa é a revelação real dessa perfeição em todos os seus detalhes. deleitando-se com ela juntamente com o corpo. Na verdade. sendo essa a função da Linha. Claramente.

o Residente pode apenas ter cumprido o seu propósito se produzir o mal. como uma pessoa Refugiar-se em algum lugar enquanto 104 . E assim é com esses vasos. e assim como brilhava antes da quebra dos vasos. e depois voltasse a trazer tudo de volta à Sua unidade e a mostrar Sua perfeição através de tudo isso. mas no final de tudo produzido pelo Tzimtzum. então ele resplandecerá depois com a retificação. no início a luz não se uniu aos vasos. o que realmente aconteceu foi que a luz se escondeu acima. Seja abençoado seja ele. mas ficou escondido acima. embora tenha entrado. Isto é como a forma como a alma está acima no Jardim de Éden todo o tempo que o corpo está sendo purificado na terra. pois esta é a ordem correta. tornar-se bem no final. a luz não deveria entrar. pois é aí que a raiz do mal está. era necessário esperar até que o Tzimtzum realizasse sua função... A resposta é que a entrada da luz e sua adesão ao Residue são duas coisas diferentes. a Linha que vem depois começa a dominar. Mesmo a ordem natural das coisas exige que a Linha não se junte com o Resíduo. . como continua dizendo:. também deve esperar até que o navio seja concluído. que é do Eyn Sof. como já discutido em vários lugares.. o que pode ser posteriormente retificado através do mistério do retorno ao bem. mas voltou e ficou oculto... enquanto Eyn Sof queria revelar Sua existência anterior . uma conexão genuína entre a Linha e o Residue só pode existir depois de ter produzido o mal. Depois que o Residue for concluído. Verificamos assim que a luz não pode juntar-se ao Resíduo até que seja completa no sentido de ter produzido o mal e ter sido purificado disso. Em outras palavras. e não apenas isso. Isto é pela razão que expliquei. como será discutido abaixo. a luz de Eyn Sof. em caso afirmativo.. no que diz respeito à entrada. Se assim for. Por isso. exceto depois de ter sido purificado e purificado do mal. Quando os vasos são purificados do mal. e então tudo estará completo. . a Linha irradiará dentro deles e sua radiação se tornará cada vez mais forte e forte até que tudo seja completamente purificado. Só depois vai brilhar nele. o que.para saber que essa nova inovação era apenas uma dissimulação que Ele desejava. Parte 2: De acordo com isso. o "vapor dos ossos"). exceto após o processo de purificação. A Linha então se juntará a ela em um vínculo completo. É por isso que a Linha não se junta ao Residue para realmente purificá-lo e elevá-lo aos seus níveis mais altos.. pois são os níveis resultantes do primeiro Tzimtzum.. abençoado seja Ele. No entanto.. para produzir qualquer mal que pudesse se desenvolver. Em outras palavras.para criar um lugar para o mal. Na verdade.ou seja.que instituiu esse padrão pelo qual o mal surgiu no início e depois teria que voltar para o bem. para assim demonstrar Sua própria perfeição. em seguida. exceto depois que cumpriu sua missão. não conseguiu juntar-se a ele. como explicado acima. conforme discutido abaixo (Abertura 42). completar o trabalho desejado na sua totalidade exige tudo isso: que o Tzimtzum deve realizar tudo em seu poder. deve começar a irradiar desde o início. foi o Tzimtzum . como será discutido abaixo (ver Abertura 54). Para que depois seja puro deste mal.. porque era por isso que o Tzimtzum ocorreu em primeiro lugar . o Residue deveria ter permissão para fazer tudo em seu poder . hevla degarmei. finalmente. a alma irradia o que deve ao corpo durante este tempo (ou seja. a luz. Conforme discutido anteriormente. Pois era o Tzimtzum que era uma nova inovação. No entanto. a luz pode entrar imediatamente. Pelo contrário.significa que ela está escondida em um lugar puro onde o Outro Lado não tem retenção. como quando entrou pela primeira vez.do qual o Residue desenvolveu . Consequentemente. aguarda a volta ao bem. trazendo o mal daquilo. deve permitir que o Resíduo mantenha a influência até que o Residue cumpre sua missão para não prejudicar seu funcionamento no meio. a luz está se tornando "oculta" . deve brilhar. Pois. Mesmo de cima.direção. inaugurando o reparo perfeito destinado ao final de tudo.. A objeção poderia ser levantada que. para que ele possa ser corrigido e.. Por conseguinte.se estamos falando sobre a luz acima ou sobre a alma após a morte do corpo . à é.

até que os vasos completem sua missão. Assim também.. Tendo explicado que a luz entrou apenas com a reparação dos navios. mesmo após o início do reparo se o processo de purificação não estiver completo? A resposta a isso é que o reparo não ocorreu de uma só vez.. que mesmo o longo exílio com essa grande amargura é um apelo à revelação da unidade de Deus. e de acordo com o grau em que foram reparados. a alma no Jardim do Éden e as luzes acima estão reunidas em um lugar de repouso onde nenhum dano pode acontecer até que o necessário aconteça nos vasos e no corpo. como a proposição passa a indicar: . Seu reparo virá. Parte 1: O reparo dos vasos prosseguiu pouco a pouco. Começou quando a fase de reparação começou. então a luz entrou progressivamente neles.. Pois assim que o corpo for reconstruído novamente após a ressurreição dos mortos.. Até então.. Pois pode parecer problemático dizer que a luz entra no vaso apenas quando é purificada. assim como a entrada da luz e sua união com eles. pois isso é o que subjuga o 105 . Isso explica o processo de reparação dos navios até agora. Isso explica o que está destinado a acontecer no futuro para que os vasos completem sua finalidade. ou seja. como será discutido abaixo. quando essas coisas acontecerem. e esse processo envolve muitos detalhes.. Em caso afirmativo. está nos reinos superiores: primeiro a luz entrou. que a purificação dos vasos chegará ao fim. Depois. ele tem um lugar para ficar. que é fornecer um lugar para que o mal governe e também complete sua regra. mais a luz é capaz de entrar. muitas ascensões continuarão a ser feitas antes de atingir o objetivo final. a alma entrará imediatamente nela e começará a se juntar a ela. mas gradualmente. no final do ciclo governamental. o processo de refinamento dos vasos após a sua purificação segue a ordem dos futuros ascensos destinados das luzes das orelhas.. O reparo dos vasos prosseguiu pouco a pouco e de acordo com o grau em que foram reparados.. deve ser purificado da impureza (através do "tormento da sepultura") e depois do menor vestígio residual de impureza (após a ressurreição dos mortos). cada dia que passa. Cada vez que a alma brilhe com brilho adicional. mas sabemos que até agora o processo de purificação após a quebra Dos navios ainda não está completo (ver Abertura 37).. mas teve que sair novamente.. até que realizem tudo enraizado em sua lei intrínseca da existência. O seu reparo será completo no futuro. .. quando as luzes voltarem a entrar depois no momento da reparação. No entanto.espera que um certo assunto chegue a uma conclusão e. partes dos navios foram reparadas e as luzes começaram a entrar nelas. todos os pecadores terão recebido pesadas punições e Israel terá sido fortalecido em sua fé. No entanto. E quando o processo de purificação estiver completo em todas as partes do navio. e avança fase a palco.. Como já foi explicado acima (Abertura 4).. conforme explicado acima. como as luzes podem entrar nos vasos. Parte 2: Seus reparos serão completos. através do processo sempre renovado de triagem e peneiração que acontece todos os dias. entretanto.. Parte 1: O reparo dos vasos. a luz entra mais e mais. Primeiro. que será completada no futuro. A proposição consiste em duas partes. devemos agora explicar como sua entrada realmente ocorreu. Assim. Parte 2: O reparo será concluído no futuro. Consequentemente. Assim. será no final do governo do Residue.. Pois todos esses níveis são fixados na lei dos navios.. então a luz entrou progressivamente neles. vemos que a capacidade da alma de entrar e se juntar ao corpo depende do grau em que o corpo é purificado. Isto é. o mal só voltará para o bem no tempo por vir. Abertura 42 A luz junta-se aos navios de acordo com o grau de sua reparação. e então a luz brilhará nele. Quanto maior o reparo.. transformando tudo de volta ao bem. do nariz e da boca. toda a luz entrará completamente. À medida que mais e mais partes da embarcação são reparadas.

concluindo os futuros ascensos destinados. eles tinham que ser 106 . e o traje é considerado acessório para as luzes reais. Yetzirah e Asiyah. As raízes de Beriyah. através da segunda raiz. que estão todos no nível da piedade). Parte 2) existem duas raízes. no entanto. que se relaciona com o próprio Atzilut. retornar para reparar todo o dano. eles tinham que ser diferenciados em todos os seus aspectos detalhados. enquanto Beriyah. Se fossem simplesmente mundos independentes em seu próprio direito mais baixo na escala. mas apenas das roupas em que as luzes querem ser vestidas. em cada caso. Parte 2: Portanto. Pois o próprio Atzilut não consiste em leis e medidas da Mente divina ( ä. com o foco principal em como o mal estava enraizado neles. Atzilut seria exaltado acima deles e não seria considerado como tendo nenhuma relação com eles. em seguida. para completá-los. . e isso É através da grande fé de Israel..) Uma vez que existem duas raízes. Yetzirah e Asiyah. na medida em que são as roupas de Atzilut e subsidiárias para completar. e. Yetzirah e Asiyah devem. Isso explica o que esses navios devem conter para realizar sua função. O segundo é uma raiz que produz ramos que não são do mesmo tipo que a própria raiz .. Yetzirah e Asiyah em Atzilut são respectivamente Imma. Parte 2: Portanto. mas apenas o que ele deseja vestir. a luz completará sua entrada nos vasos e se unirá a eles com perfeição. Parte 1: o mal estava enraizado. Yetzirah e Asiyah O mal estava enraizado apenas no mistério das roupas de Atzilut. assim como a entrada da luz e sua união com eles. Yetzirah e Asiyah. Portanto. portanto. Abertura 43 A raiz do mal real está em Beriyah. O mesmo se aplica acima.ou seja. Como explicado acima.as criações separadas ...e não nos ramos de Atzilut.. as criaturas separadas) depende de Beriyah.. para completá-los. que são a essência. inferir que o próprio mal próprio existe apenas nos ramos de Beriyah.. É o que devemos agora discutir em maior detalhe. todas essas coisas eram necessárias:.. hamachshavah ). na medida em que esses mundos são as roupas de Atzilut. (Esta segunda raiz é o poder de Tzur TaK que produz seus "ramos" na forma de criaturas separadas em cada mundo de acordo com a raiz desse mundo em Atzilut.. Como explicado anteriormente (na Iniciação 39. que estão no nível da Deusa. Beriyah. A proposição contém duas partes. o volta ao bem. Além disso. para que os navios realizem o propósito deles. os ramos do próprio Atzilut.. o poder de Tzur Tak. Zeir Anpin e Nukva de Atzilut. Podemos. finalmente.mal e. elas não possuem escuridão ou falha. Parte 1: O mal foi enraizado apenas. de tal forma que eles primeiro fornecessem um mal para o bem. sendo Beriyah. surgirem no nível de sua raiz em Atzilut. Assim. Isso explica onde a raiz do mal está. onde o mal não é aplicável... A primeira é uma raiz que produz ramos do mesmo tipo que a própria raiz (ou seja. apenas no mistério das roupas de Atzilut.a semelhança do homem . Além dessas roupas. (2) Mesmo que o mal derive apenas de Beriyah. apesar do grande exílio. as criaturas separadas. sendo estas as Sefirot. de acordo com o que estava preparado neles.o que é mais externo é a roupa. considera-se. No entanto. estas sendo Beriyah. Da mesma forma acima. A explicação completa do mundo de Nekudim deve seguir a ordem do que aconteceu com esses navios. No entanto. Isso vem nos contar duas coisas: (1) Na forma humana . a roupa não é uma parte da essência intrínseca da pessoa. a essência das luzes está em Atzilut. a produção do mal também é considerada como tendo alguma relação com o Atzilut. a produção dos ramos (ou seja. e somente depois. para completá-los. Yetzirah e Asiyah. como um reino de criações separadas.. Yetzirah e Asiyah . O mal existe apenas por causa das roupas e não deriva da essência das próprias luzes. . Yetzirah e Asiyah são as roupas em que a luz quer Para vestir-se..

. Consequentemente. Isso é apenas por causa da lei de gradação. poderia ser chamado a causa do Outro Lateral até chegar a produzir o Navio em Nekudim. eventualmente. e. A produção do mal ocorre através do seu funcionamento individual quando são controlados. o julgamento que foi revelado no Residue não chegou a um nível em que. Aqui temos a ideia fundamental subjacente a tudo o que discutimos nas primeiras inaugurações.. é necessário que eles pareçam ser meros vestidos e assumir o controle.. que. e o efeito emerge apenas de acordo com a natureza da causa. Abertura 44 Por que a raiz específica do Outro Lado está no mundo de Nekudim As luzes não produzem seus efeitos até ficarem em um nível ajustado a eles. uma vez que a última nunca emergirá diretamente da primeira. a Vontade Suprema queria que todas as luzes permanecessem em um nível correspondente ao de sua prole.. o Julgamento. Os Sefirot eram o que o Eyn Sof abençoou. Em outras palavras.. Para maiores do que isso... Parte 1: as luzes não produzem seus efeitos até ficarem em um nível ajustado a elas. Ele queria criar. porque somente aqui esta raiz é mencionada (veja Etz Chayim. não encontramos nada que se refira a qualquer aspecto do Outro Lado. A idéia fundamental é que. 1 e Mevo Shearim 2: 2 : 2). cada um tinha que estar em um nível adequado para a prole que devia 107 . de acordo com o que foi preparado neles. mas não alcançaram o nível necessário. como tal. Shaar Hakelipot cap. que se estendem ao nível da fisicalidade material e ao fim de toda existência. tudo o que aconteceu quando os navios quebraram veio revelar o que essas roupas continham para cumprir sua função de produzir o mal. ao escolher a lei de gradação. Yetzirah e Asiyah. voltar para reparar todos os danos. Parte 1: as luzes não produzem. porque este é o caminho do que chamamos causa e efeito.. abençoado seja o Seu Nome... Isso explica quando uma determinada luz pode ser justamente chamada de causa de um determinado fenômeno. revela-se algo que tem alguma relação com a função do Outro Lado. em todos os seus aspectos detalhados.. pois é aqui que devemos traçar a raiz do mal em seus vários aspectos.. instituiu a lei da gradação. A proposição consiste em duas partes. isso deveria ser feito gradualmente e não diretamente da Sefirot supernatal. e tudo o que agora existe no mundo depende disso.. ou seja. Isso se refere a tudo o que é direcionado para o reparo. Era necessário que eles apresentassem todos os diferentes tipos de detalhes detalhados contidos neles. pois. Pois uma grande luz não pode ser chamada de uma única criatura pequena. Esta idéia é de importância fundamental aqui em Nekudim. Beriyah. a entrada da luz nos vasos. Isso explica como isso se aplica no assunto em questão. A causa opera apenas de acordo com o que contém dentro dela.diferenciados. exceto aqui. Esta era a finalidade de serem quebrados. Pois aqui sozinho é a base geral que consiste em todos esses mundos de Atzilut. em Nekudim. como continua a dizer.. embora o propósito das luzes como um todo fosse produzir criações separadas. Tendo afirmado que estes Sefirot continham a raiz do mal.... Não era O suficiente para que eles permaneçam na categoria de vestuário para Atzilut. pois isso também se relaciona com os próprios vasos. No entanto. pois é quando eles desempenham suas funções e produzem o mal. pois todos os níveis anteriores estavam em direção a esse objetivo. porque o Emanador. . Parte 2: Consequentemente. Se assim for. de tal forma que eles primeiro proporcionariam um lugar para o mal. . de qualquer forma. criando as criações separadas... No entanto... agora devemos explicar o que é essa raiz. já que tudo é apenas de seu lado. como afirmado acima.. são meramente subsidiários e seu propósito específico não seria realizado da maneira correta.

Isso foi o que exigiu todos os diferentes níveis graduados. que eram apenas a lei que institui que as criações separadas emergiriam. Yetzirah e Asiyah. ainda não era chamada de raiz para o Outro Lado. Esta é a razão pela qual não há menção de uma raiz do Outro Lado Exceto no caso de Nekudim. portanto. pois este último já havia 108 . então alcançou um nível adequado. o Outro Lado também deveria surgir. Beriyah. desde o início até o fim..produzir. Pois já você já soube que a raiz do mal está nos vasos. isso não foi revelado e visível no mínimo. que se estendem ao nível da fisicalidade material e ao fim de toda existência. embora Judgment ( ï. Mesmo que os níveis superiores fossem uma causa remota. uma vez que a última nunca emergirá diretamente do primeiro. inferir que o Outro Lado em si está incluído no Nekudim. No entanto. não encontramos nada que se refira a qualquer aspecto do Outro Lado. porque..tudo para trazer a luz a um nível adequado para produzir sua prole. No entanto. embora estivesse escondida nesta lei.Consequentemente. reparos. ainda não havia vestígios ou menções sobre isso.. esse detalhe também se tornou visível. em Nekudim. As duas raízes globais que mencionei acima. Para uma grande luz não se pode chamar de causa de uma única criação pequena. é claramente compreensível por que esta raiz (do Outro Lado) relaciona-se especificamente ao mundo de Nekudim. Aqui. até que veio a produzir o vaso. A prova de que só aqui podemos falar em termos de uma raiz para o Outro Lado é que. Para explicar: não só vemos que realmente aconteceu dessa maneira . din ) já tenha sido revelado acima.. sabemos imediatamente que é assim. como ele queria uma gradação.. não vemos nada em relação à sua função. instituiu a lei da gradação. Em Nekudim... em Nekudim. Mais do que isso.que aqui foi revelado o que não foi revelado nos níveis anteriores. . revela-se algo que tem alguma relação com a função do Outro Lado. Podemos. poderia ser chamado de causa do Outro Lado. porque o Emanador. não podemos dizer que era impossível para o Emanator fazer o contrário.ou seja. o julgamento que foi revelado no Residue não atingiu um nível em que. Para maiores do que isso.. não governou (pois o navio era inteiramente subsidiário das luzes) e não se diferenciou em seus detalhes (desde que Era apenas uma embarcação com dez luzes). o nível mais alto não é Chamou de uma causa.. assim como no caso do corpo do homem. no entanto. Ou seja. Este não era o caso nos mundos que surgiram antes. as luzes agora podem ser ditas em um nível adequado às das criações separadas. isso é o que a gradação envolve. Mesmo que "duzentos incluem cem" eo nível mais alto inclui o nível mais baixo.. Assim. Pois aqui sozinho é a base geral que consiste em todos esses mundos de Atzilut. não em Akudim (as luzes da Boca de Adão Kadmon). embora existisse um navio lá também. inclusive o Outro Lado. no entanto. porque Nekudim é a categoria geral contendo as duas raízes explicadas acima (ver Aberturas 39 e 43). na medida em que eles incluem todas as criações separadas. onde tudo dividido em particular. Isso é porque é aqui que encontramos o fundamento geral de todas essas criações separadas. mas que a existência ainda não era diferenciada em seus detalhes constituintes. Mas assim que se revelou em todos os seus detalhes constituintes e assumiu o controle . abençoado seja o Seu Nome.. além desse nível. O que é visto aqui que se relaciona com a função do Outro Lado será discutido mais tarde. o julgamento acima não estava em um nível que tenha qualquer relação com a do Outro Lado de qualquer forma. compreendem todos os reinos e seres separados e até a fisicalidade material e o Outro Lado . todas as quais foram mensuradas e calculadas individualmente de forma detalhada. uma vez que não é daí que o efeito se desenvolve. de qualquer forma. ocultações e revelações . as luzes da Sefirot e Tzur Tak (ver Aberturas 39 e 43). conforme discutido anteriormente. Conforme explicado acima (abertura 30). enquanto que aqui os aspectos relacionados à função do Outro Lado foram imediatamente evidentes.... E. já que o vaso é a causa do corpo. Parte 2: De acordo com isso."até o fim de toda a existência". no mundo de Nekudim -. No entanto. uma vez que isso também estava incluído no resto da existência.

Estas não são outras que as roupas. Este é o local designado para esta raiz. O poder de Judgment também estava pronto. e continuou se espalhando de acordo com o mistério da base geral até chegar a essas partes humildes. agora indicaremos o lugar particular onde isso ocorreu. inicialmente. enquanto as luzes não as alcançassem.. a luz geral entrou e continuou se espalhando de acordo com o mistério da base geral até chegar a essas partes humildes. Nekudim apenas depende do princípio da unidade subjacente em tudo o que existe. Eles então se viraram e partiram mesmo das partes mais altas. exatamente como eles são e não de outra forma.. uma sob a outra.. Somente nas partes mais baixas dos vasos foi evidenciado este fraco traço da raiz do Outro Lado. A proposição consiste em duas partes: Parte 1: Somente nas partes mais baixas..sido calculado em todos os seus detalhes. Pois a ruptura não ocorreu nos vasos imediatamente. de modo que quando a luz chegou lá. Consequentemente. enquanto as luzes não as alcançassem. Assim. Estas não são outras que as roupas. a luz continuou se espalhando até o fim deles... que são consideradas como os pés de Atzilut. Isso explica o que aconteceu como resultado. que é o mais baixo de todos em status e cuja função é menor do que a dos demais em termos de controle e governo. inicialmente. Tendo afirmado que houve uma revelação do Outro Lado nestes Nekudim. a luz geral entrou. como já explicamos anteriormente em relação ao mistério de "faíscas e flashes" (ver Abertura 36).. 109 . uma vez que era impossível que a luz fosse unida ao navio devido a este aspecto contido no navio. Foi quando eles chegaram lá que aconteceu. a luz geral entrou. o décimo Sefirah. Assim. e durante todo esse tempo eles governaram. calculando também os detalhes do Outro Lado. quando eles chegaram ao lugar onde esta raiz estava.Atzilut com suas três peças de vestuário. Pois já discutimos acima (Abertura 31) como todos os vários pedidos estão incluídos sob a ordem do Ten Sefirot. quando também consideramos suas roupas com ele. como subespécies de uma categoria geral. o que é Revelado através do mistério do mal voltando para o bem.. Consequentemente. Parte 2: Assim. que são consideradas como os pés de Atzilut. a Mente decretou que. era esse leve vestígio da raiz do Outro Lado evidente. Parte 2: Assim.. Foi quando eles chegaram lá que aconteceu. Para isso envolve a existência do Outro Lado e a reparação de tudo depois. Assim como esta base é geral. Eles então se viraram e partiram mesmo das partes mais altas. A última função de todos eles é a produção do mal. exceto nas últimas partes de qualquer nível. que consiste em tudo o que está contido em Nekudim . Para então. inicialmente.. porque. Não há lugar para uma raiz do mal. . Este é o traçado que mencionamos acima. como explicado na continuação. o corpo é como nove Sefirot e os vestidos ficam como os Malqut. Isso ocorre porque as várias partes de um determinado nível também são organizadas em uma escala. a luz também é assim. Somente quando as luzes chegaram ao fim.. que é evidente nos Nekudim. não houve ruptura. Abertura 45 O mal estava enraizado no final do navio. o navio quebrou. Parte 1: Somente nas partes mais baixas dos vasos. mesmo que o corpo em si seja um conjunto completo de Dez Sefirot. Pelo contrário. a ruptura ocorreu nos vasos. Esta é a luz adequada para a Fundação Geral. não houve ruptura. seria melhor permitir que o navio fizesse tudo em seu poder e depois a luz viria E entram nele e se juntem com ele em uma ligação perfeita. É por isso que os Nekudim contêm a raiz do mal. e será explicado abaixo. . pois está escrito que eles "governaram" (Gênesis 36: 31ss)..

vazio de todas as luzes Que se distanciaram deles. Isso explica por que sua regra é chamada de queda. Nesse estado. E.. sendo essa a Atzilut. sendo este o Atzilut. durante o processo de construção propriamente dita. agora que era necessário produzir as coisas que dependiam de sua existência . para que ele fosse corrigido no final. eles estavam sempre pensando em fornecer um lugar para que o mal emergisse e existisse. a função desses mundos (após o reparo) era ser desenhar essas luzes para baixo O exterior por causa dos reinos e dos seres inferiores.. a parte mais alta que estava contida em Nekudim tornou-se escondida.. Pelo contrário. mas em um de dano e destruição. produzir o mal. Abertura 46 A queda e quebra dos vasos . Parte 1: Quando era necessário dar controle. não em um estado de ordem e reparação. quando eram considerados mundos em Seu próprio direito. eles não são seus tubos.. Isso pode ser comparado com um sistema de canos ou canais que tomam água de um rio para conduzê-lo para vários locais diferentes. para que eles sejam reparados. .. foi precisamente para esse propósito que a luz estava escondida - para permitir que os navios realizassem essa função. Parte 2: Isso é chamado de queda para eles. era necessário que essas roupas governassem. Agora... agora explicaremos o que essa regra implicava. Pelo contrário. Muito pelo contrário: o rio não deve entrar nos cachos: é como se eles não fossem seus tubos..o rio não tem relevância durante o processo de instalação e preparação.. A proposição consiste em duas partes. Parte 1: quando era necessário dar controle às roupas por si mesmas. Consequentemente. Atzilut não tem relevância. para que eles possam depois servir como canais para Atzilut. Pois o que era necessário agora era estabelecer a existência desses mundos em si mesmos. pouco a pouco.. deixando-os como navios inacabados que são construídos sucessivamente. Atzilut está escondido. a parte mais alta que estava contida em Nekudim tornou-se escondida. e esta é a ordem rectificada. enquanto eles estão sendo construídos longe do rio. e então elas a produziriam. Isso explica como as roupas governavam. na verdade. para que. de modo a restaurar o que foi danificado em um 110 . No entanto. Cada um. Pois é dito de tudo o que está em Atzilut: "O mal não habitará contigo" (Salmos 5: 5). . No entanto. até que tudo dependa de sua estrutura seja completo. eles são navios que estão em construção para servir como tubos para o rio mais tarde. a raiz do mal estava apenas na função realizada pelas roupas durante o tempo de seu governo. Isso também é como eu escrevi acima (Abertura 41) que tudo isso era necessário para o eventual reparo. Enquanto o dano real não tivesse ocorrido de modo a preparar as coisas a serem reparadas através do mistério do retorno do mal ao bem. cada um recebe de Atzilut para canalizar sua influência para o exterior. depois... leva o que é necessário do Atzilut e canaliza-o para o seu lugar apropriado. Isso é chamado de queda para eles. quando Beriyah. pois eles haviam caído de terem sido incluídos no Atzilut como suas roupas e eles agora estavam governando por si mesmos. fossem adequados para desempenhar sua função apropriada. esta é a ordem rectificada. uma vez que a intenção era produzir o mal. Quando cada tubulação leva a sua parcela adequada de água para trazê-lo ao seu devido lugar. a luz (do novo MaH) não poderia vir (para retornar aos vasos depois que eles quebrou).ou seja. Para depois da emanação das luzes de Atzilut. essa não era a intenção agora (em Nekudim). quando se quer preparar os próprios canais reais .para produzir o mal Quando era necessário dar controle às roupas por si só para que elas fossem reparadas. Como eu escrevi acima..para produzir recipientes prontos para servir depois como tubos para canalizar a água do rio . Yetzirah e Asiyah estão com Atzilut depois de terem sido construídos. No entanto. e então as roupas governavam sozinhas.. então. Pelo contrário. Também aqui. que é desenhar de Atzilut. Tendo disto as roupas e como elas precisavam governar para produzir o mal.

No nível superior. Parte 2: isso é chamado de queda para eles. Atzilut está escondido. Aqui.. é chamado de queda . mas depois... Durante esse tempo. já que eles não tinham o corpo que tinham vestido..Quando falamos de queda. gerando todos os diferentes tipos de dano que o mal causa quando ele governa. a intenção era produzir o mal como tal. Esta mesma deficiência também lhes dá o poder de executar a função pretendida neste estado quebrado. Esses mundos permaneceram assim sozinhos. (Os navios são então cortados das luzes que permanecem em Atzilut.. e então eles servirão na sua função adequada. Aqui. isso significa que eles não governaram com um equilíbrio ordenado de suas várias partes diferentes. Embora a matriz ordenada dos mundos (em seu estado rectificado) implique que Beriyah. no entanto. prejudicando-os e causando todos os diferentes tipos de dano e mal que podem existir no mundo. e sua luz só pode ser atraída por Beriyah. mas em um de dano e destruição. . como afirmado acima. e as roupas não canalizam sua influência de forma ordenada.. no entanto.. e eles não têm nenhuma conexão com o Atzilut. já que Não tinha conexão com ele. eles foram deixados como mundos por conta própria. pois não têm o aspecto de ser vestuário.revelando seus poderes e funções individuais quando são construídos. durante seu período de regra. e então as roupas governavam sozinhas. vazio de todas as luzes que se distanciaram delas. estes são todos os diferentes tipos de falhas e danos que podem existir nas luzes supernais. é uma queda para eles porque não era que eles se espalhassem.. E isso é apenas porque eles agora precisam ser construídos para poder depois servir como peças de vestuário para Atzilut desta maneira. porque cair e quebrar são duas coisas diferentes. constituem a medida de todos os diferentes tipos de danos que podem existir. Para quando eles são retificados com Atzilut. Mas sua regra (em Nekudim) não é assim. O orden em que se espalharam (depois do Tikkun) é que Atzilut permanece. a quebra dos vasos significa que os poderes da destruição assumiram o controle. para produzir os vários aspectos do mal engolidos entre Esses poderes. No entanto. Pois. pois eles regem com partes próprias. significa que eles caíram de seu nível alto para um nível mais baixo.) Eles realmente governam com partes próprias .. como você já ouviu. Yetzirah e Asiyah deveriam inicialmente ser roupas de Atzilut e depois mundos em si mesmos. Depois de terem sido os pés e as roupas de Atzilut. Quando falamos de quebrar. o propósito de sua regra é canalizar as luzes de Atzilut para os reinos e seres inferiores. mas sim que Atzilut partiu.ou seja. porque o que não foi calculado desde o início não poderia surgir depois.. no entanto. eles foram deixados como os mundos de Beriyah. Você também deve entender que sua regra agora não pode ser comparada à regra que eles têm quando são rectificados com Atzilut. na ordem em que as coisas se desenvolvem.. e o que dá poder adicional a esses vasos para realizar essa função é precisamente o fato de que a luz se distanciou deles para que eles descem sem luz. são roupas em um aspecto. Yetzirah e Asiyah quando eles são rectificados para servir como seus canais. como afirmado acima. como discutido acima . Pelo contrário. não em estado de ordem e reparação... Para Atzilut não tem parte ou compartilha o que quer que seja na produção do mal. e em vez de serem os pés como haviam sido. Assim. mas sim de forma destrutiva. na medida em que eles não têm o corpo que está sendo vestido. Isso 111 .estado de reparo.. como parte do processo de se tornar cada vez mais definido no caminho da sua rectificação. o processo que nós Estão discutindo não era assim. são consideradas em uma categoria diferente e então são "mundos".Atzilut foi escondido desse processo. Yetzirah e Asiyah por conta própria. eles não podem ser considerados como os pés de Atzilut. enquanto são as roupas que se estendem em A sensação de que o controle é dado a cada um deles para extrair sua participação de Atzilut. aqui é o próprio aspecto que anteriormente estava na categoria de roupas que permanecem como mundos. Para os navios em seu estado quebrado. a morte dos reis. .. Esta é a quebra de que falamos. Pois a luz é o mistério da unidade que transforma todo mal no bem. Em vez disso.. . porque eles caíram de terem sido incluídos em Atzilut como suas roupas e agora estavam governando por si mesmos..

deixou a tarefa de produzir o mal ao nível abaixo. ele pode voltar para investigar os detalhes. é impossível entender os estágios iniciais e o propósito deles. a luz não parou de brilhar de longe para os navios. porque a luz só pode se espalhar em um vaso que é purificado do mal. e todos os estágios iniciais na execução do projeto são realizados de acordo com a intenção inicial. pois a última intenção distante era apenas por causa do reparo. Beriyah. Tudo isso é chamado apenas o reparo das roupas de Nekudim. e tudo foi direcionado para esse propósito sozinho. teve uma participação nisso. a intenção final e final era apenas transformar essa grande destruição em um reparo total e perfeito. Depois. A razão para isso é simples: o objetivo final do projeto concluído está presente na mente desde o início. A embarcação foi então deixada sentindo apenas no seu aspecto de julgamento severo. Se assim for. Pelo contrário. o que se pretende através deles é o que vem depois deles: o objetivo final é o trabalho acabado que virá no final de tudo. ele deve começar ganhando uma imagem geral suficiente de todo o assunto do começo ao fim e depois entrar nos detalhes. por sua vez. Nesse estado. Se assim for. e então era apto para receber luz.. no entanto. Eles estavam todos prontos para receber a luz. exceto que estava no processo de fugir e ser limpo. já que seu objetivo é levar ao que se segue depois deles. a intenção não era apenas produzir o mal. o primeiro Atzilut não foi revelado novamente. pois o reparo de todas essas roupas não pode ser chamado de completo. Desta forma.Consequentemente. até que todos os níveis de Atzilut. E na verdade.. exceto por esse último nível. para que ele seja corrigido no final. quis retificar essas roupas.. Cada nível. No entanto. exceto por saber o que vem após eles. eles ficaram com a intenção apenas de produzir o mal. desde que este nível mais baixo ainda seja direcionado à produção do mal e desprovido da luz por causa disso. ele não terá que 112 . Ele escolheu e purificou seus vários níveis. portanto. O de Malchut de Asiyah. e eles deixaram a tarefa de produzir o mal ao mais baixo de todos os níveis. Abertura 47 O reparo dos navios contra o mal. em qualquer caso. No entanto. abençoado seja Ele. Isso se aplica a cada etapa até a execução do projeto estar completo. Yetzirah e Asiyah foram limpos. maior a luz que era adequada para receber. . o que aconteceu quando ocorreu o outono - uma grande queda -. para que em vez de serem direcionados para o mal.Quanto mais remoto o nível de um determinado vaso de qualquer coisa que tenha a ver com o mal. Pelo contrário. Na medida em que os vasos foram reparados. alguém que quer entender o propósito das ações anteriores deve primeiro entender a direção geral até o fim. um por um. No entanto. como são agora. O nível superior.. eles se virariam para se afastar dele. que as várias ações realizadas são regidas pelo que se destina através delas. havia as 288 faíscas que desceram com os vasos. Quando uma pessoa quer obter uma boa compreensão de um determinado assunto. Mesmo quando não brilhou. nada causou tal ocultação de perfeição. Eles então se dirigem inteiramente ao propósito de fazer mal. embora incompleto Quando o Emanador. eles estavam sempre pensando em fornecer um lugar para que o mal emergisse e existisse. que é direcionado para o que É para vir mais tarde.significa que nesta fase não são governados pela luz. Verificamos. Pois desde que agora estavam completamente distanciados da perfeição. portanto. pois tudo é feito por causa do objetivo final. então a luz entraria sucessivamente neles. O mesmo aconteceu em cada nível sucessivo em relação ao nível abaixo. como o fato de que a luz desprezou até entrar no navio. você verá que. é precisamente a partir do oculto intenso da luz que essa fragmentação deriva.

Por inicialmente incluído na lei desses níveis era a produção do mal. Isso ocorre porque o mal existe apenas até que os poderes da Sefirot . Mas. quis mostrar que enquanto o Outro Lado tem o poder de criar um desafio contra todo o poder da Sefirot. Ele revelou Sua vontade. a Vontade Suprema será revelada e reparará tudo através do mistério da unidade. depois. ele poderá entender cada detalhe sucessivo em seu lugar. Contra todo poder nas Sefirot. para que.. um por um.completem sua missão. Ele selecionou e limpou seus vários níveis. Isso explica o reparo pelo qual os vasos poderiam novamente receber a luz deles. secularismo. E isso foi o que foi realizado através desses reis. tendo começado a discutir as "peças de vestuário" e como eles receberam um controle independente. de modo que. Então. o povo de Israel permanece no exílio por um determinado período de tempo. primeiro devemos explicar a direção geral até a Final. queria retificar essas roupas. A partir desse ponto (após o surgimento dos reis primordiais). abençoado seja Ele. em tantos níveis . abençoado seja Ele. não pode suportar até um momento contra o poder de Unidade. a raiz de tudo isso reside nos reis primordiais.o número de níveis do mal corresponde exatamente ao número desses poderes . ao invés de ser direcionado ao mal. depois. emergiram os poderes correspondentes do mal. e de fato o mal tornou-se cada vez mais forte. Do mesmo modo. abençoado seja Seu Nome. foi criado e posteriormente destruído. Da mesma forma. querendo corrigir tudo através do poder de Sua regra. ou seja. Para explicar isso de forma mais completa: Israel desceu para o exílio e deve permanecer lá durante o tempo que for necessário para todos os níveis que existem no mal que as regras sobre eles se desdobram (até que o povo de Israel seja retificado através do sofrimento ou até que eles vençam Todos os testes à sua fé.. etc. portanto. Então é agora. os poderes do mal foram instituídos. Pois os reis primordiais permaneceram quebrados pelo tempo que demorasse para que os poderes do mal fossem revelados a partir deles. Quando ele já tem uma compreensão da direção geral.como eram necessários para produzir as diferentes divisões do mal. que correspondem diretamente aos níveis da Sefirot. Parte 2: E tudo isso é chamado. a vontade já está fixada para ser revelada no final desses níveis. mas a Suprema vontade vai acabar com isso. mas não o reparo completo. fossem aptos para que a luz se juntasse com eles. e é por isso que eles caíram e quebraram. queria. como está escrito: "E a terra estava desolada e vazia" (Gênesis 1: 2). Pois a intenção foi como explicado anteriormente: o Santo. quando esses poderes das Sefirot foram completados. Agora.. que é seguido pela sua redenção.. A proposição consiste em duas partes: Parte 1: Quando o Emanador. quando as coisas chegarão a um estado de reparo. de modo a tirar o mal deles.).. No entanto. pois este é o estado em que as criações mais tarde vieram para baixo abaixo. esses reis permaneceram em seu estado de destruição por tanto tempo .. .. que está no controle.. filosofia. ele não revelou sua unidade. como explicado acima.. Pois ele permitiu que o mal exercesse influência contra todos os poderes que dependem da semelhança do homem . No entanto. na medida em que o Outro Lado mantém influência em todos os seus níveis. como explicado acima (ver Abertura 30. ele pôs fim a isso e reparou-os novamente. as medidas das criações quando em um Estado de destruição.ou seja.e. fim). e esta é a revelação de Sua unidade. permanecendo quebrado em proporção ao poder crescente do mal em seus vários níveis. a vontade (da unidade) se revela. quando a Suprema vontade assim desejava. tendo já sido revelado. Consequentemente. As coisas continuavam indo da mesma maneira. e este é o dia da redenção. Ao explicar isso primeiro. Depois. Em outras 113 .. Pois vemos que o mal está ficando cada vez mais forte. como idolatria. Parte 1: Quando o Emanador. todos os detalhes que discutiremos mais tarde em conexão com os estágios iniciais serão compreensíveis à luz do objetivo final.permanecer em suspenso até o fim enquanto procura entender os detalhes das etapas iniciais. Primeiro.os poderes da semelhança de Adão . Isso explica que tudo isso é apenas o processo de retificação das roupas.

sendo esta medida as forças da criação ( ú. Pelo contrário. Inicialmente. o mal estava pronto e aguardava atacar. havayot ) que emergem da destruição. No entanto. Depois. Inicialmente. Cada um por si só. pelo que. No entanto. de modo que. exceto que ainda poderia ser despertado. pois as coisas foram organizadas de maneira diferente e um modo de existência novo. No entanto. isso não era inevitável da maneira que tinha sido no início. Posteriormente. eles eram níveis destinados a produzir o mal. quando o controle foi entregue às roupas. sua existência não foi totalmente corrigida. incapaz de funcionar. o mesmo mal pode ainda voltar e atacá-lo e destruí-lo. mesmo que o mal exista (pois serve para revelar a unidade). permanecem inativas na sua Lugar. que incluíam na produção do mal como uma realidade real. a unidade de Deus fosse revelada. foi limpa do mal e estava tentando fugir e escapar. depois de ter produzido. No entanto.desapareceu. não é mais. melhorado e melhorado foi dado às próprias criações. a intenção em cada nível individual no momento da queda. Assim. e isso mesmo era um grande mal. colocar. que causou o ataque inicial. e poderia-se dizer que esse propósito permeava cada parte deles. a parte mais difícil do mal. as criações que o mal estava destruindo começaram a durar. Por enquanto. os vários níveis 114 . enquanto eram os poderes de destruição que dominavam. este primeiro modo próprio se organizou em uma ordem que não tinha no início. uma vez que essa criação não foi completamente reparada. o reparo virá. porque a intenção era precisamente que eles deveriam produzir o mal. mas todo o oposto. E. No entanto. deixando o mal subjugado e humilhado. No entanto. A intenção agora não era mais produzir o mal. afastar-se do mal através do mistério da Unidade Suprema. uma a uma. Pois a medida de tudo o que existe é a ordem governamental. Depois . Pois. Consequentemente. e o mal não mais os destruiu como antes.palavras. o mal não desapareceu do mundo. através de seu reparo. Compreenda a grande diferença entre seu estado inicial e este. no entanto. ainda faltava a perfeição completa que anula o mal. Por isso.no sentido de sair dessa tarefa de produzir o mal -. mas também as várias partes não foram organizadas de forma a permitir que a ordem acontecesse na realidade. Agora tudo isso se manifesta abaixo. porque o mal ainda pode atacá-los e danificá-los. Foi quando as criações começaram a ser peneiradas e limpas. era produzir o mal. 3). cada criação individual não estava cheia de maldade. para que depois. e Ele lhes deu existência. Mais do que isso. enquanto agora permanece afundado discretamente em seu lugar. foi criado cheio de maldade. o segundo modo de existência (MaH) não causou isso. isso significa que o mal continuou a ser capaz de prejudicar esse nível. Pois enquanto o primeiro modo de existência (BaN) sozinho foi a causa de toda essa destruição. a intenção mais profunda foi direcionada para que as partes restantes se tornassem boas no final. nem toda a perfeição foi revelada em um momento. não só todas as criações contêm o grande mal. Em vez disso. Para inicialmente. o próprio mal estava causando sua própria destruição no sentido de que os bons poderes dentro deles existiam apenas no modo de negação. Agora. Assim. as coisas foram feitas em uma ordem graduada. como Afirmado acima. Mais do que isso. pois isso não deixaria mais maldade no mundo. porque a ordem foi introduzida (através da encomenda da Sefirot em colunas equilibradas e a construção do Partzufim). até que o mal nele surgiu e realmente o destruiu ao não permitir que nada existisse. exceto que o mal não desapareceu do mundo. a perfeição foi pouco revelada por pouco. sendo essa a revelação Da unidade que estava escondida no início. no entanto. deveria ser corrigido dos danos causados pelo mal. no início. a parte difícil . dizemos que o mal estava fora deles no sentido de estar fora e se separar de sua missão. as Sefirot eram leis de governo. a medida que cada nível foi reparado . em vez das partes do mal que esperavam para sair. mas a raiz de tudo está acima. uma vez que o primeiro modo de existência também estava com ele."E Deus disse: que haja luz" ( ibid. a Mente Suprema calculou a medida das criações como elas são quando emergem do estado de ruína. mas sim. O mal já não estava pronto para atacar com um poder tão grande.a falta de ordem . Em caso afirmativo. No entanto. já que ainda não estava completo e completamente estabelecido para poder governar e durar para sempre. porque cada parte tinha que produzir seu mal correspondente.

existe apenas fora deles. quando o segundo nível passou a ser limpo e despejado da totalidade total. à medida que cada nível surgiu da totalidade para ser estabelecido como uma lei na ordem governamental. conforme a proposição continua a indicar: Cada nível. ele se fixou como uma lei no governo. juntamente com a totalidade de tudo o que restava. pois permanece funcional apenas no nível ainda não reparado dessa maneira. mas não para que o mal seja anulado. tudo é resolvido. o maligno . No entanto. Isso ocorre porque a revelação da perfeição veio apenas para consertar uma lei governamental e permitir que ela venha do mal. Assim. quando os níveis mudam para o caminho da unidade. Pois. um por um. enquanto o resto é jogado de lado até o final. nível. que ainda não foram limpos. E esta é a revelação da perfeição que mencionei acima. Você aprende. todos os níveis tinham a intenção de produzir o mal e todos foram destruídos. como será discutido abaixo. embora não sejam os próprios causadores . já que agora sua missão era a reparação e não a destruição.poderia. o processo de seleção e limpeza que aconteceu foi tal que. cujo propósito não era mais produzir o mal. apesar de ter sido na sua natureza para produzir.) Depois. Outros níveis. E a verdade é que a razão pela qual o mal não foi totalmente anulada é porque nem todas as Sefirot foram reparadas completamente dessa maneira. independentemente do que se afastou desse propósito foi escolhido como uma lei na ordem governamental. mas sobre o Ao contrário. Agora pensamos na totalidade de tudo o que foi destruído como um todo. o mal não teria tido qualquer existência. essa totalidade incluiu não só o que ainda não havia sido limpo. Isso significa que eles agora retornaram ao caminho da unidade para serem reparados. por sua vez. No entanto. na qual essa parte não tem nenhuma relação e. como antes.o que significa que eles não são imunes à destruição. No entanto. afastando-se da missão de produzir o mal. deixando no lugar a sua raiz para a existência do mal e também a raiz deixada pelo nível anterior. 115 . portanto. seu bom propósito foi corrigido. algumas raízes para o mal permaneceram por causa desse próprio nível. essa raiz permanece externa juntamente com o resto da totalidade total que não entrou na construção do nível reparado (ou seja. Para este último é uma lei única estabelecida no modo de reparo. pois. até agora. Para a totalidade total era como um pedaço de grão a partir do qual um pouco mais é tomado de cada vez. eles agora estavam atentos a serem reparados pelo caminho da unidade e deixando a missão anterior para trás.. quando sua função era antes causar A destruição em que falamos acima.podemos dizer que o mal está fora deles. E. O mal. deixou a tarefa de produzir o mal ao nível abaixo. à medida que cada nível individual emergiria da destruição que a envolveu. eles se virariam para se afastar disso. e se estamos dizendo que o mal não foi anulado. onde conseguiu suportar o poder? A resposta é que cada nível inicialmente estava envolvido na produção do mal e quando o processo de seleção e limpeza ocorreu. no qual todo o mal estava esperando para ser rejeitado. assim. então. mas também o que havia sido rejeitado desde o primeiro.. o reparo da Sefirot prossegue gradualmente. a perfeição não foi completamente revelada. mas o mal não foi anulado.que foram despejados e limpos do mal tinham um propósito oposto ao do mal. pois Malchut permaneceu. que podem vir sobre eles de outro lado. E assim: . abecome misturado com esse nível. No entanto. com os níveis que surgem desta totalidade. através do pecado. Agora. Certamente. contribuir para o reparo agora que o mal e a destruição já existiam. uma vez que o mal existe no mundo .embora limitado . Mesmo assim. não há nada que não tenha uma raiz. se todas as Sefirot tivessem sido completamente retificadas. Pois. que todo o reparo da Sefirot não é senão a revelação da perfeição. o propósito maligno que o deixou não foi negado agora. o que constitui o reparo completo da Sefirot. Inicialmente. exceto que essa raiz já não era considerada como relacionada ao nível retificado. uma vez que é revelado de forma gradual. como essa raiz do mal permaneceu. surgiu outro nível abaixo dele e foi reparado da mesma maneira.

uma vez que sua tarefa ainda era a manutenção do Outro Lado. caiu no grão como um todo . O nível superior. embora em um aspecto pareça como se o desperdício fosse "jogado de volta na pilha". exceto que estava no processo de fugir e ser limpo dele. pois. que sustentou todo o mal deixado pelo maior Sefirot também.Malchut é um Sefirah. então. a partir do qual uma pequena porção é tomada cada vez que o resto é jogado para trás. existe para manter o Outro Lado durante o tempo que for necessário. foi selecionado e limpo. com exceção de algum aspecto que ainda permanecia na medida em que a perfeição ainda não era revelada completamente. portanto.. que também foi recuperado da destruição. até mesmo o mal rejeitado de Keter estava agora sendo sustentado através de Chochmah. e assim foi em todos os casos até que permaneceu no nível inferior que mencionei. que ainda não havia sido limpo e que ainda continha algo que produzia o mal. . Isso mostra como o mundo está a caminho de reparar. e então era apto para receber luz.exceto que ele ainda se relaciona com Chochmah e ainda mais com os níveis abaixo dele. mas depois desceu um nível e foi enraizado apenas de Chochmah e abaixo.Consequentemente. pois não sofria mais o mal que tinha vindo dele. dissemos que a manutenção do mal de Keter é deixada para Chochmah e a de Chochmah para Binah. que veio depois. a tarefa de manter o mal caiu para tudo o que permaneceu inalterado . como são agora. Malchut não existiria. para o Outro Lado certamente deve conter níveis correspondentes a todos os Sefirot sagrados.. por exemplo. até que todos os níveis de Atzilut. Por este é o reparo - para escapar do mal que estava emergindo dele. Assim. e o mal foi rejeitado dele. Assim. Mas isso é inconsistente com a metáfora do grão. então a luz entrou nele.. Chochmah foi então bem limpo. trazendo assim um nível do Outro Lado. todo o mal foi deixado para o último nível de Maljut de Asiyah. dizemos que não foi purificado e purificado como os outros. uma vez que o mal tem alguma afinidade apenas com os níveis mais baixos. ainda mais.. ou 116 . No entanto. Pois. deve ser que todas as Sefirot tenham uma participação nela (para que o Outro Lado tenha a capacidade de se levantar contra todas as Sefirot).para que conexão a Chochmah tem para manter o mal de Keter mais do que os outros? A resposta é que é verdade que a manutenção do mal realmente envolve gradação - no sentido de que o próprio mal tinha inicialmente uma grande raiz. tendo também sido enraizado em Keter. exceto que sustentar agora era deixado para Binah.) No entanto. ele desceu ainda mais e foi enraizado apenas de Binah e abaixo. Por um lado. isso não é considerado um aspecto de Keter.. No entanto. Yetzirah e Asiyah foram limpos. foi limpo apenas um pouco. como explicado acima. como cada nível foi despejado e limpo. Beriyah. mas não com os mais elevados. Pode-se objetar que dissemos duas coisas que se contradizem. pois pelo contrário. pois a pilha é um todo total e não pode ser Considerado como uma série de níveis. E assim aconteceu de nível a nível. atingiu apenas Binah. E é aí que veio a raiz do mal que esteve em Keter. de fato. primeiro os vasos devem ser purificados de seu envolvimento na produção do mal e. Assim. Este paralelismo surgiu através do fato de que o mal correspondente ao bem em cada nível foi rejeitado para o exterior.. mas sim um aspecto de Chochmah. nos níveis abaixo. Depois.. Se assim for. deixou um certo aspecto de si mesmo para trás. mas o mal ainda era sustentado. O mesmo aconteceu em cada nível sucessivo em relação ao nível abaixo. No entanto. a verdade é que a manutenção do mal passou imediatamente para Chochmah e..em termos da metáfora. Isso. eles podem receber a luz. (Isto é. como será discutido mais adiante. Isso incluiu sustentar o mal que veio de Keter. enquanto o deixa sob o domínio da santidade de acordo com o mistério contida no verso: "E a sua realeza ( Malchut) governa tudo " (Salmos 103: 19). faz mais sentido . Quando Chochmah foi purificado. até ao final. se não fosse assim. etc. que veio depois de Chochmah. quando Keter.. fizemos a comparação com um pote de grão. bem como o mal que veio de Chochmah... teve uma participação neste. Por outro lado.

maior a luz que era adequada para receber. Beriyah. e desprovido de luz por causa disso. o mal não terá mais nenhum propósito. então a luz entraria sucessivamente neles. como se diz depois.. para o reparo de todas essas peças de vestuário não pode ser chamado de completo.. deve ser claro que. Tudo o que é limpo mais completamente se torna mais elevado e recebe uma luz maior. O nível imediatamente acima. Na medida em que os vasos foram reparados. e é certamente necessário que todos os níveis contenham a luz. pois seu trabalho só será completo quando todos os processos de peneiração e limpeza forem completos. A gradação encontrada na distância do mal dos vários níveis diferentes deriva da sua gradação em termos de manutenção do mal.. esta deficiência de causa em todos os outros níveis. que é o que mantém o mal. não está muito longe disso. porque a luz só pode se espalhar em um Vaso que é purificado do mal. De tudo o que escrevi acima. Beriyah. Esta foi a intenção da ARI por escrito que Malchut é chamado de "roubado" ou "despojado" e deve ser resgatado das mãos do opressor.. depois de Beriyah-Yetzirah-Asiyah se transformou em Atzilut-Beriyah. . pois esta é a perfeição deles. sendo este o Atzliut que estava escondido. porque a peça não está completa. e assim falamos em termos de Vestuário que governa até serem reparados. enquanto as roupas governadas para completar sua construção.. como explicado acima.. nenhuma parte de tudo (o primeiro) Atzilut agora é revelada. as roupas ainda não são rectificadas enquanto uma parte continuar a manter o mal. Parte 2: Tudo isso se chama apenas o reparo das roupas de Nekudim. (A habilidade de qualquer Sefirah dado para receber a luz depende da distância do nível do Sefirah mais baixo. a verdade é que tudo isso é apenas Beriyah.. o de Malchut de Asiyah. Atzilut não tinha afinidade com isso. através do qual tudo é reparado completamente O reparo deste último nível depende das ações dos homens. Além disso. A grandeza das luzes nos vasos corresponde ao grau em que foram limpas.. No entanto. No entanto. Para todo o processo de fazer Atzilut.. Yetzirah e Asiyah (e pode parecer que as roupas são subsidiárias para Atzilut).. enquanto o próximo nível acima está ainda mais longe. Yetzirah e Asiyah de Nekudim. mas tudo 117 .. Yetzirah e Asiyah foi uma questão de limpeza dos vasos.. exceto para este último nível. . cuja tarefa é fortalecer o poder da santidade. Pois a luz interna é encontrada em todos os outros. Pois vemos que existe um nível vazio de luz. Mesmo que agora tenhamos Atzilut. como será discutido abaixo.. Sua regra ainda não chegou ao fim..) Pois é o nível mais baixo de tudo o que mantém o mal.seja. Por esse motivo. Quanto mais remoto o nível de um determinado vaso de qualquer coisa que tenha a ver com o mal. que tem que manter o Outro Lado. Esta é a prova de que até agora as coisas ainda não estão completas. porque mesmo o fato de que os vasos permanecem distantes do mal indica que eles ainda têm alguma conexão com ele. e neste sentido o último "oprime" Malchut. e eles deixaram a tarefa de produzir o mal ao mais baixo de todos os níveis. Esta é a razão subjacente para todo esse processo de limpeza. mas não nesta. a grande luz completa ainda não chegou até agora. Eles estavam todos prontos para receber a luz. pois as coisas ainda são o oposto da intenção final.Yetzirah- Asiyah. Em geral.. Então. Esta é a prova de que este reparo ainda não está completo. embora não seja responsável por manter esse mal. (Os vasos têm uma conexão residual com o mal no sentido de que eles podem estar mais perto ou mais longe disso). Pois as peças de vestuário ainda não completaram o reparo. o primeiro Atzilut não foi revelado de novo. (Isso significa que o desperdício rejeitado de todos os outros níveis permanece no Sefirah de Malchut. Abertura 48 O reparo de Malchut pelo homem. desde que este nível mais baixo ainda seja direcionado para a produção do mal.).

. não haverá mais lugar para o mal.. cuja tarefa é fortalecer o poder da santidade. e ainda está por concluir. é a escolha do homem que dá controle no mundo. Para a finalidade de todos os circuitos roundabout diferentes era completar o reparo geral. Todas as roupas serão ditas reparadas completamente. e isso é o que constitui o reparo desse nível. Parte 2: Atzilut de Nekudim. mas o que simplesmente envolveu reforçar a reparação e consertá-la permanentemente Deveria ser feito pelas mãos dos homens. Para a intenção é cumprir este propósito geral. e tudo voltará e servirá para completar a primeira fundação que foi estabelecida . na verdade. revelando a unidade de Deus. para que tudo o que existe possa deleitar-se nele. uma única lei de reparo perfeito que revele a unidade de Deus.. . nada para nutrir e sustentar o mal. Esta é. será então revelado. Isso traz a realização da primeira lei. Isso explica como esse nível é reparado... abençoado seja ele. Pois este foi o objetivo final do plano desde o início . 118 .. Pois mesmo esse nível só sustenta o mal.. Uma vez que a missão dos homens terá sido cumprida e o serviço pelo qual eles colocaram a santidade no controle total e removido o poder do mal será completo. Então.. Esta é a razão pela qual tudo volta a esse objetivo.... Todas as roupas serão ditas para serem completamente reparadas.que toda a criação deve ser de um acordo. Este é o reparo das roupas reais. Isso explica o que acontecerá com o reparo desse nível. a saber. e tudo voltará e servirá para completar a primeira base que foi estabelecida . também é necessário explicar o propósito desse nível que foi deixado no final.) . não há acusação e.servirá apenas a glória do Criador. pois isso é o que surgiu no Primeiro. e é isso que precisa avançar para Operar na realidade. uma única lei de reparo perfeito.. mas deixou a remoção completa nas mãos dos homens. Pois isso é o que a Mente Suprema preparou para prover a possibilidade de recompensa e punição..revelar Sua suprema unidade. portanto. a essência da existência que a Mente Suprema trouxe. Atzilut de Nekudim. abençoado seja Ele.) Além disso. que é perfeição completa.. no sentido de que o que havia sido maligno nelas voltaria ao bem. Parte 1: O reparo deste último nível. a fim de que ele sirva como um desafio durante o tempo em que isso é necessário. . o mal não terá mais lugar porque a acusação não terá mais relevância. Parte 1: O reparo deste último nível depende das ações dos homens. quando todas as almas terão completado sua missão.que toda a criação deve ser de um acordo.. e as roupas estarão sob a influência de Atzilut. como explicado acima. Pois Deus separou o mal da Sefirot supernal. (O mal será negado porque não haverá necessidade disso... como continua a dizer. Mesmo o mal que já existiu volta a ser para a glória do Criador. a diferença entre o reparo realizado pela mão do Céu e o reparo realizado pelo homem.. que tudo deve ser para a glória de Eyn Sof.. e tudo será em um completo reparo. que é este primeiro fundamento.. quer para o lado santo ou para o Outro Lado. No entanto. pois tudo o que envolveu uma nova inovação teve que ser provocado pela mão do Céu. abençoado seja ele. Não há necessidade de uma nova missão para a humanidade: basta que elas mesmas aumentem o poder da Santa Sefirot através do poder de suas ações. . mas esta é... e é necessário apenas enquanto as falhas e os pecados permanecem. de fato. A luz completará sua entrada em todos os navios.. (Quando não há pecados. uma vez que não será mais apropriado punir. e o reparo já está completo através do fortalecimento do bem. Para completar esta visão geral do assunto dos reis primordiais. A intenção dos mandamentos é colocar a santidade no controle e evitar que o Outro Lado tome controle. A proposição consiste em duas partes. a lei do reparo completo.. uma vez que foi criado para proporcionar a possibilidade de reparação através do livre arbítrio. o mal não terá mais nenhum propósito. mas tudo servirá apenas a glória do Criador.

E então Atzilut-Beriyah-Yetzirah- Asiyah volta a Beriyah-Yetzirah-Asiyah. e Beriyah-Yetzirah-Asiyah se transformou em Atzilut-Beriyah- Yetzirah-Asiyah. e a última parte de Malchut de Asiyah se integra com o seu todo. pois é suficiente ter uma vez existido e agora foi corrigido. Isso deve estar de acordo com o estado perfeito e retificado. Para realizar isso na realidade. por si só. Para este Atzilut não é outra coisa senão a emanação das luzes (sua revelação e diferenciação em todos os seus detalhes) sobre a qual toda a ordem governamental se baseia. já que o corpo que estava vestido Eles estão ausentes.. abençoado seja o nome dele. incluindo todos os detalhes da revelação da unidade. agora devemos completar nossa explicação sobre este assunto e sobre como Beriyah-Yetzirah-Asiyah se transformou em Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah e deve Finalmente voltar a ser Beriyah-Yetzirah-Asiyah. Dito que esses mundos voltarão a ser subsidiários do Atzilut na forma de suas "peças de vestuário". Para as luzes estarem completas. era necessário que essas roupas proporcionassem um lugar para que ele fosse criado. A luz completará sua entrada em todos os navios. Abertura 49 A produção do mal e seu futuro retornam ao bem. e já não há necessidade de existir na realidade. É assim somente depois que as peças de vestuário são ratificadas e todos os danos reparados que este Atzilut será revelado.. Pois. e as roupas estarão sob a influência de Atzilut. será então revelado. E quando é rectificada e voltada para o bem. pelo contrário. abençoado seja Ele. Isso explica o que essas roupas eram antes que eles produzissem o mal e o que eram depois. mas depois voltará para Beriyah-Yetzirah-Asiyah. mas foi corrigida e trazida de volta ao bem. no momento. ... uma deficiência. cumprindo a função apropriada. Eyn Sof abençoado seja Ele então será dito ter completado Suas obras.. e Ele somente será exaltado em Sua unidade. a luz interna entrará completamente no vaso (todas as luzes. As roupas permanecerão então como a raiz do mal que já existiu.. o que é que tudo existe apenas para a glória de Deus. todos voltarão a ser suas roupas. Beriyah-Yetzirah-Asiyah tornou- se Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah. Isso explica o processo que ocorreu de acordo com este princípio básico... e as roupas serão completas. Este mal deve ser voltado para o bem através dos reparos realizados pelos homens.. Parte 2: E para realizar isso na realidade. que é este primeiro fundamento. até que apenas o último nível de Maljut de Asiyah foi deixado para produzir. Mas quando o primeiro Atzilut novamente se revela.. Que esses vasos ou roupas sejam a raiz do mal. as coisas retornam ao modo como elas estavam no início. e tudo será em um completo reparo.. uma vez que as roupas de Atzilut estavam em estado de ter caído para tornarem- se mundos em si mesmas. e ele próprio será para a glória do Rei que os homens alcançaram o mérito. Quando a reparação dos vasos estiver completa. para que as almas possam deleitar-se. esta é a perfeição da criação de acordo com a intenção subjacente - revelar a unidade suprema de Deus. e o supremo Atzilut da generalidade dos Nekudim é revelado. não é.o que era o mal real. e tudo o que existir será completo sem falhas. Isto foi através da seleção e gradação que ocorreu entre eles. entrarão nos vasos) e a ordem governamental estará assim completa. No entanto. Este é o significado do versículo: "Ele consumiu a morte para sempre" (Isaías 25: 8). Esta é a emanação das luzes de acordo com o fundamento geral de tudo o que existe. como explicado anteriormente. A proposição consiste em duas partes. como já havia explicado. Parte 1: Que esses vasos. .. Para este Atzilut (ou emanação das luzes) a que nos referimos se aplica aos vasos dos Nekudim. no início eles eram a raiz do mal . 119 . Parte 2: Atzilut de Nekudim.

como explicado acima. toda a prática dos mandamentos 120 .revelar a unidade suprema de Deus. pois Ele é perfeito .no sentido de que não pode mais fazer o mal . no entanto. porque literalmente mudou sua função. pois este é o prazer das almas. esta é a perfeição da criação de acordo com a intenção subjacente .estão interconectados. pouco a pouco. Claramente. era o mal real. Para todo o propósito era demonstrar Sua verdadeira perfeição. porque o fluxo essencial de bênção é o que vem da revelação da unidade de Deus. se fosse uma deficiência. esta raiz continua a mostrar como aquilo que foi originalmente uma deficiência já foi corrigido. Pois. isso. o que é uma deficiência na medida em que é a causa do mal. No entanto. no início eles eram a raiz do mal .. é. Se não houvesse nada no final para mostrar o que era deficiente.. e também retifica as deficiências da mesma forma gradual. não é em si mesmo uma deficiência. o que teria sido obtido de toda a existência do mundo? A perfeição voltaria ao que era no início (se não houvesse nenhum mal) . Assim. pelo contrário. Parte 1: Que esses vasos ou roupas devem ser a raiz do mal. Estes dois aspectos que mencionamos . mostrando primeiro exatamente quais são as deficiências. que acredita em Sua unidade e se atormenta mesmo diante dos piores problemas. portanto. (O fato de que as roupas permanecem como a causa do mal é chamado de deficiência. por assim dizer. era a raiz do mal no sentido do mal real. No entanto. Isto é correto: o mesmo mal que foi tão forte em sua natureza ainda foi superado pelo homem é o próprio testemunho do homem para argumentar a seu favor e mostrar seu mérito. quando se volta para o bem. e. e quando ela é revelada. .o que era o mal real. depois que o mal é controlado através da unidade suprema. quando as deficiências são reparadas. quando esta raiz do mal tinha que surgir para demonstrar a perfeição de Deus. ao verem o seu próprio poder. Tudo isso pode ser visto e compreendido através desta raiz. o propósito inicial de sua existência era dar existência a deficiências através do encobrimento dessa perfeição. os vasos teriam que ser anulados. através de Vendo seu poder para corrigir as deficiências... tornou-se continuamente mais revelada. Pois assim como a perfeição que remove todas as deficiências remove o próprio mal. uma mancha na honra do Rei. Em seguida. que gradualmente. contudo contém dentro dele o que o rectifica . No entanto. Posteriormente. Para toda a tarefa do homem é revelar essa unidade. abençoado seja ele. eles vão aguentar.a revelação da glória do rei e do mérito do homem . que retifica o dano. se o mal realiza a incitação do mal que está dentro do seu poder. Exceto que não é uma deficiência.. como se dissesse: "Veja como esse grande mal é impotente para fazer qualquer coisa por causa da perfeição Do único mestre ". (A revelação de Sua unidade é ainda maior e a estatura daqueles que escolhem o bem é melhorada). na medida em que sua própria natureza intrínseca era tal que. Inicialmente. na medida em que remove essas deficiências.. sempre que fosse encontrado. e o fluxo de sustento é proporcional à intensidade do mal original.. podemos entender a natureza de Sua verdadeira perfeição. isto é através da forte fé do povo de Israel. uma vez que produziram o mal quando governaram por si mesmos. maior o mérito que se revela através do poder da pessoa que o superou. Inicialmente. Quanto mais forte for o mal.isso é chamado de mal que se voltou ao bem. Certamente. O mesmo se aplica no caso da perfeição geral. obstruía o fluxo de bênção e sustento. aumenta o fluxo de sustento e benção no lugar onde é encontrado.mas isso não nos permitiria discernir a verdade real dessa perfeição como deveríamos. o próprio mal se volta para mostrar a glória do rei. isso é chamado de mal real.. Enquanto o mal ainda não for reparado.) No entanto. assim como o próprio mal é anulado no final. veremos claramente a ordem e o caminho pelo qual as deficiências foram corrigidas através da revelação da perfeição. certamente são assim na sua natureza. Mas quando é mau em sua natureza intrínseca. Na verdade. Em outras palavras. o próprio mal retoma o bem e o fluxo de bênção é grandemente aumentado. de modo que teria que remover essa deficiência. de modo que. mas o fato de que Sua perfeição não permite que o mal se desenvolva revela a superioridade dessa perfeição.Sua perfeição intrínseca por si só. como ele continua a explicar.

No entanto. A segunda função é depois que já existe. quando a Suprema vontade quis revelar Sua perfeição muito grande. se torna conhecida no processo. e essa perfeição é a unidade de Deus. ou seja. tem duas funções. deve ser a própria deficiência rectificada que traz uma revelação mais poderosa da perfeição de Deus. e. quanto mais forte o mal se torna. Na verdade.este é o bom que é revelado -. quando a unidade já assumiu o controle sobre ela e o mal não age mais.. A perfeição suprema. mostrando que está no Seu poder fazer o mal voltar ao bem No final. Onde que o mal seja maior. Em caso afirmativo.. O próprio mal mostra a glória da grande unção do rei. conforme discutido acima. eles devem suportar o sofrimento. como explicado acima. Em outras palavras. (A partir do momento em que será revelado como o castigo serviu apenas para o propósito de reparar. através dos reparos realizados pelos homens. mas eles mesmo recebem uma recompensa por seu esforço. Pois de acordo com a deficiência que é revelada. O mérito do homem está então em proporção direta à grandeza do mal rectificado através de seus esforços. a unidade é revelada e o próprio mal volta ao bem. então. O primeiro é no início de sua existência. reduz o fluxo de bênção. pois a unidade é revelada e as deficiências são corrigidas. Não só eles recebem uma boa recompensa por suas ações . por assim dizer. tudo de acordo com o trabalho e o esforço envolvidos. o nível da perfeição que se revela no final. E se eles não conseguem melhorar seu comportamento. mas apenas o bem. a unidade será revelada mesmo através do julgamento dos ímpios.. Este mal deve ser voltado para o bem. Para o significado da perfeição é que ele tem o poder de corrigir as deficiências. mas é a unidade que funciona em sua perfeição. pois a perfeição não significa apenas bom. primeiro foi necessário revelar uma grande deficiência. e o homem completa o processo através da realização dos mandamentos. se não houvesse deficiência.. em caso afirmativo. já que é isso que repara todas essas deficiências. . e através de uma maior deficiência. Assim. que a perfeição rectifica. São eles que (através da execução dos mandamentos e através da fé) devem trazer-lhe aquilo de que a unidade suprema desejará ser revelada na realidade e governar. a perfeição é ainda maior quando retifica uma maior deficiência. Pois a Vontade Suprema fez depender a revelação de Sua unidade dos reparos realizados pelos homens. de modo que eles deveriam ser os que finalmente o revelam. Isso é óbvio. Verificamos. Isto não é assim. a perfeição não teria sido revelada.. Assim. o fluxo de bênção é agora maior. Isto é que eles podem desfrutar o bem sem sequer sentir vergonha. Isto é parte da revelação da própria perfeição. pois é o mal que traz esse reparo extra (exigindo o esforço extra). quando Ele quer revelar o seu poder perfeito e glorioso.) Pois o próprio mal existe apenas porque era Seu desejo ocultar-se. como explicado acima (ver Abertura 4). isso é impossível sem primeiro revelar uma grande deficiência. mas na perfeição (só quando a deficiência é superada podem ascender a novos níveis de realização). mas apenas problemas. abençoado seja ele. portanto. e esta é a revelação de Sua unidade. é simplesmente uma indicação de que uma perfeição maior quer ser revelada. Em caso afirmativo.) Mais do que isso. revela-se um poder mais perfeito. Então Deus pode brilhar para os vasos. quando produz todo tipo de deficiência e é.. uma mancha sobre a glória do Rei.) O mal. portanto. Você não pode dizer que teria sido melhor ter havido deficiência e se o bem destinado a reinar no final existiu desde o início. para servir um bom propósito. e então é chamado de mal real. pois é impossível compreender a perfeição sem a deficiência anterior. (Isso mostra que o mal não traz nenhum benefício. em que as almas têm o maior deleite.está ligada ao mistério da revelação da unidade que começou com o reparo dos vasos. como se dissesse: "Isto é o que o rei superou através da sua grande perfeição".Onde quer que exista. no final de tudo. sendo estas as punições dos ímpios. significa o reparo da deficiência. (O Santo. o verdadeiro deleite das almas não está em bom. começou com a purificação dos vasos. que o próprio mal se volta para o bem. 121 .

em outras palavras. é apenas uma parte do Malchut original de Asiyah. esse nível voltará a ser incluído com os outros níveis que se separaram dele. Parte 2: Para realizar isso na realidade. as próprias deficiências são reparadas através da revelação da unidade e da perfeição... p. não era mais de grande estatura. mas sim as raízes do mal. embora "duzentos inclui cem" e o nível inferior esteja incluído na parte superior. deixando apenas o nível mais baixo de Malchut de Asiyah para produzir o mal. e de cada três elas se tornaram quatro. era necessário que essas roupas proporcionassem um lugar para que ele fosse criado. E quando a produção do mal não for mais necessária. Shaar HaTikun ch... eles não teriam tido qualquer mérito. Foi então que eles trouxeram as criações separadas e o Outro Lateral surgiu de acordo com essas raízes reveladas quando os navios quebraram. (Desta forma. parte de Yetzirah se levantou para Beriyah. Foi este nível mais baixo de Malchut de Asiyah que trouxe o mal à realidade. e o supremo Atzilut será revelado sobre eles como antes da quebra dos vasos. não é revelada lá. O fato de a revelação da unidade depender dos feitos dos homens contém outro reparo para o próprio mal.Etz Chayim. o nome da SaG retornará ao seu status original. no entanto. até que Beriyah-Yetzirah-Asiyah se transformou em Atzilut- Beriyah-Yetzirah-Asiyah. Se não houvesse nenhum mal real.as deficiências por si mesmas e o reparo por si só. A tarefa de produzir o mal foi assim deixada para o último de todos esses níveis. Assim. os julgamentos e falhas estritas de todos os tipos encontrados nas próprias luzes. Malchut de Asiyah. Como explicado acima. revelou-se que as deficiências foram trazidas para um bom propósito . Portanto. enquanto todas as outras partes se separavam dela. Para os diferentes níveis são realmente poderes que se espalham um após o outro.para dar aos homens uma recompensa. O próprio mal real emergiu apenas depois. desde que o nível superior funcione e a ocultação ainda 122 . cada poder menor que o anterior. a Vontade Suprema queria que os detalhes individuais do processo fossem distintos .E.. pois isso é o que permite que os homens alcancem o mérito. 49b. a missão do nível inferior. quando dizemos que o mal foi revelado. ou seja. uma grande gradação em diferentes níveis era necessária nas roupas caídas. depois de todos os níveis foram instituídos em seu estado reparado como leis na ordem governamental. Foi a quebra dos vasos que envolveu a separação em níveis que discutimos acima(Abertura 47). Isto foi através da seleção e gradação que ocorreu entre eles. este não era o próprio mal real . dado que todos os outros níveis tentaram separar-se da produção do mal.) . mesmo que os vasos fossem quebrados.. Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah voltará a ser apenas Beriyah-Yetzirah-Asiyah. Para este Malchut inclui todas essas raízes e traz sua função em realidade sob a forma do Outro Lado em si. com aspectos correspondentes a todas as raízes nele contidas de todas as Sefirot. como mencionado acima. como é agora. até que apenas o último nível de Malchut de Asiyah fosse deixado para produzir. o que. e todos juntos formam Malchut de Asiyah em vez de apenas essa parte mais baixa. enquanto o nome da MaH não funcionará" . Para conseguir isso. . sendo apenas uma parte do que deveria ser Malchut de Asiyah.o Outro Lado -... Assim. Para inicialmente. O que isso significa é que. onde cada nível em sucessão se afastou de produzir o mal. ("No tempo por vir. Isto é que mesmo a sua existência na categoria de mal real é ele próprio para a glória do Rei. 3. uma vez que foram obrigados a trabalhar e fazer reparos para revelar a suprema unidade. até a sua existência anterior na categoria do mal real acaba por ter sido boa. Eles também se separaram um do outro (por exemplo.. através das reparações realizadas pelo homem. Pois a dissimulação é mais intensa no segundo que no primeiro (já que o segundo está mais próximo de Maljut. após o reparo . deixaram esse nível de Maljut de Asiyah para desempenhar essa função.) Então.. e será para a glória do rei que os homens alcançaram o mérito. pois as outras partes aumentaram e não permaneceram no mesmo nível baixo. que produz o mal). tudo era apenas no Sefirot antes do surgimento de criações separadas. e assim por diante).

Assim. onde o mal tem o potencial de ser um mal real. Mas. mas deveria ter sido subordinado à função das outras partes que se afastaram dele. e a dissimulação pode tornar-se tão intensa que eles produzem o mal real. e cada função separada deve ter uma raiz separada.não atingiu o grau de intensidade necessário para Produz o nível mais baixo. mas enquanto essas roupas possuem potencial para o mal existir. e então a dissimulação não se intensifica até o ponto de produzir o mal real. Não há nada que não tenha uma raiz. enquanto estiverem subordinados a Atzilut. Por conseguinte. as roupas existem da mesma forma que no começo. Conforme discutido anteriormente.realizando o mal em seu poder. isso foi feito escondendo Atzilut das roupas. porque a ocultação nos níveis inferiores era tão intensa que o mal poderia emergir deles. O primeiro é quando é o mal real . claramente. Asiyah é muito humilde . Muitas gradações foram necessárias para chegar ao ponto em que se tornaram quatro: Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah. Para isso. o estado em que o mal produz ativamente o mal deve ser negado. os níveis superiores estavam no processo de separação dos níveis inferiores. exceto que não vem por causa da unidade que o retornou e consumiu... Em vez disso. Por conseguinte. Como mencionado acima. O segundo estado é quando essas mesmas funções do mal caíram em seu lugar e não funcionarão.. e é impedido apenas pela revelação 123 . isso mostra que o encobrimento está se intensificando. O mal é então dito ter voltado para o bem. o que os impede de funcionar. embora inicialmente o nível mais baixo também tenha entrado na categoria geral do primeiro. isso mostra que a unidade ainda é revelada e controlada.o mal real. O estado final de reparação será quando o mal não existir mais no estado em que realiza o mal. sua prole não surgiu.que produziu. Eles então governaram de forma independente. Os aspectos do mal só existirão no sentido de ser negados: eles não funcionarão por causa da revelação da unidade. Para isso não ocorreu em apenas um nível. Se as roupas dominarem sozinhas sem ser subordinadas a Atzilut.seu nível mais baixo . onde houve um aumento correspondente no grau de ocultação. . O resultado está no saldo. Assim. Isso necessariamente mostra o funcionamento da unidade. O mal não funcionará mais por causa da perfeição que será revelada. quando a Mente Suprema queria produzir o mal. Em vez de produzir o mal. e o retorno do mal ao bem traz um fluxo de grande benção.. a razão pela qual chamamos este nível mais baixo de um nível por conta própria é porque a luz encontrada existe em um nível inferior ao do nível anterior. e Beriyah-Yetzirah-Asiyah transformou-se em Atzilut-Beriyah-Yetzirah- Asiyah. O mal tem o poder de se espalhar. Esta é a gradação que estamos dizendo que aconteceu aqui. os aspectos malignos não existem neles na realidade. a raiz da existência do mal no sentido do mal real está no nível mais baixo de Malchut de Asiyah. E quando é rectificada e voltada para o bem. o que não era o caso nos níveis anteriores. como afirmado acima. Uma vez que a intenção era produzir o mal. as coisas retornam à maneira como estavam no início. Pois você já ouviu o mal que existe em dois estados. E quando a unidade é novamente revelada e se afirma para corrigir o dano. A explicação de tudo isso está ligada à idéia discutida anteriormente que tudo o que adquire sua própria função independente adquire seu próprio nome. teria servido para completar os níveis anteriores. (A unidade é revelada somente após o surgimento do mal real. e a dissimulação que a provocou desaparece. enquanto o nível mais baixo foi incluído como parte do nível superior. Isso foi precisamente o que os distinguiu dos níveis superiores. o poder particular que a produziu na realidade não precisa mais existir.tanto assim que foi Malchut de Asiyah . e que já não o permite Para existir no estado do mal real. este nível mais baixo não deveria ter sido um aspecto separado em si mesmo. e o ocultação se intensificou até o ponto em que surgiu esse poder humilde e o mal surgiu . e então sua missão teria sido como a deles. as roupas são os níveis em que os vários aspectos do mal são enraizados. Mas.

O mal como tal .. Atzilut vem completá-los.. No começo... no reparo completo. mas permanece apenas para revelar a unidade.. Se assim for. porque ainda não sabia o que é para assim entender o verdadeiro poder da perfeição. Isso resultou na última parte de Malchut de Asiyah sendo deixada para produzir o mal na categoria de mal real. Este é o significado do versículo: "Ele consumirá a morte para sempre" (Isaías 25: 8). O dano causado pela quebra dos vasos foi o seguinte. Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah volta para Beriyah-Yetzirah- Asiyah. teve que sair... pois isso foi provocado com o único propósito de produzir o mal. A característica distintiva de tudo o que acontece no tempo do reparo é que ele vem para corrigir tudo o que se tornou danificado no momento da quebra dos navios. e o supremo Atzilut da generalidade dos Nekudim é revelado.. Isso é óbvio. Pelo contrário. a parte de Malchut que produziu o mal real é "consumida" e absorvida pelas partes superiores.. Em terceiro lugar. que depois se tornou Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah. Por esta parte da Malchut é apenas uma parte do Malchut original. Correspondentemente. e a última parte de Malchut de Asiyah torna-se integrada com o seu todo. a partir do qual este Malchut humilde emergiu após a partida do primeiro Atzilut. os poderes que anteriormente produziram o mal já não o fazem por causa da unidade que já é revelada. E isso é o que será revelado no futuro. e já não há necessidade de existir na realidade. Mas agora que já existiu e foi corrigido. o mal continua a existir em seu estado afundado para mostrar o poder da unidade. Uma vez que Malchut já não está produzindo o mal..da unidade. ) . Em segundo lugar. Agora. (O mal não funciona mais como tal. pois este é o reparo: o motivo pelo qual eles Foram subsumidos para se tornar Beriyah-Yetzirah- Asiyah é precisamente para aceitar este Atzilut sobre eles. as roupas caíram e desceram até Beriyah-Yetzirah-Asiyah se transformar em Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah. porque o que aconteceu quando os navios quebraram é que eles caíram para Beriyah. Yetzirah e Asiyah. . não existe por causa da unidade. e a unidade estava escondida deles até o ponto de produzir o mal enraizado neles como o mal real.o mal real - não é visto nas roupas como algo capaz de agir. enquanto o Atzilut que foi escondido se revela sobre eles. eles eram a raiz do mal. os Nekudim terão de ser como eram antes da quebra do embarcações.. Inicialmente. Em primeiro lugar. Agora. o original Atzilut ficou escondido. mas foi corrigida e trazida de volta ao bem. desde que seu nível final ainda estivesse envolvido nela. Por enquanto.. o que transforma o mal de volta ao bem.. esta última parte de Malchut será incluída no Malchut geral do qual surgiu. Eles então permanecem como roupas sem falhas. Isso mostra que é a unidade que traz o reparo e não permite o mal. basta que seja visto o mesmo mal que já existia e ainda poderia existir se não fosse pela unidade. As roupas permanecerão então como a raiz do mal que já existiu. a existência do mal no sentido do mal real é anulada.. eles servem como poderes que poderiam 124 . esses mundos devem voltar a ser Beriyah-Yetzirah-Asiyah em relação ao verdadeiro Atzilut que será então revelado. Isto é exatamente o que estamos dizendo. E então. Eles estavam perdendo o verdadeiro Atzilut. eles não estavam completamente dissociados. Isso automaticamente anula a gradação em que Beriyah- Yetzirah-Asiyah tornou-se Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah. de modo que o mal já não tem existência no sentido do mal real.. no entanto. Assim.. apenas os mundos de Beriyah-Yetzirah-Asiyah são deixados. Para o seu propósito inicial era produzir o mal através da dissimulação da unidade. sendo isso o que existia antes que os navios quebrassem. pois basta que existisse e agora tenha sido corrigido.) Assim também. Em outras palavras. No futuro. Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah volta a ser apenas Beriyah-Yetzirah-Asiyah. . todas as roupas permaneceram imperfeitas devido ao seu papel na produção do mal. que o mal se torna absorvido ou "consumado por" sua raiz.. no entanto. Mesmo que os níveis superiores se separassem desta função. com o retorno do estado de reparo no futuro.

menuchah ) desfrutado pelo mundo no sétimo milênio.Zohar Chadash. O que será a partir de então é algo diferente e segue um caminho bastante diferente do caminho atual (pelo qual a revelação da unidade ocorre através do serviço do homem). mesmo com a revelação da unidade. Desta forma. Todos os seis mil anos são um ciclo contínuo que vai até chegar ao ponto de partida. como explicado anteriormente (Abertura 4). a unidade será novamente revelada. Para fazê-lo. Como você pode ver. Este é o mistério contida no versículo: "Faça-nos feliz de acordo com os dias em que nos afligiu" (Salmos 90:15). No final do sexto milênio. pois foi a partir daí que o ciclo percorreu e é aí que ele retornará. O último também contém um vaso. mas no sentido de que a revelação da unidade será proporcional à intensidade do encobrimento anterior). Este trabalho será concluído e o ciclo ficará em repouso. mas que não pode mais produzir isso na realidade precisamente por causa da unidade. Desta forma. quando completado. para levar a esse assunto. Eyn Sof abençoado seja Ele então será dito ter completado suas obras. se não fosse pela unidade. a unidade deve revelar seu poder de todos os lados. A vinda do Mashiach é o início da revelação da unidade. A partir daí. 3 ). tendo completado o que Ele pensou fazer. há uma diferença entre os seis mil anos e o que vem depois. Pirkey d'Rabi Eliezer. Para os dias do Mashiach são paralelos a todas as deficiências que existiram no passado (não em termos da duração do encobrimento. eles realmente revelam a unidade. que atualmente estão completamente além do nosso alcance. Este é o resto da vida eterna. No entanto. Bereishit 10. Este é o mistério do resto ( ä. a própria raiz do que existia neste mundo durante o período do ciclo será revelada. sendo estas as raízes deste processo. a unidade.o ocultamento dessa perfeição até o ponto em que as deficiências viessem a existir. enquanto a sua completa retificação no sétimo milênio constitui o mistério do mundo de Akudim. e todas as ascensões subsequentes estarão de acordo com a unidade já revelada e. o Eyn Sof queria revelar essa unidade com total clareza para demonstrar a grandeza de Sua perfeição. ele teve que produzir uma ótima obra . pois todo o processo é visto ali como está: o mal tinha existência quando os poderes inerentes às roupas se espalhavam. assim. Ele era um e Seu nome era um" . como explicado em seu lugar. No entanto. A partir daí. Já se sabia no início que a unidade de Deus é a verdade subjacente (para "antes da criação do mundo. São as raízes mais profundas da ordem do governo. mas agora não existe por causa da unidade que se revela sobre eles. em que tudo o que foi feito será visto claramente em sua verdadeira luz. em Akudim a unidade foi revelada em tudo. conforme planejado em Seu pensamento oculto. e todas as deficiências serão retificadas. será conhecido o que estava pronto na suprema ordem do governo. Este é o verdadeiro prazer. todo o trabalho que devia ser feito está completo. Os seis milênios. Pode-se dizer que Ele estará em repouso a partir deste trabalho. pois todo esse ciclo era necessário para revelar a unidade e. A partir de então. exceto que está inteiramente sujeito à alma.produzir o mal. e então ele vai descansar. a saber. até o final seria revelado novamente. No sétimo milênio em si. Como você já ouviu.. de modo que não havia lugar para qualquer quebra de vasos ou qualquer outra coisa do que seria depois (após a criação do mal como consequência da quebra dos vasos). seguirão um caminho diferente. A revelação de Sua unidade elevará o homem a alturas cada vez maiores. Assim. depois do grande Dia do Juízo.. a unidade já será revelada. os aspectos interiores mais profundos tornar-se-ão visíveis. Todo esse processo foi exatamente o que era necessário para demonstrar claramente a verdade do que já era conhecido. o que foi feito em Akudim é a raiz do que seria depois no mundo de Nekudim. Estas são coisas que são reveladas depois que a unidade passou a ser conhecida. e essa unidade primordial será então revelada. portanto. após a revelação da unidade. constituem o mistério do mundo de Nekudim. Naquele tempo até o final do sexto milênio. o que existiu desde o início é finalmente visível. Pois o navio já havia sido 125 . Este é todo o ciclo. haverá prazer eterno . cap. Todo o processo desde o início do encobrimento até a revelação da unidade ter lugar durante todo o período dos primeiros seis milênios.este é o deleite das almas na demonstração da verdade.

. Isso explica como as luzes entraram nos vasos e depois voltaram e saíram. recompensa e punição. Se assim for. 48. certamente sabemos que isso tem alguma consequência.. a entrada inicial da luz e a sua volta e partida subsequentes. Parte 2: E esta é a raiz individual.quando toda esta gradação poderia ter sido trazida desde o início sem isto . agora é necessário voltar e explicar as etapas iniciais em conformidade. pois algo que é sem um propósito é bastante inadequado e é impossível que qualquer coisa imprópria possa existir na Mente Suprema.. o mundo será renovado de maneira diferente. Depois. e os preparativos foram estabelecidos lá para o que será mais tarde. como nas luzes do nariz. retornará ao Nível do World to Come. podemos inferir legitimamente que o fenômeno em questão também é necessário para produzir um resultado precisamente da natureza exigida por causa disso.. Abertura 50 A entrada da luz nos vasos e a sua saída são a raiz da ordem governamental deste mundo em estado de dano e reparação. com base nessa premissa. portanto. e os Sefirot são nada além disso. de acordo com a medida completa do que é necessário para isso. os níveis de realização serão inteiramente diferentes. como já dissemos. A partir de então (acima da Boca.. Então.Ramchal. onde o corpo está sujeito à alma. que qualquer coisa poderia ser sem propósito é inconcebível na Mente Suprema. Nada é em vão.revelado lá. ela será mesclada com a alma como nas luzes do ouvido. conforme estabelecido na Mente Suprema. Deus sozinho age com Seu poder e vontade. No entanto. que não pode ser entendido de forma alguma ". a entrada inicial da luz e a sua volta e partida subsequentes . Este é o mistério do versículo: "E Deus será exaltado sozinho naquele dia" (Isaías 2:11). ("No sétimo milênio. Isso deu um lugar para o Outro Lado para presumir desafiar e lutar contra esse poder. literalmente e na verdade. Isso é completo. mas o corpo ainda é discernível. as coisas são diferentes quando o Eyn Sof. coisas como as acusações do Outro Lado e a destruição causada pelo mal não têm mais relevância. Por conseguinte. a partir do oitavo milênio em diante). Em primeiro lugar.. No nono milênio. abençoado seja Ele.e isso deve bastar por enquanto. Isso é óbvio por dois lados. Parte 1: Nada é em vão. os corpos subirão ao nível dos Akudim. Por conseguinte. mas o corpo ainda é um pouco discernível. Tendo fornecido um consenso geral sobre o assunto dos reis primordiais. as Sefirot são as medidas de todas as criações em todas as suas diferentes partes e aspectos.) . Além disso. totalidade e perfeição. Pitchey Chochmah VaDaat p. mas sim como um herói poderoso que possui grande poder. no oitavo milênio.também tem uma função e consequência essenciais. trazendo um prazer incrível para as almas que ganham tal revelação da suprema perfeição . como explicado acima (Abertura 30). E esta é a raiz individual necessária para dar existência à ordem governamental deste mundo em seus vários estados de dano e reparação. Isso implica que até então Ele não deseja agir como Mestre unitário. Isso explica o motivo desse fenômeno. e tudo está. 126 . No décimo. o corpo será fundido com o A alma como a primeira. Mesmo quando não sabemos o que resulta de um determinado fenômeno. em seu próprio estado de reparo.. Depois.. não relacionada com esses aspectos ligados a Akudim (que é o mundo da Boca). as Sefirot não contêm nada que não exista nas criações e. exceto que temos Não entendi. Parte 1: Nada é em vão. nada é em vão. atua na unidade de Seu poder como o Mestre unitário. consequentemente. nem menos nem mais. como afirmado acima. A proposição consiste em duas partes. e Ele só será exaltado em Sua unidade. Em segundo lugar. com a força da premissa inescrupável acima.

Devemos. Correspondendo a todos os diferentes aspectos necessários no que existe. o que existe neles para atender às necessidades dos sete inferiores não foi reparado. O que vemos aqui são raízes de danos e reparos. com as coisas às vezes indo em uma direção. para direcioná-las e repará-las. pois estão acima do nível afetado pelos atos masculinos. Mas como vemos que esse fenômeno vem produzir a gradação . embora a gradação possa ter sido produzida sem esse fenômeno. quando toda essa gradação poderia ter sido trazida desde o início sem isso. Por conseguinte. ser discernidas acima.. nem menos nem mais. que são os Sete Dias da Criação. a luz em si não fez nada em produzir a gradação. Para aplicar isso ao assunto em discussão. os aspectos 127 .não agia. Abertura 51 A raiz das criações está nas sete Sefirot mais baixas. quantas raízes de dano deveriam existir e quantas raízes de reparo e em que ordem e maneira deveriam estar sujeitas umas às outras.. porque o navio não estava completo.. portanto.. isso coloca maior poder nas criações. os três primeiros Sefirot suportaram.. como continua a dizer. Existe.. Quando os navios se quebraram. inferimos que isso deve ter acontecido por algum motivo. . inferir imediatamente que. apenas esperou até que a gradação fosse provocada. Isso ocorre porque.. portanto. a luz que é sua raiz deve ser fechada ou ocluída. em conformidade. e todas essas raízes correspondentes podem. Pois a luz não fazia nada . Onde há ocultação.. Consequentemente.. É a raiz da natureza específica das criações que se encontra na combinação das luzes acima.. mas foram falidos através de sua conexão com os sete inferiores. enquanto as três primeiras apenas as dirigem. pois se tivesse sido reparado. Tudo o que foi feito acima tem uma consequência na ordem governamental dos mundos. No entanto.. por que ele entrou inicialmente? Isso também tem uma função essencial. o dano não é aplicável aos três primeiros Sefirot em sua essência intrínseca.. danos e reparos foram combinados para existir de várias maneiras diferentes. a entrada da luz nos vasos produz algum efeito nesses vasos. A raiz dos mundos e seres criados é apenas nas sete Sefirot inferiores.. existem exatamente tantas luzes acima. . e consequências. Em caso afirmativo.. enquanto as três primeiras Sefirot são apenas coroas sobre as sete inferiores... Assim. os pecados não os danificam. . de acordo com a medida completa do que é necessário para isso. deve ter exigido alguma condição que não Tenha sido cumprido se não tivesse sido produzido desta forma. mesmo nos três primeiros Sefirot. . todos os sete Sefirot inferiores também teriam sido corrigidos. Consequentemente. portanto.podemos.. precisava dar existência à ordem governamental deste mundo. dizer que foi por algum outro motivo além disso... causa fraqueza. recompensa e punição. Onde algum aspecto da existência precisa ser fraco. mas sim os expulsam. uma combinação de tantas revelações e apenas tantas oclusões nesses lugares. Onde as luzes acima brilham de forma revelada. no nosso mundo. O que tem que ser forte exige que sua luz esteja aberta. os três primeiros Sefirot não quebraram... Simplesmente não se juntou ao navio. Com certeza. a razão não pode ter sido simplesmente produzir a gradação (do Partzufim). em seus vários estados de dano e reparo. No entanto. já que vemos que o que aconteceu é que as luzes entraram nos vasos e depois voltaram e saíram.. ou seja.. e a luz esperava até que a gradação em que dependia o reparo do navio foi provocada. pois isso poderia ter sido provocado sem isso. mesmo no caso deles. e decretou... Se assim for. às vezes em outra. Pois esta é a principal coisa que sai disso. aquelas luzes individuais que são responsáveis por produzir o design e o caráter específicos do que existe abaixo em todos os seus aspectos.pois é por meio disso que surgiu . Pois este é o resultado que deriva desta raiz através desta combinação particular.. portanto. Parte 2: E esta é a raiz individual. A Mente Suprema sabia como calcular o que tinha que existir para trazer tudo para a perfeição.

.pois tudo que foi criado certamente é incluído nestes sete dias sozinho.. os sete dias constituem a verdadeira regra dos sete Sefirot. os três primeiros também contêm bondade. da riqueza de Gevurah.) 128 . enquanto Yesod é sempre a fonte da estrutura. enquanto os três primeiros Sefirot são coroados sobre eles. Consequentemente. Mais ainda. (Veja Ramban. a prole dos sete Sefirot inferiores será humilde e falta de reparação. mas sim são coroas sobre essa raiz. Parte 2: No entanto. Pois.. da vida de Tiferet. Gênesis 1: 3. chessed )" (Salmos 89: 3). se tudo acontecesse nestes sete dias.. agora explicaremos o processo em detalhes. Parte 1: A raiz do criado. é no caso dos três primeiros Sefirot. os sete Sefirot inferiores são a raiz dos reinos e seres criados. . Parte 1: A raiz dos mundos e seres criados está apenas nas sete Sefirot inferiores. certamente deve ser o caso de que tudo saiu desses Sefirot. Este é o motivo da instituição dos sete Sefirot inferiores e três superiores. o último produzirá descendentes superiores em um estado de maior reparo. Quando eles brilham fortemente nas sete Sefirot inferiores. qualquer aumento ou diminuição no grau ou status em todos esses aspectos depende dos três primeiros Sefirot. e repare-os. julgamento e misericórdia para completar a ordem governamental e permitir que cada parte governe conforme necessário (e..) Como tudo surgiu nos Sete Dias da Criação.. Assim.. ... binyan ou o " Construtivo "Sefirot".. Se assim for. Isso explica o que ainda não foi ratificado. quando já sabemos que cabalisticamente. para dirigi-los. isso imediatamente os leva a um maior estado de reparo e dá-lhes maior status puramente em virtude do fato de que eles estão sob sua influência. isso significa que estes sete dias são suficientes para servir como raiz. quais são os Sete Dias da Criação. Daat Tevunot p. enquanto os três primeiros Sefirot são apenas coroas sobre os sete inferiores. mas não é parte integrante disso. sendo Chessed o primeiro no prédio. Isso explica o que já foi corrigido nesses Sefirot. que é imutável. mesmo no caso deles. 332ff). que chamaram esses sete Sefirot de construção ( ï. Pois quando eles brilham sobre os sete Sefirot inferiores. porque tudo o que acontece no mundo certamente deve ter uma raiz própria apenas para mantê-lo em existência.. se estivesse constantemente se espalhando. portanto. O que isso fez foi evitar a propagação adequada de seu poder para reparar os sete Serfirot inferiores. que não são a raiz real do que se passa neste mundo.... Expliquei em outro lugar como os sete Sefirot inferiores são governados em todos os aspectos através dos três primeiros Sefirot (veja Klaley Kin'at HaShem Tzeva'ot # 11. A proposição consiste em duas partes.. julgamento e mercê). E são as sete Sefirot inferiores que produzem os diferentes aspectos da criação.relacionados com os sete Sefirot inferiores tornaram-se defeituosos. Mesmo de acordo com o significado simples e evidente da Bíblia. suas falhas intrínsecas tornam-se inoperantes. não haveria danos no mundo.. Comentário sobre a Torá. No entanto. mas sim o seu status que tem que mudar de acordo com os atos dos homens. que decorreu em prol da ordem governamental. Então.só pode ser uma coroa extra que adorna isso Coisa. Tudo o que fica fora do ser essencial de uma coisa . Os sete Sefirot inferiores são a raiz dos reinos e seres criados na sua existência essencial. De Chessed há um fluxo constante de água e do fogo de Gevurah. Isso é algo aceito por todos os sábios cabalistas. Esta é uma prova clara . (Mas. se os três Sefirot superiores sairem. os três superiores sefirot correspondem à bondade. e assim por diante. duas raízes são necessárias aqui: uma raiz para a existência imutável de coisas e uma raiz para o status de mudança.. Isso é correto.. De Chessed vem sabedoria.no sentido de que o ser essencial do ser está completo sem ele . e assim diz: "O mundo é construído sobre bondade ( ã. quando estão sob a influência dos três superiores. Com base no nosso consenso geral sobre a quebra dos navios. Não é a existência básica das coisas neste mundo. Mas se eles brilham apenas de forma limitada.. . No entanto. na medida em que cada um funciona de acordo com seu poder naquele dia. as várias falhas enraizadas na natureza intrínseca da função sete inferior por padrão...

os aspectos relacionados com os sete Sefirot inferiores tornaram-se defeituosos. escurecidas -. O aspecto que estamos discutindo é aquele em que os três superiores Sefirot corrigem os sete inferiores. deixando a escuridão em seu lugar.. No entanto.. 184. Parte 2: No entanto.. os três primeiros Sefirot suportaram. Ou seja. (Estes são os seus Netzach-Hod-Yesod. . que foi a preparação para essa falha. enquanto que era necessário que os sete Sefirot inferiores não fossem reparados pelos três primeiros (desde a quebra Dos navios era uma necessidade). que se desenvolve nos sete Sefirot inferiores quando falta o fluxo de bênção. Pitchey Chochmah VaDaat # 43. uma vez que a destruição não é aplicável no caso deles. e o aspecto em que ocorreu a quebra dos vasos é o que se relaciona com os sete Sefirot inferiores. na medida em que atinge os sete Sefirot inferiores e afeta seu reparo. Assim. Nós já explicamos que são coroas sobre a ordem governamental. Assim. Já dissemos que a quebra dos vasos era a raiz de todo o dano. entre os seus vários aspectos é o aspecto pelo qual eles os reparam. o dano é o que se relaciona com os sete Sefirot 129 . E uma vez que era necessário que a Sefirot fosse feita de tal forma que pudessem ser defeituosas . eles contêm aspectos aos quais os atos dos homens são relevantes e os aspectos aos quais eles não são. mesmo no caso deles. Isto é o que estamos dizendo que faltava neles.. Esta é uma falha nos sete inferiores. onde eles causam deficiências quando a influência dos três superiores está faltando..ou seja. não pode haver danos em Abba e Imma. o dano ocorre no mesmo aspecto em que ocorreu a quebra dos vasos. que canalizam Kindnesses e Severidades para Abba e Imma.. Para cada coisa tem seus próprios reparos e arranjos para garantir que a função em questão surja da maneira correta. Os pecados não os danificam. e esta é a escuridão mencionada acima. O dano consequentemente não é aplicável aos três primeiros Sefirot em sua essência intrínseca. o que existe neles para atender às necessidades dos sete inferiores não foi reparado. que são as que se relacionam com os sete Sefirot inferiores. pois se tivesse sido reparado. os pecados não podem prejudicá-los ou causar escuridão neles da mesma maneira que podem no caso dos sete inferiores.. Por conseguinte.. (Veja Etz Chayim. elas foram feitas para fragmentar.. se tivesse estado presente . a separação das "partes traseiras" de Abba e Imma foi uma preparação para o estado de dano. . não era necessário que ocorresse qualquer quebra. uma vez que estão acima do nível afetado pelos atos masculinos.o último teria sido reparado. enquanto a disseminação de sua influência está sujeita às ações dos homens. a propagação da influência dos três primeiros Sefirot para os sete inferiores requer arranjos para permitir que ele venha de maneira adequada. Isso também se aplica às "partes traseiras" de Netzach-Hod-Yesod de Keter. Os atos dos homens não têm influência na sua existência intrínseca. Shaarey Ramchal. que enviam sua influência sobre os sete Sefirot inferiores e provocam sua reparação. Pois. Para os atos masculinos afetam apenas os vários aspectos do mundo feitos para atender suas necessidades e todas as suas raízes. Shaar Shevirat HaKelim capítulo 2. que passam a influência do nível superior para o inferior). mas sim eles os expulsam. e é esse aspecto de ser capaz de corrigir os sete Sefirot inferiores que foram Falta dos primeiros três. Para os atos do homem não tem influência para melhor ou pior. todos os sete Sefirot inferiores também teriam sido corrigidos..) O que isso fez foi evitar a propagação adequada. Assim. e aqui a destruição não é relevante. Da mesma forma. Este é o aspecto que não foi reparado nos três primeiros Sefirot.. deve ser que o reparo dos sete Sefirot inferiores depende dos três primeiros - ou seja. pois o único propósito da quebra dos vasos era fazer um lugar para a destruição. Em vez disso. Consequentemente.. achorayim ). Como explicado em outro lugar. se tivessem sido capazes de reparar os sete inferiores . .. mesmo nos três primeiros Sefirot. Assim. Obviamente. Isso é totalmente consistente com o propósito deles. nem menos nem mais do que o necessário. exceto nos níveis em que ele está enraizado: qualquer falha atinge apenas os sete Sefirot inferiores. Em caso afirmativo.ou seja. suas "partes traseiras" ( í.. p.

Elokim = Julgamento) aplica-se a Zeir Anpin " ( Idra Rabba. Este é o mistério da mentalidade da imaturidade ( ï ú. e eles mesmos se juntam uns aos outros.. que o poder de Abba e Imma não se espalhou continuamente para os Sefirot inferiores.do qual vem o Outro Lado. 18:39) : "HaShem" (YKVK = Bondade) se aplica a Atik (= Arich Anpin). mais forte é o vínculo do amor fraternal entre eles. À medida que o juízo severo diminui. Isso introduz a idéia de como Sefirot se conecta e se liga.. como trazido pelo comentário no Zohar em O verso "HaShem. exceto que os poderes de mitigação dominam.. Em qualquer caso. A raiz da natureza essencial de Zeir Anpin reside nos severos julgamentos de Imma . Mas a função de Zeir Anpin é o contrário. A proposição consiste em duas partes. Os outros foram chamados de domínio dos muitos ( ú í. Faltava o que se relaciona com os sete Sefirot inferiores. Ele é o Deus" (Reis I. De acordo com essa natureza essencial... tudo é abatimento e rostos irritados. reshut harabim ). deixando o severo julgamento em toda sua força. o motivo é como o motivo que afirmamos acima.inferiores .ou seja. e todos se voltam para Malchut como o "traseiro do amor"(Provérbios 5:19). que está intrinsecamente inclinado à Bondade e não requer mitigação por parte de outros. de modo que em vez de cada luz brilhando separadamente por si só. Abertura 52 A essência intrínseca de Zeir Anpin (dos Reis Primordiais) é um severo julgamento - divisão e limitação . e este foi o estado do qual surgiu o Outro Lado. então o abatimento passa e o amor fraterno reina. e este é o motivo da falha necessária nos três primeiros . . cada luz fica sozinha e não se junta a nenhuma outra. de seu poder para reparar os sete serfirot inferiores.mitigando todos os julgamentos severos. devemos discutir os sete inferiores. portanto. com o resultado de que sempre está no Siof Kindness.... algum poder deve emergir dos três Sefirot superiores para os sete inferiores. No entanto. não haveria falha neles. não haveria danos no mundo. Isso é feito através de Malchut. se estivesse constantemente se espalhando. Pois. todos deveriam ser direcionados para um único lugar. 'o Deus' ( í. 130 . No entanto. Naso 138b). Sua raiz reside no julgamento severo. faltaram os três primeiros Sefirot de Zeir Anpin. Em vez disso. pois as Seis Direções não foram voltadas para Malchut e. Assim. pois estes resultaram da entrada e reparação da Imma em Zeir Anpin. porque era necessário que a quebra dos vasos ocorresse nos sete Sefirot inferiores. Foi o que faltava nos Reis Primordiais. como será explicado em seu lugar. onde quer que estejam.Não é assim no caso de Arich Anpin. É para este propósito que Imma entra em Zeir Anpin e faz o amor fraternal reinado entre seus Sefirot.para que pudesse haver uma Falha nos sete Sefirot inferiores. pois este último foi instituído como o recipiente de recipiente para todos eles. Tendo discutido as três primeiras Sefirot. Uma conexão então se desenvolve entre eles. Isso explica como isso se aplica no caso dos Reis Primordiais. e Imma ainda permitiu que permanecessem assim. razão pela qual sua natureza e função são apenas para causar separação. não escaparam da tristeza e das caras irritadas. dinim ).seus cinco poderosos poderes. a fim de consertá-los. e isso traz grande alegria. A função de Zeir Anpin é governar de acordo com o julgamento estrito. Quanto mais eles se voltam para ela. Imma supera isso com seu poder irresistível. Para Arich Anpin é a regra de Chessed e todos os aspectos da mitigação . o que pode causar uma devastação total. esses poderes de mitigação podem partir de Zeir Anpin. A falha era que o poder não poderia fluir corretamente. Por conseguinte. Parte 1: A raiz da natureza essencial de Zeir Anpin. Parte 2: Isto é o que faltava. Pois sem isso. Parte 1: A raiz da natureza essencial de Zeir Anpin reside nos julgamentos severos de Imma ( í. Zeir Anpin é rectificado e adoçado por Imma através da excitação da Nukva. Isso ocorre porque a natureza do Juízo não é mostrar o amor fraterno. mas foi altamente reduzido. mochin dekatnut ).

ainda assim o atributo do Juízo deriva da Imma. a raiz dos julgamentos severos está acima. Este é o segredo subjacente ao ditado dos sábios que "tudo veio da terra ( ø. Os poderes revelados em Yesod de Imma já são reconhecíveis como tendo o aspecto de gravidade e. quando os Sefirot são níveis de julgamento severo que empurram as criaturas para longe sem permitir que se apeguem a elas. porque você já ouviu como os aspectos que estão na raiz das criações são realmente visíveis nessas próprias criações. gera ódio e rejeição: a alma está abatida e não irradia. há um aumento correspondente de alegria e emoção nesses próprios níveis. cujos poderes internos ficam quentes. . No entanto. A redação é precisa: os julgamentos severos "são despertados através dela". quando são níveis de bondade que traz amor às criações inferiores. enquanto a "Terra" se refere aos cinco poderosos poderes. produzindo lá os cinco "poderosos poderes" ( ú. e tudo é pesado com a depressão. Assim. Shaar HaMochin. como será discutido abaixo. Vayikra 65a). a separação e a alienação vistas nos seus aspectos radiculares (isto é. e a Mente Suprema calculou o estado em que as criações deveriam existir em seu tempo de destruição. Para Imma não é intrinsecamente um aspecto do Juízo. O "sol" é uma alusão a Zeir Anpin. quando cada uma é separada do outro por meio do ódio e do abatimento. cuja essência é poderes poderosos e julgamento severo. as próprias criações se comportam umas às outras de uma maneira fraterna. quando eles próprios são separados uns dos outros. Os rostos mostram raiva. Isso ocorre porque a natureza do Juízo não é mostrar o amor fraterno. antes de tudo. O estado de destruição abaixo está assim vinculado ao estado de destruição acima.Consequentemente. porque a bondade se mantém acima. quando esses poderes da alma são excitados e excitados. esses próprios níveis estão em um estado correspondente de "abatimento". O julgamento. quando atinge Yesod de Imma. foi construído Zeir Anpin. mas quando cada poder está separado sem piscar em uma interação excitada com os outros. sem alegria ou excitação. tornando-se "osso de seus ossos e carne de sua carne" (Gênesis 2:23. Imma supera isso com seu poder irresistível. Pois a natureza de Zeir Anpin pode ser comparada a uma alma abatida. os cinco poderes poderosos em Yesod de Imma já entram na categoria de Julgamento revelado. e quando o amor reina. fazendo com que o rosto mostre apenas abatimento. 1). sem excitação ou excitação. Sua essência é. mishpat ). mas em certos momentos o poder da mitigação ganha força e mantém influência sobre ela. incluindo até a esfera do sol" ( Zohar. aphar ). que já alcançaram esse nível (em Yesod de Imma) de serem verdadeiros poderes de gravidade. no plano das raízes. Tzav 34b. o rosto mostra risos e felicidades. enquanto o rosto mostra raiva. cap. Imma) " ( Zohar. Assim. as Sefirot são as medidas de tudo o que existe. mas não é claramente discernível..Mas o estado de julgamento severo é de ódio e rejeição. Agora. No entanto. mostrando-se mutante rostos sorridentes. é uma indicação de divisão e separação Entre as suas raízes). julgamento estrito. Fora disso. No entanto. Midrash Rabba Bereishit 12:11). cada luz fica sozinha e não se junta a nenhuma outra. Temos aqui duas coisas que estão ligadas umas às outras . e a partir daí brota a raiz de Zeir Anpin. Em vez disso. Porque bondade gera amor. no nível dos Nekudim) se correlacionam com a separação e alienação realmente manifestada entre os seres criados (assim. gevurot ) de acordo com o mistério em que "os julgamentos severos são agitados através de Ela (ou seja. chega a um nível onde pode ser revelado. tudo é abatimento e rostos irritados. e através dela a alma irradia de alegria. por outro lado. que constitui a ordem governamental de Justiça ( è. é a partir daí que Zeir Anpin recebe sua raiz.o plano das raízes (o Sefirot) e o das criações. como você já ouviu. Além disso. No entanto. Essas potências de alma inatas existem na alma o tempo todo. seus cinco potentes poderes. sobre o qual o poder da mitigação só influencia apenas. veja Etz Chayim.. Este é o mistério subjacente de como Imma completa Zeir Anpin. portanto. esse é o estado de abatimento. Pois a natureza da Bondade é a do braço direito de acolhimento. De acordo com essa natureza essencial. mostrando um rosto sorridente. Para Zeir Anpin está 131 .

. Para Malchut foi instituído como o recipiente recipiente para todos eles. como explicado em vários lugares. enquanto a Imma lhe dá uma parte do poder da mitigação que está em sua natureza intrínseca. que governa Zeir Anpin. katnut. Quando todas as almas conseguem se unir à Shechinah (Presença Divina).. e a intenção em tudo é beneficiar as criaturas dos reinos inferiores e preenchê-las nas raízes. " grandeza"). Toda a vontade está focada nisso. é Imma. Quando Imma vê que a Nukva está pronta para Zeir Anpin. que traz tudo sobre isso. Imma se torna "osso de seus ossos. e quando é completamente adoçado. Dizem isso: "Isso o afligiu em seu coração" (Gênesis 6: 6). Para o exento de que a Imma aumenta essa influência edulcorante. não realiza o mal. e faz reverter o amor fraternal entre seus Sefirot.. É apenas a dor e a tristeza que passam. Deus não permita. então o abatimento passa e o amor fraterno reina.. " smallness ") e maturidade ( ú. Esta é a chave para o conceito das diferentes mentalidades ( ï. na medida em que é mitigado. Isto é o que traz sobre a conexão e se juntar tanto acima e abaixo. Todos os diferentes tipos de pensamentos e estratégias são direcionados para esse fim com a excitação radiante do amor.no nível de Zeir Anpin - todas as luzes estão focadas em um lugar.. No entanto. Ao mesmo tempo. mochin ) de Zeir Anpin em imaturidade ( ú. Todas as luzes são então ocluídas.. como é claro a partir de muitas passagens no Zohar e Tikuney Zohar. Quando os reinos inferiores estão prontos. ele continua a ser o Rei da Justiça...Tzaddik.o Nukva . No entanto. isso depende das ações daqueles nos reinos inferiores. é então abençoado de Imma acima e se torna cheio de tudo bem. As luzes então piscam com grande poder e alegria.intrinsecamente ao lado do julgamento severo. exceto quando o Nukva está com ele. está preparada e pronta para ser preenchida (tornando-se uma embarcação receptora). O poder do julgamento severo não passa inteiramente."Deus se alegrará com as Suas obras"(Salmos 104: 34).o aspecto feminino . apenas o aspecto externo desta função da Imma é dado a Zeir Anpin. fazendo com que a gravidade se afaste. isso significa que sua raiz . a gravidade do julgamento torna-se cada vez mais mitigada. e todos os portões são abertos. a influência ativa. No estágio de imaturidade. Este é o vínculo em que a Imma liga as diferentes partes de Zeir Anpin com excitação e alegria intermitentes. O princípio subjacente é que Imma não descansa sobre Zeir Anpin. ele realmente faz bem. como mencionado acima. zivug ). Assim. À medida que o juízo severo diminui. exceto que o poder da mitigação ganha influência sobre isso. e quando as luzes procuram brilhar a benção a seus destinatários.. significa que a Nukva. Este é também o mistério do Shabat. O princípio subjacente aqui é que "Quem permanece sem esposa permanece sem alegria" ( Yevamot 62b). A Bênção e o sustento fluem com abundante alegria no mistério de acoplamento e união ( â. como Zeir Anpin atinge níveis mentais maiores. Isto é explicado pelo fato de que a Nukva é a raiz dos destinatários.. Considere este mistério tal como o vemos aqui abaixo. e então tudo vai para isso em um instante de excitação. Imma se torna excitada e dirige Zeir Anpin usando suas influências atenuantes. No entanto. que é sua raiz." (ao dar-lhe Netzach-Hod-Yesod). Isso é feito através de Malchut. Acima . até se tornar completamente adoçada. A grandeza da Shechinah . não há mudanças na natureza essencial do Zeir Anpin. No entanto. a gravidade de Zeir Anpin é mitigada. O princípio do julgamento severo é que sua intenção é fazer justiça e castigar os ímpios. mas apenas diminui em função do poder da mitigação que mantém influência sobre ele. No entanto. ou seja. e este é o mistério de "As águas saíram do mar (= Nukva) e o rio (= Zeir Anpin) está seco e seco" (Job 14:11). se os reinos inferiores não estão preparados.consiste em trazer a conclusão para o homem. como será explicado em seu devido lugar com a ajuda do Céu (ver Abertura 138). causando mitigação mínima. tudo está cheio de alegria e excitação radiante . pois isso é o que resulta quando o juízo severo se mantém influenciado. É para este propósito que Imma entra em Zeir Anpin. pois o coração mais íntimo de Zeir Anpin é executar julgamento severo.. gadlut. causando rostos brilhantes e alegria em todos os lugares.não está pronta para receber. cada um mostra amor para o outro e Israel 132 .

). veja Rashi ad loc.. Isso mostra a natureza essencial de toda a criação . a excitação torna-se continuamente mais intensa.. em vez disso. todas as luzes se tornam brilhantes para a Shechinah. mais forte é o vínculo do amor fraternal entre eles.. No entanto. Já foi instituído como uma lei que todas as influências passaram por Malchut. cada intenção é apenas em seu próprio ganho unilateral. 17:21. Na verdade.. por seu turno.). e as luzes supremas se fundem em um único vínculo pelo bem da Shechinah. assim que ela estiver pronta para receber. Assim. mais a alma irradia com todos os seus poderes. No entanto.. Após os primeiros movimentos da excitação.. . e deixam tudo de resto para isso. Como já dissemos. do qual está escrito: "Israel acampou ali de frente para a montanha"(Êxodo 19: 2. abençoado seja Ele e a Assembléia de Israel . sua alma dispara com todos os seus poderes e ele dá a seu filho ou esposa sua atenção exclusiva. E será o mesmo no futuro.. Assim.. enquanto a Imma. Isso significa que todos os pensamentos supremos são dirigidos apenas a Israel. É como um homem que tem um grande amor por seu filho ou sua esposa. quando ela estiver pronta. e isso traz grande alegria.. a conexão é despertada como uma questão de curso. Knesset Yisrael ). Por isso.. Este é o significado do 133 . Pois eles literalmente se tornam irmãos e amigos que estão todos correndo em direção a um único objetivo. não pode haver nada exceto o ódio. quando o Nukva está pronto. porque a conexão do receptor se torna cada vez mais forte. Pois os poderes superiores são direcionados a ela sozinha. os sábios comentaram o verso: "E eu me voltarei para você" (Leviticus 26: 9) ...é chamado de "uma nação na Terra" (Crônicas I. tudo vai apenas a esse lugar. Agora. etc. indicando que. mas apenas o estado inicial de Zeir Anpin no aspecto do julgamento estrito. Parte 2: É o que faltava nos Reis Primordiais. Só depois foi revelado como é mitigado. tal vínculo só pode existir em um momento de grande reparo. especificamente Israel no mistério da Assembléia de Israel. quando Malchut é despertado. a fim de mostrar o funcionamento do poder da mitigação. a Mente Suprema queria medir e exibir o funcionamento do julgamento rígido em toda a sua severidade intrínseca. não como aparece quando adoçado. Este é um termo de carinho para a Nukva. portanto. e. imediatamente todas as luzes . Quanto mais eles se voltam para ela. Nós já sabemos por nossos próprios sentimentos e experiências que esta é a natureza da interação. era necessário que cada aspecto apareça individualmente..por causa do amor entre o Santo. o que cria automaticamente um vínculo de conexão E entusiasmo mútuo entre eles. Se eles se aproximarem dele. o governo do mundo segue o mesmo caminho para servir como raiz para revelar esse conhecimento através das próprias criações com suas formas e qualidades únicas e pela ordem do governo a que estão sujeitos."Eu me desvio de todos os meus outros negócios" ( Sifra ). e todos se voltam para Malchut. o mistério de Malchut é o da Assembléia de Israel ( ú ì..como tudo é direcionado apenas para aqueles no mundo inferior. E isso é o que faltava.... como no momento da Doação da Torá no Sinai.. assim como o apego da influência ativa (Zeir Anpin). e todos os seus pensamentos são apenas para beneficiar.. para as Seis Direções não foram voltadas para Malchut. Como já explicou... mas. todos deveriam ser direcionados para um único lugar. quando este não é o caso. Assim. aumenta suas diversas influências. ou seja. e ela desperta o amor real da Mente Suprema em todos os aspectos. que é a principal essência. Para toda a intenção suprema era esconder a perfeição para mostrar as deficiências e depois mostrar o seu reparo e como isso ocorre. para que em vez de cada luz brilhando separadamente por si só. inicialmente não foram feitas em seu estado de reparação. . Este é o mistério do flashing mútuo que mencionei: quanto maior a alegria. como o "parente do amor" (Provérbios 5:19).. Uma conexão então se desenvolve entre eles.se tornam excitadas e direcionadas continuamente para com ela. . e eles mesmos se juntam uns aos outros. essa conexão é despertada como uma questão de curso. o amor é despertado para ela. Posteriormente. pois o mal como tal ainda não existia. A forma singular de "acampado" indica sua unidade naquele momento.

Uma vez que o único propósito do julgamento estrito é reter Sua influência das criações inferiores durante o tempo em que não estão preparados.. A chave para tudo isso é o Supremo Imma ( à ä. e eles precisam enfrentar o outro com a coluna central juntando-os. mochin ) são a mitigação .Imma. Como escrevi acima. "sem forma e vazio" (Gênesis 1: 2 ). É suficiente para você entender que o estado de ruptura causa destruição literal.. a menos que seja mitigado. Enquanto o último não estiver em estado de reparo ou prontidão para as luzes sublimes. Consequentemente.. todos os portões estavam fechados. sem forma e vazio" (Jeremias 4:23).... porque aqui vemos o vínculo entre as luzes e a Assembléia de Israel. katnut ). Disso diz: "Eu vi a terra e vejo. o propósito do serviço do homem é claramente evidente. enquanto a Nukva não estiver preparada.versículo: "Deus se regozijará nas Suas obras" (Salmos 104: 31) : a excitação e a luz das luzes depende inteiramente das criações no mundo inferior.. 134 . e então Ele enviará bênção. porque o mundo não retornou à falta de forma e à devastação.. isso é algo que já não existiu . se estiver sozinho sem a influência atenuante de Imma.. reshut harabim. Zeir Anpin não é encontrado sem o poder atenuante de Imma. porque mesmo no estado imaturo ( ú. a menos que haja uma embarcação pronta para recebê-las. também resultou de uma re-excitação da quebra dos vasos. embora não vou elaborar sobre isso agora.. Nós assim vemos como quando a Nukva não estava preparada para as Seis Direções. não escapou da tristeza e dos rostos irritados. pois quando os vasos estavam quebrados. O julgamento rígido estava em toda sua força. Para a essência intrínseca de Zeir Anpin é apenas um julgamento rígido . enquanto o estado de imaturidade não causa tanto dano.as Seis Direções . como afirmado acima . a influência de Imma não estava presente e.a arca. . e. que fecha ou abre os portões de acordo com o quão pronto o Nukva é para Zeir Anpin.. tudo foi para a ruína (e os navios quebraram).enquanto os poderes mentais ( ï. Assim. Os outros foram chamados de domínio dos muitos ( ú í. mas apenas para a profundidade do arado. eles são imediatamente abertos. Consequentemente. havia destruição literal. portanto. .ou seja. Aqui podemos ver claramente como o serviço do homem traz reparo. portanto. mais aberto os portões se tornam abertos. Verificamos. antes da chegada do poder da mitigação. Os efeitos que surgem deste estado são o que a Mente Suprema queria revelar primeiro.. e Imma ainda permitiu que eles permanecessem assim. Zeir Anpin ainda mantém poderes mentais ( ï. Do mesmo modo. Quando está pronta. cap. No entanto. faltaram os três primeiros Sefirot de Zeir Anpin. . a tristeza reina e isso evita que as luzes brilhem. É claro o que já explicamos que a intenção era mostrar o que se desenvolve a partir do julgamento. Pois na inundação a ruptura não era absoluta. Shaar Shevirat Hakelim. para isso resulta da entrada e reparo da Imma da Zeir Anpin. Por conseguinte. a Terra não foi completamente destruída. não há outro remédio. "o domínio público"). que causou a destruição literal. a fim de mostrar o que se desenvolve com o julgamento estrito. mochin ). Para o governo apropriado deve basear-se no consenso de todas as Sefirot. Imma Ilaa ). mas resulta em exílio.exceto que a mitigação vem e o remove. o estado de ruptura foi pior do que o estado de imaturidade. Imma tornou-se "osso de seus ossos". Este é o nome que lhes são dados pelos sábios da Cabala e aplica-se Quando foram organizados um sob o outro ( Etz Chayim. isso não é desprovido de forma e vazio no sentido literal. Para os três primeiros Sefirot não foram revelados em Zeir Anpin. 3). que a primeira coisa enraizada no Zeir Anpin é o julgamento severo em seu aspecto triste. como será discutido mais adiante. Quanto mais forte for o apego das luzes. Para as fases posteriores após a quebra dos vasos. como resultado. Por esta razão. pois havia um aspecto da Imma que restava . o julgamento severo está em toda a sua tristeza. exceto que as criações inferiores devem estar prontas. Aqui. pois não revelam sua bondade. exceto que havia uma certa diferença. a inundação.

a fim de produzir um resultado perfeito.. Este é o propósito de todos . como se cada um tivesse que enviar sua influência por conta própria. A natureza das diferentes criações depende da natureza de sua raiz. reshut hayachid. No entanto. todos os diferentes aspectos da ordem governamental foram calculados individualmente. em primeiro lugar.de modo a entender de que modo o mal se volta para o bem através do mistério da unidade. mas ele não os pesa um contra o outro para combinar tudo como um todo. se houver um estado de separação.. cada cálculo individual por si só deu origem a uma prole correspondente entre as criações separadas. em que Gevurah emerge de Chessed. E a verdade é que este não é o modo de bênção e sustento. Esta proposição é composta por duas partes: Parte 1: Tudo isso foi danificado. devemos agora explicar como o curso do reparo foi influenciado de acordo.reter a influência da fonte de influência ativa dos destinatários. ou seja.. O ganho que vem de entender isso é que podemos assim entender a natureza do Outro Lado. no início.. eles não estavam interligados em uma única ordem governamental em que tudo estava em pé. porque tudo o que faltava durante esse período começou a ser reabastecido durante o tempo de reparo. e eles funcionam de acordo com essa natureza na medida em que são permitidos de acordo com a direção geral do governo completo (uma vez que a ordem governamental é a fonte do Criações separadas. Abertura 53 A ordem do reparo Tudo o que foi danificado no momento da quebra é o que teve que ser progressivamente reparado pouco a pouco.. pois isso é impossível. frustrar as luzes sublimes tanto em geral como em particular para fechar a luz.Desta forma. Cada um enviou sua própria influência separada. o efeito é produzido com o acordo de todos os diferentes níveis.. Depois. e isso restringiu o fluxo de influência. Em vez disso.. Esta é a forma como foi durante o tempo em que o julgamento foi mitigado. Parte 2: isso explica o curso do reparo. sem interconexão entre os diferentes tipos. exceto em termos da sequência de desenvolvimento.separação e dissensão excessivas. Isso inclui a descida das partes traseiras de Abba e Imma e a quebra da outra Sefirot. não há inter- relação entre os diferentes Sefirot. a influência é retida. portanto. e isso é algo que causa excesso nas criações separadas . Como já expliquei. não através da Malchut. Era como uma pessoa que tem muitos pensamentos. No entanto. como explicado acima. o "domínio privado").. e. 135 . Assim. mas não faz todo o caminho para considerar a conexão entre seus vários pensamentos. Neste estado. depois em outro. eles não receberam esse reparo. é que várias entidades e contingências diferentes emergem nos reinos separados como manifestações de diferentes aspectos do processo geral. mas cada um era um assunto separado.. Isto introduz o assunto da reparação da quebra dos vasos. E tudo ficará completamente completo no perfeito reparo que acontecerá no tempo que virá. e assim por diante. mas sim. e este foi o estado do qual surgiu o Outro Lado. eles não conseguiram exercer nenhuma influência. e isso é denominado domínio de unidade ( ú ã. como afirmado acima.da ocultação da perfeição até o seu retorno para ser revelado de novo . O que emerge está em um estado de desunião total. como continua a dizer. e é por isso que sua natureza e função são apenas para causar separação. Tendo explicado os principais detalhes da quebra dos navios. . ele se baseia em um pensamento por si só. até que todo o processo possa ser visto antes de nós como um conjunto de mesa ..) . Tiferet de Gevurah. quando estavam nesse estado. Pois não se pode dizer que existe um fluxo de influência em um estado de separação.

Em vez disso. Juntos compõem a totalidade de todos os danos.. Parte 2: isso inclui a descida das partes traseiras de Abba e Imma e a quebra das outras Sefirot... pois o reparo vem ao mesmo tempo: como um foi reparado. isso significa que não há deficiência na radiação dos três primeiros Sefirot. agora devemos explicar o que aconteceu depois. assim como o outro. porque tudo o que faltasse durante esse tempo. Este é o que proporciona um lugar para os homens adquirir mérito. são as criações separadas que estão sujeitas à ordem governamental. porque estes estavam ausentes devido ao dano causado pela quebra dos vasos. Conforme explicado anteriormente. 136 . que estes últimos estão constantemente atingindo melhores estados de reparo. e quando uma parte diferente mantém influência. a Mente Suprema trouxe um certo grau de reparo através do poder de Deus. o poder do governo foi retirado deles. Parte 2: E sua fonte. que provocam sua reparação.deve ser exibido através da reparação de todo esse dano. Assim. Parte 1: Durante o tempo em que os navios foram quebrados. como você já ouviu.. Por outro lado. as Sefirot são as medidas subjacentes de tudo o que existe (isto é. E sua fonte os manteve neste estado até chegar uma nova radiação que foi para completá-los e dar-lhes forma e função. Depois de explicar o que aconteceu quando os navios se quebraram. A diferença entre o quebra e o reparo... e ambos devem ser corrigidos. . Parte 1: Tudo o que foi danificado no momento da quebra. Pois. enquanto a descida do As partes traseiras de Abba e Imma são uma deficiência naquilo que conserta essas raízes. segue-se. naturalmente. Aqui novamente. começou a ser reabastecido durante o tempo de reparação.. Ambos foram reparados juntos. E tudo ficará completamente completo no perfeito reparo que acontecerá no tempo que virá. Uma vez que o dano total causado pela ruptura constitui tudo o que pode acontecer quando o julgamento rígido não é atenuado. se as sete Sefirot inferiores estão constantemente atingindo melhores estados de reparo. Isso tem dois significados que são ambos realmente um. Por toda a intenção era mostrar o que acontece quando o julgamento rígido é mitigado. Pois. o poder de mitigação .. Para a quebra das sete Sefirot inferiores é uma deficiência nas raízes das criações separadas.. eles eram vários tipos de poderes incompletos que não estavam equipados para desempenhar qualquer função.... Isso explica em termos gerais o que aconteceu com os navios durante o tempo em que eles foram quebrados. resulta em um tipo de governo. e eles incluem muitos detalhes. temos o princípio da gradação. Em outras palavras. o resultado é um tipo diferente de governo.. quando uma parte exerce influência sobre as criações. mas sim pouco a pouco. para mostrar depois como o edulcorante retifica tudo. é o que teve de ser progressivamente reparado pouco a pouco.. se os três primeiros Sefirot consertam continuamente os sete mais baixos. Durante o tempo em que os navios foram quebrados. A proposição consiste em duas partes. Parte 1: Durante o tempo em que os navios foram quebrados. . e depois deixou o resto para ser feito pouco a pouco pelo homem.. Pois a Vontade Suprema não queria que a perfeição completa fosse revelada de uma só vez. Eles também não ficaram dispostos de forma completa.o reparo . O que faltava era todo o reparo individual que devia ser provocado. enquanto as Sefirot são as leis da própria ordem governamental.. O conceito de quebra-se aplica-se a coisas que não são adequadas para desempenhar sua função. dos reinos e dos seres separados) e os próprios Sefirot são também as leis do governo. Isso explica a diferença entre a quebra e o reparo. o poder do governo foi retirado deles. Abertura 54 O que aconteceu com os navios quando eles foram quebrados..

os próprios vasos são leis governamentais que são incapazes de executar qualquer função criativa (. a raiz da AV. uma coisa pode quebrar de forma a manter uma forma adequada para algum outro trabalho. eles eram vários tipos de poderes incompletos que não estavam equipados para desempenhar qualquer função. Às vezes. e apenas suas partes ruins governavam sobre elas. .. É por causa da imperfeição na sua forma que é imprópria para o seu trabalho. MaH e BaN ... era para completá-los. e não foram reparados até a chegada de uma nova radiação. Esta é a destruição e a ruína explicadas anteriormente (ver Abertura 37. MaH e BaN. a Suprema vontade queria completar e aperfeiçoar a Forma do Homem em todos os seus aspectos. Este é o seu estado de existência como o Partzufim.. Foi então que uma nova radiação veio para completá-los. mas no final de sua sinuosa e girando.. que foi feito posteriormente através do mistério da rectificação. Em vez disso. entende-se que esta é uma única raiz essencial com a qual cada um deve se juntar. Parte 1). mas não podiam funcionar de forma alguma por causa do grande dano e destruição que não podiam escapar. SaG. exceto que os mantivera Em existência em estado de destruição.. Isso mostra que é uma raiz essencial que todos devem alcançar. O resultado é do outro. até surgir uma nova radiação. como será discutido mais tarde. Assim. Abertura 55 AV é Arich Anpin..as luzes . e a fonte os mantivera. Cada um segue seu próprio percurso.existia. Para eles não deixaram de existir. Correspondendo a este estado de destruição no nível das criações. Breaking significa duas coisas.. Arich é um único AV cujos quatro Yuds produzem AV. todos chegam a isso. sendo este o nome de MaH. enquanto cada um tem seu próprio percurso individual. Eles existiam. Pois este era apenas um estado. é aí que ele chega. Isso significa que o navio não é apto a realizar seu trabalho (o Sefirah não tem o poder de governar). Pois. havayot ve-chukim ) deixaram de existir. No entanto. cada uma à sua maneira. MaH e BaN. como discutido anteriormente (ver Abertura 36 Parte 2) em conexão com o mistério das faíscas dispersas (que mantiveram os navios quebrados na existência). o que significa que sua fonte . como será discutido mais tarde. como será discutido abaixo. que está contido nos quatro nomes do AV. do qual Abba e Imma. e também que sua forma ou estrutura é imperfeita. não é de forma alguma para qualquer tipo de trabalho. então. quando a ruptura é muito grande.. A quebra dos vasos foi uma ruptura que não deixou nenhuma forma.. Assim.. . Eles também não ficaram dispostos de forma completa. causando danos à sua forma intrínseca. a consequência disso era bastante evidente: somente os defeitos poderiam existir nessas criações . Zeir e Nukva.. Assim. Em seu estado quebrado. e dê-lhes forma e função.. Este é o mistério da seleção e purificação. Quando dois ou mais nomes atingem o mesmo total numérico através de caminhos diferentes. Não é que os poderes e as leis criativas ( ú í. o que não permitiu que as boas leis funcionassem. As criações.as próprias criações foram danificadas. apareceram como se tivessem perdido sua capacidade de realizar sua boa função. SaG. no sentido de que os vasos quebrados eram a medida das criações quando em um estado de existência que não possui reparação. pe-ulah shel havayah ). o que vemos acima (no nível da Sefirot em seu estado quebrado) são leis defeituosas do governo que são incapazes de realizar qualquer coisa. como continua a dizer. quando a Mente Suprema fez o cálculo de como as criações existiriam em um estado não ratificado. mas faltavam o que precisavam para poder funcionar. 137 . E este é o mistério do nome do AV (72). pelo qual o nome MaH despejou e reuniu para si partes de BaN. E a verdade é que isso vem de Arich Anpin.Abba e Imma. com efeitos correspondentes nas criações. eles existiam. SaG. quando o julgamento estrito não é ministrado.. Parte 2: E sua fonte os manteve neste estado. Posteriormente. dando-lhes uma existência adequada. Zeir e Nukva emergem.

. quando dois nomes são vistos para chegar ao mesmo total. assim como as funções que emergem nos mesmos números nesses diferentes níveis. o número não é meramente arbitrário e sem razão. MaH e BaN. (Os valores numéricos das várias expansões não são simplesmente iguais. que é determinado por um poder que mantém a influência total sobre todos os diferentes nomes expandidos em todas as suas ramificações. E este é o mistério do nome de AV (= 72). chegamos a 72. SaG. e ambos estão envolvidos em um número total de funções idênticas ao valor numérico simples dos nomes. estamos lidando com um fenômeno que significa algo diferente. e este é o poder mais forte que eles contêm. também é essencial nos outros nomes. Aqui. Assim.E cada um deles deve chegar ao significado indicado pela sua raiz. e mais tarde (Abertura 57) vamos discutir como isso aconteceu através da ordem das 288 faíscas. No caso da expansão do próprio AV.Pelo contrário. que é o nome do AV. dá origem a uma série de poderes como significou a expansão particular associada a ela. Explicamos que os navios continuaram a existir durante o tempo em que não estavam funcionando. Agora devemos explicar alguns assuntos gerais que precisam ser entendidos primeiro. em caso afirmativo. Parte 2: E a verdade. eventualmente. mas diferentes operações numéricas devem ser realizadas para que elas atinjam o mesmo total.. (Para uma explicação das quatro expansões principais de HaVaYaH. é aí que ele chega. todos os diferentes efeitos e ramificações levam eventualmente para o mesmo objetivo.. De acordo com a expansão.. Pois. mas também todas as outras expansões. calculando também dez unidades adicionais para as dez letras individuais da expansão para além do seu valor 138 . como você já ouviu. (2) No entanto. devem necessariamente Siga caminhos diferentes para alcançar o mesmo total.. entende-se que esta é uma única raiz essencial com a qual cada um deve se juntar. Isso explica como esse princípio se aplica ao assunto em consideração. mostrando que a raiz de todas as diferentes ordens governamentais É bondade.) . veja a nota no início da abertura 22. Parte 1: Quando dois ou mais nomes alcançam o mesmo total numérico através de caminhos diferentes. Para a regra de um nível. mas no final de sua sinuosa e viragem. (Uma vez que este número é uma raiz essencial. uma vez que mostra o número de poderes que se unem na função em questão. Pois não estamos falando agora de casos em que as somas dos valores numéricos das letras constitutivas de vários nomes são simplesmente iguais. Parte 1: quando dois ou mais. Para cada um dos quatro nomes contém 72 de uma maneira diferente. atingem o total de 72 = CHeSSeD. No caso de SaG (= 63). entende-se imediatamente que este número é uma ordem essencial que os outros níveis têm que alcançar. que está contido nos quatro nomes de AV.. 72 é a soma simples dos valores numéricos de suas letras constitutivas. Duas coisas estão envolvidas aqui. enquanto a regra de outro nível dá origem a uma matriz e expansão diferentes. como já discutido em conexão com o assunto das "árvores" (ver Abertura 31). na medida em que vemos um único total que os vários nomes podem alcançar apenas expandindo de maneiras diferentes. como explicado em maior detalhe abaixo.) A proposição consiste em duas partes. O motivo de um determinado número de poderes está vinculado ao tipo de controle exercido pelos diferentes níveis que regem na função em questão. no entanto.) Cada um segue o seu próprio percurso. Para cada nome só pode expandir de acordo com suas letras constitutivas e a maneira particular em que eles se tornam "preenchidos" e. (1) Cada expansão segue o caminho individual próprio de acordo com os diferentes aspectos que emergem dele. porque cada um dá origem a numerosos efeitos e tem grandes ramificações na ordem governamental. é de grande importância. Isto estabelece o princípio geral envolvido aqui... Assim. Isso já é bastante claro a partir dos ensinamentos do rabino Shimon bar Yochai e da santa ARI. porque isso tem um significado diferente: é então claro que os nomes em questão estão relacionados entre si em termos de Seu número. não só a expansão do AV.

todos são iguais.. enquanto todos os outros Partzufim são ramos de Arich (veja Etz Chayim.. enquanto cada um tem seu próprio percurso individual. É por isso que cada um. Parte 2: E a verdade é que isso vem de Arich Anpin. . Shaar Arich Anpin ch. assim como Zeir e Nukva vestem Arich do umbigo e abaixo. pois vemos que tem que ser assim. Abba e Imma. que esses nomes deveriam exibir esse fenômeno. que é o nome do AV. conforme ensinado pela ARI. consequentemente. encontramos tantos motivos para que ele funcione dessa maneira que necessariamente deve haver alguma causa interna subjacente. como explicado nos escritos de Rabi Chaim Vital. Para como poderia ser pura chance e sem nenhuma razão que cada uma das diferentes expansões tenha uma maneira de atingir o total de 72? Isso certamente deve ter significado. A explicação é que existe um nome AV que é a raiz essencial de todos os outros quatro nomes. que são Abba e Imma. É impossível comparar a relação que Abba. uma vez que é um Partzuf que engloba todo o universo desde o topo até o fundo. Pois já sabemos que cada Yud indica Havayah. que são respectivamente Abba e Imma. 2). portanto. Arich Anpin.. (63 + 10 = 73. Imma. todos chegam a isso. como afirmado no Tikkuney Zohar. de acordo com sua natureza intrínseca. e às vezes AV é Arich Anpin. 288a) que "apenas a Tocha é encontrada por si só". enquanto Abba e Imma. Portanto. 45 + 26 = 71 (e uma unidade extra para o kolel traz o total para 72). individualmente. no entanto. Pois eles são certamente quatro peças de vestuário ou ramos de Arich Anpin em que cada um executa sua própria função separada e. SaG.numérico. Isso está vinculado ao mistério subjacente contida no ensino no Idra Zuta (pág. em geral (e não apenas em conexão com o assunto atual da queda das 288 faíscas). que surgem dos seus quatro Yuds. Isso mostra que é uma raiz essencial que todos devem alcançar. a unidade extra é o kolel que significa a unidade geral). nove Sefirot de Arich Anpin são chamados de raízes essenciais de Atzilut. deve chegar ao significado indicado pela sua raiz. como explicado no Idra (ibid. Assim. atingimos o total de 72 quando calculamos a forma quádrupla ( ò. Para vermos que existem estes quatro nomes de AV. E cada um deles deve chegar ao significado indicado pela sua raiz. No caso de MaH (= 45). ribu'a ) do nome. são quatro detalhes diferentes que emergem de uma raiz. Como acabamos de dizer. Assim. E isso é precisamente o que eles devem mostrar . que é o nome do AV. e dos quatro Yuds emergem AV. mas não encontramos nenhum nome para Arich Anpin.). para alcançar esse total. Zeir e Nukva. cada um dos Eles têm um nome próprio que significa sua função individual.que suas funções individuais emergem da mesma raiz. Zeir e Nukva são todos os níveis que vestem Arich Anpin. e isso é que eles emergem de uma única raiz e. enquanto os outros quatro Partzufim são chamados de "nome de Atika". Isso significa que era necessário. Pelo fato de que a raiz está visível nos ramos mostra como a raiz e o ramo são unidos. atingimos 72 quando calculamos o valor numérico do nome simples (= 26) sem adicionar unidades para as cartas. Claramente. o poder mais forte em Abba e 139 . cada uma à sua maneira. Pelo contrário. MaH e BaN.. SaG. Zeir e Nukva são todos os ramos dele e vê-lo. No caso de BaN (= 52). pois Abba e Imma vestem Arich da garganta até o umbigo. Zeir e Nukva. Mas. MaH e BaN. devemos considerá-los dois níveis: Atika Kadisha (o "Santo antigo") é Arich Anpin. Yud (10) + Yud-Heh (15) + Yud-Heh-Vav (21) + Yud-Heh-Vav-Heh (26) = 72. Zeir e Nukva emergem. E a verdade é que. em um aspecto. SaG. Arich é um único AV cujos quatro Yuds produzem AV. Zeir e Nukva têm com Arich Anpin com a relação que Zeir e Nukva têm com Abba e Imma. Pois. e este é o poder mais forte que eles contêm. ou seja. MaH e BaN. são necessários cálculos diferentes em cada caso. apesar de todos os outros motivos para a Valores numéricos de cada uma das diferentes expansões. embora tenha um significado particular na conexão atual. do qual Abba e Imma. E este AV global é Arich Anpin. não pode ser considerado um determinado nível.

se isso não for suficiente . mas apenas na forma simples e quádrupla. estamos dizendo que este total deve ser encontrado especificamente no "preenchido" (ou "expandido" ") Forma dos nomes (o é milui. porque isso está de acordo com seu ser essencial. No entanto. encontrado no Havayah.porque o que não é específico para a forma preenchida ou expandida de qualquer nome dado não é contado como AV. vem a resposta: é verdade que o AV existe em cada um (na forma quádrupla do Havayah simples e não preenchido em cada caso).o que é quando se tornam diferentes um do outro . que é a raiz. que não tem seu próprio AV especial. portanto. que é AV (72). SaG e MaH e a contida em BaN Embora o número quádruplo. mas recebe o que lhe é dado. "não preenchida" (ou não expandida) de cada um desses nomes onde quer que estejam (ou seja. Há duas razões para isso. É somente no caso de BaN. como explicado na abertura anterior em conexão com AV. Yud-Heh. a raiz envia para ele um grande poder de resistência.cada um desses nomes recebe um significado próprio de acordo com a função que executa por si só. no caso de AV. SaG e MaH). Parte 1: Embora o número quádruplo. que tem o valor numérico de AV = 72.de acordo. seu anexo a Eles certamente colocam grande poder neles através do poder muito grande que possui. apenas o que é particular para cada um deles individualmente é considerado intrinsecamente o seu próprio. que o AV contido na forma quádrupla do nome simples é considerado intrínseco a ele. Em segundo lugar. Isso apresenta a resposta a um problema que parece surgir em conexão com esses quatro AVs. no Havayah "simples" de cada um na sua forma quádrupla de Yud. Isso fornece uma compreensão mais profunda da resposta. SaG e MaH. mesmo em seu aspecto simples. que é AV (72). Se estamos dizendo o primeiro (esse AV é. Abertura 56 A diferença entre o nome AV contida em AV. Estamos diante de um dilema. com a forma quádrupla). e isso não pode ser considerado como particular para BaN. apenas o que é particular para cada um deles individualmente é considerado intrinsecamente o seu próprio. devemos explicar um assunto particular que parece problemático em relação às 288 faíscas.. na medida em que queremos encontrá-lo nos formulários preenchidos eles mesmos . uma vez que Arich Anpin é a grande e incrível raiz que está além do alcance de qualquer falha ou dano - porque o Outro Lado não atinge lá de forma alguma . então nós achamos que todos os Havayahs em sua forma quádrupla contêm AV sem ter em conta a forma expandida do nome.. Esta proposição consiste em duas partes.. Yud -Heh-Vav-Heh. significando sua conexão com Arich Anpin (o AV geral). Ou estamos dizendo não mais do que o valor numérico de AV (72) Será encontrado na forma simples. E. simples e sem preenchimento. Shaar RP "H ch.então você pode objetar que o BaN faz Não produz um AV a partir da sua forma preenchida. Parte 2: Isso mostra. Ou então. e se junta com os outros através do significado primário geral. como explicado na abertura anterior em conexão com o BaN). Tendo discutido o AV presente em todos os nomes.. Zeir e Nukva é o fato de estarem anexados a Arich Anpin. quando Arich Anpin irradia nos ramos.Imma. que não funciona por si só. em cada caso. uma vez que a raiz é a fonte. Para um certo problema existe em conexão com os 288 Sparks (veja Etz Chayim. E BaN. existe em todos os nomes. desde que o ramo esteja ligado a ela. o quádruplo O formulário não é levado em consideração na operação em que atingem 72 em sua forma expandida. Mas quando suas letras são preenchidas . Em primeiro lugar. existe em todos os nomes. não tem outro significado. portanto. uma vez que está presente no BaN da mesma forma que nos outros. Parte 1: Embora o número quádruplo. 87a). 3. A razão pela qual não tomamos a forma quádrupla em consideração no 140 . Isso mostra que cada um deles tem um significado igual no início. e é verdade a verdade que. Yud-Heh-Vav.

caso de AV, SaG e MaH é porque cada um tem outro AV particular à sua função individual
além do AV que existe em todos eles em virtude de sua forma simples. O BaN, por outro
lado, não tem nenhum outro AV (ou seja, um particular para si mesmo através do seu
enchimento ou expansão) e, portanto, mostra sua relação com Arich Anpin (AV geral) através
do AV contido na sua forma quádrupla.
Este é precisamente o ponto: mesmo que o BaN não tenha outro AV, isso não faz
uma exceção à regra por ter nada que mostre sua raiz, pois certamente tem algo que mostra
sua raiz. Exceto que, neste caso, o que tem é apenas a forma quádrupla do Havayah simples.
O que AV, SaG e MaH têm acima e acima de BaN é o fato de que além do AV contido em
sua forma quádrupla, eles também têm seu próprio AV particular em sua forma preenchida ou
expandida. Desta forma, a intenção é devidamente cumprida, mostrando que nenhum ramo
pode escapar sendo incluído em Arich Anpin, que é sua raiz. Para o BaN mesmo, que não tem
seu AV particular, no entanto, ainda possui, pelo menos, o AV que existe nele em virtude de
ser um Havayah (cuja forma simples, sem preenchimento, quadril = 72 = AV). O motivo
dessa diferença será explicado abaixo.
É somente no caso de BaN, que não tem seu próprio AV especial, que o AV
contido na forma quádrupla do nome simples é considerado intrínseco a ele. Isto é, como
explicamos, que mesmo o BaN não carece da presença de AV de alguma maneira, apesar de
não ter seu próprio AV particular.
Parte 2: Isso mostra... Como escrevi, os vários valores numéricos não são
arbitrários e sem razão, mas mostram um grande negócio sobre as diferentes ordens de
governo.
... que cada um deles tem um significado igual no início, mesmo em seu aspecto
simples... Pois logo que eles existem, eles já dão uma indicação de sua raiz, na medida em
que o início de sua existência é como quatro Os nomes de Havayah, pois é assim que eles
estão implicados em Arich Anpin em quatro Yuds, todos iguais entre si, e isso é em seus
aspectos como luzes - ramos - de Arich Anpin. (As quatro expansões de Havayah derivadas
dos quatro Yuds contidas na expansão do AV - Y ud geral, He Y, Va Y V, He Y. ) No
entanto, como cada uma tem sua função particular, todos eles têm a sua Próprios formulários
preenchidos ou expandidos individuais. A intenção é, de fato, mostrar que, embora sejam
diferentes níveis, no final, eles são apenas o nome de Havayah, abençoado seja ele. Se assim
for, sua essência original é a categoria principal - o nome de Havayah, abençoado seja ele -,
mas depois eles recebem funções individuais adicionais. Os formulários preenchidos ou
expandidos indicam a função particular que cada um possui.
Assim, sua essência original (como Havayahs simples) já indica sua raiz (através da
forma quádrupla = AV = 72). Então, depois, suas funções particulares ainda indicam a raiz,
para mostrar que, mesmo em seus aspectos individuais, eles permanecem anexados e
vinculados a Arich Anpin, que é a raiz.
... porque isso está de acordo com seu ser essencial... ou seja, como uma ordem de
Havayahs simples. Mas quando suas cartas são preenchidas - o que é quando elas se
tornam diferentes umas das outras... É bastante claro que, no seu aspecto de ser Havayahs,
são idênticos, e é em suas formas preenchidas ou expandidas que diferem. A intenção pode
ser explicada da seguinte forma: na sua essência intrínseca são todos iguais - são todas as
luzes de um tipo, pois são todos o nome de Havayá, abençoado seja ele e, como tal, todos eles
indicam sua raiz no mesmo caminho. No entanto, suas funções individuais são diferentes, e
isso é visto em suas formas preenchidas ou expandidas. Por conseguinte, é necessário que
cada função indique a raiz geral de acordo com a sua natureza específica, a fim de demonstrar
que neste aspecto também é anexado à sua raiz, e este é o seu significado particular. Portanto:
... cada um desses nomes recebe um significado próprio de acordo com a função
que executa por si só. Para quando seu propósito ou função muda, há também uma alteração
na forma como eles indicam a raiz (através da forma preenchida ou expandida do nome).

141

E BaN, que não funciona por si só... Assim como o AV, o SaG e o MaH têm suas
próprias funções particulares, a função particular do BaN não é atuar, mas sim ficar e
receber.... mas recebe o que é dado a ele... ou seja, a função do nome BaN é receber, em vez
de agir... portanto, não tem outro significado... Para este significado particular (possuído
por AV, SaG e MaH Em virtude da forma única em que cada um se expande para alcançar o
total de 72) é dada a eles para desempenhar suas funções, que eles desenham a partir da raiz.
No entanto, o BaN não age, mas recebe o que for dado. Tudo o que BaN recebe, ele recebe de
acordo com a raiz, uma vez que todos os diferentes tipos de funcionamento derivam da raiz.
Por conseguinte, nenhum significado particular é aplicável no caso de BaN, mas apenas o
significado primário, o que mostra que a sua luz também está na categoria de Havayah, assim
como no caso de todos os outros. Assim, entende-se que recebe dos outros, razão pela qual
não tem outra significação, pois não age.
... e se junta com os outros através do significado primário e geral. Em qualquer
caso, o BaN também deve entrar nesta categoria de modo a indicar como a raiz tem controle
sobre os ramos. A maneira como ele entra nesta categoria é em virtude do que está preparado
dentro dele, para que ele seja incluído na raiz de acordo com a parte que a raiz deu. Pois não
lhe deu qualquer função ativa, mas apenas a existência como uma luz na categoria da forma
simples do nome de Havayah, abençoado seja Ele.

Abertura 57
A função das faíscas gerais AV - 288 - é evitar a destruição dos navios e do mundo
A essência do Chariot consiste desses nomes de AV, pelo que os quatro
Partzufim ganham força de Arich Anpin, que está além do alcance do dano. E aqui o
Trono leva seus portadores. Por conseguinte, era necessário que 288 faíscas descessem
daqui para segurar e sustentar os navios enquanto desciam para que a destruição não
fosse completa, mas apenas para que pudesse ser reparada novamente. Os assuntos
deste mundo foram assim enraizados de tal forma que um poder deve durar para não
permitir que o mundo seja destruído, Deus não permita. Em vez disso, através deste
poder restante, o que foi danificado será reparado.
Tendo discutido o significado geral deste nome de AV, é necessário explicar sua
função e propósito em relação aos navios quebrados. (Os 288 Sparks correspondem ao total
numérico dos quatro nomes de AV = 72 contidos nos quatro Partzufim, conforme explicado
na abertura anterior: 4 x 72 = 288.)
Esta proposição consiste em três partes: Parte 1: A essência do Chariot... Isso
explica a função do nome geral do AV que discutimos. Parte 2: Era, portanto, necessário...
Como isso afetou os navios. Parte 3: Os assuntos deste mundo... como ele afeta o mundo.
Parte 1: A essência do Chariot consiste destes nomes de AV... O Chariot é o
vínculo geral de toda a ordem governamental, que consiste em quatro níveis, que são os
quatro Chayot. Sua função essencial está ligada a esses quatro nomes de AV, que são o
mistério de Abraão, Isaque, Jacó e Davi, como explicado nos ensinamentos do ARI ( Pri Etz
Chayim, Rosh Hashanah, capítulo 7).
À primeira vista, isso pode parecer problemático, pois se estes são o número de luzes
que desciam no momento da quebra dos vasos, como aparece no discurso das 288 Faíscas (
Etz Chayim, Shaar RP "H ch. 2) Que conexão as quatro pernas do trono - Abraão, Isaac,
Jacob e David - têm isso? No entanto, o principal ponto a entender é que a raiz desses quatro
nomes de AV está no mistério da Chariot, como Afirmou aqui, mas a partir daqui vários
aspectos deles desceram mais baixos, como será explicado abaixo.
... pelo qual os quatro Partzufim ganham força de Arich Anpin, que está além
do alcance do dano. Como explicado anteriormente, o nome de AV significa a raiz (que é
Arich Anpin) e, portanto, é a fonte de sua força. E aqui o Trono leva seus portadores. Em
outras palavras, uma referência a este fenômeno está contida na afirmação dos rabinos de que

142

"o Trono leva seus portadores" (ver Zohar, Pekudey 242), aludindo a como o poder de Arich
Anpin resgata o outro Partzufim do dano.
Parte 2: Era, portanto, necessário que 288 faíscas descessem daqui... Muitas
faíscas estavam no processo de descer com os vasos, como explicado extensivamente nas
fontes cabalísticas. Posteriormente, no entanto, era necessário fazer um número específico
deles para que eles chegassem a um total de 288. Pois, se não fosse por isso, significaria que
não havia necessidade de nenhum número específico, ou que Todas as faíscas que desciam
teriam sido contadas como uma, ou que os primeiros níveis em cada nome teriam sido
contados. Mas o princípio essencial é que foi nessas faíscas que caiu que esta questão dos
quatro nomes do AV teve que ser revelada e, em seguida, todos esses níveis foram
classificados e purificados da maneira explicada em seu devido lugar, até que eventualmente
esses quatro nomes Do AV permaneceu no controle, e todos os outros foram incluídos neles.
E a verdade é que os nomes dos próprios AV irradiam de forma específica em cada nome, de
acordo com a natureza desse nome, para elevá-los acima do dano, cada um de acordo com o
que se adequa.
Em outras palavras, os níveis que consideramos ter caído com a quebra dos vasos são
os mesmos níveis que o dano teve o poder de alcançar. E uma vez que há uma diferença entre
o lugar atingido pelo defeito em um nome e o lugar que alcança em um nome diferente, há
uma diferença no que cairá quando os navios se romperem. Da mesma forma, há uma
diferença na forma como o nome de AV é revelado, porque é revelado em qualquer coisa que
possa ser danificada, na medida em que é o principal fator envolvido e é isso que os levanta.
A soma do assunto é que é através destes nomes de AV que Arich Anpin levanta o
Partzufim, mas os levanta no lugar onde eles podem ser danificados, cada um de acordo com
sua natureza particular. E o lugar onde eles eram susceptíveis de serem danificados tornou-se
evidente através do processo real de quebra dos vasos, na medida em que o que quer que seja
conhecido é o que era susceptível de ser danificado. Descobrimos, portanto, que o que
aconteceu foi feito da categoria de AV, e, portanto, é isso que é contado, exceto que está no
lugar onde está - nos níveis de AV. Mas se não estivesse descendo da AV, mas em vez disso,
as faíscas haviam descido de acordo com o status dos nomes, qualquer um deles teria sido
contado, ou eles não teriam sido contados.
... para segurar e sustentar os navios à medida que eles estavam descendo... Esta
é uma consequência que flui do que foi explicado anteriormente (Abertura 30) que, embora a
unidade se torne oculta, ela permanece necessariamente. Por conseguinte, mesmo no
momento da destruição, a destruição não foi total, mas ocorreu através do mistério da
unidade, pelo qual a unidade não impede o Outro Lado de exercer grande poder, mas ainda
não o permite controle completo.... para que a destruição não seja completa... ou seja,
negação total.... mas apenas para que ele possa ser reparado novamente. Para que depois
pudesse ser reparado novamente.
Parte 3: Os assuntos deste mundo foram assim enraizados... Pois tudo o que
ocorre no Sefirot não é senão uma raiz do que é exigido nas criações inferiores.... de tal
forma que um poder deve durar para não permitir que o mundo seja destruído, Deus
não permita. Nada era para cair tão longe que nenhuma parte da luz seria deixada para
sustentá-la. Se a morte é uma queda, o vapor dos ossos permanece. Se houver exílio, a
Shechinah nunca se moveu de relâmpago sobre Israel. Em vez disso, através deste poder
restante, o que foi danificado será reparado. Mesmo que o que resta pode ser pequeno, isso
é o que mantém as coisas de tal forma que o reparo seguirá depois.

Abertura 58
MaH (Yesod) constrói Nukvah (o BaN deficiente), após o que Zeir Anpin envia-lhe
um fluxo de bênção.

143

A beleza e o prazer de Malchut é apenas nela quando Yesod está com ela, pois
através de Yesod ela se torna completa, enquanto que Malchut está sem Yesod, ela é a
fonte de toda deficiência e tristeza. Mas quando Malchut está com Yesod, ela é a fonte de
toda alegria para o próprio homem. Por conseguinte, no início tudo estava no mistério
de BaN, que é Nukva (a fêmea) sem o macho, que é a fonte de toda tristeza. E as Seis
Direções (= Zeir Anpin) não se voltaram para Malchut, porque não receberam prazer.
Mas quando Yesod veio no mistério de MaH, ela foi completada e ela mesma desperta
prazer no próprio homem, e esse é o reparo.
Esta é a resposta a uma aparente contradição nos ensinamentos relativos aos Reis
Primordiais. Por um lado, nos ensinamos que eram do lado de Malchut e, portanto, faltavam
reparos ( Etz Chayim, Shaar Shevirat Hakelim, cap. 8, 47a). Em outro lugar, no entanto,
achamos que, pelo contrário, é a regra de Malchut que traz o reparo ( Etz Chaim,Drushey
Hanekudot ch. 3, 37b).
A proposição consiste em duas partes: Parte 1: A beleza e o prazer... Isso explica
como Malchut é a fonte da alegria e da tristeza. Parte 2: Consequentemente...Como isso se
relaciona com os Reis Primordiais.
Parte 1: A beleza e o deleite de Malchut... Como explicado anteriormente, Malchut
é o "traseiro do amor" (Provérbios 5:19) que desperta o amor nas luzes e faz com que eles
piscem em excitação, pois é para Maljut que Os termos beleza e prazer aplicam-se. A beleza é
quando os reparos são devidamente ordenados sem mistura de escuridão, mas tudo está
disposto a servir como uma ordem perfeita de governo com todos os reparos e ajustes
necessários para o fluxo de boa. Delicia resultados da beleza, e assim o verso continua, "... e
uma baga de graça" ( ibid.). A palavra hebraica para "roe" ( ú, ya'elet ) tem as conotações de
elevação e aprimoramento. Em outras palavras, as luzes se destacam para cumprimentá-la na
forma como o amor de um pai é despertado para seu filho quando o último se encontra com
sua aprovação, ou na forma como o amor de um marido é despertado para sua esposa.
... é só nela quando Yesod está com ela... Isto é explicado em muitos lugares no
Zohar de Zohar e Tikkuney, e este é o mistério contida no versículo: "A vantagem da terra
está em tudo" (Kohelet 5 : 8). Este é o mistério da lua, que na sua natureza intrínseca é um
"vidro que não brilha", ainda que através do poder do sol, ela brilha e é vista como bonita,
como se diz, "linda como a lua" (Canções 6:10).
Tal é a natureza do Juízo (Din) e tudo o que vem disso. Se for mitigada, é a fonte de
toda alegria (pois os destinatários merecem justamente sua recompensa e não há "pão de
vergonha"). Mas, se não for ministrado, é a fonte de todo o mal, o que não é assim no caso da
Bondade (Chessed). O fogo é assim: se o calor estiver no nível necessário, ele proporciona
grande satisfação, mas se é muito quente, ele queima. Assim é com o vinho: se beber com
moderação, é "o vinho que traz alegria", mas se beber um excesso, é o vinho que intoxica.
Este é o mistério da Nukva. Se ela é mitigada e adoçada com influências gentis ( í, chassadim
), ela desperta todo tipo de alegria e amor.Mas, se ela for absoluta, pelo contrário, ela causa
todo tipo de tristeza. A missão de Yesod é precisamente adoçar Malchut.
... por Yesod ela se torna completa... Para Yesod lhe dá o que é adequado para
levá-la a um estado de completude e mitigação. No entanto, a ordem governamental está tão
disposta que a Shechinah não é rectificada por conta própria, mas seu reparo depende de
Yesod.
... enquanto que Malchut está sem Yesod, ela é a fonte de toda deficiência e
tristeza. Como dissemos, se ela não está completa, ela é a fonte de todas as deficiências. É
como frutas não maduras, que são ruins porque não estão prontas ou completas, mas quando
elas se tornam maduras, são doces e boas.
Mas quando Malchut está com Yesod, ela é a fonte de toda alegria para o
próprio homem. Este é o conceito de "o traseiro do amor" (do qual se diz, "... deixe seus
peitos satisfazê-lo em todos os momentos" - Provérbios 5:19 ). É quando ela já é como uma
fruta madura e pronta.

144

... Inicialmente.recebe da MaH. Quando o mundo foi criado pela primeira vez. ela foi completada. por sua vez. após o que ela também recebe o fluxo de sustento e benção. ou seja. . Embora Malchut também existisse como um dos Sefirot.) E as Seis Direções (Zeir Anpin) não se voltaram para Malchut. o que é para construir dela.. Toda a influência do macho (ou seja. quando o Nukva recebe a conclusão do lado de Yesod (= MaH). (Em suma: no início. esta é a regra de Malchut com a luz do macho. No entanto. no início tudo estava no mistério de BaN. Depois que o Nukva é construído por Yesod. quando dizemos que os Reis Primordiais eram deficientes porque derivam do nome de BaN. Mas enquanto ela estiver incompleta. ela não despertou prazer e prazer porque sua estrutura ainda era deficiente. uma vez que foi trazida na raiz geral da ordem governamental. quando dizemos que os Reis Primordiais derivam de BaN. depende dos atos das criações inferiores... Zeir Anpin volta para ela Para dar-lhe sustento e benção. achamos que a ordem governamental é tal que todas as estruturas e mundos estão na categoria de Malchut. o que. Esta é a ordem de reparação dos mundos em todos os momentos através do mistério masculino e feminino. a construção de Malchut está completa. como ela deve se tornar completa? A resposta é que quando dizemos que o macho (Zeir Anpin) se volta para ela.. isso é porque eles são de Malchut sem a luz do macho. ela recebe a radiação de Yesod que completa sua construção. então. como já foi corrigido através da Yesod (ou seja. e Yesod brilha nela de acordo com o grau de perfeição dos atos das criações inferiores. quando as luzes estão fechadas. como discutido anteriormente. . isso significa que eles derivam do Categoria de Malchut quando desconectada da luz do macho. mas sim pelo poder dos futuros feitos antecipados dos justos. AV.. que é Nukva (a fêmea) sem o macho. ou seja. Yesod é o que realmente constrói Malchut. e este é o reparo. enquanto o macho não se virar para ela. o que faz quando ela é completada através dos feitos das criações inferiores. É quando a tristeza mencionada antes reina. porque não receberam prazer. Pois isso é o que causa todas as aberturas e fluxos de influência. Desta forma. ele se detalhava 145 . Zeir Anpin se afasta dela e não está disposto a enviar um fluxo de influência... mas esta não é a construção real de Malchut (que é realizada pela Yesod). Quando dizemos que é a regra de Malchut que causa o reparo. já que ela é sua raiz. SaG e MaH se juntam com BaN no mistério de "cerca de três meses depois" (Gênesis 38:24) como explicado nos ensinamentos da IRA. Parte 2: De acordo com isso. Como explicamos. o macho não se volta para ela. pois.. Isso nos permite resolver a aparente contradição mencionada acima. Em caso afirmativo.. o macho (= Zeir Anpin) vem imediatamente e se junta Ela. Yesod construiu a Nukva sem quaisquer ações existentes por parte das criaturas inferiores. qual é a fonte de toda tristeza. ela está incompleta.. Como explicado no Zohar. de acordo com o mistério de "Deslize seus olhos de mim" (Canções 6: 5). e ela mesma desperta prazer no próprio homem. isso significa que. O reparo da BaN foi instituído que. Esta benção vem até ela depois de ter sido inteiramente construída através dos feitos das criações inferiores.BaN . é necessário que Yesod brilhe no Nukva para construí-la. Mas o homem em geral está incluído inteiramente em MaH. é para dar-lhe um fluxo de sustento. Pois na Sefirot de MaH foi incluída como parte da ordem governamental que Yesod deveria irradiar em Malchut. que é o homem. enquanto a Nukva não é adoçada através de Yesod. o exterior está unido ao interior). No entanto. Mas quando Yesod entrou no mistério de MaH. mas isso não é o mesmo que quando dizemos que Yesod brilha nela. Se assim for.. quando Zeir Anpin se volta para ela) é de abundância e benção. Toda a essência do reparo depende dessa conexão geral. Todos os mundos foram posteriormente construídos de acordo com este pedido rectificado. e o Nukva . Isso se aplica à ordem governamental. Pode-se objetar que afirmamos que toda a perfeição de Nukva deriva do Yesod. O brilho de Yesod em Malchut é algo que depende da extensão em que ela é construída..

sendo MaH e BaN.. A testa está ligada ao mistério da quebra das luzes do Tefilin. e depois detalhadamente em cada mundo individual). Assim. e eles não estão mais em estado de abatimento como em primeiro lugar.detalhadamente nos próprios mundos. Isso significa que. a partir desse fenômeno em Zeir Anpin. que está embaixo. e eles não estão mais em estado de abatimento como em primeiro lugar. de frente para frente com uma expressão de amor. sendo MaH e BaN. Parte 2:.. e todos os Partzufim estão ligados. Parte 1: O reparo consistiu na união entre as duas radiações.. a ordem governamental é produzida como uma ligação única.. Parte 1: O reparo consistiu na ligação em conjunto.. Isso não é como foi no início.. onde cada um mostra parentesco ao outro da maneira que é apropriada. cada um mostra um rosto amigável para o outro. e todos os Partzufim estão ligados um com o outro. conforme discutido anteriormente (Abertura 34... agora viemos explicar o reparo que foi trazido a partir daí. como mencionado anteriormente.. Filho e Filha. Esta é a primeira raiz que foi produzida.. matk'la ). como será explicado abaixo. como discutido anteriormente. Parte 2: houve um despertar imediato do amor. enquanto aquilo que já emergiu dos Olhos é BaN.. O mundo do reparo Abertura 59 A raiz do reparo . que todos os níveis se juntam para 146 . sem que cada Sefirah seja por si só como em primeiro lugar. eles são ordenados cada um para o outro. a ordem governamental emerge através de consenso e conselhos sólidos.. Assim. e todos os Partzufim estão ligados uns com os outros de acordo com o mistério do Pai e Mãe. pois os lados direito e esquerdo são paralelos entre si. A inovação provocada através do reparo foi precisamente isso. das duas radiações da testa e dos olhos de Adam Kadmon. o ramo irradia com amor da maneira correta (sendo composto de MaH e BaN). Parte 1: "A testa também emite seu próprio brilho...No entanto... Isso consistiu na união dessas duas radiações em conjunto. como será discutido abaixo (ver Abertura 69). Agora cada um está em sua coluna apropriada de frente para a coluna do outro com um intermediário juntando-os juntos. (A conexão de MaH e BaN ocorreu em geral. . Isso explica os ramificações resultantes desta raiz.. Parte 1). .. Esta é a primeira raiz do reparo. Parte 3:. sendo Malchut... Houve um despertar imediato do amor entre as luzes. cada luz pisca na direção do outro (Significando cooperação entre o Sefirot). eles ainda não transmitem a sua influência até que a coluna central se junte a eles de uma só vez para que tudo chegue a um lugar. cada um mostra um rosto amigável para o outro. que são MaH e BaN. deduz-se que o mesmo se aplica a Adam Kadmon.. Em vez disso. e o resultado de sua conexão é o amor encontrado em todas as Sefirot que emergem delas. Pois a raiz acima foi instituída de acordo com o mistério de Masculino e Feminino.. embora não haja menção de Tefilin no caso de o último. conforme discutido abaixo. Isso explica a nova ordem que surgiu em conformidade. É claro que a luz que sai da Frente é MaH. Esta proposição consiste em três partes. Assim.) . Isto é o que a Sifra D'tzeniuta se refere como "equilíbrio" ( à." E.. Tendo explicado o que estava envolvido na quebra das embarcações. Em vez disso. todos os Partzufim que emergem da Testa e dos Olhos de Adão Kadmon são carimbados com a mesma natureza que a raiz e. portanto.a união de MaH e BaN: inter-relação e parentesco entre os Sefirot O reparo consistiu na união entre as duas radiações da testa e os olhos de Adam Kadmon. e depois disso. seguiram-se várias outras consequências... Parte 2: houve um despertar imediato de amor entre as luzes... quando eles estavam um sob o outro. (Ver Abertura 32. na ordem governamental..

também devemos levar em consideração as fontes a que estão vinculados e a partir do qual 147 .estavam presos sob o domínio de Malchut de Adam Kadmon. Por exemplo. é como a relação das crianças com seus pais. além das fontes originais de onde emergiram. mas não eram Partzufim). estava ligada sob o controle de Yesod de Adam Kadmon. Shaar Drushey Nekudot ch. enquanto as causas do resultado são duas: Pai e Mãe. desde que Zeir e Nukva se desenvolvem a partir de Abba e Imma. a Imma tem uma relação com Abba na medida em que a Imma é a embarcação receptora de Abba. de fato. são chamados de Sefirot. por outro. Abertura 60 BaN e MaH foram ligados sob Malchut e Yesod de Adam Kadmon. O mesmo se aplica a Zeir Anpin com a Nukva.MaH . Em outro lugar. Tiferet e Malchut (ou seja. Isso explica o caminho resultante da reparação. (Assim. Da mesma forma.. em um lugar... Assim... A razão é porque não houve inter-relação entre eles. que é a embarcação receptora de Zeir Anpin. Nem uma única luz estava sozinha sozinha sem algum relacionamento com todas as outras. de acordo com o mistério do Pai e Mãe..estes sendo BaN - estavam presos sob o domínio de Malchut de Adam Kadmon. com inter-relação e parentesco entre a luz e a luz. dependendo se a influência é a de Bondade ou Juízo. .. Pois. E de acordo com o lugar de cada Partzuf na cadeia de desenvolvimento. O mesmo se aplica a todos eles. Seder Atzilut ch. exceto com Binah. os Reis Primordiais (= BaN) vieram dos Olhos e MaH da Testa ( Etz Chayim. que eram chamados apenas Chessed. que traz Zeir Anpin. e com a Nukva. no entanto. 2. no entanto. e eles podem.. A natureza dessa cadeia de desenvolvimento governa a relação que cada um deve ter com a outra.surgiu.produzir seus efeitos de acordo. veja Abertura 96 abaixo). Parte 1: Após o surgimento das luzes dos Olhos de Adam Kadmon . Isso explica os lugares onde essas luzes foram ligadas. Em outras palavras. e assim os julgamentos severos foram adoçados e o governo correu em um modo de reparação e amor.enquanto a relação entre Zeir e Nukva é assim entre um irmão e uma irmã). esta sequência de desenvolvimento é chamada de uma matriz completa (na qual cada Partzuf está em seu devido lugar). é impossível que Chochmah funcione. enquanto MaH é a queda das águas masculinas de Yesod de Adam Kadmon ( Etz Chayim. . o que não era assim no caso dos Reis Primordiais. ou que Binah funcione sem Chochmah. Binah também está relacionado com Chochmah como Nukva e. já que é a Imma que as traz. Gevurah. por um lado. e Abba e Imma. Yesod e Malchut de Adam Kadmon juntaram-se. a relação entre Zeir e Nukva. Pois a natureza das luzes é tal que.. o mesmo é o parentesco com os outros. Parte 1: Após o surgimento. eles estão na categoria de filho e filha . ser adequadamente Chamado pelo Pai e Mãe. Parte 2: Yesod e Malchut de Adam Kadmon juntam-se juntos. Após o surgimento das luzes dos Olhos de Adão Kadmon . Assim. Esta proposição consiste em duas partes. Zeir Anpin tem um relacionamento com Abba. todo o reparo consiste em produzir esta ligação entre os vários níveis. A soma da questão é que toda a ordem da Sefirot foi instituída sobre a base de uma ordem governamental baseada no consenso. os Reis Primordiais são ditos ligados ao mistério de Malchut de Adam Kadmon. como afirmado acima. que é a raiz de Zeir Anpin. onde cada um mostra parentesco com o outro da maneira que é apropriada. E quando a radiação da Frente . com a Imma. e depois se juntaram para provocar o reparo.1). Isso responde uma aparente dificuldade em relação aos Reis Primordiais e seu reparo.. Pois o resultado é o Filho ou a Filha. No reparo.e a ordem governamental segue esta sequência de desenvolvimento . Filho e Filha. portanto. uma inter-relação completa foi produzida. Filho e Filha.estes sendo BaN . e a Imma tem uma relação com Zeir e Nukva.

. MaH passou pelo processo de unir-se a Ele todos os níveis que estavam sendo selecionados de BaN..eram aspectos que assumiram o controle Apenas no momento em que a semelhança do homem ainda não havia sido revelada.. uma vez que o propósito desta radiação era reparar as primeiras luzes.que o governo correu em um modo de reparação. veio a verdadeira conclusão da semelhança do homem que emergiu da mente suprema... estava ligada sob o controle de Yesod de Adam Kadmon. o edulcorante foi realizado nos luminares governantes ( ú. mas apenas por estarem conectados com as luzes da MaH. Parte 3: Esta é constantemente reparada. (O reparo não operou nos próprios vasos.surgiu. como já foi explicado. Depois disso. No entanto.de BaN . Em vez disso.. porque contém certas deficiências. permaneceram níveis adicionais de BaN que não estavam ligados à MaH..) Para a Sefirot de BaN . Em outras palavras. E então mesmo aqueles aspectos que originalmente produziram o mal começaram a voltar para o bem. E quando a radiação da Frente . No entanto.o reparo desses aspectos iniciais também seguiu como uma questão de curso. Agora devemos explicar as coisas em maior detalhe. Yesod e Malchut de Adam Kadmon juntaram-se por causa das luzes ligadas a eles. que foi a primeira a emergir. O reparo é completado através dos atos masculinos. portanto. Consequentemente. também está escrito: "Eu 148 . os julgamentos severos foram adoçados..não podiam ser reparados por si mesmos.) Mas com o surgimento da semelhança essencial do Homem . De acordo com este princípio. O reparo não foi provocado nos próprios vasos para levá-los a retornar a um estado de reparo por si só. ou seja. uma vez que cada um entrou em seu lugar apropriado em A estrutura dos Partzufim.Atzilut-Beriyah-Yetzirah- Asiyah.MaH .. no entanto. dos quais Ele produziu toda a Árvore da Santidade.. e. os Reis Primordiais (o Sefirot de BaN) eram apenas um aspecto da semelhança do Homem que a Mente divina rejeitou. Parte 2: No entanto... e o governo correu em um modo de reparação e amor. A proposição consiste em três partes.. Explicamos anteriormente (Abertura 54) que a Sefirot de BaN. e os vasos foram então reparados como é claro. Isto é constantemente reparado pouco a pouco até que eventualmente tudo seja reparado e tudo estará em perfeito estado de perfeição. Agora. Depois que essas luzes surgiram dos Olhos e da Frente e foram encadernadas sob Yesod e Malchut. em consequência. ela não se levantará mais" (Amós 5: 2). essas luzes surgiram dos Olhos e depois foram ligadas a Malchut de Adam Kadmon e receberam seu poder governamental a partir daí. a saber. Nós já explicamos o reparo geral . A maneira como essa raiz é vista no povo de Israel é como está escrito: "A virgem de Israel caiu. ligado a Yesod. Abertura 61 As conexões entre MaH e BaN produzem a "Árvore" .. tudo sujeito ao seu governo também é governado em um modo de amor e reparo e. Os vasos . portanto. Esse acoplamento causou um edulcorante de julgamentos rígidos em toda a ordem governamental. ocorreu através da construção do Partzufim fora das luzes de MaH e BaN combinadas. Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah. (Sua existência era temporária desde o início. permaneceu..eles tomam seu poder e governam na ordem governamental. O governo dos mundos correu nesse modo de reparo.que estavam em estado de ruptura . . Yesod e Malchut de Adam Kadmon. Parte 1: MaH passou pelo processo de juntar-se a Ele todos os níveis que estavam sendo selecionados da BaN. Pois. A primeira coisa que deve ser explicada é a interconexão entre MaH e BaN. Parte 2: Yesod e Malchut de Adam Kadmon juntaram-se juntos. me'orot ). . que é o poder que conserta a Malchut. a criação ainda não estava completa. estava. Parte 1: MaH passou pelo processo de junção.MaH .. aguardava outra radiação que Iria repará-los. portanto.

. . não está em um estado de completa perfeição. . o processo de reparo prossegue em etapas. (Sem a deficiência anterior. 149 . são conjuntamente referidos como "Árvore"). não quis simplesmente trazê-los de volta ao que eram por conta própria.porque há deficiências na criação e. torna-se evidente que tudo o que ocorreu até mesmo Desde o início foi para o bem. todos construídos a partir de peças danificadas na destruição anterior juntamente com o reparo que veio para consertá-los (as partes de MaH E BaN da qual os Partzufim foram feitos). À luz do que eu disse. Enquanto aguarda a revelação. nomeadamente Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah... "Eu levantarei o tabernáculo de Davi" . aconteceu o que aconteceu.. é óbvio que a criação original ainda precisava ser completada. para que eles se levassem de sua queda sozinhos. . permaneceu mais níveis de BaN que não estavam ligados à MaH. Como explicado anteriormente (na abertura 35). Esta é a prova clara que verifica a afirmação acima de que a criação não estava completa . não haverá mais falta. (Quando os navios entram na estrutura. Isso também é como eu escrevi acima. até que eventualmente tudo seja reparado e tudo estará em perfeito estado de perfeição. e essas são as partes que trazem a perfeição. que é a principal raiz da ordem governamental.) Assim.. Em outras palavras.através do mistério de MaH. O BaN não pode suportar por si só e só pode ser levantado com o surgimento da nova luz de MaH. Ele começou para que o trabalho fosse completado pela humanidade. (O Zohar Pekudey 239b afirma que o levantamento só é realizado através do Santo que é abençoado seja ele).. sendo este BaN como reparado através do MaH. retrospectivamente. que é a raiz da ordem governamental. isso deve ser claro . é então revelado que mesmo a parte ruim foi boa devido à função que desempenha no mundo.) Então.. e agora o trabalho está nas mãos do homem para completar este reparo em todos os seus detalhes.. portanto. Consequentemente. 9:11). torna-se sucessivamente a unidade de Deus. então volta para o bem. A raiz do que aconteceu no mundo é encontrada aqui neste processo que ocorreu no Sefirot.. potência após energia.um de reparo completo. Ele queria trazê-los para um novo estado de ser através do qual eles seriam reparados. Parte 3: Este é constantemente reparado pouco a pouco. Conforme explicado anteriormente (na abertura 35) em relação aos Reis Primordiais. não haveria revelação da unidade. Este novo estado é o mistério de "novos céus e uma nova terra" (Isaías 66: 2). abençoado seja ele.. que tudo isso é um ciclo progressivo contínuo até que tudo seja completamente perfeito. Por tudo isso.levantarei o tabernáculo caído de Davi" (ibid.. porque contém certas deficiências. Este é o significado de ". quando a Assembléia de Israel caiu. até o fim. Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah são um todo (e. O Santo. É nesse modo que o mundo agora é governado. Era necessário que a ordem governamental consistisse em duas coisas unidas: deficiência. como no caso de um artefato cujo fabrico esteja completo.. até que todos os diferentes níveis e Partzufim fossem produzidos. mas queria trazê-los para um maior estado de reparo . Para quando estiver completo..porque certos caminhos faltam na ordem governamental e faltam certas partes das criações. (Se eles se rectificassem.. e a perfeição completa que a repara no outro. foi porque o Rei Supremo ainda não havia devidamente revelado Sua glória. a criação ainda não estava completa. Portanto. portanto. do qual produziu toda a árvore da santidade. que Deus criou para fazer " (Gênesis 2: 3). permaneceram certos níveis que ainda não foram provados.. por um lado.) Tudo ruim.. Parte 2: No entanto. Como explicado anteriormente (Abertura 53 Parte 1). a Mente Suprema começou a trabalhar fazendo o que fez através deste reparo. que permite que o BaN repouse. eles só voltariam para seu estado inicial de reparo.

Por causa da ordem governamental requerida. Foi através deste acordo que a união de MaH e BaN foi realizada. uma vez que ainda não foi completamente alterada. É por isso que cada nível deve ser construído a partir de ambos. de modo que as luzes possam escurecer e falhar. esse fenômeno de dano simplesmente não Existe no mundo. Para o Outro Lado tem a oportunidade de atacar através dessa falha (nas luzes causadas pelo pecado).. são enraizados todos os diferentes aspectos do dano. todos os aspectos do mal existirão nesse nível através do lado de BaN dentro dele e todos os aspectos do bem ao lado do MaH. se as vias não tivessem sido preparadas... É o Sefirot do BaN que são as raízes dos vários tipos de dano. Abertura 62 Os Sefirot de BaN são a raiz de defeitos e castigos. Esta proposição tem duas partes: Parte 1: Na Sefirot da BaN. produzindo apenas o bem. desde que algum vestígio dessa falha permaneça acima. porque quando as luzes estão escuras acima (através do pecado).. ou seja. Esta é a causa das falhas nas luzes acima e as punições no mundo abaixo. Parte 1: Na Sefirot do BaN são enraizados todos os diferentes aspectos do dano. Por outro lado. Na Sefirot do BaN. dos quais surgem os vários tipos de dano. Onde quer que haja escolha.para reparar esses defeitos. é necessário que cada nível para Ser construído a partir de ambos. as vias já foram preparadas com precisão precisa e medida. tudo o que dá lugar a defeitos e depois deles as penas que se seguem. Eles são paralelos: os reparos de MaH vêm para reparar o dano da BaN.. e depois deles os castigos subsequentes. Então. . enquanto eles enfrentam eles são os Sefirot de MaH. esses caminhos estão de acordo com a regra da BaN. devemos agora especificar os diferentes efeitos de cada um. pode ser que os Sefirot de MaH dominem os da BaN. Por causa do pedido governamental requerido.. A falha desaparece constantemente de acordo com o castigo sofrido pelo pecador. a pessoa que causou isso sofre uma interrupção correspondente no fluxo de Deus. . 150 ..para reparar esses defeitos. também é possível (Deus não permita) que a natureza intrínseca do BaN seja despertada. Para o fenômeno de danos e destruição é ordenado de tal forma que.. como indicado acima.. Então. todos os aspectos do mal existirão nesse nível através do lado de BaN dentro dele e todos os aspectos do bem ao lado do MaH. Na Sefirot da MaH estão rooteados todos os aspectos do reparo . Isso é óbvio. Na Sefirot da MaH estão rooteados todos os aspectos do reparo .em outras palavras. No geral.. Tudo o que dá lugar a defeitos para existir. No entanto.. que os reparam. enquanto é o Sefirot da MaH que traz De volta ao bem. como continua a dizer. nem menos nem mais do que o necessário. e o serviço completo do homem é baseado no livre arbítrio. Tendo introduzido o assunto da união de MaH e BaN.. Isso explica as funções separadas de MaH e BaN. é necessário que cada nível seja construído a partir de ambos. Parte 2: por causa da ordem governamental requerida. Isso explica como eles estão unidos. Para cada nível tem um nível de serviço correspondente por parte do homem. e é assim que os níveis governamentais do Outro Lado ganham influência sobre ele. para produzir uma ordem governamental com base no princípio exigido de recompensa e punição para fazer um lugar para o livre arbítrio -. há a possibilidade de danos e reparos. como já foi explicado anteriormente. precisamos precisamente aqueles reparos que têm o poder de corrigir esses mesmos defeitos. e faz mal ao agressor na proporção de suas ações. Para os defeitos acima mencionados. Mas porque as coisas não estavam permanentemente fixadas à perfeição. Isso pode impedir que o MaH segure o balanço sobre o Sefirot do BaN. recompensas e punições...

. uma raiz do bem e uma raiz do mal. Para mostrar essa continuidade. que desencadeiam.. que.. até que a criação alcance a perfeição.do lado de Bondade e Julgamento). pe'ulah ) contém uma parte de ambos. Parte 2: Assim... Para tudo deve emergir com o consenso de dois lados.. Há duas partes para esta proposição: Parte 1: Desde o governo... Ele instituiu toda a sequência de desenvolvimento para mostrar de forma ordenada o que é primeiro e o que vem em segundo lugar. Se o oposto for o caso. isto é o que as regras eo mal concordam com isso. Cada luz tem sua própria função particular. então o contrário se aplica. zivug ). uma raiz do bem e uma raiz do mal. uma pessoa será do lado de MaH e uma fêmea do lado de BaN. são necessários dois geradores.. A Vontade Suprema queria exibir a sequência de desenvolvimento em etapas. Para as causas precisam ser adequadas para a produção do efeito necessário. qualquer luz dada só surgirá através de duas luzes que o desencaminham. e essa luz só surgirá na cadeia de desenvolvimento se tiver por raiz duas causas adequadas para produzir conjuntamente seu efeito .. vamos agora explicar os efeitos que se desenvolvem em seu funcionamento conjunto.que então emerge composta por ambas. através de duas luzes. são necessários dois geradores.. como explicado anteriormente (Abertura 151 .) Destas duas luzes. como já sabemos. como dito acima.. emergem da mesma raiz que as funções que os governam.. A cadeia de desenvolvimento através da qual as luzes emergem é fundada no mistério de Masculino e Feminino.. cada ato ou função ( ä. Abertura 63 Para cada função e para cada efeito. hishtalshelut ). pelo que cada luz é emanada e emerge de outra luz. que são revelados por Ele um a um. Tendo discutido as funções gerais da MaH e da BaN na ordem governamental. nível por nível. uma pessoa será do lado de MaH e uma fêmea do lado de BaN.construída com MaH e também com BaN. Destas duas luzes. em conformidade para cada função. e também as próprias criações próprias. . Todas essas coisas são aspectos De um processo .. qualquer luz dada só emergirá. Esta é uma declaração prévia sobre a prole ou os efeitos provocados pelo funcionamento do Sefirot. sendo este o Mestre de todos os poderes. Deus não permita. Isso ocorre através do mistério de novos estados mentais ( ï ú. cada criação exibe uma das funções que constituem a ordem governamental. de acordo com cada função. E também o serviço do homem envolve a possibilidade de danos e reparos. poder após energia. no fundamento da Bondade e da Justiça. molidim ). Eles produzirão então a luz que precisa ser produzida . (Cada luz também tem dois geradores .. existem dois geradores através do acoplamento masculino e feminino . mas sim elas derivam da Fonte Suprema. nos referimos a dois geradores ou produtores ( í.. pois são estes que foram emanados por causa da ordem governamental. portanto. Esta é a natureza da sequência de desenvolvimento ( ú. (Não é que as luzes que combinam juntas trazem a luz que elas produzem... A luz emanada é um detalhe particular cuja fonte é da Vontade Suprema..e também na alma e no corpo. era necessário que uma luz extraisse outra da Fonte Suprema. O início desse fenômeno está nas luzes supernais. Uma vez que o governo corre assim. Se o que emergir vem do lado do bem. É causada por essa luz de acordo com o princípio da gradação. - por exemplo.Bondade e Julgamento provenientes de MaH e BaN . .a luz . por causa da recompensa e da punição -.Assim. como será explicado abaixo em seu devido lugar com A ajuda do céu.. e.. O mesmo se aplica no caso das luzes supernais à medida que elas se desenvolvem para atender às necessidades da ordem governamental. Parte 1: Uma vez que o governo corre assim na base da Bondade e da Justiça. Como Ele queria exibir as coisas de forma gradual.. hitchadshut hamochin ) e acoplamento ( â.. Parte 2: De acordo com qualquer luz dada... Assim... Portanto.Bondade e justiça por causa da recompensa e punição. Isso inclui as funções envolvidas no governo das criações.

. mesmo que Deus possa ter criado tudo com um único enunciado. pois a fêmea também produz semente. qual é a causa geral e o que é que produz seus vários detalhes específicos e tudo o mais que possivelmente pode ser discernido nele. (Ou seja. dois aspectos que envolvem o princípio masculino e feminino. de acordo com um certo padrão. como nossos rabinos declararam: "A mulher emite semente de cor vermelha. Ele adotou o caminho da mente humana. mesmo que ele não precisasse. pois muitos poderes devem existir para produzir uma coisa. de onde ele emerge.de tal maneira que eles funcionem assim. descobrimos que quando a Vontade Suprema quis mostrar seus poderes dessa maneira." ( Niddah 31a). para exibir a sequência de desenvolvimento. como afirmado acima. enquanto é na fêmea que sua forma é constantemente delineada e sofre os necessários reparos. ele ordenou seus poderes .ou seja. Dois caminhos estão envolvidos nisso. Isso significa que o poder que rege a forma geral da semelhança do homem existe através do poder do macho.) Na verdade. p. ele mostrou os poderes como um desenvolvimento um do outro. Mas Ele queria mostrar como cada poder se desenvolve. estágio por palco. Este é o mistério subjacente do homem e da mulher. Em outras palavras. o Nefesh vital com a alma inteligente. pois nós realmente os encontramos neste mundo: a semente vem do macho. embora o novo pensamento não seja realmente causado por ele. Desta forma. Isso funciona do mesmo modo que a mente humana. Assim também no caso da cadeia de desenvolvimento geral: a fonte de todas as luzes está realmente em A Suprema Vontade. remohc ) contém uma parte que se relaciona com a fêmea. portanto. como explicado no Tikkuney Zohar ( Tikkun 69. eles não teriam esse poder. um após o outro. É necessário saber qual é o primeiro poder e o que deriva dele depois para entender a maneira pela qual a criação específica em questão foi produzida. e então eles têm o poder de produzir novos efeitos. O surgimento completo do efeito ocorre apenas através da operação dos dois fatores de masculino e feminino (1) no aspecto das preparações (o macho fornece a generalidade geral enquanto a fêmea o divide em particular) e também (2) em O aspecto das partes do 152 . que estão na categoria masculino e feminino). zivug ). seja através do corpo ou dentro da própria alma ou através da interconexão de diferentes partes da alma . e este é o conceito de Partzuf. Assim. deve existir para cada efeito uma causa adequada para produzi-lo. Os seres humanos passam por uma série de pensamentos. porque a Vontade eterna sempre cria tudo. (A construção de um Partzuf é provocada através do acoplamento que ocorre entre dois Partzufim superiores). o fato é que o lado masculino fornece o poder que rege a forma geral.ou seja. e este é o componente de cor vermelha no corpo. Consequentemente.tudo é através do mistério do acoplamento ( â. os vários poderes da própria alma se diferenciam em seus componentes particulares. um após o outro. aqueles que se relacionam com a criação dos mundos . que contém vários poderes. Descobrimos. enquanto os detalhes do design são do lado da fêmea (veja Ramban on Leviticus 12: 1). .10). assim como os poderes da alma funcionam na própria alma (Através de Chochmah e Binah.Dois fatores causais dependem de cada nível na sequência de desenvolvimento. Assim. chamamos o caminho do homem e da mulher. No entanto. Caso contrário. mas sim do funcionamento dos diferentes aspectos individuais dos Partzufim envolvidos . mas são revelados por etapas. o novo pensamento vem na sequência da excitação produzida pelo pensamento anterior. O funcionamento da mente é marcado por uma excitação sempre renovada na forma dos novos pensamentos ou novos níveis de compreensão que entram na mente.por meio do acoplamento real. etc. Este é o conceito de Sua criação "em parceria com as letras". O Partzuf é a maneira pela qual o agente causal deve permanecer apto a extrair e revelar seu efeito.. além disso. e um fornece os preparativos e reparos específicos para toda a generalidade. Um fornece a raiz geral.Yesod em cada caso.115b). todo o funcionamento da alma. A forma como o efeito é produzido não é através da excitação instantânea. Isso significa que o próprio material ( ø. As raízes começam na mente e no cérebro de cada um dos poderes envolvidos e continuam por seus órgãos de procriação .

eles se dividem de tal forma que o macho desenha o branco (= Bondade ) E a fêmea do vermelho (= Julgamento). como discutido anteriormente (ver Abertura 47.. ..no Atzilut do segundo Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah.....e isso é através do aspecto feminino.e a outra uma parte diferente . para eles. Consequentemente. aquele que contribui com uma parte . Parte 2: No entanto.ou seja. para estabelecer as leis da ordem governamental. que é o lugar do Beriyah original).Bondade . Por agora.. e os navios passam a receber suas luzes em Atzilut . Parte 1: Fora da totalidade da Sefirot que quebrou e desceu.. Nós agora vimos para discutir o processo de seleção que ocorreu na totalidade dos Reis Primordiais (os Nekudim). os níveis já haviam sido mudados e quatro lugares estavam preparados: Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah. Assim. tudo o que vem Na categoria de BaN .Neste ponto. e eles se juntam a eles . Isso explica o processo de canalização pelos aspectos masculino e feminino. de modo a produzir ou "dar à luz" a luz que deve nascer deles. O primeiro aspecto. O aspecto masculino até entra no que é canalizado pelo aspecto feminino para completar o reparo. são necessários dois geradores para que cada um possa fornecer essa parte no efeito resultante.próprio efeito propriamente dito. o dos preparativos. MaH . Assim. Abertura 46). Todos os diferentes aspectos da limpeza e seleção desses vasos.depende da excitação do aspecto feminino. que os eleva. que os canaliza dessa maneira e os coloca no Feminino.. . a raiz da atual ordem governamental..enquanto algumas de suas características derivam da mulher - Julgamento). O lugar da emanação de todas as luzes.e isso é através do aspecto feminino. e os vasos vêm para receber suas luzes. incluindo os aspectos relacionados à sua ascensão e aqueles relacionados com a forma como recebem suas luzes. isso é considerado uma ascensão (mesmo que eles ascendam apenas ao segundo Atzilut. . E depois as peças juntam-se juntas. as partes a serem selecionadas passam pelo processo de triagem e seleção. em suma. Parte 1). (Algumas das características do efeito resultante derivam do lado do macho . Descendo em relação a eles são níveis de MaH. e a descendência resultante está completa. de modo a escolher o que for adequado para esta lei que a Mente Suprema quer estabelecer... o macho também entra na reparação dos vasos que ascendem através da fêmea: o macho repara o lado direito de todos os vasos e Partzufim. será suficiente se discernimos o princípio do homem e da mulher na interação de MaH e BaN... que os levanta nesse caminho. Eles produzirão então a luz que precisa ser produzida . pelo qual o macho envia uma influência geral enquanto a fêmea delineia os detalhes. BaN. enquanto a fêmea repara o lado esquerdo... Abertura 64 O papel do macho e da fêmea na canalização e reparação da MaH e BaN Fora da totalidade da Sefirot que quebrou e desceu. vasos e luz. que foram feitos do original Beriyah-Yetzirah-Asiyah (veja acima. Há duas partes para esta proposição: Parte 1: Fora da totalidade. .. o que os levanta desta 153 ... em Atzilut.. e assim MaH é unida com cada uma delas. No entanto... Isso ocorre porque a intenção é que o efeito resultante também deve ser unido da mesma maneira.. É óbvio que as embarcações devem receber as luzes para governar adequadamente.e isso é através do aspecto Masculino. Em outras palavras. o macho também entra no reparo. Os navios haviam estado até agora no modo de descida e declínio. na medida em que eles servem como governo de Atzilut.construída com MaH e também com BaN. será explicado abaixo (Abertura 64) com a ajuda do Céu. as partes que devem ser selecionadas passam pelo processo de triagem e seleção.. pois ambos são necessários como uma causa geradora.ou seja. há um processo de seleção que decorre da totalidade de todos Os diferentes aspectos contidos nos Reis Primordiais.

tanto suas luzes quanto seus vasos . cada um de acordo com sua natureza intrínseca. que são canalizadas de cima para cima para a fêmea. Descendo em relação a eles são níveis de MaH. .. e ambas incluem vaso e luz. Um princípio fundamental relativo ao Sefirot é que certas luzes são elas mesmas as raízes primárias em alguma função dada. MaH é feito para exibir a Linha.fazer literalmente um corpo. (As luzes secundárias estão na mesma categoria que as luzes primárias. MaH e BaN são ambas as luzes que emergem de Adam Kadmon. como será discutido mais adiante.as Águas Masculinas.e isso é através do Homem..são discutidos em termos da natureza intrínseca do Resíduo e passam por processos relacionados à sua função. conforme discutido anteriormente. Pois a luz é sempre da Linha e do vaso do Resíduo.. do Resíduo e da Linha. e os coloca na fêmea. além da Parte que fornece uma parte da própria descendente resultante.em todos os detalhes diferentes que podem ser discernidos neles (para a natureza da Mulher é diferenciar todos os detalhes). incluindo a parte contribuída pelo Masculino. enquanto aqui estamos dizendo que é no BaN que o processo de seleção ocorre e que a descida de MaH depende de BaN.) . Claramente. dentro de cada um de MaH e BaN em si. que derivam.assim como a Mulher faz a seleção em BaN. Portanto. o Nukva processa... Pode-se objetar que dissemos acima (Abertura 61) que MaH escolhe o que é adequado de BaN. Posteriormente. e é através delas que o que é necessário para essa função é realmente produzido. inicialmente o MaH passou pelo processo de seleção do que poderia ser reparado. e eles se juntam a eles. de acordo com o mistério de Yesod. que os canaliza dessa maneira. o principal é entender as coisas como elas se relacionam umas com as outras. são discutidos em termos da natureza intrínseca da Linha e passam por processos relacionados à sua função. por outro lado. A resposta é que é verdade que este arranjo de MaH e BaN foi feito no início . O termo "descendente" aplica-se ao mistério das águas masculinas. Isso foi realizado através do mistério da queda das Águas do Homem de Adão Kadmon que adoçaram os Reis Primordiais. mas em um modo mais baixo). então o Masculino seleciona os detalhes de MaH. 154 . respectivamente. que é o lugar da colheita das luzes (a gravidez está na Feminino) para que possam ser aperfeiçoados através do mistério da causa que leva as coisas à conclusão.. o Nukva em geral passou pelo processo de seleção do que era adequado de acordo com a divisão suprema original que discuti anteriormente. Pois a intenção é produzir MaH e BaN juntados em um .. Depois. de Adam Kadmon... o processo de selecionar realmente o que é adequado para ser reparado a partir de A seleção geral por MaH segue os caminhos do mundo de recompensa . . enquanto o BaN é feito para exibir o Residue. a Feminina também delineia a forma de tudo. Conforme discutido anteriormente (Abertura 63 Parte 2). enquanto há outras luzes que meramente mostram o que realmente é produzido em Raiz pelas luzes primárias e essas luzes secundárias sofrem processos correspondentes aos que ocorrem nas luzes que exibem.que parte de cada um era adequado para a qual parte do outro .. em todos os seus detalhes . No entanto.e foi MaH que fez a seleção de acordo com a natureza intrínseca da MaH.. que adoçou Malchut. (Em outras palavras. com a MaH fornecendo o material para o reparo . navio e luz. os diferentes aspectos do BaN . No entanto. como afirmado acima.o Chefe que não é conhecido. isto está de acordo com a natureza da ordem governamental. Assim.maneira . também diferenciamos entre luzes e vasos próprios (ambos têm um aspecto leve e um aspecto que é vaso). não que haja dois corpos separados... A partir desta fundação surgiu subsequentemente a Cabeça que não é conhecida ( ò à à. Todos os componentes da MaH. de forma correspondente. A razão é porque MaH e BaN exibem aspectos da Linha e do Residue que discutimos anteriormente (Abertura 27).. No entanto. enquanto a seleção real é realizada através do Nukva por meio do serviço das criações inferiores.. Reisha delo ityeda ).

cap. Isso resolve uma dificuldade decorrente da nossa discussão anterior na abertura 63. . Shaar Orot- Nitzotzot-Kelim. 4)... o Male canaliza o MaH e canaliza o poder da forma geral. Parte 2: A diferença. que é o mistério da união de MaH e BaN. que produz conexão. Em um lugar. eles não tinham o bom reparo do aspecto de Masculino e Feminino devido ao fato de o BaN ter surgido por conta própria.. enquanto a fêmea repara o lado esquerdo. Parte 2: No entanto.. MaH poderia juntar-se a ele em todos esses aspectos corrigidos. mas quando se trata de reparar e selecionar as peças que ascendem. porque os poderes que estão todos incluídos em um único conjunto geral na Linha são diferenciados em suas particularidades no Residue em todas as suas partes diferentes. Em outro lugar. Parte 3. que já havia emergido das raízes em um bom estado de reparo aranged no mistério de três colunas. E a razão é para reparar a Bondade- Julgamento-Misericórdia que eles contêm. o Residue é a diferenciação da Linha. nos mundos de Adam Kadmon acima dos Nekudim). Isso explica um aspecto particular do Nekudim pelo qual a dificuldade acima mencionada é resolvida. Suas diferentes partes e aspectos individuais são governados de acordo com o que eles significam na ordem governamental. Consequentemente. Agora. Esta premissa inicial explica que o aspecto de Masculino e Feminino realmente existe mais acima. no entanto.. a MaH colocou-os no processo de reparo. O ganho desta via é que precisamos chegar ao homem abaixo e todas as criações materiais. o que não foi reparado no início e precisa ser arrasado nelas através das respectivas raízes envolvidas . já que a ordem governamental já havia sido fundada no mistério de Bondade e Julgamento. as partes juntam-se juntas. (ou seja. Parte 1: O aspecto de Masculino e Feminino também é encontrado mais alto do que este. pois o Masculino repara o lado direito enquanto o Nukva repara a esquerda. E depois. achamos que Abba seleciona as partes direitas de BaN e Imma à esquerda. Esta proposta tem duas partes. 1). A resolução da contradição aparente é a seguinte: A canalização de BaN é através da Nukva. Isso é óbvio. porque 155 . e a descendência resultante está completa. cada raiz envolvendo Masculino e Feminino de Atzilut e descendente depende do equilíbrio. o macho também entra no reparo dos vasos que ascendem através da fêmea: o macho repara o lado direito de todos os vasos e Partzufim. que são meramente uma imagem de toda a ordem governamental. o que o próprio Abba canalizou (não em parceria com Imma.. Somente depois. A diferença no Nekudim foi que. para MaH já foi reparado) já era composto por todos esses aspectos. e assim MaH é unido com cada um deles. enquanto a fêmea canaliza BaN e canaliza os diferentes aspectos da forma em detalhes.. como explicado no local apropriado (ver Abertura 27 Parte 3) de acordo com o mistério da alma e do corpo. pois é na fêmea que essa prole toma forma.Bondade através de Abba. cap. Isso nos permite resolver uma aparente contradição nos ensinamentos da santa ARI da memória abençoada. Assim. antes do Nekudim.... Parte 1: O aspecto de Masculino e Feminino.Isso não era necessário no caso de MaH. mesmo que estejam todos neste mundo humilde. como afirmado em conexão com o mistério dos três dias de concepção ( Etz Chayim. o que implica que o aspecto de Masculino e Feminino foi uma nova inovação após o reparo. inicialmente. e agora que o BaN foi corrigido. O aspecto de Masculino e Feminino também é encontrado mais alto do que isso. o Macho também entra nisso. Abertura 65 Masculino e feminino antes dos nekodim. O equilíbrio como raiz de Masculino e Feminino depois disso. Julgamento através de Imma e Mercy através do entendimento. Em outras palavras. descobrimos que o Nukva eleva as partes selecionadas de BaN enquanto o macho derruba MaH ( Mevo Shearim II.

. que se originou apenas no momento da reparação? A resposta a esta dificuldade é que a falta de reparação do aspecto de Masculino e Feminino não era global. Foi no Nekudim que não houve acoplamento até depois do reparo. gravidez e nascimento O reparo de cada aspecto através do macho e da fêmea ocorre através do mistério do acoplamento. como Podemos dizer que o aspecto de Masculino e Feminino depende do equilíbrio ( à. Em um único todo. já que o governo já havia sido fundado no mistério da Bondade e do Julgamento. Isso fornece a prova e também uma razão lógica para a existência de acoplamento antes da reparação. relacionamos O aspecto de Masculino e Feminino para o Saldo.. como explicado acima (que BaN surgiu sozinho). é. Abertura 66 Acoplamento.. Foi apenas o Saldo que introduziu o aspecto de Masculino e Feminino (uma vez que o Saldo consiste na união de MaH com BaN. devemos reconhecer o equilíbrio como a raiz desse aspecto. como discutido anteriormente. eles são governados pelo equilíbrio em todo. matk'la ). cada raiz envolvendo Masculino e Feminino de Atzilut e descendente depende do equilíbrio. como já foi explicado até agora. Shaar Drushey HaNekudot ch. ele deve ter dois geradores.36b) que o acoplamento de AV e SaG (que estão na categoria masculino e feminino) ocorreu antes do surgimento do Nekudim. eles não possuíam o reparo adequado do aspecto masculino e feminino. Por esse motivo. O reparo foi um novo estado provocado por esses mundos através da revelação da MaH. este conjunto global deve ser diferenciado em suas partes detalhadas. por causa de BaN ter surgido por conta própria. E obviamente. que é o mistério da união de MaH e BaN. No entanto. consequentemente. De acordo com o que acabamos de dizer (que o aspecto masculino e feminino estava presente mesmo antes dos Nekudim). . Isso ocorre porque as luzes do um (a prole) só podem ser completadas através das luzes do outro (a fêmea em que é formada).. que corrige o equilíbrio relativo das partes de MaH e as de BaN contidas em cada Partzuf) e. . Se assim for. Pois a existência de Bondade e Juízo superior não fez com que os Nekudim entrassem na categoria de Masculino e Feminino devido à diferença no caso dos Nekudim. de acordo com o propósito a que se destinam. 2 p. Até esse momento. Parte 2: a diferença no Nekudim foi que. mas específica para os Nekudim. Para este conceito inteiro deriva do fato de que. encontra-se tudo o que precisa existir na luz em questão para que não haja necessidade de subtrair ou subtrair. gravidez e nascimento. Somente depois. Este é o sentido em que estamos dizendo que o aspecto de Masculino e Feminino deriva do Saldo. uma vez que o aspecto de Masculino e Feminino deriva nesse sentido do Saldo. inicialmente. a MaH colocou-os no processo de reparo.. as partes respectivas de MaH e BaN são canalizadas de modo a colocar tudo na fêmea. Quando atingiu o estágio em que todos os seus detalhes são visíveis. portanto. Em seguida. Assim.. respectivamente).é evidente nos ensinamentos da ARI ( Etz Chayim. assim que houvesse uma Linha e um Resíduo (que estão nas categorias de Bondade e Julgamento. uma vez que não há mais diferenciação que a luz pode sofrer e só pode ganhar adicionada Poder e brilho (os poderes mentais que entram durante o tempo de 156 . Esta é a razão específica que se aplica especificamente no caso dos Nekudim. esta combinação também existia nas luzes supremas após o Tzimtzum ter ocorrido. a prole é então revelada por conta própria. como cada membro é um composto de Bondade e Julgamento. deve haver igualmente dois geradores (na categoria masculino e feminino). exceto que cada um contém apenas o menor grau possível de radiação. escondido dentro da luz sobre a qual depende para receber a sua conclusão. e a prole não é revelada por conta própria até que esteja totalmente estabelecida em todas as suas partes diferentes como uma revelação completa. Através do acoplamento.

Se assim for. este é sempre o caminho da gradação: primeiro. Claramente. Parte 1: O reparo de cada aspecto através do Homem e da Mulher ocorre através do mistério do Acoplamento.. podemos inferir que todas as suas várias facetas são governadas de acordo com o que este aspecto envolve aqui no mundo inferior .. Gravidez e Nascimento. Parte 2: Através do acoplamento. É bastante claro que nenhum outro agente causal atua na prole que surge como resultado do acoplamento. uma vez que o acoplamento é completado. Você já ouviu como a Suprema vontade queria revelar os poderes por meio do desenvolvimento sequencial. o respectivo. portanto. Pois já sabemos que todo o reparo está ligado ao mistério subjacente da semelhança do homem.. até que tudo seja colocado na fêmea. gravidez e nascimento. Este é claramente o caso. Como estamos seguindo o caminho da gradação. (O caminho da gradação requer primeiro o acoplamento global todo .. .o acoplamento.. até que obtenha força suficiente para revelar todas as suas próprias partes constituintes. a causa (a fêmea) certamente contém tudo o que tem que existir na descendência resultante que deve ser construída a partir daí. Isso explica estas etapas em detalhes. Em um único todo. Esta proposição consiste em duas partes. está escondido dentro da luz de que depende. não há revelação de como o segundo emerge do primeiro até o primeiro realmente o produziu com toda sua gama de poderes. Nada pode existir em qualquer assunto sem ter uma causa. Tendo explicado o assunto geral da instituição de Masculino e Feminino.. Assim. não podemos contar isso entre os poderes de governo (isto é. como um Partzuf em si mesmo). aparecerá no exterior como um único e completo poder governamental que se desenvolve a 157 . e o embrião não é revelado por conta própria até que ele exiba todas as suas partes constituintes totalmente reveladas. este conjunto global deve ser diferenciado em suas partes detalhadas. A canalização da luz emergente depende do acoplamento através da excitação dos Yesods (do pai Partzufim). o fato é que nenhuma luz pode desempenhar suas funções até que todas as suas partes constituintes sejam reveladas nele. pois o Yesod possui um poder único a este respeito: isso será explicado mais adiante no seu devido lugar. pois esta prole é precisamente aquela que é capaz de surgir e existe somente através do acoplamento. Com a conclusão do processo de acoplamento.. Para todas essas partes são necessárias para produzir a função requerida. é por isso que este caminho foi instituído como o caminho particular seguido em toda a cadeia de desenvolvimento das luzes..e depois os detalhes . Já está claro a partir do princípio do desenvolvimento sequencial ( ú.) Na verdade.. Em seguida.. mostrando como um emerge de outro. as partes respectivas de MaH e BaN são canalizadas. Está sendo revelado a partir da maior luminária para o exterior é o que se denomina nascimento. com a ajuda do Céu. há todo o conjunto.amamentação).. encontra-se tudo o que precisa existir na luz em questão para que não haja necessidade de subtrair ou subtrair. entraremos agora nos detalhes. e nenhum outro fator causal atua nele.. Esta declaração introdutória fornece uma lista geral dos estágios de desenvolvimento instituídos no reparo através de Masculino e Feminino.. Enquanto a luz resultante ainda não estiver completa neste sentido. desde que não tenha chegado a este ponto. Posteriormente. e depois esse todo se divide em suas partes constituintes. (Não há outros fatores concomitantes. hishtalshelut ) que as luzes emergem de outras luzes.. Parte 1: O reparo de cada aspecto. Se assim for. Tendo alcançado este aspecto de Masculino e Feminino. Parte 2: Através do acoplamento.que se desenvolvem durante a gravidez). Obviamente.. ela é simplesmente escondida como um embrião dentro do poder que a produz. Até aquele momento. porque a causa da existência da luz resultante é apenas o acoplamento. nada pode existir nele que já não existia. a primeira causa (o Masculino) já completou dando o que tem para dar à luz resultante.

não haverá revelação adicional de qualquer outro poder de componente. Isso ocorre porque as luzes de um (a prole) podem ser preenchidas somente através das luzes do outro (a fêmea em que está formada). Ou seja. Como já explicou... Este é o princípio do desenvolvimento sequencial que discuti. mesmo que cada um contenha apenas o menor grau possível de radiação. Isso ocorre porque a diferença entre os poderes de nível em nível (de Partzuf para Partzuf) depende da intensidade das luzes dentro de cada um. e ele vai abaixo do ramo superior (o poder dos pais que o produziu). o poder mais baixo é simplesmente escondido no poder superior e não é revelado ao exterior.. de acordo com a forma como a Chariot aparece na visão profética.. . . Quando chegou ao palco onde todos os seus detalhes são visíveis. os poderes superiores . No entanto. cada Partzuf): o número de detalhes que inclui e o grau de poder que eles possuem. a prole é então revelada por conta própria. No entanto. seu modo único de governo é conhecido logo que ele emerge.as luzes dos pais . a luz resultante é ela própria uma radiação ( ä.. Para depois. Por uma vez que surge.... Consequentemente. mas são possíveis adições de energia e radiação. existem diferentes períodos de tempo de acordo com a ordem de gradação. No entanto. é revelado por conta própria. então.. existem diferentes graus de força. mas podem expandir esses vasos de acordo com a qualidade deles). (Após o nascimento. he'arah ) aplica-se porque. O conceito de radiação ( ä. para ser completado desse modo. Só pode haver um aumento na força exercida pelos próprios poderes do componente existente. antes do seu surgimento do local onde ele se desenvolve (escondido no poder dos pais) Para o exterior (como Partzuf por direito próprio). e seu modo de governo não é suscetível a qualquer mudança ou aumento de Termos de suas partes constituintes. Pois. he'arah ) de luz.. O recorde completo de todos os detalhes constituintes deve ser revelado (no momento do nascimento) porque cada detalhe é a raiz de uma função ou de alguma condição que regula uma função. no entanto. a diferenciação) de todos os detalhes deve vir antes que a luz resultante seja (de fato) revelada ao exterior no nascimento. nenhum outro detalhe pode ser revelado. Estes têm o poder de expandir ou contratar de acordo com a natureza e as dimensões dos diferentes navios. Na verdade. 158 . o grau de poder apenas governa se a própria função é realizada com maior ou menor poder (por exemplo. se houvesse algum detalhe para adicionar. Duas coisas devem ser entendidas sobre cada nível (ou seja. o próprio modo de governo propriamente dito pode "subir" ou "descer" dependendo das luzes mais altas que entram no próprio Partzuf e dão nova força. uma vez que não há mais diferenciação de que a luz pode sofrer e só pode ganhar força adicional. .. uma vez Todos os seus componentes detalhados estão presentes. E brilho (os poderes mentais que entram durante o tempo de sugação). o número de poderes específicos depende das partes dos próprios vasos. a revelação (ou seja. eles não poderiam ser adicionados agora (após o nascimento). Há um tempo para que os detalhes sejam revelados. com poderes mentais maduros ou imaturos). Inicialmente. e quando este tempo chegar ao fim. Esse primeiro poder. pois já é uma lei governamental completa em si mesma. para emergir sequencialmente com todas as suas partes totalmente reveladas. separada da lei governamental que a trouxe. irá vestir-se dentro do poder resultante. O que vem depois é um período em que o poder desses detalhes que já foram revelados é aumentado. para que ela seja completa em todos os seus poderes.partir do primeiro poder. mas assim que a prole atinge mesmo o primeiro grau.. Tudo o que tem que ser unido como um componente na luz resultante para ser consertado como parte da ordem governamental já está unido desde o início.não podem adicionar peças adicionais aos vasos da prole resultante. da mesma forma que todos os poderes superiores se vestem e dirigem potências inferiores.

Abba e Imma. Shaar Zeir Anpin ch. que não foram quebrados. Foi essa ação de dobrar as pernas que iniciaram a capacidade de os vasos subirem.. uma certa radiação ( ä.. O dobramento das pernas de Arich Anpin foi o que primeiro deu aos navios quebrados o poder de subir. a proposição continua: No início. e nada mais Foi exigido de Arich Anpin em relação aos navios. 2). pois esse é o nível em que eles eram dependentes.ou seja. Era para dar aos navios a capacidade de ascender que essa dobra das pernas era necessária. E. possibilitando todos os seus subsequentes ascensos. durante o tempo em que eles exigiam uma radiação (quando estavam para baixo Abaixo) veio para eles a partir daí. Aqui. possibilitando todas as suas subidas subsequentes. que eram sete Nekudot ou "pontos" na categoria relativa de Zeir Anpin. As pernas eram parte de Arich Anpin em que os vasos estavam enraizados durante o tempo de sua descida. com a subida das pernas. isso deu aos navios o poder de retornar e voltar. Esta é a fonte dos três primeiros Sefirot do primeiro Atzilut. eles podem subir a todas as alturas que lhes convém. os vasos também aumentam. Pois você já ouviu falar que. A radiação veio para eles a partir daí (ou seja. Abertura 67 As pernas de Arich Anpin sustentavam os vasos quebrados. Portanto.. na presente abertura. A proximidade das pernas dobradas nos braços e no peito significa como os níveis mais baixos são elevados para receber energia dos níveis mais altos.. uma vez que o desdobramento das pernas do Partzuf de Arich Anpin ocorreu após o surgimento do Partzufim de Atik. Arich Anpin... A intenção é que já havia um dobramento semelhante das pernas no Arich Anpin ou Adam Kadmon em relação aos vasos quebrados. que os vasos eram dependentes dessas pernas. Arich Anpin pode se referir a Arich Anpin dos dez Nekudim . que não estava quebrado. Mesmo sem ter em conta isso. e é isso que os sustentou. Assim. Parte 2: A verdade é. eles foram sustentados por eles abaixo. e.do segundo Atzilut. são as pernas de Arich Anpin que sustentam os vasos. Assim. como preparação para o reparo do Partzuf De Zeir Anpin (ver Etz Chaim. eles foram sustentados por eles abaixo. a verdade real é. Vemos que essa elevação das pernas era necessária para levantar os vasos pela primeira vez. A verdade é que os vasos eram dependentes dessas pernas. Nota 1: O conceito de dobrar as pernas toma seu significado do modo como as pernas do embrião no útero são dobradas até o tórax. he'arah ) ainda os alcançou. enquanto os braços e o baú são Chessed-Gevurah-Tiferet. No entanto. mesmo quando eles estavam em seu estado caído abaixo. da mesma forma. dos quais todos os Partzufim foram posteriormente construídos. O dobradura das pernas reparou e elevou-as. quando precisavam ascender. as pernas de um Partzuf são Netzach-Hod-Yesod. das pernas de Arich Anpin). Então. como se diz. No início. a partir daí. ainda podemos entender esse dobramento das pernas como uma excitação da luz retornando Que atingiu esses vasos. através do poder obtido por isso. o dobramento das pernas de Arich Anpin é explicado como uma preparação geral para o reparo dos navios. que é o Keter . Parte 1: O dobramento das pernas de Arich Anpin foi o que primeiro deu aos vasos quebrados o poder de subir. o poder veio de lá.. quando as pernas foram dobradas. incluindo o de Arich Anpin. inferimos que eles tinham 159 . eles também se enraíram em Chessed-Gevurah-Tiferet à medida que aumentou a extensão do seu reparo. Isso é óbvio porque tudo segue a semelhança subjacente do homem.. como explicado mais adiante na Parte 3. no entanto. Assim. Nota 2: Existe uma aparente dificuldade nesta abertura. Cabalísticamente. depois (como resultado do dobramento das pernas). É nesse sentido que Arich Anpin (do primeiro Atzilut) é a raiz de tudo. ao seu Keter. A revelação da prole da luz superior para o exterior é o que se denomina nascimento.. Então. Isso é evidente pelo fato de que. e que retificam Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah - incluindo Arich Anpin.

.Estes são os estágios da subida. e essa excitação também atingiu os vasos que dependiam deles e eles também subiram. e seus vários níveis. ou seja. Isto foi o que ganhou com a dobra das pernas . ele seria como um animal. e depois subiram ao seu lugar pouco a pouco.. como explicado nos escritos do ARI ( Etz Chayim. Pois a Sabedoria Suprema. as pernas de Arich Anpin foram dobradas. hachazarah ). As pernas eram parte de Arich Anpin em que os vasos estavam enraizados durante o tempo de sua descida.. 160 . Estas são as porções purificadas selecionadas para o que é necessário para a embarcação do Partzuf. 2). Pois com apenas um grau maior ou um grau inferior. Isso explica a introdução. A partir disso.. Quando as embarcações tiveram que ficar abaixo.. se o homem fosse um nível superior ao seu nível real. Shaar Zeir Anpin ch. E todo Partzuf que desceu primeiro para o topo de Beriyah ascende de lá para Atzilut... enquanto que em Arich Anpin. podemos entender que os vasos dependem dessas pernas.. agora explicaremos a lei que está subjacente a tudo isso.. sem inclinação ao mal. eles também se enraíram em Chessed-Gevurah-Tiferet à medida que aumentou a extensão do seu reparo.. e esses vasos também devem ser enraizados Arich Anpin.. ele seria como os anjos. . as pernas foram dobradas e os vasos subiram depois deles. Há duas partes para esta proposição: Parte 1: As partes que ascendem. e quando os vasos tiveram que se levantar.que os vasos também se enraizaram em Chessed-Gevurah-Tiferet de Arich Anpin..alguma dependência dessas pernas. no início.Então.. com apenas tantos reparos positivos. os vasos foram enraizados apenas em uma parte tão baixa devido ao seu próprio estado humilde.. Por exemplo. MaH está certo e BaN é deixado. depois (como resultado do dobramento das pernas). Parte 3: É nesse sentido que Arich Anpin (do primeiro Atzilut) é a raiz de tudo... e durante o tempo de sua descida. isso deu aos navios o poder de retornar e voltar.. as pernas estavam abaixo e brilhavam nelas. e formas de interligar. quando as pernas foram dobradas. e todas as outras coisas envolvidas nisso. enquanto que se ele fosse um nível mais baixo. Parte 1: As partes que sobressaem. nem mais nem menos. pelo qual todos os seus aspectos detalhados devem ser entendidos. sem dúvida. Assim.. Qual a relação que Arich Anpin tem com os vasos? Arich Anpin é a raiz de tudo. Não há nada menor do que as pernas.. são precisamente o que é necessário.. Tendo explicado o que estava envolvido na reparação dos vasos que MaH ordenou. os navios subiram ao lugar de Netzach-Hod-Yesod de Atzilut. A dobração das pernas surgiu através do poder da excitação do retorno ( ä. Então. E quando os vasos tiveram que subir. Isso dá uma introdução geral a este assunto. Abertura 68 Todas as partes da criação e suas leis atendem ao reparo geral As partes que se elevam e seus vários níveis e formas de interconexão são precisamente o que é necessário para fazer deste mundo da maneira que precisa ser feito. Vemos isso enquanto os navios precisavam ser mantidos abaixo. as pernas estavam abaixo e irradiavam para eles.. as coisas seriam imediatamente diferentes. com todas as outras coisas envolvidas nisso. como afirmado acima. Parte 2:. selecionou e se juntou a Ele e aos ascensões que eles fazem. com apenas tantos reparos positivos e apenas tantas deficiências e leis que são necessárias para trazer O ciclo da ordem governamental até a conclusão. como o MaH está em Atik na frente enquanto o BaN está atrasado. fez tudo com o cálculo exato do que era necessário..

A base do reparo reside em um equilíbrio.. Uma vez que a ordem governamental deve emergir de um consenso. . O cálculo geral que inclui tudo isso é o ciclo completo da ordem governamental. A cooperação entre todas as luzes traz o reparo completo. para trazer um ciclo de toda a criação. pelo qual tudo acabará em um estado de bem e completa perfeição... Tendo explicado o que aconteceu para juntar-se a MaH e BaN e construir os mundos deles.... para fazer deste mundo da maneira que precisava ser feito.. Isso fornece mais explicações. Parte 2: existem tantos tipos. Já explicamos acima (Abertura 50. de modo que todas as luzes devem realizar suas reparações levando-se mutuamente em conta. fornecer a possibilidade de livre arbítrio e Retorno do mal ao bem. .. no entanto. sobre os Partzufim.. com todas as grandes ordens que o permitem. ....... Para que ele deveria ter a natureza exata necessária de acordo com o propósito final pretendido por ele. com apenas tantos reparos positivos e apenas tantas deficiências. Este é o mistério do uso dos reparos e deficiências cada um em seu tempo e maneira necessários.... Como já foi explicado. agora daremos uma explicação geral da ordem abrangente que conserta esses mundos. O ciclo será 161 . Parte 2:.. Isso é óbvio.. porque tudo o que existe nas luzes produz um efeito entre as criações do mundo.. que governam os mundos). Isso indica a natureza geral do reparo. . matk'la ) mencionado pelos sábios cabalísticos em conexão com o mistério de homens e mulheres. atingir o fim geral .. .. com apenas tantos tipos de abertura e tantos tipos de fechamento que gerarão coletivamente um governo reparado com todas as grandes encomendas Que permitem trazer um ciclo de toda a criação. Além do que cada um precisa para seus próprios propósitos... também é preparado com o que é necessário para os outros para se juntar a eles.. Isto é o que traz a reparação dos mundos. Parte 1: A base do reparo reside em um equilíbrio. Nenhuma mente pode compreender a profundidade da grande ordem governamental que o Santo é abençoado.. ou seja. Este é o mistério do equilíbrio ( à. são os diferentes tipos de abertura e fechamento que afetam e mudam o modo de governo para fortalecer as coisas ou enfraquecê-las como necessário.. Esta proposição consiste em duas partes: Parte 1: O estado de reparação consiste em um equilíbrio. Já foi explicado extensivamente que toda a ordem governamental é apenas um ciclo no final do qual se encontra a lei da perfeição geral... Abertura 69 Equilibrar.. tudo vale apenas para reparar.. O propósito de todos os detalhes individuais preparados nas luzes é produzir todos os efeitos necessários na ordem governamental que executa essas criações. não basta que cada poder seja sozinho: deve olhar para os seus poderes. No final de tudo. Pois tudo é calculado de uma forma que pode. para completar o ciclo da ordem governamental. que contém coisas que são aparentemente tão estranhas. ... E toda a ordem depende dessas leis em todos os seus detalhes (ou seja.. pelo que tudo terminará em um estado de bem e completa perfeição.Mas produzirão coletivamente um governo reparado. e as leis são necessárias.. e. através deste ciclo. Parte 2: com apenas tantos tipos de abertura e tantos tipos de encerramento. Parte 2) que a natureza das diferentes criaturas depende de graus de fechamento e abertura e tornando-os como Forte como necessário e tão fraco quanto necessário.. deve haver apenas o bem sem mais nenhum mal na existência. . de tal forma que todas as luzes devem realizar suas reparações levando-se em conta. Ele opera.o que é perfeito.

. . ou seja. cada uma das quais é. para explicar o lugar de cada um no Chariot.. os Sefirot foram transformados em Partzufim. Após o reparo.. Isso explica em que condições o termo Partzuf é aplicado. Esses conceitos nos permitem entender a sequência de desenvolvimento que governa o surgimento do Partzufim e também como as luzes estão conectadas entre si. Isso explica o que são as luzes que compõem o Partzuf. Nosso objetivo era explicar a diferença na forma como eles aparecem na visão profética do Chariot (ou seja. Partzufim Abertura 70 Partzuf .ou seja.. distinguimos entre o corpo e suas roupas. Através disso. a fim de fornecer as bases necessárias para entender o pedido governamental mais tarde. conforme necessário para sua perfeição completa. Conforme mencionado acima. como discutido anteriormente (abertura 12). "como um relógio cujas rodas se encontram 162 . e é isso que vamos discutir agora. No corpo há três vasos: interno.. A diferença entre um Sefirah e um Partzuf já foi explicada acima (Abertura 17). Todo o dano será reparado e a partir de então só haverá bom. externo e intermediário.. um Partzuf é um dos poderes (isto é. na mesma forma particular ou semelhança. Outra distinção fundamental é entre a cabeça ou o início e o fim. por sua vez. ou seja... Esta é a ordem ou a base organizacional que regem o arranjo de todos os detalhes individuais que compõem a semelhança do homem.. . que estão dentro de Netzach-Hod-Yesod). construída de várias partes menores. algumas são mais altas e outras mais baixas. No total. Parte 2: no total há 613.. Isso é chamado de "medida da espessura" ( é. kon'niyut. shiur hakomah ): cada nível superior tem uma função maior do que o nível abaixo. As coisas podem ser maiores ou menores em termos de sua proximidade com a raiz ou a extensão em que se espalham em relação ao mundo inferior.. Esta é a "medida da altura" ( ä ø. Em termos da semelhança do homem. e também entre a luz interior e a luz abrangente e todos os outros aspectos discutidos nos escritos cabalísticos em conexão com os vários estados dos diferentes níveis. ovi ) ou "amplitude". como a proposição continua a dizer: . é necessário discutir o conceito de Partzuf com mais detalhes. cada uma de acordo com sua própria função.. deve-se fazer uma distinção fundamental entre o interior e o exterior ... que é um composto de todos os modos do governo divino).. a semelhança do homem. Todos eles estão unidos em uma única ordem. as partes interna e externa. um dentro do outro.completado de tal forma que tudo será corrigido para o bem. no entanto. e entre o superior e o inferior. Incluído aqui é o conceito da alma e do corpo. Esta proposição consiste em duas partes. Parte 1: A Partzuf. existem 613 peças. Parte 1: Um Partzuf é como uma única luz se espalha e é revelada em todos os seus detalhes. Além disso.. Agora. podemos entender a forma como os níveis estão ligados a outro e igualmente como eles dependem uns dos outros através do princípio da interação mecânica ( ú. e não haverá mais destruição. O que é entendido por esta é a maneira como as coisas são vestidas uma dentro de outra (por exemplo. Sefirot) que se torna diferenciado em suas partes e condições constituintes de forma revelada. em uma única ordem.um modo de governo completo com 613 partes Um Partzuf é como uma única luz se espalha e é revelada em todos os seus detalhes em uma ordem em que certas partes permanecem interiores enquanto outras são externas.. A primeira coisa que deve ser explicada é o conceito de Partzuf. alguns são mais altos e outros mais baixos. Chochmah-Binah-Daat dentro de Chessed-Gevurah-Tiferet. de modo a serem unidos uns aos outros e governados por uma lei governamental global.. em que certas partes permanecem interiores enquanto outros são exteriores. Todos eles estão unidos em uma única ordem.

hre'cr ) que atravessa todo o corpo (veja acima. Este é o "coração" (ou seja.Este é o mistério de "E da minha carne percebo Deus" (Jó 19:26). Isso também é parte integrante do mistério da semelhança do homem: cada parte é construída com inúmeros pequenos detalhes. Em outras palavras. 329..em suma. há um espírito ( ç.. como todos os diferentes aspectos da constituição e do caráter ( í.Daat Tevunot p.. Além disso. Abertura 34 Parte 2).. Isso inclui tudo o que discutido sobre como eles estão vinculados e unidos. e todos os seus diferentes aspectos são exatamente como a ordem dos membros e órgãos do corpo do homem. shefa ) que emanam das luzes.. Assim. os diferentes níveis se unem para governar de tal forma que. Parte 2: no total há 613 partes. Parte 2: Tudo o que existe no homem.. Esta proposição consiste em duas partes: Parte 1: O arranjo das luzes do Partzuf. .. Isso é óbvio. Tiferet e Malchut são unidos...... conforme necessário para sua completa perfeição. Tendo explicado que os Partzufim estão enraizados no mistério da semelhança do homem. 101 ). Abertura 71 Correspondência completa entre o arranjo do Partzuf e a forma humana. pois a Mente Suprema calculou que isso era o necessário para dar ao mundo o caráter necessário.. O fundamento subjacente do que vemos no mundo reside em todos os diferentes aspectos do fluxo ( ò... "E na verdade. "mistura" de elementos ") . hre'cr ) dentro dele..e um pequeno A roda move muitas grandes rodas "..Daat Tevunot p. Mas a verdade é que o número total de detalhes é 613. que é o vínculo conectivo do Partzuf através do mistério do "coração compreensivo"... para se juntar um ao outro.. Este número é parte integrante do mistério da semelhança do homem.. suas interconexões e todos os seus diferentes aspectos são exatamente como o arranjo dos membros e órgãos do corpo do homem... Este arranjo consiste em tudo discutido na abertura anterior em conexão com as medidas de "espessura" ou "largura" e "altura" -. que governa todos os membros.. Isso também foi calculado como parte do cálculo feito pela Mente Suprema para levar a uma perfeição completa.. governa todos os Membros e órgãos diferentes de acordo com sua natureza individual. tudo discernível no ser humano Forma em todos os assuntos deste mundo .. Isso expressa a correspondência completa entre Partzufim e a forma humana.. cada um de acordo com sua própria função. através do seu sangue e através do espírito ( ç. o nível conectado com ele também é despertado. por sua vez. É assim que o governo de Partzuf inteiro emerge da raiz. Cada parte é unida a outra para trabalhar em combinação conforme exigido pela ordem governamental. e governado por uma lei governamental global. através do qual Binah.. a forma física humana é a prole de todas as Sefirot juntas. e a partir daí o governo emerge em toda sua profundidade e verdade. Parte 1: O arranjo das luzes do Partzuf. O arranjo das luzes do Partzuf. agora vamos elaborar mais a correspondência entre Partzufim e a forma humana. porque esta lei geral é literalmente como o coração. Para ser um Partzuf.está tudo enraizado acima.. Vários outros conceitos cabalísticos também se relacionam com a forma como os diferentes níveis se unem e interagem. construído de várias partes menores. .. Tudo o que existe no homem tem algum aspecto correspondente nas luzes do Partzufim acima. e suas interconexões. o centro) que. Tiferet.. Cada parte ou membro do Partzuf é regido pelo "coração" de acordo com a natureza e função da parte em questão. o Sefirah deve ser diferenciado em seus detalhes particulares. quando um nível é despertado. mezagim. . . tudo o que se pode dizer sobre a natureza do homem. cada um dos quais é.. que sustenta todos os 163 . Esta é uma faceta particular que representa este propósito.. e mostra tudo o que pode ser entendido sobre a piedade" ..

masculino e feminino. Ou seja. Ou seja. Parte 2: E há certas diferenças. Através do seu acoplamento. Ou seja. A segunda razão é que o fluxo real de sustento ( ò. Parte 1: Alguns dos Partzufim são do sexo masculino e alguns são do sexo feminino.. E há certas diferenças nas luzes do sexo masculino e feminino. mat'k'la ) - reparar tudo através do mistério masculino e feminino..isso é encontrado apenas nas luzes que estão envolvidas na canalização. Tudo o que se pode dizer sobre o Partzufim supremo segue os aspectos correspondentes na forma humana. shefa ) que precisa entrar no mundo em todos os lados deve vir com o acordo dessas duas qualidades. enquanto que em um lugar onde eles devem concordar. conforme discutido anteriormente (abertura 65). pois estes são os que canalizam e todas as diferentes partes do Partzuf são atraídas para eles Para canalizar de acordo com sua lei. Este é o mistério de "E da minha carne percebo Deus" (Jó 19:26). e as diferenças entre eles Alguns dos Partzufim são do sexo masculino e alguns são do sexo feminino. alguns deles são canais. Abertura 72 O Partzufim .diferentes Aspectos do serviço humano neste mundo. eles irão Certifique-se de concordar. Pois.através das criações no mundo inferior. como você já ouviu. de modo que ele seja atraído continuamente através de uma cadeia de causa E efeito. Quando necessário. Isso é óbvio. a saber. o governo em sua totalidade se estende a tudo o que existe.. os fluxos são unidos.. que compõem o Partzufim acima. De fato. O princípio que está subjacente ao fluxo de influência ( ä. Desta forma. O primeiro é que tem que haver recompensa e punição. em um lugar onde seja necessário fortalecer o outro. Mas no que diz respeito a qualquer diferença na forma .... dando origem à ação necessária. eles irão cuidar disso. Qualquer lugar onde seja apropriado dar influência à influência da Bondade está ao alcance da influência da Bondade.qualquer diferença real . Parte 2: Tudo o que existe no homem tem um aspecto correspondente nas luzes. entender as coisas adequadamente à luz do link que une ao mundo inferior com o mundo superior. Tendo discutido os Partzufim e o que eles têm em comum. abençoado seja Ele. porque a intenção segue o princípio do equilíbrio ( à. bem como uma diferença real em sua lei de operação. hashpa'ah ) é que esse fluxo deve ser uma combinação de Bondade e Julgamento. Parte 1: Alguns dos Partzufim. quando necessário. alguns deles canalizam Bondade e algum Julgamento. Judgment concordará com bondade e. Isso indica em termos gerais em que respeito os Partzufim diferem um do outro.. agora devemos explicar em que aspecto eles diferem uns dos outros. achamos essa diferenciação em detalhes e não na Sefirot. exibem e 164 . alguns deles canalizam Bondade e algum Julgamento.. o que se enquadra inicialmente é o que existe nas criações inferiores. assim como o que existe nas criações inferiores pode ser conhecido através do Sefirot. ou seja. Pois esta é a maneira de investigar e descobrir o que existe no Sefirot . A terceira razão pela qual o fluxo de influência deve ser uma combinação de Bondade e Julgamento é porque as próprias criações incluem alguns que emergem. tanto a Bondade quanto o Julgamento são obrigados a supervisionar todos os detalhes para que. Esta proposição consiste em duas partes. o contrário. É necessário elevar-se à fonte. Isso explica onde está essa diferença. Pois não há nada que não tenha o acordo das duas qualidades de Bondade e Julgamento.. no Partzufim.. enquanto qualquer lugar onde é necessário dar influência ao Juízo está ao alcance do poder do Julgamento. Ou seja. No entanto. que regem a permanência dos níveis mais altos em níveis inferiores e todas as outras características das luzes. a função do Partzufim é canalizar a luz que se origina de Eyn Sof. Há três razões para isso. Isso já foi explicado em conexão com o mistério de MaH e BaN. os Yesods. o vínculo entre o efeito resultante e sua causa.

Isso é óbvio. portanto. e todas as partes diferentes do Partzuf são atraídas para eles para canalizar de acordo com sua lei.. e proporcionalmente à sua excitação. na sua natureza. Isto é óbvio. pois estes são os que canalizam. por pequena que seja. bem como uma diferença real em sua lei de operação.. Isso é claramente visível na forma humana: existem diferenças inatas entre homens e mulheres em aspectos como voz. isso é encontrado somente nas luzes que estão envolvidas na canalização. Os outros 165 . são iguais na medida em que compartilham a mesma forma geral das espécies. e é por isso que é. a saber. Mas. O objetivo do acoplamento é de modo que as influências resultantes não surjam de dois lugares em duas direções diferentes. Para cada função de luz de acordo com sua finalidade. podemos inferir que há uma diferença na Luzes . mas sim no seu caráter.. Ambos devem existir continuamente. existem aspectos que decorrem do lado da Bondade e aspectos que decorrem do lado do Juízo. as luzes envolvidas na canalização da influência devem ser diferentes. dando à luz a ação necessária. em relação a qualquer diferença na forma. Onde eles diferem está na forma como eles diminuem sua influência. e cada raiz deve influenciar e sustentar sua ramificação.uma é a luz da bondade enquanto a outra é a luz do juízo. No entanto.. . os Yesods. Uma vez que as diferentes influências devem ser desencadeadas.. A raiz de tudo isso deve estar acima. O caso de prova é o do castrate (que não tem barba. a ação nasce apenas dessas duas influências depois que eles já foram unidos.. então eles criam influência de todas as diferentes partes do Partzuf.revelam a raiz da Bondade enquanto outros derivam e aludem ao lado do Juízo. a diferença não está na forma das luzes. Pelo contrário. não é uma combinação desses dois.. pois além disso. mas em seu caráter. Pois não há nada que não tenha o acordo das duas qualidades de Bondade e Julgamento. como discutido anteriormente. Isso mostra que é aqui que a raiz da diferença reside.. a influência resultante já será uma combinação de todos esses fatores e irá dividir-se depois abaixo para chegar aos lugares necessários.uma mudança na forma que depende do Yesod)... Toda criação deve ser uma combinação desses dois fatores. A razão é porque não há nenhuma ação que não inclua uma parcela da Bondade e do Julgamento. .não estamos falando de uma diferença quantitativa. .. A verdade é que há uma diferença entre homens e mulheres em tudo o que diz respeito ao Yesod.. Depois que a combinação das influências estiver completa. Pois os Yesods são despertados primeiro. os fluxos são unidos. como a proposição passa para o estado.. etc. uma de mais ou menos. e se os efeitos são diferentes. e... a ação continua. O mesmo se aplica a MaH e BaN. A única diferença é em seus Yesods.desenhando a influência para o lugar necessário.. . . Através do seu acoplamento. Como mencionado acima. uma influência diferente. Em vez disso. Na forma humana é óbvio que existe uma diferença genuína e completa entre os órgãos de reprodução do macho e da fêmea. . É impossível conceber qualquer coisa. mas sim de uma diferença substantiva. .. Mesmo em uma única criatura. aparência.. exceto que é uma diferença que não é tangível (por exemplo. como mencionado acima.. pois a função do Yesod é apenas como "um rio que sai do Éden" (Gênesis 2:10) ... . A função muda de acordo com a alteração na forma em que essa função está enraizada.qualquer diferença real .. A diferença não é necessariamente na forma das luzes. em sua forma individual específica. força física e assim por diante. É por isso que todas as ações requerem tudo isso para poderem surgir. certamente haverá uma diferença. e sua forma é adequada à sua função requerida. as linhas mais suaves da face feminina). tanto homens quanto mulheres consistem em 613 partes e outros aspectos compartilhados. porque as luzes produzem seu efeito de acordo com sua função.. Parte 2: E há certas diferenças nas luzes do homem e da mulher..

basta que a diferença esteja no Yesods para provocar a diferença necessária no governo. com homens e mulheres em todos os lugares do Partzuf. agora devemos explicar a diferença entre um macho e outro e entre uma fêmea e outra. mas emergem como um e moram como um. Toda a função do mal é apenas separar o receptor da fonte de influência. mas ainda em um Partzuf. isso é perfeição.. e também o seu acoplamento não é contínuo. portanto. eles se tornam um do outro. onde quer que o acoplamento seja maior. a fêmea é o receptor ( ì. o fluxo de influência é maior. a fim de conciliar e adoçar o atributo de Judgment e permitir que o receptor se apegue à sua fonte de influência. Depois de ter explicado a diferença geral entre Partzufim masculino e feminino. Abertura 73 Diferentes graus de conexão entre homens e mulheres em diferentes Partzufim. Parte 1: A conexão dos aspectos masculino e feminino é a perfeição. A partir disso. Parte 2: De acordo com isso. Assim. Consequentemente. é porque o mal é impotente para distanciar o receptor da fonte de influência. como será discutido mais adiante no seu devido lugar. mekabel ) enquanto o macho é a influência ativa ( ò.. É através do seu acoplamento que a influência é desencadeada e. pois o objetivo do serviço masculino é trazer Sobre o acoplamento dos aspectos masculino e feminino. isso deve ser óbvio. Há duas partes para esta proposição: Parte 1: A conexão.. Consequentemente. até que tudo seja desenhado para o Yesod. e é assim que a influência é canalizada. respectivamente Zeir Anpin e Nukva.. isso indica um nível de perfeição.. No caso de Arich Anpin. Quanto mais separados se tornam um do outro. onde quer que o macho e a fêmea estejam mais próximos uns dos outros. isso indica um nível de perfeição que não exige trabalho por parte das criações inferiores. É no grau da conexão que há diferenças. Além disso. nível por nível.Malchut de Adam Kadmon .membros reduzem a influência de Eyn Sof acima..que quando o homem e a mulher se juntam.. Este é um nível de perfeição. o macho está à direita e a fêmea à esquerda. Além disso. onde quer que o macho e a mulher estejam mais próximos uns dos outros. mais indica uma falta de perfeição e esse trabalho é necessário por parte das criações inferiores.. mashpia ). Parte 2: Consequentemente. . o principal serviço do homem consiste em trazer a união de Tiferet e Malchut. e a conexão entre eles traz adoçantes.. consequentemente. A distância entre eles aumenta gradualmente. E uma vez que toda a canalização da influência depende do Yesods e os outros membros estão sujeitos a eles a este respeito. Zeir e Nukva são dois Partzufim separados. No Partzuf de Atik há uma excelente conexão.. Segue-se que a conexão do homem e da mulher é a perfeição. Tudo isso é claramente visível na forma humana. Abba e Imma são homens e mulheres e são dois Partzufim. segue-se que não há necessidade de trabalho por parte do homem. e é assim que a influência é canalizada.está vestida e governa Atzilut 166 ... você pode inferir o inverso . O Partzuf de Atik Abertura 74 Atik . quanto mais separados são um do outro. Quando os aspectos masculino e feminino estão conectados. uma vez que a bondade adoça os julgamentos rígidos. não há necessidade de conciliar e adoçar o atributo do Juízo). À luz do que dissemos... Quando isso já é intrinsecamente o caso (porque em um nível tão alto não há maldade e. Isto é claramente assim. porque os homens e as mulheres são o mistério da Bondade e do Juízo. mais indica uma falta de perfeição e esse trabalho é necessário por parte das criações inferiores. A conexão dos aspectos masculino e feminino constitui a perfeição... que não requer nenhum trabalho por parte das criações inferiores.

. discutimos os Partzufim em geral..e não se pode dizer que Adam Kadmon foi construído de MaH e BaN. permanente. MaH e BaN). no nível de 167 . que se estende com os reparos necessários para isso e se vê em Atzilut para amarrá-lo com Adam Kadmon e sustentá-lo e governá-lo. a proposição continua:. que inclui o mundo inteiro. onde os aspectos masculino e feminino são separados um do outro (como no caso do Partzufim inferior.. portanto. ou seja. Tendo discutido Atik em termos gerais. Consequentemente. Atik é o primeiro Partzuf atribuído a Atzilut... Parte 2: Atik é Malchut. Como indicado na abertura anterior. Isso é claramente assim. Uma vez que Malchut de Adam Kadmon tem uma função própria . para governar Atzilut .. porque o vínculo governamental exige que o ramo seja vinculado à raiz para receber manutenção e direção. permanecendo literalmente em uma entidade conjunta como um corpo... Em vez disso. Agora vamos começar a explicar o que os Partzufim são individualmente. . para que Malchut de Adam Kadmon se tornasse um Partzuf.é.... e governá-lo. e eles são seus aspectos masculinos e femininos.. e sustentá-la. Isso explica sua função. Em outras palavras.... como a proposição continua ao estado.. começando com a forma como a Atik é construída..... teve que se estender e se desdobrar para manifestar certos reparos específicos.. em Arich Anpin de Atzilut. e eles são seus reparos.. isso ocorre porque o homem recebeu o BaN da fêmea e vice-versa. 1). é um dos Sefirot de Adam Kadmon.. chamado Partzuf.. Até agora... ou seja.. A proposição consiste em duas partes. agora vamos entrar em maior detalhe.. Essas reparações particulares consistem nos aspectos de MaH e BaN que estão unidos neles. Parte 1: O Partzuf de Atik.. O nível mais alto governa o inferior e o último é o efeito do primeiro. Atik é Malchut de Adam Kadmon. A explicação é que. a existência do ramo depende da raiz. Shaar Atik ch. é construído de MaH e BaN. (Mesmo que a BaN seja encontrada também no masculino Partzuf e MaH na fêmea. 1) . Isso explica como eles estão dispostos. Parte 2: Atik é Malchut de Adam Kadmon.. Você já percebe que os aspectos masculinos sempre derivam de MaH. que são masculinos ou femininos). Shaar Seder Atzilut ch. os ensinamentos cabalísticos afirmam que Atik foi feito de MaH e BaN (ver Etz Chayim... era necessário que Malchut de Adam Kadmon assumisse esses aspectos (ou seja. cada Sefirah que governa por conta própria é chamado de Partzuf por direito próprio. mas é considerado relacionado a Atzilut.. Parte 2. Parte 1: O Partzuf de Atik.) Aqui. Em outro lugar... no entanto. Abertura 75 Os aspectos masculino e feminino de Atik são literalmente um corpo O Partzuf de Atik é construído de MaH e BaN. no entanto. Pois em um lugar. para governar Atzilut.. . que se estende com os reparos necessários para isso. . Esta proposição consiste em duas partes: Parte 1: Atik é a primeira. para obrigá-lo com Adam Kadmon. Como já foi explicado (veja a abertura 70). e eles são seus aspectos masculino e feminino. enquanto os aspectos femininos derivam de BaN. parece que Atik é Malchut de Adam Kadmon ( Etz Chayim. Isso explica os aspectos masculino e feminino da Atik. pois é com esse poder que Malchut de Adam Kadmon governa Atzilut. Isto vem explicar que Atik é o primeiro Partzuf.. No entanto.. Parte 1: Atik é o primeiro Partzuf atribuído a Atzilut.ou seja.. de modo que é impossível atribuir-lhes um lugar e chamar esse direito e outro. eles são unidos em uma única entidade feita de ambos em um único corpo..... e roupas em Atzilut. cada um recebe o aspecto oposto do outro e é por isso que discernimos MaH e BaN nos dois deles.

uma entidade conjunta feita de ambos em um único corpo.Atik. nesse nível.. Pode aparecer como se chamasse a frente e a outra a parte traseira fosse uma descrição espacial. Não há necessidade disso.. Pelo contrário. Parte 2: Exceto que há um rosto. encontramos uma forte radiação poderosamente dirigida ao espectador. ao serem combinadas. o poder da perfeição é tão grande que os aspectos masculino e feminino estão sem interrupção entre eles. Em vez disso. eles são unidos em conjunto literalmente. em Arich Anpin são respectivamente à direita e à esquerda. Isso indica que não existe nenhum julgamento. e não irradie. Essa escuridão não é causada por nenhuma falha: é assim que é por natureza. Para o conceito da parte traseira ( í.) Abertura 76 A "volta" em Atik: O rosto de BaN é a parte de trás do rosto de MaH O fenômeno da parte traseira. agora devemos explicar um detalhe mais que deve ser entendido em relação aos aspectos masculino e feminino. também não é visto em Atik. Parte 2:. achorayim ) indica remoção e partida. Atik não tem "volta" real. Eles são considerados meramente como dois aspectos combinados em um só corpo. O aspecto das costas é absorvido no aspecto do rosto que mantém a influência lá. ..Em vez disso. . direito e esquerda. enquanto olhando para a parte de trás é como estar de pé atrás dos ombros de uma pessoa. são literalmente como duas entidades simples que..voltada e direcionada para os outros. Da mesma forma.... que é Virou-se e não pode ser usado para enfrentar qualquer coisa. que tem uma frente . Seguindo nossa discussão geral sobre a Atik.. onde a radiação é menos completa porque esse lugar não é reconhecível como um "rosto" direcionado ao espectador.. Isso também pode ser entendido considerando a forma humana. também não é visto na Atik.... isso pode não parecer superior. A fêmea. enquanto que na Atik uma é a frente e a outra é a parte de trás... Parte 1: O fenômeno da parte traseira. há um aspecto de "volta"... a fêmea está "atrasada" em relação ao homem. De um jeito.. mas a verdade é que eles não estão de frente e de volta no mesmo sentido em que usaremos esses termos mais tarde... Só podemos dizer em termos gerais que. e uma parte traseira. enquanto que em Atik ambos estão em ambos os lados. onde as luzes estão escuras. não tem um lugar específico. como um corpo.. enquanto outros aspectos são inferiores ao "rosto" na medida em que eles não possuem essa radiação e estão subordinados às luzes principais. as luzes têm um aspecto através do qual eles dirigem intencionalmente e se posicionam em uma determinada direção. Pois há dois níveis na visualização da luz: visualizando sua localização primária ou procurando em algum lugar menos essencial. o que não é o caso de Arich Anpin. Aqui está a superioridade de Atik sobre Arich Anpin. Ao ver o rosto.a "face" . Parte 1: O fenômeno da parte traseira. mas o ponto é que em Arich Anpin cada um tem seu próprio lugar. Ambos são compostos em todos os lugares sem maneira de separá-los. portanto. e o rosto de BaN é considerado como o traseiro do de MaH.. pois toda a Atik mostra um rosto de cada lado...MaH como macho e BaN como feminino. tornam-se um corpo feito de ambos. em todos os lugares onde a fêmea é encontrada. No entanto. onde as luzes estão escurecidas e não irradia. permanecendo literalmente em uma entidade conjunta. Em outras palavras.. No entanto. no sentido de que 168 . um no lado direito e outro à esquerda. é considerada a parte de trás de onde quer que seja. Exceto que há um rosto por causa de MaH e um rosto por causa de BaN. onde a fêmea está à esquerda. onde homens e mulheres estão juntos. Esta proposição consiste em duas partes. onde os aspectos masculino e feminino também estão em um só corpo.. de modo que é impossível atribuir-lhes um lugar e chamar esse direito e o outro para a esquerda. e em termos relativos. eles se dividem no próprio Partzuf .(Em outras palavras.. em todas as partes de Atik há aspectos masculinos e femininos.

Abertura 77 Acoplamento em Atik A conexão desses aspectos masculino e feminino da Atik é literalmente como dois poderes unidos dentro de um corpo. Isso explica o conceito de "acoplamento" de Atik e seu aspecto feminino. Assim. para toda Atik mostra rostos de todos os lados.. que Estão em um composto. pois o estado de Atik é chamado "cara a cara". há de fato uma parte traseira. No entanto. Já declaramos que o acoplamento ocorre sempre que masculino e feminino é encontrado.. os aspectos masculinos e femininos na Atik não são "back-to-back". uma vez que são duas luzes. Atik.. para revelar a perfeição. uma vez que existe apenas um rosto de todos os lados... no nível da Atik.. Claramente.) Parte 2: Exceto que há um rosto por causa de MaH e um rosto por causa de BaN.. e é para proteger a "parte de trás" das cascas ( ú. Atik é um único Partzuf que é todo o rosto mostra a perfeição de Atik. para meios de acoplamento atuando em parceria). (Não há o aspecto negativo do back-to-back exigido quando dois Partzufim devem proteger suas partes traseiras das cascas precisamente porque as duas carecem de unidade. A conexão desses aspectos masculino e feminino da Atik. e eles não podem se casar. mesmo após sua reparação. eles não são reais "de volta". Para a categoria da parte traseira não existe lá. que é a raiz da ordem governamental completa e perfeita. Esta dificuldade é resolvida quando compreendemos que a relação entre os aspectos masculino e feminino na Atik não é a mesma que no caso de Zeir e Nukva. e é necessário entender o que isso significa no caso dos aspectos masculino e feminino da Atik. 169 . aqui estamos apresentando isso como uma vantagem. (Essa união é o seu "acoplamento".as luzes não são direcionadas para baixo para o reino inferior. eles têm dois tipos de rosto. onde. uma vez que eles são literalmente como um corpo. como será discutido abaixo. O aspecto das costas é absorvido no aspecto do rosto que mantém a influência lá. no caso de Atik. o fenômeno da parte traseira não existe. mas é absorvido dentro das luzes do rosto. Em primeiro lugar. é literalmente como dois poderes unidos em um único corpo. pois eles também procuram e brilham para quem olha para lá. Duas coisas são assim resolvidas. sua união com o outro é o que completa esse corpo.. é toda a misericórdia completa.De volta "do Partzufim. no entanto.. Em segundo lugar. A raiz do governo escondido Abertura 78 Um vestígio de todos os atos defeituosos permanece. Isso é uma deficiência. Em outras palavras. não há parte traseira. Isto é porque eles brilham menos do que o rosto de MaH e eles são ligeiramente inclinados por causa da raiz do Julgamento. e o rosto de BaN é considerado como o traseiro do de MaH. a menos que eles se encontrem cara a cara. e lá Não há um nível mais alto de acoplamento e parceria do que isso. como no caso de Zeir e Nukva. a proposição continua dizendo: .. Nenhuma parte traseira é revelada por causa do grande poder do rosto. No caso do último.. e isso pode parecer semelhante ao estado de "back-to-back" em Zeir e Nukva. mostrando o rosto da doçura de todos os lados. . No entanto. Isso responde uma aparente dificuldade. eles são capazes de se unir. Pois estamos dizendo que o rosto de MaH está na frente de Atik enquanto o rosto de BaN está atrasado. No entanto. porque aqui. kelipot ) que a parte de trás está escondida dentro do "back-to. pelo contrário.

Assim.. a perfeição geral trará o reparo completo de todos os defeitos que existiam no passado... Isso explica o que é obtido através desta marca deixada por todos os atos.. Escusado será dizer que não há esquecimento ante Deus. Existem infinitas possibilidades. Se assim for. seja bom ou ruim. mas sim. no futuro. como será discutido mais adiante. Tudo o que é feito abaixo é registrado acima para que o julgamento que seja passado depois tenha em conta o que aconteceu anteriormente.o Residue . quando uma falha foi reparada.. é registrado como uma falha que recebeu seu reparo... Parte 2: E no final. Isto é porque nada é esquecido antes de Seu trono de glória. . mas sim. e então essa verdade será entendida corretamente..depois de quantos outros reparos e quantas falhas veio. Pois não há comparação entre uma falha que vem após um reparo e um reparo que vem depois de uma falha. será entendido como o Residue estava cada vez mais perto de reparar. . Isso é óbvio porque. Parte 2: E no final de todo o ciclo. O que se pretende aqui é que a ordem governamental é feita de tal forma que. Assim. E no final de todo o ciclo haverá um reparo completo levando em consideração tudo o que foi feito. seja bom ou ruim. Isso significa que cada ação adiciona uma falha ou um reparo à ordem governamental geral. mesmo quando parecia que os atos defeituosos estavam fazendo tudo ir para trás.Devemos começar por explicar alguns aspectos fundamentais do governo que exigem todas essas ordens da Atik. E o reverso também se aplica. devemos agora examinar a função da Atik no governo geral e a forma como a Atik é ordenada em conformidade. todos os diferentes aspectos da regra de ocultação . Em outras palavras. haverá um reparo completo. Isso explica o princípio de que todos os atos deixam sua marca acima. o traço da falha não desaparece. Será visto então como a Linha continuou a sustentar o mundo ao longo do tempo da regra de ocultação... durante o tempo do ciclo da roda.. E o reverso também se aplica. Isto é porque nada é esquecido antes de Seu trono de glória.. Há duas partes para essa proposição.. como eu disse. tudo deve ser revelado como um para que a perfeição possa corrigir tudo. mesmo que a ação já esteja no passado. Abertura 79 O Grande Dia do Julgamento: reparo completo e recebendo a recompensa 170 . cada coisa é registrada em sua singularidade com tudo o que o distingue de tudo o resto . ao julgar uma ação dada. o traço da falha não desaparece. todo o passado é examinado e levado em consideração. ou entre uma falha que vem depois de uma falha que foi reparada. Parte 1: As consequências de cada ação já realizada continuam a existir. a fim de não permitir que ele atinja o ponto de destruição real. já que o esquecimento é um acidente do corpo físico. quando uma falha foi reparada. ou seja. e como ele projetou o ciclo de forma a atingir esse estado de Descansa no final.. Tendo discutido o Partzuf de Atik em termos gerais.. mesmo que a ação já esteja no passado. Assim. Parte 1: As consequências. e a ação que vem depois é julgada de acordo com o que foi antes..serão entendidos. . tendo em conta tudo o que foi feito. ou um reparo que vem depois de um reparo que se tornou defeituoso..... O ganho que vem do caminho tudo deixa sua marca acima é porque tudo o que acontece é parte do ciclo da roda que continua girando até o fim para mostrar o Perfeição posterior através do próprio poder das deficiências que existiam no passado. porque a finalidade do ciclo era alcançar esse final de descanso. Ao examinar as coisas em sua particularidade única. está registrado como uma falha que recebeu o seu reparo. e todos os outros detalhes individuais que podem ser discernidos nele.. As consequências de todas e cada uma das ações já realizadas continuam a existir.

todos os diferentes processos no nível das Sefirot não são mais que caminhos pré-fabricados. Parte 1: Todos os diferentes tipos de defeitos que poderiam existir. a perfeição reinará através da relevância do conhecimento de Sua unidade. E todos os diferentes tipos de reparos para todos esses defeitos estão enraizados nas interconexões pelo qual MaH junta-se ao BaN.. O Grande Dia do Juízo é quando todas as ações do mundo serão estabelecidas em sua própria ordem. Todos os diferentes tipos de defeitos que poderiam existir foram enraizados no BaN. não é suficiente se eles são julgados de acordo com o que eles são em si mesmos.. Parte 1: O Grande Dia do Juízo. seja para o bem ou para o oposto (Deus não permita). foram enraizados no BaN. a fim de Proporcionando assim um lugar para o serviço do homem de Deus através da liberdade de fazer o bem ou o mal. Abertura 80 BaN e MaH são a raiz de todos os defeitos e reparos. para verificar a verdadeira natureza e significado das coisas Como eles realmente são. como explicado anteriormente. E. no final de tudo. Parte 2: Consequentemente. agora devemos explicar como e quando essa revelação acontecerá. através da revelação da unidade. Parte 1: Todos os tipos diferentes.. e isso é através do mistério da presciência de Deus. esta revelação da unidade mostra que o poder e o controle são de Si só. tal como foram realizadas. tudo o que foi e será tudo já estava enraizado aqui. ou seja. para provar ao homem a justiça de suas leis. À luz de tudo isso. De acordo com o serviço de cada um ao revelar a unidade. E todos os diferentes tipos de reparos para todos esses defeitos estão enraizados nas interconexões. Isso indica uma premissa sobre a raiz dos defeitos e seus reparos. assim será o deleite na Suprema Perfeição. Este é o dia em que Deus está destinado a julgar todas as Suas obras. Parte 2: À luz de tudo isso. De acordo com a perfeição que reinará. Tudo o que veio antes deles também deve ser levado em consideração. sem fim e sem limites. pelo que MaH junta-se ao BaN. Assim. E. quando todos os atos terão sido feitos.... sem fim e sem limites. abençoado seja o nome dele. desde o início do mundo até o fim. agora devemos fornecer mais explicações sobre a raiz geral envolvida em tudo isso.. a perfeição reinará... e isso decorre do que já explicamos . Em outras palavras. O propósito deste será estabelecer todo o seu julgamento desde o início da ordem governamental até o fim... o reparo de todas as deficiências.. Claramente... através da relevância do conhecimento de Sua unidade. Há outro benefício no Grande Julgamento.. é quando todas as ações do mundo serão estabelecidas em sua própria ordem.. a eterna recompensa será estabelecida para sempre e para toda a eternidade. entender-se-á como tudo isso era necessário para completar a perfeição geral através do mistério de Sua unidade. desde o início do mundo até o fim. Para os 171 . a eterna recompensa será estabelecida para sempre e para toda a eternidade. de acordo com a perfeição que reina. tal como foram realizadas. a recompensa eterna será consertada para todos os que serviram.. Isso explica o corolário da premissa acima... Em outras palavras... Tendo discutido como todos os atos deixam sua marca e como isso serve para revelar a perfeição de Deus através de tudo o que existe. Consequentemente. Tendo discutido como o Grande Julgamento será um julgamento completo dos defeitos e reparos... É por isso que o Grande Dia do Juízo vem ao final. A proposta tem duas partes. abençoado seja o nome dele. a proposição afirma que este Dia do Juízo.que. como explicado acima. Esta proposição contém duas partes. a fim de incluir tudo nele.

. Depois que as deficiências se tornaram conhecidas . isso não poderia ser conhecido. Isso pode referir-se à conexão entre a Linha e o Residue. de acordo com a liberdade de escolha. Se MaH e BaN fossem simplesmente ligados diretamente. ("O acoplamento de Yesod e Malchut de Adam Kadmon" ..que rege a maneira como MaH e BaN são combinados em cada um dos diferentes Partzufim. portanto. No entanto. no final de tudo. existe essa conexão de MaH e BaN. por um lado. os respectivos Sefirot de MaH e BaN em cada caso não são paralelos entre si. os homens agem em seu nível. dependendo dos atos do homem. exceto para Deus. assim como a perfeição que se revela quando o reparo necessário é provocado através do mistério da revelação da unidade suprema. que é a raiz de tudo o que está destinado a existir.Etz Chayim Shaar 3 cap.. No entanto. no entanto. é impossível que essa raiz seja revelada. Tudo o que se relaciona com a reparação das deficiências vem completar a revelação da perfeição geral de Deus.. entender-se-á como tudo isso era necessário para completar a perfeição geral. antes de todos os Atzilut. que em Seu conhecimento supremo sabia tudo. Para o encobrimento em si é o que traz sobre o reparo. Parte 2: De acordo com isso. Esta é uma premissa relativa à conexão de MaH e BaN.. Parte 1: A união de MaH e BaN através dessas interconexões..Gênesis Rabá 3: 8 ). todo o governo depende da ocultação desta raiz. Parte 2: Consequentemente. Pois em proporção às deficiências.diferentes caminhos com os quais a MaH está interligada com BaN são precisamente as vias necessárias para reparar esses defeitos. esta não é a maneira como eles estão conectados. em cada Nível do interior e luzes abrangentes e todos os vasos interiores e exteriores em ambos os casos. Chochmah com Chochmah etc. Pois.. No entanto. a perfeição geral através do mistério de Sua unidade. Porque Deus previu tudo o que estava destinado a ser ("Ele previu as ações dos justos.a necessidade de todas as diferentes vias de O reparo preparado aqui será então compreendido em retrospectiva..quantos existem e até onde eles alcançam . Além de nossa discussão sobre as interconexões entre MaH e BaN. Abertura 81 A ordem governamental escondida .) Para o Partzufim Foram produzidos de acordo com a maneira como 172 .a raiz do livre arbítrio. E. então. existe a raiz oculta que está na maneira como MaH se junta com o BaN.como é evidente a partir da ordem em que os Partzufim foram classificados e purificados . então tudo o que precisamos entender sobre este assunto é que cada nível deve ser um composto de MaH e BaN.. preparou aqui as reparações que bastaria para tudo o que estava destinado a ser. e. . enquanto os Partzufim de Atzilut são todos compostos de MaH e BaN. A união de MaH e BaN através dessas interconexões é a verdadeira raiz de toda a ordem governamental." . Por outro lado. conforme exigido para as criações... há.. A ordem governamental revelada . tudo o que foi e será tudo já foi enraizado aqui. como uma única Árvore que constitui uma ordem completa de governo. Keter com Keter. há um arranjo único . e isso é através do mistério da presciência de Deus.. seu arranjo e a forma como eles governam. cada Sefirah de um estava unido com o Sefirah correspondente do outro. Em vez disso. Por conseguinte. Há duas partes para essa proposição.. Pois.. devemos entender o Partzufim de Atzilut. O fato de haver um arranjo único mostra que há um propósito específico aqui que vai além do que esperávamos se a conexão fosse direta.o Partzufim de Atzilut. À luz disso. 2. Parte 1: A conexão. Muito pelo contrário. Para preparar-se aqui é tudo o que pode existir ao longo de todo o tempo. vamos agora examinar como eles são organizados. Este é o corolário da premissa acima. enquanto o Santo seja abençoado.. Ele realiza seu plano. ele é exibido: esta é a ordem de Atzilut com seus vários Partzufim. a ordem cuja função o Santo seja abençoado. e isso não é conhecido.. No início.

e todos os reparos para todos esses defeitos. Podemos. O reparo atribuído como a tarefa de cada alma individual decorre da forma como esta interconexão de MaH e BaN é organizada. Em outras palavras. No entanto. sabemos que sua raiz está aqui. No entanto. e esta é a causa raça de porque. E assim por diante. era necessário que essa raiz fosse escondida. Do jeito que as almas estão enraizadas no Partzufim de Atzilut.. Assim. que existe para provocar a possibilidade do serviço do homem. porque enquanto vemos apenas o governo emergir do Partzufim de Atzilut. agora vamos discutir a maneira como ela afeta a ordem governamental. essa é realmente a verdadeira raiz. em última análise.MaH e BaN se conectam.para provocar a possibilidade do livre arbítrio. é a verdadeira raiz de toda a ordem governamental. torna-se revelado que o propósito do encobrimento era para o bem do reparo . há a ordem revelada:. 173 . e somente depois a própria ordem governamental surge através dos Partzufim. derivados de BaN. os homens agem em seu nível de acordo com a liberdade de escolha. ele realiza seu plano. Parte 2: Por conseguinte. enquanto eles sabiam que não teriam sucesso. Para o encobrimento em si é o que traz sobre o reparo. Para então. em alguns casos. Devemos. Uma vez que a presciência do que vai acontecer é retida das pessoas. por um lado. portanto.. enquanto outros sofrem. portanto. esta é a ordem de Atzilut com seus vários Partzufim. os Partzufim. se eles se esforçam para fazer algo sem poder realizar isso.. a conexão de MaH com BaN. eles ainda recebem uma boa recompensa por seu esforço... Além da nossa explicação sobre essa raiz oculta. desta primeira raiz oculta da ordem governamental. que compõem uma única ordem visível. Mesmo que isso não pareça.. a verdade é que esta ordem de raiz não é conhecida por nós: apenas a ordem do Partzufim que emerge dessa raiz é conhecida por nós. se eles fazem algo e conseguem. Pois. Mas a verdade é que a raiz deste mistério reside nesta conexão oculta. existe a raiz oculta que está na maneira como MaH se junta com o BaN. eles não teriam livre arbítrio e não haveria nenhum serviço e nenhuma recompensa ou punição.. Pois se eles tivessem esse conhecimento. Abertura 82 O papel das diferentes almas no reparo geral: as variações nas fortunas dos justos estão enraizadas na conexão escondida de MaH e BaN.. sempre sabemos que cada aspecto que vemos nesta ordem revelada tem uma raiz e uma causa que se encontra na raiz oculta. parece não haver motivo válido para isso.os defeitos. enquanto o Santo é abençoado.. Muito pelo contrário.. Ele é exibido. . Através do ciclo pelo qual o mal volta ao bem. eles não sabem que o que eles deveriam realizar já era conhecido.já foram revelados. mas esta mesma ordem está profundamente enraizada em sua própria raiz. No entanto. a verdadeira raiz. a ordem cuja função o Santo seja abençoado.. os justos desfrutam de uma boa vida. Assim. Esta raiz é o nível da presciência de Deus. eles não teriam feito o esforço. a verdade é que o que Deus com a Sua presciência sabia que vai acontecer é o que acontece. e isso não é conhecido. dizer que primeiro deve existir essa raiz da ordem governamental que organiza essas interconexões. todo o governo depende da ocultação desta raiz. onde tudo o que seria depois .. há. derivados de MaH .Uma vez que a intenção da ordem governamental é fornecer um lugar para o serviço do homem e para recompensa e punição. todo o serviço do homem depende de que esse conhecimento supremo seja escondido deles. e essa raiz não podemos saber. inferir que a ordem de Atzilut é a ordem que a Vontade Suprema queria nos revelar. Há uma razão pela qual a ordem governamental exige que se revele um e o outro não deve ser revelado... que Ele não quer nos revelar. Por outro lado. é impossível que essa raiz seja revelada. Por outro lado.. por um lado. Por outro lado.

e essa é a raiz do porque. A Mente Suprema não criou mais almas do que era necessário para a tarefa.a parte da alma no serviço geral - depende das interconexões de MaH e BaN que estão enraizadas na Cabeça que é Desconhecida. a criação é organizada de acordo com o serviço exigido das almas). No entanto.. Os Partzufim de Atzilut foram feitos através do processo de triagem e seleção das partes dos navios quebrados. Mas a verdade é que a raiz deste mistério reside nesta conexão oculta. Pois de acordo com a raiz da alma em Atzilut..embora ele não seja digno (veja Brachot 7a). não é possível discernir tal diferença. apesar da dissimulação da ordem governamental de MaH e BaN por causa do livre arbítrio (ver Abertura 81 ).. fazendo com que o Partzufim seja igual . mazal ) da hora" que afeta o destino das pessoas.. e elas se estendem a todas as diferentes criações e a todos os mundos.a forma humana como a chave para o serviço do homem e os mandamentos da Torá São ordenados. porque o que foi . portanto. mas não em termos das partes selecionadas. (O Mazal . Inicialmente.. mais ou diferente. . seja elas menores. ele lhe respondeu: "Eu ficarei com graça a quem eu ficarei gracioso " (Êxodo 33:19) . parece não haver uma razão válida para isto. foram feitas em cada caso. mas não em Atzilut. Pois assim como há duas ordens de governo .Assim. o que eles são feitos agora não é mais reconhecível porque as partes selecionadas já estão unidas. . (A criação inteira serve ao homem e.. recompensa e punição.. Com respeito a esta ordem. não há nenhuma distinção entre os diferentes Partzufim. Este é o conceito de "fortuna ( ì. cada alma tem seu próprio reparo de raiz para realizar. ) Do modo como as almas estão enraizadas no Partzufim de Atzilut. é porque.. Se houvesse alguma diferença discernível entre um Partzuf e outro por causa das partes de MaH e BaN selecionadas para sua construção em cada caso. há uma razão logicamente necessária para que um indivíduo justo possa ter uma boa vida enquanto outro sofre. Se este é o nível em que as almas estão enraizadas. Foi por isso que Moisés teve dificuldade com o sofrimento dos justos. Abertura 83 As partes de MaH e BaN das quais os Partzufim foram feitas não são discerníveis na ordem governamental. Os Partzufim de Atzilut foram feitos através do processo de triagem e seleção das partes dos navios quebrados. e depois eles entram e arraigam na ordem revelada de Atzilut. pois isso depende da raiz individual da alma. Para as almas estão enraizadas nesses níveis que estamos discutindo ("o Yechidah é de Adam Kadmon" . pois calculou tudo .aqueles feitos de certas porções selecionadas sendo semelhantes aos feitos de outras porções selecionadas. eles foram enraizados no nível escondido. então. Nesse nível. e além disso o Santo. decorre do modo como esta interconexão de MaH e BaN está organizada.assim as almas estão enraizadas em ambos eles.. O reparo atribuído como tarefa de cada alma individual.Shaarey Kedushah 3: 2) e É a partir daí que eles recebem sua missão cada de acordo com sua raiz particular.. etc. eles não mereceram esse lote.. abençoado. Seu funcionamento ainda seria reconhecível como resultado. mas não de sua raiz individual em Atzilut. os justos desfrutam de uma boa vida. e a forma humana como a chave para a forma como as almas são ordenadas. Nossa única preocupação é com a forma como o Partzuf em questão governa uma vez que foi corrigido em 174 . onde o serviço se baseia no princípio do mérito.... porque toda a ordem governamental opera primeiro e principalmente através e para as almas. exceto em termos de inclinação para Bondade ou Julgamento. . No entanto. em alguns casos.foi (a seleção já foi feita) e Atzilut é uma única ordem na qual cada aspecto instituído como um Partzuf vem e governa. enquanto outros sofrem.a ordem escondida enraizada na Cabeça que é Desconhecida e a ordem revelada de Atzilut .. e isso contribui para o reparo sucessivo de todos os aspectos da existência de acordo com o que é atribuído a essa alma.

tem um propósito na ordem governamental.. as pessoas envolvidas não precisam entender por que o rei atribuiu um dever particular a uma pessoa em particular. Esta proposição consiste em duas partes.. Parte 1: A maneira como MaH se junta com o BaN. Uma vez juntas. .. uma vez alcançado. Tudo o que eles têm que saber é Que dever eles foram designados. Por exemplo.. fazendo o Partzufim igual... A maneira como MaH se junta com o BaN nos diferentes Partzufim como resultado do processo de seleção e classificação que ocorreu certamente não é sem propósito. Podemos comparar isso com um grupo de pessoas atribuídas a vários deveres pelo rei. mas tendo sido reparado. Qualquer coisa que mais partes precisassem de mais mão-de-obra para atingir esse estado. Isso se refere à interconexão que discutimos anteriormente.. isso produziu um Partzuf com a natureza completa necessária para a ordem governamental de Atzilut. Pois a maneira como MaH e BaN são combinados não é apenas a raiz da ordem governamental acima. Atik é feito a partir dos cinco primeiros Sefirot de Keter de BaN. do qual outro nível - Atzilut .. o que eles são feitos agora não é mais reconhecível.. Abertura 84 As diferentes partes de MaH e BaN em cada Partzuf têm uma influência escondida - mas. dá ao Partzufim qualidades importantes . mas apenas em termos de suas atribuições individuais em cada caso...) . O que é visível é apenas o que foi produzido após o processo de seleção. mas apenas na ordem governamental escondida). Parte 2:.. O que era necessário desde já não é mais reconhecível porque. Distinguimos entre as diferentes pessoas não em termos de diferenças que possam existir em sua construção física pessoal..) Assim. A maneira como eles são combinados não é sem propósito. No entanto. pode demorar mais para reparar um navio que é mais gravemente danificado. (O rei atribui a cada um seu dever particular por causa de suas qualidades únicas. todos são iguais (no sentido de serem construídos com a mesma estrutura . (Nesse caso.. porque as partes selecionadas já estão juntas.. sua natureza intrínseca ficou escondida e agora não está visível. aqueles feitos de determinadas porções selecionadas sendo semelhantes aos feitos de outras porções selecionadas.Quando as partes selecionadas foram unidas em cada caso.As qualidades resultantes estão no entanto escondidas. (Da mesma forma.teria surgido... pois não pode deixar de deixar alguma marca no próprio Partzufim.. a maneira como eles são unidos em cada caso não é sem propósito no próprio Partzufim. que são conhecidas pelo rei.exceto que estas estão escondidas dentro delas. a Cabeça que não é conhecida não teria sido mais do que um nível intermediário de que o Atzilut como um todo se desenvolveu e não precisaria ter 175 .. externamente.. os quatro primeiros de Binah e os sete Keters dos sete Sefirot inferior. Em outras palavras. E a ordem em que eles são feitos para funcionar depende da forma idêntica que todos eles já têm em comum. todas são iguais. Pelo contrário. um Partzuf feito de poucas peças selecionadas com mão-de- obra mínima alcançou o O mesmo que um feito de muitos com muito trabalho. (A combinação específica de partes selecionadas em cada caso não é decisiva na ordem governamental revelada. no entanto. alcançou.... certamente não é sem propósito. Mas essas coisas não são reconhecidas na ordem governamental revelada. Se a maneira como MaH e BaN se juntaram eram apenas uma raiz oculta geral da ordem governamental.a forma humana). isso teria que ser um nível separado por si mesmo.. No entanto.. exceto que estes estão escondidos. na medida em que são Partzufim.. Parte 1: A maneira pela qual MaH se junta com BaN nos diferentes Partzufim como resultado do processo de seleção e triagem que ocorreu. não é menos funcional do que um navio que foi menos gravemente danificado.seu lugar em Atzilut. Embora a forma como MaH e BaN sejam combinados nos diferentes Partzufim não é reconhecível. mas. os três primeiros Sefirot de Chochmah.

Pelo contrário.. Parte 1: A localização da ordem governamental. todos são iguais. E a ordem em que eles são feitos para funcionar. Esta proposta tem duas partes. isso depende da interconexão de MaH com BaN está na cabeça desconhecida.. Pois os Partzufim estão em Atzilut. enquanto os resultados são encontrados no Partzufim e ambos estão ocultos. Parte 2: no entanto. em cada caso. da qual seus ramos e consequências resultantes se estendem a todos os locais onde eles alcançam. Esse nível será um dos Dez Sefirot ou um aspecto particular de um deles. dá as qualidades importantes de Partzufim. nem a ordem subjacente nem as suas consequências são determináveis ou compreensíveis no mínimo. No entanto. Este local está escondido.. A localização da ordem governamental que depende da interconexão de MaH com BaN está na cabeça desconhecida.. Isso explica onde esta ordem governamental está localizada. essa é a ordem que manteve o controle após o processo de seleção como resultado do que já havia sido feito. Parte 1: A localização. mas a verdade é que eles derivam daqui. O segundo é como o Partzuf funciona como Partzuf em Atzilut.. ... já que ela tem Já foi instituído que cada lei deveria brilhar como uma luz. já que antes de 176 . portanto. Este é o aspecto essencial no próprio Atzilut. construídos de combinações únicas de diferentes partes de MaH e BaN. Se assim for.. Exceto que às vezes certos movimentos são vistos no Parztufim cuja raiz é desconhecida. e. Pois a maneira como eles se interligam certamente deve ser decidida imediatamente desde o início. esta ordem baseia-se não nas diferenças entre eles. ma'or) em questão. O último aspecto é revelado enquanto o primeiro está escondido.expressão em cada Partzuf individual.) Como cada lei é uma luz e a ordem governamental geral é uma lei única. exceto que não é visível. Abertura 85 A raiz das interconexões entre MaH e BaN está na cabeça desconhecida. A forma como esse pedido governamental corre dá origem a uma ordem governamental de grande importância nos Partzufim. . Parte 2:. (Toda a ordem governamental vem ensinar sobre a vontade de Deus e. O que é visível é apenas o que foi produzido após o processo de seleção. portanto. agora examinaremos sua localização. mas Atik é mais alto que todos e é o chefe de todos eles.. (É como se todos fossem combinados das mesmas partes de MaH e BaN.. embora a combinação particular de MaH e BaN constituíssem Partzuf. Para isso não foi encomendado durante o período de processo de seleção. Pelo contrário. mas deve ter uma influência no próprio Partzufim. Cada função tem um nível próprio onde a função em questão é realizada. Que cada função tenha seu próprio nível deve ser bastante clara. Esta é a ordem em que eles são organizados após a sua seleção e purificação. apenas o que se encaixa com este propósito é visível enquanto o resto está escondido dentro dele.. Consequentemente. Tendo discutido esta ordem governamental de MaH e BaN. a combinação dos dois não é apenas uma preparação geral para o mundo de Atzilut. Tem que haver um lugar em que a função em questão é fixa.. depende da forma que todos já têm em comum. segue-se que toda a ordem governamental é uma luz sobre Um nível próprio. mas sim no que eles têm em comum. exceto que estes estão escondidos dentro deles. ohr) é uma lei do atributo supremo que brilha através da luminária (ø. porque cada luz (ø... No entanto.) Uma vez que os Partzufim são. todos os Partzufim têm a mesma forma em comum.. A primeira é como MaH e BaN são combinados em cada Partzuf.. A forma como MaH e BaN são combinados tem um efeito sobre o próprio Partzufim. O funcionamento do próprio Partzufim tem dois aspectos diferentes. cada lei é uma luz. após esse processo de seleção. e este foi o primeiro lugar onde a união de MaH e BaN surgiu. cada Partzuf sendo construído a partir de 613 membros).

então há em todos os outros Partzufim (ibid.. nós agora a consideraremos mais detalhadamente e discutiremos as incertezas contidas na Cabeça Desconhecida. é evidente que ele chama essa Cabeça por esse nome por causa da sua tremenda grandeza e glória. Pois. o próprio ARI diz .. Exceto que às vezes certos movimentos são vistos no Parztufim cuja raiz é desconhecida. Isso nos leva ao assunto das incertezas na Cabeça Desconhecida. Tendo explicado a localização da ordem governamental decorrente dessa interconexão da MaH e da BaN.. Todo esse assunto se relaciona com as "incertezas" ( ú. nem a ordem subjacente nem as suas consequências. isso não é compreensível nem visível no mínimo.. no mínimo." 177 . No entanto.porque é assim que os Partzufim são compostos. o que isso traz no Partzufim. 3ff). ambas as conexões existem . Estas são incertezas relacionadas à forma como MaH e BaN se juntam (ver Etz Chayim.... Uma vez que foi estabelecido dessa maneira. Shaar Atik ch. pode- se perguntar por que razão há para chamar essa Cabeça. No entanto. é necessário estabelecer o caminho pelo qual a interconexão será feita. Como isso afeta o Partzufim. No entanto.. Exceto que quando observamos as diferenças encontradas nos Partzufim em vários estados diferentes e certas outras mudanças que ocorrem neles. e a ordem governamental escondida essencial os segue a todos. e é por isso que não pode ser Agarrado. Em vez disso... e ambos dão origem a certas qualidades no Partzufim. Há formas de conexão que são de natureza oposta. Há duas dificuldades aparentes sobre esses ensinamentos. s'feikot ) discutidas pela ARI de memória abençoada em conexão com A Cabeça que é Desconhecida. A proposição consiste em duas partes: Parte 1: Todos os diferentes tipos de conexões. ninguém os vê pelo que realmente são. que essa Cabeça é a primeira e a raiz em relação às incertezas. a "Cabeça que é Desconhecida" quando todo o resto de Atzilut é igualmente desconhecido.. são determináveis ou compreensíveis. Em primeiro lugar. e só depois são atraídas para o outro Partzufim de Atzilut. de que benefício é saber quais são essas incertezas? Em segundo lugar. é que a Cabeça é desconhecida por sua grandeza e glória. É por isso que se chama Cabeça que é desconhecida. sabemos que estes derivam da maneira como MaH e BaN se juntam.. Parte 1: Todos os diferentes tipos de conexões que possivelmente poderiam existir entre MaH e BaN. Poderíamos tentar responder a isso dizendo que este é o primeiro no sentido de que é neste cabeçalho que as incertezas são nascidas.. No entanto. que não está ligado à Sabedoria e não ao Entendimento.Parte 2: A forma como essas combinações regem acima. e é por isso que está escondido. no Idra Zuta (288a). (A implicação não é como tentamos responder. ou seja. Se assim for. Isso deve ser claro à luz da nossa discussão na abertura anterior. especificamente. isso não parece consistente com a intenção clara das palavras do rabino Shimon bar Yochai de memória abençoada.) Porque ele diz: "O Chefe que não conhece e não é conhecido. Abertura 86 As incertezas na cabeça desconhecida e suas consequências no Partzufim: opostos que existem. A forma como estas combinações regem acima governa o que acontece no Partzufim. mesmo assim.começarem a juntar-se. o mesmo caminho será seguido em todos os lugares mais baixos.. Capítulo 5).. Todos os diferentes tipos de interconexões que poderiam existir entre MaH e BaN foram realmente feitos. assim como há incertezas relacionadas à Cabeça Desconhecida. mas a verdade é que eles derivam daqui. A forma como esse pedido governamental corre dá origem a uma ordem governamental de grande importância nos Partzufim.e é necessariamente o caso -. Isso explica o que está contido na Cabeça Desconhecida como resultado da maneira como MaH e BaN se juntam.

no caso deste último. Concedido. Em vez disso.. sabemos que todos esses caminhos existem. que são todas as diferentes possibilidades de reparação e danos. é o poder de criar diferentes combinações que juntam uma coisa a outro detalhe por detalhes até que todas as partes diferentes sejam unidas entre si de todas as maneiras possíveis.) Vendo vários tipos de caminhos. No entanto. 3) . esse pedido governamental oculto consiste em detalhes Leis individuais suficientes para governar tudo dentro dela.as leis dos Partzufim e tudo o que depende deles. (Eles só podem aparecer um após o outro. poderíamos simplesmente dizer em uma palavra que sua função está escondida de nós sem entrar em detalhes sobre o que é que é incerto. todo o Atzilut é o mesmo .. em um exame mais aprofundado. é impossível corrigir qualquer coisa com certeza quando se olha para essa Cabeça. Assim como a ordem governamental revelada é composta por leis detalhadas . essas incertezas também são encontradas nos outros Partzufim como aspectos que se desenvolvem como resultado. mas existem simultaneamente).. No entanto. porque as coisas 178 . ibid. Essas combinações de MaH e BaN constituem as leis da ordem governamental oculta que estamos discutindo.qual é o motivo da incerteza? A razão é que é essa própria Cabeça mesma . Para essas combinações de MaH e BaN são todas as diferentes maneiras pelas quais a bondade pode se espalhar para trazer o mal de volta ao bem. Um momento parece uma maneira e outro momento parece diferente. E por causa de seu poder e controle. estas são ordens suficientes para governar tudo o que existe em todos os aspectos do seu governo . o fato é que todos esses aspectos diferentes e contraditórios podem ser discernidos. esse Cabeça que é Desconhecido é um tipo de luz viajando no modo de "correr e retornar" ( Idra. foram realmente feitas.. derivam de todas as combinações possíveis de MaH e BaN. Veja Etz Chayim Shaar Atik capítulo 5: ". suas leis são conhecidas apenas como incertezas. Se este Chefe estava completamente escondido. .então. se uma única interligação estivesse faltando. Essas leis são as combinações de MaH e BaN. parece diferente. há incertezas sem fim ". e a ordem governamental secreta essencial segue-os a todos. Pois.. As incertezas de que estamos falando não são o tipo normal de incertezas em que estamos em dúvida sobre se algo é ou não é o caso. cada ordem governamental é uma luz através da visão de que é possível entender a ordem ou o aspecto governamental em questão..) A resposta é que a Cabeça Desconhecida é uma única ordem governamental que exige que seja assim com essas incertezas. Claramente. . mas. mas é impossível obter uma compreensão definitiva de qualquer um deles. O que se vê é incerto e sem qualquer fixidez. bem como incertezas quanto à sua composição. todos os seus diferentes aspectos são visíveis individualmente e estamos certos de que todos eles existem. A diferença entre as ordens ocultas e reveladas é que. é simplesmente impossível chegar a uma conclusão definitiva e determinar qualquer faceta com certeza absoluta. um reparo teria faltado. especialmente todos os detalhes discutidos pela ARI de memória abençoada. Pelo contrário.) Em que todos esses aspectos diferentes podem ser vistos. Agora. qual razão especial é Lá para chamar essa Cabeça por esse nome? (A mesma grandeza e glória também estão nos outros Partzufim. como você já ouviu (Aberturas 6-7). Mas os diferentes aspectos da ordem oculta não são conhecidos com a mesma certeza. enquanto tudo deve ser reparado.que causa essas incertezas. (As leis. porque um momento parece de um jeito... No entanto. Com relação às incertezas discutidas em relação à Cabeça Desconhecida. pode haver questões de dúvida relativas às luzes e vasos da BaN e tudo isso depende disso. O que é desconhecido é qual das possíveis combinações funciona e quando. que não teríamos concebido.. como eu disse. a verdade é que todas as diferentes combinações de MaH e BaN realmente existem (embora pareçam contraditórias).na medida em que podemos ter qualquer conhecimento disso . Mas quanto a todas as outras incertezas relacionadas às interconexões detalhadas entre MaH e BaN no Cabeça Desconhecida (Etz Chayim Shaar Atik ch.da mesma forma.Se assim for. Levar isso em mente irá ajudá-lo a entender por que as incertezas que estamos discutindo surgem.

. contrário ou oposto um ao outro.. (É impossível formular uma lei abrangente para explicar toda a ordem governamental. Por vezes.) Existem formas de conexão que são opostas na natureza. contrário ou oposto ao primeiro. ninguém os vê pelo que realmente são. Parte 1: Todos os atos. em vários estados diferentes e certas outras mudanças que ocorrem neles. Segue-se que uma mudança nas combinações governamentais levará à mudança nas qualidades que governam o Partzufim. Exceto que quando observamos as diferenças encontradas no Partzufim. porque ambos existem para que cada um possa dominar um aspecto por si só. O Cabeça que é Desconhecido é a raiz de tudo isso . e às vezes outras. Todos os atos que foram e estão sendo feitos no mundo estão sujeitos a essas interconexões. No entanto. No entanto. literalmente o oposto um do outro. as luzes e os reparos são vistos para dominar o Partzufim e às vezes deficiências. Estas são as mudanças nos estados e o funcionamento do Partzufim como discutido nos ensinamentos da IRA da memória abençoada em conexão com essas incertezas..ou seja. porque depende de quais raízes da criação precisam ser reparadas. sabemos que estes derivam da maneira como MaH e BaN se juntam. Os Partzufim também possuem qualidades derivadas da combinação de MaH e BaN e qualidades do outro. todas essas combinações têm controle o tempo todo. Abertura 87 As diferentes c ombinações na Cabeça que é Desconhecida são todas as vezes e são incompatíveis. Portanto. E isso não é problemático. às vezes uma potência e regras de qualidade.... na forma como são combinadas. Como dissemos. ambas as conexões existem. pois cada elemento é unido a todos os outros. Toda a 179 . seja uma reparação ou um dano de algum tipo. e isso não é revelado nem conhecido.) . agora devemos explicar sua importância. e ambos dão origem a certas qualidades no Partzufim. Suas interligações são. passando de um aspecto para outro que pode ser semelhante. porque toda a ordem governamental existe em cada parte.. é impossível entender e compreender sua verdadeira natureza.. Parte 2: A forma como essas combinações regem acima governa o que acontece no Partzufim. Após a discussão dessas interconexões na Cabeça que é Desconhecida. e o governo se transforma de um para o outro em cada coisa.. Mas a fonte do assunto reside nessas combinações.continuam se transformando no contrário.. Em outras palavras. seja ele equivalente.. ainda assim... ambas as combinações contrárias e opostas. E tudo vai ser consertado na eternidade. e elas são desconhecidas para nós. Todas as coisas são regidas de acordo com todas essas combinações. E os estados do Partzufim mudam correspondentemente no modo de "correr e retornar". Esta proposição consiste em três partes.. essas mudanças derivam de lá. porque esta é a forma como os Partzufim são compostos. Para qualquer coisa que não tenha sido enraizada aqui. cada coisa de acordo com tudo o que já foi feito. .... portanto. E ninguém pode entender ou compreender qualquer coisa. (Elementos simples podem ser combinados de maneiras opostas. essa raiz não é conhecida. ou seja.. o que dá origem a certas qualidades.. No entanto. ou seja. Parte 2: Todas as coisas são governadas. dependendo das ações das criações inferiores. os Partzufim estão ligados a essas interconexões entre MaH e BaN.. exceto o que é revelado através da ordem e da lei visíveis no Partzufim... . Todos os atos estão sujeitos a essas interconexões. isso não é compreensível nem visível no mínimo. Como essa raiz não é visível. não ocorrerá.pois as diferenças são visíveis no Partzufim. porque não é revelada.

contrários ou opostos uns aos outros. (As almas apreciarão a perfeição da ordem governamental que será revelada através dessa ação). (A influência é mútua: a ação afeta o Cabeça que é Desconhecido. Através do poder desse afeto causado pela ação. No entanto. Parte 2: Todas as coisas são governadas de acordo com todas essas combinações. passados. porque todos eles já estão aqui. é chamada a ordem do Cabeça que é Desconhecida. aqueles que estão no Cabeça que são Desconhecidos mantêm o balanço todo o tempo. No caso das outras luzes no outro Partzufim de Atzilut. Parte 3: Portanto. todos os aspectos diferentes. sempre leva em consideração a totalidade geral (ver Abertura 78). porque é daqui que deriva e isso não pode ser conhecido. Esta é a aparência incerta vista no Cabeça que é Desconhecida. todos são afetados simultaneamente.. mas está registrado para existir para sempre e para toda a eternidade.. E os estados do Partzufim mudam correspondentemente no modo de "correr e retornar".. E tudo vai ser consertado na eternidade.. o que.. A regra é que um ramo de algo escondido é revelado. Estes diferentes estados dão origem às diferentes qualidades encontradas nos Partzufim. O mistério do conhecimento de Deus é que contém tudo o que vai acontecer da mesma forma que acontecerá. Assim. Todas essas combinações diferentes mantêm o controle continuamente. Abertura 88 A Cabeça Desconhecida contém todas as interconexões. e o governo se transforma de um para o outro em cada coisa. pois. para Nela. exceto o que é revelado através da ordem e da lei visíveis no Partzufim. Como dissemos.. nas possibilidades já preparadas na cabeça que é desconhecida) nunca acontecerá. ..... dependendo das ações das criações inferiores. toda ação perdura por causa da perfeição destinada a ser revelada depois pelo eterno deleite das almas. cada ação nova tem efeito sobre todo o passado.. de modo que todos os diferentes tipos de combinações sejam vistos constantemente. a maneira como as coisas são organizadas é a seguinte: cada ação realizada pelos homens atinge seu lugar aqui. Para a ordem governamental. não surgirá. seguindo a ordem de Atzilut. é uma radiação que é impossível entender ou 180 . A única compreensão que temos desta mudança é como é expressa na ordem do Partzufim.. os Partzufim... porque toda a ordem governamental existe em cada parte. são afetados por esta ação. se eles são equivalentes. No entanto. Aqui. A Cabeça que é Desconhecida é uma única radiação contendo todas essas interconexões de MaH e BaN. cada coisa de acordo com tudo o que já foi feito.. contrário ou oposto ao primeiro. Parte 3: Portanto. No entanto. (Na Cabeça que é Desconhecida são todas as ações do passado. Mas a fonte do assunto reside nessas combinações. presentes e futuros.. Assim. presente e futuro). que pode ser semelhante. Para qualquer coisa que não tenha sido enraizada aqui. todas essas combinações têm controle o tempo todo. são posteriormente organizados de maneira a atuar no mundo.ordem governamental segue conforme. O resultado dessa ação nunca deixará de existir. Como afirmado acima. em todas as ações. o governo gira de um aspecto para outro em todos os aspectos diferentes. E ninguém pode entender ou compreender qualquer coisa. porque todos eles estão incluídos aqui. como já discuti. por sua vez. seja uma reparação ou danos de algum tipo. afeta o Partzufim)... todo o presente e todo o futuro. Estes são os três tipos possíveis. mudando de um aspecto para outro. Para o que não está incluído neste conhecimento (ou seja. cada um mantém a influência em seu próprio tempo. tudo é afetado por tudo. como mencionado na abertura anterior... A incerteza reside em tentar agarrá-lo.. Parte 1: Todas as ações que foram e estão sendo feitas no mundo estão sujeitas a essas interconexões. mas a própria raiz permanece sempre oculta. e isso não é revelado nem conhecido.

não conseguimos entendê-la. E na verdade. o que está contido nele não é aparente. é uma radiação que é impossível entender ou entender. não poderíamos encontrar nossos braços e pernas . então parece diferente.No entanto.. então parece assim .. uma interligação parece existir nele e às vezes uma interconexão diferente que pode até ser oposta à primeira.. a própria radiação permanece de tal forma que é impossível entender. Em vez disso. E na verdade.é um tipo de radiação que é impossível de entender. não poderíamos encontrar nossos braços e pernas . Parte 2: Assim. Parte 2: Assim. o que está contido nele não é aparente. Se você perguntar o que ganha com essa incerteza.. às vezes. A incerteza está no observador observando essa Cabeça e suas luzes. porque parece que ambas as combinações regem. de acordo com o que estamos dizendo.ou seja. porque. Talvez tenhamos pensado que. Isso é o que é impossível determinar. uma vez que esta Cabeça é a raiz de Atzilut... Mesmo que digamos que contém tudo. Primeiro parece de um jeito. a resposta é que é o modo de decisão do governo em qualquer momento que não conhecemos. E por isso. embora já saibamos que contém todas as diferentes interconexões... deixa um com vários tipos de incertezas. uma interligação parece existir nele e às vezes uma interconexão diferente que pode até ser oposta à primeira. mas sim sobre a nossa capacidade de entendê-lo e entendê-lo: aquele que alcança uma percepção do resplendor desta Cabeça não pode determinar como entender essa luz.mesmo quando pensamos que entendemos. Isso responde uma dificuldade aparente. a maneira como ele governa é desconhecida. não deve haver nenhuma incerteza.de forma que é impossível compreendê-lo. porque a nossa percepção da raiz é incerta. Pois pode parecer que não deveríamos ter tido que dizer que há incertezas sobre isso. uma vez que contém tudo.Primeiro parece de um jeito. devemos ter conseguido ascender do ramo (= Atzilut) para a raiz (= a Cabeça Desconhecida) e assim compreendê-la.Olhando para isso. não é assim que parece quando se olha para ele. A proposta tem duas partes. deixa um com vários tipos de incertezas. Parte 1: A Cabeça que é Desconhecida. A razão é porque . essa é a natureza intrínseca dessa radiação.. em uma determinada interligação ou outra. Assim. Se tentarmos rastrear qualquer coisa para a raiz. embora.. Pois se tentássemos seguir uma única coisa que existe abaixo em Atzilut e traçar sua raiz neste Cabeça. porque.. depois percebemos que não o entendemos. Parte 1: A Cabeça que é Desconhecida é uma única radiação contendo todas essas interconexões de MaH e BaN. Olhando para isso. a maneira como ele governa é desconhecida.não seríamos capazes de determinar nada sobre isso. já que já sabemos que esse Chefe contém tudo.. então parece diferente. O problema aparente que levamos acima não é realmente um problema .. É uma luz que não pode ser entendida do mesmo modo que as outras luzes.. sempre nos deixamos incertos sobre se ele está de um lado ou de outro .. porque não parece que contenha todos os tipos de interconexões . Como resultado. porque. Não devemos ter dito antes que certamente contém todas as interconexões? A explicação é que não estamos falando sobre o que é intrínseco no próprio Cabeça. Ou então.entender. porque não parece como se contivesse todos os tipos de interconexões. mas 181 . No entanto. Em outras palavras.. a própria radiação permanece de tal forma que é impossível entender.não seríamos capazes de determinar nada sobre isso. embora já saibamos que contém todas as diferentes interconexões. é uma espécie de radiação que é impossível de entender. olhando para ele. E esta é a resposta para algo que pode parecer problemático. Pois se tentássemos seguir uma única coisa que existe abaixo em Atzilut e traçar sua raiz neste Cabeça. Primeiro parece assim..porque a própria radiação é uma que é intrinsecamente incognoscível. às vezes.. É por isso que se chama Cabeça que é desconhecida. Mesmo o que contém não é visto .

. certamente tem seu próprio lugar particular . É simplesmente impossível obter alguma certeza sobre isso. pois isso ainda não poderia ser considerado uma incerteza. a combinação dominante em que qualquer aspecto de Atzilut está enraizado.. parece que isso não é o caso. Não é que possamos entender que ambos os dois opostos estão contidos. em que todas as cores são vistas". No entanto. mas o oposto do que vimos.isso certamente não é o caso. Permanece nesse estado de transmutação constante.de forma que é impossível compreendê-lo. e que não é assim que a vimos. então. Estes são os opostos: o que contradiz o outro. parece diferente. Há uma diferença entre a natureza do Dew of Bedolach "em que todas as cores são vistas" e a Cabeça que é Desconhecida.é mencionada em Gênesis 2:12. No entanto. É por isso que se chama Cabeça que é desconhecida." ( Idra Rabba 128b e ver 132b). porque às vezes parece que contém o sim e. Isso é claro como discutido na abertura anterior em conexão com a impossibilidade de determinar a origem do modo de governo. No começo. enquanto em Números 11: 7 a cor do maná é comparada à do bedolach.. em um exame mais aprofundado. é visto . parece uma coisa. Se nada fosse visível nele. .Adequadamente: É simplesmente impossível obter alguma certeza sobre isso.. parece não ser isso. parece não ser isso.. parece que não era assim. em que o sim eo não aparecem em um e no mesmo momento.um cristal reluzente . Nota: A pedra do bedolach . essa Cabeça parece ser uma coisa e. a Cabeça irradia através do mistério de sua soberania. que contém todas as cores . Pois o Dew of Bedolach é visto para conter todas as cores juntas. e isso é essencialmente o que determina a direção da ordem governamental.mas. Parece que estávamos enganados em como vimos no início. parece ser outra coisa. a incerteza reside no fato de que primeiro o vemos de uma maneira.. Assim. ainda não podemos entender como o sim eo não podem se aplicar. É o lugar na fonte. então. uma coisa exclui outra.. mas o oposto do que vimos. porque às vezes parece que contém o sim e. mas diferente. .. em seguida. em seguida. ele contém claramente a bondade e o julgamento: "É branco. A essência do assunto é que todas as interconexões estão no interior desta Cabeça de forma oculta. imediatamente. então parece assim . No entanto. parece uma maneira. No entanto. mas. essa Cabeça parece ser uma coisa e. para que ninguém possa entender. Em vez disso. Para tudo. Por que não é como o Dew of Bedolach. que é incerto . parece que isso não é o caso.toda a ordem governamental atravessa um aspecto particular a qualquer momento. Pois o Dew of Bedolach é visto para conter todas as cores juntas.pois o mesmo é dito sobre este Head. todas as cores são visíveis na pedra bedolach: nenhuma cor exclui outra. No entanto. mas depois. Ainda pode parecer problemático por que esse chefe é considerado uma questão de dúvida e incerteza.ainda não podemos entender como o sim eo não podem se aplicar. Como explicado no Zohar. mas uma cor vermelha é visível no branco.porque parece que poderia ser tudo. A resposta é a seguinte. primeiro.. Primeiro parece assim. e depois.. Para o poder que a cabeça 182 . Abertura 89 A diferença entre o Dew of Bedolach e o Head is Unknown Há uma diferença entre a natureza do Dew of Bedolach "em que todas as cores são vistas" e a Cabeça que é Desconhecida. aqui na Cabeça que é Desconhecido. teríamos dito que está escondido. Permanece neste estado de transmutação constante em que o sim eo não aparecem em um e no mesmo momento . e é impossível chegar a uma conclusão definitiva. O Idra Rabba (128b) descreve a aparência do orvalho que desce do Cabeça de Arich Anpin como sendo "branca como a cor da pedra do bedolach.

. eles são todos os ramos de Arich Anpin.. enquanto que mesmo o que pode ser percebido . e é construído com MaH e BaN. pois Arich Anpin é a raiz enquanto os outros são ramos de Arich. por outro lado. Há dois aspectos para Arich Anpin. Pelo contrário.. Por esta razão.ou seja. Zeir Anpin e Nukva do umbigo e abaixo. para todos os outros Partzufim são literalmente ramos de Arich Anpin. ibid. No caso de Atzilut. mas todos juntos vestem Arich Anpin completamente. Abertura 91 Arich Anpin em si funciona com total bondade. O outro é o modo como ele governa 183 . Arich Anpin é o primeiro Partzuf em Atzilut e é construído com MaH e BaN.Abba e Imma ao umbigo. Cada roupa veste apenas uma parte.). Abertura 90 Arich Anpin é a raiz. A razão pela qual não podemos entender a natureza deste esplendor radiante e de onde deriva é porque um momento parece de um jeito e depois parece diferente e.. emergem uns dos outros. O esplendor radiante ( ø. Para todo o Atzilut é construído de MaH e BaN.. somos incapazes de compreender a natureza deste esplendor radiante. isso não é outro senão Arich Anpin.. que executa suas funções através deles. Yochai. reishit ) desse mundo. mas é considerado relacionado a Atzilut na medida em que Atik existe por causa de Atzilut e é vestida e direcionada. na medida em que emergem uns dos outros na cadeia de desenvolvimento. Em relação a Arich Anpin. Pois toda a ordem governamental está enraizada em Arich Anpin. enquanto todos os outros quatro Partzufim vestem Arich . zohar) que brilha a partir da luz contida no interior do Cabeça que não é conhecido é o que governa em qualquer momento. Eles não são ramos de Arich Anpin apenas na forma como eles parecem ser ramos uns dos outros... No entanto. que executa suas funções através deles. ela se divide nos quatro Partzufim que vestem Arich. todos eles são apenas roupas em Arich Anpin.. Arich Anpin não pode ser considerado na mesma categoria que o outro Partzufim de Atzilut. a verdade é que eles não são ramos uns dos outros. Consequentemente. ao falar de Atzilut como um todo com sua raiz e ramos. Arich Anpin é a raiz de todo o resto de Atzilut. faz alusão a esse mistério nas suas palavras no Idra Zuta (288a) : "Somente a Lâmpada existe". portanto. que é Keter de Atzilut. em termos da forma como eles desenvolvem. . os outros Partzufim são ramos reais. A diferença entre Arich Anpin e o outro Partzufim é que cada um dos outros Partzufim é um ramo separado. No entanto. é chamado de início ( ú. pois todos os outros Partzufim são literalmente ramos de Arich Anpin.exerce depende da forma como ele brilha. Arich Anpin é o primeiro Partzuf em Atzilut... Para o lugar onde os dez Sefirot de qualquer mundo começam. é impossível entender. Arich Anpin é a raiz de todo o resto de Atzilut. devemos agora discutir o Parzuf que vem depois dele . seus ramos com a justiça. Arich Anpin estende o comprimento do mundo inteiro. . Mesmo que.Arich Anpin. o esplendor radiante - também é uma questão de incerteza e não é conhecido. O bar do rabino Shimon. Consequentemente. exceto que. também incluímos Arich Anpin. e muito menos a própria luz interior. Concluímos assim que o que está dentro não é visto mesmo. Atik. este MaH e BaN são seus aspectos masculino e feminino. Um é o modo como ele governa com total bondade através de sua própria essência intrínseca. Tendo discutido Atik. para que ela seja revelada. Estes são chamados de "Nome de Atik" ( Idra Zuta. É por isso que se chama Cabeça que é desconhecida. Os outros Partzufim são ramos.. não é realmente uma parte do próprio Atzilut. No caso de Arich Anpin. .

o funcionamento dos ramos enraizados em Arich deve ter uma raiz individual específica em Arich Anpin. entremos nos detalhes. A intenção final por trás de toda a ordem dos Sefirot e a maneira como eles governam é conferir um bem completo e perfeito no final. uma vez que é realmente a atuação de Arich Anpin. Até que tudo volte à natureza essencial de Arich Anpin no final. devemos inferir que Arich tem dois aspectos. usa esse intermediário para que exista algo que possa executar a justiça. a natureza de Arich e Zeir Anpin é que Arich Anpin está enraizado no mistério da beneficência completa. pois Zeir Anpin nasceu do propósito intrínseco de Arich Anpin. Arich Anpin também funciona através de seus ramos. é necessário passar pelo ciclo até chegar ao fim. até que tudo volte à natureza essencial de Arich Anpin no final. No entanto. é com total bondade. dependendo do comportamento do homem no mundo inferior. O outro é o modo como ele governa através de seus ramos.beneficência . uma vez que Arich Anpin é completa Bondade. Tendo apresentado o assunto de Arich Anpin. o modo de governo intrínseco de Arich Anpin é toda a bondade completa sem julgamento. a intenção é que no final. Dito que Arich Anpin tem filiais através dos quais funciona. Assim. Para Arich Anpin. não agindo através de seus ramos. a Bondade é misturada com o Juízo. vamos agora discutir o motivo do surgimento de Zeir Anpin fora de Arich Anpin. mas seus ramos têm o poder de fazê-lo. Isso explica como a própria Justiça deriva da intenção de dar o bem. à é. No modo de julgamento. iluminado. Tendo explicado a natureza intrínseca de Arich Anpin.através de seus ramos no modo de julgamento. embora. Para Zeir Anpin também contém Bondade. quando atua através de seus ramos. portanto. esse modo de governo deriva de Arich Anpin em si mesmo. Esta proposição consiste em duas partes. de Arich emerge Zeir Anpin. sua própria função independente sem ter necessidade de seus ramos para isso (como no exercício dos Atributos da Barba.e.vem de Arich Anpin . É. No entanto. para alcançar esse objetivo final. Como Arich Anpin é completo. não executará a Justiça. Uma vez que tudo tem uma raiz. portanto. Arich Anpin. Além disso. do propósito final em si mesmo que a justiça que é necessária antes do fim deriva . Esta é a diferença total: quando Arich Anpin age por si só. pois as funções que vemos serem realizadas são todas as funções da Arich Anpin. 184 . mesmo assim.Justiça . pois este não é o próprio atributo intrínseco de Arich. que está enraizado no mistério da Justiça. O mundo deve ser governado com justiça e os pecadores punidos para que depois a bondade concedida seja completa. Parte 1: A intenção final. Isso explica o propósito de Arich e Zeir Anpin em conformidade. a intenção não é que as coisas se mantenham assim. em si. por que deveria executar a Justiça? A intenção é que. é a fonte de influência e muitos reparos (que derivam da ordem de unidade governamental escondida). No entanto. Arich tem. pois Arich Anpin só concede o bem. Conforme mencionado acima. tikuney dikna. Um é o modo como ele governa com total bondade. Através da sua própria essência intrínseca.Idra Zuta 289a ). Abertura 92 Zeir Anpin . mas inclui Julgamento também. possa parecer que Arich está disposto a fazer justiça. é inteiramente bom. portanto. No entanto. no início. Arich Anpin sozinho irá governar e governar tudo com bondade. Pelo contrário.mesmo que pareçam oposta um ao outro. porque o funcionamento dos ramos também está ligado à própria Arich. através do seu funcionamento. Há dois aspectos para Arich Anpin. como será discutido abaixo (Abertura 95). portanto. Ou seja. É só que. a natureza. Parte 2: Assim. reparos ou adornos da barba ). bondade. ("Este olho está inteiramente certo e não contém esquerda" .

posteriormente. Para depois.Por Zeir Anpin nasceu do propósito intrínseco de Arich Anpin. que funciona para levar a ordem governamental . de Arich emerge Zeir Anpin. É através do castigo dos pecadores que o mal é removido do mundo. (A Linha está presente em cada Sefirah para repará-lo no final. Parte 1: A intenção final por trás de toda a ordem da Sefirot e da maneira como eles governam. Mesmo que vejamos muitas coisas ásperas no atual governo do mundo. A justiça é o mistério do Resíduo ainda não purificado. mas somente através desses ciclos. após o que Zeir Anpin voltará e concederá apenas o bem. não apenas o aspecto da Linha que existe em todos os lugares. Pois se o comando governamental não tivesse sido construído sobre isso. Assim. é necessário passar pelo ciclo até chegar ao fim. conforme discutido anteriormente (Abertura 4). como explicado no Idra Zuta (292a) : "Zeir Anpin depende e é unificado com Atika Kadisha (= Arich)". como será discutido abaixo (Abertura 111). em vez disso. o otorgamento do benefício seja completo. Para Abba e Imma são apenas uma continuação através da qual Zeir Anpin sai de Arich Anpin. Isto é o que deve ser considerado cuidadosamente para entender depois os vários níveis e aspectos diferentes do Atzilut. Os próprios Sefirot contêm esse aspecto (de Arich Anpin vestidos dentro de Zeir Anpin) para que o mundo possa sobreviver. quando haverá apenas o bem. É que Arich Anpin está enraizado no mistério da beneficência completa. No entanto. o que traz beneficência completa. mas. mesmo assim. É para dar um bem completo e perfeito no final. que está enraizado no mistério da Justiça. que só concede bons aos que são bons ao punir os malvados . seja no modo governamental de Bondade . Pois não podem alcançar o estado de repouso em um único momento. que funciona e rege no modo de Justiça até que a Linha ganhe influência sobre ele. o objetivo final é dar o bem no final. a natureza de Arich e Zeir Anpin. mesmo no Residue. existe um particular Partzuf. Arich Anpin. primeiro no pensamento".Arich Anpin . portanto. O mundo deve ser governado com justiça e os pecadores punidos. não teria podido suportar por causa dos ímpios.) Este é o "último em ação. que oferece a possibilidade do bem e do mal. mas também Arich Anpin. À luz de tudo o que discutimos acima. é assim que deve ser para alcançar uma beneficência verdadeira e completa. o governo dos mundos percorre esses dois. O ciclo ( ì.ou na Justiça. No entanto. Parte 2: Assim.mesmo que pareçam oposta um ao outro. Assim.composta da Sefirot . Este é o mistério de como a linha purifica o resíduo.a um estado de reparo. . É. do propósito final em si mesmo que a justiça que é necessária antes do fim deriva . o propósito não é apenas conferir bondade. o Atributo do Juízo volta ao Atributo da Misericórdia. como Arich Anpin. O 185 . é claro que a intenção final. como a proposição continua a explicar. todas as criações apreciarão o bem completo sem vergonha. Isso significa que.o oposto do julgamento severo encontrado agora. Assim.Zeir Anpin. a ordem governamental está essencialmente ligada a estes dois. mesmo na própria Sefirot. Pois então. Isto é claramente como é na cadeia de desenvolvimento. o único propósito de Arich Anpin em todos os aspectos é dar o bem através do mistério da unidade que traz todo mal de volta ao bem. Para que. . . o Supremo Pensamento preparou-se antecipadamente nos Sefirot. Em outras palavras. Em outras palavras.Zeir Anpin. luglrg ) das coisas continuará até que eles rhcrhc rmc hrhahodos ciclos deles. é dar o bem. Arich Anpin é como será no final. que é o mistério do que será no final. conforme discutido anteriormente. pois Arich Anpin só concede o bem. Além disso. os próprios Sefirot serão reparados através do caminho da unidade. Estes são atributos específicos calculados para atender a ordem governamental geral. para alcançar esse objetivo final. mas também conferir bens completos . o mundo tinha sido governado apenas no modo de Justiça através da Sefirot. É só que.

o propósito do Rei é apenas dar o bem. mesmo sem intensificar suas radiações sobre Zeir Anpin. Abertura 93 Zeir Anpin deriva de Arich Anpin O fato de que a Justiça emerge apenas por causa da outorga do bem completo mitiga a própria justiça. como afirmado acima. uma vez que o objetivo é apenas alcançar a doação de um bem completo e Ele realiza justiça apenas porque é necessário conceder o bem completo . Parte 1: O fato de que a Justiça emerge apenas por causa da outorga do bem completo mitiga a própria justiça. isso é revelado..realiza justiça apenas porque isso é necessário.Resíduo deve cumprir sua função . ver Idra Rabba 131b e Shaar Hakavanot. Arich Anpin dirige todos os aspectos de Zeir Anpin para reparo. este 186 . Assim. agora explicaremos o que ganha assim e como Arich Anpin atenua a gravidade de Zeir Anpin. o propósito do Rei é apenas conferir o bem . como explicado em conexão com as intenções místicas de "e [o Senhor] passou Por " (Êxodo 34: 6. (Mesmo sem prevalecer sobre Zeir Anpin.Sua intenção é certamente mitigar Justiça rigorosa na medida do possível. pois Ele previu o futuro e fez Arich em nome do futuro . a mera existência.e. no final.cuja intenção é conferir o bem . Drushey Vayaavor ). a testa de Zeir Anpin contém vinte e quatro Tribunais do Juízo. mas simplesmente como sua raiz.para dar bem no final.mesmo sem intensificar suas radiações sobre Zeir Anpin de modo a remover o severo julgamento da última. . Isso não seria assim se o único propósito da Justiça fosse vingar-se dos pecadores. No entanto. Isso não seria assim se o único propósito da Justiça fosse vingar-se dos pecadores.embora não tenha poder contra Deus . a existência intrínseca de Arich Anpin em si mitiga os severos julgamentos de Zeir Anpin através do próprio funcionamento de Arich. no sentido de que a mera existência de Arich e o fato de ter esses Repara intrinsecamente uma mitigação em Zeir Anpin. embora isso ainda não seja visível do lado de Zeir Anpin.. Isso explica como a gravidade de Zeir Anpin é. enquanto a testa de Arich Anpin é toda Bondade . Pois. atenuada através de Arich Anpin. No entanto. será adoçado. Nesse caso. Parte 1: o fato de que. tikun ) encontrado às vezes.exceto que a Justiça é necessária para obter a doação do bem à perfeição. quando Arich Anpin remove o julgamento severo para que ele não tenha nenhum poder.reside em pensar que tem" . afinal de contas.pois se Ele pudesse ter feito isso sem isso Ele teria feito isso . 41. consequentemente. ("A rebelião do Outro Lado . mas a intenção é adoçá-la. conforme discutido acima. a intenção teria sido dar força total à Justiça. . o que já foi preparado a título de previsão em Arich Anpin. Pois afinal.já foi reparado. A Vontade Suprema poderia ter escolhido governar apenas com Justiça e nada mais. ele teria que dar todo o poder à justiça em todos os lados . Parte 2: Assim. Haverá. ) O propósito final das coisas que existem abaixo em Zeir Anpin na categoria de julgamento estrito é apenas bondade . Isso se refere a um reparo diferente ( ï.a doação do bem. Tendo discutido o surgimento de Zeir Anpin de Arich Anpin. Todos os reparos ( í. que mostra "reprovação manifesta decorrente do amor escondido". Esta proposta tem duas partes. Parte 2: Assim.Ginzey Ramchal p.exceto que a justiça é necessária para alcançar a doação do bem à perfeição. tikunim ) encontrados em Arich Anpin como enumerados no Idra Raba não são senão poderes e modos de governo específicos para Arich Anpin. (Assim.em conceder o bem (apenas sobre aqueles que justamente merecem) e em punir. Essa é a marca do Outro Lado: uma vez que só quer prejudicar. dá todo o poder ao mal. então. Pois. Mas a Vontade Suprema . Isso explica como a justiça é mitigada porque ela decorre do propósito final . a própria existência intrínseca de Arich Anpin mitiga os severos julgamentos de Zeir Anpin através do próprio funcionamento de Arich. E no nível de Arich Anpin. ). de modo a remover o severo Julgamento da última.Idra Rabba 136b ). nesse caso...

devemos entender duas coisas sobre Arich Anpin. Mesmo que a Suprema vontade quisesse que o mundo fosse governado com justiça. a bondade então se baseia em tudo. exceto quando estão de acordo com a intenção final. Isso explica que às vezes é necessário suspender a regra do julgamento. mas apenas em certos momentos e encontros específicos. Parte 2: é quando a radiação de Arich Anpin prevalece sobre Zeir Anpin. Por outro lado. enquanto Arich Anpin age gentilmente no mundo. Isso explica a consequente relação governamental entre Arich e Zeir Anpin. Arich Anpin remove completamente os severos julgamentos de Zeir Anpin. Existem alguns mandamentos cujo objetivo é fazer reparos específicos em proporção direta à ação. Após a nossa discussão sobre como Arich Anpin mitiga intrinsecamente a gravidade de Zeir Anpin. Pois os mandamentos são divididos em dois tipos. às vezes é necessário que a beneficência vença sobre a Justiça. a recompensa é que a bondade é despertada e opera no caminho da Bondade . às vezes é necessário que a beneficência vença sobre a Justiça e execute a Bondade. isso não se aplica em todos os momentos. Esta proposição consiste em duas partes. quando a radiação de Arich Anpin prevalece sobre Zeir Anpin e remove completamente seus julgamentos rígidos.as Três Cabeças (discutidas em Idra Zuta ) Desde que Zeir Anpin emerge de Arich Anpin. No entanto. pois o efeito de cumprir tal mandamento não é trazer um resultado específico correspondente. Para que o mundo possa sobreviver. Isto é. pois uma grande compaixão é despertada. Os julgamentos estritos de Zeir Anpin não têm qualquer influência - não no sentido de que Zeir Anpin permanece na categoria de julgamento rígido. a bondade deveria prevalecer completamente e suspender completamente a regra da justiça. Em vez de entrar em estrito de acordo com o princípio de que o castigo deve combinar a ação. Arich Anpin irradia em Zeir Anpin o tempo todo. que consiste nos mesmos aspectos que Zeir Anpin. que exige o julgamento.fazendo o bem a todos.o Crânio e o Cérebro (discutido em Idra Rabba ). Abertura 94 Às vezes.e execute Bondade mesmo que Judgment não garanta isso.e remove seus julgamentos rígidos completamente. ele viu desde o início que as criações não poderiam suportar tal justiça. Esta é a "testa do favor" que purifica todos os julgamentos severos no Shabat ou em qualquer outro momento em que é despertado. Em vez disso. . e além disso. Abertura 95 O modo de governo intrínseco de Arich Anpin . mas que não deve tornar-se muito poderoso. Na geração de Zeir Anpin . fazendo com que tudo seja reparado. há outro tipo que causa essa suspensão do julgamento em que prevalece Arich Anpin e suspende a operação do julgamento. não de acordo com os meios que precedem o objetivo final. quando essa radiação se torna extremamente poderosa. os julgamentos rígidos não são encontrados em Zeir Anpin e não têm nenhum poder. mesmo que o Julgamento não justifique isso. ele instituiu como parte do governo que. mesmo isso ainda segue o princípio da Justiça. por vezes. Para que o mundo sobreviva. O primeiro é os aspectos do governo de Arich que estão ligados a sua 187 . Em vez disso. agora explicaremos como Arich Anpin pode prevalecer sobre Zeir Anpin e remover seus severos julgamentos inteiramente. (Um exemplo do último é o mandamento para explodir o shofar.não é o principal objetivo da ordem governamental.. tudo está organizado de forma a estar sujeito a este ato. Assim.) A bondade então rege sobre tudo. Isto é conseguido através da existência de Arich Anpin. No entanto. Parte 2: é quando. e eles trazem um reparo prático específico em uma determinada área. Parte 1: para.

o que foi incluído como parte de outro nível em uma função pode ser considerado como um nível por si só em uma função diferente. (Assim. 3: "Os Três Chefes incluem a Cavidade".o Crânio eo Cérebro . Parte 2: em conexão com a Arich's. Assim. deve ser atribuído a uma luz própria. No entanto. fazendo apenas uma breve referência a todos eles apenas para trazê-los sob a premissa geral discutida ali. O segundo é Arich Anpin como a raiz que gera Zeir Anpin. à.enquanto a Cavidade. então ele deve ser enraizado em uma das partes da luz geral a partir da qual ela decorre. Parte 2: em conexão com o próprio modo de governo intrínseco de Arich. avira. Se é uma função geral . Toda função em existência deve ser rastreada para uma luz particular. em um aspecto diferente. além do modo de governo intrínseco de Arich Anpin. consideramos Três Cabeças. a Cavidade é considerada como uma cabeça em si mesma . Você já ouviu como as luzes mudam seus nomes e estados dependendo de suas funções. Arich Anpin deve necessariamente conter um certo aspecto que é a raiz específica disso. Arich Anpin certamente contém arranjos e reparações correspondentes. são organizadas em uma ordem diferente. Isso também exige arranjos e reparos de acordo com esta lei. Consideramos apenas o Skull and the Brain.um modo governamental exclusivo que não depende de algum outro modo -.própria natureza intrínseca: como Arich governa de acordo com o que é em si mesmo em seu próprio modo governamental de Bondade. Parte 1: Desde que Zeir Anpin emerge de Arich Anpin.a cabeça do meio. Esta premissa introdutória afirma que devemos entender o modo governamental com o qual Arich Anpin governa Zeir Anpin como algo separado do próprio modo de governo intrínseco de Arich Anpin. explicando cada instituição individualmente na íntegra (veja Idra Rabba p. 128b). 288a. Isso explica onde esta raiz está em Arich Anpin. Tendo explicado como Zeir Anpin surge e é governado por Arich Anpin. as luzes de Arich Anpin estão dispostas em uma ordem e.Idra Rabba e Idra Zuta. O Idra Rabba fala apenas do Crânio e do Cérebro dentro dele (mencionando a Cavidade apenas como a membrana do cérebro oculto). agora devemos discutir onde a raiz desse governo está em Arich Anpin. O primeiro é os aspectos do governo de Arich que estão ligados a sua própria natureza intrínseca: como Arich governa de acordo com o que é em si mesmo em seu próprio modo governamental de Bondade. Mas.O segundo é Arich Anpin como a raiz que gera Zeir Anpin. Por outro lado. Consequentemente. tal como é necessariamente o caso em todas as luzes dependendo da lei governamental instituída nele. A proposta tem duas partes: Parte 1: desde Zeir Anpin. em conexão com o próprio funcionamento intrínseco de Arich Anpin. as luzes possuem diferentes arranjos e reparos para poder executar suas funções e irradiar a luz para todos os que precisam recebê-la. em um aspecto. devemos entender duas coisas sobre Arich Anpin. Em conexão com o próprio modo de governo intrínseco de Arich. consideramos apenas o Crânio e o Cérebro juntamente com os outros reparos relacionados às suas funções no aumento da força da Bondade. enquanto especifica em detalhes todos os reparos instituídos nos cabelos e no nariz. ele também gera Zeir Anpin. . Por outro lado. se é um modo governamental que depende de algum outro modo.) 188 . e veja Etz Chayim. Shaar Arich Anpin ch. Consequentemente. Ambos esses dois aspectos são mencionados em Idras . ( Idra Zuta p.Dependendo da sua lei de operação. sendo a Coroa. A natureza intrínseca de Arich Anpin é dar bem em todos e não desejar nenhum mal.) São as mesmas luzes: todas as distinções entre elas se relacionam com suas diferentes funções. o Idra Zuta menciona três cabeças e não fala em nada sobre os reparos. em conexão com a geração de Zeir Anpin. O que é considerado como um nível próprio em uma função pode ser considerado apenas uma parte do nível mais abrangente em alguma outra função. no que diz respeito à função de Arich de gerar Zeir Anpin. consideramos duas Cabeças . No entanto. a Cavidade e o Cérebro e todos os outros reparos que geram reparos em Zeir Anpin. é considerada como incluída no Cérebro. uma vez que.

que depende da Bondade. É aqui que a cadeia de desenvolvimento de Abba e Imma entra. Porque eles são considerados não por causa do que são em si mesmos. Ou seja. Judgment e Mercy estão enraizados aqui. (É por isso que é apenas no Idra Zuta que Abba e Imma são mencionados. a cadeia de desenvolvimento deve descer nível por nível até atingir o local real de Bondade-Juízo-Compaixão no nível de Zeir Anpin.a ordem governamental da Justiça.em termos da forma humana . Assim. em todos os aspectos. Em conjunto com os outros reparos relativos às suas funções. A proposição consiste em duas partes.que envolve Abba e Imma). Este é o mistério dos Três Chefes. (Os Três Chefes não seguem a essência intrínseca de Arich Anpin. que é a ordem governamental da Justiça.para algum objetivo adequado a uma capacidade única possuída pelo usuário da peça de vestuário. Mas. onde a intenção não é estabelecer as reparações de Arich Anpin. Pois. mas apenas sua raiz). mas apenas para mostrar que elas também são consistentes com Arich Anpin sendo a raiz de Zeir Anpin. como explicado explicitamente. do Julgamento e da Misericórdia . Aumentando a força da bondade. mas servem para gerar os atributos de Bondade. já que seu papel é transferir a influência descendente de Arich Anpin para Zeir Anpin). pois não são mais que forças de mitigação. (Abba e Imma são mencionados apenas no Idra Zuta. que são aspectos particulares do Partzuf . Atzilut está sob Adam Kadmon. No entanto. Todos servem para aumentar a força da Bondade. estão todos ligados à mitigação de julgamentos severos. Isso explica o conceito de Atik Yomin sendo vestido em Arich Anpin. Enquanto depois o resto da forma humana corresponde ao desdobramento da sequência de desenvolvimento. Os outros reparos mencionados.as luzes de Arich também devem ser organizadas de acordo com o mistério desses três. mas apenas .Esta é a principal ordem governamental subjacente que traz progressivamente a perfeita perfeição. mas porque eles geram reparos em Zeir Anpin.Neste modo. Atik Yomin é vestido em Arich Anpin para fortalecer Arich em toda sua Sefirot através do equilíbrio que está enraizado na cabeça que é desconhecida. este não é o seu lugar real (para os Três Chefes em Arich Anpin não contém Bondade-Julgamento-Compaixão como tal. estágio por fase. Após a nossa discussão sobre os modos de governo de Arich Anpin. que explica o que se relaciona com a geração de Zeir Anpin . A este respeito. a Cavidade e o Cérebro e todos os outros reparos que geram reparos em Zeir Anpin. em conexão com a geração de Zeir Anpin. Parte 1: Atik Yomin é vestido em Arich Anpin para fortalecer Arich em toda sua Sefirot.os reparos ( í. Isto é o que é discutido no Idra Zuta. consideramos Três Cabeças. tikunim ) Explicou lá no Idra . não precisamos falar de Três Cabeças.tudo o que serve para aumentar a força da bondade e adoçar o poder do julgamento. o mistério da influência residente do nível superior sobre o inferior (ver Abertura 101) e o Cérebro contida nele. na medida em que Arich Anpin é a raiz de Zeir Anpin . Julgamento e Misericórdia em Zeir Anpin. Isso explica em que aspecto Atzilut é dito estar sob Adam Kadmon. A partir daqui. Atik Yomin está vestido em todas as Sefirot de Arich 189 . como será explicado completamente abaixo com a ajuda do Céu (ver Aberturas 105 e 114). Primeiro discutiremos como. enquanto a bondade. agora daremos uma explicação completa dos vários aspectos de Arich Anpin em si mesmos. Parte 2: a este respeito.o "vestuário" . Arich Anpin está sob o domínio de Adam Kadmon através da Yesod e da Malchut. aquele que está vestido e atua através de outro direciona que outro .de Keter. Arich Anpin é governado por Atik Yomin. sendo a Coroa. pois é assim que MaH e BaN foram estabelecidas sob eles. A razão para isso é a seguinte: o modo de bondade governamental intrínseco de Arich Anpin como explicado acima é a base para todos os reparos instituídos em Arich. .) Abertura 96 Atik Yomin está vestido em Arich Anpin. Parte 1: Atik Yomin está vestido. obviamente. juntamente com suas funções.

Atik Yomin. são as diferentes interconexões entre MaH e BaN que consertam todos os danos e deficiências. Um princípio importante em todos os diferentes níveis é que a ordem da cadeia de desenvolvimento é uma coisa. Atzilut emerge dos ramos de Adam Kadmon . Arich Anpin está sob o controle de Adam Kadmon. sob o domínio de Adam Kadmon.a Cabeça que é Desconhecida. Atzilut não está sob Adam Kadmon. está subjacente à ordem governamental . ação governamental . É este o Chefe que deve governar para organizar o reparo de todos os aspectos relativos a homens e mulheres em Atzilut. No entanto. embora em termos de emergência na cadeia de desenvolvimento. enquanto a ordem real do governo segue um arranjo diferente. e a recompensa é medida de acordo. No caso em discussão.Anpin. Assim.em Atzilut. que é o fundamento do reparo do Partzufim. a interconexão das normas MaH e BaN sobre todo o Atzilut e. é necessário que Arich Anpin assuma e esteja sujeito a ela em todos os aspectos.Atzilut .a interconexão de MaH e BaN. neste sentido. Chessed. serve como o link entre o Mundo do Trabalho . Shaar 3. Se for esse o caso. (A função de Atik Yomin é vincular o governo de Arich Anpin. Isso significa que é a influência que Yesod de Adam Kadmon envia para o Malchut que depois passa pela cadeia de desenvolvimento para Atzilut. Assim. Da mesma forma.) Através do Yesod e Malchut do último.) Esta é a principal ordem governamental subjacente que traz progressivamente a perfeita perfeição.o círculo de Chessed). O mesmo princípio se aplica ao longo dos ensinamentos cabalísticos. Parte 2: A este respeito. a interação entre Yesod e Malchut causa movimento . Aqui estamos dizendo que Adam Kadmon está acima. Atik Yomin fortalece a Arich no aspecto do equilíbrio. . (Em termos da cadeia de desenvolvimento. Atzilut é o resplendor do rosto de Adam Kadmon). A maneira como Atzilut é governada deriva do mistério do equilíbrio que eu discuti . Atzilut está sob Yesod e Malchut de Adam Kadmon.o Chefe que é Desconhecido - o serviço geral exigido do homem é dividido e alocado entre as diferentes almas de acordo com o que é necessário para reparar o dano. Um único poder é necessário para levar os vários aspectos de Arich Anpin sob o reparo efetuado através do equilíbrio. Atzilut está de fato sob Adam Kadmon. pela própria roupa em Arich Anpin.dentro . achamos que as Sefirot manifestadas sob a forma de círculos ( í. Atzilut é dito em pé sob Adam Kadmon porque está sob e está sujeito ao governo governamental de Adam Kadmon através Yesod e Malchut do último. Gevurah e Tiferet estão em uma fileira. o círculo de Gevurah emerge e fica "abaixo" . que é conduzido através do Partzufim de Atzilut. portanto. e o objetivo é vinculá-los a todos sob a raiz oculta que. Seder Atzilut ). (Através da regra de Mazal . uma vez que surge do brilho que emite do rosto de Adam Kadmon através das Orelhas.ou seja. Nariz. e. dissemos anteriormente que Atzilut é o resplendor de Adam Kadmon (abertura 32).ou seja. de forma a eventualmente levar todos os danos de volta a um estado de reparo. como explicamos. esta é a principal ordem governamental subjacente. do brilho do rosto de Adam Kadmon -.Porque esta é a forma como MaH e BaN foram estabelecidos sob eles. por conseguinte. Atzilut está sob Yesod e Malchut de Adam Kadmon e é governado por eles. No entanto. Em outras palavras. apesar do fato de que na cadeia de desenvolvimento eles ficam um sob o outro. Como você já ouviu. Por conseguinte. pois é aqui que o reparo deste aspecto está enraizado. enquanto Atzilut está abaixo das pernas de Adam Kadmon (veja Etz Chayim. qual o motivo para dizer que o Atzilut está sob Adam Kadmon? (Por que Atzilut não está dito na frente de Adam Kadmon. (Por exemplo.) 190 . na ordem governamental. Boca e Olhos?) A resposta é que.eo Mundo de Recompensa . igulim ) emergem e ficam umas das outras. estamos dizendo que.Adam Kadmon. em termos de controle governamental. Isso não teria acontecido através da cadeia de desenvolvimento (porque em termos de onde ele emerge. Através do Balance que está enraizado no Cabeça que é Desconhecido. mas em termos de ordem governamental.

E se Adam Kadmon não está na mesma categoria que as luzes emanantes das Orelhas. quando eles alcançam as luzes da AV e o tempo da eternidade. Tudo é como será na eternidade . Aqui estão todos os aspectos do serviço do homem. tudo segue a natureza da ordem governamental de Este Mundo. Este plano governamental constitui todo o ciclo da roda. Agora devemos explicar o propósito desses três níveis. Nariz e Boca. que revela a unidade à perfeição. que é Malchut de Adam Kadmon. No entanto. que são apenas as radiações que emanam de Adam Kadmon). nariz e boca. Atzilut emerge dos ramos de Adam Kadmon. a partir de Atik e acima tudo é como será na eternidade. ou seja. do nariz e da boca. já que não haverá mais morte. também não 191 . Atik é uma parte de Adam Kadmon e não na mesma categoria que as luzes das Orelhas. em Yesod e Malchut de Adam Kadmon. reparos e deficiências. Adam Kadmon não sofre ascensão). é preciso distinguir entre o tempo dos ascensos. Adam Kadmon compreende a totalidade de toda a existência em todos os momentos. nos ramos de Adam Kadmon . Em que as coisas andam até chegarem a uma perfeita beneficência. veste os sete Sefirot inferiores de Atik. Isso é para sempre e para toda a eternidade. Atik e Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah A partir de Atzilut e para baixo. Os sete Sefirot inferiores de Atik são assim governados de acordo com Ao princípio da direita e da esquerda. em que as coisas andam até chegarem a uma perfeita beneficência. Atik está no meio. É claro e evidente que a natureza e o propósito das leis e instituições de Atzilut e abaixo envolvem aspectos que se enquadram na categoria de bons e maus. que estão enraizados. a raiz Partzuf de Atzilut.) Abertura 97 A conexão entre Adam Kadmon. 253-5. como Malchut de Adam Kadmon. Adam Kadmon compreende a totalidade de toda a existência em todos os momentos.a partir do sétimo milênio e em diante. No entanto.Orelhas. No entanto. depois que as coisas estão firmemente consertadas. (Resumo: Todos os Partzufim de Atzilut estão sob o domínio de Yesod e Malchut de Adam Kadmon. (Veja Daat Tevunot pp.certamente Adam Kadmon deve ser colocado sobre a Atik! (Pois. Arich Anpin.o link no meio. Para que as ações do tempo presente tenham seu efeito na eternidade que é posterior. (2) Atzilut-Beriyah-Yetzirah-Asiyah. dentro desse período. tudo segue a natureza da ordem governamental de Este Mundo. levando de um modo governamental para outro. No entanto. da Atik e acima. que envolve recompensa e punição. então Atik também. De Atzilut e a baixo.as três primeiras Sefirot de Atik. a fim de que eles sejam governados de acordo com o reparo instituído através do equilíbrio. que são governados através do Equilíbrio enraizado na Cabeça que é Desconhecido . avançando de forma a levar tudo à perfeição no final. Pode-se perguntar como pode ser que a ordem seja Atik sobre Atzilut e as Orelhas. em termos da cadeia de desenvolvimento. estamos discutindo três níveis que compreendem tudo: (1) Adam Kadmon. (3) Atik . Nariz e Boca. nariz e boca sobre Atik se Atik é Malchut de Adam Kadmon . No entanto. porque todas as luzes são ramos de Adam Kadmon e as ascensões que as próprias luzes sofrem são de uma radiação de Adam Kadmon para outra (ou seja. deve haver um nível no meio que leva as ações deste mundo e os leva a onde determinam os aspectos dos ascensos destinados a tempo de venha. As luzes das orelhas. que é até o décimo milênio. respectivamente. Adam Kadmon não segue como um passo ou nível após qualquer luz. do brilho da face de Adam Kadmon. O governo deste mundo é fundado no mistério do bem e do mal.) Atik está no meio. Até agora. ou seja. o reparo de homens e mulheres através das interconexões de MaH e BaN Portanto. Para esses milênios. todos são chamados de eternidade. levando de um modo governamental para outro.

como explicado anteriormente. isso não era por causa de qualquer ruptura. Seder Atzilut. não havia nada para conter a radiação. Os fenômenos de quebra e reparo são encontrados apenas no BaN. Este é o conceito completo dos seis mil anos de existência deste mundo. enquanto o reparo do BaN requer seis mil anos. (Ie Malchut de Adam Kadmon em termos de seu papel no governo de Atzilut . A dificuldade também pode ser resolvida à luz do ensino em Etz Chayim. também fica nivelado com os ramos. Parte 1: Até MaH e BaN. Como o serviço ascende até a eternidade. E eles tiveram que ter um lugar para fazer o que está em seu poder. Parte 2: portanto. Portanto. além do nível dos mundos de Atzilut-Beriyah-Yetzirah- 192 . Assim. (Atik não está na mesma categoria que os ramos . não era necessário nenhum atraso. na medida em que MaH e BaN são unidos em Atik. ou seja.está na mesma categoria que essas luzes. Nariz e Boca de Adam Kadmon. Shaar 3. também é construído de MaH e BaN. tem efeito sobre a interconexão de MaH e BaN e continua a ser consertada para a eternidade. Aqui. fosse possível que a ruptura ocorresse no Nekudim (ver Abertura 33). que são radiações de Adam Kadmon. tudo o que for necessário na interligação de MaH e BaN será completo e o necessário será consertado por toda a eternidade de acordo com os atos realizados pelo homem. Assim que o processo começou.torna-se o Partzuf de Atik. vemos que tudo está no mérito do homem abaixo e de acordo com suas ações. e isso tornou necessário que o homem venha depois e complete o reparo desses defeitos.Primeiro.e é por isso que se vê em Arich Anpin . e eles são ramos. O local de serviço é de Atzilut e abaixo. Mas o dano foi no BaN e seu reparo é através da MaH. Quando todo o trabalho das criações inferiores terá sido concluído. do nariz e da boca -. A resposta é que. foi determinado um certo processo para que. apesar de haver um certo aspecto de ocultação no nível dos Akudim (as luzes da boca de Adão Kadmon). Até MaH e BaN tudo prosseguiu em um estado de reparação e não era necessário nenhum atraso.. nariz e boca ..até que eles voltem a um nível além do dos mundos. é Atik que pode transferir as coisas da presente ordem governamental para a ordem governamental da eternidade. está na categoria de Adam Kadmon. posteriormente. Neste papel.. houve o dano. como Atik pode estar sob as orelhas. qual é o nível da recompensa. desde então. como Malchut de Adam Kadmon.as luzes das orelhas. Parte 1: Até. Em caso afirmativo.Assim. (Isso vem explicar por que apenas um mil anos cada um é necessário para as ascensões aos Olhos. pois tal é a natureza desse nível. e eles tiveram que ter um lugar para fazer o que está em seu poder . mas uma parte de Adam Kadmon. Pois. Mesmo que. as coisas demoram mais porque o trabalho necessário neste nível não pode ser completado de uma só vez. conforme discutido mais adiante).Atik deve estar sob Adam Kadmon Como a parte mais baixa de Adam Kadmon). Por cada ação feita pelo homem abaixo. enquanto o nível de existência de As criações inferiores serão levantadas sucessivamente cada vez mais alto através do mistério dos ramos de Adam Kadmon até o final de todas as ascensões. que apenas as faíscas de Malchut de Adam Kadmon estão vestidas em Atzilut. . ) Abertura 98 Atik eleva o serviço do homem ao World of Reward. Mas o dano foi no BaN e seu reparo é através da MaH. A proposição consiste em duas partes. ele foi concluído de uma vez. Pelo contrário. Tudo começou em estado de reparo. Até que eles voltem a um nível além do dos mundos. consequentemente. O mal não estava enraizado lá e. uma vez que Atik é o alicerce da interconexão de MaH e Ban. quando Malchut de Adam Kadmon se torna Atik.

após o qual. Nariz E Boca não há nenhum mal para sustentar seu reparo.Asiyah. Nariz e Boca requerem apenas mil anos em cada caso. o nível de existência das criações inferiores aumentará sucessivamente cada vez mais alto através do mistério das filiais de Adam Kadmon. Os ramos das orelhas. e a conclusão desse ramo é sustentada até a criação do mal e a criação dos mundos inferiores . no Mundo da Recompensa. depois pela próxima parte mais alta. com dois resultados. Para os reinos inferiores foram criados com um aspecto de dano e defeito derivado de BaN.as luzes das orelhas. tendo completado todas as ascensões. elas devem se levantar para todos os ramos (ou seja. Todos eles devem agir para influenciar as criações inferiores até que tudo feito por sua causa tenha realizado a sua quota-parte. e essa é a ordem dos níveis. Nariz e Boca . tiveram que descer nível por nível até lá. cada um atingindo seu nível de montagem. Quando todas essas ascensões estiverem completas. Em primeiro lugar. Depois. uma após a outra. porque era a necessidade de reparar os defeitos que criavam a possibilidade de serviço. até o final de todas as ascensões. mas sim dão brilho e prazer em proporção ao mérito já alcançado através da Serviço anterior. as criações inferiores estão sujeitas ao modo de governo desse ramo mais baixo.que não requerem reparação . depois disso. (Para os ramos das orelhas. até a eternidade. o reparo é prolongado - leva seis mil anos.é apenas aumentar as criações inferiores para níveis de perfeição cada vez maiores (e o tempo necessário para a ascensão em cada caso é de apenas mil anos).) 193 .Orelhas. A partir daí é eternidade. o Nariz e a Boca.não oferecem qualquer possibilidade de serviço. (Isso se refere ao período desde o sétimo milênio até o décimo e. Isso ocorre porque nas Orelhas.as Orelhas. receberá influências sucessivas. de todos os ramos que surgiram por sua causa .para aperfeiçoá-las no mundo da recompensa). a existência das criações inferiores só alcançará seu nível necessário de perfeição após todas as ascensões no décimo milênio. pode-se dizer que cada um dos ramos de Adam Kadmon terá realizado sua participação no reparo das criações inferiores que se desenvolveram a partir delas. Assim. (2) Assim como os ramos de BaN surgiram através da cadeia de desenvolvimento daqueles das Orelhas. os outros ramos . aqueles de AV e SaG . No entanto.e. as criações inferiores surgiram apenas através do ramo mais baixo . Nariz e Boca. do nariz e da boca também foram feitos por causa das criações inferiores . embora o ramo mais baixo tenha funcionado para dar às criações inferiores a oportunidade de serviço. sendo este Seu serviço. Inicialmente. o que não é assim no caso de MaH e BaN.) Embora seja verdade que as criações inferiores emergiram desse ramo mais baixo (BaN). maior e melhor. A criação já será totalmente aperfeiçoada. Então. Para todos esses ramos foram necessários níveis sucessivos para produzir os reinos inferiores (através da cadeia de desenvolvimento que consiste em todos os ramos de Adam Kadmon até BaN. portanto. Assim é como as Orelhas. a função dos outros ramos . o ramo mais baixo.BaN . Assim. Assim. vemos que. nariz e boca).até que o mal seja reparado pelas criações inferiores. (Resumo da Parte 1: (1) As ascensões às Orelhas. O que eles vão fazer por ele? Eles elevarão seu plano de existência. Pois ele já existe. o homem saiu para realizar o seu serviço. do nariz e da boca têm uma função diferente da de BaN e seu efeito nas criações inferiores é diferente. isso é o que proporcionou ao homem seu serviço. Enquanto isso. para cada ramo se desenvolver a partir do ramo anterior). a Nariz e a Boca trazem a conclusão para as criações inferiores quando elas as elevam no Mundo da Recompensa. Este ramo (BaN) será então completo e retornará a um estado de reparo como os outros ramos de Adam Kadmon (as orelhas. enquanto que a reparação completa dos ramos de MaH e BaN leva seis mil anos. da qual não temos nenhuma concepção. eles serão governados através da parte acima. então As Orelhas. incluiu todos os defeitos que discutimos em conexão com a quebra dos vasos. Em segundo lugar. nariz e boca e acima). Nariz e Boca cumprem suas funções. BaN. mas o plano de sua existência será qualitativamente mais puro.

e o reparo é apenas em MaH e BaN. também está conectado com o que está acima dela.para iluminar suas luzes.daquele do período de trabalho para o período de recompensa. Parte 2: Portanto. No entanto. É Atik que pode transferir as coisas da presente ordem governamental para a ordem governamental da eternidade. é o mérito do homem que invoca cada um desses níveis . portanto. Pois. que proporcionou ao homem a possibilidade de serviço. tem efeito sobre a interconexão de MaH e BaN e continua a ser consertada para a eternidade. Como Atik realiza essa transferência. No entanto. conforme discutido anteriormente (abertura 59 Parte 1 e abertura 96 final). o que faz o receptor Caber para receber. já que não são necessários mais. A verdade é que.não no sentido de serem corrigidos. porque só então o doador pode influenciar o receptor). Por que Atik diz ser o transportador que faz a transferência entre os assuntos deste mundo e a eternidade? A razão é porque todos os assuntos deste mundo dependem do mistério da MaH e BaN e seu reparo. uma vez que a Atik é a base da interconexão da MaH e da Ban. Ao mesmo tempo. Uma vez que a Atik é o próprio fundamento da interconexão da MaH e da BaN. Se assim for. (À medida que o chefe de Atzilut Atik se relaciona com o mundo do serviço.Assim. como Malchut de Adam Kadmon. pois essa era a intenção original. que está fora do mundo em si. Assim. nariz e boca . (As três primeiras Sefirot de Atik não são vestidas em Atzilut e. embora os ramos superiores não necessitem de reparos reais. portanto. Em proporção ao reparo realizado pelo homem. Quando todo o trabalho das criações inferiores terá sido concluído. Isso teria sido o caso se não houvesse recompensa exceto neste mundo. O nível que realiza essa transferência é Atik.as Orelhas. (Os níveis superiores são reparados através da reparação do receptor. quando essas luzes brilham. a principal recompensa será no World to Come. mas os efeitos deste serviço atingem o máximo de todos os níveis até que todo o reparo de MaH e BaN seja completo. sendo inteiramente construída de todos os seus aspectos diferentes. o tempo do serviço do homem é apenas durante a regra de MaH e BaN. mas onde os reparos já realizados Desencadear a radiação da recompensa eterna que será dada quando os ramos de AV e SaG dominarem. então o resplendor brilha depois dele dos ramos supremos. Um nível é. mas é o principal responsável). uma vez que não precisam ser reparados. o homem deve ser reparado no sentido de estar apto a receber suas luzes através do mérito e não como um presente de caridade. uma vez que sua radiação foi provocada pelo mérito do homem durante sua reparação de MaH E BaN. Atik. Assim. 194 . enquanto que Malchut de Adam Kadmon Atik tem o poder de transferir o serviço ao mundo da recompensa . necessário para realizar esses reparos . quando a hora do serviço estiver completa. o reparo real em MaH e BaN provocado através dos atos do homem provoca uma radiação correspondente das luzes dos outros ramos e. cada uma em seu tempo apropriado (em seu respectivo milênio). como a proposição continua a explicar.no sentido de consertar a medida da recompensa por cada reparo). está além de Atzilut. seu efeito não termina. a Atik está ligada ao serviço do homem no sentido de determinar a recompensa. isso significará que a hora do reparo de todos os níveis (incluindo os ramos do AV e SaG) será completa. É por isso que Atik é dito ser o transportador ou transmissor de uma ordem governamental para outra . os outros ramos devem ser afetados por este serviço . será através do mérito.que foram originalmente atos de serviço de retificação do Atzilut e seus ramos . mas sim no sentido de que eles irradiam depois na proporção do reparo realizado abaixo. Atik. depois de passar do governo de MaH e BaN para o governo dos outros ramos . mas é o líder do mundo. Por cada ação feita pelo homem abaixo. na sua essência intrínseca.os de SaG seguidos pelos de AV.e transferi-los para um avião no qual não há mais reparos. portanto. Eu já expliquei que são os atos do homem abaixo que trazem o reparo acima. Para a essência da Atik é o equilíbrio.

todas as coisas são supervisionadas de acordo com tudo passado. está para receber as ações dos homens sob a atual ordem governamental e as transfere através da Cabeça que é Desconhecida até os níveis acima para serem consertados pela eternidade. . O Chefe que é Desconhecido .veja Etz Chayim.fundação das interconexões de MaH e BaN acima . e a partir daí eles ascenderam para passar sob a supervisão do Cabeça que é Desconhecido. fundado nas interconexões de MaH e BaN. 6 ). agora apresentaremos um resumo de todos os níveis que existem para conectar os dois.é a fonte de toda a ordem governamental. Abertura 99 Transferir os atos do homem para o mundo da recompensa através de Daat de Atik. Assim. avira . Assim. seu objetivo não é controlar e direcionar a ordem governamental de Arich Anpin. O Chefe que é Desconhecido . Daat de Atik. que está vestido entre a Coroa eo Cérebro de Arich Anpin. ganuz ) na Cavidade ( ä. governam o segundo de acordo com a natureza da cabeça que está acima. O efeito final atinge a eternidade da maneira explicada acima.é a fonte de toda a ordem governamental. (A primeira conexão de MaH e BaN está no Cabeça que é desconhecida. isso significa que o portador da roupa mantém o poder governamental exercido pela roupa. Em outras palavras. que é o verdadeiro transmissor para a eternidade através do mistério de Suas incertezas. Os sete Sefirot inferiores de Atik. vemos que tudo está no mérito do homem abaixo e de acordo com suas ações. que estão vestidos em Arich Anpin. Daat fica e recebe todos os aspectos de Arich Anpin. que estão vestidos em Arich Anpin. 195 . governam o segundo de acordo com a natureza da cabeça que está acima. Tendo discutido como todos esses aspectos estão ligados ao mistério da atual ordem governamental e da eternidade. no Cabeça que é Desconhecido. mas sim receber o que há para receber desta ordem governamental e trazê-lo para a Cabeça. e de lá para ser consertado na eternidade. presente e futuro. Isso afirma o que eu discuti acima (Aberturas 85 e 96): a fonte da ordem governamental que governa durante os seis mil anos da duração deste mundo reside no mistério da interconexão de MaH e BaN. mas sim está escondido lá. Os sete Sefirot inferiores de Atik. e esta é a fonte de todas as suas interconexões na construção do Partzufim de Atzilut. que compõe a ordem governamental dos seis mil anos). A diferença é a seguinte. para que ele possa ficar de acordo com Adam Kadmon. Shaar Arich Anpin ch. Conforme discutido anteriormente. A ARI da memória abençoada ensinou que Daat de Atik está escondido ( æ. isso significa que ele se separa do funcionamento essencial da roupa. No entanto. Conforme discutido anteriormente. o objetivo é vincular o governo de Atzilut sob este mandato governamental. como a proposição passa para o estado. Daat de Atik. mas fica para algum outro propósito. que está vestida entre a Coroa eo Cérebro de Arich Anpin. Tudo o necessário na interligação de MaH e BaN será completo e o necessário será consertado por toda a eternidade de acordo com os atos praticados pelo homem. Isso significa que ele não está vestido da mesma forma que os outros sete Sefirot.fundação das interconexões de MaH e BaN acima . quando algo é dito para ser escondido. . É o que tudo se resume ao final: a intenção é que tudo seja alcançado através do mérito e não através da caridade.stad para receber os atos dos homens sob a atual ordem governamental. Quando se diz que algo está vestido.e transfere-os através do Cabeça que é Desconhecido para os níveis acima para serem consertados por toda a eternidade. que está enraizada na Cabeça Isso é desconhecido.

é porque isso é o que o objetivo geral requer. de modo semelhante em outros lugares também há diferenças na forma como os diferentes Partzufim se vestem um no outro. não buscamos o motivo 196 . isso indica que a ação é menor. Isto é o que vamos agora explicar através de uma introdução geral relativa a todos os aspectos do fenômeno em que um poder se vê em outro. (A qualidade da ação depende não apenas da quantidade de portador vestida. apenas uma pequena parte está vestida indica que a ação em um lugar é maior do que a ação em segundo lugar. quanto ao motivo do grau de ação em qualquer caso . Parte 2: No entanto. O fato de que. Para completar nossa explicação sobre o vínculo entre o presente governo e o da eternidade. veste apenas certas partes ou membros das Sefirot de Netzach-Hod- Yesod-Malchut de Atik vestidos dentro deles (ver Mevo Shearim 3: 2: 2). Além disso. Indique se a ação do usuário é maior ou menor. O grau de ação sempre permanece proporcional à extensão das partes do usuário que estão vestidas. enquanto que em outro lugar.é porque isso é o que o objetivo geral requer. através deste princípio. mas os motivos subjacentes estão além da compreensão. Esta é uma premissa fundamental relativa à roupa. Esta é uma qualificação em relação a esta premissa. como explicado acima. seria necessário explicar em detalhes como Atik está vestida em Arich Anpin - por que Keter. enquanto que em outro lugar. Vários motivos podem ser encontrados para o grau particular de ação em qualquer caso.Se uma parte importante do usuário estiver vestida. em um lugar. Sefirah ou parte de um Sefirah . apenas uma pequena parte está vestida indica que a ação em um lugar é maior que a ação em segundo lugar na proporção exata da diferença na extensão de As partes do portador vestidas pela peça em cada caso. porque isso tem ramificações em várias direções diferentes. Devemos sempre comparar uma peça de vestuário com a outra em termos de qual a roupa uma parte maior e. O fato de que. em um lugar. Parte 1: Diferenças na medida em que um poder se vê em outro em todos os locais onde isso ocorra.está vestido. enquanto Chessed-Gevurah-Tiferet-Netzach-Hod-Yesod de Arich. Parte 2: no entanto. Quando queremos fazer uma medida precisa do poder da ação do Partzuf superior. Esta proposição consiste em duas partes: Parte 1: Diferenças. Claramente.ou seja. respectivamente). mas também de qual membro ou parte de um membro . pois. uma grande parte do portador é vestida. quanto ao motivo. como discutido anteriormente (ver as Aberturas 14 e 15). enquanto que se é que apenas uma pequena parte está vestida. Não há necessidade de procurar uma razão para isso. podemos entender com grande detalhe como os diferentes poderes estão vestidos de forma diferente um no outro. mediremos quais membros ou partes de um membro estão vestidos no Partzuf inferior e suas características e entenderemos a qualidade da ação. O grau de ação sempre permanece proporcional à extensão das partes do usuário que estão vestidas. uma grande parte do portador é vestida. estará sujeita a uma ação maior do que uma que veste uma pequena parte. Abertura de 100 A maneira como um poder se vê em outro indica como o usuário dirige o manto. Esta premissa se aplica em todos os lugares. Diferenças na medida em que uma energia se enrolle em outra em todos os locais onde isso ocorre indica se a ação do usuário é maior ou menor. portanto. Gevurah e Tiferet. Assim como há uma diferença na forma como os Sefirot de Atik Yomin se dividem quando se vestem no Sefirot de Arich Anpin. No entanto. quanto ao motivo do grau de ação em qualquer caso . isso certamente indica que a ação principal é necessária. o conceito de uma força de roupa em si em outra indica ação: o usuário atua através da peça de vestuário.) Na proporção exata da extensão das partes do portador vestidas pela peça de vestuário em cada caso. em cada caso. Chochmah e Binah de Arich cada um vêem toda Sefirah de Atik ( Chessed.

quais partes do vestuário vêem quais partes do usuário.e os poderes mentais dentro dele. Isso define o Head of a Partzuf. De fato. Mesmo se você pudesse encontrar uma resposta. Pelo fato de que uma luz particular é ótima. porque é aí que o nascimento total da ordem governamental do Partzuf ocorre essencialmente. Pelo contrário. Parte 1: a cabeça é sempre. Como já dissemos. poderíamos encontrar muitas razões. Pelo contrário.isto é. portanto. podemos encontrar muitas razões válidas para essas estruturas.de tudo o que existe na estrutura geral. Chegamos agora a uma explicação detalhada da forma do Partzufim. Explica que o chefe de Arich precisa de uma luz maior do que o corpo e. (É permitido investigar como um poder está vestido em outro. porque é necessária uma ação completa. começando com uma regra geral. e só é completa com a coroa (Keter) e os poderes mentais ( ï. podemos inferir que tem que ser assim.) Abertura 101 A cabeça inclui a coroa . e dela deriva toda a ordem governamental.do qual não podemos ter nenhuma concepção. E entenderemos que o grau particular de ação requer diferenças específicas na forma como um poder enruga outro. Parte 2: isto é. Pois o pensamento supremo não tinha apenas uma intenção.) Se a luz é pequena. portanto. e os efeitos da estrutura na sua forma. os motivos de sua ordem governamental estão enraizados no World of Reward . 197 . É suficiente se entendemos isso.não a razão pela qual ele deve ser especificamente dessa maneira. podemos inferir que isso é o que é necessário. e todas poderiam ser verdadeiras. Mas se você perguntar por que Zeir Anpin não começa a partir de Daat e abaixo. podemos inferir o motivo de a estrutura ser assim. que se relaciona com o serviço do homem. Esta proposta tem duas partes. o Pensamento Supremo teve várias intenções e não precisamos ir atrás deles. A própria estrutura é algo transmitida pela tradição em todas as suas medidas. No entanto. cada uma das Sefirot da cabeça de Arich vê uma Sefirah inteira de Atik. se vemos que esta é a maneira como a estrutura é. Mevo Shearim ibid. mochin ) dentro dele . Isso não está entre as coisas que é proibido perguntar. quando dizemos que Zeir Anpin começa a partir do baú de Abba e Imma. mas apenas para saber o que Ele estabeleceu e construiu. que se baseia nisso. (Diferenças no modo de governo do traje exterior em comparação com o do usuário interior são determinadas pela medida em que o outro veste o outro).o mundo da perfeição . e depois poderemos entender melhor a natureza do edifício através da aplicação da nossa premissa atual.de lá e abaixo e todos os aspectos Do mundo que depende disso segue a mesma ordem. Em vez disso. Incluído na cabeça são os três poderes mentais do Partzuf.exceto que não precisamos investigar isso. mas essa não é nossa intenção. Vários motivos podem ser encontrados para o grau específico de ação em qualquer caso. através do mistério. porque isso nos ensina sobre o funcionamento da ordem governamental deste mundo. Quando compreendemos quais partes do usuário estão vestidas em quais partes da roupa. é porque apenas uma pequena É necessária uma ação. através do mistério da habitação de O acima dele. mas muitos . Isso ocorre porque o World of Service existe para alcançar a recompensa e. isso significa que isso é simplesmente como é: esta é a medida em que Zeir Anpin veste Abba e Imma . é proibido investigar os motivos do atual mandato governamental. é saber o que existe e sua função em cada caso e o que depende do grau e da qualidade da ação . A cabeça é sempre o começo de todo o governo do Partzuf.Keter . (Assim. Por exemplo. Isso explica a premissa acima. mas apenas entender "o que". esta não é uma questão. porque a sabedoria reside em saber qual é o efeito disso e qual é a função disso . a razão interna permanecerá desconhecida. porque isso tem ramificações em várias direções.

A coroa. É por isso que é chamado de cabeça ( ù. Abertura 102 Atik brilha no Cabeça de Arich Anpin através dos Sete Reparos da Cabeça . tikunim ) encontrados no chefe de Arich Anpin.e é apenas completo com a coroa (Keter) e os poderes mentais ( ï. Isso dá mais detalhes sobre essas reparações. distinto do menor poder em todos os seus atributos.mas na forma de um começo ( ú. (O Crânio e o Cérebro são chamados de duas 198 . é o poder superior. cap. Conforme discutido anteriormente (na abertura 95). Parte 1: Pelo chefe de Arich Anpin se entende Kitra. enquanto os poderes mentais são outros. que repousa sobre ele.veja mais adiante na Abertura 104 ). capítulo 8. Bondade.Bondade total . discutiremos os arranjos específicos ou "reparos" ( í. mochin ) dentro dele. Por esta razão. Keter. que é nosso foco atual. mas de toda a cabeça e rosto e o que está contido dentro deles. porque Chochmah-Binah-Daat são as raízes de Chessed-Gevurah-Tiferet). Assim. Binah não está na cabeça (pois Binah desceu para a garganta . (Keter reflete o modo governamental do Partzuf acima). Parte 1: a cabeça é sempre o começo de todo o governo do Partzuf.No entanto. Isso explica o que queremos dizer quando falamos sobre os Sete Reparos da Cabeça. na Face em detalhes. Shaar Arich Anpin. a Coroa e Chochmah S'tima'ah. juntamente com tudo o que se expande deles no mistério do Rosto. A cabeça em si inclui tudo o que existe em todo o Partzuf . a Coroa e Chochmah S'tima'ah. No caso de Arich Anpin. a Sabedoria oculta contida . da cabeça. os sete Sefirot inferiores de Atik dominam o próprio Chefe de Arich Anpin através dos vários reparos particulares que dele derivam da Atik. enquanto estão no rosto. e isso é porque todo o governo de Arich Anpin depende de Atik. através do mistério da habitação daquele acima dele. a Sabedoria Oculta contida nele. (Os três poderes mentais contêm as raízes do poder governamental exercido pelo Partzuf inferior. Parte 2: isto é. Pelo chefe de Arich Anpin se entende Kitra. quando falamos do Chefe de Arich Anpin. Julgamento e Misericórdia são atribuídos a Arich Anpin como a raiz de Zeir Anpin (e nesse aspecto falamos dos Três Chefes de Arich Anpin . É através da reunião de todos esses poderes ao nível de Chochmah-Binah-Daat que a ordem do governo do Partzuf nasceu e. É em Arich Anpin que os Sete Reparos da Cabeça são encontrados. Incluído na cabeça são os três poderes mentais do Partzuf. ambos necessários para que o Partzuf exerça seu poder governamental. se estende por todo o Partzuf. No Crânio eles fazem o que fazem no geral. 8 ).a única maneira de dividir é em termos de Crânio e Cérebro. porque o rosto é feito para brilhar em detalhes e todas as suas radiações devem ser corrigidas através dos reparos que derivam da Atik. entende-se que significa Keter e Chochmah dentro dele. A coroa. .isso é em termos do que é atribuído ao próprio modo de governo intrínseco de Arich Anpin. Estes englobam todos os atributos do Partzuf inferior.veja Etz Chayim.no Crânio em geral. eles operam em detalhes. . Keter. Estes são dois aspectos distintos. Esta proposição consiste em duas partes. Tendo explicado o conceito de cabeça em termos gerais. Parte 1: Pelo Chefe de Arich Anpin. enquanto a função da cabeça é então completada através de todo o resto do Partzuf (ver Abertura 90). Shaar Hamelachim. Parte 2: No Crânio. Pois a cabeça não consiste apenas do crânio. é de um jeito. em termos da própria essência intrínseca de Arich Anpin . Pois deve haver um poder superior que governa o inferior.isso é em termos do que é atribuído ao próprio modo de governo intrínseco de Arich Anpin. reishit ). Porque é aí que ocorre o todo o nascimento do governo do Partzuf em essência. rosh ).

Nota: Veja Etz Chayim Shaar Arich Anpin ch. É o lado direito em Arich Anpin . que inclui todos os Sefirot abaixo) e (2 ) O rosto. os reparos gerados por Atik em Arich Anpin seguem as respectivas naturezas de (1) o Crânio (Keter). (Atik repara o chefe da Arich Anpin em geral através do reparo do crânio e todos os detalhes individualmente através dos reparos do rosto). Enquanto na Face eles operam em detalhes. à. (Isto é através da Cabeça de Atik. e isso é porque todo o governo de Arich Anpin depende de Atik.CH. 3 ). É no lugar onde eles governam pela primeira vez . O propósito de todos os aspectos de Arich Anpin é fortalecer a bondade e adoçar o julgamento. estes se tornam os Três Chefes . É fortalecer a bondade e adoçar o julgamento. enquanto as outras Sefirot .suaviza o Julgamento com Bondade.pois estes sete reparos dividem-se em um no Crânio e seis na Face. 6: "Os sete Sefirot inferiores da Cabeça que é Desconhecido de Chessed a Maljut estão vestidos nas duas cabeças inferiores de Arich Anpin e brilham nele". na essência. todos devem ser reparados. Pois o mistério de Keter é o encerramento.o aspecto feminino . Veja Klalut HaIlan 7: 8 e 8: 3. kametz ( õ ). com a Cavidade. Consequentemente. o objetivo de Atik é vincular todos os Sefirot de Arich Anpin sob Adam Kadmon e mantê-los no estado de equilíbrio. para o Skull and Brain são as duas cabeças inferiores e são as raízes de toda a Cabeça. onde os reparos são vistos em todos os seus detalhes específicos. como se refere à sua vogal associada.veja Abertura 96 ). Nós já discutimos como Arich Anpin traz um adoçante dos severos julgamentos de Zeir Anpin (ver Abertura 94). Quando está escondido. e mais tarde. Parte 2: No Crânio eles fazem o que fazem em geral. que é um círculo fechado. É em Arich Anpin que os Sete Reparos da Cabeça são encontrados. Isto é. e então se estende para todo o Partzuf. Consequentemente. o Juízo é adoçado. Chessed está no Crânio e Gevurah in the Brain.cabeças de Arich Anpin. as partes individuais não podem ser excluídas. Onde quer que haja aspectos detalhados. A intenção é corrigir tudo. existem apenas dois na cabeça de Arich Anpin: Chessed e Gevurah.que este reparo deve ser realizado. Além da nossa discussão sobre os Sete Reparos da Cabeça. Assim.o aspecto masculino . a proposição continua a indicar: . Chochmah.como o crânio. Este é o mistério do Crânio Branco . que contém a interligação inicial de MaH e BaN . agora vamos discutir a diferença entre eles. Veja ibid. Há também uma revelação do poder de Arich Anpin com força particular que elimina Judgment completamente. 199 . Por esta razão. Shaar Arich Anpin ch.na Cabeça . O objetivo de todos os aspectos do Arich Anpin. Como você já ouviu falar. avira. onde o reparo é um todo total (para a roupa do crânio Chessed de Atik.Etz Chayim. porque o Face é feito para brilhar em detalhes e todas as suas radiações devem ser corrigidas através das reparações derivadas da Atik. O princípio subjacente por trás disso é que não é da natureza de Keter dividir suas luzes em detalhes da mesma maneira que Chochmah.reveladas através das Sete Reparos da Cabeça são meramente uma radiação.que dá influência à Bondade para que Judgment não funcione. Abertura 103 Revelação da Frente de Favor remotamente remove julgamento severo. por outro lado. que tem a conotação de ser fechada . 7: "Embora tenhamos dito que as sete Sefirot inferiores de Atik estão vestidas nas sete Sefirot do Crânio de Arich Anpin. enquanto o lado esquerdo . quando a Frente do Favor é revelada. produz todas as luzes do rosto em seus detalhes individuais. no entanto. os sete Sefirot inferiores de Atik dominam o Chefe de Arich Anpin através dos vários reparos particulares que decorrem da Atik. significada pela vaga de patachas ( ç ) com a conotação de abertura.

quando a Frente do Favor é revelada. Isto discute as Três Cabeças em Arich Anpin em conformidade.as criações inferiores. (Os nove Sefirot de Arich Anpin estão acima de Malchut de Atzilut .pois a Shechinah foi pensada pela primeira vez. Este é o mistério do Reparo da Vontade de Testamentos ( ï à ï. a testa é à. Esta é uma premissa introdutória sobre a ordem governamental. encontramos a divisão nas Três Cabeças em Arich Anpin. no meio. e. Netzach e Hod de Atik. a própria ordem governamental baseada na própria Justiça deriva de Arich Anpin. Quando esta Frente está escondida.a Shechinah. Parte 2: Como a raiz de tudo isso. que são de Chessed. enquanto os atributos . . Tendo discutido o próprio modo de governo intrínseco de Arich Anpin como expressado nas Sete Reparos da Cabeça. Como a raiz de tudo isso. então o Nukva está pronto para receber.Juízo-Misericórdia . é a raiz do Receptor. o governo da justiça é o de recompensa e punição). e a Cavidade. (Em hebraico. o aspecto feminino.os outros nove Sefirot . enquanto que quando é revelado remove completamente o Juízo. Consequentemente. enquanto Chochmah-Binah-Daat vem apenas para adicionar ao fluxo de influência e Netzach-Hod-Yesod para transferi.foram desenhados apenas pelo bem da Shechinah através do Colunas de Bondade-Julgamento-Misericórdia. tikun d'ra'va d'ravin ). Isto é. Este é o poder da Shechinah.fazer o que é adequado aos olhos do juiz (ou seja. Enquanto o Cabeça que é Desconhecido.e a Cabeça que é Desconhecida . Toda a ordem governamental da Justiça baseia-se na Bondade-Julgamento- Misericórdia e no seu Receptor. se necessário. De acordo com seu nível de preparação. como discutido na Abertura 102.) Esta proposição consiste em duas partes.lo). A justiça não significa apenas juízo. veja a abertura 32 ). o julgamento só é adoçado. Por receptor estamos nos referindo ao Nukva. que roupas Daat de Atik. como discutido anteriormente (ver Abertura 58). Este é o mistério de "Uma mulher de valor é a coroa de seu marido" (Provérbios 12: 4). é a raiz do Receptor . que retifica a Testa de tal maneira que os poderes da Bondade podem ser revelados com Boa força. julgamento e misericórdia . porque esta é a base de todo o conceito de recompensa e punição. Há também uma revelação do poder de Arich Anpin com força particular que elimina Judgment completamente. Tiferet. e depois os nove atributos superiores foram canalizados de acordo com a natureza da Shechinah. enquanto a Cabeça que é Desconhecida. Conforme discutido anteriormente. relacionada à raiz ä. Porque isso é o fundamento de todo o conceito de recompensa e punição. mitzcha. Parte 1: toda a ordem governamental. A justiça envolve bondade. Assim. A Shechinah. que está acima deles. Parte 1: Toda a ordem governamental da Justiça baseia-se na Bondade- Julgamento-Misericórdia e no seu Receptor. que é a raiz dos receptores . Isso depende se a Frente é revelada ou não. "brilhe brilhantemente". a Presença Habitante.(Chessed-Gevurah-Tiferet são a raiz do Sefirot da Justiça.o Nukva -. à. Gevurah. a Presença Habitante. (Para Yesod de Atik está vestido na Frente de Atik). examinaremos agora como Arich Anpin serve como a raiz de Zeir Anpin. todo o reparo está nas mãos dos receptores. conseguem isso porque nenhum deles tem o poder exceto Yesod.Roteza de Bondade . Abertura 104 Todo o ordenamento governamental depende das Três Cabeças . que revelam a unidade através do seu serviço. isso foi o que foi fixado primeiro.raiz do Receptor. administrar recompensas e punições. Nenhuma das outras Reparações. que está acima delas. encontramos a divisão nas Três Cabeças em Arich Anpin. (Os Três Chefes são o Crânio e o Cérebro. mas o último é a raiz do governo 200 . Parte 2: como a raiz. avira. Isto é o que dá a Arich Anpin esse poder particular. portanto. que é chamado de "uma pedra fundida para Eyn Sof" .

Desta forma. como afirmado no Idra Rabba (129a) : "Em cada vertente há um fluxo que surge do Cérebro oculto". está enraizado no nível exaltado da Cabeça Isso é Desconhecido. e isso é Como a cadeia de desenvolvimento do Partzufim desce nível por nível. Estes são os dois Mazalot ou "Constelações". as duas partes na interação ou acoplamento são Abba e Imma.Etz Chayim. Isso ocorre porque é através dos cabelos da cabeça que a santidade dos poderes mentais internos pisca para ser revelada no exterior. Parte 2: No entanto. e é nesse nível que a luz está emanada. A diferença é que os Pêlos da Cabeça simplesmente revelam a luz do Cérebro exatamente como é e não por meio de desenvolvimento e gradação sequencial.410. isso não muda.é porque os níveis da barba estão envolvidos no mistério da interação e do acoplamento dos dois atributos de Notzer ( ð). Consequentemente. a barba.como é dentro. A proposição consiste em duas partes. 9. Tendo discutido como Arich Anpin é a raiz de Zeir Anpin. a barba desenha a luz para baixo sequencialmente. tal como está dentro.o que não é assim O caso dos cabelos da cabeça . Quem limpa". E todo o reparo depende da Shechinah . zivug .das criações inferiores . de modo a produzir a cadeia descendente de desenvolvimento.juntos que desencadeiam a luz de cima. ". Parte 2: No entanto. Isso explica a natureza dos Hairs of the Head. que está acima de Arich Anpin). (O reparo é quando o Santo. Pois é no cérebro do casal que a luz emana através deles é retirada. "Estes dois Mazalot descansam um sobre o outro e são do sexo masculino e feminino" .a Sabedoria Oculta . (Êxodo 34: 6). "holy" . o Sendo o propósito de desencadear as luzes em proporção ao poder das duas partes para a interação. os Pêlos da Barba são canais que atraem a luz de Chochmah S'tima'ah . pode enviar um fluxo de bênção aos receptores porque eles estão prontos para recebê-lo. No entanto.. ". No caso em discussão. Este Malchut. que estão incluídas sob o Mazalot de Notzer e Venakei.para beneficiar os receptores.como é evidente em muitos lugares nos escritos do rabino Shimon Bar Yochai. os Pêlos da Cabeça também extraem luz do Cérebro.. Assim. A razão pela qual os níveis da Barba são enumerados individualmente (como 13 Reparos correspondentes aos 13 Atributos da Misericórdia) .para o exterior. Shaar Arich Anpin ch.. a barba é tal que suas luzes descem em nível de sequência por nível.o propósito da criação. Uma vez que são as duas partes na interação que desenham a luz. respectivamente. No entanto. portanto. Isso explica a natureza dos cabelos da barba. (É através do acoplamento . (O oitavo e o décimo terceiro dos 13 Atributos da Misericórdia incluem todos os outros. que transferem as luzes da Cabeça De Arich Anpin para Zeir Anpin. ) Eles interagem e se juntam.Preserver of Kindness". a barba é tal que suas luzes descem em nível de sequência por nível até Zeir Anpin. devemos primeiro entender a diferença entre os cabelos da barba e os da cabeça. o que eles desencadeiam está no seu nível. E Venakei ( å). Mesmo quando extraído.) 201 . Como a própria proposição afirma depois na Parte 2. abençoado seja ele. toda a excitação vem da Shechinah . Parte 1: Os cabelos da cabeça são uma revelação. Parte 1: Os cabelos da cabeça. nível por nível. O número de fios de cabelo nas fechaduras da Cabeça corresponde ao valor numérico das letras da palavra ù. a luz desce para o mesmo nível que a do casal. kadosh.) Abertura 105 Função dos cabelos da cabeça e barba de Arich Anpin Os cabelos da cabeça são uma revelação da santidade do próprio cérebro.æ. como explicado pelo rabino Shimon Bar Yochai no Idra Rabba (128b) : "Cada tranca é composta por 410 cabelos". Da santidade do próprio cérebro propriamente dito. No entanto. examinemos o início da descida descendente dessa raiz.

os 13 Atributos da Misericórdia.mais e mais baixas. Para a função da barba é trazer a ordem da Bondade-Juízo- Misericórdia contida dentro da Sabedoria Oculta para o exterior.o Mazalot da barba termina no Navel de Arich Anpin . Todas as Três Cabeças irradiam na Barba.o Crânio.Notzer. No caso da Barba. Uma vez que começa a desenhar. "Abba e Imma estão incluídos em Mazal" (isto é. em outros. é canalizado para baixo. humilha as cascas e dá poder à santidade.são revelados através da Barba. isso se aplica a todos os outros reparos além dos de Notzer e Venakei. sob o comando de Notzer e Venakei. outros para canalizá-lo. É. conforme mencionado acima. Isso será discutido mais adiante. É. A Barba mostra o poder do Partzuf. Por esta razão. . Esta é uma regra geral que se aplica a todos os diferentes reparos encontrados no Partzufim. Todos os diferentes tipos de reparos encontrados em todos os lugares se enquadram em uma das duas categorias a seguir. O propósito dos vários reparos diferentes é. canalizar o fluxo de bênção.é chamado de Mazal? Por causa disso. como significados por diferentes arranjos dos cabelos em diferentes locais da barba . para fornecer a ordem governamental de direita e esquerda). o décimo terceiro atributo. o oitavo e Venakei. ("Por que esse fio nobre . Abertura 106 Alguns reparos vêm para preparar o fluxo de bênção. (É Abba e Imma que efetuam a transferência). que começa no Navel de Arich Anpin. Nosso objetivo aqui é entender como se aplica às Reparações da Barba.Juízo-Misericórdia. descendo para Zeir Anpin. e isso subjuga os severos juízos e humilha os cascos e dá poder à Santidade através da suprema unidade. Abertura 107 A Barba revela a ordem governamental de Bondade . É declarado explicitamente nos escritos do ARI da memória abençoada que todos os Três Chefes de Arich Anpin .a barba . Assim. E por que isso é necessário? Pois o último é literalmente a revelação desta ordem governamental de Bondade-Juízo-Misericórdia. em alguns casos. Abba e Imma terminam no Navel ." . Enquanto isso. É por isso que é necessário que cada um deles se irradie individualmente na barba. No caso da Barba. proveniente dos Três Chefes. através da barba que o poder de Arich Anpin é revelado. em alguns casos. (Os 13 "Reparos" da Barba de Arich Anpin .são elaborados no Idra Rabba.) O objetivo dos vários reparos diferentes. Discussão adicional sobre a barba. Todos os Três Chefes irradiam na Barba. é preparar e corrigir o próprio fluxo real. pois o último é literalmente a revelação desta ordem governamental de Bondade-Juízo-Misericórdia. canalizar o fluxo de bênção enquanto que em outros é preparar e corrigir o próprio fluxo real. Todo o propósito da barba é revelar a bondade-julgamento- misericórdia enraizada nas três cabeças.Idra Rabba 134a. Como a barba subjuga juízos severos.e desta forma Abba e Imma estão literalmente sobre a Cabeça de Zeir Anpin. Abertura 108 A barba subjuga julgamentos severos. o Cérebro Escondido e a Cavidade .down para Zeir Anpin. Para a finalidade da Beard é levar esse pedido até o nível de Zeir Anpin. 202 . penduram constelações e constelações . portanto.) O propósito específico dos dois Mazalot é desenhar e revelar a luz de Arich Anpin em Zeir Anpin. os reparos que canalizam o fluxo de bênção são os dois Mazalot .

há outro aspecto pelo qual um Partzuf se vê em outro. Shaar Arich Anpin. hishtalshelut ). cap. Esta distinção permite resolver uma aparente contradição nos ensinamentos da ARI da memória abençoada. Assim. Mas quando os julgamentos severos são mitigados. A Barba mostra o poder do Partzuf. achamos que Yesod de Atik termina em Tiferet de Arich Anpin (ibid. eles dão poder ao Outro Lado.é revelado. . E a santidade sozinha governará em todo o mundo. certos aspectos de um determinado Partzuf derivam do seu poder intrínseco estabelecido desde o início através da cadeia de desenvolvimento. A cadeia de desenvolvimento está tão disposta que todos os Netzach-Hod-Yesod de todos os Partzuf superiores são eles mesmos os poderes mentais do Partzuf abaixo. os Partzufim são governados um sob o outro . como está escrito: "E HaShem será exaltado sozinho naquele dia" (Isaías 2:11). no entanto. Por outro lado. Yesod of Atik diz que termina em Yesod. dos quais os sábios disseram: "Ele está destinado a honrar a Barba" ( Idra Rabba 134b). e na visão estes aparecem como consequência desse estado. e quando eles são adoçados. 1). a ordem pela qual os Partzufim estão vestidos um com o outro segue um arranjo diferente.na cadeia de desenvolvimento e através da roupa uns dos outros A cadeia de desenvolvimento está tão disposta que todos os Netzach-Hod-Yesod de todos os Partzuf superiores são eles mesmos os poderes mentais do Partzuf abaixo.. A natureza de Arich Anpin é dar influência à bondade. 4). Em outro lugar. isso causa a humilhação do Outro Lado. e isso subjuga os julgamentos severos. Assim.) No entanto. enquanto Maljut está atrasando a canalização de sua influência para o Partzuf inferior. Enquanto os julgamentos severos não forem mitigados. não há necessidade do Outro Lado. o que é assim humilde. sirva as necessidades do Partzuf inferior. isso adoça e mitiga os severos julgamentos. há outro estado visto na visão profética em que um Partzuf vê outro. na barba que o poder de Arich Anpin. além desta inter-relação do Partzufim através da cadeia de desenvolvimento.pnimiyut.. os poderes mentais completam assim o Partzuf inferior fornecendo sua alma interior . É. A maneira como isso aparece na visão profética é que Netzach-Hod-Yesod do Partzuf superior é como os poderes mentais do Partzuf inferior dando origem aos aspectos em questão.) E dá poder à Santidade através da suprema unidade. Em um lugar. Shaar Hamelachim. existem diferenças na forma como os diferentes estados do Partzufim aparecem na visão profética dependendo do que a Vontade Suprema quer revelar através deles. No entanto. Este é o conceito de "a glória do rosto é a barba" ( Shabat 152b). Na cadeia de desenvolvimento. portanto. 203 . Como a contradição aparente é resolvida será explicada na próxima Abertura. (Para Netzach-Hod-Yesod do Partzuf superior. Abertura 109 Interrelação dos Partzufim . Consequentemente. Conforme discutido anteriormente. a ordem pela qual os Partzufim estão vestidos um com o outro segue um arranjo diferente. Isso é chamado de ordem da cadeia de desenvolvimento ( ä. a bondade . A visão profética revela esse aspecto mostrando como Netzach-Hod-Yesod do Partzuf superior serve como poderes mentais no Partzuf inferior. em um aspecto. e quando Arich Anpin afirma seu poder.o que é completo. além de seu próprio poder intrínseco instituído através da cadeia de desenvolvimento.e humilha as cascas. de Arich Anpin ( Etz Chayim. (Para o Outro Lado é o agente que executa os julgamentos severos. No entanto. Este é o futuro reparo que reinará no tempo que virá. cap. e este princípio também se aplica no mundo inferior.no sentido de que Malchut do Partzuf superior governa o Partzuf inferior. Isso dá ao Partzuf que serve como garbo de poderes adicionais. existem outros aspectos do Partzuf que derivam da maneira como ele serve para vestir outro.

O que dissemos sobre onde Yesod de Atik termina em Arich em termos de cadeia de desenvolvimento não é uma contradição ao dizer que. Inauguração 110 Na cadeia de desenvolvimento. . Todos os aspectos diferentes funcionam como necessários para levar as criações à perfeição. Abertura 111 Abba e Imma . quando chegamos a examinar seus vários poderes. Contra o baú são Abba e Imma. na ordem pela qual alguém veste outro. como será discutido em seu devido lugar (ver Abertura 128). Após a discussão dos vários aspectos de Arich Anpin. na ordem em que se vê outra. que envolve a estrutura do Partzufim). conforme explicado na abertura anterior. Depois é a partir daí que Abba e Imma. devemos ter em conta a forma como o menor Partzuf roupas e esconde dentro de certos níveis determinados do Partzuf superior. examinaremos o Partzufim de Abba e Imma começando com a raiz. Yesod de Atik termina no baú de Arich Anpin e é a partir daí que suas Bondade e Forças são adiante e são reveladas. termina em Yesod de Arich. Para Daat é a essência da ordem governamental e é assim que deve se espalhar . Yesod de Atik termina em Yesod de Arich Anpin. e devemos rastrear quais aspectos derivam disso. Como vestido. Todos esses arranjos são encontrados constantemente no Partzufim. eles recebem uma radiação dessas Bondadezas e Fortes . chassadim ) e Forças ( â. E é a partir daí que as bondades ( ç. No entanto. Isso será discutido mais adiante no seu devido lugar (ver Abertura 124).propagação da Sabedoria oculta nas colunas da Bondade . Israel Sabba e Tevunah são construídos. (O final de Yesod de Atik no baú de Arich Anpin é considerado na categoria da cadeia de desenvolvimento porque causa a divisão de Chochmah e Binah em quatro Partzufim. que vestem os braços de Arich Anpin até o umbigo. Yesod de Atik termina no peito (Tiferet) de Arich Anpin. o Corona. termina em Yesod de Arich. Além disso. proporcionando o Partzuf inferior com poder extra.o primeiro e segundo Israel Sabba e Tevunah. que são revelados quando emergem do Yesod de Atik e se espalham O baú de Arich Anpin. Cada Sefirah tem um número particular de seções ou "juntas" ( ô. devemos considerar o poder intrínseco investido em um determinado Partzuf através da cadeia de desenvolvimento graduada .Juízo- Misericórdia através da barba para Zeir Anpin Abba e Imma são uma extensão de Chochmah S'tima'ah. gevurot ) saem e são reveladas.sair do navio e se espalhar abertamente. Quando Chochmah e Binah de Atzilut se tornam Partzufim. em todos os Partzufim. No entanto. as seções são Yesod e Ateret HaYesod. a Sabedoria Oculta. à medida que Yesod de Atik é vestido em Arich Anpin. Assim. através das colunas da Bondade-Julgamento-Misericórdia incluídas nele.e traçar todos os aspectos do menor Partzuf que derivam deste modo de governo. Israel Sabba e Tevunah são construídos. Yesod de Atik termina em Yesod de Arich Anpin. Yesod de Atik termina no peito (Tiferet) de Arich Anpin. De acordo com a forma como a cadeia de desenvolvimento é organizada. Pois. É através do poder das bondadezas e fortalezas de Atik que Abba e Imma se dividem em quatro Partzufim . De acordo com a forma como a cadeia de desenvolvimento é organizada. Depois é a partir daí que Abba e Imma. Daat se espalha da cabeça para o corpo do Partzuf e está totalmente incluído no Yesod e brilha para fora.sendo este governado por Netzach-Hod-Yesod do Partzuf superior . No caso de Yesod. porque os Partzufim se vestem em um outro Ordem. depois de se 204 .seu lugar na Árvore dos Partzufim está enfrentando as Bondade e Forças de Atik. tudo com sua própria medida. perakim ).

espalharem pelo mistério da Barba. Abba e Imma estão enraizados no mistério de Mazal
de Notzer e Mazal de Venakei.
Tendo explicado a raiz de Abba e Imma - Yesod de Atik como revelado no baú de
Arich Anpin - agora vamos discutir Abba e Imma.
Abba e Imma são uma extensão de Chochmah S'tima'ah, a Sabedoria Oculta,
através das colunas da Bondade-Julgamento-Misericórdia incluídas nelas.Chochmah
S'tima'ah é a raiz a partir da qual Zeir Anpin - a ordem governamental da Justiça baseada na
Bondade - Julgamento-Misericórdia - emerge. Como tal, Chochmah S'tima'ah inclui toda a
Bondade-Julgamento-Misericórdia contida em todos os Três Chefes de Arich Anpin - pois,
como a Terceira Cabeça, Chochmah S'tima'ah inclui o que está em todos os três.
Este é o mistério de Yud-Vav-Dalet, HeA-Aleph, Vav-Aleph-Vav - a forma
"expandida" das letras Yud-Heh-Vav de MaH contidas em Chochmah S'tima'ah. O valor
numérico dessas letras é 39 = (Hebraico T "al) Tet-Lamed = TaL," orvalho "- o Orvalho de
Bedolach (ver Abertura 89). Aqui está a raiz de toda a ordem governamental de Justiça
abaixo. Dos Três Chefes, Chochmah S'timaah está na categoria de Julgamento (em relação ao
Crânio - Bondade e Cavidade - Misericórdia) e é governado de Gevurah de Atik. (Gevurah de
Atik está escondido dentro do Cérebro, o que, em conformidade, Tem a tonalidade
avermelhada da pedra de Bedolach).
Consequentemente, tudo o que veio antes está enraizado em Chochmah S'tima'ah -
pois, embora esteja na categoria de Julgamento, ele também contém um aspecto de Bondade,
pois Chochmah está à direita. Chochmah S'tima'ah é a Nukva de Arich Anpin. Para Keter, o
Crânio, é a Cabeça inclinada à direita - o aspecto masculino de Arich Anpin, enquanto
Chochmah S'tima'ah é a cabeça inclinada à esquerda - o aspecto feminino. Tudo isso é porque
Chessed e Gevurah de Atik estão vestidos, respectivamente, no Crânio e em Chochmah
S'tima'ah.
Mas a bondade-julgamento-misericórdia contida dentro Chochmah S'tima'ah deve se
espalhar e descer através da cadeia de desenvolvimento. Isso é feito através da barba, como
discutido anteriormente. A barba é essencialmente um poder que tira a luz escondida de
Chochmah S'tima'ah que enche os tubos ou canais dos quais ele consiste. A própria luz que
estava escondida dentro é revelada no exterior através de Abba e Imma.
Veja como tudo isso é literalmente a raiz do Zeir Anpin. Para Abba e Imma, que
derivam de Chochmah S'tima'ah, não apenas dê uma influência adicional de Zeir Anpin, mas,
de fato, compram seu Partzuf, uma vez que são eles que dão a Zeir Anpin os Poderes Mentais
que são a essência de seu governo, assim como em Todo Partzuf o governo deriva de seus
Poderes Mentais. Claramente, isso ocorre porque Zeir Anpin sozinho não pode fazer o que é
necessário, uma vez que Zeir Anpin consiste apenas nas Seis Direções (Chessed-Gevurah-
Tiferet-Netzach-Hod-Yesod). Eles são apenas completos com Keter-Chochmah-Binah, que
estão enraizados aqui em Chochmah S'tima'ah no mistério de Kindness-Judgment-Mercy
como eu expliquei. Posteriormente, eles descem nível por nível até chegarem ao seu lugar
como os Poderes Mentais de Zeir Anin, com o objetivo de completar Zeir Anpin, como será
discutido mais adiante.
Depois de se espalharem através do mistério da barba. Era primeiro necessário
para eles se espalharem na Barba, a fim de adquirir a qualidade da expansividade e produzir
todos os níveis necessários - as 13 Reparações da Barba.
Abba e Imma estão enraizados no mistério do Mazal de Notzer e o Mazal de
Venakei - ou seja, na própria barba quando se espalha. A barba é, portanto, a raiz desses dois
níveis que emergiriam através de seu poder. O Mazal de Notzer e o Mazal de Venakei
incluem essencialmente a barba inteira. Um desses dois níveis - Abba - está enraizado no
Mazal de Notzer, o aspecto masculino e o outro - Imma - no Mazal de Venakei, a fêmea.
Abba e Imma também aparecem como homens e mulheres, e cada um tem sua própria função
- o homem como corresponde a ela de acordo com sua raiz, e também no caso da fêmea.

205

Abertura 112
Abba revela os Poderes Mentais como um todo, Imma em detalhes.
Abba é o mistério dos três Poderes Mentais de Zeir Anpin - mas como um todo,
como semente no cérebro do pai. Imma é ela mesma uma revelação dos Poderes Mentais
de Zeir Anpin: em Imma estão preparados em detalhes como um embrião na barriga de
sua mãe.
Tendo discutido a função de Abba e Imma, vamos examiná-los agora com mais
detalhes.
Abba é o mistério dos três Poderes Mentais de Zeir Anpin - mas como um todo.
Como já discutido, Abba e Imma são uma extensão de Chochmah S'tima'ah trazendo os
poderes mentais de Zeir Anpin (Keter-Chochmah-Binah) ao nível necessário. No entanto, há
uma diferença entre Abba e Imma - assim como há uma diferença no papel do pai e da mãe na
produção de sua prole conjunta. Inicialmente, a prole está no macho em potencial como um
todo único e indiferenciado, e é assim que ele sai do macho.No entanto, a fêmea diferencia o
embrião em seus detalhes durante a gravidez até que os sinais do embrião em crescimento
sejam claramente discerníveis do lado de fora.
Então está acima: Abba e Imma contêm os Poderes Mentais de Zeir Anpin dentro
deles, e seu papel é trazê-los para o aberto. No entanto, quando Abba faz isso, ele os traz
como um todo único e indiferenciado. No caso de Imma, no entanto, eles são discerníveis
dentro dela mesmo durante a Gravidez e, ainda mais, depois de dar à luz.
.como semente no cérebro do pai. Para a semente se origina no cérebro, onde é
incluído como um todo único. E, mesmo quando isso acontece, faz isso como um todo
indiferenciado.
Imma é ela mesma uma revelação dos Poderes Mentais de Zeir Anpin: em Imma
estão preparados em detalhes como um embrião na barriga de sua mãe.
Aqui temos o mistério de Chochmah e Binah: Chochmah é geral, enquanto Binah é o
processo de pensamento ( ä, hitbonenut ) aplicado à concepção geral da Chochmah,
analisando as questões em detalhes. Assim, o próprio Abba se estende para fornecer uma
revelação geral dos Poderes Mentais, e também quando Abba os traz, ele faz isso como um
todo global. Em Imma, os Poderes Mentais diferenciam-se em seus detalhes, e também
quando Imma executa sua função materna, ela revela seus componentes detalhados como um
embrião na barriga de sua mãe.

Abertura 113
O acoplamento de Abba e Imma - raiz dos poderes mentais de Zeir Anpin - é
constante; A de Israel Sabba e Tevunah - que os transfere para Zeir Anpin - é periódica.
O acoplamento interativo de Abba e Imma acima é contínuo para não
interromper o bom funcionamento dos Mental Powers na raiz. No entanto, através de
Israel Sabba e Tevunah, os Poderes Mentais se estendem para produzir Poderes Mentais
em Zeir Anpin na ordem que lhe convém.
Tendo discutido Abba e Imma em si mesmos, vamos agora examinar o seu
acoplamento.
O acoplamento interativo de Abba e Imma acima é contínuo para não
interromper o bom funcionamento dos Mental Powers na raiz.
Conforme discutido anteriormente, a ordem governamental depende dos poderes
mentais em Zeir Anpin. São esses Poderes Mentais que são susceptíveis de "ascender" (para
serem aprimorados) ou "descer" (a ser diminuído), conforme exigido para o funcionamento da
recompensa e punição no mundo de acordo com os atos dos homens. E a força do fluxo de
influência no mundo é proporcional à força desses Poderes Mentais.
No entanto, deve ser entendido que, para que qualquer luz determinada desempenhe
sua função, sua fonte deve ser forte e duradoura. A luz pode então se espalhar ou não,

206

dependendo do que é necessário -, mas não pode sair completamente em um certo tempo, de
modo a exigir literalmente uma nova criação em algum outro momento para produzir a
mesma luz. Nestes termos, Abba e Imma são a própria fonte e raiz dos Poderes Mentais de
Zeir Anpin, e esta raiz não deve ser prejudicada. No entanto, o papel de Israel Sabba e
Tevunah é levar os Poderes Mentais a Zeir Anpin. Como os Poderes Mentais em Zeir Anpin
estão sujeitos a ascensões e descidas, o acoplamento de Israel Sabba e Tevunah não é
constante.
Pode-se objetar que, nos ensinamentos da ARI da memória abençoada, parecemos
encontrar o oposto - que o acoplamento que produz os Poderes Mentais não é contínuo,
enquanto o acoplamento que canaliza a vitalidade para o mundo é contínuo (veja Etz Chayim,
Shaar Hazivugim, cap. 1).
A resposta é que aqui estamos falando de qualidades possuídas pelos Partzufim que
lhes permitem funcionar corretamente na ordem governamental, e não sobre o funcionamento
real do Partzufim em si. Para as luzes descerem nível por nível na cadeia de desenvolvimento
conforme exigido pela ordem governamental. Os Poderes Mentais contidos em Zeir Anpin
são o fundamento da ordem governamental geral da Justiça baseada na Bondade-Julgamento-
Misericórdia. Todo o resto do Partzuf de Zeir Anpin - Chessed-Gevurah-Tiferet e Netzach-
Hod-Yesod - segue em conformidade, mas a raiz essencial é os Poderes Mentais. Compreenda
que agora estamos falando sobre o funcionamento, mas sim sobre a natureza, as próprias
luzes reais em vários níveis diferentes - ou seja, sobre o papel de cada luz na ordem
governamental, e não como ela realmente executa esse papel ou função.
Quando a luz geral atinge o nível para produzir Chochmah-Binah-Daat em Zeir
Anpin - este é o nível de Abba e Imma - pode então ser dito ter alcançado o estágio de
estabelecer a ordem governamental em suas bases adequadas. No entanto, enquanto o papel
de Abba e Imma é produzir este Chochmah-Binah-Daat em Zeir Anpin, Abba e Imma ainda
são apenas a raiz, porque a luz ainda não está no nível exigido para o governo atual do
mundo. A transferência real de Chochmah-Binah-Daat para Zeir Anpin é realizada por Israel
Sabba e Tevunah.
De acordo com o princípio de que cada função tem uma raiz, Abba e Imma - que são
a raiz de Chochmah-Binah-Daat em Zeir Anpin - têm sua própria raiz acima. Esta é
Chochmah S'tima'ah, que contém a raiz da Bondade-Julgamento-Misericórdia, e isso é o que
produz Abba e Imma - o geral e o particular. A função inteira de Abba está ligada à Bondade-
Juízo-Misericórdia, mas como um todo, enquanto a Imma diferencia a Bondade-Juízo-
Misericórdia em suas particularidades - ainda assim, a Imma ainda é chamada de raiz. Esta
raiz subsequentemente se estende ainda mais para consertar a ordem governamental de Justiça
em Zeir Anpin em seu fundamento próprio, produzindo os Poderes Mentais de Zeir Anpin
nele. Isso institui a ordem governamental em seu devido lugar com um grau de poder
adequado aos mundos.
Consequentemente, dissemos que o acoplamento do supremo Abba e Imma - que são
bondade-julgamento-misericórdia apenas na raiz - é contínuo, porque Abba e Imma estão em
um estado contínuo de conserto, sendo uma revelação da unidade subjacente de MaH e BaN
(A perfeição que deve ser alcançada no final). Da mesma forma, todos os benefícios
produzidos pelo seu acoplamento são contínuos.
No entanto, a função de Israel Sabba e Tevunah deve se estender para baixo por
causa de Zeir Anpin, e eles estão, portanto, mais próximos do nível do Zeir Anpin (que está
sujeito a ascensões e descidas, imaturidade e maturidade etc.) O estado de reparo Em Israel,
Sabba e Tevunah não são, portanto, contínuos. Pelo contrário, quando não há necessidade de
nenhuma nova ação - ou seja, gerar novos Poderes Mentais em Zeir Anpin - Israel Sabba e
Tevunah simplesmente transferem a influência já preparada e corrigida na raiz através do
acoplamento de Abba e Imma para canalizar a vitalidade para os mundos. Neste caso, os
Poderes Mentais transferidos por Israel Sabba e Tevunah derivam do acoplamento anterior.

207

No entanto, quando são necessários novos poderes mentais em Zeir Anpin, Israel
Sabba e Tevunah