You are on page 1of 6

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO
CENTRO DE ENGENHARIAS
CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

RAMON REIS COSTA

EQUAÇÕES DE NAVIER STOKES

MOSSORÓ
2018

e que diferentemente das equações algébricas. movimentos das estrelas dentro da galáxia. estas razões correspondem a suas derivadas. em vez disto. As equações de Navier- Stokes para o caso mais simples de um fluido ideal com viscosidade zero. fluxos da água em oceanos. fluxo ao redor de aerofólios (asas). Em termos práticos. Elas também são usadas no projeto de aeronaves e carros. a analise dos efeitos da poluição. Estas equações estabelecem que mudanças no momento e aceleração de uma partícula fluída são simplesmente o produto (resultado) das mudanças na pressão e forças viscosas dissipativas (similar a fricção) atuando dentro do fluido. propagação de fumaça em incêndios. elas são um dos mais úteis conjuntos de equações. elas podem ser usadas para a modelagem e estudos na magnetodinâmica. etc. . o estudo do fluxo sanguíneo. Juntamente com as equações de Maxwell. estabelecem que a aceleração (a razão de variação da velocidade) é proporcional a derivada da pressão interna. São equações a derivadas parciais que permitem determinar os campos de velocidade e de pressão. Foram denominadas assim após Claude- Louis Navier e George Gabriel Stokes desenvolverem um conjunto de equações que descreveriam o movimento das substâncias fluidas tais como líquidos e gases. elas estabelecem relações entre as taxas de variação ou fluxos destas quantidades. Em termos matemáticos.O Teorema de Navier Stokes INTRODUÇÃO O que são: As equações de Navier Stokes são equações diferenciais que descrevem o escoamento de fluidos. Esta força viscosa se origina na interação molecular e atua como gavinhas para fluido. Elas são usadas para modelar o clima. o projeto de usinas de força. pois descrevem a física de um grande número de fenômenos de interesse econômico e acadêmico. etc. Estas são equações diferenciais que descrevem o movimento do fluido. Portanto. correntes oceânicas. não procuram estabelecer uma relação entre as variáveis de interesse (por exemplo. velocidade e pressão). Isto significa que as soluções das equações de Navier-Stokes para um dado problema físico devem ser obtidas com a ajuda do cálculo.

somente os casos mais simples podem ser resolvidos desta forma e suas soluções exatas são conhecidas. Para situações mais complexas. . portanto. Concluindo. que é uma necessária lei constitutiva para o tensor de tensões como mostrado abaixo. sigla do inglês Computational Fluid Dynamics ou Dinâmica dos Fluidos Computacional A equação: A forma geral das equações de Navier-Stokes para a conservação do momento é: 𝐷𝑣 𝜌 = 𝛻. está incompleta. tais como um sistema de clima global como o El Niño ou a sustentação em uma asa. deve ser feita uma hipótese na forma de 𝑃. temos: 𝐷𝑣 𝜌 = −𝛻𝑃 + 𝛻. Isso sem considerar que o fluido está em equilíbrio ou não. associada como a parte isotrópica do tensor. Estes casos freqüentemente envolvem fluxo não-turbulento em estado estacionário (o fluxo não varia como o tempo) no qual a viscosidade do fluido é grande ou sua velocidade pequena (número de Reynolds pequenos). 𝑇 − 𝜌𝑓 𝐷𝑡 Onde 𝑇 é a somatória da diagonal principal de 𝑃. Essa equação. Para completa-la. Este é um campo da ciência conhecido como CFD. 𝑃 + 𝜌𝑓 𝐷𝑡 𝑝 0 0 𝜎𝑥𝑥 𝜏𝑥𝑦 𝜏𝑥𝑧 (0 𝑝 0) + (𝜏𝑦𝑥 𝜎𝑦𝑦 𝜏𝑦𝑧 ) 0 0 𝑝 𝜏𝑧𝑥 𝜏𝑧𝑦 𝜎𝑧𝑧 Onde 𝜎 representa a tensão normal. 𝜏 a tensão tangencial (cisalhamento) e 𝑝 representa a tensão estática. as soluções para a equação de Navier-Stokes freqüentemente devem ser encontradas com a ajuda de computadores.

para condições de contorno adequadas. em principio.𝑣) 𝛿𝑥𝑗 𝛿𝑥𝑖 3 𝑖𝑗 Onde 𝜇 é a viscosidade do fluido e 𝛿𝑖𝑗 é o delta Kronecker (1 pra i=j. e das soluções de contorno do domínio de estudo. Formas Especiais: Estas são algumas simplificações usuais do problema para as quais algumas soluções são conhecidas. . 0 pra i≠j) Fluidos Bingham: Nos fluidos de Bingham. permitindo que as leis de conservação sejam expressas como equações diferenciais parciais. tem-se algo ligeiramente diferente: 𝜏 𝛿𝑣 𝛿𝑣 𝑖𝑗 =𝜏0 +𝜇𝛿𝑥 𝑖 . Fluidos Newtonianos: Nos fluidos Newtonianos as seguintes hipóteses são válidas: 𝑝 𝛿𝑣 𝛿𝑣𝑗 2 𝑖𝑗 =−𝑝𝛿𝑖𝑗 +𝜇( 𝑖 + − 𝛿 ∇. A solução depende das propriedades do fluxo (tais como viscosidade. que pode ser resolvido. Os três componentes das equações de Navier-Stokes mais a conservação da massa (equação de continuidade) formam um sistema fechado de equações diferenciais parciais bem definidas para estas variáveis. calor específico. No caso de fluidos incompressíveis (densidade constante). A equação pode ser convertida para equações de Wilkinson pelo uso de variáveis secundárias vorticidade e função de fluxo. as variáveis a serem selecionadas são os componentes da pressão e velocidade. e condutividade térmica). Alguns exemplos comuns são pasta de dente e massa de modelagem.𝛿𝑥𝑖 >0 𝑗 𝑗 Estes são fluidos capazes de suportar algum força de cisalhamento antes de iniciar o fluxo.O fluxo é tido como sendo diferenciável e contínuo.

. fluxos da água. a distribuição de velocidade possui a mesmo método para obtenção.Aplicações: As aplicações das Equações a serem discutidas são diversas em importantes campos da ciência. a situação é análoga. distinguido apenas no fato do escoamento em uma superfície inclinada. estudos na magnetodinâmica.  Distribuição de velocidade de um fluido sobre um plano inclinado A distribuição de velocidade é por vezes especialmente característica. como o projeto de usinas. onde podem ser tão fundamentais como as Equações de Maxwell. como para um escoamento laminar. sobre um plano inclinado com largura e comprimento infinitos. conforme é mostrado no esquema da Figura 1: Figura 1: Fluido Newtoniano Em parte. movimento das estrelas. ou mais aplicadas à Engenharia.Stokes dos respectivos eixo são aplicadas as condições de escoamento. O escoamento é permanente e a espessura da camada de fluido sobre o plano é L. Com a equação da continuidade e as equações de Navier. Neste momento. propagação da fumaça. além de várias outras aplicações. de massa especifica ρ e viscosidade μ constantes. totalmente desenvolvido. como na observação do fenômeno do El Niño. construções havendo interação suficientemente complexa com fluidos. de um fluido newtoniano.

2010. Historical Notes: Navier-Stokes equations. Dissertação (Mestrado) . Notes for Chapter 8.REFERÊNCIAS WOLFRAM.Universidade Federal da Paraíba. . 2010. A New Kind of Science. Análise das Equações de Navier-Stokes no escoamento bidimensional em dutos com formulação em variáveis primitivas via GITT. Juanice Helena de. 81 f. Stephen. Page 996. Paraíba. ANDRADE.