You are on page 1of 2

Atividades Unidade I

Question1
Notas: 3
Sobre a prestação de contas do Fundeb, identifique cada item abaixo como V (verdadeiro) ou F (falso).

a) As conseqüências de rejeição da prestação de contas do Fundeb, por irregularidades, para o chefe do Poder Executivo
estadual ou municipal são: a sujeição a processo por crime de responsabilidade; sujeição a processo penal e inelegibilidade, por cinco
anos.

b) O Fundeb envolve recursos públicos, portanto é necessário que ocorra a devida prestação de contas, porque isso é
dever constitucional .

c) Os principais documentos que compõem a prestação de contas do Fundeb são: formulário específico
elaborado pelo FNDE; extrato da conta bancária; parecer do Conselho de Acompanha mento Social .

d) A prestação de contas dos recursos financeiros do Fundeb deverá ser efetuada pelo Poder Executivo ao FNDE, de
acordo com as normas legais que regem o Fundo .

e) O prazo, a periodicidade e a forma de apresentação da prestação de contas dos recursos do Fundeb são definidos
pelos Tribunais de Contas dos Estados e Distrito Federal e Municípios .

f) Ao Tribunal de Contas cabe examinar tecnicamente, julgar e propor aprovação, ou não, das contas dos administradores
estaduais e municipais sobre o Fundo e, aplicar penalidades, na hipótese de irregularidades.

g) O não cumprimento das disposições legais de aplicação dos recursos do Fundeb acarreta as seguintes conseqüências
para os Estados e Municípios, dentre outras: impossibilidade de cel ebração de convênios e realização de operações de crédito e perda
da assistência financeira.

h) A prestação de contas dos recursos do Fundeb deve ser apresentada mensalmente pelo Poder Executivo local para o
FNDE

i) Qualquer cidadão comum poderá ter acesso à prestação de contas dos recursos financeiros do Fundo. Basta solicitar
cópia da mesma ao FNDE.

Question2
Notas: 3
Ordene as principais etapas do fluxo da prestação de Contas dos recursos do Fundeb, colocando -as na ordem em que devem ser
realizadas.

a) Cada ente governamental beneficiário (estados, Distrito Federal e


municípios) aplica os recursos de acordo com as orientações e critérios
específicos do Fundo (60%- Remuneração do Magistério e 40%- Outras
Ações de MDE (manutenção do desenvolvimento da educação), conforme
responsabilidades definidas na Constituição Federal (Estados: ensino
fundamental e médio; Distrito Federal: educação infantil, ensino
fundamental e médio; e Municípios: educação infantil e ensino
fundamental).

b) A prestação de contas é enviada, pelo Poder Executivo, ao Conselho do


Fundeb, que verifica se no processo de execução dos recursos foram
adotados os procedimentos e observados os critérios legais previstos na
legislação. Após avaliação o conselho emite seu parecer conclusivo.

c) Após apreciação e parecer, a prestação de contas é devolvida pelo


Conselho ao Poder Executivo respectivo, para os devidos ajustes (se
houver) e encaminhamento ao Tribunal de Contas encarregado do controle
externo e pela avaliação técnica da mesma.

d) No processo de execução dos recursos, ocorre o acompanhamento e o


controle social sobre a distribuição, a transferência e a aplicação dos
recursos dos Fundos, junto aos respectivos governos que os aplicaram.
e)O Poder Executivo encaminha a respectiva Prestação de Contas ao
Tribunal de Contas (Estadual, Distrital ou Municipal), responsável pela
fiscalização da aplicação dos recursos e pela avaliação técnica da mesma.

f) A União e os Estados e Distrito Feral, como unidades transferidoras de


recursos do Fundo (art. 16 da Lei nº 11.494/07), arrecadam as recei tas que
entram na sua composição e as disponibilizam ao agente financeiro (Banco
do Brasil) para distribuição aos entes governamentais beneficiários, com
base nos coeficientes de distribuição previamente calculados e fornecidos
pelo FNDE/MEC.

g) Os Tribunais de Contas avaliam a Prestação de Contas, considerando - a


aprovada ou reprovada. Se comprovadas irregularidades, aplicam as
penalidades cabíveis.

h) Concluída a execução dos recursos do Fundo, o Poder Executivo


(Estado, DF ou Município) consolida a prestação de contas, de acordo com
os critérios e determinações dos Tribunais de Contas.

i) O Banco do Brasil, com as informações repassadas pelo FNDE, credita os


recursos nas contas específicas do Fundo dos estados, do Distrito Federal
e municípios)

Question3
Notas: 4

Preencha as lacunas contidas nas frases abaixo:

a) Os investimentos em despesas de e Desenvolvimento do Ensino – MDE, com recursos do Fundeb, devem observar os

seguintes critérios: os devem efetuar despesas com os ensinos fundamental e ; e os municípios com a

educação e com o ensino .

b) A em relação ao investimento de recursos na educação básica é de responsabilidade dos de Contas,

do Público e da - Geral da União.

c) A dos recursos do Fundo é de responsabilidade do chefe do Poder e da autoridade responsável

pela de Educação ou órgão equivalente nos estados, Distrito Federal e municípios, devendo os recursos serem

movimentados utilizando-se a específica do Fundeb, mantida no Banco do ou Caixa Econômica Federal.

d) O pagamento das , a serem cobertas com recursos do Fundo, devem ser realizadas, pelos Estados,

Distrito Federal e Municípios, por meio em favor do credor.

e) Os recursos do Fundo creditados nas bancárias específicas, a serem utilizados em período superior a dias,

deverão ser aplicados em operações financeiras de curto ou de mercado aberto. Os resultantes das aplicações
financeiras devem ser utilizados adotando-se os mesmos procedimentos e critérios estabelecidos para o valor principal dos recursos

do .

f) Os de contas dos estados, Distrito Federal e municípios são responsáveis pela fiscalização da execução do Fundeb,

desde a sua composição, a aplicação dos recursos financeiros e análise da de contas. Estes Tribunais examinam,

aprovam, ou não, as contas dos administradores estaduais e municipais e aplicam , na hipótese de .

g) Em relação ao Fundo de âmbito estadual que não recebe da União, o Ministério Público Estadual toma

providências junto ao Poder , quando necessárias, em face de detectadas e apontadas pelos

Conselhos e/ou Tribunais de Contas, ou mesmo provenientes de denúncias dos comuns.