You are on page 1of 20

PUB

Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • •1

PUB

971
02 agosto 2018
Ano 18
quinta-feira
€ 0.70 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

IPG
Gonçalo Poeta
Fernandes é
“Canarinhos” chegaram
a Trancoso com o calor
candidato à
presidência
O atual vice-presidente do
Instituto Politécnico da Guarda
(IPG) é o primeiro candidato a A falta de viaturas e de equipamento atrasou a instalação de grupo preposicionado da
perfilar-se para a presidência Força Especial de Bombeiros no antigo quartel. A brigada, que vai ter até 35 elementos,
da instituição. Pedro Cardão e
Joaquim Brigas poderão con- ficou operacional esta quarta-feira Pág.5
correr ____________________ 20

SAÚDE
Museu do Côa
Hospitais da
região têm vagas teve mais de 200
para 32 novos
médicos mil visitantes
desde 2010
O Ministério da Saúde já deu luz
verde à contratação de novos mé-
dicos para o Centro Hospitalar da
Cova da Beira, que tem 19 vagas, e
para a ULS da Guarda, onde foram
abertos 13 lugares __________ 4

SABUGAL
Até 19 de agosto, a Fundação Côa
Líder do Bloco de Parque assinala os oito anos da
Esquerda é sócia abertura do Museu do Côa e os
de empresa de 22 da criação do Parque Arque-
alojamento local ológico do Vale do Côa. Para o
efeito preparou um programa
Empresa explora quatro empre- com eventos musicais e várias
endimentos turísticos no cidade
atividades, que prosseguem no
raiana e uma unidade de aloja-
domingo (21 horas) com uma
mento local em Vila Boa, num
sessão de astronomia na Quinta
projeto que recebeu 137,3 mil
da Ervamoira Pág.9
euros de fundos europeus __ 6

PUB

PUB

Novas Instalações
Rua Marquês de Pombal, nº 45 Rch Também nas

GUARDA PASSAMOS ATESTADOS PARA CARTA DE CONDUÇÃO


Tel. 969 431 832 • Tel. 271 227 360
(ao lado da Papelaria Véritas)
Galerias do Intermarché (Guarda)
www.ergovisaoguarda.com Tel. 924 290 689 • Tel. 271 225 114
2• • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018

CARA
ENTREVISTA
navalha

A P E R F I L
CARA

«Se querem
Marisa Tavares
Mêda + Presidente do Sindicato Têxtil da Beira
Baixa (STBB)

jovens e
O único festival de verão gratuito do Idade: 34 anos
da

país continua a atrair milhares de jovens de


Profissão: Operária têxtil
todos os pontos do país e a levar bandas de
qualidade à cidade da Mêda. Lançado em Naturalidade: Carvalhal Formoso (Belmonte)
fio

trabalhadores
2010, o Mêda+ é um bom exemplo de que, Currículo: Sindicalizada desde 2002, faz parte
com imaginação e sem exageros financei- da direção do Sindicato Têxtil desde junho
ros, é possível dinamizar um concelho do de 2006
no

interior durante três dias. Numa região que Livro preferido: Livros sobre a inteligência

motivados têm
sofre as consequências do despovoamento emocional e comportamento organizacional e
e onde os jovens partem maioritariamente, “Tear de Tomates”, uma obra que diz respeito
este é um projeto de vitalização juvenil que ao setor e à história do movimento operário
merece aplauso. Filme preferido: Muitos, entre eles “Diaman-

de os respeitar
tes de Sangue” (2006)
Hobbies: Correr

Luís Figueiredo P- Quais as principais di�iculdades

e remunerar
do sector têxtil na região?
O “Magic Eye”, desenvolvido pela R- Nos lanifícios, atualmente a preocupa-
“Magic Key”, uma “spin off” instalada no ção deveria ser a substituição dos trabalhado-
Politécnico da Guarda, está a ser usado no res com uma vasta experiência profissional

para tal»
Centro Hospitalar da Cova da Beira para dar que se reformam depois de longuíssimas
maior autonomia e poder de comunicação a carreiras contributivas por trabalhadores
mais novos, mas com contratos efetivos e
doentes tetraplégicos. Isto porque permite
condições de trabalho dignas. No vestuário,
fazer tudo apenas com os olhos e pode até
a principal dificuldade é manter o número
ser usado como uma extensão da voz ou dos P- O que a levou a candidatar-se à de encomendas, pois a maioria das empresas
gestos do utilizador. O projeto é cofinanciado presidência do STBB? está a trabalhar em pleno, algumas até estão
pela Fundação PT e continua a ser desenvol- R- Não existiu nenhuma candidatura, com cargas horárias superiores ao período
vido por Luís Figueiredo na cidade mais alta. de três em três anos há eleições para os normal de trabalho. Ainda assim, continua-
corpos gerentes do Sindicato Têxtil da Bei- mos a ter duas realidades muito distintas dos
ra Baixa e, de acordo com os estatutos, na lanifícios e do vestuário.
primeira reunião são eleitos o presidente,
vice-presidente, tesoureiro, primeiro e P- Actualmente o STBB tem quantos
segundo secretários. Sempre foi eleito por trabalhadores sindicalizados?
unanimidade o camarada Luís Garra, que há R- O sindicato desenvolve
Ministério da Saúde alguns anos vinha demonstrando a impor-
tância e a necessidade de ser eleito outro
trabalho junto de todos os
trabalhadores no distri-
Apesar de tardia, o governo autorizou presidente por forma a dar-se continuidade to. Todos os meses nos
a contratação de médicos para o Serviço ao rejuvenescimento da direção. Tendo em deslocamos às empresas
Nacional de Saúde, resta agora saber se conta este contexto, nesta primeira reunião e, apesar da redução
as 32 vagas postas a concurso para o Uni- foram propostos os nomes de vários cama- massiva do número de
dade Local de Saúde da Covilhã e para o radas para os cargos dirigentes e o meu trabalhadores, conti-
foi indicado para presidente da direção. nuamos a ter uma base
Centro Hospitalar da Cova da Beira serão
Todos foram votados por unanimidade. organizada, continua-
preenchidas. É que, nos últimos anos, nos
mos a sindicalizar e
hospitais do interior, há especialidades P- Quais os objetivos deste man- a ter capacidade de
que ficam desertas, sem candidatos e será dato? atração dos traba-
difícil reverter a tendência se os hospitais R- Para este mandato os objec- lhadores. Posso afir-
do litoral continuam a absorver a maior tivos continuam a ser os mesmos. mar que temos uma
parte das vagas colocadas a concurso. Mal Somos uma organização de classe taxa de sindicali-
vai a saúde do interior quando o ministério e está sempre presente a organi- zação superior
continua a abrir vagas no litoral cujas zação dos trabalhadores, a defesa à média na-
consequências, obviamente, determinam dos seus direitos e a reivindica- cional.
que os médicos optem por não vir para ção por melhores salários que
o interior. nos permitam ter condições de vida fora levam muitos a colocar como última opção P- Quais as principais di�iculdades
do limiar da pobreza. Como referimos ir trabalhar para o sector dos têxteis. Nas dos trabalhadores deste sector?
na tomada de posse: vamos respeitar o confeções as pressões diárias, os ritmos de R- Como já referi anteriormente, a
passado construindo o futuro. A luta dos trabalho e até, em muitas situações, as faltas maior dificuldade deve-se ao facto de
trabalhadores ao longo dos anos nunca de respeito são o motivo para alguns traba- não serem respeitados e os salários. As
Bloco de Esquerda foi fácil mas os trabalhadores do distrito
sempre nos deram grande orgulho na sua
lhadores qualificadíssimos, que estão há
anos nessa profissão, não quererem voltar
entidades patronais querem transformar
o setor numa tabela única, sem categorias
Depois do caso Ricardo Robles, soube- mobilização e organização. A história do ao setor se caírem no desemprego. Outras profissionais, sem valorização do trabalho,
se também que Catarina Martins tem uma movimento operário no distrito de Castelo das nossas tarefas é o combate à precarieda- pagar o salário mínimo e terem benefícios
participação numa empresa de turismo Branco é sobejamente conhecida e reconhe- de, pois se os trabalhadores que entram vão atrás de benefícios do Estado e dos fundos
rural com empreendimentos no concelho cida no seio do movimento sindical e não só. ocupar um trabalho permanente devem ter comunitários. Temos uma grande luta
do Sabugal. Os projetos foram apoiados Esta direcção dará continuidade à defesa um vínculo efetivo, e o combate ao assédio pela frente pela valorização das categorias
por mais de 137 mil euros de fundo comu- da contratação coletiva, lutará pelo au- moral, que tem vindo a agravar-se nalgumas profissionais e aumento dos salários. Os
nitários, mas, segundo fonte do Bloco de mento dos salários e pela dignificação das empresas. E as entidades patronais que não trabalhadores sabem que nunca nada nos
Esquerda, uma das casas é «disponibiliza- profissões. O nosso sector é extremamente tenham dúvidas: se não agirem pela via do foi oferecido, temos de conquistar tudo
da para turismo nos períodos em que não importante e as entidades patronais têm entendimento, do diálogo e do respeito, o com a nossa intervenção e organização. A
é usada pelos seus proprietários». O que que perceber, de uma vez por todas, que se sindicato cá estará para denunciar publica- nossa luta sempre foi determinante e é ela
querem revitalizar e rejuvenescer o setor, se mente as práticas de assédio moral. que nos traz melhores condições de vida. Os
pode configurar uma alegada e indevida
querem jovens e trabalhadores motivados, trabalhadores sabem que é a intervenção do
utilização dos apoios da UE. É caso para
têm de os respeitar e remunerar para tal. P- Quais as iniciativas previstas? sindicato, em conjunto com a organização
dizer: “Públicas virtudes, vícios privados”. Não basta dizerem que têm trabalho e não R- Como podem verificar no que já dos trabalhadores nas empresas, que faz a
têm trabalhadores, têm de dizer o porquê! mencionei, esta direcção terá um trabalho diferença na conquista das reivindicações.
E a razão é por todos conhecida. São os sa- árduo pela frente. Em setembro teremos O que esta direcção pode dizer a todos os
lários, o desrespeito pelo contrato coletivo reunião de direção e iremos agendar ações trabalhadores é que continuará a luta que
de trabalho, a chantagem e as pressões que concretas. vem de anos.
Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

A hipocrisia bloquista
1
Quando em maio foi revelado pela imprensa espanhola que o líder
do “Podemos”, o partido da “nova esquerda” e extrema-esquerda
espanhola, adquirira um chalé na Serra de Guadarrama, por mais
de 600 mil euros, numa zona “bem” próxima de Madrid, os espanhóis
ficaram escandalizados. A direita vingou-se de todos os ataques de
Pablo Iglésias e o partido esteve à beira da implosão. Divididos, os mi-
litantes foram então chamados a votar a continuidade de Iglesias (e da
sua companheira, Irene Montero, porta-voz do partido) na liderança do
“Podemos” em congresso extraordinário. Essa estratégia permitiu unir
de novo o partido e relançar a estratégia anticapitalista, antieuropeia e
de denuncia da corrupção da direita espanhola. Se Iglesias e Montero
puseram o lugar à disposição do plebiscito, e com isso recuperaram a
credibilidade partidária, ninguém esquece que, afinal, se comportaram
como qualquer liberal: quiseram uma boa casa, numa zona segura e
tranquila, para dar o melhor ao filho que vem a caminho. Quando muitos
antecipavam o fim de Pablo Iglésias e a queda do “Podemos”, quem caiu
foi Mariano Rajoy e o PP. Mas caiu também a pretensa superioridade
moral da esquerda e a partir de então cada vez que um dirigente do
“Podemos” ataca os ricos e o luxo, o chalé em Guadarrama é recordado
e a incoerência entre o discurso e a prática são chamados à coação.
Afinal o discurso inflamado contra os ricos, o capital ou a propriedade
privada é para os outros.

2
Nas última autárquicas, o BE apresentou a sua candidatura à Câ-
mara de Lisboa na Mouraria. Simbolicamente, o candidato Ricardo
Robles apresentou naquele bairro alfacinha uma plêiade de medidas
contra o aumento do alojamento local (AL), contra os despejos, contra
os proprietários, contra o lucro, em defesa dos inquilinos, etc. Por isso,
ao ser conhecido o seu investimento turístico (com a irmã), em Alfama,
Robles acabou por se demitir. O negócio é legitimo, mas é imoral pois vai
“Seja tão forte como os contra tudo o que o ex-vereador bloquista defendia – virtudes públicas,
vícios privados! Como é evidente, a tal superioridade moral que o BE

jovens da Tailândia”
gosta de apresentar na forma como critica tudo e todos, acabou. Como
opinião
escreveu João Miguel Tavares, no “Público”, «a superioridade moral é
Carlos Cortes *
assim como a virgindade: uma vez perdida, nunca mais se recupera».
Os acontecimentos dramáticos na Tailândia de mergulhadores a nadarem numa gruta por entre A imagem imaculada, de partido impoluto, contra os interesses, que o
capturaram a atenção e a compaixão do mundo in- estalactites e estalagmites. Bloco gostava de exibir, acabou. Mas isto não significa a queda do BE.
teiro à volta da vida de 13 jovens, presos numa gruta Será que nos podemos permitir tudo? Que po- Esta terá sido a maior a crise do partido (talvez mesmo mais difícil que
inundada, sujeitos à adversidade de fenómenos que a demos desrespeitar o sofrimento alheio, mesmo que a saída de Francisco Louçã), mas a forma como Catarina Martins tem
evolução da humanidade ainda não consegui controlar. localizado no outro lado do planeta? Até que ponto liderado a organização, de forma pragmática, de causas e denúncia de
A Mãe Natureza, indiferente aos avanços técnicos e podemos aproveitar uma desgraça simplesmente por casos, poderá continuar a render apoios aos bloquistas. Mesmo sendo
científicos, dita as suas regras, tanto hoje como há poder ter efeito mediático? Julgo que há limites que certo que cada vez que venham dar lições de moral todos nos tenhamos
milênios, e continua dona do destino de vidas, ditando nunca deveremos ultrapassar. que rir.
fins trágicos ou finais felizes. Tudo isto poderia parecer inocente não fossem os

3
Depois do intenso aproveitamento mediático que Serviços Partilhados do Ministério da Saúde a entidade No meio do turbilhão Robles, surgiu também a notícia de que “afi-
colocou milhões de pessoas coladas aos ecrãs das televi- responsável pela informatização do SNS, uma área nal” a coordenadora do Bloco também tinha negócios de alojamento
sões, era inevitável existirem aproveitamentos mediáticos fundamental da comunicação entre profissionais e local (AL). Como alguém comentou, o caso nada tem a ver com o
e publicitários. Agências de seguros de vida, equipamen- entre profissionais e doentes. Quando um organismo de Ricardo Robles, porém mostra mais uma vez a hipocrisia bloquista.
tos de mergulho, kits salva-vidas ou livros de autoajuda, do Ministério da Saúde perde o sentido do respeito Catarina Martins é sócia, com a família, de uma empresa de turismo no
por mais bizarro que fosse, tudo seria de esperar. e da decência, diz muito sobre o seu papel e sobre o Sabugal. Como é evidente, isso não tem nada de ilegal. Nem sequer é
Mas quem, no meio da desgraça, se iria lembrar impacto que tem na humanização da Saúde. imoral. Mas quando se colocou esta questão, de forma obtusa, a resposta
de promover um qualquer serviço digital de um siste- Não deve valer tudo. Não vale usar os sentimentos foi de que a atividade representa «turismo em espaço rural» e pode ajudar
ma de saúde que atua a mais de 10.000 quilómetros de compaixão para vender um qualquer aplicativo infor- a fixar habitantes e a combater a desertificação em regiões do interior do
do local do acontecimento? Surpreendentemente, os mático. Não vale a insensibilidade e o aproveitamento país (está a gozar connosco??!). Catarina Martins detinha com o marido,
Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) publicitário a qualquer custo. Mas numa sociedade em partes iguais até assumir as funções de deputada (em 2009), um
lembraram-se de usar a desgraça de 13 jovens para em que o próprio ministro da Saúde desvaloriza o negócio que depois passou a ser do marido e dos sogros, que recebeu
promover um aplicativo do MySNS para smarphone. sofrimento humano ao assumir a sua indiferença pelos fundos comunitários para a reabilitação, que recebe turistas ocasional-
A última coisa que esperaríamos é que este acon- «casos pontuais» dos doentes em dificuldade que vão mente, e que ou visa o lucro (a tal coisa imoral para os comunistas) ou
tecimento doloroso fosse aproveitado para publicidade acontecendo pelo país, então a incursão do SNS pela serve para o usufruto da família. Publicamente atacam a Europa, em
a uma aplicação informática. Ainda por cima, do Ser- Tailândia não passa mesmo de uma estratégia publi- privado candidatam-se a fundos comunitários; apresentam uma proposta
viço Nacional de Saúde. Numa campanha publicitária citária de um profundo do mau-gosto. na AR para definir que os AL apenas pudessem ser explorados por quem
divulgada pelos SPMS podemos ler: «Tenha cartão habita nos imóveis e têm de ser a morada fiscal dos proprietários, mas
da atividade física da mySNS e seja tão forte como os * Presidente da Secção Regional do Centro da têm empresas para fazer exploração em local remoto, onde não residem
jovens da Tailândia», em pano de fundo um desenho Ordem dos Médicos nem têm domicilio fiscal; defendem na AR que o AL cumpra regras que
os próprios depois não cumprem. Além da hipocrisia extraordinária,
PUB
pode haver ilícito na obtenção de subsídio comunitário para atividade
económica. Catarina Martins pode continuar a pôr-se em bicos de pés
em público, mas no privado fez o que tantos outros fizeram por esse
país fora: receber fundos comunitários para reabilitar casas da família.
Bem dizia Frei Tomás, faz o que eu digo, mas não faças o que faço…
4• • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018

Hospitais da região COVILHÃ


Sequin abre o “Verão no Centro Histórico”
Em agosto e setembro o Lollypops. O “Verão no Centro

têm vagas para 32


centro histórico da Covilhã vai Histórico”, que decorre até 15
ser palco de vários concertos, de setembro, é promovido pela
sempre aos sábados (21h30), autarquia, que pretende «pro-
que terão como pano de fun- porcionar aos covilhanenses

novos médicos
do as diversas obras de arte o contacto com o melhor da
urbana que existem na zona nova música nacional e com
e serão apresentadas pelos os melhores músicos locais».
AR responsáveis do Festival Wool. Do cartaz constam também
O primeiro concerto acon- “Jazz Sax” (dia 11), na Praça
tece este sábado, no miradouro do Município; Lince (dia 18),
das Portas do Sol, com Sequin, no Largo de Nossa Senhora do
o alter ego musical de Ana Rosário; Cassete Pirata (dia
Miró, que se deu a conhecer 25), no Campo das Festas; Se-
com o lançamento de “Bei- nhor Doutor (1 de setembro),
jing”. O seu primeiro álbum junto às escadinhas do castelo;
(“Penelope”), produzido por Nós os Dois (dia 8), no Largo da
Moullinex, foi lançado em abril Igreja de Santa Maria; e Tio Rex
de 2014 pela editora Lovers & (dia 15), no Paço 100 Pressa.

SAÚDE
Nova campanha da Alzheimer Portugal
lançada na Guarda DR

Governo cria incentivos financeiros para fixar médicos no interior do país

Ana Eugénia Inácio ídos pelas seguintes especialidade: Martins. Mas este reforço será
Anestesiologia (2), Cirurgia Geral ainda «insuficiente para as neces-
(1), Endocrinologia e Nutrição (1), sidades globais» da ULS, sublinha
O Ministério da Saúde Hematologia Clínica (1), Imuno‐ a administração, numa resposta
já deu luz verde à hemoterapia (1), Medicina Interna escrita enviada a O INTERIOR. No
contratação de novos (4), Medicina Nuclear (1), Nefrolo- documento lê-se também que os
médicos para o Centro gia (1), Oftalmologia (1), Oncologia apoios aos médicos que optem
Hospitalar da Cova Médica (1), Ortopedia (1), Otorri- por vir para a Guarda serão «in-
da Beira, que tem 19 nolaringologia (1), Patologia Clínica suficientes», embora se reconheça
vagas, e para a ULS da (1), Psiquiatria (1) e Reumatologia que os já anunciados são «úteis». De
Guarda, onde foram (1). No caso da Unidade Local de resto, a ULS salienta que na unidade A Associação Alzheimer sensibilizar os guardenses
abertos 13 lugares. Saúde (ULS) da Guarda, há 13 vagas hospitalar da Guarda existem «boas Portugal lançou na Guarda, a tornarem-se “Amigos na
a concurso: Cardiologia (2), Cirur- condições para a participação dos na segunda-feira, Dia Inter- Demência”. Além da Guarda, a
Se é verdade que há muito se gia Geral (1), Gastrenterologia (1), novos profissionais em atividades nacional da Amizade, a cam- iniciativa foi apresentada em
esperava que a tutela autorizasse Medicina Interna (2), Oftalmologia de formação e de investigação, o panha “Amigos na Demência”, mais 19 pontos do país, entre
a contratação de mais médicos (1), Ortopedia (1), Radiologia (1), que deve constituir outro motivo iniciativa que difunde uma praias e cidades. A Alzheimer
para os hospitais do interior, Saúde Pública (1) e Medicina Geral aliciante para um jovem médico se mensagem positiva e inclusiva Portugal é a única organização
também é verdade que, ciclica- e Familiar (3). Das vagas abertas, 11 fixar» por cá, argumentam. sobre a demência. em Portugal, de âmbito nacio-
mente, os respetivos concursos terão direito a incentivos do estado Mais otimista está Adminis- O objetivo desta ação é au- nal, especificamente constituí-
costumam ficar desertos. Para no caso do CHCB e três no caso da tração Regional de Saúde (ARS) mentar a compreensão sobre da com o objetivo de promover
evitar esse desfecho, na passada ULS da Guarda. do Centro, pois das 1.234 vagas a doença e convidar todos os a qualidade de vida das pes-
semana, o Ministério da Saúde Segundo a administração disponíveis a nível nacional, 264 cidadãos a comprometerem-se soas com demência e dos seus
abriu vagas para 1.234 médicos hospitalar guardense, Ortopedia, são para unidades de saúde da ativamente na melhoria do dia familiares e cuidadores. Tem
recém-especialistas nos hospitais Cardiologia, Oftalmologia, Radio- região. «Com a contratação destes a dia das pessoas com demên- como visão uma sociedade
públicos, nos centros de saúde logia, Anestesiologia, Urologia e novos profissionais, conjugada cia. Para tal, colaboradores que integre as pessoas com
e na área da saúde pública. E Ginecologia/Obstetrícia são «as com a atribuição de incentivos e voluntários da associação demência e reconheça os seus
dessas, 150 são reservadas à especialidades mais carenciadas», à fixação em zonas carenciadas, estiveram na Praça Velha para direitos.
colocação de médicos em zonas pelo que a possível chegada de será reforçada, de forma subs-
carenciadas (interior e Algarve). mais treze clínicos «será um tancial, a resposta ao nível dos VILAR FORMOSO
De acordo com a informação bom contributo para garantir a cuidados hospitalares e cuidados
publicada no “Diário da República” acessibilidade em tempo adequa- de saúde primários na região Cen- Suspeito de crimes de rapto e abuso
na quinta-feira, ao Centro Hospita- do aos cuidados clínicos, assim tro», destaca a ARS. Relativamente sexual de crianças detido na fronteira
lar Cova da Beira (CHCB) poderão como à formação de equipas aos incentivos para motivar os mé-
A Polícia Judiciária (PJ) da fora do território nacional,
chegar 19 novos médicos, distribu- de Urgência» no Hospital Sousa dicos a fixarem-se nas chamadas
Guarda deteve na quinta-feira «mantendo-a aí sob a sua guar-
zonas carenciadas, já não são de
um homem suspeito da alegada da» até à passada quinta-feira,
Câmara da Guarda disponibiliza habitação agora. Apareceram em 2015, com
prática de um crime de rapto de quando ambos foram interce-
uma remuneração acrescida em 40
para médico por cento, mas o impacto foi mais
uma menor com 14 anos.
Segundo o Departamento
tados pela Guardia Civil espa-
nhola em Fuentes de Oñoro,
reduzido que o esperado. Este ano,
A ULS da Guarda solicitou à Câmara apoio para a fixação de de Investigação Criminal, o in- localidade fronteira com Vilar
os médicos que aceitem vir para o
um novo oftalmologista no Hospital Sousa Martins, proporcio- divíduo pretenderia «a conso- Formoso. A detenção ocorreu
interior, ou para a região do Algarve,
nando-lhe «condições favoráveis» em termos habitcaionais. Esse lidação de um relacionamento por solicitação da Judiciária da
irão receber cerca de 36 mil euros
apoio passa por arrendar por um valor «muito abaixo do preço de natureza sexual iniciado Guarda. O detido, de 26 anos,
brutos por um contrato de três
do mercado» uma habitação propriedade da autarquia, explicou com a mesma, quando esta foi presente a primeiro inter-
anos. Acrescem ainda dias adicio-
o vice-presidente da Câmara. Segundo adiantou Carlos Chaves tinha apenas 13 anos». A PJ rogatório judicial, tendo em
nais de férias, 15 dias por ano para
Monteiro, a renda proposta foi de 100 euros por um T2, mas o refere que a vítima foi seduzida vista a eventual aplicação das
formação e um regime preferencial
médico ainda não decidiu se aceita ou não. pelo detido, que a levou para adequadas medidas de coação.
de colocação dos cônjuges.
Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • •5

INVESTIMENTO

Portugal não vai acolher


“Canarinhos” já estão
fábrica da Tesla operacionais em Trancoso
A fabricante norte-ame- ficar de fora. Há mais de um
ricana de veículos elétricos ano já a Tesla tinha dito que Instalação de grupo da Força Especial de Bombeiros no antigo
Tesla está em conversações estava a tentar decidir onde quartel foi atrasada devido à falta de viaturas e de equipamentos
com as autoridades alemãs iria instalar a sua fábrica LM
e holandesas com vista à europeia, notícia que deixou
construção da sua primeira governos e mercados aten-
fábrica europeia, avançou o tos. Em dezembro de 2016,
“The Wall Street Journal” ci- o Executivo de António Costa
tado esta semana pelo “Jornal fez saber que tinha criado
de Negócios”. um grupo de trabalho para
Segundo o jornal norte- estudar as potencialidades
americano, Elon Musk, CEO do lítio em Portugal. Tudo
da Tesla, já teve conversa- a pensar nas baterias para
ções preliminares com dois os carros elétricos, que era
Estados alemães que preten- uma das bandeiras com que
dem acolher a gigafábrica Portugal estava a acenar à
da Tesla – e cujo intuito é Tesla para que Elon Musk
fabricar simultaneamente se decidisse a instalar por
os automóveis elétricos da cá a fábrica europeia da sua
marca norte-americana e empresa. A Guarda foi uma
as suas baterias. De acor- das cidades que manifestou
do com a mesma fonte, as interesse e disponibilidade
conversações estão ainda para atrair esse investimento.
«numa fase muito inicial e Mas havia mais autarquias
podem não resultar num na corrida, como a Covilhã, Elementos da FEB instalaram-se esta semana e vão atuar em todo o país
acordo». O que parece é Palmela, Mangualde, Viana do
que Portugal poderá mesmo Castelo e Torres Vedras. Luis Martins tos. «Até ao fim de semana vai do os trabalhos com dez mil
ser transformada num grupo euros. «Outra mais-valia é que
mais numeroso, com 30 a 35 temos muito próximo a Escola
Guarda em alerta O calor chegou em força e
com ele também a brigada da For-
elementos, e terá o apoio de
uma máquina de rasto», adianta
Profissional com uma excelente
cantina que poderá permitir as

vermelho por causa ça Especial de Bombeiros (FEB)


destacada para Trancoso, que está
operacional desde ontem.
António Fonseca. Segundo o co-
mandante distrital de operações
e socorros, estes operacionais
refeições desses operacionais»,
acrescenta Amílcar Salvador,
presidente da autarquia. A mis-
do calor Trata-se de um dos grupos
preposicionados que a Auto-
estão à ordem do comando na-
cional e poderão ser deslocados
são destes bombeiros de elite é
responder, «com elevado grau
A Guarda está sob avi- mana valores próximos de ridade Nacional de Proteção para «qualquer ponto do país». de prontidão, às solicitações de
so vermelho - o mais grave 25°C em grande parte do Civil (ANPC) sediou em vários Já a escolha de Trancoso emergência de proteção e socor-
- devido ao calor, um aler- território, aproximando-se pontos do país, como é o caso teve critérios de «operaciona- ro, a ações de prevenção e com-
ta que vai estender-se até dos 30°C em alguns locais em Guimarães e Proença-a- lidade», uma vez que a brigada bate em cenários de incêndios,
meio da tarde de amanhã. do interior Centro e Sul, em Nova, para reforçar o combate pode facilmente ser deslocada acidentes graves e catástrofes».
Segundo o Instituto Portu- especial no Alto Alentejo». aos incêndios na região – e não no território, e de «logística», Os “canarinhos”, assim cha-
guês do Mar e da Atmosfera O sul do território continen- só – durante o período mais crí- graças à disponibilização das mados devido à farda amarela,
(IPMA), a temperatura vai tal poderá ser afetado por tico, a par das corporações dos instalações pela associação foram recrutados nos corpos de
subir de forma acentuada poeiras em suspensão pro- bombeiros e do GIPS da GNR. A humanitária local, adiantou bombeiros mistos e voluntários
em Portugal continental a venientes do norte de África. sua instalação no antigo quartel António Fonseca. O edifício, e são conhecidos por apagarem
partir desta quarta-feira, Face ao intenso calor, a Dire- dos voluntários da “cidade de devoluto desde a mudança da incêndios sem água, atuando
mantendo-se muito elevada ção-Geral da Saúde aconse- Bandarra” concretizou-se agora corporação para o novo quartel, como sapadores em locais mais
até ao fim de semana, com lha as pessoas a permanece- e não em julho devido à falta de foi alvo de obras para receber a isolados, aos quais chegam a pé
os avisos laranja a passarem rem em ambientes frescos, a viaturas BAP e de equipamen- FEB, tendo o município apoia- ou de helicóptero.
a vermelhos a partir de hoje manterem as casas frescas e
e até às 15h59 de amanhã. a beberem muita água, evi-
Além da Guarda, os distritos tando a ingestão de álcool. INCÊNDIOS
abrangidos pelo aviso ver-
melho são Bragança, Évora,
Devido ao agravamento do
risco de incêndio, causado Guarda é o segundo distrito com mais multas
Vila Real, Santarém, Beja,
Castelo Branco e Portalegre.
pela subida da tempera-
tura e da redução da hu- por falta de limpeza de terrenos
O IPMA adverte que as tem- midade, o estado de alerta A falta de limpeza dos terre- proprietários dos terrenos lim- no terreno e a principal pre-
peraturas máximas vão estar especial relativo aos meios nos já obrigou a Guarda Nacional param conforme determina a lei. ocupação «são as zonas de
«muito acima dos valores de combate a fogos está Republicana (GNR) a levantar A 1 de agosto o número de autos interface urbano, ou seja, zonas
normais para a época», pró- em vigor nos distritos do 4.204 multas até ao dia 29 de ju- levantados no distrito da Guarda florestais e agrícolas junto aos
ximas dos 40ºC, com exceção centro e norte do país. lho. Destas, 472 infrações aconte- já chegava aos 532, adiantou o aglomerados populacionais»,
da costa sul do Algarve, onde A Marinha e o Exército vão ceram na Guarda, que é o segundo capitão Cláudio Saraiva, Relações pois em caso de incêndio é
serão entre os 30 e os 35ºC. reforçar, com mais 19 patru- distrito do país com mais coimas. Públicas da GNR da Guarda. Em- importante assegurar «que as
No interior do Alentejo, lhas e 76 militares, o apoio À frente só Santarém, onde foram bora reconheça que «tem havido populações não ficam em risco».
Vale do Douro e do Tejo e à Proteção Civil entre hoje e registadas 790 multas e a seguir no distrito uma preocupação por Também a rede viária que serve
Beira Baixa, a temperatura domingo, podendo as ações está Braga, com 371. parte dos proprietários com a as localidades «deve estar deso-
máxima deverá atingir va- serem prolongadas caso a A limpeza obrigatória de ter- limpeza de terrenos», o oficial bstruída para que, em caso de
lores da ordem dos 45°C, meteorologia o justifique. renos surgiu no âmbito do plano considera que não é de mais ocorrência, os meios de socorro
«podendo ser alcançados Num aviso à população, a de prevenção de incêndios. O lembrar que há cuidados a ter possam chegar em condições de
máximos absolutos em vá- Proteção Civil recorda que Governo estima que já terão sido nos meses em que o calor aperta, segurança». Segundo Cláudio
rios locais», refere o IPMA. que é proibido fazer quei- limpos 2.800 hectares à volta das reforçando que «se as pessoas Saraiva, há «uma vigilância aten-
Também os valores da tempe- madas e fogueiras ou lançar casas e à volta dos aglomerados. não tiverem cuidados os meios ta» em todo o território, onde,
ratura mínima têm tendência balões e foguetes, fumar ou Das mais de quatro mil infrações podem ser insuficientes». além da GNR, estão também no
para uma subida gradual, fazer lume nas florestas e registadas, cerca de 1.200 foram, Para prevenir surpresas terreno as forças e 26 equipas
«atingindo no final da se- nas estradas circundantes. entretanto, anuladas, porque os indesejáveis, a GNR continua de sapadores florestais.
6• • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018

S
Catarina Martins é sócia
de empresa de alojamento
Sociedade local no Sabugal
Empresa explora quatro empreendimentos turísticos no Sabugal e uma unidade de alojamento
local em Vila Boa, num projeto que recebeu 137,3 mil euros de fundos europeus
COVILHÃ DR
Catarina Martins, coordena-
Câmara adia dora do Bloco de Esquerda (BE),
reabilitação é sócia de uma empresa que se
dedica ao alojamento local no
de casas para concelho do Sabugal, divulgou
estudantes o jornal “ECO” na edição de
O projeto de reabilitação terça-feira.
de 48 casas na zona histórica da Esta notícia surgiu menos
Covilhã destinadas a estudan- de 24 horas depois da demissão
tes universitários, anunciado de Ricardo Robles, vereador blo-
pela autarquia no início de quista no município de Lisboa.
2017, não se irá concretizar Segundo o matutino, Catarina
para já. O Presidente da Câmara Martins fundou a Logradouro
garante que «não desistimos Lda. com o marido há quase
do projeto», trata-se apenas de dez anos e foi sócia-gerente da
uma reorganização financeira. empresa até final de 2009, mo-
A requalificação de casas mento em que assumiu funções
antigas iria acontecer no âmbi- como deputada em regime de
to do Plano Estratégico de De- exclusividade. Na época, cada
BE reage dizendo que esta atividade representa «turismo em espaço rural» e pode ajudar a fixar habitantes no interior
senvolvimento Urbano (PEDU), um detinha uma quota de 50 por
mas esta verba «teve de ser cento. Já em 2009, a entrada de mantiveram uma «participação plora, neste momento, quatro turismo», acrescentou a mesma
realocada para a recuperação Catarina Martins no Parlamento simbólica» no negócio. Atual- empreendimentos turísticos fonte do Bloco de Esquerda. Já os
do atual Teatro Municipal», levou a alterações na gerência da mente, a coordenadora do BE e uma unidade de alojamento empreendimentos turísticos são
também financiada pelo mes- empresa. O marido manteve-se tem 4 por cento da empresa. Ao local no concelho raiano – a Casa antigos palheiros reconvertidos
mo programa, explicou Vítor como gerente e entraram dois “ECO”, fonte oficial do BE disse da Marzagona, em Vila Boa. Nes- para turismo rural, num projeto
Pereira. Segundo adiantou o novos sócios: Ana Maria Manso que a visão de Catarina Martins te último caso trata-se da «casa que recebeu financiamento da
autarca, a verba prevista para Soares e José Manuel Carreira, é a de que esta atividade repre- dos sogros de Catarina Martins União Europeia de 137,3 mil eu-
o novo equipamento cultural sogros de Catarina Martins e senta «turismo em espaço rural» na sua aldeia de origem e onde ros. A participação de Catarina
«não é suficiente, pelo que proprietários de «grande parte» e pode ajudar a fixar habitantes a família se reúne todos os anos. Martins nesta empresa consta
necessitou de um reforço». Mas do património explorado pela e a combater a desertificação Nos períodos em que não é nos registos de interesses entre-
esta decisão não põe de lado o Logradouro Lda no Sabugal. em regiões do interior do país. usada pelos seus proprietários, gues ao Parlamento e também
projeto das casas, que será ago- Catarina Martins e o marido A empresa Logradouro Lda ex- a casa é disponibilizada para ao Tribunal Constitucional.
ra candidatado ao Instrumento
Financeiro para a Reabilitação e FOTOLEGENDA
Revitalização Urbanas (IFRRU), DISTINÇÃO
criado no âmbito do Portugal
2020. «Estamos neste momen-
PSP “invadiu” mercado quinzenal Escolas de Seia
to a preparar a candidatura da Guarda SG e Fundão nos dez
e esperamos que em 2020 o
projeto esteja concluído», afir-
mou o edil. primeiros lugares
Quem já reagiu a este adia-
mento foi Núcleo de Estudantes do projeto “Game”
Social Democratas da Universi- Das 14 escolas do território da Agência
dade da Beira Interior que, em Regional de Energia e Ambiente do Interior
comunicado, diz esperar que a – ENERAREA que participaram no projeto
promessa feita aos estudantes “Game”, o Agrupamento de Escolas Guilherme
«seja cumprida o quanto antes», Correia de Carvalho (Seia) e o Agrupamento
rematando que «a UBI, cujo de Escolas do Fundão ficaram nos dez
crescimento nos últimos anos é primeiros lugares, tendo sido premiadas. A
claro, continuará a tentar formar competição contou com a participação de
excelentes profissionais que 53 escolas a nível nacional, tendo as dez
migrarão para outras zonas do escolas mais pontuadas ganho prémios no
Na quarta-feira, cerca de 50 elementos de armas». «Mas se traziam um nome, se- valor de 1.000 euros de apoio à implemen-
país, onde tenham todas as con-
da Polícia de Segurança Pública (PSP) da gundo aquilo que ouvi dizer, fossem ao pé tação de uma ou mais medidas identificadas
dições que merecem, já que não
Guarda “invadiram” o mercado quinzenal e dessa pessoa e fizessem o que tinham que nos Planos de Racionalização de Consumo,
são prioridade na nossa cidade»
revistaram bancas e carrinhas. «Entraram fazer. Só porque somos todos ciganos temos elaborados pelos alunos. Para a realização
Relativamente à reabilita-
por aqui a dentro, cada um tomou conta de que pagar por isso? Não temos direito a deste concurso foram entregues às escolas
ção do Teatro Municipal, que
uma tenda sem sabermos porquê», conta viver a nossa vida?», questionou Joaquim participantes um tablet e material promo-
aguarda pelo visto do tribunal
o feirante Joaquim Rosa. «Acho muito bem, Rosa, que adiantou que não teve conhe- cional. O projeto, desenvolvido no âmbito da
de contas para que as obras
mas os outros não têm culpa daquilo que se cimento de qualquer apreensão de roupa Eficiência Energética pela ENERAREA, em
possam arrancar, Vítor Pereira
está a passar. Vimos para governar a vida, nem de armas. «Acho que apanharam uma parceria com a SENERGIA, «tinha como obje-
referiu que «está para breve»,
não vimos para estar aqui nestas condições. E moca dentro de um carro», acrescentou, tivo a realização de uma auditoria energética
acreditando que «em finais de
acho muito mal porque as pessoas começam reforçando que acha bem «que a polícia as escolas envolvendo alunos do 3º Ciclo,
agosto, início de setembro as
a vir e vão-se embora», queixa-se o feirante, esteja para zelar pelas pessoas, mas nós Ensino Secundário e Profissional».
obras começam».
que diz desconfiar que «vieram por causa não temos que levar com tudo».
Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • •7

Poucos professores
CHCB
Magic Eye permite
maior autonomia

contratados
a doentes com
tetraplegia
DR

conseguem vincular
no distrito da Guarda
Sara Guterres
AR
O Centro Hospitalar Cova
da Beira (CHCB) dispõe agora
de uma solução tecnológica de
acessibilidade à comunicação,
Nos últimos seis anos, que permite que um doente
os professores da tetraplégico possa interagir com
região «têm vinculado um computador com o simples
ou encontrado movimento do olhar.
colocação para O novo equipamento propor-
contratação» em ciona maior autonomia a doentes
Lisboa, Algarve, Porto com necessidades especiais de
ou Minho. saúde e elevado grau de inca-
pacidade física, representando
Dos 30.580 candidatos ao «um contributo valioso para o
concurso interno de professores bem-estar e conforto, físico e
apenas 9.274 obtiveram colo- psicológico do doente», sublinha
cação, «o que significa que 70 João Casteleiro, presidente do
por cento dos candidatos não Conselho de Administração da
lograram desejada transferên- unidade. Por outro lado, o médi-
cia, que seria muito importante co reitera que esta ferramenta é
para garantirem uma colocação «a prova da importância que as
mais próxima da sua área de novas tecnologias adquiriram na
residência», realça a dirigente atualidade, quando aplicadas em
do Sindicato dos Professores da prol da prestação de cuidados de
Região Centro (SPRC) na Guar- saúde com qualidade, segurança
Dirigente do SPRC na Guarda considera «necessário» implementar mecanismos para a fixação de professores no interior
da, Sofia Monteiro. e humanização». Também para a
Além disso ficaram por porque estes apenas podiam onde pretendiam ficar». E acres- têm vinculado ou encontrado diretora da Fundação PT, Graça
preencher 1.230 vagas, segundo concorrer a vagas de quadro de centa que «a lotaria dos concursos colocação para contratação, na Rebocho, «esta parceria com
o Ministério da Educação, «ale- zona pedagógica», adianta Sofia de professores» não está depen- sua grande maioria, em Lisboa, no o CHCB representa mais uma
gadamente por não terem sido Monteiro. Em consequência, as dente da vontade de cada um, mas Algarve, Porto ou Minho. situação onde a tecnologia faz a
pretendidas» pelos docentes: escolas e agrupamentos terão de sim «do interesse do Ministério «Por isso, ou deixam as diferença na inclusão social, neste
«Esta é, apenas, uma meia-ver- recorrer a professores que não da Educação em abrir mais ou suas famílias ou mudam com- caso, possibilitando uma maior
dade», considera a responsável. são dos seus quadros para pre- menos vagas» em determinados pletamente de vida, passando autonomia e poder de comunica-
Na sua opinião, «o não preenchi- encher 1.230 vagas «por única locais, sendo que as que têm sido a viver nessas regiões. Se lhes ção aos doentes com limitações
mento destas vagas decorre do e exclusiva responsabilidade da criadas se concentram sobretudo fosse dada outra alternativa, cer- de mobilidade severas».
facto do Ministério da Educação, tutela e do regime de concursos no litoral. No distrito da Guarda, tamente seria o distrito da Guar- O Magic Eye, desenvolvido
ao contrário do que defendeu que impôs». «a situação de mobilidade dos da, para onde tentam sempre pela Magic Key, uma “spin off”
a FENPROF em negociação, A responsável considera que professores, dada a escassez de regressar», acredita a dirigente. instalada no Politécnico da Guar-
impedir os docentes que não in- a falta de atratividade de algumas vagas, faz-se internamente, isto Neste momento, tendo em con- da, é uma solução tecnológica que,
tegram os quadros (contratados zonas do país, nomeadamente é, entre professores do quadro, ta que ainda está a decorrer a através de movimentos do olhar,
ou desempregados) de concor- do interior, deve-se ao facto de sendo poucos os contratados que aceitação das colocações do con- permite controlar o cursor do
rer às vagas existentes nos qua- «muitos dos professores que já conseguem vincular», adianta a curso nacional, «não é possível rato, e utilizar qualquer aplicação
dros de escola ou agrupamento pertencem aos quadros estarem dirigente sindical, acrescentando saber» dados concretos sobre a de um computador, por pessoas a
que, nos últimos seis anos, os falta de professores na região, quem um rato ou teclado normal
Mecanismos para �ixar professores professores oriundos desta região de acordo com Sofia Monteiro. não estejam acessíveis.

no interior PUB

Ainda assim, a sindicalista não duvida que é «necessário» im-


plementar mecanismos para a fixação de professores no interior. A25 - Circulação Condicionada
«Desde já abrindo vagas, o que passa também por dar con- Concessão Beiras Litoral e Alta
dições de fixação das pessoas nos territórios, criando emprego e
combatendo a desertificação», defende a dirigente do SPRC. «Sem
alunos não há escolas e, no distrito da Guarda, mais facilmente Iremos efetuar intervenções de beneficiação do pavimento na A25 que implicarão alguns
as encerramos do que as abrimos», lamenta Sofia Monteiro, para condicionamentos de tráfego nos dois sentidos, entre o Nó de Mangualde e o Nó com a EN332 (Vilar
Formoso) de 2 de julho a 20 de agosto.
quem adotar medidas de política educativa para as escolas do in-
terior também seria um bom passo. «Isso impediria a formação de Na semana de 6 a 10 de agosto estes condicionamentos poderão ocorrer em toda a extensão dos
mega agrupamentos que não trazem nenhuma mais-valia para a trabalhos, concretamente entre o Nó de Mangualde e o Nó com a EN332 (Vilar Formoso).
população estudantil e são mesmo fator de insucesso», considera
Recomendamos que circule com maior precaução nos diferentes troços com intervenções e conte com
a sindicalista, lembrando que o sistema educativo não é igual para mais tempo para o percurso, para chegar ao seu destino em segurança e dentro da hora prevista.
todo o território, pelo que «poderíamos criar melhores condições
de trabalho para os professores e melhores condições de aprendi- A realização destas obras irá melhorar a qualidade do pavimento, pelo que agradecemos a sua
zagem para os alunos. E, por si só, estas duas medidas ajudariam compreensão para os transtornos causados. Para mais informações ligue 707 221 221 (24H) ou
a fixar professores e populações», garante a responsável. consulte www.ascendi.pt.
8• • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 Especial Ensino

Projeto de Futebol Encontro Internacional no IPG


No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) Pedagógico de Nukus).

Integrado reconhecido
decorreu, na passada semana, um encontro O objetivo principal do referido projeto
internacional no âmbito do Projeto Erasmus é a promoção e suporte das reformas gover-
+ de Capacitação Institucional, “MAGNET – namentais em matéria de proteção social e
University as a key partner of NETwork for emprego, redução do desemprego e aumento

pela Comissão Europeia


vocational educational training centers of do rendimento efetivo da população, através
Middle Age Generation in Uzbekistan”. da formação, reciclagem e formação avançada
Este projeto é uma parceria internacional de desempregados de meia-idade.
liderada pela Universidade de Ciências Aplica- O encontro internacional que decorreu
das de Leipzig e no qual participam Portugal no IPG, entre 23 a 27 de julho, incidiu na for-
(através do Instituto Politécnico da Guarda), mação de formadores, tendo-se desenvolvido,
Letónia (Colégio da Cultura da Letónia), para o efeito, um programa que evidenciou a
Roménia (Universidade Galati) e diferentes experiência do IPG ao nível da formação de
entidades do Uzbequistão ( nomeadamente a professores e formação profissional, assim
Universidade Estatal de Fergana, a Universi- como dos seus parceiros na área, nomeada-
dade Estatal de Karshiy e o Instituto Estatal mente o IEFP.

PUB

O projeto ERAMUS+, Futebol Integrado: O Instituto Politécnico da Guarda colaborou


uma nova fronteira do desporto para todos – na elaboração do regulamento específico e pro-
em que o Instituto Politécnico da Guarda (IPG) porcionou à comunidade os primeiros cursos de
participou – foi recentemente reconhecido por formação de treinadores e árbitros desta nova
um painel de especialistas da Direção Geral para modalidade.
a Educação, Juventude, Desporto e Cultura da Ao longo desta experiência, realizada em
Comissão Europeia. estreita colaboração com a Associação ACTI-
Após a sua conclusão, a avaliação realizada VA (Associação Distrital de Desporto, Lazer e
por este painel conferiu ao projeto o reconhe- Cultura para Pessoas com Deficiência), o IPG
cimento máximo, classificando-o como uma conseguiu oferecer uma nova forma de vivenciar
“história de sucesso”. o desporto, proporcionado a verdadeira integra-
De referir que esta classificação é atribuída ção dos diferentes elementos da comunidade.
a um número muito restrito de projetos, com Segundo a coordenadora do projeto, Profª
base em critérios rigorosos de qualidade, rele- Carolina Vila-Chã (docente na ESECD/IPG), “nas
vância e resultados. Os projetos reconhecidos várias atividades desenvolvidas registaram-se
distinguem-se pelo seu impacto social e resul- mais de 200 participações, demonstrando clara-
tados inovadores, constituindo-se como modelo mente que o Futebol Integrado pode contribuir
de boas práticas. para o desenvolvimento de uma sociedade mais
O projeto foi liderado pelo Centro Sportivo inclusiva”.
Educativo Nazionale de Itália, em colaboração com O projeto culminou com a criação de uma
instituições de vários países europeus (Alemanha, rede europeia dedicada ao Futebol Integrado,
Bulgária, Eslováquia, Itália, Lituânia e Portugal). cabendo à ACTIVA, que nela tem assento, a
A representação portuguesa ficou a cargo prossecução dos objetivos de divulgação e
do Instituto Politécnico da Guarda, através de desenvolvimento da modalidade em Portugal.
uma equipa de docentes da Unidade Técnico- “Estamos certos que esta nova modalidade
Científica de Desporto e Expressões. Este projeto pode ter um impacto positivo no desenvolvi-
teve como missão o desenvolvimento de um mento de uma sociedade mais inclusiva e que
novo modelo de prática do futebol, valorizando a ACTIVA será certamente uma embaixadora
todos os participantes de igual forma, indepen- de sucesso desta nova modalidade, quer a
dentemente do género e idade, sejam ou não nível nacional, quer internacional”. Referiu-nos
portadores de deficiência. Carolina Vila Chã.

Submissão de propostas de comunicações termina a 15 de Agosto


Fórum sobre toponímia
No próximo dia 26 de Outubro vai ter contribuir para um melhor conhecimento do
lugar no Instituto Politécnico da Guarda mais País, dos valores históricos, culturais, sociais e
uma edição do “Fórum sobre Toponímia”. políticos a ele associados”.
Esta iniciativa pretende evidenciar a to- Os interessados em apresentar comu-
ponímia como referência de valores históricos, nicações podem efetuar ainda a submissão
culturais e memória coletiva de factos, perso- dos seus trabalhos até 15 de Agosto de 2018
nalidades, tradições ou legados identitários. (http://www.ipg.pt/toponimia/comunicaco-
Para a organização deste Fórum, de es.aspx) enquanto as pessoas interessadas em
âmbito nacional, “o estudo e valorização da to- participar devem fazer a sua inscrição (gratuita
ponímia permitem, um melhor conhecimento mas obrigatória) até 25 de Setembro.
de cada aldeia, cada vila e cada cidade. Assim, Outras informações complementares
o Instituto Politécnico da Guarda pretende estão disponíveis em www.ipg.pt/toponimia.

III Jornadas de Educação no IPG


A Escola Superior de Edu- para o desenvolvimento na for-
cação, Comunicação e Desporto mação inicial de educadores/
do Instituto Politécnico da Guar- professores e os maus tratos em
da vai promover, nos dias 6 e 7 crianças e jovens.
de novembro de 2018, as III Jor- Os participantes terão a
nadas de Educação intituladas: oportunidade de assistir a confe-
“Desafios, Práticas e Reflexões”. rências, painéis, que envolverão
Estas jornadas têm como oradores de reconhecido mérito.
objetivo fundamental criar um O programa das jornadas é
espaço de partilha de conheci- aberto à apresentação de comu-
mento em torno de temáticas nicações livres e posters.
relacionadas com a educação se- Os interessados podem ob-
xual ao longo da vida, a iniciação ter mais informações em http://
da leitura e da escrita, o Referencial de Educação www.ipg.pt/3jornadaseducacao/.
Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • •9

Museu do Côa já recebeu


mais de 200 mil visitantes
Sara Guterres
AR

Parque
Até 19 de agosto, Arqueológico
a Fundação Côa do Vale do Côa
Parque assinala os
oito anos da abertura comemora 22 anos
do Museu do Côa e A 10 de agosto de 1996
os 22 da criação do nascia o Parque Arqueológi-
Parque Arqueológico co do Vale do Côa (PAVC), o
do Vale do Côa. Para único do género em Portugal
o efeito preparou e o maior complexo de arte
um programa com rupestre paleolítica ao ar livre
eventos musicais e no mundo.
várias atividades, «Os trabalhos da nossa
que prosseguem no equipa de arqueologia têm
domingo (21 horas) grande impacto nacional e
com uma sessão de internacional, sendo frequen-
astronomia na Quinta temente convidados para os
da Ervamoira. encontros científicos mais
prestigiados», destaca o pre-
Abriu portas ao público a 30 sidente da Fundação, para
de julho de 2010 e, até ao final de quem, em termos culturais,
2017 foi «o melhor ano de sempre» com 32 mil visitantes, revela presidente da Fundação Côa Parque
2017, o Museu do Côa recebeu este projeto é «um marco his-
206.542 visitantes – uma média teve de receitas próprias cerca aos Museus de Altamira (Espa- o responsável, que não esquece tórico amplamente divulgado
anual de 25.818 pessoas, revela de 200 mil euros, o que significa nha) e Lascaux (França)», afirma a «qualidade notável» dos guias. e comentado» pelo mundo.
a Fundação Côa Parque. Nos que, até 2022, temos que fazer o responsável, sublinhando ainda O futuro passa por con- Mas nem só as áreas científica
anos que se seguiram à abertura um esforço muito significati- que «estamos a participar num tinuar a afirmar o Museu do e cultural beneficiam, também
«verificou-se um decréscimo vo», constata o responsável. E conjunto de redes patrimoniais e Côa como «um equipamento em termos económicos e so-
acentuado de visitas» que foi, so- para atrair mais visitantes, a museológicas», nomeadamente cultural de referência» na região ciais «é inegável o contributo
bretudo, contrariado em 2017, «o estratégia passará «por dar mais a Rede de Museus do Douro, a e no país, mas também mantê- deste projeto para a criação de
melhor ano de sempre» com 32 mil notoriedade» ao equipamento: Rede do Património Mundial de lo como «projeto âncora» em emprego e negócio na região e
visitantes, acrescenta o presidente «Vamos divulgá-lo junto dos Portugal e o itinerário cultural termos económicos e sociais: para a formação de uma dinâ-
do Conselho Diretivo daquele orga- operadores turísticos nacionais “Prehistoric Rock Art Trails” do «Queremos colocar este museu mica turística». No ano passa-
nismo criado para gerir o museu e e internacionais, bem como nas Conselho da Europa. «Queremos ao serviço da comunidade, poten- do a Côa Parque viu aprovada
o parque arqueológico. escolas de Portugal e Espanha» que as pessoas venham muitas ciando a criação de sinergias com uma candidatura ao Programa
Mas as expectativas vão para «atenuar» a dinâmica sa- vezes ao Museu do Côa e fidelizar os agentes culturais, científicos, Valorizar «que está agora em
muito além desse número e a zonal dos visitantes, adianta o um público alargado», ambiciona económicos, sociais e educativos, plena execução, permitindo
meta é que as entradas cresçam presidente da Côa Parque. Bruno Navarro. É por isso que a nacionais e internacionais. Que- renovar a frota automóvel para
a uma média de 20 por cento ao Nesse sentido, aos opera- Fundação está a apostar numa remos que seja mais conhecido visitação turística e a estrutura
ano até 2022. Caso esse obje- dores de cruzeiros no Douro programação cultural «regular, e visitado e temos projetos em tecnológica e museológica»,
tivo se concretize, «significará foram apresentados pacotes de grande qualidade, com par- marcha que visam atingir esses refere Bruno Navarro. Segun-
que em 2022 a Fundação terá de visita que incluem oficinas ticular enfoque em exposições objetivos», declara Bruno Navar- do o responsável, em breve
receitas próprias na ordem do de arqueologia experimental temporárias organizadas com ro. Algumas dessas iniciativas será também apresentado um
meio milhão de euros», o que e momentos de degustação de instituições de referência», justi- destinam-se a criar novas con- novo site da instituição, sendo
permitirá «assegurar todas as produtos regionais, acrescenta fica o presidente. dições de acessibilidade ao local, que o financiamento também
responsabilidades associadas Bruno Navarro, segundo o qual Mas a mais-valia do Museu outras visam a afirmação de «uma está a permitir renovar a ima-
aos vencimentos dos funcioná- já há «bons resultados» dessa do Côa está fora de portas. «Os marca distintiva que posicione gem e marca da Fundação,
rios», antecipa Bruno Navarro. abordagem. À semelhança do nossos funcionários costumam o museu no mercado global», bem como a criação de uma
Mas não será tarefa fácil, pois é bilhete combinado, que abrange dizer, com toda a propriedade, adianta o presidente da Côa nova linha de merchandising
uma meta «ambiciosa», princi- os Museus do Côa, de Serralves e que o verdadeiro Museu do Côa Parque. Está também prevista a e a oferta de novos produtos
palmente porque o museu está do Douro, a estratégia vai passar é o Parque Arqueológico com integração dos conteúdos expo- turísticos. «Estamos ainda
no interior, longe dos grandes por «trabalhar numa iniciativa as suas centenas de rochas gra- sitivos «nas mais modernas for- a trabalhar numa estratégia
centros. «Em 2017 a Fundação semelhante para nos associarmos vadas», afirma Bruno Navarro, mas tecnológicas de mediação» integrada de divulgação, nas
considerando que o programa e outros projetos para «a fruição mais diversificadas platafor-
Governo está a cumprir compromisso museológico pretende introdu- de uma oferta cultural integral mas, para amplificarmos a
zir os visitantes no universo da e variada, de grande qualidade, notoriedade da instituição e
Paralisada durante anos e com problemas financeiros, a Côa história da arte pré-histórica, que promovam um diálogo per-
Parque tem em mãos o desafio de «zelar pela salvaguarda, pre- estimularmos ainda mais a
nacional e internacional, for- manente entre a pré-história e a procura turística», realça.
servação e valorização da maior concentração de arte rupestre necendo ainda uma síntese contemporaneidade».
do mundo», mas os recursos do Estado são «limitados», lamenta explicativa do enorme patri-
Bruno Navarro.
Ainda assim, o responsável ressalva que o Governo e, em par-
mónio existente no Vale do Côa, Já é possível ver as gravuras do Côa a bordo
Património da Humanidade.
ticular, o ministro da Cultura «estão a cumprir escrupulosamente «Ainda que ali seja possível de uma canoa
o compromisso assumido (...) para o relançamento sustentado do observar alguns exemplares de
projeto» do Côa. Contudo, a Fundação «também tem a responsa- O ministro da Cultura abriu, no sábado, uma nova modalidade
arte móvel e um conjunto de de visitas às gravuras rupestres do Côa. Agora é possível apreciar
bilidade de diversificar as suas fontes de financiamento» e, além réplicas de rochas gravadas, o
de querer aumentar as receitas próprias até 2022, «estamos esta arte milenar através de passeios de canoa (cada viagem pode
que deixa uma marca indelével durar meia hora) e, numa primeira fase, serão abrangidos sítios
também a trabalhar num conjunto de candidaturas a fundos na memória dos visitantes é
comunitários», indica Bruno Navarro. «Se estes financiamentos emblemáticos como a Canada do Inferno e a Ribeira de Piscos. O
a sofisticação tecnológica que governante foi um dos primeiros a dar ao remo como forma de
forem aprovados, estamos em boas condições para podermos serve de suporte aos conteúdos
cumprir integralmente a nossa missão», acredita Bruno Navarro. apadrinhar esta iniciativa lançada pela Fundação.
expositivos do museu», admite
10 • • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018

PUB SERRA DA ESTRELA


Helicóptero da Força Aérea levou
“Senhora do Ar” para a Torre FAP
A Diocese da Guar-
da anunciou que quer
revitalizar o culto na
capela de Nª Sra. do
Ar, na Torre, o ponto
mais alto de Portugal
continental, com a che-
gada, de helicóptero, de
uma imagem votiva no
passado dia 25 de julho.
A entrega foi efetu-
ada pela capelania da
Força Aérea e juntou várias centenas de fi- pessoas, convidando-as para realidades
éis, entre os quais o bispo D. Manuel Felício. mais sublimes e profundas». A Senhora do
A imagem foi transportada num Alouette Ar foi entronizada a 18 de agosto de 1962
III de Penamacor, onde a aeronave estava pelo então bispo da Guarda, D. Policarpo
a realizar exercícios táticos, para o topo da da Costa Vaz, tendo a capela sido mandada
Serra da Estrela, que acolheu até 1970 a Es- construir nesse ano pela FAP no decurso da
quadra de Deteção e Conduta de Interceção edificação de duas torres radar para a Esqua-
Nº 13 da Força Aérea Portuguesa (FAP). Em dra 13. O templo reabriu ao culto em outubro
comunicado, a Diocese refere que o santu- de 2007, após várias décadas de abandono,
ário representa «a beleza harmoniosa do numa iniciativa da Turistrela – empresa que
ponto mais alto de Portugal continental», a explora o turismo na Serra da Estrela, que a
Torre, «criando um sentimento de paz nas recuperou e entregou à Diocese.

RAPOULA DO CÔA
Festival Sunset Côa a partir de amanhã na praia fluvial
A praia fluvial da Rapoula do Côa (Sa- do dia terão muita animação, insufláveis
bugal) recebe amanhã e sábado o Festival para todas as idades, aulas de zumba,
Sunset Côa, que já vai na terceira edição. entre outras iniciativas. O campismo é
Pete tha Zouk, ÁTOA, D8 e Rita Mendes gratuito durante os dois dias do evento
são os DJ’s cabeças-de-cartaz e prometem organizado pela Junta de Freguesia local,
fazer dançar os festivaleiros que ao longo com o apoio do município do Sabugal.
Promoção de Verão

Válido até dia 10 de agosto.

Identificação:
VERÃO NACIONAL ____ Semestral.(12,5€)
Nome: _____________________________________________________________________________________________________ ESTRANGEIRO Semestral....(15€)
Cupão de Assinatura
Anual.(25€ • 20€)
Anual.(30€ • 25€)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias. Promocão válida até 20 de julho.
Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • • 11

PUB

GUARDA
EM PISCINAS
E MOBILIÁRIO
* nos artigos assinalados.
DE JARDIM

* Nos artigos assinalados, Companha Válida de dia 1 de Agosto a 16 de Setembro de 2018 no Bricomarché da Guarda,
esta campanha não acumula com outras campanhas em vigor e o desconto é em talão.
12 • • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018

FUNDÃO
Cale & SangriAgosto anima Cerca de sete mil
pessoas passaram
as ruas da cidade
A zona antiga do Fundão Esquecida”, o concerto final do
recebe a partir de amanhã, encontro de jovens músicos

pelo Mêda+
e até 12 de agosto, o Cale & “Filarmóniko” e o espetáculo
SangriAgosto – Festival de Rua “Fragmentos Sonoros”, bem
do Fundão, que conta com um como o “Cortejo da Sangria”,
vasto programa de animação entre muitas outras ações de
musical e cultural, atividades teatro de rua e música. O Cale
circenses, feiras temáticas, & SangriAgosto é um “Festival
arte urbana, gastronomia, com Sê-lo Verde” e usa ma-
Moullinex, Samuel Úria, B Fachada e Cave Story foram alguns
concertos, mostra de produtos terial reutilizável, dispondo dos nomes que animaram as noites dos festivaleiros
regionais, teatro, artes visuais também de condições para a SG

e comércio aberto. separação dos vários tipos de


Carminho é um dos nomes resíduos, sistemas de lavagem
que abrilhantará o evento, de copos, equipamentos que
com um concerto no dia 12, utilizam energia renovável
pelas 22 horas, no Largo do e aluguer de WC’s. Este ano
Calvário. Ao longo do festival vai ter também o selo “EcoE-
haverá ainda uma fanfarrada, vento”, numa parceria com a
o espetáculo de criação “A Rua Resiestrela.

REGIÃO
Nova edição da revista
“Sabucale” apresentada hoje
O nº 9 da revista “Sabuca- Raquel Vilaça. Na ocasião, a
le”, editada pelo museu muni- investigadora vai fazer um
cipal do Sabugal, é hoje lançada breve resumo do resultado Pela primeira vez, o acesso ao parque de campismo foi cobrado pelo «valor simbólico» de 10 euros, segundo o autarca medense
no salão nobre da autarquia dos trabalhos arqueológicos
Sara Guterres organização, confirmando que jovens do distrito, é a primeira vez
(15 horas). desenvolvidos nos últimos
algumas das alterações feitas pela que têm oportunidade de assistir
A apresentação do fascí- cinco anos no castelo de Vila
autarquia «não foram muito bem a um festival de verão a sério». Em
culo está a cargo da professo- do Touro. Este projeto de
Entre quinta-feira e sábado, recebidas» e isso «afastou alguns termos musicais, por ali atuaram
ra catedrática de Arqueologia investigação foi realizado em
todos os caminhos foram dar à participantes» do Mêda+. Apesar músicos de renome, como Moulli-
da Faculdade de Letras da parceria com o município do
Mêda que recebeu, pelo nono ano de não haver ainda um “feedback” nex, Samuel Úria ou B Fachada,
Universidade de Coimbra, Sabugal.
consecutivo, o festival de verão oficial, Pedro Pereira admite que que tornaram o cartaz deste ano
mais antigo da região. Durante o houve menos gente no parque de «um dos melhores» de sempre,
GOUVEIA Mêda+ as ruas da cidade enche- campismo. Com o pagamento dos assume Pedro Pereira. Mas o que

Exposição “Guardiões da Serra ram-se de jovens, provenientes


de vários pontos do país, que vi-
dez euros, os festivaleiros tinham
direito a frequentar as piscinas
torna este festival diferente? «É
a proximidade entre os artistas

da Estrela” no Clube Camões DR


braram ao som de quinze bandas
cem por cento portuguesas, que
sem limite de tempo, pelo que
«foi mais um preço simbólico»,
e os festivaleiros e o facto de ser
promovido por uma associação
atuaram no parque municipal e considera, por sua vez, o edil juvenil sem fins lucrativos. Nós
no recinto da Santa Cruz. medense. «Nos outros anos entra- organizamos o Mêda+ nas nos-
«Estamos muito satisfeitos vam gratuitamente para o parque sas férias, nos nossos intervalos
com o resultado desta edição. e pagavam as piscinas. No fundo, de trabalho», responde Pedro
Achamos que foi bastante equi- é praticamente a mesma coisa», Pereira, acrescentando, «como é
librada, que os três dias tiveram esclarece Anselmo Sousa. óbvio», a música, que «é efetiva-
ótimos concertos e mantivemos De tendas e bagagens chega- mente boa».
o número de público de edições ram jovens de Aveiro, Guimarães, Quanto à próxima edição, que
anteriores», adianta Pedro Perei- Setúbal, Coimbra, Porto e Viseu: será a décima, já está pensada
ra, membro da organização do «Temos muitos grupos que vêm «há vários anos». «Basicamente
Mêda+ desde 2010. Durante os de fora do distrito da Guarda», será um resumo, um “best-off” dos
três dias do festival terão passado confirmou o elemento da orga- melhores momentos do festival e
pela Mêda cerca de sete mil pesso- nização, segundo o qual «para das melhores bandas que por cá
as, mas «nunca conseguimos ter os medenses, e até para alguns passaram», antecipa Pedro Pereira.
uma contabilização exata» por-
que a entrada é gratuita, ressalva
o elemento da Associação Juvenil
Mêda+ já é uma «marca de referência»
A exposição de fotogra- mio). Estão patentes as ima-
Mêda+. Este ano, pela primeira De uma coisa não há dúvidas, o Mêda+ «mexe muito» com
fia “Guardiões da Serra da gens vencedoras em cada
vez, os participantes tiveram que a cidade. Quem o diz é o presidente da autarquia, para quem o
Estrela” está em itinerância uma das nove categorias
pagar dez euros para montar festival permite «difundir, divulgar e promover» o concelho.
pela região e pode ser vista deste desafio promovido no
as tendas no parque de campis- «Hoje muitos conhecem a Mêda através do Mêda+», reforça
em Gouveia até sábado. início do ano, com o apoio de
mo, mas esse valor dava acesso Anselmo Sousa, garantindo que os munícipes estão muito re-
A mostra pode ser vista diversas entidades públicas
livre às piscinas municipais: «A cetivos ao evento. «As pessoas já se habituaram ao barulho, há
no Club Camões e apresenta e privadas da região. São
Câmara assim o decidiu, mas uma ou outra que se queixa, mas no geral aceitam muito bem
as melhores fotografias de um mais de 30 fotografias que
acreditamos que esse valor veio e é uma animação vermos tantos jovens a percorrer as ruas da
concurso promovido pelos já foram exibidas na Biblio-
acompanhado de uma melhoria nossa cidade», destaca o edil medense. Um festival para miúdos
Guardiões da Serra da Estrela teca Municipal da Covilhã e
do conforto e da segurança», e graúdos que, de ano para ano, tem ganho adeptos de gerações
e o Movimento de Cidadãos seguem depois para a Casa
considerou Pedro Pereira. menos jovens: «Penso que terá que caminhar por aí para que
por uma Estrela Viva para Municipal da Cultura em
Ainda assim, a mudança de possa criar uma dinâmica diferente. Já atingiu um patamar, mas
sensibilizar para a proteção Seia, onde ficarão de 7 a
última hora provocou algum des- neste momento terá que se virar para as pessoas menos jovens
e conservação do património 31 de agosto. A exposição
contentamento nos festivaleiros: para que não comece a regredir», sugere Anselmo Sousa. Com um
natural e cultural da Serra da chegará também a outros
«Tínhamos anunciado campismo orçamento de cerca de 50 mil euros, o Mêda+ é suportado por
Estrela (na foto, a imagem locais da região ao longo dos
gratuito até uma semana antes receitas próprias e apoios da autarquia e de patrocinadores locais.
que obteve o primeiro pré- próximos meses.
do festival», disse o membro da
Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • • 13

Opinião MÚSICA

Festival de Blues da Guarda


OVO DE COLOMBO

Ninguém escreve
com espetáculos ao ar livre
à Dolores Haze Quatro bandas participam
no Festival de Blues da Guarda,
DR

Melanie Alves que decorre entre hoje e domin-


go no Jardim José de Lemos.
“Lolita” não é um livro pe- O evento promovido pela
queno, nem tampouco um livro autarquia, no âmbito do pro-
grande, fica-se pelo meio (tal grama de animação “Verão em
como a virtude) e os que se Alta”, conta com a atuação de
aventurarem neste cardume de três grupos portugueses e de
estrelas serão recompensados. um espanhol. Os espetáculos co-
Disso, asseguro-vos. meçam sempre pelas 22 horas e
Comecemos, então, pelo são gratuitos. O festival começa
início que, neste caso, é cosido esta noite com o concerto dos
do lado avesso. Nas últimas Delta Blues Riders, oriundos
páginas, Nabokov revela as suas do Porto. A banda «reinventa
intenções, mas esse epílogo é tão as sonoridades que originaram
batoteiro quanto o prólogo. Nele, os blues no delta do Mississípi»,
John Ray Jr. adianta que não tem adianta a produção. Amanhã é a
dúvidas de que «Lolita se tornará vez dos TT Syndicate (na foto),
um clássico nos círculos psiqui- a proposta mais sonante deste Portugueses TT Syndicate atuam amanhã no Jardim José de Lemos
átricos». Esse prefácio fictício que McFate estará do seu lado? cartaz, subirem ao palco. Trata- «Esta dupla traz ao Festival de aponta a autarquia. O músico
serve como uma preliminar das Todos sabemos que há vá- se de um projeto que «resulta Blues da Guarda influências de estará em palco acompanhado
confissões de um viúvo que irá rias formas de ler um livro e em da fusão de vários projetos» e Kansas City, dos blues texanos e por Nifa Lobo (bateria) e Diogo
relacionar-se com uma ninfeta, “Lolita” isso sente-se ainda mais. reúne sete músicos (Pedro Ser- do rhythm n’ blues dos anos 50», Rodrigues (baixo). Segundo o
isto é, a jovem com a candura Chocante, pornográfico e imoral ra, Nuno Gomez, Nuno Riviera, refere a produção. município, este festival «tem
de uma menina e a sensualidade são alguns dos adjetivos que os Manuel Oliveira, Hugo Lopes, O Festival de Blues termina vindo a afirmar-se de ano para
de uma mulher. O livro está leitores mais incautos utilizam Joel Rocha e Bruno Rocha) no domingo com um o trio Nuno ano, como um evento cultural de
escrito na primeira pessoa, mas para descrever o romance, mas vindos de diferentes grupos e Andrade Blues Drive. Nuno An- relevo na animação de Verão da
essa primeira pessoa – Humbert Nabokov – tal como outros mes- quadrantes musicais, como os drade é um guitarrista, vocalista cidade mais alta» do país. O “Ve-
Humbert (H.H) – tem um “do- tres russos – mostra o que fica 49 Special, Os Tornados, Thee e compositor, «que se entre- rão em Alta” prossegue nas ruas
ppelgänger”. E assim duplo no para lá do óbvio e as reações Chargers e The Mean Devils. Já gou profundamente à experi- da Guarda até 9 de setembro
nome e duplo na personalidade, são tão diversas que chegam a no sábado atuam os espanhóis mentação dos blues, tentando com música, teatro, desporto,
H.H folheia «estas tristes me- divertir: há os que recriminam Wax & Boogie, com Ster Wax na sempre manter a improvisação cinema, visitas encenadas e ani-
mórias» como quem conserta a o comportamento de H.H que voz e David Giorcelli no teclado. e o “soul” nas suas músicas», mação, entre outras atividades.
sua própria sombra. Porém, toda viola a menina cândida, proibi-
a lembrança erra porque acres- da e imaculada; há quem tente
centa e subtrai aspectos que descortinar as brechas da men- PINTURA
só existiram numa «realidade». te humana; outros dizem que
Humbert Humbert socorre-se,
portanto, do processo da escrita
é «a Velha Europa a perverter Exposição de Paula Rego prolongada na Guarda
a jovem América»; e depois
para recuperar o que já perdeu há os que, não conseguindo até final de setembro
e, pelo meio, percebemos que os resistir à escrita sedutora de A exposição “As Infâncias Manuel de Brito (CAMB) e a com o resultado da mostra e
desabafos vão sendo suturados Nabokov, chegam a simpatizar perduráveis | The enduring Fundação de Serralves decidi- da escolha do seu nome para
até resultarem nessa colcha com o desejo de um narrador childhoods”, de Paula Rego, vai ram prolongar a exposição na a exposição/homenagem da
de remendos estrambólicos e que, segundo as regras da boa continuar patente no Museu Guarda até ao final de setembro terceira edição do SIAC. «É
caóticos. Mas atentem que, em conduta, será nocivamente da Guarda até 30 de setembro, – inicialmente estava previsto verdadeiramente um enorme
nenhum destes enleios, H.H ten- execrável. Ainda assim, se anunciou a autarquia. encerrar a 31 de julho. Trata- prazer ter sido escolhida; fiquei
ciona escrever à Dolores Haze. quisermos entrar nas vísceras De acordo com o mu- se de uma exposição original muito comovida», escreveu a
Ele só quer caçar a sua Lo. Li. Ta. da interpretação pura, compre- nicípio, a mostra inaugurada que reúne obras daquelas três artista radicada em Londres a
Durante a empreitada, H.H endemos que o erotismo de a 8 de junho no âmbito do instituições, com curadoria propósito desta exposição. “As
tropeça na púbere Lo (também Nabokov não está nas cenas Simpósio Internacional de de João Mendes Rosa e textos Infâncias perduráveis” pode
conhecida por Dolores Haze, sexuais, mas sim no confronto Arte Contemporânea – Cidade curatoriais de Arlete Alves ser visitada de terça a domingo
Dolly, Lola, Lolita, Carmen ou entre o permitido e o proibido e da Guarda (SIAC) já foi vista da Silva e Catarina Alfaro. Se- na sala principal do Museu da
Carmencita) devido a um outro no conflito que daí resulta. Para por «mais de 8.600 pessoas». gundo a autarquia, Paula Rego, Guarda, das 9 às 12h30 e das 14
fantasma da infância – Annabel os que ainda não localizaram Tendo em conta este sucesso, o expoente máximo da pintura horas às 17h30. A entrada custa
Leigh: «Aquela menina com os este arquipélago, deixo um município, a Casa das Histórias contemporânea portuguesa, 1,5 euros e as crianças até aos
seus braços e pernas litorais único aviso: desfaçam-se dos Paula Rego, o Centro de Arte mostrou-se «muito satisfeita» 12 anos não pagam.
e a sua língua ardente ensom- lugares-comuns pois, ainda
braram-me desde então… até que o conteúdo vos pareça
que, enfim, vinte e quatro anos concupiscente, há histórias VILA NOVA DE FOZ CÔA
depois, quebrei o seu feitiço que são muito mais do que o
encarnando-a numa outra». Esse
amor interrompido avança e H.H
seu enredo e Nabokov, tal como
Hitchcock, parecia querer lapidar
Música e diversão no Côa Summer Fest
A Associação Juvenil Gustavo ra vez, uma ação de reflorestação, ação de florestação a acontecer
dá conta de que umas vezes é a forma para que o bocejo fosse
Filipe, em parceria com o mu- além de concertos e atuações de em contexto de festival. O local
homem, outras vezes é monstro, suprimido durante a exibição.
nicípio de Vila Nova de Foz Côa DJ’s. O Côa Summer Fest começa dará origem ao futuro parque de
umas vezes procura ninfetas, Talvez seja por isso que, neste
e a Federação das Associações com a “Côa Bubble Run”, corrida campismo do Côa Summer Fest.
outras há em que Lolita o formigueiro, há toda uma infusão
Juvenis do Distrito da Guarda, que irá cobrir as ruas da cidade O festival termina no sábado
lança para o abismo e, nesse de prazer que arrebata até a alma-
promove, a partir de hoje, o Côa com espuma, e prossegue ama- com Mundo Segundo, Jimmy P e
escaninho, ora confi ante, ora lama mais recatada.
Summer Fest. nhã com os concertos de Mister os DJ Rusty e Sugar Daddies. Os
desesperado, assomam-lhe as
Sob o lema “o verão não é só Roland, Blaya, Putzgrilla e a dupla participantes podem acampar,
memórias de uma meninice *A autora escreve de acordo
praia”, o Festival da Juventude de de DJ Meninos da Vadiagem. Tam- gratuitamente, num espaço dis-
esfarrapada. A noite escurece, com a antiga ortografia
Foz Côa inclui uma corrida diver- bém na sexta-feira os festivaleiros ponibilizado para o efeito ou per-
Lolita adormece e os Caçadores **Pode visitar: www.
tida, um torneio de mini futebol, serão convidados a plantar a noitar na Pousada da Juventude
Encantados despertam. Será aosomdapele.wordpress.com
uma “sunset party” e, pela primei- sua própria árvore na primeira local, por um valor mais acessível.
14 • • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 Publicidade

PUB

Prof. Doutor
PUB
MÉDICO
Diogo Cabrita
Cirurgião geral L. Taborda Barata
tratamento de varizes
e suas complicações, Imunoalergologista
pequenas cirurgias,
hérnias, hidrocelos,
vesícula Litiásica.
Asma e Doenças Alérgicas
Marcações : (Clínica
Cembi) Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
Tel: 275334876
Telef.: 271213445
Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
Protocolo com a Médis Tel: 271211905

Consultas de Otorrinolaringologia,
Pneumologia/Doenças Alérgicas
Exames de Audiologia e Terapia da Fala
Contacte-nos! UNIDADE DE OTORRINOLARINGOLOGIA DA BEIRA INTERIOR
Tel: 271212153 Alameda Pêro da Covilhã, 29, r/c Esq – COVILHÃ
Tlm: 964246413 Telf: 275 324 236 www.uobi.pt 2ª a 6ª feira 10-13h e 14-19h

Dr. José João Dr. Luís Teixeira J. Alexandre Marques


Garcia Pires Médico especialista em ortopedia ORTOPEDISTA
Especialista pelos Hospitais da Universidade de Coimbra e traumatologia pelos hospitais da Médico Especialista pelo H.U.Coimbra
Universidade de Coimbra.
ORTOPEDIA Patologia da coluna vertebral.
Assistente da Faculdade de Medicina.
271 211 368
968 731 860
Consultas: CLIFIG – Clínica Fisiátrica da Guarda
Rua Pedro Álvares Cabral, Edíficio Gulbenkian Consultas na Egiclínica Guarda GUARDA - Rua Batalha Reis, 2B, 1º

Telef.: 271 231 397 Telefone: 271211416 ( Edifício da Farmácia da Sé )

PROF. CELSO PEREIRA Dra Assunção Vaz Patto


Imuno-Alergologia
(Doenças Alérgicas) NEUROLOGISTA
Ass Graduado HU Coimbra /
Fac Medicina UC Consultas de Neurologia
Exames: Electromiografia
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela e Potenciais Evocados
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96 Edifício Gulbenkian, s/n
Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 6300-745 Guarda

VENDE-SE
ADVOGADOS António Gil
PUB

Advogado
António Ferreira, Paula Camilo Tel. / Fax 271 238 344
& Associados R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda
T3 duplex, usado, Sociedade de Advogados, RL
antonio.gil-5388C@adv.oa.pt
sito nos Castelos Velhos, Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765
e_mails:
Guarda. antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com
Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
Contacto: 935601979 (ao lado da loja MANGO)
6300-663 Guarda

CLASSIFICADOS
Imobiliário Vende-se/Arrenda-se/Diversos Emprego Diversos
Férias. Praia da Oura - Albu- STA CRUZ, Guarda: 5,69 ha - Cul- SENHORA desempregada, soz- EXPLICAÇÕES Bio/Geo, ensino CAVALHEIRO com 72 anos pro- EXECUTAM-SE trabalhos de con-
feira. T2. A 200 metros da praia. tura - Água - Lameiro - Pastagem. inha, séria e competente, procura personalizado - 1 ou 2 alunos (max). cura senhora com idade inferior. strução civil, pinturas, aplicação
Telef.289367024 Vendo. Tlm. 964278087 trabalho, nem que seja umas horas Prof. com 20 anos de experiência. Assunto sério. Preferência por de pladur, azulejos/mosaicos, en-
de limpeza. Tlm. 968339121 Guarda-Gare. T. 914617113 senhora com boa apresentação e tre outros. Contacto: 960136446
VENDE-SE Casa c/ terreno, água ARRENDAMENTO PARCIAL, honesta, como eu sou. De Guarda
e árvores de fruto. Mizarela. Bons Apartamento Mobilado na Guar- PROCURO TRABALHO como OFERECE-SE Senhora desem- até Covilhã. Tenho casa mobilada, SENHORA procura cavalheiro,
acessos. Tlm. 965199646 da-Gare. Tlm.: 968362728 limpezas, passar a ferro, con- pregada cuida de senhora idosa carro e ordenado acima da média, dos 50 aos 50 anos. Assunto
domínios, umas horas na res- e trabalhos domésticos. Zona da entre outras coisas. Ainda ligado sério. Tlm.: 965210062
VENDE-SE Apart. Duplex c/ cobe- tauração, cuidar de idosos ou Guarda ou Covilhã. Tlm. 911996779 à vida profissional em Esculturas.
rtura, 4 quartos, 3 WC, terraço, crianças, etc. Contacto móvel: Contacto: 932263293
garagem, 230m2, acab. de luxo. 969497622 CAVALHEIRO solteiro, reformado,
Centro de Viseu. Telm. 910491439 sem filhos, deseja encontrar compa- BANDA Mega Star - Grandes
nheira dos 50 aos 55 anos. Escrever Músicas - João Marques Almeida.
para Luís Duarte Rato, Travessa das Tlm. 914889442/919546447 (24h)
Moitinhas nº8, 6200-684 Teixoso
Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • • 15

Etapa rainha da Volta a


Portugal sai da Guarda
No domingo os ciclistas vão percorrer 171 quilómetros e duas contagens de montanha de categoria especial
entre a cidade mais alta e as Penhas da Saúde
DR
A 80ª edição da Volta a Portu- e Oliveira do Hospital, que será
gal, que começou na quarta-feira acompanhada pelo Presidente
e termina dia 12, volta a ter, três da República, Marcelo Rebelo de
anos depois, uma chegada em Sousa. No domingo é dia da Serra
plena Serra da Estrela. da Estrela e na segunda-feira o
A etapa rainha – a quarta – da pelotão cumprirá a quinta etapa,
prova corre-se no domingo, entre entre o Sabugal e Viseu (191,7
a Guarda (a partida está marcada quilómetros), antes do dia de des-
para as 12h25 junto ao Jardim canso. A 8 de agosto os ciclistas
José de Lemos) e as Penhas da vão ligar Sernancelhe, que recebe
Saúde (Covilhã), e tem 171,4 qui- pela primeira vez uma partida
lómetros, num percurso com três da Volta, a Boticas, num total de
contagens de montanha, duas das 165,4 quilómetros.
quais de categoria especial – uma A segunda chegada em alto
delas na Torre. Os ciclistas passam acontece à sétima etapa, no San-
depois pelo Sarzedo (terceira tuário de Santa Luzia, em Viana
categoria), antes da subida para do Castelo, uma contagem de
as Penhas da Saúde, que volta a terceira categoria, colocada 165,5
receber um final de etapa 22 anos quilómetros após a partida de
depois. Antes disso, o pelotão tem Montalegre. Segue-se uma etapa
de enfrentar uma escalada de 12,2 de transição, a mais curta em
Vencedor no ano passado, Raul Alarcón (W52-FC Porto) está novamente entre os grandes favoritos à vitória final
quilómetros com uma inclinação linha (147,6 quilómetros), entre
média de 7,5 por cento. Além da Graça, em Mondim de Bastos, A Volta começou ontem, após segunda tirada será a maior desta Barcelos e Braga (quilómetros).
desta chegada na alta montanha, após 155,2 quilómetros. Já no dia o fecho desta edição, com um edição com 195,8 quilómetros A Volta termina dia 12 com um
as grandes decisões da 80ª edição 12 o sucessor do espanhol Raul prólogo de 1,8 quilómetros em Se- entre Beja e Portalegre. Já a zona contrarrelógio nas ruas de Fafe.
da Volta devem ficar guardadas Alarcón (W52-FC Porto) será co- túbal. Hoje, a primeira etapa em li- afetada pelos grandes incêndios Vão participar 21 equipas, entre
para os dois últimos dias. A nona nhecido no final de um contrarreló- nha liga Alcácer do Sal e Albufeira de 2017 será homenageada, no as quais as nove continentais
e penúltima etapa tem a sempre gio individual de 17,3 quilómetros, (191,8 quilómetros), naquele que sábado, na terceira etapa, de portuguesas e outras sete estran-
aguardada chegada à Senhora menor que o de 2017 (20,1). é o regresso do Algarve à prova. A 175,9 quilómetros entre a Sertã geiras do mesmo escalão.

PUB
RADIOMODELISMO
Prova do Europeu A decorre em Freixedas DR

A pista de Freixedas (Pi- tem pela vitória final e pela me-


nhel) recebe esta semana mais lhor pontuação para a classifica-
uma jornada do Campeonato ção geral do EFRA Championship
Europeu A de Radiomodelismo. 1:18 Buggy. A prova é organizada
Até sábado, cerca de 160 pelo Clube de Radiomodelismo
pilotos vindos de 15 países, entre de Freixedas, com o apoio da
os quais 30 portugueses, compe- autarquia de Pinhel.

PERÍCIA
António Borges vence no Paul
António Borges (Seven Pro- Jorge Almeida Morgado (classe
tótipo) ganhou no domingo a D) e Filipe Fortunato (E), en-
primeira prova de perícia “Vila quanto o melhor piloto do Paul
do Paul” (Covilhã), integrada no foi Romeu Mateus (Hyundai),
Troféu Raiano da modalidade. com o tempo de 1m33s859’. A
O piloto de Cerva (Vila Real) competição foi organizada pelo
foi o mais rápido do percurso Guarda Unida Desportiva, em
da sexta jornada do troféu com parceria com a Casa do Povo do
o tempo de 52s673’, seguido de Paul. O troféu prossegue dia 12
Marco Martins (VW Protótipo) em Freixo de Espada à Cinta.
com a marca de 54s887’. A Após seis provas, Marco Martins
fechar o pódio da geral ficou lidera o troféu com 104 pontos,
Dino Almeida (Honda S800) com seguido por António Borges
55s708’. Por classes venceram (88) e Dino Almeida (75).
16 • • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 Publicidade

VIDENTE
Com longos anos de experiência
RuadodoCampo,
Rua Campo,55––1º1ºDto
Dto- -6300-672
6300-672Guarda
Guarda Lic.Nº
Lic. Nº2890
2890––AMI
AMI
Telefone: 271211730 -- 964126775
Telefone:271211730 967543140 www.predialdaguarda.pt
www.predialdaguarda.pt Trata inveja, mau olhado, espiritual, estudos, negócios,
VENDE empresas, amor, problemas familiares, saúde, etc.
D:1003 T2 Guarda Bem localizado,1 wc, sala e um grande terraço….. .45.000€
Sempre pronto a dar resposta aos seus problemas.
ID:1231 T3 Guarda Lareira e despensa na cozinha,2 wc´s, sótão…. ....53.500€
ID:0561 Armazém No centro da cidade com 380m² para garagem….....54.500€ Saiba tudo sobre o seu futuro e o porquê que tudo AVISO
ID:0861 Casa Rustica Moradia p/restaurar, a cinco minutos, quintal…..55.000€
ID:1119 T3 Centro Cozinha mobilada,3 quartos,2wc´s.Oportunidade.. ..60.000€ corre mal em sua vida? 1.ª Alteração ao Plano Diretor Municipal de Belmonte no âmbito do
Regime Excecional de Regularização de Atividades Económicas
ID:0842 V2 Guarda Moradia no centro histórico, com 2 quartos,2 wc´s.60.000€ Não hesite, fale com quem sabe. Tenha FÉ:
ID:1181 V3 Guarda Fracção de moradia, garagem p/2carros, quintal.…69.900€
ID:1227 Prédio Possibilidade de fazer 3 fracções independentes…...…75.000€ 271238451 ou 969012923 Resultado da Discussão Pública
ID:0577 V3Guarda C/3,em fase de acabamentos,quintal.Oportunidade 75.000€
Torna-se público, em cumprimento do disposto do nº 6 do artigo 89.º do
ID:0614 T3 Guarda Lareira, roupeiros embutidos, sótão, garagem….....90.000€
ID:0829 T3 Duplex Com lareira, 3quartos, 2wc´s, lugar de garagem…. .95.000€
Decreto-Lei nº 80/2015, de 14 de Maio (Regime Jurídico dos Instrumentos
ID:0122 T3 Centro Coz. mobilada, aquec. central, 2 wc´s, garagem. .…99.000€ de Gestão Territorial), que a Câmara Municipal de Belmonte, em reunião de
ID:1105 Casas Rústicas Em pedra c/ 710m de terreno envolvente... .100.000€
2
19 de Junho de 2018, aprovou o Relatório de Ponderação dos Resultados de
ID:0956B V4 Guarda C/4 quartos, sótão habitável, garagem, quintal... 179.900€ Período de Discussão Pública da proposta da 1.ª alteração ao Plano Diretor
ID:1229 V4 Guarda Cozinha c/lareira, 3wc´s, garagem, sótão quintal..190.000€ Municipal no âmbito do Regime Excecional de Regularização de Atividades
ID:1230 V4 Guarda Painéis solares,3wc´s, garagem,sótão,logradouro240.000€
Económicas (RERAE), que decorreu entre 22 de junho e 12 de julho de 2018.
ARRENDA
Está disponível para consulta na página eletrónica do município (www.
ID:1133C Garagem Lugar de garagem com entrada pela R. António Sérgio. 30€ cm-belmonte.pt), bem como a versão final da proposta para aprovação em
ID:0972C Escritório Guarda Centro Com 30m² e óptimas vistas………….150€ Assembleia Municipal.
ID:1039 Escritório Com grande área e boa exposição solar………......…...200€
ID:1081B T3 Guarda Cozinha c/lareira,3 quartos,1wc´s,arrecadação….…..200€ 19 de julho de 2018
ID:0489C T1 Centro Totalmente mobilado e equipado. Ótima localização. ..200€
ID:0221 T2 Guarda Cozinha mobilada, lareira, 2 quartos, sala, 1wc……….250€
O Vice-Presidente da Câmara
ID:1069D Loja R/Chão Guarda Bem situada com excelente visibilidade.....275€ António Manuel Gonçalves Rodrigues
ID:1005 T3 Guarda Cozinha mobilada, 2 quartos c/ roupeiros, sala, 2wc....275€ O Interior, nº 971 de 02/08/2018
ID:1042 T3 Guarda Próximo do Forninho,3 quartos, roupeiros,2wc´s…......330€
ID:1171 T3 Guarda Cozinha mobilada e equipada, 3 quartos, 2wc´s….......350€
Empresa de transportes recruta:
VIDENTE E LANÇADORA
ID:1069 Loja Guarda Com dois andares com 110m , 1 escritório e 2 wc´s .380€
2

ID:0050 T4 Centro Mobilado com excelente localização………………. ..….400€


COMERCIAL
Predial da Guarda, VENDE, ARRENDA E ADMINISTRA IMÓVEIS
desde 1998 – IMOBILIÁRIA DE CONFIANÇA -
Procuramos profissional com o seguinte perfil:
• Fluente na língua francesa (imprescindível);
DE BÚZIOS
• Conhecimentos de língua inglesa;
• Informática na ótica do utilizador; Se precisa de ajuda ou tem problemas
ARRENDA-SE • Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais familiares, precisa de aconselhamento.
LOJA na Rua Comandante Salvador no setor de transportes;
Não baixe os braços...
do Nascimento, Nova com 300m2. Oferecemos:
• Formação;
Boa localização.
• Disponibilização de computador portátil;
Contacte-me 271817267
Contacto: 964713291 • Trabalho a partir de casa;
Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA
••• Consultas so por marcacao •••
VENDE-SE PUB
Quinta com Casa, cerca de 12 ha
à beira do rio Mondego, perto das rotundas Av. S.Miguel
Pinhel
da A25 e IP2 • Lageosa do Mondego A23 A25

a
rej
Contactos: 966473371 • 271926638

. Ig
PSP

Av
Estação
Filipe Pinto JA Caminhos
Fotojornalista IGRE
o de Ferro
staçã
Av. E
A25
Rua Combatentes da Grande Guerra, nº41 • 6200-076 COVILHÃ A23
Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com Av. Igreja Ed. S. Miguel nº14 | 6300-399 Guarda-Gare

Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins


Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda
Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Ana Eugénia Inácio.
Conselho Editorial: António Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José Carlos Alexandre,
Diogo Cabrita e Maurício Vieira.
Colunistas e Colaboradores: Albino Bárbara, Américo Brito, António Ferreira, António Costa, António Godinho,
Cláudia Quelhas, Cláudia Teixeira, David Santiago, Diogo Cabrita, Fernando Pereira, Frederico Lucas, Hélder Sequeira,
Honorato Robalo, Joaquim Igreja, João Canavilhas, Joaquim Nércio, Jorge Noutel, José Carlos Lopes, José Pires
Manso, Júlio Salvador, Marcos Farias Ferreira, Miguel Sousa Tavares e Norberto Gonçalves. Desporto: António
Pacheco, António Silva, Arlindo Marques, Daniel Soares, José Ambrósio, José Luís Costa e Miguel Machado. Cartoon:
Maurício Vieira. Paginação: Jorge Coragem Projeto Gráfico: Maurício Vieira. Departamento Comercial: Joana
Santos Impressão: FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua Adriano Lucas – 3020-265 Coimbra • Telefone 239 499 922
• Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.pt Sede, Redação e Publicidade: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-
825 Guarda N.I.P.C. – P-504847422. Nº de registo na ERC: 123436 Depósito Legal:146398/00 Tiragem desta
edição: 7.200 exemplares Periodicidade: Semanário Edição Internet: O Interior Propriedade: JORINTERIOR
- Jornal • O Interior, Ldª. Detentores de mais de 10% do capital da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de
Almeida e Luís Baptista-Martins.
Estatuto Editorial: http://www.ointerior.pt/jornal/fichatecnica.asp
Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 www.ointerior.pt
publicidade@ointerior.pt AGORA ABERTOS TAMBÉM À HORA DE ALMOÇO E SÁBADOS À TARDE

Cupão de Anúncios Classificados


Envie o seu anúncio classificado para Jornal O Interior, Rua da Corredoura, 80 R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Condições gerais dos classificados
Localização Identificação
do anúncio
1. Preencha o cupão com texto em maiúsculas,
deixando um espaço entre cada palavra. Nome: __________________________________________________________________
Grátis

2. O preço é acrescido de IVA à taxa legal em vigor. Imobiliário


*

3. É obrigatório o envio do número de contribuinte (NIF).


4. A identificação é um campo de preenchimento
Vende-se Aluga-se Morada: ________________________________________________________________
obrigatório. A falta de elementos pode implicar a não Trespassa-se Diversos
publicação do anúncio.
5. A “O Interior” reserva-se o direito de rejeitar a
Emprego Código Postal: ________ - _____ Localidade: ___________________________
Euros
2,50

publicidade que não esteja de acordo com a sua Oferece-se Precisa-se


orientação editorial.
6. A recepção de anúncios para cada edição Veículos Contribuinte nº: _________________ Contacto: ______________________
termina 72 horas antes da data da publicação. Vende-se Procura-se
7. Não se aceitam cópias, faxes ou emails deste cupão. Assinatura ________________________________ Data ___/___/______
Euros
4,00

Diversos
* Grátis até à 2ª publicação, a partir
da qual acresce um custo de 2 euros. Para esclarecimentos pode contactar-nos através do TELEFONE 271212153 ou para ointerior@ointerior.pt

Modo de Pagamento: O recibo ser-lhe-á enviado posteriormente


Transferência Bancária (forma mais rápida e vantajosa) Transferência Avulsa Transfira o valor em questão para o NIB indicado e junte
Autorização de pagamento: Exmos Senhores, por crédito na conta abaixo indicada, queiram proceder,
até nova comunicação aos pagamentos das subscrições que vos forem apresentadas pelo Jornal O Interior. IBAN: PT50 001000002256785000177 a este cupão o talão comprovativo da transferência.

Banco _____________ Balcão _____________ NIB _________________________ Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________
Nome do Titular _______________________________________________________ Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Numerário
Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • • 17

FUTEBOL ATLETISMO

Sp. Covilhã goleia Sp. Mêda Corrida popular de Castelo Bom amanhã
A quinta Corrida Popular partida em Aldeia de São Sebas-

em jogo de preparação
da Freguesia de Castelo Bom tião e chegada em Castelo Bom.
(Almeida) realiza-se amanhã, A competição é organizada pelo
a partir das 19 horas. Núcleo Sportinguista “Leões da
Filipe Pinto - Foto Académica Trata-se de uma prova de Fronteira”, de Vilar Formoso;
As duas equipas da região
estrada destinada a atletas Junta de Freguesia de Castelo
que vão disputar os campeonatos
de todos os escalões etários e Bom; Comissão de Festas de
nacionais de futebol defrontaram-
que faz parte do programa das Nossa Senhora dos Remédios e
se no sábado num jogo amigável
Festas de Nossa Senhora dos Re- Associação Desportiva, Cultural
no complexo desportivo da Covi-
médios naquela localidade. Há e Social da Aldeia de São Sebas-
lhã. Mas as diferenças de ritmo
prémios monetários para os me- tião. Os promotores contam com
foram vivíveis com o Sporting
lhores classificados. A corrida a colaboração da Associação de
local, da IIª Liga, a golear por 7-0
principal tem 4.500 metros com Atletismo da Guarda.
o Sp. Mêda, recém-promovido ao
Campeonato de Portugal.
Ao intervalo os “leões da ser- ANDEBOL
ra” já venciam por 5-0. Deivison
inaugurou o marcador, Adriano
Alfredo Torres na seleção nacional
“bisou” e o quarto golo resultou que joga Torneio Scandibérico DR
de um lance com Caio Quiroga, As seleções sub-18 de ande-
em que Rui Santos, defesa da bol de Portugal, Espanha, Suécia
equipa do distrito da Guarda, e Noruega disputam o Torneio
desviou para a própria baliza. Scandibérico, que decorre en-
Antes do descanso Caio Quiroga tre amanhã e domingo nos
marcou o quinto golo da partida. distrital de Castelo Branco, a sentido «limitado nas opções», pavilhões de Pinhel, Figueira de
No segundo tempo, Onyeka dila- primeira edição da Supertaça da mas reconhece que tem agora Castelo Rodrigo e Mêda.
tou a vantagem e o reforço mais Beira Interior naquele que será «um leque mais diversificado de A competição assume um
recente Rick Sena (ex-Marítimo o último encontro de preparação opções». E fora delas está Rúben cariz importante já que é a
B) fechou a contagem. Apesar já que o Campeonato de Portu- Nogueira. O médio de 27 anos foi última da fase de preparação
deste resultado desnivelado, o Sp. gal começa dia 12. Na primeira dispensado na semana passada. da equipa portuguesa antes do
Mêda, que vai competir na série jornada o Sp. Mêda viaja até São «É melhor estar em competição Europeu do escalão, agendado
B do terceiro escalão do futebol João da Madeira para defrontar do que estar com pouco tempo para este mês na Croácia, onde
nacional, não deixou de procurar a Sanjoanense. de jogo. Ele tem um percurso vão jogar as formações equi-
uma forma de chegar ao golo de Nesse dia também o Sp. grande nos escalões inferiores pas. Por cá, os jogos começam estes jogos de preparação, João
honra, tendo protagonizado al- Covilhã inicia a disputa da IIª e parece-me ainda não estar, na amanhã no Multiusos de Pinhel Varejão, selecionador nacional
gumas jogadas de interesse. No Liga recebendo o Académico de minha opinião, preparado para com as partidas Suécia-Noruega do escalão, chamou os mesmos
sábado (17 horas) os medenses, Viseu. O plantel ainda não está a exigência da II Liga, mas posso (19h30) e Portugal-Espanha 17 andebolistas que levou para
campeões distritais da Guarda fechado, pois o treinador aguar- estar enganado, que os treinado- (21h30). No sábado o torneio o último estágio realizado em
em título, vão jogar em Alcains da a chegada de dois médios e de res também se enganam muitas muda-se para Figueira de Cas- São Pedro do Sul. A convocatória
contra a equipa local, campeã um extremo. Dito admitiu ter-se vezes», justificou Dito. telo Rodrigo onde a Espanha vai é dominada por atletas do Ben-
defrontar a Suécia (16 horas) e fica e FC Porto, entre os quais
Portugal joga com a Noruega (18 o guardense Alfredo Torres. O
DRIFT horas). A terceira e última jorna- torneio é organizado pelos três

Pinhel será a segunda prova do da da prova decorre no pavilhão


municipal da Mêda com as parti-
das Noruega-Espanha (11 horas)
municípios do distrito da Guar-
da, Federação Portuguesa de
Andebol e Associação Distrital
Campeonato de Portugal da modalidade
LM
e Portugal-Suécia (16 horas). Para de Andebol da Guarda.

disputa pela Taça Internacional.


O campeonato prossegue no
TÉNIS
dia seguinte com as batalhas e Carlos Fonseca venceu torneio de Maçal
as finais desta modalidade que
alia velocidade, perícia e derra-
do Chão DR

pagens. Os promotores esperam


milhares de espectadores num
fim-de-semana integrado nas
Festas da Cidade.
“O drift de Pinhel é nes-
te momento uma marca di-
ferenciadora na região e as
características desta terceira
edição fazem-me acreditar que
vamos ter muito mais gente»,
disse Rui Ventura, presidente
do município. Já Luís Celínio,
Pinhel volta a ser, a 25 e lisboeta vai ser o embaixador da presidente do Escape Livre,
26 de agosto, a capital do drift competição de drift em Pinhel, a destacou o facto de Pinhel Carlos Fonseca ganhou o de ténis amador da Guarda está
ao acolher a segunda jornada única do campeonato com traça- ser incluído no Campeonato IIº Torneio de Ténis de Maçal agendada para 25 e 26 de agos-
do Campeonato de Portugal do citadino. Este ano a organi- de Portugal dois anos depois do Chão (Celorico da Beira), to, em Gouveia, com o primeiro
da modalidade, da Federação zação, a cargo do Clube Escape da primeira edição, enquanto realizado no sábado. torneio de homenagem ao Sr.
Portuguesa de Automobilismo Livre e do município local, conta o “padrinho” Rui Pinto con- A prova foi promovido pela Armindo, sócio fundador e
e Karting (FPAK), e ainda a Taça com a participação de cerca de siderou mesmo que a prova Associação Juvenil da localidade presidente do Clube de Ténis
Internacional Pinhel 2018. 30 pilotos, maioritariamente de Pinhel «cresceu mais que e contou com a participação de da “cidade jardim” recente-
As provas foram apresen- portugueses e espanhóis, bem o campeonato, que tem tido seis tenistas. O jogador natural mente falecido. A participação
tadas na semana passada no como dois franceses. No dia 25 altos e baixos». O piloto des- de Celorico da Beira venceu na é gratuita e os interessados
parque de estacionamento do de manhã há treinos livres para tacou ainda a «excelente» final José Miguel Silva (Oliveira podem inscrever-se até dia 23
Intermarché e Roady da Guarda, o campeonato. As qualificações organização e «o carinho» dos do Hospital) por uns conclu- no facebook (https://www.
numa sessão que incluiu uma decorrem durante a tarde e à pinhelenses como artífices do dentes 6-2 e 6-0. A próxima facebook.com/ctgouveia/) ou
exibição do piloto Rui Pinto. O noite haverá demonstrações e a sucesso da iniciativa. paragem do circuito distrital pelo contacto 964 895 810.
18 • • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018

mitocôndrias e quasares
opinião
O sistema imunitário
opinião
António Costa
antoniomanuelcosta@gmail.com
– parte I
Ângela Guerra *
A evolução por seleção natural é o mecanismo que tem Os mecanismos de defesa dos organismos contra as

Memória (ou a falta dela)…


criado a biodiversidade desde a formação da primeira célula que infeções têm evoluído até se converterem no sistema complexo
flutuou na sopa primordial da Terra primitiva até à constituição e intrincado que os mamíferos atualmente possuem. De facto,
de organismos tão complexos como o Homem. A sobrevivência as evidências desta evolução são proporcionadas através do
Haja memória das espécies é consequência da contínua competição pelos estudo do sistema imunitário em organismos invertebrados e
Fui relatora da Comissão Parlamentar de Inquérito aos Estaleiros recursos, onde inevitavelmente um organismo acaba por ser vertebrados não superiores.
Navais de Viana do Castelo e recordo-me bem daquela empresa pública presa de outro, o qual se comportará como seu predador. Por Os escudos que todos os organismos possuem, com
acumular, décadas a fio, milhões de euros de prejuízos. Recordo-me exemplo, um leopardo é um animal muito veloz que captura os algumas modificações, podem classificar-se como barreiras
que a solução encontrada, pelo então ministro da Defesa, José Pedro veados para se alimentar, conduzindo a que tanto o predador, físicas e/ou químicas. Por exemplo, as paredes das bactérias,
Aguiar Branco, para pôr termo àquela “sangria”, passou pela sub- como a presa, sejam cada vez mais rápidos (uma para capturar, o exoesqueleto dos insetos ou a pele dos mamíferos são
concessão dos estaleiros à West Sea. Recordo-me que logo em julho o outro para fugir). claros sistemas de barreiras físicas, que limitam a entrada
desse ano o consórcio liderado pela Martifer ganhou o contrato para Segundo esta lógica, as doenças infeciosas no ser humano dos micróbios patogénicos. No que concerne às defesas
a construção dos dois NPO, depois da Marinha ter sido autorizada a também podem interpretar-se como uma relação parasita-hos- químicas, os organismos produzem moléculas específicas
adquirir os dois navios-patrulha. Recordo-me de, logo nesta altura, pedeiro entre o agente infecioso e nós próprios. Este confronto, e, inclusivamente, diferenciam algumas das suas células
estarem ali a operar mais de 800 trabalhadores e da garantia destes mantido ao longo de toda a nossa história, permitiu a seleção transformando-as em assassinas, tentando assim eliminar as
postos de trabalho. Recordo-me da vergonhosa campanha mediática de mecanismos de defesa físicos e/ou químicos, todos eles entidades que conseguiram penetrar no corpo e se preparam
montada por socialistas, bloquistas e comunistas. Perdi a conta ao reconhecidos como sistema imunitário. Os indivíduos sobrevi- para o invadir. Por exemplo, os invertebrados apresentam
número de manifestações, protestos, acusações e ameaças a todos os ventes eram aqueles que possuíam algum sistema que os tornava uma série de peptídeos, glicoproteínas, enzimas e moléculas,
que defendiam aquela solução. Recordo-me do socialista presidente da parcial ou totalmente resistentes. Essas pessoas foram as que algumas delas com atividade antibacteriana, assim como
Câmara de Viana do Castelo ter depositado uma coroa de flores, numa mais descendentes deixaram, permitindo assim que, geração componentes celulares que eliminam as partículas estranhas
cerimónia solene em jeito de homenagem fúnebre à construção naval após geração, se fossem aperfeiçoando os escudos contra a que penetram no interior do organismo.
naquela cidade. invasão microbiana. Em contrapartida, em organismo vertebrados, como os
Em apenas quatro anos, a empresa pública altamente deficitária Como em todas as guerras, devem existir armas e solda- peixes, encontramos um nível de desenvolvimento superior
e que vivia de subsídios estatais deu lugar a uma empresa rentável. Os dos para atacar e eliminar os organismos patogénicos. Nestas muito semelhante ao dos humanos, com presença de proteínas
mesmos que condenaram desavergonhadamente a solução encontra- situações, diferentes tipos de moléculas e muitas variantes de que desencadeiam a resposta imune, outras que estimulam a
da estão agora na primeira linha da inauguração do navio construído células são os responsáveis por impedir que o nosso corpo resposta inflamatória e a presença de células citotóxicas ines-
naqueles estaleiros, sem uma palavra de arrependimento, sem um termine como sustento para os micróbios. pecíficas. (continua...)
pedido de desculpas, num esforço patético de se apropriarem de um
feito contra o qual se insurgiram.

A ver o comboio passar


Na mesma semana em que o governo anunciava o maior inves-
timento na ferrovia, a CP eliminou o primeiro Alfa Pendular da manhã
e o corte de comboios na hora de ponta na linha de Cascais e Sintra. A
2027 – Cidade Europeia
da Cultura (Parte II)
realidade pode de facto ser uma coisa muito chata. opinião
E porque as grandes cidades se incomodaram, lá surgem finalmen- José Valbom *
te notícias sobre o estado lastimoso de comboios velhos e avariados
que circulam pelo país fora. Só me espanta a letargia da notícia. Vê-se Especificidades da Guarda e seu território a) única candidatura maior que a proponente (a cidade) – territó-
que há pouca gente com responsabilidades neste país a viajar utilizando rios fronteiriços, Universidades de Coimbra, Salamanca e Beira
este meio de transporte público. Num olhar rápido sobre as publicações do Centro de Estudos Interior… parceiros de longa data;
Afirmo hoje o que há anos venho denunciando/reclamando Ibéricos, dos múltiplos temas abordados, repescamos: b) assenta em forte consenso e coesão interna.
sobre o dia-a-dia da nossa Linha da Beira Alta, porque sou utilizadora 2005- O Espírito da Guarda – Cooperar e esbater fronteiras; c) faz a simbiose entre, tradição e cultura popular (bem preser-
frequente. Acrescentaria que esta linha está cheia de mato à sua volta 2006 – O nosso Tempo: nas Fronteiras da Cultura; vada entre nós) e a cultura contemporânea.
(não se procedeu à limpeza exigível a qualquer um dos particulares por 2007 – Activismo cultural e social nas margens institucionais d) Elemento de coesão social e económica e fixador de populações
todo o país) e com as estruturas envolventes em absoluto abandono. 2008 – Transversalidades: Territórios, diálogos e itinerários em território com múltiplas potencialidades históricas e culturais
A falta de limpeza/ higiene nas estações é gritante, bem como dentro ibéricos, “A ligação à terra: identidade dos idosos rurais na raia (Rota dos Castelos / Aldeias Históricas/ Rota da Judiaria…).
das carruagens e demais utilitários, que estão de igual modo em estado portuguesa” e) A Guarda como local de sossego/retiro e residência de artistas.
indescritível!! 2009 – Impactos do Turismo em espaço rural
2011 – A Ibéria e o diálogo cultural A candidatura deve ter, entre outros, os seguintes vectores de
E sobre… a Saúde? 2012 – Património e turismo cultural intervenção:
Enquanto a dívida vencida do SNS (+ 90 dias) atinge novos valores 2013 – Esperança em tempos de crise: interioridade, cultura 1. Difusão e renovação das artes, cultura e património cultural.
recordes ao ter subido de 853 milhões de euros para 1.160 milhões, e futuro 2. Espaço para a formação e intercâmbio de informação cultural.
um aumento de 36%, ou os pagamentos em atraso dos hospitais EPE 2014 – Espaços de fronteira, territórios de esperança: velhos 3. Campus pedagógico e de animação cultural.
do SNS registam nova subida: 451 milhões, em dezembro de 2015, problemas, novas soluções 4. Participação do público e formação de novos públicos.
para 705 milhões, em maio de 2018, um aumento de 56,3%, não nos 2015 – Territórios, sociedades e culturas em tempo de mudança 5. Desenvolvimento económico e turístico.
surpreende que o Tribunal de Contas tenha vindo considerar que «a 2016 – Região cultural – um tema fundamental 6. Reforço da identidade, sentimento de pertença e auto-estima
situação financeira do SNS é extraordinariamente débil». 2017 – Palavras à procura da Beira – uma mão cheia de Terra – a cidade tem mais de VIII séculos de história.
Mas se dúvidas houvesse, veio agora o “Relatório Anual sobre o 7. Projecto de Literacia e Observatório permanente em arte,
Acesso a Cuidados de Saúde nos Estabelecimentos do SNS e Entidades O espírito andava por aí. As acções iam acompanhando: TMG; cultura e património.
Convencionadas – ano 2017”, dizer que a acessibilidade dos doentes a BMEL; inúmeras Associações Culturais; Centro Cultural; SIAC
cirurgias registou uma diminuição, como o demonstram os exemplos 1,2,3; Campus Internacional de Escultura; Reabilitação Urbana…. Finalidade essencial da candidatura, a reabilitação do Centro
seguintes: o tempo médio de espera dos doentes para cirurgia aumen- Faltava, ao jeito de Geraldo André, «…quem sabe faz a hora, não Histórico.
tou; a lista de espera para cirurgia aumentou para 231.250 inscritos, em espera acontecer…». Afirmá-lo! e Agir! Constitui-se como um instrumento adequado. É realizável. Vários
2017; o número de camas hospitalares no SNS sofreu uma redução; a «Agir, eis a inteligência verdadeira» (Fernando Pessoa) exemplos demonstram-no: Guimarães, Salamanca, etc.
percentagem de consultas hospitalares realizadas dentro dos Tempos Com este gesto a cidade da Guarda e todos os seus cidadãos A requalificação do Centro Histórico e seus monumentos,
Máximos de Resposta Garantidos (TMRG) diminuiu; a mediana do estão na linha de partida. englobando os pavilhões do Parque da Saúde, vai aumentar a
tempo até à realização da primeira consulta hospitalar aumentou. Temos Candidatura! É de todos e para todos, especialmente auto-estima de todos, bem como os fluxos turísticos.
Estes dados e outros, como os elevados tempos de espera para para os que virão! Como diria Almada Negreiros, «temos que Deve ter uma filosofia de fruição activa pelos cidadãos.
consultas médicas, são uma triste realidade que atinge a maioria dos ser percursores dos que nos vão suceder». Recuperação que de forma expressa indique finalidade/ função de
hospitais do SNS, verificando-se mesmo situações absolutamente A equipa de projeto deve imprimir uma dinâmica de planeamento cada um dos espaços – na terminologia de Jesus Málaga Guer-
inaceitáveis, como: Oftalmologia: 1.046 dias no Hospital de Chaves; interactivo e envolvimento da comunidade. rero (2006), «com bicho dentro». Não recuperar por recuperar!
Ortopedia: 886 dias no Hospital de Lamego e 581 dias no Hospital da De forma profissional, com recursos humanos e materiais rea- «Os Centros Históricos não são Pedras Velhas. São um conjunto
Guarda; ou Neurocirurgia: 560 dias no Hospital de Faro. listas e sustentáveis, hoje e amanhã. de edifícios com uma comunidade que vivem sempre lá e com
E como se tudo isto não fosse “desgraça absoluta” acresce que Sem improvisos, alicerçada num bom diagnóstico da situação, uma permanência e uma identidade. Não é o pitoresco que salva
é chegado “o tempo” da implementação do horário das 35 horas, calendariza, executa e avalia resultados. os Centros Históricos» – arquiteto Souto Moura
onde, infelizmente, vem também o mesmo relatório confirmar que o Estes pressupostos, qualificam (sempre!) a cidade e territórios Em síntese e para terminar, olhando para 2027, socorro-me do
aumento nominal dos profissionais entretanto contratados, apenas adjacentes. Artista da palavra cantada – Zeca Afonso – quando diz:
terá permitido colmatar o efeito da alteração à legislação laboral, não Valem por si. «Amigo
tendo tido reflexo na maior disponibilidade destes profissionais ao Esta metodologia e as acções sistemáticas necessárias em Maior que o pensamento
serviço das pessoas. E, isto mesmo, sentem os utentes quando nos termos culturais, artísticos e patrimoniais põem a cidade «… Por essa estrada amigo vem
serviços de saúde a que acorrem cada vez mais camas nas várias mais acima e a olhar mais além…», nas palavras de Vasco …
especialidades estão encerradas. Pereira Costa. Em terras
Vencer é a cereja no cimo do bolo! Em todas as fronteiras
* Deputada do PSD na Assembleia da República eleita pelo Seja bem-vindo quem vier por bem
círculo da Guarda e presidente da Assembleia Municipal de Pinhel Dos múltiplos argumentos a favor destacam-se como diferen- Se alguém houver que não queira
ciadores: Trá-lo contigo também»
Quinta-feira • 02 de agosto de 2018 • • 19

TresLer
opinião

Roblar..
Joaquim Igreja
opinião
joaquim.igreja@gmail.com Henrique Monteiro *

Pisar o risco, correr O léxico português ganhou, inesperadamente,


um novo verbo para a primeira conjugação. O verbo
obras, enquanto o anónimo munícipe (des)espera anos
e anos pelo mesmo;

o risco ROBLAR.
E como enquadramos este novíssimo vocábulo?
7 – Ricardo Robles, que tem dado a cara em ações
contra os “despejos” de moradores e lojistas em fim
Se fosse um verbo transitivo, admitiria o comple- de contrato de arrendamento, despejou ele mesmo
RISCO 1. As notícias não enganam. Vivemos em “securitização”
mento direto, complemento indireto ou complemento cidadãos que eram uma coisa e a outra;
total com toda a gente a querer “(as)segurar” tudo, com a margem
direto e indireto. Neste caso, o conteúdo semântico 8 – O Ricardo Robles, que persegue a banca e os
de risco reduzida ao mínimo, com seguros para tudo e para nada.
do verbo transitaria para o complemento em questão. abusos que, segundo ele, ela faz aos cidadãos, benefi-
Lamentamos os agricultores que não seguraram as colheitas, em
Sendo intransitivo, será um verbo que é construído sem ciou de condições privilegiadas para a obtenção de um
cada contrato há um seguro de crédito, de risco ou de outra coisa.
complemento direto ou indireto. Olhando para as vicis- empréstimo, conseguindo que lhe disponibilizassem 500
Quando se trata de vida humana, ainda é mais flagrante o espírito de
situdes em que nasce o “ROBLAR”, estou em crer que mil euros, com um rendimento anual declarado de cerca
risco zero numa época que nunca conheceu dias tão seguros: mesmo
a natureza intransitiva leva a que o próprio verbo tenha de 21 mil euros (não come, não usufrui de rendimentos
uma realidade como a guerra, na sua dura crueza, é vista como não
que assumir todo o conteúdo semântico. E podemos não declarados ou não tem intenção de pagar?);
podendo infligir riscos excessivos sobre as populações ou sobre as
dar dois exemplos com frases simples, no presente do 9 – O mesmo Ricardo Robles falhou ainda a entrega
guerrilhas inimigas, como se pudesse haver guerras limpas ou éticas
indicativo, uma na forma afirmativa, outra na negativa: da declaração à Autoridade Tributária, dentro do prazo
abrangidas pelo seguro. Nas guerras “dignas” a sensação de fraqueza
“O Ricardo robla.” e “O Ricardo não robla.”. legal, após as obras de reabilitação do edifício de Alfama,
do vencedor fá-lo-á pagar mais tarde ou mais cedo, ficando a ideia de
Ora, percebemos que no contexto atual, a frase só para efeitos de atualização do famigerado IMI;
que dificilmente na sociedade ocidental se correm riscos que façam
fará sentido na sua forma afirmativa. E passo a explicar 10 – O Ricardo Robles que viu a Autoridade Tribu-
correr sangue, mesmo o dos outros. E, depois de tudo segurado e
porquê. Será incoerência se um vegetariano comer uma tária valorizar o imóvel apenas em 347 mil euros, como
evitado, catástrofes, mortes, imprevistos, maldades, o mal estará à
pizza com presunto? Talvez seja. Será incoerência um se o mesmo tivesse 60 anos, nem deu conta do erro
espreita: ele não se esgota, está por aí. Basta um kamikaze querer.
defensor de um Serviço Nacional de Saúde a cuidar dos existente entre o valor real e o valor tributário, para efeito
RISCO 2. A família afirma-se como instituição que, na sua
portugueses em exclusividade ir a um hospital privado, de pagamento de impostos!
condição de “concha de conforto” para crescer, nos é imposta pelo
como aconteceu recentemente com António Filipe do Imaginem! Não dar conta de uma coisa que toda
“mainstream” como o lugar do equilíbrio e da harmonia, numa espécie
PCP? Provavelmente será. Também poderia aqui referir a gente daria...
de “ética economicamente fundada” na necessidade social. Mesmo
o caso da Secretária de Estado Alexandra Leitão que Imaginem também que um senhor, de nome Paulo
quando se noticiam divórcios ansiamos pelas reconciliações, como
se diz defensora da escola pública e tem os filhos no Ralha, mediático militante do Bloco de esquerda, por ser
se esses reencontros fossem o contraponto real do nosso medo de
ensino privado que ela tanto tem perseguido. Este caso sindicalista ativo e inspetor tributário, que no passado
sermos abandonados pelos outros. Basta ver as capas das revistas
também é paradigmático no que respeita à tal malfada se manifestou publicamente sobre matérias de natureza
de sociedade para ver que a ideia de família não mudou nas nossas
e maltratada coerência. fiscal, ainda não deu sinal de vida sobre a atual polémica.
cabeças. Abandonar uma família é no entanto a condição do próprio
Evidentemente que, nos exemplos antes referidos, Será que no caso Ricardo Robles não estão em cau-
crescimento, com a procura do amor e do mundo a aparecer como
ainda que a incoerência sobressaia em todos eles, sa matérias que devam ser investigadas pela Autoridade
oportunidade de uma segunda iniciação. Mesmo quando sabemos que
naturalmente que a gravidade das situações é muito Tributária e que devam ser denunciadas diligentemente
o (novo) amor e o (novo) mundo vão dilacerar, trazer mazelas, doer,
diferente. Comer pizza ou não comer pizza, apenas se pelo presidente do Sindicato dos Inspetores Tributários?
é necessário partir, largar, mesmo magoar. Anne Dufourmantelle (A.
situa no domínio das convicções e implicações pesso- Não estarão em causa matérias relevantes do ponto de
D.), psicanalista francesa, defende a rutura como uma «atitude» de
ais do vegetariano, enquanto nas restantes amostras, vista legal, já para não falar da sua natureza moral e ética?
«campo aberto» que é preciso tomar na vida pelo menos uma vez,
pela responsabilidade e influência que a intervenção Senhor Paulo Ralha, já reparou que um imóvel com
assumindo-a em vez de tolerar que paguemos um preço incomen-
dos protagonistas referidos tem na sociedade, ambas valor superior a 600 mil euros está sujeito ao adicional
surável sendo as vítimas dessa mesma rutura ou das «obrigações».
ganham uma gravidade acrescida no que respeita à do IMI, de iniciativa do Bloco de Esquerda, mais conhe-
RISCO 3. A infância é o lugar da idealização que todos nos
coerência, podendo-se-lhes acrescentar aspetos de cido pelo imposto Mortágua e que, neste caso, não está
habituámos a construir desde o lugar de adultos. Mas ela não é bem
natureza moral e ética. a ser pago, com prejuízo evidente do erário público? Ou
esse mundo que pode ser desenhado por um álbum de fotografias
Também no caso Ricardo Robles “a bota não bate esse imposto é só para os outros, salvaguardando os
que os nossos amigos e familiares folheiam e nós gostamos de pôr
com a perdigota”. E o caso é mesmo muito grave. Fica de casa, Bloco de Esquerda, entenda-se?
no Facebook. Ela pode ser o lugar da experiência da intensidade,
bem evidente o total desencontro entre os princípios E o que diz Catarina? Bom, Catarina Martins, como
da fé sem limites, dos segredos incomensuravelmente sagrados
políticos defendidos e afirmados perante os eleitores e não seria de esperar outra coisa, defendeu o militante
que passámos ou guardámos. Ou das deceções, violências e
uma prática de vida que é a negação completa desses do Bloco de Esquerda, apostando na estratégia da viti-
choques sofridos e mal digeridos. Ou do momento iniciático que
mesmos ideais. Como é que isto é possível? Bom, isto mização e na teoria da cabala. Disse a senhora, a este
quebrou essa mesma infância e a fez morrer. A infância pode ser
só é possível com um total e absoluto cinismo, a que se propósito, que «a notícia foi mal contada». Imaginem
esse espaço do excesso, da incoerência e da vivência que não é
soma a falta de vergonha. Senão vejamos alguns exem- que até foi mal contada por todos os órgãos de comu-
possível contar porque as palavras não chegam ou é «a única
plos que foram notícias em toda a imprensa nacional, nicação social do país! É mesmo caso para dizer, em
experiência metafísica que temos, sabendo que de um momento
nos últimos dias. linguagem de novela brasileira, “só contaram pra você”,
para o outro a nossa vida se vira» e onde vimos o «reverso do
1 - Ricardo Robles diz que é contra a iniciativa Catarina Martins!
mundo», segundo A. D. Às vezes enterramos a infância que nos
privada e contra o lucro e agora quer beneficiar desse Já todos percebemos que na natureza do Bloco de
deixou marcas. Mas ela lá está para voltar quando menos a quere-
mesmo lucro, numa proporção de 470%; Esquerda, os amigos são para os negócios e sabemos
mos ou para nos maravilharmos quando a desejarmos reler. Vale
2 – Ricardo Robles, que se diz contra a especulação também que, em matéria de Língua de Esquerda, são
a pena arriscarmos voltar a ela.
imobiliária, é, ele mesmo, usando a sua terminologia, bons conjugadores do verbo “roblar”, ou seja, na sua
RISCO 4. Prever o futuro é obra de visionários, artistas ou
um grande especulador; tradução literal, confundir, perseguir e mentir.
pensadores, raros e obscuros. O risco de uma revolução é sempre
3 – Ricardo Robles, que se diz contra a alienação Quando dizemos que o “O Ricardo robla.”, o
real mas pensá-la e planeá-la já não é tão previsível. É mais provável
de bens do património público, comprou um edifício conteúdo semântico cai inteiramente no próprio verbo,
que aquilo que construiu a prosperidade e o consumo mecânico e
público à Segurança Social que lhe vai gerar avultadas fazendo o RICARDO responsável pela ação. Ele e todos
multiplicado em objetos no mundo atual venha um dia a descambar
mais-valias, cerca de 4,7 milhões de euros; os que por ação ou omissão lhe derem cobertura nesta
em qualquer coisa que já não “funcione” e em que já não se “acredite”.
4 - Ricardo Robles, que tem sido um feroz persegui- vergonha de dimensão nacional.
Mas a revolução não voltará para o tempo passado, não utilizará como
dor, com o seu Bloco de Esquerda, do AL (Alojamento À hora de terminar este texto, o protagonista Ricar-
símbolo Zeca Afonso ou o 25 de abril, falará as linguagens novas. E
Local), fez uma intervenção no edifício que adquiriu, do Robles já se demitiu e parece que a sucessora ime-
não nos iludamos que a revolução possa aparecer sem devorar a
preparando-o para esse mesmo Alojamento Local e diata não vai aceitar o encargo de o substituir, porque é
sociedade que a produziu. Diz Dufourmantelle: «Consentir em perder
colocando-o à venda com essa mesmíssima finalidade, ativista pelo direito à habitação, contra os especuladores
tudo é isso que faz uma revolução e isso é raro, porque nós insistimos
por 5,7 milhões de euros(!); e defensora de ocupações ilegais de casas. Espero que
em guardar tudo e o estado das coisas alimenta-se desta substancial
5 – Ricardo Robles, que se diz um defensor do a primeira ação de rua que Rita Silva venha a fazer, seja
economia, deste lento devorar de nós por nós próprios». Por isso a
património, alterou a volumetria e a traça do edifício uma manifestação em frente do prédio do seu colega
autora defende que entrar numa revolução «em que tudo será talvez
que comprou em Alfama, um dos bairros mais típicos do Bloco de Esquerda. E que essa ação de rua possa
arrastado necessita de uma loucura, de uma visão mas também de
de Lisboa; contar com a presença de Catarina Martins e Mariana
uma solidariedade sem a qual nenhuma revolta inicia o que quer que
6 – Ricardo Robles, em 2014, quando comprou o Mortágua para explicarem porque não “o vão buscar
seja». Estaremos já aí?
edifício à S.S., era deputado municipal na Assembleia (dinheiro)” ao Ricardo Robles “que o tem”, como elas
(Vale a pena ler os textos densos e profundos de Anne Dufour-
Municipal de Lisboa e presentemente é vereador na advogam em relação aos outros.
mantelle a partir das suas consultas de psicoterapeuta em “L’Éloge du
CML, com os pelouros da ação social e educação e
Risque” – O elogio do risco –, Ed. Payot & Rivages, 2011)
conseguiu um licenciamento em tempo “canhão” das * Presidente da Distrital do CDS-PP da Guarda
publicida

PUB

EM PISCINAS
20 • • Quinta-feira • 02 de agosto de 2018

GUARDA 20% E MOBILIÁRIO


DESCONTO DE JARDIM
* nos artigos assinalados, Companha Válida de dia 1 de Agosto a 16 de Setembro de 2018 no Bricomarché da Guarda, esta campanha não acumula com outras campanhas em vigor e o desconto é em talão.

opinião
rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda
bilhete postal
Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt
publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt

IPG
Moldura penal nos crimes financeiros dcabrita@iol.pt
Diogo Cabrita

Gonçalo Poeta candidata-se à presidência Não desejo prisão para os crimes financeiros. alguns juízes. Prender criminosos como os que
Quero que vivam dez anos com o salário mínimo têm destruído a finança portuguesa, os que têm
do Politécnico guardense e de cara descoberta. Quero que nos ensinem delapidado o nosso património público, retira-
O atual vice-presidente do In- apresentará, «em devido tempo», o como fazer fortuna a trabalhar, a acordar de os da exposição dos que foram roubados, dos
stituto Politécnico da Guarda (IPG), programa de ação e os objetivos que
manhã e cumprir horários rígidos, sem prémios que se sentem ofendidos. Não lhes devemos
Gonçalo Poeta Fernandes, vai candi- orientam a sua candidatura, bem
por produção. Não quero mais que o confisco bater ou insultar mas devíamos encontrar o
datar-se à presidência da instituição. como «as preocupações e desafios
«O conhecimento e experiên- que a instituição terá que percecio-
dos bens roubados ou adquiridos indevidamente. Salgado a servir num café, a atender numa Loja
cia alcançado nestes últimos oito nar para se poder posicionar e gerar Isso o que será? Subverter contas, extorquir a do Cidadão, a viver dez anos sem mordomias,
anos na presidência do IPG, con- as condições para a consolidação famílias, enganar o Estado, construir necessi- com as dificuldades de todos. Esta moldura pe-
juntamente com os 22 anos de da sua missão». Na missiva que dades para fazer delapidar património público nal é terapêutica, ensina a vida dos que pagam
serviço para com esta instituição, a dirigiu a colegas, funcionários e es- e privado, enganar nas partilhas de heranças, as contas que ele deixou insanas, mostra-lhe
perceção dos desafios e responsabi- tudantes, Gonçalo Poeta Fernandes receber prémios em empresas que os não dis- como é difícil viver do salário mínimo educando
lidades a enfrentar nos próximos acrescenta que podem contar com a tribuem transversalmente, não pagar impostos filhos, pagando valores excessivos de luz e ren-
tempos e a consciência de poder sua «dedicação, esforço e experiên- com truques e tramoias, falsear documentos para das. Insisto em que este é o melhor caminho. A
contribuir de forma empenhada e cia» para promover um IPG «forte, fins de roubo, lucrar com venda de pessoas ou outra vertente é criar uma estrutura de pessoas
com a dedicação e o esforço exigido unido, cooperante e comprometido de estupefacientes. cultas, sãs, lúcidas e idosas (anciãos) que
para a valorização e sustentabili- com a região». Pedro Cardão, outro O julgamento dos crimes fiscais devia ser procurem os estratagemas de construção de
dade deste instituto permitem, hoje, vice-presidente do IPG, e Joaquim prioritário, ter tribunais dedicados e estar nas realidade, de construção de necessidades que
anunciar esta candidatura», es- Brigas, professor na Escola Superior mãos de júris alargados para evitar os deva- nos vão valendo estratégias falsas e criminais
creveu o professor numa nota inter- de Educação, Comunicação e Des- neios, as lucubrações histriónicas, a toleima, como foram a venda da TAP, a venda dos CTT,
na a que O INTERIOR teve acesso. O porto, também poderão concorrer o livre arbítrio, a emoção ou o facciosismo de a venda da EDP, a ideia sequer de vender água.
futuro candidato garante ainda que às eleições de 31 de outubro.

PUB PUB