You are on page 1of 3

O colar neandertal

Juan Luis Arsuaga, paleo antropólogo espanhol


Capítulo 9: O mundo tornou-se transparente

Uma geografia cordial

Quando o homem começa a entender a natureza: "... os humanos aprenderam a ler


também a mente da natureza, que se tornou transparente aos seus olhos" (p. 266).
No processo de conhecimento da natureza, o homem começa a usar códigos /
linguagem para transmitir suas histórias e conhecimentos de geração em geração,
apropriando-se dela.

Dados para uma história

O neandertal começa a dar sentido às suas ações, mostra que ele tem habilidades
cognitivas. Como o cérebro começa a se expressar através da natureza e produz
linguagens implícitas, planejando através de linguagem e símbolo. Começam a
gerar conhecimentos práticos e empíricos, diferenciam-se dos animais, os
neandertais, ao contrário de seus ancestrais, não dependem do meio ambiente e
começam a expandir seu horizonte.

O teste mais antigo da língua foi na Austrália cerca de 60.000 a 40.000 anos atrás, o
homem como o criador de símbolos.
ração, apropriando-se dela.

A fronteira do Ebro

Neandertal e Cro-Magnon são encontrados em Israel.

Protocromagnones e Neanderthals compartilham relações culturais: uso de fogo e


enterros. Noosfera como uma rede de pensamentos e formas semelhantes de
conhecer.

32.000 anos homem moderno contra animais, uso de armas, o mesmo marfim é
usado para caçar animais.

Limite entre Cro-Magnons e Neanderthals: iberia verde vs iberia marrom


Cromagnon veio da África substituindo o Neandertal.

Arte Paleolítica-techno-complexa do Paleolítico Superior:


• Neandertal: mousteriano
• Cromagnon: aurignaciano
• Variante do Technocomplex: Chatelperronians

Essa variante faz o autor duvidar da relação entre Neanderthal e Cro-Magnon:


1 foi teoria: Após o auriñancieses. Os neandertais aprenderam com os Cro-
Magnons a fazer instrumentos e adornar-se
2 dá teoria: O Chatelperroniense antes do Aurignaciano. Neanderthal imitando
cromagnones.
3ª teoria: Cro-Magnons e Neanderthals evoluíram paralelamente em paralelo;
influência mútua.

O autor aposta na teoria 1. Os neandertais aprendiam e reproduziam as técnicas


dos cromagonos, que faziam melhor uso da natureza.

A cor da charneca

Hierarquia social através de adornos, formas de distinção. Chaves simbólicas que


são expressas através da aparência, como a pessoa parece. Dotação de sinais que
são transmitidos para o outro, códigos que devem ser decifrados pelo outro.

A função dos ornamentos é fornecer informações sobre seus portadores para os


outros. Estes podem ser filiação, grupo, status, posição social e status social.

Adorno amplifica o corpo, o que significa que o homem tinha que se diferenciar dos
outros, a natureza também desempenhou um papel importante em que, por
exemplo, animais fortes versus animais fracos.

Chaves, objetos e ornamentos simbólicos são incorporados / integrados à sua


identidade. Linguagem visual se torna importante.

A Etnia

Símbolos iguais a uma função social e integradora, os neandertais tinham um


sistema simbólico igual ao dos homens modernos. Símbolos começa a criar
distinção, competição e seleção entre grupos.

Conflitos entre neandertais e Cro-Magnons, os primeiros eram realistas (instinto),


enquanto os últimos eram simbólicos (interpretação do ambiente). Esse
simbolismo foi o que permitiu adaptar-se de melhor maneira, inclusive que
chegaram com instrumentos já desenvolvidos.

Etnia é pertencer a um grupo que vai além do puramente biológico e que é


organizado em torno de símbolos compartilhados e com essa dinâmica do homem
moderno emergem elementos de pertencimento a uma comunidade. O mesmo
sangue é valorizado, normas, ritos, identidade individual e coletiva tornam-se uma
comunidade.

Epílogo

Macaco = animal, legumes


Hominídeos = Bípedes
Homohabilis = Instrumentos, carne cortada
Homo Ergaster = Instrumentos e símbolos

Habilidades cognitivas de Cromagnones, capacidade de analisar e comunicar para


transmitir informações.
Conclusões

Símbolo como um fator de distinção.


Transmissão de informações através do símbolo, os neandertais só tinham
instinto.

Os cromagnones tinham cultura que facilitava sua adaptação, possuíam história,


que permitiam uma melhor transmissão de informações entre seus grupos.
Atualmente isso é visível graças à tecnologia, o acesso à informação é poder.