You are on page 1of 15

No ato da concepção do projeto estrutural, quando se trata do elemento "lajes", algumas

recomendações devem ser observadas, haja vista a norma reguladora.

Dentre as afirmativas abaixo, quais são fidedignas as recomendações da NBR 6118/2014,


em relação aos furos que atravessam as lajes na direção de sua espessura?

I - "...as dimensões da abertura devem corresponder a 1/10 do vão menor;" item 13.2.6
II - "...De maneira geral os furos têm dimensões pequenas em relação ao elemento
estrutural enquanto as aberturas não. Um conjunto de furos muito próximos deve ser
tratado como uma abertura." item 13.2.5
III - "...Em qualquer caso, a distância mínima de um furo a face mais próxima da viga deve
ser no mínimo igual á 5 cm e duas vezes o cobrimento previsto para esta face." item
13.2.5.1
IV - "... A distância entre faces de abertura adjacentes deve ser maior que a metade do
menor vão." item 13.2.5.2

I, II, III e IV.


Somente IV.
Nenhuma está correta
I, II e IV, apenas.
I e II apenas.

Como em todas áreas do conhecimento ligadas à engenharia, a concepção do projeto de


edificações em concreto armado é regulada por algumas normatizações. Analise as
afirmativas abaixo e marque a alternativa que contenha apenas assertivas corretas:

I - A NBR 6118 é a norma que dispõe sobre as densidades dos materiais empregados no
cálculo de estruturas.

II - A NBR 5739 regulamenta o ensaio de compressão de corpos de prova.

III - Os processos para modelagem de corpos de prova cilíndricos são encontrados na


NBR 5742.

IV- As ações a serem consideradas em pilares, bem como seus coeficientes de majoração,
são encontradas na NBR 6120.

I,II e III, apenas.

I e IV, apenas.
I, II e IV, apenas.

Apenas II.

IV, apenas.
O que se pode dizer a respeito de furos que atravessam a laje na direção de sua espessura?

Em lajes lisas ou lajes-cogumelo, quando forem previstos furos e aberturas em


elementos estruturais, seu efeito na resistência e na deformação deve ser verificado
e podem ser ultrapassados os limites previstos nesta Norma, obedecido o disposto:
a) a seção do concreto remanescente da parte central ou sobre o apoio da laje deve
ser capaz de equilibrar os esforços no estado-limite de serviço, correspondentes a
essa seção sem aberturas;
b) as seções das armaduras interrompidas devem ser substituídas por seções
equivalentes de reforço;
c) no caso de aberturas em regiões próximas a pilares, nas lajes lisas ou cogumelo, o
modelo de cálculo não deve prever o equilíbrio das forças cortantes atuantes nessas
regiões.
De maneira geral os furos têm dimensões pequenas em relação ao elemento
estrutural enquanto as aberturas não. Um conjunto de furos muito próximos não deve
ser tratado como uma abertura. A verificação de resistência e deformação previstas
acima deve sempre ser realizada.

Em lajes lisas ou lajes-cogumelo, quando forem previstos furos e aberturas em


elementos estruturais, seu efeito na resistência e na deformação deve ser verificado e
não podem ser ultrapassados os limites previstos nesta Norma, obedecido o disposto:
a) a seção do concreto remanescente da parte central ou sobre o apoio da laje deve
ser capaz de equilibrar os esforços no estado-limite último, correspondentes a essa
seção sem aberturas;
b) as seções das armaduras interrompidas devem ser substituídas por seções
equivalentes de reforço, devidamente ancoradas;
c) no caso de aberturas em regiões próximas a pilares, nas lajes lisas ou cogumelo, o
modelo de cálculo deve prever o equilíbrio das forças cortantes atuantes nessas
regiões.
De maneira geral os furos têm dimensões pequenas em relação ao elemento
estrutural enquanto as aberturas não. Um conjunto de furos muito próximos deve ser
tratado como uma abertura. A verificação de resistência e deformação previstas acima
deve sempre ser realizada.

Em lajes lisas ou lajes-cogumelo não devem ser respeitadas, simultaneamente, para


dispensa da verificação, as seguintes condições:
a) furos em zona de tração e a uma distância da face do apoio de no mínimo 1,5 h,
onde h é a altura da viga;
b) dimensão do furo de no máximo 12 cm e h/3;
c) distância entre faces de furos, em um mesmo tramo, de no mínimo 1,5 h;
d) cobrimentos suficientes e não seccionamento das armaduras

Em lajes lisas ou lajes-cogumelo devem ser respeitadas, simultaneamente, para


dispensa da verificação, as seguintes condições:
a) furos em zona de tração e a uma distância da face do apoio de no mínimo 1,5 h,
onde h é a altura da viga;
b) dimensão do furo de no máximo 10 cm e h/3;
c) distância entre faces de furos, em um mesmo tramo, de no mínimo 1,5 h;
d) cobrimentos suficientes e não seccionamento das armaduras

Em lajes lisas ou lajes-cogumelo devem ser respeitadas, simultaneamente, para


dispensa da verificação, as seguintes condições:
a) furos em zona de tração e a uma distância da face do apoio de no mínimo 2 h,
onde h é a altura da viga;
b) dimensão do furo de no máximo 12 cm e h/3;
c) distância entre faces de furos, em um mesmo tramo, de no mínimo 2 h;
d) cobrimentos suficientes e não seccionamento das armaduras
Consideram-se canalizações embutidas as que resultem em aberturas segundo o eixo
longitudinal de um elemento linear, contidas em um elemento de superfície ou imersas no
interior de um elemento de volume. Os elementos estruturais não podem conter
canalizações embutidas nos seguintes casos: Item 13.2.6
a) canalizações sem isolamento adequado, quando destinadas à passagem de fluidos
com temperatura que se afaste em mais de 15 °C da temperatura ambiente, a menos
que seja realizada uma verificação específica do efeito da temperatura;
b) canalizações destinadas a suportar pressões internas maiores que 0,3 MPa;
c) canalizações embutidas em pilares de concreto, quer imersas no material ou em
espaços vazios internos ao elemento estrutural, sem a existência de aberturas para
drenagem.

a) canalizações com isolamento adequado, quando destinadas à passagem de fluidos


com temperatura que se afaste em mais de 5 °C da temperatura ambiente, a menos
que seja realizada uma verificação específica do efeito da temperatura;
b) canalizações destinadas a suportar pressões internas maiores que 20 MPa;
c) canalizações embutidas em pilares de concreto, quer imersas no material ou em
espaços vazios externas ao elemento estrutural, sem a existência de aberturas para
drenagem.

a) canalizações com isolamento adequado, quando destinadas à passagem de fluidos


com temperatura que se afaste em mais de 15 °C da temperatura ambiente, a menos
que seja realizada uma verificação específica do efeito da temperatura;
b) canalizações destinadas a suportar pressões internas maiores que 3 MPa;
c) canalizações embutidas em pilares de concreto, quer imersas no material ou em
espaços vazios internos ao elemento estrutural, com a existência de aberturas para
drenagem.

a) canalizações com isolamento adequado, quando destinadas à passagem de fluidos


com temperatura que se afaste em mais de 25 °C da temperatura ambiente, a menos
que seja realizada uma verificação específica do efeito da temperatura;
b) canalizações destinadas a suportar pressões internas maiores que 20 MPa;
c) canalizações embutidas em pilares de concreto, quer imersas no material ou em
espaços vazios internos ao elemento estrutural, com a existência de aberturas para
drenagem.

a) canalizações com isolamento adequado, quando destinadas à passagem de fluidos


com temperatura que se afaste em mais de 25 °C da temperatura ambiente, a menos
que seja realizada uma verificação específica do efeito da temperatura;
b) canalizações destinadas a suportar pressões externas maiores que 3 MPa;
c) canalizações embutidas em pilares de concreto, quer imersas no material ou em
espaços vazios internos ao elemento estrutural, com a existência de aberturas para
drenagem.
Para o cálculo das reações de apoio das lajes maciças retangulares com carga uniforme,
podem ser feitas as seguintes aproximações e quando a análise plástica não for efetuada,
as charneiras podem ser aproximadas por retas inclinadas, a partir dos vértices, com os
seguintes ângulos:
— 90° entre dois apoios diferentes;
— 45° a partir do apoio considerado engastado, se o outro for considerado
simplesmente apoiado;
— 60° a partir do engaste, quando a borda vizinha for apoiada.
— 90° entre dois apoios do mesmo tipo;
— 45° a partir do apoio considerado engastado, se o outro for considerado
simplesmente apoiado;
— 60° a partir do apoio, quando a borda vizinha for livre.
— 60° entre dois apoios do mesmo tipo;
— 90° a partir do apoio considerado engastado, se o outro for considerado
simplesmente apoiado;
— 45° a partir do apoio, quando a borda vizinha for livre.
— 60° entre dois apoios diferentes;
— 45° a partir do apoio considerado engastado, se o outro for considerado
simplesmente apoiado;
— 90° a partir do engaste, quando a borda vizinha for apoiada.
— 45° entre dois apoios do mesmo tipo;
— 60° a partir do apoio considerado engastado, se o outro for considerado
simplesmente apoiado;
— 90° a partir do apoio, quando a borda vizinha for livre.

Ensaios comprobatórios de desempenho da durabilidade da estrutura frente ao tipo e


classe de agressividade prevista em projeto devem estabelecer os parâmetros mínimos a
serem atendidos.
Na falta destes e devido à existência de uma forte correspondência entre a relação
água/cimento e a resistência à compressão do concreto e sua durabilidade, permite-se que
sejam adotados
os requisitos mínimos.

Qual classe de concreto atende, segundo a NBR 6118/2014, a classe de agressividade II.

≥C30
≥C20
≥C25
≥C40
≥C35

Segundo a ABNT NBR 6120, ao longo dos parapeitos e balcões devem ser consideradas
aplicadas, uma carga horizontal na altura do corrimão e uma carga vertical mínima. Qual é
o valor destas cargas nesta ordem?

0,2kN/m e 8kN/m
2kN/m e 6kN/m
0,8kN/m e 2kN/m
0,2kN/m e 0,6kN/m
0,2kN/m e 0,8kN/m
Segundo a NBR 6118:2014, Quanto a Exigências de durabilidade relacionadas à fissuração
e à proteção da armadura, em função das classes de agressividade ambiental, para o
Concreto Armado, Qual é a Exigência relativa à fissuração para o Estado Limite de Serviço
e Classe de Agressividade II e III? Tabela 13.4

Não há
Wk ≤ 0,2 mm
Wk ≤ 0,3 mm
Wk ≤ 0,4 mm
Wk ≤ 0,5 mm

Com base no desenho esquemático abaixo de um apartamento tipo residêncial. Sabe-se


que a regularização do piso foi feito de concreto simples com espessura de 65mm; e o
reboco do teto foi feito com argamassa de cal cimento e areia com espessura de 50mm; a
espessura da laje consta no projeto acima;o tipo de piso consta no projeto acima e a
espessura é de 30mm, verifique o tipo de laje segundo Bares. Calcule a área de aço da
laje 03, sabe-se que d’= 3cm, concreto C-25 e aço CA-50

Obs. Não se esqueça de verificar as condições especiais de apoio

Não se esqueça de fazer a compatibilização dos Momentos Fletores


Armadura Positiva
As = 2,42 cm²/m
As = 1,92 cm²/m
Armadura Negativa
As = 3,93 cm²/m
As = 3,73 cm²/m

Armadura Positiva
As = 2,21 cm²/m
As = 2,21 cm²/m
Armadura Negativa
As = 5,15 cm²/m
As = 4,33 cm²/m

Armadura Positiva
As = 1,87 cm²/m
As = 1,41 cm²/m
Armadura Negativa
As = 4,76 cm²/m
As = 3,68 cm²/m

Armadura Positiva
As = 2,21 cm²/m
As = 2,21 cm²/m
Armadura Negativa
As = 3,93 cm²/m
As = 4,33 cm²/m

Armadura Positiva
As = 2,16cm²/m
As = 1,70 cm²/m
Armadura Negativa
As = 3,73 cm²/m
As = 4,33 cm²/m
Com base no desenho esquemático abaixo de um apartamento tipo residêncial.
sabe-se que a regularização do piso foi feito de concreto simples com
espessura de 65mm; e o reboco do teto foi feito com argamassa de cal cimento
e areia com espessura de 50mm; a espessura da laje consta no projeto
acima;o tipo de piso consta no projeto acima e a espessura é de 30mm,
verifique o tipo de laje segundo Bares. Calcule a área de aço da laje 04, sabe-
se que d’= 3cm, concreto C-25 e aço CA-50

Obs. Não se esqueça de verificar as condições especiais de apoio

Não se esqueça de fazer a compatibilização dos Momentos Fletores


Armadura Positiva
As = 2,67 cm²/m
As = 2,13 cm²/m
Armadura Negativa
As = 5,30 cm²/m
As = 5,55 cm²/m
As = 5,23 cm²/m

Armadura Positiva
As = 1,99 cm²/m
As = 1,30 cm²/m
Armadura Negativa
As = 5,15 cm²/m
As = 3,73 cm²/m
As = 5,23 cm²/m

Armadura Positiva
As = 2,16 cm²/m
As = 1,70 cm²/m
Armadura Negativa
As = 3,73 cm²/m
As = 4,33 cm²/m
As = 5,23 cm²/m

Armadura Positiva
As = 2,21 cm²/m
As = 2,21 cm²/m
Armadura Negativa
As = 3,93 cm²/m
As = 4,33 cm²/m
As = 4,33 cm²/m

Armadura Positiva
As = 2,21 cm²/m
As = 2,21 cm²/m
Armadura Negativa
As = 5,15 cm²/m
As = 4,33 cm²/m
As = 3,73 cm²/m
Com base no desenho esquemático abaixo de um apartamento tipo residêncial. sabe-se
que a regularização do piso foi feito de concreto simples com espessura de 65mm; e o
reboco do teto foi feito com argamassa de cal cimento e areia com espessura de 50mm; a
espessura da laje consta no projeto acima;o tipo de piso consta no projeto acima e a
espessura é de 30mm, verifique o tipo de laje segundo Bares. Calcule o Momento
compatibilizado entre a laje 01 e a laje 02, sabe-se que d’= 3cm, concreto C-25 e aço
CA-50

Obs. Não se esqueça de verificar as condições especiais de apoio

Não se esqueça de fazer a compatibilização dos Momentos Fletores

13,92 kN.m/m
14,72 kN.m/m
14,57 kN.m/m
15,46 kN.m/m
12,21 kN.m/m
Com base no desenho esquemático abaixo de um apartamento tipo residêncial. sabe-se
que a regularização do piso foi feito de concreto simples com espessura de 65mm; e o
reboco do teto foi feito com argamassa de cal cimento e areia com espessura de 50mm; a
espessura da laje consta no projeto acima;o tipo de piso consta no projeto acima e a
espessura é de 30mm, verifique o tipo de laje segundo Bares. Calcule a área de aço da
laje 02, sabe-se que d’= 3cm, concreto C-25 e aço CA-50

Obs. Não se esqueça de verificar as condições especiais de apoio

Não se esqueça de fazer a compatibilização dos Momentos Fletores


Armadura Positiva
As = 1,99 cm²/m
As = 1,30 cm²/m
Armadura Negativa
As = 5,15 cm²/m
As = 3,73 cm²/m

Armadura Positiva
As = 2,16 cm²/m
As = 1,70 cm²/m
Armadura Negativa
As = 3,73 cm²/m
As = 4,33 cm²/m

Armadura Positiva
As = 1,96 cm²/m
As = 2,19 cm²/m
Armadura Negativa
As = 4,44 cm²/m
As = 3,90 cm²/m

Armadura Positiva
As = 2,21 cm²/m
As = 2,21 cm²/m
Armadura Negativa
As = 5,15 cm²/m
As = 4,33 cm²/m

Armadura Positiva
As = 2,42 cm²/m
As = 1,92 cm²/m
Armadura Negativa
As = 3,93 cm²/m
As = 3,73 cm²/m
Com base no desenho esquemático abaixo de um apartamento tipo representado na figura
abaixo, Numere e determine as cargas(kN/m²) de todos os cômodos do apartamento tipo
abaixo, sabe-se que a regularização do piso foi feita com argamassa de areia e cimento
com espessura de 5cm; e o reboco do teto foi feito com argamassa de cal areia e cimento
com espessura de 4cm; a espessura da laje consta no projeto acima;o tipo de piso consta
no projeto acima e a espessura é de 3cm, verifique o tipo de laje segundo Marcus.

.L1 = 6,86 (Tipo 2 e 3);L2 = 6,61 (Tipo 3); L3 = 7,10 (Tipo 3); L4 = 7,90 (Tipo 2);
.L1 = 5,11 (Tipo 2);L2 = 6,40 (Tipo 4); L3 = 5,36 (Tipo 3); L4 = 5,40 (Tipo 3).
.L1 = 5,65 (Tipo 2);L2 = 6,40 (Tipo 4); L3 = 5,90 (Tipo 3); L4 = 5,40 (Tipo 2);
.L1 = 5,11 (Tipo 2 e 3);L2 = 6,40 (Tipo 2); L3 = 7,40 (Tipo 3); L4 = 6,90 (Tipo 2);
.L1 = 7,15 (Tipo 2);L2 = 7,90 (Tipo 4); L3 = 7,40 (Tipo 2); L4 = 6,90 (Tipo 3);
Qual é o valor da área de aço entre a laje 02 e 04 do apartamento tipo representado na figura abaixo,
sabe-se que a regularização do piso foi feita com argamassa de areia e cimento com espessura de 5cm; e
o reboco do teto foi feito com argamassa de cal areia e cimento com espessura de 4cm; a espessura da
laje consta no projeto acima; o tipo de piso consta no projeto acima e a espessura é de 3cm, verifique o
tipo de laje segundo Marcus.

Para fazer os cálculos considere que: d’= 2cm, concreto C-25 e aço CA-50.

2,34 cm²/m
4,11 cm²/m
2,90 cm²/m
3,64 cm²/m
1,89 cm²/m
Qual é o valor do momento compatibilizado entre a laje 02 e 04 do apartamento tipo representado na
figura abaixo, sabe-se que a regularização do piso foi feita com argamassa de areia e cimento com
espessura de 5cm; e o reboco do teto foi feito com argamassa de cal areia e cimento com espessura de
4cm; a espessura da laje consta no projeto acima;o tipo de piso consta no projeto acima e a espessura é
de 3cm, verifique o tipo de laje segundo Marcus.

7,31 kN.m
9,51 kN.m
12,22 kN.m
10,41kN.m
10,15 kN.m
Qual é o valor da área de aço entre a laje 03 e 04 do apartamento tipo representado na figura abaixo,
sabe-se que a regularização do piso foi feita com argamassa de areia e cimento com espessura de 5cm; e
o reboco do teto foi feito com argamassa de cal areia e cimento com espessura de 4cm; a espessura da
laje consta no projeto acima;o tipo de piso consta no projeto acima e a espessura é de 3cm, verifique o
tipo de laje segundo Marcus.

Para fazer os cálculos considere que: d’= 2cm, concreto C-25 e aço CA-50.

2,90 cm²/m
3,51 cm²/m
2,16 cm²/m
1,34 cm²/m
4,64 cm²/m