You are on page 1of 3

Notícia: Profissão de Arqueólogo agora é regulamentada por Lei - IPHAN about:reader?url=http://portal.iphan.gov.br/cna/noticias/detalhes/4615/pro...

portal.iphan.gov.br

3-4 minutes

publicada em 19 de abril de 2018, às 10h42

Foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, dia 19


de abril, a Lei 13.653 de 2018 que regulamenta a profissão de
arqueólogo. Reconhecendo a importância da aprovação desta Lei e
sua relevância para a preservação do patrimônio arqueológico
brasileiro, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
(Iphan) colaborou ativamente para a aprovação deste projeto,
participando, junto aos profissionais e associações científicas, da
interlocução com os parlamentares, bem como no envio de notas
técnicas favoráveis ao dispositivo para as Comissões avaliadoras
do Congresso Nacional.

1 of 3 7/27/2018, 1:12 PM
Notícia: Profissão de Arqueólogo agora é regulamentada por Lei - IPHAN about:reader?url=http://portal.iphan.gov.br/cna/noticias/detalhes/4615/pro...

Com a regulamentação, ficam estabelecidos os critérios para o


exercício da profissão, que contribuirá para as ações de gestão do
patrimônio arqueológico, especialmente na avaliação e
posicionamento técnico do Iphan nos projetos de pesquisa
arqueológica.

As atribuições dos arqueólogos

Segundo a Lei 13.653/18, estão entre as atribuições do arqueólogo


o planejamento, a direção e a supervisão da pesquisa
arqueológica; a identificação dos sítios arqueológicos, sua
escavação e a interpretação e informação científicas de interesse
arqueológico, dentre outras.

Ilha do Campeche, sítio arqueológico e paisagístico em


Florianópolis (SC)Patrimônio Arqueológico
O Brasil possui mais de 26 mil sítios arqueológicos cadastrados. O
país reconhece a importância desses bens como representantes
dos grupos humanos responsáveis pela formação da identidade
cultural da sociedade brasileira.

A proteção dos bens de natureza arqueológica está presente,


desde a criação do Iphan, no texto do Decreto-Lei nº 25, de 1937, e
são reconhecidos como parte integrante do Patrimônio Cultural
Brasileiro pela Constituição Federal de 1988, em seu artigo 216.
Além disto, a Lei 3.924 de 1961, que dispõem sobre os
monumentos arqueológicos e pré-históricos, considera crime contra
o Patrimônio Nacional qualquer ato que implique na destruição ou
mutilação, para qualquer fim, destes bens culturais, sendo proibido,
inclusive, em todo o território nacional, o seu aproveitamento
econômico.

Mais informações para a imprensa

2 of 3 7/27/2018, 1:12 PM
Notícia: Profissão de Arqueólogo agora é regulamentada por Lei - IPHAN about:reader?url=http://portal.iphan.gov.br/cna/noticias/detalhes/4615/pro...

Assessoria de Comunicação Iphan


comunicacao@iphan.gov.br
Fernanda Pereira – fernanda.pereira@iphan.gov.br
Íris Lúcia Costa Santos – iris.santos@iphan.gov.br
(61) 2024-5511- 2024-5513 - 2024-5531
(61) 99381-7543
www.iphan.gov.br
www.facebook.com/IphanGovBr | www.twitter.com/IphanGovBr
www.youtube.com/IphanGovBr

3 of 3 7/27/2018, 1:12 PM