You are on page 1of 2

Poder Judiciário da União

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS


TERRITÓRIOS

1VAFAZPUB
1ª Vara da Fazenda Pública do DF

Número do processo: 0704268-06.2018.8.07.0018

Classe judicial: CUMPRIMENTO DE SENTENÇA (156)

REPRESENTANTE: ANDREA NUNES EXEQUENTE: S. N. D.

EXECUTADO: DISTRITO FEDERAL

DECISÃO INTERLOCUTÓRIA

A parte autora comunica o descumprimento de decisão liminar confirmada em sentença transitada em


julgado, a qual determinou ao Distrito Federal que forneça bomba de infusão de insulina e todos os
insumos necessários ao tratamento de diabetes à parte autora, necessário ao seu tratamento e nos
termos da prescrição médica.

Apesar da preclusão desta, a decisão até hoje não foi cumprida. Constata-se, pois, verdadeiro e
injustificado descumprimento de ordem judicial, com o que se culmina por relegar a um patamar rasteiro
o direito à vida e o direito à saúde, assegurados pela Constituição a todos os brasileiros.

Tais direitos são, contudo, inalienáveis, indisponíveis, não-transacionáveis e cujo exercício não se sujeita
a qualquer outra condição. Entre o direito à vida e a indisponibilidade dos bens públicos, não pode haver
qualquer dúvida quanto à inequívoca preponderância do primeiro, como já decidiu o egrégio Superior
Tribunal de Justiça (REsp 1069810/RS, Rel. Ministro NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO, PRIMEIRA
SEÇÃO, julgado em 23/10/2013, DJe 06/11/2013), em precedente julgado pelo rito dos recursos
repetitivos, confirmando o poder geral de cautela do Judiciário em adotar as medidas necessárias a
efetivação de suas decisões que visem guarnecer o direito à saúde da parte autora

Assim, ante aos reiterados descumprimentos, determino o bloqueio de verbas públicas, no montante de
R$ 10.258,25 , valor suficiente a custear o tratamento da autora, por 1 ano.

Intime-se, por oficial de justiça, o Secretário de Estado de Saúde e o Distrito Federal, para ciência do
bloqueio e para que comprovem o cumprimento da ordem judicial proferido nos autos, no prazo de 48
(quarenta e oito) horas a contar da intimação, sob pena liberação do valor bloqueado à parte Autora.

Fica desde já a parte autora fica advertida de que o primeiro alvará será de R$ 3.848,25, valor
correspondente a 3 (três) meses de tratamento somado aos custos de aquisição do equipamento, uma vez
que , conforme orientação aprovada na II Jornada de Direito da Saúde, a liberação de valores deve ser
feita de forma gradual. Por sua vez, os próximos alvarás, caso permaneça o descumprimento, serão de R$
2.221,00.

Decisão Sequestro (11977717) SEI 00020-00014216/2017-34 / pg. 6

Número do documento: 18081317533540800000020379156


https://pje.tjdft.jus.br/consultapublica/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18081317533540800000020379156
Assinado eletronicamente por: ANDRE SILVA RIBEIRO - 13/08/2018 17:53:35 Num. 21178063
23032431 - Pág. 1
6
Caso seja expedido alvará, somente com a prestação de contas feita pela parte autora, com a juntada de
nota fiscal, e informação de que o Distrito Federal continua a descumprir obrigação, que será expedido
novo alvará correspondente a mais 3 meses de tratamento, sendo tal procedimento adotado para os
próximos alvarás a serem liberados até o esgotamento da quantia penhorada.

ATRIBUO A PRESENTE DECISÃO FORÇA DE MANDADO.

Certifique o oficial de justiça a data e hora em que fora entregue o mandado

Cumpra-se o mandado no regime de plantão, conforme art. 212, §2º, CPC.

BRASÍLIA, DF, 13 de agosto de 2018 16:59:07.

ANDRE SILVA RIBEIRO

Juiz de Direito Substituto

Decisão Sequestro (11977717) SEI 00020-00014216/2017-34 / pg. 7

Número do documento: 18081317533540800000020379156


https://pje.tjdft.jus.br/consultapublica/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18081317533540800000020379156
Assinado eletronicamente por: ANDRE SILVA RIBEIRO - 13/08/2018 17:53:35 Num. 21178063
23032431 - Pág. 2
7