You are on page 1of 2

NIPC - 503106054

P. C. de Utilidade Pública (DR 269 - 20/11/96)

Web Summit insiste na promoção da extrema direita francesa

Esteve confirmada no site da Altice Meo Arena a participação, enquanto oradora da
Web Summit a decorrer em Lisboa no próximo mês de novembro, Marine Le Pen, a atual
líder do partido Frente Nacional, defensor da máxima "Primeiro, os Franceses".

Após uma intensa denuncia pública da sua presença em Lisboa nas redes sociais, o nome
foi retirado do site, sem nenhuma explicação oficial da organização. Pensou-se que esta
retirada do seu nome da lista de oradores significasse também a retirada do convite.
Estivemos à espera da reação das entidades públicas e privadas envolvidas na
organização patrocínio e apoio ao evento, nomeadamente, o governo da república e a
CML, mas também a Freguesia da Ericeira, a Santa Casa da Misericórdia, a EDP, a Via
Verde, a Universidade Católica, etc.

Infelizmente, não só não apareceu nenhuma explicação oficial, sobre o convite inicial e
aparente recuo posterior, como surpreendente e inaceitavelmente, o nome de Marine
Le Pen volta a constar no portal do evento. É caso para se pensar que estratégia de
marketing servem estes avanços e recuos. Se o silêncio das entidades envolvidas até
aqui já era inaceitável, agora com esta reviravolta, ele tornou-se insustentável.

Convém salientar que apesar do re-branding da Frente Nacional, as suas ideias de um
estado securitário, fechado, nacionalista e racista mantêm-se. Não podemos dar palco

sosracismo@gmail.com * sosracismoporto@gmail.com * www.sosracismo.pt

NIPC - 503106054

P. C. de Utilidade Pública (DR 269 - 20/11/96)

a esta narrativa, nem contribuir para o branqueamento da sua imagem, quanto mais
num encontro que se quer globalizado e aberto como este. É de conhecimento público
que o Estado português tem apoiado o evento com cerca de 1,3 milhões de euros por
ano, repartido por várias entidades públicas. Ora, não podemos admitir que o erário
público contribua para a vinda de uma figura do nazi-fascismo europeu,
independentemente de tudo e, muito menos, numa altura em que o próprio estado
pelas recentes noticias tem-se mostrado preocupado com a reorganização da extrema-
direita em Portugal. Será que o Web Summit e as entidades públicas e privadas
envolvidas querem contribuir para transformar este evento numa apologia da extrema
direita racista? Quem tem responsabilidades públicas não se pode furtar ao escrutínio
público das suas escolhas, das inquietações e das consequências que delas resultam.

Não se trata de escolher entre liberdade de expressão e censura, mas sim, entre a
democracia e o ódio racial. O racismo não é uma opinião. Face ao exposto, o SOS
Racismo condena o convite a Marine Le Pen, exige a retirada do convite à líder da
Extrema-direita francesa e que todas entidades envolvidas na organização do
WebSummit tomem publicamente posição.

SOS Racismo 13/8/2018

sosracismo@gmail.com * sosracismoporto@gmail.com * www.sosracismo.pt