You are on page 1of 357

Osciloscópio HANTEK passo a passo

MANUAL DESENVOLVIDO PARA USO AUTOMOTIVO HANTEK 1008 e 6000


Olá, me chamo Abel Klering.

Os primeiros passos são mais difíceis, quando comecei a trabalhar com osciloscópio eu queria muito ter encontrado um
manual para me ajudar com os primeiros passos, depois de muito procura e pesquisas, encontrei poucas coisas que de fato me
ajudou no dia-a-dia dentro da oficina.

Então resolvi desenvolver esse e-book pra ti ajudar com os ajustes básicos e avançados do osciloscópio Hantek, um passo a
passo da configuração para efetuar testes em diversos sensores, atuadores e sistema, veremos:

- Calibração

- Eixo horizontal (ajuste de tempo)

- Eixo vertical (ajuste de tensão e corrente)

- Ajuste do gatilho de disparo (trigger)

- Medidas de Cursor

- Medidas Eixos horizontal e vertical (measure)

- Testes e Diagnósticos de diversos sensores e atuadores

- Sincronismo de Motor

Este livro é 100% ilustrativo com imagens reais de diagnósticos, e agora sem mais blá blá,

Espero que você goste, vamos lá...


Imagens e produção feitas por Abel Klering 1
Osciloscópio HANTEK passo a passo

1° PASSO: CALIBRAÇÃO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 2


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ANTES DE COMEÇAR OS TESTES


EFETUE A CALIBRAÇÃO, QUANTAS
VEZES FOREM NECESSÁRIAS.

AQUI É A LINHA NO ZERO,


QUANDO A LINHA NÃO ESTIVER
ALINHADA COM A SETA >, VOCÊ
DEVE CALIBRAR NOVAMENTE.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 3


Osciloscópio HANTEK passo a passo

IMPORTANTE: PARA CALIBRAÇÃO,


JUNTE AS DUAS PONTAS DE PROVA,
PRETA E VERMELHA (CURTO CIRCUITO)
E CLIQUE OK.

OBSERVE QUE A LINHA ESTÁ


LEVEMENTE DESELINHADA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 4


Osciloscópio HANTEK passo a passo

OBSERVE QUE A LINHA DE ZERO NÃO


ESTÁ ALINHADA, NESSE CASO É IMPORTANTE: PARA CALIBRAÇÃO,
NECESSÁRIO EFETUAR A CALIBRAÇÃO. LIGUE AS DUAS PONTAS DE PROVA,
PRETA E VERMELHA ENTRE ELAS.
(CURTO CIRCUITO) E CLIQUE OK. ASSIM
VOCÊ TAMBÉM VAI CALIBRAR OS
CABOS.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 5


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CALIBRAÇÃO FINALIZADA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 6


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SELECIONE O CANAL QUE NÃO FOR


UTILIZAR.

DESLIGUE OS CANAIS QUE NÃO FOR


UTILIZAR.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 7


Osciloscópio HANTEK passo a passo

2° PASSO:
AJUSTE DE TENSÃO
(EIXO VERTICAL)
Imagens e produção feitas por Abel Klering 8
Osciloscópio HANTEK passo a passo

NO EIXO VERTICAL SEMPRE ESTARÁ A


TENSÃO OU CORRENTE.

PARA CIMA SINAL POSITIVO


LINHA DO ZERO, AQUI É 0,00 VOLTS

Produção e imagem - Abel Klering.

PARA BAIXO SINAL NEGATIVO

Bobina impulsora distribuidor TENSÃO AC

Imagens e produção feitas por Abel Klering 9


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SELECIONADO 5 VOLTS, POR DIVISÃO

5 VOLTS POR DIVISÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 10


Osciloscópio HANTEK passo a passo

15 VOLTS

10 VOLTS

5 VOLTS

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 11


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SELECIONADO 2 VOLTS, POR DIVISÃO

2 VOLTS POR DIVISÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 12


Osciloscópio HANTEK passo a passo

6 VOLTS

4 VOLTS

2 VOLTS

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 13


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SELECIONADO 200mV, POR DIVISÃO

200mV POR DIVISÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 14


Osciloscópio HANTEK passo a passo

600 milivolts

400 milivolts

200 milivolts LINHA DO ZERO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 15


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O AJUSTE DO EIXO VERTICAL (TENSÃO) DEVE SER


DE UMA FORMA QUE EU CONSIGA VISUALIZAR
A ONDA DO SINAL POR INTEIRO NA TELA. NESSE
CASO O AJUSTE ESTÁ INCORRETO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 16


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O AJUSTE DE TENSÃO ESTÁ INCORRETO


(MUITO BAIXO). OBSERVE A PERDA DE LEITURA
DO SINAL.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 17


Osciloscópio HANTEK passo a passo

DICA: NUNCA DEIXE NUMA ESCALA BAIXA,


COMEÇE SEMPRE PELO ESCALA MAIOR ( 5VOLTS
POR DIVISAO) E VAI DIMINUINDO CONFORME
VISUALIZE A IMAGEM EM 3 OU 4 DIVISÕES.

3 DIVISÕES

OBSERVE QUE QUANDO MENOR A


TENSÃO, MAIOR SERÁ A IMAGEM.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 18


Osciloscópio HANTEK passo a passo

AJUSTE DE TENSÃO CORRETO PARA ESSE SINAL


(5V), PORQUE PREENCHE 4 DIVISÕES, IDEAL DA
FAZER UMA INTERPRETAÇÃO DO SINAL

4 DIVISÕES

OBSERVE QUE QUANDO MAIOR A


TENSÃO, MENOR SERÁ A IMAGEM.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 19


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O AJUSTE DE TENSÃO CORRETO PARA ESSE


SINAL É 500mv, PORQUE PREENCHE 4 DIVISÕES.

TESTE SENSOR DE DETONAÇÃO

Produção e imagem - Abel Klering.


DISPARO NORMAL

Imagens e produção feitas por Abel Klering 20


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O AJUSTE DE TENSÃO CORRETO PARA ESSE


SINAL É 200mv, PORQUE PREENCHE 4 DIVISÕES.
TESTE SONDA LAMBDA PRÉ-CATALISADOR

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 21


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NOS HANTEK-1008, NÃO POSSUI


ESSA OPÇÃO DE ACOPLAMENTO
AC (TENSÃO ALTERNADA) POSSUI
APENAS NOS HANTEK-6000.

TESTE SENSOR DE DETONAÇÃO

TENSÃO ALTERNADA
@
Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 22


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TENSÃO CONTINUA
TESTE SONDA LAMBDA PRÉ-CATALISADOR

Produção e imagem - Abel Klering.

TENSÃO CONTINUA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 23


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VOCÊ PODE SELECIONAR TENSÕES


DIFERENTES PARA CADA CANAL. NESSE
CASO CH1 - 2 VOLTS POR DIVISÃO E
CH4 - 1 VOLT POR DIVISÃO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 24


Osciloscópio HANTEK passo a passo

HANTEK-1008 SUPORTE 20V. TESTANDO NA BANCADA

HANTEK-6000 SUPORTE 35V.

TESTE ATÉ ESSES VALORES VOCÊ UTILIZARÁ X1.

AS MAIS USADAS SÃO: X1, X10, 20:1 E CC-65(65A). “X”


SERVE PARA MULTIPLICADOR O SINAL LIDO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 25


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SIMULAÇÃO SENSOR DE ROTAÇÃO


TENSÃO DE 7,5V

Produção e imagem - Abel Klering.

LINHA DO ZERO, AQUI É 0,00 VOLTS

Imagens e produção feitas por Abel Klering 26


Osciloscópio HANTEK passo a passo

A MAIORIA DOS TESTES VOCÊ VAI UTILIZAR X1.


PORQUE OS SINAIS SÃO NOS MAXIMO 12V, 14V
COM O CARRO LIGADO. NÃO SELECIONE X1 EM
TESTES DE BICO INJETOR E BOBINA, PORQUE
SÃO PICOS DE TENSÃO ALTOS.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 27


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASO, X10 SERÁ UMA CONFIGURAÇÃO


ERRADA, PORQUE NÃO TEMOS UM SENSOR
HALL COM 75V, AJUSTE INCORRETO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 28


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASO, X100 TAMBÉM SERÁ


UMA CONFIGURAÇÃO ERRADA.
NÃO UTILIZAMOS ESSA OPÇÃO NA
LINHA AUTOMITIVA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 29


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ESSA OPÇÃO X10, É UTILIZADO NAS


SENSOR DE ROTAÇÃO PONTAS DE TESTE X1 E X10
(IMAGEM ABAIXO).

Produção e imagem - Abel Klering.

BOBINA 1-4

SELECIONE X10 PARA TESTES


DE BICO E BOBINA. OUTROS
TESTES SELECIONE X1.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 30


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ESSA OPÇÃO 20:1, É UTILIZADO


COM O USO DE ATENUADOR
(IMAGEM ABAIXO).

PRIMÁRIO DA BOBINA Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 31


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ESSA OPÇÃO É UTILIZADA COM O


ALICATE AMPERIMETRO CC-65.
CONSUMO DE CORRENTE DE (IMAGEM ABAIXO)
UMA BOMBA DE COMBUSTÍVEL

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 32


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASSO, UTILIZANDO O ALICATE


CC-65, NO EIXO VERTICAL ESTARÁ
CORRENTE AO INVÉS DE TENSÃO.
SELECIONADO 2,0A POR DIVISÃO.

6 AMPERES
Produção e imagem - Abel Klering.
4 AMPERES

2 AMPERES

Imagens e produção feitas por Abel Klering 33


Osciloscópio HANTEK passo a passo

3° PASSO:
AJUSTE DE TEMPO
(EIXO HORIZONTAL)
Imagens e produção feitas por Abel Klering 34
Osciloscópio HANTEK passo a passo

SIMULAÇÃO PULSO 12V

NO EIXO HORIZONTAL SEMPRE ESTARÁ O


TEMPO, QUE TAMBÉM É DIVIDIDO POR
DIVISÕES. O TEMPO SERÁ O MESMO PARA
TODOS OS CANAIS QUE ESTIVEREM LIGADOS.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 35


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SIMULAÇÃO PULSO 12V

SELECIONADO 500ms (milissegundos),


POR DIVISÃO

500ms 1,0s 1,5s 2.0s 2,5s

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 36


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SIMULAÇÃO PULSO 12V

SELECIONADO 100ms (milissegundos),


POR DIVISÃO

100ms 200ms 300ms

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 37


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SIMULAÇÃO PULSO 12V

SELECIONADO 50ms (milissegundos),


POR DIVISÃO

50ms 100ms 150ms

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 38


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SIMULAÇÃO PULSO 12V

UM EVENTO

O AJUSTE DO EIXO HORIZONTAL (TEMPO)


DEVE SER DE UMA FORMA QUE EU CONSIGA
VISUALIZAR A ONDA DO SINAL POR INTEIRO NA
TELA. O AJUSTE DEVE REGISTRAR DE 1 A 4
20ms 40ms 60ms EVENTOS PARA UMA BOA INTERPRETAÇÃO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 39


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SIMULAÇÃO PULSO 5V

1ms 2ms 3ms

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 40


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PARA ANALISE DE BICO INJETOR


UTILIZE 1ms.

BICO INJETOR GASOLINA

Produção e imagem - Abel Klering.


CONSUMO DE CORRENTE

Imagens e produção feitas por Abel Klering 41


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE INJEÇÃO NA
GASOLINA, DE 2,5ms A 2,8ms, Produção e imagem - Abel Klering.
COM MOTOR FRIO 3,0ms.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 42


Osciloscópio HANTEK passo a passo

4° PASSO:
AJUSTE DO GATILHO DE
DISPARO
(TRIGGER)
Imagens e produção feitas por Abel Klering 43
Osciloscópio HANTEK passo a passo

O AJUSTE DE DISPARO OU TRIGGER, SERVE


PARA ESTABILIZAR A IMAGEM DO SINAL EM
UM DETERMINADO PONTO, SEM ELE O SINAL
FICARÁ CORRENDO PELA TELA, É
GERALMENTE UTILIZADO EM SINAIS RÁPIDOS.
GATILHO VERTICAL

GATILHO HORIZONTAL

SIMULAÇÃO PULSO 5V

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 44


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NO CRUZAMENTO DO GATILHO
HORIZONTAL E VERTICAL É ONDE
VAI ESTABILIZAR A IMAGEM.

Produção e imagem - Abel Klering.

SIMULAÇÃO PULSO 5V

Imagens e produção feitas por Abel Klering 45


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CRUZAMENTO DO GATILHO
HORIZONTAL E VERTICAL

PRIMÁRIO DE BOBINA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 46


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SIMULAÇÃO PULSO 5V

MODO DE
DISPARO

Produção e imagem - Abel Klering.

DISPARO POR BORDA (Edge) É A ÚNICA


OPÇÃO NO HANTEK-1008, JÁ NOS HANTEK-
6000, PARA TESTES DE BICO E BOBINA TEM
A OPÇÃO DE DISPARO POR PULSO. OBS: OS
MODO Vídeo E ALT NÃO SÃO UTILIZADOS
NA LINHA AUTOMOTIVA.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 47


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENTIDO DA SETA
PARA CIMA
DISPARO
TRIGGER

DIREÇÃO DO
DISPARO
TRIGGER SLOPE + POSITIVO. O
DISPARO FICA APARTIR DO
POSITIVO. BORDA DE SUBIDA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 48


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENTIDO DA SETA
PARA BAIXO

Produção e imagem - Abel Klering.


DIREÇÃO DO
TRIGGER SLOPE ‒ NEGATIVO . O DISPARO
DISPARO FICA APARTIR DO
NEGATIVO . BORDA DE DESCIDA.

DISPARO
TRIGGER

Imagens e produção feitas por Abel Klering 49


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VARREDURA
DO DISPARO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 50


Osciloscópio HANTEK passo a passo

RECEBENDO SINAL
MODO AUTOMÁTICO, QUANDO HÁ
QUEDA DO SINAL, EU PERCO O SINAL.

VARREDURA
DO DISPARO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 51


Osciloscópio HANTEK passo a passo

AUTOMÁTICO

Produção e imagem - Abel Klering.

MOMENTO DA PERDA DO SINAL


NO MODO AUTOMÁTICO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 52


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ESPERANDO UM MODO NORMAL, QUANDO HÁ QUEDA


NOVO EVENTO DO SINAL, O SINAL CONGELA E ESPERA
UM NOVO EVENTO ACONTECER.
VARREDURA
DO DISPARO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 53


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MODO SIMPLES (VARREDURA ÚNICA),


O DISPARO ESPERA ACONTECER UM
EVENTO E PAUSA A CAPTURA. PARA
CONTINUAR OU PEGAR UM NOVO VARREDURA
SINAL É NECESSARIO DAR PLAY. DO DISPARO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 54


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MODO SIMPLES (VARREDURA ÚNICA), SERVE


CONGELA PARA PEQUENAS FALHAS QUE ACONTECEM
MUITO RÁPIDO, COMO QUEDA DE ALIMENTAÇÃO
OU ATERRAMENTO, POR EXEMPLO.

FALHA DE ATERRAMENTO

VARREDURA
DO DISPARO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 55


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASO A FALHA DE ATERRAMENTO


ACONTECE EM 16,9 milisegundos. UM FALHA
DE ATERRAMENTO A ONDA VAI PARA CIMA.
SELECIONE BORDA DE DISPARO POSITIVA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 56


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASO A FALHA DE ALIMENTAÇÃO


ACONTECE EM 8,6 milisegundos. UM FALHA
DE ALIMENTAÇÃO A ONDA VAI PARA BAIXO.
SELECIONE BORDA DE DISPARO NEGATIVA.

FALHA DE
ALIMENTAÇÃO 12V

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 57


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

MODO SINGLE (ÚNICO) REGISTRO O EVENTO


E STOP (PAUSA).

FALHA DE
ALIMENTAÇÃO 12V

Imagens e produção feitas por Abel Klering 58


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ESPERANDO UM
NOVO EVENTO
MODO NORMAL REGISTRO E FICA NA
ESPERA DE UM NOVO EVENTO ACONTECER.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 59


Osciloscópio HANTEK passo a passo

RESUMINDO, A DIREFENÇA ENTRE NORMAL E SINGLE (ÚNICO).

NORMAL: REGISTRA E ESPERA UM NOVO ENVENTO.

SINGLE: REGISTRA 1 EVENTO, TRAVA E NÃO REGISTRA UM


NOVO EVENTO SE NÃO DER PLAY.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 60


Osciloscópio HANTEK passo a passo

INDEPENDENTE DA VARREDURA
(Sweep) E DIREÇÃO (Slope), O DISPARO
DEVE ESTAR GATILHADO NO MEIO DA
ONDA PARA FAZER A CAPTURA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 61


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SE O DISPARO ESTIVER FORA DA ONDA,


O MODO NORMAL OU SINGLE NÃO VAI
REGISTRAR UM NOVO EVENTO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 62


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SELECIONE O CANAL ONDE QUER O


DISPARO DO TRIGGER. A COR DO “ T ”
NA HORIZONTAL VAI MUDAR
CONFORME CANAL SELECIONADO.

TRIGGER NO CANAL 2 (CH2)


Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 63


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SELECIONE O CANAL ONDE TENHA UM


ÚNICO EVENTO. EX: NO CKP VOCÊ TEM
VÁRIOS EVENTOS (DENTES), A BOBINA É 1
EVENTO A CADA 1 VOLTA DO MOTOR.

SENSOR DE ROTAÇÃO (CKP)

Produção e imagem - Abel Klering.

PRIMÁRIO DA BOBINA 1-4


TRIGGER NO CANAL 4 (CH4)

Imagens e produção feitas por Abel Klering 64


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR DE ROTAÇÃO (CKP)


NO CKP E CMP, VOCE TEM VÁRIOS EVENTOS
(DENTES), O BICO INJETOR É 1 EVENTO A
CADA 2 VOLTA DO MOTOR.

SENSOR DE FASE (CMP)

Produção e imagem - Abel Klering.

BICO INJETOR 4 TRIGGER NO CANAL 2 (CH2)

Imagens e produção feitas por Abel Klering 65


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VOLKSWAGEN FOX MPI 3 CILINDROS

SENSOR DE ROTAÇÃO (CKP)

SENSOR DE FASE (CMP)

BICO INJETOR
3

TRIGGER NO CANAL 3 (CH3)


Produção e imagem - Abel Klering.
PULSO 5V - BOBINA 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 66


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MEDIDAS
DE
CURSOR
Imagens e produção feitas por Abel Klering 67
Osciloscópio HANTEK passo a passo

SELECIONE O CANAL QUE


DESEJA UTILIZAR O CURSOR.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 68


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O CURSOR VERTICAL É UTILIZADO


PARA MEDIR O TEMPO e FREQUÊNCIA
DE UM DETERMINADO SINAL.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 69


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASO, FOI UTILIZADO PARA


MEDIR O TEMPO DE QUEIMA DA
VELA DE IGNIÇÃO.

AQUI APARECERÁ O TEMPO


E FREQUÊCIA ENTRE AS
DUAS LINHAS AZUIS Produção e imagem - Abel Klering.
TRAÇADAS NO SINAL.

TEMPO DE QUEIMA 1,04ms.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 70


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

O TEMPO DESSE PULSO DE 5V, É


DE 561us (MICRO-segundos) OU
0,5ms (MILI-segundos).

Imagens e produção feitas por Abel Klering 71


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE INJEÇÃO CARRO


FLEX UTILIZANDO ETANOL, É
DE 4,56ms. MEDINDO PELO
PULSO BICO INJETOR.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 72


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CURSOR VERTICAL PARA


MEDIR O TEMPO DE INJEÇÃO.
NESSE CASO, UTILIZANDO
GASOLINA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 73


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O CURSOR VERTICAL TAMBÉM PODE SER


USADO COMO AUXILIAR NA CONTAGEM
DOS DENTES DA RODA FÔNICA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 74


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O CURSOR TRACE É UTILIZADO


PARA MEDIR A TENSÃO DE
UM DETERMINADO SINAL EM
UM PONTO ESPECÍFICO.

Produção e imagem - Abel Klering

Imagens e produção feitas por Abel Klering 75


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

ALIMENTAÇÃO 12V
DO BICO INJETOR.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 76


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

PULSO NEGATIVO DO
BICO INJETOR.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 77


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PICO DE TENSÃO DO BICO


INJETOR. POR ISSO A
IMPORTÂNCIA DO USO DE
ATENUADOR NESSE TESTE.
Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 78


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O CURSOR HORIZONTAL É UTILIZADO


PARA MEDIR A TENSÃO DE UM
DETERMINADO SINAL OU CIRCUITO.

VALOR DE TENSÃO
MEDIDO ENTRE OS Produção e imagem - Abel Klering.
DOIS PONTOS.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 79


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

VALOR DE TENSÃO
MEDIDO ENTRE OS
DOIS PONTOS.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 80


Osciloscópio HANTEK passo a passo

POSITIVO DA BATERIA

POSITIVO DO FAROL TESTE DE DDP


NO POSITIVO DO
FAROL.

Produção e imagem - Abel Klering.


VALOR DE TENSÃO
MEDIDO ENTRE OS
DOIS PONTOS.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 81


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.


OBSERVE A QUEDA DE
ATERRAMENTO NO MOMENTO DE
ACIONANMENTO DO FAROL ALTO.
TESTE DE DDP
NO NEGATIVO
DO FAROL.

NEGATIVO DO FAROL

VALOR DE TENSÃO
NEGATIVO DA BATERIA MEDIDO ENTRE OS
DOIS PONTOS.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 82


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

POSITIVO 12V DA BOBINA

QUEDA DE ALIMENTAÇÃO 12V


DA BOBINA NO MOMENTO DE
DISPARO DA BOBINA.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 83


Osciloscópio HANTEK passo a passo

POSITIVO 12V DA BOBINA DISPARO DA BOBINA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 84


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O CURSOR CROSS É UTILIZADO PARA


MEDIR A FREQUÊNCIA, TEMPO E TENSÃO
DE UM DETERMINADO SINAL.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 85


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 86


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NENHUM CURSOR SELECIONADO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 87


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MEDIDAS
EIXO VERTICAL
E

EIXO HORIZONTAL
Imagens e produção feitas por Abel Klering 88
Osciloscópio HANTEK passo a passo

SELECIONE O CANAL QUE


DESEJA UTILIZAR AS MEDIDAS.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 89


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MEDIDAS DO EIXO VERTICAL

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 90


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MEDIDAS DO EIXO HORIZONTAL

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 91


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering. TENSÃO MÁXIMA SERVE


PARA SABER A TENSÃO
MÁXIMA DO SINAL LIDO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 92


Osciloscópio HANTEK passo a passo

UTILIZANDO ALICATE
AMPERÍMETRO CC-65 (65A).
CORRENTE ELÉTRICA DO ALTERNADOR

Produção e imagem - Abel Klering.

NESSE CASO, TENSÃO MÁXIMA


VAI REGISTAR A AMPERAGEM
MÁXIMA DO SINAL LIDO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 93


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TENSÃO MÍNIMA SERVE


PARA SABER A TENSÃO
MÍNIMA DO SINAL LIDO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 94


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEDAL DE ACELERAÇÃO,
POTENCIÔMETRO DUPLO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 95


Osciloscópio HANTEK passo a passo

QUEDA DE TENSÃO DA
BATERIA NA PARTIDA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 96


Osciloscópio HANTEK passo a passo

POTENCIÔMETRO 1 DO
CORPO DE BORBOLETA.

Produção e imagem - Abel Klering.

POTENCIÔMETRO 2 DO
CORPO DE BORBOLETA.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 97


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

TENSÃO PICO A PICO, SERVE


PARA SABER A TENSÃO DA
BASE ATÉ O PICO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 98


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TENSÃO DO TOPO SERVE


PARA SABER A TENSÃO DO
TOPO NO SINAL LIDO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 99


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Vtop = Vmax (TENSÃO MÁXIMA)

Vbase = Vmin (TENSÃO MÍNIMA)

Vmid = Vavg (TENSÃO MÉDIA)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 100


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TENSÃO MÉDIA SERVE PARA


SABER A TENSÃO MÉDIA DA
BASE ATÉ O PICO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 101


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PWM DO CORPO
DE BORBOLETA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 102


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CORRENTE ELÉTRICA DO ALTERNADOR

Produção e imagem - Abel Klering.

CORRENTE DE CARGA MÉDIA.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 103


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SERVE PARA MEDIR A


FREQUÊNCIA DE UM
DETERMINADO SINAL.

Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR DE ROTAÇÃO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 104


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

CICLO +DUTY SERVE PARA MEDIR


O CICLO DE TRABALHO POSITIVO
(LARGURA DO PULSO POSITIVO)
EM PORCENTAGEM.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 105


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CICLO -DUTY SERVE PARA MEDIR


O CICLO DE TRABALHO NEGATIVO
(LARGURA DO PULSO NEGATIVO)
EM PORCENTAGEM.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 106


Osciloscópio HANTEK passo a passo

LARGURA DE PULSO +
SERVE PARA MEDIR O
TEMPO DO PULSO
POSITIVO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 107


Osciloscópio HANTEK passo a passo

LARGURA DE PULSO -
SERVE PARA MEDIR O
TEMPO DO PULSO
NEGATIVO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 108


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PARA MEDIR A LARGURA DO PULSO


É NECESSÁRIO TER NO MÍNIMO 2
EVENTOS APARECENDO NA TELA.

Produção e imagem - Abel Klering.

1 EVENTO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 109


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PULSO DE 5V,
LARGURA DE 3.01ms.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 110


Osciloscópio HANTEK passo a passo

LIMPAR MEDIDAS DA TELA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 111


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TESTES
E
DIAGNÓSTICOS
Imagens e produção feitas por Abel Klering 112
Osciloscópio HANTEK passo a passo

BATERIA, TENSÃO,
QUEDA E CARGA.

TESTE DE QUEDA DE TENSÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 113


Osciloscópio HANTEK passo a passo

POSITIVO DA BATERIA.

Produção e imagem - Abel Klering.

TENSÃO DA BATERIA, PICO DE TENSÃO DA


COM 50% DE CARGA. BATERIA.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 114


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PICO DE TENSÃO DA
BATERIA.

CARGA BATERIA

COMEÇO DA CARGA

PARTIDA DO MOTOR
Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 115


Osciloscópio HANTEK passo a passo

QUEDA DE ATERRAMENTO

NEGATIVO DA BATERIA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 116


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O PICO DA QUEDA DE ATERRAMENTO


DEVE SER NO MÁXIMO 500mv. E 300mv
NO DECORRER DA ONDA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 117


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASO, O PICO DA QUEDA DE


ATERRAMENTO FOI A 600mv.
PORÉM...

NO DECORRER DA ONDA 200mv.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 118


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR DE TPS

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 119


Osciloscópio HANTEK passo a passo

100% DE ABERTURA
DEVE FICAR ENTRE
4,2V A 4,8V.

Produção e imagem - Abel Klering.


PERFEITO FUNCIONAMENTO

0% DE ABERTURA
DEVE FICAR ENTRE
0,4V A 0,8V.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 120


Osciloscópio HANTEK passo a passo

BORDA DE DESCIDA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 121


Osciloscópio HANTEK passo a passo

BORDA DE SUBIDA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 122


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 123


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR TPS (PINO 5)


GOL MI 1.0 8V E 16V,
CORPO DE BORBOLETA
COM 8 FIOS.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 124


Osciloscópio HANTEK passo a passo

0% DE ABERTURA
DEVE FICAR ENTRE
4,2V A 4,0V.

Produção e imagem - Abel Klering.

100% DE ABERTURA
DEVE FICAR ENTRE
0,8V A 1,2V.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 125


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR VAF (FLUXO DE


AR) VECTRA 95, A PISTA
É DO TIPO TPS.

Produção e imagem - Abel Klering.

FALHA NA PISTA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 126


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FALHA NA PISTA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 127


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

FALHA NA PISTA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 128


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

FALHA NA PISTA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 129


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEDAL DE ACELERAÇÃO
PISTA PRINCIPAL.
FIAT
POTENCIÔMETRO 1

Produção e imagem - Abel Klering. PISTA AUXILIAR.


POTENCIÔMETRO 2

Imagens e produção feitas por Abel Klering 130


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEDAL DE ACELERAÇÃO,
VOLKSWAGEN

PERFEITO FUNCIONAMENTO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 131


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEDAL DE ACELERAÇÃO,
GM CHEVROLET

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 132


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CONFIGURAÇÃO
MATEMÁTICA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 133


Osciloscópio HANTEK passo a passo

UTILIZE A CONFIGURAÇÃO
MATEMÁTICA PARA TIRAR A “PROVA
REAL” DO FUNCIONAMENTO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 134


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 135


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEDAL DE ACELERAÇÃO,
FORD RANGER DIESEL

Produção e imagem - Abel Klering.

FALHA NA PISTA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 136


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FALHA NA PISTA FALHA NA PISTA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 137


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

FALHA NA PISTA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 138


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEDAL DE ACELERAÇÃO
FORD FIESTA SIGMA 2014

Produção e imagem - Abel Klering.

PEDAL LIVRE

Imagens e produção feitas por Abel Klering 139


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

PEDAL LIVRE - 50% ACIONADO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 140


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASO, UM POTENCIÔMETRO


VARIA EM TENSÃO E OUTRO EM
LARGURA DO PULSO.

Produção e imagem - Abel Klering.

PEDAL LIVRE - 100% ACIONADO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 141


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CORPO DE BORBOLETA FIAT 1.8


PERFEITO FUNCIONAMENTO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 142


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CORPO DE BORBOLETA
PERFEITO FUNCIONAMENTO
VOLKSWAGEN

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 143


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CONFIGURAÇÃO
MATEMÁTICA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 144


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NO TESTE DE CORPO DE BORBOLETA A LINHA


MATH DEVE PERMANECER DESTA FORMA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 145


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 146


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 147


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

A SOMA DOS POTENCIÔMETROS 1 e 2


DEVEM SER 5 VOLTS.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 148


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

CORPO DE BORBOLETA DELPHI

Imagens e produção feitas por Abel Klering 149


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CORPO DE BORBOLETA RENAULT

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 150


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ALIMENTAÇÃO 12V DO MOTOR


DO CORPO DE BORBOLETA. PWM DO MOTOR DO
CORPO DE BORBOLETA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 151


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O CORPO DE BORBOLETA, ALÉM


DO POTENCIÔMETRO DUPLO,
DEVEMOS TAMBÉM ANALISAR O
PERCENTUAL DO CICLO DUTY.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 152


Osciloscópio HANTEK passo a passo

A MODULAÇÃO PWM DEVE SER


NO MÁXIMO 38%, NESSE CASO
TEMOS FALHA NO PWM DO
CORPO DE BORBOLETA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 153


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CORPO DE BORBOLETA COM


DEFEITO, O PWM ESTÁ
ACIMA DO NORMAL QUE É
38% DE MODULAÇÃO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 154


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GERALMENTE O CICLO -DUTY NOS


CORPOS DE BORBOLETA NÃO
ULTRAPASSA 30% DE MODULÇÃO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 155


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MEDIDAS IMPORTANTES NO
TESTE DE CORPO DE BORBOLETA.
FREQUÊNCIA E CICLO -DUTY.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 156


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MEDIDA IMPORTANTE,
ALIMENTAÇÃO 12V DO CORPO DE
BORBOLETA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 157


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O MOTOR DO CORPO DE BORBOLETA É 2 FIOS


(GERALMENTE MAIS GROSSOS), DOS 6 FIOS QUE
TEM NO CONECTOR, CONECTE 2 CANAIS DOS
OSCILOSCÓPIO NESSES 2 FIOS. OBSERVE
ALIMENTAÇÃO, FREQUÊNCIA E CICLO DUTY.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 158


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR DE TEMPERATURA
DO LIQUIDO DE
MOTOR FRIO 40°C
ARREFECIMENTO.

MOTOR QUENTE 98°C

Produção e imagem - Abel Klering.

2,5V

500mv

Imagens e produção feitas por Abel Klering 159


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MOTOR FRIO 40°C

A TENSÃO DIMINUI CONFORME A


2,5 V TEMPERATURA DO MOTOR SOBE.

2 VOLTS

1 VOLT
500mv

Produção e imagem - Abel Klering.

MOTOR QUENTE 98°C

Imagens e produção feitas por Abel Klering 160


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TESTE DO ATERREMENTO DO SENSOR


TEMPERATURA, O IDEAL É ABAIXO DE 200mv.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 161


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TESTE DE ATERREMENTO LIGANDO


NEGATIVO DIRETO NA BATERIA. O IDEAL.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 162


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TESTE CHICOTE ELÉTRICO, SE


O SINAL FOR PARA CIMA.

AJUSTE DE TRIGGER

Produção e imagem - Abel Klering.

FALHA NA ALIMENTAÇÃO 5 VOLTS OU


FIO DE SINAL ENTROU EM CURTO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 163


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TESTE CHICOTE ELÉTRICO, SE


O SINAL FOR PARA BAIXO.

Produção e imagem - Abel Klering.

FALHA DE ATERRAMENTO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 164


Osciloscópio HANTEK passo a passo

LINHA DE SINAL COM


CURTO CIRCUITO A MASSA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 165


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CURTO CIRCUITO DO SENSOR DE


TEMPERATURA COM ALGUM FIO ELÉTRICO
12 VOLTS DENTRO DO CHICOTE.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 166


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR MAP (DIGITAL)


VARIA O SINAL EM
FREQUÊNCIA. AUTO LATINA,
USADO ANTIGAMENTE.

CHAVE LIGADA E MOTOR


DESLIGADO. (160Hz)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 167


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MOTOR EM MARCHA
LENTA (110 Hz)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 168


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR EM FALHA, COM MOTOR


DESLIGADO E CHAVE LIGADA DEVERIA
ESTAR EM 160HZ. SINAL INCORRETO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 169


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR MAP (ANALÓGICO)

MOMENTO DA PARTIDA DO MOTOR Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 170


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SINAL DO MAP

PRESSÃO ABSOLUTA EM MARCHA LENTA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 171


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MOMENTO DE
DESLIGAMENTO DO MOTOR.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 172


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

EM MARCHA LENTA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 173


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PLENA CARGA (ACELERAÇÃO)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 174


Osciloscópio HANTEK passo a passo

DESACELERAÇÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 175


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CHAVE LIGADA PARTIDA DO MOTOR, VÁLVULAS DE


ADMISSÃO ABRINDO E FECHANDO

CHAVE DESLIGADO
Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 176


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VÁLVULA ABRINDO SINAL DO MAP EM


VÁLVULA FECHANDO MARCHA LENTEA

Produção e imagem - Abel Klering.

NO HANTEK 1008, NÃO TEM A OPÇÃO


ACOPLAMENTO AC, IMPORTANTE
PARA ESSE TIPO DE ANÁLISE.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 177


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VÁLVULA ABRINDO VÁLVULA FECHANDO HANTEK 6000, TEM


ACOPLAMENTO AC.

Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR DE ROTAÇÃO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 178


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NO SINAL DO MAP, PARA SABER DE


QUAL VÁLVULA DE ADMISSAO É DE
CADA CILINDRO, É NECESSÁRIO TRIGGER
NA EXPLOSÃO DO CILINDRO 1 OU 4.

SECUNDÁRIO DE
BOBINA DO CILINDRO 1

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 179


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ABRINDO ADMISSÃO 3 ABRINDO ADMISSÃO 2

ABRINDO ADMISSÃO 4
ABRINDO ADMISSÃO 1

EXPLOSÃO CILINDRO 1

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 180


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ADMISSÃO 3 ADMISSÃO 4 ADMISSÃO 2 ADMISSÃO 1

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 181


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR MAF ANALÓGICO


(VARIA EM TENSÃO).

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 182


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PLENA CARGA DO MOTOR

MAF EM MARCHA LENTA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 183


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TENSÃO ACIMA DE 3,5V


TENSÃO DE 0,7V A 1,3V. EXCETO:
NOS JAPONESES É DE 1,5 A 2,0V.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 184


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CURSO HORIZONTAL PARA VERIFICAR


O VALOR EM PLENA CARGA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 185


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CURSO HORIZONTAL PARA VERIFICAR


O VALOR EM MARCHA LENTA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 186


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VÁLVULA ADM FECHANDO

Produção e imagem - Abel Klering.

VÁLVULA ADM ABRINDO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 187


Osciloscópio HANTEK passo a passo

1 VOLTA DO MOTOR A 1500 RPM

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 188


Osciloscópio HANTEK passo a passo

1 VOLTA DO MOTOR A 3000 RPM

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 189


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR MAF BMW

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 190


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR MAF NISSAN

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 191


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MAF COM DEFEITO. EM PLENA CARGA


A TENSÃO MÍNIMA DEVE SER 3,5V.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 192


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MAF COM DEFEITO. EM MARCHA


LENTA A TENSÃO MÍNIMA DEVE SER
0,7V (NA LINHA AZUL). TENSÃO BAIXA,
APROXIMADAMENTE 0,4V.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 193


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR MAF DIGITAL


(VARIA EM FREQUÊNCIA).

SOMENTE CHAVE LIGADA.


Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 194


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR MAF - LINHA GM

Produção e imagem - Abel Klering.


DE 2000Hz A 2600Hz
EM MARCHA LENTA.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 195


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.


FREQUÊNCIA A 2000 RPM

Imagens e produção feitas por Abel Klering 196


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

FREQUÊNCIA A 3500 RPM

Imagens e produção feitas por Abel Klering 197


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

PLENA CARGA DO MOTOR O SINAL


DEVE IR ACIMA DE 4500HZ.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 198


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM MONTANA 1.4 2009/10 - 99CV

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

BOBINA 1 - 4

BICO INJETOR 4

Imagens e produção feitas por Abel Klering 199


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM MONTANA 1.4 2009/10 - 99CV

0° DE AVANÇO DE IGNIÇÃO
20° Dente

Produção e imagem - Abel Klering.

EXPLOSÃO 1

O TRIGGER ESTÁ AJUSTADO NO BICO


INJETOR 4, PARA SABERMOS AONDE
ESTÁ A EXPLOSÃO DO CILINDRO 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 200


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM MONTANA 1.4 2009/10 - 99CV

1° Dente
20° Dente
+ 4° DE AVANÇO DE IGNIÇÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 201


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM MONTANA 1.4 2009/10 - 99CV

20° Dente
+ 9° DE AVANÇO DE IGNIÇÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 202


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM MONTANA 1.4 2009/10 - 99CV

RODA FÔNICA DE 60-2, CADA


DENTE TEM 6 GRAUS. 120°

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 203


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VW GOL 1.0 8V 2003 - 57CV

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR DE FASE (CMP)

Imagens e produção feitas por Abel Klering 204


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VW GOL 1.0 8V 2003 - 57CV

Produção e imagem - Abel Klering.

UTILIZE O INJETOR 4 PARA TRIGGER,


PORQUE FICARÁ PROXIMO DA
REFERÊNCIA DO PMS DO CILINDRO 1.

BICO INJETOR 4

Imagens e produção feitas por Abel Klering 205


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VW GOL 1.0 8V 2003 - 57CV

Sensor de rotação TIPO


HALL, A CONTAGEM DOS
DENTES É POR BAIXO.

Produção e imagem - Abel Klering.

PMS 1
BICO INJETOR 4

Imagens e produção feitas por Abel Klering 206


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VW GOL 1.0 8V 2003 - 57CV

Produção e imagem - Abel Klering.

1° Dente 14° Dente

Imagens e produção feitas por Abel Klering 207


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VW GOL 1.0 8V 2003 - 57CV

Produção e imagem - Abel Klering.

NOS VW COM COMANDO DE 3


DENTES O FLANCO DE SUBIDA DO 2°
DENTE MENOR TEM QUE CRUZAR
COM O 14° DENTE DA RODA FÔNICA.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 208


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VW GOL 1.0 8V 2003 - 57CV

Produção e imagem - Abel Klering.

PMS 1 PMS 3 PMS 4 PMS 2

BICO INJETOR 4

Imagens e produção feitas por Abel Klering 209


Osciloscópio HANTEK passo a passo

HONDA ACCORD 2000

SENSOR CKP
Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR CMP

Imagens e produção feitas por Abel Klering 210


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FIAT MOBI 2017 1.0 FIRE EVO

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR CMP

EXPLOSÃO 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 211


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FIAT MOBI 2017 1.0 FIRE EVO

Produção e imagem - Abel Klering.

15° Dente

Imagens e produção feitas por Abel Klering 212


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FIAT MOBI 2017 1.0 FIRE EVO

Produção e imagem - Abel Klering.

PMS 1
PMS 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 213


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FORD KA 3 CILINDROS 2016

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

FASE ADMISSÃO FASE ESCAPE

BOBINA 2

Imagens e produção feitas por Abel Klering 214


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FORD KA 3 CILINDROS 2016

Produção e imagem - Abel Klering.

REFERÊNCIA ADMISSÃO
REFERÊNCIA ESCAPE

Imagens e produção feitas por Abel Klering 215


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FORD KA 3 CILINDROS 2016

Produção e imagem - Abel Klering.

PMS 2

Imagens e produção feitas por Abel Klering 216


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM CRUZE 2014 1.8 LT

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

FASE ADMISSÃO

FASE ESCAPE

PULSO 5V CILINDRO 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 217


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM CRUZE 2014 1.8 LT

Produção e imagem - Abel Klering.

13° Dente
1° Dente

Imagens e produção feitas por Abel Klering 218


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM CRUZE 2014 1.8 LT

Produção e imagem - Abel Klering.

PMS 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 219


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM ONIX 1.4 8V 2018

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR CMP

PULSO 5V CILINDRO 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 220


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM ONIX 1.4 8V 2018

Produção e imagem - Abel Klering.

PMS 1

PULSO 5V CILINDRO 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 221


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM ONIX 1.4 8V 2018

Produção e imagem - Abel Klering.

13° Dente

1° Dente

Imagens e produção feitas por Abel Klering 222


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM ONIX 1.4 8V 2018

Produção e imagem - Abel Klering.

TRANSDUTOR DE PRESSÃO DO CILINDRO,


SERVE PARA CONFIRMAR O PMS DO
CILINDRO 1 (SINCRONISMO REAL).

PMS 1 PMS 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 223


Osciloscópio HANTEK passo a passo

HYUNDAI HB20 3 CILINDROS 2014

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

BOBINA 3

BOBINA 2

BOBINA 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 224


Osciloscópio HANTEK passo a passo

HYUNDAI HB20 3 CILINDROS 2014

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

BOBINA 3
SENSOR CMP

BOBINA 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 225


Osciloscópio HANTEK passo a passo

HYUNDAI HB20 3 CILINDROS 2014

Produção e imagem - Abel Klering.

1° Dente 16° Dente

PMS 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 226


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SUZUKI GRAND VITARA 2.0 2011

SENSOR CMP

Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR CKP

PULSO 5V CILINDRO 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 227


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SUZUKI GRAND VITARA 2.0 2011

PMS 1

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 228


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VW FOX MPI 3 CILINDROS 2016

SENSOR CMP

SENSOR CKP
Produção e imagem - Abel Klering.

PULSO 5V BOBINA 1

Imagens e produção feitas por Abel Klering 229


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VW FOX MPI 3 CILINDROS 2016

Produção e imagem - Abel Klering.

1° Dente 14° Dente

Imagens e produção feitas por Abel Klering 230


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VW FOX MPI 3 CILINDROS 2016

PMS 1

Produção e imagem - Abel Klering.

PULSO 5V BOBINA 1 PULSO 5V BOBINA 3

Imagens e produção feitas por Abel Klering 231


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CITROEN C3 1.4 8V 2013

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

BOBINA 1 - 4

BOBINA 2 - 3

Imagens e produção feitas por Abel Klering 232


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CITROEN C3 1.4 8V 2013

Produção e imagem - Abel Klering.

1° Dente
20° Dente

+ 6° AVANÇO DE IGNIÇÃO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 233


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CITROEN C3 1.4 8V 2013

Produção e imagem - Abel Klering.

LINHA DEPHIA (SENSOR DE


FASE) INTEGRADO NA BOBINA
DE CONECTOR CINZA.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 234


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CITROEN C3 1.4 8V 2013

Produção e imagem - Abel Klering.

1° Dente 20° Dente - 3°AVANÇO DE IGNIÇÃO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 235


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEUGEOT 207 1.6 16V 2010

SENSOR CKP

Produção e imagem - Abel Klering.

CONSUMO DE CORRENTE
DA BOBINA, CILINDROS 1 - 4

Imagens e produção feitas por Abel Klering 236


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEUGEOT 207 1.6 16V 2010

Produção e imagem - Abel Klering.

20° Dente (PMS 1-4)


1° Dente

Imagens e produção feitas por Abel Klering 237


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEUGEOT 207 1.6 16V 2010

Produção e imagem - Abel Klering.

CONSUMO DE CORRENTE
DA BOBINA, CILINDROS 2 - 3

Imagens e produção feitas por Abel Klering 238


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEUGEOT 207 1.6 16V 2010

Produção e imagem - Abel Klering.

50° DENTE (PMS 2-3)

Imagens e produção feitas por Abel Klering 239


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NISSAN MARCH 1.6 16V 2013

SENSOR CMP

SENSOR CKP
Produção e imagem - Abel Klering.

CORRENTE DA BOBINA
CILINDRO 4

Imagens e produção feitas por Abel Klering 240


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NISSAN MARCH 1.6 16V 2013

EXPLOSÃO 4 EXPLOSÃO 2
EXPLOSÃO 3

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 241


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM CELTA VHC 1.0 2010

SENSOR DE ROTAÇÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

BOBINA 1 - 4

BOBINA 2 - 3

Imagens e produção feitas por Abel Klering 242


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM CELTA VHC 1.0 2010

20° Dente

Produção e imagem - Abel Klering.

1° Dente

Imagens e produção feitas por Abel Klering 243


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM CELTA VHC 1.0 2010

- 1,5°AVANÇO DE
IGNIÇÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

20° Dente

Imagens e produção feitas por Abel Klering 244


Osciloscópio HANTEK passo a passo

GM CELTA VHC 1.0 2010

NESSE CASO, O CMP SERVE


APENAS PARA INFORMAR O
MOMENTO DE EXPLOSÃO
DO CILINDRO 1.

Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR DE FASE

Imagens e produção feitas por Abel Klering 245


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR DETONAÇÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 246


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR DETONAÇÃO

TESTE NA BANCADA. LIGUE EM TENSÃO


ALTERNADA AS DUAS PONTAS DE PROVA,
E DÊ LEVES GOLPES COM O CABO DE UMA
CHAVE DE FENDA, POR EXEMPLO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 247


Osciloscópio HANTEK passo a passo

A TENSÃO GERADA DEVE ESTAR


ENTRE 0,5V A 1,0V, DEPENDE
DA FORÇA APLICADA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 248


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SONDA LAMBDA PÓS-CATALISADOR

SONDA LAMBDA PRÉ-CATALISADOR

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 249


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MISTURA RICA

Produção e imagem - Abel Klering. MISTURA IDEAL (450mv)

MISTURA POBRE

Imagens e produção feitas por Abel Klering 250


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SONDA LAMBDA TENDENDO A MISTURA


MISTURA RICA RICA. REFLEXO DE DEFEITO EM OUTRO
COMPONENTE DA INJEÇÃO ELÊTRONICA.

Produção e imagem - Abel Klering.

MISTURA POBRE

Imagens e produção feitas por Abel Klering 251


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SONDA LAMBDA COM FALHA DE ATERRAMENTO

Produção e imagem - Abel Klering.

POSITIVO DO SINAL NEGATIVO DO SINAL

Imagens e produção feitas por Abel Klering 252


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MOMENTO DE ATERRAMENTO
DIRETO DA BATERIA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 253


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

PERFEITO SINAL DA SONDA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 254


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.


SONDA PRÉ-CATALISADOR
COM SINAL TRAVADO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 255


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FALHA NO PWM DE AQUECIMENTO DA SONDA


POSITIVO AQUECIMENTO

Produção e imagem - Abel Klering.

NEGATIVO AQUECIMENTO (PWM)

Imagens e produção feitas por Abel Klering 256


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CONTINUE OBSERVANDO...

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 257


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O PICO DO PWM DEVE FICAR A


MESMA TENSÃO DA BATERIA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 258


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FALHA NO PWM DE AQUECIMENTO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 259


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O PICO DO PWM DEVE FICAR 12V


A MESMA TENSÃO DA BATERIA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 260


Osciloscópio HANTEK passo a passo

POSITIVO DE AQUECIMENTO

Produção e imagem - Abel Klering.


PWM NEGATIVO DE AQUECIMENTO

SINAL SONDA PRÉ-CATALISADOR


SINAL SONDA PÓS-CATALISADOR

Imagens e produção feitas por Abel Klering 261


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PERFEITO FUNCIONAMENTO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 262


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

SINAL LEVEMENTE TENDENDO A PODRE


SINAL SONDA PRÉ-CATALISADOR

Imagens e produção feitas por Abel Klering 263


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

SINAL DA SONDA PÓS, DEVE


PERMANECER TRAVADA, ESTÁ NÃO
OSCILA IGUAL A PRÉ-CATALISADOR.

SINAL SONDA PÓS-CATALISADOR

Imagens e produção feitas por Abel Klering 264


Osciloscópio HANTEK passo a passo

A FREQUÊCINA DO PWM DE AQUECIMENTO,


GERALMENTE SÃO NÚMEROS REDONDOS.
Produção e imagem - Abel Klering. 2Hz, 5Hz, 10Hz, 20Hz,100Hz...

Imagens e produção feitas por Abel Klering 265


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 266


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 267


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MOMENTO DA PARTIDA DO MOTOR

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 268


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PWM APRESENTANDO DEFEITO LOGO APÓS PARTIDA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 269


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FALHA NO PWM DE AQUECIMENTO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 270


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FALHA NO PWM DE AQUECIMENTO,


REFLETINDO NA LEITURA DE SINAL DA SONDA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 271


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ESTÁ IMAGEM APRESENTA 2 DEFEITOS: AS


DUAS SONDAS OSCILANDO IGUAL, E
TRABALHANDO MUITO RICA. CAUSADO POR
ESTAR SEM CATALISADOR.
SINAL SONDA PRÉ-CATALISADOR

Produção e imagem - Abel Klering.

SINAL SONDA PÓS-CATALISADOR

Imagens e produção feitas por Abel Klering 272


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASO, QUANDO AS DUAS


SONDAS OSCILAM IGUAIS O VEICULO
SONDA LAMBDA PÓS-CATALISADOR APRESENTA CATALISADOR INEFICIENTE.

Produção e imagem - Abel Klering.

SONDA LAMBDA PRÉ-CATALISADOR

Imagens e produção feitas por Abel Klering 273


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

SINAL DA SONDA BANDA LARGA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 274


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

A SONDA BANDA LARGA O


SINAL VARIA DE 2,0V A 3,0V.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 275


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.


MISTURA IDEAL É 2,5V

Imagens e produção feitas por Abel Klering 276


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SINAL SONDA BANDA LARGA

Produção e imagem - Abel Klering.

PWM DE AQUECIMENTO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 277


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

FREQUÊNCIA PWM DE AQUECIMENTO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 278


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 279


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR A/F (HONDA)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 280


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FIO AZUL DO SENSOR AF


O SINAL DO SENSOR AF, NÃO
OSCILA EM MARCHA LENTA.
SOMENTE EM ACELERAÇÃO OU
COM VEICULO EM MOVIMENTO.

FIO BRANCO DO SENSOR AF (SINAL)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 281


Osciloscópio HANTEK passo a passo

EM ACELERAÇÃO OSCILA O SINAL.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 282


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O SINAL DO SENSOR AF,


OSCILA ENTRA 1,5V A 2,0V.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 283


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NOS FIOS PRETOS SÃO DE AQUECIMENTO DO


SENSOR QUE TEM FUNCIONAMENTO
SEMELHANTE DAS SONDAS CONVENCIONAIS.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 284


Osciloscópio HANTEK passo a passo

REDE CAN
CAN LOW

CAN HIGH Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 285


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ENTRETRAMA
TRAMA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 286


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PACOTE DE INFORMAÇÃO PACOTE DE INFORMAÇÃO


DESCANSO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 287


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Menor bit encontrado 8us, sua taxa


de transmissão é de 125Kbit/s..

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 288


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Sinal NORMAL da CAN

Produção e imagem - Abel Klering.

Menor bit encontrado 10us, sua


taxa de transmissão é de 100Kbit/s.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 289


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O menor bit tem medida de


2,04us. Velocidade de
transmissão é de 500kbit/s.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 290


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SIMULAÇÃO DE UMA
QUEDA DO SINAL (CURTO
CIRCUITO).

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 291


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O SINAL DA CAN
DEVERIA ESTAR AQUI.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 292


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SINAL CORRETO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 293


Osciloscópio HANTEK passo a passo

FALHA NA COMUNICAÇÃO CAN.


OBSERVE A AUSÊNCIA DA
ENTRETRAMA (DESCANSO). CAN em LOOP...
Em espera.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 294


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CAN em LOOP...
Em modo de espera de comunicação.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 295


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SISTEMA DE IGNIÇÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 296


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PRIMÁRIO DE BOBINA TENSÃO DE DISPARO

TEMPO DE QUEIMA

TENSÃO RESIDUAL
DA BOBINA
TEMPO DE CARGA DA BOBINA
Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 297


Osciloscópio HANTEK passo a passo

IMPORTANTE O USO DE
ATENUADOR 20:1 NESSE TESTE,
PRIMÁRIO DA BOBINA, TODO
DEVIDO PICO DE TENSÃO ALTO.
BOBINA COM CABOS DE VELAS
E 3 FIOS NO CONECTOR, TEM
O PRIMÁRIO DE BOBINA. EX:

1 – PRIMÁRIO CILINDROS 1-4

2 – POSTIVO 12V

3 – PRIMÁRIO CILINDRO 2 - 3

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 298


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PICO DE TENSÃO DE BOBINA


USE ATENUADOR.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 299


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MOTOR THP 1.6 TURBO

BOBINA INDIVIDUAL POR


CILNDRO, COM 2 FIOS NO
CONECTOR, TEM O
PRIMÁRIO DE BOBINA. EX:

1 – PRIMÁRIO CILINDRO

2 – POSTIVO 12V

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 300


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE CARGA, PULSO


NEGATIVO DA ECU PARA
BOBINA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 301


Osciloscópio HANTEK passo a passo

DISPARO DA BOBINA (PICO ALTO DE


TENSÃO) TERMINA O PULSO NEGATIVO
DA ECU PARA BOBINA E COMEÇA
DESCARREGAR NA VELA DE IGNIÇÃO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 302


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE QUEIMA (FAISCA


DA VELA DE IGNIÇÃO).

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 303


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TENSÃO RESIDUAL DA
BOBINA, (SAÚDE DA BOBINA)
DEVE DAR 3 OSCILAÇÕES.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 304


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TESTE BOBINA INDIVIDUAL FALHA


NO RESIDUAL BOBINA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 305


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VELA DE IGNIÇÃO, MÁ QUEIMA.


FALHA NA QUEIMA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 306


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MOMENTO QUE O VEICULO


NÃO FALHAVA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 307


Osciloscópio HANTEK passo a passo

APÓS SUBSTITUIÇÃO DE
BOBINA E VELAS. PERFEITO
FUNCIONAMENTO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 308


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE CARGA DA
BOBINA. VARIA CONFORME
POR ISSO A IMPORTÂNCIA
CONSTRUÇÃO DA ECU.
DE CONSTRUIR SEU PRÓPRIO
BANCO DE IMAGENS.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 309


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE QUEIMA. IDEAL


ACIMA DE 0,9ms (900us).

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 310


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE QUEIMA BAIXO.


NESSE CASO A DISTÂNCIA DO
ELETRODO ESTAVA 1.3mm.
(SUBSTITUIÇÃO DE VELAS)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 311


Osciloscópio HANTEK passo a passo

HYUNDAI HB20 3 CILINDROS 2014

CONSUMO DE CORRENTE DA BOBINA

Produção e imagem - Abel Klering.

PRIMÁRIO DE BOBINA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 312


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NO CONSUMO DE CORRENTE ACONTECE NO


MESMO PERÍODO DA CARGA DA BOBINA. ONDE
TAMBÉM PODEMOS FAZER DIAGNÓSTICO NA
AUSÊNCIA DO PRIMÁRIO DA BOBINA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 313


Osciloscópio HANTEK passo a passo

O CONSUMO DE CORRENTE DEVE


APRESENTAR ESSSAS OSCILAÇÕES, QUE
REPRESENTA A INTERAÇÃO DO CIRCUITO
PRÍMARIO COM O SECUNDÁRIO.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 314


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

CONSUMO DE CORRENTE DA
BOBINA CLINDROS 1 E 4

Imagens e produção feitas por Abel Klering 315


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PEUGEOT 207 1.6 16V 2010

Produção e imagem - Abel Klering.

OSCILAÇÕES DA INTERAÇÃO DO CIRCUITO


PRÍMARIO COM O SECUNDÁRIO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 316


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 317


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NISSAN MARCH 1.6 16V 2013

CONSUMO DE CORRENTE
DA BOBINA 4

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 318


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

NA NISSAN, O CONSUMO DE
CORRENTE DA BOBINA, NÃO É
UM TRIÂNGULO PERFEITO.
PERFEITO FUNCIONAMENTO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 319


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

OSCILAÇÕES DA INTERAÇÃO DO CIRCUITO


PRÍMARIO COM O SECUNDÁRIO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 320


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NISSAN MURANO V6

Produção e imagem - Abel Klering.

CONSUMO DE CORRENTE
DA BOBINA

PULSO 5V DA BOBINA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 321


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SECUNDÁRIO DE BOBINA

A ENERGIA FORMADA NO SECUNDÁRIO É


UM REFLEXO DO PRIMÁRIO. TORNANDO
O DIAGNÓSTICO IGUAL EM AMBOS.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 322


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CENTELHA POSITIVA
Produção e imagem - Abel Klering.

CENTELHA NEGATIVA

SISTEMA CONHECIDO COMO


“CENTELHA PERDIDA”. CILINDROS 1 E 4

Imagens e produção feitas por Abel Klering 323


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE CASO, VOCÊ PODE INVERTER


O SINAL DA CENTELHA NEGATIVA
PARA MELHORAR A LEITURA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 324


Osciloscópio HANTEK passo a passo

A ÚNICA DIFERENÇA ENTRE O


PRIMÁRIO E SECUNDÁRIO É NÃO TER
O TEMPO DE CARGA, HÁ SOMENTE A
INTERAÇÃO DOS DOIS CIRCUITOS.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 325


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE QUEIMA (FAISCA DA


VELA DE IGNIÇÃO) DEVE ESTAR
ACIMA DE 0,9ms (900us)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 326


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE CARGA. VARIA


CONFORME ECU.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 327


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE CARGA OK, IDEAL.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 328


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE CARGA
BAIXO DOS LIMITES.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 329


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE CARGA
ACIMA DOS LIMITES.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 330


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE QUEIMA OK, IDEAL.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 331


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE QUEIMA
BAIXO DOS LIMITES.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 332


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE QUEIMA
ACIMA DOS LIMITES.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 333


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE QUEIMA OK, IDEAL.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 334


Osciloscópio HANTEK passo a passo

BOBINA COM FUGA DE


CORRENTE INTERNA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 335


Osciloscópio HANTEK passo a passo

BOBINA COM FUGA DE


CORRENTE INTERNA. NENHUM
TEMPO DE QUEIMA.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 336


Osciloscópio HANTEK passo a passo

BICO INJETOR CONVENCIONAL - MULTIPONTO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 337


Osciloscópio HANTEK passo a passo

IMPORTANTE O USO DE
ATENUADOR 20:1 NESSE TESTE,
DEVIDO PICO DE TENSÃO ALTO.

Produção e imagem - Abel Klering.

PICO DE TENSÃO

Imagens e produção feitas por Abel Klering 338


Osciloscópio HANTEK passo a passo

PULSO NEGATIVO DO BICO


INJETOR CONVENCIONAL

Produção e imagem - Abel Klering. CORRENTE ELÉTRICA DO BICO INJETOR,


UTILIZANDO ALICATE AMPERÍMETRO CC-65(65A)

Imagens e produção feitas por Abel Klering 339


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ELETRÔNICA DO BICO
INJETOR

Produção e imagem - Abel Klering.

MECÂNICA DO BICO
INJETOR

Imagens e produção feitas por Abel Klering 340


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MOMENTO DE ABERTURA
DO BICO INJETOR.

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 341


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO DE INJEÇÃO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 342


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TEMPO REAL DE INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL


Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 343


Osciloscópio HANTEK passo a passo

BICO INJETOR COM FALHA


NO CAMPO MAGNÉTICO
(ABRINDO DIRETO)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 344


Osciloscópio HANTEK passo a passo

BICO INJETOR MONOPONTO

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 345


Osciloscópio HANTEK passo a passo

BICO INJETOR INJEÇÃO DIRETA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 346


Osciloscópio HANTEK passo a passo

VENTOINHA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 347


Osciloscópio HANTEK passo a passo

MOMENTO QUE VENTOINHA LIGA.

CORRENTE ELÉTRICA DA VENTOINHA,


UTILIZANDO ALICATE AMPERÍMETRO CC-65(65A)

Produção e imagem - Abel Klering.


CORRENTE MÉDIA

Imagens e produção feitas por Abel Klering 348


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Produção e imagem - Abel Klering.

PEQUENOS DEFEITOS NA MICA


DO COLETOR DO INDUZIDO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 349


Osciloscópio HANTEK passo a passo

ALTERNADOR
ALTERNADOR

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 350


Osciloscópio HANTEK passo a passo

TENSÃO CONTINUA

TENSÃO ALTERNADA

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 351


Osciloscópio HANTEK passo a passo

CORRENTE ELÉTRICA DO ALTERNADOR,


UTILIZANDO ALICATE AMPERÍMETRO CC-65(65A)

TENSÃO NA SAÍDA DO
ALTERNADOR (ACOPLAMENTO AC)

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 352


Osciloscópio HANTEK passo a passo

BOMBA DE COMBUSTÍVEL

Produção e imagem - Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 353


Osciloscópio HANTEK passo a passo

NESSE TESTE GERALMENTE O


TEMPO UTILIZADO É DE 1ms A 5ms.

Produção e imagem - Abel Klering.

CORRENTE ELÉTRICA DA BOMBA


DE COMBUSTÍVEL É DE 6A a 8A.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 354


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR ABS, COM DEFEITO.

Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR ABS, PERFEITO FUNCIONAMENTO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 355


Osciloscópio HANTEK passo a passo

SENSOR ABS, PERFEITO FUNCIONAMENTO.

Produção e imagem - Abel Klering.

SENSOR ABS, PERFEITO FUNCIONAMENTO.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 356


Osciloscópio HANTEK passo a passo

Só pelo fato de você estar aqui e ter se interessado nesse material já mostra que você está acima da média, e quer
continuar aprendendo para ser um mecânico cada vez melhor. É só pelo fato de você fazer isso, que faz com que o meu
trabalho possa existir e valer a pena.

A coisa que mais me deixa feliz é ver o seu resultado, fazendo diagnósticos muito mais rápidos, precisos e seguros. E
mais feliz ainda é fazer a nossa profissão crescer e ser mais valorizada.

Espero ter ajudado.

ATT.

Abel Klering.

Imagens e produção feitas por Abel Klering 357