You are on page 1of 14

Caderno de Questões

Bimestre Disciplina Turmas Período Data da prova P 43114
3.o Língua Portuguesa 8.o Ano M 15/09/2014
Questões Testes Páginas Professor(es)
III-P 5 11 Lenira / Simone Chris

Verifique cuidadosamente se sua prova atende aos dados acima e, em caso negativo, solicite, imediatamente,
outro exemplar. Não serão aceitas reclamações posteriores.
Aluno(a) Turma N.o

Nota Professor Assinatura do Professor

Instruções:
1. Leia com atenção as questões da prova.
2. A prova deve ser feita a tinta e você deve respeitar os espaços reservados para as respostas.
3. As respostas incompletas, rasuradas ou que apresentem erros de grafia e acentuação serão
descontadas total ou parcialmente.
4. Procure obedecer às normas da língua culta.
5. Na primeira aula do quarto bimestre, traga o caderno de questões e o gabarito que será publicado na
Internet.

Parte I: Exploração de texto e gramática (valor 4,0)
O texto a seguir é de autoria de Mia Couto, escritor de Moçambique, país em que o
português é a língua oficial. Durante a leitura, você notará que algumas palavras têm grafia diferente
da usada no Brasil.
As palavras em negrito fazem parte do vocabulário presente no final do texto.

A menina de futuro torcido

Joseldo Bastante, mecânico da pequena vila, punha nos ouvidos a solução da sua
vida. Viajante que passava, carro que parava, ele aproximava e capturava as conversas. Foi assim
que chegou de ouvir um destino para sua filha mais velha, Filomeninha. Durante toda uma semana,
chegavam da cidade notícias de um jovem que fazia sucesso virando e revirando o corpo, igual uma
cobra. O rapaz tinha sido contratado por um empresário para exibir suas habilidades, confundir o
trás para a frente. Percorria as terras e o povo corria para lhe ver. Assim, o jovem ganhou dinheiro até
encher caixas, malas e panelas. Só devido das dobragens e enrolamentos da espinha e seus anexos.
O contorcionista era citado e recitado pelos camionistas e cada um aumentava uma volta nas
vantagens elásticas do rapaz. Chegaram mesmo a dizer que, numa exibição, ele se amarrou no próprio
corpo como se fosse um cinto. Foi preciso o empresário ajudar a desatar o nó; não fosse isso, ainda
hoje o rapaz estaria cintado.
Joseldo pensou na sua vida, seus doze filhos. Onde encontraria futuro para lhes
distribuir? Doze futuros, onde? E assim tomou a decisão: Filomeninha havia de ser contorcionista,
apresentada e noticiada pelas estradas de muito longe. Ordenou à filha:
– A partir desse momento, vais treinar curvar-te, levar a cabeça até no chão e vice-versa.
A pequena iniciou as ginásticas. Evoluía lentamente para o gosto do pai. Para acelerar
os preparos, Joseldo Bastante trouxe da oficina um daqueles enormes bidões de gasolina. À noite
amarrava a filha ao bidão para que as costas dela ficassem noivas da curva do recipiente. De manhã,
regava-a com água quente quando ela ainda estava a despertar:

Quando você for rica hás de dormir até de colchão. Aqui em casa todos vamos deitar bem. – Estou a falar o seu próprio vestido. O empresário recolhia riquezas em lugar desconhecido. Vai ver que só acordamos na parte da tarde. O acontecimento nunca é indígena. O tempo foi-se enchendo de nadas até que. – Qual frio? Com todo esse calor. filhinha. depois dos morcegos despegarem. como outros queriam. isto já vai aquecer. Perguntou-lhe. Leva seu tempo. Você deve ser contorcionista e não vomitista. Olhou a menina e viu que ela estremecia. Os tempos passaram. Largo e comprido. – Pai. Joseldo escutou de um camionista a chegada do destino: o empresário estava na cidade preparando um espetáculo. Filomeninha amarrotava a olhos vistos. – Nada. O mecânico abandonou o serviço e rapidou para sua casa. No embalo dos carris seguia Joseldo Bastante a entregar sua pequena filha à sorte das estrelas. Chega sempre de fora. mulher. depois. destiladas na angústia de Joseldo Bastante. Parecia um gancho já sem uso. Em vão.P 43114 p2 – Essa água é para os seus ossos ficarem moles. O mundo tem sítios onde para e descansa a sua rotação milenar. Numa terra tão pequena só se passa o que passa. daptáveis. Joseldo sempre esperando que o empresário passasse pela vila. Parecia que queria deitar o corpo pela boca. Na garagem. Disse à mulher: – Veste Filomeninha com seu vestido novo! A mulher estranhou: – Mas essa menina não tem vestido novo. Quando começar entrar fumo. Vai-se embora tão depressa que nem deixa cinza para os habitantes reacenderem aquele fogo. Filomeninha queixou-se do frio. onde está o frio? E procurou o frio como se a temperatura tivesse corpo e lhe tocasse num arrepio dos olhos. ossos desencontrados. os seus ouvidos eram antenas à procura de notícias do contratador. teria perdido esta saída. de verde-amargo até maduro-doce. um trapo deixado. Puseram a menina de pé e meteram-lhe o vestido da mãe. Filomena piorava. Quase não andava. O seu. os olhos farejavam pistas do seu salvador. – Joseldo? – Não me chateia. Horas depois partiam para a cidade. o sangue articulado. Quando a retiravam das cordas. trança lá o cabelo dela. estou a sentir muitas dores cá dentro. – Vai onde arranjar o tal dinheiro? – Não é seu assunto. via-se que as medidas não condiziam. incendeia o tempo e. Nos jornais. Se tivesse procurado a solução. Queixava-se de dores e sofria de tonturas. O pai avisou-lhe que deixasse essas fraquezas: – Se o empresário chegar não pode-lhe encontrar da maneira como assim. filhinha. – Tira o lenço. respondia aos apressados: esperar não é a mesma coisa que ficar à espera. Mulher. Orgulhoso. sacode as almas. Artistas não usam panos na cabeça. Decorreram as semanas. Enquanto isso. cada qual no colchão dele. Começou a sofrer de vómitos. retira-se. a menina estava toda torcida para trás. mulher. – Deixa. . enquanto vou arranjar dinheiro da passagem do comboio. o mecânico satisfez-se de pensamentos: um fruto não se colhe às pressas. – Você não pode querer a riqueza sem os sacrifícios – respondia o pai. No comboio. à fortuna dos imortais. se gostarem. uma tarde. Aquele era um desses lugares. Deixa-me dormir na esteira.

um brilho acendeu-lhe o rosto. envergonhado. Filomena: você tem dentes fortes! Não é isso que diz a sua mãe? E como não tivesse resposta. Despediram-se. sem a olhar: – É verdade. Entraram e foram mandados esperar numa pequena sala. flexível Despegarem: saírem Contratador: empresário Indígena: pertencente ao lugar Sítios: lugares Comboio: trem Carris: vigas de ferro sobre as quais circulam as rodas do trem Fumo: fumaça Descose: descostura Alheio: que não lhe pertencia Ralhava: brigava De súbito: repentinamente .. Umas dessas dentaduras que vocês às vezes têm. Essa menina está doente. de borracha. não quero. senhor empresário.. e desculpou-se de não poder servir: – Sou mecânico. perguntou. abanou o braço da criança. Hão-de dizer que lhe levo até o hospital. torcido e sem peso. Respondeu sem muitos quês. O pai tirou o casaco e colocou-o sobre os ombros de Filomena. O mecânico arrastava a filha. bujão Daptável: adaptável. O empresário ficou sentado na grande cadeira achando graça naquela menina tão magra dentro de vestido alheio. Parafusos mexo com a mão. Nem o vestido largo escondia os estremeções. De súbito.Aluno(a) Turma N. botijão.. Dentes. deram com a casa. Só está cansada da viagem. filha. Foi então que o corpo de Filomeninha tombou. tambor grande para acondicionar produtos fluidos. só mais nada. mais nada. – Filomena. – A única coisa que me interessa agora são esses tipos com dentes de aço. líquidos ou gasosos. Por fim. Entraram no comboio e esperaram a arrancada do regresso. Parecia olhar o movimento da estação mas os seus olhos não passavam além do vidro fosco da janela. O contorcionismo já está visto. no colo de seu pai. Não quero. trocando os passos. O empresário recebeu-os só no fim do dia. – Não vale a pena perder tempo. In Vozes Anoitecidas Vocabulário Camionista: caminhoneiro Bidão: vasilha metálica. – Não me interessa. Filomena arrastava-se. – Agora veja se para de tremer que ainda me descose o casaco todo. não com os dentes. Segurando a mão da filha. tropeçando nela. Filomeninha adormeceu-se na cadeira. Joseldo ralhava com o destino.. – Mas. Seguiram por ruas sem fim. – Já disse. No regresso. capazes de roer madeira e mastigar pregos. enquanto o pai se entretinha com sonhos de riqueza. Mia Couto. – Não provoca? Veja lá a minha filha que chega com a cabeça. O Joseldo sorriu. – Charra. tantas esquinas! E todas são iguais. fica direita.o P 43114 p3 Mas as tremuras da menina aumentavam sempre até serem mais que o balanço do comboio. agora são dentes! A seu lado. aliás. O pai foi acalmando. – Essa menina? Essa menina tem saúde do ferro. não provoca sensação. Chegaram à cidade e começaram a procurar o escritório do empresário.

esse sonho não se realizava. _____ b. Joseldo era um homem curioso. d. (valor: 0. ele aproximava e capturava as conversas. e. b.3) A partir da leitura do texto. Joseldo escutou algo que iria determinar “o futuro de sua filha mais velha” (1º. que a menina percebesse que sem esforço não se consegue atingir os objetivos. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ b. o período que apresente a melhor justificativa para o interesse de Joseldo pelo fato que ouvira. que ficava escutando conversas alheias para delas tirar proveito próprio. deixando-as semelhantes ao formato de um bidão. P 43114 p4 01. que a garota conseguisse curvar suas costas.o parágrafo do texto: Joseldo Bastante. (valor: 0. carro que parava. ______ d. O fato de o pai amarrar. _____ c. a garota a um bidão permite concluir que ele desejava: a. a. descobre-se que a filha de Joseldo foi submetida a um duro treinamento para tentar satisfazer o desejo do pai. desse primeiro parágrafo.4) Apesar de Joseldo haver preparado a filha para ser uma contorcionista. a solução para a vida miserável que levava com a família. A grande preocupação de Joseldo era encontrar. que a garota não fugisse à noite. parágrafo). à noite. Joseldo conversava com seus clientes para descobrir as novidades que ocorriam em outros lugares. _____ d. c. ______ 02.3) Transcreva. a. d. que a filha não lhe desobedecesse e se empenhasse nos treinamentos diários. extraído do 1. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 03.7) Em certa ocasião. encontrar um futuro promissor para a filha. (valor: 0. b. ______ c. e. _____ e. ao ouvir as conversas de seus clientes. c. _____ 04 (valor: 0. a.______ b. punha nos ouvidos a solução da sua vida. a partir das conversas que ouvia. O pai de Filomeninha buscava.3) Assinale a alternativa mais adequada a respeito do trecho transcrito a seguir. Qual o obstáculo inicial encontrado pelo pai para que a habilidade da filha fosse reconhecida? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ . ______ e. (valor: 0. que Filomeninha tivesse uma postura rígida e forte e que fosse capaz de suportar os mais duros treinamentos. mecânico da pequena vila. a. (valor: 0.4) Justifique a escolha feita por você para responder ao item a. que se interessava por todos os assuntos aos quais tinha acesso. Sempre que podia. Viajante que passava. Joseldo era uma pessoa sem escrúpulos.

0) Nos trechos a seguir.o Parágrafo) _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ . F – F – F – F – V d. ossos desencontrados.5) No final da narrativa.o Parágrafo) II. é correto afirmar que os sujeitos de tais verbos têm a mesma classificação? Justifique sua resposta I. F – V – F – V – F e. ( ) II. embora estivesse preocupado com o bem-estar de sua família. (valor 1. o sangue articulado. presente no 14º. um brilho acendeu-lhe o rosto. F – V – V – F – V b. ____ 06.V – F a. ____ d. há verbos em destaque. ____ e.3) Classifique as afirmações a seguir como Falsas (F) ou Verdadeiras (V) e selecione a alternativa que apresenta a sequência correta: I. extraído da parte em que se narra o encontro de Joseldo com o empresário. ____ b.” O que aconteceu com o estado emocional do personagem? Por que isso ocorreu? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 07. Joseldo.”. ( ) IV. Aluno(a) Turma N. revela que o contratador não se preocupou em dar maiores explicações ao pai a respeito de sua decisão sobre Filomeninha. O trecho “Respondeu sem muitos quês. ( ) a. V – V – V – V – F c. A descrição da vila em que viviam Joseldo e sua família.” (6. ( ) III. Considerando-se o contexto. revela que no lugar nada acontecia. A causa de Filomeninha não ter sido contratada pelo empresário foi sua debilidade física. já que estava doente.o P 43114 p5 05. ( ) V. pode ser visto como o principal responsável pela morte da filha. (valor 0. que todas as novidades chegavam de fora e que alteravam apenas momentaneamente a vida da população. “Quando a retiravam das cordas. quando Joseldo e Filomeninha voltavam para casa.” (21. F – V – V . (valor: 0. ____ c. a menina estava toda torcida para trás. o homem encontrava-se inicialmente bastante desanimado. percebe-se que Filomeninha busca no colo do pai o conforto após tantos treinos exaustivos. Ao final da narrativa. parágrafo. “Puseram a menina de pé e meteram-lhe o vestido da mãe. “De súbito.

disse o Fúria. coisa que fez rir a todos.” Gretel e Bruno. de John Boyne (valor :1. “E estes são meus filhos. pp. “E também sei falar francês”. afinal”. a. e desta vez ninguém riu. de modo que o verbo indique estado e atribua uma qualidade ao sujeito. se me permite a pergunta?” “Eu tenho doze. O avô de Bruno concorda com a opinião que a avó manifesta durante a discussão? Justifique sua resposta.5) Considere o fragmento abaixo de O menino do pijama listrado. mas por que você faria uma coisa dessas?”. na verdade. P 43114 p6 08. “Sim. acrescentou ela. todos se remexeram no lugar. 85) 09. e Gretel encarou-o. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ Parte II: Leitura bimestral de O menino do pijama listrado. que achava bastante óbvio qual era qual e que isso não era motivo para piadas. a. não a você. O menino do pijama listrado. Na segunda oração. por isso o predicado classifica-se como ___________ b. o que não era exatamente verdade. enquanto Gretel e Bruno davam um passo adiante. Ele fazia contorcionismo. Revele quais foram as consequências dessa discussão entre a avó de Bruno e Ralf. o rapaz realiza uma ação.” “E qual é qual?”. Bruno deleitou-se quando o gesto deu errado e ela quase caiu. “Que crianças encantadoras”. “E quantos anos eles têm. olhando desdenhosamente para o irmão. O rapaz enchia malas de dinheiro. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ Considere o fragmento seguinte para responder à questão 10. embora tivesse aprendido algumas frases na escola. Ralf. 108. ignorando completamente as crianças. “Ficar bonitos nos uniformes alinhados. . Eu me envergonho. perguntou o Fúria. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ b. Mas culpo a mim mesma. reformule a segunda oração. que fez uma cortesia cuidadosa e ensaiada.5) Leia o seguinte trecho reelaborado a partir do texto. (valor: 0.” (p. disse o pai. percebe-se a irritação da avó de Bruno com o pai do menino. disse a mulher loira. Fantasiando-se para fazer as coisas terríveis que vocês fazem. em sinal de desconforto. para responder à questão 09. Fúria”. disse a avó. Sem alterar o sentido. exceto Bruno. disse Gretel. mas ele só tem nove”.4) No fragmento. (valor: 0. 109. ”É só isso que interessa a vocês soldados. Faça apenas as alterações necessárias e classifique o predicado da oração reelaborada. sem saber se deveria responder ou não. O Fúria estendeu a mão e cumprimentou o menino e Gretel.

Explique por que a pergunta que o Fúria faz a Gretel no último parágrafo do fragmento gera constrangimento entre as personagens.5) Releia o 14. embora fosse médico. ( ) Bruno raspou a cabeça e vestiu o pijama listrado em solidariedade ao amigo Shmuel. presente no primeiro período. o judeu que trabalhava na cozinha da casa do pai de Bruno. A expressão “um desses lugares”. ( ) Bruno considerou-se mais infeliz que Shmuel porque este tinha muitos amigos com quem brincar e ele não tinha ninguém. Considere o seguinte trecho: “O mundo tem sítios onde para e descansa a sua rotação milenar. milenar. O trecho descreve o lugar onde vivia Joseldo e a família como calmo e muito antigo. refere-se ao termo “mundo”. .” Assinale a alternativa que melhor explica o trecho transcrito. b.5) Leia com atenção as seguintes afirmações e assinale (V) verdadeiro ou (F) falso. Aquele era um desses lugares. c.o parágrafo do texto A menina de futuro torcido para responder aos testes 01 e 02. (valor: 0. ( ) Bruno não contou para ninguém que tinha um amigo chamado Shmuel. (valor: 0. Aluno(a) Turma N. d. Parte III: Testes (valor 1. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ b.6) No fragmento. Lugares como sítios são ideais para se descansar da correria do cotidiano. O trecho destaca a necessidade que todos temos de parar e descansar de vez em quando. a. ocorre uma cena constrangedora. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 11. O trecho destaca a monotonia do lugar onde vivia Joseldo e sua família. não tinha autorização para exercer a profissão no campo de concentração. ( ) Bruno e Shmuel nasceram no mesmo dia.o P 43114 p7 10. ( ) Pavel. uma vez que Bruno era mais velho. não ajudou o menino quando este se machucou porque. após um primeiro momento de descontração. Explique por que todos riem com a primeira pergunta do Fúria. mas em anos diferentes. e. a.

Apenas as afirmações I e II estão corretas. Em “Acho que você precisa arrumar essa sua antena”. II. Apenas a afirmação II está incorreta. d. a. II. e. O termo “agora” exerce a função sintática de adjunto adverbial de tempo. I. sendo a primeira com sujeito simples e as outras duas com sujeito oculto. c. c. Todas as orações apresentam sujeito oculto. Todas as orações apresentam predicado nominal. As locuções verbais “precisa arrumar” e “vou usar” apresentam a mesma predicação verbal. Apenas a afirmação IV está incorreta. os termos “me” e “notícia” exercem mesma função sintática de objeto direto. assinale a alternativa incorreta. Todas as afirmações estão corretas. Apenas as afirmações III e IV estão corretas. Considere as seguintes afirmações que analisam sintaticamente o trecho destacado. Há três períodos e quatro orações. c. O primeiro período apresenta três orações. sendo o primeiro um período com duas orações e o segundo. As orações “Sou importante” e “virei um ícone cultural” apresentam o mesmo tipo de sujeito e de predicado. Apenas a afirmação I e III estão corretas. d. IV. o termo destacado exerce função sintática de objeto direto assim como o termo “me” presente no terceiro quadrinho. com uma única oração. Uma oração apresenta verbo intransitivo. b. d. Leia a tira de Calvin para responder aos testes 03 e 04 Calvin em O ataque dos perturbados monstros de neve mutantes e assassinos. a. O trecho apresenta dois períodos. No terceiro quadrinho. P 43114 p8 02. pag. As afirmações II e IV estão incorretas. IV. Assinale a alternativa correta. 04. Assinale a alternativa correta. III. e. . O segundo período apresenta uma oração com sujeito oculto e predicado nominal. Considerando o segundo quadrinho. b. Considere as seguintes afirmações: I. As três orações do primeiro período apresentam predicado verbal.Todas as afirmações estão incorretas. a. Apenas a afirmação III está incorreta.43 03. Apenas as afirmações II e III estão corretas. III. e. b.

” III... Considere as seguintes orações transcritas do texto "A menina de futuro torcido". todas as orações . II e III b. III e IV e.o P 43114 p9 05. “(. Os substantivos destacados exercem a mesma função sintática em a. “Durante toda uma semana. “Mas as tremuras da menina aumentavam sempre.)” IV. Aluno(a) Turma N.. seus doze filhos. I e IV d. Joseldo pensou na sua vida.. I. II.) punha nos ouvidos a solução da sua vida. I e III c. chegavam da cidade notícias de um jovem(.

.

o Português . _____ b.7) a. ____ d.0) 01. ______ c. (valor 0. Folha de Resposta Bimestre Disciplina Data da prova P 43114 3. (valor: 0.4) _____________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 05. ______ e.Gramática 15/09/2014 p 10 Aluno(a) Turma N. ______ d. (valor 1.______ b.3) ____________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ b. ____ b. _____ c.4) ____________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 03.3) a.5) _____________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 07. _____ d. (valor: 0. (valor: 0. (valor: 0.o Nota Professor Assinatura do Professor Parte I: Exploração de texto e gramática (valor 4.0) _____________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 08.3) a. _____ e. ____ c. ______ 02. ____ e. ___________ b. ______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ . (valor: 0. _____ 04 (valor: 0. (valor: 0.5) a. (valor: 0.3) a. ____ 06.

c. de John Boyne (valor 1. ______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ b.: 1. (valor: 0.6) a. P 43114 p 11 Parte II: Leitura bimestral de O menino do pijama listrado. ______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 11. não tinha autorização para exercer a profissão no campo de concentração. o judeu que trabalhava na cozinha da casa do pai de Bruno. ______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 10.4) a. não ajudou o menino quando este se machucou porque. (valor: 0. b. Assinalar com X. a resposta que julgar correta. Parte III: Testes (valor 1. uma vez que Bruno era mais velho. 2.5) ( ) Pavel. Rasura = Anulação. (valor: 0. ______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ b. ( ) Bruno raspou a cabeça e vestiu o pijama listrado em solidariedade ao amigo Shmuel. ( ) Bruno e Shmuel nasceram no mesmo dia. a tinta. .5) 09. ( ) Bruno considerou-se mais infeliz que Shmuel porque este tinha muitos amigos com quem brincar e ele não tinha ninguém. mas em anos diferentes. 01 02 03 04 05 a.5) Quadro de Respostas Obs. ( ) Bruno não contou para ninguém que tinha um amigo chamado Shmuel. embora fosse médico. e. d.

06. 08.6) a. 03. como forma de resolver os problemas econômicos de sua família. (valor: 0. Parte II: Leitura bimestral de O menino do pijama listrado. Em I. ele não.0) Os sujeitos dos verbos em destaque não têm a mesma classificação. (valor: 0.4) O fato de o empresário não aparecer no local onde Joseldo vivia com a filha foi o primeiro obstáculo encontrado pelo homem para transformar a filha em contorcionista reconhecida.3) “Assim. malas e panelas. 02. 10.3) Alternativa e. A expressão “ficarem noivas do bidão”. (valor: 1.3) Alternativa a. ocorre sujeito indeterminado. há um sujeito oculto. b.7) a. (valor: 0. (valor: 0. . 04. Em II. A afirmação I é incorreta.3) Alternativa d. revela que o objetivo do pai era fazer com que as costas da menina conseguissem ficar curvas como um bidão. pois imaginou que a filha poderia fazer sucesso por causa de seus dentes fortes/roendo madeira e mastigando pregos. As pessoas riem. Ele era contorcionista. já que é. por isso o predicado classifica-se como verbal. pois a pergunta “qual é qual?” constitui uma piada do Fúria. a garota caiu morta no colo do pai. (valor: 0. já que Filomeninha foi recusada pelo empresário pelo fato de o contorcionismo não ser mais sucesso. 05. ouvir que o rapaz enriquecera como contorcionista foi o que fez o homem se interessar por sua história. Na segunda oração. O predicado classifica-se como nominal. (valor: 0. o jovem ganhou dinheiro até encher caixas. O avô de Bruno não concorda com a opinião de sua mulher: ela é contra o procedimento nazista. A expressão “punha nos ouvidos a solução da sua vida” revela que o personagem ficava atento ao que ouvia de seus clientes. ao final da narrativa. de John Boyne (valor: 1.o Ano Português Lenira/Simone Chris 15/09/2014 Parte I: Exploração de texto e gramática (valor: 4. Depois da discussão. (valor: 0.4) a.5) a.5) 09. b. pois o contexto permite determinar que foram os pais quem fizeram a ação de pôr a menina em pé. A afirmação V é incorreta.0) 01. uma vez que não se pode identificar pelo contexto quem retirava a menina das cordas. (valor: 0.4) Como Joseldo buscava uma maneira de resolver os problemas econômicos da família. o rapaz realiza uma ação. relativa às costas da filha. P 43114G 8. fácil distingui-lo de Gretel. (valor: 0. (valor: 0.” b. (valor: 0. Ralf e sua mãe deixam de se relacionar e Bruno não pode mais ver sua avó.5) Josealdo repentinamente ficou animado. 07. como Bruno observa. pois.

não ajudou o menino quando este se machucou porque. as três orações possuem verbos significativos. pois era médico. em II e III. Apenas a afirmação IV está incorreta porque apenas o termo “me” exerce função sintática de objeto direto da forma verbal “conhece”. refere-se ao termo “sítios”. portanto têm predicado verbal. mas fez isso escondido porque não tinha autorização para exercer a medicina. 2 . de modo que. Os demais predicados são nominais. 05. Pavel. (valor: 0. (V) Bruno considerou-se mais infeliz que Shmuel porque este tinha muitos amigos com quem brincar e ele não tinha ninguém. mas Bruno não raspou a cabeça em solidariedade ao amigo. o sujeito é simples “aquele” e o predicado da única oração classifica-se como nominal. pois o verbo “estar” classifica-se como intransitivo quanto à predicação e se liga ao adjunto adverbial de lugar “na televisão”. o termo “vida” é núcleo do objeto indireto. (F) Bruno raspou a cabeça e vestiu o pijama listrado em solidariedade ao amigo Shmuel. Portanto. o judeu que trabalhava na casa do pai de Bruno. quando Gretel revela a preocupação com outra língua que não a alemã. ajudou o garoto. Bruno e Shmuel nasceram no mesmo dia e ano. Alternativa a. exercem função de núcleo do sujeito. Em I. em linguagem figurada. mas em anos diferentes. a expressão “um desses lugares”. O trecho destaca a monotonia do lugar onde vive Joseldo e descreve-o. e sim porque estava com piolhos. os termos “tremuras” e “notícias”. com sua pergunta. portanto exerce função de predicativo do sujeito. O trecho apresenta dois períodos. 11. No segundo período. uma vez que Bruno era mais velho. 03. o Fúria estar recriminando Gretel: a ideologia nazista valoriza muito o nacionalismo. embora fosse médico. Parte III: Testes (valor: 1. (F) Bruno e Shmuel nasceram no mesmo dia. 02. No segundo quadrinho. O constrangimento decorre do fato de. o judeu que trabalhava na cozinha da casa do pai de Bruno. não tinha autorização para exercer a profissão no campo de concentração. o Fúria se ofende. já o termo “notícia” caracteriza o sujeito oculto “eu”. Alternativa d. Alternativa e. No primeiro período. Alternativa b. sendo o primeiro com três orações e o segundo com uma só oração. b. (V) Bruno não contou para ninguém que tinha um amigo chamado Shmuel.5) 01. Comentário: quando Bruno caiu do balanço e se machucou. pois apresentam o mesmo verbo de ligação “ser”. há três períodos e quatro orações. Alternativa c. como um sítio (lugar) onde o mundo (o planeta) pararia para descansar de seu movimento constante. sendo que o primeiro possui duas orações. Já o sujeito da primeira oração classifica-se como simples “o mundo” e o sujeito das outras duas orações é oculto “o mundo”. O predicado da primeira oração é verbal. e em IV. Todas as orações apresentam sujeito oculto “eu”. o termo destacado “ouvidos” exerce função sintática de núcleo do adjunto adverbial de lugar.5) (F) Pavel. pois tem um verbo de ligação. 04.