You are on page 1of 12

INSTITUTO FEDERAL DE ENSINO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ

CAMPUS TERESINA-CENTRAL
DIRETORIA DE ENSINO
DEPARTAMENTO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA
PROF: JOAQUIM SOARES DA COSTA JÚNIOR E RAFAEL LISANDRO PEREIRA DA
ROCHA

SOLUÇÕES.

HELLYAN WILKER MIRANDA JANSEN

TERESINA-PI, JUNHO DE 2018
3

Sumário
Resumo ....................................................................................................................................... 4
Objetivos gerais ........................................................................ Error! Bookmark not defined.
Objetivos específicos: ............................................................... Error! Bookmark not defined.
Introdução ................................................................................................................................... 5
Material, reagente e procedimento. ............................................................................................ 7
Procedimento .............................................................................................................................. 9
Resultados obtidos e discursão ................................................................................................. 10
Conclusão ................................................................................................................................. 11
Referências ............................................................................................................................... 12

.
4

Resumo.
As misturas homogêneas de duas ou mais substâncias é o que consideram-se de
soluções. No experimento foi preparado duas soluções, uma com hidróxido de sódio e outra
com ácido clorídrico, ambas dissolvida em água liquida. Para preparar a solução nas
concentrações certas, calcular as massas dos solutos, buscar suas propriedades e usar utensílios
de medição para obtenção do conteúdo exato.
5

Introdução
Os matérias existente no cotidiano são, geralmente, misturas de duas ou mais
substâncias o que lhe delimita, quando homogêneo, a característica de solução. O sangue é
apenas uma mistura, pois ao ser olhado à microscópico não apresenta homogeneidade, mas o
melado, usado na produção de doces, é uma solução, pois suas moléculas de açúcar estão tão
misturadas com a água que não podemos distingui-los. Atkins, P., & De Paula, J. (2010). Físico-
Química - Volume1.

Os componentes de uma solução são sempre o solvente, o que está em maior
quantidade e faz a dissolução, e o soluto, que sofre a dissolução e está em menor quantidade. A
dissolução de substâncias é um processo de dispersão de moléculas ocorrendo assim a
uniformidade do material. As soluções advém das interações das moléculas contidas nela, se a
moléculas de soluto apresentarem as mesmas forças que o do seu solvente, há uma interação
entre soluto e solvente e há a agregações de suas estruturas moleculares. Brown, T. L., Lemay,
H. E., Bursten, B. E., Catherine, J., Petrucci, R. H., Harwood, W. S. Perry, M. Theodore L.
Brown, H. Eugene LeMay, Jr., Bruce E. Bursten, & Catherine J. Química a ciência central. 13
ed,- Sao Paulo. (2006).

A solubilidade de soluções está sempre envolvida com a polaridade de seus
componentes assim um componente iônico sempre irá se dissolver em um solvente polar, em
regra geral “semelhante dissolve semelhante” assim os sais constantemente apresentarão uma
grande solubilidade em água. O processo de dissolução ocorre sempre que há um contato entre
solvente e soluto, vencendo barreiras físicas, e as moléculas entre os dois vencem as próprias
interações, atração entre soluto-solvente tenham mais interações que a dos soluto-soluto e do -
solvente-solvente. Russel, J. B. (1994). Química Geral. Makron Books.

A molalidade é uma atributo importante das solução, ela define a concentração de
soluto no solvente baseando-se na massa molar da substancia pelo volume usado. E o Ph da
substância define seu potencial hidrogeniônico ou a concentração de íon de hidrogênio na
solução, sendo uma medida adimensional, necessária apenas para definição de basicidade ou
acidez da substância. Chang, R., & Goldsby, K. A. (2013). Chang - Química, 11a Edição
(Bookman).

A formação do hidróxido de sódio na indústria é obtido pela eletrolise da solução
aquosa de cloreto de sódio. É um dos álcalis mais importante produzidos atualmente e é
comercializado pelo nome de soda cáustica e pode ser usado na produção de sabões, papel e
detergentes. Ele é um hidróxido higroscópico, logo se ele for continuamente exposto ao ar
absorve a água e se transforma em um liquido. Além disso, é notável a característica básica do
hidróxido de sódio, pois ele apresenta uma hidroxila que é liberada em soluções aquosas e isso
lhe dar esse caráter de substância básica. Atkins, P. (2003). Físico-Química (3a edição)

O acido clorídrico é um dos ácidos mais fortes que existe na natureza, ele é encontrado
no estômago humano, especificamente ele constitui junto com outras enzimas o suco gástrico.
Normalmente ele é um gás, mas é muito usado em laboratórios comprimido dentro de um
liquido. Sendo produzido a partir da mesma reação do hidróxido de sódio. Atkins, P. (2003).
Físico-Química (3a edição)
6

A titulação ou volumetria é sempre e usada quando precisa descobrir a concentração
desconhecida de uma solução, utilizando outra solução de concentração determinada,
denominada solução padrão, para que quando as duas soluções encontram seu ponto de
igualdade ou ponto de equivalência possa se calcular a concentração da solução indeterminada.
Esse método é usado em substancia que não se encaixam nos termos de consideração de padrões
primários. O ponto de equivalência é ponto onde as duas soluções usadas, a de concentração
desconhecida e a solução padrão, reagem completamente uma com a outra e um modo de
verificar se as mesmas reagiram por inteiro é com uso de indicadores visuais ou métodos
instrumentais que se caracteriza nas mudança de propriedade da substancia. Temos por
exemplo; medida de pH, condutividade, temperatura. Chang, R., & Goldsby, K. A. (2013).
Chang - Química, 11a Edição (Bookman).
7

Objetivos gerais
 Entender as propriedades física das soluções
 Obter concentrações diferentes nas soluções
Objetivos específicos:
 Obter dados da propriedade do hidróxido de sódio e ácido clorídrico.
 Efetuar medidas de concentrações nos solutos.
 Executar titulações
 Discernir soluções ácidas e básicas
8
9

Material, reagente e procedimento
 Ácido clorídrico
 Água destilada
 Balança analítica
 Balão volumétrico 500 mL/ 1000 mL
 Bastão de vidro
 Bureta
 Copo de béquer de 250 mL
 Erlenmeyer
 Funil de vidro
 Fenolftaleína – indicador ácido-base
 Pisseta com água destilada
 Pipeta volumétrica 50 mL
 Pipeta graduada 10 mL

Procedimento
1. Ao preparar a solução de 0,1 mol/L de HCl (ácido clorídrico) a partir de uma solução
concentrada de 37% e de densidade igual 1,18 g/mL. primeiro meça a quantidade de 4,16
mL de soluto, que foi obtido por meio do calculo da solução concentrada, para aplicação
em 500 mL de água destilada, assim há obtenção da solução em valores exatos.
1.1. Usando a pipeta volumétrica colha o valor exato de HCl e misture à 500 mL de água
dentro de um balão volumétrico. Após o processo cuidadoso de sua dissolução transfira
para um recipiente de armazenamento no qual irá ser retido.
2. Para preparação da solução de NaOH usa-se 4 g da substância em 1L de água para se obter
a solução de 0,1 mol/L.
2.1. Após o processo de dissolução da substância necessita padroniza-la. Usa-se o Biftalato
de potássio como solução padrão. Já em ponto de uso e com todo material montado,
insira em um Erlenmeyer 0,204 g da substância titulante e dissolva em 25 mL de água.
2.2. Acrescenta 2 gotas de fenolftaleína no Erlenmeyer para verificação do ponto final ao
chegar a cor rósea.
3. Em uma bureta coloque a solução que precisa ser padronizada e na ponta coloque o
Erlenmeyer com a solução de Biftalato de potássio.
3.1. Abra a bureta e deixei o liquido escorrer para o Erlenmeyer, e misturando para ocorrer
a homogeneização, feche a bureta assim que for verificado seu ponto de equivalência.
Repita esses procedimentos com triplicatas.
10

Resultados e discursão

Conseguiu-se alcançar os valores pretendidos da primeira solução de HCl já que ela é
uma substância de fácil manuseio e verificação de propriedades. com a solução de 500 ml
O segundo procedimento como temos um substancia de padrão secundário, por causa
das características higroscópica, o hidróxido de sódio necessita de uma padronização no qual
foi usado o Biftalato de potássio na reação e como verificação de ponto final foi colocado duas
gotas de fenolftaleína, indicador ácido-base, na solução para ser visível o ponto de reação total
das substancias. E como resultado obtivemos que em 11mL a solução atingia seu ponto de
equivalência um valor bem próximo do esperado como real. Com cálculos obtivemos que a
molaridade do hidróxido foi bem próximo do esperado, também, tendo pouco variado de seu
valor real que é 0,1 mol/L.
Tabela 1 – massas de Biftalato de potássio usada e a molaridade encontrada.

Massa/gramas mol/l
0,206 g 0,091
0,208 g 0,092
0,205 g 0,09125

.
11

Conclusão
 As propriedades intermoleculares.
 Importância da estrutura de uma molécula nas suas características.
 O ponto de ebulição da agua e o ponto de fusão do α-naftol e do acido benzoico.
 Energia de um sistema.
 A obtenção de dados no cotidiano.
12

Referências
Atkins, P. (2003). Físico-Química (3a edição)

Brown, T. L., Lemay, H. E., Bursten, B. E., Catherine, J., Petrucci, R. H., Harwood,
W. S., … Perry, M. (2009). 408 Theodore L. Brown, H. Eugene LeMay, Jr., Bruce E. Bursten,
& Catherine J. (2006)

Chang, R., & Goldsby, K. A. (2013). Chang - Química, 11a Edição (Bookman).

(SKOOG, D. A., WEST, D. M., HOLLER, F. J., & COUCH, S. R. (2005). FUNDAMENTOS DE
QUÍMICA ANALÍTICA.)
13