You are on page 1of 3

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO DISTRITO FEDERAL

REPRESENTAÇÃO (11541) - Processo nº 0601621-52.2018.6.07.0000

RELATOR(A): DIVA LUCY DE FARIA PEREIRA

REPRESENTANTE: COLIGAÇÃO BRASÍLIA DE MÃOS LIMPAS

Advogados do(a) REPRESENTANTE: JANAINA ROLEMBERG FRAGA - DF52708, BARBARA DO NASCIMENTO
PERTENCE - DF56000, GABRIELA ROLLEMBERG DE ALENCAR - DF25157, RODRIGO DA SILVA PEDREIRA -
DF29627, RAFAEL SASSE LOBATO - DF34897, PEDRO IVO GONCALVES ROLLEMBERG - DF54535, CAROLINA
LOUZADA PETRARCA - DF16535, CASSIO THITO ALVARES DE CASTRO - DF50568, RAISSA ALVES ARAUJO -
DF50947

REPRESENTADO: SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DO DF

Advogado do(a) REPRESENTADO:

DECISÃO

A COLIGAÇÃO BRASÍLIA DE MÃOS LIMPAS (PSB, PDT, PCdoB e REDE) representa em desfavor
do SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DO DISTRITO FEDERAL – SINPOL/DF que em 20/8/2018,
no canteiro central de via pública localizada em frente ao local onde se realiza o 12º Encontro do Fórum
Brasileiro de Segurança Pública, veiculou, de forma irregular, propaganda eleitoral negativa contra seu
candidato a Governador Rodrigo Rollemberg quando a ele fez referência ao reproduzir sua fisionomia em
um boneco inflável do personagem infantil Pinóquio. Diz que “o uso do boneco com imagem do
candidato, com o nariz comprido (em clara alusão à figura de “Pinóquio”, personagem infantil conhecido
por mentir) tem o único objetivo de macular a imagem de Rodrigo Rollemberg”. Afirma que o meio
publicitário utilizado, dado seu caráter pejorativo, tem potencialidade para prejudicar o candidato porque
cria artificialmente, com relação a ele, na opinião pública, um estado mental negativo. Invoca o art. 242
do Código Eleitoral, o art. 37, caput e parágrafo 1º, da Lei n. 9504/97 e o art. 14 da Resolução TSE nº

Assinado eletronicamente por: DIVA LUCY DE FARIA PEREIRA - 21/08/2018 16:24:56 Num. 41672 - Pág. 1
https://pje.tre-df.jus.br:8443/pje-web/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?x=18082116245566900000000041232
Número do documento: 18082116245566900000000041232
23.551/17. Assevera estar legalmente vedada a veiculação de propaganda eleitoral por meio de bonecos.
Certificando presentes os requisitos da fumaça do bom direito e do perigo da demora, pede em tutela
liminar “ seja determinada “a imediata remoção do boneco e a expressa proibição de que ele seja
novamente utilizado, sob pena de multa de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) por cada utilização indevida do
boneco”. Requer, após notificação da parte representada e oitiva do Ministério Público, venha
estabelecida obrigação de não fazer proibindo em definitivo, sob pena de aplicação de multa, o uso do
boneco na propaganda eleitoral (Id 41153/41157). Instruem a peça vestibular documentos de Id 41159,
41160 e 41158.

Passo ao exame do pedido liminar.

As alegações de fato e de direito apresentadas pela COLIGAÇÃO BRASÍLIA DE MÃOS LIMPAS (PSB,
PDT, PCdoB e REDE) fazem crer esteja de fato o SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DO DISTRITO
FEDERAL – SINPOL/DF a realizar propaganda eleitoral irregular em bem público pelo uso de boneco do
candidato a Governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg. A conduta assim praticada, em
princípio, confere plausibilidade ao argumento de que a situação concreta encontra vedação na lei
eleitoral (Art. 37, caput, da Lei n. 9504/97 e art. 14 da Res. TSE nº 23.551/17). É o juízo que, em
perfunctório exame da prova documental reunida aos autos, se pode extrair.

Nesse contexto, em exame prelibatório, parece razoável a afirmativa inicial quanto a estarem presentes
nas alegações aduzidas pela Representante os requisitos atinentes ao fumus boni iuris e ao periculum in
mora, dado o risco potencial de que venha o candidato a Governador Rodrigo Rollemberg a suportar
prejuízo por força de indevida vinculação de sua pessoa a imagem reconhecida pelo público em geral
como pejorativa. Não verifico, ainda, qualquer risco de dano reverso.

No que concerne ao valor da multa a ser aplicada em caso de inobservância do provimento concedido em
tutela liminar, creio imprescindível atentar à escala prevista na legislação eleitoral, respeitando assim os
padrões de proporcionalidade estabelecidos pelo legislador. De tal sorte, considerando o parâmetro
mínimo e máximo ali estabelecido, entendo suficiente para evitar a reiteração da conduta liminarmente
reconhecida irregular o estabelecimento de multa na importância de R$ 4.000,00 (quatro mil reais).

Quanto ao pedido para que a citação e intimações se façam por meio eletrônico, apesar dos comandos
expressos no caput e parágrafos do Artigo 8º da Res. 23.547/17, impossível acolhe-lo diante da absoluta
falta de elementos de convicção que possam minimamente afirmar a correção do endereço indicado pela
Representante na peça vestibular (Art. 8º, Res. 23.547/17).

Posto isso, tendo em conta as disposições da lei processual civil (art. 300) e da legislação eleitoral (art.
37, parágrafo 1º, da Lei n. 9504/97 e art. 14, parágrafo 1º, da Resolução TSE nº 23.551/17), DEFIRO o
pedido liminar, com o que CONCEDE A TUTELA DE URGÊNCIA postulada para, até final
julgamento da presente Representação:

1. PROIBIR AO SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DO DISTRITO FEDERAL – SINPOL/DF
A UTILIZAÇÃO DO BONECO ´PINÓQUIO’ COM ALUSÃO AO CANDIDATO RODRIGO
ROLLEMBERG, SOB PENA DE PAGAMENTO DE MULTA QUE FIXO EM R$ 4.000,00 E
QUE INCIDIRÁ A CADA VEZ QUE VERIFICADO O DESCUMPRIMENTO DA
OBRIGAÇÃO DE NÃO FAZER ORA ESTABELECIDA;
2. ORDENAR A REMOÇÃO do boneco do local onde, nos termos da peça vestibular, teria sido ele
colocado: canteiro da via pública em frente à sede do 12º Encontro do Fórum Brasileiro de
Segurança Pública.

Cite-se e intime-se o Representado, por meio de oficial de justiça, para, querendo, apresentar defesa no
prazo de 2 (dois) dias, conforme dispõem o caput e parágrafo 4º do Art. 8º da Res. 23.547/17.

Assinado eletronicamente por: DIVA LUCY DE FARIA PEREIRA - 21/08/2018 16:24:56 Num. 41672 - Pág. 2
https://pje.tre-df.jus.br:8443/pje-web/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?x=18082116245566900000000041232
Número do documento: 18082116245566900000000041232
Intime-se.

Brasília-DF, 21 de agosto de 2018.

Desembargador(a) Eleitoral DIVA LUCY DE FARIA PEREIRA
Relator(a)

Assinado eletronicamente por: DIVA LUCY DE FARIA PEREIRA - 21/08/2018 16:24:56 Num. 41672 - Pág. 3
https://pje.tre-df.jus.br:8443/pje-web/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?x=18082116245566900000000041232
Número do documento: 18082116245566900000000041232