You are on page 1of 16

05/03/2018

Tema 1
Aspectos subjetivos na massoterapia – a história de vida de cada ator –
04h.
Objetivos de aprendizagem
Possibilitar o autoconhecimento a partir do resgate da história de vida
de cada ator.
Registrar e compartilhar as histórias de vida de cada ator
Oficina de Extensão em Proporcionar o autocuidado, a consciência corporal e de sua história
para a formação de terapeuta.
Massoterapia Metodologia – Vivência
Facilitador: Adriano Leão Questões problematizadoras
O que sobre mim a partir de meu resgate histórico e de meus
companheiros?
Como me fortaleço, enquanto pessoa e terapeuta, a partir de minha
história de vida e do outro?
Texto de Apoio 1 – Crescer bebendo do próprio poço, Carlos Rafael
Cabarrús. Cap. 2, Ex. 1

1
05/03/2018

Minha Autobiografia
Sou, Adriano Leão Gomes nasci na cidade de Propriá/SE em 23 de maio de 1985, filho de Maria das
Dores Leão Santos e Abel Gomes.
Cresci sobre a guarda da minha mãe, pois separou-se de meu pai quando eu ainda tinha dois meses. Fui
criado pela mãe, padrasto, avó, tios e irmãos que me deram toda a assistência que necessitei para meu
desenvolvimento.
Logo aos 6 meses de nascido fui diagnosticado com meningite. Minha mãe foi fazer gogo e logo depois,
me viu com a cabeça caída, quieto e correu para a capital levou-me para o hospital cirurgia onde passei
o dia fazendo exames e no final do dia veio a confirmação da meningite fiquei internado 17 dias e
depois tive alta médica.
Aos 4/5 anos minha família mudou-se para a barra dos Coqueiros, mas antes disso recordo eu e meus
irmãos na nossa antiga casa na RUA DO GÁS em Propriá, casa modesta continha, uma sala com dois
quartos e cozinha. Existia um corredor de aladeirado para a cozinha onde eu e meus irmãos descíamos
com nossos carrinhos. Quintal com arvores frutíferas ao qual eu me lembro a bananeira.
Chegando na nova casa os antigos donos deixaram uma jaca, foi a minha primeira vez que comia,
aquela fruta que gruda a boca e os dedos para mim era tudo novo,
Aos 10 veio as dores de cabeça onde corria doido. Varias idas e vinda ao hospital universitário. Sem
diagnostico dos médicos; minha mãe levou-me a um centro espirita onde o medico espirita abriu um
receituário de remédio e disse a minha mãe: receitarei neosaldina ao teu filho mãe. Então 3 vezes ao dia
até meus 18 anos foi o que passava minhas dores de cabeça. Mas neste meio tempo a adolescência
chegou fiquei rebelde fugir pra casa de meu pai escondido da família. “Chegando lá meu pai não estava
morando na casa estava no conjunto João Alves eu não sabia”. Passei dois dias em Propriá e minha irmã
foi me buscar com o conselho e fui como um refugiado. Ah quem contou que estava em Propriá, foi um
amigo que contou a um dos meus irmãos.

A HISTÓRIA DA MASSAGEM
A HISTÓRIA DA MASSAGEM • Apesar de existir pouca evidência de que a massagem era praticada
como uma arte curativa nos tempos pré-históricos, parece muito
provável que isto ocorresse. Existe certa qualidade instintiva para o
uso das mãos num movimento de fricção e compressão, que é tanto
calmante como confortante.
• A massagem tem uma longa história permeada
• Os gregos antigos usavam amplamente a massagem para manter a
de uma vasta literatura. saúde física e, para assegurar uma beleza duradoura. Os gregos
antigos, talvez mas que as outras culturas, são responsáveis por dar
á massagem tamanho grau de aceitação social. Este povo
• A prática da massagem vem desde os tempos estabeleceu casas de banho muito sofisticadas, onde havia
pré-históricos, com origens na índia, China, possibilidade de práticas de exercícios, massagem e banhos, mas os
seus clientes amavam mais a luxuria, em vez de buscar a saúde.
Japão, Grécia e Roma.
• Os romanos herdaram boa parte da tradição da massagem dos
gregos e essa prática era amplamente utilizada, especialmente em
conjuntos com banhos quentes.

2
05/03/2018

A HISTÓRIA DA MASSAGEM MASSAGEM TERAPÊUTICA

• Em muitas culturas asiáticas antigas, como a China, Japão e Índia, a


massagem é ainda, utilizada como parte dos métodos “tradicionais” • É um conjunto de manobras que, a partir do
de tratamento. A massagem como tratamento especifico desempenha
um papel relativamente pequeno na medicina “ocidental” moderna; toque, desempenham a função de estimular no
contudo, nos últimos anos, surgiram, em muitos paises, profissionais organismo humano eventos fisiológicos que
especificamente (Massagistas, Massoprevencionista ou influenciam os estados emocionais e a
Massoterapeutas).
• Nesse caso, a modalidade terapêutica é a própria massagem. As
cognição do CLIENTE.
técnicas de massagem são utilizadas na promoção de uma sensação
geral de relaxamento e bem-estar, o público, em geral, ainda,
deposita grande fé na colocação das mãos.

CLIENTE X PACIENTE MASSAGEM TERAPÊUTICA

• Cliente - é a palavra usada para designar • A massagem, em combinação com exercícios,


qualquer comprador de um bem ou serviço, sempre foi divulgada como um cuidado com a
incluindo quem confia sua saúde a um saúde geral.
trabalhador da saúde.
• Descobertas arqueológicas indicam que o
homem pré-histórico usava linimentos e ervas
• Paciente - é aquele que sofre, conceito para promover o bem-estar geral e adquirir
reformulado historicamente para aquele que se
submete, passivamente, sem criticar o uma proteção contra lesões e infecções.
tratamento recomendado.

3
05/03/2018

TIPOS DE MASSAGENS TIPOS DE MASSAGENS

• Do- In: Do significa caminho; in quer dizer casa. Tem origem • Massagem TUI-NÁ: de origem Chinesa, Tui significa
japonesa. Trata-se de uma automassagem preventiva e empurrar, pôr em movimento, apertar, comprimir,
curativa. estimular, afastar, separar e dissipar. Na significa pegar,
segurar, puxar, amassar e massagear.
• Shiatsu: significa pressão com o dedo, originária do Japão.
Inclui a estimulação de pontos e a rotação e alongamentos das
articulações. As mãos, polegares, cotovelo, antebraço, joelho e • Massagem Ayurvédica: deriva de duas palavras
sânscritas: "Ayur" que significa "Vida" e "Veda" que
pés são utilizados.
significa "Conhecimento”. Consiste numa técnica de
• Massagem Anma: técnica japonesa que combina os princípios massagem profunda que alia movimentações vigorosas
da MTC. em toda a massa muscular conjuntamente com
• Quick Massage: dada a sua vasta utilização em sessões manobras de tracção e alongamento, além da
rápidas (cerca de 15 minutos) de massagem em que a pessoa estimulação de pontos e orgãos vitais.
está vestida e sentada.

INDICAÇÕES
TIPOS DE MASSAGENS
• Prevenção e controle do estresse e ansiedade;
• Massagem Shantala: de origem indiana, • Processos álgicos associados ou não a um tônus muscular
fraco;
influenciada pelas tradições da Medicina Ayurvédica,
• Sono excessivo ou episódios frequentes de insônia;
sendo especialmente indicada para os bebes.
• Metabolismo lento;
• Cansaço ou esgotamento físico;
• Antiestresse, Desportiva, Drenagem Linfática, • Desânimo;
Facial, Neuromuscular, Ventosa, Reflexologia, • Desmotivação e perda de forças para realizar as atividades.
Relaxante, Sueca, Tailandesa, Tântrica... • Em termos psicológicos e emocionais, os seus efeitos
calmantes e tranquilizantes contribuem decisivamente para a
melhoria do bem estar das pessoas.

4
05/03/2018

CONTRAINDICAÇÕES ABSOLUTAS DA
CONTRAINDICAÇÕES MASSAGEM

• . É SEMPRE BOM PEDIR UMA • Trauma na coluna vertebral


AUTORIZAÇÃO MÉDICA. • Tumores ou outras doenças na coluna vertebral
• Fraturas recentes
• Febre/gripe/infecções
• Câncer
• Trombose

CONTRAINDICAÇÕES RELATIVAS DA CONTRAINDICAÇÕES RELATIVAS DA


MASSAGEM MASSAGEM
• Problemas na circulação sanguínea e no coração: Existe uma variedade
grande de problemas circulatórias e no coração. Dependendo do problema, • Hérnia de disco: Dependendo de onde e como uma hérnia de
a massagem não deve ser feita. É sempre bom pedir uma autorização
médica.
disco se formou, ela pode ser perigosa. A massagem só é
• Varizes: Dependendo das varizes a massagem pode ser contraindicada. É
liberada com autorização médica. A massagem para hérnia de
sempre bom pedir uma autorização médica. disco é feita com manobras leves e normalmente sem
• Feridas abertas e pus: Feridas abertas, mesmo pequenas, têm grande risco alongamentos.
de infeccionar. Não é bom fazer massagem onde houver feridas abertas. • Osteoporose: Osteoporose significa ossos fracos.
• Doenças de pele e eczemas fortes: A maioria das doenças de pele é Normalmente, a doença surge com a idade. Uma massagem
autoimune, o que significa que não é contagioso. Uma grande vantagem é leve sem alongamentos costuma ser liberada.
que problemas na pele são fáceis de detectar e a própria pessoa
normalmente sabe o que é. A massagem normalmente é liberada. • Infiltrações de corticóide: O corticóide corrói as estruturas da
• Gravidez: A massagem normalmente é liberada depois dos três primeiros articulação quando injetado nelas. A massagem só é liberada
meses de gestação. Quem decide se pode ou não pode fazer massagem é o depois de vinte dias ou com autorização médica.
medico responsável e o massagista só atende com autorização médica.

5
05/03/2018

CONTRAINDICAÇÕES RELATIVAS DA
MASSAGEM

• Diabetes: Como a massagem estimula a circulação sanguínea


e linfática, é melhor pedir uma autorização médica para
atender diabéticos. Normalmente a massagem é liberada.
• Doenças contagiosas: Doenças que têm contágio com contato
de pele precisam ser tratadas por um médico antes de se fazer
massagem. Doenças contagiosas que envolvem troca de
sangue, saliva ou relação sexual normalmente são liberadas.
• Quando o diagnostico é duvidoso: No caso de qualquer
dúvida em relação a problemas de saúde ou doenças raras ou
desconhecidas a massagem é proibida antes de o paciente
consultar um médico.

6
05/03/2018

ALONGAMENTOS

AGRUPAMENTOS ÓSSEOS PRINCIPAIS


ANATOMIA E FISIOLOGIA BÁSICAS Esqueleto axial:
O estudo da anatomia e fisiologia humana abre nossa compreensão Consiste dos ossos do crânio e face, coluna vertebral e tórax.
para a complexa maravilha que é o funcionamento orgânico do corpo. CRÂNIO Os ossos do crânio são em número de 8. Suas articulações são
O sistema energético no qual a massoterapia se baseia rígidas. Temos: 1 occipital, 1 frontal, 2 parietais, 2 temporais, 1 esfenóide
desenvolveu-se milhares de anos antes dos conhecimentos modernos de (encravado no meio dos ossos na parte da frente da base do crânio), 1 etmóide
anatomia e fisiologia. No entanto, esses conhecimentos são importantes (encravado no osso frontal).
para melhor entendermos as funções dos meridianos de energia (que são FACE 14 ossos angulares e irregulares. A estrutura do nariz é em grande parte
diretamente relacionados às diversas funções orgânicas) e a ação do shiatsu formada por cartilagem. Os ossos principais são: 2 maxilares superiores, 1
e da acupressura em geral. maxilar inferior (ou mandíbula), 2 malares (ossos da maçã do rosto), 2 nasais,
Sistema Ósseo 2 lacrimais, etc.
Aparelho de sustentação e “moldura” protetora dos órgãos. É a COLUNA É o suporte central do esqueleto, que se liga a todo o corpo através
“estrutura” do nosso corpo, formada normalmente por 206 ossos, que se do sistema nervoso periférico. Lesões na coluna podem interferir nos
ligam através de articulações que tornam possível o movimento. movimentos do corpo e, através do sistema nervoso autônomo, no
Os ossos são tecidos vivos. Na sua composição encontramos funcionamento dos órgãos. A coluna é formada pelas vértebras. Temos:
substâncias minerais (carbonato e fosfato de cálcio) e orgânicas. Possuem 7 cervicais — Grupo flexível de vértebras, de articulações delicadas que, no
glóbulos brancos e vermelhos, vasos sangüíneos e linfáticos, e nervos. conjunto, permitem boa amplitude de 66 movimentos. A 1ª, 2ª e 7ª vértebras
Apresentam sensitividade. As células vivas são responsáveis pelo apresentam formatos singulares; São chamadas respectivamente atlas, áxis e
desenvolvimento dos ossos durante o período de crescimento e pela sua proeminente.
recuperação após uma fratura.

7
05/03/2018

12 torácicas ou dorsais — Grupo bastante rígido de vértebras. Articulam-se


com as 24 costelas. Com elas e com o esterno formam a caixa torácica.
5 lombares — Grupo com as maiores vértebras da coluna, cujas articulações
permitem razoável mobilidade. Suportam uma grande carga de peso, sendo
especialmente sacrificadas pelo fato do homem ter se tornado bípede.
Sacro — Formado por 5 vértebras fundidas. Se articula com os ossos dos
quadris (ossos ilíacos), formando com eles a cóccix — Formado por
pequenas vértebras fundidas, cujo número normalmente varia em torno de 4.
Ê o “rabinho” do ser humano.
TÓRAX: A caixa torácica abriga o coração e os pulmões. Ë uma estrutura de
certa flexibilidade, capaz de se contrair e expandir acompanhando a
respiração.
Ossos: 24 costelas, esterno. As costelas se dividem em verdadeiras, falsas e
flutuantes. As verdadeiras (7 pares) se prendem diretamente ao esterno. As
falsas (3 pares) se ligam ao esterno de forma indireta. As flutuantes (2 pares)
não se prendem ao esterno, só à coluna. O esterno é um osso ímpar,
localizado na parte da frente do tórax. Apresenta três partes fundidas: punho
ou manúbrio, corpo e processo xifóide.

Esqueleto apendicular: Bem mais móvel que o esqueleto axial, consiste nos ombros e quadris,
membros superiores e inferiores. Liga-se ao esqueleto axial através das cinturas — escapular
(ombros) e pélvica (quadris). Fraturas nos ossos do esqueleto apendicular são mais comuns, porém
bem menos sérias do que nos do esqueleto axial.
Cintura Escapular. Ossos: escápula (ou omoplata), clavícula. A escápula só se prende ao esqueleto
axial através de músculos. Por isto em algumas pessoas ela parece tão “solta”.
MEMBROS SUPERIORES
Ossos:
do braço — Úmero. O úmero se articula com a escápula de forma bastante 68 solta, permitindo
grande mobilidade ao braço.
do antebraço — ulna (lado do dedo mínimo) e rádio (lado do polegar) do pulso Carpo (8 ossos)
da mão — 5 metacarpos dos dedos — 14 falanges. As falanges são numeradas de 1 a 3 sendo a 1 a
mais próxima da mão. Ou: falange (proximal), falanginha (média) e falangeta (distal).
CINTURA PÉLVICA: A pelve feminina é mais larga que a masculina, para ser capaz de abrigar o
feto em desenvolvimento. (Pelve ou quadris) É composta pelos 6 ossos ilíacos: 2 ílios, 2 ísquios, 2
púbis. Cada ílio se articula com o sacro na sua parte superior, e com 1 ísquio e 1 púbis na sua parte
inferior. O ílio, o ísquio e o púbis formam o osso do quadril. O osso do quadril do lado esquerdo se
articula com o do lado direito na frente do corpo, através da sínfise púbica (articulação entre os
púbis).
MEMBROS INFERIORES
Ossos:
da coxa — fêmur
da perna — tíbia e fíbula
do joelho — patela (ou rótula)
do pé — tarso (7 ossos — entre eles o calcâneo) e 5 metatarsos
dos dedos — 14 falanges.

8
05/03/2018

Sistema Muscular
O tecido muscular é elástico, apresenta propriedade de retornar imediatamente à sua
forma original, podendo se contrair ou estender. Tensões nos levam a inconscientemente
manter determinados grupos de músculos contraídos de forma contínua, até mesmo
durante o sono. Formam-se verdadeiros “nós” musculares, que causam dor física e
desconforto psicológico, e limitam a livre movimentação do corpo. É importante
trabalharmos nosso corpo, para mantermos a musculatura flexível e o corpo-mente
equilibrado.
CLASSIFICAÇÃO DOS MÚSCULOS
Temos três tipos básicos de músculos:
1) Estriados: São músculos de controle voluntário, ligados ao esqueleto. Sua função é
operar os ossos do corpo, produzindo movimento. Somam mais de 400.
2) Lisos: São músculos de controle involuntário. São encontrados nas paredes dos vasos
sangüíneos e órgãos internos. Operam os movimentos viscerais. Exceção:
musculatura da bexiga — lisa, porém voluntária.
3) Músculos cardíacos: São estriados, porém de controle involuntário.
OS MÚSCULOS E OS MOVIMENTOS DO CORPO
As articulações móveis do esqueleto formam um sistema de alavancas. Os músculos
atuam sobre estas alavancas. Os movimentos são produzidos basicamente por grupos
musculares, e não por músculos isolados. Grupos musculares de funções
complementares se colocam em oposição, e agem em conjunto. Assim, na parte interna
do antebraço temos flexores, e na externa extensores; na face anterior da coxa
encontramos extensores, e na posterior flexores, etc.

Quando dizemos que um músculo é um flexor, estamos nos referindo à sua ação TÓRAX: Grande peitoral: origina-se na clavícula, no esterno e nas costelas, tem a
principal, já que cada músculo participa em diferentes movimentos. Por sua vez, ponta superior do úmero (osso do braço). Atua em movimentos do braço (adução e
mesmo os movimentos mais simples são complexos e envolvem a ação de vários rotação interna). Em algumas pessoas a musculatura peitoral se apresenta muito
músculos. tensa. Principal Ponto relacionado: P 1.
Flexor: o que faz dobrar MÚSCULOS DA RESPIRAÇÃO: Diafragma: é o “chão” da cavidade torácica,
Extensor: o que faz estender separando-a da cavidade abdominal. É o principal músculo da respiração. Contrai-se
Adutor: o que traz 36 quando inspiramos e relaxa na expiração. M. intercostais: situam-se entre as
Abdutor: o que afasta costelas. São importantes músculos da respiração.
Rotator: produz movimento de rotação em torno de um eixo. ABDÔMEN: Reto abdominal: atua na flexão do tronco. Situado embaixo dos
Os tendões são feixes de fibras em que terminam os músculos. Ligam os músculos oblíquos abdominais interno e externo. Oblíquo externo ou grande oblíquo do
aos ossos. São alongados, fortes e flexíveis. abdômen: rotação e inclinação lateral do tronco.
PRINCIPAIS MÚSCULOS E PONTOS A ELES RELACIONADOS OMBRO: Deltóide: atua em vários movimentos do braço.
Músculos que nos interessam na prática da Massoterapia: ESCÁPULA: Supra-espinhoso, infra-espinhoso, redondo (pequeno e grande) e
FACE: Masseter: músculo de mastigação. Pode se apresentar tenso e dolorido. O subscapular: Movimentos do braço. Pontos relacionados: ID 11 e ID 13.
ponto E 6 atua sobre ele. Frontal: músculo delicado, de expressão facial, situado na BRAÇOS: Bíceps braquial: flexão do braço. Tríceps braquial: extensor do braço.
testa. Orbicular dos olhos: músculo de fechamento dos olhos. Os Pontos VB 1 e B 2 ANTEBRAÇO: Na face interna do antebraço encontramos um grupo de músculos
atuam sobre esse músculo. Temporal: músculo mastigador, situado nas têmporas. flexores e na face externa um grupo de extensores, que atuam nos movimentos do
Sobre ele age o Ponto Tai Yo. punho, da mão e dos dedos. O Ponto IG 10, visto anteriormente, situa-se sobre o
PESCOÇO: Esternocleidomastóideo: importante músculo da face lateral do músculo extensor dos dedos, que pode ser sentido na face externa do antebraço
pescoço. Atua na rotação e flexão da cabeça. Começa no esterno e na clavícula, indo quando abrimos e fechamos a mão.
até a lateral do osso occipital

9
05/03/2018

NUCA E OMBROS : Trapézio: outro músculo de grande importância. Acumula grande


tensão. Cobre a nuca, os ombros e parte das costas (região torácica). Ligado às doze
vértebras torácicas e à 7 cervical, ao occipital, à escápula e à clavícula. Atua nos
movimentos do ombro e da cabeça. O ponto B 10 situa-se sobre o trapézio, onde ele
encontra o osso occipital. Outros Pontos que usamos para “soltar” esse e os outros
músculos da nuca e dos ombros: VB2O, VB21, TA17, ID11, ID13 e pontos do meridiano
da bexiga na região torácica. Esplênio da cabeça: situa-se na nuca, sob os músculos
trapézio e esternocleidomastóideo, e entre eles. Atua em movi mentos da cabeça, em
conjunção com o esternocleidomastóideo. Atua sobre o esplênio da cabeça o Ponto VB 20,
que se localiza entre ele e o trapézio.
COSTAS: Longo: é a longa faixa muscular que podemos sentir correndo paralela à coluna
vertebral. Faz parte da musculatura profunda das costas, situando-se embaixo do trapézio,
do grande dorsal, e de outros músculos. Forma, com o íliocostal e o espinhal, o músculo
eretor da espinha. Sobre o músculo longo situam-se vários Pontos do meridiano da
Bexiga, incluindo-se o B 52. Grande dorsal: responsável pelo movimento de rotação
interna do braço. Rombóide (superior e inferior): músculos estabilizadores da escápula, se
localizam abaixo do trapézio inferior, entre as escápulas.
REGIÃO LOMBAR E DOS QUADRIS: Psoas-ilíaco: ilíaco, grande psoas e pequeno
psoas são importantes músculos posturais. São músculos profundos, ligados às vértebras
lombares, à última torácica, ao osso ilíaco e ao fêmur. Agem como flexores dos quadris e
estabilizadores da região lombar, tanto na posição sentada quanto de pé.

NÁDEGAS: Glúteo (grande, médio e pequeno): tem funções de extensão, flexão, abdução e
rotação do fêmur. São importantes músculos posturais, que atuam na estabilização dos
quadris quando ficamos de pé, andamos, corremos, escalamos etc. Podem acumular grande
tensão, tornando-se rígidos e doloridos. Principais Pontos relacionados à musculatura glútea:
Tem Shi, VB3O e B53.
COXAS: Quadríceps crural ou femural: compõe a larga massa muscular da face anterior da
coxa. Constitui-se de quatro músculos que convergem para um único tendão que se insere na
tíbia. São eles: o retrocrural, o vasto externo, o vasto intermediário e o vasto interno. Atuam
na extensão do joelho. O retrocrural também atua na flexão da articulação coxofemural (entre
o fêmur e a pelve). Adutores: situados na face interna da coxa. Temos 3 adutores (longo, curto
e grande adutor), o grácil (ou reto- interno) e o pectíneo. Além da adução atuam na flexão,
extensão e rotação da articulação coxofemural. Bíceps crural e semitendinoso: parte posterior
da coxa. Ativos na flexão do joelho e na extensão da articulação coxofemural. Esses
músculos são os que se contraem quando nos inclinamos para frente tentando tocar os pés
com as mãos. Atrás dos joelhos dobrados podemos facilmente sentir os tendões desses
músculos, que vão se inserir na fíbula e na tíbia, respectivamente. O ponto B 37 age sobre
estes músculos.
PERNAS Tibial anterior: atua em movimentos do pé e tornozelo. Sobre esse músculo, do
lado da tíbia, encontramos o importante Ponto E36. Gastrocnêmicos: músculos da batata da
perna. Atuam nos movimentos dos pés e joelhos. Entre os músculos gêmeos encontramos o B
57.

10
05/03/2018

Sistema Digestivo
A função básica do aparelho digestivo é transformar os alimentos
ingeridos — através de ações mecânicas e reações químicas —
preparando para serem absorvidos pelo organismo. Essa absorção se dá
através de células da parede interior dos órgãos digestivos e de capilares
(pequenos vasos) sangüíneos e linfáticos. A função digestiva se completa
com a eliminação dos resíduos não aproveitáveis.
O sistema digestivo é um canal (canal alimentar ou tubo digestivo) que
vai da boca ao ânus, “serpenteando” dentro do corpo na cavidade
abdominal. Também fazem parte deste sistema os órgãos anexos, que
produzem substâncias que são lançadas no tubo digestivo por pequenos
canais, para auxiliar na digestão dos alimentos.
Shiatsu no hara, em áreas reflexas das costas e em determinados
meridianos e Pontos contribui muito para equilibrar e fortalecer o
funcionamento do sis tema digestivo

6) Intestino Mais largo, menor em comprimento e mais “arrumado” grosso:


na cavidade abdominal que o intestino delgado. Absorve basicamente líquidos.
O TUBO DIGESTIVO Divide-se em:
1) Boca: Com o auxílio dos dentes, língua e glândulas salivares o Ceco, cólon ascendente, transverso, descendente, sigmóide (local onde as fezes se
alimento é umedecido e triturado, ficando pronto para ser engolido. acumulam antes de serem eliminadas), reto e ânus.
E a primeira etapa da digestão. Os nutrientes absorvidos são levados ao fígado (pela veia porta), onde são
tratados, armazenados e lançados na circulação sangüínea através das veias
2) Faringe: Via de acesso comum aos alimentos e ao ar. Quando hepáticas, alcançando rapidamente o coração e daí todo o organismo.
engolimos, uma pequena válvula (epiglote) fecha a entrada da OS ÓRGÃOS ANEXOS
laringe, impedindo que alimentos penetrem as vias respiratórias. Glândulas Localizadas próximas à boca, onde lançam secreções que
3) Esôfago: A faringe se bifurca em laringe e esôfago. A laringe leva salivares: ajudam a umedecer os alimentos.
aos brônquios, o esôfago ao estômago. Fígado: Produz a bílis, que é lançada no duodeno e auxilia na digestão de
gorduras.
4) Estômago: Armazena a comida recém-ingerida e a prepara para o Vesícula biliar: Armazena bílis, lançando-a no duodeno no momento necessário.
intestino delgado. Pâncreas: Produz enzimas que são lançadas no duodeno para auxiliar na
5) Intestino: Continua o trabalho digestivo, com o auxílio das digestão de proteínas, gorduras e carboidratos.
secreções delgado: do fígado e do pâncreas. Aqui ocorre a maior Baço: Filtra o sangue, colabora na formação da bílis, produz glóbulos brancos
parte da absorção dos nutrientes. Divide-se em: duodeno, jejuno, íleo (função imunológica).

11
05/03/2018

Sistema Circulatório
O aparelho circulatório é encarregado da circulação sanguínea. O sangue leva nutrientes e
oxigênio às células do corpo, removendo resíduos e gás carbônico.
Esse aparelho é formado pelo coração e vasos sangüíneos. O coração é a “bomba” muscular
que mantém o fluxo sangüíneo. Os vasos sangüíneos são as artérias, veias e capilares.
As artérias levam sangue do coração para o resto do corpo, e as veias retornam o sangue ao
coração. Geralmente as artérias conduzem sangue arterial, rico em oxigênio, e as veias
sangue venoso, que contém gás carbônico.
Os capilares são tubos de diâmetro muito fino. Através deles substâncias e gases se
transferem do sistema vascular (dos vasos sangüíneos) para os tecidos do corpo, e dos
tecidos de volta ao sistema vascular.
Sistema Linfático
Uma enorme parcela do corpo constitui-se de líquidos. Esses líquidos necessitam manter-se
em circulação. Os vasos linfáticos “escoam” dentro das veias os líquidos do corpo que não
se encontram dentro do sistema vascular, e que devem a ele eventualmente retornar a fim
de alcançarem o coração. Os vasos linfáticos são auxiliares das veias na sua função de
“drenagem”.
O sistema linfático não possui um “coração” — depende da ação dos músculos vizinhos
para realizarem sua função. Exercícios físicos e massagem auxiliam a manutenção do fluxo
normal do sistema linfático.

Sistema Respiratório
O aparelho respiratório compõe-se de: Sistema Urinário
1. Vias respiratórias: fossas nasais, faringe, laringe, traquéia, brônquios O aparelho urinário é composto de:
2. Pulmões 1. Rins
O aparelho respiratório traz ar para dentro do corpo e o prepara de modo que o
oxigênio nele contido possa ser absorvido pelo sangue. Ao mesmo tempo dióxido de Os rins “filtram” o sangue, removendo dele quantidades variáveis
carbono se desprende, ocorrendo assim uma troca. Essa troca (absorção de oxigênio de água e substâncias orgânicas e inorgânicas, na medida em que
— eliminação de dióxido de carbono) é chamada de hematose. O oxigênio absorvido o fluxo sangüíneo passa por eles. Dessa forma mantém o
vem alcançar e suprir todas as partes do corpo através da circulação sanguínea.
O aparelho respiratório também participa na articulação de sons na realização da fala.
equilíbrio de composição e volume dos líquidos do corpo.
Os rins localizam-se na parte posterior da cavidade abdominal,
um de cada lado da coluna, entre a borda superior da 12 vértebra
torácica e a 3 lombar. O rim direito situa-se um pouco abaixo do
esquerdo, devido ao grande espaço ocupado pelo fígado.
2. Vias urinárias: bacinetes, ureteres, bexiga, uretra.
A urina contém resíduos desnecessários ao organismo dissolvidos
em água. Após ser produzida pelos rins, fica acumulada na bexiga
até o momento de ser eliminada.

12
05/03/2018

Sistema Nervoso
Os músculos agem sobre o esqueleto e sobre as vísceras, produzindo os
movimentos do corpo e operando seu funcionamento orgânico. O sistema
nervoso comanda a ação dos músculos — através de impulsos enviados pelo
sistema nervoso central. Logo controla os movimentos voluntários e a vida
vegetativa.
Os impulsos provenientes do sistema nervoso central ocorrem em resposta a
informações que ele mesmo recolhe, através dos receptores sensitivos — as
sensações externas (colhidas através dos órgãos dos sentidos, responsáveis
pelo nosso senso de localização no espaço) e internas.
Os impulsos nervosos são uma forma de energia eletroquímica. São gerados
e conduzidos pelas células nervosas (neurônios). Os neurônios são a unidade
funcional fundamental do sistema nervoso. Os neurônios sensitivos
conduzem impulsos dos receptores do corpo para o sistema nervoso central.
Esses receptores podem ser sensíveis ao calor, ao toque, à luz, ao paladar, à
dor, à tensão muscular etc. Os neurônios motores levam impulsos do sistema
nervoso central para o corpo, produzindo a ação física e os movimentos
viscerais.

13
05/03/2018

*DECÚBITO VENTRAL
PÉS
PASSO A PASSO - MANOBRAS DE MASSAGEM Amém: com os dedos
Movimento circular
em volta dos
RELAXANTE cruzados faça pressão do tornozelos.
tendão até a sola do pé.

Começamos a massagem com a pessoa deitada de


bruços, sempre dos membros inferiores em direção à
Ordenha: Movimento de
cabeça, ajudando o sistema de circulação do sangue. deslizamento com as duas
Usando a palma das mãos mãos, deslizando
Usamos óleo ou creme próprio para massagem, amasse a sola dos pés. simultaneamente as
facilitando as manobras no corpo. partes dorsal e plantar do
pé.

Com o dedo polegar, faça Puxe levemente


pressão e movimento circular os dedos dos
em toda a região plantar e os pés.
dedos.

14
05/03/2018

MEMBROS INFERIORES – POSTERIOR COSTAS


Deslizamento
Deslizamento longo:
Deslizamento transversal: transversal:
Deslizamento longo em paralelo à coluna,
com as duas mãos, deslize deslizando com
toda a região: com as com uma mão de
de baixo para cima no as mãos para a
duas mãos, deslize de cada lado, de baixo
sentido da lateral do lateral.
baixo para cima da para cima, faça um
membro inferior em toda a
panturrilha até a coxa, deslizamento longo.
região.
desça pela lateral.

Deslizamento Amassamento: com as


circular: com as mãos sobrepostas, faça
Movimento circular: Amassamento: com as duas mãos, faça um deslizamento
usando a mão toda, mãos sobrepostas, movimento de longo, amassando um
faça movimento deslize amassando da círculos grandes lado das costas de cada
circular em toda a panturrilha até a coxa. em toda região. vez.
extensão do membro.
Amassamento
Amassamento circular: ainda com
GLÚTEOS
transversal: com as as mãos
Passo de elefante:
mãos sobrepostas, sobrepostas, amasse
sobre a toalha, faça
deslize e amasse a em movimento
pressão com as
lateral das costas. circular a lateral das
mãos fechadas, no
costas.
glúteo.

OMBROS E PESCOÇO *DECÚBITO DORSAL


MEMBROS INFERIORES
Amassa pão: com Tesoura: massageando cada
as duas mãos, lado do trapézio, um de ANTERIOR
aperte e amasse cada vez, usando as duas Deslizamento
simultaneamente o mãos do mesmo lado, faça Deslizamento longo
transversal: com as
trapézio. movimento deslizando e em toda a região: com duas mãos, deslize de
torcendo a musculatura. as duas mãos, deslize baixo para cima no
de baixo para cima da sentido da lateral do
canela até a coxa, membro inferior em
desça pela lateral, toda região.
Rastelo: deslize com as suavize a parte óssea.
Mãe do gato: agarre pontas dos dedos do centro
e puxe o músculo das costas até a base do
do pescoço usando crânio.
as duas mãos.
Movimento Amassamento:
circular: usando a com as mãos
mão toda, faça sobrepostas,
movimento deslize
Cafuné: massageie toda circular em toda a amassando a
a região do couro extensão do coxa e a lateral
cabeludo com as pontas membro. da coxa.
dos dedos, com leve
pressão.

15
05/03/2018

BARRIGA MEMBROS SUPERIORES


Posição Posição
Posição
valsa: deslize chave de
cumprimento
e amasse braço:
: deslize e
com uma flexionando o
Deslizamento amasse com
mão, toda a braço para
Com as duas transversal: uma mão,
região (parte trás, deslize e
mãos, faça deslize com toda a região
interna do amasse toda a
movimento uma mão de (parte
braço). região.
circular no cada lado, no externa do
sentido horário. sentido da
cintura.
braço). MÃOS
Com os dedos Caipirinha: com a mão
polegares, pressione fechada, pressione e
e circule toda a gire na palma das
região da palma das mãos.
mãos.
Bigode: com os
Gancho: na
dedos polegares,
cintura,
deslize no
deslize
sentido das
alternando as Faça movimento de abertura com os
costelas,
mãos. Deslize e puxe
movimento de dedos e palma no dorso das mãos.
cada dedo das
abertura.
mãos.

Deslize
com as
PEITO duas mãos
na parte NAMASTÊ
superior do
peito, na
transversal.

• “Pra hoje, abandone o que te impede, de prosseguir, de


FACE evoluir. Abandone o que te faz doer e se permita abraçar
emoções sinceras. É hora de colorir a sua história...Quando
De baixo para Ainda com a ponta dos dedos, você toca alguém, nunca toque só um corpo. Não esqueça
cima, faça faça um movimento de
movimentos abertura na região da testa, que você toca uma pessoa e que neste corpo está toda
circulares usando a desça para a linha do nariz, memória de sua existência. Assim, quando você toca um
ponta dos dedos parte superior da boca, linha
em todo o do queixo, e abaixo do queixo corpo, lembre-se de que você toca um Templo.”
masseter, suba até até as orelhas, massageando
lóbulo e região.
• Jean-Yves Leloup
as têmporas.

16