You are on page 1of 20

31ABIENAL

Como é possível ativar um lugar? Instalação sonora. Quando você
Em uma sala vazia, sem móveis, se sente parte de um grupo? O que
reúna sua turma. A pergunta é: como acontece quando uma história pes-
você pode ocupar esse espaço? O jogo soal se torna coletiva? A proposta
começa com uma pessoa tentando é fazer uma pergunta simples que
responder à questão utilizando seu envolva assuntos pessoais, como: “o
próprio corpo. Em seguida, pas- que acontece só em sua casa?” ou
sam a ser duas, depois quatro, oito, “qual é o seu sonho?”. Cada um
dezesseis, trinta e duas, até que seja redige uma frase curta para responder
preciso chamar outro grupo para par- à questão. Em seguida, as respostas
ticipar da ocupação. são embaralhadas e sorteadas entre
De quais maneiras seu corpo todos. Com os papéis nas mãos, os
pode ficar? É possível espalhar‑se? participantes começam a andar pela
Pular? Correr? Deitar? Dançar? sala, cruzando olhares com os colegas.
Encolher-se? Fazer sons? Repetem de forma sussurrada e contí-
O grupo pode escolher uma ou nua os textos.
duas pessoas para registrar essa ação. O modo como as frases estão
Vale fotografar, filmar, desenhar, gra- sendo ditas (altura, tonalidade,
var os sons, escrever. intenção da voz) interfere em seus
E quais são os outros espaços sentidos?
cotidianos que seu corpo ocupa?
Como ele os ocupa?

pistas educativas
1/20

31ABIENAL

Trama de nós. Junte todo o grupo Desenho resposta. Escolha com sua
no centro da sala ou em um espaço turma uma notícia de jornal que inte-
aberto e plano da escola. Sorteie três resse a todos. Em seguida, realizem
pessoas e entregue a cada uma delas em grupos um desenho para respon-
um novelo de lã de cores diferentes. der ou comentar essa mesma matéria.
Elas escolherão, juntas, outros três O que acham sobre esse assunto?
colegas e amarrarão neles e em si Concordam? Há outro ponto de vista
os fios de lã: pode ser no braço, na que não foi explicitado pela notícia?
perna, em um dedo. A partir daí, as Como um desenho pode responder a
seis pessoas vão passando o novelo um texto?
para as outras, que vão se enroscando Terminado o trabalho nos grupos,
no fio e assim sucessivamente, até compare os desenhos que surgiram.
que uma grande trama de tecido Eles expressam as mesmas opiniões?
tenha se formado, juntando todos em O que foi ressaltado por um grupo
uma teia. É hora do deslocamento. e não foi por outro? Como são os
Todos juntos. Quem começa? Para desenhos?
que lado vamos? Como vamos nos
equilibrar? Qual será nosso trajeto?
Até onde podemos ir assim?

pistas educativas
2/20

um dono específico para cada item: carimbos. Pode ser algo que você precisa ser algo real nem dar conta sinta falta no dia a dia escolar. acredite que seus colegas vão gostar. O que somos todos juntos? Em mos um lugar? Algo de nós sempre grupo. Pense com Tente observar com atenção o espaço a turma uma maneira de manifestar da sala de aula na hora de desco. uma cor. que das características de todo o grupo. Depois uma mesa. Pensando no espaço da sua amigos uma palavra que queiram classe. Pode ser um exagero para ressaltar que considere importante ou sim. Às vezes. cada um lher um deles e defender uma função poderá criar um cartaz inspirado na e um local para colocá-lo. as frases criadas. tente imaginar o que “todos permanece nos espaços que habi. Cada aluno poderá esco.31ABIENAL O que deixamos quando ocupa. temos questão: um adjetivo. Junte todos quiserem. um estado de coisas em nossa casa que poderiam espírito. uma ser mais bem aproveitadas se levadas sensação. leve um objeto para dar à apresentar – entretanto. um objeto etc. Lembre-se de que é Vocês podem experimentar ser o que algo que ficará na escola. uma comida. Discuta com seus tamos. um animal. algo que vocês queiram colocar em plesmente bonito. para “desenhar” as letras. de realizada a escolha. pincéis ou o que preferirem os “presentes” serão de toda a turma. somos agora”. ela não sala de aula. a outros lugares. inventando e comparti- os objetos trazidos pela turma em lhando formas de abordagem. Não haverá palavra definida. O que você tem para brir a melhor maneira de receber os compartilhar quando está em grupo? novos objetos. pistas educativas 3/20 . Vale usar colagens.

junto. apoiar-se um no outro. cada participante assinala formam um grande círculo. Cada um recorta o participante que desestabiliza o con- seu centro e a sua periferia e. quantos existem e se a pouco. juntos. Os participantes cidade. Juntos. No novo ponto de apoio. Chega um terceiro a sua periferia. Da mesma forma.31ABIENAL Centro-periferia. Num mapa da Venha mais um. Os demais inte- fim. é possível observar se apareceram grantes do círculo juntam‑se pouco novos centros. devem encontrar um todos constroem um novo mapa. encontrando assinala onde se localiza o que seria um equilíbrio. E a periferia? Ainda de encontrar novas possibilidades de permanece à margem? equilíbrio. O desafio é perceber como correspondem ao que geralmente se desestabilizar faz parte do processo considera centro. pistas educativas 4/20 . Dois onde está o lugar que corresponde ao se colocam no centro e procuram centro da sua vida.

Para não objeto falava com você? O pão trombarmos com outras pessoas nas mordido no prato diz que alguém ruas. de forma que todos fiquem espaço desconhecido. pistas educativas 5/20 . quais os objetos apito. O som do apito deve continuar suas afinidades. sem pesado. que atividades ocor. repare em tudo bem apertados. mesmo tempo dão um passo. cada nados. Registre tudo com palavras espalhar por toda a sala igualmente. ou desenhos. um novo entre si e com seus objetos. O exercício pode ficar ainda mais inte- ressante com obstáculos no meio da sala. todos ao presentes e como eles estão posicio. uma corda estou. Como um detetive. dado por um aluno. quais são passo. precisamos estar atentos a seus saiu apressado. A lugar.31ABIENAL Já teve a impressão de que um Caminhada silenciosa. descubra um na direção que escolher: para a quantas pessoas frequentam esse frente. Essa atividade pode ser É muito importante que todos fiquem feita em uma sala de aula na hora do em silêncio e não indiquem por meio intervalo. até que os participantes consigam se reram. de gestos a direção que vão tomar. Junte toda a turma em um canto Quando você estiver em um da sala. areia diz que crianças brincaram ali. para o lado ou para trás. como mesas e cadeiras. movimentos – às vezes dar um passo rada na guitarra diz que houve rock para o lado e continuar o fluxo. um castelinho tombado na falar nada. que tipo de relações elas têm cada vez que o apito soar. Ao toque de um que está à sua volta.

ao mesmo tempo. Conjuntos vazios. Depois. Repare em uma tir sobre essa afirmação. esses e as separe em dois times. apoiando-se uns nos outros. Um outro grupo pode seguir as regras e romper o cabo? Há registrar a experiência desenhando a alguma maneira de vencer o jogo? escultura coletiva.31ABIENAL Não existe espaço vazio. mas um frágil bar. grupos. conflito entre o que é cheio e o que bante. um retângulo permitido pelo jogo? Que imagem é ou qualquer outra forma. em produzida por essa cena? Como nego. cada um cria vazios Quanta força as equipes podem com o próprio corpo. Para alguns artistas. Reúna um grupo de pessoas é rarefeito. precisa puxar o fio para que o rival Vamos experimentar criar vazios avance em seu território. de guerra. Entretanto. ciar para que o cabo não se rompa? O os alunos podem criar vazios maiores que acontece se alguém decidir não e diferentes. As formas preen- o corpo? A proposta é fazer um cabo chem o espaço e. Cada um vazios fazem parte da escultura. não será usada deixam um vazio. e o cabo com o corpo? Individualmente. que tal usar forma qualquer. Pode ser um usar? Qual é o movimento dos corpos círculo. Para refle. Parece haver um uma corda forte. Como fazer para que todos os corpos trabalhem juntos na construção de uma única escul- tura? Todas as formas criadas podem ser unidas? São compatíveis? pistas educativas 6/20 . como não pode se romper! aquecimento. um triângulo.

tir nossa identidade individual e/ou escolha um assunto que interesse a coletiva. um são usados por grupos específicos que tema presente na escola. desenho final? tificado? É possível pensar em uma roupa que agradaria pessoas com atitudes diferentes? Se você pudesse fazer suas próprias roupas. O nosso modo Quantas ideias podem existir em de vestir pode. Mas ou mesmo na lousa. uma notícia que deu o que falar. desenho para dizer o que pretende. grupo. o mesmo gosto moda etc. como as diferentes modas ou apenas apagar. A ideia é estabelecer mover um debate entre o seu grupo uma conversa. de algum modo. como elas seriam? Após o debate. uma nova têm. É possível chegar a um qual grupo você não quer ser iden. ‑roupa pode nos identificar com um enquanto a outra pode continuar. Certos acessórios ou roupas todos: pode ser algo do cotidiano. pistas educativas 7/20 . um diálogo. refle. pode aconte- cer uma sessão de desenho para que vocês coloquem suas ideias no papel. opor opi- de amigos para pensar o que suas niões e analisar o que uma imagem roupas dizem sobre vocês? O que diz e o que pode dizer com algumas você nunca usaria e por quê? Com mudanças. Em duplas. uma mensagem? Com sua turma. uma pessoa é até que ponto essas escolhas são encarregada de usar elementos do mesmo nossas? Se o nosso guarda. sagem inicial. esses desenhos já interferem na construção dessa nossa criados para dar uma resposta à men- “personalidade externa”? Que tal pro.31ABIENAL Identidade vestida. em um papel musical ou as mesmas atitudes. por exemplo.

faz um percurso dentro da escola. A sala escolhe um per- fora do espaço da sala de aula? sonagem que deve ser assumido por Quem somos nós para além desse todos. A turma sai em conjunto Divididos em grupos. Após o se não estivesse aqui? passeio. serem respondidas por todos – alunos Dia após dia. zem o material necessário para fazer tro da escola? o disfarce. Foi divertido ou difí- a fim de criar conjuntos de ações.31ABIENAL Uns e outros. com todos disfarça- vão estabelecer cinco perguntas para dos. os alunos da sala de aula e. em geral previamente combinadas por meio de redes sociais da internet. repete-se a expe- e professores. Em um dia marcado. cil? Foi mais fácil por estarem todos Pessoas que fazem coisas parecidas juntos? Qual foi a reação das pessoas? podem pensar diferente? Como foi se sentir observado? Flash mob: aglomerações de pessoas em espaços públicos para realizar ações instantâneas e inu- sitadas. a experiência. Quem é o professor Flash mob. Por exemplo: o que riência. no último dia a primeira coisa que você vê quando todos levam apenas uma meia verme- acorda? O que você estaria fazendo lha ou um curativo no nariz. vale a pena conversar sobre Vale a pena registrar as respostas. pistas educativas 8/20 . mas cada vez com menos ele- você faz aos sábados às 15h? Qual é mentos. todos tra- momento que compartilhamos den. Por exemplo.

para outras. Pode ser uma situações. Com fita crepe ou giz. Se todos devem ter seu devem usar uma dessas folhas colada território. mas. às pos. Vocês podem quadra ficou com as novas divisões. Qual é o seu lugar na escola? Você vra? Nossos desejos são sempre já imaginou como são definidas as apresentados por nossas respostas? fronteiras dos mapas? Quem decide Quando respondemos “sim” para onde começa e onde termina um ter- uma coisa. pode ser dito apenas por edu. As brincadeiras e as conversas mudaram? Como foi mudar do “sim” para o “não” e vice-versa? pistas educativas 9/20 . escreva “sim” em um papel outra metade da classe também deve e “não” no verso da folha. A ideia é usá-la para com o grupo maneiras de trocar espa- fazer as atividades comuns desse ços e de conversar sobre os conflitos momento. Combine escolher um espaço para si e registrá- um intervalo das aulas em que todos -lo no chão. a proposta. Observem de longe como a banheiro e conversar.31ABIENAL Qual é o poder de uma pala. escolher que lado da folha usar e Ainda existe um meio de campo? também trocar quantas vezes quise- rem. Para realizar essa coincidir entre os colegas. O “não” pode ser usado a classe deve ser dividida em dois gru- para estabelecer um limite. como em um plebiscito. como comer. estamos dizendo “não” ritório? Na quadra de educação física. cada um vezes. timidez ou medo. do primeiro grupo deve desenhar um cação. forma geométrica ou um desenho somos obrigados a escolher apenas livre. As áreas escolhidas não podem entre “sim” e “não”. Em algumas espaço para si no chão. Depois. brincar. ir ao surgidos. como negociar? Estabeleça na camiseta.

ao mesmo pedra. guarde pedras que si no topo. Será que é possí. para que ela seja um registro do pas- tificam com ele? sado e. Dobre esse pedaço escrito estiverem no meio de seu caminho. Troquem o papel Em sua estante. se uma última frase incompleta. que é diferente de você? Vamos A pedra pode ferir se estiver na ponta fazer uma experiência. Em suas andanças pelo bairro pegue uma folha e escreva algo sobre ou pelo mundo. Desdobre-o e veja o algo com ela: o que ela pode ser personagem que resultou da fusão de agora que está com você? Como fazer vocês dois. Passe o papel para a outra se quebram? Por que prédios caem e pessoa. ao mesmo tempo. você tem a opção tempo. deixando à vista somente Imagine por onde a pedra passou. Pois bem. E por que as coisas gosto…”. com sua história imaginada. para trás. ou faça mente dobrado. guarde a pedra entre si até que ele esteja completa. uma possi- bilidade para o futuro? pistas educativas 10/20 . Forme dupla de uma lança ou proteger se estiver com uma pessoa (de preferência como amuleto perto do peito. ponte ou prédio. alguém que você conhece pouco). igual a você e igual a alguém de fazer dela um muro ou uma ponte.31ABIENAL Terceira pessoa. No meio do caminho tinha uma vel existir alguém que é. Você e seu colega se iden. montanhas são desfeitas? tirá o que você fez. “na casa da minha tia eu Ela pode ter sido parte de algo maior me sinto…” ou “sábado à tarde eu que se quebrou. que terminará a frase e repe. por ela já foi monte. exemplo.

pistas educativas 11/20 . O outro vai ligar algo maior. empilhando-o. pensou em como as linhas se compor- fazer algo totalmente diferente e até tam se forem traçadas entre pontos servir para algo além da imaginação. imprimindo a gestualidade no simplesmente imaginar essas novas papel. pode ter algumas imagens e palavras que demonstrem todo o pro- cesso de transformação. alunos marca alguns pontos aleato- tas. pensando em com giz de cera. Com quantos não é. um dos outros materiais e algumas ferramen.31ABIENAL Um objeto pode ser algo que ele Costura cósmica. juntando. Escolha um objeto e imagine pontos se faz um gesto? Uma linha como ele poderia ser outro. Esse quem realizou o traço? desenho pode se parecer com um projeto. os pontos de modo a criar uma forma -o com outras coisas. Também pode usá-lo para montar riamente no espaço. próximos ou muito distantes? Numa Você pode modificá‑lo utilizando folha de papel. em dupla. Você já função ou não ter função alguma. funções e possibilidades e de quem delimitou os pontos e de desenhar tudo o que pensou. ter outra é a ligação entre dois pontos. tinha. ainda. É possível. lápis de cor ou cane- formas variadas. O que aconteceu entre a ideia formas.

registre como imaginou esse verso da folha. Em aroma que traga lembranças. pelas cores? Existe relação entre chei. As cores têm cheiro? Imaginando o desconhecido. converse. imagine livremente como o cheiro de uma risada? De roupa poderia ser o funcionamento dessa nova? Escreva o nome desse cheiro coisa ou como poderia ter sido seu no centro de uma folha de sulfite processo de descoberta ou invenção. Qual seguida. resgate da memória um aparelho de fax ou um vulcão. Pense E os cheiros podem ser traduzidos em em algo que você não sabe como fun- cores? Vamos experimentar. faça misturas para obtê. branca. como um um cheiro. Que tal pendurar um varal de para criar novos significados para barbante na sala e agrupar as folhas aquilo que faz parte de nossa vida. mas que não conhecemos a fundo. Se ela não existir funcionamento ou descoberta. A ima- pronta. Pense em ciona ou como foi criado. ros e cores? Compartilhe suas ideias com outras pessoas. imagine que cor ele Por meio de poucas palavras e dese- teria.31ABIENAL Cor aromática. Pinte com tinta dessa cor o nhos. gem e o texto podem trabalhar juntos -la. Agora. publique nas redes sociais. Será que ao pensar no que não se conhece é possível ter novas ideias sobre aquilo que já é conhecido e familiar? pistas educativas 12/20 .

mos. o conversa e até tocar quando a pessoa maestro também poderá registrar o não estiver olhando. Antes mesmo de nascer- quer? Os sonhos podem tornar. Tente viver essa conjunto das ações com a câmera de experiência inventando novas formas um celular. Como seria desejo. ele como estamos acostumados? Tente poderá arranjar todos esses corpos em passar um dia de aula tentando se uma grande composição. criando novas combinações entre os Vale usar outras palavras durante uma movimentos. pistas educativas 13/20 . viver um dia sem chamar as pessoas A partir das ações dos colegas. Com alguns fechar os olhos e fazer um gesto ou amigos. Um aluno será o “maestro”.31ABIENAL Como o corpo imagina o que você Sem nome. de interação. todos devem tidão de nascimento. imagine como expressar seu às vezes até engraçados. mudando comunicar com seus colegas de classe a posição de cada um no espaço e sem falar os seus nomes ou apelidos. Sem usar inventamos apelidos carinhosos e palavras. deixamos esse nome de lado e que têm nesse momento. Depois. parentes ou entre namora- movimento pensando nas vontades dos. Quando terminar. movimentos? registraram o nome em nossa cer- Em um espaço livre. nossos pais já tinham pensado -se aparentes por meio de nossos em como nos chamariam.

Olhe à sua volta. E aí? Qual a reação das pessoas que não sabem o que você imaginou? pistas educativas 14/20 . observe com inventadas partindo dos elementos muita atenção a forma dessa palavra. Para evi. escolha uma palavra.31ABIENAL Onde estão os seres ocultos? Você O que tem de cachorro na palavra já ficou olhando muito tempo para cachorro? Para esta proposta você um lugar e começou a ver figuras? O precisa considerar que as letras são que você enxerga que os outros não desenhos. Você nhar um prédio usando as letras da pode recortar essas formas em papel palavra prédio? Como desenhar uma adesivo. escrever no computador da escola imagens que possam ser ou a lápis. Por exemplo: uma simples ponte com as letras da palavra ponte? tomada pode se transformar num Que tal fazer um desenho com várias porquinho. conseguem ver? Primeiro. Em seguida. Procure no Você pode utilizar palavras recortadas espaço da sala e nos espaços públicos de um jornal. você deverá prédio? Como que você pode dese- usar apenas formas geométricas. O que existe de prédio na palavra denciar os seres ocultos. que existem na arquitetura. basta colocar dois círculos palavras? e rapidamente a tomada se trans- forma em um focinho.

ontem”. Produza e sorteie fichas com tivesse se desenrolado de forma indicações de tempos e espaços dife- diferente da realidade. abaixe o volume com- mundo diferente. e o registro pode ser feito por qualquer câmera digital. Por exemplo: “Paris. sem legendas? As imagens a produzir instrumentos musicais. tempo e espaço. Escolha um fica se passar no Egito antigo. país grupo de bandoleiros mexicanos se ou do mundo e colete imagens rela. como um jornal. e. de notícias inventadas com base na “Júpiter. 1910”. Use-as Escolha em grupo uma cena de um para narrar a história como se ela filme. ou um acontecimento da sua cidade. possibilitando pensar em outros contextos possíveis. A proposta também pletamente e duble os personagens. às pessoas chegar ao trabalho de Você pode fazer uma ficção cientí- caiaque ou pedalinho. aventurar nos confins da Palestina. Crie um site rentes. As cenas podem ser escolhidas em sites de vídeos. pode ser feita com imagens e textos transferindo a cena para esse novo impressos em papel. 2213”.31ABIENAL Outras notícias. comunicam algo por si. “casa da minha seguinte pergunta: “como poderia ter avó. cionadas a ele na internet. ou que os rios das grandes cidades a imaginação nos dá liberdade para foram despoluídos. Aproveite esse momento filme escolhido na televisão ou no para dar vida aos seus desejos de um computador. além delas. pistas educativas 15/20 . Passe uma cena do sido se…?”. Imagine se um dia Faroeste no Havaí? Alguma vez você abrisse o jornal e se deparasse você já experimentou assistir a um com a notícia de que as indústrias filme em uma língua que você não de armas do mundo todo passaram conhece.

da chuva. do frio. A sombra de um Abrigos temporários. Pegue algu. velas. lixeiras. caixas. Entre tes de luz e os disponha em posições nele. carteiras. objetos em frente às diferentes fon. com os materiais disponíveis: papéis. Você já viu objeto é sempre igual a seu contorno? alguma construção temporária na Como é possível transformar os dese. por exemplo. grandes sacos de lixo limpos. abrigar para descansar. se você pudesse usar materiais melho- das? É possível transformar as formas res e mais resistentes. o que faria de já conhecidas? E se você colocar dois diferente? objetos diferentes juntos? Pense em alguma maneira de registrar essas experimentações. Você pode fotografar ou colocar um grande papel sobre a parede ou chão e regis- trar as sombras com tinta guache. pistas educativas 16/20 . cidade? Já percebeu que existem nhos das coisas? É possível alterar soluções criativas? Imagine que você a imagem de um objeto por meio precise ficar em um lugar aberto e se da luz ou da falta dela? Em grupo. aquele antigo ção fosse urgente. como você resolve- retroprojetor e vá para uma sala ria? Construa um abrigo temporário escura. comece a experimentar: coloque os jornais. Com esses materiais em mãos. sol.31ABIENAL O duplo diferente. Quais são as imagens cria. Se essa situa- mas lanternas. Como é habitar esse espaço? E variadas. se proteger do escolha alguns objetos.

Na semana seguinte. fazer uma roda de dança ou. programas de televisão. uma declamação de poesias ou um caraoquê. conversar com pessoas que masculino/feminino são mesmo tão você nunca falou e descobrir novos distantes? Há sons comuns para os aspectos dos grupos de alunos. com- uma mulher ou de um homem. comentários das da escola ou outro local em que pessoas. Não bine algumas ações que podem apenas vozes. Vocês dois gêneros? Todos concordam com podem organizar um piquenique ou as definições de feminino e masculino um lanche coletivo em um dia. mas músicas. Cada um deles específico? Que tal provocar algumas será responsável por gravar os sons mudanças no intervalo entre as aulas? que acreditam que sejam próprios de Com um grupo de amigos. Como você gostaria de transformar esse momento? O que é preciso para que isso aconteça? pistas educativas 17/20 . simplesmente. no pátio aparecem nas ruas. é possível comemorar um aniver- sário. Ao fim do dia. reúna todo tempo. O objetivo é transformar esse material coletado e compare com espaço e promover experiências dife- o dos outros grupos: as categorias rentes. em feitas por meio dos sons? outro. sons seus colegas costumem passar esse da casa.31ABIENAL O que há de feminino e de mascu. sons que ocorrer durante o recreio. ouvir música. Como modificar o tipo de comu- lino? O que define o que é próprio nicação e relações em um espaço? da mulher e o que é do homem? A Será que por meio de ações contínuas biologia? As normas sociais? Nossa podemos alterar como nos comunica- cultura e tradição? Que tal fazer mos com as pessoas ou mesmo com uma investigação sonora? Separe sua quem nos relacionamos em um lugar turma em grupos.

Pode misturando os rostos de todo mundo. Que tal registrar a sua unha cres- cendo? Olhe em volta. juntar as folhas do quintal. guardar os cabelos que caíram. marcar no calen- dário ou fazer uma tabela. uma Quem se transforma em quem? flor abrindo. Onde é pos- sível enxergar as transformações do tempo nas coisas? Além das fotografias. Escolha um elemento que se é importante que as fotos tenham transforme no decorrer do tempo e tamanhos iguais. entre outras formas de perceber a passagem do tempo. A delas) em faixas verticais. que acontecem nessa forma. Cada Para esta proposta você só precisa participante precisa trazer uma que o tempo passe e de uma câmara fotografia sua e de seus familiares fotográfica! mais próximos. uma maçã apodrecendo. Para esta proposta. Em seguida fotografia deve registrar as mudanças comece a formar um quebra-cabeça. você pode medir o tamanho. ser um cubo de gelo derretendo. pistas educativas 18/20 .31ABIENAL Como o tempo nos transforma? Tudo junto e misturado. o fotografe várias vezes ao longo do Recorte as fotografias (ou cópias dia ou por vários dias seguidos.

jornais.31ABIENAL Paisagem e retrato. No fim do dia. preferir. um cinto. o grupo poderá escolher os acessórios para deixar com um amigo materiais. Será que sagem? Nesta proposta. devol- painel coletivo: misturem à vontade vam os acessórios. pulseira. acessório que gosta muito de usar? Já vras e números. um fone de ouvido. colocamos de nós mesmos nesse um anel. pode. as cores e os tamanhos que e coloque em você algo emprestado. qualquer coisa que vocês marmos a lousa em uma grande pai. memórias e nos parecemos com o outro ao usar- afetos? Pensando o espaço como uma mos suas coisas? Escolha um de seus paisagem. pistas educativas 19/20 . mas o conteúdo está sempre ou de uma colega que combine bas- mudando. Por meio da lousa. para imaginar um universo próprio. As trocas realizadas durante a aula desenhos em giz e até imagens feitas também podem ser feitas entre garo- no computador para produzir esse tas e garotos. Você tem um olhamos para a lousa cheia de pala. tante com essa pessoa? Que tal rea- mos representar e aprender uma lizar trocas entre seus colegas? Pode infinidade de informações. Vale usar fotografias. uma tiara. estiverem usando nesse dia. Quais elementos diferente pode parecer pesado? Como povoam nossos sonhos. A superfície é a reparou no colar ou no boné de um mesma. E o que ser um relógio. uma espaço da classe? Que tal transfor. Todos os dias Troca de detalhes. será possível o relógio do outro altera a percepção trazer ou construir imagens pessoais da passagem do tempo? Um colar para ocupar a lousa.

a adaptação da de calçados usaria. Colocar-se no rimente reapresentá-lo de formas lugar de outra pessoa pode ser um diferentes: faça desse acontecimento exercício de autoconhecimento. uma encenação.31ABIENAL Os olhos dos outros. se vendo no espelho. um bandido romeno. No fim do dia. a avó enfim. mas uma reapre- comeria no café da manhã. um monge uma letra de música ou uma pintura. em que mudança de linguagem pode ressaltar lugar da cidade pararia para con. tibetano. Você se trans- formou com o olhar dele? pistas educativas 20/20 . quanto tempo zer novas interpretações sobre o que passaria organizando suas coisas ou já conhecemos. Às vezes. uma histó- Escolha um personagem ao ria em quadrinhos. põe que você faça uma ilustração nagem faria no seu lugar: o que ele do acontecimento. como reagiria ao história para uma nova linguagem. detalhes que antes não víamos ou tra- templar a paisagem. registre tudo o que você aprendeu com o seu personagem. um conto. que tipo sentação. acordar (por exemplo. A encontrar a pessoa amada. reapresente‑o de uma nova do presidente dos eua) e passe o forma. para O assunto se transforma quando renovar o nosso olhar sobre o mundo mudamos o jeito de falar? Escolha é necessário tomar emprestado os um acontecimento histórico e expe- olhos dos outros. um poema. ou seja. Atenção: essa pista não pro- dia todo pensando o que esse perso.