You are on page 1of 17

Derivadas Parciais

. Os resultados aqui obtidos podem ser generalizados para os casos de funções com um número maior de variáveis. uma tradução simples do conceito de derivadas parciais. possibilitando desta maneira.y) . z=f(x. que permitem uma visualização gráfica. Funções de várias variáveis Derivadas Parciais Vejamos o caso de funções de duas variáveis independentes.

y0). y0 ) x é a derivada dessa função em relação a x aplicada no ponto (x0. Funções de várias variáveis Definição Seja z = f(x. y0  e mantendo-se x constante. mantendo-se y constante. a derivada f parcial de f(x.y) em relação a x no ponto (x0. em relação a y aplicada no ponto (x0. designando por f x0 . designada por ( x0 .y0).y) uma função de duas variáveis reais. Analogamente.y0). y .

y0 )  3 y0 x0 2  y0 2 ( x0 . y )   x 3  2 xy x x y y Num ponto ( x0 . y0 ) f f ( x0 . y )   3 yx 2  y 2 ( x. y0 )  x0  2 x0 y0 3 x y .y) = yx3 + xy2. f f f f ( x. Funções de várias variáveis Exemplo 1 Calcule a derivadas parciais da função f(x.

y )  x  4 xy no ponto (1. Funções de várias variáveis Exemplo 2 3 Calcule as derivadas parciais da função f ( x.º método f y 3 f ( 2) 3 8 20  4 x3  (1.2). 3 1.2)  4(1)  3  4  x 3 x 3 3 3 f 3 xy 2 f   xy 2 (1.2)  1.2 2  4 y 3 y .

y )  1  3 h' ( y )  y 2 h' (2)  4 Logo.2)  (1.2) fazendo y=2 e derivando a função para uma única variável. para x=1: y3 h( y )  f (1.Exemplo 2 2. y )  x  4 em relação a x 3 no ponto (1.2)  4 x 3 y . 8x g ( x)  f ( x.º método xy 3 Encontramos a derivada parcial de f ( x. f 20 e f (1.2)  x 4  3 8 8 20 g ' ( x)  4 x3  g ' (1)  4   3 3 3 Analogamente.

Interpretação geométrica das derivadas parciais .

Notação Se z=f(x. y )  f yx ( x. Funções de várias variáveis Derivadas Parciais de ordens superiores As derivadas parciais de ordem superior são obtidas calculando as derivadas parciais das funções já derivadas. y ) yx y  x  . y ) y 2 y  y  2z   z      z xy ( x. podem-se calcular quatro derivadas parciais de segunda ordem com as respectivas notações de acordo com as expressões abaixo: 2  z   z      z xx ( x. y )  f xy ( x. y )  f yy ( x.y). y ) x 2 x  x  2z   z      z yy ( x. y )  f xx ( x. y ) xy x  y  2z   z      z yx ( x.

a segunda derivada.Exemplo Calcule as derivadas parciais de segunda ordem da função f(x. Temos que: f f  6 x 2 . calculada agora em relação a y: 2 f   (6 x 2e5 y )  30 x 2 .e5 y x y Portanto.e5 y xy x E a segunda derivada da derivada parcial em relação a x.e5 y y 2 Ainda podemos calcular a segunda derivada da derivada parcial em relação a y.e5y.e5 y yx y . em relação a x é: 2 f  12 x.e5 y x 2 E a segunda derivada.e5 y  10 x 3. calculada agora em relação a x: 2  f   (10 x 3e5 y )  30 x 2 .y) = 2x3. em relação a y é: 2 f  50 x3.

y) está definida numa certa vizinhança de (x0. e x y xy yx então  2 f  2 f . Isto não é coincidência. Funções de várias variáveis Derivadas Parciais de ordens superiores No nosso exemplo as duas últimas derivadas (as mistas) deram o mesmo resultado. A igualdade ocorre desde certas condições sejam satisfeitas.y0) e é tal que as derivadas f f  2 f  2 f existem e são contínuas nessa vizinhança.  xy yx . . Proposição Se f(x. .

que por sua vez. A quantidade produzida expressa-se como função do tempo.    . variam com o tempo. Funções de várias variáveis Regra da Cadeia A regra da cadeia para funções de várias variáveis tem o intuito de calcular derivadas parciais de funções compostas de várias variáveis. ou seja. y(t)) = P(t) A regra da cadeia para a composição desta natureza é dada por:  p  dx  p  dy P '(t )    .  x  dt  y  dt . x = x(t) e y = y(t). de acordo com a seguinte expressão: P = p(x(t) . Suponha que a função P = p(x.y) com derivadas parciais contínuas represente a quantidade produzida de um determinado bem a partir de matérias-primas x e y.

1 l x l y l . . Calcule as derivadas parciais da receita em relação ao capital e ao trabalho. como funções de tais variáveis.y) = xy2. Suponha que estas quantidades dependam do capital k e do trabalho l.3  2(4k  3l )(3k  l ). Para aplicar a Regra da Cadeia calcular as seguintes derivadas parciais: . de acordo com as funções x = 4k + 3l e y = 3k + l. .4  2(4k  3l )(3k  l ).Exemplo Considere uma firma cuja receita expressa-se através da função R(x. e x x x y k l k l 4 3 k l R  y 2  (3k  l ) 2 x y y 3 1 R k l  2 xy  2(4k  3l )(3k  l ) y R R x R y    (3k  l ) 2 . onde x e y representam as quantidades de dois bens produzidos.3 Regra da Cadeia: k x k y k R R x R y    (3k  l ) 2 . . R R x x y y .

y)=k. A ideia básica é semelhante ao mapeamento do relevo de um terreno. Funções de várias variáveis Curvas de nível As curvas de nível são maneiras de descrever. que se chama uma curva de nível da função f(x. geometricamente. digamos z=k. o comportamento das funções de duas variáveis. y) . Dando-se um valor particular para z. obtemos uma equação em duas variáveis f(x. Esta equação define uma curva no plano XOY. Esta curva é a projeção ortogonal sobre o plano XOY da curva-intersecção do plano z=k com o gráfico da função z = f(x.y) referente ao valor k.

Curvas de nível Para traduzir um gráfico de z = f(x. Exemplo 1 Reconhecer e representar graficamente o gráfico da função z = f(x. obtemos as curvas de nível: x2+y2=c. . Fazendo z=c.y) = x2 + y2. Cada projeção é uma circunferência de centro na origem e raio c .y) em curvas de nível. basta esboçar as curvas intersecção de f(x. desde que c>0.y) com z = c. para diferentes valores de c.

Funções de várias variáveis Exemplos de outras curvas .

y0 )   ( x0 . ( x0 . é o vetor livre cujas coordenadas são: f f x ( x0 . y0 ).y0) ou grad f(x0. y0 )  x y  .y0).y) num ponto (x0. y0 ) Simbolicamente:  f f  f ( x0 . Funções de várias variáveis Gradiente de uma função O gradiente de uma função f(x. y0 ) e y ( x0 . designado por f(x0.y0).

3).3)  x y  1 f f 2 2 (1.y) em relação a x e y: 1 2 f 2 f  6 xy  x 3 y 2  3x 2  2 x 3 y x 3 y No ponto (1.3)   (1.y) no ponto (1.3  (1) 3 (3) 2  18  6  12 (1. Resolução: Calculemos a derivada parcial da função f(x. .3)  3(1) 2  2(1) 3 (3)  3 x 3 y Portanto.y) = 3x2y-x2/3. (1.3)  6. o gradiente da função f(x.1.-3].3)=[12. Funções de várias variáveis Exemplo 2 Calcule o gradiente da função f(x.3).3) é o vetor f(1.y2 no ponto (1.3):  f f  f (1.