You are on page 1of 3

ATIVIDADE 1

 Passe o texto abaixo para a norma culta e destaque
as alterações deixando-as em negrito e itálico.

Comecei a procurar emprego, já topando o que desse e viesse,
menos complicação com os homens, mas não tava facil. Fui na
feira, fui nos bancos de sangue, fui nesses lugares que sempre dão
para descolar algum, fui de porta em porta me oferecendo de
faxineiro, mas tava todo mundo escabreado, pedindo referências, e
referências eu só tinha do diretor do presídio. A situação estava
ruça, e eu entrando em parafuso, quando encontrei um chapa meu
que tinha sido leão comigo numa boate em Copacabana e disse
que conhecia um pinta que tava precisando de um cara como eu,
parrudo e decidido.
Eu moitei que tinha andado em cana, disse que tinha dado uns
bordejos por São Paulo e agora estava de volta(...)

Comecei a procurar trabalho, e estava disposto a aceitar
qualquer coisa, desde que não acontecessem problemas com a
polícia, mas a situação não estava fácil. Fui à feira, aos bancos de
sangue(hospitais), a esses locais que sempre têm vagas e também
procurei de porta em porta, me oferecendo para trabalhar como
faxineiro, mas todas as pessoas com quem falava, ficavam
desconfiadas, me pedindo referências e mais referências e eu só
possuía uma carta do diretor do presídio. A situação estava muito
difícil e eu já estava muito preocupado, quando encontrei um colega
que havia trabalhado como segurança de uma boate em
Copacabana comigo, e ele me disse que conhecia um sujeito que
estava procurando alguém como eu, forte e decidido. Contei a ele
que havia estado na prisão e também disse-lhe que havia passado
algum tempo em São Paulo e que agora estava de volta(...)

ATIVIDADE 2 Sampa alguma coisa acontece no meu coração que só quando cruza a ipiranga e a avenida são joão é que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi da dura poesia concreta de tuas esquinas da deselegância discreta de tuas meninas ainda não havia para mim rita lee a tua mais completa tradução alguma coisa acontece no meu coração que só quando cruza a ipiranga e a avenida são joão quando eu te encarei frente a frente não vi o meu rosto chamei de mau gosto o que vi de mau gosto o mau gosto é que narciso acha feio o que não é espelho e à mente apavora o que ainda não é mesmo velho nada do que não era antes quando não somos mutantes e foste um difícil começo afasto o que não conheço e quem vem de outro sonho feliz de cidade aprende depressa a chamar-te de realidade porque és o avesso do avesso do avesso do avesso do povo oprimido nas filas nas vilas favelas da força da grana que ergue e destrói coisas belas da feia fumaça que sobe apagando as estrelas eu vejo surgir teus poetas de campos e espaços tuas oficinas de florestas teus deuses da chuva panaméricas de áfricas utópicas túmulo do samba mais possível. Caetano. de textos por Paulo Franchetti e Alcyr Pécora. 1981. . São Paulo. 79- 80 (Literatura Comentada). Sei. Caetano Veloso. [novo quilombo de zumbi e os novos baianos passeiam na tua garoa e os novos baianos te podem curtir numa boa VELOSO. p. Abril Educação.

Suas tentativas frustradas de aproximar-se dessa bela imagem levaram-no ao desespero e à morte. um dia. bem como poetas. Freud. Lendo o texto. tomando como referência o mito de Narciso? Resposta: digite a resposta aqui! . a) Indique uma passagem do texto que faz referência ao mito de Narciso. O texto relaciona lugares de São Paulo. Resposta: digite a resposta aqui! Questão 2 A mitologia grega apresenta o mito de Narciso. rapaz dotado de grande beleza. Resposta: digite a resposta aqui! b) Qual é o sentido dessa passagem. ao estudar esse mito. veja se consegue identificar três dessas referências. músicos e movimentos culturais que agitavam essa cidade na época em que foi escrito. Transformou-se então na flor que tem o seu nome. ao curvar-se sobre as águas cristalinas de uma fonte. viu sua imagem refletida no espelho d'água e apaixonou-se por ela.Questão 1 Sampa refere-se à cidade de São Paulo. considera-o uma explicação da existência de personalidades que só amam a própria imagem. Conta a narrativa mítica que Narciso. para matar a sede.