You are on page 1of 20

UNIVERSIDADE DE BELAS

FACULDADE DE CIÊNCIAS DE SAÚDE

TRABALHO DE BIOFÍSICA

TEMA

SISTEMA CARDÍOVASCULAR

CURSO:
UNIVERSIDADE DE BELAS
FACULDADE DE CIÊNCIAS DE SAÚDE

TRABALHO DE BIOFÍSICA

TEMA

SISTEMA CARDÍOVASCULAR

NOMES:

DOCENTE
_________________
ÍNDICE

INTRODUÇÃO .............................................................................................................. 4

SISTEMA CARDIOVASCULAR ................................................................................. 5

Órgãos que o compõem ................................................................................................ 6

CORAÇÃO ..................................................................................................................... 7

Generalidades sobre o coração...................................................................................... 8

INERVAÇÃO DO CORAÇÃO ..................................................................................... 9

VÁLVULAS CARDÍACAS ......................................................................................... 10

Bulhas: sons cardíacos ................................................................................................ 10

Exemplos De Patologias ............................................................................................. 12

ARTÉRIA ...................................................................................................................... 13

Artérias do Sistema Cardiovascular: ........................................................................... 13

CAPILARES SANGUINEOS...................................................................................... 14

Circulação Pulmonar ................................................................................................... 14

Circulação Sistêmica ................................................................................................... 14

VEIAS ........................................................................................................................ 15

PULSAÇÃO .................................................................................................................. 16

ESTRUTURA DOS VASOS SANGUÍNEOS ............................................................ 17

FUNÇÕES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR .................................................... 18

CONCLUSÃO............................................................................................................... 19

REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS ....................................................................... 20


INTRODUÇÃO

O coração e os vasos sanguíneos foram desenvolvidos especialmente para


fornecer um rápido transporte de O2, nutrientes (glicose, aminoácidos, ácidos graxos,
vitaminas…), drogas, e água para os tecidos e providenciar a remoção de produtos do
metabolismo celular, CO2, uréia e creatina. Além disso, o sistema cardiovascular faz
parte de um sistema de controle que não somente distribui hormônios que vão regular a
função de diferentes tecidos, como também secretos hormônios (por ex. peptídeo
natriurético atrial).

O sistema cardiovascular desempenha ainda um papel vital na regulação da


temperatura corporal. No processo de evolução os mamíferos se tornaram altamente
dependentes do sistema circulatório para todas essas funções e qualquer interrupção em
qualquer ponto do sistema pode produzir sérias consequências para o organismo.
SISTEMA CARDIOVASCULAR

O sistema cardiovascular ou sistema circulatório humano é responsável


pela circulação do sangue, de modo a transportar os nutrientes e o oxigênio por todo o
corpo.

O sistema cardiovascular é composto por diferentes sistemas: o das veias venoso,


o das artérias arterial, o dos vasos linfáticos sistema linfático, os pequenos vasos de troca
capilares da microcirculação e o coração. Quando se fala sobre esse sistema no dia a dia
é muito comum a confusão entre alguns desses termos. A sua compreensão torna muito
mais fácil o entendimento do funcionamento do corpo e como atuam algumas doenças
muito comuns.

O coração é a grande bomba responsável por enviar o sangue rico em oxigênio


para todas as partes do corpo, que dependem dele para viver. Ele é um órgão muscular
que tem a capacidade de gerar o seu ritmo de forma independente do nosso cérebro, por
meio de uma corrente elétrica que ele mesmo produz. O marca-passo, por exemplo, é um
dispositivo que gera estímulo elétrico para o coração quando ele não consegue mais fazer
isso de forma correta - como em pessoas que sofrem de arritmia.
Assim como outros músculos, o coração contrai e relaxa nesse caso sem o nosso
controle. Quando ele contrai, o sangue é levado ao corpo; quando ele relaxa, é preenchido
pelo sangue que volta do corpo pelo sistema venoso.

Para o fluxo alcançar todos os órgãos sai uma grande artéria do coração: a artéria
aorta. Ela vai se dividindo em ramos cada vez menores para alcançar todas as partes do
corpo. A dilatação e a contração das artérias permitem que a pressão sanguínea mude. Em
certas regiões elas se tornam bem superficiais e podem ser sentidas pela palpação, como,
por exemplo, a do pulso, a do punho e a do pescoço. Cada vez que o coração contrai, as
artérias são preenchidas por sangue e é isso que sentimos.

Órgãos que o compõem


O sistema cardiovascular compõe-se das seguintes estruturas:

 coração;

 vasos arteriais (sistema vascular arterial);

 sistema tubular trocador (microcirculação);

 vasos venosos (sistema vascular venoso);

 vasos linfáticos (sistema vascular linfático).


CORAÇÃO

O coração é um órgão do sistema cardiovascular que se localiza na caixa torácica,


entre os pulmões. Possui a função de bombear o sangue através dos vasos sanguíneos
para todo o corpo.

É oco e musculoso, envolvido por uma membrana denominada pericárdio, e


internamente as cavidades cardíacas são revestidas pela membrana chamada endocárdio.
Suas paredes são constituídas por um músculo, o miocárdio, sendo o responsável pelas
contrações do coração.

O miocárdio apresenta internamente quatro cavidades: duas superiores


denominadas átrios direito e esquerdo e duas inferiores denominadas ventrículos direito
e esquerdo.

Os ventrículos possuem paredes mais grossas que os átrios. O átrio direito


comunica-se com o ventrículo direito e o mesmo acontece do lado esquerdo. No entanto,
não há comunicação entre os dois átrios, nem entre os dois ventrículos.
Generalidades sobre o coração
Apesar de toda a sua potência, o coração, em forma de cone, é relativamente
pequeno, aproximadamente do tamanho do punho fechado, cerca de 12 cm de
comprimento, 9 cm de largura em sua parte mais ampla e 6 cm de espessura. Sua massa
é, em média, de 250- 300g, nas mulheres adultas, e 300-400g, nos homens adultos.

O coração fica apoiado sobre o diafragma, Cerca de 2/3 de massa cardíaca ficam
a esquerda da linha média do corpo. As costelas e o esterno protegem o coração. A região
onde se situa o coração se chama mediastino.

As câmaras do lado direito do coração realizam duas funções cruciais:

1- Recebem o sangue que retorna de todas as partes do corpo;

2- Bombeiam o sangue para os pulmões, para que ocorra a oxigenação através da


circulação pulmonar (pequena circulação);

O lado esquerdo do coração também desempenha duas funções importantes:

1- Recebe o sangue oxigenado proveniente dos pulmões;

2- Bombeia o sangue para a aorta a fim de ser distribuído por todo o corpo na
circulação sistêmica (grande circulação);
INERVAÇÃO DO CORAÇÃO

A excitação cardíaca começa no nodo sino-atrial (NSA), considerado o marca-


passo natural do coração, situado na parede atrial direita, inferior à abertura da veia cava
superior.
VÁLVULAS CARDÍACAS

Se interpõem entre átrios e ventrículos bem como nas saídas das artérias aorta e
artéria pulmonar. Elas permitem o fluxo de sangue em um único sentido não permitindo
que este retorne fechando-se quando o gradiente opressório se inverte. Existem quatro
válvulas:

 Mitral: permite o fluxo sanguíneo entre o átrio esquerdo e o ventrículo esquerdo;

 Tricúspide: permite o fluxo sanguíneo entre o átrio direito e o ventrículo direito;

 Aórtica - Permite o fluxo sanguíneo de saída do ventrículo esquerdo em direção à


aorta;

 Pulmonar - Permite o fluxo sanguíneo de saída do ventrículo direito em direção à


artéria pulmonar.

Bulhas: sons cardíacos

 Os sons cardíacos, ou bulhas, são as manifestações acústicas (som) geradas pelo


impacto do sangue em diversas estruturas cardíacas e nos grandes vasos. As
vibrações são depois propagadas às paredes do tórax e podem ser auscultadas
através de um estetoscópio.

 Em adultos saudáveis, existem geralmente dois sons do coração normais que


ocorrem em sequência com cada batida do coração. Eles são a primeira bulha
cardíaca ou primeiro som cardíaco (B1 ou S1) e a segunda bulha cardíaca ou
segundo som cardíaco (B2 ou S2), produzidos pelo fechamento das valvas
atrioventriculares e valvas semilunares respectivamente
VÁLVULAS CARDÍACAS
Exemplos De Patologias

 Hipertensão: aumento da Pressão Arterial

 IAM: infarto agudo do miocárdio: morte do tecido muscular cardíaco, geralmente


por interrupção das coronárias

 Arritmia: Toda vez que o coração sai do ritmo certo, diz-se que há uma arritmia.
Várias doenças podem dispará-la, assim como fatores emocionais — o estresse,
por exemplo, é capaz de alterar o ritmo cardíaco.

 Aterosclerose: formação de ateromas (placas de gorduras nas artérias), geralmente


relacionado ao aumento do mau colesterol.

 Sopro: são gerados por um fluxo turbulento do sangue, que pode ocorrer dentro
ou fora do coração. Podem ser por estenose de válvulas
ARTÉRIA

As artérias são vasos do sistema cardiovascular, por onde passa o sangue que sai
do coração, sendo transportado para as outras partes do corpo.

A musculatura das artérias é espessa, formada de tecido muscular bastante


elástico. Permite, dessa maneira, que as paredes se contraiam e relaxem a cada batimento
cardíaco.

As artérias se ramificam pelo corpo e vão se tornando mais finas, constituindo as


arteríolas, que por sua vez se ramificam ainda mais formando os capilares.

Artérias do Sistema Cardiovascular: Artéria Carótida; Artéria Esquerda


Subclávia; Aorta; Artéria Braquial; Artéria Femoral; Artéria Femoral Profunda; Artéria
Tibial Anterior.
CAPILARES SANGUINEOS

Os capilares sanguíneos são vasos microscópicos que se situam entre as últimas


ramificações das artérias e as origens das veias. Neles se processam as trocas entre o
sangue e os tecidos. Sua distribuição é quase universal no corpo, sendo rara sua ausência,
como ocorre na epiderme, na cartilagem hialina, na córnea e no cristalino.

Circulação Pulmonar
A Circulação Pulmonar ou Pequena circulação se inicia no Tronco da artéria
pulmonar, seguindo pelos ramos das artérias pulmonares, arteríolas pulmonares, capilares
pulmonares, vênulas pulmonares, veias pulmonares e desagua no átrio esquerdo do
coração. Na sua primeira porção, transporta sangue venoso. Nos capilares pulmonares o
sangue é saturado em oxigênio, transformando-se em sangue arterial.

Circulação Sistêmica
A Circulação Sistêmica ou Grande Circulação inicia-se na Aorta, seguindo pelos
seus ramos arteriais e na sequência pelas arteríolas sistêmicas, capilares sistêmicos,
vênulas sistêmicas e veias sistêmicas, estas se unindo em dois grandes troncos, a Veia
cava inferior e a Veia cava superior. Ambas desaguam no átrio direito do coração.

Sua primeira porção transporta sangue arterial. Nos capilares sistêmicos o sangue
perde oxigênio para os tecidos e aumenta seu teor de gás carbônico, passando a ser sangue
venoso.
VEIAS
As veias são vasos do sistema cardiovascular que transportam o sangue das
diversas partes do corpo de volta para o coração. Sua parede é mais fina que a das artérias
e, portanto, o transporte do sangue é mais lento. Assim, a pressão do sangue no interior
das veias é baixa, o que dificulta o seu retorno ao coração. A existência de válvulas nesses
vasos, faz com que o sangue se desloque sempre em direção ao coração.

Importante destacar que a maior parte das veias jugular, safena, cerebral e diversas
outras transporta o sangue venoso, ou seja, rico em gás carbônico. As veias pulmonares
transportam o sangue arterial, oxigenado, dos pulmões para o coração.

Os vasos capilares são ramificações microscópicas de artérias e veias, que


integram o sistema cardiovascular, formando uma rede de comunicação entre as artérias
e as veias. Suas paredes são constituídas por uma camada finíssima de células, que
permite a troca de substâncias nutrientes, oxigênio, gás carbônico do sangue para as
células e vice-versa.
PULSAÇÃO

A pulsação do sistema cardiovascular é observada a cada vez que os ventrículos


se contraem, impulsionando o sangue para as artérias, ou a cada batida do coração.

Por esse movimento de pulsação, também chamado de pulso arterial, é possível


verificar a frequência dos batimentos cardíacos.
ESTRUTURA DOS VASOS SANGUÍNEOS

Os vasos sanguíneos constituem uma ampla rede de tubos por onde circula o
sangue, distribuídos por todo o corpo. Existem três tipos de vasos sanguíneos: as artérias,
as veias e os vasos capilares.
FUNÇÕES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR

Transporte de gases: os pulmões, responsáveis pela obtenção de oxigênio e pela


eliminação de dióxido de carbono, comunicam-se com os demais tecidos do corpo por
meio do sangue.

Transporte de nutrientes: no tubo digestório, os nutrientes resultantes da


digestão passam através de um fino epitélio e alcançam o sangue. Por essa verdadeira
auto-estrada, os nutrientes são levados aos tecidos do corpo, nos quais se difundem para
o líquido intersticial que banha as células.

Transporte de resíduos metabólicos: a atividade metabólica das células do


corpo origina resíduos, mas apenas alguns órgãos podem eliminá-los para o meio externo.
O transporte dessas substâncias, de onde são formadas até os órgãos de excreção é feito
pelo sangue.

Transporte de hormônios: hormônios são substâncias secretadas por certos


órgãos, distribuídas pelo sangue e capazes de modificar o funcionamento de outros órgãos
do corpo. A colecistocinina, por exemplo, é produzida pelo duodeno, durante a passagem
do alimento, e lançada no sangue. Um de seus efeitos é estimular a contração da vesícula
biliar e a liberação da bile no duodeno.

Intercâmbio de materiais: algumas substâncias são produzidas ou armazenadas


em uma parte do corpo e utilizadas em outra parte. Células do fígado, por exemplo,
armazenam moléculas de glicogênio, que, ao serem quebradas, liberam glicose, que o
sangue leva para outras células do corpo.

Transporte de calor: o sangue também é utilizado na distribuição homogênea de


calor pelas diversas partes do organismo, colaborando na manutenção de uma temperatura
adequada em todas as regiões; permite ainda levar calor até a superfície corporal, onde
pode ser dissipado.

Distribuição de mecanismos de defesa: pelo sangue circulam anticorpos e


células fagocitárias, componentes da defesa contra agentes infecciosos.
Coagulação sanguínea: pelo sangue circulam as plaquetas, pedaços de um tipo
celular da medula óssea (megacariócito), com função na coagulação sanguínea. O sangue
contém ainda fatores de coagulação, capazes de bloquear eventuais vazamentos em caso
de rompimento de um vaso sanguíneo.
CONCLUSÃO
REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

pt.slideshare.net/michellyalves17/biofisica-cardiovascular

www.ebah.com.br/content/ABAAAA2wEAH/sistema-cardiovascular

https://www.passeidireto.com/disciplina/biofisica-e-
fisiologia?type=6&materialid=3641420