You are on page 1of 4

Editorial 6º Torneio Internacional Atletismo Master

“Cidade Coimbra/SABESG”
CAMPEÕES TODOS OS DIAS MAS QUE GRANDE TORNEIO!
Coimbra foi, no passado dia 14 de Julho, a capital 187 atletas veteranos - 6 recordes nacionais
do Atletismo Veterano. Naquele que se tornou o Torneio Decorreu no Estádio Cidade de
mais participado de sempre, foram cerca de 200 atletas Coimbra, o 6º Torneio Internacional
em competição e 374 participações em prova. As muitas de Atletismo Master “Cidade Coim-
Carlos Gonçalves
mensagens e textos recebidos, após o evento, provam bra/SABSEG”, que pelo número de
que continuamos no bom caminho e a prestigiar o Atletismo Master. presenças (187), em representa-
A própria ANAV que, mais uma vez não se fez representar, en- ção de 48 clubes e participações
viou uma saudação que, entre outros considerandos, refere “Enaltece- em provas (354), tornou esta edi-
mos o Cluve por esta iniciativa, que procura anualmente ter um evento ção a mais participada de sempre.
onde todos os atletas veteranos de todas as especialidades possam O Torneio que teve como Padrinho Péricles Pinto, atleta inter-
competir, contribuindo assim para manter o Atletismo Veterano de boa nacional ímpar, exemplar e de uma humildade do tamanho do Mundo, viu
saúde e bem vivo. Sendo o Cluve um clube de referência, queremos serem batidos 6 recordes nacionais por António Peixeiro (SC Portugal
agradecer ainda, na pessoa do seu Presidente, Sr. Carlos Gonçalves, - M80) nos 100 e 200 metros, Francisco Vicente (Ponterrolense - M85)
pela dinamização e crescimento do atletismo veterano, pelos contribu- nos 200 e 400 metros, Susana Estriga (SC Abrantes - F40) e Conceição
tos e participação activa na melhoria desta nossa ANAV. Reconhecemos Moura (CluVe - F60) nos 200 metros.
ainda, o Cluve como um vetor de desenvolvimento no panorama actual, e Susana Estriga (SC Abrantes/F40) com 919 pontos (100 mts
um pilar importante do futuro do atletismo Master.” - 12,96) e António Oliveira (CPT Sobral Ceira/M50) com 942 pontos
Que estas palavras do presidente da ANAV se venham a reflec- (1500 mts . 4.26,55) foram os Melhores Atletas do Torneio/2017, suce-
tir no trabalho diário e no ajustar de posições para a defesa intransigen- dendo a Céu Cunha (CluVe) e Miguel Nascimento (Escola do Movimento).
te do Atletismo Master nacional. É isso que o CluVe irá continuar a fazer, O Torneio começou com duas provas de 50 metros para atle-
como aliás, sempre fez. tas da Escola de Atletismo Helena Carvalho, com idades entre os 5 e 7
O CluVe teve uma época muito positiva. Mais uma vez, todos anos, e de Pais & Mães.
aqueles e aquelas que integram esta “grande família” podem estar or- Durante toda a tarde, num ambiente descontraído e de conví-
gulhosos do trabalho desenvolvido quer, nas pistas, na estrada ou nos vio, os atletas tentaram melhorar as suas marcas pessoais, sob o olhar
locais de discussão/organização do nosso Atletismo. atento dos diversos convidados presentes, entre eles, Carlos Cidade
Como alguém disse um dia, “Somos campeões todos os dias”. (Vice-Presidente da CMC), Francisco Andrade (Presidente da Junta de
Aproveitamos para desejar a todos, de férias ou não, que Freguesia Stº António Olivais), David Soares (Presidente da ADAC) e
aproveitem este período para descansar (os atletas que vão a Málaga Adriano Cunha /Ligthhouse), com quem o CluVe assinou um protocolo de
deverão, naturalmente, continuar com os seus treinos) e que regressem apoio para a próxima edição deste evento.
em Setembro com força para fazer a próxima época ainda melhor do que No Jantar Convívio, na pre-
esta. sença de cerca de 100 atle-
CluVe & Lighthouse Portugal tas, Carlos Gonçalves (Presi-
dente do CluVe), manifestou,
O CluVe assinou, no final do 6º Torneio Internacional, um pro- em nome da Direcção,, a sa-
tocolo de apoio para o Torneio de 2019 que passará a ter a designa- tisfação pelo número de pre-
ção de 7º Torneio Internacional senças no Torneio e afirmou que “este evento podia
de Atletismo Master “Cidade chamar-se Torneio Nacional de Amigos”. Agradeceu
Coimbra/Ligthhouse Portugal. às diversas entidades o apoio dado, bem como aos
Assim, esta empresa passará cerca de 30 voluntários e juízes da ADAC. A Homena-
a ser o principal patrocinador do gem a Péricles Pinto foi o ponto alto da noite, Apro-
nosso Torneio. Carlos Gonçalves, veitando-se, ainda,  para se homenager dos amigos
Presidente do CluVe e Adriano Gon- do Cluve, Moura Távora e Afonso Macedo. Finalizou
çalves da Cunha, Sócio Gerente da com um convite aos presentes para que estejam no
Lighthouse “selam” o acordo. 7º Torneio Internacional, a realizar em 2019.
Em breve divulgaremos mais novidades.
Telescópio Museu do Desporto de Portugal
Já passaram vários anos e décadas e o CluVe man- O Museu Nacional de Desporto de Portugal fica lo-
tém-se a crescer. Também outros clubes renovaram as calizado na Praça dos Restauradores, em Lisboa, tendo
actividades, outros já não investem e outros felizmente sido inaugurado em 12 de julho de 2012, ano em que
mantêm-se bem activos e crescentes. Portugal comemorou 100 anos da participação nos Jogos
Rui Costa Um dos aspectos mais valorizados é o acompanha- Jorge Carvalho Olímpicos. Este espaço resulta do convite público dirigido
mento dos familiares dos mais jovens e principalmente o às federações desportivas para darem a conhecer o património que os
aumento dos atletas femininos. atletas e as diversas modalidades deixaram. No Museu há um espaço
Embora tendo condições para aumentar o número de atletas, para exposições temporárias ligadas à temática do Desporto e um ser-
fica-nos a saudade de clubes de atletismo, que por motivos vários e jus- viço educativo de âmbito transversal.
tificados, mantêm a actividade desportiva, mas de acordo com os seus O Museu alberga também a Biblioteca Nacional de Desporto
objectivos e opções. que conta com cerca de 60.000 itens registados, sendo de salientar,
É óbvio também que as características da prática do atletismo, pela sua relevância histórica, o livro “De Arte Gymnastica” de H. Mercu-
nem sempre usufruem das condições necessárias, como sejam os re- rialis, considerado o primeiro livro de desporto editado em todo o Mundo
cintos cobertos, especialmente para disciplinas mais exigentes e treinos (séc. XVI). É de visita obrigatória a sala Prof. Moniz Pereira (falecido
que são importantes e para o qual é necessário material específico. em 31.07.2016) que recria o seu gabinete de trabalho com abundante
Se ficarem dúvidas que do que estas simples palavras tradu- documentação e material que o Professor recolheu e produziu sobre
zem, recordamos, por exemplo, o União de Coimbra, o Clube de Santa Atletismo, a par com uma exposição biográfica.
Clara, o ACM ... Segundo o Doutor Pedro Manuel Cardoso (Antropólogo, Inves-

Casos de Arbitragem tigador e autor do Projecto do Museu Nacional de Desporto, em 2008),


“o MND é um MUSEU INTERATIVO, LÚDICO, EDUCATIVO E INOVADOR.
INTERATIVO, porque se quis que fosse um espaço para expe-
REGRA 143 - EQUIPAMENTO
rimentar e fazer. Um lugar para interagir com as imagens e construir
Vestuário
experiências.
1. Em todas as provas, os atletas têm de usar equi-
LÚDICO, porque se quis que fosse um espaço de entretenimen-
pamento limpo, sendo dum modelo e vestido de tal forma
to para todas as idades, onde se desse a conhecer o desporto através
Helena Carvalho que não levante objeções. Os atletas em todas as Com-
de um jogo permanente de descoberta e interação.
petições previstas na Regra 1.1 a), b), c), f) e g) e quan-
EDUCATIVO, porque se quis que fosse um lugar de aprendiza-
do representam as suas Federações de
gem e de formação. Onde fosse possível aprender e conhecer tudo o que
acordo com a Regra 1.1 d) e h), deverão
tem relação com o desporto: como foi o passado, como é no presente
envergar o equipamento oficial aprovado
e como será o futuro. Porque se quis que fosse um lugar para conhecer
pela respetiva Federação Nacional. A ceri-
os atletas, os clubes, os eventos e os resultados do desporto: nacionais
mónia protocolar de entrega de prémios e
e internacionais, olímpicos e mundiais, do passado e do presente. Onde
qualquer volta de honra são consideradas
os visitantes pudessem aprender a conhecer o seu corpo e as suas
parte da competição para este efeito.
capacidades físicas, e a poder compará-las com as dos atletas. Onde os
visitantes pudessem obter o bilhete de identidade da sua condição física,
e pudessem aprender os segredos para uma vida saudável.
INOVADOR, porque se quis que fosse um projeto construído
para o visitante ser capaz de responder, por si próprio, à pergunta
Julho sempre inconclusiva “o que é o Desporto?”. E não apenas um sítio de
objetos estáticos e peças imóveis. Porque familiariza os visitantes a as
2 Maria Helena Oliveira 11 Ana Maria Marques
famílias com as novas tecnologias de informação e comunicação. E cons-
3 José Moura e Távora 12 Valdemar Espírito Santo
titui uma plataforma do contacto em rede, para uma aprendizagem ao
4 Fernando Santos Paula Sofia Pessoa longo da vida.
9 Luís das Neves 13 Paulo Miraldo O Museu Nacional do Desporto foi projetado para ser um lu-
Ofélia Pires 15 Alberto Ferreira gar de Homenagem e de Encontro, de todos os que fizeram e fazem o
Bruno Bernardes 16 Vera Lucia mendes desporto. E dos que vierem. Um Projeto que de acordo com uma “visão
15 João Travessa Ana Vieira Pedrosa de Serviço Público do Desporto” ontribua para a igualdade de oportu-
23 José da Glória Saores 18 Leoonor Roxo
nidades no acesso à informação e ao conhecimento (cientifico, técnico,
social e cultural) sobre a realidade desportiva. Um Projeto que quali-
30 Gabriel Pires 19 Vitor Manuel Pereira
fique e prestigie: os praticantes e os atletas; os dirigentes, técnicos e
Maria Piedade Fernandes 20 Nuno Filipe Vicente
profissionais do desporto; as profissões ligadas ao desporto; o estatuto
31 Mário Rui Ferreira 21 Nuno Miguel Cruz
social e cultural da realidade desportiva e o seu Património. Um Museu
Agosto
24 Octávio Vicente que contribua para enraizar os hábitos da prática desportiva junto dos
Hugo Coelho cidadãos. Um Museu para requalificar a Cidade, para promover o diálogo
4 Isabel Maria Teles 30 Lurdes Conceição Duarte intercultural, para se tornar um polo do desenvolvimento científico, para
5 Fernanda Santos Silva atrair as pessoas, e o Turismo.Um Museu … para prestigiar o Desporto
8 Paula Almeida Mota e Portugal.” O Museu encerra ao domingo e 2ª feira.
10 José Soares Carvalho (Texto elaborado e adaptado a partir do site Forum Olímpico de Portugal e da Wikipédia)
O 6º Torneio Internacional de Atletismo Master “Cidade Coimbra/SABSEG” em imagens

Os Melhores Atletas/2018
Dois atletas internacionais e muito prestigiados no Atletismo
Nacional foram os Melhores Atletas do 6º Torneio. Parabéns!
Susana Estriga (SC Abrantes/
F40) com 919 pontos (100 me-
tros - 12,96).
António Oliveira (CPT Sobral
ceira/M50) com 942 pontos
(1500 metros - 4.26,55).

Estes dois atletas sucedem a Céu


Cunha (CluVe) e Miguel Nascimen-
to (Escola do Movimento).
CluVe em grande no Nacional Calendário de actividades
38 títulos nacionais 12/Ago V Benfeita Trail Benfeita ACN
Benfeita
4 a 16/ Campeonato Mundo Atletismo Master Málaga WMA
Set (Espanha)
9/Set 4º Eco Meia Maratona Coimbra Coimbra 4 Estaçõe
16/Set XII Meia Maratona do Porto Porto Run Porto
30/Set Coimbra Trail Running - Trail Longo Coimbra Coimbra
42 Km Trail R.

10 atletas do CluVe no
Decorreu no Estádio Universitário de Lisboa, a 30 de Junho e
1 de Julho, o Campeonato Nacional de Atletismo Master - Pista Ar Livre, Campeonato do Mundo - Málaga
com  a presença de 441 atletas, em representação de 96 clubes. São 10 os atletas do CluVe que vão integrar a comitiva na-
O CluVe, que partiu com a sua maior comitiva de sempre, viu cional (128 atletas, a maior de sempre) ao Campeonato do Mundo de
seis dos seus atletas impedidos de competir por lesão ou motivos profis- Atletismo Master, em Málaga (Espanha) de 4 a 16 de Setembro próximo.
sionais, e conseguiu excelentes marcas. São eles: Céu Cunha (F55), Corinne Damas /F35), Teresa Mendes (F50),
No feminino tornou-se Vice Campeão Nacional (1º UAP 380 António Pêgo (M50), Carlos Ribeiro (M50), João Travessa (M65), José
pontos / 2º CluVe 330 pontos / 3º Escola do Movimento 187), conquis- Abade (M70), Mário Carapinheiro (M50), Pedro Gerardo (M55) e Vitor
tando 22 títulos individuais e 1 estafeta. Obteve ainda 9 segundos Gomes (M55).
lugares e 1 estafeta  e 6 terceiros.
No sector masculino que se classificou em 3º lugar do pódium
por equipas (1º CF Belenenses 458 pontos / 2º Escola do Movimento
316 / 3º CluVe 280), obteve 15 títulos nacionais individuais, 9
segundos e 3 estafetas e 7 terceiros lugares.
Com uma postura competitiva que privilegia, principalmente a
amizade, camaradagem e respeito por todos os/as atletas presentes, os
nossos atletas continuam a dignificar o ADN do CluVe, fundado em 1990,
Coimbra e o Atletismo veterano.
Sr. Eduardo Martinho
homenageado em Nice
Decorreu em Nice (França), a 24 de Junho,
mais uma etapa da famosa prova internacional
IRONMAN, em que esteve presente o nosso as-
sociado e atleta António Martinho. Em triatlo, a
prova foi feita em 13:08,14 com os seguintes
parciais (Natação - 01:05,34 - 191º Geral / Helena Carvalho estará, igualmente, presente na sua qualida-
Bicicleta - 07:02,19 - 1567ª Geral e Corrida - de de Secretária da EMA e como Juíz Internacional.
04:47,10 - Geral - 1671º). O CluVe irá disponibilizar no seu facebook a prestação dos
De realçar que o nosso atleta realiza esta seus atletas. No entanto, iremos encontrar algumas dificuldades, tais
provas pelo clube “Oriental de Lisboa”, sendo como, a exemplo do que aconteceu no Europeu de Madrid, possível di-
que, desta vez, decidiu fazer a competição de Corrida com a camisola do ficuldade de acesso a um ponto de net e ao facto do campeonato se
CluVe em homenagem a seu falecido Pai, Sr. Eduardo Martinho, antigo disputar, em simultâneo, em cinco estádios.
associado, dirigente e atleta do CluVe.

Época 2018/2019 - Renovações e transferências


Aproxima-se mais uma nova época desportiva. A Direcção do CluVe apela a todos os seus atletas que peçam a
renovação da sua inscrição como atleta do CluVe o mais rápido possível, para cluve.vet@gmail.com, evitando assim o
aperto habitual com a inscrição na Plataforma Lince da FPA.

Aos atletas que pretendam fazer a sua transferência para o CluVe, solicitamos nos indiquem essa mesma preten-
são para o nosso mail cluve.vet@gmail.com ou para 912 529 152.
FICHA TÉCNICA
Propriedade: CluVe
Director: Carlos Gonçalves
Corpo Editorial: Rui Costa, Jorge Carvalho e Luis Neves. Apoio: Jorge Loureiro
Composição: ANGOCAR Tiragem: CopyKnómica