You are on page 1of 170
ARI C SOCIEDADE SOCOLOCIOL : SOMOS Di A OLOCIC DA AIS LAHAR ANTROPOLOGIA SOCIAL | EDITORES ARTE E SOCIEDADE Os ensaios reunides neste volume represen- tam, cm conjuntc, uma etapa decisiva para a in- corporagio do mundo da arte como problematica significativa para a ciéncia social brasileira, reve- lando a preocupacéo ¢€ os objetivos comuns de uma Teflexdo sistemética sobze diferentes aspectos da criagho e da produgéo artisticas, seja em termos teéricos mais amolos, seja em termos de andlise de problemas ¢ situagies mais especificas Nesse sentido, de resto, esses ensaios deram — © agora, de certa’ maneira, voltam a dar — conti- nuidade série, em quatro volumes, Sociologia da Arte, também publicada sob a orientacdo © respon- sal lade do Professor Gu.sERTO VELHO, na qual foram apresentados textos com a intengdo de criar, Jongo dos anos, um suporte propriamente socio- logico para _o estudo da Arte em suas diferentes manifestagdes ¢ aspectos, estabelecendo-se, com isso, marcos e mapas basicos de orientagdo talvez nem sempre homogéneos © unificados, mas sempre re- presentativos de alfernativas para o encaminhamen- to dessa _problemética. Os textos aqui inseridos remetem o leitor a uma vasta ¢ variada gama de temas em Ciencias Sociais, desde problemas de estrutura de classes € estratificagio social até estudos de sistemas de pa- Tentesco, passando por questGes de campo intelec- tual, antropologia politica, modos de produgio, etc. ‘Assim, fa2 nitidamente parte do discurso da Cién- ia Social, sem que isto signifique que nfo existam de varias’ maneiras, ¢ sob diferentes Angulos, con- tribuigdes dicetamente teis para o publico interes- sado em arte em geral. Cada vez mais o discurso sécio-antropolégico torna-se essencial para os mais variados © aparentemente dispares campos de co- nhecimente. No caso brasileiro, particularmente, as crescentes necessidades de debate a respeito da na- tureza de nossa sociedade e cultura fazem com que, € interesses sintam-se compelidas a pensar e opinar sobre as nossas perspectivas ¢ futuro. A Arte tem desempenhado um papel particularmente vigoroso na luta contra o obscurantismo, nas suas mais diversas Formas, Por isso mesmo, cabe pensar sobre suas ca- racteristicas ¢ possibilidades num esforgo de rela vizagio € contextualizagdo em que nio $6 0 pro- duto artistico propriamente dito seja_examinado, mas, também, as proprias condigées de sua pro- dugdo, a carreira do artista, suas estratégias € vi- cissitudes. Com isso, estaremos contribuindo s6 para o desenvolvimetno da ciéncia propriamente dita, mas para uma visio critica mais refinada de nossa realidade sécio-politica. Da ARTE E SOCIEDADE Ensaios de Sociologia da Arte