You are on page 1of 3

Síntese Interpretativa:

Histórico:

EGV, 16 anos, nasceu em Santo André São Paulo, é filha única, de pais separados, mora
com a mãe, estuda em escola pública no período da manhã, com poucos amigos, o
relacionamento com o pai é complicado, pois só existe contato entre os dois , quando o
mesmo visita a mãe dele que mora próximo da filha

Atitude:

EGV apresentou durante todo o teste, timidez e retraimento, olhar baixo e falta de
expressão, executando prontamente cada desenho assim que foi solicitado ao fim dos
desenhos, quando o aplicador do teste lhe perguntava se havia acabado somente dizia
(uhum)

Tempo:

O tempo executado para cada desenho foi: casa

Comentários:

Não houve comentários durante os desenhos

Proporção:

O telhado é grande em relação ao resto da casa assim, o indivíduo pode dedicar muito
tempo procurando satisfação na fantasia já a proporção da árvore foi muito pequena
sugerindo fortes sentimentos de inadequação com o ambiente, na pessoa a proporção
muito pequena implica em um sentimento de inferioridade porque desenhou ombros
muito pequenos.

Perspectiva:

A apresentação da casa em perfil completo indica forte retraimento e tendências


oposicionistas

A árvore desenhada abaixo do observador parece simbolizar um sentimento do


indivíduo de depressão ou derrota ao desenhar uma macieira com maças caídas no chão,
mostra seu sentimento de rejeição, mais comum em crianças pequenas
Na pessoa braços desenhados atrás das costas implicam relutância em conhecer outros
caminhos, uma posição aberta das pernas pode representar desafio e ou forte
necessidade de segurança

Detalhes:

Arbustos desenhados perto da casa representam uma necessidade de erguer barreiras


defensivas do ego ou de estabelecer contato com os outros de uma maneira mais formal,
braços em forma de asa representa esquizoide, copa da árvore em forma de nuvens e o
telhado enfatizado apresenta introversão e fantasia. Enfase vertical no tronco, raizes
omitidas e árvores mortas apresentam um contato pobre com a realidade . Seios na
pessoa e árvore do tipo frutífera representam imaturidade. Cicatrizes e as frutas caídas
representa trauma, dependência e rejeição. Árvore dividida representam psicose e
organicidade,mostra severamente a pertubação e uma relação infeliz com o pai

Inquérito Posterior ao Desenho

E.G.V disse que a casa era de uma amiga mas gostaria que fosse sua porque é uma casa
própria e ela mora de aluguel, Ela escolheria o maior quarto, na parte de traz, porque
tem mais espaço para guardar as coisas, representando ser um indivíduo retraído que
procura refúgio em um quarto dos fundos.

Ao responder que gostaria que só a mãe e o tio morassem com ela nesta casa, revela a
forte necessidade de afeto e aprovação paterna, por não morar com o pai.

Ela relata que quando olha para a casa ela parece estar longe, essa distância sugere luto
ou sentimento de rejeição, ou ambos, da mesma forma diz que a casa está acima dela,
apresentando um sentimento de inferioridade pessoal.

Ao responder que a árvore é um tipo árvore que está sendo demolida e que esta não esta
viva, indica uma resposta negativa, o indivíduo sente-se filosoficamente inferior ou
psicologicamente inadequado, culpado, profundamente reprimido, ou alguma
combinação desses sentimentos, relata que uma parte da árvore está morta que foi um
lenhador que a destruiu a um dia apenas, um indivíduo que desenha a árvore com o
tronco revela severa perda do controle do ego.

Desenhar uma árvore frutífera, se identificaria com o sexo feminino porém a identificou
com o pai. Ao disser que a árvore está sozinha e desenhada abaixo do observador quase
invariavelmente conota depressão de humor, bem como um sentimento de inferioridade
e isolamento

Na pessoa desenhou uma menina, relata que era uma amiga e tinha a mesma idade que
ela. Ao responder que a pessoa se sente sozinha, porque quase ninguém fica perto dela e
que a pessoa está pensando em solidão e tristeza, que precisava de amor carinho e
atenção, deixa bem claro os seus próprios sentimentos

Sumario

E.G.V. exibiu muitos dos sintomas comuns em depressão como sentimento de


inferioridade, forte retraimento, sentimento de rejeição, perda do controle do ego,
depressão de humor, introversão, fantasia, contado pobre com a realidade, imaturidade e
mostra severamente pertubação e uma relação infeliz com o pai.