You are on page 1of 9

O PODER ESPIRITUAL DO CABELO

“Nossas modas capilares podem ser apenas


uma tendência, mas se investigarmos, talvez
descobriremos que estamos nos privando de
uma das mais valiosas fontes de energia para a
vitalidade humana.” – Yogi Bhajan

Considere a possibilidade de que o cabelo


esteja em sua cabeça para fazer mais do que
apenas ficar bem. De uma perspectiva iogue, o
cabelo é um incrível presente da natureza que
pode realmente ajudar a elevar a energia da
Kundalini (força vital criativa), que aumenta a
vitalidade, a intuição e a tranquilidade.

Cortar cabelo

Há muito tempo, pessoas de muitas culturas


não cortavam os cabelos, porque fazia parte de
quem elas eram. Muitas vezes, quando as
pessoas eram conquistadas ou escravizadas,
seus cabelos eram cortados como um sinal
reconhecido de escravidão. Entendia-se
também que isso serviria como punição e
diminuiria o poder dos escravizados.

Os ossos da testa são porosos e funcionam


para transmitir luz à glândula pineal, que afeta
a atividade cerebral, assim como hormônios
tireoidianos e sexuais. Cortando a franja que
cobrem a testa, você dificulta este processo.

Quando Genghis Khan conquistou a China,


considerava os chineses pessoas inteligentes e
sábias que não se deixavam subjugar. Pediu as
mulheres do país que cortassem o cabelo e
usassem franja, porque sabia que seria capaz
de mantê-las tímidas e facilmente controladas.

Conforme tribos ou sociedades inteiras eram


conquistadas, a importância do cabelo foi
perdida depois de algumas gerações, e os
penteados e a moda cresciam como foco.

A conhecimento sobre o cabelo foi uma das


primeiras tecnologias dadas por Yogi Bhajan
quando ele veio para a América.

“Quando o cabelo na cabeça é deixado para


atingir o seu pleno comprimento, por
consequência, fósforo, cálcio e vitamina D são
produzidos, e introduzido o fluido linfático, e,
eventualmente, o fluido espinhal através das
duas condutas na parte superior do cérebro .
Essa mudança iônica cria uma memória mais
eficiente e leva a uma maior energia física,
melhor resistência e paciência “.

Yogi Bhajan explicou que, se você optar por


cortar o cabelo, não apenas perderá energia e
nutrição extra, como também seu corpo deve
fornecer uma grande quantidade de energia
vital e nutrientes para re-cultivar
continuamente o cabelo perdido.

Além disso, os cabelos são as antenas que


reúnem e canalizam a energia solar ou o prana
para os lobos frontais, a parte do cérebro que
você usa para meditação e visualização. Essas
antenas agem como condutores para trazer
mais quantidades de energia sutil e cósmica.
Demora cerca de três anos desde que o seu
cabelo foi cortado para novas antenas se
formarem nas pontas do cabelo.

Cuidado capilar e a Kundalini

Na Índia, um Rishi é conhecido como um sábio


que enrola o cabelo no alto da cabeça durante
o dia para energizar as células cerebrais e, em
seguida, penteia-o durante a noite. Um ‘nó
rishi’ energiza seu campo magnético (aura) e
estimula a glândula pineal no centro do seu
cérebro.

“Essa ativação de sua pineal resulta em uma


secreção que é central para o desenvolvimento
do funcionamento intelectual mais elevado,
bem como para uma percepção espiritual mais
elevada.” – Yogi Bhajan

Durante o dia, o cabelo absorve a energia


solar, mas à noite absorve a energia lunar.
Manter o cabelo para cima durante o dia e para
baixo à noite ajuda neste processo. Trançar o
cabelo à noite ajudará seu campo
eletromagnético a se equilibrar.

Pontas duplas

Cabelo solto pode desenvolver pontas duplas.


Em vez de apará-las e perder suas antenas,
Yogi Bhajan recomenda aplicar uma pequena
quantidade de óleo de amêndoa em seu cabelo
durante a noite antes de lavá-lo na manhã
seguinte.

Manter seu cabelo enrolado em sua coroa e


protegido com uma cobertura de cabeça
durante o dia ajudará suas antenas a se
curarem. Se você tiver cabelos compridos, veja
se sua experiência é diferente quando está
limpo e enrolado na sua coroa, ou solto.

Cabelo molhado
Reserve um tempo para se sentar ao sol e
permitir que seu cabelo limpo e molhado seque
naturalmente e absorva um pouco de vitamina
D.

Os iogues recomendam lavar o cabelo a cada


72 horas (ou com mais frequência se o couro
cabeludo estiver com muita força). Também
pode ser benéfico lavar o cabelo depois de
ficar chateado para ajudar a processar
emoções.

Os iogues também recomendam usar um


pente de madeira para pentear o cabelo, pois
proporciona muita circulação e estimulação ao
couro cabeludo, e a madeira não cria
eletricidade estática, o que causa a perda da
energia do cabelo para o cérebro.

Você descobrirá que, se você pentear o cabelo


e o couro cabeludo da frente para trás, de trás
para a frente, e depois para a direita e para a
esquerda várias vezes, ele vai refrescar você.
Todo o cansaço do seu dia terá desaparecido.

Para as mulheres, afirma-se que usar essa


técnica para pentear o cabelo duas vezes ao
dia pode ajudar a manter a juventude, um ciclo
menstrual saudável e boa visão.

Se você é careca ou calvo, a falta de energia


do cabelo pode ser combatida com mais
meditação.

Se você está encontrando alguns fios


prateados em seu cabelo, esteja ciente de que
a cor prata ou branca aumenta as vitaminas e
o fluxo de energia para compensar o
envelhecimento.

Para uma melhor saúde cerebral à medida que


envelhece, tente manter o seu cabelo o mais
natural e saudável possível.
Cabelo de Tagore

Rabindranath Tagore, o grande poeta que


encontrou Deus dentro de si, disse: “Quando
percebi a unicidade de todos, joguei meu kit de
barbear no oceano. Eu desisti do meu ego e
me entreguei à natureza. Eu queria viver na
forma que o meu Criador me deu.”

É por isso que você encontrará graça e


tranquilidade em uma pessoa com o cabelo
sem cortes desde o nascimento, se for mantido
bem.

Dizem que quando você permite que seu


cabelo cresça e o enrola no topo da cabeça, a
energia solar, a força da vida prânica, é atraída
pela espinha. Para contrariar esse movimento
descendente, a energia vital da Kundalini sobe
para criar o equilíbrio.

Nas palavras de Yogi Bhajan, “Seu cabelo não


está aí por equívoco. Tem um propósito
definido, que os santos vão descobrir e outros
homens vão rir ”.