You are on page 1of 16

Revista

Edição nº 36 - janeiro a abril/2016

Coaching
Provocando desafios,
descobertas e
tomada de decisões.
- Conceitos gerais.
- Técnicas para aplicação
na Nutrição.

Eleições Gestão 2016/2019


Dias 04 e 05 de maio
Processo será pela Internet
Editorial

Índice Ética profissional


A Nutrição é uma ciência em mercado e uma sociedade ávida
crescimento, não só no Brasil como por informações que confiram
em todo o mundo. Atualmente, a credibilidade à capacidade técnica
Eleições CRN-2 preocupação com a qualidade de vida do nutricionista. Este, é claro, vê
torna-se cada vez maior, e o crescente nestas oportunidades, possibilidades
Nutricionistas elegem Gestão interesse da sociedade por temas de divulgação de seu trabalho. E as
2016/2019 4/5 relacionados à Alimentação e Nutrição mídias sociais, tão em moda e de fácil
tem apresentado reflexos em um acesso, favorecem a propagação de
mercado de trabalho em expansão. informações.
As áreas que concentram o maior O nutricionista tem todo o direito
contingente de nutricionistas é de estar presente na mídia, de exercer
Especial a alimentação coletiva (Unidade o papel de educador e de profissional
de Alimentação e Nutrição -UAN, da saúde. E é até uma demanda da
Coaching: Conceitos gerais 6/8 restaurantes) e nutrição clínica (spas, sociedade.
hospitais, clínicas e consultórios). Porém, precisa estar atento aos
Também há profissionais atuando preceitos do seu Código de Ética
no ensino (docência), saúde coletiva, (Resolução CFN nº. 334, de 2004)
Coaching aplicado à Nutrição 9 /11 a l i m e n t a ç ã o e s c o l a r, n u t r i ç ã o quanto ao assunto. A legislação
esportiva, exército, marinha, veda, entre outros itens, a utilização
penitenciárias, indústria de alimentos de publicidade para autopromoção.
entre outras. Ta m b é m n ã o p o d e m a n i f e s t a r
O mercado de trabalho é emergente preferência de marcas de produtos
e a demanda por profissionais ou nomes de empresas ligadas às
CRN-2 em ação especializados também é crescente. atividades de alimentação e nutrição
A preparação é, portanto, essencial em qualquer tipo de mídia.
Dia do Nutricionista / Semana da neste mundo do trabalho. Dentro O nutricionista não deve, portanto,
Alimentação 12 deste item, esta edição da Revista perder o foco da sua função:
aborda o coaching, uma competência contribuir para a saúde do indivíduo
que pode ser adaptada ao cotidiano ou da coletividade.
Evento debaterá ética, saúde e de atuação do nutricionista, visando Na incerteza de como proceder em
mídia / Destaque na atuação do mudanças de comportamento do sua rotina profissional frente a uma
nutricionista 13 paciente e otimização dos resultados destas questões, e outras
de uma consulta. que possam surgir, o
Concurso Fotográfico TND / Nas últimas décadas, o nutricionista nutricionista não deve
vem conquistando reconhecimento deixar de procurar o
Orgulho de ser nutricionista 14
como um profissional da área da Conselho Regional de
saúde, no qual se pode confiar Nutricionistas. O CRN-2
questões relativas à alimentação está sempre pronto e
e à Nutrição. Ele detém profundo disponível para dirimir
conhecimento dos nutrientes e suas dúvidas e orientar o
Comissões do CRN-2 combinações, sabe como promover exercício profissional.
o melhor aproveitamento destes
pelo organismo, além de ajustar as Luciana Meneghetti
Selo de Qualidade do CRN-2 15
quantidades e combinações ideais dos CRN-2 2140
alimentos individualmente. Presidente
Temos aí um profissional ampliando Gestão 2013/2016

Expediente
Revista Digital nº 36 - janeiro a abril 2016 - Gestão 2013/2016
Diretoria: Presidente: Luciana Meneghetti
Vice-presidente: Carmem Kieling Franco
Tesoureira: Rosana Maria Carolo
Secretária: Rosângela Parmigiani
Conselheiros efetivos Conselheiros suplentes Conselho Editorial: Ana Lice Bernardi,
Katia Rospide e Rosângela Lengler.
Ana Lice Bernardi CRN-2 0114 Cynthia Munhoz Leal CRN-2 0524
Bianca Inês Etges CRN-2 2713 Jornalista responsável: Janice Benck, RT 7376
Gabriela Herrmann Cibeira CRN-2 5945
Carmem Kieling Franco CRN-2 2358 Katia Ronise Rospide CRN-2 1512 Estagiária: Camila Salton
Ivete Barbisan CRN-2 0090 Márcia Keller Alves CRN-2 5476 Fotos: Assessoria de Comunicação do CRN-2
Ivete Regina Ciconet Dornelles CRN-2 0019 e arquivo pessoal dos entrevistados
Luciana Meneghetti Gehrke CRN-2 2140 Imagens: FreePik - http://br.freepik.com/
Rosana Maria Carolo CRN-2 1993
Rosângela Lengler CRN-2 1696 Sede: Av. Taquara, 586/503, Porto Alegre, RS CEP 90460-210
Rosângela Parmigiani CRN-2 1514 Fone: (51) 3330-9324 |E-mail: crn2@crn2.org.br |
Delegacia de Santa Maria: Alameda Montevidéo, 322 / sala 404 - Santa Maria - RS |
CEP 97050-030 | Fone: (55) 3025.5500 | delegacia.sm@crn2.org.br
www.crn2.org.br

22
Falando em Nutrição
Conbran discute inovações na Nutrição
“Conhecimentos e estratégias em Alimentação e Nutrição: ainda, os simpósios nas áreas de Nutrição em Pediatria,
multiplicando experiências e definindo caminhos sustentá- Terapia Nutricional, Fitoterapia e Nutrição em Estética.
veis” é o tema do XXIV Congresso Brasileiro de Nutrição (Con-
bran). Realizado em Porto Alegre, de 26 a 29 de outubro, na Conbran recebe duas mil inscrições de
FIERGS, o encontro é promovido em parceria entre a Associa- trabalhos
ção Brasileira de Nutrição (Asbran) e sua filiada no Rio Grande Mais de dois mil trabalhos foram inscritos no Conbran.
do Sul, a Associação Gaúcha de Nutrição (Agan). O resultado do julgamento sairá no dia 20 de junho. Na
oportunidade será informado ao autor ou autores a forma
Pesquisas recentes serão destaques de apresentação, se oral ou pôster. Além da exposição, o
O Congresso também reúne grandes eventos paralelos trabalho poderá ser premiado. Serão selecionados os sete
como o IV Simpósio Ibero-americano de Nutrição Esporti- melhores que receberão menção honrosa. Entre este gru-
va, o III Simpósio Ibero-americano de Nutrição em Produ- po, três receberão prêmios em dinheiro.
ção de Refeições e o III Simpósio Ibero-americano de Nutri- O Conbran está oferecendo programa de benefícios para
ção Clínica. No campo da Nutrição Clínica, os congressistas os nutricionistas que se inscreverem no evento como: des-
terão a oportunidade de discutir pesquisas recentes e de se locamento de vários pontos de Porto Alegre até o local do
apropriar de informações importantes como, por exemplo, Congresso; descontos especias para sócios (atualização e
o efeito dos nutrientes na prevenção e tratamento das do- adesão) da Asbran e filiadas; entre outros.
enças do cérebro, entre elas Alzheimer. Em Saúde Coletiva, Informações: www.conbran.com.br
novas análises diante da bioforticação de alimentos e de-
bate sobre os conflitos de interesse na área de alimentação
e nutrição.
A prática profissional estará inserida em momentos que
serão abordados o desenvolvimento de carreira e o coa-
ching. A introdução da Tecnologia de Alimentos também
é uma novidade desta edição do Conbran. Será, lançado,

Rotulagem Leguminosas contribuem para


de produtos uma alimentação saudável
alergênicos As leguminosas não só contribuem
para uma alimentação saudável, mas
também são uma fonte de renda para
As empresas de itens alimentícios milhões de agricultores familiares.
do país têm até julho de 2016 para As leguminosas são uma das poucas
incluir nos rótulos informações claras plantas capazes de fixar o nitrogênio
sobre a presença de ingredientes aler- atmosférico e convertê-lo em amônia,
gênicos nos produtos. O prazo consta enriquecendo os solos, diferente da
na norma (RDC 26/2015) da Agência As Nações Unidas declararam 2016
como o Ano Internacional das Le- maioria das outras plantas que apenas
Nacional de Vigilância Sanitária (An- absorvem o nitrogênio do solo e não o
visa), publicada no ano passado. O guminosas em reconhecimento ao
papel fundamental que elas têm na reincorporam.
objetivo é evitar problemas com pro- Acesse o site do Ano Internacional
dutos que podem causar alergias. segurança alimentar e nutricional, na
adaptação as mudanças climáticas, na das Leguminosas:
A Anvisa publicou, em janeiro deste www.fao.org/pulses-2016/es
ano, o documento “Perguntas e Res- saúde humana e nos solos.
Fonte: FAO
postas sobre Rotulagem de Alimentos
Alergênicos” que visa fornecer orien- Um alimento completo
tações sobre a nova resolução. As leguminosas são essenciais para
Veja: http://portal.anvisa.gov.br/wps/ uma alimentação saudável. Mesmo
wcm/connect/ebf99e804b7a7680a- pequenas, estão repletas de proteí-
847e82c3efbfd41/Perguntas+e+Respo nas, contendo o dobro do que tem no
stas+sobre+Rotulagem+de+Alerg%C milho e três vezes mais que no arroz.
3%AAnicos.pdf?MOD=AJPERES Quando são consumidas junto com
cereais formam uma proteína comple-
ta, que é mais barata que a proteína
de origem animal – e, portanto, mais
acessível às famílias com baixos recur-
sos econômicos.
Feijão, lentilha, grão-de-bico e fei-
jão azuki são alguns dos exemplos
de leguminosas. O famoso arroz com
feijão brasileiro é um dos pratos des-
critos pela FAO como exemplos de ali-
mentação nutritiva.

3
Eleições 2016
Eleições CRN-2

Nutricionistas elegem, em
Gestão 2016/2019

DIAS 4 E 5 DE MAIO

maio, Gestão 2016/2019


Renovação do
plenário do CRN-2
A eleição para renovação do
plenário do CRN-2 para o triênio Eleições: fique atento!
2016/2019 ocorrerá nos dias 04
e 05 de maio de 2016, conforme Quando: das 8 horas do dia 04 de maio (quarta-feira)
rege a Resolução CFN 564/2015. às 18 horas do dia 05 de maio (quinta-feira)
O plenário é composto por 18 Como: Via Internet, pelo site www.eleicaonet.com.br/crn2.
conselheiros, nove efetivos e nove Para os profissionais que, por algum motivo, não tiverem aces-
so à Internet, o CRN-2 disponibilizará, em sua sede e delegacia,
suplentes. A atuação desses con-
mesas eleitorais com computador para votação, nos dias 04
selheiros é uma contribuição vo-
e 05 de maio de 2016, em horário comercial das 8h às 18h.
luntária, não implicando qualquer
Endereços:
vínculo empregatício. O processo Sede: Av. Taquara, nº 586, sala 502 Porto Alegre/RS
de votação será via Internet, pos- Delegacia Regional: Alameda Montevideo, 322, sala 404,
sibilitando ao nutricionista exer- Santa Maria/RS.
cer o direito de voto em sua resi- Quem vota: nutricionistas inscritos no CRN-2, com inscrição
dência, escritório ou de qualquer definitiva ou provisória deferida e em dia com a tesouraria do
local do Brasil ou do exterior, com CRN-2, até 28 de abril de 2016.
maior rapidez e praticidade.

Senha definitiva
Cadastro de senha definitiva deverá ser realizado,
preferencialmente, antes da data das eleições
A Comissão Eleitoral expediu, 1º passo: acessar a página da (endereço eletrônico pode ser
no mês de março, correspon- Internet: www.eleicaonet.com. confirmado ou atualizado);
dência com as instruções para br/crn2 6º passo: criar nova senha,
votação e senha provisória. Ao 2º passo: clicar para CADAS- contendo oito caracteres (con-
receber correspondência com TRAR NOVA SENHA tendo pelo menos duas letras e
senha provisória, o nutricionista 3º passo: digitar o número de dois números), e clicar em CON-
deverá trocar por uma senha de- inscrição do CRN-2 com a letra FIRMAR.
finitiva, pessoal e intransferível. D (Definitivo) ou P (Provisório) Após o cadastramento da se-
O cadastro da senha definitiva 4º passo: digitar a sua senha nha definitiva, o nutricionista
deverá ser realizado, preferen- provisória e clicar em CONFIR- estará habilitado para votar nos
cialmente, antes da data das MAR; dias 04 e 05 de maio de 2016,
eleições, conforme os seguintes 5º passo: confirmar as infor- nos horários informados.
passos: mações perguntadas na tela Veja na contracapa as
orientações para votar.

Perdi ou não recebi minha senha


Como obter nova senha
Os nutricionistas que não receberam a correspondência contendo a senha, deverão seguir
os procedimentos abaixo:
1. Acessar o site: www.eleicaonet.com.br/crn2
2. Clicar em CADASTRAR NOVA SENHA
COMO OBTER 3. Digitar sua inscrição no CRN-2 com a letra D (Definitivo) ou P (Provisório) e depois,
NOVA SENHA
abaixo de “Perdi ou não recebi minha senha”, clicar em uma das opções:
- RECEBER POR E-MAIL NOVA SENHA PROVISÓRIA ou
- CONFIRMAR MEUS DADOS PESSOAIS
Qualquer uma das opções liberará uma senha. É indispensável que o e-mail e os dados
pessoais solicitados estejam atualizados no CRN-2. Verifique e, se necessário, contate com
o CRN-2 pelo e-mail eleicoes2016@crn2.org.br ou telefones (51) 3330.9324 (Sede) e (55)
3025.5500 (Delegacia), para atualização.

4
A votação é uma obrigação Justificativa
legal do nutricionista!
Os nutricionistas que deixa-
Para votar nas eleições do raria do CRN-2 até a anuidade rem de votar deverão apresen-
CRN-2, nos dias 04 e 05 de de 2015. Caso possua parce- tar justificativa no prazo de,
maio de 2016, o nutricionista lamento de seus débitos em no máximo, 30 (trinta) dias
deve atender os seguintes cri- andamento, ou venha a optar após a data final da votação,
térios até 28/04/2016: por essa modalidade de ne- sob pena de multa eleitoral de
• Ser nutricionista registra- gociação, as parcelas deverão 20% do valor da anuidade vi-
do com inscrição definitiva ou estar quitadas até as datas de gente, conforme prevê Resolu-
provisória ativa. seus respectivos vencimentos, ção CFN nº 564/2015.
• Estar em dia com a tesou- impreterivelmente.

Comprovante Apuração
Após votar, o nutricionista cesso. A Comissão Eleitoral su- Após recebidos os resulta-
deverá aguardar a visualiza- gere que esse documento seja dos da apuração, a Comissão
ção do comprovante com o impresso. Eleitoral Regional emitirá, em
número de inscrição, nome do O comprovante será, tam- até 3 (três) dias úteis, um bo-
profissional e número do do- bém, encaminhado automati- letim final de apuração e de-
cumento, além de uma mensa- camente para o e-mail do elei- clarará eleita a chapa que tiver
gem atestando que o sistema tor e poderá ser reimpresso em obtido a maioria simples dos
de eleição foi acessado e que até 30 dias após a votação. votos válidos. (Resolução CFN
o voto foi registrado com su- 564/2015, artigo 94)

Nominata das chapas


A Comissão Eleitoral divulga, abaixo, o registro
definitivo de chapas que concorrem à eleição do CHAPA 1
CRN-2, gestão 2016 / 2019, conforme 3° Edital pu-
blicado no Diário Oficial da União (DOU), no dia CHAPA 2
10 de março de 2016. O edital com a nominata
também está divulgado no portal e no Facebook
do CRN-2.

CHAPA 1 CHAPA 2
Candidatos efetivos: Candidatos efetivos:
Maria Beatriz Pelin Moser – 0701 Bianca Inês Etges - 2713
Elba Teresinha Souza Funck - 0153 Cláudia Balhesteiro Marchese - 2498
Fernanda Rauber - 8196 Cynthia Munhoz dos Anjos Leal - 0524
Glaube Raquel Conceição Riegel - 4266 Denise Entrudo Pinto - 10043
Jacira Conceição dos Santos - 0091 Ivete Barbisan - 0090
Juliana Garcia Orengo - 4806 Joelso dos Santos Peralta - 6561
Luciana Martins Titze Hessel - 1735 Luciana Meneghetti Gehrke - 2140
Rejane Cerqueira Barbosa da Fontoura - 1941 Mara Regina Garcez Ramires - 2207
Vanicia Molin - 6228 Rosana Maria Gomes Carolo - 1993
Candidatos Suplentes: Candidatos Suplentes:
Angelita Laipelt Matias - 2821 Anelise Sartori Seron - 6949
Camila Bigliardi Gienessini - 7375 Dionara Simoni Hermes Volkweis - 6671
Chirle de Oliveira Raphaelli - 6500 Leila Ghizzoni - 9810
Gabriela Zanatta Port - 7578 Luciane Busato do Amaral - 1524
Helena Gorziza - 0787 Marcela Isabel Silveira - 9531
Kely Szymanski - 8997 Melissa Côrtes da Rosa - 6250
Maria Alice Vieira Lantmann - 1482 Rafael Longhi Sampaio de Barros - 6342
Marise dos Santos Aguiar - 2718 Rodrigo Cauduro Oliveira Macedo - 9832
Paulo César da Silva - 4809 Rosemary Villanova Alves - 1835

5
Especial

Coaching: buscando a

É um processo que visa aumentar o desempenho


Coaching: de um indivíduo, grupo ou empresa, aumentando
-
os resultados positivos, através de metodologias,
ferramentas e técnicas específicas.

Coach:
é o profissional que
conduz a metodologia.

é o indivíduo que passa pelo


Coachee:
processo de coaching; é o cliente.

A
tingir o melhor resultado no tratamento as motivações do paciente, distinguir as aprendi-
nutricional de um paciente é uma meta zagens, são competências que precisam ser agre-
contínua a ser trabalhada por um nutri- gadas ao cotidiano deste profissional da saúde. O
cionista. A diversidade de informações disponíveis coaching pode ajudar no sentido de saber como
em sites, blogs, Facebook e outros canais, em vez impulsionar as pessoas para renovar os comporta-
de esclarecer, pode confundir as pessoas. Leigos mentos. Adaptado à Nutrição, o coaching traba-
divulgam diário alimentar, dietas, dicas sem fun- lha visando propiciar mudanças de pensamento e
damento científico, dificultando a atuação do nu- comportamento do paciente, otimizando os resul-
tricionista. Portanto, saber lidar, escutar, gerenciar tados de uma consulta.

Intenção é provocar Foto: Arquivo Pessoal

Inicialmente é importante concei- para que ele reflita e descubra alter-


tuar coaching para que não ocor- nativas em situações que ele apenas
ram equívocos com técnicas como constatava antigas soluções, ou seja,
mentoring, terapia, consultoria, deve encontrar sozinho as respostas.
entre outras (quadro na página 8). O coach Jackes Heck complemen-
Segundo a Sociedade Latino Ameri- ta que é um processo que empodera
cana de Coaching (SLAC), o processo as pessoas para que alcancem suas
de coaching é essencialmente uma metas. “Auxilia para que elas conhe-
conversa, um diálogo que envolve çam ou reconheçam os seus talentos
o coach e o coachee, num contexto para realizar seus sonhos. Para tanto,
produtivo e orientado a resultados. usa técnicas e perguntas, provocan-
Nessa interlocução, a partir de téc- do novos pensamentos, desafios e
nicas e metodologias, o coach for- descobertas. E com isso, eleva os ní-
mula questionamentos relevantes, veis dos seus resultados pessoais, das
visando desenvolver competências, suas equipes e até de uma empresa”
encorajar e apoiar o coachee para destaca Jackes. Ele lembra que o co-
que enxergue as situações por novos ach jamais poderá sugerir, induzir,
ângulos e, por meio de definições de orientar, solucionar, julgar ou qual-
metas, chegue a alcançar objetivos quer outra ação que venha a obstruir Jackes Heck: “O coach jamais poderá sugerir,
reais. A intenção é provocar o cliente o autoconhecimento do coachee. orientar, ou solucionar um problema.”

6
meta desejada
Autoconhecimento de coaching, melhorando o
desempenho e desenvolvendo
suas competências pessoais.

O
que se espera em um processo de coaching é São muitos os públicos inte-
que o cliente vá do estado atual para o estado ressados neste processo, en-
desejado. Quem procura coaching, esclarece o tre estes, pessoas que necessi-
coach Jackes Heck, espera atingir uma meta, com prazo tam desenvolver habilidades,
e resultado, por meio de descobertas, vencendo crenças competências, ser mais orga-
e superando desafios. “O coach é um provocador e um nizadas, fazer planejamentos,
cobrador, pois toda sessão, obrigatoriamente, termina atingir metas profissionais,
com um Plano de Ação (PA). Ele é amigo da meta do ter qualidade de vida, novas
coachee, não amigo do coachee” enfatiza. oportunidades; mas que não
Conforme a SLAC, o processo de coaching acontece conseguem atingir estes obje-
em, aproximadamente, dez sessões individuais (presen- tivos sozinhos.
ciais, via teleconferência ou, em último caso, skype), Para esta diversidade de público, existem muitos ti-
de uma hora e meia cada, com um intervalo de, no pos de coaching, entre estes o coaching de vida, exe-
mínimo, uma semana entre uma e outra. Esta meto- cutivo, de carreira, organizacional e o team coaching.
dologia, diferente de outras (como a terapia que pode Cada um deles é desenvolvido para alcançar objetivos
durar anos), trabalha com definição de início, meio e específicos, desde orientar carreiras profissionais, obter
fim. Isto porque o cliente não irá aprender nada novo, crescimento pessoal, ou de equipes ou para ter mais
ele detém o conhecimento, apenas não está conseguin- qualidade de vida (indicação de alguns tipos no quadro
do aplicá-lo. Para isso poderá usufruir das ferramentas abaixo).

Tipos de Coaching
Coaching auxilia o coachee em todos os aspectos de sua vida: família,
de Vida: saúde, comunidade, emprego, estudos, lazer, viagens, etc.
O foco é a descoberta.

auxilia o coachee para melhores propósitos profissionais,


Coaching de potencializando forças, amenizando/eliminando fraquezas,
Carreira: controlando as ameaças e clarificando as oportunidades, além
de promover o desenvolvimento de competências
comportamentais pertinentes.
O foco é a descoberta e o resultado.

Coaching contratado por uma empresa, visa aprimorar o desempenho de


Executivo: colaboradores e/ou lideranças por meio do desenvolvimento
de competências predefinidas.
O foco é exclusivamente o resultado.

Fonte: Jackes Heck

Origem está nos antigos condutores de coches


A palavra coaching existe desde a conduz seu passageiro para o local ou esqui. O método considerava
idade média, quando era utilizada desejado. Em 1950, o termo “coach” que o oponente real do esportista
para descrever o condutor que foi utilizado pela primeira vez não era outro competidor, mas suas
guiava o coche, nome dado às para fazer referência à habilidade próprias limitações e fraquezas.
carruagens. Os cocheiros eram os de gerenciamento de pessoas. O sucesso da técnica despertou o
profissionais que conduziam os Foi aí que surgiram as primeiras interesse de alguns executivos que
passageiros até o destino desejado. técnicas de coaching, valorizando praticavam tênis, que notaram
Por volta de 1850, o termo passou a as competências individuais e como a técnica também poderia
ser atribuído a professores e mestres relacionando-as a um processo de ser aplicada no mundo corporativo.
de universidades com o significado evolução contínua. Neste mesmo O coaching foi se adaptando a
de tutor, a pessoa responsável período, o coach surgiu no esporte vários modelos, sendo utilizado,
por auxiliar os estudantes na como uma técnica específica (Inner atualmente, para o desenvolvimento
preparação de testes e exames. Na Game ou Jogo Interior), utilizada pessoal e profissional.
essência, o termo ainda tinha o por treinadores para motivar Fonte: Instituto Brasileiro
mesmo significado: de pessoa que profissionais de esportes, como tênis de Coaching (IBC)

7
Especial

Coach precisa ter formação


O
coach não precisa ser especialista no problema do cliente,
precisa ter, de acordo com o Instituto Brasileiro de Coaching
(IBC), uma formação que contenha carga horária mínima
de 80 horas, além de reconhecimento e certificação de credibilidade.
Jackes reforça que há formações técnicas específicas para atuar como
coach. Para Professional e Personal Coaching são de 80 a 120 horas.
Para atuar como Coach Executivo é necessário acrescentar outra
formação de, no mínimo, 80 horas. E para ser Master Coach, Líder
Coach ou Team Coach mais uma. Ou seja, conforme a complexidade
de atuação, será necessário agregar mais formações, resultando em
profissionais aptos e mais bem preparados para o mercado.

Questões técnicas serão


desenvolvidas por especialista
logia. O processo de coaching não o equilíbrio, quebrando eventuais
prescreve, orienta, aconselha ou in- crenças limitantes. As questões téc-
duz; ele apoia.” nicas do emagrecimento serão de-
Jackes usou como exemplo um senvolvidas por profissional da área
objetivo técnico de um cliente: ema- escolhido pelo coachee.” Ele salien-
Partindo-se do conceito de co- grecer. “O coach poderá identificar ta, ainda, que o coach até pode ter
aching, é importante diferenciar a se não há outro objetivo por trás acesso às orientações técnicas des-
atuação de coach com a de especia- disso como, por exemplo, ser acei- tes profissionais se o coachee as
lista. Especialistas, segundo Jackes, to em um grupo social. Neste caso, fornecer, para acompanhar o seu
podem usar técnicas de coaching perder peso é só um dos aspectos. desenvolvimento, trabalhando em
para obter resultados junto a seus A aceitação social é o motivador e paralelo; ou, ainda, o processo de
clientes, mas não será uma sessão também deverá ser trabalhada. En- coaching pode ser suspenso até que
de coaching, já que dificilmente tretanto, se a meta dele for somente as ações dos especialistas tenham
deixarão de orientar ou prescrever emagrecer por questões de saúde, sido concluídas. “Mas isso não é re-
algo. “Aplicar técnicas de coaching o coach vai empoderar o coachee gra, porque é possível confirmar se
não significa ter o compromisso de no cumprimento de seu propósito, a meta está sendo atingida de ou-
uma sessão formal desta metodo- encorajá-lo e fortalecê-lo; e manter tras formas”.

Coaching não é:
Mentoring (mentoria):
técnica realizada por um especialista que usa seus conhecimentos e experiências para partilhá-las
com o seu mentorando, objetivando o seu desenvolvimento na mesma área. Portanto, o mentor,
necessariamente, deve ter muita experiência na área de interesse do seu mentorando.
O mentor pode fazer uso de coaching ou counseling.

Counseling (aconselhamento):
atuação de um conselheiro em situações específicas de ajuda a alguém que tem que
decidir algo que lhe é importante.

Consultoria:
conhecimento especializado de um consultor que orienta seu contratante quanto às melhores
opções para solucionar o seu problema. Pode ser consultor de empresas ou pessoal.

Terapia:
método que trabalha com o cliente buscando ajudá-lo a superar questões de ordem física,
psíquica e emocional. Envolve passado, dor, processos subjetivos e inconscientes.

Fonte: Jackes Heck

8
Coaching aplicado à Nutrição
P
ara entender o caminho entre um objetivo relacionado à sua saúde,

Foto: Arquivo Pessoal


um processo de coaching e estética ou autoestima.
o uso de técnicas desta me- Por isso, o coaching aplicado à Nu-
todologia, o CRN-2 entrevistou duas trição pode ser uma ferramenta agre-
nutricionistas que utilizam o método gada na atuação do nutricionista, uma
em seus cotidianos de trabalho. vez que analisa todos os aspectos que
As nutricionistas Priscila Souza da envolvem a vida do paciente. Para a
Silva, CRN-2 11173, e Adriana Lauffer, transformação do comportamen-
CRN-2 7560, utilizam técnicas de to alimentar, Priscila evidencia que é
coaching em seus importante conhecer os
consultórios. As duas Durante um reais motivos que levam
possuem certificações atendimento em que o paciente a se alimen-
de coach (página 11). o nutricionista está tar. “É necessário en-
É importante destacar tender o contexto social
q u e d u r a n t e u m fazendo a avaliação em que ele vive, qual a
atendimento em que alimentar, clínica, relação que tem com a
o nutricionista está antropométrica, ele alimentação e qual a im-
fazendo a avaliação pode usar técnicas portância que ele atribui
a l i m e n t a r, c l í n i c a ,
de coaching, mas, à mesma”. Ela explica
antropométrica, ele que, com o coaching, o
pode usar técnicas de neste momento, nutricionista tem acesso
coaching, mas, neste ele não pode atuar a técnicas e ferramentas Priscila Souza: “Com o coaching, o nutricio-
momento, ele não pode como um coach. poderosas que geram no nista tem acesso a técnicas e ferramentas
atuar como um coach. O paciente um profundo poderosas que geram no paciente um pro-
alerta vem das duas nutricionistas que autoconhecimento, oportunizando a fundo autoconhecimento.”
lembram que o coach não prescreve, ele identificar bloqueios que impedem
não soluciona, não aconselha e não a transformação do comportamento
julga, atitudes que podem ocorrer alimentar. “Muitas vezes o paciente

Foto: Arquivo Pessoal


em uma consulta nutricional. O coach confunde os sentimentos e acaba des-
motiva pensamentos e perguntas, contando suas emoções na alimen-
provocando desafios e novas tação. Com o coaching nutricional é
descobertas, para que o cliente tome possível identificar essas emoções e
as melhores decisões. fortalecer a capacidade de lidar com
elas”, esclarece Priscila.
Maior equilíbrio alimentar
O coaching aplicado à Nutrição é Foco no resultado
um processo que atua nas causas para Adriana Lauffer reforça que o pa-
transformar comportamentos, geran- ciente em tratamento nutricional ga-
do maior equilíbrio alimentar, explica nha foco, atitude, resultado e poder
Priscila. Ela enfatiza que é destinado com as técnicas de coaching. “Mes-
para aqueles que se preocupam com mo sabendo que devem se alimentar
seu bem-estar físico e emocional e pre- bem, o que é e o que não é correto
tendem ter uma melhor relação com a e saudável, muitas vezes, o difícil é
comida. “Sabemos que hoje a questão saber como fazer, como mudar o há-
alimentar envolve muitos fatores que bito, como manter a constância. E o
vão além do simples ato de comer, coaching “empodera” o cliente nesse
envolve vida social, relacionamentos sentido, porque dá a clareza do que
e diversão, o que torna a mudança deve ser feito para se chegar aonde
do comportamento alimentar muito quer”. A nutricionista orienta, ainda, Adriana Lauffer: “O paciente em tratamento
desafiador. O coaching nutricional en- que, diferente do coaching, as consul- nutricional ganha foco, atitude, resultado e
tra como forte aliado nesse processo” tas em que são aplicadas as técnicas poder com as técnicas de coaching”.
aponta a nutricionista. Destaca que, deste método, somente poderão ser
em uma consulta, o paciente busca presenciais.

Coaching

99
Especial

Metas estabelecidas pelo paciente

D
elinear metas é uma das
principais etapas de um Meta SMART
processo de coaching. A
nutricionista Priscila Souza da Silva S Specific = Específica DETALHADA
esclarece que, nesta metodologia,
é utilizada a ferramenta Meta
SMART para definição, de maneira M Mensurable = Mensurável COMO EVIDENCIAR?
detalhada, mensurável, atingível
e realista, o propósito do cliente. A Achievable = Atingível QUAIS OS BENEFÍCIOS?
“É com essa ferramenta que
conhecemos aonde nosso paciente R Relevant = Realista IMPORTANTE
deseja chegar. E, mais do que isso,
são estabelecidas metas possíveis
de serem alcançadas, uma vez que
T Time = Em tempo QUANDO DESEJA ALCANÇAR?

há, dentro deste mecanismo, o


quesito tempo, que consiste em precisa de fato é de um momento
quando o paciente deseja alcançar para parar e pensar nas soluções
o objetivo.
“...são estabelecidas
para ele mesmo. “Obviamente, se
Adriana Lauffer complementa que metas possíveis de serem as soluções que ele verbalizar não
as metas são estabelecidas pelo pa- alcançadas.” forem adequadas, o profissional o
ciente conforme a capacidade dele. Priscila Souza “conduzirá” com novas perguntas.
Ela lembra que o profissional pode Assim é bem provável que haverá
prescrever um excelente plano ali- “...se as soluções que avanço, reforçando a autoconfiança
mentar e o paciente não executar o paciente verbalizar do paciente e as metas a serem
por se sentir sobrecarregado, ou não forem adequadas, o atingidas.”
não se acreditar capaz de fazer essas profissional o “conduzirá”
melhorias específicas. Isto vai pre- com novas perguntas”. Resultados esperados
judicar sua autoconfiança. A nutri- Adriana Lauffer A eficácia das técnicas de coa-
cionista aponta que, muitas vezes, ching, segundo Adriana, é identifi-
o paciente sai do consultório com cada no paciente pelos resultados
uma dieta num papel ou a recebe nos profissionais, posturas mais que ele traz a cada consulta, acom-
por e-mail, mas nada foi falado so-questionadoras. “O nutricionista panhados de entusiasmo, alegria,
bre “como” executar tudo aquilo. poderia investigar quais itens da satisfação, motivação, mais facili-
dieta o paciente se sente apto a dade para executar as mudanças.
Parceria criativa cumprir. Quando ele diz: - Tenho “No meu trabalho, eu identifiquei
Segundo Adriana, o coaching tido dificuldade de evitar beliscos através de menor número de con-
é uma “parceria criativa” entre o nos finais de semana; as perguntas sultas remarcadas, mais pacientes
coach e o coachee, podendo gerar, poderiam ser: - E como você pode finalizando os tratamentos, maior
melhorar isso? adesão e resultados melhores na
Quais são as saúde e no peso”, ressalta.
soluções? Quem O resultado esperado em um pro-
O que? você conhece que cesso de coaching, conforme men-
consegue não ciona Priscila, é que o paciente este-
beliscar no final ja plenamente comprometido com
Quando? de semana? O que o alcance de sua meta e chegue a
essa pessoa faz esta com facilidade e rapidez. Para
o ? de diferente?”, ela, é fundamental que o nutricio-
Com relata Adriana. nista questione o paciente sobre o
Pa r a e l a , i s s o seu comprometimento e pontue em
Quem
? pode parecer uma escala de zero a 100%. “Não
estranho porque pode acontecer de o paciente iniciar
profissionais o processo com uma dedicação me-
foram treinados nor que 100%. Também não pode
a p r e s c r e v e r, dizer a ele o que deve fazer; ou ain-
dizer o que os da, que sejam tratadas questões psi-
outros devem cológicas e o passado do paciente,
f a z e r. D e s t a c a pois coaching não é terapia” consi-
que o paciente dera Priscila.

10
Utilização da técnica pelo nutricionista

D
esenvolver e potenciali- conhecimentos deste método e
zar o atendimento, ge- usá-lo em consultório, Priscila
rando a transformação evidencia que o profissional tem
no comportamento alimentar de duas alternativas. Uma é ter a
pacientes é, para Priscila, o maior formação em coaching de, apro-
objetivo para um nutricionista ximadamente, 120 horas e ser
buscar uma formação em coa- nutricionista e coach. Caso ele
ching. O autoconhecimento está queira apenas utilizar as técnicas,
no topo da lista de benefícios poderá fazer um curso de aplica-
que o nutricionista agrega com ção de ferramentas, que são mais
esta metodologia, pois “ninguém rápidos, do 20 a 40 horas, mas
pode ajudar ao próximo sem an- não dão o título de coach.
tes conhecer a si mesmo” ob-
serva Priscila. Para os pacientes, Adriana aconselha ao profissio-
ela aponta diversas vantagens e nal que tiver interesse de empre-
destaca importantes conquistas gar a metodologia, a procura de
provenientes do coaching, como cursos compostos de, aproxima-
a clareza nos objetivos pessoais damente, 40 horas. “Obviamente
e a identificação dos bloqueios há muitas iniciativas de formação
que impedem o alcance das me- em um único dia ou final de sema- Jackes Heck
tas. na, que não são suficientes para - Especialista em Marketing pela ESPM/
um conhecimento e aplicação RS
- Professional e Executive Coach pela So-
Formação específica séria do método em consultório. ciedade Latino Americana de Coaching
Hoje já existem formações em Como a profissão de coaching - SP - Brasil
ainda não é regulamentada, mui- - Health and Wellness Coach pela Well-
coaching específicas para nu- coaches Corporation - EUA e Carevolu-
tricionistas. Para ter acesso aos tas pessoas se aproveitam disso tion - SP - Brasil
para se intitularem coach”. - Formação no Uso de Tecnologia para
Transformar Comportamentos mais Se-
guros e Saudáveis pela mediaX - Stan-
ford University - EUA;- Analista DISC e
ASSESS pela HRTools - SP - Brasil
Benefícios do coaching Priscila Souza da Silva
Nutricionista: - Nutricionista Clínica - CRN2 11173
- Mestranda em Ciência e Tecnologia de
Alimentos (ICTA, UFRGS)
• Autoconhecimento;
- Treinadora Comportamental, pelo
• Acesso a recursos emocionais; Instituto de Formação de Treinadores
• Melhoria na capacidade de produzir resultados; Comportamentais/SP com Mestre Mas-
• Desenvolvimento de habilidades de comunicação; saru Ogata
- Personal, Professional & Executive Co-
• Elevação da motivação e engajamento profissional; aching pela Sociedade Gaúcha de Coa-
• Aceleração do desenvolvimento pessoal e profissional; ching/RS
• Desenvolvimento e implementação com sucesso nos processos - Practitioner em PNL pela Universidade
de PNL e Coaching
de mudança comportamental.
Nutricoach Certificada pela Escola de
Nutricoaching de Portugal

Paciente: Adriana Lauffer


- Nutricionista Clínica - CRN2 7560
• Descoberta e/ou maximização de talentos, potencialidades - Especialista em Nutrição Clínica e Nu-
e habilidades; trição Funcional
• Clareza nos objetivos pessoais; - Mestre e doutora em Gastroenterolo-
gia (FAMED, UFRGS) com PhD Sandwui-
• Realização, sucesso e equilíbrio;
ch na Bélgica (TARGID/KULeuven)
• Transformação de comportamentos; - Formação em Coaching: foco em saúde
• Percepção dos pontos fortes a serem melhorados; e emagrecimento, com Ísis Moreira
• Autoconhecimento; Formação (em andamento) em Transtor-
nos Alimentares e Obesidade (Instituto
• Consciência do seu real objetivo; WP)
• Identificação dos bloqueios que impedem o alcance dos objetivos.

Fonte: Priscila Souza - SLAC: www.slacoaching.com.br


-SGC: www.sgcoaching.com.br

11
CRN-2 em ação

CRN-2 marca datas importantes para


a saúde e nutrição

Foto: CRN-2
O
Dia Nacional da Saúde Dia Mundial da Saúde
e da Nutrição e o Dia
Mundial da Saúde, co- Para marcar o Dia Mundial da
memorados, respectivamente, em Saúde, o CRN-2 participou, no
31 de março e 7 de abril, foram evi- dia 7 de abril, de mobilização
denciados pelo CRN-2 em diversas juntamente com os Conselhos
ações. de Educação Física, Farmácia,
Na primeira data, o CRN-2, jun- Fonoaudiologia, Medicina Ve-
to ao Sistema CFN/CRN, divulgou terinária; membros da Câmara
campanha “Alimentação saudável e da Saúde do Fórum-RS. A ini-
adequada: um conselho para toda ciativa, que teve como princi-
a vida”. A iniciativa objetiva refor- pal finalidade divulgar hábitos
çar a importância de conscientizar saudáveis que evitam enfermi-
as pessoas, para que repensem seu dades, incluindo o diabetes,
foi realizada no Largo Glênio A conselheira Rosangela Lengler alertou
estilo de vida e adotem hábitos sobre prevenção e controle do diabetes
saudáveis, visando a prevenção de Peres, em Porto Alegre. O comba-
doenças e a busca de qualidade de te ao diabetes foi o tema escolhido
pela Organização Mundial da Saú- para a saúde, os representantes do
vida. O Regional, além de veicular CRN-2 realizaram orientação nu-
as peças publicitárias em seus meios de (OMS) para destacar a data em
2016. A organização da atividade tricional, alertando que uma dieta
de comunicação, publicou anúncio equilibrada pode prevenir o diabe-
no Jornal Zero Hora e comerciais na foi das Secretarias da Saúde do mu-
nicípio de Porto Alegre e do Estado tes e é imprescindível para controlar
Rádio Band News. a doença. Os conselheiros e coorde-
do Rio Grande
do Sul, junto a nadores do CRN-2 divulgaram, ain-
outras institui- da, que a prescrição dietoterápica é
ções parceiras. privativa do nutricionista. Alimenta-
Buscando ção orgânica também foi pauta da
conscientizar abordagem durante a mobilização.
a população Foram distribuídos materiais infor-
sobre a impor- mativos sobre a atuação do nutri-
tância da boa cionista como profissional da saúde
alimentação e sobre projetos do CRN-2.

Arrastão da saúde Código de


Os veranistas aprovaram a ini-
ciativa da Câmara da Saúde, do
teriais com dicas de saúde e de
prevenção de doenças. Foram dis-
Ética do
Fórum dos Conselhos Profissionais
do RS, que fez um arrastão do bem
tribuídos, aproximadamente, 500
kits de informativos.
Nutricionista
na orla de Tramandaí, na sexta edi- O CRN-2 distribuiu revista Co-
ção do Circuito da Saúde, no dia quetel e folderes explicando a A Comissão Especial do Código
16 de janeiro. importância da atuação do nutri- de Ética (CECEt) Regional, do
Representantes dos Conselhos cionista para a saúde da popula- CRN-2, realizou, dia 09 de abril,
de Nutricionistas, Educação Física ção. Também conversaram com os uma reunião com o filósofo e
Farmácia, Fonoaudiologia e Me- veranistas sobre dúvidas de como professor da PUCRS, Eduardo Silva
dicina Veterinária percorreram as manter a alimentação mais saudá- Ribeiro. O objetivo da iniciativa foi
areias da praia entregando ma- vel na beira da praia. dar continuidade aos trabalhos
A oportunidade também ser- desenvolvidos para a construção
viu para esclarecer a importância do novo Código de Ética do
dos Conselhos Profissionais, ins- Nutricionista.
tituições que têm como objeti- A reunião seguiu a dinâmica de
vo fiscalizar o exercício ilegal das diálogo sobre problemas e “pos-
profissões, garantindo com isto a síveis” soluções a respeito das
qualidade dos serviços oferecidos seguintes temáticas: condutas e
à sociedade. práticas profissionais; formação e
atualização profissional e questões
A vice-presidente Carmem Franco trabalhistas.
respondeu sobre alimentação saudável
12 na beira da praia.
Evento debaterá ética, saúde e mídia

O
Brasil vive em um cenário tros profissionais e sociedade interes- Riograndense de Propaganda (ARP) e
que reivindica por ética sada no assunto. de uma agência de publicidade, ex-
em todos os setores. O encontro ocorrerá no Auditório plicando a divulgação publicitária de
A saúde é uma área com questões Oscar Machado, do Centro Universi- produtos e serviços; do Movimento
éticas polêmicas, incluindo divulga- tário Metodista IPA, das 13h45min às das Donas de Casa, refletindo a ma-
ções de produtos e serviços. Este as- 18h. É organizado pelo CRN-2, junta- neira com a publicidade é entendida
sunto complexo não poderia deixar mente com a Câmara da Saúde, do nos lares, e de representante de de-
de ser abordado em um evento que Fórum dos Conselhos Profissionais do partamento jurídico de um dos Conse-
envolvesse profissionais de diferentes Rio Grande do Sul. lhos Regionais, analisando a inserção
setores da saúde. Estas serão aborda- dos profissionais de saúde na mídia.
gens do encontro “Saúde na Mídia: Programa Informações e inscrições:
uma questão de ética”, que ocorrerá Além da palestra “Ética no Contex- www.crn2.org.br.
no dia 20 de maio. A iniciativa deba- to da Saúde”, haverá a mesa-redonda
terá a postura ética dos profissionais “Saúde na Mídia” com a participação
frente às mídias e a atribuição dos de representantes do Conselho Na-
Conselhos Profissionais quanto ao cional de Autorregulamentação Pu-
tema. Também destacará o papel dos blicitária (Conar), contextualizando
diferentes atores envolvidos com pu- a regulamentação das propagandas; Saúde na Mídia:
blicidade e marketing. do Programa Estadual de Defesa dos Uma questão de Ética
O evento irá reunir nutricionistas, Consumidores (Procon-RS), descre-
biólogos, educadores físicos, farma- vendo as reclamatórias recebidas pelo
cêuticos, fonoaudiólogos, médicos órgão a esse respeito; da Associação
veterinários, além de estudantes, ou-

CFN pesquisa Destaques na atuação do


perfil do nutricionista
nutricionista O CRN-2 está promovendo, de março a maio, campanha de mídia de valori-
zação profissional. A iniciativa é veiculada com o objetivo de reforçar a atuação
O CFN iniciará, em breve, uma
do nutricionista como um profissional da Saúde. A estratégia também tem a
ampla pesquisa sobre o perfil do
finalidade de conscientizar a sociedade sobre a importância desse profissional,
nutricionista no Brasil. O projeto é
que é legalmente habilitado para atuar em todas as áreas de conhecimento em
financiado pelo Ministério do Desen-
que a ciência da Alimentação e Nutrição estejam presentes.
volvimento Social e Combate à Fome
Alguns exemplos:
(MDS) e pretende conhecer a atua-
ção, a formação, o mercado de traba-
lho e outros dados socioeconômicos Se tem alimentação
e demográficos dos nutricionistas. na escola, tem que ter
Participarão profissionais inscritos
nos Conselhos Regionais de Nutricio-
NUTRICIONISTA!*
nistas, sorteados aleatoriamente. O Um conselho pra toda vida.
entrevistado receberá um telefonema
da empresa esclarecendo como será *Portaria SES/RS 172/2005 imagens:

a pesquisa e sua importância. Na eta-


pa seguinte, com a confirmação de
que participará, o nutricionista rece-
berá, via e-mail, um link para acessar
Dieta é com NUTRICIONISTA!
e responder, em poucos minutos, o Cuidado com dicas de leigos. Preserve sua saúde.
Prescrição dietoterápica é privativa do nutricionista.
questionário, que é bem simples. Lei 8.234/91

É muito importante que os sor-


teados, ao serem contatados, con-
firmem a participação na pesquisa, www.crn2.org.br

para que seja iniciada imediatamen-


te. São esses dados que possibilita-
rão ao Sistema CFN/CRN a definição Fabricantes de refrigerantes e sucos artificiais vão parar
de novas estratégias, e mais eficazes, de fazer publicidade direcionada #vidasaudável
para erradicar possíveis problemas na #adorofruta
para crianças
formação e na atuação profissional.
O resultado também será utilizado
O CRN-2 apoia
no planejamento e na melhoria das
ações que visam a maior valorização esta decisão www.crn2.org.br

da profissão. Determinação dos fabricantes é uma conquista para a sociedade brasileira.


13
Prestação de contas 2015

Prestação de contas 2015


O
CRN-2 divulga, para conhecimento da Escolar do Estado do RS (CAE), Municipal de Saúde (CMS),
categoria, a prestação de contas e o relatório Estadual de Saúde (CES), Municipal de Segurança Alimentar
das atividades realizadas no ano de 2015. O e Nutricional Sustentável (Comsans), os Fóruns: Estadual
objetivo é registrar o balanço contábil e financeiro, as ações de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Fesans),
de fiscalização, de ética profissional e de comunicação. Também Conselhos Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul (Fórum-
visa destacar a relação do Conselho com outras instituições, RS), Gaúcho de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e de
a articulação com movimentos políticos e sociais, além dos Defesa do Consumidor, e nos Observatórios Sociais. O Regional
eventos que mobilizaram e divulgaram a profissão. integrou, ainda, a Comissão Especial para o Código de Ética do
O Regional atuou junto aos Conselhos: de Alimentação Nutricionista (CECEt Nacional).

Ações de aproximação Ação “Orgulho de ser nutricionista” esclarecimentos quanto a atuação do


– Mobilização na Praça da Encol -12 nutricionista e do CRN-2, divulgação
com a categoria do Selo de Qualidade, entre outros
de dezembro e anúncios no Jornal Zero
Delegacia de Santa Maria Hora. assuntos. Algumas entidades: Susepe,
- Instalação em 29 de maio. Ministério Público Federal, Fórum Latino
- II Fórum Regional para construção de Defesa do Consumidor, Vigilância
do novo Código de Ética - Santa Maria Sanitária, Fórum de Categorização de
Ações de Valorização – RS - 13 de março. Risco em Serviços de Alimentação,
Profissional - Reuniões da Comissão Especial Cecane UFRGS, Sindicatos das Empresas
do Código de Ética Regional (CECEt)– de Refeições Coletivas e de Hospedagem
Selo de Qualidade do CRN-2 oito encontros para a fundamentação e Alimentação de POA e Região.
- Sete estabelecimentos comerciais teórica da redação dos princípios éticos. Parcerias
receberam o selo. Sede CRN-2 - de junho a agosto. - Continuidade com as parcerias
- Nove tiveram seus selos renovados - III e IV Encontros Temáticos com IES - com IES, Escolas Técnicas.
- Seis não atenderam aos requisitos. “Nutricionista que temos x Nutricionista Aulas em IES
Ações de Mídia que queremos” - 20 de março , e - 25 aulas sobre Legislação da
- Assessoria de imprensa: “Estágios” - 22 de maio. Profissão e sobre o Código de Ética.
76 indicações de profissionais à - Oficina de Formação com IES 2015 -
mídia (Jornal, Rádio, TV e mídias de Ações de Regularização:
preparatória para o II Encontro Nacional Resultaram em:
Internet). de Formação do Sistema CFN/CRN - 19
- Publicidade: Patrocínio no - 17,75% em aumento da receita
de junho (via anuidades, multas, taxas, etc).
Caderno Vida, jornal Zero Hora, com
publicações aos sábados. Veiculação - Encontro Temático com Escolas - 2,2% em redução da inadimplência.
de julho a dezembro de 2015. Técnicas - 14 de agosto.
- Campanha Facebook: Fique Dia do Técnico em Nutrição e Fiscalização
Ligado. Dietética
- Revista do CRN-2: totalmente - Concurso fotográfico do TND: - 2068 Visitas Fiscais (VF).
digital. #orgulhodeserTND – entrega e - 14 Ações Orientadoras (AO).
Edições nº 34, Alergias e intolerân- divulgação em 27 de junho. Em 2015, comparado com 2014,
cias alimentares, e nº 35, Aleitamento ocorreu a ampliação de 380 VFs e de
Fórum-RS 10 AOs
Materno. - V Seminário de Fiscalização e I
- Boletins eletrônicos semanais Encontro Nacional de Agentes Fiscais Fiscalização conjunta com outros
e divulgações no portal e em redes Porto Alegre - Abril. Conselhos e instituições: Procon,
sociais. - 1º Simpósio do Fórum RS - outubro Educação Física, Fisioterapia
Eventos - IV e V Circuitos da Saúde - 10 e 11
Dia do Nutricionista de janeiro, em Tramandaí, e 7 de abril, Ética
- Palestra Nutrição e Atividade Física: no Shopping Total, em Porto Alegre*.
- 44 Ações Orientadoras.
Mitos e Verdades - Comemoração da - 2º Encontro dos Acadêmicos com
- 6 Processos Éticos.
data juntamente com a do profissional os Conselhos Profissionais da Saúde -
Em 2015, comparado com 2014,
de Educação Física - 2 de setembro. Porto Alegre – 13 de novembro*.
ocorreu a ampliação de 34 AOs
- Tribuna Popular na Câmara de *Ações da Câmara da Saúde
e a diminuição de oito Processos
Vereadores de Porto Alegre (3 de (coordenada pelo CRN-2).
Disciplinares.
setembro) e na Assembleia Legislativa
(10 de setembro). Gestão Balanço Financeiro
- Anúncio no jornal Zero Hora. - Receitas arrecadadas:
Semana da Alimentação RS Plenárias R$ 2.294.829,72
- Praça de Segurança Alimentar e - 20 ordinárias. 95,40% do orçado
Nutricional - 16 de outubro. - 10 extraordinárias. - Despesas realizadas:
- III Seminário Temático do CRN-2: Sessões Solenes R$ 2.342.888,22
- Entrega de Carteiras Profissionais: 97,40% do autorizado
Águas: 29 de outubro. Realizadas dez sessões solenes em Porto
Sexta Básica Alegre e nove no interior do Estado. 543 Total de inscritos no
- Realização de onze edições, com nutricionistas receberam carteiras de CRN-2 até 2015
a participação de, aproximadamente, identidade profissional em 2015. - 7.813 nutricionistas
600 pessoas. Parceria do CRN-2 com Reuniões - 1.147 TNDs
14 o Sesi RS. - Reuniões com instituições visando - 456 PJs
Comissão de Fiscalização
Selo de Qualidade do CRN-2
A
alimentação fora do lar é uma rotina das pessoas. Comer fora de casa

Fotos: CRN-2
tornou-se um facilitador para indivíduos e famílias, principalmente nas
grandes cidades. Este é um cenário desafiador, visto que a alimentação
interfere diretamente na saúde. É considerada pela Organização Mundial de Saúde
(OMS) como um dos principais fatores de risco modificáveis para doenças crônicas
não transmissíveis (DCNTs), ou seja, pode passar a ser um elemento gerador de
doenças. De acordo com a OMS, 80% dos casos de doenças coronarianas, 90% dos
casos de diabetes mellitus tipo 2 e 30% dos casos de câncer poderiam ser evitados
com mudanças nos hábitos alimentares, nos níveis de atividade física e no uso de
produtos derivados do tabaco (World Health Organization, 2003).
Este quadro, no entanto, pode ser alterado a partir de mudança de hábitos. As
pessoas precisam saber escolher alimentos mais saudáveis. Junto a estas escolhas,
na alimentação fora do lar, também deve ser observado se o local é seguro do
Presidente do CRN-2, Luciana Meneghetti, apresen- ponto de vista higiênico-sanitário.
tou a proposta do selo à diretora da Abrasel

Nutricionista: profissional Fase é de propor parcerias


com qualificação para o com entidades ligadas à
segmento alimentação fora do lar
Todos esses desafios fazem par- Atento a este cenário, o CRN-2
te da rotina do nutricionista, pro- lançou, no ano de 2014, o Selo de
fissional qualificado para atuar em Qualidade do CRN-2: Aqui tem nutri-
serviços de alimentação (restauran- cionista. Com o objetivo de dar mais
tes, padarias, lancherias e outros). visibilidade para o Selo, o Conselho
Ao assumir a responsabilidade téc- tem participado de diversas reuniões
nica, além de conciliar as questões e eventos com instituições ligadas ao
gastronômicas com as nutricionais, comércio de alimentação fora do lar.
responsabiliza-se pela segurança O mês de março marcou os encon-
higiênico-sanitária que inclui itens tros. No dia 11/03, o compromisso
de estrutura física, procedência da foi com o Sindicato de Hospeda-
matéria prima, insumos, avaliação gem e Alimentação de Porto Ale-
verificação de situação de risco que gre e Região (Sindha), tendo como
possa resultar uma Doença Trans- representantes a gerente de Cursos
mitida por Alimentos (DTA). Ele é e Projetos, Raquel Palhares, e a su- CRN-2 divulgou o Selo no evento Saúde
capacitado para elaborar, implantar perintendente Patricia Danielsson. O na Mesa.
e implementar o Manual de Boas Selo de Qualidade também foi tema outros, por não contar mais com a
Práticas, instruir e motivar a equi- de reunião, na Associação Brasileira atuação do nutricionista e por moti-
pe. Junto a todas as habilidades, ele de Bares e Restaurantes (Abrasel), vos diversos, tiveram o selo retirado.
possui conhecimentos de marketing do Rio Grande do Sul (14/03). Esta O CRN-2 outorga o selo aos estabe-
e ainda pode apresentar projetos de ocasião contou com a participação lecimentos sem qualquer custo.
redução de custos com relatórios da diretora executiva, Thais Kapp. Os restaurantes comerciais que
que comprovem estas ações. São Em outra oportunidade (28/03), o tiverem interesse em aderir ao Selo
iniciativas que buscam com que o CRN-2 propôs ao Gerente de Manu- de Qualidade, precisam solicitar
estabelecimento oportunize o me- tenção do Shopping Praia de Belas, para o CRN-2. Para a concessão, os
lhor serviço aos seus clientes. É, Maurício Krauss, um encontro com estabelecimentos serão avaliados
portanto, um profissional que pode os empresários do ramo alimentí- pela equipe de nutricionistas fiscais
contribuir, também, para a perma- cio, locatários do shopping. No final e pela Comissão de Fiscalização do
nência do estabelecimento no mer- do mês (29/03), o CRN-2 integrou o CRN-2, segundo critérios estabeleci-
cado. evento Saúde na Mesa, promovido dos pelo Conselho com base em re-
pela Abrasel. Em formato café da quisitos de segurança dos alimentos
manhã, a iniciativa apresentou pro- e nutricional.
dutos e tendências de alimentação Atendidos os requisitos de conces-
orgânica aos proprietários de bares são do Selo, a entrega é oficializada
e restaurantes. com a presença do nutricionista e
Adesão sem custo para do responsável pelo estabelecimen-
to, ocasião na qual é realizada a
restaurantes assinatura de um termo de com-
Atualmente são 26 estabelecimen- promisso. O período de reavaliação
tos, entre restaurantes, cantinas, é anual, entretanto, se necessário,
padarias e outros, que possuem o poderá ocorrer antes.
selo. Alguns já foram reavaliados,
permanecendo com a certificação e Informações: fiscalizacao@crn2.org.br 15
Como votar nos dias 04 e 05 de maio de 2016

CHAPA 1
CHAPA 1

CHAPA 2 CHAPA 2

CHAPA 1
CHAPA 1 CHAPA 2
CHAPA 2

1. Acesse o site: www.eleicaonet.com.br/crn2 e clique no link “CLIQUE PARA VOTAR”.


2. Na página de votação você poderá:
a) votar na chapa – clicar sobre o número da chapa;
b) para votar em branco - clicar sobre o botão correspondente;
c) caso sejam digitados caracteres diferentes dos números das chapas, o voto será
considerado nulo.
3. Na tela de confirmação, conclua a votação informando:
a) sua inscrição no CRN-2 com a letra D (Definitivo) ou P (Provisório);
b) sua senha de votação (cadastrada conforme orientações da página 4);
c) o código de segurança exigido na tela;
d) clicar no botão CONFIRMA para finalizar ou no botão CORRIGE para voltar à tela anterior.
4. Você terá 5 (cinco) minutos para concluir o seu voto. Esgotado esse prazo, reinicie o
processo.
5. Assegure a comprovação do registro de seu voto aguardando a visualização do comprovante
de votação

Dúvidas: • O que fazer quando a senha provisória


não confere?
Crie nova senha em www.eleicaonet.com.br/
crn2, seguindo instrução da página 4 desta revista.
• Quem pode votar?
Nutricionistas com registro definitivo e provisó-
• O que fazer quando os dados digitados
rio e em dia com a tesouraria do CRN-2 até 28 de não conferem?
abril de 2016. O cadastro no CRN-2 pode estar desatualizado.
Contate com o CRN-2 para atualização pelo e-mail
• Qual o prazo para justificativas da eleicoes2016@crn2.org.br ou pelo telefone (51)
ausência do voto? 3330.9324, sede, e (55) 3025.5500, delegacia.
Até 30 dias subsequentes à data de realização
• O portal pode ser bloqueado?
da votação.
Sim. O bloqueio acontece quando um dado pes-
• A senha poderá ser alterada no dia da soal for digitado errado por três vezes ou quando
eleição? esteja desatualizado no CRN-2.
Sim. A Comissão Eleitoral sugere, entretanto, • Como proceder se acontecer o
que o façam com antecedência.
bloqueio?
• O profissional pode regularizar o débito Aguarde o intervalo de uma hora para tentar
e votar? novamente, ou contate com o CRN-2 pelo e-mail
Sim, desde que tenha providenciado junto à te- eleicoes2016@crn2.org.br ou pelo telefone (51)
souraria do CRN-2 até o dia 28 de abril de 2016. 3330.9324, sede, e (55) 3025.5500, delegacia.

Related Interests