You are on page 1of 4

Escola Sede-Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades

Psicologia B 12º Ano

André Filipe Coelho


12ºB nº7

1- Como é constituído o neurónio?


O neurónio é constituído pelo corpo celular, por dendrites e pelo axónio.

2- Regista duas funções das células gliais?


As células gliais facultam nutrientes para alimentar, isolar e proteger os neurónios e
influenciam de forma decisiva a comunicação cerebral, o funcionamento das sinapses e
outras funções que afectam o funcionamento do sistema nervoso.

3- Distingue diferentes tipos de neurónios.


Os três tipos de neurónios são: os neurónios aferentes ou sensoriais, os neurónios
eferentes ou motores ou os neurónios de conexão ou interneurónios.

4- Como se processa a comunicação nervosa?


A comunicação nervosa processa-se segundo este processo:
1. As dendrites captam o estímulo, os sinais que podem ter origem nos neurónios
vizinhos;
2. Os sinais são integrados;
3. Gera-se um impulso nervoso;
4. O impulso nervoso é transmitido ao axónio e conduzido às ramificações axónicas;
5. As ramificações dos axónios aproximam-se das dendrites do neurónio vizinho
transmitindo o sinal através da sinapse.

5- Descreva a sinapse.
A sinapse é uma junção funcional em que ocorre a transmissão de informação entre
neurónios ou células.
6- Regista a principal diferença entre o sistema nervoso central e o sistema nervoso
periférico.
O sistema nervoso central processa e coordena as informações e o sistema nervoso
periférico conduz a informação da periferia para os centros nervosos e as respostas destes
para a periferia.

7- Indica as funções da espinal medula.


A espinal medula é responsável pelas funções de coordenação e de condução.
Ao desempenhar a função de coordenação, este é o responsável pela actividade reflexa.
Ao exercer a função de condução, este transmite ao cérebro mensagens desenvolvidas
pelo resto do corpo e vice-versa.
8- Quais são as principais funções dos dois hemisférios cerebrais?
As principais funções do hemisfério direito são controlar a formação de imagens, as
relações espaciais, a percepção das formas, das cores das tonalidades afectivas e o
pensamento concreto. O hemisfério esquerdo já é responsável pelo pensamento lógico,
pela linguagem verbal, pelo discurso, pelo cálculo e pela memória.

9- Explica em que consiste o funcionamento sistémico dos hemisférios cerebrais.


O cérebro está dividido em 2 hemisférios cerebrais ligados pelo corpo caloso. Ele
especializa-se em diversas funções. Trabalha sobre uma lateralização hemisférica.
Sendo os dois hemisférios responsáveis por vários comportamentos humanos, estes
funcionam sobre um funcionamento integrado que possibilita, através do corpo caloso,
uma ligação entre os 2 hemisférios e posteriormente um comportamento complexo que
necessita da utilização de várias capacidades dos diferentes hemisférios.

10- Quais são os lobos em que o cérebro está dividido?


São os lobos occipitais, os lobos temporais, os lobos parietais e os lobos frontais.

11- Apresenta as principais funções de três áreas cerebrais.


Os lobos parietais recebem as informações que têm origem na pele e nos músculos,
coordena e integra as informações sensoriais recebidas na área somatossensorial
primária. Os lobos occipitais recebem as mensagens visuais, coordenam os dados
recebidos na área visual primária permitindo reconhecer os objectos e é responsável pelo
reconhecimento da escrita. Os lobos temporais recebem os sons elementares, identificam
a reconhecem os sons recebidos na área auditiva primária, e atribuem significado ao
discurso oral, permitindo a compreensão da linguagem falada.
12- Quais são as funções das áreas pré-frontais, responsáveis pelos comportamentos
especificamente humanos?
As áreas pré-frontais estão relacionadas com a memória, que nos permite recordar o
passado, planear o futuro, resolver problemas antecipar acontecimentos, reflectir, tomar
decisões, criar o próprio mundo. Esta área também é responsável pela organização do
pensamento reflexivo e da imaginação. As áreas pré-frontais também estabelecem uma
relação com as emoções.

13- Explica em que consiste a função de suplência do cérebro.


A função de suplência consiste na recuperação por uma área vizinha do cérebro, de uma
função perdida.

14- Justifica a afirmação: “O cérebro caracteriza-se pela sua unidade funcional”.


O cérebro funciona como um todo numa rede funcional. É necessário várias áreas
cerebrais para por exemplo a linguagem, a aprendizagem ou a memória.

15- Mostra que o cérebro está num processo de auto-organização permanente.


A corticalização é o processo de construção do cérebro. Ao nascer o bebé já tem todas as
áreas corticais formadas, mas após isto assiste-se a uma produção impressionante de
ramificações graças às quais as células desenvolvem contactos com as outras células.
Também durante a sua vida este é influenciado pelo meio.

16- “Os circuitos sinápticos mudam ao longo da vida.” Explica este processo.
Ao logo da vida de um individuo os circuitos sinápticos são alvo de uma selecção das
redes neuronais. Neste processo anulam-se as conexões que não são necessárias e se
retêm as eficazes.

17- Explica por que razão a lentificação do desenvolvimento cerebral é decisiva no


desenvolvimento das capacidades especificamente humanas.
É a lentificação que permite ao cérebro uma maior aprendizagem, pois possibilita a
influência do meio.

18- Relaciona a diversidade dos cérebros com o processo de individuação.


O cérebro é um resultado de vários processos de individualização. Os genes conduzem a
diferentes desenvolvimentos do cérebro, mas também as experiencias intra-uterinas e pós-
natais, que decorrem ao longo da sua vida. Assim o motor da individualização é a
plasticidade do cérebro, a capacidade para se modificar ao longo da vida por efeito de
experiências vividas pelo sujeito.

19- Mostre a relação que existe entre a capacidade de aprendizagem e a plasticidade do


cérebro humano.
A plasticidade cerebral é a capacidade do cérebro em se remodelar e função das
experiências do sujeito, em reformular as suas conexões em função das necessidades e
dos factores do meio ambiente. As redes neuronais modificam-se em função das
experiencias vividas. Esta plasticidade é provocada por processos de aprendizagem ao
longo de toda a vida.