You are on page 1of 2

Direito Administrativo II – Profa.

Maria Tereza Fonseca Dias - FDUFMG


Atividade de Avaliação Contínua (2 pontos) – Agentes públicos
Instruções: Responder a questão proposta com base na bibliografia sobre o assunto
(indicar ao final a referência utilizada para resposta), em, no máximo, 2 páginas.
Responder oralmente as questões e postar no moodle no dia 18/06 (Turmas A, C e
D).

Explique em quais hipóteses é possível que o servidor aposentado volte à ativa,


apontando os requisitos para tal.

A Lei 8.112/90, que regula o regime jurídico dos servidores públicos civis da
União, das autarquias e das fundações públicas federais dispõe sobre a reversão, que
segundo seu Art. 25 é o retorno do servidor aposentado à atividade.
Para ocorrer a reversão de aposentadoria, há duas hipóteses, quais sejam,
quando há interesse da Administração ou quando cessar invalidez temporária.
No caso da cessação de invalidez temporária, o servidor será examinado por
junta médica oficial, que o declarará apto para voltar ao trabalho. Nesse caso, o
retorno não depende da existência de vaga no serviço público, pois ele poderá exercer
suas funções como excedente de lotação.
No caso de interesse da Administração, o servidor aposentado só retornará
voluntariamente, sendo necessário que ele próprio faça a solicitação através da
unidade de recursos humanos. O retorno se dará no mesmo cargo, nível, classe e
padrão em que ocorreu a aposentadoria, ou em outro cargo, quando reorganizado ou
transformado. Ao retornar à ativa, ele volta também a gozar de todos os direitos,
garantias e vantagens do cargo, com a peculiaridade de não receber mais os
proventos da aposentadoria.
Mas quando o pedido de reversão ocorrer no interesse da Administração, só
será atendido se preencher três condições: a) a existência de cargo vago; b) a
aposentadoria ter sido voluntária e ocorrida há menos de cinco anos da data da
solicitação de reversão; c) e se tratar de servidor estável quando na atividade.
O servidor poderá optar por retornar à ativa no mesmo órgão em que trabalhava
antes de se aposentar, mas, não existindo vaga no local, pode também optar por ficar
lotado em outro órgão ou entidade em que esteja sendo oferecida vaga.
Destarte, a volta poderia ocorrer por meio da Reversão, cujos requisitos estão
previstos no art. 25 da Lei nº 8.112/90, no caso dos servidores públicos federais:

Art. 25. Reversão é o retorno à atividade de servidor aposentado:


I - por invalidez, quando junta médica oficial declarar insubsistentes
os motivos da aposentadoria; ou
II - no interesse da administração, desde que:
a) tenha solicitado a reversão;
b) a aposentadoria tenha sido voluntária;
c) estável quando na atividade;
d) a aposentadoria tenha ocorrido nos cinco anos anteriores à
solicitação;
e) haja cargo vago.

Assim, atendendo aos critérios descritos nas duas hipóteses aceitas, será
possível o retorno do servidor aposentado à ativa.