You are on page 1of 142

MANUAL DE OPERAÇÕES

Para o sistema 8 e Ranges BoardMaster


Visão geral do sistema................................................ ... 6 Instrumento Designer VPS Controles .................. 25
O que há de novo no sistema de 8 Premier ........................ 7 Instrumento Designer Universal Entradas / Saídas Controles
Novo produto: o módulo de teste avançada .......... 8 ........................................... ............... 25
Novo instrumento: o condutor de saída BFL .............. 8 Instrumento Designer Auxiliary Power Supply Controles
Integração com soluções de terceiros .................. 8 ............................................ .............. 26
gerenciamento de banco de ..................................... 8 Instrumento Designer Controls genéricos ............. 26
documentação TestFlow ................................... 8 Controles genéricos ................................................ . 26
links curtos para utilitários do Windows .......................... 8 Instrumento Designer função controla Gerador
Novas TestFlows de formação ................................ 8 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27
Iniciando o software Premier SISTEMA 8 .............. 9 Instrumento controla Contador Designer Frequência
Sair do sistema de 8 Premier Software ............. 9 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27
Configuração da interface Método ......................................... 9 Instrumento Designer osciloscópio de armazenamento digital
Interface Setup cartão de endereço ......................... 11 Controles ............................................ .............. 28
Alterando o endereço da placa de interface ............. 11 Instrumento Designer Controls multímetro digital
Setup Cartão PCI .............................................. 12 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
MultiLink Serial Port Setup .............................. 12 TestFlow Automatic Test Manager ...................... 29
Configuração da porta paralela MultiLink ........................... 13 Criar um procedimento New TestFlow ............... 29
Configuração da porta USB MultiLink ................................ 14 Editar um TestFlow ........................... 30 Existente
Contate ABI Electronics Ltd ................................. 14 registros TestFlow Re-ordenação ..................... 30
Produtos e acessórios ABI ........................ 14 Adição e exclusão de registros ....................... 30
BoardMaster 8000 Plus. ............................. 15 Copiar um novo recorde ................................. 30
SISTEMA 8 Solução de diagnóstico ................... 15 Editar um registro individual ......................... 30
SISTEMA 8 IC teste Solução ........................ 15 Salvar o arquivo modificado ............................... 31
SISTEMA 8 Analogue VI Solução e Solução Teste analógico Executando um Procedimento TestFlow ....................... 31
IC. ......................... 15 Único Stepping um TestFlow ........................ 31
SISTEMA 8 solução de medição .............. 15 Executando um TestFlow automaticamente .............. 31
SISTEMA 8 Solução de Alimentação. ............ 15 Access Manager do usuário ......................................... 31
LinearMaster Compact. .............................. 16 Criando um novo usuário ....................................... 32
ChipMaster Compact. ................................. 16 Remoção de um usuário existente ............................. 33
Resultados auto teste de diagnóstico ............................... 16 Editar um Usuário Existente .................................. 33
MIS 3 ................................................ .................. 16 A seleção de um usuário diferente ............................... 34
Sistema de Informações de Estado .............................. 16 Painel frontal MIS ............................................... ... 35
MIS 3 Instrumento de teste Resultados ........................ 16 O gerador de função MIS ............................... 36
BFL ................................................. ................... 17 Definir a forma de onda e frequência ............... 36
Sistema de Informações de Estado .............................. 17 Varrer a frequência de 37 ................................
Resultados de teste do instrumento 17 BFL ........................... Função do gerador 37 de conector ........................
ATS ................................................. ................... 17 O MIS multímetro digital .................................. 37
Sistema de Informações de Estado .............................. 17 O contador de freqüência MIS ............................... 37
Instrumento de teste ATS Resultados .......................... 18 Medição de frequência ................................ 38
VPS ................................................. ................... 18 Contagem evento ............................................... 38
Sistema de Informações de Estado .............................. 18 Gatilho de pulso, polaridade positiva ............... 39
Instrumento de teste VPS Resultados .......................... 18 Gatilho de pulso, polaridade negativa ............. 39
ATM ................................................. ................... 19 Gatilho de nível, polaridade positiva ............... 39
Sistema de Informações de Estado .............................. 19 Gatilho de nível, polaridade negativa ............. 40
Instrumento de teste de ATM Resultados .......................... 19 Conectores contador de freqüência ...................... 40
Suporte de Software ................................................ 19 O MIS Auxiliary Power Supply ......................... 40
Suporte de Hardware ............................................... 20 O MIS Universal entradas / saídas ....................... 40
Instrumentos de calibração ....................................... 20 MIS Universal entradas / saídas Conector ......... 41
Aviso de Segurança ................................................ ...... 20 MIS osciloscópio de armazenamento digital ........................ 42
Instrument Design Gerente ................................ 20 Aquisição ................................................. ..... 42
A concepção de um novo instrumento ........................... 21 Desencadear ................................................. ........... 42
Copiar um instrumento existente ....................... 23 Timebase ................................................. ....... 42
Editar um instrumento existente ......................... 23 Controles de canal ............................................ 42
Edição Controls .............................................. 24 Canal Maths ................................................ 42
Controles móveis ......................................... 24 Medições ................................................ 42
Controles de redimensionamento ....................................... 24 DSO Aquisição Modos .................................. 42
Controles Excluindo ........................................ 24 DSO Aliasing ................................................ .. 43
Edição Controls .......................................... 24 Medidas DSO automáticas ....................... 43
Designer instrumento TestFlow Controles .......... 24 DSO Canal Coupling ................................... 45

ABI Electronics Ltd Página 2


DSO Canal Maths ....................................... 45 Análise Botão ............................................... 57
DSO Canal Deslocamento ....................................... 45 IC / DV-I Botão ............................................ ... 57
DSO Canal Sensibilidade ................................. 45 Gire Botão ................................................ .. 57
Modo de DSO ERS ............................................. 46 Actual Botão / Master ..................................... 57
DSO Timebase ............................................... 46 O << e <Botões ..................................... 57
DSO Disparo ................................................ ... 46 A >> e> Botões ..................................... 57
DSO Gatilho Coupling ..................................... 46 A BFL Lógica de rastreio ...................................... 57
DSO do atraso de trigger ......................................... 47 Activar / Desactivar Logic Traço ...................... 57
DSO trigger de borda .......................................... 47 Compreender a exibição .......................... 58
DSO nível de disparo .......................................... 47 Encontrar a tensão ..................................... 58
DSO Gatilho Fonte ....................................... 47 BFL principal IO Connector .................................. 58
DSO Waveform Comparação ........................... 48 Tabela de Conversão BFL Pin .............................. 58
MIS osciloscópio de armazenamento digital conectores. 48 MIS Formato de arquivo ................................................ . 58
multímetro digital ......................................... 48 Exemplo ................................................. .... 58
DMM medição atual ............................ 48 Pin Conversão Matrícula ............................ 59
Resistência DMM Medição ...................... 49 BFL Alimentação Conectores ....................... 59
DMM de tensão Medição ........................... 49 BFL Resultado Análise e Informação sobre ..................... 60
MIS multímetro digital Conectores .................. 50 BFL seleção Parte de teste .............................. 60
Estatísticas de medição ....................................... 50 Bibliotecas padrão ...................................... 60
O Painel BFL Frente ........................................... 50 Biblioteca Linear ............................................. 61
A BFL IC Identificador ........................................... 50 Setup BFL Parâmetros de teste ............................ 61
Tamanho IC ................................................ ........... 51 Tipos de teste ................................................ .. 61
Tipos de circuito ................................................ .. 51 Modos de teste ................................................ 61.
Start / Stop Buttons ........................................... 51 Tipos de circuito .............................................. 61
Identificador Resultado do Teste ....................................... 51 DV-I Faixa .............................................. ... 62
CIs Encontrado ................................................ ....... 51 Limiares ................................................. . 62
Identificador Progress ........................................... 51 Alimentação ............................................. 62
Estado identificador ............................................... 51 Mensagens ................................................. .. 63
O gerador de teste BFL gráfica ..................... 52 Connection Tol. .......................................... 63
Alterar Channel Numbers, names & Tipos 52 Criação de uma Tol tensão. ................................................ 63
seqüência temporal ........................... 52 DV-I Tol. .................................................. ... 63
Salve Botão ................................................ .... 53 Tol térmica. ............................................... 63
Saiba Botão ................................................ ... 53 BFL Condições Pin ......................................... 63
Botão Abrir ................................................ ... 53 A BFL EPROM Verificador .................................... 65
Botão Executar ................................................ ..... 53 Tipo EPROM ................................................ . 65
Botão Limpar ................................................ ... 53 Em Circuit / Out Circuit ...................................... 66
Botão Setup ................................................ ... 53 Leia Botão ................................................ .... 66
Excluir Botão ................................................ .. 53 Verifique Botão ................................................ ... 66
Insira Botão ................................................ ... 53 Botão Abrir ................................................ ... 66
A BFL IC vivo Comparação .............................. 53 Salve Botão ................................................ .... 66
Botão parte ................................................ ..... 54 Checksum ................................................. ..... 66
Botão Setup ................................................ ... 54 Status ................................................. ............ 66
Botão de início ................................................ .... 54 O motorista BFL saída ........................................ 66
Botão de parada................................................ ..... 54 Atualização BFL Botão ......................................... 67
Análise Botão ............................................... 54 Configurações de envio em Abrir Caixa de seleção ................... 67
IC / DV-I Botão ............................................ .. 54 Canal ................................................. ......... 67
Actual Botão / Master ..................................... 54 Ponto de teste ................................................ ....... 67
O << e <Botões ..................................... 55 State Drive ................................................ ...... 67
A >> e> Botões ..................................... 55 BFL auxiliar de I / O conector 67 ................................
VI resultado da comparação .................................... 55 BFL Backdriving ................................................ .. 67
A BFL Curto Locator ........................................ 55 BFL Conflitos Explicado ...................................... 68
Alcance ................................................. ........... 56 Como faço para encontrar a fonte de conflitos? ............... 69
Tom................................................. .............. 56 O que se eu não posso encontrar a fonte de conflitos? ..... 70
As mensagens de erro .............................................. 56 Cargas BFL explicou .......................................... 70
O IC Tester BFL .............................................. 56 Sinais BFL explicou ........................................ 70
Botão parte ................................................ ..... 56 Como posso saber se um sinal externo está afetando o teste?
Botão Setup ................................................ ... 56 .................................................. ..... 70
Botão de início ................................................ .... 56 Como faço para parar o sinal? ............................. 71
Botão de parada................................................ ..... 57 BFL testes especiais ............................................... 71

ABI Electronics Ltd página 3


Interconexões testes .................................... 71 Pulso positivo ................................................ . 84
DV-I Probe Teste ............................................. . 71 Pulso negativo ................................................ 84
EPROM Análise soquete ................................ 72 Tipo de pulso ................................................ ..... 84
Microprocessador Análise BUS ......................... 72 DC ................................................. ................. 84
Grampos BFL teste e Cabos .................................. 72 Comp. Para mim. .................................................. .... 84
Ligação ao PCB sob teste .................. 72 Cores Botão ................................................ 84
DIL Teste clipe de Inclusão .................................... 73 Dot Junte ................................................ .......... 85
SOIC Teste clipe de Inclusão ................................. 73 Probe Compensation ...................................... 85
QFP e PLCC Teste clip Inserção .................. 74 O AICT analógica IC Tester Informação Análise
Clips de teste personalizados e Cabos ........................ 74 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85
Adaptadores e Sondas .......................................... 75 O AICT IC Tester Comparação ......................... 85
Técnicas BFL teste .......................................... 75 AICT IC Testes Tipos ........................................... 85
A conexão com o PCB sob teste .................. 75 Teste Funcional ............................................... 86
Teste Clipe Instalação ....................................... 76 Conexões de teste ............................................ 86
Usando o clipe de aterramento ..................................... 76 Teste de tensão ................................................ ... 86
Clipe Posicionamento Automático .............................. 76 AICT Pin Condições ............................................ 86
Ligando o PCB sob teste ......................... 76 AICT Seleção de Cores Analogue VI Traço ........ 88
Limpeza ................................................. ........ 77 Cores padrão Botão .................................... 88
Clocks ................................................. ........... 77 Setup AICT Parâmetros de teste .............................. 88
Os BDOS ................................................ ...... 77 Tipos de teste ................................................ ...... 88
Uso BDO ................................................ .... 77 Modos de teste ................................................ ..... 88
Tipos BFL teste ............................................... ... 77 Funções de teste ................................................ 89
Verdade Teste Tabela 77 ............................................. Mensagens ................................................. ...... 89
Conexões de teste ............................................ 77 Tensão Tolerância ........................................... 89
Teste de tensão ................................................ ... 78 AICT Usando Analogue VI .................................... 89
Teste térmica ................................................ .. 78 Sobre VI Testing ............................................ 89
DV-I Teste .............................................. .......... 78 Compreender a exibição .............................. 90
Comparando os resultados de medição ....................... 79 Resumo ................................................. ....... 93
Cores BFL Select DV-I Traço ........................... 79 Sugerido VI Parâmetros de Teste ...................... 94
O painel frontal AICT ......................................... 79 Matrix VI ................................................ ............ 94
AICT analógico VI Tester ................................... 80 Matrix VI Out-Of-Circuito adaptador ...................... 95
Box tamanho ................................................ ......... 80 O Painel VPS Frente .......................................... 95
Selector de frequência ......................................... 81 VPS alimentação variável ................................ 96
Selector de impedância 81 ........................................ Output Power Supply ...................................... 96
Selector de tensão 81 ............................................. Ajuste de Tensão ......................................... 96
Selector curva ................................................ 81 Ao longo Voltage Protection .................................. 96
Selector eixo ................................................ .. 81 Sobre a proteção atual .................................. 97
Botão Setup ................................................ ... 81 O Painel ATM Frente .......................................... 97
Botão de início ................................................ .... 81 A ATM avançada IC Identificador .......................... 97
Botão de parada................................................ ..... 81 Tamanho IC ................................................ ............ 97
Botão ................................................ ... 81 Família................................................. ............ 97
Botão Matrix ................................................ .. 81 Botão Iniciar / Parar .......................................... 97
VI resultado da comparação .................................... 82 Identificador Resultado do Teste ....................................... 97
Box tom ................................................ ........ 82 CIs Encontrado ................................................ ....... 98
O botões <e> ....................................... 82 Identificador Progresso ........................................... 98
O gerador de impulsos ...................................... 82 Estado identificador ............................................... 98
AICT analógico IC Tester .................................... 82 O gerador de teste ATM avançada gráfica .... 98
Botão Setup ................................................ ... 82 Selecção parte ................................................ . 99
Botão de início ................................................ .... 83 Alterar Channel Numbers, names & Tipos 99 Criação de uma
Botão de parada................................................ ..... 83 seqüência temporal ........................... 99
Actual Botão / Master ..................................... 83 Salve Botão ................................................ .... 99
Janela Biblioteca ............................................... 83 Saiba Botão ................................................ ... 99
Nota o botão ................................................ ... 83 Botão Import ................................................ .. 99
janela de análise ............................................. 83 Botão Export ................................................ .. 99
janela de resultado ................................................ 83 Botão Executar ................................................ ..... 99
Traçar janela ................................................ . 83 Botão Setup ................................................ . 100
AICT análogo de I / O conector ............................. 83 Excluir Botão ................................................ 100
AICT Analogue VI Setup .................................... 83 Botão Editar ................................................ .... 100
Ativar pulso ................................................ .. 84 A ATM Avançada Curto Locator ..................... 100

ABI Electronics Ltd page 4


Alcance ................................................. .......... 100 Comma Separated arquivos Variable .................. 106
Tom................................................. ............. 100 Escrevendo para o mesmo arquivo ................................ 107
Mensagens de erro ............................................. 101 Arquivos de banco de dados .............................................. 107
O Tester ATM avançada IC 101 ............................ Escrevendo para o mesmo arquivo ................................ 107
Selecção parte ................................................ 101 Expressões condicionais ................................ 108
Run Modos ................................................ .... 101 Lista de mensagens de erro ...................................... 108
Botão Setup ................................................ ..101 Lista de palavras-chave ............................................... . 111
Botão Iniciar / Parar ......................................... 101 Lista de Operadores ............................................... 119
Resultados ................................................. ......... 102 Lista de Variáveis ​do sistema .................................... 120
IC / VI / Lógica de Rastreio Tabs ............................. 102 Variáveis ​Conselho avançada Verificador do Sistema. 120 Variáveis
Gire Botão ................................................ 102 ​de sistema digital Multímetro .............. 120
Actual Botão / Master .................................... 102 Variáveis ​do sistema osciloscópio de armazenamento digital
O verificador de ATM Junta avançada ................... 102 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 120
Atualizar Tudo Botão ........................................... 102 Variáveis ​contador de freqüência do sistema ........... 125
Configurações de envio em Abrir Caixa de seleção ................. 102 Função Variáveis ​Sistema Gerador ........... 125
Nome do Canal ............................................... 103 Variáveis ​do sistema variado ................... 125
Ação a ser executada ........................................... 103 Variáveis ​TestFlow sistema ........................... 126
Disponível Lista Canais .................................. 103 Entrada Universal / Variáveis ​saídas do sistema ..... 126
Resultados de canais ............................................ 103 Variáveis ​Variáveis ​do sistema da fonte de alimentação ...... 127
Calculadora ................................................. ......... 103 Lista de funções ............................................... . 128
Tópicos conceituais ......................................... 103 O que é Python? .............................................. 133 ..
Referência da Linguagem ..................................... 103 Instalando Python ................................................ 133
Comentando a sua FormulaPlus Programas .......... 104 Python DMM ................................................ ..... 134
Exemplos de Comentários: ................................ 104 Python DSO ................................................ ...... 134
Declarar variáveis ​............................................ 104 Python FC ................................................ ......... 137
Exemplos de identificadores de variáveis ​legais: ............ 104 Python FGEN ................................................ ..... 137
Os exemplos de identificadores de variáveis ​ilegais: ........... 104 Python UIO ................................................ ....... 138
Laço através do Código ...................................... 104 Python VPS ................................................ ...... 139
While ................................................ 105 Usando Exemplo Python ...................................... 141
REPEAT Loops ............................................. 105 Comentando código Python ............................ 141
Compreender FormulaPlus Sintaxe ................... 106 Misturando Python e Exemplo FormulaPlus .......... 141
Palavras-chave ................................................. ..... 106 Python Exemplo de entrada 142 .......................................
Funções................................................. ...... 106 Saída Python Exemplo .................................... 142
Escrever dados em arquivos ........................................... 106 Python executar um exemplo Programa Externo. 142

ABI Electronics Ltd page 5


Visão geral do sistema
O software Premier SISTEMA 8 é projetado para suportar uma variedade de módulos de hardware de alta especificação contendo
uma grande variedade de instalações de teste e medição, incluindo instrumentos de detecção de falhas, instrumentos de teste de
componentes e instrumentos de teste e medição em geral. Os módulos de hardware são suportados por um pacote de software
abrangente, que permite diferentes combinações de instrumentos a serem utilizados simultaneamente para satisfazer as aplicações
de detecção de falhas ou de teste mais exigentes. Cada módulo é do mesmo tamanho que uma unidade de CD ROM, permitindo uma
grande variedade de opções de montagem mecânica. Um módulo pode ser montado directamente no seu PC e controlada através de
uma placa de interface interno, ou pode ser montado em um caso externo e controlado através de um cabo série ou paralelo.

Além disso, os sistemas totalmente integrados (o


gama BoardMaster) estão disponíveis, que incluem um controlador de PC e display LCD colorido.

A gama de módulos disponíveis segue: -

ATM ( Advanced Test Module). A ATM identificar e localizar CIs defeituosos, faixas quebrado, curto-circuitos, entradas de
flutuação, saídas de nível médio, juntas secas e gânglios vazando no PCB com analógicos, digitais e componentes híbridos
de díodos discreta e transistores para VLSI complexo em DIL, PLCC e SOIC embalagem.
Tem a vantagem adicional de ser compatível
com todas as famílias lógicas, incluindo TTL, CMOS, LVTTL, ECL, DTL, LSI, PECL e LVPECL.

Os seguintes instrumentos estão incluídos no ATM: -

Avançada IC Tester avançada IC


Identificador Avançada Curto
Locator
Avançada gráfica Generator Teste Checker
Board Avançada

MIS ( Estação de Instrumento) módulo múltipla. O módulo MIS contém uma ampla gama de recursos de teste e instrumentos
de medição que podem ser usadas para implementar a maior parte dos instrumentos de teste encontrados em qualquer
bancada eletrônica. As leituras básicas do instrumento podem ser processados ​com o construído em calculadora e utilizado
para calcular os resultados mais complexos. O Instrument Design Gerente permite qualquer combinação de instrumentos para
ser projetado e modificado pelo usuário e salvos em um arquivo de design, até mesmo a ponto de adicionar títulos de
instrumentos e instruções na tela.
arquivos de projeto de instrumentos embutidos padrão emulando
instrumentação de bancada (por exemplo DSO, DMM, gerador de função, contador de frequência) são incluídos.

Os seguintes instrumentos estão incluídos no módulo MIS: -

Osciloscópio de armazenamento digital: 2 de canal, 100MHz, 50 ms / s para 5GS / s


Universais Entradas / Saídas: 4 canais analógicos de I / O, 4 digital de canal de I / O
Contador de freqüência: 2 canal 50Ohm / 150MHz e 1MOhm / 100MHz
Gerador de funções: 0.1Hz ao quadrado 10MHz, seno, triângulo, pulso, mais modulação

Multímetro digital: 2 canal DC / AC 0 a 400V, DC / AC 0 a 1A, 0 a 10MOhms

Auxiliar de Alimentação: 5V e +/- 9V baixa corrente para poder interface de teste

ABI Electronics Ltd page 6


VPS ( Power Supply) módulo variável. O módulo VPS fornece uma fonte de energia programável com uma saída lógica (2,5V
a 6V em 5A) e saídas de média tensão dupla (0 a +/- 24V em
1.5A). O fornecimento lógica é equipado com programável de proteção sobre-tensão, e as duas fontes têm limite de corrente
programável. A tensão e corrente para cada trilho são exibidos na tela. O VPS é totalmente compatível com o gerente de
design Instrumento.

O seguinte instrumento está contido no módulo VPS: -

Variável de Alimentação

BFL ( Board Fault Locator) módulo. O módulo de BFL irá identificar e localizar CIs defeituosos, faixas quebrado,
curto-circuitos, entradas de flutuação, saídas de nível médio, juntas secas e gânglios vazando no PCB com analógicos,
digitais e componentes híbridos de díodos discreta e transistores de VLSI complexo em DIL, PLCC e SOIC embalagem.

Os seguintes instrumentos estão incluídos no módulo BFL: -

Identificador IC IC
Tester
equipamento IC vivo Comparação Curto
Locator
instrumento gráfica Generator Teste EPROM
Verificador de driver de saída

AICT ( Análogo IC Tester) do módulo. O módulo AICT permite que os dispositivos (analógicos discretos e ICs) a ser testada
funcionalmente e também as assinaturas de ICs e componentes discretos para ser adquirida e comparados sem removê-las
da placa de circuito impresso (PCB).

o ATS módulo é uma outra versão do AICT que oferece apenas analógico aquisição assinatura.

Os seguintes instrumentos estão incluídos no módulo AICT: -

Análogo IC Tester análogo


VI Tester

O que há de novo no sistema de 8 Premier


Obrigado por atualizar seu software Premier SISTEMA 8 para a versão mais recente. Temos o objetivo de melhorar
constantemente o nosso pacote de software, tendo em feedback dos nossos clientes em todo o mundo e garantir que nós
fornecemos uma solução que é poderoso, acessível e adequado para os usuários.

Por favor, leia abaixo o resumo das alterações e melhorias trazidas a você por ABI Electronics.

ABI Electronics Ltd page 7


Novo produto: o módulo de teste Avançada
O Módulo de Teste Avançado (ATM) é uma nova solução que oferece alta capacidade de teste e diagnóstico de falhas
abrangente, com um alto grau de flexibilidade. A ATM é adequado para todas as famílias lógicas, incluindo TTL, CMOS, LVTTL,
ECL, DTL, LSI, RTL, PECL e LVPECL. Os componentes podem ser verificados em-circuito e para fora-de-circuito ou uma
montagem de placas completo pode ser testado com um acessório. Clique aqui para mais detalhes.

Cinco novos instrumentos foram adicionados ao software Premier SISTEMA 8 com a introdução do módulo de teste avançado. Mais
detalhes podem ser encontrados neste arquivo de ajuda.

Novo instrumento: o condutor de saída BFL

Os 64 canais do módulo BFL podem ser controlados individualmente para ser ajustado para um nível lógico alto ou baixo (ou desligado
se não usado). Isto abre uma nova gama de aplicações em que os canais de BFL pode controlar equipamentos fora da gama SISTEMA 8
(uma fonte de alimentação, por exemplo) ou podem controlar um multiplexador externo para sinais de percurso através de vários
caminhos. Por favor clique aqui para mais detalhes.

Integração com soluções de terceiros


Agora é possível integrar equipamentos de terceiros (não SYSTEM 8 equipamentos) para funcionar sem problemas dentro do
ambiente TestFlow. aplicações externas podem ser lançados de SISTEMA 8 Premier, testes executados até que eles estão
completos e retornar ao SISTEMA 8 com informações (resultados dos testes, medições etc ...). Esta informação pode ser usada
para definir o resultado de um passo (passar ou não). Produtos como JTAGMaster por exemplo, pode ser executado a partir
SISTEMA 8 Premier.

A integração de soluções de terceiros é introduzida graças ao Python, uma poderosa e dinâmica linguagem de programação.
Para mais informações visite www.python.org .

gerenciamento de banco de dados

Novas palavras-chave foram adicionadas para a calculadora para permitir o armazenamento de resultados em bases de dados. Isso permite que os
dados sejam armazenados consecutivamente cada vez que o mesmo TestFlow é executado. Isto é particularmente útil
num ambiente onde múltiplos conjuntos precisam ser testados
consecutivamente e os resultados precisam de ser gravados para assegurar a rastreabilidade. Os novos comandos (STARTLOGDB e
WRITELOGDB) são compatíveis com um tipo de banco de dados SQLite3.

documentação TestFlow
Documentos, tais como vídeos, Word, Excel, PowerPoint, PDF e outros podem agora ser facilmente adicionado ao TestFlows para fazer
o procedimento de teste mais interativo. Um simples botão “Add Media” foi adicionado para integrar rapidamente informações dentro de
uma etapa particular. Este poderia ser um vídeo que explica como testar uma placa, um dispositivo de folha de dados, uma planilha de
valores esperados etc ...

links curtos para utilitários do Windows

Estes atalhos permitem aos usuários iniciar rapidamente Paint, Calculadora e Bloco de anotações de dentro do sistema de 8 Premier. Isso é
particularmente útil para tirar screenshots ou escrever informação para baixo.

Novas TestFlows de formação


A fim de se familiarizar com as novas características do sistema 8 Premier, uma série de curtas TestFlows está disponível a partir
ABI Electronics. Entre em contato conosco para mais informações.

ABI Electronics Ltd page 8


Iniciando o software Premier SISTEMA 8
SISTEMA 8 Premier opera em Windows XP ou superior. Para iniciar o software, selecione
Programas> SYSTEM 8 Premier> SYSTEM 8 Premier de Começar botão em seu desktop.

Quando o software lança você será presenteado com a tela de login:

pressionando o Está bem botão irá iniciar a sessão no sistema 8 Premier como o usuário selecionado. pressionando o SAÍDA botão
irá perguntar se você deseja sair do software. Pressionando um ícone do módulo irá mostrar a completa auto-teste de
diagnóstico Resultados para esse módulo

Inicialmente, todos os instrumentos e configurações estarão em sua configuração padrão. A rotina de auto-diagnóstico é invocado
sobre a execução do sistema para verificar se todo o hardware está correctamente instalado e totalmente funcional. Os resultados
dos diagnósticos são mostradas no canto superior direito, onde cada um dos tipos de módulos é dado um passe ou FALHA. Se
nenhum módulo física de um tipo particular, está ligado, DEMO será apresentado indicando que este módulo estará disponível
apenas em modo de demonstração.

Abandonar o software do sistema 8 Premier


Saia do software seleccionando Arquivo> Sair a partir do menu, ou clicando duas vezes sobre o ícone no canto superior esquerdo da
janela principal. Alternativamente, você pode clicar no símbolo no canto superior direito

da janela principal.

Configuração Método de Interface


selecionar Ferramentas> módulo de configuração métodos de interface a partir do menu. Isso abre a caixa show de diálogo abaixo:

ABI Electronics Ltd page 9


Os seguintes métodos de interface estão disponíveis: -

ISA cartão: Este é um cartão que é instalada em um slot ISA no seu PC e tem uma conexão interna para o
módulo (s) SISTEMA 8 instalado no seu PC. Alternativamente, pode ser utilizada uma ligação
externa a um processo externo SISTEMA 8.

Cartão PCI: Este é um cartão que é instalada em um slot PCI em seu PC e tem uma conexão interna para o
módulo (s) SISTEMA 8 instalado no seu PC. Alternativamente, pode ser utilizada uma ligação
externa a um processo externo SISTEMA 8.

MultiLink paralelo: Este é um caso MultiLink com uma placa de interface built-in que contém o seu
SISTEMA 8 módulo. O caso MultiLink se conecta à sua porta LPT PC através de um cabo paralelo .

Multilink de série: Este é um caso MultiLink com uma placa de interface built-in que contém o módulo do sistema 8. O
caso MultiLink conecta a sua porta COM PC através de um cabo serial .

MultiLink USB: Este é um caso MultiLink com uma placa de interface built-in que contém o módulo do sistema 8. O
caso MultiLink conecta à porta USB do PC através de um cabo USB.

Para adicionar um novo método de interface, clique no Adicionar botão. Isso abre a caixa de diálogo mostrada abaixo:

Selecione o tipo de interface que você deseja adicionar e clique no Está bem botão, que irá voltar para a caixa de diálogo original.

ABI Electronics Ltd page 10


Para configurar o método de interface você acabou de criar, consulte as seguintes seções:

Configurar o cartão ISA


Configurar o Cartão PCI
Configurando a Interface Serial MultiLink Configurando
a interface paralela MultiLink Configurando o MultiLink
interface USB

Quando estiver satisfeito com as alterações, clique no Está bem botão, caso contrário, clique no Cancelar
botão para deixar suas configurações inalteradas.

Setup cartão de endereço de interface

A placa de interface contém um banco de comutadores DIP numeradas que determinam o endereço de E / S da placa. O
MIS, ATS e VPS pode compartilhar uma placa de interface comum. O módulo (s) de BFL usar uma placa de interface
separado. Os interruptores em cada cartão deve ser definida para um endereço que não colidir com qualquer outro cartão na
placa-mãe. O intervalo de endereços é de 208H para 3E8h. Os endereços padrão a seguir são compatíveis com a maioria
dos cartões de PC.

O endereço padrão para o BFL é 3E0h: O endereço padrão para o MIS, ATS e VPS é 238h:

Alterando a placa de interface de endereço

Se o endereço padrão não funciona para qualquer cartão, outro endereço pode ser configurado selecionando na Ferramentas>
Configuração Métodos de módulos de interface cardápio. Este utilitário permite-lhe adicionar / remover métodos de interface e
configuração que porta / endereço de usar.

Selecione a interface ISA que você deseja alterar, em seguida, clique no Configuração botão. Isso abre uma caixa de diálogo,
semelhante à seguinte, que permite alterar o endereço da placa de interface.

ABI Electronics Ltd page 11


É importante para selecionar um endereço único para a placa de interface para evitar conflitos com outros cartões na
placa-mãe. Escolha um novo endereço na lista de seleção e as definições do interruptor diagrama irá mudar, indicando as
novas definições do interruptor (lembre-se esta configuração). Clicando no botão Identificar irá dizer-lhe ou não a placa de
interface PC ISA é detectada nesse endereço ou não.

Uma vez que o novo endereço tenha sido selecionado, pressione Está bem e, em seguida, sair do software, e Windows, e desligue. Os
interruptores na placa de interface apropriado deve agora ser ajustado para as novas configurações que foram exibidos durante a
operação acima.

Setup placa PCI


A placa PCI é Plug & Play compatível, e será configurado automaticamente como parte do processo de instalação.

Serial Port Setup MultiLink


Se você tem um módulo ABI em um caso MultiLink, você pode se comunicar com ele usando o serial ou porta paralela.
Recomendamos a interface paralela, porque é mais rápido, e mais do que um aparelho pode ser ligado a um tempo.
Se você deseja usar a porta serial vai exigir um
cabo serial opcional que está disponível a partir ABI Electronics Ltd.

Ligue o caso Multilink mini-DIN conector em série para a porta COM do PC através de um cabo em série.

Veja a configuração do Método de Interface tópico sobre como selecionar a porta serial e, em seguida, clique no
Configuração botão. Uma caixa de diálogo semelhante à seguinte será exibida: -

ABI Electronics Ltd page 12


Seleccionar a porta que o cabo série Multilink está ligado a. Clique Identificar botão para exibir o módulo Multilink que é
conectada à porta série especificadas.

Clicando no Cancelar vai deixar a porta serial inalterado.

Configuração da porta paralela MultiLink

Se você tem um módulo ABI em um caso MultiLink, você pode se comunicar com ele usando o serial ou porta paralela.
Recomendamos a interface paralela, porque é mais rápido, e mais do que um aparelho pode ser ligado a um tempo por
encadeamento dos módulos.

Ligue o conector caso Multilink inferior à porta do PC LPT usando um cabo paralelo. Outros módulos podem ser ligados com
cabos suplementares paralelas a partir do conector superior do primeiro módulo para o conector inferior da próxima. Até 7
módulos no total podem ser ligados, mas não mais do que um de cada tipo.

Veja a configuração do Método de Interface tópico sobre como selecionar a porta paralela, em seguida, clique no
Configuração botão. Uma caixa de diálogo semelhante à seguinte será exibida: -

ABI Electronics Ltd page 13


Seleccione a porta de que o cabo paralelo Multilink está ligado a. Clique Identificar para exibir todos os módulos de multiligação que
estão ligados à porta de impressora paralela especificada.

clicando Cancelar vai deixar a porta paralela inalterado.

Setup MultiLink porta USB


O Multilink USB é Plug & Play compatível, e será configurado automaticamente como parte do processo de instalação.

Contate ABI Electronics Ltd


ABI pode ser contactado em uma das seguintes maneiras:

Postar:

ABI. Electronics Limited Dodworth


Business Park Dodworth
BARNSLEY South Yorkshire S75
3SP

Reino Unido

Telefone:

Fora do Reino Unido: + 44 1226 207420


única UK: 01226 207420
horas Reino Unido escritório: 08:00 a 17:00 de segunda a quinta-feira, 08:00 a 12:00 sexta-feira, fechado
sábado e domingo

Fax:

Fora do Reino Unido: + 44 1226 207620


única UK: 01226 207620

Internet & E-mail:

Se você gostaria de visitar o nosso site Internet, o endereço é http://www.abielectronics.co.uk

Nosso endereço de e-mail é support@abielectronics.co.uk

Produtos ABI e acessórios


ABI tem sido a concepção, fabricação e venda de soluções de ponta nas áreas de teste, medição e diagnóstico de falhas
desde 1983 e estabeleceu uma reputação mundial em seu campo de soluções inovadoras para os problemas de teste e
diagnóstico de falhas do mundo real. ABI são os líderes reconhecidos no campo da acessível, fácil de usar, de teste e de
diagnóstico poderosa

ABI Electronics Ltd page 14


produtos com milhares de produtos instalados em cerca de 86% dos países industrializados do mundo. As descrições a
seguir detalhadamente alguns dos produtos e acessórios disponíveis em circulação:

BoardMaster 8000 Plus.


O BoardMaster 8000 Plus é a última palavra em busca de falhas e sistemas de teste propósito e medição geral.
Completamente auto-contido, com um built-in monitor de PC e cor LCD de elevado desempenho, o BoardMaster 8000
Plus contém 128 digital e 24 canais de teste analógicos para diagnóstico de falhas nível de componente, uma fonte de
alimentação programável para a placa em teste, e o estado da arte MIS módulo 3 instrumentação de ensaio geral e
medição.

SISTEMA 8 Solução de diagnóstico.


O sistema 8 Solução de diagnóstico é a solução para embarcar problemas de detecção de falhas. Igualmente em casa com
analógicos ou digitais PCBs, canais de teste de 64 digitais e 24 analógicas do sistema fornecem uma variedade de técnicas de
detecção de falhas para rastrear as falhas mais evasivo. O teste IC in-circuito é o coração do sistema de detecção de erros
digitais - olhar para um IC, e verificar se ela funciona corretamente, olhar para fora, e confirmar que está ligado corretamente.
Utilizar o VI testador análogo, com frequências de teste seleccionáveis ​e tensões, para verificar componentes analógicos
discretos. Comparar os resultados com uma boa placa conhecida, automatizar os processos de detecção de falhas com
TestFlow e diagnóstico de falhas torna-se verdadeiramente sem esforço!

SISTEMA 8 IC solução de teste.


Para testar componentes digitais, a solução de ensaio CI fornece o utilizador com a capacidade de testar funcionalmente
CIs digitais comuns in- e circuito de fora-de-. Uma combinação de técnicas de teste indústria reconhecida proporciona um
elevado nível de cobertura de falhas. ferramentas adicionais são fornecidos pelo software para melhorar ainda mais a
ampla gama de aplicações para a unidade. O sistema pode ser atualizado para incluir até 256 canais (em 64 passos de
canal), que permite comparação ao vivo de bons e maus conselhos.

SISTEMA 8 Analogue VI Solução e Solução Teste analógico IC.


Para testar todos os componentes analógicos, a solução de ensaio análogo IC é a resposta. A característica-chave da
solução de ensaio análogo IC é a sua capacidade para testar funcionalmente CIs analógicos comuns em-circuito. Ela
também é capaz de identificar e testar todos os outros dispositivos análogos por meio da técnica de VI teste bem conhecido.
Para usuários que exigem apenas a última função, o VI Solução analógica é uma opção de custo mais baixo.

SISTEMA 8 solução de medição.


A solução de medição contém o módulo de instrumentação MIS desde que nenhum dos instrumentos de medição e
teste inferior a 6 alta especificação em um módulo compacto. Ideal para o projeto ou a educação ou para uso geral
bancada de trabalho efeito, o sistema é realmente um laboratório completo em seu PC. A solução de medição é
compatível com outros sistemas 8 Solutions.

SISTEMA 8 Solução de Alimentação.


A solução de alimentação de energia do sistema 8 contém o módulo VPS e fornece as tensões de alimentação necessárias para a
unidade em teste para permitir que outro sistema de módulos 8 para ser utilizado na detecção de falhas. As três tensões de saída
são variáveis ​em termos de voltagem e de corrente

ABI Electronics Ltd page 15


tornando a solução de alimentação adequada para uma ampla variedade de aplicações.

LinearMaster Compact.
Uma mão para fora do circuito analógico IC testador

ChipMaster Compact.
Uma mão para fora do circuito IC testador digitais

Para mais detalhes sobre estes e outros produtos ABI e acessórios, visite nosso site, entre em contato com seu distribuidor local ou entre em
contato com ABI conforme detalhado acima.

Self Test Diagnóstico Resultados


Os resultados do diagnóstico auto teste fornecem informações sobre o status do hardware. Para executar o diagnóstico de auto-teste,
selecione auto-teste de diagnóstico a partir do menu Ferramentas. Isto irá executar um auto-teste em todo o hardware e exibir quaisquer
erros que ocorrem.

No caso de uma falha que ocorre com qualquer hardware que será destacado em uma das telas de diagnóstico. Um resumo
dos resultados de diagnóstico é mostrado abaixo. Note-se que mais informações sobre qualquer falha indicada podem ser
exibidas clicando no botão Extensão de diagnóstico informações de falha.

MIS 3

Informações de status do sistema

resultado do diagnóstico : Exibe o resultado do diagnóstico de auto-teste geral (PASS / FALHA)

Versão do software : Exibe a versão do software instalado atualmente


Número de MIS 3 módulos : Mostra o número de módulos de MIS detectado (0 ou 1)
método de interface : Exibe o método de interface atualmente selecionado juntamente com o seu endereço
selecionado
Versão do firmware : Exibe o número da versão do firmware instalado na placa de interface

teste de firmware : Exibe o resultado do teste de verificação firmware (PASS / FALHA)


teste de RAM : Exibe o resultado do teste de RAM placa de interface (PASS / FALHA)

Resultados do teste 3 MIS Instrumento

LCAs : Apresenta os resultados da configuração ACV para ambas as placas (passa / falha)

EEPROMs: Exibe os resultados do teste EEPROM soma de verificação para ambas as placas (PASS /
FALHA)
Universal I / O : Exibe o resultado do teste universal I / O (PASS / FALHA)
PSU auxiliar : Mostra o resultado do teste PSU auxiliar (passa / falha)
Multímetro digital : Exibe o resultado do teste multímetro digital (PASS / FALHA)
contador de freqüência : Apresenta o resultado contador de teste da frequência (passa / falha)
Gerador de funções : Mostra o resultado do teste do gerador de função (passa / falha)

ABI Electronics Ltd page 16


osciloscópio de armazenamento digital : Exibe o resultado do teste DSO (PASS / FALHA)

Todos os resultados acima será exibido como INDEFINIDO se o software está em modo de demonstração. O software entra em
modo de demonstração, se nenhum MIS 3 hardware é detectado.

BFL

Informações de status do sistema

resultado do diagnóstico : Exibe o resultado do diagnóstico de auto-teste geral (PASS / FALHA)

Versão do software : Exibe a versão do software instalado atualmente


Número de módulos BFL : Mostra o número de módulos de BFL detectados (BFL = 0, 1,
2, 3, 4)
método de interface : Exibe o método de interface atualmente selecionado juntamente com o seu endereço
selecionado
versão EPROM : Exibe o número da versão da EPROM instalado na placa de interface

teste EPROM : Exibe o resultado do teste EPROM (PASS / FALHA)


teste de RAM : Exibe o resultado do teste de RAM (PASS / FALHA)

Instrumento de teste Resultados BFL

test drive Canal : Apresenta o resultado canais de unidade de teste (passa / falha)
teste BDO : Exibe o resultado do teste BDO (PASS / FALHA)
teste PSU primária : Mostra o resultado do teste PSU primário (passa / falha) onde equipado

teste PSU secundário : Mostra o resultado do teste PSU secundário (passa / falha) onde equipado

Número de canais : Exibe o número de canais instalados


multiplexer : Displays instalado ou não foi encontrado. Note que o Multiplexer agora está
obsoleta.

Todos os resultados acima será exibido como INDEFINIDO se o software está em modo de demonstração. O software entra em
modo de demonstração, se nenhum hardware BFL é detectado.

ATS

Informações de status do sistema

resultado do diagnóstico : Exibe o resultado do diagnóstico de auto-teste geral (PASS / FALHA)

Versão do software : Exibe a versão do software instalado atualmente


Número de módulos ATS : Mostra o número de módulos ATS detectado (0 ou 1)
método de interface : Exibe o método de interface atualmente selecionado juntamente com o seu endereço
selecionado
versão EPROM : Exibe o número da versão da EPROM instalado na

ABI Electronics Ltd page 17


placa de interface
teste EPROM : Mostra o resultado do teste de EPROM (passa / falha)
teste de RAM : Exibe o resultado do teste de RAM (PASS / FALHA)

Instrumento de teste ATS Resultados

LCA 0 : Indica se LCA 0 programou com sucesso ou não (PASS / FALHA)

teste da EEPROM : Mostra o resultado do teste de soma de verificação EEPROM (passa / falha)

teste de fonte de alimentação de alta tensão : Apresenta o resultado do teste de alimentação de alta tensão
(Passa / falha)
teste sonda analógica VI : Mostra o resultado do teste VI sonda (passa / falha)
teste gerador de pulso : Mostra o resultado do teste do gerador de impulsos (passa / falha)

Número de canais analógicos VI : Exibir o número de canais analógicos VI


testador análogo IC : PASS / FALHA ou não foi encontrado nenhum módulo se testador IC (AICT) detectada

Nota: O testador analógico IC é uma opção e, portanto, pode não estar presente, mesmo se a solução ATS VI é instalado.
Todos os resultados acima será exibido como INDEFINIDO se o software está em modo de demonstração. O software entra
em modo de demonstração, se nenhum hardware ATS é detectado.

VPS

Informações de status do sistema

resultado do diagnóstico : Exibe o resultado do diagnóstico de auto-teste geral (PASS / FALHA)

Versão do software : Exibe a versão do software instalado atualmente


módulos VPS detectada : Mostra o número e tipo de módulos VPS detectados (A, B ou A + B)

método de interface : Exibe o método de interface atualmente selecionado juntamente com o seu endereço
selecionado
versão EPROM : Exibe o número da versão do firmware instalado na placa de interface

teste EPROM : Exibe o resultado do teste de verificação firmware (PASS / FALHA)


teste de RAM : Exibe o resultado do teste de RAM placa de interface (PASS / FALHA)

Instrumento de teste VPS Resultados

gelosia : Mostra o resultado do teste Estrutura IC (passa / falha)


Teste da EEPROM: Exibe o resultado do teste de soma de verificação EEPROM (PASS / FALHA)
+ teste de alimentação HT : Mostra o resultado do teste de alimentação de alta tensão (passa / falha) onde equipado

+ V teste de alimentação A : Exibe o fornecimento positivo Um resultado de teste (passa / falha) onde equipado

ABI Electronics Ltd page 18


- V teste de alimentação A : Apresenta a alimentação negativa Um resultado de teste (passa / falha) onde equipado

teste de alimentação Logic : Exibe o resultado do teste de alimentação lógica (PASS / FALHA), onde equipada

+ V teste de alimentação B : Apresenta o resultado positivo do teste de alimentação B (passa / falha) onde equipado

- V teste de alimentação B : Apresenta o resultado de teste negativo de alimentação B (passa / falha) onde equipado

Todos os resultados acima será exibido como INDEFINIDO Se o VPS está em modo de demonstração. O software entra em modo
de demonstração, se nenhum hardware VPS é detectado.

caixa eletrônico

Informações de status do sistema

resultado do diagnóstico : Exibe o resultado do diagnóstico de auto-teste geral (PASS / FALHA)

Versão do software : Exibe a versão do software instalado atualmente


Número de módulos ATM : Mostra o número de módulos de ATM detectou (0 ou 1)
método de interface : Exibe o método de interface atualmente selecionado juntamente com o seu endereço
selecionado
versão EPROM : Exibe o número da versão do firmware instalado na placa de interface

teste EPROM : Exibe o resultado do teste de verificação firmware (PASS / FALHA)


teste de RAM : Exibe o resultado do teste de RAM placa de interface (PASS / FALHA)

Instrumento de teste de ATM Resultados

test drive Canal : Apresenta o resultado canais de unidade de teste (passa / falha)
teste BDO : Exibe o resultado do teste BDO (PASS / FALHA)
Número de canais : Exibe o número de canais instalados

Todos os resultados acima será exibido como INDEFINIDO se o ATM está em modo de demonstração. O software entra em modo
de demonstração, se nenhum hardware ATM é detectado.

Suporte de software
ABI acredita que tem o dever de apoiar os utilizadores que investiram em nossos equipamentos, e também acreditamos que é injusto
considerar o apoio como um meio de geração de renda. Essa é a razão nós fornecemos todos os nossos clientes com uma garantia
de peças de hardware e de trabalho de dois anos.

Se você comprar um produto ABI receberá suporte gratuito para o seu período de garantia de dois anos. Durante este tempo
você pode enviar consultas de suporte ao produto via e-mail ou fax detalhando a natureza do seu problema. Faremos o
nosso melhor para ajudá-lo a obter o melhor de sua compra, mas lembre-se que o apoio não é o mesmo como a formação.
Caso necessite de formação seremos felizes para organizar cursos de formação para você e sua equipe a pedido.

ABI Electronics Ltd page 19


Enquanto SISTEMA 8 Premier é um pedaço de software de qualidade, ele irá ocasionalmente ser necessário liberar versões de
serviço. Quando uma versão do serviço é necessária a liberação estará disponível gratuitamente a partir do nosso site Internet.
Como parte do compromisso da ABI com a inovação, o novo software será desenvolvido o que aumenta existente produz e
incorpora todos os novos desenvolvimentos de produtos. Essas inovações estarão disponíveis para uma taxa de atualização
reduzida a usuários existentes de sistema de 8 Premier.

Suporte de hardware
Todos os produtos ABI são fornecidos com um 2 anos para peças e mão de obra retorno à garantia base. Se o
caso de um problema com o seu produto, para atualizar seu hardware para a versão mais recente, ou para tirar proveito do nosso serviço
de calibração, entre em contato ABI Electronics Limited ou o seu distribuidor local para obter ajuda e aconselhamento.

calibrar Instruments
Calibração do sistema devem ser realizados por ABI ou um distribuidor autorizado, quem tem o equipamento e software
necessários para garantir que o seu sistema é calibrado corretamente. Dentro

particular, os instrumentos de precisão no módulo MIS requer equipamento especial de alta precisão para calibração e não pode
ser calibrado pelo usuário. Contate ABI Electronics Ltd ou o seu revendedor para obter detalhes sobre os serviços de calibração.

Aviso de segurança
Todo o sistema de 8 módulos de hardware, com exceção do módulo VPS são projetados para ser instalado em uma baia padrão
de unidade de 5,25 polegadas em seu PC e alimentado a partir de sua fonte de PC, ou em um caso externo fornecido pela ABI. O
módulo VPS requer um transformador de corrente e só pode ser montado em uma versão especial do caso MultiLink externo.

Operação em qualquer outra configuração ou com qualquer outra forma de fornecimento de energia não é suportado e irá invalidar
sua garantia.

A gama BoardMaster é projetado para ser operado a partir de 240V AC, 50 / 60Hz fonte de alimentação com terra de segurança, mas também
está disponível em 110V AC, 50 / 60Hz quando especificado no momento do pedido. Por favor verifique se a etiqueta de classificação na parte
de trás da unidade é compatível com a sua oferta local antes de ligar. Os códigos de cores dos cabos de alimentação são os seguintes: -

Europa:
Viver: Castanho

Neutro: Azul
Terra (chão): verde / amarelo

EUA:
Viver: Preto
Neutro: Branco
do-chão: Verde

Fusível - Cabo de alimentação de energia de ligação fundido - 13A fusível a norma BS 1362.

Instrument Design Gerente


ABI Electronics Ltd page 20
o Instrument Design Gerente permite projetar seus próprios layouts de instrumentos, ou para modificar a aparência do
construída em layouts. Você pode criar seus próprios instrumentos usando arrastar e soltar edição da extensa biblioteca de
controles do instrumento, leituras e exposições. Você pode editar legendas instrumento, títulos e rótulos, e adicionar bitmaps
para layouts significativas. Você pode simplificar layouts de tela, eliminando canais e controles desnecessários e através da
combinação de recursos de medição em uma janela. Por exemplo, se seu aplicativo usa apenas um canal do DSO, você pode
projetar uma versão especial do instrumento DSO com o outro canal removido.

o Instrument Design Gerente permite que os instrumentos no MIS (Estação Instrumento múltipla) e VPS (Variable Power
Supply) módulos para ser projetado e modificado. Instrumentos no
módulos BFL, ATS e ATM usam modelos fixo e não pode ser editado.

Com o Instrument Design Gerente Você pode criar um novo instrumento a partir do zero, ou pode editar um instrumento
existente. Você também pode copiar um instrumento existente para personalizá-lo com suas próprias necessidades. O software
Premier SISTEMA 8 é fornecido com uma escala padrão de layouts de instrumentos, cobrindo a maioria dos requisitos de teste e
de medição.

Quando você tiver criado um novo instrumento, você pode usar o Personalizando a função do menu de instrumentos para
incluí-lo no menu Instruments e da barra de ferramentas. Seu instrumento personalizado pode ser usado da mesma forma
como os instrumentos embutidos.

A concepção de um novo instrumento

Para projetar um novo sistema de 8 Premier instrumento, selecione Instrumentos> Projeto Novo Instrumento a partir do
menu.

ABI Electronics Ltd page 21


Uma janela instrumento vazio aparece juntamente com o Instrument Design Gerente janela. Digite o título para o seu
instrumento na instrumento título caixa de entrada. O título será usada como a legenda para o instrumento quando você
abri-lo. Se desejar, você também pode entrar Instrumento
sugestão texto que será exibido quando o cursor do mouse passa sobre o menu de elogiar instrumento ou ícone (consulte
Personalizando o menu do instrumento para mais detalhes). As duas caixas de seleção são apenas para uso interno;
recomendamos que você não alterar essas configurações.

Clique Guardar desenho para salvar o seu novo desenho do instrumento usando um nome de sua escolha com o arquivo lyt extensão.

No Instrument Design Gerente janela, você verá várias guias de controle, cada um contendo diferentes tipos de controles do
instrumento. Um resumo dos tipos de controle seguintes: -

Gen : Contém controles genéricos, como uma caixa de texto, caixa de grupo e botões de ação para
melhorar a aparência do seu layout.
DMM : Contém controles e displays instrumento para o multímetro digital.
FG : Contém controles e displays instrumento para o gerador de função.
FC : Contém controles e displays de instrumentos para o contador de freqüência.
APS : Contém controles e displays instrumento para a alimentação auxiliar.

UIO : Contém controles de instrumentos e displays para as entradas / saídas universais.

DSO : Contém controles e displays de instrumentos para o armazenamento digital


osciloscópio.

ABI Electronics Ltd page 22


VPS : Contém controles e displays instrumento para o fornecimento de energia variável.

TFL: Contém controles e displays para o TestFlow instrumento.

Se você selecionar um controle clicando nele, você pode colocá-lo em seu novo instrumento, clicando na janela de instrumento em branco.
Você pode então mover, redimensionar, eliminar ou editar o controle.

Copiar um instrumento existente


Para copiar um sistema de 8 Premier instrumento existente, selecione Instrumentos> Projeto Novo Instrumento a partir do
menu.

Uma janela instrumento vazio aparece juntamente com o Instrument Design Gerente janela. Clique carga de projeto e
selecione o nome do instrumento que deseja editar arquivo. Clique Aberto
para abrir o arquivo que você deseja copiar e exibir o instrumento na tela.

Clique Guardar desenho para salvar o desenho do instrumento usando um Novo nome de sua escolha com o arquivo. lyt extensão.

Se o instrumento que deseja copiar estiver aberto, clique direito em qualquer lugar no fundo do instrumento. Quando o menu
pop-up aparece clique esquerdo desenho do instrumento para abrir o
Instrument Design Gerente, e, em seguida, siga as instruções dadas acima.

Para fazer alterações no instrumento, siga as instruções dadas na concepção de um novo instrumento.

Editar um instrumento existente


Para editar um sistema de 8 Premier instrumento existente seleccionar Instrumentos> Projeto Novo Instrumento a partir do
menu.

Uma janela instrumento vazio aparece juntamente com o Instrument Design Gerente janela. Clique carga de projeto e
selecione o nome do instrumento que deseja editar arquivo. Clique Aberto
para abrir o arquivo e exibir o instrumento na tela.

Se o instrumento que deseja editar estiver aberto, clique direito em qualquer lugar no fundo da

ABI Electronics Ltd page 23


o instrumento. Quando o menu pop-up aparece clique esquerdo desenho do instrumento para abrir o
Projeto instrumento Manager.

Para fazer alterações no instrumento, siga as instruções dadas na concepção de um novo instrumento.

Controles de edição

Você só pode editar, mover, redimensionar ou excluir um controle em um Premier instrumento SISTEMA 8 se você estiver em instrumento de
design modo. Se você acabou de carregado ou criado um instrumento, você vai
já estar em instrumento de design modo. Caso contrário, introduza instrumento de design o modo pelo

botão direito do mouse em qualquer lugar no fundo do instrumento. Quando o menu pop-up aparece, clique esquerdo instrumento
de design para abrir o Projeto instrumento Manager.

movendo Controls
Para mover um controle em um Premier instrumento SISTEMA 8, clique nele e arraste para uma nova posição usando o mouse. Uma
grade de 4 pixels será utilizada para auxiliar o alinhamento dos controlos. Você pode fazer ajustes finos para a posição usando as
teclas do cursor. Alternativamente, você pode editar o Topo
e Esquerda Propriedades na janela para especificar a nova posição do controle.

Redimensionar controles

Para alterar o tamanho de um controle em um Premier instrumento SISTEMA 8, selecione-o clicando com o mouse. Aponte para
uma borda ou canto do controle com o mouse até a pega (um símbolo de seta dupla terminou) aparece. Clique e arraste a alça
de arraste para redimensionar o controle. Uma grade de 4 pixels será utilizada para auxiliar o alinhamento dos controlos. Para
fazer ajustes finos editar o
Altura e Largura Propriedades.

Excluindo Controls
Para excluir um controle de um Premier instrumento SISTEMA 8, selecione-o clicando com o mouse. aperte o Excluir chave para
removê-lo permanentemente do instrumento.

Controles de edição

Quando você seleciona um controle clicando sobre ele, então você vai ver uma tabela de propriedades que você pode mudar
para alterar o comportamento e / ou aparência do seu desenho do instrumento. O nome da propriedade é mostrada na coluna
da esquerda, eo valor na coluna do lado direito. Você pode clicar na coluna valor para alterar o valor da propriedade só, ou
digitando um novo valor ou selecionando a partir de uma lista de seleção.

Se um controle sobrepõe outro controle, você pode especificar o ordem Z ( a ordem na qual os controles são vistos) clicando com o
botão direito sobre o controle e clicando com Enviar para trás ou Traga para frente a partir do menu pop-up. Por exemplo, se você
colocar um controle de caixa de grupo em seu layout, que pode ocultar outros controlos que já estavam presentes. Para corrigir isso,
clique com botão direito na caixa do grupo e selecione Enviar para trás para fazer os controles anteriores visível novamente

Controles instrumento Designer TestFlow


Os seguintes controles e um resumo das suas propriedades comuns estão disponíveis na guia TestFlow do Projeto
instrumento Manager.

Ao controle Função

ABI Electronics Ltd page 24


Um controle que exibe uma lista de todos os registros em um fluxo de ensaio. Um botão usado para executar
alguma ação associada com a manipulação de registros em um TestFlow.

Uma caixa de edição usado para exibir as instruções associadas com o registro TestFlow atual.

Um grupo de botões usados ​para definir o modo de execução de um TestFlow. Um controle que exibe o

resultado da comparação TestFlow. Um controle que exibe um arquivo de página web ou HTML

especificado. Um controle que exibe um determinado arquivo de documento por exemplo PDF. Um controle

que exibe um arquivo de vídeo especificado por exemplo, AVI, WMV. Um controle que altera o Play / Pause

estado / Stop de um vídeo que está atribuído.

Um controle que exibe a posição atual no vídeo ao qual ele está atribuído.

Um controle que abre uma janela de navegação permitindo que os arquivos sejam abertos em um controle ao qual ele
está atribuído.

Instrumento Designer VPS Controls


Os seguintes controles e um resumo das suas propriedades comuns estão disponíveis na guia VPS (Variable Power
Supply) da Projeto instrumento Manager.

Ao controle Função
Um botão para alternar o fornecimento ligado ou desligado.

Um indicador, representando um LED, que exibe se o fornecimento está ligado ou desligado.

Um controlo utilizada para definir os valores associados com o VPS, tais como limites de corrente.

Um indicador utilizado para indicar o valor de uma medição VPS. Um indicador, texto exibindo,
que mostra se a oferta é ligado ou desligado. Texto que descreve a especificação do VPS.

Instrumento Designer Universal entradas / saídas Controles


Os seguintes controles e um resumo das suas propriedades comuns estão disponíveis na guia UIO (Universal entradas /
saídas) do Projeto instrumento Manager.

Ao controle Função
Um controlo de deslocamento utilizado para definir o valor de um canal analógico. Um indicador,
representando um LED, que exibe o estado de um canal analógico.

Um controlo de caixa de entrada utilizado para definir o valor de um canal analógico. Um grupo de botões
utilizados para determinar se um canal analógico é uma entrada ou uma saída.

Um grupo de botões utilizados para determinar se um canal analógico é a criação / medição volts
ou amps.

ABI Electronics Ltd page 25


Um indicador utilizado para indicar o valor de um canal analógico. Um controlo de caixa de entrada
utilizado para definir o valor de um canal analógico, introduzindo um número, ou usando-se botões de
seta para cima / baixo. Um indicador, representando um LED, que exibe o estado de um canal digital.

Um grupo de botões utilizados para determinar se um canal digital, é estabelecido alto / baixo, ou seja é
ajustado para ser uma entrada.

Um indicador, texto exibindo, que mostra as configurações para um canal analógico.

Instrumento Designer Controles de alimentação auxiliar


Os seguintes controles e um resumo das suas propriedades comuns estão disponíveis na APS (Auxiliary Power Supply) guia
do Projeto instrumento Manager.

Ao controle Função
Um botão para alternar o fornecimento ligado ou desligado.

Um indicador, representando um LED, que mostra se a oferta é ligado ou desligado.

Um indicador utilizado para indicar o valor de uma medição de APS. Um indicador, texto exibindo,
que mostra se a oferta é ligado ou desligado. Texto que descreve a especificação do APS.

Instrumento Designer Controls genéricos


Os seguintes controles e um resumo das suas propriedades comuns estão disponíveis na guia genérico do Projeto
instrumento Manager.

Ao controle Função
Uma caixa de texto contendo texto livre para anotar o seu layout. Um botão usado para executar
alguma ação em uma calculadora, tais como abrir ou executar um programa FormulaPlus, ou
executar uma ação definida pelo usuário. A caixa de grupo usado para agrupar controles
relacionados em seu layout. Um botão usado para fechar um instrumento e voltar ao anterior.
Um botão associado com um arquivo de ajuda eo número de contexto. Um botão usado para
abrir um outro instrumento da atual. Um visualizador que exibe uma foto no seu layout. Uma
caixa de edição onde um programa FormulaPlus podem ser inseridos. Um visor usado para
indicar o resultado de um programa FormulaPlus. Um controle que permite que um programa
FormulaPlus predefinido para ser seleccionado. Um gráfico de barras que indica o valor
calculado por FormulaPlus em forma analógica, e é também utilizado para comparar o valor com
um alvo.

Um controlo de caixa de verificação para permitir uma comparação dentro de um TestFlow.

ABI Electronics Ltd page 26


Uma etiqueta para uma caixa de entrada calculadora.

Um visor usado para indicar os valores mínimos, máximos e médios da medição.

Instrumento Designer função controla Gerador


Os seguintes controles e um resumo das suas propriedades comuns estão disponíveis na guia FG (Função Generator) do Projeto
instrumento Manager.

Ao controle Função
Uma barra de posicionamento utilizados para definir vários valores FG, tais como a frequência, amplitude, etc.

Um indicador utilizado para indicar o valor de um ajuste FG, tais como a frequência, amplitude,
etc.
Um grupo de teclas usadas para definir a forma da onda.

Um controlo de caixa utilizado para definir se o bloqueio de frequência deve ser usado.

Um controle usado para definir a impedância do circuito ligado externamente. A tela usada para indicar os

ajustes FG. Um controle usado para definir a gama de frequências em utilização. Um indicador utilizado

para medir a saída de frequência real. Um botão usado para desencadear um impulso.

Um grupo de teclas usadas para definir o tipo de modulação.

Um botão usado para executar alguma acção no FGEN, tais como a criação de um ciclo de trabalho
pré-definida, uma configuração de varredura, etc. texto descrevendo a especificação do FGEN.

Instrumento controla Contador Designer Frequência


Os seguintes controles e um resumo das suas propriedades comuns estão disponíveis na guia FC (Frequency Counter) do Projeto
instrumento Manager.

Ao controle Função
Um indicador utilizado para indicar o valor de uma medição da FC. Um controlo para seleccionar a
gama de medição de frequência. Um gráfico de barras que indica o valor medido, em forma
analógica, e é também utilizado para comparar o valor medido com um alvo. Um controlo para
seleccionar o modo de medição, tais como a frequência, RPM etc. Um visor usado para indicar os
valores máximos e médios da medição mínimo,.

Um botão usado para limpar as estatísticas. Um controle usado para selecionar o

modo de evento freqüência ou.

Um controlo utilizado para seleccionar entre o nível de impulsos ou, quando em modo de evento. Um controle usado

para seleccionar o modo de polaridade evento. Um controle usado para selecionar a duração modo de evento.

ABI Electronics Ltd page 27


Um controle de entrada utilizado para ajustar o valor alvo e tolerâncias para o controlo de gráfico de barras.

Um botão para iniciar / parar o FC quando em modo de evento. Um botão para zerar os contadores

quando em modo de evento. Um controlo de caixa de verificação para permitir uma comparação

dentro de um TestFlow. Texto que descreve a especificação da FC.

Instrumento Designer Controls osciloscópio de armazenamento digital

Os seguintes controles e um resumo das suas propriedades comuns estão disponíveis na guia DSO (osciloscópio de
armazenamento digital) do Projeto instrumento Manager.

Ao controle Função
Um visor que mostra a forma de onda medida por DSO. Uma barra de posicionamento utilizados para ajustar o valor

de uma configuração de DSO, tais como o deslocamento no canal 1.

Um grupo de botões usados ​para selecionar o modo de aquisição. Um grupo de teclas usadas

para definir o canal de acoplamento. Um controlo utilizado para seleccionar os volts por

divisão para um canal. Um controle usado para seleccionar a fonte de disparo. Um grupo de

teclas utilizado para seleccionar a borda gatilho. Um controle usado para seleccionar a base

de tempo.

Um controlo de grade usada para exibir as medidas tomadas a partir do DSO. Um botão usado para

armazenar / formas de onda comparação clara. Um controle que exibe o resultado de uma comparação com a

forma de onda armazenada. Texto que descreve a especificação do DSO.

Um controlo para definir se um item no DSO, tais como o rastreio no canal 1, é visível ou não.

Instrumento Designer Controls multímetro digital


Os seguintes controles e um resumo das suas propriedades comuns estão disponíveis na guia DMM (Multímetro Digital) do Projeto
instrumento Manager.

Ao controle Função
Um indicador utilizado para indicar o valor de uma medição de DMM. Um grupo de teclas
utilizado para seleccionar o modo de medição. Um gráfico de barras que indica o valor medido,
em forma analógica, e é também utilizado para comparar o valor medido com um alvo. Um visor
usado para indicar os valores mínimos, máximos e médios da medição.

Um botão usado para limpar as estatísticas.

Um controle de entrada utilizado para ajustar o valor alvo e tolerâncias para o controlo de gráfico de barras.

Um controlo de caixa de verificação para permitir uma comparação dentro de um TestFlow.

ABI Electronics Ltd page 28


Texto que descreve a especificação da DMM.

TestFlow Test Manager automática


o TestFlow Test Manager automática permite que você crie seu próprio passo a passo os procedimentos de teste para
PASS automática / FALHA testes de placas ou conjuntos completos. Você pode usar uma combinação dos instrumentos
embutidos, ou mesmo projetar seus próprios instrumentos com o Instrument Design Gerente, para desenvolver um teste e
procedimento de medição para praticamente qualquer aplicação. Medições e formas de onda pode ser comparado com
valores alvo, com tolerâncias programáveis, e um resultado PASSA / FALHA obtido.
Na tela do operador
instruções, incluindo fotos, pode ser usado para orientar o operador através do procedimento.

Para cada etapa, todos configurações do instrumento, os valores de medição alvo, tolerâncias, usuário
instruções, fotos e layouts de tela são salvas em um único registro em um arquivo TestFlow. O arquivo pode conter um número ilimitado de
registros para permitir testes complexos a serem desenvolvidos. Como todos os parâmetros de ensaio são armazenadas, repetibilidade e a
consistência dos resultados de ensaio é assegurada.

Para produzir um TestFlow, você execute os seguintes passos: -

1. Criar um novo TestFlow abrindo o Gerenciador de teste automático TestFlow.


2. Editar um TestFlow existente para adicionar, copiar ou apagar registros, ou para alterar as configurações em um registro.

4. Um Degrau ou executar o TestFlow para depurar o fluxo de ensaio.

Quando você terminar de editar ou executar o seu procedimento TestFlow, feche a janela TestFlow para reverter para o
funcionamento normal.

Uma vez que um TestFlow foi criado, ele pode ser executado novamente e novamente.

Criar um procedimento New TestFlow

Para criar uma nova TestFlow, selecione File> New TestFlow a partir do menu, ou clique no ícone. Digite um nome
apropriado para o seu novo TestFlow e clique Salve •. Uma janela TestFlow Automatic Test Manager aparecerá contendo um
registro: -

ABI Electronics Ltd page 29


1. o Editar botão no Editar / Passo / Run controle já deve ser seleccionado.
2. selecionar Passo 1 clicando sobre ela e clique novamente para entrar no modo de mudar o nome (não clique duas vezes), em seguida, digite
um nome para a primeira etapa de teste.

3. Preencha o Instruções do teste campo com texto em formato livre para guiar o operador através do procedimento de teste para esta
etapa.

4. Abra os instrumentos que você deseja usar para esta etapa de teste, redimensioná-las e posicioná-los onde quiser na tela. Ou
usar o Adicionar mídia botão para adicionar rapidamente vídeos, imagens, documentos e páginas da web para este passo.

5. Ajuste todos os controles de instrumento para as configurações e faixas necessários, dependendo da natureza dos testes que
deseja executar.

6. Definir todos os valores de medição alvo. Por exemplo, você pode usar Comparar resultados de medições para salvar
multímetro e contador de freqüência medições, e você pode usar a função DSO Waveform Comparação para armazenar
formas de onda DSO.

7. selecionar arquivo> Salvar TestFlow Como a partir do menu, ou clique no ícone, para salvar o
procedimento TestFlow sob um novo nome. Digite um nome para o seu TestFlow e clique Salve •.

8. Use o Editar uma função TestFlow existente para adicionar registros adicionais, excluir registros ou registros re-ordem em
seu procedimento TestFlow.

Editar um TestFlow Existente


Para abrir um arquivo TestFlow para a edição selecione arquivo> Abrir TestFlow a partir do menu ou usar o

ícone na barra de ferramentas.

Selecione o arquivo que deseja editar e clique em Abrir. Após abrir o arquivo TestFlow, você pode alterá-lo por edição. As
seguintes funções de edição são fornecidos: -

Re-requisitar registros TestFlow


Na janela Test Manager TestFlow automática, cada registro TestFlow é representada por um ícone e o nome da etapa de
teste. O registro selecionado atualmente é realçado. Para selecionar um registro, clique sobre ele, e os instrumentos contidos
no registro será aberto automaticamente e restaurar as configurações de controle salvos anteriormente. Para alterar a ordem
dos registros com o procedimento TestFlow, você pode clicar e arrastar o registro para sua nova posição com o mouse.

Adição e exclusão de registros


Para adicionar um novo recorde TestFlow, clique no Adicionar botão. Um novo recorde em branco será adicionado ao final do arquivo,
independentemente da posição do registro selecionado no momento. Clique Excluir para remover um registro. Note que você pode inserir
um registro em qualquer lugar do arquivo, adicionando-o no final e, em seguida, arrastando-o para a posição desejada com o mouse.

Copiar um novo recorde


Para copiar um registro TestFlow, clique no cópia de botão. Uma cópia exata do registro selecionado será inserido
imediatamente após ele. Todas as configurações do instrumento, layouts de tela e texto serão idênticos.

Editar um registro individual

ABI Electronics Ltd page 30


Você pode alterar as configurações do instrumento ou layouts de tela a qualquer momento por operar os controles do instrumento de
uma forma normal. Você também pode mudar o nome do nome de registro e instruções de teste, digitando novo texto.

Salvar o arquivo modificado

Depois de alterar o arquivo TestFlow, selecione Arquivo> Salvar a partir do menu, ou usar o ícone na
a barra de ferramentas para salvar o arquivo no seu disco rígido. Recomendamos que você salve o arquivo regularmente para evitar a perda de dados,
especialmente se você está fazendo um grande número de alterações.

Executando um Procedimento TestFlow

Para abrir um arquivo TestFlow para a execução de selecione arquivo> Abrir TestFlow a partir do menu ou usar o

ícone na barra de ferramentas.

Selecione o arquivo que você deseja editar e clique Aberto. Após abrir o arquivo TestFlow, você pode fazer executá-lo manualmente
usando único piso, ou automaticamente.

Único Stepping um TestFlow


Quando a intervenção do usuário é necessária (por exemplo, para alterar clipes de teste), o TestFlow deve ser executado em degrau modo.

1. Clique no degrau botão para colocar o TestFlow em modo de pisar única.


2. Se o teste passa, uma marca verde aparece ao lado do registro TestFlow. Se o teste falhar,
uma Cruz Vermelha aparece ao lado do registro TestFlow.
3. Clique no Próximo botão para mover para o próximo registro.

Para navegar para um registro específico na TestFlow, clique no número de registro para selecioná-lo.

Executando um TestFlow automaticamente

Quando a intervenção do usuário não é necessária (exceto no início e no final do teste), o TestFlow deve ser executado no modo
automático. Isso permite que o TestFlow para executar autônoma.

1. Clique no botão Executar para iniciar a execução do TestFlow.


2. Se o teste passa, uma marca verde aparece ao lado do registro TestFlow. Se o teste falhar,
uma Cruz Vermelha aparece ao lado do registro TestFlow.
3. O TestFlow vai passar para a próxima etapa, logo que o resultado está disponível.

Gerenciador de acesso de usuário

ABI Electronics Ltd page 31


SISTEMA 8 Premier introduz o conceito de Comercial, cada uma com diferentes níveis de acesso, para controlar o acesso às
diferentes funções do software. Por exemplo, você pode configurar um usuário que pode usar o sistema para realizar testes, mas que
não tem permissão para editar ou modificar arquivos.

Quando o software é instalado há apenas um único usuário, o Administrador. o


Administrador tem acesso a todos os recursos do software. Se desejar, você pode continuar a usar o
software, desta forma, sem a criação de quaisquer usuários adicionais. Se você pretende adicionar usuários que
Recomendamos que você defina uma senha para o administrador.

Para adicionar, remover, alterar ou editar um usuário selecione Ferramentas> Acesso User Manager a partir do menu.

A partir desta caixa de diálogo, você pode realizar as seguintes operações:

Adicionar um novo usuário

Remover um Usuário Existente


Editar as configurações para um usuário existente Alterar
a Ativas Atualmente Usuário

Criando um novo usuário

Para gerenciar usuários você precisa selecionar Ferramentas> Acesso User Manager a partir do menu:

ABI Electronics Ltd page 32


Para adicionar o seu novo usuário, clique no Adicionar usuário botão. Isso abre a Níveis de acesso do usuário
caixa de diálogo:

Digite o nome desejado para o usuário e uma senha. Se você não quiser usar um
senha, deixe o em branco caixa de edição Senha.

Remoção de um usuário existente

Para gerenciar usuários você precisa selecionar Ferramentas> Acesso User Manager a partir do menu:

Para remover um usuário, selecione o usuário que você deseja remover (seu nome de usuário é destacado contra um fundo azul),
e pressione o Remover Usuário botão. Você será perguntado se você realmente deseja remover este usuário.
Se fizer isso, clique no sim botão, caso contrário, clique no Não botão.

Nota: O usuário atual deve ter a modificar Usuários privilégio para editar usuários. Se o
usuário atual não tem esse privilégio a Editar usuário botão será acinzentado.

Editar um Usuário Existente

Para gerenciar usuários você precisa selecionar Ferramentas> Acesso User Manager a partir do menu:

ABI Electronics Ltd page 33


Para editar um usuário existente, selecione o usuário que deseja editar (seu nome de usuário é destacado contra um fundo azul), e
pressione o Editar usuário botão. Isso abre a Níveis de acesso do usuário
caixa de diálogo:

Nessa caixa de diálogo você pode modificar o Usuário senha, e Níveis de Acesso concedido.

A lista de níveis de acesso disponíveis é exibida no lado esquerdo, enquanto os privilégios que o usuário realmente tem é exibido à
direita. Para alterar os níveis de acesso concedidos a este usuário, use os seguintes controles para mover os níveis de acesso
entre as duas listas:

> Adicione o selecionado função à lista de Níveis de Acesso concedido


>> Adicionar todas as funções à lista de Níveis de Acesso Concedido
< Remova o selecionado função da lista Níveis de Acesso concedido
<< Remover todas as funções da lista de Níveis de Acesso Concedido

A seleção de um usuário diferente

Para gerenciar usuários você precisa selecionar Ferramentas> Acesso User Manager a partir do menu:

ABI Electronics Ltd page 34


Para mudar para um utilizador diferente, selecione o usuário que você deseja alterar e clique no Selecionar Usuário botão.
Se uma senha não tenha sido atribuído a esse usuário, o usuário será automaticamente
fez atual, caso contrário, uma caixa de diálogo de entrada de senha será aberta:

Se, quando você clica no Está bem botão, a senha não é correto, você será informado e terá a oportunidade de inseri-lo
novamente.

O usuário atual é indicado pelo texto [ Atual] sendo anexados após o nome de utilizador. Clique no Está bem para aceitar essas
mudanças, ou Cancelar para deixar o usuário atual inalterada.

Painel frontal MIS


Este é o painel frontal do MIS:

Todos os conectores no painel frontal são conectores padrão da indústria e acomodar sondas e cabos padrão de teste.

ABI Electronics Ltd page 35


O gerador de função MIS
O gerador de função de seno MIS produz, quadrado, triângulo ou de onda de impulso simples entre 0.1Hz para 10 MHz
através de um conector BNC impedância de saída de 50 ohm no painel frontal. A amplitude, DC offset e ciclo de trabalho
podem ser ajustados. AM, FM e tipos de modulação PWM também estão incluídos, com o nível de modulação variável.
O gerador de função
contém um construído no contador de frequência, que pode ser utilizado para exibir a frequência real e para sintetizar
frequências precisos. A exibição de visualização dá uma impressão geral de forma de onda selecionada.

Para abrir este instrumento, clique no Gerador de funções ícone, ou selecione


Instrumentos> Gerador de Função a partir do menu.

Definir a forma de onda e frequência


Utilize os seguintes botões para selecionar o tipo de forma de onda: -

Clique para selecionar a saída de onda senoidal. Clique para

selecionar a saída de onda quadrada. Clique para selecionar a

saída de onda triângulo. Clique para selecionar a saída de

impulso único. Clique para acionar a saída de impulso único.

Use os seguintes controles para ajustar o ciclo da forma de onda de freqüência e dever: -

Alcance Selecione a faixa de frequência desejada com este selector.


Set Frequency Ajuste a barra de rolagem para definir a frequência de saída desejado para os escolhidos
alcance.
Ciclo de trabalho conjunto Ajuste a barra de rolagem para definir o ciclo de trabalho desejado.

Bloqueio de fase Marque esta caixa de seleção para ativar o modo de síntese de frequência em malha fechada. Note-se que de
bloqueio de fase tem uma quantidade apreciável de tempo com baixas frequências.

Use os seguintes controles para ajustar a amplitude eo deslocamento da forma de onda: -

Amplitude Ajuste a barra de rolagem para definir a amplitude de saída.


DC offset Ajuste a barra de rolagem para definir a amplitude de saída.

Selecione o modo de modulação com os seguintes botões: -

Clique para selecionar o modo de modulação de amplitude (AM). Clique para selecionar o

modo de modulação de frequência (FM). Clique para seleccionar o modo de modulação

de largura de impulso (PWM). Clique para selecionar o modo normal (sem modulação).

modulação Nível Ajuste a barra de rolagem para definir o nível de modulação.

ABI Electronics Ltd page 36


Varrendo a Frequência
O gerador de função é capaz de varrer uma frequência entre dois limites de frequência de uma forma linear ou logarítmica.
Os controles para executar esta ação estão localizados no canto inferior direito do instrumento Function Generator.

Seleccione a frequência começar a varrer a partir de então clique no A partir de botão, em seguida, selecionar a freqüência final e clique
no Para botão. Definir quantos passos estão a ser utilizados para alcançar a frequência final usando a barra de rolagem, e o tempo para
passar entre as etapas usando a barra de rolagem Hora / etapa.

Para executar uma varredura linear clique no Lin botão, ou executar uma varredura logarítmica clicando no
Registro botão. Para interromper a função Gerador de meados de varredura, clique no Pare botão.

Para varreduras mais complexas a calculadora FormulaPlus pode ser usado.

Função Gerador Connector


Este é um conector BNC padrão que gera formas de onda de frequência variável, amplitude e forma.

DC Offset: - 7.5V a + 7.5V


Amplitude: 0V a 5V
Freqüência: 0,1 Hz a 10 MHz

O MIS multímetro digital


A MIS multímetro digital é um 2 canal totalmente isolado multímetro fornecendo tensão AC e DC, funções de medição de
correntes e de resistência.

Para abrir este instrumento, clique no Multímetro digital ícone, ou selecione


Instrumentos> Multímetro Digital a partir do menu.

O multímetro fornece DC e Medição de tensão AC nos canais 1 e 2, e o canal 2 fornece além medição corrente e resistência
de medição. Todos os intervalos são comutados automaticamente. As entradas usam conectores encobriu por segurança do
operador, e compartilhar uma conexão de terra comum.
Diretamente abaixo cada exibição é uma medidor de barras analógico
o qual é utilizado para comparação de resultados de medição, e um monitor de medição Estatísticas para monitorização deriva e
estabilidade das medições.

O contador de freqüência MIS

ABI Electronics Ltd page 37


O Contador de Frequências MIS é um contador de frequência de 2 canais fornecendo frequência de contagem a partir de 2
Hz 150MHz, além de contagem de eventos e medição RPM. medição de modo recíproco garante uma medição precisa de
baixas frequências, sem a necessidade de usar tempos de porta longos.

Para abrir este instrumento, clique no Contador de frequência ícone, ou selecione


Instrumentos> contador de freqüência a partir do menu.

O canal 1 é uma entrada de 50 ohms alta frequência de medição de frequência proporcionando até 150MHz, enquanto o canal de
impedância de entrada 1M ohm 2 é concebido para frequências mais baixas e cobre toda a gama de 2 Hz a 100 MHz.

No modo de evento, o canal 2 fornece a entrada da porta para o contador de eventos, enquanto o canal 1 é usado para a contagem de
eventos.

Directamente por baixo de cada visor é um medidor de barras analógico, que é usado para comparação dos resultados de
medição, e um monitor de medição Estatísticas para monitorização deriva e estabilidade das medições.

Medição de frequência
Para medir a freqüência, defina o Modo seletor para Freqüência e ligar o sinal de entrada para qualquer canal 1 ou 2, conforme
necessário. Selecione um intervalo adequado com o Alcance interruptor.

O canal 1 é um canal de alta frequência de 50 ohm de impedância de entrada optimizada para frequências compreendidas entre 1 MHz e
150 MHz. O canal 2 é um canal 1M ohm de impedância de entrada que permite que as frequências a partir de 2 Hz a 100 MHz a ser
medido.

O resultado pode ser exibido como um Freqüência, Período ou RPM usando o Exibição interruptor. A medição é apresentado
tanto na forma digital e no gráfico de barras análogo abaixo da leitura digital. O gráfico de barras pode também ser usado para
comparar os resultados de medição, definindo valores-alvo com tolerâncias ajustáveis.

Abaixo da barra do gráfico as estatísticas de medição para a medição são apresentadas, o que dá uma indicação da
estabilidade da medição.

Contagem evento
Para contar eventos, defina o Modo seletor para Evento e ligar o sinal a ser contadas para o canal 1. O sinal de porta para a
contagem de tempo é ligado ao canal 2. A Alcance e
Exibição interruptores estão desativados.

Para iniciar a contagem de eventos, clique no Começar botão. Você pode parar a qualquer momento, clicando em Pare,
e clicando Zero pode limpar a contagem.

No modo de evento, o canal 1 do contador de frequência contará eventos externos, quando o sinal de porta externa nível TTL
está no estado lógico activo. Os seletores gatilho em e EDGE definir este estado ativo. A polaridade borda pode ser definida
como Positivo ou Negativo e pode desencadear numa
Pulso ou lógica Nível.

ABI Electronics Ltd page 38


Canal 2 irá exibir o tempo total, em segundos, durante o qual o sinal de porta externa está activa.

A contagem de evento e hora são apresentados tanto na forma digital e nos gráficos de barras analógico abaixo as leituras
digitais. O gráfico de barras pode também ser usado para comparar os resultados de medição, definindo valores-alvo com
tolerâncias ajustáveis.

Abaixo da barra do gráfico as estatísticas de medição para a medição são apresentadas, o que dá uma indicação da
estabilidade da medição.

Abaixo estão alguns exemplos dos sinais para explicar melhor o funcionamento do modo de evento:

Gatilho de pulso, polaridade positiva


E se Positivo é seleccionado em Pulso modo, o canal 1 começa a contar pulsos quando o sinal de porta externa vai para um nível
lógico alto. Quando o sinal de porta externa, eventualmente, vai para um nível lógico baixo, contagem de impulsos é interrompido.
Mesmo que o sinal de porta externa vai para um nível lógico alto novamente, não mais pulsos será contado.

Gatilho de pulso, polaridade negativa


E se Negativo é seleccionado em Pulso modo, o canal 1 começa a contar pulsos quando o sinal de porta externa vai para um nível lógico
baixo. Quando o sinal de porta externa, eventualmente, vai para um nível lógico alto, para contagem de impulsos é interrompido. Mesmo
que o sinal de porta externa vai para um nível lógico baixo, novamente, não mais pulsos será contado.

Gatilho de nível, polaridade positiva


E se Positivo é seleccionado em Nível Modo, canal 1 contagem de impulsos quando o sinal de porta externa está a um nível lógico
alto. Quando o sinal de porta externa vai para um nível lógico baixo, contagem de impulsos é interrompido.
Se o sinal de porta externa vai para um nível lógico alto novamente, pulsos será
continuará a ser contado.

ABI Electronics Ltd page 39


Gatilho de nível, polaridade negativa
E se Negativo é seleccionado em Nível Modo, canal 1 contagem de impulsos quando o sinal de porta externa está a um nível lógico baixo.
Quando o sinal de porta externa vai para um nível lógico alto, para contagem de impulsos é interrompido.
Se o sinal de porta externa vai para um nível lógico baixo novamente, pulsos será
continuará a ser contado.

Conectores contador de freqüência


Existem 2 canais para medir a frequência e ambos têm conectores BNC padrão.
Canal 1: = impedância de 50 ohms, a tensão de entrada max = 5V pico-a-pico
Canal 2: impedância = 1 M ohms, entrada max = 200 V pico a pico

O MIS Auxiliary Power Supply


O MIS fonte de alimentação fornece um poder linha de alimentação triple fixo destinado a interfaces de teste externos ou
acessórios. A fonte de alimentação fornece + 5V em 0.5A, 0.1A + 9V no e em -9V
0.1A. As saídas são trazidos para o análogo Saídas conector do painel frontal do módulo MIS.

Para abrir este instrumento, clique em Fonte de energia ícone, ou selecione Instruments
> Auxiliary Power Supply a partir do menu.

As tensões de saída e correntes para cada um dos três trilhos são exibidos nas leituras digitais.

As MIS Universal Entradas / Saídas


Os Universal Entradas / Saídas são projetados para controlar interfaces de teste externos. Quatro canais analógicos
multi-modo bidirecional e quatro canais digitais são fornecidos. As saídas são trazidos para o análogo Saídas conector do
painel frontal do módulo MIS.

ABI Electronics Ltd página 40


Para abrir este instrumento, clique no Universal I / O ícone, ou selecione
Instrumentos> Universal I / O a partir do menu.

Cada canal analógico pode ser programado para ser quer uma entrada ou saída, e pode ainda ser programado no modo de
corrente ou de voltagem. Para configurar os canais analógicos, clique nos seguintes botões: -

Configura o canal analógico em Voltagem modo. A leitura digital mostra a tensão no pino externo.
No modo de saída, a tensão na edição
caixa é a saída para o pino externo. Configura o canal analógico em Atual modo.

No modo de produção, o
atual na caixa de edição é a saída para o pino externo, ea leitura digital mostra -.--.
No modo de entrada, uma braçadeira activo é utilizado para fixar o externo
circuito de 0V, e a corrente resultante é mostrado no visor digital. Configura o canal como

um Saída. No modo de tensão, a tensão no


caixa de edição é a saída para o pino externo. No modo atual, a corrente na edição
caixa é a saída para o pino externo. Configura o

canal como um Entrada. No modo de tensão a leitura digital


mostra a tensão no pino externo. No modo corrente, uma braçadeira é activa
utilizado para fixar o circuito externo para 0V, e a corrente resultante é mostrado no visor digital.

Para ajustar a tensão de saída analógica ou atual para a configuração necessária, clique na caixa setas de rotação ou digite o
valor diretamente. A tensão de saída pode ser variado de + 9.0V para -9.0V em
etapas de 0,1V, a corrente de + 20 mA para -20mA em passos 100uA.

Cada canal digital pode ser programado para ser quer uma entrada ou uma saída. Para configurar os canais digitais, clique
nos seguintes botões: -

Configurar o canal como entrada. O LED indica o nível lógico Alto


(LED) ou baixa ( LED off). Configurar o canal como

um Alto saída.

Configurar o canal como um baixo saída.

MIS Universal entradas / saídas Connector


Este conector contém:
4 de entrada analógico / canais de saída (pinos 1 a 4) canais 4 de
entrada / saída digital (pinos 5 a 8) auxiliar da fonte de alimentação de
+ 5V saída 0.5A (pinos 15 a 16) auxiliar da fonte de alimentação + 9V
saída 0.1A (pinos 17 a 18) auxiliar PSU -9V 0.1A saída (pinos 13 a 14)
de terra digital (pino 10)

terrestres análogo (pinos 11 a 12, e dos pinos 19 a 20)

ABI Electronics Ltd page 41


MIS osciloscópio de armazenamento digital
A MIS osciloscópio de armazenamento digital (DSO) proporciona dois canais de entrada, cada um com uma largura de banda de 100
MHz e um gatilho externo. A taxa de amostragem é de 50 ms / s para sinais de disparo único, e de um modo prolongado resolução de
amostragem (modo ERS) está disponível, que se estende a taxa de amostragem para 5GS / s para sinais repetitivos.

Para abrir este instrumento, clique no Osciloscópio ícone, ou selecione


Instrumentos> Oscilloscope a partir do menu.

Aquisição
Os botões de Aquisição de determinar a maneira em que o sinal de entrada é adquirida quando um disparo ocorre. Há quatro
alternativas disponíveis:

solteiro : monomodo. Os dados são adquiridos até que ocorra um gatilho. Aquisição, em seguida, continua por um
tempo definido pelo controle do atraso de trigger, antes da aquisição pára e os dados são plotados.

Normal : Modo normal. Os dados são adquiridos como para o modo único, mas depois os dados são
plotados novas aquisições ocorrem enquanto nunca um gatilho válida ocorre. Isso continua até que o
usuário pressiona o botão Parar.
Auto : Modo automático. Os dados são adquiridos como para o modo normal, mas se nenhum disparo ocorre dentro de um
tempo pré-definido um gatilho é gerado internamente.
Pare : Pare de aquisição. Uma aquisição em andamento será abandonado.

Desencadear

O sinal de disparo é usado para produzir uma forma de onda estável no visor. O trigger Fonte, trigger de borda, de nível de
disparo, disparo de acoplamento e do atraso de trigger controles são usados ​para configurar o gatilho.

timebase
O controlo da base de tempo define o tempo por horizontal (ou seja, x-eixo) divisão que vai ser utilizado durante a aquisição de um
osciloscópio.

Controles de canal
A sensibilidade Channel, Canal Coupling e Canal offset controlos são utilizados para configurar a vertical (ou seja, do eixo Y)
parâmetros que serão utilizadas durante a aquisição de um osciloscópio.

Canal Maths
Os controles Canal Matemática são usados ​para executar operações matemáticas em formas de onda adquiridas e comparar uma
forma de onda com uma versão previamente armazenado.

medições
A grade As medições podem ser utilizados para calcular e exibir uma vasta gama de medidas na forma de onda exibida para
qualquer um dos canais automaticamente.

DSO Aquisição Modos


Dentro solteiro modo, a aquisição de dados continua indefinidamente até uma condição de disparo válido ocorre (como

ABI Electronics Ltd page 42


determinada pelos parâmetros de disparo e o sinal de disparo). Quando uma condição de disparo válida ocorre, aquisição de dados
continua até que tenha transcorrido um tempo definido pelo controle do atraso de trigger. Os dados resultante é plotado no visor
para exame. Os dados adquiridos podem ser ou dados de 100% pré-disparador, os dados pós-gatilho 100%, ou uma combinação
de ambos, dependendo da configuração de atraso do disparo. Novas aquisições só pode ter lugar se o único botão é pressionado
novamente.

Dentro Normal modo, a sequência de aquisição é idêntica à do modo único descrito acima, excepto que uma nova aquisição é
iniciado depois de os dados são apresentados. Depois de cada aquisição normal, a tela é atualizada com os dados mais
recentes.

Dentro Auto modo, a sequência de aquisição é idêntico ao do modo normal descrito acima, excepto que, se um disparador válido
não ocorrer dentro de um tempo pré-definido um gatilho vai ser gerado automaticamente internamente para assegurar que um
visor é possível. Note-se que na ERS aquisição modo automático é desativado, porque um gatilho é necessária a partir do sinal
de construir a aquisição.

finalmente, o Pare botão interrompe todas as aquisições que estão em andamento.

DSO Aliasing
Aliasing é um termo usado para descrever um fenômeno de amostragem que pode ocorrer com Digitais Os osciloscópios de
armazenamento. a teoria de amostragem de Nyquist sugere que a taxa de amostragem deve ser, pelo menos, duas vezes a frequência
da frequência mais elevada no sinal de entrada, a fim de que possa ser reproduzido em forma amostrado com a frequência correcta. Um
sinal de alta frequência que viola este critério de amostragem (sob amostrado) pode resultar em um sinal de frequência mais baixa a ser
exibido (ver figura abaixo). Isso pode enganar até mesmo o usuário mais experiente. Note-se que como a velocidade de varrimento
(base de tempo) é reduzida a taxa de amostragem começa a reduzir, o que significa que mesmo sinais de baixa frequência podem
causar aliasing se a configuração de base de tempo é muito baixo.

É importante que o usuário tem alguma idéia sobre o que o sinal a ser exibido é, e qual o conteúdo de frequência que
esperar. Definir a base de tempo apropriado para a forma de onda esperada ajudará a eliminar problemas com aliasing.

Tente ligar a base de tempo para um ajuste mais rápido (o aumento da taxa de amostragem) para verificar se um sinal de frequência mais
elevado está presente. Muitas vezes, as formas de onda alias parece à deriva em toda a tela como se eles não são acionados
corretamente, e esta é outra maneira de avaliar se uma forma de onda é alias. Finalmente, a medição da frequência da forma de onda de
entrada (se repetitivo) utilizando o contador de frequência vai permitir ao utilizador determinar se os critérios de Nyquist é violado,
resultando em serrilhado.

Medidas DSO automáticas


A grade As medições podem ser usadas para selecionar uma ampla gama de medições automáticas que são executadas em
forma de onda exibida. Clique na palavra Selecionar na coluna 1 no grid

ABI Electronics Ltd page 43


e selecionar o parâmetro desejado para medir a partir da lista de seleção exibida. Em seguida, clique no canal da coluna 2 e
seleccionar o canal desejado a medir. O resultado será exibido na coluna 3. Para remover uma medida que não houver mais
necessidade, selecione Nenhum na lista de seleção de medição.

Note-se que para algumas medições é necessário um certo tipo de forma de onda. Por exemplo, para medir o período exige uma
forma de onda com, pelo menos, um ciclo completo, e para medir o tempo de subida exige uma forma de onda acima de uma certa
amplitude mínima. Se, por alguma razão, um determinado
medição não pode ser calculado, o símbolo "---" é exibido na grade de medição.

A seguir está uma lista das medições automáticas disponíveis, juntamente com uma breve descrição e fórmula mostrando
como eles são calculados. Note-se que algumas medidas são directamente medido a partir da forma de onda (por exemplo,
base, RMS), enquanto outros (por exemplo, amplitude de pico a pico) são calculados a partir de outras medições:

Base: A baixa tensão dominante de um impulso ou de forma de onda quadrada, ignorando Undershoot. Para formas de
onda com nenhum nível dominante (por exemplo, formas de onda de seno ou triângulo), este é o mesmo que o
pico de base.

Topo: A alta tensão dominante de um impulso ou de forma de onda quadrada, ignorando ultrapassagem. Para
formas de onda com nenhum nível dominante (por exemplo, seno ou ondas triângulo), este é o mesmo que
o Pico Top.
Peak Base: A mais baixa tensão da forma de onda, independentemente da sua forma.

Top Peak: A tensão mais elevada da forma de onda, independentemente da sua forma.

Amplitude: Top - Base.


Pico a pico: Top Peak - Peak Base.
Significar: Soma de todas as tensões / 250 (Há 250 pontos por aquisição).
Média cíclico: Soma de todas as tensões dentro de um número integral de ciclos / número total de pontos dentro deste
número de ciclos (desde que uma forma de onda periódica é detectada).

RMS: raiz quadrada da soma dos quadrados de todas as tensões / 250 (Há 250 pontos por aquisição).

RMS cíclicos: A raiz quadrada da soma dos quadrados de todas as tensões dentro de um número integral de ciclos
/ número total de pontos dentro deste número de ciclos (desde que uma forma de onda periódica é
detectada).
overshoot: 100% * (Top Peak - Top) / Amplitude.
undershoot: 100% * (Base - pico de base) / amplitude.
Crest Factor: Pico a pico / 2 * RMS cíclicos (desde que uma forma de onda periódica é detectada).

V Resolução: Resolução de medições de tensão nesta gama V / div.


Contagem de ciclo: Número de ciclos completos detectados na aquisição.
Período: O tempo total entre os pontos de amplitude 50% em sucessivas subida ou na descida de uma forma de
onda de contagem / Ciclo cíclico (desde que uma forma de onda periódica é detectada).

Freqüência: 1 / Período.

Tempo de subida: O tempo total entre os pontos de amplitude de 10% e 90% sobre o aumento bordas /

ABI Electronics Ltd page 44


Número de aumento bordas.

Tempo de outono: O tempo total entre 10% e 90% de pontos de amplitude em queda bordas / Número de queda
bordas.
Largura positiva: O tempo total entre os pontos de amplitude 50% em impulsos positivos (subindo então
flanco descendente) / Número de impulsos positivos.

Largura negativa: O tempo total entre os pontos de amplitude de 50% sobre pulsos negativos (caindo em seguida,
o flanco ascendente) / Número de impulsos negativos.

Slew positiva: diferença de tensão entre 10% e 90% de pontos de amplitude sobre o flanco ascendente / Tempo
diferença entre estes pontos.
Slew negativo: diferença de tensão entre os pontos de amplitude 10% e 90% na subida do sinal
/ Diferença de tempo entre esses pontos.
Largura de banda: 0,35 / Tempo de ascensão. Esta fórmula é válida apenas para um sistema de primeira ordem (isto é, sem
excesso de um flanco ascendente) e pode ser usado para dar uma estimativa muito aproximada da largura de
banda do sistema.

Ciclo de trabalho: 100% * Alta Largura de Pulso / Período.

Resolução T: Resolução de medições de tempo neste intervalo de tempo / div.

DSO Canal Coupling


o canal Coupling comutador determina a maneira pela qual o sinal de entrada para o osciloscópio está acoplado. Há três
posições:

DC Coupling. O sinal de entrada é acoplado em DC.

acoplamento AC. O sinal de entrada é acoplado em AC. componentes de frequência abaixo de cerca de 10 Hz
será atenuado, e componentes DC será bloqueado completamente. Chão.
O sinal é internamente ligado à terra. A entrada BNC
conector torna-se circuito aberto.

DSO Canal Maths


Os controles Canal Matemática permitem realizar uma série de operações matemáticas em forma de onda (s) adquirido. Há
dois conjuntos de controlos, um para cada canal, permitindo funções matemáticas independentes para cada canal:

Forma de onda Comparação Isto permite uma forma de onda a partir de um circuito bom conhecido para ser armazenada como
uma referência. Outra forma de onda pode, então, ser comparado contra ele utilizando as
tolerâncias programáveis.

DSO Canal offset


O canal de controlo Deslocamento adiciona um deslocamento para o sinal de entrada CC ajustável para permitir que seja movida
verticalmente no visor. A gama de ajustamento é de +/- 4 divisões, por isso na gama de 1V / div, por exemplo, a posição de solo
do traço pode ser ajustado na gama de +/- 4V.

Este controlo permite que as formas de onda que não são simétricas em torno do solo (por exemplo, sinais digitais que
interruptor na gama 0V a 5V) para ser exibido com a resolução máxima possível.

DSO Sensibilidade Canal

ABI Electronics Ltd page 45


O canal de controlo de sensibilidade define a sensibilidade vertical do osciloscópio em volts por divisão vertical.
Se você estiver usando uma sonda x1, a sensibilidade vertical pode ser ajustado de
20mV por divisão de 2V por divisão. Usando uma sonda x10 irá alargar esta gama até 20V por divisão.

Modo ERS DSO


Para as configurações de base de tempo de 0.2us / div e mais rápido, o osciloscópio utiliza Extensão resolução de amostragem para
adquirir uma forma de onda de alta velocidade com mais resolução do que a taxa de amostragem de um único tiro normal (50ms / s)
permitirá. Isto é conseguido através da colheita de amostras repetidas de uma forma de onda repetitiva e intercalação as amostras
utilizando hardware e software proprietário para reconstruir a forma de onda original. Com esta técnica, são possíveis taxas de
amostragem eficazes de até 5GS / s com resolução de temporização de 200ps.

Para uma forma de onda estável no modo ERS, um gatilho altamente estável é necessário, e a forma de onda deve-se ser
altamente estável com oscilação mínima de temporização ou ruído. Se algum destes
não estão reunidas as condições, a forma de onda ERS reconstruído aparecerá barulhento. A facilidade média da forma de onda pode ser
usado para recuperar algumas informações.

Note-se que uma aquisição ERS de um sinal de baixa frequência vai levar um longo tempo para construir, porque são necessários
um grande número de aquisições anteriores a forma de onda resultante pode ser exibido.

DSO Timebase
o timebase controle define o tempo por divisão horizontal que será utilizado durante a aquisição. Uma base de tempo rápido permite que a
informação em torno do ponto de disparo para ser exibido em pormenor, enquanto que uma base de tempo lento permite que uma porção
maior da forma de onda a ser exibida, mas com menor detalhe. Normalmente, uma base de tempo rápido é utilizado para adquirir sinais de
alta frequência uma vez que as taxas de amostragem mais elevadas (mais pontos) são necessárias para reconstruir a forma de onda no
visor.

O controle timebase define o tempo por divisão para ambos os canais. O tempo de base pode ser definido pode ser definido entre
5 ns e 5 segundos por divisão.

A taxa de amostragem para aquisições único tiro é 50ms / s, mas para configurações de base de tempo de modo ERS 0.2us / div ou mais rápido é
selecionado para dar uma melhor resolução para examinar os sinais de alta velocidade. Observe que o controle timebase determina também,
indiretamente, a taxa de amostragem. A taxa de amostragem deve ser alta o suficiente para se adequar a forma de onda que está sendo adquirido,
caso contrário Aliasing irá ocorrer.

DSO Gatilho
o Desencadear função é usada para controlar a aquisição de assegurar que uma exibição estável é obtida mostrando a parte
desejada da forma de onda na tela. Isto é conseguido por desencadeadora num nível de voltagem determinado do sinal de
entrada de disparo, e utilizando este ponto no tempo como uma referência para controlar a aquisição

Use o controle de disparo Source para selecionar a fonte do sinal de disparo, eo gatilho de Borda para especificar a borda ativa para
acionar. O acoplamento do sinal de disparo pode ser ajustado com o controle de disparo de acoplamento. Finalmente, use o nível
de disparo e do atraso de trigger controla para completar a configuração de disparo.

DSO Gatilho Coupling

ABI Electronics Ltd page 46


o Acoplamento de trigger controle é usado para selecionar uma das quatro opções para melhorar provocando em formas de onda ruidosas ou
compostos, ou em formas de onda com grandes deslocamentos DC. As quatro opções de acoplamento são:

O filtro CC deixa o sinal de disparo e inalterado é a configuração mais utilizada.

O filtro de CA está concebido para remover a componente DC do sinal de disparo, por exemplo uma forma de onda que
tem um desfasamento de DC, tais como ondulação de uma fonte de alimentação DC. o Low Frequency Rejeitar filtro
atenua os componentes de frequência baixa (abaixo de cerca de 3,5kHz), incluindo DC, a partir do sinal de disparo. Por
exemplo, isto poderia ser usado para accionar em um sinal de alta frequência, o qual também contém alimentação (50 /
60Hz) ondulação. o High Frequency Rejeitar filtro atenua os componentes de alta frequência (acima de cerca de 3,5kHz)
a partir do sinal de disparo. Por exemplo, isto poderia ser usado para accionar a rede eléctrica (50 / 60Hz) cascata sobre
um sinal que também contém o ruído de alta frequência.

DSO do atraso de trigger

o do atraso de trigger controlo define a quantidade de dados pré-disparador (ou seja, os dados adquiridos antes de o gatilho), o qual é
mostrado no mostrador. Definir o atraso do disparo de zero (extremo esquerdo) faz com que os dados apenas após o ponto de disparo
sendo exibido (dados 100% pós-disparo). Definindo atraso máximo gatilho resultados (à direita) em extremos dados apenas antes do ponto
de disparo para ser exibidos (dados 100% pré-disparador). Definir o atraso para um valor intermédio resultados numa combinação de
ambos, dependendo da configuração de atraso do disparo.

DSO trigger de Borda

o trigger de Borda controle permite o osciloscópio para disparar em qualquer um ou em queda flanco ascendente (positivo)
(negativo). A posição real na borda pode ser ajustado em combinação com o controlo do nível de disparo. The Trigger de Borda
pode ser um dos seguintes procedimentos:

Desencadeia a um flanco ascendente (positivo). Desencadeia

em uma borda de descida (negativo).

DSO nível de disparo

o Nível de desencadeamento controlo define o nível de tensão em forma de onda do gatilho no qual o gatilho ocorre. O gatilho
vai ocorrer quando a forma de onda faz uma transição através deste nível de tensão no sentido definido pelo controlo de disparo
de borda. A tensão de nível de disparo é mostrado no visor ao lado do controle do nível de disparo.

Para o disparo DC ( DC, HF rejeitar) e CH1 / CH2 configurações gatilho fonte, um marcador é mostrado no mostrador para
mostrar a posição aproximada do gatilho em forma de onda.
Para gatilho AC ( AC, LF rejeitar) ou a fonte EXT definições de disparo, o marcador não é exibida porque a forma de onda
pode ter um DC desconhecido offset.
Para o gatilho FG configuração da fonte, o nível de disparo é internamente fixo e não pode ser modificada.

DSO Gatilho Fonte


o trigger Fonte é geralmente definida como CH1 ou CH2. o Externo gatilho é na maioria das vezes

ABI Electronics Ltd page 47


utilizado quando se deseja usar os dois canais do osciloscópio a olhar para os sinais que são intermitentes ou difíceis de
acionar. Por exemplo, quando se olha para as linhas de dados do microprocessador que não são repetitivos e difícil de
observar, o relógio do sistema ou ler linha / escrita pode ser utilizada como um gatilho, ligando-o para a entrada EXT.
Se você estiver usando o gerador de função,
você pode definir a fonte de gatilho para FG para accionar automaticamente o DSO a partir do gerador de funções.

Note-se que quando se utiliza a fonte FG gatilho o nível de disparo é fixo internamente e não pode ser ajustado.

DSO Waveform Comparação


Com esta função, uma forma de onda bom conhecido pode ser armazenado e utilizado como uma referência. Uma forma de onda adquirida pode,
então, ser comparado com ele e uma aprovação / reprovação resultado, usando tolerâncias de voltagem e de tempo ajustáveis, podem ser
exibidos.

Os seguintes botões são usados ​para controlar a função de comparação:

Clique nesse botão para armazenar a forma de onda para o canal que deseja. A forma de onda exibida
atualmente será salva na memória interna, e um envelope será exibido no display que representa a forma de
onda salva com as tolerâncias programadas.

Clique nesse botão para ajustar as tolerâncias de comparação. Você pode então ajustar a tolerância de
tensão, a tolerância de tempo ea aprovação / reprovação limiar comparação percentual. O envelope ajusta
para mostrar o efeito das alterações para as tolerâncias.

Clique nesse botão para limpar a forma de onda e desativar a comparação.

A percentagem (medido em termos do comprimento total do traçado) da forma de onda que se situa no interior
do invólucro é calculado e exibido. O resultado é exibido em qualquer vermelho (falha) ou verde (passe),
dependendo da configuração da aprovação / reprovação tolerância.

MIS osciloscópio de armazenamento digital Conectores

O DSO tem 2 canais de entrada e um sinal externo, todos com conectores BNC padrão.

MIS multímetro digital

DMM medição atual


Para medir corrente, selecione DC ou AC, conforme necessário e anexar suas sondas em série com a corrente a ser medida
ao Amps soquete e comum. O medidor de corrente permite que correntes de até 1A AC ou DC a ser medido. O sistema é
protegido por um fusível acessível a partir do painel frontal.

O actual é apresentado tanto na forma digital e no gráfico de barras análogo abaixo digital

ABI Electronics Ltd page 48


Leia. O gráfico de barras pode também ser usado para comparar os resultados de medição, definindo valores-alvo com
tolerâncias ajustáveis.

Abaixo da barra do gráfico as estatísticas de medição para a medição são apresentadas, o que dá uma indicação da
estabilidade da medição.

medições de corrente alternada são verdadeiros RMS mas a precisão máxima é obtida com formas de onda senoidal. RMS
conversores verdadeiros têm uma característica de descarga lenta que pode causar erros na medição uma pequena corrente AC
imediatamente depois de medir um grande. Certifique-se de permitir tempo suficiente, nestas circunstâncias, para que a leitura
estabilize.

Atenção: Não deixe a sua sonda conectada à Amps tomada depois de fazer uma medição. Você pode inadvertidamente
causar danos se você mais tarde tentar medir a tensão com a sonda na Amps socket.

Medição da resistência de DMM


Para medir a resistência, anexar suas sondas para o canal 2 e comum. O multímetro tem sete intervalos como se segue.
Todas as faixas são trocados automaticamente:

Alcance Máximo Resolução


1 10R 10RM
2 100R 100mR
3 1k 1R
4 10k 10R
5 100k 100R
6 1M 1k
7 20M 10k

A resistência é apresentado tanto na forma digital e no gráfico de barras análogo abaixo da leitura digital. O gráfico de barras
pode também ser usado para comparar os resultados de medição, definindo valores-alvo com tolerâncias ajustáveis.

Abaixo da barra do gráfico as estatísticas de medição para a medição são apresentadas, o que dá uma indicação da
estabilidade da medição.

Medição de tensão DMM


Para medir a tensão, selecione DC ou AC, conforme necessário e anexar suas sondas para o canal desejado e comum. O
multímetro tem três intervalos como se segue. Todas as faixas são trocados automaticamente:

Alcance Máximo Resolução


1 2V 100uV
2 20V 1mV
3 400V 10mV

A tensão é apresentado tanto na forma digital e no gráfico de barras análogo abaixo da leitura digital. O gráfico de barras
pode também ser usado para comparar os resultados de medição, definindo valores-alvo com tolerâncias ajustáveis.

ABI Electronics Ltd page 49


Abaixo da barra do gráfico as estatísticas de medição para a medição são apresentadas, o que dá uma indicação da
estabilidade da medição. medições de corrente alternada são verdadeiros RMS mas a precisão máxima é obtida com formas
de onda senoidal. RMS conversores verdadeiros têm uma característica de descarga lenta que pode causar erros na
medição uma pequena voltagem AC imediatamente depois de medir um grande. Certifique-se de permitir tempo suficiente,
nestas circunstâncias, para que a leitura estabilize.

MIS multímetro digital Conectores


Esses conectores de 4 mm envolta aceitar envolta cabos de teste.

Estatísticas de medição
As informações estatísticas fornece informações sobre a estabilidade, tração e tendências para os valores de medição
multímetro ou contador de freqüência digital. As seguintes funções são fornecidas:

O valor mais alto medido vez que as estatísticas foram apuradas o valor médio medido para o número de
amostras colhidas vez que as estatísticas foram apuradas

O valor mais baixo medido vez que as estatísticas foram apuradas O número de medições

realizadas vez que as estatísticas foram apuradas

Ao clicar neste botão irá repor as estatísticas. Eles também será reposto automaticamente quando mudar de
modo de medição.
Se um valor inválido é medida (por exemplo, tensão acima 400V, resistência acima 20M ou frequência fora da gama), as
estatísticas irá suspender a actualização e retomará uma vez uma medição válida é obtido.

O painel frontal BFL


Este é o painel frontal BFL:

O identificador CI BFL
O IC Identificador BFL permite CIs desconhecidos para ser identificada sem digitar um número da peça.

ABI Electronics Ltd página 50


Para abrir este instrumento, clique no Identificador IC Digital ícone, ou selecione
Instrumentos> Identificador IC Digital a partir do menu.

IC Tamanho

O usuário deve selecionar o tamanho do IC a ser identificado. Isto é conseguido utilizando o IC Tamanho
caixa de lista. A caixa de lista contém os tamanhos de todos os ICs na biblioteca identificador.

Tipos de circuito

O usuário pode selecionar um em-circuito ou out-of-circuito teste. O teste de out-of-circuito requer um adaptador de out-of-circuito especial
(contacte o seu revendedor para mais detalhes)

Start / Stop Buttons


pressionando o Começar botão irá iniciar o processo de identificação. pressionando o Pare botão irá abortar o instrumento identificador a
qualquer momento durante o teste.

Identificador de Resultado do Teste

Quaisquer dispositivos identificados e suas funções são listados na caixa da lista de resultados. Além disso, dispositivos equivalentes estão listadas.

Encontrado CIs

O número total de dispositivos identificados durante o teste é apresentado na caixa Encontrado do IC. Este é atualizado
continuamente como o teste prossegue.

identificador Progress

Devido ao grande tamanho da biblioteca de identificador, o teste identificador pode estar em andamento um tempo considerável.
A medida em que o teste foi pesquisada através da biblioteca é indicado em uma barra de estado percentagem na parte inferior
do ecrã. Inicialmente, este irá indicar 0% completa.
À medida que o teste progride, a figura apresentada vai aumentar para 100% (indicando conclusão). Isto também é indicado
graficamente por uma barra azul que se move para a direita da tela, como o teste progride.

Estado identificador

O estado do instrumento identificador é indicada como segue:

pronto : O instrumento está pronto para começar


Procurando : O instrumento está à procura
Completo : A identificação é completa
Parado : O instrumento foi parado

Mais do que uma parte pode ser encontrada para ser equivalente ao dispositivo sob teste. Isto é geralmente devido a configuração do
PCB e compatibilidade pino IC.

Se há peças são identificadas, o dispositivo em teste pode não estar na biblioteca identificador ou o dispositivo pode estar com defeito.
Alternativamente, os factores, tais como ligação de grampo de teste, a falta de um grampo de terra e falha para desactivar os circuitos de ligação
pode fazer com que partes de não ser identificados.

ABI Electronics Ltd page 51


Nota: O equipamento IC identificador pode causar backdriving prolongado de componentes. Por favor, tome medidas para evitar esta
desativando dispositivos conectados por remoção ou usando saídas BDO para desativá-los. CIs lineares são particularmente
susceptíveis; por conseguinte, assegurar que o equipamento IC identificador é utilizado apenas em ICs digitais.

O gerador de teste gráficos BFL


a BFL Gerador de teste gráfica permite que os canais digitais BFL para ser utilizado para produzir uma sequência de temporização e
respostas do monitor.

Para abrir este instrumento, clique no Digital Generator Teste Graphical ícone, ou selecione Instrumentos>
Digital Generator Teste Graphical a partir do menu.

O número de canais (256 máximo), o número de padrões (230 máximo) e o tipo de sinal são configuráveis. Cada canal é
representado por um número que é apresentado em baixo no lado esquerdo do instrumento. Estes números referem-se ao
número do canal físico real no conector frontal. O número padrão é exibido no topo da tela, sob os botões de instrumento.

Alterar números de canais, Nomes e Tipos


Para alterar um canal número, nome ou tipo, clique no cursor do mouse sobre o nome do canal apropriado. Uma caixa verde
vai em seguida, destacar esse canal.

Se o mouse é clicado duas vezes em um canal, uma caixa de edição de canal será exibido. Isto permite ao utilizador alterar o
número, o nome e o tipo de canal. Se dois canais
conter o mesmo número, uma mensagem de erro será exibida ao tentar executar a seqüência.

Criação de uma seqüência temporal

Qualquer sequência de tempo pode ser simulado, utilizando os níveis alto e baixo. Os altos e baixos níveis são gerados ou
usando o cursor do mouse e clicar duas vezes em um padrão de traço ou usando as teclas do teclado " 0" ( Unidade Baixo), " 1" ( Unidade
alta)," X"( Não me importo), " EU" ( Sense Baixo), " M"( Nível Médio) e " H"( Sense alta). Uma caixa verde vai em seguida, destacar a
parte do traço que está sendo editado.

O estado actual do traço será exibido como um 0 ( Unidade Baixo), 1 ( Unidade alta), X ( Não me importo), EU ( Sense Baixo), H ( Nível
Médio) e H ( Sense alta). Clicando duas vezes sobre este nível irá alterná-la para o próximo estado.

Canais definidos como saídas a partir do sistema (entradas para a unidade em teste) pode ser programado como seja 0 ( Unidade
Baixo) ou 1 ( Conduzir alta). Canais definidos como entradas para o sistema (saídas da unidade em teste) pode ser programado
como L (com sentido de baixo), H ( Nível médio), H ( Sense alta) ou X ( Não me importo). Canais definidos como bidirecional pode
ser programado para qualquer um dos estados.

ABI Electronics Ltd page 52


Salvar Botão
Uma vez que um traço foi criado, ele pode ser salvo em um arquivo pressionando o Salve • botão. Uma janela será exibida,
solicitando um nome de arquivo. Digite um nome de arquivo ea sequência será salvo sob esse nome, com a extensão. PAT.

Saiba Botão
Uma vez que as saídas necessárias do sistema ter sido programado, é possível aprender a resposta das entradas
pressionando o Aprender botão.

Botão aberta
o Aberto botão abre e carrega um arquivo salvo anteriormente. Será apresentada uma caixa e todos os arquivos .pat disponíveis serão
exibidos. Escolha um arquivo e pressione OK para carregá-lo.

Botão executar

o Corre botão começa a seqüência lógica, tal como definido pelos traços. A sequência de impulsos de alta e baixa é a saída
para o conector frontal no módulo de BFL. Os indicadores de PSU e saídas mostrar quando a fonte de alimentação BFL é
ligado e quando os canais de saída está a ser conduzido.

Botão Clear
o Claro botão irá limpar quaisquer alterações feitas aos traços, e irá definir todos os vestígios de volta a um estado de baixo. Todos os
nomes e números dos canais são definidos de volta ao seu estado original (default).

Botão Setup
o Configuração botão permite ao utilizador configurar o número de canais utilizáveis, padrões, níveis de limite de teste e se a
fonte de alimentação e saídas devem ser desligados no final do teste.

Botão excluir
o Excluir botão irá excluir uma linha ou coluna, dependendo de qual parte do traço é realçado.
Se um nome de canal é realçado e o botão delete é pressionado, a inteira
canal seleccionado é eliminado. Se um ponto particular de um traço (uma célula) é destacada e o
excluir botão é pressionado, então essa coluna em todos os canais serão apagados.

Botão Inserir
o Inserir botão irá inserir uma linha ou coluna, dependendo de que parte do traço é realçado.
Se um nome de canal é realçado e o botão de inserção é pressionada, um novo canal
e rastreio será inserido directamente antes de o canal seleccionado. Se um ponto específico de um traço
(Uma célula) é destacada e o botão de inserção é pressionado, uma nova coluna é inserida em cada canal directamente antes da
célula seleccionada.

A BFL IC vivo Comparação


a BFL IC vivo Comparação função permite que duas placas idênticas a ser alimentado e comparado ao mesmo tempo.

ABI Electronics Ltd page 53


Para abrir este instrumento, clique no Digital IC vivo Comparação ícone, ou selecione Instrumentos>
Digital IC vivo Comparação a partir do menu.

Um dos métodos mais eficientes para reparar uma PCB é comparar uma placa suspeito com uma placa boa conhecida.
diferenças destacadas entre as placas pode levar rapidamente a diagnóstico de falhas. O instrumento IC vivo Comparação
permite uma placa suspeito de ser comparado diretamente com uma boa placa conhecida ou Conselho de Ouro.
Em um sistema 128 de canal, o suspeito
dispositivo é cortado por canais de 1 a 64 e o mestre de canais de 65 a 128. Em um 256
sistema de canal, o dispositivo suspeito é cortado por canais de 1 a 128 e o mestre de canais 129 a 256.

Botão parte
o Parte botão é usado para selecionar a parte que você deseja testar. Quando pressionado, você é apresentado com uma caixa que lhe permite
selecionar a parte que você deseja testar para a biblioteca apropriada. Para mais informações sobre como selecionar uma parte, consulte
Seleção Part para teste.

Botão Setup
o Configuração botão é usado para configurar os parâmetros de teste. Nos parâmetros de teste Configuração
caixa, é possível configurar um teste particular com a exigência do IC em teste. As tolerâncias utilizadas na comparação da
característica de VI e os testes de tensão também pode ser seleccionado.

Botão de início

o Começar botão irá executar os testes que foram ativados em Setup caixa Parâmetros de teste utilizando os parâmetros
configurados. Se nenhuma parte tenha sido carregado, a mensagem
Nenhuma parte Loaded é exibida e nenhum teste será executado. Quando o 'IC vivo Comparação foi iniciado, o dispositivo
principal e o dispositivo suspeito são ambos testados e as suas assinaturas de teste resultantes são comparados.
Quaisquer diferenças entre as duas assinaturas de teste será
em destaque.

Botão de parada

o Pare botão irá parar qualquer teste que está sendo executado. Isso só vai normalmente se aplicam quando a execução de testes em
um dos modos de loop.

Botão análise
o Análise botão exibe a caixa de diálogo Análise de Informação que inclui informações resultado de teste estendido (se
nenhum teste foi executado este botão fica inativo).

IC / DV-I Botão
Este botão alterna (interruptores) entre a tela tabela verdade de teste (IC diagrama) ea exibição de teste Digital VI (DV-I). O
texto no botão indica que exibição do resultado é mostrado atualmente. Todas as cores correspondentes ao traço DV-I pode
ser configurado usando a função Cores Select DV-I Trace.

Actual Botão / Master


o Real botão é utilizado para activar a exibição do resultado actual entre o real (dispositivo sob teste) e o principal (dispositivo
de ouro). A assinatura Mestre espera do dispositivo

ABI Electronics Ltd page 54


pode ser visto, alternando o botão 'Actual / Master' para mostrar 'Master'. O visor pacote do mestre e o resultado real deve
ser visto separadamente. Os nomes do pacote pin será destacado em vermelho se existem diferenças de comparação nos
pinos individuais. O mestre DV-I característica vai ser exibido em verde e sobreposto sobre o rastreio real da placa de
corrente, o qual é apresentado a amarelo. Todas as cores correspondentes ao traço DV-I podem ser configurados.

Os << e <Botões
Ao visualizar DV-I traça a << e <botões estará ativo. Se existem muitos vestígios DV-I
na tela (até 8), em seguida, no botão << pode ser usado para exibir o conjunto anterior de vestígios. E se

de ter ampliado em um único traço, o botão <pode ser usado para selecionar o traço completo anterior.

Os >> e>
Ao visualizar DV-I traça a >> e> estará ativo. Se existem muitos vestígios DV-I
na tela (até 8), em seguida, no botão >> pode ser usado para exibir o próximo conjunto de traços. Se vocês

ter ampliado em um único traço, o botão> pode ser usado para selecionar o próximo traço cheio.

VI resultado de comparação

Em cada um dos DV-I exibem caixas, um valor percentual é exibido que indica o resultado da comparação DV-I para cada
pino particular. A figura indica o grau de similaridade entre todos os pontos da característica principal e aqueles no pino
correspondente do dispositivo sob teste. A figura percentagem inferior 95% é considerado uma comparação ruim, eo resultado
percentual será exibido em vermelho para indicar isso. A tolerância desta comparação pode ser selecionado na caixa de
diálogo de configuração. selecionando o Actual / Master

botão para mestre irá exibir tanto o mestre DV-I característica (a verde), e a DV-I característicos obtido a partir do bordo em
teste (em amarelo). Todas as cores correspondentes ao traço DV-I podem ser configurados.

A BFL Curto Locator


a BFL Locator curta permite curto-circuitos a ser localizado a uma proximidade muito perto.

Para abrir este instrumento, clique no Locator curta ícone, ou selecione


Instrumentos> Locator Curto a partir do menu.

Este instrumento requer um conjunto de sondas em separado contendo sondas de vermelho e preto. Este se conecta ao conector
BDO 10 caminho no painel frontal BFL. O instrumento usa uma técnica de medição de baixa resistência de 4 fios para permitir a
localização de um curto-circuito numa PCB para ser encontrada.

Nota: A presença das sondas curtas Locator irá interferir com os resultados do teste do dispositivo de teste IC, IC vivo
Comparação e instrumentos IC identificador. Certifique-se de que as sondas são removidos quando não estiver usando o
instrumento Curto Locator.

Quando uma baixa resistência é medida entre as duas sondas, um tom é gerado pelo orador PC e as sondas no ecrã mover
para a direita da tela. Como as sondas tornar-se mais perto da fonte do curto-circuito, a resistência medida diminui. Isto é

ABI Electronics Ltd página 55


indicado por um passo maior, e também por as sondas indicadas que se deslocam mais para a direita da tela.

Alcance

Isto selecciona a sensibilidade escala de medição de resistência. Os intervalos são os seguintes:

0,1 Ohm : 0,0 ohms a 0,1 ohms


1,0 Ohm : 0,0 ohms para 1,0 ohms
2,0 Ohm : 0,0 a 2,0 ohms ohms

Tom
Isto proporciona uma indicação de áudio da resistência medida entre as sondas curtas localizador. Isso permite que o usuário
se concentrar em seguir pistas do PCB sem a necessidade de olhar para o visor. O tom pode ser transformado Em ou Fora movendo
o controle deslizante. O status tom é indicado no texto e imagem ao lado do controle.

Mensagens de erro

Se a resistência medida é maior do que a escala total do intervalo seleccionado a mensagem


TRANSBORDAR será exibido. Se as pontas de prova não são ligados ou danificado, o
mensagem SONDAS! será exibido.

O IC Tester BFL
O IC Tester BFL permite CIs a ser testado em várias formas sem removê-las da placa de circuito impresso (PCB).

Para abrir este instrumento, clique no Tester IC Digital ícone, ou selecione


Instrumentos> Tester IC Digital a partir do menu.

Antes de uma IC pode ser testado, uma parte tem de ser seleccionada. A parte atualmente carregado será exibido na caixa
diretamente à esquerda do botão Part. Se a mensagem Sem Parte Loaded é
exibido aqui, você não será capaz de executar todos os testes. Você deve selecionar uma peça antes de um teste pode ser
realizado. A placa em teste terá de ser alimentado a partir da fonte externa BFL (se a energia é requerida pelo ensaio).
Se uma fonte de alimentação separada é usado, o chão DEVO estar
ligada ao terminal de aterramento BFL.

Botão parte
o Parte botão é usado para selecionar a parte que você deseja testar. Quando pressionado, você é apresentado com uma caixa que
lhe permite seleccionar parte de testar e o Tipo de Teste para a biblioteca apropriada.

Botão Setup
o Configuração botão é usado para configurar os parâmetros de teste. Nos parâmetros de teste Configuração
caixa, é possível configurar um teste particular com a exigência do IC em teste.

Botão de início

o Começar botão irá executar os testes que foram ativados no Teste de Configuração

ABI Electronics Ltd page 56


Parâmetros caixa usando os parâmetros configurados. Se nenhuma parte tenha sido carregado, a mensagem
Nenhuma parte Loaded é exibido e nenhum teste será executado.

Botão de parada

o Pare botão irá parar qualquer teste que está sendo executado. Isso só vai normalmente se aplicam quando a execução de testes em
um dos modos de loop.

Botão análise
O botão tipos de teste exibe a caixa de diálogo Análise de Informação que inclui informações resultado de teste estendido (se
nenhum teste foi executado este botão fica inativo).

IC / DV-I Botão
Este botão alterna (switches) entre a tela tabela de verdade teste (IC diagrama) e o visor de teste VI digital (DV-I). O texto no
botão indica que exibição do resultado é mostrado atualmente. Todas as cores correspondentes ao DV-I traço digital pode
ser configurado usando a função Cores Select DV-I Trace.

Botão Rodar
Quando um teste tabela verdade é realizada em um QFP ou PLCC IC ele exibe apenas 2 lados do IC. O botão de rotação roda
o IC para visualizar os pinos que não foram inicialmente indicadas. pressionando o Rodar botão novamente exibe os pinos
iniciais que foram exibidos.

Actual Botão / Master


o Real botão só fica ativo quando em modo BFL IC vivo Comparação. em condições normais

operação do Tester IC, este botão fica inativo.

Os << e <Botões
Ao visualizar DV-I traça a << e <botões estará ativo. Se existem muitos vestígios DV-I
na tela (até 8), em seguida, no botão << pode ser usado para exibir o conjunto anterior de vestígios. E se

de ter ampliado em um único traço, o botão <pode ser usado para selecionar o traço completo anterior.

Os >> e>
Ao visualizar DV-I traça a >> e> estará ativo. Se existem muitos vestígios DV-I
na tela (até 8), em seguida, no botão >> pode ser usado para exibir o próximo conjunto de traços. Se vocês

ter ampliado em um único traço, o botão> pode ser usado para selecionar o próximo traço cheio.

Além disso, o momento seleccionado MODO é exibida abaixo do botão >>.

O traço BFL Logic


a BFL Traço Logic é uma parte integrante do IC Tester BFL. Se ativado, ele irá exibir
o traço lógica para cada pino de uma IC sob teste.

Activar / Desactivar Logic Traço


A lógica de rastreamento pode ser ativado e desativado na janela os parâmetros de teste de configuração. Se um

teste tabela verdade é realizado eo traço lógica é desativado, a janela de análise aparecerá dando detalhes desse teste.
Se o teste é realizado eo traço lógica está habilitado, a análise
janela aparece novamente, mas também janela traço a lógica aparece.

ABI Electronics Ltd page 57


Compreender a exibição
A janela de traço lógica exibe todos os nomes de pinos IC pelo lado esquerdo, o número de ciclos de clock tomadas para
testar o IC no topo e os traços lógicos para cada pino. Cada traço é exibido em branco ou cinza.
Se o teste falhar, uma barra vermelha será exibida na
traço apropriado para destacar a falha.

Encontrar o Voltage
Para examinar as tensões reais medidas em um teste, mova o cursor do mouse até o ponto do teste para ser examinado e
clique no botão esquerdo do mouse. As tensões medidas irá então ser exibida no lado esquerdo do ecrã, entre cada nome
de pino e traço lógica. A barra de destaque verde indicará qual ciclo de clock está sendo exibido.

BFL principal IO Connector

O conector de I / O principal é que o cabo de teste é inserida. Esta é usada para testes de IC e para o gerador de teste
gráficos. Você deve garantir que os cabos estão inseridos na orientação correta. O ponto amarelo no diagrama de pino
abaixo mostra um pino (canal 1) do ligador, o ponto azul mostra a cavilha 32, o ponto verde mostra o pino 33 e o ponto
vermelho mostra pino
64. As duas fileiras de pontos pretos são todos os pinos de terra.

(Veja clipes de teste para mais detalhes).

Tabela BFL Pin Conversão


A tabela de conversão de pino permite ao utilizador definir quais os números de pinos no grampo de teste ligar a que
números de canal BFL físicas. Isso permite que o usuário faça PLCC personalizado e pacotes QFP clips e cabos.

Nota: O seguinte formato de arquivo conversão pin devem ser respeitadas para permitir este utilitário para funcionar corretamente.

Formato de arquivo

O arquivo é um arquivo puro ASCII não-documento. Cada linha contém o número grampo de pino de teste utilizador e o
número do canal físico correspondente, separadas por uma vírgula e terminada com um CR / LF. O arquivo deve conter o
mesmo número de linhas como o número de pinos no clipe de teste. Cada linha deve seguir este formato:

nnn, pppCRLF
nnn número grampo do dispositivo de pino (3 caracteres) deve começar no pino 1 e incrementar o número do canal físico
consecutivamente ppp (3 caracteres) de retorno CR carruagens (1 Char) LF

A linha de alimentação (1 Char)

Exemplo
Aqui é um exemplo em que um grampo de teste PLCC 20 pino tem todos os pinos mapeados 1-1, excepto para os pinos 19 e 20.
As pins 19 e 20 são mapeados para os números de canais físicos 59 e 60, respectivamente.

001001

ABI Electronics Ltd page 58


002002
003003
004004
005005
006006
007007
008008
009009
010010
011011
012012
013013
014014
015015
016016
017017
018018
019059
020060

Nota: Os números devem ser preenchidos três dígitos por utilização de zeros (como acima).

Pin File Conversion


Os arquivos de conversão pinos definidos pelo usuário deve ser colocado no diretório onde o software foi instalado. Os seguintes
nomes de arquivos foram alocados para pacotes PLCC / QFP usuário.

Tipo de embalagem Nome do arquivo

PLCC20 PLCC20.CON
PLCC28 PLCC28.CON
PLCC32 PLCC32.CON
PLCC44 PLCC44.CON
PLCC52 PLCC52.CON
PLCC68 PLCC68.CON
PLCC84 PLCC84.CON

QFP44 QFP44.CON
QFP48 QFP48.CON
QFP64 QFP64.CON
QFP80 QFP80.CON
QFP100 QFP100.CON
QFP120 QFP120.CON
QFP128 QFP128.CON
QFP132 QFP132.CON
QFP144 QFP144.CON
QFP160 QFP160.CON
QFP168 QFP168.CON
QFP184 QFP184.CON
QFP196 QFP196.CON
QFP208 QFP208.CON

BFL Conectores de fonte de alimentação

4mm conectores de alimentação 5V @ 5A ao PCB sob investigação.

ABI Electronics Ltd page 59


Preto : 0V vermelho: + 5V

Nota: se você estiver usando uma fonte de alimentação externa, respectivo terminal de terra DEVO ser ligado à tomada preta no BFL.

BFL Resultado Análise da Informação

Cada tipo de teste de habilitado terá quer um carrapato ou uma cruz ao lado dele indicando um bom ou mau comparação para esse
teste. Também é mostrado será o resultado dos testes tabela verdade se for o caso. Qualquer informação em relação às condições de
circuitos e informações pré-teste também será mostrado na caixa da lista. Quaisquer notas aplicáveis ​à parte sob teste também será
exibido na caixa de notas na parte inferior da caixa de diálogo.

Se o traço lógica está habilitado eo botão Analysis for pressionado, a janela de traço lógica aparecerá, bem como a janela de
Análise da Informação.

BFL seleção Parte de Teste


Depois de Parte botão foi pressionado, você é apresentado com a nova caixa de parte do diálogo:

O filtro de dispositivo permite que várias bibliotecas para ser selecionado, exibindo seu conteúdo na lista Dispositivos mão esquerda.

Segurando o <controle> enquanto selecionando uma biblioteca permite várias seleções individuais a ser feito, enquanto clica nos Todos os
destaques de botão todas as bibliotecas. Para selecionar um intervalo de bibliotecas mantenha pressionada a tecla <Shift> e clique no
primeiro e último bibliotecas na faixa desejada.

Você também pode digitar o número IC diretamente no Devices caixa. Basta começar a digitar o número do IC que você
deseja testar e o IC é automaticamente encontrado na lista. Se o IC
não pode ser encontrado então ou a biblioteca errada foi carregado ou não o CI não existe. A maneira mais fácil de verificar isso é
para digitar o número IC com todas as bibliotecas selecionadas.

A versão da biblioteca instalada atualmente é exibida abaixo da caixa de filtro.

Bibliotecas padrão
Cada parte no padrão BFL biblioteca tem associado atributos que especificar quais do teste

ABI Electronics Ltd página 60


tipos são válidas para a parte em particular. Como exemplo, a parte DIL 8 (Dual in Line, pacote de 8 pinos) pode não ter um
teste de tabela verdade associado.

Biblioteca linear

Ao testar dispositivos lineares trilhos de abastecimento VCC- VCC + e não deve ser ligado. Testando um dispositivo linear com
o PCB ligada pode causar danos ao seu sistema.

BFL Parâmetros de teste Configuração

Os testes e parâmetros que são aplicadas aos ICs podem ser modificadas conforme necessário. Caso existam

parâmetros forem alterados eo Cancelar botão é clicado, nenhuma das alterações será salvo ou usado.
Se o Está bem botão é clique, as alterações serão armazenados e utilizados posteriormente.

Tipos de teste

o BFL usa uma variedade de tipos de teste ou métodos de teste para diagnosticar falhas em uma PCB. Estes consistem em:

Verdade tabela de teste: Aplica-se a tabela de verdade seleccionado para o IC sob teste
Conexões de teste: Controlos para pinos de circuito aberto, as ligações entre os pinos, pinos e calções para 5V e 0V
flutuante
Teste de tensão: Mede a tensão em cada pino do IC sob teste

Além disso, o BFL contém os seguintes métodos de ensaio:

Teste térmico: Detecta o valor térmico de cada pino indivíduo (ou nó) sobre o IC sob teste

DV-I Teste: Executa um teste VI no IC sob teste

O usuário pode permitir que qualquer tipo de teste a partir do menu de configuração. No entanto, se um tipo de teste de habilitado não é válido
para uma parte selecionada particular, o sistema irá simplesmente perder esse teste. A configuração configuração de teste não será alterado.
Se a configuração da permitiu apenas na válido
tipos de teste, uma mensagem de erro será exibido quando o usuário tenta executar um teste.

Nota : Alguns CIs não tem uma tabela de teste Verdade.

Para ativar / desativar um tipo de teste em particular, clique no botão do mouse sobre o teste específico que você deseja ativar / desativar.
Se a caixa ao lado do texto contém um X então o teste está habilitado. E se

a caixa está vazia, então o teste é desativado.

Modos de teste

Um teste de IC pode ser executado uma vez, de forma contínua ou até que estejam reunidas certas condições. Isto é realçado pelo
seguinte:

Solteiro: Executa os testes de uma só vez.


loop: Executa os testes continuamente.
Verdadeira Loop: Executa os testes, enquanto já os testes são verdadeiras.
Falso Loop: Executa os testes, enquanto já os testes são falsas.

Tipos de circuito

ABI Electronics Ltd página 61


O IC em teste podem ser testados em-circuito ou fora-de-circuito. Isso pode ser escolhido, destacando um dos seguintes
procedimentos:

Dentro: O IC sob teste está no circuito (em um PCB).


Fora: O IC sob teste está fora-de-circuito (usando o adaptador externo IC).

DV-I Gama
O DV-I variam pode ser alterado ajustando as barras de baixa e alta de rolagem para o valor desejado. Cada passo barra de
rolagem é 2.5V. Uma representação gráfica da gama é exibida ao lado das barras de deslocamento. pressionando o Restaurar
padrão botão irá definir o DV-I variam configurações para -10.0V e + 10.0V respectivamente. o cores botão permite ao usuário
selecionar cores DV-I rastreamento.

limiares
Os níveis de limiar são um conjunto definido de parâmetros que determinam se a tensão de saída de um valor de IC é alta,
baixa ou média de nível. Enquanto um teste está a ser executado, a tensão de saída a partir de cada pino de IC é comparada
com a baixa, interruptor e definições de limiar alto para determinar o estado lógico do que o pino. Na BFL, essas configurações
de limite pode ser ajustado usando a baixa, interruptor e barras de rolagem. ALTA pressionando o Restaurar padrão botão irá
definir as configurações de limite para: LOW: 0.5V, Switch: 1.2V, HIGH: 2.4V.

o Swept opção é para o teste de limiar varrido. Se a caixa contém X em seguida, o ensaio é
ativado. Se a caixa está vazia, então o teste é desativado. O teste do limiar de varrido identifica os limiares de funcionamento
extremas de um determinado IC. O teste do limiar de varrido utiliza o teste de tabela de verdade mas varre as tensões de limiar até
todas as saídas de nível médio (média-alta e média-baixa) são eliminados. Os níveis iniciais de limite de teste são os seguintes: -

Baixo limiar: 0.1V


limite Switch: 1.7V
Limite de alta: 4.9V

O ensaio de tabela de verdade vai ser aplicado ao IC, e os altos níveis de limiar usados ​serão reduzidos até que todas as
condições de médio-alto pinos são eliminados. Do mesmo modo, o limiar baixo utilizado será aumentada até que as
condições de todos os média-baixa pinos são eliminados. Quando todas as condições de nível médio foram eliminados do
teste de limiar varreu vai parar. As tensões última limiar usados ​será exibida.

O teste do limiar de varrido é útil quando o utilizador deseja testar um IC além da sua especificação normal.
Nesta circunstância, o teste pode ser usado para identificar rapidamente a mais apertada
limites em que o teste vai passar.

Nota: O teste do limiar de varrido só pode ser seleccionado se a instalação estiver configurada para apenas um teste de mesa único, verdade.

Fonte de energia

A fonte de alimentação interna pode ser retardado antes de ligar quando um teste é executado. O tempo de atraso é definido pela barra
de rolagem e o tempo de atraso é exibido diretamente acima da barra de rolagem. pressionando o Restaurar padrão botão define o
atraso para seu valor padrão de 250mS.

ABI Electronics Ltd page 62


mensagens

Várias mensagens podem ser exibidas ao executar testes. Estes podem ser ativada selecionando a opção apropriada.

Clipe Auto: Exibe a mensagem "Não posicionamento automático clipe de" se apropriado para esse teste

Notas: Exibe quaisquer notas associadas com o IC em teste


Resultado dos testes: Apresenta os resultados de todos os testes realizados sobre o IC sob teste
Traço Logic: Ativa / desativa o recurso de rastreio lógica

Connection Tol.
Esta opção só está disponível quando utilizar o modo de comparação. Ele define como tratar flutuando
e circuito aberto pinos quando usando o modo de comparação. As opções são:

Mesmo: Flutuante e pinos de circuito aberto são tratados como o mesmo quando comparando
Diferente: Flutuante e pinos de circuito aberto são tratados como diferente quando comparando
Fora: Flutuante e pinos de circuito aberto são completamente ignoradas para fins de comparação

Tol tensão.
Esta opção só está disponível quando utilizar o modo de comparação. As tensões encontradas na placa em teste são
comparados com aqueles na placa mestre ou no ficheiro mestre. o tolerância de tensão pode ser ajustada para assegurar que
os resultados obtidos são correctas, mesmo que as tensões a ser comparadas são ligeiramente diferentes umas das outras,
devido às variações normais valor componente.

DV-I Tol.
Esta opção só está disponível quando utilizar o modo de comparação. O DV-I realizada na placa sob teste é comparada com
a da placa principal ou no arquivo mestre. o tolerância DV-I pode ser ajustado para assegurar que os resultados correctos são
obtidos mesmo que o DV-I a ser comparado é ligeiramente diferente do outro, devido às variações normais valor
componente.

Tol térmica.
Esta opção só está disponível quando utilizar o modo de comparação. O teste térmico realizado sobre o IC sob teste é
comparado com o que na placa mestre ou no ficheiro mestre. o
tolerância térmica pode ser ajustada para assegurar que os resultados obtidos são correctas, mesmo que o teste térmico a ser
comparado é ligeiramente diferente do outro, devido às variações normais valor componente.

BFL Condições Pin


Quando foi realizado um teste, uma série de mensagens de teste pode ser exibido ao lado dos pinos IC exibidas na tela. Um
ou mais dos seguintes pode ser exibida:

CFlt (conflito)
O pino de um tri-IC estado de saída não é flutuante ou elevada impedância, quando desligado. Isto indica um conflito entre
este pino e uma outra saída no PCB.

FLOT (flutuante)

ABI Electronics Ltd página 63


Verificou-se que o pino não foi impulsionado por qualquer nível lógico válido, mas o sistema detectou a pequena corrente de entrada IC. Isto
pode ser devido a uma falha de PCB, tais como uma faixa quebrado ou junta seca, ou uma saída de defeito no IC condução. Este tipo de
condição está intimamente relacionado com uma condição pino CCT ABERTO, em particular, para as entradas de alta impedância, tais como
CMOS ICs.

OPCT (OPEN CCT)


Verificou-se que o pino de ligação e não tinha nenhuma corrente de entrada pode ser detectada. Isto pode ser devido a uma falha de PCB, tais
como uma faixa quebrado ou junta seca, uma saída com defeito no IC de condução, ou uma ligação de grampo de teste má. Este tipo de
condição está intimamente relacionado com uma condição pino flutuante, em particular, para as entradas de alta impedância, tais como CMOS
ICs.

GND
O pino é conectado ao carril 0V, e a tensão é válido (inferior a 0,5 V) quando sob carga.

ALTO
A saída no pino este foi detectada a um nível lógico alto, em relação ao limiar de comutação, num ponto durante o teste em
que um nível lógico baixo era esperado.

IPML (ENTRADA média-baixa)


O sinal de entrada neste pino foi encontrado para ser entre as configurações de baixo limiar e comutação.

IPMH (INPUT MID-HIGH)


O sinal de entrada neste pino foi encontrado para ser entre a comutação e configurações limite alto.

eu n ( LIGAÇÃO n)

O pino foi encontrado para ser ligado a outros pinos no mesmo IC. Os pinos ligados estão indicadas por um nero n.

LD0V (CARGA 0V)


O pino apresenta uma carga excessiva (baixa impedância) para o 0V ou barra de terra. O sistema é incapaz de conduzir este
pino com uma alta tensão lógica válido.

LD5V (CARGA 5V)


O pino apresenta uma carga excessiva (baixa impedância) para a calha de 5V ou VCC. O sistema é incapaz de conduzir este pino com
uma lógica de baixa tensão válido.

BAIXO
A saída no pino este foi detectada a um nível lógico baixo, em relação ao limiar de comutação, num ponto durante o teste em
que um nível lógico alto era esperado. MDHI (MID HIGH)

A saída neste pino foi encontrado para ser em um nível de lógica inválido em um ponto durante o teste. A tensão foi medida
a um nível de entre as tensões especificados pela comutação e configuração de alta tensão de limiar.

MDLO (MÉDIO BAIXO)


A saída neste pino foi encontrado para ser em um nível de lógica inválido em um ponto durante o teste. A tensão foi medida
a um nível de entre as tensões especificados pelo baixo e

ABI Electronics Ltd página 64


LIGAR configuração tensão de limiar.

NGND (NO GND)


O sistema não foi capaz de detectar uma fonte de 0V válido.

NVCC (NO VCC)


O sistema não foi capaz de detectar uma oferta válida + 5V.

SH0V (SHORT 0V)


O pino é conectado directamente ao carril 0V.

SH5V (SHORT 5V)


O pino é conectado directamente ao carril de + 5V.

SIG (sinal)
Uma tensão de mudança de sinal foi detectado no pino que pode interferir com os resultados do teste.

VCC
O pino está ligada ao carril de + 5V, e a tensão é válido (superior a 4,5 V) quando sob carga.

A BFL EPROM Verificador


A BFL EPROM Verificador permite que os usuários leiam, carregar e salvar EPROMs para fins de verificação.

Para abrir este instrumento, clique no EPROM Verificador botão, ou selecione


EPROM Verificador de Instruments cardápio.

A EPROM Verificador pode ler EPROMs in-circuito e out-of-circuito (se estiver usando o modo out-of-circuito, um especial Adaptador
É necessário). O conteúdo da EPROM são lidos e os dados e soma de verificação são exibidos na tela. Este é, então, dito ser
o mestre dados. Os dados mestre podem ser salvos em um arquivo em um formato binário, ou comparado com outro EPROM.

A tarefa a ser realizada será apresentada sob a estado caixa. Por exemplo, ele irá exibir a palavra " Leitura..." ao ler e
EPROM. Uma vez que os dados tenham sido lidos e a soma de verificação está sendo calculada, a mensagem muda para " Calculando
... ”

Tipo EPROM
A lista drop-down de tipos de EPROM permite EPROM de diferentes tamanhos para ser selecionado. Estes podem ser:

2k por oito : 16k bit EPROM


4k por oito : 32k bit EPROM
8k por oito : 64k bit EPROM
16k por oito : 128k pouco EPROM

ABI Electronics Ltd página 65


32k por oito : 256k pouco EPROM
64k por oito : 512k pouco EPROM
128k por oito : 1M bits EPROM
256k por oito : 2M pouco EPROM

Antes que um arquivo é aberto ou um EPROM é lido, o tipo EPROM apropriada devo ser seleccionado.

No Circuito Fora Circuit /


o em Circuit e Fora Circuit botões de rádio permitem ao usuário especificar se o EPROM para ser lido ou verificado é
in-circuito ou out-of-circuito.

Leia Botão
o Ler botão irá ler o conteúdo de uma EPROM e exibir os dados na tela. A barra de rolagem permite que todos os dados a serem
visualizados rolando para cima ou para baixo, conforme necessário.

Verifique Botão

o Verificar botão irá comparar os dados mestre (exibidos na tela) contra outro EPROM. Este EPROM pode estar dentro ou
fora do circuito. Se a comparação for bom, a mensagem
Verifique OK é exibido. Se a comparação for ruim, uma mensagem de erro aparecerá exibindo
o primeiro endereço, onde a comparação foi diferente e os dados reais e mestre. Por exemplo, pode aparecer a seguinte
mensagem:
Erro: 00000 F3 FF
Isto é interpretado da seguinte forma:
Erro: <address> <dados reais> <dados mestre>
onde os dados mestre é os dados exibidos na tela e os dados reais são os dados apenas ler a partir da EPROM.

Botão aberta
o Aberto irá abrir uma janela para permitir que o usuário escolha um arquivo para ser carregado. Os arquivos têm a extensão. EPR
e estão em um formato binário. Uma vez que o arquivo é carregado, isso vai se tornar os dados mestre. O nome do arquivo
carregado será exibido na parte inferior esquerda do instrumento.

Salvar Botão
o Salve • botão irá abrir uma janela para permitir que o usuário digite um nome de arquivo para ser salvo. Os arquivos salvos terá a
extensão. EPR e estão em um formato binário. Uma vez que o arquivo é salvo o nome do arquivo será exibido na parte inferior
esquerda do instrumento.

Checksum
Quando um EPROM é lido ou um arquivo é aberto (carregado) os dados serão exibidos na tela. A soma de verificação será
então calculada e exibida no canto inferior direito do instrumento na caixa de verificação.

estado
Depois de uma EPROM foi lido ou um arquivo foi aberto (carregado), o estado desse EPROM é exibido na caixa de status.
Isto irá mostrar se o EPROM está em branco ou não em branco.

O Driver de saída BFL


ABI Electronics Ltd página 66
O Driver de saída BFL permite que o estado da unidade de cada um dos canais de BFL para ser alterado individualmente. Isto
pode ser útil para a comunicação com ou controlar equipamento externo a partir do sistema de 8.

Para abrir este instrumento, clique no Checker Board Avançada ícone, ou selecione Instrumentos>
Checker Board Avançada a partir do menu.

Botão atualização BFL

O botão Atualizar BFL é usado para enviar os estados de acionamento de cada um dos canais na na lista de canais para a BFL.

Configurações de envio em Abrir Caixa de seleção

As configurações de envio caixa aberta no é usado para determinar se o BFL deve ser atualizado quando o instrumento de
saída driver BFL é aberto. Isso é útil se o BFL é necessário para ser configurado ao entrar um passo TestFlow.

Canal
O número de canal BFL associado com uma linha na lista de canais.

Ponto de teste

O nome do canal. Esta é usuário texto definível que pode ser usado para identificar uma função canais.

State Drive
O estado da unidade de cada um dos canais de BFL pode ser definido como se segue:

Fora: O canal está desligado


Conduzir Baixa: O canal de condução é baixo
Conduzir Alta: O canal de condução é alta

BFL auxiliar de I / O conector


O conector de I / O auxiliar é utilizado principalmente para o cabo BDO (Bus Desactivar saída). isto

fornece duas saídas proporcionando um nível lógico BAIXO durante um teste (clipes verde), dois proporcionando um nível lógico alto durante um
teste (clipes de vermelho) e um para fornecer um link 0V com o PCB (clipe de preto). Para obter informações sobre o uso BDO, consulte as
técnicas de teste. Este conector também é utilizado para o
DV-I Individual Probe e a Cable Locator curto.

BFL Backdriving
Quando testar funcionalmente CIs em-circuito que é necessário para aplicar estímulos para as entradas do dispositivo. No
entanto, em circunstâncias normais estas entradas também ser ligados às saídas de outros dispositivos na placa.
Só é possível testar o IC, forçando momentaneamente o
entradas para o estado requerido por uma técnica conhecida como backdriving ou nó forçando. Esta técnica funciona através da
aplicação de uma fonte maior ou afundar saída de corrente do que o previsto pelo dispositivo sendo backdriven. A saída do
dispositivo ser backdriven é forçado a sair de saturação para o nível requerido. Esta é uma técnica amplamente utilizada para os
ensaios in-circuito.

ABI Electronics Ltd página 67


BFL Conflitos Explicada
Considere-se um tri-estado IC, por exemplo, um dispositivo cuja saída pode ser lógico alto, lógico baixo, ou de alta impedância (desligado).
Estes dispositivos são normalmente encontrados no barramento (dados / endereços / etc.) e as suas linhas de saídas será invariavelmente em
comum (ou em paralelo) com as saídas de outros dispositivos de tri-state.

Antes de testar um dispositivo de três estados, BFL verifica que as saídas destes dispositivos estão no estado de alta
impedância. Só assegurando que as saídas estão na condição de alta impedância antes do teste, você pode estar certo de que,
quando o teste é executado, BFL está vendo as saídas do dispositivo em teste e não algum outro dispositivo no mesmo
barramento que podem ser ativados .

Se as saídas de um dispositivo de tri-estado não estar no estado de alta impedância, BFL relatará um conflito de saída pelo
pino apropriado (s) do dispositivo. Neste ponto, o conflito deve ser removido, isso muitas vezes ser realizado por aplicação de
uma BDO para o chip permitir (CE) ou de saída habilitar pino (OE) (s) do dispositivo (s) agressor (ver Técnicas de ensaio).
Outras formas de remover os conflitos incluem permitir a gravação habilitar (WE) pinos de uma memória, mudando a direção
de um transceptor, removendo o processador e ou a memória. Mais uma vez fazer o teste no LOOP FALSE. Quando o ponto
(s) para a remoção do conflito foram localizados uma nota para este efeito pode ser inserido no arquivo TestFlow ao salvar
um teste IC).

No exemplo abaixo ( Figura 1), IC2 e IC3 são dispositivos tri-state tais como 74244. Vamos supor que ponto uma está em uma
lógica 0. Isso fará com que uma lógica 1 no ponto b e assim por IC2 será desativada e as suas saídas serão tri-state. Ponto c estará
em lógica 0 e assim IC3 será habilitado. IC3 pode, portanto, ser testado sem problema. No entanto, é quando tentamos testar
IC2 que os problemas ocorrem. Para testar IC2 ele deve ser ativado mas IC3 ainda está habilitado pela baixa lógica no ponto uma.
Isto irá causar um conflito, porque as saídas do IC2 e IC3 estão agora conectados juntos. Para testar IC2 suas saídas devem ir
de baixa e alta, mas as saídas do IC3 estará em um estado. Como eles estão ligados entre si não podem ser alto e baixo ao
mesmo tempo e então você tem um conflito.

Então, como você se livrar do conflito? Basta desativar IC3 por qualquer ligação de uma alta BDO para pontos uma ou c .

figura 1

ABI Electronics Ltd página 68


Nota: Observe que o dispositivo que foi a fonte do conflito, na verdade, passou no teste sem a necessidade de BDOS. Este é
um ponto muito importante a lembrar quando se tenta detectar a fonte de conflitos de bus em grandes PCBs. Nem todos os
dispositivos que causam um conflito de ocorrer vai realmente ser afetados por conflitos si.

Figura 2

Dentro Figura 2 nós temos um problema semelhante ao figura 1 mas com uma ligeira diferença. Ambos os dispositivos são
permanentemente ativado por uma conexão com fio a 0 volts. Portanto, não é possível livrar-se do conflito, desativando um
dos dispositivos. No entanto, além de ser tri-estado estes dispositivos também são bi-direccional. Portanto, este tempo o
conflito é removido por alteração da direcção de um dos dispositivos. Isso pode ser feito por novamente escorando um BDO
para apontar uma , Embora desta vez a alta ou baixa BDO vai funcionar. Este problema é comum com os conflitos em
dispositivos de memória foram o pino chip select é com fio duro e você deve 'BDO' o pino de leitura / gravação.

Como faço para encontrar a fonte de conflitos?

Isso geralmente requer prática e experiência; use o cabo SPLIT LEAD para detectar saídas ligadas a saídas. Verifique os dispositivos
de 20 pinos (eles são geralmente em linhas de ônibus) e qualquer memória

ABI Electronics Ltd página 69


dispositivos no PCB sob teste. Lembre-se de usar o modo LOOP FALSE e sondar pontos prováveis ​com as BDOS altas e
baixas.

O que se eu não posso encontrar a fonte de conflitos?

Se houver um conflito BUS em uma PCB e não é possível livrar-se dele, então pode haver uma falha nessa PCB.
Se não for possível ou se você não tem tempo suficiente para encontrar o conflito
fonte, então você pode simplesmente aceitar que o resultado que você tem é o correto, se o dispositivo passa no teste ou
não.

Figura 3

O diagrama em Figura 3 é um exemplo de um resultado de teste sobre um defeito 74245, mas não são os pinos com o conflito
que são defeituosos, mas os dois pinos (6 & 14) sem conflito. Isso parece estranho até que você pensa sobre isso. Como
vimos, é perfeitamente normal para um dispositivo a falhar no teste IC causa do conflito. Portanto, o que resultado é mais
provável que seja correto - os catorze pinos idênticas ou os dois que são diferentes de tudo o resto? Não é usual para um
canal de um dispositivo de octal a ser ligado de forma diferente a partir de outros sete. A evidência sugere, então, que seja
este dispositivo ou outro no ônibus está com defeito.

Cargas BFL Explicada


No início de um teste a BFL verifica que isso é possível dirigir a cada pino de entrada do dispositivo sob teste (com a
excepção dos pinos VCC e GND). pinos de entrada que parecem ser
excessivamente carregado no sentido de 5V ou 0V são indicados como CARGA 5V ou 0V CARGA respectivamente. Isto pode ser causado
por várias situações, tais como RC (resistência / condensador) redes nas entradas, pinos de entrada danificadas e dispositivos de alta de
fonte de corrente de condução do dispositivo sob teste.

Uma carga sobre um pino de entrada não é necessariamente uma indicação de um dispositivo defeituoso, mas simplesmente uma indicação de uma
condição que não é típico de uma entrada normal.

Sinais BFL Explicada


Os sinais podem vir de várias fontes; que poderia vir de um oscilador, um processador e várias outras fontes. Às vezes, o
sistema irá detectar o sinal e avisá-lo de sua presença. No entanto, não será capaz de fazer isso por frequências de cerca de
4 MHz ou superior.

Como posso saber se um sinal externo está afetando o teste?


Teste o dispositivo em LOOP FALSE e procure por uma MUDANÇA DE ENTRADA sinal de alerta na tela. O dispositivo pode falhar de
uma maneira ligeiramente diferente a cada vez que ele é testado. Ligações, aberta

ABI Electronics Ltd página 70


circuitos ou flutuante pode aparecer e desaparecer.

Como faço para parar o sinal?


Tente ligar um baixo BDO para uma perna do cristal ou remover o cristal, remover o processador ou EPROM, etc, passam o
teste em LOOP FALSO.

Dentro figura 1 abaixo de Q saída do flip-flop JK é alimentado de volta para a sua própria entrada de relógio através de uma
porta NAND. Isso pode causar um problema ao testar qualquer dispositivo. Ao testar a porta NAND, um sinal pode aparecer no
pino 2, causada pela realimentação da saída Q do flip-flop. Esta não costumam levar o dispositivo a falhar no teste, mas pode
causar uma má comparação se placas comparando. Para evitar isso, basta ligar um clipe BDO ao pino clara do flip flop,
segurando, assim, suas saídas em um estado fixo. Usar uma baixa ou alta BDO como apropriado, dependendo de se o claro é
uma baixa ou alta permitir.

Quando se testa um flip-flop esta na configuração do dispositivo é muito susceptível de falhar, devido a um sinal de entrada em
mudança. Esta é novamente provocado pela linha de feedback do Q saída. Para resolver o problema desta vez simplesmente conectar
um LOW BDO ao pino 1 da porta NAND, então não importa o que o pino 2 faz, a saída será sempre uma lógica constante alta.

figura 1

BFL testes especiais


Há muitos testes de função especiais que podem ser executadas. Estes estão listados abaixo:

interconexões testes
O teste de interligações é um derivado do teste de ligações. Isto permite que o utilizador para determinar as interligações entre
diferentes CIs em um PCB através da utilização de um cabo de separação opcional e dois clipes de IC.

Esta característica é particularmente útil se não há diagramas de circuitos estão disponíveis para o PCB sob teste.

nomes de teste: DIL 14x2, 16x2 DIL, DIL 20x2, 24x2 DIL, DIL 32x2, 40x2 DIL

DV-I Ponta de teste

O teste sonda Digital VI (DV-I) executa um DV-I testar num único nó pino ou circuito de utilização do DV-I sondar cabo
discreta. O cabo se conecta ao conector BDO azul 10 caminho no painel frontal BFL. O clipe de terra preta sobre o cabo é
para ser utilizado como um ponto de referência (em alternativa, utilizar o terminal de fonte de alimentação preto como uma
referência de terra). A sonda de vermelho é usado para ligar para o nó de pino ou de circuito desejada. O teste DV-I Probe é
melhor usado em modo de loop, embora modo SINGLE pode ser usado para aquisições one-shot. O visor apresenta

ABI Electronics Ltd página 71


a característica DV-I obtido a partir da sonda de vermelho com respeito ao clipe de preto 0V. A gama VI tensão varredura utilizado
será o intervalo definido no menu de configuração (consulte Configuração do Parâmetros de Teste).

ATENÇÃO: O grampo de teste preto no DV-I sondar cabo fornece uma referência 0V difícil para o teste DV-I.
Se esse clipe não está ligado ao PCB 0V (ou solo), o usuário deve assegurar que
nenhuma energia é fornecida ao PCB enquanto o grampo está ligado. O não cumprimento pode resultar em danos para o PCB.

nomes de teste: VI SONDA

Análise EPROM do soquete


Estes testes são projetados para que o usuário pode examinar o ônibus em uma PCB. Isto é feito através da remoção de uma
EPROM e ligar um cabo especial directamente na tomada de EPROM, em seguida, seleccionando o teste apropriado (de acordo com
o tamanho da EPROM). Todos os testes seleccionados (excepto teste tabela de verdade) são todos realizados e a informação
apropriada é exibida. Os tipos de testes realizados são configuráveis ​pelo usuário na configuração do menu Parâmetros de teste.

nomes de teste: BUS 2Kx8, BUS 4Kx8, BUS 8Kx8, BUS 16Kx8, BUS 32Kx8, BUS 64Kx8, BUS
128Kx8, BUS 256Kx8

Análise BUS microprocessador


Estes testes são projetados para que o usuário pode examinar o ônibus em uma PCB. Isto é feito através da remoção do
microprocessador adequado e ligar um cabo especial directamente na tomada de microprocessador, em seguida, seleccionando o
teste de microprocessador apropriado. Todos os testes seleccionados (excepto teste tabela de verdade) são todos realizados e a
informação apropriada é exibida. Os tipos de testes realizados são configuráveis ​pelo usuário na configuração do menu Parâmetros
de teste.

nomes de teste: BUS Z80, BUS 6502, BUS 8085, BUS 8088

Clipes BFL de teste e cabos


BFL podem utilizar muitos tipos de clipe de teste, a partir de 8 pinos e para cima. DIL ( Dupla em linha), SOIC
(Small Esboço Circuito Integrado), QFP ( Quad Flat Pack) e PLCC ( Plastic Leaded Chip Carrier) ICs podem ser testados
usando o cabo de teste apropriado.

A conexão com o PCB sob teste


Ligação à placa sob teste é feito através da utilização de um cabo de fita e um grampo de teste apropriado. Os conectores
azuis sobre o cabo de fita ligar ao conector 128 forma azul na parte frontal da unidade de BFL.
É importante conectar o cabo da maneira correta.

Você deve posicionar os dois conectores pretos para que seus entalhes de polarização estão no exterior (isto é, longe um do
outro), com os cabos correndo em paralelo. Agora instale os conectores azuis em BFL. Os dois cabos ainda deve ser
paralelo, e os entalhes de polarização preto deve ainda estar em lados opostos.

ABI Electronics Ltd página 72


DIL Teste clipe de Inclusão

clipes de teste convencionais inserir os conectores preto sobre o cabo de teste da seguinte forma:

1) Posicione os dois conectores pretos para que seus entalhes de polarização estão no exterior (isto é, longe um do
outro), com os cabos correndo em paralelo.

2) O grampo de teste insere nas filas interiores de pinos (mostrado a verde no diagrama), no conector de preto.

O clipe pode ser inserido em qualquer posição ao longo da linha. No entanto, a inserção do grampo para a extremidade do cabo de
fita, com a faixa vermelha, irá facilitar a interpretação dos resultados, em alguns casos, e é obrigatória em casos onde o
posicionamento automático clipe é desactivado. Nesses
circunstâncias, o pino 1 do grampo de teste é o pino de canto do lado esquerdo mais próxima da faixa vermelha sobre o cabo de fita. O
próprio grampo de teste não é polarizado e, por conseguinte, não importa qual forma em torno do grampo de teste é inserido no cabo
(ver a figura).

Teste SOIC Clipe de Inclusão

a) Clips de teste AP

Alguns clipes de teste AP SOIC ter cambaleou pinos e exigem um cabo especial de teste. Este cabo pode ser usado para qualquer
grampo de teste SOIC tamanho (de 8 a 28 pinos). No entanto, quando a inserção do grampo de teste no cabo de muitas vezes não
existe um furo de reposição que não é usado. Por exemplo, os pontos vermelhos no diagrama abaixo mostram os furos no conector
grampo de teste que não têm um pino grampo de teste inserida neles. O pino em verde indica um pino.

20 pinos e 28 pinos clipes SOIC irá utilizar os orifícios mostrados na vermelho (acima), mas oito pinos, de 14 pinos, 16 pinos e 24 pinos clipes
SOIC não irão usar esses furos.
b) Teste de clipes Pomona

Os clipes de teste de Pomona são uma alternativa para os clipes AP. Eles estão instalados em seu próprio cabo em

ABI Electronics Ltd página 73


da mesma forma que os clipes de teste DIL. No entanto, é importante usar o cabo apropriado para os clipes de teste corretos:

- Para clipe de teste DIL, use o cinzento cabo plano (por módulos BFL e AICT)
- Para clipes SOIC Pomona, use o multi-colorido cabo (por BFL e AICT)

QFP e PLCC Teste clipe de Inclusão


QFP e PLCC clipes de teste são semelhantes em que eles têm 4 lados. Cada clipe QFP e PLCC teste tem um cabo de teste único
que só vai caber esse clipe tamanho particular. Quando o grampo é inserida no cabo de teste, todos os furos deve ser utilizado.
Normalmente, um ponto vermelho sobre um lado do cabo de teste vai indicar um pino.

Clips de teste personalizados e Cabos

cabos personalizados e clipes podem ser feitas pelo usuário. Para permitir que os cabos de mercadorias e grampos para ser utilizado com o
sistema, um utilitário Pin Conversão está disponível para dispositivos PLCC e QFP. Isto irá permitir que os canais de teste físico para ser
mapeado para os números de grampo teste lógicos. Para mais informações, consulte a Tabela de Conversão Pin.

As ligações para as fichas e tomadas (por exemplo, um do tipo D de 9 pinos) deve assegurar que os pinos 1, 2, 3 ... do dispositivo para ligar os
pinos 1, 2, 3 ... do cabo de teste de BFL.

ABI Electronics Ltd página 74


Adaptadores e Sondas
A adaptador automática fora-de-circuito está disponível para a ATM BFL e o qual permite que o utilizador para testar CIs
fora de circuito. Isto atribui ao / do painel frontal ATM BFL no conector do cabo de teste. Isto irá permitir que até 40 CIs pinos a
ser testado com a BFL e mais pinos com a ATM. Os CIs deve ser inserido na parte inferior do encaixe de zif com um pino para
cima. O modo deve ser alterada de dentro do circuito para out-of-circuito no menu de configuração. A operação do software é
em seguida idêntico ao teste de modo em-circuito.

adaptadores SOIC também estão disponíveis. Isto pode ser inserido no encaixe ZIF do adaptador de fora-de-circuito e, em seguida,
permitir que o utilizador para testar SOICs fora de circuito.

ABI também têm Multiprobe Range, concebida como uma alternativa mais flexível para clipes de teste padrão. o MultiProbes permita
que a tensão, ligação, VI e o teste térmico em quase qualquer tipo de dispositivo que inclui conectores. O intervalo inclui 0,050
"passo /1.27 mm, 10 pinos para SOIC e a maioria dos dispositivos PLCC, e 0,100" passo /2.54mm, oito pinos para dispositivos
DIL

o SOT PenProbe é um acessório para o análogo de IC Teste solução que permite o teste funcional no circuito de transistores
e díodos em pequenas SOT-23 pacotes.

Para informações de preços em todos os adaptadores e sondas acima, por favor contacte o seu distribuidor.

Técnicas BFL teste


o BFL usa uma variedade de métodos de teste para diagnosticar falhas em uma PCB. o BFL pode alimentar a placa em ensaio a partir da
sua própria fonte de alimentação, mas que uma fonte separada de alimentação é utilizado o GND (terra) DEVO estar ligado à BFL terminal
GND.

A conexão com o PCB sob teste

ABI Electronics Ltd página 75


É importante conectar o cabo de teste da maneira correta. Para mais informações, consulte Clips de teste.

Clipe instalação de teste

Existem diferentes tipos de clipes de teste disponíveis a partir ABI para cobrir CIs convencionais, montagem IC, quad CIs bloco liso e
ICs PLCC superfície. Diferentes tipos de IC grampo utilizar cabos diferentes e são inseridas de uma maneira diferente. Para mais
informações, consulte Clips de teste.

Usando o clipe de aterramento

O real no circuito de teste IC pode causar picos de ruído a serem gerados na linha de terra do PCB em teste.
Isso pode causar alguns dispositivos a falhar, flip-flops, RAMs dinâmicas,
Timer / contadores e especialmente processadores são todos propenso a falhar por causa do ruído de fundo. O clipe de chão é
usado para proporcionar uma ligação à terra local para o dispositivo sob teste e, assim, melhorar a fiabilidade do teste. Por exemplo,
quando backdriving ICs que são ligados ao dispositivo a ser testado, a corrente requerida pode ser bastante elevado. A corrente de
alta pode causar picos de tensão transitórios.
Se a terra não é adequado, o IC em teste pode muito bem responder a estes
Spikes e pode aparecer a falhar o teste. A solução é, geralmente, para usar o clipe de aterramento para fornecer um caminho de baixa
impedância de retorno para a corrente backdrive alta. Em quase todos os casos isso
vai curar o problema, mas se persistir, um dos sinais BDO pode ser usado para desativar o IC que está sendo backdriven.

O clipe solo é inserido no par final de buracos nas filas exteriores do conector preto (mostrado a vermelho no diagrama).

Nem todos os testes exigem o clipe de terra a serem conectados.

Posicionamento automático Clipe

Posicionamento automático de CLIP estabelece a posição do IC dentro do grampo de teste. Isto permite que o grampo a ser
aplicado em qualquer posição ou orientação desejada. A técnica funciona localizando a pinos VCC (+ 5V) e GND (0V) antes
do início de um teste. Nota:
posicionamento automático clipe não é possível em algumas circunstâncias. O software irá emitir um aviso para esse efeito,
quando apropriado. Nestas circunstâncias, o pino 1 do grampo de teste deve
ligar ao pino 1 do IC ..

Ligando o PCB sob teste


o BFL fornece uma saída de alimentação de energia 5Vcc, 5A para alimentar o PCB sob teste. A alimentação é ligada a dois
terminais na parte da frente do módulo. Ligar o PSU aos terminais da fonte de alimentação apropriados no PCB em teste
como se segue:
Preto: PCB 0V ou GND (terra)
Vermelho: PCB + 5V ou VCC
Se o PCB sob teste tem um consumo de corrente maior do que 5A deve ser utilizada uma fonte de energia separada.
Nesses casos, o solo ou 0V fornecimento da fonte de alimentação DEVO ser ligada
ao BFL / DCS terminal de terra módulo (conector preto). O teste DV-I não requer o PCB para ser alimentado durante o teste.
No entanto, o trilho de alimentação PCB 0V deve ser conectado ao BFL módulo terminal de terra preta.

ABI Electronics Ltd página 76


Limpeza
Para obter resultados de teste confiáveis ​do clipe de teste deve fazer um bom contato com o dispositivo em teste. Para facilitar este
processo, pode ser necessário limpar o PCB em teste para remover a sujidade, oxidação e fluxo de IC pinos. Há muitos solventes de
limpeza disponíveis, que irá seguramente fazer isso.

clocks
Relógios e osciladores do PCB sob teste deve ser desativado para garantir condições de teste estático. Não fazer isso pode resultar
em interferência e os resultados dos testes inválidos ou não confiáveis. placas bem concebidos, normalmente têm a facilidade para
desativar relógios e osciladores usando links ou jumpers. Alternativamente, uma saída de BDO pode ser utilizado para esta finalidade
(ver Uso BDO).

o BDOS
Cada módulo de BFL fornece quatro B nos D é capaz O utput ( BDO) sinais. Estes também são por vezes referido como
guardas. O cabo BDO consiste de cinco grampos ligados a um conector 10 de maneira azul. O conector deve ser ligado ao
conector 10 forma na parte da frente de cada módulo BFL. Duas das saídas BDO, identificado por grampos verdes, fornecer
um nível lógico baixo durante um teste. Duas das saídas BDO, identificado por grampos vermelhos, fornecer um alto nível
lógico durante um teste. Um clipe em preto adicional é usado para fornecer um link 0V com o PCB. A especificação dos
sinais de saída BDO é idêntica à dos outros canais de unidade.

uso BDO
BDO clipes são usados ​para os nódulos backdrive na placa em ensaio para desactivar selectivamente circuitos. Clipe os clipes
BDO para os nós apropriados no PCB. Os clipes de BDO só irá ser activa para a duração de um teste. Exemplos do uso de
BDOS seria:

1) Desativando um microprocessador, forçando o RESET, espera ou DMA pedido para o nível lógico apropriado.

2) sinais de clock Desativar para impedir a interferência de teste.

3) Desactivar saídas tri-state de um barramento comum para evitar contenção com as saídas do IC em particular sob
teste.

Tipos BFL teste


o BFL ( Board Fault Locator) pode usar uma variedade de métodos de teste para diagnosticar falhas em uma PCB.

Teste Tabela verdade

o Tabela verdade teste testa a funcionalidade de um IC mediante a aplicação do estímulo apropriado tabela de verdade para o IC sob
teste. Embora esta sequência definida de sinais está a ser aplicado para o IC, as saídas do IC são verificados para assegurar que
estão em conformidade com os níveis esperados. E se

o IC responde em todos os momentos ao estímulo de entrada, o resultado do teste é considerado como bom e uma marca verde será exibido
na caixa de análise dos resultados. Se o teste falhar, o nível de lógica defeituosa vai
ser exibida ao lado da haste relevante no diagrama de IC e uma cruz vermelha irá ser apresentado na caixa de análise dos resultados.

Na BFL, os limiares, de baixa tensão alta e comutação podem ser definidos pelo usuário na configuração do menu Parâmetros
de teste.

conexões de teste

ABI Electronics Ltd página 77


o ligações teste examina a conectividade do dispositivo sob teste. As informações apresentadas podem incluir qualquer um
dos seguintes:

Ligação: Pinos no mesmo dispositivo que estão ligados em conjunto


Curto: Pinos que estão ligados directamente a 0V ou 5V
Flutuador: Pinos que não estão sendo conduzidos por um nível lógico válido
Circuito aberto: Pinos que são circuito completamente aberto

As informações acima fornecidas por este teste é às vezes chamado Manufacturing Análise Defect ( MDA), uma vez que muitas
vezes pode destacar defeitos causados ​pelo processo de fabricação. Para mais informações sobre as condições de pinos, consulte
Condições Pin.

Teste de tensão

o Voltagem teste mede a tensão em cada pino do IC a ser testado antes de qualquer estímulo é aplicado, e mostra-a como
uma tensão efectiva ao lado do pino apropriado no diagrama de IC. Isto pode ser útil quando se testa CIs analógicos e também
quando o teste de comparação. As tensões também são convertidos para níveis lógicos. Isso identifica estados lógicos de nível
médio, que são um sintoma clássico de falhas em placas digitais.

teste térmico
o Térmico ensaio explora a característica térmica de díodos de protecção estática, de um dispositivo digital para fornecer
uma medida relativa da temperatura do IC nas imediações do que o pino. A temperatura exacta não é conhecida, mas o
número relativo pode ser utilizada para comparar uma boa e defeituoso placa.

O ensaio detecta o valor térmico de cada pino indivíduo (ou nó) sobre o IC a ser testado, desde que a cavilha tem uma
característica do diodo válido. O valor apresentado não é uma leitura de temperatura válido, mas apenas uma medida relativa
da temperatura. Se um teste térmico é
realizada e o IC sob teste não exibe um valor térmico, isto significa que o pino (ou nó) não tem uma característica do diodo.

Embora o teste térmico não aplica energia ao IC sob teste, que pode detectar saídas sobrecarregado, mais de dissipação (ICs
quente) e é uma característica útil em testes de comparação.

DV-I Teste
o VI Teste Digital é uma técnica de ensaio há muito estabelecida comumente utilizados para examinar o pino (entrada / saída)
característica de ICs. O resultado está numa forma gráfica e um utilizador experiente pode identificar falhas comuns, tais como díodos de
protecção com fugas estáticos, fios de ligação em curto-circuito saídas soprados, ou entradas abertas. Alternativamente, a característica
pode ser armazenado e em comparação com uma placa boa conhecida para o diagnóstico de falha. O ensaio é efectuado com o fora de
energia e é, portanto, adequado para as placas que não podem ser movidos para cima devido a falhas graves.

O visor digital VI (DV-I) representa a característica de tensão (V) -Current (I) de um nó em relação à terra. O DV-I característica é
obtida através da aplicação de uma tensão que varia para um pino de dispositivo a partir de uma fonte limitada corrente. Um
gráfico da tensão contra a corrente é, então, exibida. As curvas resultantes são análogos a uma assinatura análogo de um pino
de dispositivo. A técnica pode, assim, ser utilizado para construir um perfil de uma placa contendo ambos os componentes
digitais e analógicos. Diferenças em curvas características de componentes em uma placa boa salvo e

ABI Electronics Ltd página 78


as do componente correspondente em uma placa suspeito pode levar a um diagnóstico da falha. Não há energia aplicada à
placa ou dispositivo sob teste quando se realiza um DV-I, mas uma ligação à terra para o módulo de BFL deve estar presente.

O teste BFL digitais VI foi optimizado para testar CIs digitais. A impedância da fonte e frequência são fixos. Os limites de
tensão são ajustáveis ​pelo utilizador na gama de +/- 10V.

Comparando os resultados de medição


Os resultados de uma medição ou de cálculo pode ser comparado com um valor alvo para a passagem / falha o teste. Os resultados são
apresentados sob a forma de um gráfico de barras, que mostra verde (passagem) para leituras dentro da tolerância programada, vermelho
de outra forma.

Para medições de configuração clique no ícone no instrumento. Um exemplo típico de um


caixa de diálogo de comparação configuração é dado abaixo (a caixa de comparação calculadora também irá incluir uma área para entrar em um
programa FormulaPlus).

Insira o valor alvo da medida no Alvo caixa, e definir as unidades apropriadas clicando no caixa suspensa. Da mesma forma
ajustar o Baixa tolerância, tolerância superior, Display mínima e exposição máxima valores.

Os valores mínimo e exibição de exibição máximos referem-se ao intervalo apresentado no gráfico de barras associado. Um valor
medido (ou calculada) irá ser indicado como uma passagem (desde que a caixa de verificação de comparação é definido), se o
valor for maior do que ou igual ao alvo - tolerância para menos, ou menor ou igual a segmentar + tolerância superior.

BFL Select DV-I traço Cores


As cores de várias partes do ecrã VI digital pode ser configurado. Esses são:

Cor real: Define a cor do real cores traço Master: Define a cor do nome de
rastreio mestre, Gama: Define a cor do texto no visor Grade Cor:

Define a cor da grade


Bkgnd Cor: Define a cor de fundo do display

O botão Cores padrão restaura o esquema de cores padrão de fábrica.

O painel frontal AICT


Este é o painel de AICT frente.

ABI Electronics Ltd página 79


AICT analógico VI Tester
o AICT Análogo VI Tester permite que as assinaturas analógicos de ICs e componentes discretos para ser adquirida e
comparados sem removê-las da placa de circuito impresso (PCB). Como voltagens são aplicadas e medido pelo VI Tester,
não deve haver nenhuma energia externa fornecida à unidade a ser testado.
Além disso, quando a matriz é de teste VI sendo
realizada também deve haver nenhuma ligação referência de terra ligado. Para mais informações sobre como usar o VI Tester,
consulte Usando Analogue VI .

Para abrir este instrumento, clique no Análogo VI Tester ícone, ou selecione


Instruments> Analógico VI Tester a partir do menu.

Nota: Quando se utiliza impedâncias da fonte acima 1k ou forma de onda de frequências acima de 300 Hz a capacitância das
sondas a ser utilizados irá começar a tornar-se significativo. Isto vai apresentar-se como um análogo VI característica elíptica
sob condições de circuito aberto. O software pode compensar esta, sob controlo do utilizador, utilizando o Probe Compensar botão
na caixa de diálogo Instalação do Analogue VI.

Box tamanho

A caixa Tamanho é uma caixa de lista suspensa que contém várias configurações para selecionar o tamanho do componente. Esta
pode ser uma sonda ou um IC discreta. As opções são as seguintes:

sonda 1 : traço único utilizando a sonda única VI no Canal 1


sonda 2 : traço único utilizando a sonda única VI no Canal 2
sonda dupla : Canal 1 e Canal 2 traços juntos na mesma tela

clipe 4 : Exibe quatro traços separados através do O Connector / Analogue I


clipe 6 : Exibe seis traços separados através do O Connector / Analogue I
clipe 8 : Exibe oito traços separados através do conector S / analógico I
clip 10 : Exibe dez traços separados através do O Connector / Analogue I
clip 14 : Exibe quatorze traços separados através do O Connector / Analogue I

clip 16 : Exibe dezasseis vestígios separados através do análogo I O conector /


Multiprobe 8: Exibe oito traços separados através do conector S / analógico I
Multiprobe 10 : Exibe dez traços separados através do Analogue I O Connector /
Multiprobe 16: Exibe dezasseis vestígios separados através do análogo I O conector /

ABI Electronics Ltd página 80


Selector de frequência

o Freqüência seletor é uma caixa de listagem drop-down que é usado para selecionar a freqüência da onda de saída. A
frequência seleccionada pode ser na gama de 38Hz a 12kHz.

Selector impedância
o Impedância seletor é uma caixa de listagem drop-down que é usado para selecionar a impedância da fonte da onda de
saída. A impedância pode ser seleccionado na gama de 100R de 1M.

Selector de tensão
o Voltagem seletor é uma caixa de listagem drop-down que é usado para selecionar a amplitude da onda de saída. A tensão
seleccionada pode estar na gama de 2V a 50V pico a pico.

Selector curva
o Curva seletor é uma caixa de listagem drop-down que é usado para selecionar o tipo de onda de saída. Isso pode ser um dos
seguintes procedimentos:
Seno : define uma onda sinusoidal como a forma de onda de saída

Rampa : define uma rampa como a forma de onda de saída

Triângulo : Define uma onda triangular como a forma de onda de saída

Selector Axis
o Eixo seletor é uma caixa de listagem drop-down que é usado para selecionar o eixo plotagem. Isso pode ser um dos seguintes procedimentos:

VI : define o eixo conspirar para VI (tensão contra corrente)


VT : define o eixo conspirar para VT (Voltage contra o tempo)
ISTO : define o eixo conspirar para TI (atual contra o tempo)

Botão Setup
O botão de configuração Analogue VI é usado para configurar os parâmetros de teste.

Botão de início

o Começar botão irá iniciar o teste, usando os parâmetros selecionados.

Botão de parada

o Pare botão irá parar qualquer teste que está sendo executado.

Botão
o Loja botão armazena a forma de onda ativa no momento. O traço do atual dispositivo sob teste e o traço armazenados,
ambos serão exibidos na tela. As formas de onda são apenas armazenados até loja é pressionado de novo ou uma das
opções (tais como o tipo de grampo, impedância, forma de onda, etc.) é alterada.
Não está operacional em modo de sonda dupla como comparação é
realizada entre as duas sondas neste modo.

Botão Matrix
Matriz VI teste é uma técnica poderosa que permite que as conexões entre os pinos sobre um IC a ser medida e comparada.
Isso permite que os ICs a ser testado fora do circuito, bem como encontrar calções entre os pinos que não teriam sido
encontrados. Ele só está disponível quando o
AICT analógico IC solução de teste é instalado. Ao realizar o teste Matrix deve haver

ABI Electronics Ltd página 81


nenhuma referência de terra ligado à unidade em teste.

VI resultado de comparação

Ao comparar armazenados traços / assinaturas, um valor percentual é apresentado na parte inferior do lado do lado
esquerdo de cada monitor. Isto representa o resultado da comparação VI para cada pino particular. A figura indica o grau de
similaridade entre todos os pontos da característica principal e aqueles no pino correspondente do dispositivo sob teste. A
figura percentagem inferior a 95% é considerada uma comparação mau, e o resultado percentagem vai ser exibido em
vermelho para indicar este. A tolerância desta comparação pode ser selecionado a partir da caixa de configuração do
Analogue VI. As cores dos traços são configuráveis ​usando o Select Analogue VI função Cores rastreamento.

Box Tone
Clicando na caixa de tom alterna um indicador sonoro do jogo entre o traço atual e o traço armazenado. Isso funciona tanto
para as informações armazenadas usando o botão da loja, e dentro de uma seqüência de teste.

Os botões <e>
Um único traço pode ser examinada de forma mais precisa, ao posicionar o cursor do rato sobre a curva VI desejado.
Quando o cursor do mouse torna-se um símbolo da lupa, um único clique do mouse irá expandir a curva. Um segundo clique
do mouse irá restaurar a exibição normal. E se

de ter ampliado em um único traço, o <; e> botões estão habilitados, e pode ser usado para ver o anterior (<) / seguinte (>)
traço cheio.

O gerador de impulsos
O gerador de impulsos (quando activada) serão continuamente produzir um pulso ou nível DC de acordo com os atributos definidos pelo
utilizador na caixa de configuração do Análogo VI. O comprimento do pulso, amplitude e tipo podem todos ser alterada de acordo com um teste
em particular. O uso principal é para testar dispositivos de terminal 3, onde o gerador de impulsos seria interruptor de ligar / desligar o
dispositivo sob teste.

AICT analógico IC Tester


o AICT Análogo IC Tester é um equivalente análogo do IC Tester BFL - ele permite CIs analógicos a serem testados no
circuito, sem os remover a placa de circuito impresso (PCB).

Para abrir este instrumento, clique no Análogo IC Tester ícone, ou selecione


Instruments> Analógico IC Tester a partir do menu.

Para testar um IC selecionar a parte da biblioteca apropriada usando o drop-down caixas de lista à esquerda do instrumento.
A parte carregado no momento vai ser exibido na caixa no canto superior esquerdo. A placa em teste terá de ser alimentado
a partir de uma fonte externa (se a energia é requerida pelo ensaio). O chão da fonte de alimentação externa DEVO estar
ligado ao terminal de terra (preto) do módulo AICT.

Botão Setup
o Configuração botão é usado para configurar os parâmetros de teste, utilizando o Setup AICT IC Tester

ABI Electronics Ltd página 82


janela de parâmetros de teste.

Botão de início

o Começar botão irá executar o teste (s) que foram ativadas utilizando os parâmetros configurados.

Botão de parada

o Pare botão irá parar o teste atualmente em execução quando executado no modo loop.

Actual Botão / Master


o Real botão só fica ativo quando em modo AICT IC Comparação. Em operação normal de
o IC Tester AICT, este botão fica inativo.

Janela biblioteca
o Biblioteca janela permite que um dispositivo a ser selecionado - uma imagem de seu tipo pacote é exibido à direita.

Botão Notes
o Notas botão irá exibir todas as notas que são relevantes para o teste que está atualmente selecionado.

janela de análise
o Análise vitrines estendida Análise da Informação após o teste.

janela de resultados

o Resultado janela exibe uma imagem do dispositivo sob teste e as condições Pin detectadas durante o último teste.

janela de rastreamento

o Vestígio janela mostra as voltagens presentes em cada um dos pinos durante o teste.

AICT análogo de I / O conector


Um cabo é inserida a este conector que irá conter um grampo de tamanho apropriado para realizar testes funcionais e VI em
múltiplos pinos, utilizando o clip de 4 a 24 de grampo ou Multiprobe opções. Os números de pinos do conector são como se
segue:

Se usando clip de 4 a 24 de grampo ou Multiprobe cabos, pino 1 do cabo vai anexar ao pino 1 do conector. Os canais reais
VI são pinos de 1 a 12 e dos pinos 15 e 26.

Exemplo: Se utilizar a opção de grampo 14, os pinos 1 a 7 do conector seria pinos de 1 a 7 do


grampo, mas pinos 20 a 26 do conector seria pinos 8 a 14 do grampo.

Setup AICT Analogue VI

ABI Electronics Ltd página 83


Esta caixa contém os seguintes parâmetros que são usados ​durante a execução do teste analógico VI:

Ativar pulso
Esta é uma caixa de seleção que ativa e desativa o gerador de impulsos. Se a caixa está vazia,
o gerador de impulsos está desativado.

pulso positivo
A forma de onda do gerador de pulso VI pode ser configurado e é a saída para os conectores de pulso no painel frontal ATS. A
posição de arranque, paragem posição e tensão de saída pode ser definida usando os 3 barras de deslocamento. Esses
controles serão desabilitados e aparecerá greyed a menos que o Ativar pulso opção é seleccionada (activada). Uma vez
ativado, o usuário pode configurar os seguintes parâmetros:

Começar: define a posição de início do impulso positivo (0.0us para 26.21ms) pare:
define a posição de paragem do impulso positivo (103.2us para 26.32ms) V +:
define a amplitude do impulso positivo (0V a + 10V)

pulso negativo
A forma de onda do gerador de pulso VI pode ser configurado e é a saída para os conectores de pulso no painel frontal ATS. A
posição de arranque, paragem posição e tensão de saída pode ser definida usando os 3 barras de deslocamento. Esses
controles serão desabilitados e aparecerá greyed a menos que o Ativar pulso opção é seleccionada (activada). Uma vez
ativado, o usuário pode configurar os seguintes parâmetros:

Começar: define a posição de início do impulso negativo (0.0us para 26.21ms) pare:
define a posição de paragem do impulso negativo (103.2us para 26.32ms) V-:
define a amplitude do impulso negativo (0V a -10V)

Tipo de pulso

A caixa Tipo de pulso é um caixa de lista que é usado para selecionar o tipo de saída de pulso do gerador de pulso VI para baixo.

Positivo: seleciona um pulso positivo negativo:


seleciona um Bipolar pulso negativo:
selecciona um DC impulso bipolar:
selecciona um nível DC

DC
Esta é uma barra de rolagem que define o nível de tensão DC que é emitido a partir do gerador de impulsos VI. Esta tensão pode estar
na gama de + 10V para - 10V.

Comp. Para mim.

Esta é uma barra de rolagem que seleciona o tolerância comparação quando se utiliza o VI tester para comparar o traço
com um traço armazenado. Um número baixo na caixa de Pontos faria a comparação sensíveis (por exemplo: Os traços teria
que ser quase idêntico para indicar uma boa comparação). À medida que o número de pontos é aumentada, a sensibilidade
da comparação é diminuída.

cores Botão

ABI Electronics Ltd página 84


O botão Cores permite que as cores de várias partes do display pode ser configurado. Consulte Selecionar Analogue VI traço
Cores.

Dot Junte

Esta caixa de seleção ativa e desativa a interpolação de pontos durante a plotagem. Se a verificação
caixa está vazia, ponto de junção é desativado.

Probe Compensação
Quando se utiliza impedâncias da fonte acima 1k ou forma de onda de frequências acima de 300 Hz a capacitância das
sondas a ser utilizados irá começar a tornar-se significativo. Isto vai apresentar-se como um análogo VI característica elíptica
sob condições de circuito aberto. O software pode compensar isso, sob o controle do usuário, usando o botão 'Probe
Compensar' na caixa de diálogo de configuração do Analogue VI.
Ao pressionar este botão irá calibrar a stray
capacitância das sondas. É importante que o usuário deve inserir todas as sondas em todos
canais que serão utilizadas antes que o botão é pressionado, caso contrário, a capacitância de dispersão da sonda no canal que
não pode ser calibrado para fora. Se a sonda sobre um canal particular é
alteradas a qualquer momento, o botão 'Probe Compensar' deve ser pressionado para calibrar o sistema para a nova sonda.
Nos extremos configuração de teste (fonte 1M ou em direcção 12kHz) a compensação não será perfeito. No entanto, quando
se utiliza a principal aplicação do modo de comparação, isso terá pouco efeito sobre o desempenho. compensação sonda
pode demorar até 30 segundos para executar.

O AICT analógica IC Tester Informação Análise


A janela de texto de análise contém informações sobre o teste de IC que tenha sido realizada.

Se o teste está a executar no modo de espira, o número total de passagens e falhas é exibida. Alguns testes funcionais
retornar informações adicionais sobre o teste que está sendo executada e isso também vai ser exibido na janela de análise.
Por exemplo, um teste de transistor bipolar é capaz de aproximar o Hfe do dispositivo sob teste (a uma condição de
operação único) e determinar quais os pinos estão ligados à base, emissor e colector do dispositivo sob teste. Qualquer
informação em relação às condições de circuitos e informações pré-teste também será mostrado na janela de análise.

O AICT IC Tester Comparação


Um dos métodos mais eficientes para reparar uma PCB é comparar uma placa suspeito com uma placa boa conhecida.
diferenças destacadas entre as placas pode levar rapidamente a diagnóstico de falhas. SISTEMA 8 permite que o perfil de um
bom conselho conhecido ou Conselho de ouro para ser salvo em um arquivo TestFlow. Uma placa suspeito pode então ser
comparado com o perfil do Conselho de Ouro.

o Real botão é utilizado para activar a exibição do resultado actual entre o real (dispositivo sob teste) e o principal
(dispositivo de ouro). A assinatura Mestre espera do dispositivo pode ser visto, alternando o Actual / Master botão para
mostrar Mestre. O visor pacote do mestre e o resultado real deve ser visto separadamente. Os nomes do pacote pin será
destacado em vermelho se existem diferenças de comparação nos pinos individuais.

AICT IC Testes Tipos

ABI Electronics Ltd página 85


O IC Tester analógico utiliza vários métodos de ensaio para diagnosticar falhas em uma PCB.

Teste funcional
Isto testa a funcionalidade básica de um dispositivo de aplicação do estímulo apropriado para o dispositivo sob teste (DUT).
correntes analógicas ou tensões são aplicadas para o DUT e as respostas analógicos são verificados para garantir que eles
cumpram com as respostas esperadas. Se o DUT
responde em todos os momentos ao estímulo de entrada, o resultado do teste é considerado como bom e uma marca verde será exibido na caixa
de análise dos resultados. Se o teste falhar, um código de falha será exibido ao lado
para o pino relevantes no diagrama de IC e uma cruz vermelha irá ser apresentado na caixa de análise dos resultados.

Uma representação das formas de onda de estímulo e resposta também pode ser exibida graficamente na forma de um diagrama de
temporização.

conexões de teste
O teste de ligações examina a conectividade do dispositivo sob teste. As informações apresentadas podem incluir
qualquer um dos seguintes:
Link: Pinos no mesmo dispositivo, que estão ligados entre si Curto: Pinos que são
conectados diretamente a um trilho de alimentação

As informações acima fornecidas por este teste é às vezes chamado de defeito de fabricação Análise (MDA), uma vez que muitas
vezes pode destacar defeitos causados ​pelo processo de fabricação. Para mais informações sobre as condições de pinos, consulte
Condições Pin.

Teste de tensão

O teste de tensão mede a tensão em cada pino do dispositivo sob teste antes de qualquer estímulo é aplicado, e mostra-a
como uma tensão efectiva ao lado do pino apropriado no diagrama. Isto pode ser útil quando se testa CIs analógicos e
também quando o teste de comparação.

AICT Condições Pin


Quando foi realizado um teste, uma série de mensagens de teste pode ser exibido ao lado dos pinos IC exibidas na tela. Um
ou mais dos seguintes pode ser exibida:

GND
Este pino é o pino de terra da IC e tem a correcta tensão sobre ele.

HI V
A tensão medida excedeu a tensão positiva máxima admissível (+ 15,5 V). O teste não irá continuar sob estas condições.
Assegurar o chão fonte de alimentação placa está ligada ao terminal preto ATS.

I >>
A corrente de saída neste pino verificou-se ser muito alta, num ponto durante o teste no qual uma corrente mais baixa era
esperado. I <<

A corrente de saída neste pino verificou-se ser muito baixo num ponto durante o teste no qual uma corrente mais elevada era
esperado.

ABI Electronics Ltd página 86


eu n ( LIGAÇÃO n)

O pino foi encontrado para ser ligado a outros pinos no mesmo IC. Os pinos ligados estão indicadas por um nero n.

LO V
A tensão medida excedeu a tensão negativa mínima permissível (-15.5V). O teste não irá continuar sob estas condições.
Assegurar o chão fonte de alimentação placa está ligada ao terminal preto ATS.

NGND (NO GND)


O sistema não foi capaz de detectar uma fonte de 0V válido. Assegurar o chão fonte de alimentação placa está ligada ao terminal
preto ATS eo clipe está devidamente localizado.

NV + (N + V)
O sistema foi incapaz de detectar um fornecimento positivo válido. Assegurar o chão fonte de alimentação placa está ligada ao
terminal preto ATS eo clipe está devidamente localizado.

NV- (NO + V)
O sistema não foi capaz de detectar uma alimentação negativa válido. Assegurar o chão fonte de alimentação placa está ligada
ao terminal preto ATS eo clipe está devidamente localizado. SH0V (SHORT 0V)

O pino é conectado directamente ao carril 0V.

SV + (CURTO + V)
O pino é conectado directamente à calha de alimentação positiva.

SV- (SHORT V-)


O pino é conectado directamente para a linha de alimentação negativa.

V+
Este pino é o pino de alimentação positiva do IC.

V-
O pino é o pino de alimentação negativa do IC.

V >>
A tensão de saída no pino este verificou-se ser muito alta, num ponto durante o teste no qual uma tensão mais baixa era
esperado.

V <<
A tensão de saída no pino este verificou-se ser muito baixo num ponto durante o teste no qual uma tensão mais alta era
esperado.

HI V
A tensão sobre este pino é demasiado elevado para o teste.

LO V
A tensão sobre este pino é demasiado baixo para o teste.

ABI Electronics Ltd página 87


SVX +
Este pino está em curto-circuito a uma tensão positiva não especificado.

SVx-
Este pino está em curto-circuito a uma tensão positiva não especificado.

AICT Seleção Analogue VI traço Cores


As cores das várias partes do visor pode ser configurado. Esses são:

Cor Real 1: A cor do traço actual 1 (Probe real 1, pinos de 1 a 16) real Cor 2: A cor do real traço 2 (Sonda
Actual 2) Mestre Cor 1: A cor do traço Master 1 (Master Probe 1, pinos de 1 a 16) mestre Cor 2: a cor do
traço master 2 (master sonda 2) Nome, Gama:

A cor do texto no visor


Grade Cor: A cor da grade
Bkgnd Cor: A cor de fundo do display

Cores padrão Botão


Este botão restaura o esquema de cores padrão de fábrica. Isto é:

Cor Real 1: Luz amarela


Actual Cor 2: Azul claro
Mestre Cor 1: Luz verde
Mestre Cor 2: Luz vermelha
Nome, Gama : Branco
grade de cores : Preto
Bkgnd Cor : Cinzento

AICT Parâmetros de teste Configuração


Os ensaios que são aplicadas para os CIs sob teste e as mensagens que aparecem são modificadas conforme necessário.
Se os parâmetros forem alterados eo botão CANCELAR é pressionado,
nenhuma das alterações será salvo ou usado. Se o botão OK for pressionado, as mudanças serão
armazenado e usado posteriormente.

Tipos de teste

O IC Tester ATS utiliza uma variedade de tipos de ensaios ou métodos de ensaio para diagnosticar falhas em uma PCB. Estes consistem em:

Funcional: Aplica-se uma go / no go de teste para o dispositivo seleccionado sob teste


Conexões de teste: Os controlos para os pinos de circuito aberto, as ligações entre os pinos, pinos flutuantes e
calção
teste de tensão: Mede a tensão em cada pino do IC sob teste

O usuário pode permitir que qualquer tipo de teste a partir do menu de configuração. No entanto, se um tipo de teste de habilitado não é válido
para uma parte selecionada particular, o sistema irá simplesmente perder esse teste. A configuração configuração de teste não será alterado.
Se a configuração de configuração não permitiu qualquer válido
tipos de teste, uma mensagem de erro será exibido quando o usuário tenta executar um teste.

Modos de teste

ABI Electronics Ltd página 88


Um teste de IC pode ser executado uma vez, de forma contínua ou até que estejam reunidas certas condições. Isto é realçado pelo
seguinte:

Solteiro: Executa os testes de uma só vez


loop: Executa os testes continuamente
Verdadeiro loop: Executa os testes, enquanto já o resultado do teste é verdadeiro laço falso:
Executa os testes, enquanto já o resultado do teste é falso

Funções de teste

Este grupo configura várias funções de teste, tal como descrito abaixo:

traço Analógico: Activa / desactiva o recurso de rastreio análogo


função clipe Auto: Ativa / desativa a função automática de posicionamento clipe. Se desativada,
o clipe de teste IC deve ser aplicada ao pino 1 do grampo ao pino 1 do IC sob teste.

mensagens

Várias mensagens podem ser exibidas ao executar testes. Estes podem ser ativada selecionando a opção apropriada:

aviso clipe Auto: Ativa / desativa a mensagem "Sem posicionamento automático clipe de" se apropriado para
esse teste
Notas: Exibe quaisquer notas associadas com o dispositivo em teste

Tolerância de tensão

Este permite o ajuste da tolerância de tensão em cada pino no que diz respeito à comparação Master / Os resultados reais. Isto é
usado quando os resultados de testes reais / mestre são sempre a falhar devido a pequenas variações de tensão, isto é, tolerância
de componentes ou condições de ensaio ligeiramente diferentes.

AICT Usando Analogue VI

Sobre VI Testing
VI testes (também conhecido como análise de assinatura analógica) é uma técnica que é excelente para encontrar em PCBs
culpa, e é ideal quando diagramas e documentação são mínimas. Ao testar uma placa com o VI Tester, nenhuma potência é
aplicado ao dispositivo sob teste. Portanto, esta técnica é um teste extremamente eficaz para os chamados quadros de mortos
que não pode seguramente ser ligado. Uma corrente limitada, o sinal de corrente alternada é aplicada ao dispositivo sob teste e a
impedância característica é apresentada representando graficamente a tensão em contra corrente um gráfico XY (o eixo X, que
representam a tensão e o eixo Y representa corrente).

Analogue VI teste é uma técnica muito simples, como será detalhado. No entanto, isso não significa que não é também uma
ferramenta de diagnóstico de falhas poderoso. A técnica de base é descrita abaixo. Uma forma de onda de estímulo é
aplicado através de uma resistência limitadora de corrente através do dispositivo sob teste (DUT). A tensão através do DUT é
traçada (no eixo horizontal) contra a corrente através dele (no eixo vertical).

ABI Electronics Ltd página 89


Desde a Lei de Ohm, (Z = V / I) pode ser visto que a característica resultante representa a impedância do DUT. A forma de onda
de estímulo é geralmente uma onda sinusoidal. Para os componentes dependentes de frequência, tais como condensadores e
indutores, a impedância é relacionada com a frequência. Assim, uma fonte de estímulos de frequência variável é necessária para
estes tipos de componentes. Ele também pode ser visto que o resistor limitador de corrente eo DUT formar um divisor de
potencial. Para conseguir um traço razoável o resistor sentido atual deve ser a mesma ordem de grandeza que a impedância do
DUT com a frequência de teste. Assim, a fim de utilizar esta técnica em uma ampla gama de DUT, uma vasta gama de limitação
de corrente ( ou fonte) resistores são necessários.

Não é necessário entender a técnica acima para ser capaz de usar o teste VI analógico para o diagnóstico de falhas. A
maioria das aplicações utilizar testes de VI análogo de um modo comparativo, em que compreender a característica exibida
não é importante. De fato, em situações de diagnóstico de falhas de tabuleiro real, muitos componentes serão conectados a
um nó particular e o análogo VI característica resultante será um complexo composto das características componentes
individuais analógico VI tornando extremamente difícil
completamente
entende isso.

Compreender a exibição
O visor VI representa graficamente a tensão através do dispositivo sob teste (V) sobre o eixo horizontal, e a corrente através
do dispositivo sob teste (I) sobre o eixo vertical, como mostrado abaixo. Diferentes dispositivos em diferentes configurações
produzir assinaturas diferentes, dependendo do fluxo de corrente através do dispositivo, como as variações de tensão
aplicados. Um curto-circuito, por exemplo, seriam exibidas como uma linha vertical, porque o fluxo de corrente para qualquer
tensão aplicada seria teoricamente infinito (ver abaixo), enquanto que um circuito aberto exibiria uma linha horizontal porque
a corrente é sempre igual a zero, independentemente da tensão aplicada (ver abaixo). Uma resistência puro daria uma linha
diagonal cuja inclinação é proporcional à resistência, porque a corrente é proporcional à tensão aplicada.

ABI Electronics Ltd página 90


Circuito aberto: Circuito curto:

Mesmo que as curvas às vezes pode ser bastante complexo, não é necessário para compreendê-los, a fim de usar a técnica
VI teste. A comparação das curvas para uma boa placa conhecida e uma placa suspeito pode muitas vezes identificar falhas
com um mínimo de conhecimento. Ter em mente que em um circuito típico, o VI curva exibida, normalmente, seria de uma
série de componentes em paralelo. Uma melhor compreensão da operação do análogo VI testador pode ser adquirida
usando o sistema com componentes conhecidos fora do circuito.

As assinaturas de resistências são as linhas rectas (ver Diagrama 1). O valor do resistor em teste afeta a inclinação da linha,
quanto maior o valor, mais próximo da linha chega ao horizontal (circuito aberto). A impedância da fonte do VI testador deve
ser escolhido de forma a inclinação da linha, para uma boa resistência, é o mais perto possível de 45 graus. A diferença na
inclinação da curva quando se compara um bom e suspeito placa indicaria uma diferença nos valores de resistência nos dois
tabuleiros.

Diagrama 1: Diagrama 2:

820 ohm 0.47uF Capacitor


CONFIGURAÇÕES CONFIGURAÇÕES

Freqüência : 1.2kHz Freqüência : 4.8kHz


Fonte impedância: 1k Ohms Curve: Impedância da fonte: 100 Ohms Curve:
onda sinusoidal onda sinusoidal

Voltagem : 10V pico a pico Voltagem : 2V pico a pico

Condensadores com valores relativamente baixos têm achatada, horizontais, assinaturas elípticas e condensadores com
valores relativamente elevados tenham achatada, assinaturas, verticais elípticas. A assinatura ideal é um círculo quase
perfeito (ver Diagrama 2) que pode ser obtido seleccionando a impedância de frequência de teste e fonte apropriada.
Tipicamente, quanto maior a capacitância, a baixa impedância do teste e frequência. Um condensador furado iria dar uma
curva inclinada devido à resistência eficaz em paralelo com o condensador.

A assinatura de um indutor é elíptica ou circular, por vezes, mostrando histerese (ver


Diagrama 3). Indutores com valores relativamente elevados tenham achatada, horizontal, elíptica
assinaturas semelhantes aos de capacitores. O sinal ideal é um círculo perfeito. indutores
pode ter de ferrite, ferro, latão ou núcleos de ar, que pode ou não pode ser ajustável. indutores
com o mesmo valor pode ter muito diferentes assinaturas se usar diferentes materiais de núcleo ou, se o núcleo é posicionado de
forma diferente. Indutores geralmente exigem uma impedância de fonte de baixa e

ABI Electronics Ltd página 91


frequências de teste superiores para expor uma assinatura elíptica.

Um indutor de circuito aberto (uma falha comum com dispositivos de montagem de PCB pequenas) podem ser facilmente
detectado pelas curvas VI contrastantes ao comparar duas placas.

Diagrama 3: Diagrama 4:

10mH indutor 1N4148 Diode


CONFIGURAÇÕES CONFIGURAÇÕES

Freqüência : 1.2kHz Freqüência : 60Hz


Impedância da fonte: 100 Ohms Curve: Fonte impedância: 1k Ohms Curve:
onda triangular seno
Voltagem : 4V pico a pico Voltagem : 6V pico a pico

ABI Electronics Ltd página 92


A assinatura de um diodo de silício podem ser identificados facilmente (ver Diagrama 4). A parte vertical da curva mostra a
região de polarização para a frente, e a tensão de ligar e a queda de tensão para a frente pode ser facilmente identificado. A
área da curva do traço mostra a transição desde totalmente fora de totalmente no à medida que aumenta a tensão aplicada.
A parte horizontal da curva, é a região onde a tensão inversa do díodo é não condutor e é efectivamente um circuito aberto.
diodos defeituosos podem ser facilmente identificados por um desvio desta característica, por exemplo, um diodo que
apresenta fugas inversa significativa teria uma curva diagonal na região inverso, semelhante a um resistor.

díodos Zener realizar em ambos os sentidos. A característica de corrente para a frente é semelhante ao de um díodo (ver
acima). A característica no sentido inverso também é semelhante a um diodo até que a tensão de ruptura ou de Zener é
atingida, ponto em que a corrente aumenta rapidamente e a tensão de diodo é apertada. Isto dá origem à curva em Diagrama
5. A tensão de ensaio deve ser escolhida para ser maior do que a tensão de Zener para esta curva para ser obtido. Um diodo
Zener suspeito pode não ter um "joelho" bem definida e a parte horizontal da curva na região inversa podem apresentar
efeitos de vazamento de uma maneira semelhante a um díodo normal.

Diagrama 5: Diagrama 6:

BZX55C5V1 Zener Diode PNP Transistor


CONFIGURAÇÕES CONFIGURAÇÕES

Freqüência : 60Hz Freqüência : 120Hz


Fonte impedância: 1k Ohms Curve: Fonte impedância: 1k Ohms Tensão:
seno 4V pico a pico
Voltagem : 20V pico a pico Tipo do pulso: Bipolar: (V + 0,12) (V- -0.7V)
começo positivo: parada 0us: 4.18ms
início negativo: parada 4.18ms: 8.33ms

NPN e PNP transistores bipolares têm uma assinatura semelhante ao do diodo (ver Diagrama 4)
quando testado entre a base-colector e as junções base-emissor. Se testados entre o
terminais de coletor-emissor a assinatura seria parecem ser um circuito aberto. O gerador de impulsos pode ser usada para aplicar uma
tensão de polarização, através de uma resistência adequada, para a base do transistor, de modo que a acção de comutação pode ser
observado (ver Diagrama 6). O gerador de impulsos pode também ser utilizado para accionar os dispositivos tais como os triacs e
tiristores, isso pode ser observado que a acção de comutação de novo. Transistores com circuito aberto ou junções radiantes podem ser
facilmente identificados pelas diferenças acentuadas entre as curvas.

Resumo
A fim de empregar o VI tester para o seu pleno potencial como uma ferramenta de diagnóstico de falhas, é importante se
concentrar sobre as diferenças entre as curvas para placas boas e suspeitos, em vez de analisar em detalhes o significado
das curvas. A maioria de nós em um PCB irá conter combinações paralelas e série de componentes, tornando a análise
exata difícil. A maioria das falhas em placas falharam são falhas graves, como curtas ou abrir circuitos, que são fáceis de

ABI Electronics Ltd página 93


detectar com a técnica VI sem análise complexa.

Parâmetros de teste VI sugeridos


Existem numerosas combinações de parâmetros de ensaio análogo VI que podem ser escolhidas pelo operador. Esta
flexibilidade permite a mais ampla gama de componentes a serem testados, mas também apresenta algumas dificuldades para o
operador inexperiente. A tabela seguinte apresenta os parâmetros de ensaio típicas para um número de diferentes tipos de
componentes para ser testado. A mesa pode ser usada para obter rapidamente um representante VI característica para um
determinado componente. Muitas vezes, uma combinação diferente de parâmetros de ensaio vai dar a mesma característica.
operadores experientes serão capazes de deduzir rapidamente os parâmetros de ensaio adequados, observando a VI
característica obtida e ajustar os controles.

capacitores ( Voltagem = 4V PK-PK, curva de seno =)


Alcance freqüência de teste impedância da fonte
100uF - 1000uF 37.5Hz 100 ohms
10uF - 100uF 37.5Hz - 300Hz 100 ohms
1uF - 10uF 37.5Hz - 300Hz 1k
10nF - 1000nF 37.5Hz - 2.4kHz 10k
1nF - 10nF 37.5Hz - 2.4kHz 100k
0.1nF - 1nF 37.5Hz - 600Hz 1M

indutores ( Voltagem = 2V PK-PK, curva de seno =)


Alcance freqüência de teste impedância da fonte
10mH - 100mH 2.4kHz - 240Hz 100 ohms
1mH - 10mH 4.8kHz - 2.4kHz 100 ohms
100uH - 1000uH 12kHz - 4.8kHz 100 ohms

resistores ( Voltagem = 4V PK-PK; frequência de ensaio = 60 Hz, curva de seno =)


Alcance impedância da fonte
500k - 10M 1M
50k - 500k 100k
5k - 50k 10k
500R - 5k 1k
10R - 500R 100 ohms

ICs digitais: Voltagem = 4V PK-PK; frequência de


ensaio = 37.5Hz; impedância da
fonte = 10k

CIs analógicos: Tensão = 10V PK-PK;


frequência de ensaio = 37.5Hz;
impedância da fonte = 10k
diodos: Tensão = 2V Teste pk-pk
frequência = 37.5Hz Fonte
impedância = 10k

Matrix VI
Matrix VI teste é uma poderosa extensão para a técnica normal de Analogue VI. O teste Matrix VI realiza um teste VI, (como
descrito acima), entre cada par de pinos no dispositivo

ABI Electronics Ltd página 94


sob teste. Isto fornece um teste muito mais abrangente do que o teste VI padrão. Por exemplo, se o dispositivo sob teste
(DUT) tem quaisquer ligações entre os pinos isso irá ser imediatamente aparentes utilizando o teste Matrix VI.

Inicialmente pino 1 está ligado à terra para proporcionar a referência VI, e VI a característica de pino 1 é então capturado. Em
seguida, o pino 2 está ligado à terra e, novamente, a característica VI para um pino é capturado. Este processo é repetido até
que todos os pinos do DUT ter sido comutado para o solo para proporcionar o referência. Todo o processo é então repetido,
alternando cada pino, por sua vez para a terra e capturar a característica VI do pino 2 em relação ao pino de referência.
Quando as características VI para todos os pinos no DUT ter sido capturado, o teste é iniciado mais uma vez no pino 1. A título
de exemplo, um teste de oito pinos iria resultar em 64 (8x8) VI características de ser capturado.

O teste exibe todas as características VI associados com o pino seleccionado, clicando no gráfico de barras a comparação
seguinte para que o pino. Obviamente, se as características de um pino são exibidos, a característica de um pino com
referência ao pino 1 será um curto-circuito, indicados por uma linha vertical. Uma característica individual pode ser
inspecionado, clicando em que traço.

Note-se que o teste Matrix VI só está disponível quando uma solução de teste analógico IC está instalado.

Matrix VI Out-Of-Circuito adaptador


A fim de levar a cabo testes de VI Matrix fora-de-circuito, um adaptador opcional está disponível e liga-se directamente para dentro do
conector ATS análogo de I / O (usando cabo fornecido). Note-se que não é necessária qualquer referência de terra para este teste.

O adaptador Matrix VI oferece os seguintes tomadas:

- soquete SOIC 24 pino (calibre largo)


- soquete SOIC 14 pino (bitola estreita)
- soquete DIL 24 pino

Por favor note que, a fim de permitir Matrix VI out-of-circuito, a caixa de seleção na janela
de configuração precisa ser selecionado.

O painel frontal VPS


Este é o VPS (fonte de alimentação variável) do painel frontal:

ABI Electronics Ltd página 95


VPS Variable Power Supply
A fonte de alimentação variável (VPS) é um auto-contido unidade tripla fonte de alimentação projetado para funcionar com o sistema de
8 módulos existentes.

Como padrão o fornecimento fornece as seguintes saídas e recursos: -

Um suprimento lógica (2,5V a 6V no máximo 5A) de alimentação com ajustável protecção da sobretensão e protecção de sobrecarga de corrente fixa.

fornecimentos variáveis ​positivos e negativos que cobrem a gama de: -24 a 0V 0V e a + 24V cada um com uma corrente máxima
de 1.5A. Ambas as fontes de corrente variável incluem limitando a partir de 50 mA para 1.5A.

Para abrir este instrumento, clique no botão PSU ou selecione Fonte de energia
de Instruments cardápio.

Output Power Supply


O estado de saída da fonte de alimentação pode ser um dos seguintes procedimentos:

EM : Todas as três fontes de alimentação são ON.


FORA : Todas as três fontes de alimentação estão desligados.

Ajuste de tensão
As tensões de todas as três fontes de saída pode ser ajustada usando as barras de rolagem.

Proteção contra sobretensão

O fornecimento lógica foi construído em proteção contra sobretensão que pode ser definido usando a barra de rolagem. E se

o estado de tensão ao longo é acionado um Vmax mensagem é exibida no visor digital e toda a fonte de alimentação
desliga-se.

ABI Electronics Ltd página 96


Sobre a proteção atual
Os limites atuais pode ser definido usando as barras de rolagem sob as leituras atuais do instrumento.
Se o limite de corrente ativa, a tensão de saída para esta oferta irá reduzir a
manter uma corrente constante. Os outros suprimentos não será afetada. Se a corrente mais
condição é removida, a tensão de saída irá reverter ao seu estado original.

O painel frontal ATM


Este é o ATM (módulo de teste avançado) do painel frontal:

O identificador CI avançada ATM


A ATM IC Identificador avançada permite CIs desconhecidos para ser identificada sem digitar um número da peça.

Para abrir este instrumento, clique no Identificador avançada IC ícone, ou selecione


Instrumentos> Identificador avançada IC a partir do menu.

IC Tamanho

O usuário deve selecionar o tamanho do IC a ser identificado. Isto é conseguido utilizando o IC Tamanho
caixa de lista. A caixa de lista contém os tamanhos de todos os ICs na biblioteca identificador.

Família
Uma vez que um Tamanho IC foi selecionada a caixa de família perdeu irá exibir todas as famílias que contêm partes do tamanho
selecionado. Ao selecionar uma ou mais famílias a partir da lista o tempo de identificar o dispositivo pode ser reduzido.

Botão Iniciar / Parar


pressionando o Começar botão irá iniciar o processo de identificação.

pressionando o Pare botão irá abortar o instrumento identificador a qualquer momento durante o teste.

Identificador de Resultado do Teste

Quaisquer dispositivos identificados e suas funções são listados na caixa da lista de resultados. Além disso, dispositivos equivalentes estão listadas.

ABI Electronics Ltd página 97


Encontrado CIs

O número total de dispositivos identificados durante o teste é apresentado na caixa Encontrado do IC. Este é atualizado
continuamente como o teste prossegue.

identificador Progress

Devido ao grande tamanho da biblioteca de identificador, o teste identificador pode estar em andamento um tempo considerável.
A medida em que o teste foi pesquisada através da biblioteca é indicado em uma barra de estado percentagem na parte inferior
do ecrã. Inicialmente, este irá indicar 0% completa.
À medida que o teste progride, a figura apresentada vai aumentar para 100% (indicando conclusão). Isto também é indicado
graficamente por uma barra azul que se move para a direita da tela, como o teste progride.

Estado identificador

O estado do instrumento identificador é indicada como segue:

pronto : O instrumento está pronto para começar


Procurando : O instrumento está à procura
Completo : A identificação é completa
Parado : O instrumento foi parado

Mais do que uma parte pode ser encontrada para ser equivalente ao dispositivo sob teste. Isto é geralmente devido a configuração do
PCB e compatibilidade pino IC.

Se há peças são identificadas, o dispositivo em teste pode não estar na biblioteca identificador ou o dispositivo pode estar com defeito.
Alternativamente, os factores, tais como ligação de grampo de teste, a falta de um grampo de terra e falha para desactivar os circuitos de ligação
pode fazer com que partes de não ser identificados.

Nota: O equipamento IC identificador pode causar backdriving prolongado de componentes. Por favor, tome medidas para evitar esta
desativando dispositivos conectados por remoção ou usando saídas BDO para desativá-los. CIs lineares são particularmente
susceptíveis; por conseguinte, assegurar que o equipamento IC identificador é utilizado apenas em ICs digitais.

O gerador de teste gráficos ATM avançada


a ATM Generator Teste gráficas avançadas permite que os canais de ATM para ser utilizado para produzir uma sequência de
temporização e monitorar as respostas.

Para abrir este instrumento, clique no Generator Teste gráficas avançadas


ícone, ou selecione Instrumentos> Generator Teste gráficas avançadas a partir do menu.

O número de canais (256 máximo), o número de padrões (999 máximo) e o tipo de sinal são configuráveis. Cada canal é
representado por um número que é apresentado em baixo no lado esquerdo do instrumento. Estes números referem-se ao
número do canal físico real no conector frontal.

ABI Electronics Ltd página 98


Selecção parte
O filtro família permite uma família específica para ser seleccionado, mostrando o seu conteúdo no Parts lista abaixo.

Você também pode digitar o número IC diretamente no Parts caixa. Basta começar a digitar o número do IC que você deseja
testar e o IC é automaticamente encontrado na lista. Se o IC não pode ser
encontrado então ou a biblioteca errada foi carregado ou não o CI não existe. A maneira mais fácil de verificar isso é para digitar o número
IC com o Todos opção famílias selecionadas. Uma vez que uma parte é seleccionado seus nomes dos pinos são carregados e os seus pinos
de energia definida.

Alterar números de canais, Nomes e Tipos


Para alterar um canal número, nome ou tipo, clique no cursor do mouse sobre o nome do canal apropriado. Uma caixa verde
vai em seguida, destacar esse canal.

Se o mouse é clicado em um canal, uma caixa de edição de canal será exibido. Isto permite ao utilizador alterar o número, o
nome e o tipo de canal. Se dois canais de conter a mesma
número, uma mensagem de erro será exibida ao tentar executar a seqüência.

Criação de uma seqüência temporal

Qualquer sequência de tempo pode ser simulado, utilizando os níveis alto e baixo. Os altos e baixos níveis são gerados
utilizando o cursor do rato e clicar sobre um traço.

O estado actual do traço será exibido como uma unidade de Baixo, movimentação alta, não me importo, Sense Baixo e Sense alta.
Ao clicar neste nível irá alterná-la para o próximo estado.

Canais definidos como saídas a partir do sistema (entradas para a unidade em teste) pode ser programado como qualquer
unidade de baixa ou alta unidade. Canais definidos como entradas para o sistema (saídas da unidade em teste) pode ser
programado como quer Sense Baixo, Sense alta ou não se importam. Canais definidos como bidirecional pode ser programado
para qualquer um dos estados.

Salvar Botão
Uma vez que um traço foi criado, ele pode ser salvo em um arquivo pressionando o Salve • botão. O traço é então guardada
internamente contra a sua parte.

Saiba Botão
Uma vez que as saídas necessárias do sistema ter sido programado, é possível aprender a resposta das entradas
pressionando o Aprender botão.

Import Botão
o Importar botão abre e carrega um arquivo salvo anteriormente. Será apresentada uma caixa e todos os arquivos .APAT disponíveis serão
exibidos. Escolha um arquivo e pressione OK para carregá-lo.

Botão Export
o Exportar botão abre salva um padrão para um arquivo externo. Será apresentada uma caixa e todos os arquivos .APAT disponíveis
serão exibidos. Escolha um nome de arquivo e pressione OK para salvá-lo.

Botão executar

o Corre botão começa a seqüência lógica, tal como definido pelos traços. A sequência de alta

ABI Electronics Ltd página 99


e baixos impulsos é a saída para o conector frontal no módulo de ATM.

Botão Setup
o Configuração botão permite ao utilizador configurar o número de canais utilizáveis, padrões, níveis de limite de teste, se
posicionamento auto clipe é para ser utilizado e os níveis de acionamento de saída pode ser definido.

Botão excluir
o Excluir botão elimina um traço salvo.

Botão Editar
o Editar botão permitirá que o nome de um rastreio guardada para ser alterado.

A ATM Avançada Curto Locator


a ATM Avançada Curto Locator permite curto-circuitos a ser localizado a uma proximidade muito perto.

Para abrir este instrumento, clique no Avançada Curto Locator ícone, ou selecione
Instrumentos> Locator Curto Avançada a partir do menu.

Este instrumento requer um conjunto de sondas em separado contendo sondas de vermelho e preto. Este se conecta no conector
principal IO no painel frontal ATM. O instrumento usa uma técnica de medição de baixa resistência de 4 fios para permitir a
localização de um curto-circuito numa PCB para ser encontrada.

Nota: A presença das sondas avançada Curto Locator irá interferir com os resultados do teste de outros instrumentos
avançadas. Certifique-se de que as sondas são removidos quando não estiver usando o instrumento avançado Curto Locator.

Quando uma baixa resistência é medida entre as duas sondas, um tom é gerado pelo orador PC e as sondas no ecrã mover
para a direita da tela. Como as sondas tornar-se mais perto da fonte do curto-circuito, a resistência medida diminui. Isto é
indicado por um passo maior, e também por as sondas indicadas que se deslocam mais para a direita da tela.

Alcance

Isto selecciona a sensibilidade escala de medição de resistência. Os intervalos são os seguintes:

0,5 Ohm : 0,0 ohms para 0,5 ohms


1,0 Ohm : 0,0 ohms para 1,0 ohms
2,0 Ohm : 0,0 a 2,0 ohms ohms

Tom
Isto proporciona uma indicação de áudio da resistência medida entre o curto Locator

ABI Electronics Ltd página 100


sondas. Isso permite que o usuário se concentrar em seguir pistas do PCB sem a necessidade de olhar para o visor. O tom
pode ser transformado Em ou Fora movendo o controle deslizante. O status tom é indicado no texto e imagem ao lado do
controle.

Mensagens de erro

Se a resistência medida é maior do que a escala total do intervalo seleccionado a mensagem


TRANSBORDAR será exibido. Se as pontas de prova não são ligados ou danificado, o
mensagem SONDAS! será exibido.

A ATM Tester avançada IC


O IC Tester ATM avançada permite CIs a ser testado em várias formas sem removê-las da placa de circuito impresso (PCB).

Para abrir este instrumento, clique no Tester avançada IC ícone, ou selecione


Instrumentos> Tester avançada IC a partir do menu.

Antes de uma IC pode ser testado, uma parte tem de ser seleccionada. A parte atualmente carregado será exibido na caixa
diretamente à esquerda do botão Iniciar. Se a mensagem Sem Parte Loaded é
exibido aqui, você não será capaz de executar todos os testes. Você deve selecionar uma peça antes de um teste pode ser
realizado. A placa em teste terá de ser alimentado a partir de uma fonte externa (se a energia é requerida pelo ensaio) e o
chão DEVO estar ligado ao terminal de terra do ATM.

Selecção parte
O filtro família permite uma família específica para ser seleccionado, mostrando o seu conteúdo no Parts lista abaixo.

Você também pode digitar o número IC diretamente no Parts caixa. Basta começar a digitar o número do IC que você deseja
testar e o IC é automaticamente encontrado na lista. Se o IC não pode ser
encontrado então ou a biblioteca errada foi carregado ou não o CI não existe. A maneira mais fácil de verificar isso é para
digitar o número IC com o Todos opção famílias selecionadas.

Modos de funcionamento

Um teste de IC pode ser executado uma vez, de forma contínua ou até que estejam reunidas certas condições. Isto é realçado pelo
seguinte:

solteiro : Executa os testes de uma só vez.


laço : Executa os testes continuamente.
verdadeiro laço : Executa os testes, enquanto já os testes são verdadeiras.
falso loop : Executa os testes, enquanto já os testes são falsas.

Botão Setup
o Configuração botão é usado para configurar os parâmetros de teste. Nos parâmetros de teste Configuração
caixa, é possível configurar um teste particular com a exigência do IC em teste.

Botão Iniciar / Parar

ABI Electronics Ltd página 101


o Começar botão irá executar os testes que foram ativados em Setup caixa Parâmetros de teste utilizando os parâmetros
configurados. Se nenhuma parte tenha sido carregado, a mensagem
Nenhuma parte Loaded é exibido e nenhum teste será executado.

o Pare botão irá parar qualquer teste que está sendo executado. Isso só vai normalmente se aplicam quando a execução de testes em
um dos modos de loop.

Resultados

Os resultados são exibidos na parte inferior do instrumento. Cada tipo de teste de habilitado terá quer um carrapato ou uma cruz ao
lado dele indicando um bom ou mau comparação para esse teste. Também é mostrado será o resultado dos testes tabela verdade se
for o caso. Qualquer informação em relação às condições de circuitos e informações pré-teste também será mostrado na caixa da
lista. Quaisquer notas aplicáveis ​à parte sob teste também será exibido na caixa de notas na parte inferior da caixa de diálogo.

IC / VI / Lógica de rastreio Tabs

Essas guias alternar entre o visor teste tabela de verdade (diagrama IC) do visor de teste VI digital (DV-I) e o visor de teste de
lógica de rastreio.

Todas as cores correspondentes ao DV-I traço digital pode ser configurado usando a função Cores Select DV-I Trace.

Para mais informações sobre o recurso de rastreio lógica ver Logic Trace.

Botão Rodar
Quando um teste tabela verdade é realizada em um QFP ou PLCC IC ele exibe apenas 2 lados do IC. O botão de rotação roda
o IC para visualizar os pinos que não foram inicialmente indicadas. pressionando o Rodar botão novamente exibe os pinos
iniciais que foram exibidos.

Actual Botão / Master


o Actual / Master botão alterna entre exibir os resultados que ser adquiridas após o último teste ou os resultados que foram
armazenados como o mestre em uma TestFlow.

O Checker Board Avançada ATM


O Checker Board ATM Avançada permite que uma placa de circuito impresso (PCB) a ser testado de várias maneiras, sem a
necessidade de múltiplas peças de equipamento de teste.

Para abrir este instrumento, clique no Checker Board Avançada ícone, ou selecione Instrumentos>
Checker Board Avançada a partir do menu.

Atualizar Tudo Botão

O botão Atualizar tudo é usado para enviar as ações para cada um dos canais no na lista de canais disponíveis para a ATM.
Os resultados para todos os canais também será atualizado.

Configurações de envio em Abrir Caixa de seleção

As configurações de envio caixa aberta no é usado para determinar se o ATM deve ser atualizado

ABI Electronics Ltd página 102


quando o instrumento Checker Board é aberta. Isto é útil se o ATM é requerida a ser configurado, ao entrar um passo
TestFlow.

nome do canal
Cada canal pode ser atribuído um nome este é usuário texto definível que pode ser usado para identificar uma função canais.

Ação a ser executada

A acção de cada um dos canais do ATM pode ser definido como se segue:

Fora: O canal é desligado e ajustado para um utilizador especificado fora tensão


A medida: O canal é configurado para medir uma tensão com tolerâncias definidas pelo utilizador
Dirigir: O canal está em condução e ajustado para um utilizador especificado tensão unidade
VI Check: O canal é configurado para executar um teste de comparação VI e contra uma máscara armazenado com tolerâncias
definidas pelo utilizador

Lista Canais disponíveis


A lista de canais disponíveis mostra todos os canais de ATM e suas ações. A lista pode ser filtrada para Mostre tudo, Mostrar
passes ou Mostrar Falhas usando os botões de rádio.

resultados de canal

Cada canal tem seu próprio resultado. Uma vez que todas as medições são concluídos os instrumentos Checker Board resultado
global é atualizado.

Calculadora
O software Premier SISTEMA 8 contém 9 usuário calculadoras programáveis, quatro que são de uso geral, e cinco que estão
relacionados com instrumentos individuais. Cada calculadora tem sua exibição própria de leitura, comparação e funções
estatísticas.

Calculadoras permitir medições básicas obtidas a partir do hardware de medição a ser utilizado para executar outros cálculos
e exibir ou registar os resultados.

As fórmulas da calculadora são arquivos de texto que contêm comandos simples, operadores e expressões matemáticas,
variáveis ​e funções. Você pode usar os arquivos de fórmulas internas para funções mais utilizadas, ou desenvolver suas
próprias equações específicas de aplicação.

A calculadora utiliza o simples, mas flexível FormulaPlus, linguagem de programação. Para saber mais sobre FormulaPlus
consultar o seguinte Tópicos conceituais e Referências Idioma:

Tópicos conceituais
Comentando suas variáveis ​Declarando FormulaPlus
Programas loop através Código

Compreender FormulaPlus Sintaxe escrever dados


para ficheiros

Referência da linguagem

ABI Electronics Ltd página 103


Mensagens de erro
Palavras-chave
Operadores
Variáveis ​do sistema
Funções

Comentando seus programas FormulaPlus


Embora a sintaxe FormulaPlus é fácil de entender, recomendamos que todos os programas FormulaPlus são comentados.
Comentários tornar o código mais fácil de entender e ajudá-lo a manter seu código.

A linguagem FormulaPlus usa os símbolos // (duas barras) para indicar que o texto a seguir é um comentário. O comentário
termina com um caractere de nova linha, ou outro conjunto de // símbolos.

Exemplos de Comentários:
// Este é um comentário que termina com um caractere de nova linha.
// O comando de exibição que segue será executado, como este comentário termina aqui // exibe "Olá Mundo"

declarando variáveis
Uma variável é um local de armazenamento nomeado que contém dados que podem ser modificadas durante a execução de um
programa FormulaPlus.

Variáveis ​devem ser definidas antes de serem utilizados, atribuindo um valor para eles. Por exemplo, a declaração x = 1, cria
uma variável x, e atribui o valor 1 a ele.

Cada variável deve ser exclusivo dentro de uma calculadora, e deve começar com um caractere alfabético. Variáveis ​não são
sensíveis, mas pode conter apenas alfabéticos caracteres, números e podem incluir o caractere sublinhado.

Exemplos de identificadores de variáveis ​legais:

volts_1_of_200
new_resistance

Os exemplos de identificadores de variáveis ​ilegais:

1_of_200_voltages nova
resistência

A tentativa de usar um identificador variável ilegal fará com que o programa FormulaPlus para parar com uma mensagem de erro.

Laço através do Código


Looping permite que um bloco de instruções a serem executadas repetidamente. Alguns loops de repetir blocos de declarações
dependendo do resultado de uma expressão condicional, enquanto outros ciclo repetidamente.

ABI Electronics Ltd página 104


while
ENQUANTO loops de repetir o bloco de instruções enquanto a condição for avaliada como verdadeira.

Estes laços são especialmente útil quando você quer fazer um loop enquanto você espera para uma determinada situação a ocorrer.
Por exemplo, suponha que você queira começar apenas os valores de registro medidos no Canal DMM 1 quando sua voltagem
excede 5.0V, em seguida, você só quer registrar os próximos 10 leituras. Você pode fazer isso usando o seguinte programa:

ENQUANTO DMM_CH1 <5.0 {

ESPERE DMM_CH1}

count = 0
STARTLOG "Meu Log.csv",

enquanto count <10 {

ESPERE contar DMM_CH1


WRITELOG DMM_CH1 = count +
1}

A primeira declaração while em volta do bloco até DMM_CH1 tem um valor de 5.0V ou superior. O segundo loop WHILE
escreve o valor de DMM_CH1 para " Meu Log.csv" e incrementa a contagem. Quando a contagem é igual a 10 ele pára de
repetir o bloco, tendo escrito 10 valores para o arquivo.

Loops REPEAT
loops de repetir repetir o bloco de instruções enquanto a calculadora está em execução.

Estes laços são especialmente úteis quando um display deve ser continuamente atualizado para o tempo de vida de uma calculadora.
Uma vida inteira calculadora começa quando você pressiona o botão RUN, ou quando um registro TestFlow começa. O tempo de vida
calculadora termina quando o botão STOP é pressionado, ou quando o TestFlow se move para o próximo registro.

Por exemplo, suponha que você queira criar um display que exibe continuamente a tensão medida em DMM_CH1 dividida
pela tensão medida em DMM_CH2. O programa FormulaPlus na certo mostra a corrigir maneira de fazer isso.

EXIBIÇÃO DMM_CH1 / DMM_CH2 REPETIR

ABI Electronics Ltd página 105


{
EXIBIÇÃO DMM_CH1 / DMM_CH2}

O programa da esquerda executa o comando mostrar exatamente uma vez, e, em seguida, o programa termina. O programa da
direita é executado repetidamente o comando DISPLAY enquanto a calculadora está em execução, continuamente atualizando o
valor exibido na caixa do visor da calculadora como os valores de DMM_CH1 e DMM_CH2 mudança.

Compreender FormulaPlus Sintaxe


O texto Referência de linguagem ajuda mostra como usar a linguagem FormulaPlus corretamente. Os exemplos neste tópico explicam
como interpretar os elementos mais comuns. Você deve observar que, ao contrário de algumas outras linguagens de programação, não
há necessidade de delimitar uma nova linha de código usando um ponto e vírgula.

Palavras-chave

PALAVRA-CHAVE parâmetro1, parameter2, ..., parameterN

Uma palavra-chave tem um ou mais parâmetros, os exemplos incluem:

DISPLAY "Olá Mundo"


WRITELOG DMM_CH1, DMM_CH2

Funções
FUNÇÃO ( parâmetro1, parameter2, ..., parameterN)

Uma função tem zero ou mais parâmetros, os exemplos incluem:

PI () MIN (1,
2)

Escrever dados em arquivos


Ao trabalhar com grandes quantidades de dados, por exemplo, quando você quer resultados log, é conveniente para gravar
dados em um arquivo. FormulaPlus permite gravar dados em arquivos usando o STARTLOG e WRITELOG ou
STARTLOGDB e palavras-chave WRITELOGDB.

Cada calculadora só pode ter um arquivo aberto a qualquer momento.

Antes dos dados podem ser gravados em um arquivo, o arquivo deve ser criado usando a palavra-chave STARTLOG ou
STARTLOGDB. Os dados podem então ser escrito para o arquivo usando a palavra-chave WRITELOG ou WRITELOGDB. A
palavra-chave WRITELOG abre o arquivo criado por STARTLOG, grava dados a ele, em seguida, fecha o arquivo novamente.
No caso de um programa aplicativo mal escrito
trava sua máquina, evitando Premier de correr, você não deve perder seus dados registrados. A palavra-chave
WRITELOGDB adiciona uma nova entrada ao banco de dados criado por STARTLOGDB.

Comma Separated arquivos Variable

ABI Electronics Ltd página 106


FormulaPlus grava dados em arquivos no". CSV" formato de arquivo. Separados por vírgula arquivos variáveis ​são um formato de arquivo
padrão da indústria para importar para planilhas, como o Microsoft Excel ™.

Escrevendo para o mesmo arquivo

Dois ou mais calculadoras pode escrever para o mesmo arquivo, embora a ordem pela qual os dados são adicionados ao arquivo não pode
ser garantida.

Exemplo:
// Calculator DMM // calculadora FC

STARTLOG "C: \ Meus Documentos \ My file.csv Log" STARTLOG "C: \ Meus Documentos \ My file.csv Log"
count = 0 count = 0 ENQUANTO (contagem <5) {

ENQUANTO (contagem <5) {

ESPERE DMM_CH1 ESPERE FC_CH1 WRITELOG "FC",


WRITELOG "DMM", DMM_CH1} FC_CH1}

Resultado:

"Fc", 100,0
"DMM", 1,0
"FC", 100,0
"FC", 100,0
"DMM", 1.2

Arquivos de banco de dados

FormulaPlus grava dados em bancos de dados no formato de arquivo "SQLite3". Separados por vírgula arquivos variáveis ​são
um formato de arquivo padrão da indústria para importar para planilhas, como o Microsoft Excel ™.

Escrevendo para o mesmo arquivo

Dois ou mais calculadoras pode escrever para o mesmo arquivo, embora a ordem pela qual os dados são adicionados ao arquivo não pode
ser garantida.

Exemplo:
// Calculator DMM // calculadora FC

STARTLOGDB "C: \ Meus Documentos \ My File.db Log" STARTLOGDB "C: \ Meus Documentos \ My File.db Log" count
count = 0 = 0 ENQUANTO (contagem <5) {

ENQUANTO (contagem <5) {

ESPERE DMM_CH1 ESPERE FC_CH1 WRITELOGDB "FC",


WRITELOGDB "DMM", DMM_CH1} FC_CH1}

Resultado:

ABI Electronics Ltd página 107


Expressões condicionais
expressões condicionais avaliar a true (qualquer valor diferente de zero) ou falso (zero).

Lista de mensagens de erro


As seguintes condições de erro podem ocorrer em programas FormulaPlus. para obter informações detalhadas

informações sobre uma mensagem de erro individual, veja abaixo: -:

Vars> 20
Mais de 20 variáveis ​definidas. A linguagem FormulaPlus permite que até 20 variáveis ​definidas pelo usuário.
Se as variáveis ​definidas mais de 20 usuários são criados este erro é gerado.

faltando =
iguais desaparecidas entre instrução de atribuição. FormulaPlus está esperando uma atribuição (por exemplo,
X = 100) mas não encontrou o símbolo =.

sintaxe var
Nome da variável contém caractere inválido (s). FormulaPlus encontrou um nome de variável que contém caracteres
inválidos. Para exemplos de nomes válidos consulte a seção "Variáveis ​Declarando".

undef var
Nome da variável não definido. FormulaPlus exige que as variáveis ​são definidas antes de serem usados. Para mais
informações sobre declarar variáveis, consulte a seção "Variáveis ​Declarando".

Sintaxe
Erro de sintaxe. FormulaPlus não pode coincidir com o código do programa a qualquer comando, função, nome ou operador
variável conhecida.

Ausência de (

Faltando abertura de suporte em expressão. FormulaPlus esperava encontrar um suporte aberto neste momento, mas não
encontrou um.

Ausência de )

Faltando fechando suporte em expressão. FormulaPlus esperava encontrar um colchete de fechamento neste momento, mas não encontrou
um.

Muito complexo
Expressão tem muitos colchetes aninhados. FormulaPlus permite até 5 níveis de suporte

ABI Electronics Ltd página 108


nidificação. Se houver mais de 5 níveis de suportes, este erro será exibido.

Divide 0
Divida por zero. Os números não podem ser divididos por zero - tentar fazê-lo faz com que este erro.

Ausência de "

Faltando abrir ou fechar aspas na string. FormulaPlus está esperando uma corda, mas de qualquer não pode localizar as
aspas de abertura, ou as aspas de fechamento .. A cadeia tem de começar e terminar na mesma linha de código.

decimais
Expressão inválida para casas decimais. FormulaPlus permite números formatados de ter até seis casas decimais, utilizando
a palavra-chave FORMAT. Veja a palavra-chave formato para obter mais informações.

arg poder
argumento inválido para o operador poder. FormulaPlus gera este erro sempre que é feita uma tentativa para gerar uma
potência matematicamente incorrecto, ou aumentar o poder por mais do que 50.

1. Se X é elevado à potência y, e X é um número negativo, y deve ser um número inteiro.


por exemplo (- 2) ^ 2 é válido, (- 2) ^ (0,5) dá um erro.

2. Se X é elevado à potência y, e X é 0, y deve ser maior que 0.


por exemplo 0 ^ (0,5) é válido, 0 ^ (- 1) dá um erro.

arg raiz quadrados

argumento inválido para a função raiz quadrada. FormulaPlus gera este erro sempre que é feita uma tentativa para gerar a
raiz quadrada de uma quantidade negativa. (FormulaPlus não
permitir que os números complexos).

log arg
argumento inválido para a função logaritmo. FormulaPlus dá esse erro, se for feita uma tentativa para tirar o registro de um valor de
0 ou menos.

Ausência de ,

Faltando vírgula. FormulaPlus dá esse erro quando se está esperando um outro parâmetro, mas não consegue encontrar uma vírgula.

arg Exp
argumento inválido para a função exponencial. não FormulaPlus não permite exponenciais superiores a 50 a ser calculado.
Se for feita uma tentativa para calcular o exponencial de um
valor maior do que 50, então este erro é gerado.

Var somente leitura

variável do sistema é somente leitura. Este erro é gerado se for feita uma tentativa de escrever para uma variável do sistema somente leitura.

Erro de arquivo

Não é possível criar arquivo de log. Se o arquivo especificado com a palavra-chave STARTLOG não pode ser criado,

ABI Electronics Ltd página 109


FormulaPlus dará este erro. Há uma série de possíveis razões por que um arquivo não pode ser criado:

1. Foi feita uma tentativa para substituir um arquivo que não pode ser substituído.
2. Foi feita uma tentativa para criar um arquivo em um local que não existe.
3. Foi feita uma tentativa de escrever para um dispositivo de somente leitura (como um CD-ROM).

Stck ovfl
estouro de pilha. FormulaPlus permite que até 50 ENQUANTO / REPEAT / IF blocos a serem encaixados uns dentro dos outros.
Qualquer tentativa exceder esse limite gera um estouro de pilha.

Um bloco é o código colocado entre o símbolo abertura cinta {e o símbolo chave de fechamento}.

X=Y=
00
ENQUANTO (X <100) {

// Este é o primeiro enquanto que o


bloqueio (Y <50) {

// Este é um segundo bloco.


// Em FormulaPlus você pode ter até 50 de // esses blocos
aninhados antes de você receber uma mensagem de erro //. Y =
Y + 1}

X = X + 1}

Stk undfl
underflow Stack. Se houver mais símbolos chave de fechamento} do que abrir símbolos cinta {,
em seguida, FormulaPlus irá exibir esta mensagem de erro.

Por exemplo, o seguinte iria exibir a mensagem de erro:

X=0
ENQUANTO (X <10) {

X = X + 1}

// A seguir cinta adicional causa um "Stk undfl" mensagem de erro. }

Matemáticas

Erro desconhecido na operação matemática. Todos os esforços foram feitos para garantir que todos os erros matemáticos
são capturados e que as mensagens de erro significativo é dado, pode haver ocasiões em que isso não acontece ,. Nessas
ocasiões raras FormulaPlus gera um erro desconhecido no erro de operação matemática.

ABI Electronics Ltd página 110


Erro?
erro desconhecido, suporte ao produto contato. Este erro não deve ocorrer. Se este erro faz
ocorrer, contacte a Assistência ao Produto dando o máximo de detalhes sobre como isso aconteceu como você pode possivelmente.

Lista de palavras-chave
Para obter informações detalhadas sobre palavras-chave individuais, veja abaixo.

BLEEP
Bleep emite um som definido pelo usuário com base em uma série de parâmetros.

Sintaxe:
BLEEP pitch1, time1, pitch2, time2, repita

parâmetros:
pitch1: Arremesso de primeira nota

time1 : Duração da primeira nota em milissegundos


pitch2: Arremesso de segunda nota
time2 : Duração da segunda nota em milissegundos
repetir : Número de repetições de primeiro e segundo notas.

Exemplo:
BLEEP 4000, 250, 8000, 250, 2

Resultado:

// Produz uma nota baixa, seguido de uma nota // alta,


seguida por uma nota baixa // e, em seguida, uma nota
final elevada. //

// Cada nota é tocada para 0,25 //


segundos.

EXIBIÇÃO
Exibe um número ou algum texto no controle calculadora leitura associado.

Sintaxe:
EXIBIÇÃO expressão
EXIBIÇÃO corda

parâmetros:
expressão: Um número a ser exibido.
corda: A string a ser exibida.

Exemplo: Exemplo:
tensão = 2,0 DISPLAY "Olá Mundo"
resistência = 1000,0
FORMATO 1, "A", E

ABI Electronics Ltd página 111


tensão DISPLAY / resistência

Resultado: Resultado:

2.0mA Olá Mundo

EXECUTAR
Executa um determinado registro no fluxo de teste.

Sintaxe:
EXECUTAR PRÓXIMO
EXECUTAR PRIMEIRO
EXECUTAR ÚLTIMO
EXECUTAR expressão

parâmetros:
PRÓXIMO: Avalia para o próximo registro na TestFlow.
PRIMEIRO: Avalia como o primeiro registro no TestFlow.
ÚLTIMO: Avalia para o último registro na TestFlow.
expressão: Expressão avaliada como um número que se refere a um número determinado registo.

Exemplo: Exemplo:
EXECUTAR PRÓXIMA EXECUTAR 5

Resultado: Resultado:

// Executa o registo seguinte na sequência de // Executa o 5 ficha na sequência de fluxo //


fluxo // teste teste

FORMATO
Permite que o formato de uma leitura de ser mudado. O número de casas decimais, as unidades de medida, e o estilo de
número pode ser alterado.

Sintaxe:
FORMATO decimais-lugares, unidades, formato numérico

parâmetros:
casas decimais: Número de casas decimais para exibir.
O número de casas decimais não deve exceder 6.
unidades: Unidades para exibir, por exemplo, "V", "mV", etc.

formato numérico: formato de número (se o formato não é especificado, é assumido N):
N para o normal, por exemplo, de 0,0001. S para

científica, por exemplo, 100e-6. E para a

engenharia, por exemplo, 100U.

Exemplo: Exemplo: Exemplo:


FORMATO 3, "V", N FORMATO 3, "V", S FORMATO 3, "V", E
VISOR 0,001 VISOR 0,001 VISOR 0,001

Resultado: Resultado: Resultado:

ABI Electronics Ltd página 112


0.001V 1.000e-3V 1.000mV

E SE

Apenas executa as instruções dadas se a condição for avaliada como true (qualquer valor diferente de zero).

Sintaxe:
E SE conditional_expression { true_statements}
E SE conditional_expression { true_statements} OUTRO { afirmações falsas }

parâmetros:
conditional_expression: Avalia a falsa (0), ou verdadeiro (qualquer valor diferente de 0).
true_statements: Declarações que são executados se o condicional-expressão
avalia a verdade.
afirmações falsas: Declarações que são executados se o condicional-expressão
avaliada como falsa.

Exemplo:
Se a temperatura> 100 {
PAUSA "Too Hot!" }
OUTRO {

PAUSA "Safe"}

Resultado:

// Se a temperatura é superior a 100 // pausa


para exibir "Too Hot!", // caso contrário exibir
"Safe".

RÓTULO
Defina o texto exibido na na calculadora do associado etiqueta da caixa de entrada da Calculadora ao controle. Cordas, tanto para o UMA
e B controles devem ser fornecidos, mesmo que apenas um dos controles é visível.

Sintaxe:
RÓTULO stringA, corda B

parâmetros:
stringA: A string a ser exibida em etiqueta da caixa de entrada da Calculadora ao controle A. stringB: A string a ser
exibida em etiqueta da caixa de entrada da Calculadora ao controle B.

Exemplo:
LABEL "One", "True"

PAUSA
execução pausas, quer exibir um prompt ou à espera de um determinado número de milissegundos.

Sintaxe:

ABI Electronics Ltd página 113


PAUSA corda
PAUSA expressão

parâmetros:
corda: A seqüência de caracteres exibida para o usuário enquanto o software está em pausa.

expressão: Avalia como o número de milissegundos para aguardar antes de continuar


execução.

Exemplo: Exemplo:
PAUSA "Clique em OK para continuar ..." PAUSA 1000

Resultado: Resultado:

// Abre uma caixa de diálogo que exibe // o texto // A execução do calculadora é // parou
"Clique em OK para continuar ...". // por um segundo.

// Execução não continuará até que // o usuário


clica no botão 'OK'.

REPETIR
Continuamente executa os comandos dentro de suas chaves, enquanto a calculadora está em execução.

Sintaxe:
REPETIR { afirmações }

parâmetros:
afirmações: Declarações que são executadas a cada iteração.

Exemplo:
resistência = 100
{REPETIÇÃO
ESPERE tensão DMM_CH2 =
DMM_CH2 tensão DISPLAY /
resistência}

Resultado:

// Quando o programa é executado ele // entra no


bloco de repetição. //

// Dentro do bloco do programa espera // para o


DMM_CH2 variável do sistema // ser atualizado,
em seguida, exibe o // resultado de um cálculo. //

// O bloco de código é então repetido //


indefinidamente, atualizando a exibição // sempre
DMM_CH2 é atualizado.

ABI Electronics Ltd página 114


STARTLOG
Criar um novo arquivo para operações de corte. Substitui todos os dados que já existe no arquivo.

Sintaxe:
STARTLOG nome do arquivo

parâmetros:
nome do arquivo: String representando um nome de arquivo.
O nome do arquivo é relativo ao diretório de trabalho atual, a menos que um nome de caminho completo é dado.

Exemplos: Exemplos:
STARTLOG "results.csv" STARTLOG "c: \ mydocu ~ 1 \
results.csv"

Resultados: Resultados:

// Cria um novo arquivo chamado // Cria um novo arquivo chamado //


// "results.csv" no diretório atual // (normalmente o "results.csv" no diretório // "mydocu ~ 1" no
diretório que Premier // foi instalado em). "C: \" drive.

STARTLOGDB
Crie um arquivo de banco de dados SQLite3 para as operações madeireiras. Uma nova entrada TestFlowLog é adicionado marcado com
o usuário atual, data e hora. Se o banco de dados já existe, adicionar uma nova entrada TestFlowLog é adicionado ao banco de dados
existente.

Sintaxe:
STARTLOGDB nome do arquivo

parâmetros:
nome do arquivo: String representando um nome de arquivo.
O nome do arquivo é relativo ao diretório de trabalho atual, a menos que um nome de caminho completo é dado.

Exemplos: Exemplos:
STARTLOGDB "results.db" STARTLOGDB "c: \ mydocu \
results.db"

Resultados: Resultados:

// Cria um novo arquivo chamado // "results.db" no // Cria um novo arquivo chamado // "results.db"
diretório atual // (normalmente o diretório que no diretório // "mydocu" sobre o "C: \" drive e //
Premier // foi instalado em) e cria uma nova cria uma nova entrada TestFlowLog.
entrada // TestFlowLog.

TestFlowLog Entrada:

ABI Electronics Ltd página 115


Notas:
Isto armazena função de dados em um formato que pode ser entendido por qualquer visualizador de banco de dados SQLite3.

SISTEMA
Executa um programa ou abrir um arquivo se a extensão para esse arquivo foi registrado com janelas.

Sintaxe:
SISTEMA nome do arquivo

parâmetros:
nome do arquivo: String representando um nome de arquivo.
O nome do arquivo é relativo ao diretório de trabalho atual, a menos que um nome de caminho completo é dado.

Exemplos: Exemplos:
SISTEMA SISTEMA "C: \ Program
"Http://www.abielectronics.co.uk" Files \ Microsoft Office \ Microsoft
Excel", "test.csv"

Resultados: Resultados:

// Abre a página web dado. // abre o arquivo "test.csv" no Excel

SYSTEMWAIT
Executa um programa ou abrir um arquivo se a extensão para esse arquivo foi registrado com janelas. Em seguida, aguarda o
programa para retornar um resultado.

Sintaxe:
result = SYSTEMWAIT nome do arquivo

parâmetros:
nome do arquivo: String representando um nome de arquivo.
O nome do arquivo é relativo ao trabalho atual
diretório, a menos que um nome de caminho completo é dado.

resultado: Uma variável para conter o resultado do programa executado (normalmente um número inteiro).

Exemplos: Exemplos:
Resultado = SYSTEMWAIT Resultado = SYSTEMWAIT "C: \ Program Files \
"Http://www.abielectronics.co.uk" Microsoft Office \ Microsoft
Excel", "test.csv"

Resultados: Resultados:

// Abre a página web dado. // abre o arquivo "test.csv" no Excel

ABI Electronics Ltd página 116


// Programas valor retornar armazenados em resultado // Programas valor retornar armazenados em resultado

ESPERAR

Espera por uma variável de sistema a ser atualizado.

Sintaxe:
ESPERAR system_variable

parâmetros:
system_variable: Qualquer variável do sistema.
Quando que as atualizações de variáveis ​do sistema (mesmo que o valor atualizado é o mesmo que
o valor anterior), a execução continua.

Exemplo:
ESPERE DMM_CH1

Resultado:

// A calculadora não continuar // executar o


programa até o valor de // da DMM_CH1 é
atualizado.

ENQUANTO

Continuamente executa instruções enquanto a condição é verdadeira.

Sintaxe:
ENQUANTO conditional_expression {declarações}

parâmetros:
conditional_expression: Avalia a falsa (0), ou verdadeiro (qualquer valor diferente de 0).
afirmações: Declarações que são executados se o condicional-expressão
avalia a verdade.

Exemplo:
Count = 0
STARTLOG "DMM_CH1.csv" COUNT
ENQUANTO <100 {
ESPERE DMM_CH1
WRITELOG COUNT, DMM_CH1 COUNT
COUNT = + 1}

Resultado:

// Um ​arquivo de log é aberto. //

// Cada vez que a leitura é DMM_CH1

// atualiza o seu valor é anexado para // o arquivo


.csv.

ABI Electronics Ltd página 117


//
// Quando a contagem chega a 100, // COUNT
<100 avalia a falsa // (diferente de zero), eo
loop while é // saiu. //

// O arquivo de log contém 100 resultados.

WRITELOG
Acrescenta dados para o arquivo de log atual (que é criado usando a palavra-chave STARTLOG).

Sintaxe:
WRITELOG expressão1, expressão2, ..., expressionN.

parâmetros:
expression1: Uma expressão que avalia a qualquer qualquer número real, ou uma string.
expression2: Uma expressão que avalia a qualquer qualquer número real, ou uma string.
.. .
expressionN: Uma expressão que avalia a qualquer qualquer número real, ou uma string.

Exemplo:
STARTLOG "volts.csv" count =
1 volts = 1,5

contar WRITELOG, ":", volts, "V"

Resultado:

// Um ​arquivo de log chamado "volts.csv" é //


criado no diretório atual. //

// O conteúdo do arquivo será: //


1, ":", 1.5, "V"

Notas:
WRITELOG tem acesso a funções especiais que não estão disponíveis para qualquer outra palavra chave FormulaPlus
neste momento.

TIME () retorna a hora atual (com uma resolução mínima de 1 segundo). DATE () retorna a data
atual.

Essas funções retornam dados em um formato que pode ser compreendido pela Microsoft Excel ™ quando importados como a". CSV" Arquivo.

WRITELOGDB
Anexa dados ao banco de dados de registro atual (que é criado usando a palavra-chave STARTLOGDB).

Sintaxe:
WRITELOGDB result1_name, result1_value, result2_name, result2_value, ...,

ABI Electronics Ltd página 118


resultN_name, resultN_value.

parâmetros:
result1_ name: Um string para ser o nome do resultado.
result1_ valor: Uma expressão que avalia a qualquer qualquer número real, ou uma string.
result2_ name: Um string para ser o nome do resultado.
result2_ valor: Uma expressão que avalia a qualquer qualquer número real, ou uma string.
.. .
resultN_ name: Um string para ser o nome do resultado.
resultN_ valor: Uma expressão que avalia a qualquer qualquer número real, ou uma string.

Exemplo:
STARTLOG "volts.db"
Resistência = 0.515034
WRITELOG "Status", "PASSE", "Resistência (Ohms)", Resistência

Resultado:

// Um ​arquivo de log chamado "volts.db" é //


criado no diretório atual. //

// Em seguida, uma entrada TestFlowResult para cada par de expressão é criado.

TestFlowResult Entrada:

Notas:
Isto armazena função de dados em um formato que pode ser entendido por qualquer visualizador de banco de dados SQLite3.

Lista de operadores
Para obter informações detalhadas sobre operadores individuais, veja abaixo:

* Operador
Usado para multiplicar dois números.

+ Operador
Usado para adicionar dois números.

- Operador
Usada para subtrair um número de outro.

/ Operador
Utilizada para dividir um número por outro.

ABI Electronics Ltd página 119


^ Operador
Usado para elevar um número à potência de outro.

Lista de Variáveis ​do sistema


As variáveis ​do sistema são variáveis ​pré-definidas que podem ser usadas em programas FormulaPlus para extrair readins,
medições ou para controlar a operação de um programa. Para obter informações detalhadas sobre o sistema individual
variáveis ​veja abaixo:

Variáveis ​Conselho avançada Verificador de sistema

BC_CH_RESULT (Canal Number) (somente leitura)


Retorna o status do canal especificado na placa de verificador Avançado. 0
Incompleto O canal está à espera para a sua medição para completar.
1 Passe medição do canal tiver sido concluído, e o resultado foi uma aprovação.
2 Falha medição do canal tiver sido concluído, e o resultado foi um fracasso.
3 Nenhum O canal está desligado.

BC_CH_VOLTAGE (Canal Number) (somente leitura)


Retorna a última tensão medida pelo canal especificado na placa de verificador Avançado.

Variáveis ​Sistema Digital Multimeter


DMM_ACTION (somente leitura)
Retorna o valor do último botão de usuário DMM que foi o último pressionado.

DMM_CH1, DMM_CH2 (somente leitura)


Retorna o último valor lido do canal especificado no multímetro digital.

DMM_ENTRY_A, DMM_ENTRY_B
Retorna / define o valor exibido no Calculadora Entrada Box A / B para a calculadora DMM.

Variáveis ​do sistema osciloscópio de armazenamento digital

DSO_ACQUISITION (somente leitura)


Esta variável de sistema é atualizado sempre que uma aquisição DSO foi concluída. Esta variável de sistema é útil para
esperar por uma aquisição DSO para terminar. Por exemplo:

STARTLOG "C: \ Meus Documentos \ Oscilloscope.csv" REPEAT {

DSO_ACQUISITION ESPERA

WRITELOG "DSO", DSO_CH1_AMPLITUDE, DSO_CH1_PERIOD}

Este exemplo abre um arquivo "Oscilloscope.csv" no diretório "C: \ My Documents". Em seguida, entra
o ciclo de repetição e espera para a aquisição DSO para ser concluído. Quando a aquisição estiver completa ele registra a
amplitude e período de forma de onda exibida no canal 1 para o arquivo aberto.
Em seguida, ele dá a volta novamente e aguarda a próxima aquisição para ser concluído.

DSO_ACQUIRE_STATUS (somente leitura)

ABI Electronics Ltd página 120


Retorna o estado corrente de aquisição do osciloscópio de armazenamento digital da seguinte forma: valores de
aquisição 0 Starting
1 Esperando gatilho 2 Concluída
aquisição 3 Completando aquisição 4
construção ERS aquisição 5 Auto
calibração de zero

DSO_ACQUIRE_MODE
Retorna / define o modo de aquisição para o osciloscópio de armazenamento digital da seguinte forma: Valores 0
aquisição automática
1 Normal aquisição 2 aquisição
Individual 3 Stop

DSO_TIMEBASE_INDEX
Retorna / define o índice de base de tempo para o osciloscópio de armazenamento digital da seguinte forma: Valores 0
5s / Divisão 1
2s / 2 Divisão
1s / Divisão 3
0.5s / Divisão
4 0.2s / Divisão
5 0.1s / Divisão
6 50 ms / 7 Divisão
20 ms / 8 Divisão
10 ms / 9 Divisão
5 ms / Divisão 10
2ms / 11 Divisão 1 ms /
Divisão
12 0,5 ms / Divisão
13 0,2ms / Divisão
14 0,1 ms / Divisão 15 50us /
Divisão 16 20us / Divisão 17
10us / divisão 18 5us /
Divisão 19 2us / Divisão 20
1us / Divisão

21 0.5us / Divisão
22 0.2us / Divisão
23 0.1us / Divisão 24 50ns /
Divisão 25 20ns / Divisão 26
10ns / Divisão 27 5ns /
Divisão

DSO_TRIG_COUPLING
Retorna / define a configuração de acoplamento de disparo utilizado pelo osciloscópio de armazenamento digital da seguinte forma: Valores 0 DC
desencadeando

ABI Electronics Ltd página 121


1 AC desencadeamento dois

rejeição de baixa frequência


rejeição 3 alta frequência

DSO_TRIG_DELAY
Retorna / define o atraso de trigger para o osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_TRIG_EDGE
Retorna / define a borda usado para desencadear no osciloscópio de armazenamento digital da seguinte forma: Valores 0 borda
positiva
Uma borda negativa

DSO_TRIG_LEVEL
Retorna / define a tensão nível de disparo para o osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_TRIG_SOURCE
Retorna / define a configuração de fonte de disparo utilizado pelo osciloscópio de armazenamento digital da seguinte forma: -. Os valores 0 Canal 1
desencadeantes
1 canal 2, accionando
desencadeamento 2 3 externa
FG desencadeando

DSO_CH1_ACTION, DSO_CH2_ACTION (somente leitura)


Retorna o valor do botão de usuário DSO para o canal especificado que foi o último pressionado.

DSO_CH1_AMPLITUDE, DSO_CH2_AMPLITUDE (somente leitura)


Retorna a amplitude da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_BANDWIDTH, DSO_CH2_BANDWIDTH (somente leitura)


Retorna o valor de 0,35 dividido pelo tempo de subida medida para o canal especificado. Esta fórmula é válida apenas para um
sistema de primeira ordem (isto é, sem excesso de um flanco ascendente) e pode ser usado para dar uma estimativa muito
aproximada da largura de banda do sistema.

DSO_CH1_COUPLING, DSO_CH2_COUPLING
Retorna / define as configurações de acoplamento para o canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital da seguinte
forma: -

Valores 0 terra
1 DC 2 AC

DSO_CH1_BASE, DSO_CH2_BASE (somente leitura)


Retorna a tensão de base da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_BASE_PEAK, DSO_CH2_BASE_PEAK (somente leitura)


Retorna o pico de base (ponto mais baixo) de forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de
armazenamento digital.

ABI Electronics Ltd página 122


DSO_CH1_CREST_FACTOR, DSO_CH2_CREST_FACTOR (somente leitura)
Retorna o fator de crista de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_CYCLIC_MEAN, DSO_CH2_CYCLIC_MEAN (somente leitura)


Retorna a média cíclica da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_CYCLIC_RMS, DSO_CH2_CYCLIC_RMS (somente leitura)


Retorna os RMS cíclicos da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_CYCLES, DSO_CH1_CYCLES (somente leitura)


Retorna o número de ciclos completos detectados na forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de
armazenamento digital.

DSO_CH1_DUTY_CYCLE, DSO_CH2_DUTY_CYCLE (somente leitura)


Retorna o valor de "100% * largura de pulso elevada dividido pelo período de forma de onda no canal especificado do
osciloscópio de armazenamento digital.".

DSO_CH1_ENTRY_A, DSO_CH1_ENTRY_B, DSO_CH2_ENTRY_A, DSO_CH2_ENTRY_B


Retorna / define o valor exibido no Caixa de entrada da Calculadora A ou B para o canal especificado do calculador de DSO.

DSO_CH1_FALL_TIME, DSO_CH2_FALL_TIME (somente leitura)


Retorna o tempo total entre os pontos de amplitude 10% e 90% sobre as arestas descendentes do canal especificado, dividido
pelo número de queda de arestas.

DSO_CH1_FREQUENCY, DSO_CH2_FREQUENCY (somente leitura)


Retorna a frequência da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_GAIN_INDEX, DSO_CH2_GAIN_INDEX
Devoluções / sets definir o volts / configuração para o canal especificado no osciloscópio de armazenamento digital da seguinte
divisão: Os valores 0
2,0V / Divisão
1 1.0V / Divisão
2 0,5V / Divisão
3 0.2V / Divisão
4 0,1V / Divisão
5 50mV / Divisão 6
20mV / Divisão

DSO_CH1_MEAN, DSO_CH2_MEAN (somente leitura)


Retorna a média da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_NEG_SLEW, DSO_CH2_NEG_SLEW (somente leitura)

ABI Electronics Ltd página 123


Retorna a diferença de tensão entre os pontos de amplitude 10% e 90% em borda descendente dividida pela diferença de
tempo entre os pontos sobre o canal especificado.

DSO_CH1_NEG_TIME_CONSTANT, DSO_CH2_NEG_TIME_CONSTANT (somente leitura)


Retorna a constante de tempo de queda (tempo a partir do topo para 37% da amplitude) de uma borda de descida exponencial no
canal especificado de DSO.

DSO_CH1_NEG_WIDTH, DSO_CH2_NEG_WIDTH (somente leitura)


Retorna o tempo total entre 50% de pontos de amplitude na queda dos impulsos (em queda, em seguida, o flanco ascendente) dividido pelo
número de impulsos negativos sobre o canal especificado.

DSO_CH1_OFFSET, DSO_CH2_OFFSET
Retorna / define o deslocamento para o canal especificado no osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_OVERSHOOT, DSO_CH2_OVERSHOOT (somente leitura)


Retorna a superação da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_PEAK_TO_PEAK, DSO_CH2_PEAK_TO_PEAK (somente leitura)


Retorna o pico de tensão de pico da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_PERIOD, DSO_CH2_PERIOD (somente leitura)


Retorna o período da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_POS_SLEW, DSO_CH2_POS_SLEW (somente leitura)


Retorna a diferença de tensão entre os pontos de amplitude 10% e 90% na subida do sinal dividido pela diferença de tempo
entre os pontos sobre o canal especificado.

DSO_CH1_POS_TIME_CONSTANT, DSO_CH2_POS_TIME_CONSTANT (somente leitura)


Retorna a constante de tempo de subida (tempo a partir da base para 63% da amplitude) de uma subida do sinal exponencial
no canal especificado de DSO.

DSO_CH1_POS_WIDTH, DSO_CH2_POS_WIDTH (somente leitura)


Retorna o tempo total entre os pontos de amplitude 50% em impulsos positivos (crescentes, em seguida, cair borda) dividido pelo
número de impulsos positivos sobre o canal especificado.

DSO_CH1_RISE_TIME, DSO_CH2_RISE_TIME (somente leitura)


Retorna o tempo total entre os pontos de amplitude 10% e 90% sobre as arestas ascendentes do canal especificado, dividido
pelo número de bordas crescentes.

DSO_CH1_RMS, DSO_CH2_RMS (somente leitura)


Retorna a tensão RMS da forma de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_TIME_RESOLUTION, DSO_CH2_TIME_RESOLUTION (somente leitura)


Retorna a resolução de medições de tempo para a base de tempo atual.

ABI Electronics Ltd página 124


DSO_CH1_TOP, DSO_CH2_TOP (somente leitura)
Retorna a tensão topo da onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_TOP_PEAK, DSO_CH2_TOP_PEAK (somente leitura)


Retorna o pico de tensão topo da onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_UNDERSHOOT, DSO_CH2_UNDERSHOOT (somente leitura)


Retorna a quantidade de undershoot de onda exibida no canal especificado do osciloscópio de armazenamento digital.

DSO_CH1_VOLTAGE_RESOLUTION, DSO_CH2_VOLTAGE_RESOLUTION (somente leitura)


Retorna a resolução de medições de tensão no intervalo de V / div corrente para o canal especificado.

Variáveis ​do sistema contador de freqüência

FC_ACTION (somente leitura)


Retorna o valor do último botão de usuário contador de freqüência que foi o último pressionado.

FC_CH1, FC_CH2 (somente leitura)


Retorna o último valor lido para o canal especificado no contador de freqüência.

FC_ENTRY_A, FC_ENTRY_A
Retorna / define o valor exibido no Calculadora Entrada Box A / B para a calculadora contador de freqüência.

Função Variáveis ​Generator sistema


FG_SWEEP_STEP
Retorna / define a frequência passo através do qual as varreduras de saída do gerador de função.

FG_SET_FREQUENCY
Retorna / define a frequência de saída do gerador de função.

FG_DUTY_CYCLE
Retorna / define o ciclo de função dever gerador.

FG_DC_OFFSET
Retorna / define o gerador de função DC offset.

FG_ACTUAL_FREQUENCY (somente leitura)


Retorna a frequência gerador de função, conforme medido internamente pelo contador de freqüência.

FG_AMPLITUDE
Retorna / define a amplitude gerador de função.

Variáveis ​do sistema Diversos


USER1_ACTION, USER2_ACTION, USER3_ACTION, USER4_ACTION (somente leitura)
Retorna o valor do botão de usuário que foi o último pressionado para a calculadora usuário especificado.

ABI Electronics Ltd página 125


USER1_ENTRY_A, USER1_ENTRY_B, USER2_ENTRY_A, USER2_ENTRY_B USER3_ENTRY_A,
USER3_ENTRY_B, USER4_ENTRY_A, USER4_ENTRY_B
Retorna / define o valor exibido no Calculadora Entrada Box A / B para calculadoras de utilizador 1 a 4.

Variáveis ​TestFlow sistema


TFL_ACTION (somente leitura)
Retorna o valor do botão de usuário TestFlow que foi o último pressionado.

TFL_ENTRY_A, TFL_ENTRY_B
Retorna / define o valor exibido no Calculadora Entrada Box A / B para a calculadora TestFlow.

TFL_STATUS (somente leitura)


Retorna o status do registro TestFlow atual da seguinte forma: -

0 Incompleto O TestFlow está à espera de testes do registro para ser concluído.


1 Passe Todos os testes do registro ter concluído, eo resultado foi um passe.
2 Falha Todos os testes do registro ter concluído, eo resultado foi um fracasso.
3 Nenhum O registro TestFlow não tem nenhum testes associados.

Entrada / Saídas Variáveis ​sistema universal


UIO_ACH1_VALUE_OUT, UIO_ACH2_VALUE_OUT
UIO_ACH3_VALUE_OUT, UIO_ACH4_VALUE_OUT
Retorna / define a tensão de saída pelo canal especificado análogo UIO.

UIO_ACH1_VALUE_IN, UIO_ACH2_VALUE_ IN UIO_ACH3_VALUE_ IN,


UIO_ACH4_VALUE_ IN (somente leitura)
Retorna a tensão medida no canal especificado análogo UIO.

UIO_ACH1_DIRECTION, UIO_ACH2_DIRECTION
UIO_ACH3_DIRECTION, UIO_ACH4_DIRECTION
Retorna / define a direcção do canal analógico UIO especificado, isto é, se se trata de uma produção ou uma entrada, como se
segue: Valores 0 Saída

1 Entrada

UIO_ACH1_MODE, UIO_ACH2_ MODO UIO_ACH3_,


modo UIO_ACH4_
Retorna / define o modo do canal analógico UIO especificado, isto é, quer seja em modo de corrente ou de tensão, como se
segue: Valores 0 Tensão

1 atual

UIO_ACH1_RESTRICT, UIO_ACH2_ RESTRINGIR UIO_ACH3_


RESTRINGIR, UIO_ACH4_ RESTRINGIR
Retorna / define o estado do canal analógico UIO especificado restringir, ou seja, se ele estiver habilitado ir com deficiência, como segue: Valores
0 pessoas com mobilidade condicionada

1 Ativado

ABI Electronics Ltd página 126


UIO_DCH1_STATE, UIO_DCH2_STATE, UIO_DCH3_STATE, UIO_DCH4_STATE
Retorna / define o valor do canal digital especificado na UIO como segue: Valores 0
Low 1
High

UIO_DCH1_DIRECTION, UIO_DCH2_ DIREÇÃO UIO_DCH3_


DIREÇÃO, DIREÇÃO UIO_DCH4_
Retorna / define o nível de lógica e direção do canal digital UIO especificado como segue: Valores 0 Output baixo

Uma saída de alta dois


Entrada

Variáveis ​Variáveis ​do sistema da fonte de alimentação

VPS_STATUS
Retorna / define o status de energia de módulos VPS conectado como segue: Valores 0 VPS
Off
Um VPS Em
Notas: Todos os módulos VPS conectado será afetado por alterações a esta variável.

VPS_LOGIC1_VOLTAGE_SETTING, VPS_LOGIC2_ TENSÃO _ CONFIGURAÇÃO VPS_NEG1_ TENSÃO _


CONFIGURAÇÃO, VPS_NEG2_ TENSÃO _ CONFIGURAÇÃO VPS_POS1_ TENSÃO _ CONFIGURAÇÃO,
VPS_POS2_ TENSÃO _ CONFIGURAÇÃO
Retorna / define a configuração de tensão para a saída VPS especificado. A faixa de saída lógica é de 0 a
+ 6.0V, -24.5V saída negativa para 0V, e 0V saída positiva a + 24.5V

VPS_LOGIC1_VOLTAGE_READING, VPS_LOGIC2_ TENSÃO _READING VPS_NEG1_ TENSÃO _READING,


VPS_NEG2_ TENSÃO _READING VPS_POS1_ TENSÃO _READING, VPS_POS2_ TENSÃO _READING
(somente leitura)
Retorna a leitura da tensão medido para a saída VPS especificado

VPS_LOGIC1_CURRENT_READING, VPS_LOGIC2_CURRENT_READING
VPS_NEG1_CURRENT_READING, VPS_NEG2_CURRENT_READING VPS_POS1_CURRENT_READING,
VPS_POS2_CURRENT_READING (somente leitura)
Retorna a leitura da corrente medida para a saída VPS especificado

VPS_LOGIC1_CURRENT_TRIP, VPS_LOGIC2_CURRENT_TRIP
Retorna / define o valor atual viagem para a saída lógica VPS especificado de 0 a 5A.

VPS_LOGIC1_ENABLE_TRIP, VPS_LOGIC2_ENABLE_TRIP
Retorna / define o estado da viagem atual para a saída lógica VPS especificado como segue: Valores 0
Trip Off 1
Tropeçar

VPS_LOGIC1_OVP_SETTING, VPS_LOGIC2_ OVP_SETTING


Retorna / define a configuração de proteção de tensão ao longo da saída lógica VPS especificado de 0 a
6.5V.

VPS_LOGIC1_OVP_TRIG, VPS_LOGIC2_ OVP_TRIG

ABI Electronics Ltd página 127


Retorna / define o estado do gatilho de proteção de tensão ao longo da saída lógica VPS especificado como segue: -

Valores 0 OVP off


1 OVP sobre

VPS_NEG1_CURRENT_LIMIT, VPS_NEG2_CURRENT_ LIMIT


VPS_POS1_CURRENT_ Limit, VPS_POS2_CURRENT_
Retorna / define o limite atual configuração para a saída VPS especificado de 0.00A para 1.50A

Lista de funções
Para obter informações detalhadas sobre as funções individuais veja abaixo: -

ABS ()
Esta função devolve o valor absoluto (ou magnitude) de uma expressão, desde que a expressão resulta em um número. Por
exemplo, um número negativo é devolvido como um número positivo com a mesma magnitude que o número negativo
original.

Sintaxe:
ABS ( expressão)

parâmetros:
expressão: expressão numérica cuja magnitude deve ser devolvido.

Exemplo: Exemplo:
FORMATO 0, "", N FORMATO 0, "", N
VISOR ABS (-100) VISOR ABS (100)

Resultado: Resultado:

100 100

COS ()
Esta função calcula o co-seno de expressão, desde que a expressão resulta em um número.

Sintaxe:
COS ( ângulo)

parâmetros:
ângulo: expressão numérica representando um ângulo (em radianos) cujo cosseno é para ser
devolvida.

Exemplo:
FORMATO 3, "", N VISOR
COS (PI () / 2)

Resultado:

0.000

ABI Electronics Ltd página 128


E ()
Esta função devolve o valor da constante matemática E (o que é equivalente a tomar o exponencial de 1).

Sintaxe:
E ()

parâmetros:

Exemplo:
FORMATO 3, "", N
VISOR E ()

Resultado:

2.718

E12 (), E24 ()


Esta função avalia a expressão, desde que a expressão é avaliada como um número, e determina o valor da resistência mais
próxima preferida E12 / E24.

Sintaxe:
E12 ( expressão)
E24 ( expressão)

Parâmetro:
expressão: Valor pelo qual o valor preferido resistor E12 / E24 é encontrado.

Exemplo:
FORMATO 0, "", N VISOR
E12 (302.5)
Resultado: 330

EXP ()
Esta função calcula o exponencial da expressão, desde que a expressão resulta em um número.

Sintaxe:
EXP ( expressão)

parâmetros:
expressão: expressão numérica para a qual o exponencial será devolvido. Se o valor for maior do
que 50, será dado um erro.

Exemplo: Exemplo:
FORMATO 3, "", N FORMATO 3, "", N
VISOR EXP (1) VISOR EXP (51)

Resultado: Resultado:

2.718 arg Exp

ABI Electronics Ltd page 129


INT ()
O valor inteiro da expressão dada, desde que a expressão resulta em um número.

Sintaxe:
INT ( expressão)

parâmetros:
expressão: expressão numérica cuja parte inteira será devolvido.

Exemplo: Exemplo:
FORMATO 1, "", N FORMATO 1, "", N
VISOR INT (1,5) VISOR INT (-1,5)

Resultado: Resultado:

2,0 - 2,0

REGISTRO()

Esta função avalia a expressão, e fornecendo-lhe avaliada como um número, retorna o seu logaritmo natural.

Sintaxe:
REGISTRO ( expressão)

parâmetros:
expressão: expressão numérica cujo logaritmo natural será devolvido. Se o valor é de 0,0 ou
menos, é dada uma mensagem de erro.

Exemplo: Exemplo:
FORMATO 1, "", N FORMATO 1, "", N
Exibir o log (1,0) Exibir o log (0.0)

Resultado: Resultado:

0.0 Log arg.

MAX ()
Esta função retorna o maior dos dois valores na sua lista de parâmetros.

Sintaxe:
MAX ( expressão1, Expressão2)

parâmetros:
expression1: Valor para comparar ao.
expression2: Valor para comparar ao.

ABI Electronics Ltd página 130


Exemplo: Exemplo:
FORMATO 1, "", N FORMATO 1, "", N
VISOR MAX (1, ​2) VISOR MAX (2, 1)

Resultado: Resultado:

2,0 2,0

MIN ()
Esta função retorna o menor dos dois valores na sua lista de parâmetros.

Sintaxe:
MIN ( expressão1, Expressão2)

parâmetros:
expression1: Valor para comparar ao.
expression2: Valor para comparar ao.

Exemplo: Exemplo:
FORMATO 1, "", N FORMATO 1, "", N
EXIBIR MIN (1, 2) EXIBIR MIN (2, 1)

Resultado: Resultado:

1.0 1.0

PI ()
Esta função retorna o valor da constante matemática pi.

Sintaxe:
PI ()

parâmetros:

Exemplo:
FORMATO 3, "", N
VISOR PI ()

Resultado:

3.142

VOLTA()
Esta função arredonda o valor dado como seu primeiro parâmetro para o múltiplo mais próximo de seu segundo parâmetro.

Sintaxe:
VOLTA ( expressão1, Expressão2)

parâmetros:
expression1: Valor a ser arredondado.
expression2: valor mais próximo para arredondar para um múltiplo de.

ABI Electronics Ltd page 131


Exemplo: Exemplo:
FORMATO 0, "", N Formato 0, "", N // redonda para um
// redonda para a centena mais próxima número par
Display circular (123, 100) Display circular (13, 2)

Resultado: Resultado:

100 14

PECADO()

Esta função calcula o seno de uma expressão, desde que a expressão resulta em um número.

Sintaxe:
PECADO ( ângulo)

parâmetros:
ângulo: expressão numérica representando um ângulo (em radianos) cujo seno é para ser
devolvida.

Exemplo:
FORMATO 3, "", N VISOR
SIN (PI () / 2)

Resultado:

1.000

SQRT ()
Esta função avalia a raiz quadrada da expressão dada.

Sintaxe:
SQRT ( expressão)

parâmetros:
expressão: expressão numérica cuja raiz quadrada é para ser devolvido. Se o valor for
negativo, ocorre um erro.

Exemplo: Exemplo:
FORMATO 1, "", N FORMATO 1, "", N
EXIBIÇÃO SQRT (4.0) VISOR SQRT (-4,0)

Resultado: Resultado:

2,0 arg raiz quadrados

BRONZEADO()

Esta função calcula a tangente de uma expressão, desde que a expressão resulta em um número.

Sintaxe:

ABI Electronics Ltd página 132


BRONZEADO ( ângulo)

parâmetros:
ângulo: expressão numérica representando um ângulo (em radianos) cuja tangente é para ser
devolvida.

Exemplo:
FORMATO 3, "", N
VISOR TAN (0)

Resultado:

0.000

CARRAÇA()

Esta função retorna o tempo, em segundos, que o programa de calculadora foi executado.

Sintaxe:
CARRAÇA()

parâmetros:

Exemplo:
FORMATO 0, "", N
PAUSA 5000 VISOR
TICK ()

Resultado:

O que é Python?
Python é uma linguagem de programação orientada a objeto, que combina poder notável com uma sintaxe muito clara. Há
interfaces disponíveis para muitas chamadas e bibliotecas do sistema, bem como para vários sistemas de janelas. Novos
módulos podem ser facilmente escritos em C ou C ++.

Python foi totalmente integrados na descrição calculadora FormulaPlus idioma do sistema 8.

Suporte completo e documentação sobre a linguagem Python está disponível a partir www.python.org

Instalando Python
É necessário baixar e instalar o Python 2.7 no seu computador antes que você possa lhe qualquer de suas características a partir
do sistema de 8.

Python 2.7 está disponível como um download gratuito diretamente do www.python.org, instale a versão mais recente disponível para
o sistema operacional Windows. Uma vez instalado todos característica do Python estará disponível a partir de dentro a descrição
calculadora FormulaPlus idioma do sistema 8.

ABI Electronics Ltd página 133


Python DMM
O instrumento multímetro digital pode ser acessado a partir de Python usando a biblioteca Premier. Todas as variáveis ​do
sistema DMM de FormulaPlus estão disponíveis em Python.

Exemplo de uso

python {

# Incluem a falar com Premier neste premier importação


roteiro

# Obter acesso ao multímetro digital DMM =


premier.dmm ()

# Imprimir o leituras de impressão DMM Channel "Canal 1


leitura é" + str (DMM.ch1) print "Canal 2 a leitura é" + str
(DMM.ch2)}

Propriedade Descrição Equivalente FormulaPlus


Variável
ch1 DMM canal uma leitura DMM_CH1
ch2 DMM canal 2 de leitura DMM_CH2

Python DSO
O instrumento osciloscópio de armazenamento digital pode ser acessado a partir de Python usando a biblioteca Premier. Todas as
variáveis ​do sistema do DSO de FormulaPlus estão disponíveis em Python.

Exemplo de uso

python {

# Incluem a falar com Premier neste premier importação


roteiro

# Tenha acesso ao osciloscópio de armazenamento digital DSO =


premier.dso ()

# Definir algumas propriedades DSO


DSO.ch1_offset = 2
DSO.timebase_index = 3 # 0.5s / Divisão

# Imprimir algumas propriedades DSO


impressão "canal DSO uma amplitude é" + str (DSO.ch1_amplitude) impressão "uma
frequência de canal DSO é" + str (DSO.ch1_frequency)}

ABI Electronics Ltd página 134


Propriedade Descrição Variável FormulaPlus equivalente
acquire_mode Modo de aquisição DSO DSO_ACQUIRE_MODE
acquire_status estatuto DSO Acquisition DSO_ACQUIRE_STATUS
trig_coupling acoplamento de disparo DSO DSO_TRIG_COUPLING
trig_source fonte de disparo DSO DSO_TRIG_SOURCE
trig_edge DSO inclinação gatilho DSO_TRIG_EDGE
trig_level nível de disparo de DSO DSO_TRIG_LEVEL
trig_delay atraso do disparo DSO DSO_TRIG_DELAY
timebase_index DSO timebase DSO_TIMEBASE_INDEX

ch1_offset DSO de canal um deslocamento vertical DSO_CH1_OFFSET

ch1_amplitude canal DSO uma amplitude DSO_CH1_AMPLITUDE


ch1_peak_to_peak canal DSO um pico a pico DSO_CH1_PEAK_TO_PEAK

ch1_top canal DSO um topo DSO_CH1_TOP


ch1_top_peak canal DSO um pico alto DSO_CH1_TOP_PEAK
ch1_base canal DSO uma base de DSO_CH1_BASE
ch1_base_peak canal DSO uma base de pico DSO_CH1_BASE_PEAK
ch1_mean canal DSO um valor médio DSO_CH1_MEAN

ch1_cyclic_mean canal DSO uma média cíclica DSO_CH1_CYCLIC_MEAN

ch1_rms canal DSO 1 RMS DSO_CH1_RMS


ch1_cyclic_rms canal DSO 1 RMS cíclicas DSO_CH1_CYCLIC_RMS

ch1_overshoot canal DSO uma ultrapassagem DSO_CH1_OVERSHOOT


ch1_undershoot canal DSO DSO_CH1_UNDERSHOOT 1 Undershoot
ch1_crest_factor canal DSO fator DSO_CH1_CREST_FACTOR uma crista
ch1_period canal DSO um período DSO_CH1_PERIOD
ch1_frequency canal DSO DSO_CH1_FREQUENCY uma frequência
ch1_cycles canal DSO um número de ciclos DSO_CH1_CYCLES

ch1_rise_time canal DSO tempo um aumento DSO_CH1_RISE_TIME


ch1_fall_time tempo canal DSO 1 queda DSO_CH1_FALL_TIME
ch1_pos_width canal DSO uma largura positiva DSO_CH1_POS_WIDTH

ch1_neg_width canal DSO uma largura negativa DSO_CH1_NEG_WIDTH

ch1_pos_slew canal DSO uma taxa de variação DSO_CH1_POS_SLEW


positiva
ch1_neg_slew canal DSO uma taxa de variação DSO_CH1_NEG_SLEW
negativa
ch1_bandwidth canal DSO DSO_CH1_BANDWIDTH uma largura de banda
ch1_duty_cycle canal DSO DSO_CH1_DUTY_CYCLE ciclo 1 dever
ch1_pos_time_constant DSO de canal uma constante de DSO_CH1_POS_TIME_CONSTAN T
tempo positivo
ch1_neg_time_constant DSO de canal uma constante de tempo DSO_CH1_NEG_TIME_CONSTAN T
negativo

ABI Electronics Ltd página 135


ch1_voltage_resolution canal DSO uma tensão DSO_CH1_VOLTAGE_RESOLUTI ON
resolução
ch1_time_resolution resolução um tempo de canal DSO_CH1_TIME_RESOLUTION
DSO

ch2_offset canal DSO 2 deslocamento vertical DSO_CH2_OFFSET

ch2_amplitude canal DSO 2 DSO_CH2_AMPLITUDE amplitude


ch2_peak_to_peak canal DSO 2 pico a pico DSO_CH2_PEAK_TO_PEAK

ch2_top canal DSO 2 topo DSO_CH2_TOP


ch2_top_peak canal DSO 2 pico topo DSO_CH2_TOP_PEAK
ch2_base canal DSO de base 2 DSO_CH2_BASE
ch2_base_peak canal DSO 2 de base do pico DSO_CH2_BASE_PEAK
ch2_mean canal DSO 2 valor médio DSO_CH2_MEAN

ch2_cyclic_mean canal DSO 2 significativo cíclica DSO_CH2_CYCLIC_MEAN

ch2_rms canal DSO 2 RMS DSO_CH2_RMS


ch2_cyclic_rms canal DSO 2 RMS cíclicas DSO_CH2_CYCLIC_RMS

ch2_overshoot canal DSO 2 ultrapassagem DSO_CH2_OVERSHOOT


ch2_undershoot canal DSO DSO_CH2_UNDERSHOOT 2 Undershoot
ch2_crest_factor canal DSO fator DSO_CH2_CREST_FACTOR 2 crista
ch2_period canal DSO 2 período DSO_CH2_PERIOD
ch2_frequency canal DSO DSO_CH2_FREQUENCY dois frequência
ch2_cycles canal DSO 2 número de ciclos DSO_CH2_CYCLES

ch2_rise_time canal DSO tempo 2 ascensão DSO_CH2_RISE_TIME


ch2_fall_time tempo canal DSO 2 queda DSO_CH2_FALL_TIME
ch2_pos_width canal DSO 2 largura positiva DSO_CH2_POS_WIDTH

ch2_neg_width canal DSO 2 largura negativa DSO_CH2_NEG_WIDTH

ch2_pos_slew canal DSO 2 taxa de variação DSO_CH2_POS_SLEW


positiva
ch2_neg_slew canal DSO 2 taxa de variação DSO_CH2_NEG_SLEW
negativa
ch2_bandwidth canal DSO DSO_CH2_BANDWIDTH 2 largura de banda
ch2_duty_cycle canal DSO DSO_CH2_DUTY_CYCLE ciclo 2 dever
ch2_pos_time_constant DSO de canal 2 positiva constante DSO_CH2_POS_TIME_CONSTAN T
de tempo
ch2_neg_time_constant DSO de canal 2 negativa constante DSO_CH2_NEG_TIME_CONSTAN T
de tempo
ch2_voltage_resolution canal DSO 2 tensão DSO_CH2_VOLTAGE_RESOLUTI ON
resolução
ch2_time_resolution 2 resolução de tempo de canal DSO_CH2_TIME_RESOLUTION
DSO

ABI Electronics Ltd página 136


Python FC
O instrumento contador de freqüência pode ser acessado a partir de Python usando a biblioteca Premier. Todas as variáveis ​do
sistema do FC de FormulaPlus estão disponíveis em Python.

Exemplo de uso

python {

# Incluem a falar com Premier neste premier importação


roteiro

# Obter acesso ao contador de freqüência FC =


premier.fc ()

# Imprimir o leituras de impressão FC Channel "Canal


1 leitura é" + str (FC.ch1) print "Canal 2 a leitura é" + str
(FC.ch2)}

Propriedade Descrição Variável FormulaPlus equivalente


ch1 Frequência balcão canal FC_CH1
1 leitura
ch2 Frequência balcão canal FC_CH2
2 da leitura

Python FGEN
O instrumento Function Generator pode ser acessado a partir de Python usando a biblioteca Premier. Todas as variáveis ​do
sistema função de gerador de FormulaPlus estão disponíveis em Python.

Exemplo de uso

python {

# Incluem a falar com Premier neste premier importação


roteiro

# Obter acesso ao gerador de função FGEN =


premier.fgen ()

# Definir algumas propriedades FGEN


FGen.amplitude = 2 FGen.set_frequency
= 2000

# Imprimir FGEN propriedade real frequência


print "frequência real FGEN é" + str (FGen.actual_frequency)}

ABI Electronics Ltd página 137


Propriedade Descrição Variável FormulaPlus equivalente
amplitude Amplitude FG_AMPLITUDE
dc_offset DC offset FG_DC_OFFSET
set_frequency Set Frequency FG_SET_FREQUENCY
actual_frequency Frequência real FG_ACTUAL_FREQUENCY
duty_cycle Ciclo de trabalho FG_DUTY_CYCLE
sweep_step Passo de varrimento FG_SWEEP_STEP

Python UIO
O instrumento Input / Output Universal pode ser acessado a partir de Python usando a biblioteca Premier. Todas as variáveis ​do
sistema UIO de FormulaPlus estão disponíveis em Python.

Exemplo de uso

python {

# Incluem a falar com Premier neste premier importação


roteiro

# Tenha acesso à entrada universal / saídas UIO =


premier.uio ()

# Definir algumas propriedades UIO


UIO.ach1_direction = 0
UIO.ach1_value_out = 2 = 1
UIO.ach2_direction

# Imprimir algumas propriedades UIO


impressão "canal UIO uma saída é" + str (UIO.ach1_value_out) impressão "UIO de
entrada do canal 2 é" + str (UIO.ach2_value_in)}

Propriedade Descrição Variável FormulaPlus equivalente


ach1_direction UIO canal analógico uma UIO_ACH1_DIRECTION
direcção
ach2_direction UIO canal analógico 2 direcção UIO_ACH2_DIRECTION

ach3_direction UIO canal analógico 3 direcção UIO_ACH3_DIRECTION

ach4_direction UIO canal analógico 4 direcção UIO_ACH4_DIRECTION

ach1_mode UIO canal analógico um modo UIO_ACH1_MODE

ach2_mode UIO canal analógico 2 Modo UIO_ACH2_MODE

ach3_mode UIO canal analógico 3 Modo UIO_ACH3_MODE

ABI Electronics Ltd página 138


ach4_mode UIO canal analógico 4 Modo UIO_ACH4_MODE

ach1_value_out um valor de saída UIO canal UIO_ACH1_VALUE_OUT


analógico
ach2_value_out valor 2 saída UIO canal UIO_ACH2_VALUE_OUT
analógico
ach3_value_out valor de saída 3 UIO canal UIO_ACH3_VALUE_OUT
analógico
ach4_value_out valor de saída 4 UIO canal UIO_ACH4_VALUE_OUT
analógico
ach1_value_in um valor de entrada UIO canal UIO_ACH1_VALUE_IN
analógico
ach2_value_in valor de entrada 2 UIO canal UIO_ACH2_VALUE_IN
analógico
ach3_value_in valor de entrada 3 UIO canal UIO_ACH3_VALUE_IN
analógico
ach4_value_in valor de entrada 4 UIO canal UIO_ACH4_VALUE_IN
analógico
ach1_restrict UIO canal analógico 1 restringir UIO_ACH1_RESTRICT
permitir
ach2_restrict UIO canal analógico 2 restringir UIO_ACH2_RESTRICT
permitir
ach3_restrict UIO canal analógico 3 restringir UIO_ACH3_RESTRICT
permitir
ach4_restrict UIO canal analógico 4 restringir UIO_ACH4_RESTRICT
permitir
dch1_state UIO canal digital UIO_DCH1_STATE um estado
dch2_state UIO canal digital dois estado UIO_DCH2_STATE

dch3_state UIO canal digital 3 estado UIO_DCH3_STATE

dch4_state UIO canal digital de 4 estado UIO_DCH4_STATE

dch1_direction UIO canal digital uma direcção UIO_DCH1_DIRECTION

dch2_direction UIO canal digital dois direcção UIO_DCH2_DIRECTION

dch3_direction UIO canal digital 3 direcção UIO_DCH3_DIRECTION

dch4_direction UIO canal digital 4 direcção UIO_DCH4_DIRECTION

Python VPS
A fonte de alimentação variável pode ser acessado a partir de Python usando a biblioteca Premier. Todas as variáveis ​do sistema
VPS de FormulaPlus estão disponíveis em Python.

Exemplo de uso

ABI Electronics Ltd página 139


python {

# Incluem a falar com Premier neste premier importação


roteiro

# Obter acesso aos VPS VPS =


premier.vps ()

# Definir algumas propriedades VPS


VPS.logic1_voltage_setting = 3 = 10
VPS.pos1_voltage_setting

# Imprimir algumas propriedades VPS


print "leitura da tensão VPS logic1 é" + str (VPS.logic1_voltage_reading) print "atual VPS pos1
é" + str (VPS.pos1_current_reading)}

Propriedade Descrição Variável FormulaPlus equivalente


logic1_voltage_reading VPS1 Logic Tensão VPS_LOGIC1_VOLTAGE_READIN G

pos1_voltage_reading VPS1 + ve Voltage VPS_POS1_VOLTAGE_READING


neg1_voltage_reading VPS1 tensão ve VPS_NEG1_VOLTAGE_READING
logic1_current_reading VPS1 Logic atual VPS_LOGIC1_CURRENT_READIN G

pos1_current_reading VPS1 + ve atual VPS_POS1_CURRENT_READING


neg1_current_reading VPS1 ve atual VPS_NEG1_CURRENT_READING
logic1_voltage_setting VPS1 Logic Set Voltage VPS_LOGIC1_VOLTAGE_SETTIN G

pos1_voltage_setting VPS1 + ve Definir Voltage VPS_POS1_VOLTAGE_SETTING


neg1_voltage_setting VPS1 ve Definir Voltage VPS_NEG1_VOLTAGE_SETTING
pos1_current_limit VPS1 + ve Set Current VPS_POS1_CURRENT_LIMIT
neg1_current_limit VPS1 ve Set Current VPS_NEG1_CURRENT_LIMIT
logic1_ovp_setting definição VPS1 Logic OVP VPS_LOGIC1_OVP_SETTING
logic1_ovp_trig VPS1 Logic OVP trig VPS_LOGIC1_OVP_TRIG
logic1_current_trip VPS1 Logic atual viagem VPS_LOGIC1_CURRENT_TRIP
logic1_enable_trip VPS1 Logic permitem viagem VPS_LOGIC1_ENABLE_TRIP

logic2_voltage_reading VPS2 Logic Tensão VPS_LOGIC2_VOLTAGE_READIN G

pos2_voltage_reading VPS2 + ve Voltage VPS_POS2_VOLTAGE_READING


neg2_voltage_reading VPS2 tensão ve VPS_NEG2_VOLTAGE_READING
logic2_current_reading VPS2 Logic atual VPS_LOGIC2_CURRENT_READIN G

pos2_current_reading VPS2 + ve atual VPS_POS2_CURRENT_READING


neg2_current_reading VPS2 ve atual VPS_NEG2_CURRENT_READING
logic2_voltage_setting VPS2 Logic Set Voltage VPS_LOGIC2_VOLTAGE_SETTIN G

pos2_voltage_setting VPS2 + ve Definir Voltage VPS_POS2_VOLTAGE_SETTING


neg2_voltage_setting VPS2 ve Definir Voltage VPS_NEG2_VOLTAGE_SETTING

ABI Electronics Ltd página 140


pos2_current_limit VPS2 + ve Set Current VPS_POS2_CURRENT_LIMIT
neg2_current_limit VPS2 ve Set Current VPS_NEG2_CURRENT_LIMIT
logic2_ovp_setting definição VPS2 Logic OVP VPS_LOGIC2_OVP_SETTING
logic2_ovp_trig VPS2 Logic OVP trig VPS_LOGIC2_OVP_TRIG
logic2_current_trip VPS2 Logic atual viagem VPS_LOGIC2_CURRENT_TRIP
logic2_enable_trip VPS2 Logic permitem viagem VPS_LOGIC2_ENABLE_TRIP

Usando Exemplo Python


Para utilizar o código Python dentro da calculadora, o código deve ser contido dentro de um segmento de código Python.

python {

. ..
. .. código Python aqui
. ..
}

Comentando código Python


A linguagem Python usa o símbolo # para indicar que o texto a seguir é um comentário. O comentário termina com um
caractere de nova linha.

python {

# Este é um comentário que termina com um caractere de nova linha. }

Misturando Python e Exemplo FormulaPlus


Neste exemplo FormulaPlus e código Python são misturados para escrever a medição contínua do canal de DMM 1 para a
saída calculadora.

// INÍCIO DA PRIMEIRA PYTHON BLOCO python {

Premier importação # Prepare-se para usar a interface Premier


NumReadings = 0 # Não há leituras tomadas inicialmente

Multímetro = premier.dmm ()
}
// final do primeiro PYTHON BLOCK

// Início do bloqueio CALCULADORA enquanto 1 {

// Espera canal DMM 1 para completar ESPERA


DMM_CH1

// início da segunda PYTHON BLOCK

ABI Electronics Ltd página 141


python {

# Nova leitura disponível CurrentReading =


NumReadings Multimeter.ch1 + = 1

# Mostrar esta leitura


print "Leitura {0}: {1: .3f} V" .format (NumReadings, CurrentReading)}

// final do segundo PYTHON BLOCK


}
// fim do bloco CALCULADORA

Python Exemplo Entrada


Neste exemplo Python é usado para pedir ao utilizador que introduza o seu nome e, em seguida, escreva o nome que os usuários a saída
calculadora.

python {

experimentar:

UserEntry = raw_input ( "Por favor insira um nome") print "\ n


Você entrou:" + UserEntry except EOFError:

imprimir "\ n Você pressionou cancelar"


}

Exemplo de saída do Python


Neste exemplo Python é usado para escrever "Olá" para a saída calculadora.

python {

imprimir "Olá!" }

Python executar um exemplo Programa Externo


Neste exemplo Python é usado para iniciar o aplicativo de cálculo Microsoft e exibir qualquer resposta à saída de
calculadora.

python {

subprocess importação

p = subprocess.Popen ([ "calc.exe"], stdout = subprocess.PIPE) stdout, stderr =


p.communicate () stdout de impressão

ABI Electronics Ltd página 142