You are on page 1of 15

9 PASSOS PARA COMEÇAR

SEU PROJETO SEM


DINHEIRO
1-O que te faz vibrar na profissão e na
vida? Prefere falar sobre saúde,
educação, política, moda ou
economia? Com o que tens
mais afinidades?
Você gosta de produzir
notícias ou conteúdo
especializado?

Desenvolve tão bem alguma


atividade que poderia
compartilhar esse
Faria abordagem nacional, conhecimento? Design, tricô,
no seu bairro? Cidade ou música...
estado?

Gosta tanto de arte, de


economia doméstica, de
educação física, de carros,
que poderia se
especializar e falar sobre Uma causa que te
isso para seu público? sensibiliza?
Para ajudar, propomos duas reflexões:
A primeira, de Steve Jobs:
Se hoje fosse o último dia de minha vida, queria fazer o que vou fazer hoje?

A segunda, tem a ver com propósito:


Qual marca você quer deixar no mundo?
Sugestão de vídeo - EU MAIOR
2-Alie seu desejo à sua bagagem e
conhecimento
“O effectuation, ou
abordagem efetiva, nada
mais é que um processo
dinâmico e criativo que
tem por objetivo o
desenvolvimento de Com o método Effectuation, de Saras
novas ideias em um Sarasvathy, professora da Universidade de Virgínia
(EUA), você pode identificar sua própria realidade e
ambiente empreendedor transformá-la em novas possibilidades

sem a necessidade de um Exercite respondendo as questões abaixo:


plano de negócios.” 1) Quem eu sou?
Saras Sarasvathy 2) O que sei fazer?
3) Quem eu conheço?
Depois das três questões centrais (repetidas neste slide), responda também as outras três
seguintes do esquema abaixo. Assim, conseguirá chegar a seus novos objetivos e novos meios
(como realizar).

Quem sou eu? O que posso


O que sei? fazer? Pessoas
Quem eu que
conheço? conheço

Novos
objetivos
Compromisso
dos parceiros*
*compromisso dos
parceiros é o que
Novos possíveis parceiros,
dentre as pessoas que
meios você conhece, poderiam
fazer para te ajudar.
3 - Pense em que categoria seu público está e seu
conteúdo se encaixa
Pequenas e grandes startup's de jornalismo, criadas pelo mundo, estão delimitadas, em geral, nestas três categorias:

DEMOGRÁFICA: segmento de público


por idade, cultura, religião ou origem
étnica.
GEOGRÁFICA: conteúdo PSICOGRÁFICA: tema específico de
focado em uma localização, Ex: Afreakka , AzMina interesse como artes, ciências,
área ou região específica. esportes, cozinhar, praticar corrida...

Ex: Amazônia Real , Calle Ex: Revista DR, Futebol de Campo


2
4-Definido seu projeto, pesquise sua concorrência
Faça uma varredura, da web às redes sociais

* que canais seus concorrentes usam


* frequência de produção e postagem
* linha editorial
* faz anúncio ou não? Com que frequência?
* como é a participação do público, o engajamento (comentam e/ou
compartilham?)
* levante a faixa etária e de onde são os seguidores;
* seus status; interesses; comportamentos; assuntos e/ou marcas de preferência
* se não tiver concorrência igual, pesquise a semelhante e analise de 4 a 5 exemplos
5-Escolha uma plataforma para criar sua página
No futuro você precisará migrar para uma página com domínio.

Webnode
Yola Blogger

WordPress
Wix
Websitebuilder
É fácil de usar, tem Tem uma equipe que
diferentes temas está permanentemente
aprimorando-o

Nós para personalizar

usamos
o Word
Press

Também é otimizado Tem temas gratuitos e


para interagir com as é o mais usado no
mídias sociais mundo
6-Use seus conhecimentos e serviços para firmar
parcerias, fazer trocas​
Essa dica é bem simples, porém muito eficaz. Quando se interessar por algum serviço e não
tiver grana para investir naquele momento, por exemplo, uma logomarca, proponha uma
troca com um profissional conhecido que faça esse trabalho.

Ofereça seus serviços de comunicação, o que


você sabe fazer bem, em troca do
desenvolvimento da marca. Esse é um dos
lados bons da crise e também do mundo
colaborativo, o número de permutas tem
crescido muito.
Então, não tema jamais, pois o não você já
tem. Nossa logo é fruto de uma parceria
bacanérrima, entre outras que já fechamos.
;)
7-Tenha uma
estratégia para as
redes sociais
É impossível, em um projeto solo, e
desnecessário estar em todas.

O direcionamento e o público de seu


negócio é que vão apontar as redes
mais indicadas.
Facebook e Instagram
São as mais usadas atualmente, o facebook é nosso predileto no
momento, mas já usamos o instagram também. Buscamos publicar,
interagir de 3 a 5 vezes por semana nessas redes.

Twitter, Google +, Whats App


Atente-se, pois cada rede social exige formatos diferentes para se
comunicar com o público, por mais que você possa explorar o mesmo
conteúdo. Também usamos twitter e Google+.

LinkedIn, Periscope, Snapchat


São redes mais específicas e que têm crescido: linkedin voltado aos
negócios, o snapchat conquistando os jovens e o periscope como
ferramenta para transmissões.
8-Ingresse em grupos, comunidades voltadas ao
empreendedorismo e ao desenvolvimento

Nesses grupos você vai encontrar possíveis escambos,


vai trocar muita informação, vivência, ajudar e ser
ajudado e até firmar parcerias.

Eu prefiro os presenciais, mas também existem muitos


virtuais. Na própria rede já encontramos muitos
parceiros para o Reinventa Jornalista, gente de longe,
que está engajada em propósitos muito semelhantes.

Caso na tua cidade, no teu segmento, não tiver nenhum


grupo desses, trate de criar o primeiro! Chame colegas,
profissionais de outras áreas e “mãos a obra”.
9 - Dê o primeiro passo
Embora pareça clichê, este é o passo que falta para muita gente
talentosa começar a empreender.

Enquanto você não começar, seu projeto não vai sair da gaveta. Às
vezes o que falta é só um pequeno gesto, a criação de uma fan page
no facebook, a abertura de uma conta no WordPress, a publicação de
um artigo.

Planejamento é importante, mas não espere o momento perfeito


para lançar seu negócio. Ele não existe. O momento perfeito é aquele
em que você pega suas idéias e as executa.

Você é o único responsável pelo seu sonho e é você quem decide se ele
vai se tornar realidade.