You are on page 1of 20

FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

AVALIAÇÃO
1. Qualquer um pode ser um pastor ou somente aqueles que são
A) Educados.
B) *Vocacionados.
C) Preparados.
D) Decididos.

2. Segundo Efésios, quantos ministérios existem?


A) Um.
B) Três.
C) *Cinco.
D) Sete.

3. “Bispo” significa
A) *Supervisor.
B) Chefe.
C) Guia.
D) Doutor.

4. O que um pastor não é?


A) Um atalaia.
B) Um mensageiro.
C) Um embaixador.
D) *Um dominador.

5. O que um pastor não é:


A) Um servo.
B) Um ajudador.
C) *Um chefe.
D) Um guia.

6. O que um pastor não é:


A) *Um crente impecável.
B) Um modelo.
C) Um mestre.
D) Um exemplo.

7. “Presbítero” significa:
A) Jovem.
B) Atalaia.
C) *Ancião.
D) Mestre.

1
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

8. A aprovação da Igreja local para o ministério de um futuro pastor é


algo
A) Dispensável.
B) Indiferente.
C) *Imprescindível.
D) Relativo.

9. A essência do ministério é...


A) *Serviço.
B) Direção.
C) Liderança.
D) Estratégia.

10. Assinale a alternativa errada. O pastor é aquele que...


A) Alimenta o rebanho.
B) Conduz o rebanho.
C) *É servido pelo rebanho.
D) É o irmão mais velho do povo de Deus.

11. Assinale o período equivalente a esta afirmação: “O trabalho


constante de Paulo gerou uma santa liderança em toda parte”.
A) Paulo, durante um ministério vertiginoso, praticamente mudou a
história mundial levando o cristianismo até os lugares mais
longínquos do Império Romano.
B) Sua estratégia consistia em pregar o evangelho nas cidades que
encontrasse pelo caminho, fundando pequenas comunidades de
crentes e nomeando líderes para dirigi-las na sua ausência.
C) *Isso provocou rapidamente o aparecimento, com conseqüente
organização, de um grupo de ministros que cuidavam dos novos
crentes e dos negócios da igreja.
D) Esse fenômeno é visto em todas as obras de Paulo e na narrativa do
livro de Atos dos Apóstolos, apesar de ser mais evidente nas últimas
obras escritas, principalmente Efésios, I Timóteo, Tito e II Timóteo.

12. Assinale o período equivalente a esta afirmação: “Deus ordenou uma


sucessão ministerial para que as igrejas fossem bem servidas por ministros
semelhantes aos ministros designados para a Igreja em geral”.
A) Ao ler as obras paulinas, parece que encontramos dois tipos
diferentes de ministros, uns de natureza local e outros mais

2
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

universais. Havia um grupo que estava envolvido diretamente com


as pequenas igrejas locais, podendo ser denominados de ministros
para a igreja local. Eram os presbíteros e diáconos.
B) Por outro lado, os textos mencionam alguns líderes que pareciam
não estar presos a uma determinada região. Eram os ministros para a
Igreja em geral: os apóstolos, os profetas, os evangelistas os pastores
e os mestres.
C) Estes últimos foram idealizados por Deus para a formação e
estruturação das primeiras comunidades cristãs. Naquele momento,
seus dons desempenhavam um papel fundamental na composição do
Novo Testamento.
D) *Suas tarefas eram organizar as igrejas e nomear ou promover a
nomeação dos ministros locais, que, por sua vez, deveriam possuir,
pelo menos em algum sentido, dons semelhantes aos possuídos pelos
ministros para a igreja em geral.

13. Assinale o período equivalente a esta afirmação: “A Igreja do


Senhor, desde os seus primórdios, foi crescendo em um processo que
jamais foi interrompido”.
A) Normalmente a epístola aos Efésios está voltada para descrever a
relação de Cristo com a Igreja. Igreja aqui é o conjunto de todos os
salvos e não apenas os membros de uma específica igreja local. É
dentro desta perspectiva que Efésios menciona os ministros e os
dons necessários para a edificação do corpo de Cristo. Ao lê-la, não
se tem dificuldades em perceber sua unidade temática.
B) *Os capítulos quatro e cinco descrevem como o Espírito Santo
conduz a Igreja, num processo de contínua edificação espiritual para
ocupar um lugar especial. Aí aparecem os dons ministeriais voltados
para a Igreja como um todo.
C) Estes dons foram dados por Deus para o enriquecimento da Igreja.
São dons carismáticos e não ofícios instituídos (assim também
aparecem em Romanos 12.6-8 e I Coríntios 12-14). Desta forma,
aqueles que possuíam os dons estavam desempenhando uma tarefa
especial ordenada por Deus, e não uma simples profissão.
D) A medida que o ministério foi se organizando, as tarefas se
transformaram em ofícios e receberam nomes oriundos do judaísmo
e do helenismo. Entretanto, não importando como o ministro da
igreja local era chamado —presbítero, bispo ou diácono — ele
precisava ter um dos dons relacionados em Efésios, Romanos ou
Coríntios.

3
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

14. Assinale o período equivalente a esta afirmação: “Para ser apóstolo eram
necessários alguns sinais”.
A) O primeiro ministério mencionado no texto é apóstolo. Quando
começou a ser usado pelos escritores gregos, o termo não era uma
expressão técnica, e sim uma característica, um adjetivo, um atributo
de alguém que foi enviado.
B) No uso das comunidades cristãs primitivas e na maior parte do Novo
Testamento, a palavra apóstolo distanciou-se do uso inicial helênico
e se aproximou da maneira como os judeus a usavam, recebendo
carga ainda maior de novas idéias, por causa da origem do
comissionamento, que normalmente era feito por Deus ou pelo
próprio Cristo.
C) Isso significa que, ao ser enviado, o apóstolo recebia poder e
autorização para representar Jesus, bem com a obrigação de prestar
contas a ele.
D) *Os apóstolos neotestamentários possuíam algumas características
especiais: eram testemunhas oculares, tinham poderes sobrenaturais
ou miraculosos e recebiam um serviço ou missão definida durante o
tempo de suas vidas.

15. Assinale o período equivalente a esta afirmação: “Mesmo na Igreja


neotestamentária o Senhor enviou ministros especiais para proclamar
mensagens especiais”.
A) Em Efésios o apostolado parece ser algo essencial à vida da Igreja, a
ponto de ser apontado como o fundamento da Igreja: “edificados
sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo
é a principal pedra da esquina” (Efésios 2.20).
B) *Atos 11.28 menciona um profeta, Ágabo, que previu fome na terra
para que a igreja se prevenisse. Atos 13 relaciona outros profetas:
Barnabé, Simeão, Lúcio, Manaém e Saulo. Atos 15.32 apresenta os
profetas Judas e Silas. Atos 21.9 indica que as mulheres também
podiam ter esse ministério.
C) Não havia uma união formal entre as igrejas espalhadas pelo Império
Romano. O elo que fazia com que aquelas várias comunidades
distantes umas das outras se sentissem e se vissem como uma só
igreja era a autoridade apostólica.
D) O ministério mencionado logo após o de apóstolo é o de profeta,
palavra que indica aquele que proclama, interpreta uma mensagem,
revela, prevê. O profeta era alguém que sempre falava em nome de
Deus. Alguns dos apóstolos eram profetas, outros eram somente
apóstolos.

4
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

16. Assinale o período equivalente a esta afirmação: “Deus levantou


ministros com independência e liberdade a fim de melhor orientar a
Igreja nascente”.
A) Os profetas foram pessoas especiais que no período
neotestamentário “receberam revelações especiais da parte de Deus a
fim de ajudar a nova igreja recém-nascida a crescer e a desenvolver-
se até se tornar um organismo maduro.”
B) Os profetas eram considerados, junto com os apóstolos, como
fundamento da igreja (Efésios 2.20).
C) *Os profetas exerciam seu ministério profético em virtude do dom
dado por Deus, e não por nomeação, consagração ou indicação por
parte de alguma comunidade. Isso lhes dava isenção e autonomia
para repreender, exortar e ensinar.
D) O terceiro dom é o de evangelista, termo encontrado apenas três
vezes no Novo Testamento: Atos 21.8, ao falar de Filipe, Efésios
4.11, ao relacionar os dons ministeriais, e em II Timóteo 4.5, ao
exortar Timóteo na realização da tarefa de um evangelista. Como se
vê, não era um cargo, e sim uma atividade.
17. Assinale o período equivalente a esta afirmação: “Por necessidade
do próprio rebanho, um ministro tinha que exercer mais de um
ministério”.
A) *Os pastores normalmente eram mestres. O pastor não só tinha a
responsabilidade de cuidar do rebanho mas também de ensiná-lo nas
doutrinas divinas. É claro que se o pastor devia cuidar do rebanho,
devia também alimentá-lo.
B) Os últimos ministérios mencionados em Efésios são o de pastor e o
de mestre. A palavra pastor designava alguém que cuidava,
apascentava e fortalecia a comunidade cristã.
C) Como todo os outros até agora relacionados, não era um título
técnico, indicando apenas as pessoas que possuíam o dom ou a
vocação para o exercício pastoral. Mestre era aquele que transmitia
conhecimentos, e ensinava as doutrinas bíblicas fundamentais
principais.
D) O pastor deveria ser mestre, mas nem todo mestre tinha que ser
pastor. Ao contrário dos anteriores, esse dom estava relacionado
diretamente com os líderes das congregações locais, trazidas à
existência pela pregação dos apóstolos, profetas e evangelistas.

18. Assinale a alternativa incorreta:


A) As mulheres também poderiam exercer o ofício como diaconisas.
B) *Havia muitas presbíteras na Igreja primitiva.
C) Os presbíteros eram o modelo cristão dos anciãos judeus.

5
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

D) Os presbíteros recebiam salário.

19. Assinale a alternativa incorreta:


A) O próprio Deus coloca no indivíduo um dom/carisma tão forte que
provoca nele um desejo ansioso, quase incontrolável, de realizar o
ministério, não permitindo que ele encontre realização em outro
lugar.
B) A vocação ministerial, assim, tem um lado objetivo e outro
subjetivo. Objetivamente, é Deus que vocaciona e chama. Não é a
comunidade que escolhe o ministro ou o ministro que escolhe o
ministério, mas o próprio Deus que faz a ambos. Subjetivamente, é o
homem que sente o desejo, que aspira, que procura o ministério.
C) A comunidade eclesiástica participava desse processo vocacional.
Ao reconhecer o dom dado por Deus ao ministro. Reconhecer que
ele tem um dom espiritual para dirigi-la indica reconhecer sua
direção.
D) No período do Novo Testamento, isso normalmente ocorria no seio
das igrejas. Os ministros eram reconhecidos dentre os próprios
membros, por isto ministros itinerantes não tinham autoridade
reconhecida.

20. Assinale a alternativa incorreta:


A) O ministro não é capaz de exercer qualquer tipo de atividade
ministerial se não tiver a nomeação e o reconhecimento da sua
comunidade. Sua autoridade está diretamente ligada a isso.
B) *O princípio da remuneração ministerial não é bastante claro na
literatura paulina, bem como em todo o Novo Testamento.
C) Todas as suas tarefas dependem de que, em algum sentido, se
reconheça ser ele um comissionado divino para cumprir o ministério.
D) Ao ter o seu ministério reconhecido, segue-se sua entrega voluntária,
que precisa ser feito da forma mais integral possível. Para tanto os
ministros precisam viver do ministério.

21. Assinale a alternativa incorreta:


A) As epístolas se preocupam em descrever os ministros como pessoas
irrepreensíveis, demonstrando a relevância do testemunho dos
líderes diante dos membros e diante da comunidade externa. É
dentro contexto que se fala sobre os erros do líder, principalmente os
doutrinários ou morais. A busca, neste caso, é pelo arrependimento e
não pelo afastamento completo do líder que pecou (2Ts 3.14-15;
2Co 2.5-6; Gl 6.1).

6
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

B) O contexto hodierno parece estar manifestando de forma acentuada


essa crise na liderança. Os números apontam para uma época onde
as falhas dos líderes cristãos deixam o ambiente comunitário e
ganham projeção através de meios de comunicação de massa, como
a televisão ou os jornais impressos.
C) *Harry Schaumburg, no livro “Falsa Intimidade”, indica que 97%
dos pastores norte-americanos já se envolveram sexualmente com
pessoas de suas igrejas. Destaca-se que este número só indicou os
problemas de ordem sexual, sem mencionar desvios
comportamentais de outra natureza.
D) Apesar de não se buscar uma defesa do pecado pura e simplesmente,
mas há uma necessidade de se resgatar o amor cristão pelo líder que
caiu. A falta de misericórdia das igrejas faz com que a maior parte
dos ministros, ao passarem por dificuldades, resolvam esconder,
camuflar ou usar máscaras.

22. Assinale a alternativa incorreta:


A) O grande princípio paulino de organização eclesiástica é liberdade
com ordem e decência. Suas comunidades eram bem diferentes umas
das outras, apresentando estruturas bem distintas, mas procuravam
ter sempre em comum a ordem e a decência.
B) As igrejas locais precisavam ser estruturadas, organizadas, sem
anarquia, principalmente para que tivessem condições concretas de
vida e crescimento.
C) Com as mudanças histórico-sociais, mudaram as necessidades das
igrejas locais, e, consequentemente, mudaram as formas de
ministério. Os ofícios que existem hoje não são exatamente os que
existiram na época neotestamentária.
D) *Os títulos dos ministros de hoje são exatamente iguais aos da época
de Paulo. Mas isso não representa propriamente um problema, já que
até mesmo dentro do próprio Novo Testamento, os textos que tratam
das estruturas eclesiásticas são muito variados na forma.

23. “As comunidades não tinham locais de reunião específicos para os cultos,
reunindo-se para os encontros de oração em casas particulares. O ministério
era colegiado. As igrejas eram dirigidas por um grupo de líderes, os
presbíteros, que por sua vez era formado por um grupo de presbíteros e um
grupo de diáconos. Por isso, dificilmente podemos falar em copiar a
organização ou a estrutura organizacional da igreja primitiva. Não podemos
ser, na forma, iguais às primeiras igrejas primitivas, e nem precisamos ser.
Nem mesmo os dons são um bom critério de organização, já que as listas
carismáticas não são exaustivas, e sim representativas. É com esse critério
em mente que devemos olhar também para o ministério feminino, ou para a

7
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

liderança feminina nas igrejas. Algumas mulheres encaram Paulo com se ele
fosse a raiz de todos os seus males, o que denuncia uma leitura das obras
paulinas descuidada e apressada. De um modo geral, a teologia paulina está
na vanguarda do seu tempo no trato com a mulher. Enquanto os judeus
exigiam que ela ficasse completamente calada e segregada na sinagoga ou no
templo, em Corinto se permitia que elas orassem e até profetizassem na
Igreja”. Ao ler este texto você poderia concluir que...
A) As igrejas se reuniam de qualquer jeito, de forma desorganizada.
B) Devemos imitar o modelo das igrejas primitivas.
C) A Teologia paulina era muito retrograda em relação ao ministério
feminino.
D) *Todas as alternativas acima estão erradas.

24. Assinale a alternativa incorreta:


A) Cada Crente é um Ministro.
B) A igreja é uma organização que congrega as pessoas regeneradas,
para que elas promovam a obra do seu Senhor.
C) *O crente deve viver de acordo com os padrões do mundo para
melhor testemunhar do Evangelho.
D) O crente aprendeu a sublime lição de humildade na palavra e no
exemplo do seu Senhor.

25. Assinale a alternativa que mais se assemelha à expressão “Não


somos salvos pelas obras, mas não somos salvos sem as obras” (Paul
Pierson).
A) Fomos criados para realizarmos boas-obras. Deus te fez uma
pessoa única com habilidades, talentos e dons espirituais
capacitando-o para ser útil. O salvo não pode ser omisso, isto
é, não deve transferir suas responsabilidades para outros.
B) A salvação nos conduz ao serviço (ministério), da mesma
forma que nos conduz à adoração. Somos novas criaturas em
Cristo e devemos demonstrar isso numa vida dedicada aos
outros.
C) *Embora saibamos que não somos salvos pelos ministérios
que realizamos estes, uma vez realizados com a perspectiva
do Senhor confirmam e testificam a nossa salvação.
D) Todos os que Deus salvou em Cristo Jesus foram criados para
o ministério. Servir então é uma conseqüência natural do
discipulado cristão. O crente que ministra é maduro, porque
no serviço ele se realiza.

26. Assinale a alternativa que mais se assemelha à expressão “Ninguém


pode dizer que é inútil, pois Deus já nos capacitou para o serviço”.

8
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

A) Infelizmente, notamos em muitas igrejas a presença de um grande


número de crentes que não querem servir nos ministérios que dão
sustentação a vida da igreja.
B) Muitos há que pensam que esta tarefa é responsabilidade dos que
foram chamados e preparados nos seminários e que numa relação de
patrões e empregados pagam para tais líderes realizarem seus
ministérios.
C) Quem pensa assim está enganado pois a tarefa é de todos nós. Quem
não serve nos ministérios da igreja está em desobediência contra o
Mestre Jesus.
D) *É este o seu caso? Então acorde pois temos inúmeras oportunidades
de ministrar e Deus já tem lhe dado os dons e as habilidades
necessárias para que você seja uma bênção.

27. Assinale a alternativa que mais se assemelha à expressão “Na


edificação do corpo de Cristo não é imprescindível ser um
especialista”.
A) *O mais importante é que cada um procure servir dentro de sua
vocação, sem se esquecer jamais o aspecto de que, qualquer que seja
a sua área de atuação, trabalhamos para o Senhor, com o propósito
de cumprir os seus objetivos de salvar o ser humano.
B) Cada igreja necessita de mais irmãos e irmãs que assumam esta
posição de que foram criados de novo pelo Espírito Santo
exatamente para que vivam e se envolvam cada dia no ministério.O
Senhor quer usar as nossas vidas!
C) Nós fomos salvos para o ministério. E do mesmo modo que fomos
salvos e reconciliados com Deus através do perdão oferecido por
Jesus devemos ministrar e servir tendo a real consciência de que foi
para isso que fomos salvos. A salvação é um importante requisito
para que exerçamos ministérios na obra do Senhor.
D) Os salvos não podem ficar parados, é necessário que estejam
envolvidos em algum ministério. Esse é o objetivo de Deus para a
sua vida e você não pode continuar fugindo desta responsabilidade.
Deus quer usar a tua vida para alcançar os perdidos com a
mensagem do evangelho. Deus quer usar a sua vida para abençoar os
salvos. Deus já pagou um preço inestimável para livrá-lo das mãos
do maligno e você não pode agora continuar vivendo de acordo com
os objetivos de satanás.

28. Assinale a alternativa que mais se assemelha à expressão “Para


edificarmos alguém, temos que ser edificados primeiro”.

9
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

A) Quem não serve, quem não ministra, está contribuindo para o


prejuízo da obra de Deus no mundo.
B) Uma vez salvos e envolvidos no ministério como realizá-lo de modo
agradável ao Senhor? Não podemos abrir mão da graça de Jesus que
nos habilita para que atinjamos este propósito. Não devemos rejeitar
a unção e os dons do Espírito sobre nós os salvos. Não podemos nos
esquecer do exemplo de Jesus. Não podemos deixar de considerar a
Palavra de Deus e os seus conselhos e ensinos. Não podemos abrir
mão da humildade. Não podemos abandonar a condição de servo.
C) Assim conclamamos a todos os salvos a que se apresentem
voluntariamente ao Senhor para servi-lo com alegria e fidelidade.
Assim desafiamos os salvos a que sejam de fato servos do Senhor.
Assim oramos para que cumpramos os propósitos de Deus em nossa
igreja.
D) *Devemos desejar o crescimento espiritual e implorar pelo alimento
espiritual para que coloquemos em prática a vontade de Deus em
relação ao ministério.

29. Assinale a alternativa que mais se assemelha à expressão “Eu nada


posso fazer sem Ele, mas Ele nada pode fazer sem mim (Um velho
índio americano)”.
A) *O fundamento de nossas vidas é Jesus Cristo. A nossa Missão como
povo de Deus é anunciar a salvação. Deus quer conduzir pessoas das
trevas para a sua luz maravilhosa. Para essa sagrada missão Deus
conta conosco.
B) Somos a geração que Deus escolheu para este ministério de
reconciliar os perdidos. Somos os sacerdotes que Deus nomeou para
que intercedamos e ensinemos a Bíblia aos perdidos. Somos a nação
separada por Deus para que através de nosso exemplo e testemunho
outros creiam que é possível ter as vidas transformadas. Somos o
povo particular que o Senhor quer usar.
C) Lembremo-nos pois que o mesmo Deus que nos chama para o
ministério é quem nos capacita e nos acompanha nesta jornada.
Assim não precisamos temer os desafios nem as dificuldades que
porventura surjam diante de nós. Cada crente é um ministro criado,
salvo e chamado para servir ao Senhor. Cada crente é uma
testemunha da graça redentora de Deus.
D) Cada crente é convocado para proclamar aos perdidos. Cada crente é
convocado para ir e fazer discípulos dentre os que ainda estão
enganados pelas trevas do pecado. Cada crente em face da urgência
do chamado deve evitar desperdiçar o seu tempo e as oportunidades.

10
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

Cada crente deve, diante do chamado para ministrar, responder como


o jovem Isaías: "Eis-me aqui, envia-me a mim".

30. Assinale a alternativa que mais se assemelha à expressão “Cada um


tem que prestar atenção no terreno que está pisando”.
A) Se entendemos que Deus capacita os crentes para ministrarem
através dos dons espirituais creio que o conhecimento de seu dom
(ou dons) evita a frustração de tentar ministrar de forma não
adequada com o que você é; este conhecimento o orienta para um
ministério eficaz.
B) Devemos evitar a busca obsessiva de qualquer dom. Não
menospreze, nem proíba, nenhum dom. Confie no Senhor para lhe
revelar (ou dar) o que é necessário para melhor servi-lo. Lembre-se
de que muito mais importante do que os dons são os frutos do
Espírito.
C) Não há nenhum dom espiritual exigido de alguém qualificado para
ser presbítero (nem o dom do ensino). Mas o Novo Testamento exige
muito do líder em termos de maturidade e fruto espiritual. Não nos
esqueçamos de reconhecer a mão do Senhor sobre os ministérios que
estejamos realizando pois é ele que nos capacita e se assim fizermos
estaremos contribuindo para que Deus seja glorificado através de
Jesus Cristo e de nosso serviço de amor.
D) *Qual a relação entre dom espiritual e serviço ou ministério na
igreja? Como é possível saber se alguém tem ou não um dom
espiritual? Na sua experiência cristã você sabe qual é o seu dom
espiritual? Caso não saiba como é que tem realizado o ministério na
igreja de Cristo? É importante conhecer seus dons.

31. Assinale a alternativa que mais se assemelha à expressão “Padrões


do mundo não servem para filhos de Deus”.
A) No Reino de Deus, todos são servos uns dos outros; todos vivem na
igualdade dos direitos e deveres – um verdadeiro padrão de justiça.
A idéia de posição, de ascendência sobre os outros, só traz intrigas.
B) Às vezes, por não compreendermos o verdadeiro sentido de sermos
súditos do reino de Deus, ficamos preocupados com posições de
destaque, e isso, para Jesus, não é a coisa principal, nem mesmo
necessária, mas o servir aos outros é o verdadeiro sentido de nossa
participação no reino de Deus.
C) *O exemplo negativo de busca do poder é tirado da vida política dos
gentios. Muitas vezes a política é exercida de forma ilegítima, que é
o avesso dos padrões de justiça social que conhecemos na Bíblia.

11
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

Jesus diz que esse modelo não deve ser transferido para os nossos
relacionamentos.
D) Devemos espelhar um padrão muito superior ao mostrado por
aqueles que não vivem os padrões de Jesus. Há muito que fazer,
existem muitas oportunidades de serviço. Vivemos dias que cobram
uma ação mais decisiva do povo de Deus.

32. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Nós precisamos ser equipados para o ministério. Isto indica a
necessidade de praticarmos o treinamento operacional dos crentes
para uma vida frutífera.
B) A tarefa do pastor é pregar, exortar e disciplinar os membros de sua
igreja de modo que desenvolvam seu próprio ministério. A melhor
maneira de se fazer isto é treinar os crentes como um técnico faz
com os jogadores de seu time ou seleção.
C) Biblicamente podemos dizer que o ministério pastoral é equipar os
crentes para que estes realizem suas tarefas de servir. Cada cristão
tem um ministério de acordo com o dom espiritual recebido por
Deus.
D) *A igreja necessita do meu ministério. O ministério é algo que
sempre funciona no contexto da família da igreja. Mesmo assim, não
devemos pensar que somos indispensáveis à obra de Deus. Ele fez
cada um de nós como uma utilidade especifica para que a sua
vontade se cumpra na nossa vida pessoal como na vida de nossa
igreja também.

33. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Creio que cada membro de nossa igreja, assim como cada parte de
nosso corpo físico, tem importância e relevância para o bom
funcionamento da mesma. Deus nos ensina através de sua Palavra
que cada um de nós somos uma parte necessária para que a igreja
atue de acordo com os seus propósitos.
B) Não deve haver em nós a atitude de recusar-se a servir nos diferentes
ministérios que a igreja tem diante de si. Não compreendo e não
posso aceitar a situação de muitos cristãos que vivem toda a sua vida
cristã de forma inútil e inerte. Creio que ainda não aprenderam a
simples e importante lição: nós somos necessários para a ministério!
Eu sou necessário para o ministério! Você é necessário para o
ministério!
C) *Respondamos ao Senhor com as nossas vidas dedicadas e ativas
nos ministérios que o Senhor já tem levantado entre nós.

12
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

Coloquemo-nos diante dele, responsavelmente, para que outros


ministérios sejam iniciados de acordo com as oportunidades.
Busquemos ao Senhor em oração diariamente para que Ele nos
capacite e nos faça servos fiéis e responsáveis. Aprendemos também
que mesmo inativos, Deus nos trata com misericórdia.
D) Muito mais forte do que o evangelho que pregamos é o evangelho
que vivemos. Temos que ter o cuidado com as necessidades dos que
nos rodeiam. E necessário que estejamos preparados para irmos ao
encontro dos necessitados de Cristo e da Salvação. Temos que nos
compadecer daqueles que não têm a Jesus como salvador.

33. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Eu e você devemos agir de modo responsável com o ministério para
que não sejamos reprovados pelo Senhor. Não podemos viver sem o
compromisso de fazermos o que Ele espera que façamos como se
isso não tivesse nenhuma conseqüência. Quem age assim é um
tremendo irresponsável!
B) Você espera recompensas pelo ministério que realiza aqui na igreja?
Fica chateado quando ninguém lembra de você? Fica aborrecido
quando outras pessoas e ministérios são destacados? O seu coração é
de servo? Caso você anda buscando as recompensas terrenas lembre-
se de que devemos almejar as recompensas do Senhor Jesus. É a ele
que servimos e com certeza se o fizermos adequadamente não nos
decepcionará.
C) *O Senhor nos dará mais oportunidades de serviço quando agirmos
conforme nossas próprias decisões.
D) A recompensa oferecida aos fiéis é entrar no gozo do Senhor e isto
significa dizer desfrutar aqui e na vida futura do que ele tem
preparado para os seus.

34. Qual destas não é a principal finalidade do trabalho pastoral?


A) *Ser um líder na comunidade para que o Evangelho seja respeitado.
B) Edificar o Corpo de Cristo.
C) Aperfeiçoar os santos.
D) Cuidar da vida espiritual do povo.

35. Assinale a alternativa correta:


A) O ministério de tempo integral deixa o pastor muito folgado.
B) Um pastor não é obrigado a estudar todas as novidades religiosas e
doutrinárias que aparecem.Um pastor não pode realizar um bom
ministério apenas com as sobras de tempo de um emprego secular

13
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

C) Essas são algumas das razões porque cremos que os pastores devem
dar tempo integral e se esforçam para que vivam do e para ministério
pastoral.
D) Para os pastores é um problema ser sustentado pelas igrejas e para as
igrejas um grande peso fazê-lo.

36. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Paulo reafirma a autenticidade do seu ministério apostólico. É muito
triste para um ministro ter que ficar reafirmando sua autoridade
ministerial e parece que o problema não estava no caráter de Paulo e
sim na postura rebelde dos irmãos em Corinto.
B) Diante das objeções à sua liderança ou autoridade ele aponta
direções seguras: a) Declara-se um homem livre e que gozando dos
seus plenos direitos encontra-se na incumbência de executar o dever
apostólico; b) a prova do seu apostolado autêntico era a própria
igreja de Corinto, formada de crentes levados a Jesus por seu
intermédio; c) apóstolo = enviado por Jesus para que fosse um vaso
de bênção.
C) *O ministério paulino deu frutos. Os coríntios não tinham o direito
de duvidar ou questionar o ministério autêntico exercido por Paulo já
que eles eram frutos do trabalho de alguém enviado pelo apóstolo
Paulo. Aqueles irmãos eram a marca e as credenciais e esta foi a sua
defesa.
D) A expressão "no Senhor" indica que todo o seu trabalho foi feito no
Senhor. Não pregou um evangelho próprio. Não criou uma nova
seita. Não ensinou uma filosofia desenvolvida por ele. Ele sempre
trabalhou no Senhor, para o Senhor, tendo em vista a glória do
Senhor.

14
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

37. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) *Os ministros têm necessidades básicas que precisam ser supridas. O
apóstolo reivindica para ele o direito de comer e beber, sustentado
pelas igrejas de Deus. Comer e beber são necessidades básicas da
vida. Às igrejas cabe o dever de sustentar o seu obreiro (ministério),
com dignidade, satisfazendo-lhes as necessidades básicas, essenciais
e até os supérfluos, dando-lhe condições de realizar bem o ministério
que recebeu do Senhor, sem preocupações e intranqüilidade de
natureza financeira.
B) Os ministros têm direito de ter uma esposa (família). Pessoalmente
Paulo renunciou à vida com uma mulher. Não sabemos se era
solteiro ou viúvo. O que sabemos é que não era sua intenção casar-
se. Mas advoga o direito dos ministros terem as suas esposas e de
cuidar bem delas.
C) A família do ministro depende dele para o seu sustento. Como
satisfazer tais necessidades, se ele deve dedicar o melhor do seu
tempo ao serviço de Deus? As igrejas não podem permitir que os
seus obreiros passem privações, e vivam intranqüilos quanto às suas
necessidades básicas como também as de sua família.

38. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Os ministros têm o direito de servir a Deus sustentados pelas igrejas.
Paulo e Barnabé trabalhavam para o seu sustento (como alguns
ministros hoje). Os demais apóstolos eram sustentados pelas igrejas.
Mas os direitos eram iguais e eles também podiam ser sustentados
pelas igrejas as quais serviam.
B) *Se uma igreja tem condições de sustentar adequadamente o seu
ministro e não o faz obrigando-o a dividir o seu tempo entre o
trabalho secular e o ministério está agindo normal, porque, afinal de
contas isto não é sua obrigação.
C) Se todo trabalhador deve ganhar um salário logo o pastor também é
digno de ser sustentado pelo seu trabalho. O problema é que nem
sempre os crentes vêem o pastor como um trabalhador. Ou pensam
que ele deve ser a única exceção devendo assim trabalhar
gratuitamente ou pessimamente remunerado.
D) Se aqueles que Deus chamou, entregando-lhes essa missão, semeiam
coisas espirituais, é justo que sejam sustentados por aqueles que
colhem benefícios dessa semeadura espiritual. O trabalho do pastor
traz benefícios para a igreja. Os benefícios não são só espirituais,
pois quando um cristão vai bem espiritualmente, ele também
prospera materialmente.

15
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

39. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Paulo aprofunda a questão da legitimidade do sustento do obreiro
pela igreja. Ele declara que o direito ao sustento é oriundo do
próprio trabalho. Quem se dedica a carreira militar recebe salário,
vestes apropriadas. Não é de sua responsabilidade custear estas
despesas. Ele é inteiramente sustentado pelos que o convocaram para
a guerra.
B) Quem se dedica à agricultura da mesma forma tem o seu ganho.
Come do fruto de sua vinha, da plantação. Seu salário dá-se não
somente em dinheiro mas também em frutos da terra. Quem se
dedica a atividade pecuária, também é sustentado (recompensado)
por seu trabalho. Alimenta-se do leite do rebanho. Ao usar estas
figuras Paulo mostra a necessidade das igrejas sustentarem seus
líderes espirituais.
C) Deus estava prevendo os problemas futuros quanto ao sustento do
ministério. Desta maneira tanto o que trabalha no plantio ou na
colheita, deve fazer o seu trabalho com esperança. Deus supre as
necessidades com os frutos do seu trabalho.
D) *Seria esse argumento uma idéia humana ou profissionalizante do
ministério? Os exemplos da vida diária não são os únicos
argumentos, a Lei também tem as suas diretrizes. O argumento não é
humano, pelo contrário está fundamentado na Lei do Senhor. Este
princípio já havia sido determinado pela Lei: Deuteronômio 25.4 diz
que não devemos tapar a boca do boi quando debulha, quando se
extrai os grãos da espiga. Estabelecendo isso, Deus está cuidando só
dos bois, provendo alimento para eles.

40. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Os cristãos são beneficiados pelo ministério e é justo que
recompensem os seus ministros. Será exigir demais que o crente
reparta com quem o ajudou a alcançar um pouco dessas bênçãos?
B) O direito ao sustento digno é reivindicado. Paulo lembra aos irmãos,
e a nós, que assim como os demais obreiros eram sustentados por
suas igrejas ele também tinha esse direito. O fato dele trabalhar
buscando o seu sustento era para que os irmãos não pensassem que
ele pregava o evangelho para alcançar benefícios materiais.
C) *O trabalho do ministério cristão não é lugar de descanso para
ninguém. A obra do ministério, da liderança da igreja, não exige
daqueles que a exercem inteira dedicação.
D) A igreja não pode ser relegada a um plano inferior nem deve ser
objeto das sobras do tempo do pastor. Para isto é necessário que o

16
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

chamado seja sustentado por ela para que lhe dedique o tempo
necessário ao seu crescimento e manutenção.

41. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Recordemos o exemplo dos sacerdotes e levitas. No Antigo
Testamento os servidores do culto recebiam do culto o seu sustento
(sacerdotes e levitas). Para que tivessem tempo e atenção para o
culto. Na igreja do Novo Testamento, não se pede menos do obreiro
(que ele dedique tempo e atenção prioritários ao culto e seus
resultados) nem dos cultuantes, que devem contribuir para o sustento
do obreiro.
B) Vale considerar que o apóstolo não estava legislando em causa
própria. Ainda que tivesse direito ao sustento não estava pedindo
nada para si; mas o seu objetivo era ensinar a igreja e aos ministros
sobre a dignidade do sustento (autorizado por Jesus, baseado na Lei
e na revelação recebida).
C) *Paulo usa de toda a sua autoridade para repreender os irmãos de
Corinto e exigir deles o sustento dos outros obreiros. Os obreiros não
vivem do evangelho por causa da glória ou posição social mas por
obrigação. Servir a causa de Deus é dever, obrigação de cada cristão.
O método de Deus para seu serviço é o homem. Se nós não o
servirmos, quem vai servir? Os anjos são os instrumentos de Deus.
Se deixarmos o serviço, a quem Ele vai usar? Temos um dever de
gratidão para com o Senhor. Ele fez tudo por nós. O que é que temos
feito por Ele?
D) Mas o bom obreiro recebe a tarefa e a realiza com boa vontade. Não
obstante ser uma obrigação devemos também anunciar o evangelho
por vontade própria. O cristão deve servir ao Senhor com prazer. O
seu prazer é estar envolvido com as coisas do reino de Deus? Quem
realiza o ministério por obrigação ou por medo do castigo, não tem
recompensa.

42. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) *Quem prega por amor, já é recompensado pela alegria com que
serve a Deus. Para Paulo a sua missão de proclamar o evangelho
estava envolvida com benefícios materiais (porquanto tinha todo o
direito).
B) Pregara e ministrara gratuitamente, sustentando-se com o resultado
do trabalho de suas próprias mãos. O seu galardão (recompensa) é a
alegria conquistada na realização da vontade de Deus no seu
ministério.

17
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

C) O método e a recompensa do verdadeiro ministério. um serviço


prestado a todos os homens: Paulo foi um pregador admirável,
missionário cônscio de suas responsabilidades e de seus deveres,
embaixador de Cristo cumprindo plenamente sua missão. Que
tremendo desafio para os ministros modernos você não acha? O alvo
ministerial foi o de ganhar o maior número de pessoas para Jesus e
embora tivesse defeitos como homem, creio que ninguém foi mais
fiel a seu Senhor e à missão recebida do que ele.
D) O seu amor pelos perdidos destaca-se em tudo o que ele fez. Ó Deus
dá-nos ministros com este amor! Tudo o que podia, desde que não
militasse contra a consciência e a ética cristã, ele o fazia tendo em
vista a salvação dos perdidos: livre fez-se escravo. O que você acha
que esse comportamento de Paulo sugere aos ministros hoje?

43. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Ele se aproximava de todas as classes sociais: de judeus que estavam
sob a lei, de gentios que não se punham sob a lei. Dos escrupulosos
que se escandalizavam facilmente, aqui chamados de fracos.
B) Ele respeitava todos e não tinha preconceito. Tudo ele fazia pelo
evangelho e pela recompensa, a alegria dos que alcançavam a vida
eterna.
C) O ministro participa da vida de cada crente convertido ao evangelho.
D) *O ministro já é recompensado com a salvação do pecador, mas não
é participante das alegrias de cada convertido.

44. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) O exercício do ministério deve ser realizado de maneira vitoriosa.
B) Que exemplos Paulo usou para falar desta necessidade? Nas corridas
apesar do fato de muitos participarem só um ganha o prêmio.
C) *Na vida e no serviço cristão, a recompensa é de uma pessoa
somente. Por isso o apóstolo recomenda: "correis de tal maneira que
o alcanceis".
D) Persistência, preparo, estratégia, são coisas necessárias tanto ao
corredor quanto ao ministro do evangelho.

45. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) O exercício do ministério exige disciplina.
B) *Não é só um atleta que necessita de disciplina para obter um bom
desempenho. O ministro precisa estar preparado, disciplinado, só
espiritualmente, não precisa estar preparado fisicamente.

18
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

C) A preparação espiritual envolve a busca da comunhão com Deus, a


abstenção de coisas que podem ser agradáveis mas nenhum proveito
trazem.
D) O serviço cristão dá recompensa tanto aqui como na eternidade. Os
frutos do trabalho produzem alegria nos ministros. O Senhor tem um
galardão para os servos que se tenham mantido fiéis, fazendo a
vontade dEle, e pondo-se à disposição para o crescimento do reino
de Deus.

46. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) O exemplo do apóstolo Paulo nos ensina.
B) Correr com a certeza da vitória = decidido a ganhar.
C) Um corredor que entra na pista imaginando a derrota, já perdeu.
D) *Na vida cristã sirvamos com a certeza da vitória. Lutar dando
golpes certeiros e seguros = não batendo no ar, como um lutador
despreparado. Treinar para acertar o adversário = o adversário, o
apóstolo vê em todos que lhe rodeiam nunca em si mesmo.

47. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) Então é necessário disciplina, disposição para o serviço, luta contra a
acomodação, permanente vigilância contra o pecado.
B) *Assim ele subjuga o seu corpo e o reduz a servidão = pregar o que
vive para não perder a autoridade. A incoerência reprova o ministro
diante de Deus, mas não lhe tira o galardão!
C) A igreja deve sustentar o seu pastor. E deve fazê-lo com
responsabilidade e amor. É muito triste quando uma igreja não
sustenta o seu pastor decentemente.
D) Paulo chega a recomendar os crentes - Em Gálatas 6.6 está escrito
que "o que está sendo instruído na Palavra, faça participante em
todas as boas coisas aquele que o instrui". Assim como no Antigo
Testamento os sacerdotes comiam do que é sagrado, o pastor e
qualquer outro obreiro similar o devem fazer.

48. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) O sustento de um pastor não deve ser na base do que os membros da
igreja têm, mas na base das necessidades do pastor e do quanto
precisa para exercer o tipo de ministério para o qual é convidado.
B) *De qualquer maneira, deve-se entender que o cargo de pastor não é
o mais importante dentre as ocupações, mesmo envolvendo as coisas
eternas.
C) Paulo compara o ministro de Deus com o militar que se alistou para
a guerra (2 Timóteo 2.1-5), é justo que o pastor tenha que trabalhar

19
FACULDADE DE TEOLOGIA SEMINÁRIO UNIDO - FTSU

(se embaraçar com os negócios desta vida) secularmente para que


sua família não sofra e dividir seu tempo com a igreja?
D) Naturalmente, um pastor não deve ser ganancioso e enriquecer-se
por meio do ministério.

49. Assinale o período que contém alguma afirmativa incorreta:


A) *No meio CRISTÃO, o pastor é quem toma conta do dinheiro da
Igreja.
B) Se é certo que, por questões éticas, o pastor não deve ficar buscando
interesses pessoais, é certo também que diáconos e outros líderes
devem providenciar os interesses do pastor para que ele se sinta a
vontade e confortável para fazer o seu trabalho sem constrangimento
e sem pressões de qualquer natureza.
C) Se uma igreja segue este caminho, ela cresce e vai bem. Se ela se
descuida disso, ela será sempre uma igreja rastejante.
D) Foi assim que Deus estabeleceu as coisas.

50. Assinale a alternativa correta:


A) Ministro é sinônimo de pastor.
B) Os ministros das igrejas locais primitivas eram presbíteros e diáconos.
C) Não houve profetas na Igreja primitiva.
D) Bispo é sinônimo de apóstolo.

20