You are on page 1of 3

A Sincronia perfeita

O tempo definitivamente não era um amigo de Kia enquanto ela corria na
chuva se afastando de Migi, atrasada para sua aula de música. Por um momento
ela riu pensando que poderia usar o chão molhado e escorregar, como se
estivesse patinando, para que pudesse chegar mais rápido à aula.

Uma grande preocupação preenchia sua mente a respeito da bronca que levaria
chegando na escola, graças às suas anotações molhadas. Não. Não era isso que a
preocupava. Era como estaria Marco naquele momento. Ela parou por um
segundo em meio a chuva e olhou ao redor. As gotas caiam em seu rosto se
misturando às lágrimas que começavam a sair de seus olhos por causa de uma
grande confusão que aquele garoto havia provocado em sua cabeça. Sacudiu a
cabeça com raiva de si mesma e retomou a corrida a passos largos em direção à
escola de música.

Chegando lá, quem a recebeu foi sua tia e dona da escola, Yuuki Ume, que era
uma das poucas pessoas que a tratava com certo carinho dentro da família. Sua
cara foi de espanto ao ver a sobrinha cansada e molhada daquele jeito.
Rapidamente pegou uma toalha que tinha em seu escritório e enxugou a garota
o máximo que pôde.

Se dirigiram á sala dos instrumentos de sopro. Era dia da aula de trombone.
Não era o instrumento que ela mais gostava de tocar, mas ainda sim era obrigada
por seus pais, então não havia escapatória. Yuuki era uma exímia multi-
instrumentista, por isso dava as aulas de todos os instrumentos que Kia tinha de
aprender. A porta da sala foi fechada e, assim, a aula teve seu início. Por mais
que Kia reproduzisse todas as notas com perfeição, seu fôlego era um tanto curto,
e por causa disso tinham que fazer pausas muito seguidamente.

Assim foram as próximas duas horas: Longas pausas e curtas melodias. Pausas
ainda mais longas graças a dispersão de Kia. Yuuki percebeu isso durante todo o
tempo de aula, ignorando levar muito em conta par que o rendimento não
piorasse mais ainda, mas Kia havia chegado em um ponto em que não prestava
atenção em mais nada. Decidiu que era hora de fazer algo a respeito.

- Kia, você está bem? – Yuuki perguntou de forma amigável, para que a
sobrinha se sentisse confortável. – Tenho percebido ao longo de nossa aula que
você não tem prestado muita atenção.

- De fato tia, eu...

-DE FATO O CARAMBA, MENINA, FALA DIREITO!
Kia recuou um pouco na cadeira, e então reformulou a frase.

- É que eu estou meio preocupada com uns problemas que estão acontecendo,
sabe...
Se ajeitando na cadeira e refazendo sua postura de professora, Yuuki faz uma
cara pensativa, franzindo a testa e apoiando seu queixo em sua mão. De repente,
seu rosto mudou completamente, ficando oculto por sombras, e sendo possível
ver apenas sua boca, que havia se transformado em um sorriso maligno, quase
tão obscuro quanto uma noite sem luar. Ela se aproximou do rosto de Kia
ajeitando seus óculos com os dedos indicador e médio, e então perguntou:

- É um garoto...?

O rosto de Kia ficou extremamente vermelho, tão vermelho que em RGB* o
código seria #FF0000. Ela pôs as mãos no rosto e começou a balançar a cabeça
freneticamente, como se quisesse tirar alguma coisa de sua cabeça. Ficou evidente
para Yuuki e ficaria visível para qualquer um que entrasse naquela sala.

Muito desespero, os ânimos na sala de sopro se acalmaram, trazendo o silêncio
á tona. Elas se encaravam de forma que nenhuma delas sabia oque dizer. O
isolamento acústico não permitia que qualquer som entrasse ou saísse, fazendo
com que elas tivessem uma vontade enorme de quebrar o gelo. Até que Ki
finalmente se manifestou:

-Titanic.

Sim, essa piada foi horrível. Voltando.

Yuuki então disse que preferia que Kia fosse para casa, para que pudesse
descansar e recompor suas energias. Ela abriu a porta e a menina saiu da sala,
sorrindo. Antes de sair, se serviu de um pouco de chá que ficava ao lado da porta.
Pediu à sua tia que lhe emprestasse um guarda-chuva, para que não se ensopasse
novamente. Ela pegou o guarda-chuva e saiu pela porta da frente.

Quando Kia saiu do prédio e logo viu que a chuva não caía mais do céu, mas o
clima permanecia nublado, prometendo mais chuva no fim do dia. Olhou para o
guarda-chuva, depois para o prédio, sorriu e seguiu andando. Manteve a calma
e não se apressou, pois havia sido liberada mais cedo da aula de música, e caso
chegasse em casa muito cedo, seus pais lhe dariam um belo de um sermão.

Enquanto caminhava, sentiu uma forte sede que lhe deu vontade de beber um
refrigerante gelado. No caminho para a estação de metrô, havia um hospital com
uma máquina de vendas, onde poderia comprar sua bebida. Ela verificou se tinha
algum dinheiro na carteira e continuou andando. Kia adorava ver o chão
molhado por causa do reflexo e porque o asfalto ficava um tanto quanto
reluzente, fazendo-a pensar que estava pisando em uma estrada brilhante. Era
algo que a motivava muito.

Quando chegou em frente ao hospital, procurou pela máquina de vendas como
um cão farejador procurando pela sua caça. Localizou a máquina ao lado da porta
de entrada. Ela correu parecendo desesperada, tirou de sua carteira um pouco de
dinheiro, depositou na máquina e pegou um refrigerante de uva que adorava.

*RGB: Abreviatura de um sistema de cores baseado nas cores Vermelho(R), Verde(G) e Azul(G).
Ela se preparou para abrir o refrigerante, até que interrompeu oque estava
fazendo e viu que alguém saia do hospital com curativos por todo o rosto. Era
Marco. Ele caminhava devagar, com o olhar baixo, se mostrando extremamente
triste. Kia olhou para ele e para a máquina, comprou mais um refrigerante e foi
em direção ao garoto. Se aproximou devagar, o cutucou nas costas, e quando ele
olhou para ela, a menina sorriu, estendendo o refrigerante como um convite.

Eles se sentaram em um banco logo á frente do hospital, fazendo com que ele a
explicasse oque estava acontecendo e porque ele estava daquele jeito. Ele baixou
a cabeça e abriu o refrigerante. Seus olhos se encheram de lágrimas e seu
semblante mudou para raiva. Ele olhou para ela e então começou a falar.

*RGB: Abreviatura de um sistema de cores baseado nas cores Vermelho(R), Verde(G) e Azul(G).

Related Interests