You are on page 1of 28

Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos

Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos


GERENCIAMENTO DE RISCOS DO PROJETO

DEFINIÇÕES
Gerência de Riscos
 Planejamento do
gerenciamento de riscos;
 Identificação dos riscos;
 Análise (qualitativa e
quantitativa);
 Respostas;
 Monitoramento e controle 
A maioria desses processos é
atualizada durante todo o projeto.
O risco do projeto é sempre
um evento futuro.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
Objetivos do gerenciamento de riscos
 Antever e se antecipar aos problemas, antes que
estes aconteçam;
 Fornecer a oportunidade para nos prepararmos
com antecedência:

 Aumentando a probabilidade e o impacto dos


eventos positivos;
 Reduzindo a probabilidade e o impacto dos
eventos negativos;
 Planejando ações contingenciais, caso estes
ocorram;
 Selecionando as ações de resposta aos riscos
que realmente interessam;
 Documentando evidências para Pleitos.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos

Produto Processo

Lista de Riscos Identificação

Monitoramento & Controle


Priorização de Qualitativa
Riscos

Análise Quantitativa
Probabilística

Plano Respostas
Respostas
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
IDENTIFICAÇÃO DE RISCO
Espectro de riscos

Espectro de Incertezas
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
IDENTIFICAÇÃO DE RISCO
O que é risco?
Risco...
Um evento ou condição FUTURA, cuja ocorrência e efeitos são INCERTOS e que, se
ocorrer, provocará um efeito POSITIVO ou NEGATIVO nos OBJETIVOS de um
projeto.
Projeto

Entradas

Trabalho

Anomalias - Riscos
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
IDENTIFICAÇÃO DE RISCO
Causas do Risco
Causas
Variações intrínsecas ao processo: por condições
Comuns
internas, a duração de uma atividade pode variar de +/- x%

Resposta aos Riscos

Mitigar ou Melhorar

Eliminar ou Potencializar
Especiais
Transferir ou Compartilhar
Evento de Aceitar ou contingenciar
Riscos
Pleitear  Origem: contratante

Oportunidades Ameaças
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
IDENTIFICAÇÃO DE RISCO

Declaração de um risco
"um risco pode ter uma ou mais causas e, se ocorrer, provocará um
ou mais impactos nos objetivos do projeto".
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
IDENTIFICAÇÃO DE RISCO
Identificar os riscos
 Aqueles que podem afetar o projeto;
 Documentar suas características;
 Envolvimento:
• Gerente e membros da equipe do projeto,
• clientes, especialistas, usuários finais,
• partes interessadas e especialistas em gerenciamento de riscos
 Processo iterativo;
• Novos riscos podem surgir ou se tornar conhecidos durante o
ciclo de vida do projeto.
Registro dos riscos
Lista dos riscos identificados;
Evento, probabilidade, impacto, causas, efeitos;
Lista de respostas potenciais.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Declaração de um risco Causa
(Fato ou Condição)
Uma declaração de Risco deve ser estruturada em três partes:
causa, evento (risco) e efeito. Risco
(Incertezas)
“Como um resultado de <causa>, pode ocorrer <evento de
risco>, o que pode ocasionar <efeito> sobre o(s) objetivo)s do Efeito
projeto.” (Resultado Possível)
Modelo de Risco Causa, Risco e Efeito
Practice Standard for Project
Risk Management - PMI

# Causa Evento Efeito


Atraso na aquisição do
Gerador disponível após data Projeto vai atrasar 15 dias;
RISCO 1 gerador de energia p/
prevista Paralização MOI e MOD
cliente.
Atraso nas datas dos testes finais
Subcontratada alteras datas Entrega da subcontratada
RISCO 2 em 20 dias; Atraso na medição;
em seu cronograma, fora do prazo acordado.
Paralização;
Gerente de planejamento Fase de planejamento levará
Baixa produtividade da
RISCO 3 não tem experiência em mais de 3 meses, ou não terá a
equipe de planejamento.
obras com o cliente. qualidade desejada.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
ANÁLISE QUALITATIVA DOS RISCO
Realizar a análise qualitativa dos riscos
• Priorização dos riscos para análise ou ação adicional subsequente através de
avaliação e combinação de sua probabilidade de ocorrência e impacto;
• Objetivos da Análise Quantitativa:
• Avaliação subjetiva da probabilidade e impacto de cada risco;
• Reduzir a lista de riscos mais críticos com base na sua severidade da sua
probabilidade e impacto;
• Selecionar os riscos que devem ser tratados com plano de resposta;
• Tomar a decisão “GO/NO-GO” para o projeto;
saídas
Atualizações do registro dos riscos
• Lista de prioridades dos riscos.
• Riscos agrupados por categorias.
• Causas de riscos ou áreas do projeto que requerem atenção especial.
• Lista de riscos que requerem resposta a curto prazo.
• Lista de riscos para análise e resposta adicional.
• Listas de observação de riscos de baixa prioridade.
• Tendências nos resultados da análise qualitativa de riscos.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
ANÁLISE QUALITATIVA DOS RISCO
Avaliação Qualitativa dos Riscos
Os riscos são avaliados quanto a sua probabilidade de ocorrência e impacto nos
objetivos do projeto.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
ANÁLISE QUALITATIVA DOS RISCO
Matriz para Classificação de Riscos
Os riscos são classificados em razão da sua probabilidade e impacto, de acordo com
uma matriz pré definida. Severidade = P(%) x I (tempo, $, etc.).

Conseqüências para o Projeto: Objetivos do projeto:


• Perda de produtividade (Dias de trabalho) • Prazo;
• Paralizações (Greves, chuvas, raios, acidentes); • Custo;
• Custos (Retrabalho, mercado, salários, dias parados; • BAD;
• Multas. • Receita.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
ANÁLISE QUALITATIVA DOS RISCO
Identificação e Análise Qualitativa dos Riscos
Os riscos identificados recebem pontuação e classificação quanto a sua severidade.
Os riscos com maior severidade  são selecionados para o plano de respostas. Os
outros   ficam em observação.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
ANÁLISE QUANTITATIVA DOS RISCO

Para que a Análise Quantitativa funcione, é fundamental A Simulação de Monte Carlo calcula,
que o cronograma do projeto esteja tecnicamente bem com base nas estimativas das atividades, a
elaborado, com mínimo de lags, restrições, e probabilidade do projeto terminar na data
relacionamentos SS, FF e SF, sem relacionamentos contratual e qual o desvio padrão em torno
abertos (apenas início e término), e sequenciamentos da data média.
lógicos corretos... Este cálculo nos permite saber, com boa
As atividades do Caminho Crítico e Semi-crítico podemaproximação, qual a contingência (tempo
afetar diretamente o prazo final do projeto. e $) necessária para concluir o projeto no
Qualquer variação na duração destas atividades afetará aprazo e quais atividades devem ser
data final do projeto. melhoradas para reduzir o desvio.

Para estas atividades são obtidas três estimativas:


Normalmente, estas atividades trazem, embutidas
 Otimista – se tudo ocorrer melhor do que o em suas estimativas, além das incertezas da
esperado;
atividade, as variações provocadas por riscos, que
 Mais provável – se tudo ocorrer como esperado
devem ser identificados na análise quantitativa.
(determinística);
 Pessimista – se alguma coisa acontecer pior que o esperado.

Impacto dos riscos e da incerteza na duração da atividade


Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
ANÁLISE QUANTITATIVA DOS RISCO
Análise quantitativa dos riscos
• Análise numérica do efeito dos riscos identificados nos objetivos gerais do projeto.
• Identificação das atividades com maior influência nos objetivos do projeto;
• Identificação dos riscos que afetam as atividades com maior influência nos
objetivos do projeto;
• Priorização dos riscos para análise ou ação adicional subsequente através de
avaliação e combinação de sua probabilidade de ocorrência e impacto;
Saídas
 Análise probabilística do projeto. Estimativas das possíveis datas de término e os
custos com os níveis de confiança associados.
 Probabilidade de atingir os objetivos de custo e tempo.
 Lista priorizada de riscos quantificados. Riscos com maior ameaça ou a maior
oportunidade para o projeto.
 Tendências nos resultados da análise quantitativa de riscos.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Planejar as respostas aos riscos
Desenvolvimento de opções e ações para aumentar as oportunidades e reduzir as
ameaças aos objetivos do projeto.
Insere recursos e atividades no orçamento, no cronograma e no plano de
gerenciamento do projeto, conforme necessário.
Seleciona os riscos pela prioridade:
 Da Analise Qualitativa, tratamos os riscos com maior severidade;
 Da Análise Quantitativa, tratamos as atividades que mais influenciam os
objetivos do projeto.
As respostas planejadas devem atender aos seguintes requisitos:
 Adequadas à relevância do risco,
 Eficácia de custos para atender ao desafio,
 Realistas dentro do contexto do projeto,
 Acordadas por todas as partes envolvidas;
 ter um responsável designado.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO

Planejar as respostas aos riscos


 As estratégias dividem-se em duas categorias:
 Preventivas;
 Recuperação
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Causas de um Risco
Um risco pode ter uma ou mais causas e, se ocorrer, pode ter um ou mais impactos
nos objetivos do projeto (escopo, cronograma, custo, qualidade, lucro).
A causa pode ser um requisito, uma premissa, uma restrição ou uma condição que
crie a possibilidade de ocorrência de resultados negativos ou positivos.
As causas de um risco podem ser de Origem: interna (contratada) – externa
(mercado) – subcontratada – contratante (cliente).
Se a causa do risco tem origem na Contratante, a estratégia deve ser Pleitear.

Mitigar
Melhorar
Transferir (seguro)
Aceitar
Contingenciar
Pleitear
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Declaração de um risco
“Como um resultado de <causa>, pode ocorrer <evento de risco>, o que pode
ocasionar <efeito> sobre o(s) objetivo)s do projeto.”
Plano de Respostas:
Causa Efeito
Evento de
(Fato ou Risco (Resultado
Condição) (Incertezas) Possível)

Mitigação: Contingência:
reduzir a probabilidade reparar ou corrigir
e mitigar o impacto; as consequências;

Evento Causa Ação Mitigatória Efeito Ação Contingência


Gerador Atraso na Equipe complementar na Projeto vai atrasar Plano de ação para
disponível aquisição do Enga.; 15 dias; recuperar prazo.
após data gerador de Diligenciar junto ao cliente Paralização MOI e Avaliar efeitos
prevista energia p/ para agilizar aprovações; MOD causas cliente;
cliente. Documentar em atas, e-mails, Pleitear prazo e
cartas, RDO causas cliente; custos causas
cliente;
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Estratégias para riscos negativos ou ameaças
Eliminar – alteração do plano do projeto para remover totalmente a ameaça ou
alterar o objetivo que esta em perigo.
A estratégia de evitar mais radical e a suspensão total do projeto.
Costuma ser mais efetivo nas fases iniciais do projeto e negociações contratuais.
Alguns riscos que surgem no inicio do projeto
podem ser evitados:
• Entendimento dos requisitos e da tecnologia;
• Análise dos fornecimentos e dos custos;
• Identificando e registrando inconsistências;
• obtendo informações e melhorando a
comunicação;
• adquirindo conhecimentos especializados.
Após a assinatura do contrato, alguns riscos
não podem ser evitados.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Estratégias para riscos negativos ou ameaças
Transferir. exige a mudança de alguns ou todos os impactos negativos de uma
ameaça, juntamente com a responsabilidade da resposta, para um terceiro.
Transferir o risco simplesmente passa a responsabilidade pelo gerenciamento para
outra parte, mas não o elimina.

Formas de transferência:
 Subcontratação;
 Parcerias;
 Seguros-desempenho;
 Seguro de engenharia;
 Seguro de responsabilidade civil;
 Garantias;
 Fianças;
 Pleito, etc.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Estratégias para riscos negativos ou ameaças
Mitigar. Reduzir a probabilidade e/ou do impacto de um evento de risco adverso
para dentro de limites aceitáveis.
Antecipar ou postergar uma atividade pode reduzir a probabilidade e/ou o impacto
de um risco ocorrer no projeto.
Se a redução da probabilidade não for suficiente para trazer o risco aos limites
aceitáveis, a resposta deve desenvolver a mitigação do impacto do risco;
Formas de mitigação da probabilidade:
• Recursos experientes em atividades críticas;
• escolher um fornecedor mais
confiáveis e estável;
• Simplificar processos;
• Fazer mais testes;
Formas de mitigação do impacto:
• Inclusão de redundância;
• Drenagem e cobertura;
• Grades de proteção.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Estratégias para riscos negativos ou ameaças
Aceitar. Raramente e possível eliminar todas as ameaças de um projeto.
Pela análise dos efeitos do risco decide-se não alterar o plano do projeto para lidar
com um risco ou não conseguiu-se identificar outra estratégias de resposta
adequada.

Aceitação Passiva não requer


nenhuma ação exceto documentar a
estratégia, deixando que a equipe do
projeto trate dos riscos quando eles
ocorrerem.
Aceitação Ativa mais comum é
estabelecer uma reserva para
contingencias, incluindo tempo,
dinheiro ou recursos para lidar com
os riscos.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Estratégias para riscos positivos ou oportunidades
Explorar. Garantir que a oportunidade seja concretizada.
Procura eliminar a incerteza associada com um determinado risco positivo,
garantindo que a oportunidade realmente aconteça.
Compartilhar. Alocação integral ou parcial da propriedade da oportunidade a um
terceiro que tenha mais capacidade de capturar a oportunidade para beneficio do
projeto.
Melhorar. Aumentar a probabilidade
e/ou os impactos positivos de uma
oportunidade.
Identificar e maximizar os principais
impulsionadores desses riscos de
impacto positivo pode aumentar a
probabilidade de ocorrência.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Estratégias de respostas de contingência
Algumas respostas são projetadas para serem usadas somente se certos eventos
ocorrerem.
Para alguns riscos, é apropriado que se faça um plano de respostas que só será
executado sob determinadas condições predefinidas, caso acredite-se que haverá
alerta suficiente (gatilhos) para implementar o plano.

Os eventos (gatilhos) que acionam a


resposta de contingencia devem ser
definidos e acompanhados:
• Marcos intermediários perdidos;
• Mudança de prazo de um fornecedor;
• Previsões meteorológicas;
• Assembleia de sindicato;
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PLANO DE RESPOSTAS AOS RISCO
Estratégias e ações específicas para
implementar a respostas escolhidas;
Gatilhos, sintomas e sinais de alerta da
ocorrência dos riscos;
Atividades e custos para implementar as
respostas escolhidas;
Planos de contingência, gatilhos de
execução e Planos alternativos;
Riscos residuais e Riscos secundários;
Estratégia para Pleito;
Requisitos para contratação de seguros;
Reservas para contingências.
Decisões contratuais relacionadas a risco
Atualizações do plano de gerenciamento do projeto:
 Cronograma
 Orçamento;
 Recursos.
Conceitos Básicos de Gerenciamento de Riscos
PROJETO EM UM CONTRATO GLOBAL