You are on page 1of 4

52

PROVA DE AVALIAÇÃO 3

Em cada conjunto de afirmações, seleciona a alínea que permite obter a única opção correta.

1. Observa a figura 1 que representa o balanço global da radiação solar.

1.1. Os processos que intervêm na quantidade de energia solar que chega à Terra são:
(A) absorção, difusão, concentração. (C) difusão, absorção, reflexão.
(B) reflexão, osmose, absorção. (D) compressão, contacto, difusão.
1.2. No processo de absorção intervêm, fundamentalmente, os seguintes gases:
(A) vapor de água, dióxido de carbono e ozono. (C) ozono, hidrogénio e hélio.
(B) oxigénio, ozono e azoto. (D) gases raros, ozono e vapor de água.
1.3. A reflexão da energia solar pela Terra (albedo) é, em média, superior nas regiões…
(A) cobertas por florestas. (C) oceânicas.
(B) cobertas por gelo. (D) montanhosas.
1.4. O efeito de estufa resulta da…
(A) radiação terrestre.
(B) sucessão dos dias e das noites.
(C) absorção da radiação terrestre pelos GEE.
(D) difusão da radiação solar pelos gases e poeiras atmosféricas.

DP11GP ©Porto Editora


53

1.5. Os valores mais elevados de radiação solar registam-se…


(A) no equador. (C) nas médias latitudes.
(B) nos trópicos. (D) nos polos.

II

1. Observa o mapa da figura 2.

1.1. A rede urbana pode ser definida como o conjunto de lugares urbanos…
(A) distribuídos uniformemente pelo território nacional.
(B) distribuídos pelo território nacional, segundo a sua dimensão demográfica.
(C) distribuídos pelo território nacional e considerados nas suas interações e dependências.
(D) distribuídos pelas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto.
1.2. A rede urbana portuguesa classifica-se de…
(A) monocêntrica. (C) acéfala.
(B) irregular. (D) policéfala.

DP11GP ©Porto Editora


54

1.3. A rede urbana portuguesa caracteriza-se pelo predomínio de cidades de…


(A) grande dimensão. (C) média dimensão.
(B) pequena dimensão. (D) grande e muito grande dimensão.
1.4. O processo de litoralização em Portugal…
(A) traduz-se na concentração de lugares urbanos no litoral.
(B) não tem significado demográfico e funcional.
(C) é recente, tendo-se iniciado após o 25 de Abril de 1974.
(D) decorre das cidades que vivem da função portuária.
1.5. As cidades de média dimensão…
(A) dominam no interior do país.
(B) constituem polos de coesão e de desenvolvimento territorial.
(C) têm vindo a diminuir, dando lugar a cidades de grandes dimensões.
(D) podem dar um importante contributo para a fixação da população no litoral.

III

1. Observa a figura 3.

1.1. Refere dois exemplos de parcerias que é possível encontrar nas novas relações urbano-rurais.
1.2. Descreve a importância das cidades médias, como Vila Real, no desenvolvimento equilibrado
do país.
1.3. Equaciona a importância do desenvolvimento das redes de comunicação na intensificação das
relações de complementaridade entre espaços urbano-rurais.
1.4. Explica de que forma o desenvolvimento harmonioso do país passa pela intensificação das
parcerias entre os espaços rurais e os espaços urbanos.

DP11GP ©Porto Editora


55

IV

1. Observa o mapa seguinte.

1.1. Compara a hierarquia funcional da rede urbana portuguesa com a rede urbana europeia,
tendo por base o indicador económico que a figura 4 ilustra.
1.2. Apresenta duas causas explicativas da situação descrita.
1.3. Refere dois outros indicadores que também podem ser usados para caracterizar a hierarquia
de uma rede urbana.
1.4. Explica as potencialidades da cidade de Lisboa e da respetiva área metropolitana para
ascender na rede urbana europeia, considerando:
• a sua posição geográfica;
• o tipo de funções a desenvolver.

DP11GP ©Porto Editora